Page 1

Quarta-feira

Ano XVI w NATAL-RN,

2 DE ABRIL DE 2014 w Nº 4.900

R$ 1,00

w jornaldehoje.com.br

MP APURA IRREGULARIDADES EM EVENTO QUE CONFIRMOU A CHAPA HENRIQUE/WILMA

Heracles Dantas

> CAMPANHA ANTES DO TEMPO?

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL QUER SABER SE HOUVE LANÇAMENTO DE CANDIDATURA FORA DO PRAZO LEGAL E, CONSEQUENTEMENTE, PROPAGANDA ELEITORAL ANTECIPADA. COLIGAÇÃO PODERÁ SER MULTADA

POLÍTICA 3 José Aldenir

Padre Lucas já comemora. Decreto de canonização será assinado amanhã

> SANTO

Vaticano adia canonização do Padre José de Anchieta CIDADE 13

> GASTRONOMIA

Bistrô Toque de Cheff faz sucesso logo ali em Pium CULTURA 9

ESCREVEM ARTIGOS NA EDIÇÃO DE HOJE Gileno Guanabara Elísio Augusto Medeiros Silva Maciel Matias Carlos Linneu T. Fernandes Costa Berilo de Castro Armando Negreiros

OPINIÃO - Página 2

Mobilização esta manhã na Praça Sete de Setembro, em frente à Assembleia Legislativa, marca o 2 de abril e chama atenção para a luta diária por direitos como Saúde, Educação e Lazer. CIDADA 8 Wellington Rocha

> SEGURANÇA PARA A COPA EM NATAL

Quase 3 mil homens estarão trabalhando nos dias de jogos CIDADE 10

> COMÉRCIO DE HORTIFRUTIS

Falta de infraestrutura é o principal problema da Ceasa Comércio caótico, falta de estacionamento e mau cheiro são algumas das reclamações de empresários, vendedores, funcionários e clientes da Central de Abastecimen-

to do Rio Grande do Norte. A estrutura não suporta a demanda diária e a qualidade do serviço está prejudicada. Questão será discutida hoje na Assembleia Legislativa. CIDADE 6

> COPA DO BRASIL

ABC precisa reverter vantagem da Desportiva para avançar ESPORTE 14

Túlio Lemos

Marcos A. de Sá

Daniela Freire

Vicente Serejo

Rubens Lemos F.

Página 3

Página 7

Página 12

Página 13

Página 15

w Henrique não confia no marqueteiro de Wilma e a recíproca é verdadeira. INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,27 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,39 R$ 2,27

w Palestra de Fernando Meirelles atraiu mais de 100 pecuaristas ao auditório da Anorc. Euro x real R$ 3,09 Poupança 0,50%/0,41% Taxa Selic 10,5%

w Robinson sofre pressão para abandonar de vez a ideia de ser candidato a governador.

E-MAIL REDAÇÃO:

w Poderosos só se unem num chapão quando temem explicar ao povo o que fizeram?

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

w Está morrendo a caneladas o futebol patropi. A pachecada é que não quer admitir.

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

16 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 2 de abril de 2014

GILENO GUANABARA, advogado (gilenoguanabara@gmail.com)

Artigo

O Senado e o Império O Senado, ao tempo do Império, consagrado na Constituição de 1824, era chamado "Câmara vitalícia". Sua primeira sessão preparatória deu-se a 29 de abril de 1826. Três anos após a convocação da Assembleia Nacional Constituinte, foi instituída a Assembleia Geral Legislativa, composta por 100 deputados. O Senado era integrado por 50 senadores, os notáveis, com idade mínima de quarenta anos. Gozavam de vitaliciedade, atributo de independência. Referia-se o texto constitucional ao "saber", à "capacidade" e à "virtude", como precondições dos que, ungidos pela atividade profissional ou liberal, auferissem renda apreciável que a própria lei quantificou. Eram os "homens bons". Pelas regras regimentais, cabia à presidência do Senado estabelecer a ordem dos trabalhos; interromper a sessão; impedir de falar o orador que se desviasse dos debates; retirar do recinto o senador, ou, em caso de tumulto, apelar para o último dos recursos: "colocar o chapéu na cabeça". As sessões davam-se a partir das 10 horas da manhã, alongando-se até às 14,00 horas. Os trabalhos não eram finalizados sem que "antes se encerrasse o discurso do senador que estivesse de pé". Dados os fatos ocorridos no ano de 1822, durante os embates relativos à proclamação da independência, o povo não raro manifestou-se aliado da Câmara. Já o Senado, pelo seu conservadorismo, se submetia não raro aos interesses da família real. Tal posicionamento não excluía divergências ocasionais, tornadas públicas. A nomeação do General João Vieira de Carvalho, para o cargo de senador pelo Ceará, depois agraciado com o título de marquês de Lajes, o Senado contrariado negou-se a convalidar o ato do monarca e a nomeação teve de ser desfeita. Outro momento delicado da vida senatorial, tempo da truculência do Ministério do Padre Diogo Antônio Feijó, fora a destituição de José Bonifácio da tutoria de Pedro II. Dada a proeminência política do Patriarca, a sua demissão sumária criou impasse para com o Senado que rejeitou a medida já aprovada pela Câmara. Durante a crise, o padre Feijó acusava o Senado de ser instrumento de conservadores que conspiravam e tramavam favoravelmente à restauração de Pedro I. Para isso, Feijó instava à Câmara a se proclamar assembleia nacional, com poderes absolutos e dar fim à crise. O acirramento chegou ao ultimato feito por Feijó de abandonar o Ministério da Justiça: Ou Feijó, ou José Bonifácio, eis a questão. Mas o Senado decidiu: ficou com José Bonifácio, saiu o Padre Feijó. Igual contenda verificou-se em o Senado contrariar a proposta de banimento de Pedro I, aprovada pela Câmara. Foi durante a presidência do marquês de Paranaguá que se deu o primeiro embate, a fim de antecipar a maioridade de Pedro II. Juntos, a Câmara e o Senado desobedeceram às ordens do governo pelo adiamento das sessões. Sob o chamamento de Antônio Carlos - "Quem for brasileiro, siga-me para o Senado" - as minorias das duas casas legislativas proclamaram a maioridade. Durante o Segundo Império, duas forças políticas se equilibraram: o Se-

Artigo

nado e o poder moderador do monarca. A "câmara vitalícia" se impunha como "a casa dos chefes", através de que a política advinha notável, como afirmou Martinho Campos. Durante 63 anos de monarquia, de 1826 a 1889, o Senado contou com 20 presidentes. O primeiro acolhido por aclamação, o marquês de Santo Amaro, a quem coube a instalação da sessão inaugural, em 6 de maio de 1826. O último foi Paulino José Soares de Souza, eleito no ano de 1889, e que, no dia 16 de novembro, sentou pela última vez na cadeira presidencial do Senado. Apenas três ministérios se formaram sem a presença de senadores: o da regência trina e o da regência Feijó (janeiro/outubro de 1835); e o da regência de Araújo Lima (setembro de 1837). Figuras da formação política brasileira fizeram a historiografia do Senado: Nabuco de Araújo; o padre Diogo Antônio Feijó; o visconde do Rio Branco; o marquês de Paraná; o Conselheiro Dantas; o visconde de Abaeté; Saraiva; o barão de Cotegipe; João Alfredo; o marquês de Olinda; o duque de Caxias; José Bonifácio, o moço; o visconde de Inhomirim; o marquês de Monte Alegre; Lafayette Rodrigues Pereira; o barão de Uruguayana; o visconde de Sinimbu; Antônio Carlos; e Francisco Octaviano. Rocha Pombo, em sua História do Brasil, relata que o senador Feijó, ex-regente do Império, e o Brigadeiro Rafael Tobias Aguiar, ex-presidente da Província, chefiaram a revolução de 1842, em São Paulo. Para abafar o movimento, o governo imperial enviou tropas fiéis comandadas pelo General Lima e Silva, o Barão de Caxias. Concluída a missão, o comandante dirigiu-se à Rua das Flores, onde se hospedara o Senador Feijó. Diante da sua presença em sala, após os gentis cumprimentos, o general perguntou sobre a saúde do exministro. Por fim, revelou o motivo da visita: "Só o dever de soldado me impõe a dolorosa incumbência de vir prender o senador Feijó, um dos chefes do movimento revoltoso. Convido-o, pois, a acompanhar-me". Ao que Feijó retrucou: "Sr. General, estou às suas ordens". Enquanto aguardava providências médicas, haja vista encontrar-se paralítico de uma das pernas, o senador dirigiu-se ao General, lembrando ocorrências de 1831, quando o nomeara Major do Corpo de Permanentes: "O sr. é moço, aprenda no que está vendo, o que são as vicissitudes do mundo. Naquele tempo, eu dava acessos ao sr. Lima e Silva, hoje vem ele prender o velho Feijó, já moribundo.". Caxias retrucou, na mesma moeda: "Sou soldado e cumpro ordens do Governo, ordens iguais às que me deu o sr. Feijó quando era Ministro da Justiça: varrer os revoltosos a ferro e fogo e prender os cabeças da revolta.". Os fatos que se sucederam à prisão de Feijó não trazem divergências históricas relevantes. Uns afirmam a prisão "sob palavra" do senador no Quartel General; outros de sua permanência na casa onde se encontrava, sob as ordens do então General e barão de Caxias: "O Feijó continua guardado...visitas me tem feito" (em carta, Caxias ao barão de Monte Alegre). Depois do exílio imposto no Espírito Santo, o senador Feijó retornou à tribuna do Senado, onde fez a sua defesa.

ELÍSIO AUGUSTO DE MEDEIROS E SILVA, empresário, escritor e membro da AEILIJ elisio@mercomix.com.br)

Quarta-feira

Gliscroide* ou ciumento: qual o pior?

ARMANDO NEGREIROS, médico (armandoanegreiros@hotmail.com)

- Você viu a que ponto chega o indivíduo ciumento? - O que houve? - O cara matou a ex-mulher e o novo marido em plena celebração do batizado do filho, dentro da igreja! O sujeito não conseguiu aceitar a perda do relacionamento, nem a felicidade da ex-esposa com a nova vida. - O ciúme é um fenômeno perigoso para a maioria das relações. Um ciúme leve e ponderado é até importante para valorizar a relação, mas quando chega a podar e a querer controlar as ações do seu parceiro, ele pode se transformar em uma verdadeira tragédia, deixando ambos infelizes. - Não é somente com o homem, não: mulher ciumenta demais também é uma desgraça. Algumas até desejam que o companheiro seja ciumento, associam o ciúme ao gostar: "Ele não gosta de mim... nem ciúme tem!" - Geralmente são pessoas inseguras, ou com histórias de traições e desequilíbrios nas relações passadas com familiares, ou mesmo com amigos. Para não passarem pelas mesmas experiências tentam prevenir-se, exagerando no controle das pessoas com quem convive. Algumas não conseguem um ambiente harmônico, mantendo seu próprio território e respeitando o do consorte. Ficam todo tempo controlando o outro, mesmo que seja virtualmente com mensagens no telefone, e-mails, MSN, WhatsApp ou comunicando-se via celular: "tá onde?" - E o grude? Chega a ser doentio. - Esse tem dias contados. Ninguém aguenta viver sufocado pela presença pegajosa de outra pessoa. Na origem da necessidade de viver colado com o outro está a insegurança. É ela que leva alguém a exigir a presença constante do outro, como se isso garantisse a manutenção da relação. O que ocorre é o contrário, tende a afastá-lo ainda mais. Isso é gliscroidia (que alguns chamam de glisceroidia). - Que diabo é isso? - O gliscroide é o indivíduo que se caracteriza pela sua viscosidade, isto é, pela tendência em colar nos outros. Eles são extraordinariamente prestativos, embora sejam muito explosivos, podendo passar de um comportamento amigável para outro agressivo.

Frases inteligentes

Artigo

- Eu tive um amigo que era assim. Queria todos os amigos junto dele. Fazia todas as programações. Festas, viagens, que amizades deveríamos ter, era aquele grude constante. Se por acaso discordássemos, era aquela confusão. - Pessoas demasiadamente pegajosas, geralmente têm problemas de confiança. Tentam manter um controle maior das pessoas, procurando lealdade recíproca, podendo muitas vezes afastá-las ainda mais. Quanto mais você apoiar o outro, incentivá-lo a manter sua individualidade, mais chance você terá de estabelecer um bom relacionamento. É importante estabelecer limites para você mesmo quanto à vontade de controlar o outro, isso dará maior tranquilidade ao seu parceiro. Se você for uma dessas pessoas compulsivamente sufocante, procure uma terapia. Segundo Rosana Braga, especialista em relacionamento e comunicação: "É difícil explicar o ciúme, porque ele não se baseia em fatos reais, mas no modo como o ciumento interpreta tais fatos. O ciumento parece estar constantemente em alerta, pronto para obter, enfim, a prova de que suas suspeitas estavam certas. Ele está sempre procurando algo que o valide, que dê a ele a sensação - ainda que seja a mais temida e a mais dolorosa - de que realmente estava certo." - Toda relação precisa manter um espaço de liberdade, para que cada um possa ter oxigênio e respirar seu próprio ar. - Os grudentos também são ciumentos? - Na grande maioria. Assim como o ciumento, o grudento não quer dividir você com ninguém. Além de tudo, quer controlar todos os seus passos e atitudes. O excesso de desconfiança, seja por ciúme ou insegurança, deve ser controlado, por mais difícil que ele possa parecer, pois poderá redundar em violência ou injustiça. Se você sente que tem problemas com ciúmes, ao ponto de desarrumar a sua vida para perseguir o outro, é fundamental que reconheça que a origem desse problema é a sua insegurança, podendo estar associada a sua infância, ou a fatos relacionados ao seu passado que tenham lhe marcado com sofrimento. A procura de um profissional é fundamental para superar e compartilhar as suas inseguranças e frustrações para que não fujam do seu controle.

- Conhece a história daquela mulher que queria se separar por compatibilidade? - Não. Como é? - Num pedido de divórcio, o juiz ficou surpreso com o motivo alegado – compatibilidade – e perguntou à requerente: "A senhora tem certeza do que está afirmando? Não seria por incompatibilidade que vocês querem se separar?" - Não, Meritíssimo, se antecipa a mulher, é por compatibilidade, ele não me larga um minuto, sinto-me sufocada e agora quer fazer tudo que eu faço. Eu gosto de cinema, o meu marido também! Eu gosto de ir à praia, ele também! Eu gosto de viajar, ele também! Eu gosto de homens... ele também! - Assim é bronca grande. Grude demais estraga qualquer relacionamento, seja entre casais ou pais e filhos. A necessidade de liberdade é intrínseca ao ser humano emocionalmente sadio. Sergio Savian, psicoterapeuta em sincronicidade, especializado em relacionamentos e mudança de hábitos, afirma: "O problema do grude é que falta um espaço para você se desenvolver como indivíduo. O processo de individualização é fundamental para quem deseja crescer. Enquanto você vive grudado em outra pessoa, sempre estará em uma posição infantil de dependência emocional. E quando você faz o papel de pai ou filho numa relação, esta tende, mais cedo ou mais tarde, a ficar bem complicada, se não fracassar. - Quem ama verdadeiramente quer que você cresça com suas próprias forças e não somente grudado em você. * Tipo de personalidade caracterizado pela viscosidade. A descrição de gliscroidia por Minkowska (glischroïdie, tirada do grego glischros: viscoso) corresponde bem ao que se chama de Síndrome de Geschwind, cuja característica seria uma personalidade com curso do pensamento chamado de circunstancialidade, onde existe uma verborréia ou hipergrafia (se escrito), hiposexualidade ou, mais raramente, hipersexualidade. Alguns autores relacionam a Personalidade Gliscroide à epilepsia. Esses traços já foram chamados gliscroide por Minkowska (1923), enequético por Stauder (1936), ixotímico, ixóide ou ixofrênico por Stromgren (1936) e viscosa, por Kretschmer (1956).

CARLOS LINNEU TORRES FERNANDES DA COSTA, auditor fiscal (carloslinneu@hotmail.com)

Joaquim Barbosa, violino ou zabumba? O jornalista Roberto D'Avila retornou ao jornalismo de entrevistas e na estreia, teve o feliz senso de oportunidade de ouvir o ministro Joaquim Barbosa. Antes de alcançar a notoriedade e pouco depois de ser nomeado pelo presidente Lula, juntamente com Cézar Peluso e Carlos Ayres de Brito, uma reportagem publicada no Estado de São Paulo destacara Barbosa como sendo o ministro tecnicamente menos equipado do Supremo Federal, em que pesasse possuir um currículo frequentado de estrelas europeias, como a Sorbonne francesa. Um dos adjetivos pespegados ao ministro na matéria foi o de "perdido" nos debates da Corte e "crescentemente alheio aos grandes temas em julgamento". Da entrevista apresentada na Globo-

Artigo

news, não emergiu um jurista propriamente perdido, mas a de um juiz destituído da desejável fluência verbal que o cargo requer. Daí, talvez advenha sua enorme facilidade para agredir pares do STF. É mais fácil disparar grosserias do que articular teses ou ideias durante um duelo oral. Mais grave, entretanto, foi a revelação de alguém incapaz de formular pensamentos inovadores ou revestidos de brilho jurídico, pelo menos a altura do currículo e do prestígio conquistado nos últimos tempos. A única frase proferida e que mereceu ser reprisada nas chamadas publicitárias das retransmissões da entrevista foi a insossa "o Brasil é um país dos tapinhas nas costas". Muito pouco. Há de se convir que foi uma entrevis-

ta frustrante, em flagrante dissintonia com o desempenho apresentado no julgamento do mensalão e em tudo concorde com o fato de que, se falta brilho intelectual a Joaquim Barbosa, sobra o destemor de romper os paradigmas da impunidade nos andares de cima. Em 1970, a TV Bandeirantes de São Paulo possuía um timaço de narradores e comentaristas políticos, como Fernando Solera, Fiori Gigliotti, Mauro Pinheiro e Barbosa Filho. Este último era crítico temível da equipe brasileira e dizia, em um dos jogos preparatórios, que "Zagalo escalou um time de intelectuais, Pelé Tostão, Gerson e que faltava um estivador…". Aí citava o Rei Dadá… Joaquim é o nosso Rei Dadá no Supremo Tribunal Federal. Sorte nossa.

BERILO DE CASTRO, médico (berilodecastro@hotmail.com.br)

O canto do galo

A hepatite e o futebol

Uma dessas manhãs, ao acordar cedinho, dei-me conta que nunca mais ouvi um galo cantar, saudando o dia que chegava. O que será dos galos que, antigamente, cantavam ao raiar do dia?! Será que vão desaparecer até da nossa memória?! Nem me lembro mais da última vez que ouvi um prosaico galo cantar: qui-qui-ri-qui-qui – longo, solene e misterioso. Pelo visto, nós, escravos das horas, seremos mesmo obrigados a trocá-los por um despertador de cabeceira. Contudo, ainda me lembro bem da imagem do galináceo: a plumagem colorida, a crista rubra, o andar altivo, o perfil soberano. Sempre disciplinado e pontual nos seus horários. Insisto – onde está o som agudo do canto matinal? O canto que rasgava todas as madrugadas anunciando um novo dia. Nunca mais ouvi aquele canto sonoro, que despertava os quintais da Rua Manoel Dantas, e era precedido por outros. Foi se apagando, acabando, até cessar por completo. Menos uma forma de poesia, uma forma de emoção nas nossas manhãs. Lembrame o verso de Eliot: "Para onde vão as palavras quando cessa a fala?". Um galo canta de fato na Odisseia de Homero; e outro canta nos Evangelhos, naquela noite de agonia que se passa no Jardim das Oliveiras. O galo é considerado o arauto do amanhecer. Segundo uma antiga lenda, se o galo não cantar, o sol não terá forças para subir ao céu. E ainda, que o seu trinado afugenta o manto negro da noite, e abre caminho para

Hepatite é todo processo inflamatório do fígado, causado na sua grande maioria por vírus (hepatite viral). A relação da hepatite com o futebol ficou muito marcada com a descoberta do vírus da hepatite C, em 1989, quando se percebeu que a sua forma de transmissão, através do uso de seringas compartilhadas, era prática corriqueira no futebol profissional em décadas passadas. A partir da década de 1960 até a de 1980, criou-se no futebol profissional uma cultura de medicação "sui generis", caracterizada pelo uso comum e frequente, pelas equipes de futebol profissional, de substâncias estimulantes e vitaminas antes dos jogos, utilizando a via injetável. Naquela época, as seringas eram de vidro e as agulhas não descartáveis. O sistema de esterelização era feito de forma superprecária e ineficaz (uma simples e rápida fervura), com o compartilhamento de seringas. O processo era "estimulante". O desempenho físico alcançado pelos atletas era surpreendente e impressionante. O seu uso passou a ser constante, prazeroso e em larga escala. A dependência das "drogas" passou de simples momento de euforia para a fase da dependência psíquica, a ponto de obter domínio total sobre os atletas, que já não se sentiam mais seguros, fortes e estimulados para a prática do futebol se não as usassem, pois já não mais priorizavam e não mais se dedicavam como deveriam aos importantes e eficazes treinamentos físicos. Somente em 1989, com a descoberta do vírus da hepatite C e da sua principal via de contaminação (através do sangue), foi que se prestou maior atenção em identificar os principais fatores de risco. Chegou-se à conclusão, através de observações e acompanhamento clínico realizados em atletas e ex-atletas de futebol

a luz do novo dia. Depois que cumpre a sua missão de saudar a luz diária, o galo recolhese em silêncio ao galinheiro, onde reina soberano entre as companheiras, até que novamente a noite chegue e ele novamente estufe o seu peito e restaure a luz e a ordem. Na sua sagrada hora espanta os demônios, como diz Shakespeare, em Hamlet: "... o galo, trombeta da manhã, desperta o Deus do dia, com a altissonante voz de sua sonora garganta, e que a este sinal, os espíritos errantes, encontrem-se na água ou no fogo, na terra ou no ar, retornam afobados a seus cárceres". Contam que, quando o galo canta fora do seu rotineiro horário, é de mau agouro aos homens. O galo ostenta vários poderes – agoura a tragédia e prenuncia a morte, mas, também, arauto do sol, sonoriza as manhãs e alegra o dia que nasce. Quando alguém tenta ostentar bravatas, fala-se que esse "canta de galo". Muitos dizem: "Não venha cantar de galo no meu terreiro". Em muitos países, a figura do galo dos ventos paira como profeta meteorológico no alto dos telhados. Aqui em Natal temos a Igreja de Santo Antônio, na Cidade Alta, onde em sua torre está a silhueta de um galo em folha de latão, característico da arquitetura religiosa portuguesa. Vou terminar comprando um galo para soltá-lo no meu quintal. Capim Macio inteiro vai acordar ao mesmo tempo. Não sei se a ideia será bem aceita pelos vizinhos.

Artigo

MACIEL MATIAS, médico (maciel.matias@terra.com.br)

profissional, que faziam uso indiscriminado de substâncias como "vitaminas e estimulantes" por via venosa, compartilhando seringas, que eram eles (os atletas) os verdadeiros e legítimos portadores do vírus da hepatite C. Outra observação feita e registrada foi a alta frequência de óbitos na comunidade de atletas de futebol profissional, tendo como causa principal as doenças crônicas do fígado. Outra informação superimportante e preocupante obtida nas pesquisa foi a característica do vírus de poder permanecer no organismo por longo tempo (de vinte a trinta anos) de forma assintomática, isto é, sem apresentar nenhuma manifestação clínica (sinais e sintomas) da doença hepática. Há relatos e mais relatos na literatura esportiva brasileira de centenas de casos de contaminação pelo vírus da hepatite C nos jogadores profissionais do futebol. No Rio Grande do Sul (Paço Fundo, 1970), o Sporting Clube Gaúcho perdeu oito, dos onze atletas da sua equipe, em decorrência da hepatite C, com o desfecho final de doença hepática crônica terminal (cirrose e câncer hepático). Não existem ainda dados estatísticos confiáveis na literatura médica brasileira relacionados à hepatite C no futebol, como também se desconhece o número exato de ex-atletas contaminados pelo vírus. No entanto, tem-se observado cada vez mais o crescimento do registro de ex-atletas contaminados, em decorrência de campanhas educativas para a realização do exame para a identificação do vírus (a prova sorológica conhecida como "anti-HCV", o anticorpo do vírus da hepatite C), feito de forma gratuita pelos laboratórios da rede Pública de Saúde. Um grande avanço! O nosso futebol profissional não ficou de fora desse lastimável e triste episódio. O procedimento era considerado por todos

como normal e produtivo. Não existia a obrigatoriedade para o seu uso, tudo era feito da maneira mais espontânea e inocente possível. As consequências viriam depois de longos anos de forma severa, com resultados cruéis e sombrios para os seus participantes e usuários. O futebol potiguar perdeu muitos exatletas, todos eles sem saber e sem ter a mínima ideia e noção da real doença de eram possuidores. O número de ex-atletas em tratamento ambulatorial atualmente é grande e alarmante. Os cuidados se intensificaram. As campanhas de prevenção foram iniciadas e expostas na mídia, na tentativa de atrair um número maior de ex-atletas de futebol para a realização de exames, com a finalidade de identificar e registrar a presença do vírus. Para isso foram criados ambulatórios especializados para atendimento aos contaminados. O Governo Federal, através da Secretaria de Saúde Pública do Estado, disponibiliza gratuitamente medicamentos para o tratamento e todos os exames laboratoriais para a realização do diagnóstico, assim como o acompanhamento de sua evolução clínica. No Hospital Gizelda Trigueiro, de doenças infectocontagiosas, foi criado um ambulatório específico para o atendimento e acompanhamento da Hepatite C, coordenado pelo competente e experiente Dr. Antônio Araújo, infectologista , que de forma profissional, fraternal e amiga, tem dado diuturnamente toda assistência àqueles contaminados pelo virus. As drogas antivirais usadas para o tratamento a cada dia se tornam mais efetivas e seletivas, assim como se tem buscado de forma incessante diminuir os seus indesejáveis efeitos colaterais, que muitas vezes corroboram para a desistência do tratamento pelos pacientes. Infelizmente é a mais pura e triste realidade. No entanto, aconteceu!

Mais algumas frases selecionadas para lazer de alguns e irritação de outros. Algumas são apócrifas. Outras têm dono. Mas, que são boas, são. 1. Quando um homem te rouba a mulher, não há maior vingança que deixá-lo ficar com ela. (Sacha Guitry). 2. Depois do casamento, marido e mulher são as faces da mesma moeda: continuam juntos, mas não se podem ver. (Hemant Joshi). 3. Se a tua mulher é meiga, serás feliz. Se a tua mulher é má, serás um filósofo. (Sócrates). 4. As mulheres dão-nos inspiração para grandes objetivos, mas depois não nos deixam atingi-los. (Dumas). 5. Li recentemente que o amor é uma questão de química. Deve ser por isso que a minha esposa me trata como se eu fosse lixo tóxico. (David Bissonette). 6. A grande pergunta que nunca consegui responder: O que quer uma mulher? (Sigmund Freud). 7. Alguns amigos perguntam-me qual o segredo do nosso longo matrimônio. É simples: reservamos tempo para ir ao restaurante duas vezes por semana: jantar à luz de velas, música ambiente e dançar. Ela vai às quintas e eu vou às sextas. (Henny Youngman). 8. Não me preocupo com o terrorismo. Estive casado por dois anos. (Sam Kinison). 9. Dois segredos para manter vivo o matrimônio: Quando você estiver errado, admita-o. Quando você tiver razão, cala-te. (Nash). 10. Minha esposa e eu fomos felizes por vinte anos. Depois nós nos conhecemos. (Rodney Dangerfield). 11. Uma boa esposa sempre perdoa ao seu marido quando ela está errada. (Milton Berle). 12. Quando saímos, minha mulher e eu caminhamos sempre de mãos dadas. Se eu solto, ela foge para as compras... 13. A maneira mais certa de recordar o aniversário da tua esposa é esquecê-lo uma vez. 14. Minha mulher tem uma batedeira elétrica, uma torradeira elétrica, uma máquina de fazer pão elétrica, uma máquina de fazer arroz elétrica... Um dia ela me disse: "Caramba, temos um monte de aparelhos elétricos, mas não temos uma cadeira decente para nos sentarmos." Pensei em comprar uma cadeira elétrica, mas achei melhor não... 15. Casei-me com a senhora "Tenho Razão"... Só não sabia que o seu sobrenome era "Sempre". 16. Já faz três dias que não falo com ela! É que não gosto de interrompê-la. 17. Tenho que admitir que a nossa última discussão foi culpa minha. Quando ela me perguntou: O que você está vendo na TV? Eu respondi: bastante pó… 18. A pretinha mais feliz do mundo é a jabuticaba, que nasce agarrada no pau e morre sendo chupada... 19. Devo tanto que, se eu chamar minha mulher de 'bem', o banco toma. 20. Não se ache horrível pela manhã: acorde ao meio dia! 21. As mulheres são como o vinho: com o passar dos anos, umas se tornam mais doces, outras azedam. As que azedam é por falta de rolha. 22. Homem é igual a caixa de isopor, é só encher de cerveja que você leva para qualquer lugar. 23. Quando me casei descobri o que é ser feliz. Eu era feliz e não sabia. 24. Chifre é igual a consórcio: quando você menos espera é contemplado. 25. Passado de mulher é igual a cozinha de restaurante: melhor não conhecer senão você não come. 26. A mulher está sempre pronta para o que der e vier e o homem está sempre pronto para quem vier e der. 27. Eu bebo pra ficar ruim mesmo, porque se fosse pra ficar bom eu tomava remédio! 28. Eu bebo pouco, mas o pouco que bebo me transforma em outra pessoa, e essa outra pessoa sim, bebe pra cacete. 29. Faz 20 anos que eu amo a mesma mulher. Se minha esposa descobrir me mata... 30. O café excessivamente quente, em copo plástico, reduz em dois terços a potência sexual do homem: primeiro queima os dedos; depois a língua... 31. Queria ser pobre um dia na vida... porque ser todo dia é foda! 32. Qual é a principal diferença entre frustração e desespero? Frustração é quando você pela primeira vez não consegue dar a segunda... Desespero é quando você pela segunda vez não consegue dar a primeira... 33. Não dê risada de tudo, porque quem acha tudo gozado é faxineira de motel. 34.Comentei umas palavras com a minha mulher… e ela comentou uns parágrafos comigo.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Danilo Sá Fernanda Souza EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r EDITOR DE ESPORTES Fábio Pacheco EDITOR DE CULTURA Conrado Carlos EDITOR / JH Online Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL – Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Quarta-feira

Natal, 2 de abril de 2014

O Jornal de HOJE 3

MPE vai apurar se Henrique Alves lançou candidatura e fez propaganda antecipada PROCURADOR FABIO VENZON VAI ANALISAR EVENTO REALIZADO PELO PMDB NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA, EM HOTEL DE NATAL Márlio Forte/Divulgação

CIRO MARQUES REPÓRTER DE POLÍTICA

O presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves, do PMDB, fez questão de deixar claro, por diversas vezes, que o evento do PMDB na última sexta-feira não era o lançamento da candidatura dele ao Governo do Estado. O problema é que todo o resto ali, no hotel Praiamar, em Natal, parecia ir de encontro aquilo. Tanto que o Ministério Público Eleitoral (MPE) recebeu uma denúncia e já abriu um procedimento para apurar o evento, se nele houve lançamento de candidatura fora do prazo legal e, consequentemente, propaganda eleitoral antecipada. O caso por resultar em multa para a coligação e, até mesmo, cassação de registro de candidatura. Não era para menos. Foram vários os discursos que enalteceram o nome de Henrique, da viceprefeita de Natal, Wilma de Faria, e do deputado federal João Maia. O próprio Henrique, depois de dizer que não era o lançamento de uma candidatura, chamou Wilma de "minha senadora" e depois disse que aquele era o momento mais importante da vida pública dele. Mais importante por quê? Pelos elogios recebidos? Ora, desde que assumiu a presidência da Câmara Federal o parlamentar potiguar vem recebendo, sistematicamente, palavras elogiosas. Por isso, para muitos, ficou

Heracles Dantas

Evento do PMDB com palanque bem parecido com o de um comício, com os candidatos e os apoiadores lado a lado

Fábio Venzon recebeu a matéria, que pode resultar em multa e cassação de registro

claro que era o momento mais importante porque ele começaria, ali, a corrida pela cadeira de governador do Estado, portanto, representando uma propaganda antecipada. A vice-prefeita de Natal, cotada para ser pré-candidata ao Senado, afirmou que ainda estava "discutindo com o partido" se iria mesmo para a eleição disputar por esse cargo. Contudo, depois, durante o discurso, deixou claro: "Eu também poderia pensar de outra forma (ser candidato ao Executivo), mas eu estou querendo a paz, somar forças em prol do Rio Grande do Norte".

didato (e também o elogiou, como apto para o Governo); a mesma linha foi seguida pela vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, que também falou dela e do caminho que tinha "escolhido", para unir forças. Os discursos foram seguidos pelo líder do PSC e pelo presidente do PMDB Jovem, também enaltecendo o nome de Henrique. Finalmente, para fechar a noite, falou o próprio presidente e pré-candidato, dizendo da emoção do momento, que o Estado precisaria de mudanças e que a aliança representava a união de forças pelo Rio Grande do Norte.

É importante ressaltar que a própria fórmula do evento deixou margem para que se questionasse se era o lançamento de uma candidatura. Afinal, foram convidados todos os peemedebistas e pessebistas, assim como se faz numa convenção (permitida apenas para julho). Tanto que o auditório do hotel Praiamar estava com mais de duas mil pessoas (e centenas ainda ficaram do lado de fora). Outra característica de evento eleitoral: o teor dos discursos, todos enaltecendo a aliança e os pré-candidatos. Falou o ministro da Prev-

idência Social, Garibaldi Alves Filho, enaltecendo a chapa Henrique, Wilma e João Maia ("para que não pairem dúvidas, nosso vice será João Maia", disse Garibaldi); depois, falou o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, do PDT, afirmando que Henrique estava apto para o cargo; o presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta, discursou em seguida, elogiando aquele grupo que estava ali, marchando junto para a eleição; o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha, falou sobre o fato de Henrique está deixando o trabalho legislativo para ser can-

INVESTIGAÇÃO A apuração sobre o evento ficará a cargo do procurador eleitoral Fábio Venzon. O procedimento foi distribuído no final da manhã de hoje, após o procurador-regional eleitoral, Gilberto Barroso, receber uma representação formulada por um "popular" e solicitar a instauração do procedimento. É importante lembrar que são várias as punições previstas nesse caso, indo desde multa, até proibição do registro de candidatura, em caso de reincidência.

> RENATO FERNANDES EXPLICA:

“Saí do PR porque João Maia ameaçou intervenção” O ex-secretário de Turismo do Rio Grande do Norte, Renato Fernandes, pediu desfiliação do Partido da República na última segundafeira, após ter tido sua indicação para uma candidatura a vice-prefeito na chapa encabeçada pela ex-prefeita Claudia Regina (DEM) negada pela direção estadual da legenda. Segundo Fernandes, o presidente do diretório estadual do PR, deputado federal João Maia, ameaçou intervir no diretório do PR em Mossoró, caso o diretório indicasse Seyssa Praxedes, esposa de Fernandes, para vice de Claudia Regina. "Nós saímos do PR. Pedi afastamento. João disse que se nós insistíssemos com a candidatura a vice ele promoveria uma intervenção no diretório. Eu não quis passar por essa vergonha e disse a ele também que eu não faria com que ele passasse por esse constrangimento de intervir no PR e por isso e deixei o PR", justificou disse Fernandes. O imbróglio começou com uma

reunião na última segunda-feira, quando a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) e a pré-candidata a prefeita de Mossoró Claudia Regina estiveram com Renato Fernandes, que é uma tradicional liderança política do PR na capital do Oeste. Na oportunidade, ficou acertado que, para as eleições suplementares de Mossoró, que ocorrerão no dia 4 de maio, o PR manteria a parceria eleitoral com o DEM, conforme aconteceu na eleição passada, quando o partido de João Maia apoiou a eleição de Claudia Regina. Ao saber dos rumos que o PR estava para tomar em Mossoró - as convenções ocorrem na próxima sexta-feira - o presidente estadual do PR, deputado federal João Maia, acionou o presidente do diretório municipal, Marcelo Rosado, e solicitou que ele interviesse para garantir o apoio do PR à pré-candidata do PSB, deputada estadual Larissa Rosado. Ontem mesmo, Rosado deu de-

Wellington Rocha

Renato Fernandes era secretário de Turismo e deixou o Governo a pedido do PR clarações à imprensa, afirmando que a aliança do PR em Mossoró será com Larissa, e não com Claudia Regina. Vencido e com autoridade desfeita dentro do PR, Renato Fernandes decidiu deixar a legenda. "Não imaginei que ia ter intervenção. Fui convidado para ser vice-prefeito, aceitei, mas João disse que não

aceitava. Ele disse que, se eu insistisse, ele promoveria a intervenção. Eu não quis esse constrangimento", disse Fernandes. COERÊNCIA Para Fernandes, a mudança de posição política do PR em Mossoró não se justifica, uma vez que está

sendo feita, radicalmente, há pouco mais de apenas um ano após as últimas eleições, quando o PR apoiou a candidata do DEM contra a candidatura do PSB. "Há um ano fui convidado por Larissa para ser seu vice. João não deixou. Disse que era para estar com Claudia. Agora, fui chamado para ser vice de Claudia, e ele disse que não; que temos que estar com Larissa. Como justificar para o eleitor que temos uma posição agora, mas que, um ano atrás, era outra? É preciso um mínimo de coerência", afirmou Fernandes. Renato Fernandes sustenta ainda que, como líder estadual do PR, o deputado federal João Maia sempre afirmou que a legenda tinha características municipalistas, onde prevaleceria a vontade do diretório municipal em detrimento da estadual e onde as realidades locais sobrepujariam as regionais. "João sempre disse que o PR era municipalista, que o diretório estadual não interfe-

ria nos diretórios municipais", observa Fernandes. A saída de Renato Fernandes, recentemente, da Secretaria de Turismo, segundo o próprio, serve bem para mostrar a coerência dele em contraponto com a falta de coerência de João Maia. "Acabei de entregar o cargo de secretário por coerência partidária. O PR deixou o governo e eu saí. A governadora pediu para eu ficar na secretaria. Mas eu disse que era uma indicação do PR, por isso me senti obrigado a seguir a orientação do partido", contou. No tocante às eleições suplementares em Mossoró, Renato Fernandes disse que vai participar da campanha em favor de Claudia Regina. Quanto ao futuro partidário, ele informou que já recebeu convites para se filiar a outras legendas. "Não me considero líder. Tenho um pequeno grupo. Vou dar um tempo, para decidir se continuo na política", afirmou.

a chapa e imprimir um discurso mais 'povão' com a presença do seresteiro.

tudo. Quem pode e tem coragem, toma posição, como fez Renato.

FECHAMENTO A secretaria de Saúde do Estado anuncia a abertura de 10 leitos de UTI no Walfredo Gurgel. A conta está errada. Para abrir 10, o Governo fechou quatro leitos de UTI do hospital da Polícia Militar. Portanto, se fecha 4 e abre 10, a contabilidade verdadeira é que o Governo abriu efetivamente seis leitos e ainda conseguiu repercussão negativa por ter fechado uma UTI importante, como a do hospital da PM.

ECOLOGIA Ricardo Mendonça, empresário no ramo da construção civil e mão de obra terceirizada, assumiu recentemente a Secretaria Geral do Partido Ecológico Nacional no RN (PEN). Bacharel em direito, Mendonça quer trabalhar para desenvolver ações que permitam nortear soluções nas políticas públicas de saúde, educação, segurança, transporte e meio ambiente.

Túlio Lemos POLÍTICA - TÚLIO LEMOS CONFIANÇA O final de semana que passou foi palco de uma reunião tensa entre o deputado Henrique Alves e a exgovernadora Wilma de Faria. O motivo principal da divergência é o gerenciamento do marketing da chapa majoritária. Henrique não confia no marqueteiro de Wilma e a recíproca é verdadeira.

tuliolemosjh@gmail.com / @tuliolemosrn

no talento profissional, inquestionável. Aliás, Adriano já trabalhou com a mãe de Lauro nas campanhas vitoriosas de 2002 e 2006. A questão atual é que hoje, o publicitário é ligado profissionalmente ao sogro de Henrique, jornalista Cassiano Arruda Câmara, desafeto histórico de Wilma. Desconfiada até do vento, a mulher de Zé Maurício teme ser alvo de discriminação interna durante a campanha.

CRISE Henrique Alves apresentou o competente Adriano de Sousa como responsável pelo marketing de sua campanha; Wilma discordou da escolha e disse que a campanha dela seria comandada pelo publicitário Alexandre Macedo, que perdeu a última majoritária de forma integral com a própria guerreira e o então governador Iberê Ferreira. Derrota dupla em primeiro turno. Aí foi a vez de Henrique discordar.

DIVERGÊNCIA II A discordância de Henrique em relação a Alexandre Macedo é que o publicitário sempre foi ligado a Wilma e poderá dar atenção excessiva à candidatura ao Senado, deixando em segundo plano a candidatura do PMDB ao Governo. A solução foi cada um ficar com o marqueteiro de sua confiança. Wilma ficou com Macedo e Henrique com Adriano.

DIVERGÊNCIA A discordância de Wilma em relação a Adriano de Sousa não reside

COMANDO Mas a divisão do marketing da chapa majoritária não resolve todos

os problemas. Afinal, quem vai bancar a campanha de Wilma é Henrique. Ou seja: quem vai comandar efetivamente os rumos e direcionamentos da campanha é quem tem a chave do cofre, o PMDB. REFÉM Nesse caso, Wilma de Faria, quer queira ou não, ficará refém de Henrique durante a campanha, pois o comando financeiro dará as cartas e decidirá as diretrizes. Acostumada a ordenar e ser obedecida, será que a mãe de Lauro ficará à mercê de seu ex-adversário, cuja família quer ver a derrota de sua aliada eventual? INFILTRADOS Sherloquinho descobriu que o material enviado a determinados veículos da imprensa, com objetivo explícito de desgastar a imagem do Ministério Público, é trabalho de dois integrantes de escalão superior da própria instituição. As digitais dos dois alcaguetes ministeriais já

estão mais do que conhecidas; as motivações indignas, idem. Feio querer desgastar sua própria casa por interesses pessoais contrariados. INFILTLADOS II O acesso dos dois coroas do MP a todos os atos da instituição é facilitado pela hierarquia conquistada por antiguidade. Fuçam o que julgam que podem 'queimar' a imagem do Ministério Público e passam para quem está chateado com o MP por outros financeiros motivos. A aparência de querer evitar 'gastos públicos desnecessários' autojustifica a sanha aparente de'defensores do dinheiro do povo'. Tudo casca. Na verdade, a defesa não é pelo dinheiro do povo; mas, para o próprio bolso. POVÃO Pessoas ligadas ao vice-governador Robinson Faria pretendem sugerir o nome do vereador natalense Luiz Almir como seu candidato a vice. Seria uma forma de popularizar

POSIÇÃO Coerente e corajosa a posição do ex-secretário Renato Fernandes, que deixa o PR por ter sido obrigado a mudar o discurso por imposição do deputado João Maia. É uma prova inquestionável de como as lideranças estaduais, proprietárias das legendas, atuam sem o menor respeito por seus aliados no interior. Quem é subserviente, baixa a cabeça e aceita

VOZ O veterano e competente jornalista Wellington Medeiros participa, amanhã e depois (3 e 4), em Brasília, do Workshop denominado "Única Voz", promovido pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária. O evento reúne os assessores de comunicação de todos os estados e Wellington representa o CRMV-RN, presidido pelo médico veterinário Francisco Ferreira Lima.


4 O Jornal de HOJE

Política

Natal, 2 de abril de 2014

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

É tempo de incerteza O desenho do cenário econômico - o de hoje e a perspectiva do amanhã - desfavorece o projeto de reeleição de Dilma Rousseff. Mas, para aliviar as tensões no Palácio do Planalto, persiste a inexistência de beneficiários da situação que subtrai apoios à presidente da República. nnn Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), principais oponentes da recandidata do PT, continuam com (quase) os mesmos índices de intenção de votos apurados no meado de fevereiro e segunda quinzena de março. Randolfe Rodrigues (PSOL), possivelmente o terceiro postulante mais representativo da oposição, ainda não foi avaliado, oficialmente, pelos institutos de opinião. nnn Por que a expectativa sobre o futuro próximo escurece o palanque da senhora Rousseff? Simples, a política econômica ditada por Dilma e aplicada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, perdeu a confiança do mercado, dos políticos e dos cidadãos. nnn Fica difícil ao pressionado marketing chapa-branca 'vender' a imagem de boa administradora, quando a governante gerencia erroneamente a República. A inflação derruba o valor dos salários, e a taxa de juros, com a colaboração da deficiente infraestrutura nacional, encarece os custos de produção. O desemprego é uma ameaça escondida nas sombras. Divulgação

Quarta-feira

Davim: “PV não decidiu em quem votará para governador” SENADOR AFIRMA QUE ORIENTAÇÃO É PRIORIDADE À CHAPA PROPORCIONAL PARA G10 ELEGER 1 OU 2 DEPUTADOS ESTADUAIS NO PLEITO DE OUTUBRO Heracles Dantas

JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

O senador Paulo Davim, presidente do Diretório Estadual do PV, informou na manhã de hoje que o seu partido priorizará a chapa proporcional nas eleições deste ano no Rio Grande do Norte, entretanto, considera importante o engajamento do G10 (grupo formado por pequenos partidos, inclusive o PV) na disputa majoritária, segundo ele, como forma de contribuíram com o processo sucessório estadual e com a própria democracia. "Não podemos ficar alheios, principalmente nesse momento de dificuldades em que vive o Estado, mas, nem o PV ainda não decidiu em quem votará para governador e nem tampouco o G10 também decidiu", disse o senador, acrescentando que já manteve entendimentos preliminares com os pré-candidatos ao Governo do Estado, Henrique Eduardo, do PMDB, e Robinson Faria, do PSD, sem no entanto, ter havido definição. Paulo Davim, que é médico cardiologista e um dos senadores que mais criticam os governos e defendem ações concretas e eficazes para melhorar a saúde pública no País, disse que o PV poderá contribuir oferecendo sugestões e alternativas para o candidato que o partido decidir apoiar para o Governo do Es-

Paulo Davim afirma: “Não podemos ficar alheios, principalmente, nesse momento de dificuldades em que vive o Estado” tado no pleito deste ano. Ele disse também, que a decisão sobre a chapa majoritária será tomada conjuntamente entre os partidos que foram o G10, entre eles, o PMN, PHS, PSDC, PEM, PV, e outros que deverão se unir ao grupo, a exemplo de PPS e PTB, partidos liderados no Estado por Wober Júnior e Aldair Rocha, respectivamente.

NOMINATA De acordo com o senador Paulo Davim, o PV está trabalhando a formação de uma nominata composta por 20 candidatos a deputado estadual, que segundo ele, somados aos demais partidos do G10 poderão eleger 1 ou 2 representantes na Assembleia Legislativa. Atualmente o PV tem apenas

José Aldenir

o vereador Luiz Almir no plenário da Câmara Municipal de Natal. "Já que somos partidos pequenos, temos que somar. Não podemos entrar numa campanha para sair menores. Daí a decisão de formação deste grupo denominado G10, que inclusive, poderá ter um número superior a este", ressalta o senador. José Aldenir

PARA TODO GOSTO

Estava previsto para hoje, no Senado (*). O presidente Renan Calheiros (foto), do PMDB de Alagoas, anunciaria a CPI Três em Uma. Além das malandragens flagradas na Petrobras, trataria também das que envolvem Alston (metrôs de São Paulo e Brasília) e Porto de Suape (Pernambuco). nnn Calheiros, incentivado pelo Palácio do Planalto, estaria disposto a instalar uma ampla Comissão Parlamentar de Inquérito. Colocaria na poltrona dos inquiridos legendas do governo (PT, PP e PMDB) e da oposição (DEM, PSB e PSDB). nnn (*) A coluna foi fechada às 10h17 desta quarta-feira. Felipe Alves, do PMDB, apresentou a lista de conquistas de Henrique para Natal...

É PRECISO MAIS?

Uma questão com o devido embasamento. Três representantes do bloco 'quase anônimos' da Câmara - popularmente conhecido como a turma do baixo clero - conversavam ontem, início da noite, sobre o escândalo protagonizado pelo vice-presidente André Vargas (PTPR) e coadjuvado pelo doleiro Roberto Youssef. nnn Embora nenhum integrante do trio, no primeiro "e decepcionante mandato", como afirmam, tome a iniciativa, os estreantes esperam que a oposição encaminhe o caso ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, "para a devida apuração dos fatos". nnn À parte a amizade de Vargas com Youssef, caso de âmbito da individualidade, o grave é que o deputado confessa o 'presente' que lhe fora dado pelo suspeito empresário preso na Polícia Federal. O político paranaense confirma a viagem, do interior de seu estado à Paraíba, em jatinho pago pelo doleiro, de quem se diz amigo há duas décadas.

LEITURA DINÂMICA t Fosse agora a decisão das urnas, o senador Eduardo Braga (PMDB) voltaria ao governo do Amazonas. Ganharia no primeiro turno. t A Federação Nacional dos Policiais Federais informa: amanhã, nova auditoria na segurança dos aeroportos. Parlamentares foram convidados para acompanhar a fiscalização. t O PP de Paulo Maluf ajudou a eleger Fernando Haddad (PT) prefeito de São Paulo, em 2012. O deputado leva o seu partido, dois anos depois, para o palanque do governador (recandidato) Geraldo Alckmin (PSDB). t Norte-rio-grandenses

sofrem dos políticos, mas reagem com humor. Trio Maravilha é o batismo dado, por piadistas de público certo, à chapa majoritária da oposição. Henrique Eduardo Alves (PMDB), governador; João Maia (PR), vice; e Wilma de Faria (PSB), senadora. t Quatro ministros do Superior Tribunal de Justiça entram, neste ano, no calendário de aposentadorias compulsórias. Lista: Ari Pargendler, Arnaldo Esteves, Gilson Dipp e Sidnei Beneti. t Para refletir: "Aprendo, pouco a pouco, a ser só; e isso já é alguma coisa, uma vantagem" (Frida Kahlo, pintora surrealista mexicana).

... Fernando Lucena afirmou que aquilo era uma “ninharia” perto do que Fátima fez

> SUCESSÃO

Vereador apresenta feitos de Henrique para justificar apoio de Carlos Eduardo O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, do PDT, afirmou que não foi por causa do que o primo dele, o presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves, do PMDB, "trouxe" para Natal que o fez decidir apóia-lo nessa pré-candidatura ao Governo do Estado. Foi por ele ser o "melhor nome" na disputa. Contudo, para o vereador peemedebista, Felipe Alves, não é demais ressaltar o que o parlamentar já fez pela cidade.

"Digo, sem medo de errar, que Natal talvez não tenha tido um político que mais ajudou ela nesse período recente do que o deputado federal Henrique Eduardo Alves. E quem diz isso não sou só eu, é o próprio Carlos Eduardo Alves, que não teve o apoio do deputado Henrique, então, para ele, como dever de justiça, prestar essa homenagem", afirmou Felipe Alves, respondendo, durante a sessão plenária da Câmara Municipal nesta

terça-feira, ao que o colega vereador dele, Fernando Lucena, do PT, tinha perguntado: "O que Henrique fez por Natal?" Felipe Alves listou: R$ 8 milhões destinados para asfalto dos principais corredores turísticos de Natal; R$ 17 milhões para defesa civil para reconstrução por danos em virtude das chuvas; R$ 5 milhões para a mobilidade urbana; R$ 70 milhões do empréstimo do Banco Mundial para salvar as obras de mobilidade urbana de Natal; R$ 30 milhões para reforma e ampliação do centro de convenções; inclusão de Natal no programa Brasil Mais Seguro e video-monitoramento do corredor comercial da cidade; "luta" pelo aeroporto de São Gonçalo do Amarante; obras do Dnit entre BR101 Natal-Parnamirim; retirada do tanque da Petrobras no bairro de Santos Reis; ampliação do teto de saúde do município; recursos para a saúde que estão para ser empenhados de R$ 4,5 milhões para instituições como a Liga Contra o Câncer e o Hospital da Polícia. "A própria deputada Fátima ajudou Natal, fez a sua obrigação. Tem realmente sido um braço forte na contribuição para que Natal tenha serviços a contento, mas isso não quer dizer que não se tenha tido o apoio de outros parlamentares e Henrique está sendo um apoio decisivo ao prefeito nesta gestão. Não é a toa que o prefeito tem hipotecado o apoio em reconhecimento ao

trabalho de Henrique", afirmou Felipe Alves, indo de encontro ao que Carlos Eduardo disse, que não apoiava Henrique por causa do apoio, mas sim pela condição dele como pré-candidato. LUCENA RESPONDE A resposta de Felipe Alves, por pouco, não gerou um longo debate na Câmara Municipal sobre as eleições de 2014. Até porque ele respondeu e Lucena, mais uma vez, pediu para falar e criticou o que o peemedebista tinha defendido, afirmando que o que Henrique fez por Natal é "quase nada" se comparado ao que fez a deputada federal Fátima Bezerra, pré-candidata do PT ao Senado Federal. "Ainda bem que o líder do PMDB vem responder e mostrou a ninharia que o deputado, terceiro homem da República, trouxe para Natal. Isso é uma ninharia. Não quero nem responder, vou citar aqui só uma emenda da deputada Fátima Bezerra para a zona Norte, para drenagem e pavimentação, no valor de R$ 348 milhões. Some tudo aí de Henrique e não dá isso. Natal sabe o que ela tem feito pela cidade e é obrigação dela sim", respondeu Lucena. Felipe, que é líder do PMDB na Câmara, pediu direito de resposta para continuar a discussão, mas não foi atendido e o embate entre siglas, aliadas no plano nacional, terminou por aí. Pelo menos, por enquanto.


Política

Quarta-feira

Natal, 2 de abril de 2014

O Jornal de HOJE 5

Líder afirma que convocação do prefeito atropela regimento e será desfeita hoje CASA

APROVOU, POR UNANIMIDADE, REQUERIMENTO COBRANDO A PRESENÇA DE

O líder do governo na Câmara Municipal de Natal, vereador Júlio Protásio (PSB), irá apresentar requerimento na sessão de hoje, solicitando ao prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), esclarecimentos por escrito sobre a não implantação da bilhetagem eletrônica no sistema de transportes da capital. Ontem, a Câmara aprovou requerimento convocando o prefeito para prestar esclarecimentos em plenário. Para o líder, além da pouca transparência dada ao requerimento de convocação, o pedido desconsiderou etapas do processo que precisariam ser cumpridas antes de se chegar à convocação. "Antes de convocar o prefeito, o regimento interno prevê a solicitação de informações e a própria convocação do secretário da pasta, no caso, Elequicina Santos, da Mobilidade Urbana", explicou. "O vereador Sandro Pimentel e a oposição aproveitaram a tarde de ontem que fui fazer exame médico e apresentaram requerimento de surpresa no horário de requerimentos quando a sessão estava esvaziada e com um número bastante reduzido de vereadores. Além disso, o Regimento Interno, no seu artigo 205, determina uma sequencia de solicitações de informações antes das convocações", observou o vereador. Segundo Júlio Protásio, o artigo 205 diz que compete à Câmara solicitar ao prefeito quaisquer informações sobre assuntos relativos à administração municipal. As informações são solicitadas por qualquer vereador e sujeitas às normas ditadas pelo Regimento. Aprovado o pedido de informação, ele é encaminhado ao prefeito, que tem prazo de 15 dias úteis, contados da data do seu recebimento, para pres-

Wellington Rocha

CARLOS EDUARDO

José Aldenir

NA

CÂMARA Wellington Rocha

Carlos Eduardo terá que explicar porque ainda não implantou a bilhetagem unificada após Câmara aprovar requerimento assinado pelo vereador Sandro Pimentel e votado em sessão sem Júlio Protásio tar as informações solicitadas. Segundo Júlio Protásio, para cumprir o que determina o Regimento Interno, e para não deixar de dar uma resposta à demanda por esclarecimentos relativos à implantação da bilhetagem eletrônica, ele próprio irá apresentar um novo requerimento na tarde de hoje solicitando informações ao prefeito Carlos Eduardo sobre a questão. "A Câmara precisa pedir primeiro explicações ao prefeito. Caso o prefeito não se explique, não dê atenção à Câmara, ou sua secretária Elequicina não compareça à Câmara para se explicar, aí sim a Câmara pode convocar o prefeito", completou o líder governista. Caso não queira solicitar informações diretamente ao prefeito, a Câmara tem ainda como opção questionar a secretária da pasta. "A Câmara pode convocar também

qualquer secretário responsável pela pasta, no caso Elequicina. Apenas em terceiro e último caso a Câmara poderá convocar o prefeito da capital", esclareceu o vereador. Ainda de acordo com Júlio Protásio, por causa do erro de colocar o requerimento numa sessão esvaziada e de surpresa, e também por não ter sido observado o Regimento Interno no quesito de primeiro convocar a secretária, a Câmara terá que aprovar esse novo requerimento, que pede que o prefeito envie por escrito a justificativa sobre porque não unificou a bilhetagem única da capital. Também será dado prazo de 10 dias para que a secretária Elequicina Santos compareça à Câmara para explicar porque não fez a implantação e dizer quando fará. "Aprovando essas duas medidas, vamos desconvocar o prefeito de Natal a

comparecer à Câmara", diz Júlio Protásio. CONVOCAÇÃO Na sessão desta última terçafeira os vereadores aprovaram requerimento do vereador Sandro Pimentel, do Psol, convocando o prefeito de Natal para explicar as razões de não ter posto em execução a lei da bilhetagem eletrônica até o momento, mesmo sendo uma iniciativa de interesse da população natalense, afirma o vereador, que teve o apoio na sua iniciativa de 17 vereadores presentes no plenário, inclusive vários parlamentares da base governista. A vereadora Amanda Gurgel, do PSTU, considera oportuna a presença do prefeito Carlos Eduardo na Câmara Municipal de Natal para segundo ela, explicar as razões de não ter implementado a bilhetagem eletrônica

até agora, mesmo sendo um projeto de sua autoria e de interesse da coletividade. Questionado sobre o requerimento aprovado, convocando o prefeito, Franklin Capistrano, presidente eleito da Casa, disse ser uma prerrogativa do Poder Legislativo, que o prefeito pode atender ou não. “O prefeito foi convocado, mas pode mandar um assessor”, esclarece. Ainda na sessão desta última terça-feira, foram rejeitados vários vetos do prefeito Carlos Eduardo, entre eles, um de autoria do vereador Felipe Alves, do PMDB, que beneficia mulheres com exames preventivos de mamografia uma vez por ano sem necessidade de prescrição médica. “Esse projeto é da maior importância para a população natalense. É de grande alcance social e não existem razões para veto”, protesta o autor do projeto,

lembrando que projeto idêntico foi aprovado em São Paulo. Completa o vereador Felipe Alves: “Acredito que houve desinformação por parte do executivo e falta de cuidado na sua apreciação”. O vereador Jacó Jácome, do PMN, também opinou sobre o projeto do peemedebista: “O projeto tem caráter preventivo e pode salvar vidas”. Foram vetados também pelo prefeito projetos de autoria do vereador Fernando Lucena, do PT. Segundo informações de fontes próximas ao prefeito de Natal, o projeto de Felipe Alves foi vetado com a alegação de que vereadores não podem interferir nas competências da profissão médica, entretanto, o próprio vereador, Felipe Alves, autor do projeto esclarece que o Ministério da Saúde recomenda que esse tipo de exame (mamografia) seja feito anualmente.

> EXPLICAÇÕES

Deputado da BA defende Henrique após denúncia da Veja O deputado federal Mário Negromonte (PP-BA) mandou e-mail para a redação de O Jornal de Hoje, defendendo o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves, apontado pela revista Veja como suspeito de envolvimento com doleiros suspeitos de receber propina advinda de contratos milionários da Petrobras. Negromonte, que é colega de Henrique na Câmara dos Deputados, teceu elogios ao presidente da Câmara, afirmando que o "respeitado Presidente da Câmara dos Deputados" desempenha trabalho reconhecido por todos. No e-mail enviado ao Jornal de Hoje, Negromonte aborda a conversa que teve com o repórter da revista Veja, que trouxe a matéria com a citação de Negromonte ao nome de Henrique, reproduzido por O Jornal de Hoje na sua edição da última segunda-feira. "Sobre a reportagem disponível no endereço eletrônico desse jornal, sob o título 'Henrique Alves é citado por de-

putado… na Petrobrás', informo que: Na conversa com o repórter da Revista Veja, limitei-me a comentar que havia disputa entre partidos para ter o prestígio da indicação de um diretor da Petrobrás, no caso o ex-diretor Paulo Roberto Costa, como fica explícito no trecho que se segue: 'Veja: O que se discutia nessas reuniões? Era um bate-papo, para mostrar prestígio, que a gente tinha um diretor. Não era nada específico. Ele também frequentava a casa de outros deputados, do PMDB, do PT", diz o deputado, complementando em seguida: "A conversa com Veja foi apenas para demonstrar que o exdiretor da Petrobrás tinha trânsito em Brasília", disse o parlamentar. Segundo Negromonte, "o diálogo não deve ser retirado do contexto" e, por conta disso, "a interpretação que o Jornal de Hoje de Natal deu, no primeiro parágrafo da reportagem citada no início dessa nota, infere algo que não foi dito

Divulgação

Negromonte foi citado em matéria publicada na edição da revista Veja desta semana nem pela revista Veja e nem por mim. Incorre, portanto, num erro que deve ser reparado", afirmou o deputado, se referindo à ilação á ilação da revista à entrevista de Ne-

gromonte, que coloca tanto o presidente da Câmara, como o presidente do Senado, Renana Calheiros, com tendo influência política sobre quem é acusado de receber propi-

na e ter amizades com políticos graúdos de Brasília. Negromonte conclui, tecendo elogios a Henrique Alves como presidente da Câmara. "O trabalho do deputado Henrique Eduardo Alves, hoje respeitado Presidente da Câmara dos Deputados, é reconhecido por todos os seus pares, de todos os partidos da Casa, sem qualquer indício de irregularidade". Tendo conhecimento de que Henrique é pré-candidato a governador do Rio Grande do Norte, Negromonte mesmo conclui: "Dado o respeito que tenho por esse parlamentar, meu Presidente na Câmara, solicito a publicação desse esclarecimento para acabar com qualquer dúvida que tenha sido gerada pela reportagem publicada por esse jornal, que cita meu nome". MATÉRIA Na matéria contestada pelo deputado Negromonte, Henrique foi apontado pela revista Veja como

"suposto" beneficiário de recebimento de propina por meio de esquema de corrupção envolvendo contratos da Petrobras. Segundo a revista, Paulo Roberto Costa foi indicado para a Diretoria de Abastecimento da Petrobras pelo PP, mas "passou a prestar serviços para senadores peemedebistas e deputados do PT". Paulo Roberto Costa é apontado como epicentro de um esquema gigantesco de corrupção, cujas propinas variavam à casa de bilhões de reais. Além de participar da compra de Pasadena, o ex-diretor da Petrobras foi protagonista do projeto de construção da refinaria de Abreu e Lima, cujo orçamento saltou de R$ 2,5 bilhões para R$ 20 bilhões com a saída da venezuelana PDVSA. A saída da petrolífera estrangeira do negócio gerou a suspeita de superfaturamento e a entrada da Polícia Federal em ação, que passou a investigar o caso.

Wellington Rocha

> ELEIÇÕES 2014

Encontro com presidente da legenda definirá apoio do PSDC na majoritária

Eleika é única vereadora do PSDC em Natal e afirma que partido ainda está indefinido

A vereadora Eleika Bezerra, do PSDC, informou na manhã de hoje que o seu partido ainda não tem posição definida sobre a posição da legenda no processo sucessório estadual deste ano. Ela disse que vai se encontrar com o presidente do Diretório Estadual, Joanilson de Paula Rêgo, para saber qual candidato apoiará nas eleições de outubro. No exercício do seu primeiro mandato de vereadora, a professora Eleika Bezerra diz se sentir motivada em razão de

ter conseguido aprovar a liberação de recursos num total de 22 milhões de reais para o setor educacional do município, particularmente para instalação de bibliotecas e escolas de tempo integral, que ela considera a principal alternativa para o Rio Grande do Norte e para o País. "Com educação em tempo integral os governos não precisam gastar dinheiro com programas como Peti, Tributo à Criança e vários outros do gênero, e certamente teremos menos

presídios", observa a professora Eleika Bezerra. EXCESSO DE PARTIDOS Mesmo mostrando-se satisfeita no desempenho do seu mandato de vereadora, Eleika Bezerra critica o atual sistema político/eleitoral brasileiro. Ela diz que o Brasil vive uma "verdadeira anarquia" com tantos partidos políticos. Em razão disso, a vereadora do PSDC defende uma Reforma Política urgente. Ao ser perguntada se é liderada de

alguém na política do Rio Grande do Norte, a vereadora disse que não é liderada de ninguém, e que o Rio Grande do Norte está carente de lideranças. Concluindo, a vereadora Eleika Bezerra criticou o excessivo número de vetos que vem ocorrendo na Câmara Municipal de Natal e disse ser necessário um melhor entendimento entre executivo e legislativo para que os trabalhos fluam melhor com ações mais rápidas em benefício da população natalense. (JP)


6 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 2 de abril de 2014

Quarta-feira

Wellington Rocha

CEASA SOFRE COM COMÉRCIO CAÓTICO, LIXO E PELA FALTA DE ESTACIONAMENTO PERMISSIONÁRIOS, VENDEDORES E DIRETORIA DEFENDEM EXPANSÃO ESTRUTURAL DA CENTRAL DE ABASTECIMENTO Fotos: Wellington Rocha

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

Comércio caótico, falta de estacionamento e mau cheiro do lixo misturado às frutas estragadas são sinais de um problema diário enfrentado por empresários, vendedores, funcionários e clientes na Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa-RN). A estrutura localizada às margens da Avenida Capitão-Mor Gouveia, em Lagoa Nova, já não está dando conta da demanda diária do fluxo de produtos hortifrutigranjeiros, pessoas e veículos, situação que tem prejudicado a qualidade do serviço prestado pela Central. Para os empresários permissionários, vendedores e diretoria administrativa da Ceasa, que está vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca, a solução definitiva para a maioria dos problemas existentes seria a ampliação e melhoria da estrutura física. O assunto esteve em debate na tarde desta quarta-feira (2) durante audiência pública na Assembleia Legislativa, por proposição da deputada estadual Gesane Marinho. O empresário e vice-presidente da Associação dos Atacadistas da Ceasa, Antônio Alves da Costa, que trabalha há 28 anos na Central, disse que o crescimento da capital potiguar prejudicou a expansão da estrutura instalada no mesmo local

Sem vagas disponíveis, carros e caminhões estacionam nas estreitas vias internas da Ceasa

desde 1976. "Se fossemos conversar sobre todos os problemas que temos aqui, perderíamos o dia inteiro. Mas para ser sucinto, diria que nosso principal problema, de infraestrutura, foi causado pelo aumento populacional e expansão da cidade. Hoje precisamos de terreno para expandir a Central, mas não temos por onde fazer isso", disse. Segundo Antônio Alves, existem sete hectares da própria Ceasa que ao longo do tempo foram ocupados por outros órgãos públicos e "poderiam ser reincorporados para melhorar a infraestrutura". Essa informação foi confirmada por Cledionor Mendonça, diretor técnico da Central. De acordo com ele, a Ceasa

começou as atividades ocupando 16 hectares de terra para atender uma demanda de quatro mil toneladas de alimentos hortifrutigranjeiros por mês. "Hoje temos um espaço 50% menor do que tínhamos inicialmente e atendemos uma demanda de 25 mil toneladas por mês. Ou seja, o serviço da Central de Abastecimento aumentou e o espaço diminuiu. Esse problema de falta de espaço acaba gerando outros, como a falta de estacionamento para caminhões de carga e veículos de passeio", afirmou Cledionor. O diretor técnico explica que o estacionamento acaba sendo prejudicado porque os permissionários

compram os produtos, não têm local para estocar e, por isso, os caminhões de carga precisam ficar estacionados com os alimentos. "São caminhões longos, que acabam ocupando mais de uma vaga. Se forem observar, o espaço aqui dentro é tão pequeno que os caminhões acabam ficando estacionados do lado de fora, em postos de gasolina, esperando por um momento que possam entrar", destacou. José Adecio Costa Filho, diretor presidente da Ceasa, disse que o problema de falta de espaço físico é comum às Centrais de Abastecimento do país, mas que a administração do órgão no Rio Grande do Norte está sempre bus-

> ROTINA DE PARALISAÇÕES

“Se fóssemos conversar sobre todos os problemas que temos aqui, perderíamos o dia inteiro. Hoje precisamos de terreno para expandir a Central” ANTÔNIO ALVES DA COSTA VICE-PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DE ATACADISTAS DA CEASA

cando por melhorias. "Adotamos medidas aqui para tentar minimizar os problemas, mas é complicado. É coisa que nenhuma administração consegue resolver da

noite para o dia", disse. A reportagem d'O Jornal de Hoje questionou se existem projetos que prevêem aquisição de outro local onde possa funcionar a Ceasa, longe do centro da cidade, e o diretor-presidente afirmou que as conversas sobre isso "nunca deixaram de existir". "Porém, trata-se de um projeto muito vultoso, de uma despesa para mais de R$ 100 milhões de reais. É muita burocracia legal para tudo acontecer. O que podemos afirmar é que precisamos de uma área acessível. Falta de espaço é o nosso problema crucial". A falta de infraestrutura ainda influencia no acondicionamento do lixo. Por falta de local, mas também da conscientização de muitos permissionários, é fácil de sentir o mau cheiro das frutas e verduras estragadas. A direção da Ceasa informou que o caminhão de coleta trabalha diariamente, 24 horas por dia, mas mesmo assim as lojas voltam a descartar o lixo nas ruas. "Tentamos trabalhar com os permissionários a questão da educação ambiental, mas é difícil. O caminhão passa e eles voltam a jogar o lixo durante o expediente", disse José Adécio Filho. Em dias de movimento, a Central de Abastecimento chega a gerar uma média de 10 mil quilos de lixo.

Servidores do município decidem iniciar nova greve em Natal Wellington Rocha

CAROLINA SOUZA ACW.SOUZA@GMAIL.COM

Os servidores públicos de Natal deflagraram greve unificada da categoria a partir de segunda-feira (7) por tempo indeterminado. A paralisação atingirá todas as secretarias municipais e pede reajuste salarial. A decisão da categoria foi tomada nesta quarta-feira (2) durante realização de assembleia geral. A greve na rede municipal também é esperada nos setores da educação e saúde pública. Soraya Godeiro, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Natal (Sinsenat), explicou que o início da greve precisa obedecer ao prazo de 72h, tempo em que o Executivo Municipal deverá ser informado oficialmente sobre a decisão. "Cumpriremos o tempo determinado por lei e a partir de segunda-feira iniciaremos nossa movimentação com um piquete às 7h em frente à Segelm (Secretaria de Planejamento, Orçamento e Finanças)", disse. Na terça-feira da próxima semana, dia 8 de abril, a categoria dos servidores públicos de Natal irá acompanhar uma audiência

Soraya Godeiro, do Sinsenat, cobra reajuste salarial para servidores da Prefeitura pública na Câmara Municipal de Natal, onde tramita um projeto do Executivo que prevê reajuste salarial de até 166% para os cargos comissionados. "A proposta do prefeito Carlos Eduardo é a manutenção do abono salarial para pagamento do salário mínimo e aos demais servidores um aumento de 2%. Um aumento

insignificante, irrisório", destacou Soraya. Em outubro do ano passado a mesma categoria decretou greve, mas as pautas negociadas para por fim àquela paralisação não chegaram a ser cumpridas pelo prefeito. O decreto de enquadramento dos agentes de mobilidade urbana, que especifica o Plano de Carreira

desses profissionais, não chegou a ser publicado no Diário Oficial do Município e, segundo a presidente do Sinsenat, o plano deveria começar a ser implantado neste mês de abril. Além disso, a carreira da Guarda Municipal, que tramita há meses na Segelm, ainda não foi enviada para apreciação da Câmara Municipal de Natal. "Além disso, muitos servidores estão sem salubridade, sem o um terço de férias garantindo por lei, sem o adicional salarial por trabalhos noturnos. Nenhuma pauta acordada no ano passado foi cumprida. A greve está decretada. Iremos oficializar as razões da paralisação para a Prefeitura e para os vereadores e esperamos que a população compreenda esse novo processo", disse Godeiro. O Sinsenat disse reconhecer que os cargos comissionados têm defasagem salarial, mas acha incoerente a Prefeitura Municipal de Natal suprir a discrepância dos comissionados e deixar de atender os servidores igualmente. "Nosso apelo aos vereadores é que eles só votem o projeto dos cargos comissionados quando a Prefeitura apresentar um projeto de lei com pro-

posta digna para os servidores de carreira", afirmou a líder sindical. O sindicato ainda denuncia problemas como falta de condições de trabalho dos servidores, aumento da terceirização, falta de compro-

metimento com os servidores, assédio moral e retirada de direitos profissionais. Atualmente, a Prefeitura conta com cerca de 10 mil funcionários de carreira e 833 cargos comissionados.


Economia

Quarta-feira

Natal, 2 de abril de 2014

O Jornal de HOJE 7

Heracles Dantas

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

marcossa@jornaldehoje.com.br

Palestra de Fernando Meirelles atrai mais de 100 pecuaristas ao auditório da Anorc n O Auditório Arnor Francisco do Parque de Exposições, em Parnamirim, ficou lotado por mais de uma centena de agropecuaristas ontem à noite. n Eles foram ouvir palestra do agrônomo paraibano Fernando Meirelles, reconhecido hoje no país como um dos melhores consultores na área de produção de carne bovina a pasto. n Responsável direto pela orientação técnica de grandes projetos agropecuários em praticamente todas as regiões do Brasil, o palestrante mostrou que a pecuária de corte se constitui num dos melhores e mais rentáveis filões da nossa economia, desde que praticada com o uso de tecnologias que respeitem e que tirem o máximo de proveito das condições naturais do clima e do solo do país. n Fernando Meirelles apontou os tabuleiros litorâneos da região Nordeste (que antigamente eram consideradas terras pobres e não agricultáveis) como as melhores áreas da região para a prática de uma agropecuária que tenha como fundamentos "o capim e o cupim", ou seja, o pasto à base de braquiárias e bovinos de raças zebuínas, dotados de alta precocidade reprodutiva e capazes de ficar prontos para o abate aos 24 meses. n A palestra do consultor se estendeu por mais de duas horas e ele ainda respondeu a diversas perguntas dos ouvintes. Núcleo de Prática Jurídica da UnP oferece consultoria a micro e pequenas empresas n Aproveitando a realização da VI Semana do Gastos com gabinete de um desembargador dariam para custear, com sobra, 6 comarcas n Na hora em que a presidente da Associação dos Magistrados do Rio Grande do Norte, juíza Hadja Rayanne de Holanda Alencar, desencadeia campanha em favor da eleição direta (pelo voto de toda a classe dos magistrados) do futuro presidente do nosso Tribunal de Justiça, também começam a prosperar na mídia digital críticas ao elevadíssimo custo de manutenção de cada gabinete de desembargador no Judiciário potiguar. n Segundo uma dessas críticas, as despesas que o erário estadual tem com cada um dos 15 desembargadores do TJRN seriam suficientes para cobrir, com sobra, os custos de seis comarcas. n Enquanto isso, o Estado carece de juízes e de pessoal de apoio nas instâncias inferiores e está há onze anos sem realizar concursos para preencher as vagas que se multiplicam nas comarcas do interior. Marcelo Queiroz presente à "WorldSkills Americas" n O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte, Marcelo Queiroz (que também

Micro Empreendedor Individual (MEI), iniciada ontem, o presidente da Universidade Potiguar (UnP), Marcus Peixoto, comunica que será formalizada na tarde desta sexta-feira uma parceria com o Sebrae/RN, pela qual o Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da instituição se propõe a oferecer assistência jurídica gratuita aos micro e pequenos empresários do Estado. n O trabalho será desenvolvido com o apoio do programa "Empreende", do Centro de Empreendedorismo da UnP. n Por ocasião do evento em que se celebrará a parceria, a UnP apresentará aos dirigentes do Sebrae o professor e os alunos do Curso de Direito que ficarão responsáveis pelos atendimentos. n Segundo o coordenador do "Empreende", professor Marcelo Bandeira, "este será um trabalho inovador da UnP, que passa a ser a primeira universidade do Norte/Nordeste a prestar consultoria de direito empresarial e contratual dentro do Sebrae". n Os atendimentos acontecerão às quartas-feiras, sempre no período da tarde, conforme agendamento prévio feito no Sebrae/RN. n Para o diretor do Curso de Direito da UnP, Fernando Cabral, essa parceria beneficiará todas as partes envolvidas, sendo a primeira delas os alunos, que irão aliar os conhecimentos teóricos com a prática real do exercício profissional; em seguida, virão os micro e pequenos empresários que, devidamente orientados, poderão reduzir os riscos dos seus negócios e aumentar suas chances de sucesso.

preside os conselhos regionais do Sesc e do Senac no Estado), participa desde ontem, em Bogotá, da "WorldSkills Americas", uma das maiores competições mundiais na área da educação profissionalizante e que reúne estudantes de 17 países do continente. n Sobre o evento internacional, Marcelo afirma que ele contribui diretamente para a evolução da educação profissionalizante nos países das Américas, pois ajuda a disseminar novas tecnologias e técnicas que se refletirão nas salas de aula das instituições (como o Senac, no Brasil) que se dedicam à formação de mão de obra especializada para atender à demanda das empresas. n A "WorldSkills Americas" foi aberta com pronunciamento do presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, onde ele ressaltou que a educação profissional deve ser vista como a grande oportunidade de transformação da sociedade em busca de um futuro melhor. n Representam o Senac no evento quatro estudantes de diversos Estados brasileiros, dentre eles a potiguar Juliana Almeida (aluna do curso de cabeleireira) em Natal. Curso de Marketing de Relacionamento em Negócios Turísticos n A Abav/RN (seção da Associação Brasileira das Agências de Viagens no Rio Grande do Norte) realizará em Natal, nos dias 23 e 24 próximos, o curso de qualificação "Marketing de Relacionamento em Negócios Turísticos", a ser ministrado por Erick Guttmann, do ICCABAV (Instituto de Capacitação e Certificação da Abav nacional). n A carga horária será de 8 horas e as aulas acontecerão no próprio auditório da sede da Abav/RN,

no período das 18:00 às 22:00 horas. n Para o pessoal vinculado às agências associadas as inscrições custarão apenas R$ 30,00. Para os demais interessados, R$ 50,00. Cada agência poderá inscrever até quatro colaboradores. Creci/RN fiscalizará corretores presentes ao XIII Salão Imobiliário n O Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-RN) está presente (com estande próprio) ao XIII Salão Imobiliário do Rio Grande do Norte, que começa hoje e prosseguirá até domingo no Centro de Convenções de Natal. n Os objetivos da entidade serão: 1) fiscalizar os profissionais que estejam trabalhando durante o evento; e 2) esclarecer os visitantes da feira de imóveis sobre a importância de só se utilizarem dos serviços de corretores legalmente habilitados ao exercício da profissão. n Se qualquer corretor não apresentar o registro do Creci, subtende-se que ele não está apto a exercer o trabalho de intermediação de negócios que envolvam e compra e venda de imóveis. A verificação desse requisito básico serve principalmente para resguardar a segurança do cidadão quanto ao negócio realizado. n Entre os anos de 2011 e 2012 o Ministério do Trabalho e Emprego, através da sua Superintendência no Rio Grande do Norte, lavrou 936 autos de infração contra falsos corretores, medida punitiva que fez cair, em 2013, para apenas 142 os casos de transgressão à lei que impõe a obrigatoriedade do registro no Creci para quem faz corretagem imobiliária.

Volume de carga cai 50% no porto na entressafra TRABALHADORES PORTUÁRIOS AMARGAM FALTA DE SERVIÇO MARCELO HOLLANDA HOLLANDAJORNALISTA@GMAIL.COM

Mal o porto de Natal comemorou no ano passado um aumento de 26% no volume de cargas registrado em 2013 em relação a 2012, o anúncio da saída de Del Monte, a maior exportadora de baba do Estado, tratou de acender a luz vermelha para trabalhadores portuários, que já amargam falta de serviço na entressafra de fruta. Nessa época do ano, tradicionalmente, o volume de cargas despenca pela metade, caindo de 650 contêineres em média por operação para algo em torno de 300. Enquanto o movimento não se restabelece, os estivadores, por exemplo, aumentam consideravelmente seus pedidos de adiantamento para o sindicato da categoria, que faz pequenas antecipações descontadas em vencimentos futuros. “A gente faz o que pode dentro do mínimo que é possível”, diz o presidente do Sindicato dos Estivadores, Lenilton Fonseca Caldas. Para uma entidade cujo orçamento não passa dos R$ 150 mil por ano, as antecipações são feitas caso a caso para não deixar as famílias dos trabalhadores privadas do mínimo, como o arroz e feijão da despensa. No caso dos estivadores, dos 90 trabalhadores disponíveis para o serviço, pelo menos 50 fazem parte de um cadastro de reserva requisitado sempre que é necessário suprir a mão-de-obra durante a safra. Mas este ano, com o anúncio da suspensão das operações por parte da Del Monte, os sindicatos resolveram agir. Na semana que vem eles pretendem começar uma série de visitas aos poderes para levar essa situação às autoridades e associações de classe. Hoje pela manhã, reunido no

Sindicato dos Estivadores, representantes dos Arrumadores, dos Conferentes e até a praticagem, que orienta a entrada e saída de navios, estiveram presentes. “Todo o ano prometem ações para aumentar as cargas pelo porto de Natal, mas nada acontece e a situação do trabalhador só piora”, diz Lenilton, dos Estivadores, eleito no ano passado. Ontem, o Diário Oficial da União publica o aviso de licitação da Companhia Docas do RN (Codern) para a construção do Beço 4 do Porto de Natal, com 220 metros de cais e retroárea, num total de 10.766 metros quadrados de ampliação. Inclusive, no processo licitatório, estão incluídas as defensas da ponte Newton Navarro, que motivou a proibição de trânsito no terminal depois das 17 horas. A abertura das propostas está marcada para o próximo 25 de abril. Hoje, os representantes dos sindicatos ligados ao porto comentaram a informação com otimismo moderado. “Sabemos que a falta de carga é o problema crucial de um porto, mas a expansão da retroárea passa por uma série de outras providências, como a reocupação da comunidade do Maruim, um assunto falado há décadas sem que nada aconteça”, afirma o presidente do Sindicato dos Conferentes, Alberto Avelino de Almeida. Segundo Sebastião Leite, o mais antigo prático em serviço no Porto de Natal, a inquietação dos trabalhadores cresce na medida em que as chuvas voltam a cair sobre as áreas produtoras de frutas, trazendo como consequência uma quebra na produção e redução significativa no teor de açúcar das frutas. “São informações como essas que aumentam a inquietação do trabalhador que tira seu sustento do porto”, acres-

centa. Outro grande problema é a carga de retorno, que mantém os níveis de ocupação dos navios. Hoje, eles chegam com muitos contêineres ocupados apenas com caixas de papelão que receberão as frutas quando elas forem carregadas nas propriedades antes de voltarem para o embarque. Uma das saídas seria o retorno da navegação de cabotagem (trânsito dentro do próprio país), o que aumentaria as chances do porto crescer consideravelmente seu volume de cargas. “Mas esse é outro assunto que nunca sai do lugar por mais que se discuta”, diz Sebastião Leite. A esperança é que novas linhas para Natal se materializem, como a dos Estados Unidos e do Chile, para reverter um pouco a ociosidade da entressafra. “Nós queremos entender se essas linhas poderão iniciar operação no curto prazo ou se é apenas mais uma perspectiva distante”, diz Wilson Duarte dos Santos, presidente do Sindicato dos Arrumadores. Embora o número de navios tenha diminuído nos últimos anos, com a chegada da CMA/CGM, o primeiro armador de porta-container a operar no terminal, houve uma aumento significativo das cargas. “Resta agora manter um bom volume para o ano todo, o que deve ser um interesse do governo estadual e dos empresários”, opina o prático Sebastião Leite. Outra preocupação dos sindicatos é com o assédio agressivo dos portos cearenses, que lutam com muito mais afinco por suas metas de curto, médio e longo prazo. “Na verdade, eles (os cearenses) fazem o seu dever de casa, enquanto nós demoramos muito para agir de uma maneira mais consistente”, admite Lenilton, dos Estivadores.

> CONTA DE LUZ

Cosern expande fatura instantânea de energia A partir desta quarta-feira , o novo sistema de coleta, processamento e impressão da conta de energia elétrica entra em mais oito municípios do Estado. Serão 140 mil consumidores na região de Mossoró e da Costa Branca que receberão as faturas de energia instantaneamente, totalizando, com estes, mais de 400 mil no RN. A mudança, que começou desde o fim do ano passado e já é realizada em 30 municípios norte-rio-grandenses, está ocorrendo de forma gradativa e deverá chegar a todo o estado até o segundo semestre deste ano. Nesta etapa do projeto, a fatura instantânea chega a Mossoró, Tibau, Baraúnas, Governador Dix-sept Rosado, Serra do Mel, Upanema, Areia Branca e Grossos. A adoção do novo procedimento ocorre simultaneamente

na Cosern e nas outras distribuidoras do Grupo Neoenergia – Coelba (BA) e Celpe (PE). No total, o Grupo investiu R$ 61 milhões na compra de equipamentos, capacitação dos profissionais envolvidos e implantação de todo o sistema nas três empresas. Agilidade e praticidade - na prática, o novo sistema permite uma única visita mensal ao cliente que recebe a fatura, em novo formato, imediatamente após a leitura do medidor. O procedimento assegura maior agilidade e praticidade no processo de leitura e faturamento, e minimiza extravios da conta de energia, sem perder a qualidade e garantindo a confiabilidade dos valores. Para fazer a coleta do consumo do cliente, os leituristas utilizam um equipamento especial chamado PDA (personal digital

assistant). A tecnologia pode funcionar taanto on-line quanto offline, a depender do sinal de telefonia celular que é o meio de comunicação utilizado. Os leituristas utilizam um kit com coletor de dados e impressora térmica. O processo é simples: basta inserir a leitura mensal e o sistema faz o restante. O papel é especial, com proteção contra água, que preserva os dados impressos. O novo formato da fatura mantém todas as informações contidas no modelo de conta anterior. Os equipamentos são rastreados 24 horas por dia. Em caso de extravio ou perda, será enviado um comando de bloqueio ao aparelho, inviabilizando o seu uso para qualquer outro fim. Mesmo bloqueado, o aparelho irá emitir sinal para o servidor da empresa que identificará a localização geográfica do equipamento.


8 O Jornal de HOJE

Natal, 2 de abril de 2014

Cidade

Quarta-feira

Pais e filhos comemoram Dia Mundial de do Autismo e cobram políticas públicas EM

QUALQUER FASE DA VIDA, O AUTISMO NÃO É OBSTÁCULO PARA QUE SE LEVE UMA ROTINA NORMAL E PRODUTIVA Fotos: José Aldenir

ROBERTO CAMPELLO ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR

Uma das maiores preocupações de qualquer pai e mãe é que algo os impeça de continuar cuidando e provendo os filhos, antes deles poderem caminhar com as próprias pernas. O desafio de imaginar o cenário ao tratar de filhos autistas é ainda maior. Com dificuldades de comunicação, sociabilização ou inadequação a comportamentos tidos "normais" e "aceitáveis", ser autista é conviver com as limitações que os olhos ao redor lhe impõem. Ser pai de um é acreditar poder transpor essas barreiras até, enfim, vêlas cair por terra. O dia dois de abril, Dia Mundial da Conscientização do Autismo, é um lembrete dessa bandeira e um medicamento que se propõe a curar o preconceito sobre um assunto que se prefere fingir inexistir até ouvi-lo bater à porta. A dona de casa, Lúcia Chacon, é mãe de três filhos. Dois já se casaram, e saíram de casa. Hoje ela dedica boa parte do tempo para cuidar exclusivamente do filho Rodrigo Chacon, de 19 anos. Com um ano de idade, Rodrigo teve uma regressão, mas a mãe não entendeu, nem os médicos conseguiram diagnosticar. Aos oito anos de idade, depois de levá-lo para inúmeros especialistas, um pediatra recomendou que ela procurasse o Centro de Reabilitação Infantil do Rio Grande do Norte (CRI-RN), quando o filho foi diagnosticado como autista e passou mais de uma década em tratamento, com fonoaudiólogo, neuropediatra, terapeuta ocupacional e fisioterapeuta. "Não tinha conhecimento sobre nenhum tipo de deficiência, muito menos sobre o autismo. Foi tudo muito novo e fomos descobrindo juntos. Eu reagi bem, mas ficamos tristes. Meu filho tem os sonhos dele, de ser motorista de ônibus, e às vezes fico pensando que parte dos sonhos dele não possa ser realizado. Ele é um adulto que vai ser sempre criança", disse a mãe de Rodrigo Chacon. A mãe conta que a rotina de Rodrigo é normal. Estuda, gosta de ouvir música evangélica, ir a praia

Fátima Cristina (acima), presidente da APAARN, destaca luta pela garantia do direito à educação de qualidade para os autistas. Lúcia, mãe de Rodrigo, de 19 anos, ao descobrir o autismo do filho não tinha conhecimento sobre o transtorno

Em Natal, pais e filhos autistas celebraram a data com um evento na Praça Sete de Setembro, no centro da cidade e assistir televisão. Tem horas que Rodrigo fica bastante agitado e estressado, mas basta colocar música gospel que ele fica mais tranquilo. "Esperamos em Deus que ele vai conseguir tudo que quiser. Uma de nossas missões é entregar os filhos a uma sociedade mais justa. Assim será, combatendo o preconceito. Estamos fazendo a nossa parte. Ainda precisamos de muita ajuda. Não gosto de pensar no futuro, mas entrego a Deus, pois espero pelo tempo de Deus", afirmou a mãe. Lúcia e Rodrigo Chacon, juntamente com outros pais e filhos autistas se reuniram na manhã de hoje (2), na Praça Sete de Setembro, em frente a Assembleia Legislativa, para comemorar o Dia Mundial da Conscientização do Autismo e também para dar mais visibilidade à luta pela garantia de políticas públicas para os autistas. "Queremos chamar a atenção da população, da sociedade, dos pais, dos políticos, para assegurar o direito dos autistas, à educação com qualidade que atenda as suas necessidades, com profissionais qualificados, à saúde, ao lazer, a exercer a sua cidadania", destacou Fátima Cristina Villani de Melo, presidente da Associação dos Pais e Amigos dos Autistas do RN

(APAARN), mãe de um autista de 28 anos. Apresidente da Associação conta que não há número exato de autistas no Rio Grande do Norte. "Muitos não nos procuram, outros pais tem vergonha e escondem os filhos, e também enfrentamos a dificuldade de se conseguir o diagnóstico", afirmou. Hoje, a associação atende 55 crianças e adolescentes, e já possui uma fila de espera com 60 pessoas. "Mas sabemos que essa lista de espera é bem maior". "Não existe política pública voltada para os autistas. Nós temos a Lei 12.764, que fala dos direitos das pessoas com transtorno do espectro autista, que assegura eles estarem em sala de aula, as escolas aceitarem e garante que agora ele é um deficiente. Mas na prática isso não funciona bem, é necessário mais educação, mais informação, pois ainda há muito preconceito", destacou Fátima Cristina Villani. Para ela, o maior mito quando se fala de autista é dizer que eles vivem no mundo deles. "Ele não vive no mundo dele. Ele tem dificuldade de assimilar o que vem de fora. Ele entende, mas não sabe se expressar e se isola, pela limitação dele". O psicólogo Paulo Eduardo Sobral considera que há carência no

atendimento para crianças autistas no Estado, cabendo as associações responsáveis pelo atendimento terapêutico, para que as crianças possam ser estimuladas e ter condições de ter uma vida diária independente. "Ainda existe a barreira do preconceito, que precisa ser derrubada, principalmente dentro de casa. As crianças, a partir dos três anos de idade, já podem apresentar um diagnóstico autista e é interessante que o diagnóstico possa ser feito o quanto antes para que possamos trabalhar em cima da estimulação dessas crianças", destacou. ENTENDA O AUTISMO O Autismo é um transtorno global do desenvolvimento marcado por três características fundamentais: inabilidade para interagir socialmente, dificuldade no domínio da linguagem para comunicar-se ou lidar com jogos simbólicos e padrão de comportamento restritivo e repetitivo. O autista nasce com um transtorno neurobiológico, ou seja, uma alteração no desenvolvimento mental que faz com que ele tenha dificuldades no relacionamento com as pessoas e com o ambiente onde se vive. O grau de comprometimento é de intensidade variável: vai desde quadros mais leves, como a síndro-

me de Asperger (na qual não há comprometimento da fala e da inteligência), até formas graves em que o paciente se mostra incapaz de manter qualquer tipo de contato interpessoal e é portador de comportamento agressivo e retardo mental. Os estudos iniciais consideravam o transtorno resultado de dinâmica familiar problemática e de condições de ordem psicológica alteradas, hipótese que se mostrou improcedente. A tendência atual é admitir a existência de múltiplas causas para o autismo, entre eles, fatores genéticos e biológicos. O autismo acomete pessoas de todas as classes sociais e etnias, mais os meninos do que as meninas. Os sintomas podem aparecer nos primeiros meses de vida, mas dificilmente são identificados precocemente. O mais comum é os sinais ficarem evidentes antes de a criança completar três anos. Na adolescência e vida adulta, as manifestações do autismo dependem de como as

pessoas conseguiram aprender as regras sociais e desenvolver comportamentos que favoreceram sua adaptação e auto-suficiência. O diagnóstico é essencialmente clínico. Leva em conta o comprometimento e o histórico do paciente e norteia-se pelos critérios estabelecidos por DSM-IV (Manual de Diagnóstico e Estatística da Sociedade Norte-Americana de Psiquiatria) e pelo CID-10 (Classificação Internacional de Doenças da OMS). Até o momento, autismo é um distúrbio crônico, mas que conta com esquemas de tratamento que devem ser introduzidos tão logo seja feito o diagnóstico e aplicados por equipe multidisciplinar. Não existe tratamento padrão que possa ser utilizado. Cada paciente exige acompanhamento individual, de acordo com suas necessidades e deficiências. Alguns podem beneficiar-se com o uso de medicamentos, especialmente quando existem co-morbidades associadas.

> PATERNIDADE

Exames de DNA voltam a ser pagos pelo Governo do Estado Os exames de DNA para o reconhecimento de paternidade, pagos pelo governo do Estado, voltaram a ser feitos. O público-alvo do atendimento são pessoas de baixa renda com processo do tipo na justiça. Desde o ano passado, o serviço estava paralisado. De acordo com o Ministério Público Estadual, os exames foram suspensos por falta de pagamento do governo para a clínica responsável pela

execução, DNA Center, em Natal e Cacim em Mossoró. Ainda segundo o MP, o governo pagou o que devia e renovou o contrato. Com isso, estão garantidos 600 atendimentos, sendo 450 entre vivos e 150 pós-morte. As pessoas que estavam na fila de espera desde 2013 terão prioridade. Segundo o órgão ministerial, processos de reconhecimento de paternidade em Natal e Mossoró foram paralisados. Só na capital do Oeste,

o promotor de justiça Hermínio Perez contabilizou 45 processos à espera do exame. A retomada do serviço se deu diante da pressão da 18º Promotoria de Justiça de Mossoró e a 7º Promotoria de Justiça de Natal. Agora, o MP também irá investigar o motivo da falta de pagamento do governo do Estado. Ainda segundo o MP, o governo do Estado alegou em sua defesa que não tinha dinheiro para fazer o pa-

gamento do contrato em razão de uma "crise orçamentária". Também foram realizadas audiências de conciliação entre o MP e o governo na tentativa de sanar o impasse antes da judicialização do caso. Na última ocasião, segundo o Ministério Público Estadual, o representante da Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas) do governo do Estado afirmou que já havia renovado o contrato com

as clínicas até o final deste ano. DNA Para ter acesso aos exames, basta que as partes no processo agendem o dia da coleta nos laboratórios DNA Center, em Natal, e no Cacim em Mossoró. A coleta de material genético é feita na presença do suposto filho, da mãe e do suposto pai. Apartir daí, o mapa genético do filho é comparado com o do pai. O DNA é

uma espécie de mosaico em que parte é herdado da mãe e a outra vem do pai. Retirando-se as partes semelhantes da mãe no DNA do filho, devem sobrar as semelhanças com o DNA paterno para o suposto pai seja reconhecido. Caso não coincida, o exame é refeito. Em Natal, uma das unidades do DNA Center está localizada na Avenida Afonso Pena, no Tirol. Informações: (84) 3211-5933/3211-5118.

CMYK


Cidade

Quarta-feira

Natal, 2 de abril de 2014

1 E1 den o O Ja H lrJ

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

A palavra e o palpite do rei Alguns sites europeus reproduziram ontem à noite mais uma declaração de Pelé numa das tantas entrevistas que ele concede aonde chega. O rei ainda é uma das marcas do nosso tempo. Em recente pesquisa ficou colado nos Beatles em popularidade mundial. Só os brasileiros não levam muito a sério os comentários do maior jogador de futebol de todos os tempos. O resto do mundo, no entanto, faz questão de saber sua opinião sobre tudo, mesmo que o rei não seja tão chato quanto o chato vocalista Bono Vox, do U2. A declaração repercutida ontem foi sobre a Copa do Mundo, a começar dentro de 70 dias no Brasil, o reino do entrevistado. O trecho escolhido pela imprensa europeia para as manchetes foi o prognóstico monárquico de que a Colômbia estará nas semifinais. Minutos depois que li o assunto no site oficial da FIFA, reproduzi a fala do rei na minha timeline do Twitter. A reação de aversão ao que diz Pelé foi imediata. Dezenas de seguidores rechaçando a opinião, fazendo piadas e decretando o azar colombiano. Os súditos de Pelé (que eles queiram ou não, o são) rebaixaram o rei à mesma condição do ídolo pop Mick Jagger, cuja fama de azarado nos palpites esportivos já ganhou o universo além rock 'n' roll. Não sei ao certo se o brasileiro é mesmo igual ao inglês. Também não sei se existe alguém sortudo no âmbito dos pitacos, pois se houvesse uma grande quantidade de acertos na escala palpitônica, o mundo estaria repleto de novos ricos e as casas de apostas todas quebradas e falidas. Quem acerta palpite no futebol? O problema é que a opinião de Pelé interessa ao planeta, enquanto a dos simples mortais sequer tem relevância nos minutos de exposição nas redes sociais. Ontem mesmo, havia um tuiteiro vomitando teses tentando provar que Lionel Messi não é um gênio (tsc, tsc). Pelé já foi taxado de rei déspota por negar várias vezes um prognósti-

co sobre seus pretensos sucessores. Melhor calar-se do que errar no palpite pelos séculos afora. Pois que ninguém jamais aproximou-se do merecimento de segurar o cetro real do negão. As ironias com as palavras do rei são por causa de uma improvável classificação da Colômbia, uma seleção incomum em se tratando de frequentar fases finais de Copa do Mundo. No entanto, outras de menor talento sempre estiveram junto às consagradas. Criou-se uma fantasia estabelecendo que no quarteto de finalistas jamais caberiam seleções que não fossem aquelas estreladas. As platitudes de pseudo entendidos em copas superaram a suposta verborragia do rei Pelé em seus palpites ditos infelizes. Porque, em verdade, o que mais acontece nos torneios bissextos da FIFA, meus amigos, é a chegada na reta final de times do mesmo patamar futebolístico da Colômbia. E isso significa que Pelé, ou mesmo Mick Jagger, seria um oráculo se apostasse neles. Digamos que o rei iniciasse sua vida de pitonisa boleira na sua primeira copa, em 1958, e tivesse dito que a Suécia, os anfitriões, chegaria na final. Menino falastrão e inexperiente, diriam, sugerindo aos repórteres que melhor seria ouvir Didi ou Zito. Aí, medalha de campeão aos 17 anos no peito, mais maduro em 1962, o jovem rei (a imprensa francesa botoulhe coroa em 1961) houvesse declarado que entre os quatro finalistas estariam Chile, Tchecoslováquia e Iugos-

lávia. O crioulo enlouqueceu, foi? Vamos agora para Liverpool, em 1966, ao som dos Beatles uma entrevista com o craque bicampeão do mundo (pelo Brasil e pelo Santos), tendo ao seu lado o genial amigo irlandês George Best. Então Pelé surpreende e diz que Portugal irá às semifinais. What? Pulemos 1970, onde pela primeira vez quatro gigantes chegaram às semifinais (Brasil, Itália, Alemanha e Uruguai). Vamos direto para a Alemanha, 1974, primeira copa sem "Ele", que sempre metido a palpiteiro afirma que Holanda e Polônia chegarão lá. (??) E sigamos adiante, com Pelé repetindo que a Holanda chegará na final de novo em 1978; que a Polônia vai às semifinais de 1982; que a Bélgica (pasmem) fará o mesmo em 1986. Aí, finalmente, em 1990 vemos Alemanha, Argentina, Itália e Inglaterra. E se em 1994 o rei tivesse dito que Suécia e Bulgária chegariam às semifinais? Talvez Romário a partir dali, beijando a taça, decidisse jamais desconfiar da palavra real. Pelé não disse que Croácia e Holanda estariam entre os quatro em 1998. Ou será que disse? E a Copa de 2002, alguém ouviu algum azarado falar que Coréia e Turquia estariam no quarteto finalista? Mas se Pelé houvesse dito, vixe, o rei calado é poeta, né mesmo? Também não foi ele quem arriscou imaginar Portugal numa semifinal da Copa 2006. Bom, a última copa, na África do Sul, repetiu aquela raridade que os falsos entendidos pensam ser a verdade absoluta. Houve quatro grandes seleções na reta de chegada: Espanha (quem diria?), Holanda, Alemanha e Uruguai. Não lembro o palpite de Pelé. Cá do meu canto, com anos de vício no futebol e consumidor voraz de replay das copas, vejo o torneio no Brasil com a maior quantidade de bons times. Pelé pode apostar na Colômbia, na Bélgica, em Portugal, no Chile, na Rússia... Há sempre um azarão no fim. (AM)

ILEGALIDADE

POLÍCIA FEDERAL

O PETRÓLEO É DELES

MOBILIDADE

CPI URGENTE

INIESTA

JEITO PETISTA

INIESTA II

Os fatos tornados públicos sobre o prédio e o terreno adquiridos pelo Ministério Público agora apontam que o que poderia ser somente ausência de zelo com a coisa pública entrou na esfera da improbidade e da ilegalidade, algo impensável para a entidade.

O que a sociedade brasileira assiste, atônita, na Petrobras é o tal do "jeito petista de governar", tão repetido pela militância do PT em campanha eleitoral. A estatal virou um antro de safadeza financeira, um mar de lama onde o fundo é o pré-sal da desordem. O Senado não pode deixar de aprovar a instalação da CPI da Petrobras. O caso da refinaria de Pasadena é apenas um de outros a serem revelados. Paulo Francis não pode ter morrido em vão por denunciar a casta que fez fortuna com a empresa do povo.

O Banco do Brasil já foi um exemplo de gestão, sonho de carreira profissional dos brasileiros. Os Correios já foram a mais competente empresa do mundo no setor, uma referência. A Petrobras era até há pouco um símbolo de eficiência. Aí, veio o PT...

É um absurdo, um desrespeito a uma entidade de tamanha importância, a forma como o governo federal está tratando a PF. Quem ousar dizer que enfraquecê-la faz parte do plano de poder petralha é interpretado como teórico de conspirações. Estou com a PF.

Faltando 70 dias para os jogos da Copa do Mundo, as obras de mobilidade urbana no entorno da Arena das Dunas não dão qualquer sinal que estarão concluídas até lá. Será que a prefeitura tem um plano especial para evitar o caos no trânsito das imediações? Nada de espetacular é surpresa para mim se vem dos pés do meia do Barcelona. Há muito que é um dos cinco gênios da atualidade, ao lado de Messi, Cristiano Ronaldo, Xavi e Ibrahimovic. Mas, ontem, seu talento passou dos limites. O que foi aquilo? Depois do que vi ontem, quando ele sozinho desmontou o competente sistema tático do Atlético de Madrid e por diversas vezes deixou companheiros na cara do gol, peço vênia ao passado e afirmo: é melhor que Gerson, Bobby Charlton e Ademir da Guia.

SAÍDA PELA ESQUERDA O técnico do Barcelona voltou a experimentar Neymar no lado esquerdo do time e dessa vez o rapaz se saiu melhor do que pela direita, onde atuou nos últimos três jogos. E Tata Martino tirou a sorte grande, pois com uma atuação apagada de Fábregas e Messi, foi Neymar quem apareceu na clareira esquerda para concluir o passe mágico de Iniesta e salvar o time da derrota em casa para o competente Atlético de Simeone.

Danilo Sá jornalistadanilo@hotmail.com / danilo.sa@folha.com.br / Twitter: @DaniloSa

A casa caiu

DERROTA DO PREFEITO Divulgação

A oposição se aproveitou de um cochilo da bancada governista na Câmara Municipal de Natal e, ontem, quase no final da sessão, aprovou convocação do prefeito Carlos Eduardo Alves. O gestor precisará ir ao Legislativo para explicar porque ainda não implantou o sistema de bilhetagem unificada no transporte público. Isso, claro, se os parlamentares não mudarem de ideia.

DEFESA RESTRITA

Nada como um dia após o em um avião emprestado pelo outro. O vice-presidente da Câma- "amigo de 20 anos". O vice-presira dos Deputados, André Vargas dente da Câmara confirmou ter uti(PT-PR), era um ilustre desconhe- lizado o equipamento emprestado. cido da política nacional até o dia Bombardeado pela imprensa em que resolveu se encorajar e pei- diante de envolvimento duradouro tar o presidente do STF, Joaquim com uma pessoa tão suspeita - afiBarbosa, repetindo o gesto dos seus nal, em duas décadas de amizade companheiros mensaleiros, presos já dava para se saber muito sobre meses antes, por o amigo – André Vargas ordem do ministro. certamente não terá a Com o punho coragem de reerguer o “Joaquim Barbosa fechado e o braço estará acompanhando punho dessa vez. erguido, chamou a Mesmo em casa, atenção da impren- essa história de cama- como ele classificou ser sa, e disse que fez o rote. A casa pode aca- a Câmara, deverá tentar bar caindo” ato porque estava passar quase desperce"em casa" e se achabido nos próximos dias, va no direito de reenquanto jornalistas ceber seus convidados como bem tentarão vasculhar todo o seu pasentendesse. sado de "amizade" com o preso Pois bem. Talvez seja assim que pela PF. o parlamentar também receba a viO problema será se a polícia sita do seu amigo Alberto Yous- ou a imprensa descobrir alguma suseff, doleiro preso em março pela jeira escondida debaixo do tapete, Polícia Federal durante a operação aqueles que ficam dentro da resiLava Jato, que investiga um gigan- dência mesmo. Com certeza, o mite esquema de lavagem de dinhei- nistro Joaquim Barbosa estará ro em diversos estados do país. acompanhando o desenrolar dessa Segundo a imprensa nacional, história de camarote. A casa pode o petista viajou no início do ano acabar caindo.

Em tempo: a convocação de Carlos Eduardo ocorreu no dia em que o líder do prefeito na Casa, Júlio Protásio, estava ausente, ainda se recuperando de problemas de saúde e prestes a se submeter a uma pequena cirurgia de vesícula. O que só mostra o quanto o prefeito é carente de defensores no Legislativo e o tamanho da importância para ele, da liderança de Júlio no parlamento.

VITÓRIA DA POPULAÇÃO

Ainda em relação a Câmara, os vereadores derrubaram mais um veto do prefeito Carlos Eduardo. O projeto de Felipe Alves, que facilita o acesso a exames de mamografia na rede pública, agora vai virar lei, merecidamente.

MEDIDA ERRADA

Por coincidência, no mesmo dia, este JH estampou em sua capa a emoção de dona Geralda Cunha, 61 anos, que tenta há vários dias fazer o teste mas não consegue, diante da decisão do Governo do Estado de fechar o Centro de Saúde Reprodutiva, no Alecrim. Lamentável.

SOFRIMENTO

A medida tomada pela Secretaria Estadual de Saúde, enfatizese, atinge a várias outras unidades, e visa repassar para o município suas devidas responsabilidades. Mas, no final, quem sofre é o povo.

Gira Mundo Divulgação Mark Zuckerberg, o jovem prodígio criador do Facebook, recebeu apenas US$ 1 por suas tarefas à frente do escritório de Menlo Park em 2013, contra um salário de US$ 500 mil em 2012 – ano em que a rede social mais popular do mundo fez sua oferta pública de capitais. Não é a primeira vez que um grande executivo do Vale do Silício faz isso após “fazer seu pé de meia”: a tendência foi iniciada por Steve Jobs. A estratégia é para ganhar dinheiro com ações. Zuckerberg, por exemplo, tem uma fortuna de US$ 27 bilhões de dólares. No ano passado, o executivo de 29 anos ganhou US$ 3,3 bilhões ao vender parte de suas ações.

Megafone Arquivo

“Carlos Eduardo é um pastorador de Prefeitura” FERNANDO LUCENA VEREADOR DO PT, SOBRE A FALTA DE AUTORIDADE DO PREFEITO CARLOS EDUARDO ALVES.

JUSTIÇA

COMBATE A VIOLÊNCIA

A Câmara Municipal realiza amanhã, a partir das 18h30, solenidade em homenagem ao ex-prefeito de Natal, Djalma Maranhão, e ao ex-vice-prefeito Luiz Gonzaga dos Santos. A dupla foi cassada pela ditadura militar no dia 3 de abril de 1964, e o legislativo natalense devolverá os mandatos de forma simbólica. A proposição é do vereador George Câmara (PCdoB).

Os moradores de Morro Branco se mobilizaram e conseguiram o compromisso do novo secretário estadual de Segurança, o general Monteiro, para participar de uma audiência pública realizada no próprio bairro, ao lado da conhecida Lagoa do Jacaré. A população está reivindicando a permanência do efetivo policial no local, ameaçado nos últimos dias.

TIMES EM CAMPO

LEMBRAR NÃO PAGA...

O sábado será de movimentação política para as duas chapas colocadas até agora na disputa majoritária no RN. Enquanto João Maia reúne seu PR para fechar aliança com Henrique Alves, às 9 horas na sede do América, Robinson Faria realiza encontro do PSD com o PT para o primeiro seminário regional, que vai produzir um projeto de governo para o Estado.

Enquanto os permissionários do transporte alternativo brigam pela implantação da bilhetagem eletrônica, a população está quase esquecida de outros dois pontos importantes em relação ao tema. O primeiro é o passe livre para os estudantes, prometido pelo prefeito Carlos Eduardo desde o ano passado. O segundo, a questão do processo licitatório para as linhas de ônibus. Cadê?


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 2 de abril de 2014

Quarta-feira Bobflash

Daniela Freire POLÍTICA E SOCIAL - daniela.freirecosta@yahoo.com.br Cedida

w FOGO FAMILIAR

Desde a oficialização do 'chapão' liderado pelo deputado-presidente Henrique Eduardo Alves e pela exgovernadora Wilma de Faria, o vicegovernador Robinson Faria vem medindo as palavras sobre o assunto "eleição majoritária", até mesmo em conversas com os amigos mais próximos... >>> O vice, no entanto, tem sinalizado que não vai abrir mão de seu projeto de disputar o Governo do Estado, embora esteja sofrendo grande pressão dentro da sua própria casa para que faça exatamente o contrário.

Érika Nesi recebendo a amiga Tati Bulhões na sua ‘big party’ de aniversário Bobflash

w COAÇÃO INTERNA Isso mesmo!

>>> No circuito familiar, o filho-deputado Fábio Faria e o irmão-empresário Ricardo Faria são os principais 'agentes' que trabalham para fazer Robinson desistir do governo e apoiar Alves. >>> Como é que o vice vai sair dessa?

w FALANDO NISSO... Depois de ter virado as costas para o projeto do 'amigo' Robinson Faria de disputar o governo do RN, o prefeito Carlos Eduardo Alves tem, literalmente, aparecido mal na foto. >>> Observadores da cena política garantiram que era notório o semblante de desconforto do prefeito de Natal nas imagens que registraram o lançamento da candidatura de Henrique/Wilma, na semana passada... >>> Da mesma forma que também deram sinais de constrangimento a própria Wilma e o ministro Garibaldi.

Flávia Pípolo e Tinesa Emerenciano conferindo as novidades na Arezzo Mob Party Cedida

Deputada-senadorável Fátima Bezerra na campanha contra o estupro às mulheres ao lado da colega Ideli Salvati, ontem, no Palácio do Planalto studio 473

w DOIS PESOS E MEDIDAS

Lembrando que Robinson sempre tem ficado ao lado de Carlos Eduardo nos últimos anos da trajetória política do pedetista. >>> Nesse caso, a recíproca não é verdadeira. >>> Coisas da política.

O Lions Club de São Gonçalo do Amarante, através da sua presidenta Elaine Justino Fontoura, e o Lions Club Natal Potengi receberam a visita do casal governador do Distrito LA5, Terezinha e Edmundo Paiva. Ocasião para comemorar as ações filantrópicas desenvolvidas

w POLÍTICA E FAXINA

E o prefeito Carlos Eduardo Alves prepara-se para fazer as primeiras alterações em seu secretariado... >>> O detalhe é que enquanto algumas mudanças ocorrerão por 'questão política', como é o caso de Sávio Hackradt (Gabinete Civil), Marcelo Toscano (Semurb) e Cipriano Maia (Saúde)... >>> ...outras acontecerão por simples e pura... faxina! >>> Sim, porque renovar é preciso.

w ELE TEM PRESSA

A propósito, Carlos Eduardo já pediu para que o presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Albert Dickson, acelere a reforma administrativa. >>> A reunião foi nesta segunda, no Palácio... >>> Albert ficou com a tarefa de conduzir, esse mês, a votação sobre a badalada reforma no Legislativo municipal. Isso porque o líder do prefeito, vereador Júlio Protásio, irá se submeter a uma cirurgia para a retirada da vesícula e terá que ficar em repouso por 15 dias.

A bela Thacyanne Flor no lançamento da nova edição da Revista Mais Estilo, na Donna Donna

w DE OLHO...

O senador José Agripino Maia decidiu convocar a reunião da Executiva do DEM, pois teme a convenção com delegados de 160 municípios, onde se sabe como se faz para convencer apoios. >>> A governadora Rosalba Ciarlini não tem como reunir dez votos sequer na Executiva, mas poderia ameaçar na convenção do DEM, conversando em "particular" com os delegados aptos.

w EVITANDO EXPOSIÇÃO

Uma fonte bem informada repassou à coluna que diante da maioria de José Agripino seria pouco provável a presença de Rosalba na reunião, que ainda não tem data. >>>

Não ficaria bem para a Rosa assistir o seu próprio partido lhe negar legenda para a reeleição. >>> Na história do RN, nunca houve isso...

w DEPENDENDO

DA PASTA... Em Mossoró, o rompimento do ex-secretário Renato Fernandes com o PR de João Maia teria como pano de fundo uma secretaria no Governo Rosalba. >>> Renato Fernandes, que saiu em janeiro do Turismo, tende a retornar nos próximos dias para o Centro Administrativo. >>> Ele sonha com Meio Ambiente e Recursos Hídricos...

w QUEM COM QUEM O PR decidiu lançar apenas três nomes para a Assembleia Legislativa na próxima eleição: o do deputado George Soares, do vereador natalense Adão Eridan e do ex-prefeito Ivanildinho Albuquerque (Timbaúba dos Batistas), filho da senadora Ivonete Dantas. >>> Na divisão das bases mais ligadas ao deputado João Maia, o prefeito Jaime Calado (São Gonçalo) vai ficar com George Soares. >>> Em Ceará-Mirim, Antônio Peixoto vai apoiar Adão Eridan. >>> E apoios e bases no Seridó ficarão com Ivanildinho. >>> Todos fazendo dobradinha com a médica Zenaide Maia, irmão de JM, para deputada federal. w GIRO PELO TWITTER... ...do vice-governador Robinson Faria: "As vezes na vida um pequeno fio de esperança já é um começo. A esperança não cansou de esperar"; ...do jornalista Walter Fonseca: "Até Chapa 1° de abril a política de Mossoró já produziu. O que será que ainda falta?".

w SESSÃO SOLENE

Mulheresnofds

Hoje foi dia de entrega de título de Cidadão Norte-rio-grandense na Assembleia Legislativa. Os agraciados: Procurador Geral Francisco de Sales Matos, com propositura do presidente da Casa Ricardo Motta, e Procurador Geral do MP de Contas Luciano Ramos, com pedido da deputada Larissa Rosado.

w TUDO FASHION

Ontem foi dia de moda entre Natal e São Paulo. >>> Sandra e Marcos Boff reuniram em torno do aniversário do Carrano Day e do aniversário de 27 anos da Myosotis. O clima foi de celebração na loja da rede no Natal Shopping. >>> Em São Paulo, a blogueira-bela Juliana Flor - leia-se Blog da Ju Flor - estava entre as poderosas do lançamento da Fendi nos Jardins. >>> Já Adriana Gentil, maquiadora oficial de O Boticário, cumpriu agenda na São Paulo Fashion Week. Ela vai tentar assistir, hoje, ao desfile da estilista Adriana Degreas.

Coleção Inverno 2014 Mania de Perfeição


Cidade

Quarta-feira

Natal, 2 de abril de 2014

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w ANOTEM Não está descartada no círculo mais fechado da família a candidatura de Rosalba Ciarlini na busca da reeleição, por mais inusitado que pareça. A não ser que o DEM negue a legenda e derrote na convenção. w MOSSORÓ A governadora teria em mão pesquisa amplamente favorável ao governo no eleitorado mossoroense. E depois, raciocinam os rosalbistas, o governo tem sempre 30% dos votos. O que pode ser determinante. w COMO? O presidente do PR em Mossoró, Renato Fernandes, rompeu com João Maia por ter vetado nome de sua mulher para ser vice na chapa do governo em Mossoró? E o PR tem tanta altivez e coerência assim? w PERGUNTA Primeiro o Governo de Mossoró desejou vender o Juvenal Lamartine. Agora tenta retomar a área do Aero Clube. A pergunta: o que leva o Governo de Mossoró a desejar destruir velhos ícones natalenses? w HERDEIRA Não há vagas nas bases do deputado João Maia. A legítima herdeira será a ex-secretária Shirley Targino. E a paixão de João Maia para vê-la na Câmara Federal vai além, muito além da questão apenas eleitoral. w ASSIM Como a herança de votos do deputado, e tio, Henrique Alves será para o sobrinho Walter Alves, hoje deputado estadual, mas com inegável bom desempenho no plenário da Assembléia nestes quatro anos. w MEMÓRIA Será dia 4, sexta, às 10h, a homenagem da Academia de Letras Jurídicas à memória do advogado José Arno Galvão que ocupou a cadeira 38 que tem como patrono seu pai, advogado e escritor Hélio Galvão. w MILAGRE Acredite, está nas folhas: Governo Rosalba vai aparelhar a polícia - viaturas, armas e munição em 60 dias que é quando falta para começar a copa. Depois acenda uma vela lá nos pés de padre João Maria.

Sístole e diástole À

s vezes, Senhor Redator, a gente é obrigado a aceitar que o bruxo-general, Golberi do Couto e Silva, tinha razão quando dizia que a política na sua busca pelo poder tinha dois movimentos que se alternavam como o miocárdio, o músculo do coração: sístole, a contração; e diástole, a descontração. O que pode também ser aplicado na união e desunião, duas formas de contrair e distender, todas as vezes que a classe política sente a ameaça à sua hegemonia por erros que ela mesma tenha cometido. Deve ser por isso, quem sabe, que os contrários se unem e se separaram sem a menor cerimônia, ainda que façam dos seus liderados simples caudatários, quando não, cabisbaixos seguidores, numa fiel e, por vezes, canina obediência. Ora, como construir partidos fortes se não temos e não exercemos posições programáticas e muito menos ideológicas? Se somos um amontoado de siglas, quase todas aventureiras, o que esperar da política, a não ser acordos ao sabor de cada interesse que se apresentar? Enquanto a sístole e a diástole enchem e esvaziam os ventrículos do coração, alternando seus movimentos e renovando o sangue, na política atual não há nobreza nenhuma. A contração se torna essencial todas as vezes que os políticos sentem uma ameaça ao seu espaço de dominação, e a diástole vem depois da luta. Ônus e bônus, e, para isto, é preciso todo cuidado, jamais facilitar a vida do inimigo. Se ele ergue a clava forte, não há alternativa a não ser unir forças, mesmo entre os piores adversários.

E os políticos sabem quando erram e precisam se unir. Agora mesmo eles parecem conscientes de que são responsáveis por dois erros: o acordão costurado pelo prefeito Carlos Eduardo para Fátima Bezerra que produziu a reação da cidade e a eleição de Micarla de Sousa; e o Governo Rosalba Ciarlini, quando o PMDB de Garibaldi apoiou e o PMDB de Henrique ficou com Iberê Ferreira de Souza. Eram dois? Não. Era hermafrodita. Um duplo no duplo, tornando rigorosamente impossível a derrota deles. O que restou disso tudo é tão nocivo às lideranças tradicionais e tão arriscado defender nas ruas que veio o novo acordão 'pela salvação do Rio Grande do Norte' que eles, com seus candidatos, quebraram e desrespeitaram, nas expressões de Henrique no primeiro discurso como candidato. Não há, pois, culpados. A não ser eles próprios. Daí o chapão acomodando a todos. Nenhum poderoso acusará outro poderoso. De fora, só aquele que eles acham fácil derrotar, uma certeza que, às vezes, é perigosa. Esta é a versão tupiniquim da teoria da sístole e diástole do general Golberi do Couto e Silva, o gênio maquiavélico que participou da trama para impor todos os generais que vieram depois de Castelo Branco. Tão genial que, diante do tenebroso episódio do Riocentro, ao sentir que o aparelho repressor havia fugido do controle do poder, indo para o terrorismo de direita, desceu as escadas do Palácio do Planalto e disse a Heitor Aquino, seu fiel escudeiro, sobre o SNI: 'Criei um monstro'. E foi pra casa.

w LUSÍADAS - I O escritor José Paulo Cavalcanti Filho está escrevendo um prefácio longo e erudito, como só ele sabe fazer, para uma edição especial de Os Lusíadas que será lançada, ainda este ano, pela editora Record. w ESPECIAL - II Para se ter uma ideia das suas credenciais, José Paulo não apenas é um leitor especial de Camões como tem em seu acervo a mais bela edição de d'Os Lusíadas, das mais caras do mundo, em caixa de vidro. w ALÉM - III Da primeira edição comentada, de 1647, singularíssima, e a edição com o bico do pelicano virado para o lado certo, uma das sete únicas no mundo. Ele que é o maior estudioso de Fernando Pessoa no Brasil. w MEMORIAL - IV Outro dia, nem rompia a manhã, conversando com este amigo ilustre, via e-mails, ele confirmou que vem escrevendo um memorial contando as histórias do seu escritório e vividas por ele como advogado. w VINTE - V Serão vinte narrativas baseadas rigorosamente em fatos reais, todas na terceira pessoa, menos uma que será narrada na primeira pessoa. E pode ser transformada numa série de tevê já em fase de negociação. w DEFITIVA - I Aedição da Cosacnaify de 'Invenção de Orfeu', o grande e grandioso poema de Jorge de Lima, agora com uma vasta documentação que revela toda a arqueologia do texto e o melhor de sua fortuna crítica. w POESIA - II Dele, de Jorge de Lima, abrindo o Canto I do poema a Invenção de Orfeu - 'Um barão assinalado / sem brasão, sem gume e fama / cumpre apenas o seu fado: / amar, louvar sua dama, / dia e noite navegar...'. w ESPELHO Instituição fundada nos princípios democráticos respeita a ordem jurídica e aceita o controle externo. Afinal, qualquer forma de autoritarismo acaba revelada nas sociedades democráticas. Seja de quem for.

Vaticano adia canonização do Padre José de Anchieta EM NATAL, PARÓQUIA

DE JOSÉ DE

ANCHIETA,

EM

LAGOA NOVA,

COMEMORA A SANTIFICAÇÃO Fotos: Heracles Dantas

MARCELO LIMA REPÓRTER

O sacerdote conhecido pela dedicação aos índios brasileiros deixa de ser apenas um "bem-aventurado" (beato) para agora ser chamado de São José de Anchieta. Isso porque o Papa Francisco assina amanhã (3), no Vaticano, o documento que o torna santo. A data para a assinatura do decreto de canonização do jesuíta beato seria nesta quarta-feira (2). Mas apesar do adiamento, a programação em homenagem ao padre está mantida e na paróquia de José de Anchieta em Natal, passará o dia comemorando a santificação do padroeiro do bairro de Lagoa Nova. Às 19h de hoje, também haverá uma missa solene em homenagem à santificação. Em Natal, a paróquia de José de Anchieta passará o dia comemorando a santificação do padroeiro do bairro de Lagoa Nova. Uma das devotas natalenses mais fervorosas é Maria Auxiliadora Albuquerque de 64 anos. O seu fascínio por um dos pioneiros da catequese dos índios no Brasil começou ainda na infância. "Quando eu estudava, eu sentia uma afinidade pelo trabalho dele com os índios e a catequese", contou. Mas foi em 1974, quando se mudou para o Estado do Amazonas, que sua fé foi impulsionada. "Encontrei no quintal da minha casa uma relíquia de Anchieta. Estava até meio sujo de areia", falou. Segundo ela, era um papel enrolado contendo um pedaço da batina do padre e a informação escrita que aquilo era uma relíquia sagrada. Auxiliadora passou pouco mais

Maria Auxiliadora encontrou uma relíquia sagrada do jesuíta no quintal de casa

Padre Lucas alega fé no Padre Anchieta para a cura de problemas na visão

de dois anos na cidade de São Gabriel da Cachoeira, Amazonas, na fronteira com a Venezuela. Quando retornou a Natal, ficou com grande expectativa que sua casa fosse perto de uma igreja que tivesse o padre Anchieta como padroeiro, mas não se preocupou em procurar. Contou apenas com a fé. Ao conhecer o bairro teve a grata surpresa. "Minha casa fica só a cinco minutos da igreja", destacou. Depois da chegada, a relíquia foi utilizada uma vez como símbolo de fé. O pároco da igreja, padre

Anchieta, sua filha, segundo conta, melhorou. A neta não nasceu prematura nem com seqüelas da doença da mãe. Um caso ainda mais grave da possível cura de um câncer no pulmão em um jovem de 25 anos foi levado para o Colégio dos Jesuítas em São Paulo para auxiliar na santificação. Mas não foi preciso. Os relatos de graças e milagres alcançados são muitos. No entanto, para alcançar o status de santo, o Vaticano dispensou o processo regular, processo incluiria a comprovação de

Francisco Lucas, estava com a visão reduzida progressivamente em um dos olhos. O pároco e a devota afirmaram que, depois de uma oração com a relíquia no olho, padre Lucas teve seu problema de visão solucionado. Hoje em dia Auxiliadora se dedica aos estudos da vida do sacerdote e também coleciona relatos de milagres alcançados para sua família e pessoas próximas. Uma delas foi de sua filha que estava grávida e teve catapora. Ao pedir a intersecção do então padre

um milagre. De acordo com o padre Lucas, isso só ocorreu em função de Anchieta ter uma história "especial" de dedicação aos mais necessitados e à fé cristã. Em 22 de junho de 1980 foi proclamado beato pelo Papa João Paulo Segundo. Porém, o processo de beatificação havia começado no século 17, mas o processo não prosseguiu. APÓSTOLO DO BRASIL O mais novo santo brasileiro nasceu nas Ilhas Canárias, Espanha,

em 1934. Segundo o padre Lucas, aos 14 anos de idade foi estudar em Portugal. Um dos motivos para vir para a então colônia portuguesa foi o seu diagnóstico de "espinhela caída". "Ele veio para ajudar na missão, porque em Portugal disseram que ele poderia ficar melhor morando em outro continente", contou padre Lucas. Já integrando a Companhia de Jesus (ordem dos Jesuítas da Igreja Católica) aos 19 anos, chegou ao Brasil. Aqui ele escreveu os capítulos mais relevantes de sua história. Ele é um dos fundadores da cidade de São Paulo e participou da fundação de tantas outras. Anchieta não se restringia ao sacerdócio. Também desenvolveu habilidades como professor, historiador, gramático, escritor, enfermeiro e até médico, manuseando plantas medicinais que faziam parte da tradição indígena. Conseguiu aprender e ter fluência em tupi-guarani. "Ele escreveu até uma gramática da língua tupi-guarani. Se esses estudos tivessem sido levados à frente, o Brasil hoje provavelmente teria duas línguas oficiais", comentou o líder religioso da paróquia de São José de Anchieta.


14 O Jornal de HOJE

Esporte

Natal, 2 de abril de 2014

Quarta-feira

José Aldenir

Alvinegro tem que ganhar por dois gols de diferença hoje no Frasqueirão

CORRER ATRÁS DO PREJUÍZO ABC

PRECISA REVERTER VANTAGEM DA

O ABC faz hoje o jogo volta contra a Desportiva-ES pela primeira fase da Copa do Brasil, às 20h30, no estádio Frasqueirão. Depois de perder o primeiro jogo por 1 a 0, o alvinegro precisa vencer por dois gols de diferença para garantir a classificação nos 90 minutos. Os

capixabas jogam pela vantagem do empate, enquanto derrota por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis. O técnico Zé Teodoro acredita no potencial do grupo e espera uma resposta positiva dentro de campo. "Esse grupo tem qualidade e potencial, mas precisa provar isso

DESPORTIVA

no jogo de hoje, pois é um confronto decisivo que vale vaga para a próxima fase da Copa do Brasil e esperamos que todos correspondam em campo", disse o treinador alvinegro que contará praticamente com todo o elenco. A exceção do goleiro Camilo, o lateral Renato e o meia

PARA AVANÇAR NA Júnior Timbó, entregues ao departamento médico, 21 atletas do elenco principal foram relacionados. A grande novidade é o retorno do zagueiro Samuel, recuperado de lesão. O volante Daniel Paulista que estava com um desconforto muscular também foi confirmado para

COPA

DO

FICHA TÉCNICA ABC: Bruno Fuso; Patrick, Suéliton, Samuel e Guto; Michel Schmoller, Daniel Paulista, Somália e Octávio; Lúcio Curió e Beto.Técnico: Zé Teodoro

BRASIL

o confronto diante dos capixabas. Para reverter a vantagem adversária que jogará pelo empate, Zé Teodoro aposta na criatividade do meia Octávio e dos atacantes Lúcio Curió e Beto. Voltando de lesão, Gilmar vai começar no banco de reservas.

DESPORTIVA: Felipe; Tiago Bastos, David, Diego Martins e Tatá; Mayko Jhordan, Thiago, Tabata e Bombom; Badinho e Alex Pedrozo. Técnico: Eleomar Pereira Local: estádio Frasqueirão Horário: 20h30 Árbitro: Émerson Luiz Sobral (PE)

DESPORTIVA BUSCA CLASSIFICAÇÃO INÉDITA A Locomotiva Grená, como é chamada a Desportiva Ferroviária, no Espírito Santo, vem disposta a dar fim ao incômodo tabu de 20 anos do futebol capi-

xaba nunca ter passado da primeira fase da Copa do Brasil e conseguir a classificação inédita para o clube. Jogando pela vantagem do empate, o grupo está

confiante, mas sabe que não tem nada ganho ainda. “Obtivemos uma boa vantagem aqui, mérito nosso, mas de forma alguma vamos jogar só por essa vanta-

gem. Claro que chegará um momento do jogo que ela será importante, mas não podemos pensar exclusivamente nisso”, comentou o técnico Eleomar Pereira. A

única novidade em relação ao time que venceu o Vitória, na última rodada do Capixabão, é a estreia do lateral-direito Tiago Bastos, que entra no lugar de Re-

natinho. Em 2008, o novo camisa 2 grená estava no Madureira, que eliminou o ABC-RN nos pênaltis, também na primeira fase da Copa do Brasil, no mesmo es-

AMÉRICA VAI TENTAR ELIMINAR O JOGO DA VOLTA O América estreia hoje pela Copa do Brasil, contra o Boa VistaRJ, às 16h, no Estádio Eucy Resende, em Saquarema-RJ. Atravessando uma melhor fase, o alvirrubro tentará aproveitar-se dos vários desfalques da equipe carioca para vencer por dois gols de diferença e eliminar o jogo da volta. O principal destaque da equipe, o meia Cascata, ex-América, acertou sua transferência para o Sampaio Corrêa-MA para a disputa da Série B. A equipe do técnico América Faria também não contará com o volante Rômulo, os meias Kauê e Gonçalves e o atacante Diogo, todos titulares e que pediram rescisão contratual. Ciente das dificuldades do Boa Vista, o técnico Oliveira Canindé, invicto há cinco jogos, aposta no poder

de seu ataque para construir um boa vantagem. "Nosso ataque é muito forte, temos jogadores de muita qualidade e que podem construir um resultado positivo para o América", disse o treinador alvirrubro. Canindé apresentou duas novidades na relação dos convocados, o lateral George Lucas, ex-Veranópolis-RS, e o zagueiro Luís Felipe, exBangu. O meia-atacante Rafinha, que recuperou-se de uma lesão na coxa esquerda também é opção para a partida. Em compensação, o treinador alvirrubro contará com dois importantes desfalques. Edson Rocha e Adriano Pardal não jogam. Luís Felipe será o substituto, enquanto no ataque, Max está confirmado ao lado de Pimpão. Isac fica como opção para o segundo tempo.

José Aldenir

FICHA TÉCNICA

COPA DO BRASIL - JOGOS DE HOJE

BOAVISTA: Getúlio Vargas, Thiaguinho, Gustavo, Victor e Romarinho; Wiliam Maranhão, Thiago Silva, Douglas Pedroso e Jeferson; André Luis e Gilcimar. Técnico: Américo Faria AMÉRICA: Dida; George Lucas (Wálber), Luís Felipe, Cléber e Alex Barros; Denner, Tiago Dutra, Fabinho e Artur Maia; Rodrigo Pimpão e Max. Técnico: Oliveira Canindé Local: estádio Eucy Resende, Saquarema/RJ Horário: 16h Árbitro: Devarly Lira do Rosário (ES)

Max é a esperança de gols contra o Boa Vista, hoje, em Saquarema-RJ

fabiopachecorn@gmail.com

ABC e América precisam aproveitar as primeiras fases da Copa do Brasil para fazerem caixa. Dos dois adversários desta noite, nenhum possui tradição no cenário nacional. Em grande fase, o técnico Oliveira Canindé tem tudo para eliminar o jogo da volta, já que o Boa Vista, além de estar parado desde as semifinais do Campeonato Carioca, reformulou mais de a metade do time e certamente terá problemas de entrosamento e ritmo de jogo. Por ser um clube modesto será muito melhor para o América vencer por dois gols de diferença e embolsar os R$ 150 mil antecipados, do que abrir a Arena das Dunas e ficar no prejuízo num provável jogo da volta. Já o alvinegro terá hoje a grande chance de afastar a desconfiança que tomou conta da torcida. A derrota por 1 a 0 no jogo da ida contra a Desportiva é completamente reversível, basta o torcedor ter um pouquiinho de paciência que a classificação virá. E com ela um dinheirinho para ajudar nas despesas do clube, que não são poucas, e o resgate do otimismo da Frasqueira. Ou seja, essa primeira fase da Copa do Brasil é um pacote de vantagens para os dois maiores clubes do RN. SÉRIE D A vaga da Série D deste ano está muito perta do Globo. Favorecido pela derrota do Alecrim para o América, o time de Marcone Barreto dependo de apenas um ponto para conquistar a tão sonhada vaga. Faltando dois jogos para o encerramento do segundo turno, o time de Ceará-Mirim possui 22 pontos contra 16 do Alecrim na classificação geral.

x x x x x x x x x x x x x x x

Desportiva-ES América Portuguesa Goiás América-MG Duque de Caxias Guarani Bragantino Paysandu Cuiabá-MT ASA-AL Figueirense Avaí Santos Vilhena/RO

R$ 25 BILHÕES De acordo – mostra relatório da agência de classificação de risco Moody’s. A Copa do Mundo trará ganho de riqueza na ordem de R$ 25,2 bilhões ao Brasil. Pode parecer bastante, mas na ótica da produção de bens e serviços (PIB, o Produto Interno Bruto), é pouco, pois representa apenas apenas 0,0005% desse montante.

Fábio Pacheco PACOTE DE VANTAGENS

ABC Boavista-RJ Potiguar-RN Botafogo-PB Santos-AP Caldense-MG Santa Rita-AL Lajeadense-RS Maranhão-MA Barbalha-CE Paragominas-PA Plácido de Castro-AC Naviraíense-MS Mixto-MT Palmeiras

Divulgação

ÁRBITRO FIFA O clássico do próximo domingo entre ABC e América pela sexta rodada da Copa Cidade do Natal, segundo turno do Campeonato Estadual, terá árbitro Fifa. Quem apita é Marcelo de Lima Henrique, auxiliado por Luís Carlos Câmara Bezerra e Aldeilma Luzia. Vale lembrar que o pedido de arbitragem de fora partiu dos dois clubes, portanto, as despesas serão divididas. TORCEDÔMETRO De acordo com o torcedômetro do programa da Ambev "Por Um Futebol Melhor", o América alcançou a marca dos 4.547 sócios contra 2.080 do ABC. Com 114.690 sócios, o Internacional-RS segue disparado na liderança ranking nacional.

FABINHO LIBERADO Fabinho foi julgado ontem pela Comissão Disciplinar do TJDRN e teve a pena convertida, por ter colocado a mão na bola no jogo contra o Coríntians de Caicó, em multa no valor de R$ 700,00 e mais três cestas básicas. Com isso, o volante está confirmado no clássico potiguar. ADVERSÁRIOS Se o América passar pelo Boa Vista, o adversário da próxima fase da Copa do Brasil será o vencedor de Náutico e Sergipe, os sergipanos venceram o primeiro jogo por 1 a 0. Já o ABC pegará o vencedor do duelo entre Atlético-GO e Flamengo do Piauí, os goianos estão na vantagem pois ganharam o primeiro jogo pela contagem mínima. Vida mais fácil tem o Potiguar que se passar pela Portuguesa enfrentará o ganhador de Guarani-SP e Santa Rita-AL. MUDANÇA A FNF (Federação Norte-rio-grandense de Futebol) alterou a data e o horário da partida entre as equipes do Coríntians e Santa Cruz. O jogo que estava marcado para às 17h do próximo domingo, 06 de abril, foi antecipado para às 20h do dia 5 de abril, no estádio Marizão. O jogo é válido pela 6ª rodada da Copa Cidade de Natal, o segundo turno do Campeonato Potiguar Chevrolet.


Esporte

Quarta-feira

Natal, 2 de abril de 2014

FLAMENGO JOGA

O Jornal de HOJE 15

Passe Livre RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br Divulgação

PRESSIONADO RUBRO -NEGRO

NÃO PODE PERDER PARA O

O Flamengo enfrenta hoje o Emelec, às 22h (de Brasília), no Estádio Geroge Capwell, em Guayaquil, no Equador, no complemento da penúltima rodada do Grupo 7 da Copa Libertadores. Na lanterna da chave com quatro pontos, o Rubro-Negro precisa de pelo menos o empate para chegar na última rodada com chances matemáticas de classificação. O último confronto será no Maracanã contra o León, do México, vice-líder com sete pontos. O Bolívar lidera com oito pontos, enquanto que o Emelec tem seis pontos, em terceiro lugar. Uma derrota nesta noite elimina as chances do clube carioca. Para conseguir um ponto em Guayaquil, o grupo promete se impor contra os equatorianos. "Sabemos que a pressão lá no Equador é muito grande, mas nosso time precisa se impor e mostrar o mesmo futebol que vem apresentando no Campeonato Carioca, é hora de se impor pra valer", disse

EMELEC,

HOJE, NO

EQUADOR

Fotos: Divulgação

o atacante Alecsandro. De acordo com o técnico Jayme Almeida, o Flamengo tem todas as condições de chegar às oitavas de final da Taça Libertadores. "Nosso grupo é eficiente, já mostrou qualidades em outras ocasiões e derrotou esse mesmo Emelec no Rio de Janeiro por 3 a 1. Portanto, espero que meus jogadores entrem em campo e joguem com atitude, pois precisamos ganhar para chegarmos na última rodada com boas chances de classificação", disse o treinador rubronegro que escalou o time com: Felipe, Gabriel, Wallace, Samir e João Paulo; Muralha, Amaral, Lucas Mugni e Everton; Paulinho e Hernane (Alecsandro).

Santos escapando

Técnico Jayme Almeida precisa manter equipe com chances de classificação até a última rodada

BOTAFOGO PODE GARANTIR CLASSIFICAÇÃO Mesmo com salários atrasados, os jogadores do Botafogo prometem deixar a crise financeira de lado, pelo menos nesta noite, para garantir classificação às oitavas de final da Taça Libertadores. O confronto é contra o Unión Española-CHI, às 19h45 (de Brasília), no Maracanã. Apesar

dos problemas, o clube ocupa atualmente a liderança do Grupo 2 da Copa Libertadores. O time tem sete pontos, logo à frente da Unión Española, vice-líder, com seis. Para o duelo com o time chileno, o time terá três alterações, já confirmadas pelo técnico Eduardo Húngaro. O

Botafogo não poderá contar com o volante Gabriel, Edílson e o atacante Ferreyra, suspensos pelo acúmulo de cartões amarelos. Para os seus lugares, Bollati e Henrique foram confirmados. Jorge Wagner destacou que o elenco alvinegros é qualificado e não vai sofrer com os des-

falques. "Temos um plantel muito forte e o grupo não irá sentir as ausências desses atletas", revelou. Assim, o Botafogo iniciará o jogo com a seguinte escalação: Jefferson, Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Bolatti, Jorge Wagner e Lodeiro; Wallyson e Henrique.

> CARIOCA

FLU ANUNCIA A DEMISSÃO DE RENATO A diretoria do Fluminense anunciou a demissão do técnico Renato Gaúcho por meio de nota oficial na manhã desta quartafeira, após os resultados ruins do time no início da temporada 2014, com a eliminação nas semifinais do Campeonato Carioca no último domingo. Com a saída de Renato Gaúcho, Ney Franco passa a ser a primeira opção do Fluminense para assumir o cargo. O comandante do Vitória é um sonho antigo do pre-

sidente Peter Siemsen. O dirigente cogita tentar acertar com Ney mesmo sem a participação do patrocinador no pagamento do salário. A opção desejada por Siemsen significaria um custo de aproximadamente R$ 450 mil mensais. Com Renato, o gasto era de R$ 50 mil, já que o restante, cerca de R$ 500 mil, era pago pela parceira com a Unimed. Enquanto não sai o nome do novo treinador, o cargo será ocupado interinamente pelo auxiliar Marcão.

Treinador não resistiu à eliminação das semifinais do Campeonato Carioca

A aura do passado fez o Santos evitar um vexame retumbante. Uma final de Campeonato Paulista entre Penapolense e Ituano. Seria a consumação da falência dos campeonatos estaduais e da boca banguela do futebol brasileiro, tapada à força com dentaduras frouxas pela mídia e pela cartolagem no ano da Copa do Mundo. O famoso Trio de Ferro da capital - Corinthians, São Paulo e Palmeiras -, sucumbiu em derrotas bisonhas. Os narradores, comentaristas e apresentadores sacam justificativas das cuecas e exaltam a "ascensão" do futebol interiorano. Boi escuta duas semanas e não dorme com uma conversa desse tipo. É o fracasso, é a estiagem de jogador, é o terror vencendo a arte. O Santos buscou na atmosfera nostálgica a força para superar o Penapolense, que há 20 anos ciscava pela terceira divisão regional. Seria delicioso rir do malabarismo verbal dos sábios da telinha tentando empurrar goela adentro do telespectador, uma final digna de torneio de várzea com os 22 jogando descalços. Sobrou o Santos que exalta com exagero natural dos delirantes, o promissor menino Geuvânio, batizado desta forma porque o escrivão do cartório errou na hora de escrever Giovanni, camisa 10 do Peixe em meados dos anos 1990 e conhecido por exibir desempenho notável em uma partida e desaparecer nas três seguintes. Na seleção brasileira em 1998, não tocou na bola durante a estreia contra a Escócia. É fato que houve desastre de gravidade similar. Há 24 anos, em plena depressão pelo fracasso da seleção brasileira de Lazaroni na Copa do Mundo, Bragantino e Novorizontino disputaram a decisão, com vantagem para o primeiro tino. Para se ter uma ideia do sofrimento da época, pedia-se Neto, o comentarista que os jovens pensam que jogava o que diz e repete, liderando o escrete. O Santos de Geuvânio encara o Ituano. Legal. Se o Flamengo não tem resolvido logo, o Vasco de Pedro Ken seria vice de novo. Perdendo para a Cabofriense no Campeonato Carioca. Está morrendo a caneladas o futebol patropi, a pachecada é que não quer admitir. COPA DO BRASIL Qualquer prognóstico que não seja a classificação de ABC e América na Copa do Brasil será imprudente. O ABC enfrenta a Desportiva Ferroviária em casa, com duas vitórias (mesmo sem jogar algo convincente), o apoio da torcida e o principal fator, o Estádio Frasqueirão. Vai depender, claro, do público que se dispuser a sair de casa para ver o jogo. AMÉRICA O América começa contra o Boavista fora de casa e, no mínimo, saberá do que vai precisar fazer no jogo da volta. É proibido a dormência dos 4x0 tomados do Ceará pela Copa do Nordeste em Fortaleza. O Boavista não é o time que disputou o Campeonato Carioca e, ainda se fosse, todos os campeonatos estão nivelados. Por baixo. UM FUZILEIRO Agora vamos ver se boleiro acostumado a peitar árbitro local vai ser macho domingo no clássico ABC x América. A arbitragem será de Marcelo de Lima Henrique, ex-policial militar e fuzileiro naval, uma espécie de Coronel Nascimento, personagem do filme Tropa de Elite, só que apitando futebol. NATA DA FORÇA Um fuzileiro naval é a nata da força guerreira. Nos Estados Unidos, quando a cuíca começa a roncar, Barack Obama passa um rádio e aciona os gentis rapazes dos Mariners e dos Seals, brutamontes capazes de destruir exércitos em táticas infalíveis. Osama Bin Laden virou comida de peixe depois de ser encontrado por esse pessoal.

RODRIGO SILVA, A DÚVIDA Rodrigo Silva fez sua melhor temporada jogando pelo ABC no ano passado quando marcou 30 gols. Acaba de ser dispensado pelo Criciúma, no qual conseguiu fazer a rede balançar uma vez em 2014. Seu nome aparece como um dos reforços cotados para o alvinegro na Série B. Se ele voltar, vai tirar a dúvida: se foi uma fase maravilhosa ou se não passa de ocasional. Ou se nasceu para jogar no ABC, a exemplo de vários ídolos do passado. ARTHUR ATÉ NOVEMBRO A torcida do América respira satisfeita com a notícia dada pelo presidente Gustavo Carvalho: o camisa 10 Arthur Maia, autor de um dos mais belos gols do futebol potiguar, driblando o Globo desde a sua área, fica no clube na Série B. LUSA EM MOSSORÓ Fossem outros tempos, valeria a pena ir ver a Portuguesa em Mossoró contra o Potiguar pela Copa do Brasil. A Lusa, uma espécie de Alecrim de São Paulo, formou grandes esquadrões. Dos seus quadros saíram craques: Djalma Santos, Ipojucã do Expresso da Vitória do Vasco, Julinho Botelho, o segundo maior ponta depois de Garrincha, Enéas, que quando não dormia, arrebentava, e o inesquecível Denner. DIFERENÇA CONTINENTAL Você assiste a Barcelona 1x1 Atlético de Madrid pela Champions League num canal, sai mexendo no controle remoto e cai no Esporte Interativo mostrando Moto Clube x Santa Quitéria pelo Campeonato Maranhense. Quebrar o aparelho de TV sai muito caro. Mas dá vontade.

NA COPA Ninguém pense que é brincadeira: com a presença dos EUA em Natal na Copa, é possível que Mariners em seus helicópteros Black Hawk dotados de potentes fuzis de calibre 7.62 sobrevoem a cidade. Delegação esportiva é considerada grupo vulnerável a atentado pelo sistema de segurança dos Estados Unidos, muito, muito parecido com o nosso.

MEMÓRIA Jogo duro (0x0) entre ABC e Botafogo de João Pessoa, dia 2 de abril de 1978 pelo Campeonato Brasileiro, com 8.993 torcedores pagando ingresso no Estádio Almeidão. O destaque do Botafogo era o futuro campeão mundial Anselmo, do Flamengo, mais conhecido pelo murro dado no chileno Mário Soto do que propriamente pelos gols marcados.

MAL NAS URNAS Ainda sobre fuzileiro, se é valente em campo e fora dele, na política o árbitro Marcelo de Lima Henrique levou cartão vermelho. Candidato a vereador pelo PV do Rio de Janeiro, dois anos atrás, obteve a estrondosa votação de 226 eleitores. O seu "poder de convencimento" nas ruas e no guia eleitoral não agradou ao povão.

TIMES ABC: Hélio Show; Orlando, Pradera, Cláudio Oliveira e França; Baltasar, Danilo Menezes e Maranhão Barbudo (Zezinho Pelé); Noé Silva, Jorge Costa e Noé Macunaíma (Erasmo). Botafogo: Salvino; Bira, Altino, Deca (Gil Marques) e Mendes; Nelson, Nicácio e Hamilton (Dau); Chico Alves, Zé Carlos Olímpico e Anselmo.


16 O Jornal de HOJE

Natal, 2 de abril de 2014

Quarta-feira

CMYK

02042014  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you