Page 1

Quarta-feira

Ano XV w NATAL-RN,

1 DE AGOSTO DE 2012 w Nº 4.405

R$1,00 w jornaldehoje.com.br

> NA VÉSPERA DO JULGAMENTO

Agripino diz que o mensalão “irrigou cofres” do PT e aliados com mais de R$ 100 milhões SENADOR

POTIGUAR QUE PRESIDE NACIONALMENTE O

“O

ENVOLVIDOS NO QUE ELE CONSIDERA

DEM

ESTÁ CONFIANTE NA PUNIÇÃO PELO

SUPREMO

DOS POLÍTICOS

MAIS ATREVIDO E ESCANDALOSO ESQUEMA DE CORRUPÇÃO FLAGRADO NO BRASIL” POLÍTICA 3 José Aldenir

> “ERA DA TRANSPARÊNCIA”

AL divulgará salários de deputados e servidores nos próximos oito dias POLÍTICA 5

> SANTA CATARINA

Pronto-socorro é reaberto, mas a escala de pediatras ainda não está completa CIDADE 6

> EDUCAÇÃO PÚBLICA

Sem energia e merenda, alunos da rede municipal são liberados mais cedo Atendimento, que estava suspenso desde o dia 25, foi normalizado esta manhã. Diretoria aguarda os sete médicos convocados ontem pelo governo

CIDADE 6 José Aldenir

> CALAMIDADE EM PONTA NEGRA

Agosto começa com maré alta e intensa, deixando populares apreensivos CIDADE 9

> OLIMPÍADAS

> ENTREVISTA

Time de Mano Menezes fecha a primeira fase na liderança do grupo C

Chef francês Christian Le Squer conta a sua receita de sucesso

ESPORTE 16

CULTURA 17

Maré desta madrugada foi de 2,4 metros mas, apesar de atingir o calçadão, não causou maior prejuízo. Nível mais alto deverá ser registrado amanhã

Túlio Lemos

Marcos A. de Sá

Daniela Freire

Vicente Serejo

Rubens Lemos F.

Página 3

Página 7

Página 12

Página 13

Página 16

w Presidente do Tribunal de Jus- w Nova Parnamirim ganhará lotiça deu um verdadeiro ‘batido’ jas de maiores redes supermerno secretário de Planejamento. cadistas com atuação no RN.

w Representante do MEC vem a Natal para tentar solucionar briga entre Sesap e UFRN.

w Calamidade será calamitosa se continuar só como um artifício de marketing.

w Avancem nos equipamentos, mas também melhorem a qualidade das pessoas.

ESCREVEM ARTIGOS DA EDIÇÃO DE HOJE Sílvio Caldas Teônio Viera Juarez Chagas João da Mata Costa Elísio Augusto de M. e Silva Alessandra Ferreira Moreira OPINIÃO - Página 2 INDICADORES: Dólar comercial R$ 2,03 Dólar turismo Dólar/Real

R$ 2,11 R$ 2,03

Euro x real Poupança Taxa Selic

R$ 2,50 0,51% 8%

EMAIL REDAÇÃO:

jornalismo@jornaldehoje.com.br

ACESSE O SITE:

www.jornaldehoje.com.br

SIGA-NOS NO TWITTER:

@jornaldehoje

TOTAL DE PÁGINAS NESTA EDIÇÃO

20 CMYK


2 O Jornal de HOJE

Artigo

Opinião

Natal, 1 de agosto de 2012

SÍLVIO CALDAS, juiz do Trabalho aposentado (jsc-2@uol.com.br)

Amancio

Quarta-feira

Artigo

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com

Qual deles é o pior? Como já era mais ou menos esperado, a água secou e a única coisa que Cachoeira declarou perante o juiz foi o amor que dedica a sua querida namorada (?) e futura esposa. No mais, nada a declarar. E ainda deu uma de jurista, alegando que o processo que o transformou num "leproso jurídico" era inepto. Portanto, a sociedade brasileira está a assistir ao martírio de um novo santo, o São Cachoeira. Sei não, mas acho que isso é um ligeiro indicativo de como terminará a CPMI - água de cachoeira. Mas Cachoeira está colhendo fruto dos milhões que pagou a um dos melhores advogados do Brasil, pois ética à parte, o homem é um danado mesmo. Capaz de dar nó em pingo d'água, e ainda mais sendo um dos homens mais bem informados na

Artigo

área criminalista do País, já que era ministro da Justiça do governo Lula e por via de conseqüência superior hierárquico da polícia federal, naturalmente que por dever do próprio ofício já possuía informações privilegiadas sobre aquele que viria a ser seu futuro cliente. Acho que isto é óbvio como o nascimento do sol amanhã. Enfim, Cachoeira está realmente bem orientado e sabe o que está não dizendo. Felizarda é a atual mulher e futura esposa dele, que recebeu diante da platéia nacional a bombástica declaração de amor. Tenho pelos advogados em geral o maior respeito, pois como eles, fui também um dia operário do processo judicial. Só não admiro os advogados bandidos. Aliás, não aprecio nenhuma espécie de bandido.

1963 - Um domingo na praia

TEÔNIO VIERA, empresário e colaborador (teonio.vieira@hotmail.com.)

Artigo

Pânico Acordei completamente atordoado procurando sinais de vida dentro de casa, alguém a quem eu pudesse dirigir uma palavra, nenhuma pessoa a vista, a casa se tornou enorme e meus passos insuficientes para alcançar, em tempo recorde, o espaço que pretendia percorrer em fração de segundos. Silêncio absoluto! Todas as luzes acesas, completo vazio, impotência, sufoco, nada define a minha insignificância diante de mim mesmo perante o inesperado. Os pensamentos me apavoraram, as violências divulgadas no último jornal televisivo me assustaram, medo, insegurança, impotência, tormento... Cadê o meu xodó e os meus filhos! Sou a imagem aflita de um povo apavorado, sem segurança, que diante do inesperado se vê assombrado, torna-se refém do temor e passa a admitir tudo, mesmo sem nenhuma lógica. Governos incompetentes se sucedem e essa sociedade desarmada, mesmo se cagando de medo, não protesta, não se revolta diante de tanta insegurança. Logo eu que vivo contando que diante da invasão do meu território sagrado, a minha casa, ponho o meu trinta oitão pra berrar, deixando sobre o gramado do jardim um vagabundo agonizante diante do ultimato da morte! Como a surpresa inibe e pode nos tornar o oposto do racional, que merda! Vou ligar pro delegado Maurílio Pinto, não, não, ele está aposentado, e o coronel Silva Junior? Não encontro o telefone dele, repito: que aflição, que merda! A angústia continua... Por que eu, um liso, e não Carla Ubarana, os desembargadores Rafael Godeiro ou Osvaldo Cruz? Gente cheia da grana, cujos salários me fazem ir contra um dos ensinamentos da minha mãe: "meu filho, a inveja é um pecado, agradeça o que Deus lhe deu". Como eu e o povo temos memoria curta! Quando a imprensa para de noticiar, logo todo mundo esquece; mas o medo me fez repassar em fração de segundos, embora de maneira desco-

Artigo

ELÍSIO AUGUSTO DE M. E SILVA, empresário, escritor e presidente da Fundação Amigos da Ribeira (elisio@mercomix.com.br)

nexa, um monte de coisas gravadas no meu subconsciente. Por que, pra que! Meu Deus o que houve? Procuro o celular e não o encontro no lugar eleito para tal, caramba, eu estou confuso... Toca o telefone na cozinha, corro enquanto as chamadas se repetem, minha aflição é total, devem ser os sequestradores, já sei, vou me socorrer deles que têm muito dinheiro, novamente a inveja dos salários e das mordomias me arremete à mulher dos precatórios e aos desembargadores "falidos". Maurílio Pinto! Não, ele é um liso. Mesmo assim, é capaz de me ajudar, fazendo uma lista de contribuição voluntária entre os seus amigos aposentados e da ativa também, seria uma boa, o que interessa é ver minha família sã e salva! Alô, alô, alô, alô, quem fala? O que isso, por que você está tão apavorado? Como não! Quem pergunta sou eu, o que aconteceu? Calma! Calma! Eu estou no shopping com os meninos, já estamos chegando aí. Caramba, vocês me matam de susto! Ao ingressarem em casa, diz o meu xodó: você estava dormindo, roncando demais, eu tive pena e não quis acordá-lo. O filho mais velho: pai, você está legal? Como assim, perguntei? Ele, você está mais calmo? Agora sim, respondi. O caçula é um gozador e logo começou a galhofar: Pai, se liga! Foi o porre que você tomou. Meio desconfiado, rebati, a culpa foi do Edson, o Costa e Silva e do Luiz Eduardo, o Dudú, meus amigos, dois zombeteiros. E em seguida contestei, e a nossa segurança onde anda? Esse tempo todo não passou um único carro da polícia na rua. Por que e pra que pagamos tantos impostos? A pergunta ficou no ar, quando um deles respondeu: Pra nada! Passado o sufoco, uma ducha de agua fria me refez. Ligo o televisor, nada de bom, só desgraça, desligo. Fui ouvir música angolana de boa qualidade: Paulo Flores e Tito Paris. Um lenitivo! O deus Pã, que causava medo na antiguidade, foi o mesmo que me deixou em Pânico.

ALESSANDRA FERREIRA MOREIRA, terapeuta ocupacional da Casa Durval Paiva

Terapia Ocupacional e Tecnologia assistiva na oncologia pediátrica Em doenças crônicas como o câncer, encontramos diversas limitações, sejam elas provenientes da doença ou do próprio tratamento. Essas limitações acarretam prejuízos funcionais, emocionais e até mesmo sociais para o paciente. Atividades simples como escovar os dentes, tomar banho, locomover-se, conversar, usar o computador, entre outras, podem se tornar tarefas difíceis de serem executadas. Para ajudar a superar essas limitações, proporcionar autonomia e independência, e dispensar cada vez mais a ajuda de terceiros, utilizamos as tecnologias assistivas, que são recursos que contribuem para proporcionar ou ampliar habilidades funcionais de pacientes com alguma limitação e, consequentemente, promover vida independente e inclusão social. Dentre os profissionais habilitados para prescrever essa tecnologia, está o Terapeuta Ocupacional. Normalmente o terapeuta ocupacional é o coordenador de um processo de prescrição de tecnologia assistiva. Em alguns casos, este poderá fazer uma prescrição isoladamente, mas em outros, funcionará como o coordenador da equipe envolvida no caso. Para a realização dessa prescrição, é necessário passar por algumas etapas. O primeiro passo é a avaliação direcionada às necessidades da criança ou adolescente, seu estilo de vida e seus interesses gerais. Em seguida, observar o paciente, analisar o problema, selecionar o dispositivo assistivo, realizar a adaptação e o treino desse dispositivo e fazer o acompanhamento. É importante não considerar apenas a limitação; é preciso considerar a opinião do paciente sobre o dispositivo, o impacto e a adequação ao mesmo. É interessante entender que as tecnologias assistivas podem ser utilizadas tanto para adaptar o ambiente quanto para promover a função. Vamos tomar como exemplo o atendimento realizado na Casa Durval Paiva com as crianças A.B.C.L. e F.M.S.A., portadores de Epidermólise

Bolhosa, cuja doença lhes impede de realizar algumas atividades da vida diária, em virtude da limitação dos membros superiores. O paciente A.B.C.L. apresenta maior dificuldade em escovar os dentes, pentear o cabelo e alimentar-se, por ter os movimentos das mãos limitados. Dessa forma, foi confeccionado um dispositivo com EVA (emborrachado) para substituir a função do "pegar", facilitando assim seu desempenho ocupacional. Já para o paciente F.M.S.A. o dispositivo foi confeccionado para evitar que sua mão entrasse no processo de encurtamento e contraturas. Então, nesse caso, foi prescrita uma órtese de posicionamento total. Órtese é todo dispositivo aplicado externamente ao corpo cuja função é contribuir para ampliar habilidades funcionais de pessoas com deficiência e, consequentemente, promover um dia a dia independente e inclusivo. Existem vários tipos de tecnologias assistivas, sejam elas de baixo custo ou alto custo. Isso vai depender do grau de complexidade que a tecnologia for fabricada, que pode variar entre alta tecnologia (cadeira de rodas motorizadas, computadores adaptados), média tecnologia (cadeiras de rodas de propulsão manual, pulseira de peso) e baixa tecnologia (engrossador de talher, cintos de velcro). As tecnologias assistivas estão presentes no nosso dia a dia. Bengalas, óculos, cadeira de rodas, órteses, muletas, talheres com cabos mais grossos, entre tantas outras coisas que facilitam o cotidiano. Para pessoas sem limitação, a tecnologia torna as ações mais fáceis. Para pessoas com limitações, a tecnologia torna as ações possíveis. Tecnologia assistiva não salva vidas, nem reduz morbidade, simplesmente permite as pessoas com limitações e seus familiares terem uma vida mais satisfatória e com mais possibilidades. Afinal, autonomia para viver é sinônimo de liberdade. E liberdade é um bem que ninguém despreza.

JUAREZ CHAGAS, professor do Centro de Biociências da UFRN (Juarez@cb.ufrn.br)

O Último Pôr-do-Sol Semana passada recebi um e-mail de um leitor, até então desconhecido, perguntando por que não escrevo sobre filmes de westerns, com mais frequência, tendo antes citado Shane (Os Brutos também amam) e O Homem que Matou o Facínora (The Man who shot Liberty Valency) como os artigos de sua preferência sobre a resenha destes dois clássicos, dentre outros aos quais já me reportei. Na verdade, imagino que o que mantém este hobby literário de articulista é exatamente poder diversificar os três principais temas aos quais tenho me detido nestes nove anos escrevendo artigos diversos nas áreas da Psicologia, Tanatologia e Biologia, as quais fazem parte de minha formação acadêmica. O Cinema e Literatura, evidentemente, constituem-se em fontes inesgotáveis do saber, especialmente para quem gosta e, prazerosamente, onde também me incluo. Costumo dizer que o Cinema é a segunda grande escola da humanidade, onde imita a vida através da ficção. Em relação ao western, é inegável dizer de minha admiração por este gênero quando é, evidentemente, bem escrito, bem dirigido e bem atuado. Praticamente, posso dizer que aprendi a ler e a desenhar através dos gibis, das antigas HQs, artes estas que, antecederam ao Cinema e que evoluíram para este com o motion picture, ainda no tempo do cinema mudo. Ali, no velho Oeste, podemos ver a natureza humana tal qual nas ficções atuais, pois como costumava dizer Conan Doyle que não há nada de novo sobre a face da Terra e abaixo do sol, pois tudo já foi feito antes com linguagem e roupagem diferente, o homem só precisa do tempo e espaço para viver sua história. Quando o cavaleiro solitário surge nas pradarias ou desce montanhas rochosas, solitariamente, dividindo companhia apenas com seu cavalo e, muitas vezes buscando o que nem ele mesmo sabe, seja vingança, seja um amor perdido no tempo,

Artigo

seja um pequeno rancho onde gostaria de cuidar melhor de seu cavalo e dependurar os revólveres... o cenário, a fotografia, a trilha sonora que arrasta a trama e a expectativa de um desfecho nem sempre igual ao esperado... tudo isso é mágico! O cinema nos dá isso. Mas, atendendo ao nobre leitor, escolhi hoje The Last Sunset (O Último Pôr-do-Sol, USA 1961), um dos maiores clássicos do Western americano, cujo artigo, realmente merecia já ter sido escrito e que não poderia deixar de comentar quando o assunto viesse à tona. Este filme, como já disse, é um dos clássicos do Far West abordado em estilo de western psicológico, onde a trama mostra muito bem até onde vai a natureza humana em sua diversidade, tanto para o bem como para o mal, tanto para o amor, quanto para o ódio, tanto para a vingança quanto para o perdão. A história começa com o pistoleiro errante Bren O'Malley (Kirk Douglas) com seu cavalo veloz, roupas negras e uma pequena pistola na cintura. O cowboy vem sendo seguido por outro cavaleiro, o US Marshal Dana Stribling (Rock Hudson) a alguns quilômetros de distância que, na verdade o persegue por homicídio, mesmo tendo sido em legítima defesa. O´Malley, na verdade está retornado de seu passado para reaver sua história e a mulher que havia deixado há muito tempo atrás e para quem jurara amor eterno. Assim, ele chega a um rancho no México, onde seu antigo amor, a bonita Belle Breckenridge (Dorothy Malone), agora casada e com uma filha de 15 anos vive com o marido, um rancheiro bêbado e desertor da Guerra Civil, John Breckenridge (Joseph Cotten), no momento com dificuldades para contratar vaqueiros que levem seu rebanho para o Texas. Como que por destino, ele contrata O'Malley como pistoleiro da comitiva e, logo em seguida, também Dana Stribling que encontra

O´Malley já no rancho pronto para pernoitar. Como ambos não estão em território americano, o xerife deixa claro que o prenderá logo cheguem na fronteira, quando então o levará para julgamento. O reencontro de O´Malley com Belle é decepcionante para o cowboy em remissão, pois ela agora casada, com uma filha e o xerife no seu calcanhar, tudo o que ele havia pensado, muda de repente. Assim, todos partem com o gado rumo ao Texas, inclusive as mulheres que vão como cozinheira e ajudante dos vaqueios. Mas, um pouco antes, pra complicar a situação, John Breckenrigde é morto por pistoleiros no pequeno lugarejo e O´Malley assume a comitiva que promete levar até o fim. No caminho alguns bandoleiros, que se disfarçam de cowboys para roubarem o gado e raptarem as mulheres e, na primeira oportunidade, juntam-se à comitiva com intenção de levá-las como prostitutas à cidade de Vera Cruz. Nesse meio termo, O`Malley pede uma decisão de Belle para que ela o aceite de volta. Mas, ela fica dividida, pois o xerife passa a cortejá-la fazendo brotar uma nova esperança em sua vida. É quando, então sua filha, a adolescente Melissa 'Missy' Breckenridge (Carol Lynley) se apaixona por O´Malley no que é totalmente correspondida pelo cowboy galante, mas errante. Entretanto, além da perseguição do xerife e da recusa de Belle para viver com ele, esta lhe revela o grande segredo de sua vida: Missy é sua filha! O pistoleiro desaba e então diz ao xerife que não se entregará. Então os dois marcam um duelo na hora do sol se por, o qual realmente aconteceu. Apesar dos créditos elencarem Rock Hudson como astro principal do filme, este se mantém até o final da estória ofuscado pela grande atuação do grande Kirk Douglas, um dos maiores astros do cinema dos anos 40, 50, 60 e 70. Vale a pena ver de novo ou pela primeira vez (http://juarez-chagas.blogspot.com/)

JOÃO DA MATA COSTA, professor do Depto de Física - UFRN (damata@dfte.ufrn.br)

Viagem à Alemanha Conta-se das aventuras na Alemanha de um nordestino com um sírio e outros viventes dos mais diferentes rincões do planeta. Moradores de grandes metrópoles, ilhas governadas por ditadores e democratas. Esse relato foi escrito tal como foi ditado pelo distinto amigo conterrâneo. O destino era a cidade histórica de Potsdam onde se realizaria o curso. Era a primeira vez que visitava aquela cidade que lhe reservava muitas surpresas. Cidade barroca com o belo palácio Sanssouci e a famosa Torre de Einstein. Na fronteira com Berlim, Potsdam também abriga um museu do cinema com um camarim da atriz de O Anjo Azul. Uma mulher pequena para tão grande talento. Próximo ao alojamento onde ficaríamos tinha um resto do muro que separava as duas Alemanhas. Podíamos ir tomar uma cerveja num bar na antiga Alemanha oriental, República Democrática Alemã (RDA), e voltar para dormir na Alemanha ocidental, República Federal da Alemanha (RFA). No famoso portão de Brandemburgo podíamos comprar cédulas antigas com zilhões em tempos de alta inflação que vivia a Alemanha. As belas bonecas matrioskas também são comercializadas no portão. Muita gente morreu ao tentar atravessar esse muro que separava irmãos e parentes. O muro começou a ser derrubado em 1989 depois de 28 anos. Como souvenir trouxe uma amostra para um amigo marxista e guardo como lembrança de uma viagem biográfica. No final de semana íamos conhecer as cidades de Potsdam e Berlim. O simpático professor, chairman do curso, mostrava o que era a cidade antes e depois de ser reconstruída após a guerra. Muita coisa maravilhosa foi destruída pela guerra. As ruínas da catedral de Berlim foram mantidas como atração turística. São as chagas de um tempo de pavor. Um monumento com tabuletas de alvenaria lembram os nomes dos muitos mortos. O curso, patrocinado pela Unesco, era ministrado em inglês por vários professores alemães. Aula práticas e teóricas. Ao final do dia jogávamos volleyball e ping-pong, ou nem uma coisa nem outra. No final do curso jogou um time de

alemães contra o resto do mundo. Depois a cerveja rolou farta pelas goelas sedentas e já com saudades. Muitas amizades foram feitas. Alguns namoraram. Grupos são formados e a secretária do curso a todos atendia com alegria e competência. Comprava cigarros e providenciava tudo que os alunos precisavam. No modesto alojamento tudo funcionava. Meu amigo lembrava um detalhe besta. O papel higiênico depois de passado era posto num saco de papel e só depois colocado no cesto de lixo. Logo no inicio do curso a bela e saudosa alemã convidou um grupo de estudantes para um jantar na sua casa. Essas lembranças eram contadas como um aroma de um tempo feliz e ao mesmo tempo doído. O sírio estava no grupo selecionado. Meu amigo também. Não sei como foi a seleção, mas deve ter sido pelo histórico que cada um contou sobre o seu país. O pequeno apartamento da secretária não comportava mais gente. Ela preparou uma ovelha ao forno deliciosa. Tomaram toda a sua adega de vinhos. Dançaram no pequeno apto e mãos se tocaram. Rolou um clima, que poderia ser somente amizade, ao som de música alemã e outras. A secretária arranhava um violão. Deu um relógio de presente com o símbolo do yin yang. Preto e Branco. Depois esse relógio foi roubado. O sírio atravessou-se entre os dois. Era um chato e trazia a herança dos haréns. Todas as garotas do curso ele queria namorar. Tinha um bordão que era para o encontro: In the Midnight. No salão de festas bebíamos todas as noites. A cerveja era comprada naquelas máquinas que coloca uma ficha. A secretária ficava até uma certa hora e depois ia para casa. Nesse local tinha umas reuniões de mulheres para aprender a se relacionar com o outro. Traumas da guerra. Juntavam os grupos e dançavam. Abraçavam e se relacionavam. Aquilo afugentava a solidão comprida da distancia. Tocava a musica de cada país. A música brasileira fazia muito sucesso. Foi logo após o lançamento do disco do Chico Cesar e todos os países adoravam Mama África. Toda a hora eles pediam para tocar, com os mais diferentes sotaques. Aprenderam o refrão. A mú-

sica árabe não fazia sucesso. Mas o sírio chato fazia com as mulheres. Podia pelo mesmo ter deixado a secretária em paz. Deu em cima. Não largou. Ela falava com meu amigo dos seus autores preferidos. Adorava ler Jorge Amado e Garcia Marques. Conversava sobre esses autores. Era culta e linda. Mostrou o seu álbum de casamento. Todos já se conheciam. Uns tinham pouco dinheiro de casa e se viravam com o que receberam do curso. Ao final do curso uma viagem de ônibus até a Bavária. Lindas cidades ricas em histórias. Meu amigo estava completamente apaixonado pela secretária. Sentou num banco sozinho e a sua solidão foi do tamanho da viagem. Nada tinha graça. O sírio estava junto da secretária. Sentava no mesmo banco e sorria cínico. Como foi doloroso. Ninguém sabia a dor que ele sentia. Nem o porquê aquela solidão que incomodava a todos. O amigo depois me contou que não entendia o que diziam dos alemães. Que eram sisudos e rudes. Nada disso. Ele lembrou também numa lembrança sentida da mocinha que trabalhava no refeitório. Simpática. Não falava nem uma palavra em inglês. Um dia deu-lhe um grande abraço que nenhuma língua impede. Era algo que não tem explicação. O outro brasileiro ficou com ciúmes. No dia da festa meu amigo recebeu um beijo da russa e logo foi afastado pelo sírio. A cerveja maravilhosa podia ser sem álcool ou com. Podia tirar da prateleira do supermercado e tomar. Na estação a despedida. Cada um para o seu país. Nunca mais iriam se encontrar. Nada mais triste que uma estação de trem. Alguns choravam. Trocavam endereços. Meu amigo depois escreveu para a secretária e disse do seu silencio. Ela respondeu dizendo que não se arrependia de nada. De todos os participantes só um escreveu para o meu amigo: o sírio. O filosofo Hegel explicou o mundo dialeticamente. Os poetas do expressionismo alemão invocaram a figura utópica do novo homem. Meu amigo disse que ia estudar alemão para dizer tudo o que ele só pode dizer com o silencio. Talvez ela entenda.

Natal, um dia de domingo no mês de janeiro de 1963. Quando chegamos à Praia do Forte, as pancadas das ondas pareciam débeis, mais tarde estariam bem fortes. Alguns cachorros de rua passeavam na orla, indiferentes aos banhistas. Descemos à calçada e avistamos montes de algas mortas achatadas na areia. Uns rapazes pegavam "jacaré" nas ondas calmas, enquanto garotos recolhiam conchinhas na areia e, vez por outra, corriam atrás de um siri que logo desaparecia na sua toca. Várias mocinhas brincavam de bambolê, e um menino divertia-se com um ioiô, atirado em movimentos ritmados. Uma babá, ainda moça, cavara um pocinho na areia e ali sentara com a criança dentro do círculo de areia, sob os olhares vigilantes da mãe na sombra de um guarda-sol colorido. Uma garota de cabelo preto, pernas e braços rosados de sol, vestindo um maiô Catalina, conversava animadamente com a amiga. Percebi que ambas fumavam. Em dado momento, levantam-se da sombrinha de sol listrada e dirigem-se para a água, onde permanecem por um bom tempo nadando, boiando ou dando cambalhotas. Observamos que na parte rasa da praia vários menininhos mergulham nas ondas na hora exata em que elas quebram, ou saltam no momento preciso sobre elas, em meio a gritos de alegria. Já era mais de meio-dia e o sol, como uma brasa prateada, dourava cada vez mais os banhistas. Depois da barreira formada por pedras negras era mar aberto e avistamos uma pequena jangada, que passava com suas velas abertas, em direção às praias do norte. Vendedores ambulantes andavam pela beira da praia vendendo sorvetes, "polis", laranjas, roletes de cana e água de coco. Notamos que, depois de consumir tais produtos, as pessoas descartam o resto ali mesmo - pelo visto, não existia ainda a preocupação ecológica dos dias de hoje. Uma mistura de cores vivas das roupas de banho e sombrinhas dão um colorido espalhafatoso à praia preferida da juventude natalense dos anos dourados. O cheiro de maresia e óleo de bronzear chegava forte aos nossos narizes. Na orla, vários automóveis estacionados ao lado de vespas e lambrettas. Um pequeno grupo de moças e rapazes conversam alegremente ao som dos Beatles, Rolling Stones, vindo do toca-fitas de cartucho Clarion de um Aero-willys estacionado. Um grupo de pessoas jogava voleibol na areia. Uma das jogadoras era uma garota alta que tinha os cabelos negros lustrados à "la garçonne" e vestia uma blusa branca por cima da roupa de banho. Outra, uma loura de maiô vermelho, tinha a parte bronzeada da pele não exatamente contígua aos limites do maiô na altura dos ombros e das coxas. Vários frequentadores daquele domingo ensolarado, debaixo de grandes sombrinhas, limitavam-se a observar o movimento da praia preferida pela sociedade natalense. Algas verdes e marrons, trazidas pelo refluxo da maré, enchiam a beira da praia e era desagradável pisá-las, antes de entrar na água - argh! Ao nosso lado, uma garota de maiô branco de duas peças, estampado com florzinhas azuis, que se harmonizavam perfeitamente com o tom rosado da sua pele arroxeada, de tão bronzeada. Ela tomava um refrigerante de garrafa escura, que nos pareceu ser "Crush", e depois se deitou, estirando as pernas na areia forrada com uma toalha, mantendo a cabeça um pouco erguida. Próximo, um senhor folheava a "Manchete" à sombra do guardassol. Contudo, naquele dia, quem chamava a atenção de todos era uma garota loura, tipo alemã, porte ereto e pernas esguias, com um nariz levemente arrebitado, olhos azuis, bem feita de corpo e esbelta, pelo visto não era daqui de Natal. Apesar de desconhecida, ela cumprimentava a todos com um belo sorriso nos lábios, enquanto passeava pela orla com a segurança de quem sabe que é bonita. À tarde, pelas três horas, resolvemos ir embora e alguns pescadores amadores já começavam a chegar com suas varas de bambu e carretilha - ondas ruidosas indicavam que a maré estava enchendo.

NOTÍCIAS QUE OS OUTROS PUBLICARÃO AMANHÃ

OJORNALD EHOJE DIRETOR-EDITOR Marcos Aurélio de Sá DIRETOR ADMINISTRATIVO Marcelo Sá DIRETORA DE REDAÇÃO Sylvia Sá

EDITORES Dessana Araújo Élida Mercês João Ricardo Correia EDITOR DE POLÍTICA Túlio Lemos EDITOR DE ESPORTES

w w w . j o r n a l d e h o j e . c o m . b r Gabriel Negreiros EDITORA DE CULTURA Daniela Pacheco EDITOR RESPONSÁVEL / PORTAL JH Wagner Guerra GERENTE COMERCIAL Karina Mandel

ASSINATURA ANUAL Capital: R$ 210,00 Interior (via ônibus): R$ 250,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EXEMPLAR AVULSO R$ 1,00

ASSINATURA SEMESTRAL Capital: R$ 130,00 Interior (via ônibus): R$ 150,00 Interior e outros Estados (via correios): valor da assinatura + o custo da postagem EDIÇÃO ATRASADA R$ 4,00

O JORNAL DE HOJE se reserva o direito de não aceitar informes e material publicitário que infrijam as leis do país e a ética jornalistica. Informações, comentários e opiniões contidos em artigos assinados não possuem, necessariamente, o endosso da Direção. Só é permitida a reprodução de matérias com prévia autorização escrita e com a citação da fonte em destaque

REDAÇÃO E OFICINAS: Rua Dr. José Gonçalves, 687 - Lagoa Nova | Natal - RN - CEP 59056-570 |Brasil - Telefax: (84) 3211-0070 ramal 214 - Assinaturas: (84) 3221-5058 | jornalismo@jornaldehoje.com.br - www.jornaldehoje.com.br Editado e publicado por RN Gráfica e Editora Ltda. http://www.jornaldehoje.com.br - jornaldehoje@digi.com.br - jornaldehoje@uol.com.br - artigos@jornaldehoje.com.br - administracao@jornaldehoje.com.br - jornalismo@jornaldehoje.com.br - assinaturas@jornaldehoje.com.br - comercial@jornaldehoje.com.br


Política

Quarta-feira

Natal, 1 de agosto de 2012

O Jornal de HOJE 3

Agripino: “Mensalão irrigou os cofres do PT e aliados com mais de R$ 100 milhões” JULGAMENTO

DO

ALEX VIANA REPÓRTER DE POLÍTICA

O julgamento do Mensalão pelos onze ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) começa nesta quinta-feira e deverá durar aproximadamente um mês. Isso porque o voto de cada julgador deverá ser fundamentado, mostrando de forma circunstancial por que absolveu ou condenou cada um dos 38 réus, inclusive o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o ex-presidente do PT José Genuíno, o ex-tesoureiro da sigla Delúbio Soares e ainda o publicitário Marcos Valério, considerado peça fundamental no esquema que consistia no desvio de recursos públicos para pagamento de mesadas a parlamentares em troca de apoio político no Congresso Nacional. Para o senador José Agripino Maia, presidente nacional do DEM e um dos líderes da oposição no País, o Mensalão foi o maior escândalo de corrupção da história do Brasil. Segundo ele, as provas são contundentes e há um conjunto de

MENSALÃO

COMEÇA AMANHÃ E PODERÁ CONDENAR EX- DEPUTADOS E EX-MINISTROS DE

dados que comprova que o esquema de Marcos Valério "irrigou" os cofres do Partido dos Trabalhadores. "As provas de que o Mensalão existiu são contundentes. Através de um substancioso e detalhado conjunto de dados, compilados por peritos oficiais e investigadores da Polícia Federal e do Tribunal de Contas da União, foi constatado que o esquema do Valerioduto irrigou os cofres do PT e aliados com mais de R$ 100 milhões", afirmou José Agripino, em entrevista ao Jornal de Hoje. O senador ressaltou que, recentemente, em memorial enviado aos ministros do STF, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, nomeia o Mensalão como "o mais atrevido" e escandaloso esquema de corrupção flagrado no Brasil. Nas palavras do próprio Gurgel, "sob o firme comando de José Dirceu", a quadrilha se especializou em desviar dinheiro público e comprar apoio político, com o objetivo claro de unir forças para garantir a perpetuação do projeto de poder do PT. "E o PT trata como uma estrela de primeira grandeza

Divulgação

Agripino: “As provas que o Mensalão existiu são contundentes. Nunca o Supremo se debruçou sobre um processo tão ardiloso” José Dirceu, que é o andarilho do Brasil inteiro e está costurando aliança do PT nessas eleições. José Genoíno é assessor de Ministério.

Waldomiro Diniz é festejado na sua volta ao partido. Esses mensaleiros, para citar apenas alguns, são festejados pelo partido. Acho isso

uma indignidade perante o país, perante a sociedade. O exemplo político que o PT dá com seus mensaleiros é o da impunidade e da

LULA

conivência", afirmou Agripino. Além disso, segundo o democrata, o próprio presidente Lula, na época do escândalo que aconteceu em seu governo, fez um pronunciamento em rede nacional de televisão para pedir desculpas ao povo brasileiro. "Ninguém pede desculpas por fatos de que não tem culpa. Tentar negar o Mensalão é tentar negar o óbvio", ressalta o senador. Sobre o julgamento do processo no STF, José Agripino disse ainda que "nunca o Supremo se debruçou com um processo tão grande e ardiloso". Segundo ele, a ação tem 50 mil páginas, são 38 réus e 600 testemunhas. "O julgamento deverá consumir cerca de 90 horas em mais de 15 sessões do plenário. É uma votação histórica. Eu tenho muita confiança de que o STF valorizará, em primeiro plano, as nossas instituições. A sociedade brasileira está atenta à votação. Acredito que os milhões de brasileiros esperam um julgamento rigoroso do Mensalão, a fim de que se estabeleça uma marca histórica contra a impunidade e a corrupção no Brasil".

Presidente do PT não acredita na existência do Mensalão O presidente do Partido dos Trabalhadores no Rio Grande do Norte, Eraldo Paiva, afirmou no começo da tarde não acreditar na existência do Mensalão. Segundo ele, o que houve foi apenas um julgamento político. Ele espera que o STF "faça justiça" absolvendo todos os acusados pelo Ministério Público Federal.

Ainda segundo Eraldo Paiva, que é vereador em São Gonçalo do Amarante, não houve desvio de recursos públicos para o esquema conhecido como Valerioduto. "Primeiro não acredito que houve Mensalão. O que houve e está comprovado é que não tem dinheiro público no que se chamou de Mensalão. O que houve na época foi a cassa-

ção de Dirceu e de outros deputados por um julgamento político. Esperamos que o STF faça justiça e acreditamos na inocência nos nossos companheiros do Partidos dos Trabalhadores", disse Eraldo. Segundo Eraldo Paiva, outro fato que deve ser considerado é que não existem provas que comprovem a existência do esquema de

compra de parlamentares. "Não existe nenhuma prova", afirmou ele, acrescentando que não poderia ser estender mais sobre o tema por não ter lido o processo. "Não li o processo, não conheço o processo, não estou envolvido no processo", disse. A deputada federal Fátima Bezerra (PT), principal líder do Partido dos Trabalhadores no Rio Gran-

de do Norte, não atendeu à reportagem, nem respondeu ao e-mail sobre esta reportagem. Segundo sua assessoria de imprensa, a parlamentar estava participando de uma reunião sobre a greve dos docentes e até o fechamento desta edição não houve atendimento à solicitação de informações. O vereador Fernando Lucena

(PT), até recentemente presidente do Diretório Municipal da legenda em Natal, também não atendeu nem retornou às ligações de O Jornal de Hoje. O vereador está em campanha pela reeleição. O deputado estadual Fernando Mineiro, candidato do PT a prefeito de Natal, também não atendeu nem retornou às ligações telefônicas da reportagem

Delgado: “Denúncia está baseada em fatos concretos” Para o advogado José Augusto Delgado, ministro aposentado do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) é "muito incisiva" e "baseada em fatos concretos". Em entrevista ao Jornal de Hoje, ele afirmou: "Li toda a denúncia. Reli. Não conheço os fatos que estão nas centenas de volumes do processo. A denúncia é muito incisiva, está muito baseada em fatos concretos. Se o Ministério Público conseguir provar todos os fatos constantes da denúncia, com certeza, ela será procedente", destacou o advogado. Entretanto, José Augusto Delgado faz uma ressalva. Se as acu-

sações constantes da denúncia do Mensalão não forem provadas, ou se houver dúvidas ou incertezas quanto a sua procedência, a absolvição será proclamada. Isso porque, de acordo com ele, vigora no sistema penal brasileiro que somente a prova real, certa, determinada, sem dúvida nenhuma, impõe condenação. "Merece ser lembrado o julgamento de Collor. O Supremo absolveu por não ter sido provado com certeza, com base na verdade real, de que os fatos apontados na denúncia aconteceram. Vale esse princípio, como homenagem ao Estado Democrático de Direito. Só há condenação com prova real e certa. Na dúvida, a nossa Constituição e as nossas leis mandam absolver", lembrou.

STF Na avaliação de José Augusto Delgado, o julgamento do Mensalão é histórico e a sociedade brasileira tem absoluta e irrestrita confiança "na integridade e na capacidade jurídica" de todos os ministros do STF, que "irão proferir a decisão de acordo com o que está nos autos e vinculados exclusivamente aos postulados, aos princípios, e às regras de Direito existentes na nossa Constituição Federal, no Código Penal, no Código de Processo Penal, e demais legislações aplicadas ao caso". Em relação a pressão sobre os ministros, Delgado considera que "o Supremo é imune a qualquer tipo de pressão, quer política, quer a exercida pela sociedade, quer a

exercida por qualquer clamor público, quer pela imprensa, quer pelos sindicatos, quer por entidades religiosas, enfim, por quaisquer tipos de condutas que tentem violar a independência e a integridade de cada julgador integrante do STF". Segundo ele, a questão da suspeição de qualquer magistrado depende de fatos concretos que são determinados pela Lei, como ser amigo ou inimigo íntimo das partes, ter interesse no processo, ter sido advogado de uma das partes, e outros de foro íntimo. "Não caracterizadas essas situações, não há razão nenhuma para se suscitar suspeição de qualquer ministro, nem o ministro afirmar suspeição", observou.

José Aldenir

Ex-ministro José Augusto Delgado: “Li e reli a denúncia. É muito incisiva”

STF poderá expedir o mandado de prisão após o trânsito em julgado A função principal do Supremo é interpretar a Constituição Federal. Mas, no caso do Mensalão, a Corte Suprema do País exerce também a chamada competência originária, para o processamento e o julgamento de ações penais. "É o direito que têm determinados cidadãos que exercem funções de relevo, como as de presidente da República, ministro de Estado, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STF), senadores e deputados federais, de só serem processados e julgados pelo STF. Nesta situação, o Supremo é a única instância, diferente dos outros casos, onde se é julgado pelo juiz de pri-

meiro grau, se recorre à primeira instância, ao Tribunal de Justiça, depois ao STJ e, por último, se for o caso, ao Supremo", explica José Delgado. Em outras palavras, enquanto o cidadão comum pode ter a sua ação penal julgada até em quatro instâncias, essas pessoas qualificadas são processadas e julgadas somente pelo STF em última instância. "É o chamado foro privilegiado. Isso está na Constituição Federal. Em determinados países, como nos EUA, não há esse foro privilegiado. No caso de Richard Nixon (ex-presidente americano cassado por participação

em crimes de espionagem, conhecido por Watergate), foi julgado por juiz em primeiro grau", completa o magistrado, para concluir que, "das decisões do Supremo não cabe mais nenhum recurso", o que significa dizer que caso sejam condenados, os réus do Mensalão não terão a quem recorrer. RECURSOS Admitida, porém, a condenação dos réus, há apenas um recurso, que é feito ao próprio Supremo. "Dessa decisão do STF poderá caber embargos de declaração para o próprio pleno do STF", explica o advogado.

"Julgados os embargos de declaração, e transitada em julgado a decisão, cumpre-se o que foi determinado pelo Supremo". No caso desse julgamento, os ministros não podem apenas acompanhar o voto do relator. "Os onze ministros vão ter que dizer as razões pelas quais está condenando ou absolvendo, por isso que vai demorar", explica Delgado. Segundo ele, essa é a chamada garantia do devido processo legal, que é o direito fundamental do cidadão, que é chamado de direito de motivação das decisões judiciais. E quando cabe o embargo? "Cabe

embargo se existir alguma omissão, contradição ou obscuridade do voto. A parte pede que esses vícios sejam supridos, afastados, complementados", completou. Ainda na hipótese de condenação, transitada em julgada a decisão, se a pena aplicada for maior de quatro anos, o STF poderá expedir o mandado de prisão ou se a pena for menor, poderá transformá-la em prestação de serviços à sociedade ou substituíla por multa. O Supremo poderá ainda determinar, tendo em vista a natureza e a gravidade da pena a ser aplicada, que ela seja cumprida em regime aberto, em regime semiaberto

ou em regime fechado. "O regime fechado é para o cumprimento de penas acima de quatro anos. Tudo a depender dos antecedentes do condenado. Pode o Supremo determinar que o início da pena seja em regime aberto ou semiaberto", explicou. José Delgado esclareceu, por fim, que o trânsito em julgado ocorre depois de escoado o prazo para qualquer recurso. Com relação à prescrição dos crimes, ele disse que o Supremo reconhece que o crime foi cometido, mas que o Estado não tem mais autorização legal para puni-lo, pelo decurso de tempo (AV).

ção com os valores. Logo após a realização, os empresários recebem o pagamento em cheque, vão ao banco juntamente com um emissário do prefeito, sacam o valor total, repassam a parcela da propina e fica tudo por isso mesmo.

farsa da licitação, o superfaturamento, o pagamento, a divisão e confirmaria todo o esquema. Porém, a maioria só faz encenar. É um faz de conta que investiga e nunca acontece nada na prática.

EXPLICAÇÃO O grupo do prefeito de Macau, Flávio Veras, quer que a candidata do DEM, ex-vereadora Odete Lopes, explique como conseguiu ficar milionária em tão pouco tempo e sem uma origem conhecida. A ex-vereadora apresentou um patrimônio de quase 1 milhão e meio de reais, incluindo uma casa de R$ 600 mil e uma Land Rover de R$ 240 mil. A Receita Federal também já estaria de olho na riqueza acelerada e misteriosa.

Túlio Lemos POLÍTICA - TÚLIO LEMOS BATIDO A presidente do Tribunal de Justiça, Judite Nunes, deu um verdadeiro 'batido' no secretário de Planejamento do RN, Obery Rodrigues. A Desembargadora mandou o secretário respeitar as relações de independência entre os poderes e reforçou, pedindo que Obery: "Evitasse se intrometer em assunto que não lhe diz respeito, abstendo-se de criar celeumas institucionais desnecessárias". Depois de um ‘batido’ desses, o que resta para Obery? Responder ou calar para sempre?

tuliolemosjh@gmail.com / www.tuliolemos.com.br / @tuliolemosrn

VANTAGEM Para uma cidade como Natal, os candidatos 'novatos' sofrem bastante para conseguir chegar ao eleitorado. O primeiro passo é tentar popularizar o nome, se fazer conhecido, para depois pedir o voto. Como o eleitor já não está entusiasmado com os políticos, fica ainda mais difícil parar para ouvir quem sequer conhece. Nesse caso, leva vantagem quem já é conhecido ou já tem mandato. INVESTIGAÇÃO O Tribunal de Contas do Esta-

do decidiu investigar mais profundamente os contratos de prefeituras para pagamentos de shows milionários, especialmente no Carnaval e no São João. Seria desnecessário se os promotores das referidas cidades, tivessem interesse em investigar de verdade para onde vai o dinheiro. OPERAÇÃO Quando há uma grande festa, como o Carnaval, os shows são superfaturados de forma despudorada, sem a menor preocupa-

ANTECIPAÇÃO Caso realmente algum promotor quisesse investigar de verdade, grampearia os responsáveis oficiais pela produção, os 'empresários' e acompanharia a

EXPECTATIVA Com o fato consumado, e expectativa agora é aguardar que a investigação do TCE consiga produzir um material capaz de comprovar pelo menos as fraudes em licitação e o superfaturamento dos contratos.


Natal, 1 de agosto de 2012

4 O Jornal de HOJE

Walter Gomes DE BRASÍLIA - walgom@uol.com.br

Um ensaio para o amanhã Nos centros de referência do poder estadual, constata-se diversificação ampla da expressividade dos partidos na campanha para a prefeitura. Baseado nas sondagens de opinião realizadas na última semana de julho, o birô da coluna apresenta uma amostra da situação nas capitais. ttt Desempenho por legenda nas intenções de voto: PSDB – Lidera em cinco: Manaus (Arthur Virgílio), São Luís (João Castelo), Teresina (Firmino Filho), Vitória (Luiz Paulo Velloso Lucas) e São Paulo (José Serra). PDT, PSB e DEM – Cada sigla está na frente em três. A força dos pedetistas é assinalada em Natal (Carlos Eduardo Alves), Maceió (Ronaldo Lessa) e Porto Alegre (José Fortunati). Prevalência dos socialistas: Porto Velho (Mauro Nazi), Cuiabá (Mauro Mendes) e Belo Horizonte (Marcio Lacerda). Comando dos democratas: Fortaleza (Moroni Torgan), Aracaju (João Alves, filho) e Salvador (Antonio Carlos Magalhães, neto). PT – Destaque em duas: Recife (Humberto Costa) e Goiânia (Paulo Garcia). ttt Situação dos partidos em outras capitais: PSOL – Belém (Edmilson Rodrigues); PP – Campo Grande (Alcides Bernal); PMDB – Rio de Janeiro (Eduardo Paes); e PSC – Curitiba (Ratinho Júnior).

Política

Quarta-feira

Micarla deve trocar o PV pelo Partido Ecológico Nacional A RTICULAÇÕES

PARA SUBSTITUIR PREFEITA ESTARIAM SENDO FEITAS Arquivo

JOAQUIM PINHEIRO REPÓRTER DE POLÍTICA

A prefeita de Natal, Micarla de Sousa poderá trocar o Partido Verde (PV) pelo Partido Ecológico Nacional (PEN), sigla nova que se encontra em formação no País inteiro e que tem basicamente a mesma proposta filosófica do PV baseada na defesa do meio ambiente e do crescimento econômico com sustentabilidade. Integrantes da Executiva Nacional do PV, principalmente o presidente, deputado federal, Luiz Pena seria um dos principais defensores da mudança de comando do Partido Verde no Estado sob o argumento de que o PV, ao contrário do que acontece no País, não conseguiu crescer, se estruturar e se fortalecer para a disputa eleitoral deste ano, o que estaria predispondo lideranças nacionais do Partido Verde a promoverem a mudança no comando do partido no Rio Grande do Norte. A possibilidade de intervenção no PV do Estado estaria descartada. Ainda segundo a mesma fonte,

Prefeita Micarla de Sousa pode perder o comando do PV e se filiar no PEN a Executiva Nacional do PV prefere que a prefeita Micarla de Sousa decida entregar espontaneamente o partido para evitar constrangimentos para ambas as partes, já que o relacionamento pessoal dos líderes verdes com a prefeita de Natal continua sendo bom. Entretanto, entendem esses mesmos líderes que a prefeita de Natal não conseguiu interiorizar a legenda nem tampouco dinamizá-la, principalmente

agora num ano eleitoral quando o partido ficou praticamente acéfalo e não conseguiu se reunir uma vez sequer. A constatação é que o PV sobrevive em alguns municípios do Rio Grande do Norte resultado do trabalho de alguns abnegados que tentam reestruturá-lo e apresentar candidaturas próprias a prefeito em alguns municípios do Estado, além da postulação a vice-prefeito e vereador. "Quando Micarla venceu as

eleições em Natal pensou-se que o PV ia ser uma vitrine, mas isso não aconteceu e o PV virou 'pau melado'. Ninguém quer pegar nele", afirmou outro pevista desesperançado. MAOR PARTIDO DO MUNDO Segundo estatísticas, o PV é o maior partido do mundo e está presente em 140 Países, comprovando assim a sua pujança e importância no contexto das nações. De acordo com os ideólogos verdes a sigla é respeitada e admirada pela sua proposta recorrente de defesa do meio ambiente e da importância do tema para a humanidade. No Rio Grande do Norte, mesmo diante das dificuldades enfrentadas na capital, o PV contará com candidatos a prefeito nos municípios de Pedro Velho, Vila Flor e Parnamirim, entre outros de menor expressão político/eleitoral. Em outros municípios o PV participará da chapa majoritária apresentando candidato a viceprefeito. O partido também fará coligações com outras legendas em vários municípios.

ttt Há empate real em João Pessoa. Cícero Lucena (PSDB) e José Maranhão (PMDB) têm o mesmo percentual de apoios: 27 pontos, conforme o Ipespe.

Juízo de valor Uma frase de conexão direta com os fatos. Disse-a o ex-deputado José Dirceu. Ele foi chefe da Casa Civil da Presidência da República sob o governo Lula da Silva entre janeiro de 2003 a junho de 2005.

PV tem Edivan Martins, Aquino Neto e Luiz Almir O Partido Verde é representado atualmente na Câmara Municipal de Natal pelos vereadores Edivan Martins, presidente da Câmara Municipal de Natal e Aquino Neto, principal liderança política do bairro Cidade Satélite que disputa o seu sexto mandato na eleição deste ano. A expectativa é que além dos prováveis dois ree-

leitos pelo PV, Edivan Martins e Aquino Neto, seja eleito mais um vereador que poderá ser o radialista e apresentador de televisão Luiz Almir. O Partido Verde tem como presidente de honra o agitador ecológico, ideólogo do partido e conselheiro político da prefeita Micarla de Sousa, Rivaldo Fernandes a quem

Micarla de Sousa substituiu na presidência estadual da legenda há 4 anos. Para substituir a prefeita de Natal na presidência estadual do PV o nome mais cotado é o do deputado federal, Paulo Wagner, que segundo fontes de Brasília já teria recebido convite do presidente nacional, Luiz Pena. Além dos argumen-

tos já citados, um outro motivo para substituição do nome de Micarla de Sousa teria sido o fato da prefeita de Natal não ter conseguido viabilizar sua reeleição e ter afirmado que após concluir o seu mandato deixará a política para se dedicar a sua saúde e aos seus afazeres profissionais como empresária de comunicação. (JP)

Assim falou o mineiro-paulista, um dos personagens de maior influência no PT nacional: “O bom artista não se impressiona com o barulho da plateia.” t t t É provável que Dirceu, um dos 38 réus do processo Mensalão, encabece a lista do julgamento que se inicia às 14h de amanhã.

É um assombro

Gravíssima a denúncia de Anthony Garotinho (PR-RJ). Ele divulga o que diz ter ouvido de policiais federais. Teriam recebido ordens superiores para “dar uma segurada” na investigação batizada Pedra Bonita. O trabalho sequenciava as operações Vegas e Monte Carlo, que identificaram a conexão da quadrilha de Carlos Cachoeira com a empresa Delta e o seu controlador, Fernando Cavendish. Conforme Garotinho, a investigação interrompida levava ao governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, filho – amigo de Cavendish – e ao prefeito carioca, Eduardo Paes, ambos do PMDB. t t t Um detalhe sublinhado por Anthony Garotinho, que governou os fluminenses: “Claro que tem a ver com a eleição municipal. Os efeitos da apuração, se divulgados, seriam desastrosos para Eduardo Paes, candidato à reeleição.” t t t Acrescente-se: e líder nas pesquisas de intenção de voto. Ocorresse agora o pleito, renovaria o mandato no primeiro turno. Derrotaria, portanto, Rodrigo Maia (DEM), que tem como vice a deputada estadual Clarissa (foto), filha de Garotinho.

LEITURA DINÂMICA t A presidente da República cumpre a tradição brasileira. Fala na abertura da Assembleia Geral da ONU, dia 18 de setembro. É incerta a ida de Dilma Rousseff a Washington. Provavelmente, a viagem fica circunscrita à cidade-sede da entidade: Nova York. t Sugestão: assistir ao primeiro debate dos candidatos à prefeitura de Natal. Vai ser amanhã, a partir das 21h45, na Band. Mediação da jornalista Vânia Marinho. t Livro vencedor do Prêmio Pulitzer (2002), A virada – O nascimento do mundo moderno, chega ao leitor brasileiro. Stephen

Greenblatt, o autor, estadunidense de Boston, é historiador especializado no período renascentista. t É lamentável a crítica do Planalto ao destaque dado, em Londres, à exsenadora Marina Silva na abertura dos Jogos Olímpicos. A Mulher da Floresta foi convidada do presidente emérito do Fundo Mundial para a Conservação da Natureza, príncipe-consorte Philip. t Para refletir: “Não basta chegar ao cume. É preciso também voltar vivo. Sem conseguir descer, a missão fica pela metade” (John Mallory, ator estadunidense).

> CALÚNIA E DIFAMAÇÃO

Vereador Ney Jr afirma que Carlos Eduardo é réu confesso em queixa crime na Justiça O vereador Ney Lopes Jr confirmou que a queixa crime, por ele ajuizada contra o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves prossegue normalmente, ao contrário do que foi propagado "por elementos de má fé". O ex-prefeito Carlos Alves, em entrevista ao jornal "O Mossoroense", acusou o vereador de ter usufruído "vantagens" para votar na Câmara Municipal de Natal a favor da desaprovação de suas contas. Na semana passada, realizou-se na 6ª Vara Criminal da Comarca de Natal a audiência para apreciação do processo penal. Carlos Eduardo Alves, em desrespeito à Justiça, não compareceu, o que causou estranheza. Mandou um advogado. O vereador Ney Jr esteve presente, como autor da queixa e advogado em causa própria. Segundo Ney Jr "na ocasião da audiência o juízo que preside o feito indagou se havia algum requerimento a ser encaminhado. Em razão

Wellington Rocha

Vereador Ney Jr: “O réu (Carlos Eduardo) é useiro e vezeiro nas ofensas” disto esclareci que nos autos já havia a prova material da calúnia, injúria e difamação, representada pelo exemplar impresso do Jornal "O Mossoroense", com as declarações ofensivas do réu". "Entretanto - diz o vereador Ney Jr - comuniquei na audiência, que o ex-prefeito de Natal ocupara na mesma data da declaração ao jornal "O Mossoroense" os microfo-

nes da rádio difusora de Mossoró e repetira as mesmas ofensas e calúnias. Diante de tal fato admiti que a fita magnética com as declarações do réu poderia também ser requisitada, embora fosse desnecessário diante da prova documental do jornal já anexado ao processo". O juiz entendeu que não faria a requisição da fita magnética à rádio Difusora e prosseguiria na queixa

crime, para o julgamento final. "Isto foi o que aconteceu. Não tive nenhum prejuízo e a queixa crime prossegue normalmente. Em nenhum momento o réu teve decisão favorável a ele, como vem sendo propagado pelos seguidores dele e ofensores gratuitos. Ao contrário, ele não comparecendo a audiência se tornou réu confesso, isto é, realmente praticou os crimes contra a honra de que é acusado, pois nem se defendeu, nem apresentou provas.". Arrematou o vereador Ney Jr que acredita na justiça e aguardará a sentença final com a punição exemplar das injúrias, calúnias e difamação propagadas pelo réu na mídia escrita de Mossoró. Aliás, "o réu é useiro e vezeiro nas ofensas aos vereadores. Após o julgamento das suas contas legalmente reprovadas pela Câmara Municipal, ele disse de alto e bom som que os vereadores agiram com artifícios, casuísmo, perseguição, cinismo, e cretinice", finalizou o vereador.

> FISCALIZAÇÃO NO INTERIOR

TCE fará inspeção em cinco municípios O Tribunal de Contas do Estado, por meio da Diretoria de Administração Municipal (DAM), vai fazer uma inspeção in loco em dez órgãos jurisdicionados do Rio Grande do Norte ainda neste semestre. Os municípios sorteados serão fiscalizados quanto à aplicação dos recursos de Royalties, Fundo de Participação dos Municípios, ICMS, FUNDEB, IPTU e ISS. Também serão objeto de análise, pelos técnicos do órgão de Contas, as despesas em geral, licitações, contratos, obras de engenharia. As verbas gastas com educação e saúde estarão no centro das atenções da fiscalização. A inspeção se limitará as despesas referentes ao exercício de 2011 e as datas do início dos trabalhos em cada município serão divulgadas posteriormente. Os municípios foram escolhidos a partir da análise do desempenho, "utilizando-se no instrumento do acompanhamento", "exame dos atos de gestão" e considerando a receita anual e o montante arrecadado com royalties. A administração

municipal, que foi alvo de denúncias perante o TCE, também entrou no critério para fiscalização. Dentre os municípios selecionados estão Parnamirim, Macau, Nísia Floresta, São José de Campestre, São Bento do Trairi e suas respectivas Câmaras Municipais. A iniciativa faz parte das competências constitucionais e legais da Corte de Contas, que busca conferir maior transparência e visibilidade à gestão governamental, assegurando a correta aplicação do recurso público, em benefício da sociedade. O diretor da DAM, Humberto de Aragão Mendes Neto, acredita que o momento para o procedimento inspecional é agora, "já que os responsáveis pelas eventuais irregularidades encontram-se à frente da gestão dos órgãos, o que viabiliza com mais facilidade a apuração dos fatos". A Lei Complementar Estadual nº 411/2010 atribuiu à Diretoria de Administração Municipal o exercício da fiscalização dos Poderes Municipais sob a sua jurisdição, além de outras que lhe forem compatíveis.


6 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 1 de agosto de 2012

Quarta-feira

Pronto Socorro Infantil do Santa Catarina é reaberto OS 15

MÉDICOS DO QUADRO GARANTEM A ESCALA ATÉ O DIA

20

DE AGOSTO.

DIREÇÃO

AGUARDA OS CONCURSADOS Fotos: José Aldenir

JULIANA MANZANO JULIANA.MANZANO@HOTMAIL.COM

Fechado desde o último dia 25, o Pronto Socorro Infantil do Hospital José Pedro Bezerra, mais conhecido como Hospital Santa Catarina, foi reaberto na manhã de hoje, por volta das 9h30. No entanto, a diretoria da unidade hospitalar ainda está aguardando a apresentação dos sete pediatras que foram convocados ontem pelo Governo do Estado para completar a escala do setor. Mensalmente, o setor recebe uma média de 410 crianças. O diretor administrativo do Hospital Santa Catarina, Carlos Leão, explicou que a escala deste mês de agosto foi refeita com os 15 pediatras que compõem o quadro da unidade até o momento. "A escala que montamos com os atuais 15 pediatras está completa até por volta do dia 20 deste mês. Estamos aguardando a chegada dos sete pediatras convocados para que, com isso, nós possamos completar a escala até o final do mês", diz o diretor, acrescentando que para que o atendimento do setor seja mantido são necessários dois pediatras no turno da manhã, dois para a escala da tarde e três para noite. Após passar pelo Hospital Infantil Maria Alice Fernandes e pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Pajuçara e não conseguir atendimento para o filho, a costureira Ana Karla de Freitas foi para o Santa Catarina 'tentar a sorte'. Ao chegar na unidade, encontrou um comunicado informando que o atendimento do Pronto Socorro Infantil estava suspenso por tempo indeterminado. Ana Karla conta que já não sabia

O filho de Ana Karla de Freitas está com febre há três dia e por isso arriscou atendimento na unidade, no momento da reabertura. Antes de sair de casa, Daniele Moura ligou para saber se o pronto socorro estava aberto para onde levar Miguel, de quatro anos, mas foi quando recebeu a notícia de que o setor seria reaberto naquele momento. "Há três dias meu filho está com febre, náuseas, vômito, dor de cabeça e enjôo. Se eu não encontrasse atendimento aqui, não tinha mais para onde levá-lo. Então, quando soube que o pronto socorro ia ser reaberto, o alívio foi grande", conta Ana Karla de Freitas. A técnica de cobrança Daniele Moura sabia que o atendimento estava suspenso e ligou para a unidade para saber se este já tinha sido reaberto. "Minha filha passou a madrugada toda vomitando. Agora pela manhã liguei para saber se ia ter

atendimento e quando me falaram que iria reabrir decidi vir para cá. Eu não tinha alternativa", diz a mãe da pequena Ludmilla, de um ano. O fechamento do setor infantil da unidade foi causado pela falta de pediatras suficientes para fechar a escala de todo o mês. Segundo o diretor administrativo, Carlos Leão, o Santa Catarina contava com 19 médicos, mas alguns se afastaram por motivos diversos, como licença prêmio, médica ou aposentadoria. Com isso, apenas 15 ficaram disponíveis para a unidade. "No dia 25, os médicos já tinham cumprido toda a carga horária deles referente ao mês de julho. Então, não

tinham mais o que fazer e decidiram entregar o setor. A governadora [Rosalba Ciarlini] determinou que o setor fosse reaberto a partir de hoje, dia primeiro, e convocou mais sete pediatras. Então, agora estamos com a perspectiva de que eles assumam o mais rápido possível, já que a convocação era de imediato. Informalmente eu soube que seis deles já teriam confirmado a apresentação", diz Carlos Leão. SANTA CATARINA ABRE OITO NOVOS LEITOS DE UTI NEONATAL Seguindo determinação do Ministério Público do Rio Grande do

Norte, oito novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal foram abertos, hoje, no Hospital Santa Catarina. O espaço já estava equipado há mais de um ano, porém, por falta de recursos humanos ainda não havia sido aberto. A abertura dos novos leitos seguiu determinação do Ministério Público do RN e foi possível após convocação de novos profissionais. Ao todo, foram convocados 48 técnicos em enfermagem, 14 enfermeiros e oito médicos neonatologistas, que já passaram por um mês de treinamento. Dos oito leitos, quatro já podem funcionar como de alto risco e qua-

tro serão de médio risco, até que alguns novos equipamentos sejam recebidos. "Os equipamentos que ainda faltam, como monitor cardíaco multiparâmetro, por exemplo, já foram aprovados pelo Ministério da Saúde e devem chegar até o final do mês. Como eles foram comprados como parte do projeto SOS Emergência, do Governo Federal, a tramitação é mais rápida. Com a chegada destes equipamentos, os oito leitos passarão a ser de alta complexidade. A demanda de recursos humanos já foi montada e está pronta para funcionar", conclui o diretor administrativo, Carlos Leão.

> NA ZONA NORTE

Centro de Educação Infantil está sem merenda José Aldenir

Wagner da Silva Lopes questiona o fato da filha estar sendo liberada às 9 horas

Sem merenda escolar desde a última sexta-feira, os alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Célia Martins, localizado no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, zona Norte de Natal, estão sendo liberados mais cedo, por volta das 9h. O problema está trazendo prejuízos para muitos pais que alegam estar deixando de trabalhar para pegar os filhos na escola. O auxiliar de serviços gerais Wagner da Silva Lopes conta que no período em que a filha estuda, ele trabalha como autônomo. Mas como ela está tendo que sair mais cedo da escola, o trabalho dele está sendo prejudicado. "Ela entra na escola às 7h e saía às 11h, 11h30. Como agora tenho que vir pegá-la às 9h, perco praticamente duas horas de trabalho", conta o pai de Pâmela, de seis anos. Para a dona de casa Luzia Maria Lima da Silva, o prejuízo não é relacionado ao trabalho, mas sim à

alimentação da família. "Quando já teve filho aqui", critica Luzia minha filha saía às 11h, já tinha al- Silva. moçado. Então, agora que ela está Questionada pela reportagem saindo mais cedo e vai almoçar em sobre a falta de merenda na unidacasa, tenho que contar com um prato de, uma das gestoras não quis se a mais na mesa. Para quem está com identificar e explicou apenas que os dificuldade financeira é complicado. mantimentos estão sendo aguardaMuitos pais reclamam porque estão dos. "Estamos funcionando em hotendo que deixar de trarário reduzido, assim balhar. Este não é o como outros CMEIs. meu caso, mas a ques- Desde a segunda-feira, Mas as merendas estão tão da alimentação da chegando nos dias preminha família está di- o fornecimento para as vistos. Temos abastefícil", diz a mãe de Ju- escolas das zonas Oeste cimento semanal e e Norte começou liana, que afirmou ter quinzenal e agora estaWALTER FONSECA lanchado no CMEI mos aguardando uma apenas um iogurte. remessa de cereais", reA dona de casa sumiu. também reclamou do atraso na enO secretário municipal de Edutrega dos fardamentos para as crian- cação, Walter Fonseca, explica que ças. "Já passamos da metade do ano a falta de merenda foi causada por e minha filha ainda não recebeu problemas de atraso na liberação farda. Os que estão com farda é por- dos processos pela Controladoria do que já eram alunos daqui e reapro- Município. No entanto, segundo ele, veitaram a do ano anterior ou então os processos foram liberados na úlque conseguiram com alguém que tima quinta-feira e já na sexta-feira

o fornecimento dos mantimentos foi iniciado. "As duas empresas ganhadoras da licitação iniciaram o fornecimento neste final de semana para as zonas Leste e Sul porque estas possuem um menor número de escolas e, por isso, seriam supridas durante o final de semana. Desde a segunda-feira, o fornecimento para as escolas das zonas Oeste e Norte começou", explica o secretário. Em relação aos fardamentos, o titular da SME confirma que a entrega ainda não foi feita totalmente. "Temos mais de 50 mil fardamentos ao todo e estes estão sendo entregues escola por escola. Ninguém vai ficar sem farda, mas a demora é questão de logística. Muitas vezes a escola nos pede certo tamanho de farda, mas esta fica pequena para uma criança e grande demais para outra. Então, temos que fazer um remanejamento entre as escolas e isso leva tempo", conclui Walter Fonseca.

> ESCOLA MUNICIPAL JOÃO XXIII

Escola tem horário de aula reduzido por falta de energia Desde a última sexta-feira, os alunos da Escola Municipal João XXIII, no Alecrim, estão com o horário de aula reduzido e sem água por falta de energia, problema que foi causado por um curto-circuito. Na manhã de hoje, funcionários da empresa Arko, que presta serviço à Secretaria Municipal de Educação, estavam finalizando o conserto da estrutura danificada. "Iniciamos o reparo já na segunda-feira e vamos finalizar ainda nesta manhã. Agora será com a Cosern, que fará a ligação", disse o responsável pela equipe, Eduardo Felipe. A Escola Municipal ainda está, há cerca de 15 dias, sem diretor e vice-diretor, que pediram a exoneração dos cargos. Uma equipe formada por um professor e duas coordenadoras está sendo responsável pela direção da unidade de ensino. Enquanto isso, apenas duas horas de aula por turno estão sendo ministradas para os alunos. Luana de Oliveira, do 6º ano, não escondeu o descontentamento com a situação. "Essa falta de energia e também de água, porque a bomba não está funcionando, faz com que a gente volte mais cedo e isso é ruim, nos prejudica. O normal é de 7h30 as 11h20, mas estamos saindo às 9h30. Também houve uma briga dentro do ba-

nheiro e o espelho está quebrado". Já a estudante Emilly Rayane contou que é satisfeita com a qualidade do ensino, mas o maior problema é a infraestrutura. "O ensino é bom, os professores são ótimos e dedicados, mas o que prejudica mesmo são as deficiências do prédio. Os ventiladores, por exemplo, estão terríveis". A mãe da aluna, Maria Deise, que já foi estudante da escola, reforçou a qualidade do ensino, mas frisou que está preocupada com a falta de direção da unidade. "Sem direção complica. Uma escola grande como esta sem diretor, quem vai responder por esses alunos e administrar a escola?", questionou. O estudante Emerson da Silva, do 8º ano, disse que além dos problemas estruturais, a falta de água é bastante frequente. "Desde o ano passado isso acontece. As salas também têm estrutura antiga e algumas paredes estão com infiltrações. Tem sala que tem até mato entrando. O banheiro está com a pia quebrada e um dos ventiladores até já pegou fogo. Quando chove a quadra de esportes fica alagada", disse. Já Erickles Magno, que cursa o 9º ano, reforçou que um dos alunos quase foi atingido pela queda de parte do teto de um dos corredores

da escola. "Por sorte não aconteceu nada grave". A professora de Educação Física Verônica Medeiros explicou que precisou adiantar o treino do dia para não prejudicar os alunos, que estão prestes a participar de uma competição esportiva entre escolas públicas estaduais e municipais . "Os treinos são sempre depois das aulas, mas como eles estão terminando as aulas duas horas antes, readequamos os horários. Muitos dependem de ônibus e iriam se prejudicar. Também como está sem energia, o sol é quem ajuda". Verônica disse ainda que os próprios alunos ajudam na limpeza da quadra, que fica alagada quando chove. "Se não fossem os problemas estruturais, aqui seria uma escola modelo, mesmo com as dificuldades do ensino público atual. Temos uma equipe boa e comprometida e é isso que faz o barco não cair. Em época de eleição, os políticos vão para o palanque e defendem a educação e a saúde com as principais bandeiras de campanha. Mas quando são eleitos, ficamos a mercê". Através da assessoria de imprensa, a Secretaria Municipal de Educação (SME) informou que a empresa Arko já finalizou o ser-

Marcelo Barroso

Curto-circuito registrado na última sexta-feira deixou a unidade de ensino municipal do Alecrim sem energia e sem água viço de troca de disjuntores, faltando apenas a Cosern religar a energia e a expectativa é que tudo seja normalizado ainda hoje. Quanto à falta de direção e vicedireção, a SME explicou que os dois pediram a exoneração do

cargo e o Departamento de Gestão Escolar já deu início ao processo de eleição. Já em relação aos vários problemas de infraestrutura, de acordo com a assessoria de imprensa, as escolas municipais estavam sem manuten-

ção por causa do término de contrato, mas no último dia 27 de julho foi publicado o edital de licitação e a expectativa é que até o dia 15 de agosto, após o término do trâmite burocrático, sejam iniciados os serviços nas escolas municipais.


6 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 1 de agosto de 2012

Quarta-feira

Pronto Socorro Infantil do Santa Catarina é reaberto OS 15

MÉDICOS DO QUADRO GARANTEM A ESCALA ATÉ O DIA

20

DE AGOSTO.

DIREÇÃO

AGUARDA OS CONCURSADOS Fotos: José Aldenir

JULIANA MANZANO JULIANA.MANZANO@HOTMAIL.COM

Fechado desde o último dia 25, o Pronto Socorro Infantil do Hospital José Pedro Bezerra, mais conhecido como Hospital Santa Catarina, foi reaberto na manhã de hoje, por volta das 9h30. No entanto, a diretoria da unidade hospitalar ainda está aguardando a apresentação dos sete pediatras que foram convocados ontem pelo Governo do Estado para completar a escala do setor. Mensalmente, o setor recebe uma média de 410 crianças. O diretor administrativo do Hospital Santa Catarina, Carlos Leão, explicou que a escala deste mês de agosto foi refeita com os 15 pediatras que compõem o quadro da unidade até o momento. "A escala que montamos com os atuais 15 pediatras está completa até por volta do dia 20 deste mês. Estamos aguardando a chegada dos sete pediatras convocados para que, com isso, nós possamos completar a escala até o final do mês", diz o diretor, acrescentando que para que o atendimento do setor seja mantido são necessários dois pediatras no turno da manhã, dois para a escala da tarde e três para noite. Após passar pelo Hospital Infantil Maria Alice Fernandes e pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Pajuçara e não conseguir atendimento para o filho, a costureira Ana Karla de Freitas foi para o Santa Catarina 'tentar a sorte'. Ao chegar na unidade, encontrou um comunicado informando que o atendimento do Pronto Socorro Infantil estava suspenso por tempo indeterminado. Ana Karla conta que já não sabia

O filho de Ana Karla de Freitas está com febre há três dia e por isso arriscou atendimento na unidade, no momento da reabertura. Antes de sair de casa, Daniele Moura ligou para saber se o pronto socorro estava aberto para onde levar Miguel, de quatro anos, mas foi quando recebeu a notícia de que o setor seria reaberto naquele momento. "Há três dias meu filho está com febre, náuseas, vômito, dor de cabeça e enjôo. Se eu não encontrasse atendimento aqui, não tinha mais para onde levá-lo. Então, quando soube que o pronto socorro ia ser reaberto, o alívio foi grande", conta Ana Karla de Freitas. A técnica de cobrança Daniele Moura sabia que o atendimento estava suspenso e ligou para a unidade para saber se este já tinha sido reaberto. "Minha filha passou a madrugada toda vomitando. Agora pela manhã liguei para saber se ia ter

atendimento e quando me falaram que iria reabrir decidi vir para cá. Eu não tinha alternativa", diz a mãe da pequena Ludmilla, de um ano. O fechamento do setor infantil da unidade foi causado pela falta de pediatras suficientes para fechar a escala de todo o mês. Segundo o diretor administrativo, Carlos Leão, o Santa Catarina contava com 19 médicos, mas alguns se afastaram por motivos diversos, como licença prêmio, médica ou aposentadoria. Com isso, apenas 15 ficaram disponíveis para a unidade. "No dia 25, os médicos já tinham cumprido toda a carga horária deles referente ao mês de julho. Então, não

tinham mais o que fazer e decidiram entregar o setor. A governadora [Rosalba Ciarlini] determinou que o setor fosse reaberto a partir de hoje, dia primeiro, e convocou mais sete pediatras. Então, agora estamos com a perspectiva de que eles assumam o mais rápido possível, já que a convocação era de imediato. Informalmente eu soube que seis deles já teriam confirmado a apresentação", diz Carlos Leão. SANTA CATARINA ABRE OITO NOVOS LEITOS DE UTI NEONATAL Seguindo determinação do Ministério Público do Rio Grande do

Norte, oito novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal foram abertos, hoje, no Hospital Santa Catarina. O espaço já estava equipado há mais de um ano, porém, por falta de recursos humanos ainda não havia sido aberto. A abertura dos novos leitos seguiu determinação do Ministério Público do RN e foi possível após convocação de novos profissionais. Ao todo, foram convocados 48 técnicos em enfermagem, 14 enfermeiros e oito médicos neonatologistas, que já passaram por um mês de treinamento. Dos oito leitos, quatro já podem funcionar como de alto risco e qua-

tro serão de médio risco, até que alguns novos equipamentos sejam recebidos. "Os equipamentos que ainda faltam, como monitor cardíaco multiparâmetro, por exemplo, já foram aprovados pelo Ministério da Saúde e devem chegar até o final do mês. Como eles foram comprados como parte do projeto SOS Emergência, do Governo Federal, a tramitação é mais rápida. Com a chegada destes equipamentos, os oito leitos passarão a ser de alta complexidade. A demanda de recursos humanos já foi montada e está pronta para funcionar", conclui o diretor administrativo, Carlos Leão.

> NA ZONA NORTE

Centro de Educação Infantil está sem merenda José Aldenir

Wagner da Silva Lopes questiona o fato da filha estar sendo liberada às 9 horas

Sem merenda escolar desde a última sexta-feira, os alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Célia Martins, localizado no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, zona Norte de Natal, estão sendo liberados mais cedo, por volta das 9h. O problema está trazendo prejuízos para muitos pais que alegam estar deixando de trabalhar para pegar os filhos na escola. O auxiliar de serviços gerais Wagner da Silva Lopes conta que no período em que a filha estuda, ele trabalha como autônomo. Mas como ela está tendo que sair mais cedo da escola, o trabalho dele está sendo prejudicado. "Ela entra na escola às 7h e saía às 11h, 11h30. Como agora tenho que vir pegá-la às 9h, perco praticamente duas horas de trabalho", conta o pai de Pâmela, de seis anos. Para a dona de casa Luzia Maria Lima da Silva, o prejuízo não é relacionado ao trabalho, mas sim à

alimentação da família. "Quando já teve filho aqui", critica Luzia minha filha saía às 11h, já tinha al- Silva. moçado. Então, agora que ela está Questionada pela reportagem saindo mais cedo e vai almoçar em sobre a falta de merenda na unidacasa, tenho que contar com um prato de, uma das gestoras não quis se a mais na mesa. Para quem está com identificar e explicou apenas que os dificuldade financeira é complicado. mantimentos estão sendo aguardaMuitos pais reclamam porque estão dos. "Estamos funcionando em hotendo que deixar de trarário reduzido, assim balhar. Este não é o como outros CMEIs. meu caso, mas a ques- Desde a segunda-feira, Mas as merendas estão tão da alimentação da chegando nos dias preminha família está di- o fornecimento para as vistos. Temos abastefícil", diz a mãe de Ju- escolas das zonas Oeste cimento semanal e e Norte começou liana, que afirmou ter quinzenal e agora estaWALTER FONSECA lanchado no CMEI mos aguardando uma apenas um iogurte. remessa de cereais", reA dona de casa sumiu. também reclamou do atraso na enO secretário municipal de Edutrega dos fardamentos para as crian- cação, Walter Fonseca, explica que ças. "Já passamos da metade do ano a falta de merenda foi causada por e minha filha ainda não recebeu problemas de atraso na liberação farda. Os que estão com farda é por- dos processos pela Controladoria do que já eram alunos daqui e reapro- Município. No entanto, segundo ele, veitaram a do ano anterior ou então os processos foram liberados na úlque conseguiram com alguém que tima quinta-feira e já na sexta-feira

o fornecimento dos mantimentos foi iniciado. "As duas empresas ganhadoras da licitação iniciaram o fornecimento neste final de semana para as zonas Leste e Sul porque estas possuem um menor número de escolas e, por isso, seriam supridas durante o final de semana. Desde a segunda-feira, o fornecimento para as escolas das zonas Oeste e Norte começou", explica o secretário. Em relação aos fardamentos, o titular da SME confirma que a entrega ainda não foi feita totalmente. "Temos mais de 50 mil fardamentos ao todo e estes estão sendo entregues escola por escola. Ninguém vai ficar sem farda, mas a demora é questão de logística. Muitas vezes a escola nos pede certo tamanho de farda, mas esta fica pequena para uma criança e grande demais para outra. Então, temos que fazer um remanejamento entre as escolas e isso leva tempo", conclui Walter Fonseca.

> ESCOLA MUNICIPAL JOÃO XXIII

Escola tem horário de aula reduzido por falta de energia Desde a última sexta-feira, os alunos da Escola Municipal João XXIII, no Alecrim, estão com o horário de aula reduzido e sem água por falta de energia, problema que foi causado por um curto-circuito. Na manhã de hoje, funcionários da empresa Arko, que presta serviço à Secretaria Municipal de Educação, estavam finalizando o conserto da estrutura danificada. "Iniciamos o reparo já na segunda-feira e vamos finalizar ainda nesta manhã. Agora será com a Cosern, que fará a ligação", disse o responsável pela equipe, Eduardo Felipe. A Escola Municipal ainda está, há cerca de 15 dias, sem diretor e vice-diretor, que pediram a exoneração dos cargos. Uma equipe formada por um professor e duas coordenadoras está sendo responsável pela direção da unidade de ensino. Enquanto isso, apenas duas horas de aula por turno estão sendo ministradas para os alunos. Luana de Oliveira, do 6º ano, não escondeu o descontentamento com a situação. "Essa falta de energia e também de água, porque a bomba não está funcionando, faz com que a gente volte mais cedo e isso é ruim, nos prejudica. O normal é de 7h30 as 11h20, mas estamos saindo às 9h30. Também houve uma briga dentro do ba-

nheiro e o espelho está quebrado". Já a estudante Emilly Rayane contou que é satisfeita com a qualidade do ensino, mas o maior problema é a infraestrutura. "O ensino é bom, os professores são ótimos e dedicados, mas o que prejudica mesmo são as deficiências do prédio. Os ventiladores, por exemplo, estão terríveis". A mãe da aluna, Maria Deise, que já foi estudante da escola, reforçou a qualidade do ensino, mas frisou que está preocupada com a falta de direção da unidade. "Sem direção complica. Uma escola grande como esta sem diretor, quem vai responder por esses alunos e administrar a escola?", questionou. O estudante Emerson da Silva, do 8º ano, disse que além dos problemas estruturais, a falta de água é bastante frequente. "Desde o ano passado isso acontece. As salas também têm estrutura antiga e algumas paredes estão com infiltrações. Tem sala que tem até mato entrando. O banheiro está com a pia quebrada e um dos ventiladores até já pegou fogo. Quando chove a quadra de esportes fica alagada", disse. Já Erickles Magno, que cursa o 9º ano, reforçou que um dos alunos quase foi atingido pela queda de parte do teto de um dos corredores

da escola. "Por sorte não aconteceu nada grave". A professora de Educação Física Verônica Medeiros explicou que precisou adiantar o treino do dia para não prejudicar os alunos, que estão prestes a participar de uma competição esportiva entre escolas públicas estaduais e municipais . "Os treinos são sempre depois das aulas, mas como eles estão terminando as aulas duas horas antes, readequamos os horários. Muitos dependem de ônibus e iriam se prejudicar. Também como está sem energia, o sol é quem ajuda". Verônica disse ainda que os próprios alunos ajudam na limpeza da quadra, que fica alagada quando chove. "Se não fossem os problemas estruturais, aqui seria uma escola modelo, mesmo com as dificuldades do ensino público atual. Temos uma equipe boa e comprometida e é isso que faz o barco não cair. Em época de eleição, os políticos vão para o palanque e defendem a educação e a saúde com as principais bandeiras de campanha. Mas quando são eleitos, ficamos a mercê". Através da assessoria de imprensa, a Secretaria Municipal de Educação (SME) informou que a empresa Arko já finalizou o ser-

Marcelo Barroso

Curto-circuito registrado na última sexta-feira deixou a unidade de ensino municipal do Alecrim sem energia e sem água viço de troca de disjuntores, faltando apenas a Cosern religar a energia e a expectativa é que tudo seja normalizado ainda hoje. Quanto à falta de direção e vicedireção, a SME explicou que os dois pediram a exoneração do

cargo e o Departamento de Gestão Escolar já deu início ao processo de eleição. Já em relação aos vários problemas de infraestrutura, de acordo com a assessoria de imprensa, as escolas municipais estavam sem manuten-

ção por causa do término de contrato, mas no último dia 27 de julho foi publicado o edital de licitação e a expectativa é que até o dia 15 de agosto, após o término do trâmite burocrático, sejam iniciados os serviços nas escolas municipais.


Economia

Quarta-feira

Natal, 1 de agosto de 2012

O Jornal de HOJE 7

Canindé Soares

HOJE na Economia MARCOS AURÉLIO DE SÁ

marcossa@jornaldehoje.com.br

Nova Parnamirim ganhará 4 lojas das maiores redes supermercadistas com atuação em Natal n Ainda este ano quatro novas lojas de supermercados deverão ser construídas e inauguradas no bairro de Nova Parnamirim, o que mais cresce na zona Sul da região metropolitana de Natal. n O grupo potiguar Supermercado Nordestão e o hoje multinacional Pão de Açúcar (controlador da rede de hipermercados Extra) já estão construindo filiais na Avenida Maria Lacerda Montenegro, enquanto o também multinacional Walmart abrirá uma unidade do Bompreço na Avenida Abel Cabral. Na mesma região ainda está sendo projetada a instalação de mais uma loja da rede local SuperShow. n Embora a economia do país tenha crescido apenas 2 por cento em 2011, o setor supermercadista brasileiro sustentou no período uma expansão média de 8 por cento, o que não se conseguirá repetir este ano. Mas no âmbito potiguar, com a abertura dessas quatro novas grandes lojas no entorno da capital do Estado, não será surpresa se os índices se mantiverem no mesmo embalo do exercício anterior. n Hoje, no Rio Grande do Norte, o negócio de supermercados é disputado por quase 200 empresas, entre grandes, médias e pequenas, que faturaram ano passado R$ 1,8 bilhão. Em conjunto, elas garantem à sociedade potiguar a expressiva quantidade de 30 mil empregos diretos e permanentes e se posicionam entre os maiores contribuintes do Estado. Advogado vai requerer anulação do processo de privatização do Aeroporto de São Gonçalo n O advogado Igor Stainbach está decidido a ingressar nos próximos dias com uma ação judicial pedindo a anulação do processo de privatização do futuro Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, tendo em vista a existência de erros insanáveis no negócio celebrado entre o governo federal e o grupo empresarial Inframérica. n O primeiro ponto que o causídico destacará é a inexistência de documentos que comprovem o domínio pleno pelo Poder Público da área onde está sendo construído o terminal aéreo. Ou seja: provará que o governo privatizou o que não lhe pertence de direito. n E, entre os outros argumentos de peso não menos importante, ele mostrará que, sem obediência à rígida legislação ambiental do país, o Poder Público realizou nos últimos anos a derrubada de reservas de Mata Atlântica que existiam em cerca de 1.500 hectares das terras desapropriadas e até agora não indenizadas.

Verificação automática da autenticidade de documentos n A Autentique - empresa de serviços digitais para documentos - lançou em Natal o recurso da verificação online da autenticidade (via código QR) dos documentos por ela escaneados. n O QR é uma versão moderna dos códigos de barras que permite a codificação de textos, números de telefone, e-mails, contatos, torpedos ou mesmo endereços da Internet. Esta informação, armazenada numa imagem bidimensional em preto e branco pode ser, então, recuperada pela maioria dos aparelhos celulares atuais e tablets com câmera e acesso à Internet. n Os códigos QR já são amplamente utilizados em anúncios publicitários, cartazes e informativos impressos e expostos em lo-

CDL Natal, Vinhedos e GB Imports se unem e promovem o "Quinta no Clube" n A Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal, em parceria com a distribuidora de bebidas Vinhedos e a empresa GB Imports, promoverão amanhã mais uma edição do "happy hour" na sede da entidade de classe, desta feita com a degustação de vinhos. n Para o evento, a Diretoria da CDL distribuiu, via internet, algumas centenas de convites pessoais e intransferíveis, acrescidos da recomendação RSVP. n Dezoito rótulos de vinhos de excelente qualidade, representando oito países, estarão disponíveis para degustação entre 18:00 e as 21:00 horas. n Os convidados devem confirmar presença pelo telefone 4009-0000. Falta milho na Conab e os preços das rações animais disparam em todo RN n Com problemas para conseguir realizar o transporte de milho dos estoques reguladores do Governo Federal (armazenados nos Estados do Sudeste e Centro-Oeste) para a praça do Rio Grande do Norte, a Superintendência Regional da Conab (Companhia Brasileira de Abastecimento) está há mais de uma semana sem conseguir atender à demanda dos agropecuaristas potiguares cadastrados para receber cotas do produto a preço subsidiado. n Em razão da seca que se espalha por quase todos os municípios do semiárido nordestino desde abril passado, praticamente não existem pastagens disponíveis para o gado nas fazendas e a maioria dos criadores se vê obrigado a recorrer à compra de grãos e outras rações concentradas para salvar seus rebanhos. n Diante da falta do milho da Conab, a saída para muitos é buscar estes produtos junto ao comércio varejista. E é nessa hora que se tornam mais visíveis os efeitos da implacável lei do mercado, segundo a qual a procura maior do que a oferta faz o preço das mercadorias disparar. n Assim, o milho - que adquirido junto à Conab teria um preço variável entre pouco mais de R$ 18,00 até R$ 24,00 a seca de 60 quilos - não está sendo encontrado nas casas de ração por menos de R$ 45,00. n A torta de algodão, indispensável para manter a produção do gado leiteiro, já pulou este ano de R$ 37,00 para R$ 55,00 a saca de 50 quilos, enquanto o farelo de soja não é encontrado por menos de R$ 80,00. n Estimando-se que ainda faltam seis longos meses para as chuvas retornarem ao semiárido, não resta dúvida de que a situação do produtor rural do RN é desesperadora. Mesmo assim, o governo do Estado ainda não dispõe de nenhum programa efetivo de socorro para apresentar ao setor, o que é lamentável.

cais públicos, permitindo o acesso direto a conteúdo adicional a quem capturá-lo com o celular. n O uso dessa técnica para a verificação de documentos autenticados é uma grande inovação no Brasil. Além de evitar fraudes, o sistema também elimina tempo e automatiza o processo de verificação. n A Autentique é uma empresa genuinamente potiguar, fundada ano passado, que presta serviços de digitalização, autenticação digital, armazenamento e recuperação de documentos eletrônicos de terceiros. A autenticação provida tem validade jurídica e fé pública reconhecidas por utilizar os certificados digitais de um cartório parceiro. Tais certificados são emitidos com base na Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP Brasil) do Governo Federal. VLT a caminho de se tornar Realidade na grande Natal n O Sistema de Veículo Leve Sobre Trilhos (mais conhecido pela sigla VLT, uma espécie de metrô de superfície), adotado há anos por várias cidades europeias e começando a ser implantado com sucesso no Brasil, não vai demorar a chegar à região metropolitana de Natal, segundo informa a Companhia Brasileira de

Trens Urbanos (CBTU). n Hoje, Natal, Parnamirim, Extremoz e Ceará-Mirim são cidades com a população precariamente servida por transporte sobre trilhos, ou seja, velhos trens tracionados por locomotivas com mais de 60 anos de uso, sistema com visíveis sinais de fadiga. n O mesmo acontece com várias capitais brasileiras. Mas, para melhorar a situação, o Ministério das Cidades irá liberar recursos da ordem de R$ 721 milhões, via programa PAC Equipamentos, dos quais R$ 154 milhões serão destinados à modernização do Sistema de Trens Urbanos de Natal. n No próximo dia 13, às 14:00 horas, a CBTU realizará Audiência Pública de Instrução relativa à licitação para aquisição de doze Veículos Leves Sobre Trilhos (VLT's) para o sistema de Natal. A audiência será no auditório da Associação dos Engenheiros Ferroviários, no Rio de Janeiro. n O Superintendente da CBTU/Natal, engenheiro João Maria Cavalcanti, participará do evento e assegura que a implantação do VLT em Natal contribuirá para uma maior fluidez do trânsito e possibilitará grandes melhorias no nosso transporte de massa.

Superintendente do Sebrae/RN, Zeca Melo (à esquerda) percorreu a área do evento que será aberto hoje ao público

Feira do Empreendedor será a maior de todas SÃO

AGUARDADOS

Com a previsão de 10 mil participantes - dois mil a mais do que na última edição - a Feira do Empreendedor do Sebrae-RN abre esta tarde, no Centro de Convenções de Natal, na Via Costeira, inflado pelos bons resultados da recente campanha de formalização de microempreendedores individuais. "Hoje, com mais de 38 trabalhadores potiguares formalizados por esse programa revolucionário, a Feira não poderia deixar de refletir um ambiente de negócios rico de possibilidades, onde as oportunidades de crescimento são imensas", disse esta manhã o superintendente do Sebrae-RN, Zeca Melo. Realizada a cada dois anos em todo o País, Natal já sediou seis edições com alguns brancos em anos em que deveriam acontecer. Ultimamente, porém, esse tipo de evento se sofisticou, aumentando consideravelmente sua abrangência e interesses públicos. Para Zeca Melo, o sucesso do programa Empreendedor Individual e o crescimento da Feira do Empreendedor têm tudo a ver, pois fez com que os produtos disponíveis para quem deseja crescer no negócio encontrassem espaço na Feira. Só na Oficina do Empreendedor, que começa hoje à tarde tomando 14 salas e um auditório da estrutura do Centro de Convenções, abordando temas relevantes aos empreendedores, começou com 420 inscritos. A atividade, prevista para durar das 15 às 19 horas, encerrará com uma visita pelos estandes da Feira, onde os conhecimentos adquiridos encontrarão uma aplicação prática imediata. Considerada a maior já acontecida até o momento, a Feira do Empreendedor ocupa uma área de 4,4 mil metros quadrados do Centro de Convenções para receber inscritos de todos os cantos do Estado. Embora aberta à visitação desde as 14 horas, a abertura oficial do evento está marcada para logo mais, às 19 horas. Mas, mesmo antes disso, uma das conferências principais do evento acontecerá às 16 horas, no auditório Lavoisier Maia.

10

MIL VISITANTES DE TODO O

O consultor e ex-diretor técnico do Sebrae Nacional, Luiz Carlos Barboza, falará sobre as tendências e oportunidades de negócios, destacando os fatores que atualmente contribuem para o sucesso de uma empresa, assim como o cenário econômico nacional e internacional. A estrutura do evento foi pensada a partir da vocação e do perfil socioeconômico do Estado, considerando as atuais demandas por bairros, o público-alvo, os setores da economia em evidência e as tendências de negócios. Para tanto, o Sebrae local realizou um levantamento das oportunidades de negócios em bairros da capital potiguar e em alguns municípios da região metropolitana para identificar as demandas de empreendimentos por localidade. "Toda a nova feira já começa a ser pensada quando se encerra a última, mas em geral o trabalho mais focado na realização começa com seis meses de antecedência", explica Zeca O resultado desse estudo gerou 108 perfis de negócios, que serão disponibilizados em terminais interativos no Espaço Tendências e Oportunidades. O visitante poderá cruzar informações sobre os negócios que são mais promissores ou os mais compatíveis para o bairro onde pretende investir e enviar o material pesquisado por e-mail. A exemplo das edições anteriores, a Feira do Empreendedor conta com a presença de antigos parceiros, como o Banco do Brasil, Correios, Banco do Nordeste, Caixa, Sistema Fiern, Sistema Fecomércio, Senac e Governo do Estado e Governo Federal. Juntos, eles investiram R$ 1,7 milhão na realização do evento, cujos pilares estão focados no programa Sebrae 2014, visando as oportunidades do Mundial de Futebol, e o comportamento empreendedor, levando em conta a questão socioambiental, ou seja, negócios ambientalmente sustentáveis. A Feira terá doze espaços (Salão de Franquias, Salão do Agonegócio, Salão da Construção Civil, Salão do Comércio e Serviço, Salão do Turismo, Salão de TI,

RN

Salão da Produção Associada ao Turismo, Salão de Responsabilidade Social, Salão de Têxtil e Confecção, Salão da Sustentabilidade, Salão das Incubadoras e Salão Parceiros), que vão estimular a criatividade de quem sonha em ter uma empresa própria ou renovar aquela que já está instalada. Segundo Eduardo Viana, gerente da Unidade de Acesso a Mercado do Sebrae-RN e coordenador geral do evento, estão previstas mais de 200 palestras na grade da programação oficial, com destaque para o Espaço Sebrae/UnP, onde acontecerão 11 palestras sobre empreendedorismo para um público de 800 pessoas. Já o Cine Empreendedor terá uma mostra de 12 filmes com o mesmo enfoque, abordando diversas áreas. A maratona de capacitações ocupará 15 salas simultaneamente. RODADAS A partir do segundo dia do evento, amanhã, serão realizadas rodadas de negócios. A primeira será a Rodada de Serviços de Crédito, que ocorrerá nos dias 2 e 3 de agosto. A proposta da rodada é facilitar a escolha das linhas de crédito disponíveis para cada situação e perfil de empreendedor. Serão seis instituições Financeiras: Bancos do Brasil, do Nordeste, Caixa, Bradesco, Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN) e a cooperativa de crédito de empresários Unicred/Credcom. Até agora, já existem 94 empresas inscritas para participar da rodada. Serão agendadas 108 reuniões por dia, sempre das 15h às 21h, totalizando 216 agendamentos. No último dia, acontece a Rodada de Negócios do Território Mato Grande, das 15h às 21h, e visa aproximar empresas, associações e cooperativas atendidas pelo Território da Cidadania Mato Grandes de compradores locais. Serão ofertados produtos, como frutas tropicais, peixe, hortaliças agroecológicas, doces e geléia de frutas em caldas. Serão 13 empresas âncoras (compradoras) e 18 ofertantes, somando 87 reuniões já agendadas.

> VAREJO

Supermercados fazem evento em agosto com 80 estandes Uma leitora de código de barras que não permite ao cliente passar no caixa um produto com data de validade vencida. Essa é uma das novidades que a Exponor-RN 2012 e 24ª Convenção Nordeste de Supermercados, Feira de Equipamentos, Produtos e Serviços, que acontecem de 20 a 22 de agosto no Centro de Convenções de Natal, apresentarão aos interessados. Com um faturamento bruto anual avaliado em R$ 1,8 bilhão no Rio Grande do Norte, o segmento supermercadista é responsável por 30 mil empregos diretos no Estado. Em 2011, o setor registrou um crescimento recorde de 8%, depois de amargar anos difíceis com a crise de 2008 nos Estados Unidos. Este ano, o segmento promete crescer abaixo dos 4%.

Durante o evento, além de contato com as maiores indústrias que atuam nacionalmente, com oportunidades de geração de negócios durante o evento e depois (com disponibilização de linhas específicas de crédito, a Exponor oferecerá palestras com debates em torno de temas como “O Futuro do Varejo e a Influência da China”, quando os presentes terão acesso a palestras estruturais e específicas. O destaque logo do primeiro dia irá para o economista Cláudio Meirelles, professor de Comércio Exterior na Universidade Paulista e um dos sócios da Baumann Consultancy Network, com sede em São Paulo e escritórios em Pequim (China) e Padova (Itália). Ele falarásobre o tema central “O Futuro do Varejo e a Influência da China’’.

Com a experiência de quem morou por um ano naquela país e mantém há cinco a empresa que foca o comércio internacional, engenharia, serviços técnicos e consultoria internacional, Meirelles também realiza missões internacionais para entidades e governo. O evento contará ainda com a presença, ainda, de Eduardo Gomes de Matos (CEO da Gomes de Matos e Associados), que falará sobre “Tendências De Mercado” – Competitividade no Comércio Varejista. Entre tantas qualidades e atividades de otimização de resultados, ele é também consultor do programa Focus da Ford Brasil e autor do livro “Novos padrões de Gestão empresarial – os desafios da competitividade”. Estão previstos 80 estandes na área da feira.


8 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 1 de agosto de 2012

Centro Tecnológico oferece cursos gratuitos em Guamaré

Quarta-feira

Eduardo Maia/Divulgação

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO TEM PARCERIA COM GOVERNO FEDERAL E VISA A INSERÇÃO DE PROFISSIONAIS QUALIFICADOS NO MERCADO DE TRABALHO LOCAL O Centro Tecnológico de Guamaré (CTG) inicia nesta semana novas turmas de cursos profissionalizantes, com formação para soldador industrial. Esta é a 13ª turma do centro, que oferece aulas gratuitas para a população, através do Programa Capacitando Nossa Gente, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (Senai). No Centro, criado e mantido pela Prefeitura de Guamaré, funcionam também os cursos do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural, o Promimp. Em funcionamento desde outubro de 2011, o CTG já capacitou cerca de 300 pessoas e abrirá, em breve, novas turmas para mais 190 estudantes. O principal objetivo do Centro é fomentar a educação dos seus moradores para inserção no mercado de trabalho local, que tem um déficit de profissionais qualificados. “Através desses cursos, promovemos a capacitação dos moradores do município, damos a oportunidade de serem inseridos no mercado de trabalho, em grandes empresas do setor petrolífero. Além disso, mantemos as parcerias com grandes instituições, como a Universidade Federal” declara o secretário municipal de capacitação, José Carlos Neves de Oliveira. Os cursos de qualificação já existem no município desde 2009, antes mesmo da criação do CTG. Desde aquele ano, aproximadamente 1.200 pessoas foram capacitadas por cursos custeados pela prefeitura. Dentre as modalidades, estão Inclusão Digital, Eletricista, Segurança do Trabalho, Caldereiro e Soldador, todos em parceria com o Senai. Com a instalação do CTG, foi possível ampliar a oferta de cursos, além de realizar novas parcerias, como é o caso do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural, o Promimp. Através dele, são oferecidos cursos para melhorar a quali-

ficação dos profissionais que serão contratados pelas empresas fornecedoras de bens e serviços para o setor de petróleo e gás. Pelo Promimp, atualmente o município forma profissionais em Eletricista, Força e Controle, Eletricista Montador, Instrumentista Montador, Mecânico Ajustador, Mecânico Montador e Soldador de Estrutura. Os estudantes ainda recebem uma bolsa de acordo com o nível de escolaridade equivalente da formação. Apesar de não haver garantia de emprego, todos os cursos são planejados para que as pessoas estejam preparadas para atuarem no mercado, na quantidade, especialidades e localidades necessárias para a implantação dos projetos. Uma prova de que a iniciativa vem dando certo é que 67% dos profissionais qualificados pelo Prominp estão empregados no mercado de trabalho formal. Diante do crescimento da demanda de estudantes, a prefeitura planeja, para o próximo ano, fixar o CTG em sede própria. O projeto já está pronto e prevê uma estrutura para atender a 440 alunos. Serão oito salas de aula, sendo quatro informatizadas, 14 laboratórios, dois auditórios estilo arena, sendo um com capacidade para 400 pessoas e outro para 200, além de cinco banheiros coletivos, elevador e rampa para portadores de necessidades especiais, biblioteca e estacionamento com capacidade de vagas para 75 veículos.

suas finalidades, está a inserção de profissionais nos diversos setores da economia, com ênfase no desenvolvimento socioeconômico local.

Esta é a 13a turma oferecida gratuitamente no CTG (foto) à população através do Programa Capacitando Nossa Gente

SOBRE O CTG O Centro Tecnológico de Guamaré é uma autarquia municipal instituído através da lei 505/2011 e vinculado à Secretaria Municipal de Educação e Cultura. O CTG é uma instituição de educação básica e profissional e tecnológica, especializada na oferta de ensino nas diferentes modalidades de ensino, com base na reunião de conhecimentos técnicos e tecnológicos, com práticas pedagógicas definidas por lei. Entre as

>PREVIDÊNCIA

Agressores deverão ressarcir pagamento de benefícios às vítimas Na próxima semana, no dia 7 co. Ela elogiou o fato de, pela pride agosto, o Instituto Nacional do meira vez na história, um minisSeguro Social (INSS) deverá ajui- tério ter procurado a Secretaria de zar a primeira ação regressiva re- Políticas para as Mulheres solicilacionada à violência doméstica e tando e propondo uma parceria familiar praticada contra a mulher. concreta. A data foi escolhida por ser o aniPor sua vez, o ministro Gariversário da Lei nº 11.340/2006, baldi Alves Filho declarou que a que ficou conhecida como a Lei Previdência Social procurará a SeMaria da Penha. Nesta terça-feira cretaria da ministra Eleonora Me(31) foram formalizadas parcerias nicucci e o Instituto Maria da entre o Ministério da Previdência Penha para outros acordos que proSocial, a Secretaria de Políticas tejam a mulher contra a violência para as Mulheres, o doméstica. "Temos Instituto Nacional do que fazer com que a Seguro Social (INSS) Temos que fazer com violência contra as e o Instituto Maria da que a violência contra mulheres se torne Penha para a realizacada vez mais resição de ações e políticas as mulheres se torne dual, minoritária e a a expressão de um de proteção à mulher. expressão de um abOs ministros Garisurdo", declarou o tiabsurdo baldi Alves Filho (Pretular da Pasta da PreGARIBALDI FILHO vidência Social) e vidência Social. Ele Eleonora Menicucci (Políticas para concluiu que a violência empobreas Mulheres), o presidente Mauro ce a condição humana. Hauschild (INSS) e a vice-presiJá a fundadora do Instituto dente Regina Célia Almeida Silva Maria da Penha, a farmacêutica Barbosa (Instituto Maria da Penha) Maria da Penha Maia Fernandes, assinaram o convênio e um acor- parafraseando Martin Luther King, do que estabelecem medidas pre- declarou que sonhou com o dia ventivas e repressivas como ações em que as mulheres do Brasil visocioeducativas e o ajuizamento veriam livres da violência domésde ações regressivas. tica. "A cada solenidade como essa Na avaliação da ministra Eleo- de hoje vejo o meu sonho se apronora Menicucci, a iniciativa da ximar da realidade", afirmou Maria Previdência Social de cobrar, aos da Penha. O presidente do INSS, agressores de mulheres, reparação Mauro Hauschild, registrou que a financeira dos valores pagos em parceria demonstra que o Estado benefícios previdenciários resul- não está mais inerte em relação às tado da violência doméstica terá, questões importantes e sensíveis sobretudo, um caráter pedagógi- às quais a sociedade está exposta.

CMYK


Cidade

Quarta-feira

Natal, 1 de agosto de 2012

O Jornal de HOJE 9 Fotos: José Aldenir

Prefeitura usa sacos de areia para tentar minimizar impacto das ondas com mais de 2 metros de altura ESTUDO ELABORADO PELO INPE PREVÊ QUE AS MARÉS MAIS ALTAS E INTENSAS DO ANO ACONTECERÃO QUINTA E SEXTA ROBERTO CAMPELLO ROBERTO_CAMPELLO1@YAHOO.COM.BR

A madrugada desta quinta-feira, 2 de agosto, segundo levantamento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), deverá registrar a maré mais alta e de maior intensidade do ano, com 2,5 metros, podendo chegar aos 2,6 metros, por volta das 4h30 da manhã. Se a previsão for confirmada, o nível atingido será acima do da maré que destruiu parte do calçadão de Ponta Negra no início de julho. Nesta quarta-feira (1), a maré chegou a 2,4 metros, e as ondas voltaram a atingir o calçadão, no entanto não causou maiores prejuízos, pois os sacos de areia que foram colocados pela Prefeitura de Natal conseguiram minimizar o impacto. Outro problema em relação às marés de agosto é a associação com as fases da lua e os ventos durante este mês propiciam o aumento e a intensidade das marés. Amanhã, por volta das 16h58, também está prevista uma maré de 2,3 metros. Na sexta-feira (3), por volta das 5h09 deve-se registrar uma nova maré de 2,5 metros e de 2,3 metros às 17h39. No sábado (4) e domingo (5), as marés devem variar entre 2,3m e 2,4m. De acordo com Gilmar Bistroit, meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), o mês de agosto é marcado pela incidência de ventos fortes em todo Nordeste. O fenômeno ocorre tanto no litoral como no interior da região. "A explicação para presença desses ventos é que ocorre um aumento da pressão do Atlântico Sul, favorecendo o deslocamento do ar para cá", disse. Segundo o meteorologista, a porta de entrada desses ventos é o Sudeste e a velocidade pode aumentar em 100%. "Praticamente dobra a velocidade dos ventos nesta época do ano aqui no NE", explica. O coordenador da Defesa Civil de Natal, secretário Carlos Paiva, disse que os sacos que foram colocados e as barreiras de contenção ajudaram a impedir mais prejuízos ao calçadão. "Não houve avanço do ponto de vista da destruição e os sacos colaboraram para não piorar a situação. A grande diferença é que estas marés de agosto são depositárias de sedimentos e não de retirada. Hoje vamos dar continuidade ao trabalho de enchimento dos sacos com vistas às marés de amanhã e sexta-feira". O secretário disse ainda que técnicos da Prefeitura irão monitorar o calçadão de Ponta Negra 24 horas durante esta semana. COMERCIANTES E FREQUENTADORES ESTÃO TEMEROSOS Diante das marés altas, a população e os comerciantes temem mais prejuízos. A funcionária pública, Tereza Nilda, que sempre caminha pela praia de Ponta Negra, acredita que os sacos que foram colocados são insuficientes para conter o avanço do mar. "Já espero que o pior aconteça. Os sacos são insuficientes para impedir a ação da maré alta. É necessária uma ação mais eficaz", disse ao fazer referência à previsão do Inpe para esta quinta-feira. O comerciante Adriano Marcelino da Silva criticou a colocação

Tereza Nilda é frequentadora da praia e espera uma ação mais eficaz do Município

Comerciante Adriano Marcelino da Silva teme mais prejuízos para as vendas

dos sacos e teme que uma nova destruição cause ainda mais prejuízos às vendas. "A maré que vem é forte e pode destruir tudo, pois esses sacos são insuficientes para conter a força da água. Por isso estamos esperando que o pior aconteça. A situação está ruim e temo que possa ser pior ainda", observou. Ainda à espera da relocação, a proprietária do quiosque k-18, Rosineide Lima de Souza, teme que a maré possa levar o resto do calçadão e derrubar a estrutura do quiosque, pois a base de sustentação já foi bastante danificada pela a última maré. "Tenho medo de chegar quinta-feira e ver tudo perdido, pois a maré alta será na madrugada. O estrago já foi grande da outra vez, agora pode ser pior e nada de eficaz está sendo feito", desabafou a comerciante. O titular da Semsur, Luiz Antônio Lopes disse que o quiosque de Rosineide não será relocado, mas garantiu que será feito um reforço para calçar a base e impedir a destruição.

queiros e a expectativa dos comerciantes é de que mais equipamentos sejam relocados até a próxima semana. No momento, a Prefeitura espera a liberação dos recursos do Ministério da Integração Nacional para as obras de recuperação emergencial do calçadão. Porém, não há expectativa ou previsão para elaboração de um estudo que aponte uma solução definitiva para o calçadão de Ponta Negra. Carlos Paiva ressalta que há o compromisso do Ministério do Turismo de liberar R$ 500 mil para elaboração de um projeto neste sentido, mas observa que neste momento a prioridade da Prefeitura é garantir a obra emergencial. "Precisamos recuperar, para ter certeza de que não cairá novamente

POUCA EFETIVIDADE DAS AÇÕES No entanto, 18 dias após a Prefeitura de Natal decretar o estado de calamidade pública no calçadão de Ponta Negra, quase nada foi feito para resolver o problema na área. As medidas paliativas não surtiram o efeito desejado, pois os poucos sacos de areia que foram colocados foram soterrados pela areia da praia diante do avanço das águas do mar. A interdição e isolamento da área afetada, feita por recomendação judicial, duraram apenas um dia, pois, segundo a Defesa Civil de Natal, os populares retiraram os tapumes e as telas de proteção que cercavam a área. O efetivo da Guarda Municipal é insuficiente para garantir a segurança 24 horas da região e os poucos agentes da Defesa Civil que se encontram no local diariamente são poucos para fazer o trabalho de orientação aos transeuntes. Durante os últimos dias, o que se viu em Ponta Negra foi uma retroescavadeira criando barreiras de areia em frente ao calçadão destruído, no entanto, menos de 24 horas depois do trabalho paliativo, o mar levou parte da areia posta para proteger o calçadão. Hoje, as barreiras são quase imperceptíveis. Em parceria com o trade turístico, foi tomada a decisão de encher mais de 400 sacos de areia para tentar conter a ação do mar. Os primeiro sacos que foram colocados foram soterra-

dos poucas horas depois. O secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Carlos Paiva, afirma que cerca de 30 pessoas estão trabalhando diariamente no local e que será montado um esquema especial na próxima semana. "Já na madrugada do próximo dia 2 de agosto, estaremos com uma equipe de plantão no local para monitorar a situação e orientar os banhistas". A Cruz Vermelha também está auxiliando o trabalho da Prefeitura, com um grupo de 16 voluntários. "Todas estas pessoas são formadas no Curso Básico em Proteção de Defesa Civil (CBPDC), oferecido pela própria Cruz Vermelha. Além de ajudar a organizar, os sacos de proteção, orientam os banhistas quanto à segurança no local", infor-

‘ ’ O que tinha que ser feito já foi feito, agora é esperar a liberação dos recursos para darmos início às obras. CARLOS PAIVA SECRETÁRIO DE DEFESA CIVIL

mou o coordenador operacional do Departamento de Resposta a Desastres da Cruz Vermelha de Natal, Gerson Gomes. Os voluntários da Cruz Vermelha Brasileira no RN estão em Ponta Negra fazendo um cordão de isolamento para orientar as pessoas sobre a melhor maneira de descer à praia e também auxiliando na construção da contenção, com o enchimento dos sacos de areia. A equipe também disponibiliza um socorrista com prancha como medida preventiva. Esta é a primeira vez que a Cruz Vermelha trabalha em conjunto com a Defesa Civil Municipal.

RELOCAÇÃO DE QUIOSQUES A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) realizou, na semana passada, a remoção do quiosque 13 para o ponto 30, a exemplo do quiosque 14 que foi removido para outra área do calçadão. Segundo o chefe de Engenharia da Semsur, Rubens Ciro Costa, mais três quiosques (15, 16 e 17) serão relocados até a próxima amanhã. Os locais para onde os quiosques estão sendo relocados é indicação da Associação dos Quios-

e possa segurar até que seja feita a obra de forma definitiva. Não tivemos tempo ainda para pensar nesse projeto, mas a Prefeitura também está preocupada quanto à solução definitiva", afirmou Carlos Paiva.

RECURSOS AINDA NÃO FORAM LIBERADOS O Ministério da Integração irá liberar, inicialmente, R$ 1 milhão para as obras emergenciais de reconstrução do calçadão de Ponta Negra. O valor corresponde a 25% dos R$ 4 milhões, solicitados pela prefeita Micarla de Sousa, após o reconhecimento do decreto de calamidade pública pela União, na quarta-feira (25). Os recursos são oriundos do Orçamento Geral da União (OGU) e por se tratar de obras de recuperação em situação calamitosa é dispensada a contrapartida por parte do Município. O secretário Carlos Paiva explicou que é comum o Governo Federal liberar recursos em etapas. Até esta quarta-feira (1), o recurso ainda não havia sido liberado. "É normal que o dinheiro seja liberado em parcelas, à medida que o projeto está sendo executado e comprovado, o

restante do dinheiro vai sendo liberado. Esperamos que a liberação da parcela inicial aconteça o quanto antes. O que tinha que ser feito já foi feito, agora é esperar a liberação dos recursos para darmos início às obras", afirmou. De acordo com o relatório apresentado pela Defesa Civil de Natal, o valor pleiteado pela Prefeitura foi de R$ 4.050.800,00. Dos quais, R$ 3.674 milhões para a recuperação de 700 metros de trecho danificado pela erosão costeira. Carlos Paiva explica que, após análise do plano de trabalho apresentado pelo Município ao Departamento de Engenharia, o valor dos recursos será definido e repassado. A quantia solicitada é para obras de recuperação e requalificação dos espaços urbanos destruídos pela força do mar na praia de Ponta Negra. "Essas são obras paliativas. As obras estruturantes, definitivas, estão orçadas em cerca de R$ 80 milhões", lembrou Micarla de Sousa. A Prefeitura retomou o contato com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), na tentativa de firmar parceria entre a instituição financeira e o Ministério do Turismo para disponibilizar estudos realizados em 2008, para ordenação da orla de Ponta Negra. "O convênio de R$ 77 milhões, recusado pela Prefeitura na época, gerou um impasse diplomático com o BID, que estamos tentando reverter", disse. Após avaliação do Ministério da Integração, o projeto executivo volta para a Prefeitura de Natal. A entrega é a ultima etapa no processo de decreto de calamidade pública, mas não é, segundo a secretária de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi) Teresa Cristina Vieira Pires, fator condicionante para que o Município tenha acesso ao recurso. No caso de execução de ações de recuperação, explica Carlos Paiva, o Município deverá apresentar plano de trabalho no prazo máximo de 90 dias da ocorrência do desastre. Em Natal, o processo decorreu em 15 dias. EM BUSCA DE MÃO DE OBRA QUALIFICADA A Prefeitura pleiteou ainda, junto ao Ministério da Defesa, a execução de obras via batalhão de engenharia do Exército de outros estados, pois, segundo informações do secretário Carlos Paiva, o batalhão de engenharia no RN declarou não ter experiência nesse tipo de

construção, tendo pessoal especializado em construção de estradas e pontes. O Exército informou ainda que não dispõe de engenheiros especializados em reconstrução proveniente de erosão marinha. "Buscamos o Exército por entender que a burocracia seria menor entre os dois entes federais. E pela larga experiência em obras de reconstrução", disse Micarla de Sousa. A Prefeitura de Natal busca parceria com o Exército para realização da obra para dar mais credibilidade e celeridade no processo de reconstrução do calçadão. Em caso de impossibilidade dos militares tocarem a obra, a Semopi irá coordenar o processo de seleção de empresa especializada, por meio de comprovação de qualificação técnica para realizar o serviço. Carlos Paiva explicou que a ideia é que se contrate mais de uma empresa para dar celeridade à reconstrução, sob a coordenação dos técnicos da Semopi. Carlos Paiva explica que o projeto emergencial não contempla os possíveis danos causados após o fenômeno das marés do dia 2 de agosto. O valor pedido se baseia nos estragos e prejuízos materiais e ambientais diagnosticados após os últimos desabamentos no calçadão de Ponta Negra, os quais foram registrados nos dois relatórios entregues pela prefeita em Brasília, na última segunda-feira, 23. Os documentos apontam uma área de 500 metros para reconstrução e outro trecho de 200 metros para reparação de danos. Caso a previsão de nova destruição seja confirmada, esclarece Carlos Paiva, a Prefeitura poderá "pedir novo aporte de recursos". SACOS DE AREIA O enchimento dos 420 sacos de areia de 1,5 tonelada previsto para ser concluído na semana passada, ainda não tem previsão. Do total, somente 120 foram colocados, até a manhã de ontem. Parte das 'big bags' instaladas na sexta-feira passada, em frente ao Hotel Manary, está aterrada e no nível do mar. "Não houve a erosão, mas do jeito que está não evita que maré venha e atinja o calçadão", observa o barraqueiro Francisco Dias. Cerca de 60 metros adiante, em frente Blue Marlin e King's Hotel, cerca de 30 sacos foram sobrepostos formando uma barreira maior. "A dificuldade no avanço do trabalho é a falta de experiência por parte dos operários da Prefeitura e da Marinha, além da limitação de tempo para o uso de retroescavadeiras, devido às marés", explica a secretária de obras Teresa Cristina Vieira. O diretor da Defesa Civil de Natal, Irimar Matos do Nascimento não será possível concluir o enchimento dos sacos até a maré do dia 2 de agosto. "Mas conseguiremos encher pelo menos a metade, o que será suficiente para conter a ação da maré", afirmou. O presidente da ABIH-RN, Habib Chalita, disse que 15 hoteleiros de Ponta Negra investiram R$ 6 mil na aquisição de sacos de armazenagem de sal, para enchê-los de areia na tentativa de bloquear os impactos da maré alta. O dirigente reclama, porém, que a Prefeitura de Natal não cumpriu o acordo, já que não encheu os sacos de areia.

CMYK


10 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 1 de agosto de 2012

Quarta-feira

Agentes otimistas com titular da Sejuc AQUISIÇÃO DE VIATURAS E CONSTRUÇÃO DE PRESÍDIOS NO INTERIOR SÃO ALGUMAS DAS REIVINDICAÇÕES DOS SERVIDORES Fotos: José Aldenir

ALESSANDRA BERNARDO REPÓRTER

Os agentes penitenciários do Rio Grande do Norte estão animados com a atuação do novo secretário da Justiça e da Cidadania, Kércio Pinto, que se comprometeu a atender algumas reivindicações antigas dos servidores, como a melhoria nas condições de trabalho. Entre as promessas que devem ser cumpridas em breve estão a aquisição de, pelo menos, 20 viaturas próprias e a efetivação da escolta nas unidades prisionais do interior, conforme explicou a presidente do sindicato da categoria, Vilma Batista. "Tivemos uma boa recepção por parte do secretário Kércio Pinto e estamos animados sim, confiantes de que ele, como uma pessoa que possui experiência na área carcerária, faça o diferencial, que já começou, por sinal. Ele é uma pessoa ativa, sentimos que ele tem esse interesse em melhorar as condições do sistema penitenciário no Estado e uma prova é a intenção de construir novas unidades no interior, para ajudar a diminuir o problema da superlotação", explicou. Vilma Batista disse que a aquisição de viaturas próprias e a estruturação da escolta penitenciária nos municípios do interior do Rio Grande do Norte é um avanço impor-

Secretário Kércio Pinto, que é delegado de Polícia Federal, e a presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Vilma Batista, conseguem manter negociação e categoria espera que melhorias sejam implantadas tante para a qualidade do trabalho desenvolvido pela categoria e para os presos. Ela explicou que até hoje, os agentes recebiam viaturas doadas de outros orgãos e que a falta de uma escolta nos demais municípios além da Capital atrapalhava o transporte dos presidiários para audiências, hospitais e outros locais. "Há promessas de mudanças importantes e estamos confiantes, mas, apesar disso, temos o pé no chão e sabemos que tudo isso depende também do Governo do Estado, porque

o orçamento para o sistema carcerário é dividido também com ações sociais, realizadas pela Sejuc. Um exemplo é que ainda estamos esperando uma posição da governadora Rosalba Ciarlini para a nomeação dos 55 agentes penitenciários aprovados no último concurso e que estão aptos para assumir", falou a presidente do Sindasp/RN. CRIAÇÃO DE SECRETARIA EXCLUSIVA É AGUARDADA Para Vilma Batista, a criação

de uma secretaria exclusiva para a administração penitenciária, que hoje divide o orçamento com as centrais do Cidadão, Defesa Civil do Estado, Procon e outros orgãos sociais, é uma reivindicação antiga. Logo após assumir o cargo, no início do mês passado, o secretário Kércio Pinto afirmou que tinha um projeto em andamento e que ele seria repassado para Rosalba antes de seguir para aprovação na Assembleia Legislativa ainda este ano.

"Sabemos que não há como conciliar a Sejuc, com tantas ações e funções sociais, com o sistema penitenciário, que sofre por ter um orçamento apertado. É um pleito antigo nosso e esperamos que isso realmente aconteça, para que os presos que estão reclusos ou em regimes especiais cumprindo pena hoje possam sair ressocializados. E, para isso, precisamos também de uma integração com outras secretarias, como a Saúde, Educação e outras", explicou Vilma.

A falta de investimento no sistema penitenciário é um dos pontos críticos que é citado por Vilma Batista. Ela disse que uma possível privatização deste é o mesmo que a assinatura de um atestado de incompetência do Governo do Estado. E que os agentes penitenciários do RN não concordam com essa possibilidade. "Investimos dos nossos próprios bolsos para garantir melhorias já conquistadas. Não vamos aceitar ou compactuar com uma coisa dessa", afirmou.

> COMUNIDADE DO GUAJIRU

Homens são mortos com tiros de espingarda calibre 12 Wellington Rocha

Policiais militares foram informados que moradores ouviram os disparos

Um duplo homicídio chocou os moradores da comunidade Guajiru, no município de São Gonçalo do Amarante, no início da madrugada de hoje. Os corpos de dois homens foram encontrados com um disparos de espingarda calibre 12 cada um, dentro de um veículo Ford Ka de cor preta, em uma rua deserta. O local é conhecido como ponto de desova de cadáveres e até o final da manhã de hoje, apenas uma vítima havia sido identificada. De acordo com informações do 11º Batalhão de Polícia Militar, moradores de área próxima ao local onde o veículo estava abandonado relataram ter ouvido barulhos de tiros durante a madrugada. Com medo de sairem de casa, alguns ligaram para o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) informando o ocorrido e uma equipe de policiais militares foi até o local para averiguar as denúncias.

Ao chegarem à rua indicada, eles encontraram o Ford Ka com as portas e a tampa do porta-malas abertas e dois homens mortos, caídos no banco traseiro do veículo, já sem vida. Dezenas de curiosos estavam no local e relataram que não conheciam as vítimas e que tampouco elas moravam na área onde foram abandonados, mortos. A suspeita é que os dois homens tenham sido atraídos para uma emboscada ou mesmo que tenham sido levados até a comunidade Guajirú pelos próprios assassinos, que até o fechamento desta edição ainda não haviam sido identificados, de acordo com informações do 11º Batalhão, que repassou o caso para o Destacamento da Polícia Militar em Extremoz. Das duas vítimas, apenas uma foi identificada no Instituto Técnico-Científico de Polícia do Rio Grande do Norte (Itep), como sendo Gutemberg do Nascimento, de 36

anos de idade. O outro homem continua sem identificação na sede do orgão, no bairro da Ribeira, em Natal. Cada um deles foi morto com apenas um tiro de espingarda de calibre 12, sendo que um recebeu um tiro na nuca e outro, nas costas. Conforme a perícia inicial, os homens podem ter sido colocados sentados no banco traseiro do veículo e sido atingidos pelas costas, já que a tampa do porta-malas estava aberta. A suspeita é que o assassino tenha armado a cena, para enganar as vítimas antes de executá-las pelas costas. De acordo com informações do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, Gutemberg do Nascimento havia sido condenado a uma pena de quatro anos e dois meses de reclusão por tráfico de drogas. Em fevereiro passado, ele havia conquistado o direito a liberdade condicional, sujeito ao regime semi-

aberto. Para isso, tinha que se apresentar todos os meses ao juiz da Vara Criminal. A comunidade do Guajiru, em São Gonçalo do Amarante, é famosa por ser usada por bandidos como ponto de desova de cadáveres. O último caso registrado no local foi o encontro dos corpos de dois homens também assassinados a tiros, no início de julho. Ambos estavam caídos no meio de uma estrada de barro, próximo a um automóvel com as portas abertas. Na ocasião, as vítimas foram identificadas como Fagner Oliveira da Cruz, conhecido como "Pé de Pano" e Francisco de Assis Ananias dos Santos, o "Touro Gil". Eles haviam fugido da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, no município de Nísia Floresta, durante uma evasão em massa ocorrida no dia 26 de junho passado. Até o momento, não se sabe quem teria assassinado os dois fugitivos.

> EXTREMOZ

Sucateiro é assassinado em estrada carroçável Um comerciante foi encontrado morto com três tiros dentro de uma picape em uma estrada carroçável na comunidade Jardim Extremoz, Região Metropolitana de Natal. De acordo com informações da Polícia Militar, no momento do crime, uma criança de apenas cinco anos de idade, filho da vítima, também estava dentro do veículo, mas não ficou ferida. A principal suspeita é que o homicídio tenha sido motivado por uma vingança. De acordo com informações da Polícia Militar, o comerciante e sucateiro Jair da Silva Bezerra estava levando o filho para a escola, no início da manhã de hoje,

quando foi atingido por três disparos de arma de fogo, que acertaram o pescoço, nuca e abdome. Ferido, ele teria perdido o controle do veículo, a picape Peugeot branca, de placas NXJ-7808/RN, e parado nas proximidades de uma casa de forró. Não se sabe quem pode ter efetuado os disparos, porque os assassinos fugiram logo após verem que Jair estava morto. Pessoas que passavam pelo local perceberam o veículo parado e ao se aproximarem do carro, viram o homem com as marcas de tiros e a criança, que foi reconhecida e levada para a casa de parentes. A polícia foi acionada.

Conforme os relatos policiais, o veículo estava parado em uma estrada que dá acesso à BR-406, por trás da Lagoa de Extremoz. Familiares de Jair foram até o local e reconheceram o corpo do parente, que morava sozinho com o filho de cinco anos no loteamento Jardim Extremoz. A suspeita é que o crime tenha sido motivado por vingança, já que a vítima exercia a atividade de corretor. Um parente de Jair chegou a dizer aos policiais militares que ele era conhecido na região onde morava por ser mulherengo e que o crime pode ter diso passional. A polícia realizou várias diligências na

região para identificar e localizar os assassino do comerciante, mas até o final da manhã de hoje, não havia prendido nenhum suspeito. HOMEM É MORTO NAPORTA DE CASA EM MOSSORÓ Um homem de 27 anos foi assassinado após atender ao chamado de dois homens que estavam na porta de sua casa, no conjunto Walfredo Gurgel, em Mossoró. A esposa da vítima, que correu para fora da residência ao ouvir os barulhos dos disparos, também foi atingida com um tiro no pé. A vítima ainda foi socorrida com vida para o Hospital Regional Tarcísio Maia, mas

não resistiu e faleceu antes de chegar ao local. De acordo com informações da Polícia Militar, o assassinato foi cometido por dois desconhecidos, que se aproximaram da residência da vítima e o chamaram pelo nome. Wiliano Galdino Soares, que estava em casa com familiares, abriu a porta para atendê-los, mas foi recebido com vários disparos de revólver calibre 38, que atingiram principalmente o tórax. Assustada pelo barulhos dos tiros, a esposa de Wiliano correu para a porta, ver o que estava acontecendo e foi atingida de raspão por um tiro no pé esquerdo. Após verem

a vítima caída e a mulher ferida, os bandidos fugiram correndo e tomaram rumo ignorado. Desesperada, ela ainda tentou socorrer o marido, enquanto moradores próximos acionavam a polícia e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Wiliano foi socorrido com vida para o Hospital Regional, mas não resistiu aos graves ferimentos sofridos e morreu antes de dar entrada no local. Muitos vizinhos e amigos da vítima correram para o local do crime, para saber detalhes e o estado de saúde de Wiliano. O corpo dele foi encaminhado para o Itep, em Mossoró.


Cidade

Quarta-feira

Natal, 1 de agosto de 2012

1 E1 den o O Ja H lrJ

O Jornal de HOJE 11

edadC i

Alex Medeiros alex.medeiros1959@uol.com.br

O gerente da usina de habeas corpus Por Augusto Nunes* Tão loquaz quando deveria calar-se, Márcio Thomaz Bastos não deu um pio sobre as ameaças de morte que afastaram do caso o juiz Paulo Augusto Moreira Lima, que autorizou as escutas telefônicas feitas pela Operação Monte Carlo e, depois, determinou a prisão de Carlinhos Cachoeira e seus asseclas mais graduados. Sempre caprichando na cara de paisagem, o doutor preferido da bandidagem dolarizada fingiu nem ter notado o incidente. E prosseguiu na ofensiva destinada a tirar da cadeia o cliente de R$ 15 milhões – e permitir que use a liberdade para intimidar magistrados pessoalmente. Nesta terça-feira, ao informar que deixou de ser advogado do quadrilheiro goiano, Márcio estimulou a difusão de rumores segundo os quais abandonou o caso por não admitir o que fez com o juiz Alderico Rocha Santos a chantagista aprendiz Andressa Mendonça, mulher e comparsa do chefão. A versão não combina com a folha corrida. Se contemplou com obscena indiferença as pressões criminosas exercidas sobre Moreira Lima, por que haveria de espantar-se com a tentativa de compra da boa vontade de Rocha Santos dando em pagamento um dossiê imaginário? A conversa fiada tropeça na evidência de que Márcio caiu fora do caso Cachoeira para voltar a dedicar-se em tempo integral ao comando do exército de bacharéis a serviço dos mensaleiros. Ele assumiu o posto em junho de 2005, quando começou a drenagem do pântano que ocultava os delinquentes federais. Para cumprir a missão que Lula lhe confiara – montar uma linha de defesa para os bandidos de estimação –, Márcio suspendeu as atividades de ministro da Justiça e reincorporou o criminalista especializado na absolvição de culpados. Na Esplanada dos Ministérios desde janeiro de 2003, ele era apenas o mais bem vestido na multidão de ineptos aglomerada no primeiro escalão. Não concluíra nenhum dos presídios prometidos mais de dois anos antes. Não conseguira sequer esboçar uma política de segurança pública capaz de reduzir a insônia dos moradores das grandes cidades. Pouco fizera para neutralizar o crime organizado ou o avanço do

narcotráfico. Freguês do doutor e chefe do ministro, o presidente sabia que o primeiro era bem melhor que o segundo. O doutor precisou de algumas horas para mostrar que tinha de sobra a inventividade que faltava ao ministro. Foi ele quem tentou reduzir a "crimes eleitorais" as gatunagens dos delúbios, valérios, genoinos, silvinhos e dirceus. Foi ele quem debitou na conta do caixa dois dinheiro tungado dos cofres públicos. Foi ele quem procurou rebaixar a maior roubalheira da história do Brasil a uma pequena farra com "recursos não contabilizados". No momento, faz o que pode para interditar, obstruir ou, se possível, dinamitar os caminhos por onde o processo tenta avançar há cinco anos. Como lembra o post que reproduzo na seção Vale Reprise, no site da Veja, o ex-ministro que apostou na lentidão da Justiça e na amnésia nacional agora aposta na "falta de provas" e na gratidão dos ministros cuja indicação chancelou. A sabatina no Senado sempre foi um chá de senhoras. O que valia era a conversa a dois com MTB, e ele vive lembrando aos indicados que espera ver retribuído o parecer favorável. Tomara que os ministros ensinem ao advogado que ainda há juízes no Brasil. A maioria deles parece saber que, se o Supremo engolir a intragável teoria de que o mensalão não existiu, terá optado pelo suicídio. Se os figurões do bando acabarem absolvidos "por falta de provas", o Judiciário deixará de existir como poder independente. Para Márcio, tanto faz. O importante é ganhar o jogo. Liberado da gerência da fábrica de habeas corpus financiada por Carlinhos Cachoeira, o general da tropa de doutores agora mantém em funcionamento, 24 horas por dia, a usina de recursos espertos e chicanas em geral, forjadas para adiar o desfecho do processo até o fim dos tempos. Como é improvável que as sessões se estendam além de setembro, já em outubro - seja qual for o resultado do julgamento - Márcio Thomaz Bastos estará à disposição de qualquer meliante capaz de desembolsar os honorários que cobra. Se Cachoeira continuar interessados, ele estudará com muito carinho um segundo convite para juntar-se a um canalha que ameaça e chantageia juízes. Com Andressa incluída, a conta vai subir para 30 milhões. (*AN, portal da Veja)

SALÁRIOS

O TRT publicou hoje a folha de julho com os salários dos seus integrantes, bem diferente da folha de junho onde apareciam benefícios acumulados que acabaram gerando polêmica e acusações da existência de marajás. E agora, como fica?

MÁ FÉ

A quem interessava a exibição da folha de junho sugerindo os super salários no TRT? Quem vai agora reparar o vendaval de notícias e notas na imprensa destratando os magistrados trabalhistas expostos na lista anterior? Há um jogo perigoso nisso tudo.

MARAJÁ

Por que será que o governo Rosalba Ciarlini ainda não publicou a lista dos salários dos aposentados da Tributação? Afinal, o contribuinte tem o direito de saber quanto paga aos servidores inativos. É a lógica, né mesmo? Há coisas cabeludas por lá.

TELHADO DE VIDRO

No RN, é sabido, há míopes falando mal de cegos derna os tempos radicais de verdes contra encarnados. Com advento da transparência, virou moda condenar salários de juízes, desembargadores e promotores, esquecendo-se os jabutis especiais.

LICITAÇÃO MILIONÁRIA

Pelo menos as agências locais que tiveram seus recursos negados pela comissão de licitação publicitária do go-

verno estadual não entrarão na Justiça comum, provocando com isso uma paralisação total no processo, que será finalizado sem alterações.

EMPREENDEDORISMO

O consultor e ex-diretor do Sebrae Nacional, Luiz Carlos Barboza, abriu na tarde de hoje o Espaço Sebrae/UnP na Feira do Empreendedor do RN, que acontece no Centro de Convenções. Falou sobre os dez fatores que mais influenciam um bom negócio.

DIÁLOGOS

Calendário dos bate-papos do Crea, Sinduscon, Clube e Sindicato de Engenharia com os candidatos a prefeito: 7/8, Roberto Lopes; 14/8, Carlos Eduardo; 21/8, Rogério Marinho; 28/8, Hermano Morais; 4/9, Robério Paulino; e 11/9, Fernando Mineiro.

MUDANÇAS NO DIAL

Comentários no mercado publicitário de que uma rádio FM de Natal e uma AM de Mossoró estão prestes a ser arrendadas para igrejas evangélicas. No caso da capital, uma das melhores programações musicais seria substituída por pastores mentirosos.

QUEDA

Como o brasileiro leva tudo na esportiva, até a economia, convém avisar que o dia de ontem foi de maus presságios. O país caiu para a 14ª posição no quadro de medalhas dos Jogos de Londres e para o 13º lugar no ranking dos produtores de petróleo.

ARTE SAGRADA Uma exposição de arte está dividindo a atenção de muitos turistas que foram a Londres para acompanhar as Olimpíadas. A galeria White Cube Bermondsey exibe uma série de quadros do artista chinês Zhang Huan, 47, que usa uma técnica inusitada e curiosa: ele pinta misturando o tradicional óleo com as cinzas dos incensos queimados nas cerimônias diárias que acontecem nos templos budistas de Xangai, a metrópole asiática. O nome da exposição é "The Moutain is Still a Moutain" (A montanha continua sendo uma montanha).

João Ricardo Correia jornalistajoaoricardocorreia@gmail.com / joaoricardocorreia@yahoo.com.br

LIVRO Cinco dias de festa literária. É o que está programado para a 8ª edição da Feira do Livro de Mossoró - FLM. O evento acontece de 8 e 12 de agosto, no Expocenter, e deve reunir mais de 70 mil visitantes durante a sua realização. AFeira conta com uma ampla programação. O primeiro dia do evento reserva, além da cerimônia oficial de abertura com apresentações de grupos escolares, um bate papo com o músico e escritor Humberto Gessinger. LIVRO 2 Serão oficinas temáticas, palestras, bate-papos, lançamentos de livros e quadrinhos, apresentações teatrais e musicais, exposições de livros, quadrinhos e cordéis. Os convidados confirmados para a 8ª FLM são muitos, entre eles: o jornalista e escritor Lira Neto; a filósofa Márcia Tiburi; os desenhistas Geraldo Borges e Gabriel Andrade Jr.; o cordelista Izaías Gomes; o jornalista João Batista Machado; a cronista e poeta Ana Elisa Ribeiro, além de outros nomes confirmados, garantindo a diversidade de temáticas culturais.

RECURSO A deputada federal Fátima Bezerra esteve ontem com a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, e com o secretário Executivo do MinC, Vitor Ortiz, para agradecer a assinatura do convênio no valor de R$ 1.490,000,00, que possibilitará a reforma da Biblioteca Câmara Cascudo, em Natal. O encontro aconteceu na sede Ministério da Cultura, em Brasília. Fátima Bezerra agradeceu o empenho da ministra com a reforma da biblioteca. “É com grande entusiasmo que recebo essa ótima notícia para o Rio Grande do Norte. A reforma da Biblioteca Câmara Cascudo é de extrema importância para o fomento da educação do povo Potiguar. Prédio histórico que tem o nome de uma das maiores personalidades do Brasil, Câmara Cascudo, agora terá de volta sua devida relevância”, disse a deputada.

Divulgação

GRADUAÇÃO O Programa Ciência sem Fronteiras disponibiliza, desde ontem, as novas chamadas para graduação sanduíche na Austrália, Alemanha, Canadá, Coreia do Sul, Estados Unidos, Holanda e Reino Unido. O período de inscrições vai de 6 de agosto a 14 de setembro. O candidato deve estar matriculado em curso de nível superior nas áreas contempladas pelo programa. Para participar, o candidato deve estar matriculado em curso de nível superior nas áreas contempladas e temas do programa. Além de ter nacionalidade brasileira, ter cursado no mínimo 20% e no máximo 90% do currículo previsto para seu curso e apresentar o teste de proficiência na língua do país de destino. JURÍDICO Estão abertas as inscrições para o Seridó Jurídico, que acontecerá dia 16 de agosto, na cidade de Caicó. Os interessados poderão preencher o formulário no site da Justiça Federal do Rio Grande do Norte (www.jfrn.jus.br) Essa será a primeira edição do evento e debaterá "Corrupção e Ética na Administração Pública". Os palestrantes serão: conselheiro do Tribunal de Contas do Estado Carlos Thompson Costa Fernandes, mestre em Direito Constitucional e professor de Direito Constitucional da Uni-RN; e o monsenhor Ausônio Tércio de Araújo, teólogo e professor aposentado da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. JURÍDICO 2 O evento ocorrerá no auditório do Tribunal do Júri do Fórum da Justiça Estadual de Caicó. As palestras terão como público-alvo não apenas os estudantes, mas juristas, empresários, políticos e a sociedade em geral.

DeQuemvirar a cabeça patrocinará os debates dos políticos? O Óleo de Peroba?

DOAÇÃO O Projeto Acalanto Natal continua com sua campanha para arrecadar alimentos, que são destinados à famílias que têm crianças em situação de risco, crianças e jovens que estão no programa de apadrinhamento da entidade e também famílias que deram seus filhos para adoção e que precisam de ajuda para reestruturar. Mais infomações pelo www.projetoacalantonatal.com.br ou pelos telefones 8873-6216 e 9981-2072.

Olhar treinado para a vida Há encontros que mudam paisagens, criam caminhos, brotam esperanças, fazem renascer quem mais parecia estar entregue ao negativismo. Mas para que essas trilhas recheadas de brilho possa ser vistas, é necessário começar a treinar o olhar, tantas vezes acomodado a focar somente naquilo que não tem a menor importância.


12 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 1 de agosto de 2012

Quarta-feira

Mulheresnofds

Daniela Freire

I

I

I

POLÍTICA E SOCIAL - danifreire.costa@yahoo.com.br w LEITOS: ESTADO X UFRN Estará chegando amanhã a Natal, o Dr. Celso Fernando Ribeiro, representante do MEC, para tentar achar uma solução entre a Secretaria de Saúde do Estado e a UFRN acerca da cessão dos 60 leitos do Hospital Onofre Lopes para pacientes do Walfredo Gurgel. >>> A dificuldade maior está na contratação das pessoas necessárias para atenderem aos pacientes. >>> A UFRN vê-se impedida de contratá-las, por força de recente decisão do Tribunal de Contas da União que a proíbe. >>> O Governo do Estado também rechaça qualquer ideia nesse sentido. >>> É aguardar.

Cedida

Na manhã desta segunda-feira, a deputada federal Fátima Bezerra e o deputado estadual Fernando Mineiro participaram de café da manhã com o ex-presidente Lula. Evento reuniu os candidatos a prefeito(a) das capitais e demais cidades com mais de 150 mil habitantes

w NÚMEROS ESPERADOS Sob o protocolo RN-00042/2012, o instituto Certus registrou pesquisa que foi realizada no último fim de semana em Parnamirim. >>> Será a primeira após as convenções. >>> Os números já estarão aptos à divulgação no próximo sábado (4). >>> Foram ouvidas 400 pessoas. w LISTA VEM AÍ Os trabalhos na Assembleia Legislativa do RN retornaram hoje pela manhã depois do recesso do mês de julho. >>> E junto com os parlamentares, voltou também a expectativa pela divulgação dos salários dos servidores da Casa, seguindo a Lei de Acesso à Informação. >>> Mas... >>> ...o presidente Ricardo Motta logo desfez a ansiedade de muitos. E leu Ato da Mesa que regulamenta o cumprimento da Lei fixando um prazo oito dias para a divulgação dos vencimentos. w REPETECO O detalhe é que o Sindicado dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis) conseguiu liminar proibindo a divulgação nominal dos salários dos servidores da Câmara e do Senado. Agora, as Casas farão a divulgação dos vencimentos sem os nomes dos servidores, sob o argumento de que "a divulgação nominal fere a privacidade, a intimidade e a imagem dos trabalhadores, além de representar risco à integridade dos servidores". >>> Resta saber se por aqui algo parecido irá acontecer... w PROCURA-SE UM CONTADOR Os escritórios de contabilidade de Natal estão 'bombando', com filas enormes de candidatos no pleito de outubro próximo. >>> É que amanhã é o último dia para a prestação parcial de contas à Justiça Eleitoral e eles, como 'bons' brasileiros, deixaram tudo para a última hora...

Adriana Degreas, SPFW

Divulgação

Márlio Forte

Papo sério entre os colegas deputados Walter Alves, Poti Junior e Tomba no plenário da Assembleia

GIRO PELO TWITTER Brilhe: Vânia Marinho escolheu o plissado de lurex no lançamento do Veão 2013 Animale w EM CIMA Falando na Justiça Eleitoral... >>> ...continua intensa a fiscalização do TRE. >>> Num evento promovido ontem pelo candidato a prefeito Rogério Marinho, no Hotel Arituba, fiscais se posicionaram na porta de entrada e por lá permaneceram até o fim da reunião. >>> Postulantes reclamam... >>> ...mas os eleitores agradecem. w APARECENDO... Candidato à presidência da OAB/RN, o advogado Aldo Medeiros Filho amanheceu hoje em Mossoró. Foi ampliar o seu leque de apoios no segundo maior colégio eleitoral do estado. >>> Aliás, em suas visitas institucionais, Medeiros tem dito que o atual modelo de gestão da OAB/RN está em falta com a defesa das prerrogativas dos advogados. w ...E CRITICANDO Ele também tem se mostrado crítico em relação ao que considera 'excessos cometidos pelo Ministério Público'.

w CHEGANDO... No próximo dia 08 de agosto, o casal Orsete Leão e Veluska Guedes inaugura o mais novo espaço de semi-jóias e bijoux do Shopping Cidade Jardim, a Delicata. >>> Na ocasião, a dupla promove coquetel especial das 18h às 21h, com RP de Simone Silva e apresentam sua novíssima coleção. w GLOBAL E a Miranda está em festa no mês de agosto, comemorando aniversário com a inauguração de novas lojas no Natal Norte Shopping e Praia Shopping. >>> E com a participação do ator Mateus Rocha como protagonista da nova campanha publicitária da empresa. w SEGURANÇA NA NET O especialista em segurança na Internet e empresário da Qualitek Rodrigo Jorge, participa como palestrante, hoje e amanhã, do Congresso de Segurança da Informação, Auditoria e Governança TI, que ocorrerá no Mar Hotel Recife - Recife/PE. >>> Na oportunidade, Rodrigo falará sobre "o Ciclo do Software Inseguro: Formação, Desenvolvimento e Aquisição".

...do Vice-Presidente da ABIH-RN George Gosson: "Acabei de ser bloqueado por @airtondegrande, que é analista ambiental do IBAMA. Fugiu do debate democrático e da argumentação. Uma pena..."; ...do juiz criminal Raimundo Carlyle: "Um dos problemas da folha de pagamento de pessoal do

RN seria como reduzir vencimentos que são irredutíveis por lei?!"; ...do advogado André Elali: "Alô Ministério Público! Estão cometendo crime ambiental, através de poluição sonora, todos os dias, 16h, no Atheneu".


Cidade

Quarta-feira

Natal, 1 de agosto de 2012

O Jornal de HOJE 13

Cena Urbana VICENTE SEREJO - serejo@terra.com.br w BURACOS - I AAvenida Xavier da Silveira entrou firme na disputa do campeonato de buracos com patrocínio forte da Prefeitura de Natal. Será o tal legado da copa que vem vindo já salvando a cidade do grande caos?

w ATENÇÃO - I O Rio dos Bagres Mortos é o título do livro que o biólogo Iveraldo Guimarães está escrevendo sobre a grande mortandade de peixes no rio Potengi quando foi acusada uma empresa de cultivo de camarão.

w ALIÁS - II A Prefeitura, naquela fase de euforia com os milagres da copa, falava em cursos de inglês e espanhol para motoristas, garçons e flanelinhas. Como é? Os meninos vão indo bem e serão poliglotas a tempo?

w FICÇÃO - II A narrativa, embora no talhe ficcional na medida em que não há personagens com nomes reais, vai expor revelações surpreendentes. Inclusive quanto à postura dos órgãos públicos envolvidos no caso.

w LIBERDADE Ninguém pode por em dúvida a respeitabilidade do Judiciário. Muito menos dos seus integrantes. Mas opinar sobre despesa pública, concordando ou discordando, não é intromissão. É liberdade de expressão.

w CONTOS - III Antes do 'Rio dos bagres mortos', Iveraldo Guimarães lança este ano um novo livro de contos que já está concluído e tem título definitivo: 'O Vendedor de Poesias'. São histórias e estórias. Reais e irreais.

w HISTÓRIA - I O jurista, contista e cronista Lourival Serejo, desembargador no Tribunal de Justiça de São Luiz, no Maranhão, já concluiu sua genealogia sobre a família Serejo. O livro deve ser lançado ainda este ano. w RAÍZES - II A pequena parte da família Serejo no Rio Grande do Norte tem raízes também no Maranhão, de onde veio Alberto Mattos Serejo que casou com a natalense Edith, uma Aguiar que é Barbalho Simonetti. w SUGESTÃO Da próxima vez que a Prefeitura precisar explicar qualquer coisa como os R$ 127,3 milhões, seria bom contratar um redator profissional e experiente em contas. Para evitar aquela nota que nada explicou. w FESTA O projeto "Beco Cultural" e o "Bar do Zé Reeira" com a "Festa de Arromba". Vai ser sábado, ao som da Banda Anos 60. Fica ali na Rua Professor Zuza, Centro da Cidade. Lateral da antiga Escola Industrial.

Calamidade calamitosa N

uma sociedade exigente no trato da coisa pública, Senhor Redator, e de instituições imunes ao fascínio do poder, o estado de calamidade não seria nunca como tem sido nesses quase trinta dias da vigência do decreto que reconheceu ser desastrosa a situação da saúde. O estranho começa quando se constata que faltam médico, água e gás nos postos, como se tivéssemos retornado a antes do Sistema Único de Saúde quando os doentes municipais, estaduais e federais, como numa escala de direitos. Se há um mérito na concepção do SUS - a sua prática é desastrosa - é ter eliminado a divisão de direitos diante do sistema público de saúde. Mas, a velha divisão de mandos só gerou desmandos e acabou subvertendo a idéia original. Hoje, quem depende de postos de saúde acaba sendo a escória da escória, o substrato dos desvalidos, párias abandonados, filhos perversos da exclusão. É que o governo e a prefeitura não somam, como se não fossem a própria representação do Estado como ente público. A quem apelar, se as instituições civis, as sentinelas da sociedade, confundem o apoio com a perda de distância crítica e se deixam cair na malha de signatários diante de um noticiário que revela em informações, declarações e imagens, a mesma grave realidade? Não há calamidade. Nunca houve. O que há - falta isenção para reconhecer - é uma má gestão crônica que perdura há duas décadas, mas essa verdade causa incômodos aos aliados de hoje que ontem foram adversários dos mais ferrenhos.

O plano de emergência, suspensas como estão todas as exigências de certame licitatório, até hoje deixa faltar carne na despensa, álcool na farmácia e médico de plantão? Pior: registrar o absurdo só irrita aos poderosos e as instituições, quando é este, exatamente este, o papel do jornalismo. Quem responde pela falta de álcool nas farmácias e carne nas despensas hospitalares, como foi denunciado pela tevê, ao vivo? E aquelas macas nos corredores depois de tantos leitos anunciados? São truques? Fizeram muito bem as instituições representativas - os conselhos de medicina e de saúde - quando reagiram ao fascínio da jactância. Não aceitaram ser signatários passivos do velho escapismo de pré-dividir a responsabilidade como forma de diluir um dever que é dos governos municipal e estadual. Ficaram contra a uma tomada de posição forte? Não. Ficaram contra o espetáculo que trinta dias depois nada mudou. Mesmo que para alguns o remorso não seja sequer um detalhe incômodo. Tomara que as desculpas não venham embrulhadas no papel celofane das leis e seus arranjos retóricos. Aqueles que não nascem do talento e do destemor diante da verdade, mas calam quando não são cúmplices conveniência, corporativismo ou coleguismo. A sociedade precisa dos quem não temem gritar. De instituições livres e independentes. É delas que espera o grito que não nasce para ferir ninguém, mas com a força moral capaz de estilhaçar as vidraças dos gabinetes e dos salões nobres.

Prefácio CONRADO CARLOS - ccpsilva@gmail.com

Trama macabra

Em “Mr. Peanut”, Adam Ross mostra lado sombrio do casamento, empresa em que quanto mais se conhece o produto, mais ele se torna enigmático, quanto maior a intimidade, maior o distanciamento; livro entrou na lista dos melhores de 2010 dos principais veículos dos EUA

Um belo dia você conhece a garota de seus sonhos. No ambiente de trabalho, na noite ou no círculo de amizades, ela entra em sua vida como o Exército Vermelho na Berlim nazista: fulminante, dominadora, sem brecha para resistência. A cada encontro, um deslumbre, com direito a crises de ansiedade nas horas que antecedem os amassos, feito criança no dia do aniversário. Só de pensar naquela nudez, o sangue interrompe a rota circular para concentrar-se no orgulho masculino. Ocupado pela força mortífera, uma série de medidas é tomada na configuração da conquista: preocupação com a aparência, presentes inesperados, tolerância com a diferença, maciez no falar, desejo atômico e diário – a recíproca é imediata. Anos depois, quilos acima, mistérios desvendados, corpos explorados à exaustão, surgem os primeiros sinais de desgaste. Somem as conversas prolongadas, o inte-

resse no cotidiano do outro e o sexo, outrora animalesco, vira mera convenção. Angustiados, elaboram planos de recauchutagem. Viagens e filhos são arriscados como paliativos. Mas você sabe que nada disso funcionará. Então, em outro belo dia, decide pelo nefasto: arranjará uma amante ou matará aquela com quem divide os lençóis. É por esse campo minado que o americano Adam Ross conduz o leitor em “Mr.Peanut”,livro selecionado entre os melhores de 2010 por impressos como a New Yorker, o The Economist e o The New York Times – uma das estreias mais celebradas dos últimos tempos. Se homem não gosta de discutir a relação, mudará de conceito quando souber da historia de David Pepin, game designer bem sucedido na iminência do divórcio com a mulher Alice Reese, parceira que há treze anos não para de engordar –eles não têm filhos. Com 130 kg e depressiva, Alice

é professora de uma escola para jovens problemáticos. Uma rotina inglória e sem ambição fertilizada pelo gradativo afastamento do marido, envolto no trabalho de criação de games e em furtivas puladas de cerca. Sem saída para o beco estreito da separação, ele tenta uma cartada definitiva sugerindo uma viagem sem volta à Austrália. Alice, em meio à ducentésima dieta, nega o convite. E aparece morta no dia seguinte – engasgada com amendoins, na própria cozinha. David é o principal suspeito. Designados para o caso, os detetives Ward Hastroll e Sam Sheppard não demoram a adentrar em um universo conjugal repleto de traições, violência e amor. Ambos enfrentam os mesmos problemas em seus casamentos – o que piora a situação. Como um tributo ao suspense hitchcockiano (David e Alice se conheceram na faculdade, durante a disciplina Casamento e Hitchcock), Adam Ross vai além do ro-

mance detetivesco para explorar de forma impressionante a união entre duas pessoas. E deixa a pergunta: Qual casamento resiste a uma investigação minuciosa?

Mr. Peanut Autor: Adam Ross Editora: Cia das letras Preço médio: R$55,00 (E-book: R$38,50)

w MAR A Confederação Nacional dos Pescadores, sediada em Brasília, pediu autorização a este cronista para transcrever no seu site a crônica 'Do Mar Antigo', de 21 de julho, que circula na Internet. É a glória. w CANGAÇO O editor Abimael Silva topou encarar uma edição revista e ampliada da Bibliografia do Cangaço, do pesquisador Paulo Gastão, de Mossoró. Agora com um registro atualizado dos estudos sobre o tema. w RAMPA Um álbum com cem fotos selecionadas do grande acervo de imagens históricas do pesquisador Fred Nicolau, da Fundação Rampa, edição Sebo Vermelho, marcará 70 anos da base aérea de Parnamirim. w POESIA 'Adupla face do poeta Laurentino Bezerra' é o livro organizado pelas professoras Valdenides Cabral de Araújo e Maria Francinete de Oliveira, edição da UFRN. a sua poesia é do regionalismo nordestino.


14 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 1 de agosto de 2012

Quarta-feira

Conscienciologia

Movimento dos Navios APRONIANO CÉSAR

Maria Regina Camarano, voluntária do INTERCAMPI em Recife CONSCIENCIOLOGIA@INTERCAMPI.ORG Fone: 3211-3126

A conquista da serenidade A serenidade é a condição pessoal expressa por meio da sensação de pleno bem-estar íntimo, de paz interior, de acalmia mental. Desde tempos remotos, estudos propostos pelos filósofos gregos, que tratavam da tranquilidade da alma, da ausência de ansiedade, do equilíbrio interior, da imperturbabilidade como conquistas para se atingir a felicidade, demonstram a preocupação com o tema, ao longo da história da humanidade. Modernamente, para a Conscienciologia, ciência que estuda a consciência de maneira integral, considerando todas as dimensões em que essa consciência atua, suas várias existências e sua evolução, a serenidade é uma etapa do processo autoevolutivo e pode ser alcançada pela mesma, através de seus esforços, ao longo de suas várias existências. Caracteriza-se pela ausência de conflitos internos de forma perene, que significa, também, a conquista da maturidade integral da consciência. Essa anticonflituosidade interna, evidentemente, irá se refletir na ausência de conflitos com outras pessoas ou consciências. Assim, as consciências que já apresentam traços da personalidade que podem ser identificados com a condição de serenidade são consideradas pacíficas e pacifistas. Ao se analisar a situação atual de conflitos existentes no planeta Terra, fica evidente que poucas pessoas atingiram esse patamar de evolução. Algumas personalidades históricas foram identificadas como pacíficas e pacifistas, a exemplo de Gandhi. Entretanto, a constatação de que se trata de uma consciência que conquistou a serenidade perene, na perspectiva da Conscienciologia, demanda o estudo mais profundo da sua biografia, para se identificar características de sua personalidade que se coadunam com essa condição. A partir das pesquisas conscienciológicas, através da autovivência da multidimensionalidade, utilizando a técnica da projetabilidade lúcida ou projeção consciente, foi possível a identificação e o contato com consciências, homens e mulheres, que ainda estão nesta dimensão física, e também com consciências

que já dessomaram (descartaram o corpo físico, passaram pela morte física) e se encontram na dimensão extrafísica, cujas qualidades adquiridas revelam a conquista da condição de serenidade ou o serenismo. Fundamentada nessa descoberta, a Conscienciologia propôs a teoria do Homo sapiens serenissimus, vulgarmente denominado de Serenão, e o modelo de evolução baseado nas qualidades dessas consciências. Trata-se da consciência, homem ou mulher, altamente evoluída, fulcro de serenidade, equilíbrio permanente, vivendo no anonimato, prestando assistência a todas as consciências em alto nível (Vieira, 2006). A obra da Conscienciologia que aborda com profundidade o tema é o Homo sapiens pacificus, de autoria do pesquisador Waldo Vieira. A conquista da serenidade de forma perene demora séculos e, portanto, considerando-se as múltiplas existências da consciência, consolida-se enquanto resultado de ações do dia-a-dia de cada um. É possível a vivência de momentos de serenidade no cotidiano e se ter alguma noção, na prática, a partir da própria experiência, a título de aperitivo, do que significa a serenidade permanente. Um dos pressupostos básicos para a vivência de momentos de serenidade é a coerência íntima, isto é, a coerência entre o que se pensa, sente, fala e faz, ou seja, a coerência entre pensamento, sentimento e ação, que pode ser atingida através da vontade decidida e da intenção cosmoética. Alinhar de forma harmônica a manifestação consciencial para se atingir a coerência é um grande desafio para todos nós, sendo ainda o pré-requisito para a reciclagem ou mudança da pessoa para outro patamar, com reflexos significativos no processo da autoevolução. A coerência entre o que se pensa, fala e faz deve ser acompanhada da intencionalidade cosmoética (a ética do cosmos, além da ética e da moral humana, com normas e regras cósmicas compreendidas e vivenciadas pela consciência em qualquer dimensão em que atue). Há muitas pessoas que se dizem coerentes, entretanto suas ações não são pautadas

na intenção cosmoética. Um ditador pensa ser coerente em suas ações, mas sua intencionalidade é anticosmoética. Um exemplo de intencionalidade cosmoética é a intenção expressa por meio dos pensamentos, sentimentos e energias (pensenes) de se desejar o melhor, em termos de conquistas evolutivas, para o maior número de pessoas. A coerência e intencionalidade podem ser percebidas pelas energias da pessoa que emite o pensene. Saber o que você é, por meio da autopesquisa, proposta pela Conscienciologia como técnica para a compreensão da sua complexidade (autoconhecimento), considerando as múltiplas dimensões (multidimensionalidade), as bionergias, as múltiplas existências, constitui mais um dos passos para a conquista paulatina da serenidade. A autopesquisa realizada concomitante à pesquisa sobre outras consciências - a exemplo do Serenão ou Serenona - e sobre os fatos e parafatos do cosmos, no qual a consciência está inserida, possibilita ampliar o autoconhecimento e a capacidade de discernimento para analisar os traços da sua personalidade que necessitam ser reciclados e os traços maduros adquiridos que se aproximam das características de uma personalidade serena. O estudo de obras relacionadas ao assunto, para a criação de novas sinapses cerebrais e o trabalho com as bioenergias, por meio de técnicas propostas pela Conscienciologia, são relevantes para se estabelecer uma conexão com o tema e com as energias das consciências mais evoluídas que conquistaram, de fato, a serenidade perene. A Serenologia é a especialidade da Conscienciologia que estuda o Homo sapiens serenissumus. A Associação Internacional dos Campi de Pesquisas da Conscienciologia (INTERCAMPI), com sede em Natal, tem como um dos seus propósitos a pesquisa da Serenologia e, nessa perspectiva, desenvolveu uma atividade prática, através do Laboratório de Serenologia, que possibilita aos interessados estudar o tema, a partir de suas vivências.

apronianocfs@hotmail.com

Terminal Sul do Porto de Santos vai receber cobertura metálica com 76 m de altura e 138m de comprimento NATAL Navio Marlin Any Chouest H35-Amorim do Vale Lagoa Carioca Lagoa Paranaense Ponorze CMA-CGM Platon Marfret Guyane Nord Sincere U20-Cisne Branco

Bandeira Libéria Brasil Brasil Brasil Brasil Bahamas United King França Hong Kong Brasil

Almi Star

Libéria

Agência Petrobras Seamaster M. Brasil W. Sons W. Sons JSF/NML CMA-CGM W. Sons Superservice M. Brasil

Chegada No Porto No Porto No Porto No Porto No Porto 04/08 04/08 11/08 13/08 17/08

Destino Salvador(BA) Guamaré(RN) BN Natal --Rosário/ARG Algeciras/ESP Algeciras/ESP CHINA Designar

Carga -Reabastecimento Hidrooceanográfico Em Operação Em Operação -Contêineres Contêineres -Veleiro

Descarga Combustível ----Trigo --Min. de ferro --

TERMINAL OCEÂNICO DE UBARANA - GUAMARÉ - RN Petrobras

No Porto

Salvador(BA)

Óleo cru

--

Sal Sal

---

TERMINAL SALINEIRO DE AREIA BRANCA - RN Nuri Sonay Atlantic Falcon

Dia 01 02

Turquia Bahamas

A. Marítima No Porto A. Marítima Ao Largo

TÁBUA DE MARÉS Hora Altura (M) 16:15 2.3 21:54 0.2 04:30 2.5 10:21 0.1

Exportação Santos (SP)

A PROGRAMAÇÃO É CHECADA DIARIAMENTE, PODENDO HAVER ANTECIPAÇÃO OU ATRASO DE ALGUM NAVIO

FASES DA LUA Cheia (02/08 - 00:27h) Minguante (09/08 - 15:55h) Nova (17/08 - 12:54h) Crescente (24/08 - 10:54h) Cheia (31/08 - 10:58h)

Laboratório Digital RICCARDO CARVALHO - riccardocarvalho.rn@gmail.com

Hotmail dará lugar a novo serviço online Após 16 anos de existência, a Microsoft elimina a marca "Hotmail" para seus serviços de e-mail e a substitui pelo "Outlook.com". O site do Hotmail continuará no ar e os usuários não serão forçados a mudar por enquanto. Ainda será possível enviar mensagens para o endereço de e-mail "@hotmail.com", mas seu domínio em breve mudará para "@outlook.com". A Microsoft permitirá que os usuários escolham outro nome para o endereço de e-mail, mantendo o hotmail como uma espécie de endereço alternativo ao novo Outlook. O novo serviço será acessível pela web e será compatível com clientes Exchange ActiveSync e POP3. Haverá também integração com Facebook, Twitter, LinkedIn, Google+ para que o usuário possa acompanhar as publicações em um mesmo local. Assim como o recém-lançado Office 2013, o novo Outlook traz conexão com a nuvem, mensageiro instantâneo embutido e videochamadas pelo Skype. O usuário poderá também utilizar o Office Web Apps que inclui Word, Excel, PowerPoint e OneNote, além do SkyDrive para armazenamento em nuvem. "Nós acreditamos que podemos fazer muito mais que um webmail. Decidimos então que era o momento certo para uma mudança", afirmou a Microsoft. A mudança prepara os serviços da Microsoft para o lançamento do Windows 8, programado para 26 de outubro, trazendo o estilo Metro para o novo Outlook. O serviço online já está disponível para todos.

Amazon

Ações do Facebook caem rápido A ação do Facebook despencou 6 por cento para uma nova mínima recorde ontem, recuando pelo terceiro pregão seguido desde que os resultados trimestrais da rede social mostraram desaceleração no crescimento de sua base de usuários. Investidores puniram a ação da maior rede social do mundo e de outras empresas da internet focadas em consumidores, como a Zynga, questionando sua habilidade de sustentar crescimento e manter avaliações elevadas. Na semana passada, o Facebook divulgou seu balanço trimestral mas não apresentou previsões para o ano, assustando investidores em busca de segurança sobre crescimento da empresa em 2012. O mercado também está se preparando para um dilúvio de milhões de ações após 16 de agosto, quando expira a proibição de venda de papéis de funcionários da empresa após a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês). Apesar de ter perdido 40 por cento de seu valor desde seu IPO, em 18 de maio, a ação do Facebook ainda é negociada a 47 vezes resultados projetados, ante 15 vezes do Google.

AAmazon.com apresentou ontem um novo serviço de música digital, intensificando a competição com o iTunes, da Apple. O novo serviço encontra arquivos de música digital nos computadores de seus usuários, cria cópias dessas canções e as armazena em nuvem, segundo a Amazon. Como parte do novo serviço, a Amazon anunciou acordos de licenciamento junto a centenas de editoras e distribuidoras de música, incluindo Sony Music Entertainment, EMI, Vivendi, Universal Music e Warner Music. As licenças permitem que a empresa crie novas versões dos arquivos digitais de música de seus clientes.

Brasileiros no mundo digital Mais da metade da população brasileira está incluída no mundo digital, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, o que coloca o Brasil próximo à média mundial. No Brasil, 51,2% da população pesquisada tem acesso a celular, telefone fixo, computador e internet em casa, enquanto a média global marca 49,1%. No ranking global de inclusão digital, o Brasil está no 72º lugar, entre 156 países pesquisados, diz a pesquisa da FVG, rea-

lizada em parceria com a Fundação Telefônica Vivo, divulgada ontem na FGV. Entre 156 países pesquisados, os dez que têm população com mais acesso ao celular, ao telefone fixo, ao computador e à internet em casa são Suécia (95,8%), Islândia (95,5%), Singapura (95,5%), Nova Zelândia (93,5%), Holanda (92,5%), Irlanda (92,3%), Luxemburgo (92%), Taiwan (91,8%), Suíça (91,3%), e Austrália (91%).

Dica de APP para Android:

KINGSOF T

Aplicativo gratuito Android para edição e visualização de documentos. Possui suporte a 23 formatos, inclusive DOC, DOCX, TXT, XLS, XLSX, PPT, PPTX e PDF. Também permite sincronização de documentos com os principais serviços na nuvem (Google Drive, Dropbox e Box.net ), além de permitir que os documentos sejam salvos no formato PDF. Existem outros aplicativos para edição de documentos, porém alguns apresentam problemas em abrir documentos das versões mais recentes do Office.


Esporte

Quarta-feira

Natal, 1 de agosto de 2012

O Jornal de HOJE 15

DE VOLTA AO G4 O A MÉRICA

VENCEU O

Um time buscando o G4, outro na zona de rebaixamento. Uma diferença de quase vinte pontos na tabela de classificação. Com um retrospecto assim ficaria fácil pensar. O América, na briga pelo topo, vai atropelar o limitado Grêmio Barueri. Mas o equilíbrio da Série B não permite sonhar antes da bola rolar. Em campo as duas equipes fizeram um jogo recheado de passes errados e muito truncado. O futebol não foi lá essas coisas, mas com um elenco bem mais qualificado e decisivo, o América aproveitou a força do Nazarenão e construiu mais uma vitória em casa, a sétima em oito jogos. Mais que isso, com o tropeço dos adversários diretos o alvirrubro potiguar voltou ao G4 e agora ocupa a terceira colocação. "Para a tristeza de um monte de gente, mas para alegria do torcedor americano estamos de volta ao G4. Vai ser assim até o fim do campeonato. Até as dez últimas rodadas serão oito equipes brigando forte e pode ser que o número aumente. Fizemos o dever dentro de casa e no momento que a gente passar a pontuar fora de casa o G4 vai ser uma constante para a nossa equipe", disse

G RÊMIO B ARUERI

POR

2

A

1

E ESTÁ DE VOLTA AO

G4

DO

C AMPEONATO B RASILEIRO

Fotos: Wellington Rocha

O atacante Lúcio Curió caprichou na cobrança de falta e abriu o caminho da vitória para o América o técnico Roberto Fernandes. Para o volante Fabinho, a garra foi o principal diferencial no jogo de ontem. "A gente sabe que não tem adversário fácil. Mas o resultado foi merecido pela nossa luta. O aproveitamento em casa é muito bom, mas falta agora buscar os pontos fora de casa para que a nossa campanha

ganhe mais força", disse o jogador, que recebeu o terceiro cartão amarelo e é desfalque certo para o próximo confronto do América, na sexta feira, contra o Boa Esporte em Minas Gerais. Outro desfalque do América para o próximo jogo é o volante Márcio Passo, que expulso na noite de ontem cumprirá suspensão.

O segundo gol alvirrubro foi do "homem de pedra". Foi o primeiro gol de Max desde o seu retorno

A noite alvirrubra foi recheada de estreias. A dupla de zaga composta por Rodrigão e Zé Antônio foi aprovada pelo técnico Roberto Fernandes. O meia Netinho, novo camisa 10 também esteve em campo, mas a falta de ritmo de jogo prejudicou o melhor rendimento. "O Zé Antônio e o Ro-

drigão fizeram uma partida muito boa. O Netinho está com falta de ritmo, mas mostrou que tem todas as condições de ser titular e fazer parte do nosso grupo", completou o treinador. Com 26 pontos na tabela de classificação, o América agora ocupa a terceira colocação, atrás apenas do

> ABC

Criciúma, líder isolado com 35 pontos e do Vitória, com 32. O América Mineiro, é o quarto colocado também com 26 pontos. E o equilíbrio fica ainda mais visível ao analisar a tabela e ver que São Caetano e Goiás, quinto e sexto colocados, também têm a mesma pontuação. São quatro times com 26 pontos.

14ª RODADA - SÉRIE B

Empate fora de casa mantém boa sequência Serra Dourada lotado, com mais de 16 mil pessoas, para acompanhar Goiás e ABC, pela décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Embalado por três vitórias consecutivas o Goiás queria voltar ao G4. Mas o ABC também vive bom momento e queria provar isso em campo. O empate em 1 a 1 fora de casa foi considerado positivo pelo técnico Ademir Fonseca, afinal o ABC chega ao quarto jogo consecutivo pontuando, sendo duas vitórias e dois empates. "Estamos resgatando a confiança do grupo, o time está em crescimento e ainda vamos evoluir mais. Agora temos que manter os pés no chão, a humildade, seguir trabalhando, que só assim conseguiremos alcançar os nossos objetivos. Vamos primeiro pensar em fugir dessa zona perigosa e depois, quem sabe, almejarmos algo mais. Uma coisa de cada vez. Os jogadores estão se

No primeiro toque que deu na bola o atacante Joelson marcou o gol de empate doando ao máximo em campo, se ajudando e os resultados estão acontecendo. Conquistamos um grande resultado aqui diante do Goiás, um ponto importante, contra um adversário que briga pelo G-4", disse o técnico Ademir Fonseca. Em campo o jogo foi equilibra-

do e o primeiro gol saiu após o volante Serginho tocar com a mão na bola dentro da área. Iarley, com a camisa comemorativa dos 150 jogos pela equipe esmeraldina cobrou e abriu o placar. O ABC foi para cima e dois jogadores que saíram do banco de reservas encontra-

ram o caminho para o empate. Fábio Neves cruzou, a bola desviou no meio do caminho, o zagueiro do Goiás falhou e Joelson estava atento para marcar o gol alvinegro. "Fico feliz em ter saído do banco para marcar o gol que nos garantiu esse empate. Venho trabalhando forte para quando o professor precisar eu estar pronto e hoje consegui ajudar a equipe. Queríamos a vitória, mas o empate foi muito importante. O Goiás tem um grande time e levar um ponto daqui foi um excelente resultado", disse Joelson, que marcou o seu primeiro gol com a camisa do ABC. A posição na tabela não mudou, o ABC se mantém em 14ª e com seis pontos de vantagem para o primeiro time na zona de rebaixamento, o Asa de Arapiraca. Na próxima rodada, no Frasqueirão, o alvinegro recebe o Paraná.

Gabriel Negreiros GABRIEL NEGREIROS - gabrielnegreiros@gmail.com - twitter: @gabrielnegreiro EXCELENTES RESULTADOS O Goiás vinha de três vitórias consecutivas. Mais de 16 mil pessoas compareceram ao Serra Dourada. O time esmeraldino ainda lutava pelo G4. Para complicar ainda mais a vida do ABC, eles marcaram o primeiro gol. Ou seja, ingredientes suficientes para afirmar que um empate foi um bom resultado para o ABC, que chega aos 17 pontos, mantém uma distância segura para a zona de rebaixamento e segue na briga do grupo intermediário. É o quarto jogo consecutivo que o ABC pontua, sendo duas vitórias e dois empates. O jogo do América parecia mais simples. Não só pelo fato de jogar em casa e ser extremamente competente como mandante, mas principalmente pelo adversário, que em 13 rodadas tinha apenas seis pontos conquistados. Mas o jogo foi difícil. O América pecou na quantidade de passes errados, mesmo assim mereceu a vitória e poderia ter construído com mais facilidade se não exagerasse tanto na individualidade. A campanha do América é fantástica e com 26 pontos a briga no G4 se mantém firme. Falta equilibrar as ações fora de casa, que não segue o mesmo ritmo. JOELSON Veja como é o futebol. O atacante

Joelson, que ninguém nem lembrava mais que ele estava no ABC, foi o autor do gol de empate do ABC. E logo no primeiro toque que deu na bola. Quando a fase é boa, tudo funciona. A maré no ABC parece ter realmente mudado. NETINHO O meia Netinho estreou com a camisa 10 do América. Logicamente sentiu a falta de ritmo e, principalmente, a dificuldade de se entender com os companheiros. Mesmo assim já foi mais eficiente que os anteriores que ocuparam a vaga. "OVERDOSE DE TRIANGULO" O faixa preta de Jiu Jitsu Thiago Barreto venceu a categoria pena do Rio Open 2012. O atleta é destaque na revista Tatame Magazine, que traz o título "overdose de triangulo", para descrever a trajetória do potiguar na competição. Das quatro lutas que disputou, Thiago venceu três por finalização, sendo duas por triângulo e uma por armlock a partir de um triângulo. Bela vitória do professor da One Brasa. "Agora vem a Copa Black Bull em Recife, e depois o São Paulo Open, mas o foco principal é a Seletiva do WPJJC aqui em Natal", diz Thiago já pensando em novas vitórias.

O DIA OLÍMPICO O quinto dia das olimpíadas de Londres tinha tudo para ser um dos mais legais para o esporte brasileiro. Começou muito bem com o judoca Tiago Camilo, que venceu as três primeiras lutas e chegou às semifinais do torneio. Mas depois desandou tudo e ele acabou perdendo as duas lutas decisivas. O futebol da seleção brasileira também entrou em campo. Poupando jogadores, Mano Menezes fechou a primeira fase em grande estilo ao vencer a Nova Zelândia. Sempre tenho falado que aposto muito nesse time, porém, o meu medo está no sistema defensivo. Especialmente em dois jogadores: o goleiro Neto, muito ruim, e o zagueiro Juan, péssimo. Se bem que o goleiro Gabriel, que jogou hoje, parece ser bem melhor. Nas piscinas, hoje a tarde, é hora de torcer pelo atleta brasileiro mais competente das olimpíadas, César Cielo. Tomara que eu não queime a língua, mas vejo em Cielo um atleta diferenciado, que não treme nos momentos decisivos e que pode trazer várias medalhas para o Brasil. Ele não luta por prata, vai querer ouro. É competitivo demais para se contentar com o vice.

31/07 - 19h30 31/07 - 19h30 31/07 - 19h30 31/07 - 19h30 31/07 - 19h30 31/07 - 21h50 31/07 - 21h50 31/07 - 21h50 31/07 - 21h50 31/07 - 21h50

Paraná-PR Goiás-GO Ceará-CE Criciúma-SC América-MG Bragantino-SP CRB-AL Guaratinguetá-SP São Caetano-SP América-RN

1x1 1x1 1x1 2x1 0x2 2x2 2x0 0x1 0x0 2x1

Avaí-SC ABC-RN Boa Esporte-MG Guarani-SP Joinville-SC ASA-AL Ipatinga-MG Atlético-PR Vitória-BA Grêmio Barueri-SP

CLASSIFICAÇÃO - SÉRIE B 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

CLUBE Criciúma-SC Vitória-BA América-RN América-MG São Caetano-SP Goiás-GO Joinville-SC Paraná-PR Atlético-PR CRB-AL Avaí-SC Boa Esporte-MG Ceará-CE ABC-RN Guarani-SP Bragantino-SP ASA-AL Guaratinguetá-SP Grêmio Barueri-SP Ipatinga-MG

PG 35 32 26 26 26 26 24 22 20 20 18 18 18 17 15 12 11 9 6 4

JG 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14

VI 11 10 8 8 7 7 7 6 6 6 5 4 4 4 3 2 3 2 1 1

EM 2 2 2 2 5 5 3 4 2 2 3 6 6 5 6 6 2 3 3 1

DE 1 2 4 4 2 2 4 4 6 6 6 4 4 5 5 6 9 9 10 12

GP 36 26 24 22 19 23 23 21 17 21 14 19 22 21 14 18 16 11 10 9

GC 21 14 17 16 11 19 13 18 14 22 16 18 23 19 15 22 23 24 30 31

SG 15 12 7 6 8 4 10 3 3 -1 -2 1 -1 2 -1 -4 -7 -13 -20 -22

PisandonaBola AMÂNCIO

amancionatal@gmail.com / www.chargistaamancio.blogspot.com


16 O Jornal de HOJE

Natal, 1 de agosto de 2012

Esporte

Quarta-feira

Passe Livre

RUBENS LEMOS FILHO - r.lemosfilho@uol.com.br

Com gols de Danilo, Leandro Damião e Sandro o Brasil fecha a primeira fase na liderança do grupo e espera por Japão ou Honduras

COM TIME MISTO, BRASIL PASSEIA A

SELEÇÃO NÃO TEVE DIFICULDADES PARA PASSAR

NOVA ZELÂNDIA NO ÚLTIMO JOGO DA PRIMEIRA FASE. A VITÓRIA POR 3 A 0 GARANTE PRIMEIRO LUGAR PELA

Um time mais leve, solto e sem parecer sentir tanto a pressão dos primeiros confrontos olímpicos. Assim foi a seleção brasileira no jogo de hoje diante da Nova Zelândia, o terceiro e último desta primeira fase olímpica. Classificado em primeiro lugar, o Brasil agora a definição do seu adversário nas quartas de final, que poderá ser Japão ou Honduras,

que compõem o Grupo D. O técnico Mano Menezes fez quatro substituições no time titular. Ele resolveu poupar o goleiro Neto, o volante Rômulo, o meia Oscar e o atacante Hulk. Ganharam condição de jogo o goleiro Gabriel, o volante Danilo, o lateral Alecsandro e o meia atacante Lucas. Ganso seria um dos atletas uti-

lizados por Mano Menezes no time misto que enfrentou a Nova Zelândia. O treinador tinha a intenção de observar o desempenho do meia, que não tem tido uma sequência na seleção brasileira e no Santos por conta de lesões constantes. A última foi uma cirurgia no joelho, que o tirou dos amistosos na Alemanha e nos Estados Unidos.

> LONDRES 2012

CIELO PELO OURO No quinto dia olímpico, o Brasil terá com Cesar Cielo a principal chance para conquistar a quarta medalha nos Jogos Olímpicos de Londres. A partir das 16h20, o nadador disputa a final dos 100m livre. Cesar Cielo tem os números na cabeça. Na eliminatória, admitiu ter se assustado com o tempo de 48s67 e temido por uma desclassificação precoce. Na semifinal, baixou o tempo para 48s17 e até se deu ao luxo de diminuir o ritmo no final da prova. Agora, para a final dos 100m livre, o brasileiro sabe o que precisa para estar novamente no pódio e repetir Pequim2008. "Vamos ver se eu consigo nadar abaixo dos 48s para pegar uma medalha. Fazendo 47s, dá para ficar entre os três primeiros, mas acho que quatro pessoas podem fazer isso. Tem de fazer aquele 47s70 que estou imaginando, mas um 47s83 já está de bom tamanho", disse o brasileiro, bronze há quatro anos, assim que deixou a piscina com o quinto melhor tempo das semifinais. Na atual edição dos Jogos, três finalistas já nadaram abaixo da meta de Cielo: o francês Yannick Agnel, o australiano James Mag-

Na atual edição dos Jogos, três finalistas já nadaram abaixo da meta de Cielo nussen e o russo Nikita Lobintsev. O norte-americano Nathan Adrian completa o time dos que já bateram em menos de 48s. "Fazendo uma conta rápida eu posso ganhar. Mas o James está muito bem, aquela abertura do revezamento foi um tropeço.

Vamos ver o que dá, não sou o favorito. Quem sabe não vem uma surpresa amanhã. Agora é manter a motivação, vamos torcer, não tenho nada a perder. Está na mão do destino", avaliou Cielo, que tem a experiência de ter baixado o tempo nos Jogos da China.

> JUDÔ

TIAGO CAMILO PERDE NA DISPUTA PELO BRONZE O brasileiro Tiago Camilo perdeu para o sul-coreano Dae Nam Song na semifinal do torneio válido pela categoria de até 90kg ficou fora da final no judô. Ele tinha chance de repetir em Londres o bronze de quatro anos

em Pequim, porém, mais uma derrota para o grego Ilias Iliadis, que venceu Mark Anthony, da Nova Zelândia, pela repescagem, acabou com o sonho do brasileiro. Com a derrota, segue o jejum

nacional de decisões: a equipe masculina do Brasil não disputa uma final no judô desde Sidney-2000, quando Carlos Honorato e o próprio Tiago Camilo conquistaram medalhas de prata.

Invenções Quando se compra uma geladeira nova, em 68 prestações, se agrada à patroa e o peritônio, cobertura do estômago por onde passará a cerveja mais mofada, militarmente adequada a uma boa reunião com (poucos) amigos. Na hora em que o sujeito chega com um carro novo na garagem, ainda com o plástico na bancada, arriscando-se em financiamentos tão longos quanto um monólogo do secretário de Esportes do Rio Grande do Norte, Joacy Bastos, a família entra em transe. Criançada faz a festa, pula dentro do carro e, se necessário, dorme dentro. A mulher fica mais amorosa, planeja uma viagem nem que seja a uma praia próxima e a sensação do pai de família é de progresso. É assim também quando o sujeito, depois de casar e trabalhar feito um condenado por longas décadas, consegue receber as chaves de um apartamento modesto , no qual cabem, ele, a digníssima, os filhos, o cachorro, os discos e os livros. Os filmes. É o progresso sadio. A indústria de discos permitiu ao consumidor se sentir melhor ouvindo um CD do que um vinil, embora na chegada do disquinho, tenha proliferado a peste de podridões musicais. Mas a qualidade do som melhorou. Mergulhe numa piscina e faça o percurso de um sertanejo na caatinga. É uma experiência que deveria constar das homilias de igreja sobre experiências antecipadas sobre céu e inferno Numa cidade quente, o frio alivia o estresse da vida de todo mundo, menos dos seus donos sem escritura, que saem a rasgar ruas e avenidas desrespeitando regras de trânsito. O computador foi a maior invenção do mundo depois da mulher, embora tenha quem não prefira a mulher. Tenha quem escolha o beisebol. Por causa da formosura do seu instrumento básico de manuseio. O computador é o que há. Para quem trabalha com texto e faz dele meio de vida e não mata-burro, não leva surra das letras como quem trucida o idioma e se mete a desafiá-lo, o computador imprime uma paz que as velhas máquinas Olivetti e Remington representavam em rebeldia e ferocidade. O furor das máquinas numa redação mediam agilidade e talento dos redatores. Computador é uma maravilha. Depois dele veio a internet. Outra descoberta genial. A Groelândia colada a Riacho do Meio, perto de Pau dos Ferros, por meio de uma rede internacional chamada web. >>> Até hoje nunca vi um matuto do Riacho do Meio entender ou querer saber o que danado é FELICIDADE O América até economizou. Está em terceiro lugar, de volta ao grupo de elite por merecimento. Quem foi a Goianinha, voltou satisfeito com a pancada de Lúcio, típica dos bons tempos do "Cabo Gito"e do gol de Max. Dida ainda fez suspense. PARA FRENTE Quando joga para frente, o América é time para subir de série. FOI BOM O empate foi bom para o ABC, que esteve sempre com nove jogadores em campo. O ár-

web, embora muitos entrem em vários endereços eletrônicos de sacanagem adulta. A internet já foi chamada de intermédica, numa conversa de alpendre na fazenda do meu sogro nos Ingás, no Encanto, perto do dito Riacho do Meio. Depois da internet chegaram as redes sociais, o espaço para qualquer cidadão ou cidadã, de toda cor, raça, opção sexual, nível social, grau de escolaridade, boçalidade, de qualificação ou ausência de caráter, um território livre e, a princípio, democrático. Os princípios foram a qualquer meio para que alguns cheguem aos seus fins. As redes sociais deram espaço para todos. O bom, o mau, o chato, o empedernido, aquele metido a gênio que fica lá no seu cantinho soltando alfinetadas, o sabichão que entende do giclê de motor à sentença de ministro do STF, o roteirista frustrado de cinema, o exibicionista(olha eu aqui em Londres!), o sacana, o piadista, o curtidor da cara alheia. O progresso das redes sociais avança e vicia. A ponto de fazer com que pessoas ditas inteligentes e ocupadas passem o dia dedilhando frases feitas ou criando outras, desancando políticos e debatendo futebol como numa interminável resenha esportiva cheia de erros gramaticais. Bobagem, no rádio quase sempre é assim. No embalo das redes sociais, foram criados programas acessórios para se acoplar, por exemplo, ao twitter, onde se encontram durante 24 horas por dia, os juízes informais do destino universal. Os críticos do erro que sempre é o (seu) interesse contrariado. Os insuportáveis dogmáticos que insistem na dicotomia cansada entre Esquerda e Direita. Volver. Ou os denuncistas que não olham o próprio espelho. Telefones celulares, indispensáveis e sinalizadores de status conforme o modelito , são fabricados com câmeras fotográficas de nitidez perfeita. O sujeito vai ao banheiro(se quiser), descarrega a feijoada, fotografa e manda ao twitter: "Que alívio, feijoada ótima, cagada melhor ainda." O progresso melhorou os instrumentos e piorou os usuários. Na Escócia, um rapaz de 19 anos, viu um homem ser atropelado, correu e fotografou para postar nas redes sociais. Preferiu o flagrante à solidariedade do socorro ao moribundo. A Justiça vai processar Ikram Choudury, que sequer ligou para as equipes de resgate após mostrar aos amiguinhos a proeza de ter registrado uma desgraça. É um caso grave que requer um upgrade na cabeça dos gênios da informática: avancem nos equipamentos, melhorem também a qualidade das pessoas.

bitro Jean Pierre foi um zagueiro do Goiás vestido de amarelo. O volante Serginho fez o pênalti mais idiota desde a chegada do índio Felipe Camarão por estas bandas. GUTO O baixinho Guto é o Dustin Hoffman alvinegro, no papel do Pequeno Grande Homem. Ontem, jogou por todo o meiocampo, na marcação, na armação, na finalização. MEMÓRIA DE CAMPEÃO Hoje, 1o de agosto, faz 38 anos que um clube carioca venceu pela primeira vez o Campeonato Brasileiro. E foi o Vasco,

time do jornalista João Batista Machado e do professor Geraldo Batista, campeão em cima do Cruzeiro, 2x1 no Ex-Maracanã com 112.993 pagantes. Gols do Vasco: Ademir e Jorginho Carvoeiro(o do título). Nelinho marcou para o Cruzeiro. TIMES O Vasco/74: Andrada; Fidélis, Moisés, Miguel e Alfinete; Alcir, Zanata e Ademir; Jorginho Carvoeiro, Roberto Dinamite e Luís Carlos. Cruzeiro: Vítor; Nelinho, Perfumo, Darci Menezes e Vanderlei; Piazza, Zé Carlos e Dirceu Lopes; Roberto Batata, Palhinha(Joãozinho) e Eduardo Amorim(Baiano).

CMYK


Cultura

Quarta-feira

Natal, 1 de agosto de 2012

O Jornal de HOJE 17

Fotos: Divulgação

CHEF CHRISTIAN LE SQUER VISITA NATAL DANIELA PACHECO EDITORA DE CULTURA

O chef francês Christian Le Squer, que figura desde 2002 na lista dos exclusivos restaurantes três estrelas do Guia Michelin, cotação máxima no guia de restaurantes mais prestigiado do mundo fez ontem uma palestra especial para alunos, docentes e convidados da UnP, integrante da rede internacional de universidades Laureate. Localizado na Avenida Champs Elysées, em um prédio de 200 anos de história, o restaurante foi agraciado por cinco anos consecutivos com três estrelas pelo Guia Michelin, o mais importante prêmio da culinária internacional. Hoje, o Ledoyen é a expressão do que existe de melhor para o paladar em Paris. Le Squer, nascido na região da Bretanha, já passou por grandes cozinhas em seu país, como a do Taillevent, Le Divellec, Lucas e o Ritz, ele recebeu sua primeira estrela trabalhando no Opéra Restaurante em 2002. Era o início de uma jornada de sucesso em criações com muita originalidade e refinamento. O tema da palestra foi “3 estrelas no Guia Michelin: a trajetória de um grande chef”, abordando a trajetória profissional de Le Squer, como ele alcançou sua posição de prestigio internacional e sobre o seu dia a dia, e o de sua equipe, num dos melhores restaurantes do mundo. Christian Le Squer concedeu entrevista para O JORNAL DE HOJE. Confira! O JORNALDE HOJE - O que lhe motivou se dedicar a arte de cozinhar? Christian Le Squer - Quando eu era jovem eu sempre apreciei muito comer, e a hora das refeições eram sempre momentos privilegiados. O JORNAL DE HOJE - O senhor já passou por grandes cozinhas em seu país. Em entrevista o sehor já afirmou que foi a primeira delas a que mais o marcou: a do extinto restaurante Archestrate, cujo proprietário, Alain Senderens. Por que? Christian Le Squer - Quando eu trabalhei no Archestrate essa cozinha me abriu o espirito para todas as associações de sabores e gostos. O JORNAL DE HOJE - Um dos segredos para se tornar um chef reconhecido no mundo inteiro é viajar sempre para conhecer ingredientes novos? Christian Le Squer - Não, eu penso que para ser um Chef conhecido no mundo inteiro não é necessário viajar o mundo inteiro mas é preciso

que nossa cozinha esteja em movimento nas criações dos pratos que faz de você um cozinheiro que dura no tempo e não algo passageiro. O JORNAL DE HOJE - E, por falar... Quais são os seus temperos preferidos? Christian Le Squer - A acidez. A cozinha muito temperada me incomoda mas a acidez releva o gosto do produto. O JORNAL DE HOJE - O que lhe chama mais atenção na cozinha brasileira? Christian Le Squer - A diversidade de comidas de cada região do Brasil. O JORNAL DE HOJE - Ter a cotação máxima (três estrelas) no guia mais prestigioso do mundo, O Michelin. Trouxe para você uma maior visibilidade. Como também, uma maior responsabilidade. O que o senhor faz todos os dias para conseguir manter essa qualificação? Christian Le Squer - No começo, trabalhamos muito para ter acesso as três estrelas pois é um grande ‘challenge’, mas ao longo do tempo se torna algo natural de manter as três estrelas. Colocamos limites muitos altos para mantê-las. O JORNAL DE HOJE - A cozinha é um reflexo da cultura de um povo. Essa modernidade no ato de criar novos pratos e sabores. De alguma forma, retrai o valor, por exemplo, de uma cozinha regional? Christian Le Squer - Eu penso que a cozinha francesa tem uma cozinha regional muito rica e ao mesmo tempo ela coloca em valor a modernidade do prato levando associações modernas um pouco como na alta costura e o perfume pois o jeito de comer hoje é diferente que dos nosso pais então, a cozinha deve levar a uma certa modernidade na sua refeição. O JORNAL DE HOJE - Conte pra gente, qual é a sua receita de sucesso? Christian Le Squer - Estar sempre insatisfeito. O JORNAL DE HOJE - E, qual é o personagem principal de uma boa comida? Christian Le Squer - A matéria prima e depois o Chef que o sublime. O JORNAL DE HOJE - O que o senhor pretendeu transmitir nesta palestra? Christian Le Squer - Minha paixão pelos sabores e gostos.

Cultura HOJE com Dani Pacheco

DANIELA PACHECO - danipacheco@hotmail.com CIRCUITO CULTURAL Para começar o mês com noticias boas... Foi divulgado o resultados do Circuito Cultural Ribeira que recomeça ainda neste mês sua programação que se destaca pela diversidade e democracia cultural. Foram selecionados 102 projetos, entre os 280 inscritos. O encontro começa dia 12 de agosto e se realizará sempre no segundo domingo de cada mês, ocupando os espaços culturais e também as ruas da Ribeira. Além da programação própria, o Circuito vai se conectar com eventos que acontecem no bairro, como o Festival Dosol, Cena Aberta, Goiamum e a Chamada Carnavalesca do Rock. E, POR FALAR... A iniciativa do Circuito Cultural da Ribeira é do Dosol e da Casa da Ribeira, contando com patrocínio da Cosern, Vivo e Governo do Estado do RN através da Lei Câmara Cascudo. Na edição de agosto também conta com a parceria do Sesc.

ATRAÇÕES Confira algumas das atrações musicais do Circuito: Talma e Gadelha (foto), Orquestra Boca Seca, Rosa de Pedra, Os Bonies, Nordestenato, Isaque Galvão, Júlio Lima, Nós do Beco, SeuZé, Gustavo Cocentino e Blue Mountain, Khrystal, Pedro Mendes, Faces Negras, Red Boots, Raízes de Concreto, Esso, Mariano Tavares. Nas artes visuais/performance, entres outros, estão Carol Piñero, Coletivo Camafeu, Coletivo ES3, Daniel Torres, Pok, Ramilla Souza, Rosa Maciel, Sofia Bauchwitz, Fábio di Ojuara. No segmento de teatro/dança contará com espetáculos de Bololô Cia Cênica, Arkhétypos Grupo De Teatro, Cia Gira-Dança, Shaman Tribal, Coletivo Atores à Deriva, Cláudia Magalhães, Facetas, Mutretas e Outras Histórias, Nammu Dança, Tuareg, Tramas, entre outros. E, na área de vídeo/debates, a Jatobá Filmes exibirá o documentário "Dzi Croquettes", o filme "Febre do rato" e a mostra "25 Anos Vídeo nas Aldeias".

SOS MATA ATLÂNTICA Até o dia 5 de agosto, a SOS Mata Atlântica estará na cidade de Natal com o projeto “A Mata Atlântica é Aqui – Exposição Itinerante do Cidadão Atuante”. Dois caminhões adaptados para atividades de educação ambiental permanecerão no Campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), no estacionamento ao lado do restaurante universitário, no Bairro Lagoa Nova. Durante a visita, a equipe da SOS Mata Atlântica promove atividades gratuitas com o público, como jogos educativos, palestras, cursos, oficinas, cinema e muito mais. O projeto funciona das 10h às 17h até o dia 4 de agosto e das 10h às 16h no dia 5 de agosto. O patrocínio desta iniciativa é de Bradesco Cartões, Natura e Volkswagen Caminhões & Ônibus. TEATRO O grupo de teatro pernambucano Trupe Ensaia Aqui e Acolá apresenta, dentro do projeto Palco Giratório do Sesc, o espetáculo "O amor de Clotilde por um certo Leandro Dantas", hoje, às 20h, no Teatro Alberto Maranhão. Ingresso: 1kg de alimento não perecível (a troca deve se feita no Sesc Centro ou no TAM 1 hora antes da peça). Informações: 3211 5577.

DANÇA A companhia potiguar Gira Dança estreia seu mais novo trabalho, “Sobre todas as coisas”, com coreografia de Mário Nascimento (MG), no 4º Encontro Nacional de Dança Contemporânea, às 20h, na Casa da Ribeira (Rua Frei Miguelinho, 52, Ribeira). A entrada é gratuita. DANÇA II O 4° Encontro Nacional de Dança Contemporânea apresenta nesta quarta-feira, 1° de agosto, a intervenção urbana "Casca de Nós" da Companhia dos Pés (SP), às 18h, no Prédio da FIERN (Av. Salgado Filho). Acesso gratuito. ARTES VISUAIS Nesta quarta acontece a abertura da exposição "Antálgico", uma videoinstalação do artista paraibano Tony Neto, estudante do curso de Artes Visuais da Universidade Federal da Paraíba, às 19h, na Galeria de Arte do IFRN Cidade Alta (Av. Rio Branco, 743).


Cultura

Natal, 1 de agosto de 2012

18 O Jornal de HOJE

Quarta-feira

Canal 1

BATE-REBATE

POR FLÁVIO RICCO - Colaboração: José Carlos Nery / flavioricco@gmail.com.br / http://twitter.com/flavioricco

Jornalismo do SBT passa a receber perigosa interferência É impressionante como as coisas no SBT não podem funcionar direito. Quando tudo começa a se ajeitar e os diversos programas da casa, depois de muito tempo, engrenam boa reação - como agora se observa nos resultados de audiência, aparece alguém querendo aparecer mais do que deveria. O pessoal da engenharia técnica, deixando de lado os inúmeros problemas do próprio setor e que há muito tempo são empurrados com a barriga, resolveu entender que também deve dar palpites no departamento de jornalismo. Sabe-se lá por quais motivos querem, por que querem, que a gravação da escalada – as manchete do “SBT Brasil”, sempre aconteça com muita e desnecessária antecedência. Que diferença operacional isso vai fazer na ordem das coisas? Em que poderá contribuir? Pode, isto sim, apenas botar mais pressão na redação e comprometer o próprio fechamento do jornal. No final da última semana já teve briga por causa disso, com direito a gritos e muita confusão. Seria tão bom se cada um se preocupasse unicamente com o próprio umbigo.

Maurício Storelli – Record

w Rodrigo Branco, ex-diretor do “Muito Mais”, na Band, na sua saída da emissora, ficou hospedado na casa do Ronaldo Fenômeno, em Ibiza. w Agora está em Portugal, mas já com uma outra emissora na agulha. w Maria Melilo, ex-BBB, agora no “Casseta”, da Globo, está solteira novamente. Separou do antigo namorado. w “Em Busca do Pai” é a estreia

do GNT, domingo, 11 da noite. w Serão cinco episódios, com histórias de pessoas que não com viveram com os pais. w Ricardo Perez, diretor do “Muito Mais”, na Band, planeja fazer algumas estreias no programa ainda no decorrer dos próximos dias. w Depois de uma edição fora, por causa da Olimpíada, o “Legendários”, do Marcos Mion, na Record, volta a ser exibido no próximo sábado.

C´EST FINI Ontem, via comunicado, a Record informou a saída Hiran Silveira da direção do departamento de teledramaturgia. Hiran foi transferido para o setor de aquisições e relações internacionais do Grupo Record. Anderson Souza, ainda não existem maiores informações sobre ele, assumiu em seu lugar nas novelas e minisséries. Espera-se apenas que seja alguém do ramo. Durante algum tempo, sabe-se, ele cuidou da produção no Recnov. Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

ENCONTRO O convidado especial da Record, Renê Simões, e o comentarista José Eduardo Savoia em Londres.

>> TV - TUDO w FALTA DE CRITÉRIO – 1 Faturar é bom e todo mundo gosta. Emissora de televisão tem como mercadoria os seus espaços comerciais, que devem ser vendidos criteriosamente. É tudo o que não acontece na Bandeirantes. Os seus intervalos comerciais chegam a ultrapassar a marca de 6 minutos. Uma coisa insuportável. w FALTA DE CRITÉRIO – 2 Os programas esportivos de todos os dias e finais de semana estão entre os mais atingidos. Os inúmeros e prolongados breaks comerciais, são ainda obrigatoriamente precedidos e sucedidos por ações de merchandising, que vendem desde cortador de unha a palito de dente. Um pé na paciência de qualquer telespectador. w MAIOR CESTINHA Uma equipe da NBC visitou ontem as instalações da Record, no centro de imprensa, em Londres. Além de conhecer todas as dependên-

cias, os americanos fizeram uma entrevista especial com Oscar Schmidt, o maior cestinha do nosso basquete, em todos os tempos. w DESCUIDO Ainda da Olimpíada na Record, em meio a toda essa correria, esqueceram de providenciar uniforme do pessoal aqui no Brasil. Aí foi preciso correr e fazer na última hora. Uma camisa para cada um. Tem que lavar e secar todos os dias. w CAIU DE BICO A quem interessar possa, o “Estação Teen” ainda está em cartaz na Rede TV!. Ninguém vê, raramente chega a um ponto, mas está lá. Essa troca do Dudu Surita pelo Restart foi de uma inutilidade absoluta. Mexeram por mexer e no deu no que deu. w QUASE PARANDO As gravações da próxima novela da Record, da Gisele Joras, subs-

tituta de “Máscaras”, estão previstas para começar no próximo dia 6. Mas é bom não levar isso muito a sério. O movimento - ou a falta dele - nos bastidores, indica o contrário. Deve haver um atraso. De qualquer forma, o elenco está praticamente fechado e a estreia será em outubro. w VOLTA ÀS AULAS Chegaram ontem ao fim as férias escolares e, a partir de hoje, o “Encontro com Fátima Bernardes”, na Globo, passa a ter um outro olhar. Fica a expectativa sobre o seu desempenho no Ibope e também das concorrentes Record e SBT, que pode ser o mais prejudicado com um número menor de crianças assistindo. w PLANEJAMENTO Amanhã, quinta, no Projac, os atores que não foram relacionados para as gravações na Turquia participam de mais um workshop da no vela “Salve Jorge”. Os trabalhos de preparação do elenco estão bem

adiantados. Tanto assim, que o diretor Marcos Schechtmann praticamente não terá folga quando desembarcar de volta por aqui. E a ideia é exatamente esta, acelerar as gravações também no Brasil. w VIAGEM MARCADA Walcyr Carrasco, depois de “Gabriela”, viaja em setembro para a Europa, com a missão de escolher locações da sua próxima novela – a primeira dele na faixa das 21 horas. Este trabalho terá a direção de Mauro Mendonça Filho, sob a supervisão de Wolf Maya. w A PROPÓSITO Sobre essa próxima novela do Walcyr, já houve uma reunião para a escalação do elenco ou ao menos reservar os primeiros nomes. E uma outra irá acontecer neste próximo fim de semana. Os atores, pelo menos os principais, estão sendo intensamente disputados pelos autores, que já tem os seus trabalhos na fila.

HORÓSCOPO Áries 21/03 a 20/04 Um novo mês, quantas promessas e expectativas! E você pode mesmo nutrir algumas delas: reconhecimento, caminho livre, curiosidades saciadas... hoje a dica é inaugurar o mês ao lado de amigos fieis, leais, num clima super informal.

Leão 22/07 a 22/08 Agosto ao gosto do leonino que aniversaria neste mês, que irradia e brilha no centro dos acontecimentos dando um show de competência. O bom humor não vai faltar e você pode sair da toca, há muita gente lá fora te esperando.

Sagitário 21/11 a 21/12 Os sagitarianos, seres que prezam a liberdade de movimento acima de tudo, irão adorar o mês que começa. Sem lamentações enganosas, ou distrações do cotidiano. Começa com mente clara, gosto pelo estudo, sofisticação e bom humor.

Touro 21/04 a 20/05 Capriche no visual logo neste início de mês! Destaque total. Que tal começar agosto caprichando em casa? Faça aquela comidinha especial para os seus queridos, inove em algum detalhe, crie um ambiente inspirador.

Virgem 23/08 a 22/09 Mercúrio e Netuno enviam uns raios enganosos neste comecinho de agosto, então não se fie em promessas, aparências, aposte mais na dedução racional e objetiva. A musica vai levantar seu espírito. Prestigio em momento critico.

Capricórnio 22/12 a 21/01 O seu maior bem são as ideias e os projetos do amanhã. E eles emergem, dando força ao nascimento de agosto, mês de agouros pequenos. Vênus e Saturno garantem a força de um amor gentil, profundo, inabalável, ou quase isso.

Gêmeos 21/05 a 20/06 Clima variado, intenso, novidades no ar - quer mais noticia boa, pra você que adora mudança? Vênus, Marte e Saturno garantem laços fortes, amizades que sustentam nas horas sérias. Agosto começa enviando raios de amor pra você.

Libra 23/09 a 22/10 Algo pesa, sim, tudo parece definitivo e é Saturno que deixa o ar assim. Mar te acrescenta a pimenta da pressa neste agosto que começa sob o signo da renovação. Você que se conecte com as vibrações de longe para assentar a cabeça.

Aquário 21/01 a 19/02 A Lua está em seu signo. Ela abre o mês e envia os raios imprevisíveis da luz aquariana para o mundo. Claro que você é quem as decodifica, pelo corpo e pela voz. Que se traduz em sensibilidade e por isso é preciso se cuidar, se proteger.

Câncer 21/06 a 21/07 Espante o sentimentalismo e ligue o modo racional pra entrar em agosto com o pé direito! O mês promete pra você assuntos parados de trabalho se definem, amores se decidem também. Valores e finanças em alta.

Escorpião 23/10 a 21/11 É lá no interior da casa, onde pode ficar a vontade e ninar seus sonhos com as canções de revolta e renovação cultural, que o mês começa pra você. E a noticia é boa, caprichada no otimismo, com esperança de melhora geral.

Peixes 20/02 a 20/03 É bom dormir mais, falar de menos, deixar-se cismando, nas bordas, nas fronteiras; é começo de mês, momento de reorganizar as ideias, tentar abordagens mais distanciadas. Os artistas do zodíaco são vocês. Façam seu trabalho, agora. Divulgação

CINEMA

Cena do filme “O Diário de um Jornalista Bêbado”

BATMAN:O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE - (12 Anos) MOVIECOM 1 – Hora:14:50 / 18:00 / 21:10 MOVIECOM 4 - Hora:13:30 / 16:40 / 19:50 MOVIECOM 7 - Hora:14:10 / 17:20 / 20:30 CINEMARK 2- Hora:13:10 / 16:40 / 20:20; Hora: 00:00 (Sáb) CINEMARK 3 - Hora:11:20 / 14:50 / 18:30 / 22:10 CINEMARK 6 - Hora:15:50 / 19:20; Hora: 23:00 (Sáb) CINEMARK 6 - Hora:12:20

17:50 / 20:40 CINEMARK 5 - Hora:21:30 CINEMARK 7 - Hora:17:10 / 20:10

CINEMARK 5 - Hora:11:30 / 13:50 / 16:20 CHERNOBYL - (14 Anos) MOVIECOM 5 – Hora:21:50

VALENTE - (Livre) MOVIECOM 3 - Hora:14:05 / 16:20 / 18:35 / 20:50 MOVIECOM 6 - Hora:14:35 / 16:50 / 19:05 / 21:20 CINEMARK 1 - Hora:11:00 / 13:40 / 16:10 / 18:40 / 21:00; Hora: 23:10 (Sáb) CINEMARK 7 - Hora:12:10 / 14:40

E AÍ, COMEU? - (14 Anos) CINEMARK 4 - Hora:12:40 / 15:00 / 17:30 / 20:00 / 22:15

O ESPETACULAR HOMEMARANHA - (10 Anos) MOVIECOM 2 - Hora:15:00 /

A ERA DO GELO 4 - (Livre) MOVIECOM 5 - Hora:13:20 / 15:25 / 17:30 / 19:40

O DIARIO DE UM JORNALISTA BÊBADO - (16 Anos) CINEMARK 5 - Hora:19:00 (Ter e Qui) OBS: A aprogramação pode ser alterada sem prévio aviso. Favor consultar o cinema para confirmar o filme do dia.


Cidade

Quarta-feira

Natal, 1 de agosto de 2012

O Jornal de HOJE 19

Agosto começa com o Dia Mundial da Amamentação PEDIATRA MARIA DO ROSÁRIO REFORÇA QUE Hoje é comemorado o Dia Mundial da Amamentação. A data, criada para promover o aleitamento natural, busca combater a desnutrição infantil, além de possibilitar a criação de bancos de leite para crianças que não têm condições de serem amamentadas por suas mães. A pediatra do Hapvida Saúde, Maria do Rosário Matos Rodri-

gues, fala sobre a importância de amamentar os bebês. “O leite é um dos principais alimentos para nutrir o organismo humano e, por isso, toda criança, ao nascer, deve ser amamentada”. Além dos laços afetivos com a mãe, como destaca a médica, o ato de amamentar é importante para os filhos, não só quando eles são pequenos, mas

LEITE É UM DOS PRINCIPAIS ALIMENTOS PARA NUTRIR ORGANISMO HUMANO

também quando se tornam adultos, pois é a forma da criança receber cálcio, fósforo, ferro e outros nutrientes importantes para que tenha um crescimento saudável, como as vitaminas que garante a boa formação óssea, que vai do nascimento até os trinta e cinco anos de idade”, afirma a profissional.

O ideal, segundo a médica, é que o bebê seja colocado no peito da mãe ainda na sala de parto, o que faz com que a criança seja “contaminada” com as bactérias que troca com a mãe, propiciando um bom desenvolvimento do intestino. “É muito importante que o bebê seja amamentado com leite materno até os dois anos, se a mãe tiver leite,

sendo que, até os seis meses, o neném não deve receber outro alimento”. A dica da pediatra é que não deve ser oferecido outro tipo de alimento para o bebê, como água e chás. Nos primeiros meses, o peito deve ser a única forma de alimentação para essa criança todas as vezes que chorar ou manifestar

fome. Não se deve fazer também o uso de chupetas e mamadeiras, para não acostumar a criança a uma forma mais fácil de sucção. No Brasil, o aleitamento materno é levado muito a sério, possuindo a maior e melhor organização de bancos de leite do mundo, existem 163 unidades espalhadas por todo o território nacional.

> CIENTÍFICAS

Governo libera mais de R$ 2,7 milhões para pesquisas Durante o Seminário de Acompanhamento das Ações de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do RN, promovido ontem pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (Fapern), a governadora Rosalba Ciarlini anunciou o repasse de R$ 850 mil referente à contrapartida do Estado no convênio com o CNPq. No total foram liberados R$ 2,742 milhões para 114 pesquisadores contemplados na primeira etapa dos editais do Programa de Apoio a Núcleos Emergentes (Pronem) e Programa Primeiros Projetos (PPP). “Investir em ciências e tecnologia é dar a base, a sustentação, para que se possa avançar no desenvolvimento econômico e consequentemente investir no desenvolvimento humano, cuidar das pessoas promovendo saúde, educação e segurança. Tudo isso é um processo. Se não tiver o desenvolvimento econômico para nortear, nós não vamos conseguir melhorar as condições de vida da população, principalmente dos mais carentes. O desenvolvimento gera emprego, renda e precisamos acompanhar esse avanço da modernidade da pesquisa de todos os setores, pois o RN tem um potencial muito grande”, disse a governadora.

Apresentando os dados consolidados do Sistema Estadual de Ciência e Tecnologia, a presidente da Fapern, Maria Bernardete de Sousa, mostrou o empenho da Instituição em cumprir as metas estabelecidas para o período de 2011/2015 no Plano Estadual de CTI. A Fapern tem atuado para o fortalecimento da formação dos recursos humanos em diferentes níveis, com a parceria com instituições de ensino e com o setor empresarial. “Nossos investimentos, tanto do ponto de vista acadêmico como do ponto de vista da interface das universidades com o setor empresarial está forte e nós precisamos agora tomar um pouco de fôlego para interiorizar um pouco mais essas ações, irmos às escolas e criar os programas chamados `Cientistas do Amanhã` para incluir as escolas do ensino médio junto conosco na construção desse cenário da Ciências e Tecnologia aqui do nosso estado”, explicou Bernardete. Foram abertos, de 2011 para 2012, editais para contemplar os pesquisadores iniciantes e de grupos cujas pesquisas já alcançam repercussão nas suas áreas temáticas. Serão investidos, através dos Programas Primeiros Projetos (PPP) e

Elisa Elsie/Assecom

Evento aconteceu ontem, no auditório da Secretaria Estadual de Educação, com presença de pesquisadores e empresários o de Apoio a Núcleos Emergentes (Pronem) cerca de R$ 7 milhões, oriundos de parcerias com CNPq e o Governo do Estado, através da Fapern. Novos convênios têm sido prospectados. Iniciando ação com a Capes, do Ministério da Educação, em acordo em fase final de tramitação para o desenvolvimento de programas de pós-graduação, deverão ser aportados mais de R$ 23 milhões, com contrapartida da Fapern, até 201. Também foi apresentado como está o cenário nacional da CTI, mostrando um alto índice de investimentos nos últimos 18 meses no estado, assim tam-

bém como as principais economias que estão sendo favorecidas com esse crescimento, como por exemplo a fruticultura, com grande exportação para outros Estados e para fora do país. A presidente também apresentou resultados do edital para apoio à pesquisa na pequena e micro empresa (Pappe Integração), desenvolvido em convênio com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), que destinou no ano de 2012 R$ 1,244 milhão para seis empresas desenvolverem seus projetos de inovação tecnológica. E também, até o final do ano, novo

edital de cerca de R$ 2,7 mi deverão estar disponível para jovens empreendedores buscarem apoio para suas empresas e se firmarem no mercado com produtos ou processo inovadores. A parceria com instituições como Ufersa, Uern, IFRN e UFRN também foi colocada em pauta, resaltando a importância do investimento nessas instituições e como está sendo investido todos os recursos destinados as mesmas. O evento aconteceu no auditório da Secretaria Estadual de Educação (SEEC) e contou com a presença de grande número de pes-

quisadores e empresários, além de representantes de diversas secretarias de Estado. O PPP já é o segundo programa utilizado pela bióloga para a consolidação da carreira de pesquisadora. Com o apoio do Programa de Desenvolvimento Científico Regional (DCR), do CNPq/Fapern, veio do Rio de Janeiro para o Rio Grande do Norte em 2009 para desenvolver a pesquisa “Diversidade e caracterização osteopatólogica e etária de mamíferos aquáticos encalhados na costa do RN”. Coordenado pelo professor Flávio Lima, o grupo de pesquisa, ao qual Ana Bernadete faz parte, tem cerca de 40 integrantes, entre professores, alunos e biólogos contratados. Para a professora, o apoio da Fapern acaba sendo estímulo para a universidade também investir. Através do PPP, serão investidos R$ 20 mil para a pesquisa sobre os mamíferos aquáticos. O Programa Primeiros Projetos está investindo recursos de R$ 1,795 mi oriundos do CNPq, com contrapartida do Governo do Estado, através da Fapern em 103 projetos. As pesquisas são desenvolvidas na UFRN (61), Uern (21), Ufersa (15), IFRN (2) e Emparn (1).


20 O Jornal de HOJE

Cidade

Natal, 1 de agosto de 2012

Quarta-feira

Érika Nesi erikamnesi@hotmail.com

O homenageado de hoje é ALÍNIO CUNHA DE AZEVEDO ícone na agropecuária norte-riograndense, fundador, diretor e um dos mais entusiasmados membros da Associação Norteriograndense de Criadores (ANORC). Na vida profissional, Alínio sucedeu o seu pai Antídio de Azevedo, como Tabelião Público do 4º Ofício de Notas, função que exerceu durante 42 anos, no bairro da Ribeira, com competência e honradez, qualidades por todos reconhecidas. Alínio casou com Hélia Cavalcanti e da união de Hélia e Alínio resultaram os filhos Flávio José Cavalcanti de Azevedo, Maria Alice Azevedo de Sá Leitão e Haroldo Cavalcanti de Azevedo, além de nove netos e onze bisnetos. HOMEM DE GESTOS LARGOS E SOLIDÁRIOS Alínio Cunha de Azevedo nasceu em 21.01.1919, na Fazenda Sombrio, em Jardim do Seridó (RN), filho do casal Antônio Antídio de Azevedo e Alice Cunha de Azevedo. Teve por avô materno Felinto Elísio Oliveira de Azevedo, Coronel da Guarda Nacional, nove vezes Deputado Provincial e Estadual, Presidente da Intendência de Jardim do Seridó, Vice-Presidente do Congresso Estadual, tendo neste posto assumido interinamente o Governo do Estado do Rio Grande do Norte em duas ocasiões. Seu pai Antídio de Azevedo foi tabelião público em Jardim do Seridó e, posteriormente, tabelião titular do 4º Ofício de Notas, em Natal/RN. Autodidata, Antídio também foi cronista, poeta, trovador e Membro da Academia Norteriograndense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do RN. Alínio casou com Hélia Cavalcanti, filha de Hercília e Francisco Ivo Cavalcanti, homem culto e advogado brilhante, tendo sido um dos fundadores e primeiro Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do RN, tendo como Secretário o Dr. Paulo Pinheiro de Viveiros e como Tesoureiro o Dr. Manoel Varella de Albuquerque. Desportista quando jovem, destacou-se no remo e no futebol. Seu gosto pelos esportes levou-o a participar da direção e fundação de várias entidades esportivas. Foi VicePresidente da Federação Norteriograndense de Desportos, fundador e diretor do Iate Clube de Natal e membro do Conselho Deliberativo do Pâmpano Esporte Clube, primeiro clube de pesca amadora do Rio Grande do Norte e um dos primeiros do Nordeste. Alínio também foi Presidente e membro do Conselho Deliberativo do Santa Cruz Futebol Clube, time que na década de 50, juntamente com o ABC e o América, era um dos líderes do futebol no RN. Fato curioso foi que seus concunhados Murilo Carvalho e José Reis, casados com Zelda e Ione, irmãs de Hélia, exerceram as Presidências do América Futebol Clube e ABC Futebol Clube, respectivamente. De poucas palavras, mas bom ouvinte e gentil no trato, Alínio era um homem de gestos largos e solidários com as pessoas menos favorecidas. O 4º Ofício era cartório privativo do Registro Civil de Nascimentos e Casamentos. No desempenho dessas funções, ele dispensava constantemente os mais necessitados dos pagamentos das taxas de registro com uma frase curta: "Depois a gente acerta". Como resultado, nas proximidades das festas de Natal e Ano Novo, galinhas e perús lotavam o quintal de nossa casa da Rua Mipíbú. Por outro lado, Alínio era extremamente rigoroso no desempenho de suas funções de tabelião. "Dura lex, sed lex" costumava dizer. Certa feita, na companhia de Dr. Régulo Tinôco, Juiz de Direito, foi celebrar um casamento na residência da noiva, filha de conhecido comerciante. Na época era padrão realizar o casamento civil um dia antes da cerimônia religiosa. Cabia ao tabelião ler a identificação dos noivos, transcritos manualmente num enorme "Livro de Registros" e ao Juiz de Direito fazer solenemente a clássica pergunta se era de livre e espontânea vontade que os nubentes estavam casando, após o que noivos e testemunhas assinavam o livro e a festa rolava. Ocorreu que, ao ser perguntado, o noivo quis fazer graça fora de ora e respondeu com um "eu não". Alínio e Dr. Régulo se entreolharam, fecharam o livro e, sem dar segun-

Ícone Fashion Alínio Cunha de Azevedo

da chance ao gaiato, bateram em retirada. De nada adiantaram os apelos de toda a família, o choro da noiva e as explicações desesperadas do noivo de que tudo não passou de "uma brincadeirinha". Antes de assumir as funções de titular do 4º Ofício, Alínio também trabalhou como corretor de seguros no escritório do seu tio Salviano Gurgel, casado com Alda, irmã de sua mãe Alice. Foi na Fazenda Cruzeiro de propriedade de Salviano que Alínio teve seus primeiros contatos com a agropecuária, atividade que se transformou na sua grande paixão. Na Fazenda Cruzeiro Alínio e Hélia passavam as "férias" de São João e São Pedro. E foi lá que certo dia "seu" Vieira, vaqueiro de fibra e administrador da fazenda, chegou com um menino no colo pedindo para Alínio e Hélia serem seus padrinhos de batismo. O afilhado é o atual Arcebispo Metropolitano de Natal, dom Jaime Vieira Rocha. Foi Salviano Gurgel que orientou Alínio na compra de sua primeira fazenda, localizada no município de Bom Jesus, a qual denominou de "Três Irmãos". Poucos anos depois, Alínio iniciou um árduo processo de recomposição da Fazenda Sombrio, em Jardim do Seridó, berço da família, fundada por seu avô Coronel Felinto Elísio de Azevedo. Tendo herdado uma pequena parte de sua mãe, Alínio dedicou mais de quinze anos de sua vida no processo de recompra de outras partes em mãos de terceiros. Recomposta em quase sua integridade, a Fazenda Sombrio transformou-se na sua maior devoção. Era ali que, em estado de graça, reunia a família e seus melhores amigos entre os quais me permito destacar Manoel Paulino dos Santos e Manoel de Brito. Também foi lá que instalou o primeiro núcleo criador de gado Sindi do

Rio Grande do Norte, um dos primeiros do Nordeste. Outra característica de Alínio foi seu empreendedorismo. No ano de 1970, fundamos em sociedade com os engenheiros Marcelo Cabral de Andrade e Vauban Bezerra de Faria a Construtora Seridó Ltda., posteriormente denominada Construtora A. Azevedo Ltda. em sua homenagem. Também foi sócio fundador e Presidente do Conselho de Administração das empresas Reflorestadora Seridó Ltda., A. Azevedo Indústria e Comercio Ltda., A. Azevedo Empreendimentos e Participações Ltda., A. Azevedo Hotéis e Turismo Ltda. (Novotel Ladeira do Sol Natal), da Rádio FM Cidade do Sol Ltda. (Rádio Cidade 94 FM). Sua vida foi dedicada à família e à comunidade. Além de empresário, Alínio também foi membro de várias associações beneficentes, entre as quais: o Rotary Clube de Natal, Liga de Rádio-Amadores do RN e da Maçonaria no Rio Grande do Norte, atividades que exercia com dedicação sacerdotal. Reto nas atitudes, gentil no trato e dotado de proverbial discrição, Alínio foi exemplo de correção e solidariedade. Faleceu em 02/02/2003, aos 84 anos, deixando uma lacuna em nossa sociedade e imensas saudades junto aos seus familiares e aqueles que privaram da sua amizade. Flávio Azevedo - filho. DOM DE SE COMUNICAR APENAS COM UM OLHAR Falar de meu pai é muito difícil para mim. As lembranças felizes do pai amigo, do meu porto seguro, me trás uma saudade tão grande que até dói fisicamente. Homem de poucas palavras, tinha o dom de se comunicar apenas com um olhar. Severo ou autoritário, quando necessário, mas também brando e carinhoso na sua forma de demonstrar

amor. Com ele aprendi o real significado das palavras solidariedade, honestidade, honra e decência. Seridoense da gema, como ele costumava dizer, meu pai me ensinou a amar o Seridó, região que, como ele, pode ser tão rigorosa na época da seca, mas também gentil e provedora de seus filhos no esplendor do inverno. É lá onde se localiza sua tão amada Fazenda Sombrio. Seu berço, seu orgulho e grande parte de sua razão de viver. É de lá que vem minhas mais felizes recordações. A família junta, o som dos chocalhos e do vento lambendo o telhado, o aboio do vaqueiro juntando o gado, o leite crú no curral. Talvez seja por isso que para lá me dirijo com a frequência que posso. Bem em frente à casa-sede tem uma caibreira secular; sentar à sua sombra me acalma o espírito. Andar à beira do Açude da Porta tange as angústias. Além do mais, rever o Sombrio é quase como rever meu pai. Maria Alice - filha SEM DÚVIDA, UM HOMEM A FRENTE DO SEU TEMPO Muitos dos que o conhecem a distância, irão se lembrar do Alínio correto, discreto e de poucas palavras. Já as minhas lembranças de Vovô são de uma pessoa de sorriso largo, que adorava assobiar e puxar o dedão do meu pé de brincadeira tantas vezes por mim passasse e que amava quindim e um belo queijo de manteiga com doce caseiro. Foram muitas as lições que com ele aprendi. Com ele aprendi a lição da generosidade silenciosa. Ele estava sempre disposto a ajudar o próximo sem fazer muito alarde, quer fosse através da gordas gorjetas que distribuía, ou dos muitos que ajudou na famíla e em sua terra natal: Jardim do Seridó. Aprendi a apreciar as coisas

simples como a calma vida na Fazenda Sombrio que ele tanto amava. Certamente muitas das melhores lembranças da minha infância foram relacionadas com as férias e festas juninas passadas no Sombrio. Era só ele mesmo que conseguia levantar a criançada para tomar leite fresco de madrugada no curral. Fascinados por tudo o que ele sabia, não hesitávamos em acompanhá-lo em suas incursões fazenda afora debaixo do sol forte, cada neto com seu cajado que ele mandou fazer igual ao dele. Todos nós netos sabemos mais sobre gado, açudes, seca, algarobas e até jogos de baralho, graças às suas lições na Fazenda Sombrio. Aprendi com ele sobre o valor dos estudos e de uma carreira profissional. Vovô esteve presente nos momentos mais decisivos da minha vida acadêmica. Com ele dancei a minha valsa na formatura da alfabetização e também com ele, cheia de orgulho, entrei de mãos dadas na solenidade de formatura da turma de Direito da Universidade Católica de Recife. Até mesmo quando fisicamente não estava presente, ele dava o seu jeitinho. Quando fui estudar na Inglaterra em 2000, já com mais de 80 anos, Vovô me escrevia e-mails quase que semanais. Ele foi também o empurrãozinho que faltava para convencer minha mãe de que eu e minha irmã fossemos intercambistas pelo Rotary Club do qual ele, ao lado do meu pai, era membro; ou para que fôssemos estudar em Recife aos 17 anos, como fizera meu pai. Vovô era sem dúvida um homem a frente do seu tempo. Quando internet não era nem uma idéia, Vovô já se comunicava com ilustres desconhecidos Brasil afora através do Radio Amador. Recordome com saudades das manhãs de domingo quando eu e minha irmã sentávamos em seu colo enquanto ele falava alto: "Papa Sierra 7, Sierra Tango!", identificando-se para

seu colegas radio amadores. Quando a internet chegou ao Brasil, Vovô fez cursos e logo tinha seu próprio email. Provavelmente, se vivo estivesse hoje, teria sua própria conta no Facebook, não duvido! O avanço de que falo não se continha ao lado tecnológico, mas também à sociedade em geral. Ele nos apoiava como netas, nos incentivando que obtivéssemos diploma e uma carreira profissional, por isso vibrava com cada uma de nossas pequenas conquistas, como também respeitava as escolhas que fazíamos. Depois de tantos anos, sinto falta de tantas coisas relacionadas com ele. Sinto falta daquele senhor elegante que usava camiseta de malha branca por debaixo das impecáveis camisas de mangas compridas quando saía de manhã para o cartório ou construtora mesmo no clima nada ameno do verão natalense. Sinto falta do líder da nossa família Azevedo e de poder dizer aos amigos orgulhosa que era neta de Alínio Azevedo! Quando estou para tomar grandes decisões, ainda hoje penso no que o deixaria orgulhoso. Porém, sinto mesmo saudades das coisas simples: dos seus assobios, de acarinhar aquele cabelo espetadinho e de escutar ele nos chamando: "ihiiii, minha velha!!!" Nada ilustra mais essa saudade da infância no Sombrio de Vovô como um verso escrito pelo seu pai, o poeta e trovador Antídio de Azevedo: "Não posso percorrer estes caminhos; Por onde tanto andei na mocidade; Sem a ferida aberta dos espinhos; Que vem deixar a seta da saudade!...” Claudine Azevedo Sá Leitão e Silvane Sá Leitão Siqueira - Netas PREZAVA O RESPEITO E A SOLIDARIEDADE Os nossos sentimentos são comandados por inexplicáveis razões. Nada embasa o porquê da amizade que nutrimos por determinadas pessoas. Li, em uma certa ocasião, um pensamento de autoria de Ethel Munford, que afirma o seguinte: "Deus deu-nos nossos parentes, mas teve a bondade de nos deixar escolher nossos amigos". Alínio Cunha de Azevedo foi um misto de amigo e parente. Conterrâneos de Jardim do Seridó, possuíamos em comum o fato de descender de duas filhas do Cel. Felinto Elísio de Oliveira Azevedo. Ele, filho de Alice. Eu, neto de Anísia. Mesmo sendo mais velho, nos aproximou o fato de ter sido recebido no batismo, pela minha mãe Nathália, e as férias vividas na propriedade "Sombrio", local que embora se destacasse por sua simplicidade e sobriedade, foi palco de alegres e barulhentas reuniões familiares. No "Sombrio", de propriedade do Cel. Felinto Elísio, enquanto os homens adultos se dedicavam a discutir os fatos políticos, as mulheres se reuniam na preparação do café da tarde, e as crianças, que eram muitas, brincavam à sombra da frondosa craibeira que existia no local, e quando conseguiam escapar dos olhares mais vigilantes, se aventuravam em excursões a lugares distantes, em emocionantes aventuras. Mais tarde, anos depois de deixarmos Jardim do Seridó, novamente a vida nos aproxima, nos tornando vizinhos da Rua Mipibu, onde passaram a residir os nossos pais, Antônio Antídio de Azevedo e Oscar Homem de Siqueira. As reuniões voltam a acontecer, só que desta vez para discutir e compartilhar poesias e trovas, assunto muito apreciado na época, sendo a obra de Augusto dos Anjos, a que demandava maiores discussões. Todos possuíam, também, poesias e trovas de autoria própria, de excelente qualidade. Criado no seio de uma família que prezava o respeito e a solidariedade, Alínio reproduzia os alicerces morais dos seus ascendentes. Quem com ele conviveu não esquece a sua dedicação ao próximo, a vontade de servir e o espírito de solidariedade. Era reconhecido à distância pelo corte de seu cabelo, sua maneira de vestir e seu porte elegante, pelo grande número de amigos, no entanto, preferia dedicar o seu tempo livre, à convivência familiar, sendo esse, também, um traço forte de sua personalidade. Foram poucos os nossos encontros, mas a amizade, alicerçada no sertão do Seridó, deixou sólidas raízes, sendo sempre bom relembrar a sua figura, exemplo para gerações futuras". Fernando Pires Homem de Siqueira - Primo.

FLIP 01/08/2012  

Economia, politica, cidades e cultura

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you