Page 1

►TRANSPORTE PÚBLICO

►OFF ROAD

►SAÚDE

Cinco linhas municipais mudam a partir do dia 25

Sábado de vacinação contra a paralisia infantil

Pág. 3

Fim de semana para curtir a 1ª Trilha de Jeep da Aldeia Pág. 8

Pág. 10

ANO 8 - EDIÇÃO 1449ª - DIÁRIO - SÁBADO E DOMINGO - 16 E 17 DE JUNHO DE 2012 - R$ 1,00

Circulação nos municípios de Gravataí, Cachoeirinha, Glorinha e Santo Antônio da Patrulha ►ESPECIAL

►RANKING NEGATIVO

Escondidas dos olhos, mas indispensáveis na hora da chuva

Cidade entre as mais violentas com seus idosos

Terceira reportagem da série mostra o contraste entre obras que melhoram a qualidade de vida, como asfaltamento e recuos para pontos de ônibus, e os 800 metros da rede pluvial do Cruzeiro, onde foram “enterrados” R$ 200 mil para conter alagamentos

Dados são do Disque 100, serviço federal que recebe denúncias de maus tratos e agressão ao público da terceira idade Páginas centrais ►HOMENAGEM

Beto da MM Castro é Cidadão Gravataiense

Pág. 11

►SOCIAL

O Dia dos Namorados no Paladino Tênis Clube

Contracapa

►VEÍCULOS & CIA

Um novo Astra com motor de 195 cv Pág. 5

►Polícia

Número de vítimas de estupro já chega a dez Além dos sete casos já registrados outras três mulheres reconheceram o jovem preso na última quarta-feira. Uma adolescente teria escapado de ser molestada por ser asmática e ter tido uma crise durante o ataque Pág. 9

Encartado


Gravataí, 16 e 17/06/2012 - Pág. 2

Opinião / Serviços

ECONOMIA

AS GRAVATADAS

LOTERIAS

Inadimplência do consumidor sobe 6,2% em maio

QUINA - Conc. 2923 - 15/06/2012 13 - 19 - 37 - 50 - 72

Dupla Sena -Conc. 1081- 15/06/2012

O Indicador de Inadimplência do Consumidor subiu 6,2% em maio, acumulando a terceira alta consecutiva, informou nesta sextafeira a Serasa Experian. Em relação a maio do ano passado o aumento foi de 21,4%, resultado abaixo da variação anual registrada em abril, que ficou em 23,7%. No acumulado dos cinco primeiros meses de 2012 ante o mesmo período do ano passado, o índice apontou elevação de 20%. Houve aumento da inadimplência em todos os tipos de dívida analisados, com destaque para a não bancária - cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços -, que puxou a alta do indicador em março ao subir 9% sobre abril. A contribuição das dívidas não bancárias para o avanço de 6,2% do indicador em maio foi de 3,6 pontos porcentuais. A inadimplência com os bancos cresceu 3,1% (contribuição de 1,5 ponto porcentual), os títulos protestados apresentaram variação de 14,8% (0,2 ponto porcentual) e os cheques sem fundos subiram 9,2% (0,9 ponto). O valor médio das dívidas não bancárias passou de R$ 314,74 para R$ 369,72, alta de 17,5%. O valor médio dos cheques sem fundos chegou a R$ 1.457,98 (11,9%), o dos títulos protestados subiu para R$ 1.399,04 (9,3%) e o das dívidas bancárias passou para R$ 1.293,09 (0,1%). De acordo com a Serasa Experian, o crescente endividamento do consumidor e as compras parceladas para o Dia das Mães foram as principais razões para a alta da inadimplência em maio. Além disso, o mês teve dois dias úteis a mais que abril, o que levou ao registro de um número maior de dívidas não honradas.

Atividade econômica do país cresceu 0,22% de março para abril A economia brasileira registrou o crescimento de 0,22% em abril, em relação ao mês anterior. É o que mostra o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), ajustado para o período, divulgado nesta sexta-feira. Na comparação com abril do ano passado, houve uma variação mínima de 0,06%, já considerados os efeitos específicos do período do ano (dessazonalizado). De janeiro a março deste ano, o IBCBR vinha registrando queda. No primeiro quadrimestre deste ano, ante igual período do ano passado, o crescimento foi 0,78%, no caso do índice sem ajustes, considerado o mais adequado pelos economistas para esse tipo de comparação. Em 12 meses encerrados em abril, o IBC-Br registrou alta de 1,55%, com ajuste sazonal. Apesar de demonstrar leve alta, o indicador ainda continua em um nível muito baixo. O IBC-Br é uma forma de avaliar e antecipar como está a evolução da economia brasileira. O índice incorpora informações sobre o nível da atividade da indústria, do comércio e serviços e da agropecuária. O acompanhamento do índice é considerado importante pelo Banco Central para que haja maior compreensão da atividade econômica e contribui para as decisões do Comitê de Política Monetária (Copom), responsável por definir a taxa básica de juros, a Selic. O Copom tem reduzido a taxa básica como uma forma de estimular a atividade econômica brasileira, que enfrenta efeitos da crise econômica internacional. Atualmente a Selic está em 8,5% ao ano, o menor nível desde que a atual política monetária foi adotada, no início de 1999.

Registro nº 39987 do Livro A-4 Filiado à ADJORI

Representante Comercial: (51) 3272-9595

jornaldegravatai@terra.com.br jornaldegravatai@gmail.com

Publicação da Empresa Gráfica Jornal 2M Ltda. CNPJ nº 03.851.285/0001-62 Tiragem – 8.000 exemplares Diretor geral: Moacir Oliveira Menezes Diretor administrativo: Gabriel Diedrich Departamento comercial: Adilson Mendes Redação: Patricia Mello, Katterina Zandonai e Claudio Oliveira Diagramação: Carolina Candido Colaboradores: Iara Maurente e Bruna Ramos Avenida Dorival Cândido Luz de Oliveira, nº 6125 - Pda. 64 CEP 94.060-001 - Gravataí - RS - Brasil Telefones: (51) 3423.1792 - 3421.3381 Os textos assinados são de responsabilidade de seus autores.

06 - 07 - 11 - 26 - 37 - 48 02 - 04 - 10 - 19 - 21 - 24 PREVISÃO DO TEMPO SÁBADO - Mín.14, Máx. 21° Chuvoso durante o dia e a noite

DOMINGO - Mín. 13, máx. 19°

mmgravatadas@hotmail.com.br

Nublado com aberturas de sol à tarde. Pode garoar de manhã e à noite.

Ao relento No centro de nossa cidade existem algumas paradas de ônibus que não oferecem o mínimo de proteção aos usuários do transporte coletivo. Na Rua Anápio Gomes, além do ponto ser mal localizado, não existe um abrigo para os usuários se protegerem do sol e da chuva. Eles acabam espremidos embaixo da pequena marquise de prédios no local onde tentam se proteger. Um pouco mais de consideração aos passageiros seria ótimo. Voltaremos... Prezados leitores, esta coluna também é sua, para falar conosco ligue 3423.1792.

Perdão, essencial na escola e na vida Há pessoas aprisionadas e amedrontadas dentro de si e que, dia a dia, tentam se acostumar com a ausência da liberdade e da paz. Há aqueles que se negam a dizer a verdade por medo da repreensão e, por isso, vivem amargurados e inseguros. Há aqueles que fogem dos próprios pensamentos, pois estes insistem em apontar fatos dos quais tentam se esquecer. Há gente que não sabe o que é dormir tranquilamente, pois vive em meio a pesadelos com chances razoáveis de tornarem-se reais. Se desde a infância fôssemos ensinados a dizer somente a verdade, talvez essas pessoas hoje estivessem, simplesmente, felizes. Se tivéssemos aprendido a revelar - em vez de esconder - nossas fraquezas e se, com isso, não tivéssemos sido ridicularizados, talvez as clínicas médicas hoje não estivessem tão cheias de pessoas com enfermidades advindas de angústias do passado. Infelizmente, nem mesmo a escola conse-

guiu nos ensinar que a liberdade também depende da nossa coragem e disposição de nos enfrentarmos e de encararmos as consequências dos nossos próprios equívocos. Ainda hoje, há relatos de crianças que, quando tiram notas baixas, são acusadas, acuadas e, consequentemente, acometidas de um sentimento de inferioridade. A partir disso, essas crianças se acostumam, assim como nós, adultos, a maquiar a verdade, a omitir fatos e a não confessar o erro, pois, aparentemente, é mais simples escondê-lo. Conhecedora de tudo isso, a escola pode fazer diferente. Pode, por exemplo, incentivar uma postura de autoconfiança nos alunos, de modo que entendam que são maiores que o erro e que, por isso, podem vencê-lo. A escola não pode ser omissa quanto a esse assunto, não pode mostrar apenas um lado da moeda, não pode supervalorizar aquele que sempre acerta em detrimento daquele que tem uma postura inadequada.

Na sala de aula, é preciso sensibilidade e clareza por parte dos professores para ensinar que se livrar da culpa e do engano, entretanto, não é tarefa fácil, pois não é unilateral, há mais pessoas envolvidas e não é sempre que se pode contar com a compreensão delas. De qualquer modo, mesmo que haja poucas possibilidades de se obter o perdão e a compreensão de outra pessoa, é essencial que ele comece com a parte que, por um acaso, tenha errado em relação a alguém. O perdão, assim como tantas outras habilidades, é ensinado pelo exemplo e, por isso, o professor não pode trazer à memória erros que alunos tenham cometido em outras ocasiões na escola. É necessário aprender que quando um aluno comete uma indisciplina, ele não é para sempre indisciplinado, ele está ou esteve (estado passageiro) em indisciplina, pois, assim como qualquer um de nós, o aluno também precisa de pessoas que

estejam dispostas a dar mais uma chance, a não desistir dele. Com isso, aumentam as chances de dias melhores e de nos envolvermos com pessoas que sabem confessar o erro, pedir perdão e que, beneficiadas dele, sejam capazes de o fornecer sem mágoas e ressentimentos, acreditando que tudo vai, de fato, melhorar. * Erika de Souza Bueno é Coordenadora Pedagógica da Planeta Educação e Editora do Portal Planeta Educação (www.planetaeducacao.com.br). Professora e Consultora de Língua Portuguesa; Articulista sobre assuntos de língua portuguesa, educação e família.


Gravataí, 16 e 17/06/2012 - Pág. 3

Geral

Sogil faz mudanças em linhas municipais a partir de 25 de junho Alterações afetam cinco linhas do transporte coletivo, que deixarão de ir até a parada 59 Foto Divulgação/JG

► Onde vai mudar

Usuários poderão acessar um segundo ônibus pagando apenas uma passagem

A

tendendo à orientação do Ministério Público e com a autorização da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, a partir do próximo dia 25, a empresa Sogil irá promover mudanças em cinco linhas urbanas, que atendem aos bairros da região Sul e Norte e deixarão de ir até a parada 59. Os usuários dessas linhas poderão acessar um segundo ônibus, pa-

gando apenas uma passagem. — Essa é uma determinação do Ministério Público, para resolver o problema com o acúmulo de veículos no ponto de estocagem, mas sem prejuízo aos usuários do sistema — afirma o secretário municipal de Trânsito e Transportes, Rafael Schwanck Evaldt. Segundo Schwanck, a alteração vai permitir um atendimento ampliado aos bairros.

As linhas Natal, Parque dos Eucaliptos e Bonsucesso (Norte) e Cohab e Parque Olinda (Sul) deixarão de se deslocar até a parada 59, atendendo exclusivamente aos bairros e retornando direto ao centro de Gravataí. A frequência será a mesma, porém, com uma regulagem muito mais precisa dos horários (30min no pico e 40min no entrepico). Paralelo a isso, as linhas troncais, que percorrem a Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, terão mudanças de horários, sem alteração de frequência (10min no pico e 20min no entrepico). A visualização dos novos horários no site Sogil (www.sogil.com.br) estará disponível a partir do dia 25 de junho. Porém, o SAC da empresa (0800 510 7080) já está passando aos clientes todas as informações sobre as novas tabelas dessas linhas municipais e das linhas trocais. A empresa também deverá fazer a divulgação das mudanças por meio do informativo de bordo “Leva&Traz”. Durante toda a semana que antecede o dia 25 de junho o material será distribuído aos clientes pelas tripulações dos ônibus, fiscalização e equipe de apoio. Cartazes estarão fixados no interior do ônibus. Ainda na próxima semana, as escolas localizadas próximas aos pontos de mudanças receberão a visita da Sogil, quando serão informadas sobre as alterações. — Além disso, a Prefeitura vai fazer a divulgação, com o auxílio da empresa, da material explicativo sobre o que está mudando — assegura Schwanck.

►As mudanças em cada linha: CB = Sentido centro/bairro BC = Sentido bairro/centro ►N1-Natal - Itinerário ampliado no bairro; - Atendimento às escolas Polivalente, Clotilde Rosa e Canela Sobrinho; - Itinerário no sentido CB, depois do bairro, sai na P.79 e segue pela Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira até a P.76, retornando ao bairro no sentido BC; - A alteração possibilitará aos clientes também a integração com a linha Semidireto via Free-way. ►INTEGRAÇÃO: quem vem da P.59, na P.76, deve atravessar a Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira para integrar em direção ao bairro. PONTOS PARA INTEGRAR: P.76 N2-Parque dos Eucaliptos - Não entra mais na Av.

José Loureiro da Silva, agora segue pela Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira até a P.76; - Itinerário no sentido CB, depois do bairro, sai na P.73, retornando ao bairro no sentido BC pela P.72. ►INTEGRAÇÃO: quem vem da P.59, na P.72, deve atravessar a Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira para integrar em direção ao bairro. PONTO PARA INTEGRAR: P.72 N3-Bonsucesso - Itinerário ampliado no bairro; - Atendimento ao Sesi e ao Pronto 24h, em substituição à linha N1-Natal; - Itinerário no sentido CB, depois do bairro, sai na P.64, retornando ao bairro no sentido BC pela P.63. ►INTEGRAÇÃO: quem vem da P.59, na P.64, deve atravessar a Av. Dorival

Cândido Luz de Oliveira para integrar em direção ao bairro. PONTO PARA INTEGRAR: P.64 S1- Cohab - Itinerário permanece o mesmo dentro do bairro; - Itinerário no sentido CB, depois do bairro, sai na P.68, retornando ao bairro no sentido BC também pela P.68. ►INTEGRAÇÃO: quem quiser ir para a P.59, na P.68, deve atravessar a Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira para integrar em direção a Cachoeirinha. PONTO PARA INTEGRAR: P.68 S2- Parque Olinda - Itinerário permanece o mesmo dentro do bairro até a Rua Santa Fé, quando passa a entrar na Rua São Domingos, após na Rua Dom Bosco, saindo

na Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira; - Itinerário no sentido CB, depois do bairro, sai na P.64, retornando ao bairro no sentido BC também pela P.64. ►INTEGRAÇÃO: quem quiser ir para a P.59, na P.64, deve atravessar a Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira para integrar em direção a Cachoeirinha. PONTO PARA INTEGRAR: P.64

Contato

Dúvidas sobre as alterações ou informações sobre os novos horários dessas linhas municipais e também das linhas troncais ligue SAC SOGIL: 0800 510 7080 ou 3484 8080 (de celular), de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h20 e, aos sábados, das 8h às 13h. Também consulte em www.sogil.com.br.

Essa é uma coluna do povo para criticar elogiar e botar a boca no trombone sobre aquilo que os leitores entenderem por certo ou errado. Entre em contato com a redação, pelo telefone 34213381 ou mande seu e-mail para jornaldegravatai@terra.com.br. Junto mande seu telefone e endereço.

Precário transporte I As reclamações sobre o transporte coletivo de Gravataí estão se avolumando de tal maneira que seria de bom alvitre que a nossa querida Sogil modificasse o “modus operandi” da empresa para facilitar a vida dos usuários. Precário transporte II Não bastasse seus veículos trafegarem sempre com superlotação, as reclamações mais recentes dão conta de que nos horários de pico, que é quando mais gente se utiliza desse tipo de transporte, os ônibus andam em comboio, o que tem dificultado tanto para quem espera nos pontos, quanto para quem quer chegar em casa mais cedo. Parcão Dia desses demos uma passadinha por lá e ficamos preocupados com a situação daquela praça de lazer na parada 79. Vimos muita sujeira, árvores por podar e várias outras situações que merecem atenção de nossos governantes. Entendemos que isso já vem de tempos, mas algo precisa ser feito para melhorar as condições do nosso PARCÃO. Agradecimento A leitora Luiza Camargo envia nota agradecendo o pronto atendimento do Jornal de Gravataí que verificou a situação de sua rua: “Senhor Silva, gostaria de agradecer a pessoa que me atendeu na quarta-feira (13) e prontamente fez a foto que saiu no Radar de quinta. Só que, na metade da Rua Pe. Reus há outro lixão, além do da foto publicada. Nem todo o lixo proveniente do corte da grama de toda extensão da Rua 25 de Fevereiro foi recolhido.” Recado dado. Demora no recolhimento O proprietário do imóvel nº 26 da Pe. Reus diz que pagou R$ 50 para que o caminhão do lixo recolhesse os galhos de uma árvore que ele podou porque estava impedindo a iluminação. A vizinha que mora em frente também podou e colocou os galhos na esquina da rua. Eles dizem que na região moram três vereadores que nas campanhas estão sempre a pedir votos. Os eleitores desejam saber por que eles não interferem para que a limpeza seja feita eficientemente.

Senha do dia: “Gotinhas milagrosas

salvam nossas crianças...”


Opinião

Gravataí, 16 e 17/06/2012 - Pág. 4

Sessão solene

e-mail:gabriel.diedrich@jornaldegravatai.com.br - Fone: 3421.3381

Suspensa votação das contas de Rita O Pleno do Tribunal de Contas do Estado suspendeu, na última quarta-feira, a votação do processo que apura irregularidades nas contas de 2009 da ex-prefeita de Gravataí Rita Sanco. O relator é o conselheiro Iradir Pietroski. O TCE deve fazer agora uma nova análise da matéria. O advogado da petista, Frederico Leonel Nascimento e Silva, alegou que o déficit orçamentário decorreu de crise nas contas do município. A data da nova votação ainda não foi definida pelo TCE.

Novos associados da Acigra com o presidente da entidade

A Câmara de Vereadores realiza, na próxima terça-feira (19), às 19h30, sessão solene de entrega do título de Cidadã Gravataiense à senhora Maria Amélia de Fraga Vieira. A homenagem será realizada no plenário do Legislativo, localizado na Av. José Loureiro da Silva, nº 2597.(Eça de Queiróz)

PSTU ta na área Partido vai de candidatura própria e quer governar para os trabalhadores Sob o lema: “uma prefeitura para os trabalhadores”, o PSTU anuncia que vai para as eleições de outubro com candidatura própria: Manoel Fernandes (pré-candidato a prefeito) e Sandro Makino (pré-candidato a vice) são os nomes a serem homologados na convenção que acontece no próximo dia 23 de junho no plenário da Câmara de Vereadores de Gravataí. O

partido terá apenas duas representantes femininas que concorrerão ao cargo de vereador: Carine Lemos e Solange Correia Pereira. Manoel Fernandes diz que o partido vem discutindo os temas da cidade há seis anos e que chegou a hora de mostrar uma alternativa de política independente para que a população possa julgar.

Dirigentes do partido visitaram redação do JG

Acigra promove Café Miki sugere área ao Colégio Nicolau com o Presidente Ocorreu ontem a quinta edição do Café com Presidente, o evento que reúne os novos associados da Acigra com o presidente da entidade e os colaboradores. O presidente José Luis recepcionou representantes das empresas: Silvia Fernandes ME, Rede Host Internet, Lynka Comércio Exterior, ASST – Asses. Sup. Segurança do Trabalho, Burg Gravações, LAF Consultoria Empresarial, Mudança e Atitude Consultoria, CIEE-RS, SESI, Candido Assessoria Contábil, GSI Informática, Escritório de Advocacia Gnoato e AGIR – Assoc. Artistas Visuais. Durante o encontro, o presidente José Luis apresentou algumas das ações realizadas pela entidade, bem como os principais produtos e serviços disponibilizados pela Acigra. A próxima edição do Café com o Presidente ocorre no dia 12 de julho.

Em audiência na Secretaria Estadual de Educação, o deputado estadual Miki Breier (PSB) encaminhou uma solução para a mudança do Colégio Professor Nicolau Chiavaro Neto. O parlamentar sugeriu o terreno do Seminário católico como possível local para a construção de um prédio com novas salas de aula. — Este local é uma alternativa para se garantir um terreno próximo à escola, uma vez que, por estar localizado na região central de Gravataí,

a principal dificuldade é a disponibilidade de locais adequados para a construção — afirmou Miki Breier. A sugestão foi prontamente acolhida pelo secretário de Estado da Educação, Prof. Dr. José Clóvis de Azevedo, que se comprometeu em fazer contato com a Mitra Arquidiocesana para iniciar a negociação. Após o acerto sobre o terreno, será aberta a etapa de elaboração dos projetos para posterior licitação e execução das obras. O Colégio Professor

Miki Breier encaminha solução para mudança do Colégio Professor Nicolau Chiavaro Neto

Nicolau Chiavaro Neto funciona atualmente em local objeto de comodato e

a comunidade apresenta a necessidade de ampliação das vagas.

Levi Melo faz palestra do “Crack - Tô Fora!” O médico e vereador Dr. Levi Melo (PMDB) realizou, na última quinta-feira, o palestra do “Crack – Tô Fora!” - Programa de prevenção e sensibilização em decorrência do uso do crack, para mais de 60 colaboradores da AGV Logística de Gravataí. Com o objetivo de chamar a atenção sobre o uso de drogas lícitas e ilícitas, Dr. Levi alertou os colaboradores da AGV sobre

os riscos do mundo das drogas. Destacou que o crack vicia na primeira cachimbada, agindo em prazo curtíssimo e criando uma enorme dependência física e psicológica. Reiterou também que todo o usuário do crack é um forte candidato à morte. O vereador afirmou que o consumo da pedra está atingindo patamares assustadores e que se encontra a droga com muita

facilidade. — O valor da pedra é aparentemente barato, mas com a grande necessidade de consumo diário, o vício se torna extremamente oneroso, não havendo bolso que o sustente. O parlamentar disse ainda que o consumo do crack não escolhe idade e nem classe social, e que por este motivo ele faz questão de fazer todo o tipo de ação que

possa prevenir o consumo da droga, estando presente nos lugares que for convidado para realizar a palestra e demais ações preventivas, tais como o Intervalo “Crack – Tô Fora!”, Blitz Educativas, paineis, entre outros. O vereador agradeceu o convite da empresa e falou ainda sobre o projeto socioambiental de seu ga-

binete, utilizando roupas feitas de garrafas Pet, como as camisetas e blusões do programa “Crack – Tô Fora!”, sendo o primeiro gabinete sustentável do Brasil.


Gravataí, 16 e 17/06/2012 - Pág. 5

Infraestrutura

Em obras: da Morada Gaúcha à Vila Elisa (III) Na terceira reportagem da série o JG acompanha a execução de demandas que saltam aos olhos do contribuinte e aquelas que ninguém vê

A

população com e n t a que esgoto e drenagem são obras que políticos não gostam de fazer, porque ficam enterradas e ninguém consegue ver. É claro que isso é apenas folclore, simplesmente porque não há como asfaltar ruas sem fazer antes os sistemas de drenagem, que incluem caixas receptoras, bocas-de-lobo

Fotos Claudio Oliveira/JG

e canalização pluvial, todas coisas que ficam embaixo do solo. Na terceira reportagem sobre as obras que foram visitadas pelos secretários municipais de Obras e Viação, Paulo Martins, o “Paulão”, e o de Comunicação, Luiz Fernando Aquino, o JG mostra obras que saltam aos olhos e aquelas que ficam embaixo da terra e geralmente não são

vistas, mas sem elas muita gente estaria literalmente embaixo d’água toda vez que chovesse. Por exemplo, na Avenida Sertório, no acesso ao bairro Xará, na parada 103, em um trecho de mais de meio quilômetro, apesar do risco de atropelamento a população caminhava sobre o asfalto. Para resolver o problema, foram construídos

Na Sertório, comunidade ganhou calçada e recuo para o ônibus

pela Prefeitura 600 metros de calçada e o ponto de ônibus ganhou um recuo nos dois sentidos, mais canalização e rede pluvial. Segundo o secretário Paulão, o local em breve receberá novos abrigos. O morador Joel Schmitt, disse que sua maior expectativa com relação ao atual governo era a complementação do asfaltamento da Sertório,

votada por diversas vezes no Orçamento Participativo (OP) e jamais executada. No entanto ele aprovou a calçada feita em Pavi S pela Prefeitura, que deu mais segurança para os pedestres. Paulão explicou a ele que a obra está licitada, mas faltam recursos no momento para a execução. – Herdamos 470 ruas votadas no OP para serem pavimen-

tadas. Não temos como atender tudo em tão pouco tempo e com os poucos recursos de que dispomos, mas não estamos parados. Enquanto isso, vamos executando serviços necessários para a população, como o mutirão de três dias, com máquinas e caminhões, que fizemos no Xará e que pretendemos repetir em breve – explicou o secretário.

Paulão com o morador Joel, satisfeito com a maior segurança para pedestres

Embaixo da terra ou debaixo d’água? O movimento e o barulho de homens e máquinas parecem incomodar pouco o aposentado Joaquim Bortolotti Garcez, 76 anos. Sorridente ele assiste a tudo da frente de casa, na Rua João Batista, onde estão os últimos 50 metros de uma rede de 800 metros de canalização, que em alguns pontos tem seis metros de profundidade. A Prefeitura investiu R$ 200 mil na obra, localizada literalmente embaixo da terra, entre os bairros Cruzeiro e Central. – Pode não aparecer, mas sem isso essa área, do cruzamento das ruas Dom Feliciano

e Guilherme Schmitt com a João Batista, a comunidade ficaria debaixo d’água a cada chuva que caísse. Seu Joaquim, que mora no local há 35 anos, confirma: – No começo isso aqui era tudo a céu aberto. Compramos canos e fizemos um acordo com a Prefeitura, que fez a rede para escoamento das águas. Mais tarde fizeram outros dois loteamentos aí para cima e ligaram tudo na nossa rede, que não suportou e passamos a conviver com a inundação toda vez que chovia. Muitos vizinhos, que tinham casas de madeira, per-

deram tudo. Eu tive que levantar meu terreno e desmanchar a casa antiga. Ainda assim a água continuou entrando na minha casa nova, onde investi R$ 50 mil. Agora acho que isso vai mudar. Dia 24 de outubro do ano passado, quando Paulão assumiu a Secretaria de Obras e Viação, caiu um grande temporal sobre a cidade. Como já tinham tantas vezes reclamado para governos passados, os moradores então o chamaram até o local, para mostrar sua situação. Ele nem conseguiu chegar muito perto com o carro que

o trouxe, porque a inundação era acima de um metro. – Fiquei assustado com tanta água e expliquei que não teria como resolver já, mas prometi que em março começaria as obras para solucionar o problema. Cumprimos a Rede de 800 metros estava nos 50 finais na última terça-feira promessa. Agora estamos nos 50 metros finais dessa obra, que vamos completar fazendo a limpeza das caixas coletoras e bocas-de-lobo da rua – destaca o secretário. Segunda-feira a quarta-reportagem da série: “Recursos para começar e terminar o serviço”. Obra da João Batista teve investimento de R$ 200 mil


Gravataí, 16 e 17/06/2012 - Pág. 6

Terceira Idade

Posto do Idoso atende casos de violência Q

Segundo o Disque 100 Gravataí é a segunda cidade que mais tem casos de maus tratos no Estado

uem deveria cuidar e proteger, na maioria dos casos de violência contra os idosos, são os principais autores dos crimes. Ameaças, intimidações, tapas e empurrões, tudo feito pela própria família. A violência contra idosos chega anualmente a 120 mil agressões segundo o IBGE, a maioria pelos parentes da vítima. Criado em outubro de 2011, junto à sede da 1ª Delegacia de Polícia, o Posto do Idoso serve como referência no atendimento dos casos de violência aos idosos do Município. No local, além do atendimento feito por uma assistente social, o idoso recebe também atendimento policial, quando necessário. No Posto trabalham duas estagiárias, uma assistente social e uma policial. Todo o procedimento adotado é baseado no Estatuo do Idoso e as denúncias podem ser feitas através do Disque 100, que é um número disponibilizado pelo Governo Federal ou através de um Boletim de Ocorrência, feito em qualquer delegacia. De acordo com a escrivã Luciana dos Anjos,

responsável pela parte investigativa do atendimento no Posto, as denúncias são diversas e as mais comuns são por abandono material e apropriação indébita. – No caso da apropriação indébita, geralmente o familiar coloca o idoso em uma clínica ou casa de repouso e ficam com sua aposentadoria ou pensão. Em alguns casos, pagam o valor cobrado pelo estabelecimento e se apoderam do resto – explica. Já o abandono material se caracteriza, principalmente, por colocar em perigo a integridade e a saúde física ou psíquica, submetendo o idoso a condições desumanas. – Em muitos casos, os idosos são abandonados em um local que não tem estrutura alguma, sendo privados de condições básicas de higiene, bem como de alimentação e saúde – revela. Atendimento Quando chega uma denúncia, existe todo um levantamento do caso. É preciso ver se é passível apenas de atendimento feito pela assistente social, que vai até o local onde está o idoso e após dará o enca-

minhamento para as redes sociais de atendimento, como o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Centro de Referência em Assistência Social (CRAS). Mas, se é caso de violência física, quem vai até o local onde está a vítima, é a Polícia Civil. Casos Nesta semana aconteceu uma denúncia na qual o denunciante, dono de uma casa asilar de Gravataí, revelou que uma idosa de 82 anos havia sido abandonada no local por uma sobrinha. Esta seria sua parente mais próxima, já que um filho adotivo da mesma está sumido. Pela denúncia, esta além de não visitar a idosa, não estava pagando a mensalidade. – O caso entrou via Ministério Público. Neste caso, coube apropriação indébita e abandono material, por esta não dar assistência alguma – destacou. Ficou determinado que a sobrinha, além de quitar a dívida com a casa asilar, começasse a realizar visitas periódicas para a tia, que se encontra em estado grave de saúde.

Fotos Patricia Mello/JG

Equipe do Posto do Idoso em Gravataí

Violência física pátio – disse a policial. Nesta semana, Luciana, Luciana contou ainda acompanhada de Marceli- que a idosa revelou que em no, que também é policial um dia muito frio o filho civil, foi até uma casa ve- jogou água fria nela e após rificar a denúncia de que o balde. Tudo motivado uma idosa, de 66 anos, pelo fato de que ela tinha estava sendo vítima de queimado um mato que violência praticada pelo estava no pátio e ele não filho, de 37. Pela denúncia, teria gostado. a idosa morava em uma – O filho contou que peça sem banheiro e que o realmente jogou o balde na filho tinha jogado água e mãe, mas que foi a única um balde na mãe. vez que fez isso, pois ficou – Fomos à casa e, como assustado após o ocorrido – não havia ninguém, deixa- acrescentou a policial. mos intimação para que comparecessem na DP. Descobrimos que ►ANOTE OS NÚMEROS o filho mora em uma casa na frente de sua mãe, que mora em Dique denúncia: 181 apenas uma peça, sem janela e sem banheiro. Disque direitos humanos: 100 Ela disse que faz suas Posto do Idoso de Gravataí: necessidades em pini3488.1775 co e que após joga em uma fossa que tem no

Medidas cabíveis Neste caso específico, como já havia uma solicitação de medida protetiva feita anteriormente pela idosa, na Delegacia da Mulher, os depoimentos tomados serão encaminhados para a distrital e uma cópia remetida à Promotoria. Mas a escrivã policial adverte que o filho deve ser responsabilizado sim, bem como os outros cinco filhos da idosa, caso sejam localizados. – O filho decidiu que ia morar na casa da frente, que é de sua mãe, com sua esposa. A mãe por sua vez, acabou indo morar nos fundos, em uma única peça, sem estrutura alguma. Isso se configura abandono e vamos tomar todas as medidas cabíveis – finalizou.

Familiares são os maiores agressores Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2006 como o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra as Pessoas Idosas, o 15 de junho foi escolhido para ser a data de alerta à sociedade sobre o assunto e oferecer informações para facilitar a identificação de casos de abusos contra os idosos, Idosa de 82 anos foi abandonada pela sobrinha

assim como a prevenção e a intervenção nessas situações. Em 2012, o Rio Grande do Sul já teve 161 registros de maus-tratos, segundo números do Disque 100 da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Porto Alegre foi a cidade com maior número de casos, 15% do total. Gravataí teve 13%

e Canoas e Pelotas, 6% cada. A maioria dos agredidos é mulheres, brancas e na faixa dos 75 anos. Entre os agressores, também lideram as mulheres, com menos de 60 anos. Na maioria dos casos são filhas dos agredidos. Boa parte das denúncias é de negligência, violência física e psicológica e abuso financeiro.


Terceira Idade

Gravataí, 16 e 17/06/2012 - Pág. 7

Gravataí se mobiliza contra a violência contra a pessoa idosa

N

esta sexta-feira (15), ‘Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa’, dezenas de pessoas estiveram na Praça Borges de Medeiros participando de diversas atividades de conscientização sobre o assunto. Para a assessora de Políticas Públicas para o Idoso, Marlene Espíndola, a sociedade precisa se conscientizar de que o idoso é cidadão com direitos e merece envelhecer de maneira ativa e saudável. — Nenhum idoso será objeto de qualquer tipo de negligência, discriminação, violência, crueldade

ou opressão. A pessoa não pode ficar à margem da sociedade e nem ser vista de forma infantilizada — frisou. Segundo o vice-prefeito Francisco Pinho, depois do estatuto, as questões de violência passaram a ser mais evidentes e as pessoas passaram a fazer mais denúncias. — O objetivo da data é criar uma consciência mundial, social e política, da existência da violência contra a pessoa idosa e, ao mesmo tempo, disseminar a ideia de não aceitá-la como normal — frisa Pinho A Associação dos Aposentados e Pensionistas

Fotos Katterina Zandonai/JG

de Gravataí (Asapeg), que vem realizando um grande trabalho na cidade com a terceira idade, marcou presença com seu coral regido pelo maestro Marcelo Rabello. Além disso, as Mulheres da Paz confeccionaram diversos cartazes com mensagens como forma de protesto Dezenas de pessoas estiveram na Praça Borges de Medeiros contra a violência. A aposentada — Nosso objetivo é PARTIDO TRABALHISTA BRASILEIRO Maria Helena Deponocera, chamar a atenção para que de 65 anos, caminhou mais as pessoas tenham respeito de uma hora do Rincão da pelos mais velhos — enfaCOMISSÃO EXECUTIVA MUNICIPAL DE GRAVATAÍ Madalena até o Centro. tiza Maria. EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA CONVENÇÃO MUNICIPAL

Mulheres da Paz caminharam mais de uma hora para chamar a atenção da população

Mais de 20 associados se apresentaram no Coral da Asapeg

Clube Sesc Maturidade Ativa Gravataí promove palestra No Dia Mundial de Combate à Violência Contra a Pessoa Idosa, mais de 50 pessoas participaram de um debate sobre o tema na Sala Multiuso do Sesc Gravataí na tarde desta sextafeira (15). Participantes do Clube Sesc Maturidade Ativa, da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Gravataí (Asapeg) e do Grupo Conviver de Glorinha assistiram vídeo e palestra sobre o tema. A assistente social Graziella Emmert alertou os presentes sobre os principais tipos de violência, o perfil do agressor e abordou alguns tópicos do estatuto do idoso. — É alarmante o número de denúncias contra negligência. Sem falar que muitos casos ainda ficam omissos, porque muitos idosos têm medo de denunciar e outros

não sabem que estão sendo vítimas de violência — salienta a assistente social. Evanilda Foss, do Grupo Conviver de Glorinha, comentou que além dessa tortura sofrida dentro de casa, o idoso também está sujeito a golpes aplicados por marginais que querem se aproveitar da sua fragilidade. — Conheço muitas pessoas que foram vítimas dos empréstimos feitos irregularmente por familiares sem o consentimento do idoso. A presidente do Clube Sesc Maturidade Ativa, Consuelo Zasso, explica que a palestra foi muito útil para os sócios. — Fazem parte mais de 65 pessoas do grupo e além de diversão e trabalhos comunitários, o Clube tem como função alertar os idosos sobre a violência.

Mais de 50 pessoas estiveram no Sesc Gravataí

A assistente social alertou sobre os principais tipos de violência

►Saiba mais sobre o Maturidade Ativa O grupo se reúne todas as terças-feiras às 15h no Teatro do Sesc e desenvolve diversas atividades voltadas para a qualidade de vida das pessoas. Para participar do Clube Sesc Maturidade Ativa, pessoas com idades a partir de 50 anos podem se inscrever gratuitamente no Sesc na Rua Anápio Gomes, nº 1241. Mais informações sobre as atividades do Clube Sesc Maturidade Ativa Gravataí podem ser obtidas pelo telefone (51) 3497.6174.

A Comissão Provisória Municipal do PTB do Município de Gravataí, em conformidade com o disposto no art. 29, inciso III, alínea “a”, e §1º do mesmo artigo, do Estatuto do Partido, convoca todos os convencionais do partido neste Município (membros da Executiva Municipal, vereadores, deputados Estaduais e Federais com domicílio eleitoral neste município) para a CONVENÇÃO MUNICIPAL no dia 24 de junho de 2012, das 14h às 17h, sendo às 14h em primeira chamada e às 14h30 em segunda e última chamada, tendo por local a sede do partido em Gravataí, na Avenida Dorival C. L. de Oliveira, 1532, para deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA: A) Formação de coligação partidária, com vistas ao pleito eleitoral de 07 de outubro de 2012, nas eleições majoritária, na proporcional ou em ambas; B) Havendo coligações, escolha de sua denominação, de seu representante e delegados perante a Justiça Eleitoral; C) Escolher ou proclamar os candidatos do partido aos cargos de Prefeito e Vice-Prefeito, bem como aprovar o plano municipal de governo; D) Escolher ou proclamar os candidatos do partido aos cargos de Vereador, bem como aprovar seus respectivos planos de ação parlamentar; E) Sorteio dos números dos candidatos a Vereador; F) Fixação dos valores máximos de gastos na campanha eleitoral por candidato; G) Delegação de poderes à Comissão Provisória Municipal para decidir sobre coligações, inclusive para excluir o partido das que fizer parte ou incluí-lo em outras; aceitar ou rejeitar a inclusão de outros partidos nas coligações em que o partido for integrante; substituir ou aceitar substituição de candidatos da coligação; aprovar novos candidatos pelo partido; e complementar ou suprimir o número de candidatos a Vereador, decidindo, nesta hipótese, quais excluir da nominata; H) Outros assuntos de interesse do partido. Gravataí-RS, 15 de junho de 2012 Edir Pedro de Oliveira Presidente da Comissão Executiva Provisória


Gravataí, 16 e 17/06/2012 - Pág. 8

Saúde

Sábado para vacinar nossas crianças Vacinação contra a poliomielite será feita em 24 unidades de saúde e 80 postos volantes

E

ste sábado é o grande dia de mostrarmos todo nosso amor pelas nossas crianças. É dia de levarmos todos os menores de cinco anos para tomarem as duas gotinhas contra a paralisia infantil. Em Gravataí, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite está sendo realizada em 24 unidades de saúde e em 80 postos volantes instalados em escolas, farmácias e supermercados. Servidores da Vigilância Epidemiológica e Imunizações, da Secretaria Municipal de Saúde, irão madrugar neste sábado. A jornada dos funcionários que irão trabalhar na aplicação da

►Orientações

Conforme a Secretaria de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul, a vacina contra a pólio é segura, mesmo nos casos em que as crianças estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarréia. E no caso daquelas que sofrem de doenças graves, estejam com febre acima de 38 ºC, ou com alguma infecção, a Secretaria recomenda aos responsáveis que consultem os profissionais nos postos e centros de saúde para avaliação.

vacina contra a poliomielite terá inicio às 4h, preparando todo o material necessário na distribuição das doses da vacina. Além dos funcionários, os pontos de vacinação também contam com voluntários, que também trabalharão nos locais onde serão aplicadas as gotinhas. A imunização neste ano será efetuada em uma única etapa e seguirá até o dia 6 de julho. A meta, segundo o secretário de Saúde do Município, Régis Fonseca, é vacinar no mínimo 95% das 17 mil crianças inseridas na faixa etária recomendada pelo Ministério da Saúde. O secretário lembra que é essencial que a população aproveite o Dia

►Prevenção

Não existe tratamento para a pólio e, somente a prevenção por meio da vacina, garante a imunidade à doença. O Brasil está livre da poliomielite há mais de 20 anos. O último caso no país foi registrado em 1989, na Paraíba. Em 1994, o Brasil recebeu da Organização Mundial da Saúde (OMS) o certificado de eliminação da doença. E é apenas por meio da vacinação que se pode garantir que o vírus não volte a

D de mobilização social para imunizar o público alvo, pois nesta data diversos locais estarão oferecendo a vacina. De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica e Imunizações, Clarisse Ribeiro, todas as crianças menores de 04 anos, 11 meses e 29 dias devem tomar as duas gotinhas, mesmo que já tenham sido vacinadas. Ela observa que neste ano a Campanha terá apenas uma etapa de imunização, pois estudos comprovaram que é suficiente, uma vez que no Brasil não há casos de poliomielite desde o Zé gotinha vai receber as crianças o dia inteiro início dos anos 90.

circular em território nacional. Apesar de não haver registro de casos de pólio há 23 anos no Brasil, é importante manter campanhas de vacinação anuais porque o poliovírus, causador da enfermidade, pode ser reintroduzido no país. Isso porque, o vírus ainda circula no mundo. Entre 2007 e 2012, 35 países registraram casos de poliomielite, sendo que três ainda são considerados endêmicos: Afeganistão, Nigéria e Paquistão.

►A doença

A poliomielite é uma doença infecto-contagiosa viral aguda que atinge, principalmente, crianças de até 5 anos. É transmitida pelo poliovírus, que entra pela boca. Ele é carregado pelas fezes e gotículas expelidas durante a fala, tosse ou espirro da pessoa contaminada. Falta de higiene e de saneamento na moradia, além da concentração de muitas crianças em um mesmo local, favorecem a transmissão. O período de incubação

(tempo que demora entre o contágio e o desenvolvimento da doença) é, geralmente, de 7 a 12 dias, podendo variar de 2 a 30 dias. A transmissão também pode ocorrer durante o período de incubação. O poliovírus se desenvolve na garganta ou nos intestinos e, a partir daí, espalha-se pela corrente sanguínea, ataca o sistema nervoso e paralisa os músculos das pernas. Em outros casos, pode até matar, quando o vírus paralisa músculos respiratórios ou de deglutição.

Doar sangue faz bem ao coração Na última quinta-feira (14) foi comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue. Data para ser lembrada de quanto é necessário salvar vidas com um simples gesto como a doação de sangue. Uma pessoa adulta tem, em média, cinco litros de sangue e, em uma doação, são coletados, apenas 450 ml. Cada vez que você doa sangue ajuda a salvar até quatro vidas. A coleta dura aproximadamente 15 minutos. O doador passará por uma entrevista que tem o objetivo de dar maior segurança tanto para quem está ajudando, quanto para os pacientes que receberão o sangue. É importante ser sincero ao responder as perguntas. Após isso, é realizada uma entrevista clínica com verificação da pressão arterial, temperatura e teste da anemia. A vendedora Angélica Muniz é moradora de Glorinha e foi até a Capital para doar sangue destinado a um parente.

►Quem pode doar sangue

:: Pessoas com peso acima de 50 quilos e idade entre 18 e 67 anos. :: Jovens com idade entre 16 e 17 anos também podem ser aceitos como candidatos, desde que haja consentimento formal do responsável legal. :: No momento da doação, é necessário apresentar documento com foto válido em todo território nacional.

►Quem não pode doar

Angélica Muniz saiu de Glorinha para doar sangue

— Sou doadora e o sentimento é muito bom. Sei que estou fazendo o bem, pois o sangue é muito necessário. A captação de novos doadores é importante, principalmente no inverno quando os estoques tendem a apresentar uma pequena queda. O Hospital Dom João Becker disponibiliza, toda a última quarta-feira de cada mês, transporte gratuito para a capital. Para tanto, o doador deverá estar

em frente ao hospital, localizado na Av. José Loureiro Silva, nº 1561, às 7h45, munido de um documento de identidade. Informações pelo telefone (51) 30438369 Já o Hemocentro que distribui sangue para todo o Estado recebe doações de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e está localizado na Av. Bento Gonçalves, nº 3722, no bairro Partenon, na zona Leste de Porto Alegre.

:: Pessoas com diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade. :: Mulheres grávidas ou amamentando. :: Pessoas expostas a doenças transmissíveis pelo sangue, como aids, hepatite, sífilis e doença de Chagas. :: Usuários de drogas. :: Pessoas que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

Recomendações

:: Não estar em jejum. :: Não tomem bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação. :: Evitar fumar por pelo menos duas horas antes da doação. :: Evitar alimentos gordurosos nas três horas antecedentes. :: Pessoas que exercem profissões como piloto de avião ou helicóptero, condutor de ônibus ou caminhão de grande porte e, ainda, trabalhadores que sobem em andaimes devem interromper as atividades por 12 horas após a doação.


Polícia

Gravataí, 16 e 17/06/2012 - Pág. 9

Mais três mulheres denunciam preso suspeito por estupros Vítimas se encorajam e comparecem à delegacia para fazer o registro após a prisão do acusado dos crimes em série Mais três mulheres compareceram na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) para denunciar Gerson Luiz Nunes, de 26 anos. O homem está preso, agora, suspeito por nove estupros seguidos de roubo. O jovem foi preso na quarta-feira, no bairro Bonsucesso, acusado, pelo menos até o meiodia de quarta-feira, por quatro estupros. Segundo a titular da 1ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (DPRM) e que responde interinamente pela Delegacia Especializada no Atendimento à

Mulher (DEAM), delegada Adriana Regina da Costa, o número aumentou para nove. – Com a divulgação na imprensa, outras mulheres, que ainda não sabíamos serem vítimas dele, nos procuraram para realizar o reconhecimento pessoal. É um número bastante grande de vítimas – comentou a delegada. Apenas roubo É que uma das mulheres, o décimo caso, procurou a distrital para denunciar que sua filha foi vítima do suspeito. Ela contou que ele en-

trou em sua casa e atacou sua filha, mas como esta tem problema de asma e começou a passar mal, ele teria desistido do estupro. – Mesmo assim, praticou o roubo. A vítima reconheceu alguns de seus pertences que foram levados pelo suspeito na ocasião do crime – contou. Material Na casa do suspeito, os policiais apreenderam bolsas, mochilas, relógios, celulares, secadores de cabelo, aparelhos de DVDs, roupas e perfumes. Muitos foram reco-

nhecidos pelas vítimas, como sendo objetos seus. – Embora muitos objetos tenham sido recuperados, outros ainda não foram reconhecidos pelas vítimas e a dona da casa já afirmou em depoimento que não são seus. Isto significa que existem mais vítimas – relata a delegada. Adriana destaca que, com a prisão temporária decretada, Nunes, que já tinha antecedentes por roubo e um estupro como menor infrator, foi encaminhado ao Presídio Central. Deverá ser indiciado pelos crimes de estupro e roubo.

Foto Patricia Mello/JG

Mais três vítimas reconheceram o suspeito

Adolescentes que haviam desaparecido estão em casa Já estão em casa os três adolescentes que haviam desaparecido na manhã da última segunda-feira em Glorinha. Os amigos, uma menina de 11 anos e dois meninos de 12 e 13, estavam em Tramandaí, hospedados em uma pousada. Conforme a delegada Adriana Regina da Costa, titular da 1ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (DPRM), da qual a distrital de Glorinha é subordinada, desde que houve o registro do

desaparecimento, duas equipes de policiais se revezavam nas buscas. Sabiam que estavam no Litoral. Na manhã de sextafeira, um dos adolescentes, de 12 anos, teria voltado para casa. Após, foi questão de horas para que os outros dois fossem encontrados. A delegada contou que os três adolescentes estavam em uma pousada naquele município e que um deles, o de 13, estava trabalhando em uma

lavagem. – O caso vai ser investigado pela polícia de Tramandaí, local onde eles foram encontrados. Tanto o dono da pousada quanto o da lavagem foram chamados para prestar esclarecimentos e serão adotadas, no caso deles, as medidas cabíveis conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente – ponderou. Menores Adriana explica que com relação aos menores,

a polícia vai ouvir eles na segunda-feira e encerrar o inquérito. – Cabe ao Conselho Tutelar fazer o acompanhamento para descobrir os motivos que fizeram os três sair de casa e adotar as medidas cabíveis, como encaminhamentos para algum tipo de tratamento se houver necessidade – destacou. Lembra que o Conselho Tutelar de Glorinha acompanhou a polícia na recondução dos menores para seus lares.

Menina Mulher Bijuterias e acessórios

Seja uma revendedora de sex shop por catálogo. Comissão de 30%. Levamos até você.

Fone: (51) 91964368

Cachoeirinha recebe mais 12 PMs Mais 12 policiais militares já estão atuando no policiamento ostensivo do 26° BPM de Cachoeirinha. O objetivo é baixar o número de homicídios, conforme proposta da força-tarefa da Brigada Militar (BM), criada há cerca de um mês. É que, com a morte de Cristian Fernandes Afonso, de 22 anos, no bairro Vila Betânia, na quarta-feira, o número de homicídios

registrados no município chegou a cinco em pouco mais de um mês. O assassinato em Cachoeirinha foi o quinto em pouco mais de 30 dias. Na segunda-feira passada, o comandante do Policiamento Metropolitano, coronel Silanus Mello, havia admitido que, apesar do anúncio de reforço, o município recebeu um número reduzido de policiais – não informou

quantos – justamente porque não houve homicídios no período de 30 dias anterior ao início do trabalho. Mas garantiu que mais 12 policiais foram deslocados para o município. O grupo deixou Alvorada, que teve o efetivo reduzido depois de registrar dez homicídios nos primeiros 30 dias de Força-Tarefa, contra 16, no mês anterior. Em Gravataí, o número de homicídios

caiu de nove para três. Em Viamão, de sete para cinco. A força-tarefa foi iniciada depois de constatação de aumento em 25% nos casos de execução nos primeiros quatro meses de 2012, no Estado - em especial devido à alta de crimes na região Metropolitana. Ao todo, 200 brigadianos vieram do Interior para compor a ofensiva.

Seleciona:

Garçom e Garçonete Atendende Aux. de Cozinha Aux. de Limpeza Cozinheira Interessados devem comparecer munidos de currículo com foto em horário comercial na ERS-118, nº 4666 (esquina com Itacolomi), Gravataí, Loja 02 F. 3431.7940. Falar com Jairo ou Zeli.


Entretenimento

Resumo de Novelas

Farofa u Ingredientes

Nara Gomes Massulo - Nutricionista - naramassulo@terra.com.br

Recepção ocorre no Haras Gravataí neste sábado com churrasco e show de motocross

*Por Bruna Ramos

Até gosto dessa ideia de ninguém me controlar Mas nessa solidão me descontrolo Eu me perco, te enrolo Dou tanto nó O meu coração já não me agüenta “Se não tem amor, inventa” Cazuza tenha dó Amor que não é de verdade Não tem nem saudade Me esquenta e esfria, só.

O atual "blush" Muda de lugar

Camada mineral explorável (?)Presa; Pattinligada son, ator Édesuprimi"Creda pela púsculo" anestesia Despido

Sufixo de "formosa" TricamDitongo peão de (abrev.) F1 que Debelo completaria 50 (uma doença) anos em 2010

Parceria comercial Giba, Guga e Marta Epopeia de Homero que narra a Guerra de Troia (Lit.) Briguei; combati Alvo do analgésico

D

Número de cilindradas do carro 1.0 Estado do Fragmentosantigo no piso colarinho da serraria Base Letra grega símbolo da Psicologia

O

Ilhas (?), hábitat das tartarugas gigantes Tesla (símbolo)

Medonhas

BANCO 61

R Ato; junto Dona Maria (?): a Louca

Forma verdadeira da Terra

R

Radical (abrev.) Válvula eletrônica

U

G

Senhor Pediatria (abrev.) (abrev.) Sulca Nair de Te(o terreno) fé, a primeira mulher caricaturista do Brasil

E

Principal verbo de ligação (Gram.)

Estado Letícia natal de Sabatella, Zagallo atriz (sigla) brasileira

Ocimar Versolato, estilista brasileiro Apêndice próprio dos ruminantes O caráter da informação do noticiário

Museu da Imagem e Fevereiro do Som (abrev.) (sigla)

Boné, em inglês

George Parte Orwell, móvel escritordo carro conde "1984" versível

Necessidade emocional do bebê Coisa alguma Ópera de Verdi

Estação orbital russa destruída em 2001

BANCO

120

Solução

Solução anterior Solução

G C T P E R L I F E R O R E E R G U E R CO S R

estive pensando

Letra que, invertida, indica retorno

Planeta que possui apenas um satélite Tornar a levantar

I

Prova terá dificuldade de grau médio a pesado

© Revistas COQUETEL 2011

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Dividido Livro Recurso Iguarias vendidas em (o prêmio) estudado Tarzan do surdo tabuleiros nas ruas de www.coquetel.com.br © Revistas 2011 Salvador Opõe-se à pelo cri-COQUETEL (Cinema) para Espargido minalista compreender falas (tempero) popa Duas doenças causa- CartãoEspecialista no enveQue das pelo vírus da lhecimento do corpo postal produz ou humano Rita (?), contém Fundo Hepatite C inglês Agitação cantora pérolas gerido pela Caixa Econômica

R R O S AN TT VS EO AL D D O D OG

Importante Como não terá almoço, cabe ao jipeiro levar seu lanche para a tarde, pois na noite está programada uma confraternização que terá salsichão com pão para os jipeiros. Para obter mais informações, basta entrar em contato com Cristiano pelo telefone (51) 84371531 ou Igor pelo (51) 97148003

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

AA D OE R IA RD UA GD EE OA IL R PNE D O NO N AN T AA SD M LI SR SI D EE US AA LS FE V O T A G O S

O Jeep Clube Fora da Estrada convida a comunidade para a trilha que acontece neste final de semana. O percurso terá pequeno trecho com água e mais de 40 km de muita lama com grau de dificuldade médio a pesado. No sábado (15) está previsto para acontecer a recepção aos jipeiros a partir das 19h na sede do Haras de Gravataí, localizado na Avenida Centenário em frente ao ginásio Aldeião, com churrasco e show de motocross. Já no domingo (16) serão realizadas as inscrições para a trilha a partir das 7h e a saída está marcada para as 9h com previsão de chegada às 17h. Para participar é preciso fazer a inscrição de R$ 80,00 por jeep que dará direito a uma camiseta e um brinde surpresa.

B E R AT P IO CS RD RS A OI E RD AT DE AI EC JO M SA ED TU LN EO OC V SG CE AO O AR TO Z A CA P A P A

Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora

Coloque o bacon para fritar, em seguida coloque a cebola, deixe dourar e coloque a manteiga, os ovos, o presunto, as azeitonas e, por último, a farinha de mandioca, o sal e a salsinha.

LU E IC TU UR RO A LI A BV I A L

Avenida brasil Monalisa e Tufão decidem não falar sobre Silas e Carminha. Leleco não conta para Carminha que Tufão saiu com Monalisa. Nina mente para afastar Jorginho, que sofre. Max tenta convencer Carminha a abandonar o marido. Iran reclama da mãe para Olenka. Tufão conta para Leleco que ele e Monalisa se beijaram. Cadinho explica como Jimmy poderá botar Verônica contra Noêmia. Alexia se surpreende com os galanteios de Cadinho. Jorginho pressiona Nina para saber quem é seu suposto namorado, mas ela não lhe revela nada. Monalisa e Tufão vão à praia. Silas conta para Olenka que Suelen está mentindo sobre sua gravidez. Muricy descobre que Tufão saiu com Monalisa. Nina e Jorginho se beijam.

Gravataí sedia 1ª Trilha de Jeep neste fim de semana

u Modo de preparo

3/psi. 5/corno — diodo. 6/geoide — gomado — robert. 9/perlífero. 14/torre de londres.

CHEIAS DE CHARME Lygia conta para Penha que está sem empregada e ela se oferece para ajudála. Rosário cozinha para Inácio. Penha recebe um convite de Gentil para jantar. Cida vai à boate com Elano e encontra Isadora e Conrado. Rodinei diz a Liara que não pensa mais na ex-namorada. Cida é homenageada na boate e Isadora se irrita. Conrado faz uma declaração de amor à noiva em público e Cida fica arrasada. Penha incentiva Elano a não desistir de Cida.

Comunidade está convidada a participar

1 porção de bacon picadinhos, 1 cebola picadinha, 2 colheres de manteiga, 2 ovos, 5 fatias de presunto picadinhos, 4 azeitona sem caroço, farinha de mandioca, sal a gosto e salsinha.

3/cap. 4/raiz — veio. 6/ilíada. 9/galápagos.

Gracinha se surpreende quando Rodrigo conta que Elisa vai morar com ele. Dimas contraria as decisões de Rodrigo na empresa. Cris culpa Beatriz pelas ofensas que ouviu de Kléber. Rodrigo pede para Priscila levar um presente seu para Valéria e Josué. Teresa estranha quando Elisa chega à mansão com suas malas. Carmem se emociona com Valéria vestida de noiva. Solange diz a Rodrigo que não aceita que Elisa more com ele antes do casamento. Kléber aconselha Regina a fazer um acordo com Valdirene para não arcar com os custos de uma ação judicial.

Culinária JG

Amor eterno amor

MP IS LT P IA R A D G A

Gravataí, 16 e 17/06/2012 - Pág. 10


Gravataí, 16 e 17/06/2012 - Pág. 11

Beto da MM Castro recebe título de Cidadão Gravataiense Homenagem destacou a trajetória do empresário e também sua atuação como piloto de corridas integrante da equipe Castro Racing

O homenageado com os vereadores

A

migos e familiares prestigiaram, na noite da última quinta-feira (14), sessão solene para entrega do título de Cida-

Beto falou de seu sonho de ver a cidade crescer de acordo com seu potencial de desenvolvimento sustentável

dão Gravataiense ao empresário Luís Alberto Ribeiro de Castro, mais conhecido como Beto, sócio-diretor da MM Castro Distribuidora de Bebidas e piloto da equipe Castro Racing. Participaram da solenidade, proposta pelo vereador Carlito Nicolait (PT) e aprovada por unanimidade dos vereadores, a Mesa Diretora do Legislativo – presidente, Vail Corrêa (PTB), vice-presidente, vereador Marcio Souza (PV), primeiro-secretário, vereador Roberto Andrade (PP), e segundo-secretário, vereador Dario Blehm (DEM); o homenageado e o secretário de Coordenação e Planejamento, Cláudio Luiz Carvalho dos Santos, representando o prefeito Acimar Silva. Apaixonado por carros desde a juventude, quando começou a competir usando o apelido de Castrinho, Luís Alberto e o irmão, Vitor Hugo, tornaram-se os maiores campeões das 12h de Tarumã (Viamão/RS). Iniciou sua trajetória com apenas 10 anos, ajudando no bar da família, no bairro Rio Branco, em Canoas. Em 1990, chegaram à MM Castro e, em 1998, para atender a demanda de distribuição de bebidas aos municípios do Vale, mudaram a empresa para Gravataí, após fusão com a Frimar, distribuidora de Francisco Lemos, sócio do empreendimento até hoje.

Pronunciamentos Como proponente da solenidade, e falando também em nome das bancadas do PT, PMDB, PV, DEM, PP e PTB, o vereador Carlito Nicolait destacou a importância da MM Castro no desempenho comercial de Gravataí: – Beto Castro é sócio majoritário da empresa comercial que mais contribui para o município, empregando mais de 200 funcionários e fatura aproximadamente 120 milhões ao ano. Nicolait destacou também as conquistas do homenageado nas pistas de corrida, disputando as provas na Fórmula Ford, 1000 e no Brasileiro de Marcas. A vereadora Anabel Lorenzi (PSB) falou em nome da sua bancada e em nome da bancada do PV, ressaltando a contribui-

Fotos Claudio Oliveira/JG

As representantes do Sindilojas, Cerli Dal Santo e Eliane Almeida Fontoura, com o homenageado

Áries: As tensões lentamente vão ficando para trás. No entanto, alguns contratos ainda não devem ser assinados. Postergue ao máximo. Emoções à flor da pele, pouca paciência e agressividade com as palavras devem ser observadas. Touro: O astral começa a ficar menos denso e os próximos dias podem ser de boas noticias. No entanto, seu regente ainda em movimento retrogrado pode indicar alguns atrasos. No amor a fase ainda é de dúvidas. Gêmeos: Duas energias antagônicas mobilizam seu signo e indicam finalização e início de processos. Um ciclo se fecha e um novo começa. O momento pede um olhar para o futuro e coragem para deixar para trás o que precisa ir. Câncer: As energias ainda estão meio tensas em seu entorno e você ainda precisa manter o controle sobre certa necessidade de falar tudo o que tem vontade. Cuidado para não destruir o que pretende manter. Amizades em cheque.

Beto com o vereador Carlito, proponente da homenagem

Leão: É hora de fazer planos e começar a se preparar para grandes mudanças que já começam a despontar em sua vida. O momento, por enquanto, é de reflexão. Amigos e grupos podem ajudá-lo muito nesse processo. Virgem: Marte ainda em seu signo, movimenta muitas questões importantes relacionadas aos seus projetos e metas de trabalho. Não tenha medo de colocar em prática seus planos e dê os passos necessários para conseguir o que deseja. Libra: Marte ainda em Virgem continua dificultando passos importantes em todos os setores de sua vida. Essa energia muda em poucos dias e você poderá sentir sua força vital sendo devolvida para o seu corpo.

O empresário com familiares

ção do empresário para a cidade, tanto na arrecadação de impostos como nos empregos diretos e indiretos que promove. Representando o prefeito Acimar na solenidade, o secretário municipal de Coordenação e Planejamento, Cláudio dos Santos, evidenciou a dedicação do homenageado e sua forma de trabalho e comprometimento com a cidade: – Beto Castro trata seus colaboradores e clientes com um res-

peito admirável. Motivo do seu sucesso e bom relacionamento com todos que estão à sua volta. A sua vontade de querer participar em tudo o faz merecedor desta homenagem. Posteriormente manifestou o reconhecimento que a administração municipal tem pela experiência profissional do empresário. Beto foi o último a falar e destacou seu sonho de que a cidade ganhe uma gestão de acordo com seu potencial de desenvolvimento sustentável.

Beto com o filho Matheus

18 Comidas (18 comidas) Seis histórias passadas durante refeições, que demonstram as nuances nas relações entre seus personagens.

Visite nosso site: www.jornaldegravatai.com.br

Escorpião: Sua vida financeira tende a passar por algumas mudanças importantes neste período. Novos projetos de trabalho ou uma nova parceria pode surgir nos próximos meses. Um relacionamento romântico pode se aprofundar neste período. Sagitário: As mudanças continuam uma atrás da outra em todos os setores de sua vida. Marte em Virgem movimenta seus planos de carreira e projetos que envolvam o crescimento profissional. Amor em momento de revisões. Capricórnio: A tensão ainda existe e você deve manter sua agressividade sob controle. Cuidado com as palavras, pois elas podem destruir pessoas ou situações que deseja preservar. No trabalho, muitas boas novidades. Aquário: O trabalho passa por um momento de maior sensibilidade e instabilidade. Procure fazer o que deve ser feito, sem atropelos. As energias estão densas, mas são passageiras. Procure não tomar decisões definitivas. Peixes: Marte ainda pede cuidado com atitudes intempestivas, especialmente nos relacionamentos de amor e amizade. Cuide de suas palavras e mantenha suas emoções e suas finanças sob rígido controle.


JORNAL DE GRAVATAÍ www.jornaldegravatai.com.br

Sábado e Domingo, 16 e 17 de junho de 2012

O amor está no ar no Paladino Mais de 100 pessoas participaram do jantar em comemoração ao Dia dos Namorados

R

ealizado na noite de 12 de junho, o Jantar de Namorados do Paladino Tênis Clube fez aflorar o amor em cerca de 50 casais. Ao som romântico do músico Celso Praiah, os namorados aproveitaram o Jantar-Baile em boa companhia. O próximo encontro fica somente para as damas, no Jantar de Mulheres Cheias de Charme, no dia 27 de junho, às 20h30. Os convites já estão à venda na secretaria do Clube. Serão apenas 100 lugares, então, não dá para deixar para a última hora!

onseca

Neli e Jairo F

Rosimari e Sergio Frederico Schramm Filho

Helena Fonseca e Lauro Aguiar

Clarice e stes Vladimir Pre

Bruna Schra

mm e Mate

us Ferreira

Maria Carmel

a e Jose Anto

nio Vargas

Joana Fisch e H

enrique Fonsec

a

dro de Oliveira, Eunice Carolina e Edir Pe veira. de Virgínia e Luciano Oli


Veículos & CIA Caderno semanal do Jornal de Gravataí - Sábado e Domingo, 16 e 17 de junho de 2012 - ANO 2 - No 128

GM mostra novo Astra europeu com motor de 195 cavalos Visual da dianteira foi retocado e carro recebeu rodas novas

A

pós apresentar a versão sedã do Astra, a GM mostra o novo modelo hatch de cinco por tas da família, que recebeu pequenos retoques visuais na Europa. As diferenças estéticas são sutis, entre elas está nova grade frontal e rodas com novo desenho. No entanto, a principal alteração é a introdução do novo motor 2.0 bi-turbo a diesel. Este bloco é capaz de gerar potência máxima de 195 cv e torque de 40,78 mkgf. Outras novidades do modelo são

tecnologias embarcadas para maior segurança do motorista. Os assistentes de condução, como dispositivo de prevenção de acidentes e leitor de trágego de segunda geração, fazem par te do pacote. O sistema avisa se o veículo sai da faixa de rolamento ou se existe um possível colisão próxima. O interior do veículo também foi renovado com novos acabamento. Com a chegada, do novo hatch de cinco por tas, a família Astra terminou a fase de renovações do continente europeu.


2

Veículos & CIA

Gravataí, Sábado e Domingo, 16 e 17 de junho de 2012

Você tem dificuldade de partida nos veículos a etanol no inverno? Cuidados com as velas de ignição podem minimizar o problema

C

om a chegada do inverno, a NGK, maior fabricante e especialista em velas de ignição do mundo, orienta os motoristas sobre possíveis dificuldades para ligar automóveis movidos a etanol. Durante dias de baixa temperatura, é comum o carro não funcionar logo na primeira batida da chave. Alguns cuidados, principalmente com as velas de ignição, podem minimizar a indesejável situação. A manutenção preventiva das velas garante o funcionamento da ignição do veículo, facilitando a partida imediata do motor, principalmente nas manhãs mais frias. As velas com vida útil ultrapassada, ou excesso de desgaste, podem diminuir o desempenho do veículo dificultando a partida após um longo período desligado como, por exemplo, da noite para o dia. A insistência para ligar o motor durante esse período pode causar o encharcamento das velas, causando um transtorno maior ao motorista. Se o problema ocorrer, é necessário aguardar, com o carro desligado, até que o combustível evapore por completo. Esse tempo

varia de carro para carro e pode levar até 30 minutos. “O motor movido a etanol pode apresentar problemas em dias frios porque esse combustível exige temperaturas elevadas para mudar seu estado físico e provocar o funcionamento do motor, ao contrário da gasolina que evapora rapidamente”, explica Hiromori Mori, técnico da Assistência Técnica da NGK. Todo veículo a etanol possui um sistema paralelo que injeta pequenas quantidades de gasolina no motor para facilitar a partida. “Para isso, é necessário manter sempre o reservatório de gasolina abastecido com gasolina nova e de boa qualidade”, lembra o especialista. Algumas ações do proprietário do veículo podem minimizar e até mesmo evitar totalmente dificuldades durante a partida a frio em carros abastecidos com etanol. Entre elas, deve-se verificar sempre se as velas estão em condições ideais de uso. Também é essencial a manutenção no reservatório de gasolina e trocar a gasolina do mesmo a cada 90 dias com combustível de boa qualidade.

O sistema de partida a frio também merece atenção e deve estar realmente operando (injetando) e sem vazamento de combustível. Nos veículos Flex, outra situação em que o motorista deve ter atenção é no caso de alteração total do combustível. Se o veículo estiver abastecido com gasolina e for realizada a troca para etanol, ou de etanol para gasolina, o ideal é que o condutor dirija o veículo de 8 a 15km antes de manter o motor desligado por um longo período. Com isto, o sistema de controle do motor reconhe-

cerá o novo combustível presente no tanque e reprogramará a estratégia de funcionamento do motor, inclusive durante a partida a frio. Mais sobre Velas de Ignição A vela de ignição tem a função de conduzir corrente elétrica sob alta tensão para o interior da câmara de combustão, convertendo-a em faísca para inflamar a mistura ar/combustível. Outra característica é que ela permite a dissipação do calor gerado na combustão.

Vendas de carro 0 km crescem até 200% As vendas de veículos 0 km aumentaram até três vezes, ou seja, 200%, em algumas concessionárias de Uberlândia após a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), anunciada pelo Governo Federal. A maior procura tem sido por carros modelo 1.0, que receberam o principal desconto dentre todos os modelos, de 7%. Esta mudança fez os preços destes veículos cair. Um modelo que custava cerca de R$

24 mil antes do anúncio, em outubro de 2011, agora vale R$ 21,2 mil. No fim de semana passado, apenas

em uma concessionária local, foram 80 veículos comercializados, dos quais 48 deles, ou 60%, correspondem a modelos de mil cilindradas. A redução do IPI foi uma medida adotada pelo G o v e r n o Fe d e r a l p a r a estimular a economia brasileira diante da crise internacional.

Em plenas condições de funcionamento, a vela de ignição promove economia de combustível, melhor desempenho do motor e redução de emissões de gases poluentes no ar. Com a vida útil ultrapassada pode comprometer cabos de ignição, rotor, distribuidor e bobina/transformador. Segundo a NGK, é importante uma análise anual ou a cada 10 mil quilômetros rodados, aquilo que ocorrer primeiro, em um mecânico confiável. Uma consulta ao Manual do Proprietário do Veículo vai orientar o motorista

quanto ao modelo ideal a ser instalado no automóvel em questão e o período de troca, lembrando que em alguns manuais há a recomendação para que em veículos utilizados em condições adversas como trânsito intenso, deve-se cortar o plano de manutenção pela metade. Outra recomendação importante dos especialistas da NGK é que o motorista procure abastecer o automóvel em postos em que a procedência do combustível seja conhecida e conduzir o veículo de forma responsável.


Gravataí, Sábado e Domingo, 16 e 17 de junho de 2012

Veículos & CIA

3

Dafra Riva 150 x Honda CG 125 Fan x Yamaha YBR 125

A

pesar de ser o nicho com maior fatia no mercado brasileiro, as motos de 125/150 cm³ representam 76% das vendas e produção do setor, informa a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas (Abraciclo), o segmento fica em sua maior parte nas mãos de Honda e Yamaha. As duas japonesas são responsáveis por 97% das vendas nesta faixa de cilindrada e a vantagem da Honda é grande, com 89%, enquanto a Yamaha possui 8%, restando apenas 3% para as outras marcas. Para mexer com o setor das utilitárias, a Dafra trouxe ao Brasil a Riva 150, vendida no país desde o início do ano. Além de ser completa e com visual mais moderno, o modelo produzido na China em parceria com a Haojue – marca que possui joint-venture com a Suzuki no país asiático – tem preço atraente: R$ 4.990. Neste comparativo, a Riva enfrenta Yamaha YBR 125 Factor K (R$ 5.830) e Honda CG Fan 125 KS (R$ 5.280), moto que ocupa o posto de mais vendida no Brasil, com cerca de 30.000 unidades mensais. Além desses modelos, a própria Dafra tem outras opções na categoria das utilitárias, que são Speed 150 (R$ 4.490) e Apache 150 (R$ 5.990). A Suzuki possui duas motos na categoria, a Yes 125 (R$ 5.890) e GSR 150i (R$ 6.829), e a Kasinski é representada por Comet 150 (R$ 5.390). A Honda ainda tem CG 150 Fan e CG 150 Titan, ambos modelos mais top da categoria e que já possuem preços muito mais altos - a partir de R$ 6.380. Equipadas com injeção eletrônica e sistema flex de combustível, as 150 da Honda se encontram um patamar acima. Assim, a briga fica entre os modelos carburados e os principais do momento são: CG 125 Fan, YBR Factor 125 e Riva 150. Mais bonitinha

Moto mais vendida do Brasil, a CG 125 enfrenta YBR e nova Dafra

Basta olhar e, mesmo quem não é perito em motos, logo dirá que a Riva possui o visual mais atual. Enquanto CG e YBR mantém a clássica cara de utilitária, o projeto recém-criado da Haojue mostra que as coisas mudaram. Seguindo a tendência da Titan 150, a Riva possui carenagens que envolvem o farol dianteiro e uma pequena bolha sobre o mesmo. As diferenças seguem com pequenas carenagens que envolvem o tanque – a YBR também faz uso do advento – e spoiler na parte inferior do chassi. Conquistando pelo pacote Para atrair os consumidores, a Riva chega com apenas uma versão e pacote completo para a categoria. A moto possui partida elétrica, lampejador de farol, freio a disco na dianteira e rodas de liga-leve. Em comparação, as versões básicas de CG e YBR avaliadas são bem simples, ambas com rodas raiadas e com partida elétrica – este dispositivo é muito importante, principalmente em dias frios, quando as motos têm mais dificuldades em pegar. A Yamaha ainda tem lampejador e corta-corrente, item não presente na Riva. Ergonomia Ao subir na CG fica nítido que a proposta da moto e ser um veículo para enfrentar o trânsito pesado das grandes cidades. Seu conjunto é mais enxuto, o que gera mais facilidade para cortar o trânsito e também certo desconforto para os mais altos. Na sequência aparece a Riva e depois

a YBR, a que proporciona mais espaço para o motociclista se encaixar e é a mais confortável. Para o garupa, a Riva é a pior

disparado – existem pouca espuma no assento, as pernas ficam demasiadamente flexionadas e o acesso às alças é ruim.


4

Veículos & CIA

Sábado e Domingo, 16 e 17 de junho de 2012

Especial Rio + 20 Veja os carros mais verdes do Brasil

L

íderes de diversos países discutem na Rio+20 possíveis soluções para reduzir a emissão de poluentes no planeta. Os debates, que irão durar até o dia 23 de junho na capi-

tal carioca, podem dar início a novas políticas ambientais, mas algumas fabricantes de automóveis já se anteciparam à onda verde. Veja a seleção feita dos veículos mais ecológicos à venda no Brasil.

Volkswagen apresenta futuro da Kombi Até então, uma nova Kombi não existia nos planos da Volkswagen, pelo menos aber-

tamente ao público. Mas agora a marca alemã parece querer mostrar ao consumidor bra-

sileiro que uma nova geração da velha senhora deverá estar por vir. A Volks apresentou o protótipo e-Bulli na Rio+20. O conceito traz um motor elétrico e seis assentos, além de controle de recursos de “infotainment” via iPad. No anúncio, porém, nada de “substituta da Kombi” ou algo do tipo. O Volkswagen e-Bulli, denominado como um “veículo de emissões zero”, produz 118 de potência e 27,5 kgfm de

BMW mostrará carros elétricos Enquanto o Nissan Leaf ocupa o posto de carro oficial da Rio+20, os modelos elétricos da alemã BMW também terão vez na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. Os dois modelos foram fundamentais para a estratégia

de inserção do Grupo BMW no segmento dos carros elétricos e serviram como referência para o desenvolvimento da nova linha i, que contará com a chegada do hatch i3, no ano que vem, e do esportivo híbrido i8, em 2014. Executivos da matriz alemã e da divisão brasileira da fabricante estarão presentes no Rio de Janeiro, com o objetivo de discutir questões relacionadas à sustentabilidade e à alternativa energética para a indústria automobilística. A estratégia global da marca bávara é lançar carros sustentáveis e ecológicos para o mercado premium, que sejam efetivamente viáveis para chegar às ruas.

torque. Como costuma ocorrer com esse tipo de mecanismo de transmissão, as suas forças máximas são geradas desde o estado imóvel. O motor é alimentado por energia de uma bateria de íon de lítio com capacidade máxima de armazenagem de 40 kWh. Com todo esse aparato, o e-Bulli tem autonomia de até 300 km. O e-Bulli acelera de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos, e a sua velocidade máxima é de 140 km/h (limitada eletronica-

mente). De acordo com a Volkswagen, “o conceito também pode incorporar os motores de injeção direta a gasolina e a diesel extremamente eficientes como mecanismos de acionamento alternativos. Motores com 1,0 ou 1,4 litro de deslocamento são eficientes no uso de combustíveis. ideal para qualquer pessoa que deseje percorrer grandes distâncias com o mínimo de consumo de combustível”.

Agrale mostra jipe elétrico A fabricante brasileira Agrale, especialista em caminhões e utilitários, apresentou na Conferência Ambiental Rio+20, o projeto AM 50. Tratase de uma versão ainda experimental do rústico jipe Marruá equipado com motorização 100% elétrica e o primeiro estudo do gênero na indústria nacional. O veículo, cuja criação ainda tem a par ticipação da Usina Itaipu Binacional e a Stola do Brasil (fabricante de componentes veiculares), conta com motor elétrico alimentado por bateria recicláveis de chumbo-ácido e transmissão com tração 4x4.


ANO 8 - EDIÇÃO 1449ª - DIÁRIO - SÁBADO E DOMINGO - 16 E 17 DE JUNHO DE 2012  

ANO 8 - EDIÇÃO 1449ª - DIÁRIO - SÁBADO E DOMINGO - 16 E 17 DE JUNHO DE 2012

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you