Page 4

4 4

Política

SEXTA, SÁBADO E DOMINGO, 16, 17 e 18 de agosto de 2019 SEXTA, SÁBADO E DOMINGO, 9, 10 E 11 DE AGOSTO DE 2019

Folha

Política

Pelos bastidores da Política

L. Pimentel

“Eu admiro aqueles que conseguem sorrir com os problemas, reunir forças na angústia, e ganhar coragem na reflexão”. THOMAS PAINE

ENFIM UMA SOLUÇÃO A presidência do Legislativo Municipal abriu espaço na sessão do dia 13/8 para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública de Gravataí, senhora Vitalina Conceição Marques Gonçalves, que foi à Câmara dialogar sobre a assistência à saúde, fato que, segundo a presidente, levou o sindicato quase que de forma rotineira nos meses de março e abril a frequentar a Casa de Leis. Vitalina lembrou o PL que versava sobre o assunto, que motivou um movimento paredista depois de um pronunciamento do líder do governo sinalizando que as negociações acerca do assunto seriam retomadas tão logo a greve fosse suspensa. “Reunidos em assembleia suspendemos o movimento”, lembrou a presidente. E prosseguiu: “não erramos em apostar porque é da natureza dos classistas e corporativistas negociar para as suas bases, e também porque isso nos levou a acompanhar a tramitação do Projeto de Lei nesta Casa – que versa sobre a assistência à saúde dos servidores municipais de Gravataí”. Vitalina também fez questão de ressaltar que o projeto foi fruto de quatro meses de negociações entre governo, ISEG e IPAG, e desejou que a Câmara, que é a casa do povo, possa continuar sempre como um lugar mediador das demandas. POSICIONAMENTOS O primeiro parlamentar a se posicionar foi Alan Vieira (MDB). Ele cumprimentou a presidente e a todos que se empenharam nas negociações, entendendo a necessidade de fazê-lo. Disse que foi com entusiasmo que ouviu o discurso da presidente. “Nos meus quase sete anos de mandato, divergi e convergi muitas vezes sobre o pensamento de mundo”. “Mas o que a senhora trouxe hoje aqui não é o que boa parte da imprensa gostaria de estar ouvindo, porque na maioria das vezes ela (imprensa) precisa de boas brigas para vender seu peixe ou até para barganhar. A senhora foi muito corajosa. Digo isso de público, o mesmo que já disse aos meus colegas da base do governo. Acredito que os 21 vereadores desta Casa não se negarão em aprovar o projeto”. Alan ressaltou: “isto que está ocorrendo na cidade é um momento histórico. Um movimento político histórico, em que sindicato e governo, despidos de qualquer vaidade chegaram a um consenso após quatro meses de intensos trabalhos...” Por fim Alan Vieira parabenizou o prefeito Marco Alba, que segundo ele muitas vezes é tido como arrogante e com falta de diálogo, mas que

soube recuar no momento certo. Também parabenizou o sindicato que soube levar esse gesto como um momento de construção para que se chegasse a este momento histórico. Dilamar Soares (PSD) fez alguns reparos, e apesar de concordar com as declarações do colega, lembrou fatos anteriores. “Concordo em quase tudo, mas isso poderia ter acontecido muito antes do projeto vir para esta Casa”. Alex Peixe (PDT) seguiu a mesma linha ao concordar que aquele era um momento histórico, mas fez questão de lembrar que nesse meio tempo todos puderam dar sua opinião, e que para chegar a um resultado final todos tiveram sua importância, situação e oposição. “Que bom que o governo reavaliou sua atitude”, afirmou. Dimas Costa (PSD) considerou não ser esta a melhor solução, mas lembrou que a falta de diálogo ocorreu durante todo o tempo. Disse ser preciso respeitar a “democracia”, que anda tão desrespeitada nos últimos tempos aqui e acolá. Sempre bastante ponderado, Carlos Fonseca (PSB) saudou o momento como uma “vitória” da cidade, advindo do esforço e entendimento de todos, de que dentro da legalidade sempre se chega a um denominador comum.

pimentel.ddc@gmail.com

ELEIÇÃO 2020 TESTA FORÇA DO BOLSONARISMO A partir de hoje vamos abordar um assunto que mexe com a vida de todo cidadão brasileiro, especialmente dos eleitores...

CAPÍTULO 1 As eleições municipais de 2020 já ocupam grande parte dos debates políticos. Os partidos têm conduzido suas articulações em preparação para a primeira disputa após o surpreendente ano de 2018, que consagrou figuras de fora do círculo político mais convencional e outras que jamais haviam disputado uma eleição. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi um dos "azarões" que triunfou na eleição passada. Apesar de ter exercido quase 30 anos de mandato na Câmara, Bolsonaro disputou em 2018 sua primeira eleição majoritária e concorreu por um partido pequeno. A corrida eleitoral de 2020 será, portanto, a primeira que terá o bolsonarismo como força política consolidada no país. Candidatos ligados ao presidente disputarão as prefeituras em diferentes capitais. No Rio de Janeiro, por exemplo, o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL) tentará ser prefeito, embalado pela expressiva votação que recebeu em 2018. Em São Paulo, a líder do governo na Câmara, Joice Hasselmann (PSL), é também pré-candidata. Curitiba e Belém são outras capitais que deverão ter bolsonaristas brigando com destaque pela vitória eleitoral. O deputado federal Luciano Bivar (PSL) afirma que o partido pretende ter candidatos em todas as cidades com mais de 100 mil eleitores, e que para tanto haverá um grande ato de filiação neste sábado, dia 17 de agosto, visando às eleições municipais. Ele também disse que Bolsonaro vai querer ver o partido representando tudo o que ele propôs como candidato.

CORRIDA JÁ COMEÇOU

O líder do governo, Alex Tavares (MDB) cumprimentou o Sindicato dos Professores e disse que na Casa Legislativa era necessário fazer-se um pacto pela verdade entre Sindicato e Prefeito, em conjunto com a Mesa Diretora, para que se chegasse a um bom termo e a justiça fosse feita. Por fim, os vereadores Bombeiro Batista e Dimas Costa (PSD) fizeram uma crítica velada ao Ministério Público, que lhes enviou com atraso certo documento referente ao assunto em questão. Ao final, mesmo com algumas discordâncias, todos saíram ilesos em mais um embate Situação x Oposição. Que bom!

* Os textos assinados são de responsabilidade de seus Diagramador/Editor: Jacson Dantas e Filipe Foschiera autores e não emitem a opinião do jornal

Diretor geral: Moacir Menezes

Redação: Rodrigo Cassol

Depto. Comercial: Adilson Mendes

Filiado:

Folha

Diário Publicação da empresa Jornal Diário Oficial Publicação da empresa Gráfica Jornal 2M Ltda dos Municípios Ltda ME CNPJ nº 03.851.285/0001-62 CNPJ nº 08.070.493/0001-48 51 3421.3381 / 3423.1792 www.2mnoticias.com.br jornaldegravatai@gmail.com Registro nº 39987 do livro A-4 Registro nº 39987 do livro A-4 51- 3497.1078 Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira nºwww.2mnoticias.com.br 6125 - Pda. 64 - Bairro São Vicente folhadecachoeirinha@gmail.com - CEP 94060-001 - Gravataí - RS - Brasil Fundação: 22 de março de 2005 Fundação: 15 de janeiro de 2013 Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, nº 6125 - São Vicente Diretor geral: Moacir Menezes Departamento Comercial: Adilson Mendes

Diagramação: Jacson Dantas e Filipe Foschiera Redação: Filipe Foschiera

* Os textos assinados são de responsabilidade de seus autores e não emitem a opinião do jornal

Filiado:

O vereador Fábio Ávila juntamente com o pré-candidato a Prefeito de Gravataí em 2020 e presidente do PRB, Dr. Levi Melo, esteve presente no ato de filiação de Fernando Deadpool, um jovem batalhador que luta pelas causas sociais da cidade, e que se lança como pré-candidato a vereador em um vídeo postado em seu Facebook nesta semana. É uma satisfação tê-lo como filiado no PRB disseram Levi e Ávila.

“Que bom que mudou a forma do governo ver o caso”. Foi com esta afirmação que o vereador Paulo Silveira do PSB participou do debate, ele que sempre se mostra bastante crítico sobre o governo, mas que desta vez foi mais soft.

Profile for Jornal de Gravataí

Jornal de Gravataí. Sexta a domingo, 16 a 18 de agosto de 2019. Edição 3274.  

Jornal de Gravataí. Sexta a domingo, 16 a 18 de agosto de 2019. Edição 3274.  

Advertisement