Issuu on Google+

Gravataí, 13/11/2013 - Pág. 1

ANO 9 - EDIÇÃO 1857 - DIÁRIO - QUARTA - FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2013 - R$ 1,00 Circulação nos municípios de Gravataí, Cachoeirinha, Glorinha e Santo Antônio da Patrulha

► DEPOIS DO CAOS

Moradores de bairros atingidos pelas chuvas reivindicam solução Prefeito garante que serão realizadas obras de infraestrutura, canalização e desobstrução da rede

Página 7

► saúde & cia

População deve evitar contato com a lama e com águas contaminadas Encartado ► social

Prefeitura já está cadastrando candidatos do programa CNH Social Pág. 5

► PÁGINA DE EMPREGOS

Confira oportunidades de emprego, cursos e concursos Pág. 8


Gravataí, 13/11/2013 - Pág. 2 AS GRAVATADAS

O amor na era da internet. O que mudou? Para aqueles que estão na casa dos 30, pode ser difícil imaginar o mundo sem internet. Talvez seperguntem: como era possível fazer novos amigos, manter a comunicação ativa e até renovar contatos sem essa grande rede disponível, sem os sites de relacionamento e sem as facilidades virtuais? Como todo cenário pode ser analisado por diferentes ângulos, os que vivem desde os tempos em que a internet não passava de uma promessa futurística, também podem levantar importantes reflexões sobre as vantagens e desvantagens desta era digital. Claro que facilidade na comunicação e na interatividade é sempre bem-vinda, especialmente quando

sem SAÍDA

internet pode mesmo ser um ponto de encontro? Amores virtuais existem mesmo? Sim, mas é preciso ponderar. Antes de começar um relacionamento num universo invisível, vale investir na sua autoestima e na certeza de que amor para ser vivido de verdade tem que deixar de ser exclusivamente virtual o quanto antes. A tecnologia pode ser uma porta indispensável para promover encontros maravilhosos, mas nunca será tão humano, com todas as nuances que a humanidade nos confere, quanto o universo real. Além dos encontros, o amor na era da internet ainda abre espaço para reflexões sobre traição, exposição e egos. Portanto, é preciso se questionar: o que você realmente deseja viver? Qual a distância que

deseja criar entre quem você é no mundo real e quem você quer parecer no mundo virtual? Por quê? Para quê? Para quem? Até quando? Sim, “consideramos justa toda forma de amor” (trecho da música de Lulu Santos), desde que sejam genuínas e baseadas em boas intenções. Porque se aproveitar da carência e da ingenuidade de alguém para tirar vantagem não é bom. Apesar de todas as facilidades que a tecnologia nos proporciona, é na sinceridade de cada um que está a garantia de que o amor vale a pena. * Rosana Braga é consultora de relacionamento e comunicação do ParPerfeito, palestrante, jornalista e escritora.

O Brasil desprotegido

Depoimento de Gabriela enviado por email: Moradora enviou essas fotos das ruas na parada 64, bairro Santa Fé. Ela diz que além dos buracos, há ruas que não tem saída. Alô prefeitura!? Prezados leitores, esta coluna também é sua, para falar conosco ligue 3423.1792.

PREVISÃO DO TEMPO Quarta-feira Mín.16° Máx. 29° Muito Alto Sol com algumas nuvens. Não chove.

Registro nº 39987 do Livro A-4 Filiado à ADI Filiado à ADJORI

o objetivo é encontrar um grande amor. Porém, é sempre preciso considerar a qualidade dos encontros, que tem a ver com boas intenções, comprometimento e vontade de fazer dar certo. Na era da internet, o amor ganhou novas dimensões. Casamentos entre pessoas que moram a muitos quilômetros de distância tornaram-se possíveis e frequentes. Já não existem fronteiras entre os corações e isso é muito bom. Por outro lado, também acontecem desilusões, enganos e decepções por falta de ética e de bom senso de algumas pessoas, que equivocados diante de tantas possibilidades, abusam de máscaras, mentiras e falsas declarações para prejudicar os que se mostram vulneráveis. Qual a medida certa? A

Representante Comercial: (51) 3272-9595

jornaldegravatai@terra.com.br jornaldegravatai@gmail.com

Publicação da Empresa Gráfica Jornal 2M Ltda. CNPJ nº 03.851.285/0001-62 Tiragem – 8.000 exemplares Diretor geral: Moacir Oliveira Menezes Diretor administrativo: Gabriel Diedrich Departamento comercial: Adilson Mendes Redação: Karina de Freitas e Larissa Hoffmeister Editor-chefe e Diagramador: Giulliano Pacheco Colaboradora: Edenir Raupp Avenida Dorival Cândido Luz de Oliveira, nº 6525 - Pda. 63 CEP 94070-001 - Gravataí - RS - Brasil Telefones: (51) 3423.1792 - 3421.3381 Os textos assinados são de responsabilidade de seus autores.

O pronunciamento da presidente Dilma Rousseff na ONU foi muito correto na crítica à espionagem cibernética dos Estados Unidos, realmente uma afronta às relações internacionais e à autonomia dos povos, e na análise da crise econômica mundial, cuja fase mais aguda já passou, mas que ainda tem efeitos graves no mercado de trabalho, nos investimentos e no comércio exterior. Firme e pertinente, o discurso, contudo, não exime o Brasil das lições de casa que precisa fazer em defesa de sua soberania e de seus setores produtivos. No primeiro caso, é preciso reconhecer que, pelo menos há duas décadas, as Forças Armadas têm recebido investimentos muito aquém das necessidades de defesa de um país com mais de 200 milhões de habitantes, quase oito mil quilômetros de litoral, 15.719 de fronteiras terrestres e área total de 12,71 milhões de quilômetros quadrados (considerando as 200 milhas náuticas nacionais e a extensão da plataforma continental). Somos pacíficos, democráticos e respeitosos à autodeterminação das nações. Porém, não

podemos subestimar a História, esta imensa caixa de surpresas. Afinal, vivemos num mundo onde recursos naturais como a Amazônia, o Pré-sal, a biodiversidade mais abundante, a maior reserva hídrica e a mais ampla área agricultável disponíveis no Planeta despertarão cada vez mais cobiças. Da mesma maneira que a defesa de nosso território é hoje muito frágil, também não estamos blindados na segurança eletrônica, como comprova a exitosa bisbilhotice dos Estados Unidos, capaz até mesmo de interceptar e-mails de nossa presidente da República. É preciso, portanto, investir nas Forças Armadas e na cibernética. O erro político, a ausência de ética nas relações internacionais e as ameaças conjunturais devem ser condenados, mas não podemos ignorálos. Necessitamos estar sempre preparados para interagir numa civilização muito longe de ser perfeita. Quanto à economia, outro assunto importante abordado na ONU pela presidente Dilma Rousseff, também precisamos adotar medidas urgentes de defesa. Não me refiro, obviamente, a um retrocesso protecionista

e a medidas anacrônicas e exageradas de barreiras alfandegárias e nãoalfandegárias, mas sim à recuperação urgente de nossa competitividade. Tal processo começa pelo redespertar do chamado espírito empreendedor do empresariado, que precisa ter seu otimismo estimulado. Investir também significa correr riscos, mas os investidores já estão cansados de tantas incertezas e mudanças de cenários. Não há dúvida de que os dados apresentados pela nossa presidente na ONU são admiráveis, incluindo a expressiva redução da pobreza extrema e a maior mitigação das desigualdades nos últimos 50 anos. Também é positiva a maneira como enfrentamos e resistimos à crise mundial, com medidas anticíclicas que nos garantem, ainda na presente conjuntura de baixo crescimento, uma das menores taxas de desemprego do mundo. Porém, o modelo esgotouse. É premente reduzir o custo da produção e a burocracia, ampliar a segurança jurídica e estabilizar o câmbio e os juros em níveis adequados, resgatando a confiança dos investidores.

É necessária uma estratégia bem definida e com métricas claras, não para cada semana, mas os próximos 15 ou 20 anos, com ações coordenadas para a exploração de todo o nosso potencial. Precisamos ser mais ambiciosos e não nos resignar com avanços importantes, mas muito inferiores aos que poderíamos alcançar com uma postura de mais compromisso perante o fomento socioeconômico nacional. No presente ritmo, levaremos 40 anos para ascender a um grau mais elevado de progresso, e isso é inaceitável. Com medidas práticas e estratégicas, o Brasil saltaria da posição de país de renda média, que conquistou com mérito, para o patamar de nação desenvolvida, que alcançaria com inteligência e uma dose de responsável ousadia! Ah, sim, e com capacidade de defender sua soberania eletrônica e territorial... *José Ricardo Roriz Coelho é presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast)


Gravataí, 13/11/2013 - Pág. 3

Microcrédito Gaúcho reforça auxílio a empreendedores de municípíos atingidos pelas chuvas

O

secretário da Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa, Maurício Dziedricki, apelou às instituições que operam o Programa Gaúcho de Microcrédito, do Governo do Estado, que dediquem especial atenção aos empreendedores localizados nos municípios afetados pelas chuvas registradas no Rio Grande do Sul. Dziedricki recomendou "pronta agilidade" aos parceiros do programa e assinalou que o "Microcrédito Chuvas RS" é destinado a auxiliar de forma rápida e oportuna os empreendedores populares atingidos pelos transtornos climáticos. Nesta ação da Secretaria de Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sesampe), foram alocados R$ 15 milhões. Dados da coordenação estadual da Defesa Civil indicam que (até as

9h30 desta terça-feira), 3.453 pessoas foram atingidas pelas chuvas no Estado. Os temporais já afetam 36 municípios e deixaram 2.300 desalojados e 1.148 desabrigados. Metade dos desabrigados são residentes em Quaraí,na Fronteira, que tem mais de 1,1 mil pessoas prejudicadas pelas chuvas. Em Esteio, 1.205 moradores foram afetados. Em Porto Alegre, principalmente no bairro Sarandi, 160 pessoas estão desabrigadas. Os municípios de São Sebastião do Caí, São Gabriel, Fontoura Xavier,Dom Pedrito e Rosário do Sul também estão sendo atendidos pela Defesa Civil. Três mortes foram registradas. Nas ocorrências em meses anteriores similares às chuvas dos últimos dias, 12 rios registraram cheias que desabrigaram 897 pessoas e desalojaram 10.792 morado-

res. Mais de mil empreendedores populares de pequenos negócios foram atingidos e puderam contar com recursos do Programa Gaúcho de Microcrédito para a retomada das atividades profissionais. Com as cheias foram atingidos 36 municípios entre eles, Triunfo, Nova Santa Rita, Cachoeirinha, Alvorada, Porto Alegre, Parobé, Esteio, São Sebastião do Caí, Eldorado do Sul, São Jerônimo, Gravataí, Montenegro, Canoas, Igrejinha, São Leopoldo, Sapiranga, Taquara, Sapucaia do Sul, Novo Hamburgo, Santo Antônio da Patrulha, São Francisco de Paula, Barão, Bento Gonçalves, Vale Real, Cotiporã, Salvador de Sul, Venâncio Aires, Lajeado, Colinas, Estrela, Cruzeiro do Sul, Arroio do Meio, Taquari, Bom Retiro do Sul, Encantado e Santa Cruz do Sul.

Essa é uma coluna do povo para criticar elogiar e botar a boca no trombone sobre aquilo que os leitores entenderem por certo ou errado. Entre em contato com a redação, pelo telefone 34213381 ou mande seu e-mail para jornaldegravatai@terra.com.br. Junto mande seu telefone e endereço.

Diretora Eunice O. de Oliveira recebe homenagem pelo Dia do Diretor Comemorando a passagem do Dia do Diretor, funcionários, professores e alunos presentearam à diretora Eunice Carolina Ohlweiler de Oliveira, na tarde desta terça-feira (13), como forma de agradecimento pela sua competência, dedicação como educadora e acima de tudo na determinação e desempenho à frente do Colégio Gensa e da Faculdade Cenecista Nossa Senhora dos Anjos - FACENSA. Em clima de alegria, a diretora Eunice agradeceu aos Professores e Funcionários da instituição pelas felicitações.

EMEF João Paulo II mobiliza comunidade A Escola Municipal de Ensino Fundamental João Paulo II, realizou no último sábado (9), sua Feira do Livro de forma conjugada à Feira de Ciências na instituição de ensino. Em homenagem aos 25 anos da fundação da Escola, foram expostos trabalhos divididos em três categorias: Projetos de turma, Projetos Individuais e Troféu Pais e filhos. A comunidade Escolar participou de forma muito expressiva, prestigiando os alunos e desfrutando das atrações das feiras. A equipe diretiva da EMEF João Paulo II avaliou o evento de forma muito positiva e já começa a programar as Feiras do ano de 2014. O colégio está localizado na Rua Cunha Neto, n°51, na Morada do Vale I. O telefone para contado é (51) 3423-3328.

Situação de Emergência Pelo menos três cidades decretaram situação de emergência no Estado. Nesta terça-feira, Santa Cruz do Sul decretou e na segunda Fontoura Xavier e Venâncio Aires já haviam decretado. Ainda na segunda, Bento Gonçalves decretou estado de calamidade pública. Os atos acontecem devido aos prejuízos causados pela chuva. Além disso, a Defesa Civil estadual contabiliza 3.453 pessoas afetadas pelos temporais — 1.148 desabrigadas e 2,3 mil desalojadas. Os municípios mais prejudicados são Quaraí, na Fronteira Oeste, e Esteio, na Região Metropolitana. O nível dos principais rios segue na normalidade, mas a Defesa Civil permanece em estado de atenção.

Gestora do Cadastro Único e do Bolsa Família faz curso em Brasilia A Secretária Municipal da Família, Cidadania e Assistência Social (SMFCAS) participou de 4 a 8 de novembro, na Escola de Administração Fazendária, do Ministério da Fazenda, do Curso de Gestão do Cadastro Único e do Bolsa Família, em Brasília. O titular da SMFCAS, Marcelo Soares, observa que o curso é para multiplicadores, ou seja atenderá toda a região metropolitana. “Do Estado foram convocadas apenas três pessoas que repassaram as informações obtidas para os demais gestores municipais”, revela o secretário. A Gestora Municipal do Cadastro Único e do Bolsa Família, Rita Virginia Bitencourt, afirma que o programa criado em julho de 2001,

tem por objetivo retratar a situação socioeconômica da população de todos os municípios brasileiros. Com essa ferramenta, que mapeia e identifica as famílias de baixa renda, o governo espera conhecer suas principais necessidades e, assim, poder subsidiar a formulação e a implantação de serviços sociais que as atendam. “Todas as pessoas que são inscritas no Cadastro Único, recebem um Número de Identificação Social (NIS) que serve como referência da pessoa e lhe dá o direito de participar dos programas sociais”, observa Rita. Ela informa que o curso realizado em Brasília era sobre as normas e diretrizes do cadastro único que deverão ser repassadas para

outros gestores municipais. Gravataí tem cadastradas no Bolsa Família aproximadamente de 16 mil famílias. Rita observa que a utilização do Cadastro Único pelas três esferas do Governo proporciona maior abrangência dos programas sociais, ajuda a identificar as famílias de baixa renda do município e garantir seus direitos básicos.

Energia eólica O Rio Grande do Sul tem 110 projetos de geração eólica inscritos para disputar o leilão de energia renovável na próxima segunda-feira (18). Os empreendimentos habilitados contemplam uma capacidade total de 2.429 megawatts (MW). O Estado não apresentou projetos de energia solar, pequenas centrais hidrelétrica ou termelétrica a biomassa. A fonte solar, que pela primeira vez participa dos leilões públicos promovidos pelo governo Federal, obteve 31 centrais de geração do tipo fotovoltaico habilitadas, totalizando uma capacidade de 813 MW. Lucro Banco do Brasil O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 2,704 bilhões no terceiro trimestre de 2013. Nos três meses anteriores, a instituição havia registrado ganhos de R$ 7,47 bilhões e, no mesmo período de 2012, de R$ 2,728 bilhões. As receitas com tarifas totalizaram R$ 5,819 bilhões no terceiro trimestre, montante 10,2% superior ao visto em um ano, de R$ 5,280 bilhões. Na comparação com os três meses imediatamente anteriores, porém, foi vista queda de 1,7%, informou o banco nesta terça-feira, 12, ao divulgar seu balan��o referente ao período.

Senha do dia:

"Às vezes você tem que levantar sozinho e seguir em frente..."


Gravataí, 13/11/2013 - Pág. 4 “Estamos semeando há bastante tempo e hoje, nossas árvores frutificam e estão prontas para as colheitas que virão em 2014, 2016, 2018... Estes frutos precisam ser democraticamente socializados, pois são resultado de um trabalho coletivo. Todo este esforço não deve ser em vão, deve servir para promover as mudanças necessárias na estrutura partidária e como diz o nosso presidente, Alex Peixe, “na efetivação de políticas públicas”, pois sem isso, todo este trabalho não valeria a pena”.

e-mail:gabriel.diedrich@jornaldegravatai.com.br - Fone: 3421.3381

Prefeito recebe moradores do Parque dos Anjos Diferentemente do que algumas pessoas divulgam em redes sociais, em páginas cujos administradores nem sempre são identificados ou estes são filiados a partidos políticos, o prefeito Marco Alba recebeu mais uma vez moradores na Prefeitura. Juntamente com o secretário municipal de Obras Públicas (SMOP), Paulo Martins, e o procurador geral do Município, Jean Torman, o prefeito Marco Alba conversou com uma comissão de moradores da Rua Amapá e adjacentes do bairro Parque dos Anjos. Eles pedem ao prefeito soluções para as enchentes e cheias que ocorreram no local. Mais cedo, antes da conversa com o prefeito, moradores fizeram um protesto pacífico sobre a ponte do Parque dos Anjos.

Manifestação do vereador Carlito Nicolait (PT) após a vitória do companheiro Alex Peixe

Entrevista: Alex Peixe fala sobre a eleição do PT

O

vereador Alex Peixe, presidente eleito do PT de Gravataí, concedeu entrevista à coluna falando sobre o PED (Processo de Eleições Diretas) que ocorreu nacionalmente dentro

da sigla, três dos quatro vereadores da bancada petista na Câmara, Alex Peixe, Carlito Nicolait e Alemão da Kipão. Confira o que disse o novo presidente da estrela vermelha na cidade.

do PT no último domingo. A eleição em Gravataí acabou expondo uma divisão entre os que comandavam o partido até então, liderados pelo deputado Daniel Bordignon, e os novos expoentes

Câmara aprova diretrizes para o orçamento de 2014 A Câmara de Gravataí aprovou ontem na sessão plenária o Projeto de Lei nº 75/2013, do Poder Executivo, que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da Lei Orçamentária de 2014, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). A LDO atende ao disposto no artigo 58, II da Lei Orgânica do Município. Na mensagem que a acompanha o PL 75, a Prefeitura informou que a formulação da LDO 2014 observa de forma rigorosa a realidade orçamentária do Município e que o texto utiliza os conceitos utilizados para elaboração da LDO do Estado, como forma de manter a sincronia com o ente federado responsável pela maioria dos repasses de transferências correntes do Município.

Hospital Presidente eleito Alex Peixe com principais apoiadores na eleição municipal do PT

Marco Alba diz que governo já está em ação para resolver o problema dos alagamentos

Soluções Alba garantiu que o governo estará presente no local para avaliar e decidir as ações relativas ao desassoreamento dos arroios Passo dos Ferreiros e Demétrio, em conjunto com a comissão de moradores, além de programar obras de infraestrutura, canalização e desobstrução da rede existente ou a ser feita, na Rua Maciel e Antônio Valdomiro de Barros. Além disso, o prefeito também anunciou reparo das erosões no Dique e após o levantamento concluído, o início das obras de desassoreamento e limpeza na região. Segundo o prefeito, “uma das medidas que iremos atender é o desassoreamento do Passo dos Ferreiros, pois já acertei nesta tarde (ontem) e enviei os documentos para Porto Alegre, solicitando ao Governo do Estado uma escavadeira hidráulica de 23 toneladas para realizar a tarefa a partir de quarta ou quinta-feira”, afirmou, destacando que “está focado em encontrar soluções”. O titular da SMOP, Paulo Martins, afirmou que hoje a Secretaria estará no local com a empresa e maquinário definindo o plano de trabalho a ser cumprido. — Faremos tudo de acordo com a comissão, escolhida pelos moradores, para determinar todas as ações em conjunto. Vamos verificar todos os pontos que estão com problemas e faremos o possível para solucionar cada caso da forma mais rápida possível — disse Martins.

Por que motivo a disputa foi realizada? O Processo de Eleições Diretas é realizado de quatro em quatro anos, por deliberação do Estatuto do Partido dos Trabalhadores, que são realizados a nível nacional, estadual e municipal, onde todos os filiados aptos têm direito ao voto direto. Quantos eleitores votaram? Em números, qual foi o resultado? Compareceram às cinco urnas de votação, instaladas no CTG Aldeia dos Anjos, 1264 filiados aptos a votar. Desses votos, 1194 foram válidos. Alex Peixe obteve 715 (60%) contra 479 (40%) de Cristiano Kingeski. Votos brancos: 62. Votos nulos: 08. Quais são os objetivos e metas do grupo vencedor daqui para frente? O PED 2013 mobilizou mais de 3000 filiados aptos em Gravataí e este número foi um saldo muito positivo

para o nosso partido. Nossa meta após a eleição é fortalecer a unificação do PT, dando continuidade à formação política, descentralizando reuniões, priorizando a participação dos filiados e principalmente pluralizando o equilíbrio entre as forças.

Essa disputa interna fez com que o Partido dos Trabalhadores mobilizasse os nossos filiados para um objetivo único que é eleger o nosso representante para os próximos quatro anos, tendo à frente a mediação para as próximas eleições. Apresentamos nossas propostas e houve aceitação de 60% dos nossos filiados, isso significa que as propostas do nosso concorrente também foram consideradas. Portanto nosso objetivo futuro é estar fortalecendo todas as propostas apresentadas e trabalhando na unificação.

Estrategicamente, como pretende reunificar o partido após a disputa entre membros de uma mesma ideologia partidária? O presidente representa as opiniões e decisões do coletivo, respeitando a decisão das maiorias, com isso pretendemos unificar o partido de forma que todos se sintam representados, não só nas discussões do Diretório quanto no fortalecimento das setoriais e no cumprimento do estatuto do partido.

Quais foram as impressões da eleição? Foram as melhores, mostrou que a militância do Partido dos Trabalhadores é ativa e participativa, deseja dar continuidade ao nosso projeto, que mesmo com o golpe sofrido em 2011, o partido não se fragilizou, quase 1300 filiados foram às urnas eleger seu representante.

Em sua opinião, por que motivo o grupo concorrente do deputado Daniel Bordignon perdeu tanta força na disputa?

Salário mínimo regional Dirigentes dos sindicatos patronais estiveram reunidos com o governador Tarso Genro e explicaram que o aumento de 16,8% exigido pelos trabalhadores para o piso mínimo regional é inviável. O principal argumento utilizado pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), Heitor Muller, é de que o índice normalmente é transformado em um indexador para futuras negociações salariais. Segundo Müller, o efeito dominó pode fazer com que profissionais de salários médios e altos também reivin-

diquem no mínimo 16% de reajuste, o que é “impagável” para as classes de toda a cadeia produtiva. O dirigente ainda salientou que um percentual elevado pode gerar aumento da inflação, através do impacto direto nos produtos, fazendo com que o trabalhador, mesmo com o aumento, volte a ter perda do poder de compra. O governador afirmou que vai avaliar as propostas nos próximos dias, inclusive a da classe patronal, que informou que o aceitável é um reajuste correspondente ao INPC, de cerca de 6%. Representantes dos

trabalhadores informaram que não aceitarão qualquer índice abaixo do exigido, já que o Governo do Estado revelou um crescimento da indústria e a conquista de um PIB gaúcho com patamares chineses. Tarso Genro alertou que a decisão final é da Assembleia Legislativa, uma vez que o Executivo remete ao Parlamento apenas uma espécie de sinalizador. Hoje, no Rio Grande do Sul, o minimo regional é de R$ 770. Em Santa Catarina, o piso é de R$ 765; no Paraná, de R$ 882; no Rio de Janeiro, de R$ 802; e em São Paulo, de R$ 755.

Através de requerimento aprovado pela Câmara, o vereador Dilamar Soares (PMDB) fez convite para a direção do Hospital Dom João Becker prestar explicações sobre alguns problemas de atendimento e demanda que tem sido verificado, mesmo após a renovação de contrato com a Prefeitura de Gravataí.

Mensalão O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma hoje o julgamento da ação penal do Mensalão e é possível que os ministros determinem a prisão de réus que não tenham mais possibilidade de recursos. O presidente da Câmara, Henrique Alves, disse ontem que só vai se posicionar sobre a perda do mandato de deputados condenados no Mensalão após uma decisão do Supremo Tribunal Federal. Entre eles, estão o deputado Valdemar Costa Neto, do PR, e Pedro Henry, do PP. Em agosto, a Câmara manteve o mandato de Natan Donadon. Preso na Penitenciária da Papuda, ele foi condenado a 13 anos e quatro meses por peculato e formação de quadrilha, crimes cometidos quando trabalhava na Assembleia Legislativa de Rondônia.

Maioridade penal O Senado começou a discutir ontem a redução da maioridade penal. O primeiro passo será uma reunião extraordinária da Comissão de Constituição e Justiça, onde serão votadas seis emendas à Constituição que reduzem a idade para punição a crimes. Apenas uma emenda ganhou parecer favorável. É a que prevê a redução para 16 anos em casos específicos, como crimes inafiançáveis ou reincidência, desde que haja parecer do promotor da infância e autorização da Justiça. Hoje, um adolescente que comete crime pode ficar internado por, no máximo, 3 anos e até os 21 anos. O crime não fica registrado nos antecedentes do jovem.


Gravataí, 13/11/2013 - Pág. 5

Prefeitura já está cadastrando candidatos para uma vaga no programa CNH Social A inscrição vão até o dia 25 de novembro e o sorteio será no dia 11 de dezembro

A

Prefeitura através da Secretaria Municipal da Família, Cidadania e Assistência Social (Smfcas) está cadastrando os interessados no programa da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Social. As inscrições podem ser realizadas na sede da Prefeitura ou nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) (confira o endereço abaixo). O titular da Smfcas, Marcelo Soares, revela que o beneficiário poderá obter a primeira habilitação, adicionar ou mudar de cate-

goria. “Os sorteados ficarão isentos do pagamento de todas as taxas para os serviços de habilitação, dos exames médicos e psicológicos, do curso prático de direção veicular e locação de veículos”, destaca o secretário. Soares completa que o objetivo deste programa e oferecer à população que se encontra em vulnerabilidade social, mais e melhores oportunidades no mercado de trabalho. A gestora municipal do Cadastro Único e da Bolsa Família, Rita Virginia Bitencourt, revela que

Ponto de cadastro para requerer a CNH Social A pessoa tem que estar inscrita no cadastro único para requerer a CNH Social, o prazo para inscrição é de 12 a 25 de novembro. Sede da Prefeitura Municipal localizada na rua José Loureiro da Silva 1350, dás 8h 30min às 17h; no CRAS São Judas localizado na rua Felix Rodrigues, nº 155, bairro São Judas, nas segundas as 8h30min, telefone 3423-1931;no CRAS Barnabé localizado na rua Coronel Sampaio, nº614, nas segundas as 8h30min telefone 34845265; no CRAS Barro Vermelho localizado na rua Neiva da Costa, nº 103, bairro Dona Neiva, nas terças 8h30min telefone 34902967; no CRAS Centro localizado na rua Ary Tubs, nº885, nas terças e quintas a partir das 12h30min telefone 34843073 Mai informações 34323106

telefones

34323103-

34322300-

Documentação necessária: Responsável familiar ou o titular: CPF ou Titulo de Eleitor (documento obrigatório) Carteira de Identidade Comprovante de residência Carteira de Trabalho Comprovante de Renda Demais pessoas da casa: Comprovante escolar dos filhos entre seis e 18 anos (um dos documentos abaixo) Carteira de Identidade Certidão de nascimento CPF Carteira de trabalho

este programa está sendo desenvolvido no Estado e o interessado na CNH Social, tem que ter CPF ou Titulo de Eleitor (Documentos obrigatórios) carteira de identidade, comprovante de residência, carteira de trabalho e comprovante de renda. “Também é preciso estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal”, afirma Rita. Quinze por cento das vagas serão destinadas à população negra e 50% das vagas de mudança de categoria para mulheres. “A procura já começou, nesta manhã cadastramos 18 pessoas no prédio da Prefeitura”, afirma. Segundo a gestora a pessoa cadastrada e de posse do Número de Identificação Social (NIS), deve se dirigir a um Centro de Formação de Condutores (CFCs), credenciados no Detran/RS, inscrever-se e esperar o sorteio, que será realizado no dia 11 de dezembro. Investimento no currículo Eduardo Luiz Prestes da Silva tem 33 anos é casado e tem três filhos. Fez o Curso de Condutor de Empilhadeira oferecido pela Smfcas, no Pronatec. Quando iniciou o curso estava empregado, perdeu o emprego e conseguiu o Seguro Desemprego, do Governo Federal. “Durante este tempo voltei a estudar e consegui terminar o ensino fundamental. Tenho carteira de habilitação na categoria A e B, para motos e carros leves. Quero

obter a CNH categoria D”, completa Silva. Silva espera conseguir um emprego melhor, que lhe possibilite dar uma condição de vida melhor para sua família. Thomas Edson Terra mora no bairro São Geraldo. Ele fez o curso do Pronatec de Elétrica Predial de Baixa Tensão. Estava recebendo o seguro desemprego. Neste ano conseguiu concluir o ensino médio. “Tenho certeza que vou conseguir um ótimo emprego. Em 2007 fiz o Projeto Pescar e me coloquei bem no mercado de trabalho. Agora ambiciono trabalhar em uma empresa onde possa crescer profissionalmente”, esclarece. Ponto de cadastro para requerer a CNH Social

A pessoa tem que estar inscrita no cadastro único para requerer a CNH Social, o prazo para inscrição é de 12 a 25 de novembro. Sede da Prefeitura Municipal localizada na rua José Loureiro da Silva 1350, dás 8h 30min às 17h; no CRAS São Judas localizado na rua Felix Rodrigues, nº 155, bairro São Judas, nas segundas as 8h30min, telefone 3423-1931;no CRAS Barnabé localizado na rua Coronel Sampaio, nº614, nas segundas as 8h30min telefone 34845265; no CRAS Barro Vermelho localizado na rua Neiva da Costa, nº 103, bairro Dona Neiva, nas terças 8h30min telefone 34902967; no CRAS Centro localizado na rua Ary Tubs, nº885, nas terças e quintas a partir das 12h30min telefone 34843073


Gravataí, 13/11/2013 - Pág. 6

Ao menos quatro rodovias seguem interditadas devido à chuva no RS ERS 444 e ERS 030 tiveram fluxo liberado ontem

P

elo menos quatro rodovias seguem com bloqueios devido a problemas causados pela chuva no Estado. Em Pareci Novo, no Vale do Caí, a circulação foi interrompida no km 6 da ERS 124 devido à cheia do rio Caí. Na região Central, em Restinga Seca, uma ponte cedeu no km 78 da ERS 149, bloqueando o tráfego. Já em Santa Maria, o trânsito permanece em meia pista no km 4 da ERS 516, onde parte da pista cedeu. Há interrupção ainda em São Gabriel, no km 80 da ERS 630, onde uma ponte ficou submersa. Às 17h, foi liberado o acesso à ERS 444, próximo ao bairro Eucaliptos, em Bento Gonçalves, na Serra. A rodovia permanecia interrompida nos dois sen-

tidos no km 5 em razão de uma queda de barreira ocorrida nessa segunda. A equipe da Secretaria Municipal de Viação e de Obras Públicas realizou o trabalho de retirada das pedras da pista. Na Região Metropolitana, a ERS 030 teve o fluxo liberado no km 9, perto das 19h em Gravataí. A Metrovias concluiu o reparo de um buraco na pista. Outros locais bloqueados desde ontem foram liberados ainda pela manhã. Em Carlos Barbosa, uma pista tinha restrição no km 11 da ERS 446. Em Cachoeira do Sul, houve interrupção no km 55 da ERS 403, onde o rio Botucaraí transbordou. Também foi liberado o km 9 da VRS-502, em Paraíso do Sul.

Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores Municipais de Gravataí/RS

51 -3423.3381

AVISO PRORROGAÇÃO DE PREGÃO - EDITAL Nº10/2013 IPAG- INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE GRAVATAÍ –PRORROGA O PRAZO DE ABERTURA DAS PROPOSTAS DO PREGÃO 5A/2013pregão eletrônico tipo menor preço Aquisição de impressora de cartões de PVC e suprimentos , a

sessão eletrônica será realizada através do sítio http://cidadecompras.com.br/, no dia 21/11/2013 com início às 9 hr. e 30 min , horário de Brasília/DF. .

Gravataí, 12 de novembro de 2013

Marcius Terres

Diretor-Presidente

A ERS-030, em Gravataí, foi liberada para o tráfego de veículos por volta das 20h desta terça-feira. Segundo a Concessionária Metrovias - responsável pela manutenção da rodovia, que liga o município a Glorinha, operários concluíram a colocação de massa asfáltica no km 9. O trecho esteve bloqueado nos dois sentidos desde o final da tarde de segunda-feira. Com o rompimento da canalização devido à chuva, o asfalto cedeu, abrindo uma cratera no local.


Gravataí, 13/11/2013 - Pág. 7

Moradores de bairros atingidos pelas chuvas reivindicam solução Prefeito garante que serão realizadas obras de infraestrutura, canalização e desobstrução da rede Larissa Hoffmeister Karina Gonçalves de Freitas

D

epois do caos que se estabeleceu no município de Gravataí e em todo o estado do Rio Grande do Sul, devido às fortes chuvas que só cessaram na madrugada de ontem (11), cerca de 30 moradores do bairro Vera Cruz, um dos mais atingidos pelos alagamentos, fizeram um protesto reivindicando soluções, no começo da tarde de ontem (11). Os moradores juntaram restos de móveis e pertences que não conseguiram recuperar e bloquearam o acesso à rua Botafogo. Segundo a Brigada Militar que estava no local, de acordo com os moradores, foi solicitado à prefeitura, por intermédio da secretaria de Serviços Urbanos, que encaminhasse um caminhão até o local para retirar os detritos a fim de amenizar a situação, mas que não tinham obtido retorno até o final da tarde.

No bairro Santa Cruz, os moradores dos blocos dos prédios construídos pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que tem parceria com o Governo Federal e que, em 2009, recolocou mais de 300 famílias que moravam no entorno do arroio Barnabé, foram os mais atingidos pela a enchente. Os próprios moradores tiveram de providenciar uma contenção de cimento objetivando barrar um pouco da água que atravessa a parede e invade todo o andar térreo. As pessoas moradoras dos andares superiores se solidarizaram e estão abrigando provisoriamente os moradores que ficaram sem condições mínimas de moradia. Conforme relato de uma das moradoras da rua Botafogo, Marian Silva, há 20 anos que ela sofre com o mesmo problema. ‘’Hoje, depois de anos de luta, já não me sinto mais uma representante. Não sou mais uma vencedora, sou uma per-

dedora. Sei que a única solução é vender minha casa e procurar outro lugar. O problema não é de hoje, e nem só do governo atual. Desde 1995 que tento através de ofícios e abaixo assinados, pelo menos uma tentativa de providência. Há seis anos, quando representantes do PAC vieram entregar os apartamentos para as pessoas, eu gritava, tentava de todo o jeito alertá-las que estavam sendo enganadas. Há duas décadas que as ruas do bairro alagam e temos de nos recuperar sem ajuda’’, lamenta Marian da Silva. Hélia Oliveira, também moradora da rua Botafogo, também teve a casa invadida pela água. Segundo ela, o esgoto das obras do Pró-Guaíba voltou pelo encanamento. ‘’Pagamos todo mês uma taxa extra na conta de água pelo tratamento do esgoto e ele retorna para dentro de nossos pátios em dias de chuva. Tenho dois filhos que estão sem ir à escola por falta de roupas. Perdemos tudo dentro de casa’’, falou a moradora. No site oficial da prefeitura de Gravataí, conforme esclarecimento já publicado na edição de ontem (11), de acordo com o secretário municipal de Obras Públicas, Paulo Martins, os bairros Santa Cruz, União e São Vicente apresentam problemas na drenagem da água da chuva. Em relação ao grande volume de água no arroio Ipiranguinha, conforme explicou o secretário de Obras Públicas, está projetada para minorar o problema a construção de uma bacia de retardado no Parque Garibaldino. ‘’A obra estará concluída em

aproximadamente 20 dias, o que reduzirá a força das enxurradas, fazendo com que as águas que chegam em grande volume nas

ruas São Sepé, São Gabriel, Canela, Montenegro e Vera Cruz reduzam o efeito das enchentes, destacou o secretário.

DONATIVOS - A Defesa Civil do Município e a Secretaria Municipal da Família, Cidadania e Assistência seguem arrecadando donativos para as famílias vítimas das chuvas e das cheias. As doações podem ser feitas diretamente na sede da SMFCAS, localizada na Rua Major Ismael Alves, 220Centro , ou na Prefeitura, localizada na Rua José Loureiro da Silva, 1350- Centro.

Prefeito e os moradores do Parque dos Anjos Ainda conforme o site oficial do governo, o prefeito de Gravataí, Marco Alba, juntamente com o secretário Municipal de Obras públicas (SMOP), Paulo Martins, e o procurador geral do Município, Jean Amapá receberam os moradores do bairro Parque dos Anjos na sede da Prefeitura Municipal. Os moradores solicitaram ao prefeito soluções para as enchentes e cheias que ocorreram constantemente no local. Alba garantiu que a SMOP estará presente no local para ava-

liar e decidir as ações relativas ao desassoreamento dos arroios Passo dos Ferreiros e Demétrio, em conjunto com a comissão de moradores, além de programar obras de infraestrutura, canalização e desobstrução da rede existente ou a ser feita, na rua Maciel e Antônio Valdomiro de Barros. Além disso, o prefeito também anunciou reparo das erosões no Dique e após o levantamento concluído, início das obras de desassoreamento e limpeza da região.

Um dos locais mais atingidos do município, a rua Amapá, localizada no bairro Parque dos Anjos, recebeu na manhã de ontem (12), a visita das equipes da secretaria de Obras Públicas (SMOP) e da Defesa Civil do município, com apoio de um grupo de resgate voluntário de Glorinha, para a retirada dos moradores do local. Cerca de 50 famílias foram realocadas em casas de parentes ou levadas ao Abrigo Municipal, na rua Alfredo Emílio Allen, no bairro Salgado Filho.


Gravataí, 13/11/2013 - Pág. 8

PÁGINA DE EMPREGOS

A

Região Metropolitana deve abrir 2 mil vagas temporárias para o Natal

chegada da data mais importante para o varejo, o Natal, anima quem está em busca de uma colocação no mercado de trabalho. A previsão da CDL Porto Alegre é que em torno de 2 mil vagas temporárias sejam abertas na Região Metropolitana para atender a demanda de consumidores atrás de presente. “Muitas empresas aproveitam os contratos temporários como um teste para, possivel-

mente, contratar aquele funcionário depois das festas de final de ano”, avalia o presidente da CDL Porto Alegre, Gustavo Schifino. Os setores que mais devem contratar são vestuário, calçados e tecidos, comércio de alimentos e bebidas, além de móveis e eletrodomésticos. Para todo o terceiro trimestre, a previsão é de que os novos postos de trabalho cheguem a 4,3 mil, em toda a Região Metropolitana.

ABRH tem vagas de estágio para estudantes A ABRHestágios dispõe de 632 oportunidades de estágio para estudantes, das quais 35 são para alunos de Ensino Médio. Há também vagas para os cursos de Administração (62), Arquitetura (5), Ciências Contábeis (17), Direito (24), Economia (3), Educação Física (11), Engenharia de Produção (7), Engenharia Elétrica (1), Engenharia Mecânica (3), Informática (15), Jornalismo (6), Pedagogia (9), Publicidade e Propaganda (18), Técnico em Administração (34) e Técnico em Informática (15). A ABRHestágios Saúde, programa exclusivo que atende às demandas específicas de hospitais e clínicas, também oferece vagas de estágio para estudantes, sendo 61 no total. Dessas, 10 são para alunos do Ensino Médio e as demais para os cursos de Administração (10), Arquitetura (1), Contabilidade (2), Economia (2), Educação Física (1), Enfermagem (2), Farmácia (4), Fisioterapia (10), Marketing (1), Nutrição (1), Processos Gerenciais (1), Relações Públicas (1), Técnico em Administração (8), Técnico em Contabilidade (4), Técnico em Enfermagem (1), Técnico em Informática (1) e Técnico em Logística (1). Informações pelo fone (51) 3254-8200 ou no site www.abrhestagios.com.br.

Inscrições abertas para cursos de monitoria em Porto Alegre A Forma Turismo, operadora especializada em viagens para jovens, está com inscrições abertas para cursos de monitoria de Porto Alegre, que acontecerão entre os dias 22 e 24 de novembro. A decisão de promover o curso na Capital gaúcha deve-se à grande demanda de passageiros da região que embarcarão para destinos como Porto Seguro, Florianópolis, Búzios e Disney. Segundo Rodrigo Oehlmeyer, coordenador de monitoria da empresa e professor dos cursos de hotelaria e turismo do Senac, a qualificação é essencial para quem deseja desenvolver projetos na área de turismo. - No curso de monitor, abordamos temas como liderança e boa comunicação, que são essenciais para o profissional acompanhar

de forma efetiva todo um grande grupo de passageiros – comenta Rodrigo. Para quem já tem alguma experiência no ramo, a operadora disponibiliza também workshops de capacitação em atividades como primeiros socorros, recreação com adolescentes, expressão verbal e programação neurolinguística. Como participar As inscrições podem ser feitas neste site. O valor do curso, à vista, é de R$ 380. Há opções de parcelamento. A sede da Forma fica na Rua Padre Chagas, 327, Bairro Moinhos de Vento. Para obter mais informações, basta enviar e-mail para o endereço poa@formaturismo. com.br ou ligar para (51) 3072-2525.

Rede de lojas contrata interessados em vagas temporárias A rede de lojas Riachuelo está com inscrições abertas para candidatos interessados em vagas temporárias em todo o Rio Grande do Sul. Os cargos oferecidos são auxiliar de vendas e de crédito, estoquista, fiscal de loja e operadora de caixa. Para concorrer, basta enviar currículo para a loja mais próxima de sua casa. Confira abaixo como se candidatar. Seja um temporário Envie currículo por e-mail conforme a loja que está recrutando: - Bourbon Wallig: ger028@riachuelo. com.br - Bourbon Country: ger058@riachuelo. com.br - Shopping Praia de Belas: ger203@ria-

chuelo.com.br - Canoas Shipping: ger026@riachuelo. com.br - Caxias do Sul (Shopping Iguatemi): ger060@riachuelo.com.br - Santa Maria: ger068@riachuelo.com.br - Pelotas Shopping: ger027@riachuelo. com.br

Concursos Públicos com inscrições abertas FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE SAÚDE DE CANOAS Cargos e vagas: auxiliar de saúde bucal (30), técnicos de enfermagem (98), em saúde bucal (15), administrativo (3) e em contabilidade (1), médico (65), enfermeiro (65), psiquiatra (7), fisioterapeuta (7), educador físico (7), nutricionista (7), psicólogo (7), assistente social (7), fonoaudiólogo (7), dentista (12), analista de recursos humanos (1) Níveis: fund., médio/técnico e superior Salários: de R$ 850 a R$ 10 mil Prazo: hoje Taxa: entre R$ 40 e R$ 90 Inscrições: www.fundacaolasalle.org.br PREFEITURA DE VIAMÃO Cargos e vagas: motorista (20), operador de máquina pesada (10), desenhista projetista (2), fiscal de meio ambiente (1), inspetor sanitário (1), topógrafo (1), analista de sistemas (3), arquiteto (1), engenheiro civil (3), engenheiro florestal (1), engenheiro químico (1), geógrafo (1), geólogo (1), professor de educação artística (2), professor de educação infantil (50), professor de geografia (2), professor de história (2), professor de língua moderna/inglês (2), professor de língua moderna/espanhol (2) e turismólogo (1) Níveis: fundamental, médio e superior Salários: R$ 10,18/hora a R$ 1.506,26/mês Prazo: 27 de novembro Taxa: R$ 38,31 Inscrições: www.fundatec.org.br


Gravataí, 13/11/2013 - Pág. 9

Seminário sobre segurança cidadã reafirma aposta na prevenção O coordenador do RS na Paz, delegado Carlos Sant'Ana, disse que dos 57 municípios com os quais o RS na Paz já trabalha, 37 já têm instalados os GGIM

O

Seminário Estadual Protagonismo dos Municípios na Construção da Segurança Cidadã, abordou, na manhã desta terça-feira (12), o tema Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM). O primeiro painelista, assessor da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Guilherme Leonard, destacou que os gabinetes devem unir diferentes agentes sociais para deliberar sobre a segurança nos municípios. Leonard também lembrou que os municípios que instalam o GGIM têm possibilidades de obter diferentes financiamentos com o governo federal como, por exemplo, para qualificação das guardas municipais. O coordenador do RS na Paz, delegado Carlos

Sant'Ana, disse que dos 57 municípios com os quais o RS na Paz já trabalha, 37 já têm instalados os GGIM. Para ele, o principal motivo deste trabalho é melhorar a vida das pessoas. "A segurança não é apenas polícia, mas principalmente prevenção", afirmou. Segurança Cidadã O segundo painel do dia, abordou o tema "Segurança Cidadã". A antropóloga do Instituto Universitário de Pesquisa Violência e Cidadania da Universidade de Pesquisa do RJ (IUPERJ) Jacqueline Muniz, destacou a falta de um pacto federativo em torno do tema. "O Brasil seguiu durante anos uma lógica gerencial, mercadológica de segurança. Agora que se começa inverter essa lógica e focar no cidadão", afirmou Jacqueline.

Para coordenador do Grupo de Pesquisa sobre Violência e Cidadania da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), José Vicente Tavares dos Santos, o cidadão quer participar e as manifestações populares ao longo das últimas décadas comprovam isso.

Encerramento À tarde, será realizado ainda o painel "A cúpula da segurança pública", a partir das 14h. O encerramento do Seminário, no Hotel Embaixador, em Porto Alegre, está marcado para as 18h, com a presença do secretário da Segurança Pública, Airton Michels.

Instituto-Geral de Perícias e Polícia Civil concluem integração para recepção de laudos eletrônicos O Instituto-Geral de Perícias (IGP) concluiu a última fase para a integração e recepção de laudos eletrônicos entre o Sistema de Polícia Judiciária (SPJ) e o Protocolo Geral de Perícias (PGP) nesta segunda-feira (11). O processo foi concluído já com um total de 10.230 laudos toxicológicos e de análise de drogas entregues. A partir de hoje, as 525 delegacias da Polícia Civil já estão autorizadas a acessar os

laudos eletrônicos disponibilizados pelo Instituto-Geral de Perícias. Até o momento, 156 DPs já receberam pelo menos um laudo eletrônico, que se caracteriza por ser um documento com certificação digital com garantias de autenticidade, integridade e não repúdio. A conquista é resultado do esforço e empenho da Divisão de Tecnologia da Informação do IGP, da equipe do Departamento de Perícias Laboratoriais e da Procergs.

Primeiro curso estadual contra abigeato foca na integração entre órgãos públicos Cinco secretarias de Estado integrantes do Comitê Estadual de Combate ao Abigeato e Abate Irregular de Animais formaram, nesta sexta-feira (08), em Bagé, na Região da Campanha, 35 agentes de fiscalização das áreas da segurança pública, saúde, meio ambiente, defesa agropecuária e receita estadual. Em parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (ARCO), que cedeu o espaço, o curso teve cinco dias de duração, nove palestras e um dia para prática.

Às vésperas do período em que mais acontecem furtos e roubos de animais no campo, a troca de informação vai permitir que temas antes restritos a cada área especifica sejam conhecidos por todos. A dificuldade de um policial rodoviário, por exemplo, saber se uma Guia de Trânsito Animal (GTA) é verdadeira ou se uma carga de carne está acondicionada conforme a legislação sanitária agora ganha respaldo na integração. Na manhã de hoje, policiais

da Brigada Militar, Civil, Rodoviária Federal, agentes da Receita Estadual, do Departamento de Defesa Agropecuária, da Fiscalização Municipal, do Meio Ambiente do Estado aprenderam, na prática, a identificar notas sem dados, informações que não conferem com cargas em barreira montada na saída de Bagé em frente à sede da PRF. Durante três horas, eles pararam veículos que transportavam animais vivos ou com produtos derivados. Na abordagem conjunta, receberam e deram orien-

tações sobre área de atuação. O chefe-adjunto do posto da PRF em Bagé, Nilton Ismar, participou da formação. O que mais lhe serviu foram os contatos de profissionais de outros órgãos. A falta de integração dificultava o trabalho da polícia. Para o fiscal da Secretaria do Desenvolvimento Econômico de Bagé, José Elimar Castro, a preservação da saúde pública tem destaque nas ações de combate ao abigeato. Um cadastro informatizado e integrado garante o avanço do trabalho, avalia o fiscal.

Condenado por roubo a transporte coletivo é preso em Cachoeirinha Agentes da Delegacia de Capturas, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), coordenados pelo Delegado de Polícia Titular Eduardo de Oliveira Cesar, no cumprimento do mandado de prisão expedido pela Vara de Execuções Criminais da Comarca de Cachoeirinha/RS, prenderam, na manhã desta terça-feira (12/11/2013), numa casa, localizada na Av. José Brambilla, Vila Vista Alegre, em Cachoeirinha, o procurado M.M.B., 30 anos. Segundo o Delegado Titular da DECAP, Eduardo de Oliveira Cesar, o capturado, que foi encaminhado ao Presídio Central, foi condenado por roubo a transporte coletivo a pena de 5 anos e 6 meses de reclusão.

Polícia Civil apreende pé de maconha Policiais civis da 4ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico (4ª DIN), do Departametno Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc), apreenderam, na tarde desta terça-feira (12/11), um pé de maconha em uma residência na Vila Americana, em Alvorada. Os policiais agiram em cumprimento a mandado de busca e apreensão e apreenderam o arbusto, que mede mais de um metro de altura. Segundo o delegado Thiago Bennemann, titular da 4ª DIN, os policiais trabalham para confirmar a autoria, e informações preliminares apontam que o principal suspeito, que já possui antecedentes por tráfico de drogas, será indiciado por semear plantas que constituem matéria prima para a fabricação de drogas.

Policiais civis colaboram com Feira Na tarde desta terça-feira (23/11), o Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (DECA), nas figuras do delegado Adalberto Lima e do inspetor Jairton Pescador, colaborou na realização do IV Feira de Profissões, que ocorre no próximo dia 23/11/. Os policiais apresentaram aos alunos da 8ª série e também aos professores da EMEF Stella Maris, em Alvorada.


Gravataí, 13/11/2013 - Pág. 10

Na mira da Lazio, Barcos nega interesse Apesar do jejum de quase um mês sem fazer gols, o centroavante Hernán Barcos segue prestigiado. O camisa 9 do Grêmio interessa à Lazio, da Itália, segundo o site italiano Calcio Magazine. Questionado sobre o assunto na tarde desta terça-feira, o argentino negou qualquer contato e afirmou que está com a cabeça no clube gaúcho. Barcos é destacado pela publicação como um goleador e que já interessou o clube anteriormente. Afirmou que a Lazio pode fazer um movimento pelo argentino na janela de janeiro, embora ele tenha já idade avançada - 29 anos - e seja um extracomunitário para a equipe italiana. "Tenho mais dois anos de contrato aqui com o Grêmio. Não recebi nada e nem estou pensando nisso. Estou pensando é no Grêmio em ajudar o clube neste ano. Ninguém me falou nada", disse Barcos nesta terça-feira, na Arena. Barcos vive uma fase complicada no Grêmio. Não marca gol desde a vitória sobre o Corinthians, dia 16 de outubro, na Arena. São sete jogos sem ir às redes - mesmo número de partidas que o clube gaúcho não vence. O jejum tricolor já dura seis jogos, entre Brasileirão e Copa do Brasil.

Renato Gaúcho fecha treino do Grêmio para encerrar jejum A partida contra o Vasco da Gama está sendo encarada como uma verdadeira decisão por parte do Grêmio. O tricolor gaúcho, que está há sete jogos sem vencer e há seis partidas sem marcar gols, corre o risco de sair do G-4 que classifica para a Copa Libertadores da América. Se o time de Porto Alegre for derrotado, o Botafogo vencer a Portuguesa no Maracanã, e o Goiás superar a Ponte Preta, no Serra Dourada, o Grêmio cai da terceira para a quinta posição. A recente sequência negativa tem causado muita preocupação entre os dirigentes e torcedores do Grêmio. A última vitória foi no dia 16 de outubro, contra o Corinthians. Os jogadores não conseguem encontrar a explicação do porque o time não vem repetindo as atuações que o colocaram no G4.

Futuro decidido na base tricolor de Gravataí Técnico Luisão acompanha a movimentação dos garotos de perto

O

s garotos das categorias de base do Cerâmica treinaram na tarde desta terça-feira, 12, no Vieirão. O dia ficou marcado também por uma reunião entre comissão técnica e diretoria do clube, que definiu o futuro dos garotos e a volta da equipe júnior para o ano de 2014. Alguns jogadores do juvenil irão treinar com o profissional no próximo ano e entram em férias a partir de hoje, enquanto que os demais do grupo terão férias somente entre o final de novembro e começo de dezembro. A tarde foi de movimentação nas categorias de base do Tricolor de Gravataí. Antes do treino dos atletas, a diretoria e comissão técnica se reuniu para traçar os planos para 2014. Ficou defi-

nida a volta da categoria júnior para 2014 e as férias dos garotos. Também foram definidos os nomes dos jogadores que vão treinar com o elenco profissional do Cerâmica, sob o comando do técnico Gelson Conte, já a partir do dia 02 de dezembro. Depois da reunião, o técnico da equipe juvenil, Luis Eduardo Lima, comandou um coletivo em campo reduzido, no gramado Suplementar do Vieirão e praticaram exercícios de controle da bola, as famosas embaixadinhas. Os meninos do infantil, que subirão de categoria no ano que vem, fizeram um trabalho de musculação na academia do clube. Júnior Ficou definida a volta desta categoria para o ano de 2014. A

comissão técnica ainda vai ser definida pela diretoria do CAC. Os jogadores do time juvenil, que irão subir de categoria em 2014, e não serão aproveitados no profissional, por enquanto, recebem férias no final de novembro e retornam em data a ser definida pela nova comissão técnica. Juvenil A comissão técnica e a diretoria definiram os nomes dos garotos que vão subir para treinar com o elenco profissional em 2014. Esses atletas entram em férias a partir desta terça-feira,12, e retornam em dezembro. Os jogadores que vão continuar na categoria e os meninos que subirão do infantil para a Sub-17 ficam treinando até o dia 20 de

dezembro. Infantil O técnico Gilberto Ferreira segue treinando os garotos nas segundas, quartas e sextas-feiras até o início de dezembro. O treinador ainda busca a formação da equipe para o próximo ano, porém as peneiras estão encerradas. Os atletas que subirão de categoria no próximo ano começam a treinar com a comissão técnica do juvenil, a partir do início do próximo mês. Jogadores que subirão para treinar com o profissional: André (goleiro) Roger Renan (zagueiro) Pará (volante) Mateus (atacante) Pablo (meio-campista)

Inter perde lateral direito para jogo contra Atlético-MG O lateral direito Ednei está fora do jogo contra o Atlético-MG. O lateral esta com uma lesão muscular na coxa esquerda e acabou se tornando o quarto desfalque do técnico Clemer. O treinador colorado já não contava com o centroavante Leandro Damião, o zagueiro Juan e o lateral direito Gabriel, todos entregues ao departamento médico. A lista de ausências do Inter pode aumentar se o centroavante Scocco não se recuperar a tempo de viajar com a delegação para Belo Horizonte. O atacante argentino está se queixando de dores musculares na coxa direita. Scocco realizou exame de imagem e nenhuma lesão foi constatada. O jogador vai seguir realizando tratamento e, nesta quarta-feira, no último treino antes da viagem, ele será reavaliado.

“Esta é uma dificuldade que a gente vem tendo ai nos últi-

mos jogos. O Ednei está fora e o Scocco está com uma dor e vai fazer tratamento até quartafeira, agente não sabe se ele vai poder viajar ou não. Para a lateral direita a gente tem o Cláudio Winck, além do Diogo, que

também pode ser testado. Vamos ver no treino desta quarta. No ataque a gente tem o Rafael Moura e o Caio, se eu quiser montar um time mais para frente. Vai depender do treino desta quarta”, disse Clemer.

O volante João Afonso não treinou nesta terça-feira. O jogador está com uma contusão no pé direito, mas segundo o departamento médico o volante tem boas chances de atuar na quinta-feira.


Gravataí, 13/11/2013 - Pág. 11

u Ingredientes 3 ovos, 2 colheres de sopa de trigo, 8 colheres de sopa de açúcar, 1 xícara de leite, 1 colher de sopa de margarina ou manteiga, 1 colher de chá de pó royal, 1 pires de queijo ralado e 200 g de coco ralado u

Modo de preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador, menos o pó royal e o coco Coloque em uma forma refratária untada com manteiga e trigo Asse por mais ou menos 20 minutos, em forno médio, pré-aquecido

Nara Gomes Massulo - Nutricionista - naramassulo@terra.com.br

Gêmeos: Um problema em seu trabalho ou em um projeto que envolva sua carreira pode tirar seu fôlego no dia de hoje. O momento requer paciência de sua parte, pois pode haver algumas confusões. Mantenha a calma e evite brigas. Câncer: A Lua em Peixes movimenta seus projetos de viagem, que podem ganhar um novo ritmo. Tome cuidado apenas com o excesso de ansiedade que essa situação pode gerar. Dificuldades nos relacionamentos devem ser encaradas com tranquilidade.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Garimpeiro Tálio (símbolo)

Almofada, em inglês Museu de Niterói Líder chinês

"A Família (?)", filme Rio da Rússia

Roupa usada pelos mendigos

Conjunto de plantas usadas em tratamentos

Estruturas dos antigos aquedutos

Comiseração Habitat da onça (pl.)

(?) e caju, fontes de vitamina C

Presidente (?), município paulista Christian (?), ator galês Relação

Dito espirituoso

O

BANCO

(?) qual: do mesmo modo que Victor Hugo, escritor francês (?) de Chagas: tripanossomíase

Leão: A Lua em Peixes faz um tenso aspecto com Marte e você pode passar um dia meio irritado e com a paciência quase nula. Procure manter a calma e entender que algumas mudanças são necessárias. Procure manter-se distante de confusões.. Virgem: A Lua em Peixes faz um tenso aspecto com Marte em seu signo e sua tolerância estará no nível zero. O momento pede paciência e racionalidade diante de acontecimentos que chegam para testar sua paciência. Mantenha a calma. Libra: Fique atento e não se envolva em provocações entre colegas de trabalho. Cuide de sua saúde, que pode ressentir pelo excesso de energia. O momento pede racionalidade. Problemas financeiros ficam para trás. Mantenha a calma. Escorpião: Lua e Marte em tensão pedem cuidado com acidentes, especialmente em festas e eventos. É possível que você tenha uma briga ou ao menos um mal estar com um amigo. Problemas em um trabalho em equipe. Sagitário: Sua energia estará totalmente voltada para questões que envolvem sua carreira. Tome cuidado com o excesso de trabalho que pode levar ao stress e falta de controle. Um novo e difícil projeto pode tirar seu equilíbrio.

Palavra latina que indica citação

(?) na garganta: sensação de angústia

Capricórnio: As energias estão ainda meio pesadas e os relacionamentos continuam sendo testados. O momento pede cuidado com provocações, pois você não está em um momento de muita paciência. Mantenha a calma e não se envolva em provocações.

Solução

A R C O S

O 2 o rei de Israel Banho rápido

L

Produzir ruído como o das abelhas

Indústria (abrev.) 901, em romanos

A C E R O L A

(?) King Cole, cantor dos EUA

58

Brinquedo que é "morada" de ácaros

F L O R A M E D I C I N A L

Globo batiza especial de Roberto Carlos: “40 anos. Juntos”

© Revistas COQUETEL 2011

Caracterizou-se por canções picantes e a presença de vedetes Antigo tecido de lã

Que habita as florestas

C O A D M M D A N T I A S C M B I M D E

Solução anterior

www.coquetel.com.br

B L V I I S C L H A P O A D U D E R P A L E L L Z U T C A V I L H A

Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora

Touro: A retomada do movimento direto de Mercúrio esclarece mal entendidos com parceiros ou sócios e seus relacionamentos voltam a caminhar em um ritmo mais tranquilo. Vênus sob pressão pede que você não se envolva em brigas e discussões.

Em seguida acrescente-os

R Bruno fica nervoso com Félix. César pega a mochila do genro e leva para casa. Bruno não conta para Paloma o que tinha em sua mochila. Ninho fica transtornado por não conseguir arrumar dinheiro. Márcia tenta ser gentil, mas Eudóxia e Murilo a desprezam. Michel liga para Patrícia. Niko deixa Fabrício no colo de Amarilys, e ela quase o derruba. Perséfone tenta disfarçar o desconforto com a dieta. Silvia e Guto vão ao motel. Perséfone desmaia ao cuidar de um paciente e é internada. Renan se preocupa com a saúde de Inaiá. Amarilys é hostil com Jayminho. Perséfone acorda e encontra Vanderlei ao lado de sua cama. Ninho exige que Félix dê dinheiro para ele. César pede que Simone consiga as digitais de Félix. O vilão leva Anjinho para trabalhar com ele. Paloma tenta obrigar Bruno a contar o segredo que tem com César.

Áries: A Lua em Peixes faz um tenso aspecto com Marte e pede atenção à falta de tolerância e paciência. Seus nervos estão à flor da pele e você deve manter o controle. Evite provocações e não se envolva de maneira alguma em discussões.

T S E F A T T R O P R E B R O L N A D M O

Marlon e Paulinha fogem na direção oposta à de Joana. Lili revela para William que é noiva. Edu pede que Nilson o leve novamente até os limites da selva. Thomaz pede para Marcelo ficar atento ao comportamento de Lili. Paulinha se sente culpada por ter usado Joana para fugir da onça. Celina se entristece ao saber que quase todos os seus alunos foram impedidos de participar do grupo de estudo. Sandra provoca William ao falar de Lili. Álvaro não vê Lili na sala de Marcelo e o chama para sair. Fátima dispensa José, e Edu o ironiza. João tem um plano para tentar conquistar Fátima. André conversa com Olívia sobre Lili e o caso de seu pai. Lili tenta disfarçar o desânimo com o noivado diante de Marcelo. Inês discute com Thomaz por causa de Heloísa. Álvaro passa a noite com Fernanda.

Bolo dourado sobremesa

3/pad — sic. 4/bale — lila — ural. 5/arcos. 7/acerola. 9/faiscador.

Amélia e Franz discutem. Ernest flagra Hilda beijando Toni, que se espanta ao saber que ela é filha do milionário. Manfred incentiva Franz a procurar um advogado para tirar a guarda de Pérola de Amélia. Mundo aconselha Toni a esquecer Hilda. Franz acompanha um oficial de justiça à casa de Amélia para entregar o mandado que regulariza o direito de visita de Ernest a Pérola. Sonan aconselha Amélia a perdoar Ernest. Toni e Hilda fazem as pazes e ele a pede em casamento. Ernest expulsa Toni de sua casa e o demite da fundição. Ernest tranca Hilda em casa e tenta apressar seu casamento com Décio.

Culinária

JG

Resumo de Novelas

Aquário: Hoje você não deve deixar de lado as questões que envolvem suas finanças. Controle seus gastos e não entre em novos investimentos, especialmente os de risco. Foque em seus projetos de trabalho, pois os resultados chegam rapidamente. Peixes: A Lua entra em seu signo e, em tenso aspecto com Marte e Virgem, pede calma diante de provocações e imprevistos. O dia segue nervoso e você não deve se deixar levar por provocações. Uma viagem pode ser adiada.


JORNAL DE GRAVATAÍ Quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Gravataí recebe BiblioSesc neste mês Unidade Móvel leva obras literárias para a capital, além das cidades de Canoas e Gravataí

N

o mês de novembro, o projeto BiblioSesc faz circular um total de 9 mil obras literárias em Porto Alegre, Canoas e Gravataí. Somente na Capital, nove bairros serão beneficiados com o projeto. Com o objetivo de promover o acesso à leitura, o acervo da unidade móvel tem os mais variados gêneros literários e disponibiliza as obras gratuitamente. Os interessados devem preencher um cadastro mediante apresentação do Cartão Sesc/ Senac ou da Carteira de Identidade, CPF e comprovante de residência. Cada uma das três Unidades Móveis BiblioSesc é preparada para receber confortavelmente os visitantes. As carretas possuem coberturas laterais, toldos e espaço para leitura e consulta local.


SAÚDE & CIA

Caderno semanal do Jornal de Gravataí - Circula em Gravataí, Cachoeirinha, Glorinha e Santo Antônio da Patrulha - Quarta-feira , 13 de novembro de 2013 - Ano IV - Nº 197

População deve evitar o máximo possível o contato com a lama e com águas contaminadas

A

as doenças que mais preocupam as autoridades com a chegada das chuvas são a leptospirose, a hepatite viral A, a febre tifóide e as doenças diarréicas agudas

lém de causar prejuízos materiais e aumentar as chances de acidentes, as chuvas intensas e as enchentes, comuns nesta época do ano, expõem as pessoas a outros perigos, como contrair doenças. As autoridades alertam os moradores de áreas atingidas por chuvas fortes e inundações para que adotem alguns cuidados que podem prevenir problemas de saúde e evitar acidentes. Para o coordenador de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Ricardo Marins, as doenças que mais preocupam as autoridades com a chegada das chuvas são a leptospirose, a hepatite viral A, a febre tifóide e as doenças diarréicas agudas. Todas elas têm origem no contato ou na ingestão da água e dos alimentos contaminados por animais transmissores, como os ratos, ou por vírus e bactérias. "A principal medida para impedir o contágio dessas doenças é evitar o contato com água ou lama de enchentes e impedir que as crianças brinquem nessas águas", alerta Ricardo Marins. Aos trabalhadores da limpeza urbana, que não podem evitar esse contato, recomenda-se sempre usar botas e luvas de borracha ou sacos plásticos duplos durante a limpeza da lama, nas residências ou nas ruas. Se houver inundação em casa, o chão, as paredes, os objetos caseiros e as roupas atingidas devem ser lavados com sabão e água sanitária. Outro produto útil para desinfetar e proteger o ambiente de possíveis doenças é o hipoclorito de sódio a 2,5%.

Se houver contato dos alimentos com a água da enchente, recomenda-se jogá-los fora, em recipientes bem fechados. Roedores - Das doenças relacionadas à contaminação pelas enchentes, a leptospirose oferece mais perigo, por provocar mortalidade maior. Em 2005, registraram-se 3.605 casos da doença no Brasil, com 417 mortes. Em 2006, já foram notificados 2.877 casos, com 236 mortes. A leptospirose é causada pela bactéria leptospira, transmitida ao homem pela urina de ratos, ratazanas e camundongos. Após chuvas intensas, as águas invadem as tocas dos roedores e carregam as bactérias para as residências e as vias públicas. Geralmente os surtos da leptospirose começam uma semana após as enchentes. "Existe uma preocupação do governo federal em monitorar casos da leptospirose. Assim, procura-se reduzir o risco da ocorrência da doença", explica Ricardo Marins. A leptospirose apresenta como sintomas febre, dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo (especialmente na panturrilha, conhecida como "batata" da perna), pele amarelada e calafrios, que surgem de sete a quinze dias após a infecção. Ao perceber os sintomas, deve-se procurar, o mais rapidamente possível uma unidade de saúde e informar ao medico a ocorrência do contato com água ou lama das enchentes. A geografia constitui um fator agravante para disseminação da leptospirose e outras doenças ligadas à época de chuvas fortes. Por exemplo: cidades que

apresentam muitos declives, como Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Recife, Vitória e Vila Velha (ES), tendem a ter enchentes mais freqüentes. Dessa forma, aumenta o risco de haver mais casos. "Os constantes problemas de drenagem de águas pluviais também pioram o problema", assinala Marins. Salmonela - A febre tifóide é uma doença comum com a chegada das chuvas, causada pela presença da bactéria salmonela (com nome científico de Salmonella enterica sorotipo de Typhi) nas águas contaminadas. A doença caracteriza-se por febre prolongada, alteração no funcionamento do intestino e aumento do fígado e do baço. Se não tratada inicialmente, pode se complicar com hemorragia ou até perfuração intestinal, o que pode levar à morte. No ano passado, o Brasil registrou 504 casos e quatro mortes em conseqüência da doença. De janeiro a outubro de 2006, houve registro de 326 casos de febre tifóide no país. A incidência de casos de hepatite viral A também preocupa as autoridades em saúde em locais onde ocorrem inundações. A doença se manifesta inicialmente com sintomas semelhantes aos de uma gripe, como fraqueza e mal- estar, além de alterações gastrointestinais. Nos casos típicos, o paciente apresenta olhos e pele amarelados e urina escura. O período de incubação dos vírus da hepatite A dura de 15 a 45 dias. Diarréias - Outro problema de saúde ligado à contaminação da água são as doenças diarréicas agudas. Essas doenças apre-

DR LEVI LORENZO MELO

M U L T I - E S P E C I A L I D A D E S

sentam, como sintomas, vômito, diarréia e febre (mais comum nas crianças). A diarréia oferece o risco de desidratação. A perda excessiva de líquidos pode até mesmo levar a pessoa à morte. Recomendam-se, nesse caso, duas medidas: tomar muito líquido, utilizar o soro caseiro e procurar um profissional de saúde, evitando a automedicação. Junto com todos os males à saúde relacionados às águas contaminadas, as doenças respiratórias, indiretamente, também têm ligação com a estação de

Cirurgia da Obesidade - Cirurgia do Aparelho Digestivo Cirurgia Geral - Cirurgia Videolaparoscópica Endoscopia Digestiva Gastroenterologia - Colonoscopia CREMERS 17112

chuvas fortes. Por conta da aglomeração de pessoas desabrigadas em ambientes com pouca circulação do ar e muitas vezes com reduzidas condições higiênicas, aumentam as chances de infecções respiratórias, como resfriado, gripe e pneumonia. Nos casos de inundações, o Ministério da Saúde distribui insumos necessários para enfrentar esta situação adversa, como sais reidratantes, hipoclorito de sódio a 2,5%, antibióticos, soros, vacinas, reagentes e produtos para diagnóstico laboratorial.

DRA. JUCELEI DE FÁTIMA VISIOLI MELO Neurologia Infantil Neuropediatria Eletroencefalograma CREMERS 17399

Gravataí

Rua Adolfo Inácio Barcelos, 568. Gravataí - RS - Telefone/Fax: 51 3042-9400 - Acesse www.millenarium.com.br


2

SAÚDE & CIA

Gravataí, quarta-feira , 13 de novembro de 2013

Até 2035, mundo deve ter déficit de 12,9 milhões de profissionais na saúde OMS revela que Brasil convive com desigualdade na assistência à saúde

A

Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou nesta segunda-feira (11) que faltam 7,2 milhões de profissionais de saúde no mundo e que o déficit subirá para 12,9 milhões até 2035, com graves implicações para milhões de pessoas. As conclusões constam do estudo Uma Verdade Universal: Não Há Saúde sem Profissionais, divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) durante o terceiro Fórum Global sobre os Recursos Humanos da Saúde, que reúne mais de 1.300 participantes de 85 países, incluindo 40 ministros da Saúde, na capital pernambucana. Embora reconheça melhorias desde o último estudo sobre o assunto, em 2006, o documento indica que 83 dos 186 países com informação disponível, ou seja 44,6%, ainda não atingiram sequer o patamar mínimo definido pelo Relatório Mundial de Saúde de 2006, que prevê 22,8 profissionais de saúde qualificados por cada 10.000 habitantes. Outros 17 países (9,1%) ultrapassam o patamar mínimo, mas não atingem a meta da Organização Internacional de Trabalho (OIT), que aponta para 34,5 profissionais de saúde qualificados por 10.000 habitantes e há, ainda, 18 países (9,7%) que atingem esta meta, mas não o patamar dos 59,4 profissionais para 10.000 cidadãos. Do total, apenas 68 países (36,6%) atingem ou ultrapassam esta última meta, revela a agência da ONU para a saúde. No relatório, a OMS alerta que mais grave é o que se antevê para o futuro, já que as estimativas da organização apontam para um déficit global de 12,9 milhões de profissionais, incluindo médicos, enfermeiros e parteiras, até 2035. O motivo, segundo o documento, está no envelhecimento dos profissionais de saúde, que se aposentam ou deixam a profissão por empregos mais bem pagos sem serem substituídos, assim como o fato de serem poucos os jovens que entram no setor da saúde ou a receber a formação adequada. A situação é mais grave quando a tendência de queda dos profissionais que atuam no setor

lhões até 2035, com graves implicações para milhões de pessoas.

coincide com um aumento da procura, não só porque a população mundial continua a aumentar mas, também, porque é cada vez maior o risco de doenças não transmissíveis como as doenças cardiovasculares, entre outras. Além disso, destaca a OMS, as migrações internas e internacionais de profissionais de saúde tendem a aumentar as desigualdades regionais. "As fundações para uma força de trabalho forte e eficaz na saúde para o futuro estão se corroendo diante dos nossos olhos por não estarmos correspondendo a formação de profissionais com a procura das populações de amanhã", diz a diretora-geral adjunta da OMS para os Sistemas de Saúde e a Inovação, Marie-Paule Kieny. Para evitar o pior, acrescentou ela, é preciso "repensar a forma como se ensina, como se forma, como se coloca e como se paga aos trabalhadores da saúde para que o seu impacto seja maior". Embora a Ásia seja a região onde se prevêem maiores falhas em termos numéricos, é na África subsaariana que o déficit se fará sentir de forma mais aguda, estima a OMS. A organização alerta que nos 47 países daquela subregião há apenas 168 escolas de medicina; há 11 países sem qualquer escola de medicina e 24 países têm apenas uma. Na região das Américas, 70% dos países têm pessoal de saúde suficiente para assegurar os

serviços básicos de saúde, mas muitos países ainda têm dificuldades ligadas à distribuição dos profissionais, às suas migrações e à qualidade da sua formação. A OMS pede a todos os países, incluindo os mais desenvolvidos, que estejam atentos aos sinais de alerta, sublinhando que 40% dos enfermeiros nos países ricos abandonarão o setor na próxima década. Com uma profissão exigente e uma remuneração relativamente baixa, muitos jovens profissionais de saúde têm poucos incentivos para permanecer na profissão, alerta a organização. OMS revela que Brasil convive com desigualdade na assistência à saúde O Brasil tem 81,4 profissionais de saúde por 10 mil habitantes, muito acima das metas da OMS (Organização Mundial de Saúde), mas há uma grande desigualdade entre regiões, revela um relatório da entidade divulgado nesta segunda-feira (11). A conclusão é do estudo Uma Verdade Universal: Não há Saúde sem Profissionais, divulgado pela OMS durante o terceiro Fórum Global sobre os Recursos Humanos da Saúde, que reúne mais de 1.300 participantes de 85 países, incluindo 40 ministros da Saúde. O relatório alerta que faltam, atualmente, 7,2 milhões de profissionais de saúde em todo o mundo e que o déficit subirá para 12,9 mi-

No documento, a OMS apresenta os perfis de 36 países, incluindo o Brasil, que segundo os dados disponíveis tem 2.523 parteiras, 1.243.804 enfermeiros e 341.849 médicos, o que resulta em 1.588.176 profissionais de saúde qualificados, ou seja, 81,4 por 10 mil habitantes. Entre os 186 países com informações disponíveis, apenas 68 (36,6%), incluindo o Brasil, atingem ou ultrapassam todas as metas definidas, revela a agência das Nações Unidas para a saúde. O relatório indica que 83 países, ou seja 44,6%, ainda não atingiram sequer o patamar mínimo definido pelo Relatório Mundial de Saúde de 2006, que prevê 22,8 profissionais de saúde qualificados por cada 10.000 habitantes. Outros 17 países (9,1%) ultrapassam o patamar mínimo, mas não atingem a meta da Organização Internacional de Trabalho, que aponta para 34,5 profissionais de saúde qualificados por 10.000 habitantes. Há, ainda, 18 países (9,7%) que atingem esta meta, mas não o patamar dos 59,4 profissionais para 10.000 cidadãos. No perfil relativo ao Brasil, a OMS ressalta que há grandes disparidades geográficas no acesso a profissionais de saúde, e exemplifica que embora a média nacional seja de 17,6 médicos por 10 mil habitantes, a densidade varia entre 40,9 por 10 mil no Rio de Janeiro e 7,1 no Maranhão. A organização destaca que o país tem investimentos e estratégias em curso para abordar a questão das disparidades e lembra que o Ministério da Saúde lançou, em junho, o programa Mais Médicos, para recrutar clínicos dentro e fora do país e preencher vagas nas regiões mais carentes em atenção básica de saúde. Pelo programa, já foram contratados 6,6 mil médicos que fizeram a sua formação em universidades estrangeiras, número que o governo estima aumentar para 12.996 até março de 2014. Um total de 50 médicos formados em universidades portuguesas - 18 dos quais de nacionalidade portuguesa - foram recrutados pelo Mais Médicos.


Gravataí, quarta-feira , 13 de novembro de 2013

3

SAÚDE & CIA

Novo anel intravaginal pretende prevenir HIV e gravidez indesejada Produto deve ter primeiros ensaios clínicos em mulheres no início de 2014. 35,3 milhões têm HIV e 87% das gestações não são planejadas, diz OMS

U

m novo anel intravaginal foi desenvolvido para agir contra o vírus da Aids e gravidez indesejada ao mesmo tempo. O produto, apresentado esta semana na reunião anual da Associação Americana de Cientistas Farmacêuticos, no Texas, deve começar a primeira fase de ensaios clínicos em mulheres no início de 2014. As pacientes serão divididas em dois grupos: um receberá esse anel de dupla proteção e o outro, apenas prevenção contra o HIV. Segundo os cientistas, da organização de pesquisa em saúde reprodutiva Conrad e da Universidade de Utah, o anel de poliuretano foi desenvolvido para durar 90 dias, período no qual deve liberar alta dosagem da substância antiHIV tenofovir e baixa dosagem do contraceptivo levonorgestrel, um tipo sintético de progesterona (hormônio feminino). O tenofovir é o único composto que tem se mostrado eficaz para redução da transmissão sexual do HIV quando formulado em gel. E os níveis da substância liberados pelo anel intravaginal foram iguais ou até superiores aos da aplicação em gel, destacaram os pesquisadores Meredith Clark e David Friend, da Conrad. A equipe responsável pelo trabalho realizou testes in vitro e comparou os resultados com estudos farmacocinéticos (o caminho que um medicamento percorre no organismo, desde a ingestão até a excreção) feitos durante três meses em coelhos e ovelhas. Para Meredith, a necessidade desse anel surgiu porque a maioria das gestações indesejadas no mundo ocorre em regiões pobres onde a pandemia de HIV é mais prevalente, como a África Subsaariana. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente existem 35,3 milhões de pessoas vivendo com o vírus da Aids em todo o mundo e cerca de 87% das gestações por ano não são planejadas pelos casais. Primeira dose de vacina anti-HIV é aplicada em macacos no Butantan O Instituto Butantan e a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) aplicaram na terça-feira (5) a primeira dose de uma vacina brasileira anti-HIV em quatro macacos rhesus adultos (entre 2 e 7 anos) e saudáveis que vivem no macacário do Butantan. O objetivo do

estudo é encontrar um método seguro e eficaz de imunização contra a Aids para ser usado em seres humanos. Segundo o professor da FMUSP e pesquisador do Instituto do Coração (Incor) Edecio Cunha Neto, um dos coordenadores do trabalho, serão aplicadas quatro doses nessa primeira fase de testes. Três delas, que serão injetadas a cada 15 dias, contêm a mesma substância (fragmentos de HIV), e a quarta tem como vetor (hospedeiro intermediário) um vírus que causa resfriado, chamado adenovírus 5. Essa última dose será aplicada dois meses após a terceira, o que deve ocorrer em fevereiro. Ao todo, os quatro macacos serão acompanhados por seis meses. "A combinação do HIV com o vírus do resfriado causa uma resposta imune mais poderosa. Devemos ter os primeiros resultados já em abril. Se essa etapa der certo, a vacina será aplicada em outros 28 macacos do Butantan", diz Cunha Neto. O imunizante contido na vacina, batizado de HIVBr18, foi desenvolvido e patenteado pela USP. Segunda fase em 2014 Na segunda fase de experimentos, prevista para o primeiro semestre de 2014, os 28 macacos serão divididos em quatro grupos e receberão duas ou três doses da vacina, com diferentes combinações de três vetores virais (adenovírus 68, que causa resfriados em chimpanzés; vírus da vacina da febre amarela e um derivado da vacina da varíola). "Os animais não vão se infectar com essas doenças nem com o HIV, pois a vacina inclui apenas pequenos pedaços do vírus e ele não infecta macacos, apenas o SIV (Vírus da Imunodeficiência Símia), 'primo' dele", explica o pesquisador. Segundo Cunha Neto, o SIV passou para os humanos na segunda metade do século 19, não por meio de relações sexuais, como muitos imaginam, mas por caçadores que matavam os macacos e se feriam com ossos deles na hora de cortar pedaços da carne. Cunha Neto diz que isso foi deduzido por meio de um sequenciamento genético dos dois vírus. A equipe acredita que os fragmentos de HIV contidos na vacina já sejam suficientes para o hospedeiro (macaco) combater uma infecção. Ao todo, os 28 primatas serão acompanhados durante dois anos. Um ano após a aplicação da primeira dose, será possível saber exatamente a resposta imune da vacina, ressalta Cunha Neto. Mas o monitoramento se estenderá por mais 12 meses para verificar por quanto tempo essa imunidade se mantém, se ela é realmente duradoura. De acordo com o diretor do Butantan, Jorge Kalil, um dos responsáveis pela pesquisa, toda essa fase pré-clínica, de testes em animais, deve se estender até 2016.

"Com a primeira dose que aplicamos ontem, esperamos que os macacos produzam anticorpos chamados linfócitos T auxiliadores (CD4), que serão capazes de se proliferar e favorecer a resposta de defesa", diz Kalil, que iniciou o projeto em 2001. As próximas doses, segundo o diretor do Butantan, funcionarão como um reforço para aumentar o nível de resposta imune dos macacos. Paralelamente à aplicação da vacina anti-HIV, os pesquisadores vão estudar, in vitro, o plasma sanguíneo e as células dos animais para avaliar o grau de resposta e se a dose pode ser efetiva. Essas amostras de sangue também serão

expostas em laboratório a mais fragmentos de HIV. Segundo Cunha Neto, a partir do momento em que saírem os primeiros resultados no grupo dos 28 macacos, os cientistas pretendem dar entrada, junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e à Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) – ligada ao Ministério da Saúde –, nos protocolos para início dos ensaios clínicos em humanos. "Assim, podemos ganhar tempo, pois essa etapa de aprovação costuma demorar um ano. Queremos antecipar esse processo em alguns meses", diz o pesquisador da USP.


4

Gravataí, quarta-feira , 13 de novembro de 2013

SAÚDE & CIA

Pulmões em estado de alerta: saiba mais sobre a pneumonia Em todo o planeta, a inflamação pulmonar é uma das principais causas de morte de milhões idosos e criança

"

A pneumonia ainda não ganhou o respeito que merece. Essa é a frase que Orin Levine, pesquisador da Escola de Saúde Pública da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, tem na ponta da língua quando começa a falar da doença. Líder do esforço mundial por fundos para a pesquisa de vacinas, Levine lamenta que ainda persista a idéia de que se trata apenas de uma ameaça aos idosos. Segundo ele, isso ajudou a jogar a pneumonia para segundo plano. A verdade é que muita gente não se dá conta de que esse é um problema de saúde global, lamenta. Em todo o planeta, a inflamação pulmonar é uma das principais causas de morte de milhões idosos e crianças. A população mundial está envelhecendo, o que certamente levará ao aumento explosivo de casos. Além disso, os agentes do mal estão ficando muito resistentes e isso torna o tratamento cada vez mais difícil, explica Keith Klugman, professor de Saúde Global da Universidade Emory, também nos Estados Unidos. Há quem diga que a pneumonia não é uma única doença, e

sim várias. Os inúmeros agentes que ocasionam a inflamação dos pulmões, a dificuldade de descobrir qual deles levou ao mal e a crescente resistência aos antibióticos são hoje os grandes desafios da Medicina frente à encrenca. Diagnosticar os sintomas é fácil. O difícil é saber qual microorganismo é o culpado, justifica Levine. Não há como coletar espécimes dos pulmões. Além disso, os testes feitos nas vias aéreas superiores e no sangue falham em quase metade dos episódios. Para Peter Appelbaum, especialista americano em resistência a antibióticos da Pennsylvania State University, a grande dificuldade é tratar a pneumonia bacteriana. Além do pneumococo, uma série de outras bactérias pode causar a doença. Por isso, a terapia com antibióticos muitas vezes é empírica para ser capaz de cobrir uma grande variedade de organismos, explica.

foi debilitado por outra doença, como gripe, tuberculose, alcoolismo, fumo, diabete e males do coração

Veja como a pneumonia se desenvolve Ataque impiedoso A infecção ataca um ou ambos os pulmões, sobretudo quando o sistema de defesa

As bactérias se espalham As complicações mais comuns são o derrame pleural, que é o acúmulo de líquido entre as camadas da membrana que reveste os pulmões e a cavida-

Abrigo nos alvéolos Basta um espirro de alguém infectado para que o agente da doença — vírus, bactéria ou fungo solto no ar — chegue aos pulmões. Mas esses microorganismos também podem se alojar ali depois de pegar carona na corrente sangüínea. Uma vez nos pulmões, encontram abrigo nos alvéolos, pequenas estruturas em forma de saco onde acontecem as trocas gasosas. Muco barra o ar Eles se reproduzem rapidamente, causando uma infecção. Em resposta, o corpo produz pus e plasma, que se acumulam dentro dos alvéolos, prejudicando a troca de gases. Daí a dificuldade para respirar, que, nos casos graves, pode levar à internação.

de torácica. Outra encrenca é a bacteremia, quando as bactérias infestam a corrente sangüínea. Aí, podem provocar a morte. E fique de olho nos sintomas Calafrios

Febre alta Suor intenso Dor no peito e dificuldade para respirar Falta de ar Tosse com ou sem catarro Fadiga, moleza, prostração

Um novo olhar sobre o câncer Quando a palavra tumor vem à mente, não é incomum associá-la ao medo que os tratamentos contra esse mal despertavam. Não sem motivos. Há cerca de 20 anos, eles eram mais agressivos e sua taxa de sucesso, baixa. A situação atualmente é outra, mas o tabu persiste. É para dar cabo desse temor infundado que Paulo Marcelo Hoff, diretor-geral do Centro de Oncologia do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, luta todos os dias. Esse também é um dos objetivos do livro Como Superar o Câncer (Editora Abril), de autoria de Hoff, ao lado de um time de especialistas do hospital. Nesta conversa, o oncologista deixa claro que há cada vez mais saídas para a doença - e que conviver com ela não é mais um pesadelo interminável. O que mudou no combate ao câncer de alguns anos para cá? PAULO HOFF - Felizmente, muita coisa. Décadas atrás, grande parte

dos pacientes nem recebia a opção de se tratar. Eles eram mandados de volta para casa. De lá para cá, houve um aumento na expectativa de cura e um grande crescimento na sobrevida dos indivíduos com tumores não curáveis. Talvez um dos maiores avanços tenha sido o desenvolvimento de medicamentos que minimizam os efeitos colaterais. No início dos anos 1990, um paciente tratado com o quimioterápico platina tinha que ficar internado. Esperava-se que ele vomitasse de 20 a 30 vezes por dia e ficasse desidratado. Hoje a pessoa vem até o ambulatório, toma sua platina, um pouco de soro e aí vai embora. O que mudou? As medicações de apoio, que trouxeram um novo panorama e possibilitaram uma abordagem mais agressiva contra o câncer, proporcionando resultados melhores. Tudo isso modificou a percepção que se tem da doença. O senhor fala do tabu com o câncer…

avançados. E lembrando que, do ponto de vista individual, alguns vão ficar vivos até dez anos depois.

Eu não sei se na sua, mas na minha família não se falava essa palavra. Tenho uma tia que chamava o câncer de "a coisa" ou "aquela doença". E o tabu com a palavra sobrevida? É impossível determinar a expectativa de vida de uma pessoa com câncer, seja ele qual for. O problema é que um grande número

de pacientes quer saber quanto vai viver. Então, o médico acaba sendo forçado a fazer estimativas com base em estudos que servem para ver o benefício de um tratamento específico na população em geral. E essa resposta pode não agradar. Mas duas décadas atrás a expectativa de sobrevida para parte dos tumores avançados era inferior a um ano. Hoje é frequente que ela esteja acima dos três — isso nos casos

É por essa razão que o câncer passou a ser considerado uma doença crônica? Sim. Mesmo quando não há possibilidade de cura, o indivíduo tende a viver por um longo período. Sempre lembro aos meus pacientes quando eles têm dúvidas se viverão bem com um câncer que, em 1945, o presidente americano Franklin Roosevelt morreu por complicações de pressão alta, hoje algo impensável. Mas é raro conseguir curar a hipertensão. Uma vez diagnosticada com o problema, a pessoa vai se tratar pelo resto da vida. Mesmo assim, ela nem considera ter uma doença, de tão controlada que está. Não chegamos a esse nível com relação ao câncer, mas já avançamos muito. A vida hoje, para quem tem um tumor, é consideravelmente melhor do que antes.


ANO 9 - EDIÇÃO 1857 - DIÁRIO - QUARTA - FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2013 - R$ 1,00