Page 1

► POLÍCIA

Ladrões invadem casa vizinha à Caixa Federal para fazer um buraco na parede Pág. 9

ANO 9 - EDIÇÃO 1729ª - DIÁRIO - SÁBADO E DOMINGO, 08 E 09 DE JUNHO DE 2013 - R$ 1,00

Circulação nos municípios de Gravataí, Cachoeirinha, Glorinha e Santo Antônio da Patrulha

► EMPRESAS

Fecomércio realiza na Aldeia primeiro “Giro” do ano Pág. 5 ► concurso

Duas “gordinhas” representam Gravataí e Cachoeirinha

Contracapa ► VEICULOS & CIA

Gravataí vence o Dia do Desafio

Weicolo comemora sucesso de vendas

Apesar da chuva, município venceu de Nova Iguaçu, cidade com 800 mil habitantes Pág. 7

Encartado


Opinião/Serviços

Gravataí, 08 e 09/06/2013 - Pág. 2 AS GRAVATADAS

Porcos e tomadas

Quem faz a calçada? A foto acima mostra um trecho do que deveria ser a calçada às margens da Avenida Dorival de Oliveira, na parada 63, sentido Gravataí-Cachoeirinha. O local vira um lamaçal toda vez que chove. Fazer a calçada, ainda mais em frente à estabelecimentos comerciais e de serviços deveriam ser o cartão de visitas destas empresas, uma questão de respeito com o cliente. Afinal, não existe uma lei que determine quem é responsável por fazer a calçada na frente dos imóveis? Voltaremos... Prezados leitores, esta coluna também é sua, para falar conosco ligue 3423.1792.

LOTERIAS

Quina (Concurso 3212) 06/06/2013:

19 - 34 - 35 - 58 - 61

PREVISÃO DO TEMPO Sábado - Mín. 7° Máx. 18° Dia de sol, com nevoeiro ao amanhecer. As nuvens aumentam no decorrer da tarde.

Helder caldeira* sobre eosespecialista problemas emnoutra, Professora de Línguadebate Portuguesa Línguasofrem Inglesadura derrota, reais do Brasil emergiu do obrigados a criar um arremedo A cantilena das máximas ambiente intelectual onde na MP da Cesta Básica para populares alerta que “focinho estava encravado — “coisa garantir a eleitoreira redução de porco não é tomada”. das elites”, “mídia golpista”, das tarifas de energia prevista Os deletérios institucionais “herança maldita” e afins, na caducada MP da Conta de que atualmente habitam os no melhor do dicionário de Luz. Tudo isso a despeito de faustos planaltinos parecem definições de Lula da Silva — dispor do maior conglomerado desconsiderar tal assertiva. e foi parar na boca do povo. de apoiadores jamais visto nas Indiferentes à impressão A ineficácia da administração democracias ocidentais, ainda de desordem generalizada, federal é assunto de primeira que composto por “partidos a equipe palaciana da ordem desde a mesa dos nobres de mentirinha”, como revelou Presidência da República e ao botequim da esquina e às o “exercício intelectual em sua vastíssima base governista filas de supostos miseráveis ambiente acadêmico” do trabalham diuturnamente para bolsistas. presidente do STF, ministro desmistificar a pecha gerencial, O gatilho foi acionado. Os Joaquim Barbosa. centralizadora e autoritária de percentuais de estratosférica Cereja do bolo solado, a Dilma Rousseff, cujo prestígio aprovação popular medidos estimada Caixa Econômica imerecido lhe rende destaque por institutos de pesquisa Federal, presidida por um de segunda mulher mais deixaram de representar a mestre em Arquitetura poderosa do planeta. voz corrente das ruas e das e Urbanismo e com Para garantir a cadeira redes sociais. Sentindo o odor escalafobéticas onze vicede espaldar alto do Palácio nauseabundo dominando o presidências, revelou ao país do Planalto, os lulodilmistas país, a irresponsável solução a barbeiragem imposta aos miraram três flancos do encontrada pela esquerda cidadãos quando em pleno comércio político brasileiro: progressista foi antecipar a desgoverno. Logo após a a compra, no atacado, de disputa eleitoral de 2014 e escandalosa turba sacudir legiões de beneficiários dos jogá-la no olho do furacão de o Brasil durante a boataria programas sociais; o tráfico mazelas evidentes. Além do ao redor do Bolsa Família, varejista de apoios partidários, desvio de foco, há duas razões a diretoria do banco estatal apaniguados através de um patentes: o óbvio protagonismo refastelou-se em mentiras, loteamento da administração de Dilma Rousseff e seu pleito fábulas que evidenciam o pública jamais visto na história à reeleição; e tempo para descalabro. Que modelo e sem quaisquer critérios avaliar a eventual necessidade de gestão pública entrega técnicos; e o investimento de uma candidatura do eterno a funcionários do chamado maciço na aniquilação do carismático Lula da Silva. terceiro escalão o poder de direito ao contraditório, Outro revés. Ao bancar movimentar, num único dia do pensamento opositor. a antecipação dos debates e alterando um calendário Disfarçou esse modelo eleitorais, o governo tornou- oficial, a cifra de R$ 2 bilhões tergiverso à sombra de pilares se alvo preferencial de sem precisar comunicar ou democráticos e emprestou- todo e qualquer ataque: consultar seu chefe — ou lhe a alcunha de “Esquerda tiros de festim da oposição “chefa”! —, aquele que irá Progressista”. apequenada e chumbo grosso responder administrativa e Veio 2013 e o lixo da própria base aliada. politicamente às instâncias produzido pelo modelo Numa semana, os dilmistas de fiscalização e controle? petista de governança entupiu conseguem conter a sanha do Sintoma de bagunça crônica, a fossa. Não bastasse a “fogo-amigo” e aprovar a MP generalizada. economia vacilante, a inglória dos Portos — que ganhou o Até recentemente, à rabeira sucessão de “PIBinhos” e o risível e adequado apelido meteórica da propaganda largo trote inflacionário, o de “MP dos Porcos” —; oficial, o Brasil sambou

Domingo - Mín.11° Máx. 23° Sol com algumas nuvens. Não chove.

Filiado à ADJORI

Representante Comercial: (51) 3272-9595

jornaldegravatai@terra.com.br jornaldegravatai@gmail.com

Publicação da Empresa Gráfica Jornal 2M Ltda. CNPJ nº 03.851.285/0001-62 Tiragem – 8.000 exemplares Diretor geral: Moacir Oliveira Menezes Diretor administrativo: Gabriel Diedrich Departamento comercial: Adilson Mendes Redação: Katterina Zandonai e Claudio Oliveira Diagramação: Giulliano Pacheco Colaboradora: Edenir Raupp Avenida Dorival Cândido Luz de Oliveira, nº 6125 - Pda. 64 CEP 94.060-001 - Gravataí - RS - Brasil Telefones: (51) 3423.1792 - 3421.3381 Os textos assinados são de responsabilidade de seus autores.

Escritor e Jornalista Político Autor dos livros “ÁGUAS TURVAS” e “A 1ª PRESIDENTA”.

ÉTICA DA ADVOCACIA NA RELAÇÃO COM A IMPRENSA César Peres*

Registro nº 39987 do Livro A-4

nos salões internacionais como uma enorme e aberta janela de oportunidades, desfilando vantagens de fachada e promessas inexequíveis aos portentosos investidores. Diante da bagunça institucional — que não consegue administrar o mínimo, quiçá realizar as imprescindíveis reformas política, estrutural e tributária, ou estabelecer qualquer marco regulatório —, o país mergulha no mar obscurantista das economias instáveis, politicamente desgovernadas. Afastar investimentos é apenas o resultado primário, a consequência imediata. Administração inchada à enésima potência, gerida por uma classe política de caráter duvidoso e focada no loteamento eleitoral embandeirado pela distribuição de benesses sociais sabotadoras da força motriz. Um porco grande e gordo é o que nos tornamos. Reiterando a máxima, como “focinho de porco não é tomada”, o Brasil segue à luz de velas. Ninguém sabe se por prece ou féretro.

Como todos sabemos, o Código de Ética e Disciplina da OAB, entre os seus múltiplos objetivos, também visa proteger a figura do advogado no exercício da profissão e valorizar a atividade da advocacia. Desse modo, por seu art. 33, busca evitar que a figura do patrono seja confundida com a da parte por ele representada e impede seja a nossa nobre profissão vista como atividade de viés meramente comercial. Diante da tragédia ocorrida em Santa Maria,

indo muito além do seu indiscutível direito/dever de informar, segmentos da imprensa não se pejam de realizar matérias escritas e, principalmente, programas de televisão de cunho sensacionalista (aumento de audiência e lucro), em nada se importando com a dor que tais desnecessárias minudescências de sabor mórbido, que deveriam ficar restritas ao processo, possam vir a causar no já sofrido espírito das vítimas e familiares. Valem-se, para tanto, até mesmo do concurso de advogados, os quais, igualmente,

parecem não demonstrar pruridos seja para com as partes, seja para com a ética profissional - que os impede de "debater, em qualquer veículo de divulgação, causa sob seu patrocínio ou patrocínio de colega" (art. 33, II, do CE da OAB). Comportamentos que tais se prestam a fomentar na população sentimento de repulsa aos advogados criminalistas e a permitir que sejam feitas justamente as ilações que o art. 33 do CE visa evitar (mercancia). Trata-se de uma perversa simbiose: o repórter se prevalece do padecimento

das vítimas para aumentar o Ibope do seu programa; os advogados (nada importa atuem ou não nas causas: as duas situações são antiéticas) "legitimam" o debate e se promovem com a propaganda. A Acriergs é comprometida com o exercício da advocacia criminal de forma leal e ética. Por isso, protocolou, no Tribunal de Ética e Disciplica, representação buscando medidas tendentes a que o art. 33 do CEOAB seja respeitado. César Peres Presidente da Acriergs


Comunidade

enquete JG Via página do Jornal de Gravataí no Facebook

Você monitora seu filho na internet? Não. Acredito na educação que dou para minha filha. Qualquer dúvida que ela tiver, seja que assunto for, nós conversamos. Se não souber responder, juntos vamos pesquisar.Se os pais dialogarem com seus filhos não precisarão vigiá-los.

Nelsiomar Aguirre

Sim e muito. Eles concordam que eu me preocupe com isto. Marcia Goullart

Gravataí, 08 e 09/06/2013 - Pág. 3

Essa é uma coluna do povo para criticar elogiar e botar a boca no trombone sobre aquilo que os leitores entenderem por certo ou errado. Entre em contato com a redação, pelo telefone (51) 3421.3381 ou mande seu e-mail para jornaldegravatai@terra.com.br. Junto mande seu nome, telefone e endereço.

Sábado de vacina O Silva abre o espaço lembrando aos pais que este sábado é Dia D de vacinação contra a poliomielite, a popular paralisia infantil. É hora de dar a “gotinha” para as crianças a partir de seis meses e menores de cinco anos. Para isso é só levá-las a qualquer unidade de saúde do município ou ainda em uma dos 60 pontos volantes espalhados pela cidade. O secretário municipal da Saúde, Jones Martins, avisa que a meta do município é vacinar 15.921 crianças até o dia 21 de junho. Melhor não deixar para a última hora.

Cuido mais minha filha de 10 anos Beatriz Helena

Não tenho filhos, mas apoio os pais que fazem o monitoramento da internet e até mesmo do celular. Michele Dutra

Mesmo não tendo filhos, apoio e muito que os pais monitorem os filhos. É preciso saber por onde e com quem navegam, para depois não colherem consequências trágicas. Como essa jovem de 17 anos, que matou a mãe com a ajuda do namorado, no Rio de Janeiro. E ainda atearam fogo no corpo. Filhos monitorados família unida e feliz. Michel de Souza

Stédile e as emancipações... O Silva também recebeu esta da redação. O deputado federal José Stédile (PSB) também esteve presente no encontro de sindicatos promovido pela Fecomércio-RS. Ele disse que é contra novas emancipações, com os parâmetros que a legislação quer estabelecer. Destacou que a fonte e o volume de recursos a serem distribuídos aos novos municípios são os mesmos que antes vinham apenas para o município-mãe, que ainda fica com as dívidas e com menos recursos ainda para investir. Os novos surgem tendo que pagar salários de prefeito, vice, vereadores e funcionalismo e também ficarão com muito pouco para investir. Quando a coberta é curta é assim mesmo: alguém vai ficar com os pés destapados...

Sim, monitoro. O problema não é falta de confiança, mas sim as pessoas mal intencionadas que usam a internet para violentar e enganar. Um exemplo são os pedófilos, que fazem parecer que tem a mesma idade e põem fotos falsas em seu perfil. Os pais avisam e tentam fazer com que as crianças fiquem atentas, mas nem sempre elas veem onde esta a maldade. Já os pais, com sua vasta experiência tem olhos clinicos pra isso. A internet é uma ótima ferramenta, porém se usada da forma adequada. Eu monitoro eles e quando vejo que estão ultrapassando os limites eu trato de deixá-los sem, até que compreendam onde estão errando. Lisi Castro

Monitoramos sempre, pois tem gente com segundas intenções na internet. Misael Moraes

Meu marido monitora sim. Hoje em dia é muito perigoso. Meu filho de 10 anos não sai da internet . Temos que estar muito atentos. Joise Correa

Exposição e riscos para crianças na internet Um estudo feito pela empresa de segurança Norton no ano passado já dá uma dimensão do problema: 62% das crianças e jovens que acessaram a internet no mundo tiveram pelo menos uma experiência negativa online.

A pesquisa, que ouviu 2.800 jovens de 8 a 17 anos em 14 países, mostra que 41% receberam convites de amizade por parte de desconhecidos em redes sociais, 33% baixaram pragas virtuais, 25% viram imagens de nudez ou violência e 10% foram convidados para

encontros no mundo real. Outro levantamento, divulgado ontem pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, mostra que 21% dos pais ou responsáveis por crianças de entre cinco e nove anos não controlam nem restringem o que elas fazem na rede.

O “Zé” está em todas... Esta o Silva recebeu da redação do JG, que acompanhou ontem a edição local do “Giro Pelo Rio Grande”, promoção da Fecomério-RS, no Teatro do Sesc. A declaração bem humorada é do secretário geral de Governo, Luiz Zaffalon, que representou o prefeito Marco Alba no evento e destaca a liderança comunitária do presidente do Sindilojas, José Rosa: “Acho que daqui a pouco teremos que começar a pagar salário para o presidente José Rosa, do Sindilojas. Se o assunto da reunião for mobilidade urbana, ele está lá. Se for estacionamento rotativo, também tem cadeira cativa. Ontem fizemos uma reunião para começar a planejar o que faríamos no Natal deste ano e adivinhem quem estava lá: o Zé Rosa...”.

aJá blogs e redes sociais potencializam o contato com estranhos e a publicação de dados pessoais. Em um estudo com 875 jovens brasileiros, a ONG Safernet mostrou que 73% deles compartilharam fotos e 80% revelaram o nome.

Sobre as leis estaduais... Stédile criticou a lei estadual que estabelece o mínimo de 12 mil habitantes como um dos critérios para emancipar comunidades. O segundo passo é o estudo do impacto econômico, subjetivo, porque a comunidade pode contratar um especialista para provar a viabilidade do projeto. E terceiro, a votação pela Assembleia, que leva em conta os interesses políticos dos parlamentares e não o futuro da nova cidade. Má distribuição de recursos... Stédile também disse que o sistema de distribuição da arrecadação de tributos atual é injusto, porque a União fica com a maior parte dos recursos, uma parcela menor fica com o Estado e os municípios, que têm a maior parte das responsabilidades, ficam com quase nada. Citou os programas federais, que têm recursos para a construção de creches, mas não para o mais caro do processo, que é a manutenção do serviço. Senha do dia:

“Quem tem telhado de vidro precisa praticar a boa vizinhança...”


Opiniăo

Gravataí, 08 e 09/06/2013 - Pág. 4

PV sai do Governo Tarso

e-mail:gabriel.diedrich@jornaldegravatai.com.br - Fone: 3421.3381

R$ 500 milhões para as barragens no Rio Gravataí A construção das barragens do Banhado Grande e da Lagoa das Anastácias, no curso do Rio Gravataí, foi o norte da palestra do secretário estadual de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano, Luiz Carlos Busato, em evento da Semana Municipal de Meio Ambiente, realizado na Câmara de Vereadores. Juntas, beneficiarão mais de 2,2 milhões de pessoas. Os barramentos integram um conjunto de ações de contenção de cheias que serão implantadas nas bacia hidrográficas do Gravataí, do Sinos e do Baixo Jacuí e Guaíba. O Plano Nacional de Gestão de Risco e Resposta a Desastres Naturais, como denominado, é coordenado pela Secretaria Estadual de Obras. A proposta conta com um recurso federal de R$ 792,5 milhões. Os termos de referência já foram entregues à Caixa Econômica Federal (CEF). Para a barragem do Banhado Grande serão investidos R$ 250 milhões na elaboração do projeto básico de engenharia, estudos ambientais necessários ao licenciamento do empreendimento e também para a execução da obra. Já o investimento da Lagoa das Anastácias, R$ 250 milhões, será feito por financiamento. De acordo com o titular da SOP, os principais objetivos da implantação das barragens são o controle da erosão, regularização das vazões e amortecimento de cheias. — A iniciativa visa beneficiar, além de Gravataí, os municípios de Cachoeirinha, Alvorada, Viamão e Porto Alegre — contou o secretário. O prefeito Marco Alba destacou que há três décadas o Município debate a importância das duas barragens e que a garantia dos recursos é um momento histórico. A palestra também teve a participação do promotor de Justiça Especializada do Ministério Público, Daniel Martini.

O Partido Verde não integra mais o governo Tarso Genro, no RS. Todos foram demitidos nesta sexta-feira. O PV gaúcho está dividido entre um grupo que apoiava o governo do PT, cujo líder é Roberto Winkler, e outro grupo que não quer saber da aliança, que obedece a liderança do vereador de Gravataí, Marcio Souza.

Campanha da Fraternidade é divulgada na Câmara

O

bispo da Diocese de Gravataí, Dom Jaime Spengler, participou da sessão plenária de quinta-feira (6), para falar sobre o tema da Campanha da Fraternidade 2013 “Fraternidade e Juventude”, com o lema “Eis-me aqui, envia-me!” e também sobre a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada no Rio de Janeiro. A participação atende à solicitação do vereador Paulo Silveira (PSB). O vereador Paulo Silveira, destacou a importância da participação: — O Brasil vive um momento único, tendo a oportunidade de sediar a Jornada Mundial da Juventude. Dom Jaime falou sobre o histórico da Campanha da Fraternidade, que teve seu embrião em, 1961, com uma ação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), idealizada para arrecadar fundos para a Cáritas. Em 1970, a Campanha da Fraternidade ganhou um apoio especial com a mensagem do Papa e hoje, constituiu-se numa ação realizada anualmente pela Igreja Católica, no período da Quaresma, com o objetivo de despertar a reflexão através da escolha de um tema central, um problema concreto da realidade da sociedade brasileira com a perspectiva de buscar a sua transformação. — Este ano, o tema apresenta a proposta de olhar a realidade de nossos jovens, acolhendo-os com a riqueza de suas diversidades, propostas e potencialidades. Precisamos entendê-los e auxiliá-los neste contexto de profundo impacto cultural e de relações midiá-

ticas e agirmos de forma solidária em seus sofrimentos e angústias, especialmente junto aos que mais sofrem com os desafios desta mudança de época e com a exclusão social. É necessário reavivar-lhes o potencial de participação e transformação. Segundo Dom Jaime, o Brasil não tem sido uma mãe gentil para seus jovens. — ¼ da população do Brasil e 14 milhões de jovens com idade até 17 anos estão excluídos do sistema educacional brasileiro. Precisamos refletir sobre a realidade dura dos jovens desempregados, sem acesso à educação, em famílias desestruturadas, envolvidos com drogas, vítimas de violência de todo tipo, em depressão, consumistas, hedonistas, sem fé e sem experiência religiosa significativa, com carência de princípios, inconsequentes no uso dos meios de comunicação, apáticos ao processo sociopolítico. Nós todos, que aqui estamos, temos um papel especial na sociedade e não podemos nos omitir. Os jovens são o patrimônio de um povo. Quais são os modelos, os perfis que a nossa sociedade brasileira, gaúcha e gravataiense cultiva e que podem ser apresentados como referenciais seguros para nossos jovens? A juventude é uma fase delicada e necessita da atenção da família, dos amigos, dos mestres, que é fundamental para a construção de personalidades. O Bispo afirmou que é preciso dedicar especialmente atenção aos jovens que mais sofrem com os desafios da mudança de época e com a exclusão social.

Bispo Dom Jaime Spengler falou na Câmara sobre o tema “Fraternidade e Juventude”

— Devemos mobilizar a igreja e os segmentos da sociedade para favorecer espaço, projetos e políticas públicas que possam auxiliar os jovens a organizar a própria vida e a desenvolverem seu potencial comunicativo, a assumirem seu papel na comunidade eclesial e nas comunidades em busca de uma sociedade que proporcione verdadeiramente vida para todos. A juventude é nossa força do presente, construindo e ensaiando o futuro. Conforme Spengler, jovem desamparado fica à disposição do tráfico de drogas e da criminalidade. — Vivemos uma mudança de época e um novo tipo de percepção da realidade. Uma nova forma de entendermos a nós mesmos começa a ser forjada no bojo da sociedade contemporânea. É um privilégio participarmos desse momento e sentimos ser necessário oferecer ao jovem o acesso à educação com qualidade, à promoção de valores de solidariedade, promoção da vida e respeito às diferenças. Após a apresentação, os vereadores fizeram manifestações sobre assuntos relacionados aos jovens e a educação, o consumo de drogas, a discriminação racial e a violência sexual. O presidente da Câmara, Nadir Rocha, lembrou as funções principais do Legislativo e destacou que a Casa é parceira em todas as ações voltadas ao bem e à felicidade do ser humano. Jornada Mundial da Juventude A XXVIII Jornada Mundial da Juventude será realizada de 23 a 28 de julho de 2013, na cidade do Rio de Janeiro e tem como lema “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28, 19). A Jornada Mundial da Juventude, que se realiza anualmente nas dioceses de todo o mundo, prevê a cada 2 ou 3 anos um encontro internacional dos jovens com o Papa, que dura aproximadamente uma semana. A última edição internacional da JMJ foi realizada em agosto de 2011, na cidade de Madri, na Espanha, e reuniu mais de 190 países.

Troca de experiências O prefeito Marco Alba recebeu na última quinta-feira o prefeito de Cruz Alta, Juliano da Silva, para um encontro de troca de experiências. Alba disse que é muito produtiva a visita, pois ambos estão assumindo a titularidade de cidades importantes. — Desejo ao amigo uma gestão plena de realizações — disse Marco. Juliano afirmou que é amigo do prefeito Marco Alba e veio até Gravataí para desejar-lhe sucesso na sua caminhada. Acompanharam a agenda os secretários de Administração de Cruz Alta, João Wanderlei Vieira, e de Saúde, Daniela Hernandez.

Marco Alba recebe prefeito de Cruz Alta

Unindo forças O vereador Clebes Mendes (PMDB) participou de palestra da Semana Municipal do Meio Ambiente realizada no plenário da Câmara de Vereadores, na quarta-feira à noite. Na ocasião, o palestrante Luiz Carlos Busato, secretário estadual de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano, elogiou o trabalho que Clebes vem desempenhando no intuito de defender o projeto da barragem do Rio Gravataí, e parabenizou o vereador por ser um dos membros e representante da Câmara de Gravataí no Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Gravataí.

Busato, Clebes e Cláudia Costa


Gravataí, 08 e 09/06/2013 - Pág. 5

Geral

Cidade recebe o primeiro “Giro Pelo Rio Grande” do ano Fecomércio-RS promoveu ontem, no Teatro do Sesc Vale do Gravataí, agenda para fortalecer empresariado do setor Claudio Oliveira

F

ortalecer o empresariado como forma de promover o desenvolvimento das comunidades onde as empresas filiadas estão inseridas. A frase resume a proposta da primeira edição do ano do “Giro Pelo Rio Grande”, agenda da Fecomércio-RS cumprida ontem em Gravataí, reunindo representantes sindicais, empresários do comércio, serviços e turismo da locais e das cidades de Canoas, Cachoeirinha, Montenegro, Osório, Novo Hamburgo, Guaíba, Torres, Viamão e São Leopoldo, entre outras. Também participaram da programação, no Teatro do Sesc Vale do Gravataí, professores e alunos dos cursos de aprendizagem do Senac. Diante de um público de cerca de 200 pessoas, o presidente da Fecomércio-RS, Zildo De Marchi, destacou o papel da informação como forma de desenvolver as empresas e comunidades, em um mundo globalizado onde é possível vender produtos e serviços para qualquer parte do planeta, uma realidade na qual o mercado local está inserido. De Marchi destacou que os encontros não são apenas momentos de capacitação de lideranças, mas também a oportunidade de conhecer as realidades locais e trocar ex-

periências positivas e agendas em comum. – Vamos percorrer todas as regiões do Estado, nos aproximando dos empresários e, assim, entender as diferenças e os potenciais de cada um – explicou o presidente. O vice-presidente da Fecomércio-RS, Luiz Antônio Baptistella, explicou o funcionamento do Sistema, mostrando a integração com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a origem dos recursos das entidades, missões e serviços de Sesc e Senac, além da representação dos sindicatos. – Somos entidades integradas e focadas em atuar no fortalecimento das empresas e pelo desenvolvimento do nosso Estado – destacou. Os diretores regionais de Sesc, Everton Dalla Vecchia, e do Senac, José Paulo da Rosa, ap res entaram as estruturas e funcionamento das duas casas. Além de vice-presidentes e representantes de sindicatos da região metropolitana de Porto Alegre, compreendendo 14 municípios, participam do evento o deputado federal José Stedile e o secretário geral de governo de Gravatai Luiz Zaffalon, representando o prefeito, Marco Alba. Pela tarde, representantes dos sindicatos do comércio varejista da Região se reuniram no Sindilojas.

FotoS claudio oliveira/jG

Painel Desafios do Rio Grande teve abordagem política, econômica e tributária

Presidente da Fecomércio, De Marchi abriu o evento

Vice-presidente da Fecomércio, Luiz Antônio Baptistella

Cerca de 200 pessoas participaram das atividades

O diretor regional do Senac, José Paulo da Rosa

Painel abordou desafios do Rio Grande em três campos Na abertura do painel “Desafios do Rio Grande”, o vicepresidente da Fecomércio-RS, Leonides Freddi, explicou que o “Giro pelo Rio Grande” foi criado para cumprir com uma direção estratégica que é o fortalecimento das bases, aproximando a entidade das comunidades, para cumprir a missão de compartilhar com empresários, políticos e líderes regionais os desafios para construir um Estado com maior dinamismo. – O Sistema Fecomércio-RS propõe esta agenda como legíti-

ma representante dos setores da economia gaúcha que responde pelo maior número de empresas, pelo maior contingente de trabalhadores formais e que tem uma participação de 47,5% no PIB do RS – destacou. Segundo ele, grande parte dos entraves do crescimento gaúcho vem da formatação do sistema tributário do Estado. Um dos motivos, é que o Estado não está observando o tratamento tributário favorecido que foi dado pela Constituição Federal aos micros e pequenos empresá-

rios, optantes pelo Simples Nacional. Esta foi a introdução ao tema abordado pelo consultor tributário da Fecomércio-RS, Rafael Borin. Ele citou como um dos maiores exemplos dos prejuízos tributários que vêm onerando as empresas optantes pelo Simples Nacional, a substituição tributária do ICMS e a cobrança do diferencial de alíquotas de 5% do ICMS, nas operações interestaduais. O consultor econômico da Fecomércio-RS, Marcelo Portugal, palestrou sobre o bai-

xo crescimento da economia gaúcha em relação à média de crescimento no restante do Brasil. Segundo ele, no primeiro trimestre deste ano, o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu muito pouco. O economista credita isso a dois fatores: baixo volume de investimentos e pouca qualidade dos serviços públicos. Por último, o cientista político da Fecomércio-RS, Rodrigo Giacometi, falou sobre os motivos políticos para a ineficiência do Estado. Segundo

Giacometi, mais de um terço do que o trabalhador recebe é devolvido para o governo através de impostos dos bens e dos serviços públicos. Ele finalizou o painel dizendo que o papel do empresariado dentro desse processo é a mobilização para o monitoramento do trabalho do setor público, participação na gestão pública e implementação de conceitos das empresas privadas dentro do Estado. Uma abordagem mais ampla do painel será publicada na edição do JG desta segunda-feira.


Gravataí, 08 e 09/06/2013 - Pág. 6

Geral

Assinado protocolo para a elaboração do Plano de Proteção do Banhado Grande Documento será produzido por equipe técnica da Fundação Zoobotânica e vai propor uso sustentável do ambiente natural, principalmente do Rio Gravataí

F

oi assinado na manhã desta sexta-feira(7), em Gravataí, o protocolo de intenções entre a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e a Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul (FZB) para encaminhar a elaboração do Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) do Banhado Grande. O ato contou com a presença do secretário estadual do Meio Ambiente, Neio Lucio Fraga Pereira, que assinou o documento juntamente com a presidente da Fundação Zoobotânica, Arlete Ieda Pasqualetto. Representando o prefeito Marco Alba, a diretora-presidente da Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMMA), Cláudia Costa, assinou como testemunha do protocolo e destacou a importância da ação, que será desenvolvida como forma de determinar os limites e orientar o que pode ser feito na região delimitada da área de proteção. Cláudia colocou o município à disposição dos organismos estaduais para colaborar no que lhe compete. Neio Pereira reiterou que a elaboração deste plano trata-se de um trabalho a ser produzido “a várias mãos”, como vem sendo todo o pro-

cesso de defesa do rio, que teve início no final da década de 1970 pelo movimento ambiental da região. O secretário garantiu que o plano vai garantir a melhor gestão da água nessa bacia. Arlete Pasqualetto destacou que o trabalho será desenvolvido por uma equipe altamente qualificada, que é conhecedora da região. Ela salientou, porém, que nem por isso a comunidade deixará de ser ouvida, pois haverá a necessidade de consultar os quatro municípios (Gravataí, Viamão, Glorinha e Santo Antônio da Patrulha) integrantes da APA do Banhado Grande. Conforme o presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente de Gravataí e atualmente secretário-adjunto da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Luis Fernando Carvalho Perello, o plano será na essência um redutor de conflitos, uma vez que vai definir parâmetros para a gestão: “Este plano vai propor o uso sustentável do ambiente natural, principalmente da água do Gravataí”. O presidente da Associação de Preservação da Natureza Vale do Gravataí (APNVG), Sérgio Cardoso, ressaltou que o ato fortalece o movimento pela defe-

FotoS DIIVULGAÇÃO/PMG

sa do rio, coroando uma luta de várias décadas, a exemplo da recente elaboração do Plano da Bacia Hidrográfica do Rio Gravataí, o primeiro plano de bacia do Rio Grande do Sul. Presenças na solenidade Também estiveram presentes ao ato de assinatura a vereadora Maribel Wagner (PC do B); a gestora da APA do Banhado Grande, Luisa Lokschin; o secretário municipal de Governança Comunitária e exprefeito Acimar Silva; o presidente do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Gravataí, Paulo Róbinson Samuel; o viceprefeito de Eldorado, Domingos Savinio; o gerente da Corsan Gravataí/Glorinha, Antônio Montano; o diretor de Meio Ambiente de Glorinha, Lauro Oliveira da Silva; o presidente da Associação dos Moradores do Banhado Grande, Ramiro Araújo; o Coordenador da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis, Alexandre Camboim; e o representante do Lions Clube, Oracides Garbini, além de secretários municipais e outros convidados. Área abrange quatro municípios e tem

Comunidade comemora elaboração de plano que vai ajudar na preservação do rio

137 mil hectares A Área de Proteção Ambiental (APA) do Banhado Grande é uma unidade de conservação de uso sustentável que abrange parte dos municípios de Glorinha, Santo Antônio da Patrulha, Viamão e Gravataí. Tem uma área aproximada de 137 mil hectares, sendo 36% no município de Viamão, 33% em Santo Antônio da Patrulha, 24% em Glorinha e 7% em Gravataí. É composta por um conjunto de banhados formadores do Rio Gravataí, conhecidos pelos nomes de Banhado do Chico Lomã, Banhado dos Pachecos e Banhado Grande. Instituída por decreto estadual de 1998, a APA caracteriza-se por uma paisagem

que forma um mosaico de ecossistemas urbanos, cenários de lavouras de arroz, campos, matas de restinga e banhados. Apesar de ter sofrido redução de área – dos 45 mil hectares originais, atualmente restam cerca de seis mil hectares –, a região compatibiliza o desenvolvimento socioeconômico com a proteção dos ecossistemas preservados e recuperando as áreas degradadas. Neste contexto, estão as obras das barragens (uma no Banhado Grande e outra na Lagoa da Anastácia), que serão construídas em breve e servirão para regularizar as vazões do rio. O anúncio oficial dos investimentos foi feito na última quarta-feira (5)

pelo secretário estadual de Obras, Luiz Carlos Busato, durante palestra na Câmara de Gravataí. Luta histórica de ambientalistas O Plano de Manejo é um documento voltado para a gestão territorial/ ambiental da APA e sua existência representa o principal passo para a consolidação da Unidade de Conservação. A medida é um antigo anseio dos ambientalistas do Rio Grande do Sul, mas especialmente uma bandeira da Associação de Preservação da Natureza Vale do Gravataí (APNVG), uma das ONGs ambientalistas mais antigas do RS, que completa 34 anos de atividades ininterruptas no dia 14 de junho.


Geral

Gravataí, 08 e 09/06/2013 - Pág. 7

Gravataí vence o Dia do Desafio Apesar da chuva, município venceu de Nova Iguaçu, cidade com 800 mil habitantes

N

o meio dia desta quinta-feira (6) Gravataí recebeu oficialmente a notícia de que superou a cidade fluminense, Nova Iguaçu, no Dia do Desafio. O município mobilizou 72.420 atendimentos, o que representa 26,88% da população da cidade, enquanto Nova Iguaçu, que tem 800 mil habitantes, movimentou 16,2% dos seus moradores. O Dia do Desafio nada

mais é que uma campanha de incentivo à prática regular de atividades físicas em benefício da saúde e acontece anualmente na última quartafeira do mês de maio. Foi criado no Canadá e é difundido mundialmente pela The Association For International Sport for All (Tafisa), entidade de promoção do esporte para todos, sediada na Alemanha. aDesde o ano 2000, o Serviço Social do Comércio (Sesc)

é responsável por coordenar o evento no continente americano. No Rio Grande do Sul, 490 cidades participaram do Dia do Desafio com o objetivo de fazer com que as pessoas interrompessem suas atividades rotineiras e praticassem, por pelo menos 15 minutos consecutivos, qualquer tipo de atividade física. Segundo o secretário municipal de esportes, Luciano Oliveira, algu-

mas atividades que envolviam crianças e pessoas da terceira idade tiveram que ser canceladas por causa da chuva. Rita Fagundes, gerente do Sesc Gravataí, diz que isso fez com que a notícia fosse recebida com surpresa e reafirmou o poder de mobilização dos gravataienses. Para Rita, as parcerias realizadas com o Sesc foram o principal elemento para o sucesso da campanha na cidade. "A

Gravataí mobilizou 26, 88% da população

Rita Fagundes e o prefeito Marc Alba

Na Sogil houve pratica esportiva entre o funcionáios

Algumas atividades ocorreram dentro do saguão da prefeitura

prefeitura se mobilizou muito, além de instituições, Sindilojas, empresas, escolas, academias que foram nossas parceiras", cita a gerente. Rita também ressalta que essa vitória não é importante em si mesma, e sim a mensagem que ela transmite: "O nosso desejo é que isso não fique só no Dia do Desafio. Nós queremos que a atividade física se torne um estilo de vida da população, pois isso resul-

tará em benefícios para a saúde. O principal é o que conseguimos mudar na vida de cada um". E esse benefício individual também se torna um benefício coletivo, diminuindo os gastos do município em saúde pública. " Existe um estudo que mostra que um pequeno valor que se investe em prevenção, se transforma em um valor significativo economizado com a parte da cura", conclui Rita.

Colaboradores do projeto

Na Praça Borges, sob chuva, idosos fazem exercícios


Gravataí, 08 e 09/06/2013 - Pág. 8

Esporte

Rodada dupla no Vieirão

Resultado da nona rodada de Futsal Série B A nona rodada da XVII Copa Aldeião de Futsal Municipal da Série B ocorreu nesta quintafeira (6), no Ginásio de Esportes do Aldeião. Os jogos tiveram inicio às 20h e contaram com a presença do secretário de Esporte, Recreação e Lazer (Smel), Luciano Oliveira, e do coordenador de esportes, Celso Oliveira. Placares: Alpha FC 6X5 Totibol Juventus/Gravataí 0X4 Peñarol Unidos Futsal 3X4 The-Celtic / Gravataí

Jogo da 8ª Rodada

RS encerra participação no JABs 2013 A delegação gaúcha encerrou, na cidade de Criciúma Santa Catarina a sua participação no torneio. No último dia da competição, as equipes de basquete masculino e handebol feminino, ambos da cidade de Caxias do Sul, garantiram a medalha de prata para o nosso estado. Além dessa conquista, o futsal feminino garantiu a medalha de bronze. Em jogo eletrizante contra o time do Ceará, a equipe gaúcha conquistou a vitória nos pênaltis (6 a 5), após empate no tempo normal (2 a 2) . Os atletas gaúchos do atletismo, judô, futsal feminino, handebol, basquete e voleibol masculino e feminino participaram do evento, que ocorreu de 30 de maio a 4 de junho. A secretaria estadual do Esporte e do Lazer (SEL), por meio de , vinculada a Fundação de Esporte e Lazer do RS( Fundergs), apoiou as equipes com estadia e transporte para os locais das competições. Segundo Anderson Farias, coordenador da divisão de Esporte Rendimento e chefe da delegação gaúcha, “estamos atingindo um novo marco no esporte gaúcho devido ao grande incentivo do governo do estado na área esportiva, assegurando assim a participação das equipes de rendimento a nível nacional.

O Cerâmica é atualmente o terceiro colocado do Grupo A, atrás de Grêmio e Internacional

A

tarde deste sábado (8) terá rodada dupla no Estádio Vieirão. Às 13h, entram em campo Cerâmica e São José, pelo Estadual Infantil. Já pelo Gauchão da categoria Junior, se enfrentam Cerâmica e Juventude, a partir das 15h. O Vieirão terá portões abertos para a torcida. O jogo do time Infantil é válido pela quarta rodada da competição. O Cerâmica é atualmente o terceiro colocado do Grupo A, atrás de Grêmio e Internacional e soma a mesma pontuação do São José, quinto colocado. Com uma vitória sobre o Sapucaiense e um empate com o Inter, o Tricolor de Gravataí é treinado por Sandro Resende. O árbitro da partida será Jefferson da Rosa, que terá ao seu lado Fabio de Melo e Teilor

Foto Divulgação/CAC

da Silva. Já na categoria Sub20, comandada por Gelson Conte, a partida deste sábado marca a última rodada da Taça Vanderlei Bersaghi, segundo turno do Estadual Junior. Em sexto colocado no Grupo A, o Cerâmica precisa de uma vitória sobre o Juventude, mas depende ainda de resultados paralelos para classificar-se as quartas de final da competição. O jogo será apitado por Daniel Soder, também auxiliado por Fabio de Melo e Teilor da Silva. Estádio Vieirão – Sábado (8) Estadual Infantil: Cerâmica x São José, às 13h Estadual Junior: Cerâmica x Juventude, às 15h Equipe Junior precisa da vitória na última rodada

Neste domingo tem semifinal do Campeonato Municipal de Futebol Neste domingo (9), ocorrem a sétima rodada do Campeonato Municipal na Categoria de Amadores e a semifinal do Campeonato Municipal da Categoria Veteranos de Futebol, competição organizada pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Smel).Os jogos serão realizados a partir das 9h40, nos campos do Gravataiense e do Vila Branca. O titular da Smel, Luciano Oliveira, convida a comunidade para prestigiar as partidas finais: “O público vai poder conferir jogos de excelente qualidade”.

Foto Divulgação/PMG

Prestigie a sétima rodada do Campeonato Municipal

7ª Rodada Unidos da Vila X Gravataiense, às 13h10min, no Três Estrelas; Três Estrelas X Vila Branca, às 15h10min, no Três Estrelas; Nacional X Barnabé, às 13h10min, no Vila Branca; Bagé X Atlético do Vale, às 15h10min, no Vila Branca; União VU X Parceiros do Rincão, às 13h10min, no América; Gravataí FC X Caveirense, às 15h10min, no América. Veterano Semifinal Barnabé X Vila Branca, às 9h40min, no Gravataiense; Caveirense X Gravataiense, às 9h40min, no Vila Branca.

Seleção treina para amistoso contra França Foto Divulgação/JG

Brasil se prepara para Copa das Confederações

Para se preparar para o amistoso contra a França neste domingo, às 16h, na Arena do Grêmio, a Seleção Brasileira treina no CT Parque Gigante, do Inter. A atividade começou por volta das 16h30min desta sexta-feira. A grande ausência nesta tarde é o zagueiro Thiago Silva, que sentiu dores musculares e foi poupado pela comissão técnica. Na atividade técnica, em campo reduzido, o zagueiro titular da equipe de Felipão foi Réver. O inusitado ficou por conta da presença do goleiro Julio Cesar como jogador de linha, "ocu-

pando" a vaga do zagueiro do Paris Saint Germain. No período em que esteve improvisado, Julio Cesar chegou a fazer uma assistência, em bola elevada, para o gol de Filipe Luis, também improvisado como zagueiro reserva, ao lado de Dante. Do lado de fora, como já virou praxe nos trabalhos da Seleção Brasileira, histeria por Neymar. Meninas de várias idades berravam durante o treinamento para chamar atenção do camisa 10, que trabalhou normalmente. A delegação brasileira desembarcou no final da manhã desta sexta-feira em Porto Alegre.


Gravataí, 08 e 09/06/2013 - Pág. 9

Polícia

Ladrões invadem casa vizinha à Caixa Federal para fazer um buraco na parede Trio fez a família refém e fugiu sem levar nada.

T

rês ladrões invadiram uma residência localizada ao lado da agência da Caixa Econômica Federal, na parada 70, em Gravataí, na noite desta quinta-feira, 6. Segundo a Brigada Militar (BM), os criminosos entraram na casa por volta das 21h e prenderam os quatro moradores em um quarto. Em seguida, o bando começou a fazer um buraco na parede que divide a casa do

banco. A ação terminou por volta das 23h30min, quando os ladrões fugiram, sem levar nenhuma quantia em dinheiro. Após fazer um buraco na parede de uma residência, que faz divisa ao banco, eles chegaram ao escritório, que fica ao lado da agência. Os indivíduos não conseguiram transpor as barreiras de concreto reforçado e chapas de aço que protegem o cofre. Ninguém se feriu.

Foto Divulgação/JG

BM mantém o local isolado à espera da chegada de peritos e da Polícia Federal

Polícia prende suspeitos de integrarem quadrilha responsável por roubar 150 veículos em seis meses Foto Divulgação/JG

Polícia Civil deflagrou uma ação para prender suspeitos

Na manhã desta sexta-feira, a Polícia Civil deflagrou uma ação para prender suspeitos de integrarem uma quadrilha responsável por roubos de veículos em bairros de classe média-alta em Porto Alegre e na Região Metropolitana. Pelo menos 26 pessoas foram presas na Operação Santa Fé. Coordenada pelo Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), em conjunto com a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Canoas, cerca de 500 policiais participam da operação que contou com ajuda de helicóptero. Ao todo, devem ser cumpridos um total de 34 mandados de prisão e 80 de busca e apreensão nas cidades de Porto Alegre, Ca-

noas, Esteio, Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Portão, Campo Bom, Nova Harz, Cachoeirinha, Charqueadas e Osório. Outros três mandados de prisão foram expedidos contra detentos do regime semiaberto do Presídio Estadual de São Leopoldo e dois no Presídio Central, de onde os chefes da quadrilha negociavam os veículos. Os suspeitos de terem roubado até 150 carros, tinham base em Sapucaia do Sul, mas agiam em bairros nobres de Porto Alegre. Após o roubo, os veículos eram então levados para desmanches, clonados e alguns encaminhados para outros estados, principalmente para Santa Catarina.

Operação Santa Fé é deflagrada na região metropolitana A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta sexta-feira (07.06), a Operação Santa Fé, na região metropolitana. A operação visa coibir o roubo e a receptação de veículos em Porto Alegre e região metropolitana. Na ação foram presas 26 pessoas e cumpridos 80 mandados de busca e apreensão e 36 mandados de prisão nas cidades de Porto Alegre, Canoas, Esteio, Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Portão, Campo Bom, Nova Harz, Cachoceirinha, Charqueadas e Osório. A quadrilha era especializada em roubo de carros de luxo, principalmente na capital, nos bairros Petrópolis, Moinhos de Vento e Mont'Serrat. Segundo as investigações, o destino dos carros era para clonagens, desmanche e envio para outros Estados. Foram apreendidos duas pistolas 9mm. dois revólveres calibre.38 e duas espingardas longas, além de dinheiro, drogas, diversas placas de veículos, touca ninja e miguelitos. Seis carros foram apreendidos e serão periciados. De acordo com o delegado Thiago Lacerda, 26 mil ligações telefônicas interceptadas ao longo de seis meses de investigação, a polícia constatou que detentos do Presídio Central seriam responsáveis pela negociação dos carros roubados. Em buscas a uma oficina de veículos na cidade de Sapucaia do Sul, foram encontados dois veículos roubados e duas pistolas 9mm. O dono da oficina foi preso e encaminhado à delegacia.

Voltando para as prateleiras: Liberada a produção do leite Latvida A cinco dias de completar um mês fechada, a Latvida assina termo para dar reinício às operações no novo sistema de coleta de leite junto aos produtores. Na presença do Secretário de Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa), Luiz Fernando Mainardi, a direção da fábrica foi incluída no programa que prima pela rigidez no controle da qualidade do leite. A assinatura ocorreu na sede do Executivo, na tarde desta quarta-feira, 5. Mainardi diz que o maior problema na cadeia produtiva do leite está na baixa quantidade do produto no mercado. Para ele, a fraude de adição de água e ureia, deflagrada pela operação Leite Compen$ado, conduzida

pelo Ministério Público não seria viável se a oferta de leite tornasse o mercado autossustentável. “Hoje existe uma disputa entre as empresas, tanto que a Latvida tinha uma produção de 300 mil litros e hoje recomeça com cem. Sempre existe essa busca por leite que torna a cadeia complicada e amplia a possibilidade de fraude”, define. Segundo ele, há dois anos tramita na pasta estadual o programa para o desenvolvimento da cadeia leiteira, que agora é apreciada em regime de urgência na Assembleia. Coleta a granel A primeira ação do programa de coleta de leite a granel é identificar todos os produtores, com endereço e informações

sobre a produção diária de cada um. Esses dados vão gerar um “mapa” do leite. “As condições de como ele é guardado na propriedade, a frequência com que o leite é coletado na propriedade estão entre as ações conjuntas com o produtor”, antecipa Mainardi. Já no que diz respeito ao transporte, ele será totalmente reformulado. A portaria 89, assinada com a Latvida em Estrela prevê uma série de exigências no caminhão que transporta o leite. O motorista passará por uma capacitação e terá um cadastro junto a Seapa. “A empresa só poderá receber leite, de transportadores inscritos no programa. Terminou o negócio de alguém poder comprar leite mais bara-

to ou em volume menor. Nas empresas fiscalizadas pelo Estado não haverá mais a compra avulsa de leite. Segundo Mainardi, o novo sistema termina com os “atravessadores”, responsáveis pela fraude. Produção liberada Como a Latvida cumpriu as exigências sanitárias feitas pela Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa), ao assinar Termo de Compromisso de Adesão ao Programa de Coleta à Granel, a empresa recebeu o prazo de 60 dias para apresentar um plano de trabalho detalhando os passos que adotará para atender as determinações legais. A operação na planta deve começou nesta quinta-feira, 6.


Entretenimento

Nara Gomes Massulo - Nutricionista - naramassulo@terra.com.br

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br www.coquetel.com.br

A menor flexão verbal Seis (?), Órgão-símbolo do período amor Erva de de duração da 2ª efeito refrescante Guerra (Hist.)

Culinária JG

Atuar em um acordo Para ti Estabelecimento de bairros boêmios Afirmativo Ivete Sangalo, cantora "Grato pela (?)", frase do comércio Alegre Jornal esportivo argentino Vilão das histórias Disputas de Peter (fig.) Pan (Lit.)

Um brinde aos 25 Anos da Cervejaria Heineken Gravataí

A Cervejaria Heineken Gravataí Com capacidade instalada para produção de 14 milhões de litros/mês, a Cervejaria é responsável pelo abastecimento de mais de 45 mil pontos de venda nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, mercados que contam com a distribuição e venda de todo o portfólio da Heineken Brasil pelo Grupo Vonpar, CVI e distribuidores autorizados. Em Gravataí são produzidas as marcas KAISER, SOL, Bavaria, Xingu e Bavaria Premium em embalagens garrafa 1 litro, garrafa 600ml, lata 350ml, lata 473ml e barris de 30 e 50 litros. A embalagem de 1 litro é exportada para o Paraguai. Nos últimos 2 anos a Cervejaria Heineken Gravataí foi responsável pela distribuição de cerca de 173.125 milhões litros no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Nos últimos 5 anos, a cervejaria contribuiu com cerca de 423 milhões de reais em impostos municipais e estaduais (valor total R$ 423.345.469,09) além da geração de empregos diretos e indiretos.

© Revistas Revistas COQUETEL COQUETEL 2011 2011 ©

Gênero Punta Animal da musical Del (?), subordem de Tom do lagarcidade e Elis to (Zool.) uruguaia

Músculo Tempo (?) do máximo braço: de reclu-o tríceps são (BR) Reordena Pedido de repetição da plateia Entendeu Vacina oral contra a poliomielite Enfeites de fantasias

Dotam de asas

I

E

N

E

(?) aeterDivisão Clínica Unidade para Órgão da da polpa num: estética monetária sempre audição da laranja Radiano japonesa (latim) (símbolo)

Formato do ângulo de 90 graus

Trajara; Cinemavestira tografar O preconceito manifesto no apartheid Pão de Fracassar Cercar; cincundar Lago, em Sucesso milho francês de GaDisco arredonbriel O rígido (?) rodoviário, obra Caio (?), dado viária de BH Pensador (Inform.) ator Evandro Mesquita, cantor brasileiro Origem (abrev.)

BANCO BANCO

Hospedam Henrique versões (?), rei virtuais absolutisde firmas ta inglês Elizabeth (?), rainha britânica

(?) 9002, selo de qualidade Acusada Tombou Iniciação (?)-break: Estudo desem-da Científica velocidapate, no (abrev.) de da reação (Quím.) tênis

Alexander Ferramenta Fleming: agrícola dentada a O criou de Greenwich éo penicilina de latitude zero

Amarrar

Parque(?), (?), Rede Em espaço de Choca-se emissora exibição inovação (fig.) religiosa (TV) de TVcoCrime mum Louisno Armstrong, período músico dos EUA deCapital festas e maior juninas cidade de Rondônia

Tom Ítalo Cruise, Calvino, ator dos escritor EUA italiano

Sílaba de "mente" Juiz islâmico

Letra inicial de produtos da Apple Os programas regionais de TV

(?) Sucesso Planta Taxa pa- PersonaParticiLigar; Peixoto, dede têxtil ga ao pro- gens pantes repórter juntar Waldick nativa prietário Monteiro do trote Soriano de táxi Lobato Aproximar até tocar da Ásia estudantil Símbolo de peso, em Física Despenca Região de João 1.400, em Acre e Paulo (?): romanos Roraima Karol Que te (abrev.) Wojtyla pertence

Formato do rodo do crupiê

G O M

Peça de louça de banheiros Chico Anysio, humorista cearense

Truman (?), escritor dos EUA

Letra que identifica o remédio genérico

Ar, em inglês Ornato do dedo Agente aglutinante do solo

"Tudo", em "onívoro" Serviço Letra do realizado Álbum infinitivo da banda FAB verbal pela de rock (sigla) Pearl Jam

O

116 115

Solução Solução Solução anterior U R EP NJ DA E UE I M I C ND RD AI ÇA ÃRO R I SI TI IS V ON H CC AI IN UO T II CE NN CE I AN IS P CA I AR N CA HRO DA EC A RI D TA P A RZ G IO CN OI CT AE NN H BV AE LL Ã OO

Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora

C

om capacidade de produção de 14 milhões de litros/mês, Cervejaria abastece mais de 45 mil pontos de venda no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Instalada em Gravataí desde 1988, a Cervejaria Heineken Gravataí comemora nesta semana seu aniversário de 25 anos junto com colaboradores e autoridades do município e do estado. As comemorações estendem-se ao longo de toda a semana. A primeira delas ocorreu nesta terça-feira, 4 de junho, em coquetel realizado na Cervejaria com a presença de autoridades, Diretoria da Cervejaria e a Vice Presidência de Supply Chain da Heineken Brasil. Já no sábado, dia 8 de junho, a Diretoria da Cervejaria durante todo o dia conduzirá uma série de atividades para celebrar os 25 anos de operação em Gravataí, incluindo a realização de um grande almoço para todos os colaboradores da cervejaria. “Queremos comemorar todos esses anos de atividades da Cervejaria aqui na cidade de Gravataí e estado do RS. Somos uma das empresas mais antigas na cidade. Nós da Cervejaria Heineken, com nossa tradição cervejeira, estamos muito focados nas localidades onde atuamos, prezando pela qualidade e sustentabilidade em todos os aspectos do nosso negócio”, comenta o Diretor da Cervejaria Heineken Gravataí, Roberto Mansano Hernandes.

Coloque no fundo de um refratário ou assadeira uma camada de molho de tomate, em seguida uma camada de pão de forma amassado com um rolo de macarrão, faça uma camada de presunto e queijo. Repita a operação como nas lasanhas tradicionais, sendo que a última camada deverá ser de pão. Sobre o pão da última camada coloque o molho branco, o catupiry e salpique com queijo ralado, leve ao forno por aproximadamente 20 minutos na temperatura média. Se o seu micro-ondas tiver a função grill leve por 5 minutos na temperatura máxima na função cozinhar em seguida 3 minutos na função grill (no micro-ondas sem grill fica mole).

V M AS PM RA EN EE B IU NE T E R CM OE C HI O SR PL OO SC IA R TA N AM TA AD RO FE E RI EE R LA C TI ÃL OM GA D A R OL M EB MO LL OU HA R AT RO

AMOR À VIDA Paloma discute com Ninho. Glauce suspeita de que Paulinha possa ser a filha de Paloma, mas Bruno não acredita. César e Aline se afastam do beijo, no momento em que Priscila entra no consultório. Joana vê Luciano trocar a refeição de um paciente, e Ordália implora que ela não reclame de seu filho. Patrícia aceita assumir o namoro com Michel. Leila suspeita das manchas no pescoço de Nicole. César entrega a Pilar a joia que comprou com Aline. Niko diz a Eron que quer ter um filho. Félix acerta com um comparsa de dar um golpe em Amarilys. César pede para Aline esquecer o beijo entre eles. Leila proíbe Thales de ver Nicole. Paloma fica feliz com o presente que recebe de Paulinha. Félix insiste que Pilar conte o motivo da briga de Bernarda e César.

Cervejaria Heineken Gravataí comemora aniversário de 25 anos

u Modo de preparo

O O TR

SANGUE BOM Renata tenta se explicar para Érico. Tito se vangloria do que fez com Renata para Mel. Amora se reconcilia com Maurício. Natan fica furioso com o trabalho de Edu e Júlia para a nova campanha da agência. Salma e Odila discutem por causa dos filhos. Artur pede para Bento e Malu fazerem uma campanha para a sua ONG. Bárbara chama Tina para trabalhar para ela. Charlene convence Wilson a acompanhá-la em visita a Pedrinho. Tina ajuda Bárbara a fazer Mari desistir de sua vingança. Maurício conta para Natan que Bárbara armou para Verônica os flagrar. Irene vai à casa de Odila. Pedrinho foge do hospital. Bento fala com Sueli Pedrosa sobre Amora. Maurício dá um ultimato em Amora e a manda decidir entre ele e Bárbara.

Executivos da Heineken Brasil e Vonpar

u Ingredientes 1 pacote de pão sem casca, 500 g de presunto, 500 g de mussarela, 1 caixinha de 500 g de molho de tomate temperado, 1 caixinha de molho branco (ou faça você mesmo, seguindo a receita de molho branco aqui do tudo gostoso), 300 g de queijo tipo catupiry e 50 g de queijo parmesão ralado

3/air — lac ——tie. 4/cadi. 6/capote — sáurio. 9/meridiano. 2/ad. 8/cinética penachos. 11/propositivo — tecnológico.

FLOR DO CARIBE Ester conta a Cassiano que está procurando provas contra Dionísio. Lino pensa em Carol e é repreendido por Veridiana. Amaralina pede ajuda a Nina e Vivi com os turistas, e Rodrigo se irrita. Ester encontra o relógio de seu avô no quarto de Dionísio. Mantovani fica encantado com Taís. Juliano comenta com Natália sobre o jantar que deseja fazer para juntar as duas famílias. Ciro sente falta de Mila e é ironizado por Izabel, Rodrigo e Amadeu. Juliano vai à casa de Hélio. Quirino se preocupa com Doralice. Hélio questiona Juliano sobre Mila e Carol. Dadá agradece a reforma que Lino fez em seus vestidos. Ester devolve o relógio de seu avô para Samuel.

Lasanha de pão

Fotos Divulgação JG

AI NA EN LO

Resumo de Novelas

PT C OR ME B SI AS I TN T P ET N EA P RA O B IA SR A ON I P RO EL U S DA C A P IF AR L A BC RC OH TV EI CD LOA S OP

Gravataí, 08 e 09/06/2013 - Pág. 10


Gravataí, 08 e 09/06/2013 - Pág. 11

Cultura

Sábado (8), 10h da manhã - Teatro, cinema e audivisual no espaço Una, na Rua Otavio Schemes, 306 - Gravataí.

Emei Favo de Mel completa 25 anos

A

Comunidade escolar festejou a data na Semana Internacional do Brincar, com diversas atividades

Escola Municipal de Educação Infantil Favo de Mel completou 25 anos de atividade em 31 de maio, e a data foi comemorada junto com o Dia Internacional do Brincar. Para homenagear ambas as datas, a Favo de Mel realizou a Semana Internacional do Brincar, de 27 a 31 de maio. “Brinquedotecas e escolas vêm comemorando esta data para chamar a atenção sobre a importância do brincar e da valorização deste ato tão cotidiano que nos envolve desde criança”, explica a diretora Isabel Cristina Diefenbach. Na segunda-feira (27), nos turnos da manhã e da tarde, foram realizadas diferentes atividades no pátio para as crianças, orientadas pelas professoras. Foram desenvolvidas brincadeiras com argila, pinturinhas na mão e no roso, salãozinho, jogos estruturados, massinha de modelar e varal di-

vertido. Na terça-feira (28), foi o dia de encontrar o circo. Pela manhã, duas palhacinhas e um mágico animaram as crianças contando histórias, dançando e brincando. À tarde, cinco palhacinhos animaram a criançada com várias brincadeiras como corrida do saco, pular corda, elástico, bola ao cesto e brincadeiras com arcos (bambolê). Na quarta-feira (29), pela manhã, as crianças fizeram brincadeiras com suas professoras na sala. À tarde, houve a festa à fantasia em comemoração à Semana do Brincar e ao aniversário de 25 anos da escola. As professoras fundadoras da escola Nádia Beatriz Silveira da Silva, Andréia Eliana dos Santos e Berenice Clotilde Mendes participaram da atividade. O evento também teve a participação das assessoras pedagógicas da Secretaria Municipal de Educação (Smed).

FotoS Divulgação/PMG

Áries: Lua e Marte se encontram em Gêmeos e você deve tomar cuidado com a agressividade nas palavras. Mantenha a calma e a tolerância diante de imprevistos, especialmente relacionados à sua vida familiar. Auto-controle é fundamental. Touro: Lua e Marte se encontram em Gêmeos e você deve manter cuidados redobrados com gastos, que devem ser evitados ao máximo. Mantenha o controle diante de sua impulsividade, que certamente estará muito intensa. Amores e amizades. Gêmeos: Lua e Marte se encontram em seu signo e você deve manter o controle sobre essa energia, caso contrário, a impulsividade e a agressividade podem atrapalhar em algumas iniciativas. Mantenha seus gastos também sob controle. Câncer: Lua e Marte se encontram em Gêmeos e sua energia, que está em baixa, fica ainda mais comprometida. Procure se preservar de ambientes e pessoas mais pesadas, pois seu campo de energia está muito aberto e você funciona como uma esponja.

Dia de comemoração do aniversário da Favo de Mel

Leão: Lua e Marte se encontram em Gêmeos e você estará mais dinâmico, especialmente no comando de trabalhos em equipe. O momento é ótimo para iniciar novos projetos, especialmente se estiverem envolvidos com a política. Virgem: Lua e Marte se encontram em Gêmeos e seu dinamismo e energia se voltam ainda mais para o trabalho e a carreira. O momento é ótimo para começar a criar ou executar um novo projeto. Cuidado apenas com pequenas discussões no trabalho. Libra: Lua e Marte se encontram em Gêmeos e as iniciativas voltadas para os seus projetos futuros se intensificam. É hora de começar a tirar do papel seus planos de negócios e projetos voltados a viagens e países estrangeiros.

Professoras apagam as velhinhas

Escorpião: Lua e Marte se encontram em Gêmeos e suas emoções mais profundas ficam mais afloradas. Sensualidade e sensibilidade à flor da pele pede momentos de intimidade a dois. Cuidado com o excesso de gastos. Mantenha-os sob controle. Sagitário: Lua e Marte se encontram em Gêmeos e você deve tomar cuidado com a agressividade que pode estar mais aflorada. Deve manter a paciência e a tolerância diante de imprevistos. Tome cuidado especial com as palavras. Capricórnio: Lua e Marte se encontram em Gêmeos e suas iniciativas diante de problemas no trabalho se abrilhantam. Tome cuidado apenas com a intolerância com colegas e superiores em seu ambiente de trabalho.

Faroeste Caboclo A saga de João de Santo Cristo (Fabrício Boliveira) desde sua infância no interior da Bahia até sua ascenção, quando vai tentar a sorte em Brasília. Ajudado por Pablo (Cesar Troncoso), um primo distante peruano, que vende drogas da Bolívia, ele vai trabalhar numa carpintaria, mas também se envolve com o tráfico de drogas. Um dia, por acaso, ele conhece a bela Maria Lúcia (Ísis Valverde), filha de um senador (Marcos Paulo). Os dois se apaixonam, mas João mergulha cada vez mais numa escalada de crime e violência - até encontrar seu maior inimigo, o playboy e traficante Jeremias (Felipe Abib), rival nos negócios e no coração de Maria Lúcia.

Aquário: Lua e Marte se encontram em Gêmeos e sua capacidade de conquista aumenta consideravelmente. Os romances ganham um quesito a mais em sua vida e as paixões podem estar mais afloradas no dia de hoje. Peixes: Lua e Marte se encontram em Gêmeos e você deve tomar muito cuidado com provocações que podem levá-lo a discussões e brigas, especialmente as domésticas.


JORNAL DE GRAVATAÍ Sábado e domingo, 08 e 09 de junho de 2013

Elas são Gravataí e Cachoeirinha no Miss Plus Size RS 2013 Camila Borges e Suelen dos Santos Reis concorrem ao título de Miss Plus Size RS, que só aceita quem veste manequim acima de 44 Claudio Oliveira

G

ravataí e Cachoeirinha estarão bem representadas na 1ª edição do concurso Miss Plus Size RS, que tem final agendada para 14 de setembro, em Porto Alegre. Ao contrário dos padrões estéticos vigentes, o título valoriza as “gordinhas” e já tem 43 pré-selecionadas, representando várias cidades do Estado. Entre elas estão as representantes de Gravataí, Camila Borges, 30 anos, e Cachoeirinha, Suelen dos Santos Reis, 22. Na última quinta-feira, elas conversaram com o JG, no Shopping do Vale, e contaram como decidiram participar do evento. Camila e Suelen se conheceram durante a “Tarde Plus Size”, realizada

em novembro de 2012, no Parque da Redenção, em Porto Alegre, que reuniu meninas com o mesmo visual “fofinho”. Ambas resolveram se inscrever no concurso, organizado pela produtora e modelo plus size Johanne Richter e pela atual Miss Plus Size RS, Nanda Colmenero. O evento deve ser grande mesmo, porque ainda está recebendo inscrições, através do site www.missplussizers.com – maiores de 18 anos (se menores, com autorização dos pais), que vistam manequim acima de 44. O objetivo do concurso é valorizar a beleza da mulher “gordinha” e resgatar sua autoestima. Apoio Tanto Camila como Suelen dizem contar com o apoio da família. Ambas são casadas, mas para

o concurso esta não é uma restrição. Camila mede, 1,69 metro, pesa 87 quilos, veste manequim 46 e é casada há sete anos com Bruno, 25 anos, alto e magro. – Eu me sentia muito frustrada porque só emagrecia tomando medicamentos. O Bruno acompanhou tudo isso e sempre me deu muita força, inclusive quando resolvi que não tomaria mais remédios para emagrecer – conta Camila, acadêmica de Marketing da Uniritter e designer gráfico, função na qual trabalha em casa. Suelen veste manequim 50, pesa 115 quilos e mede 1,72 e é casada com Juliano, 22 – também alto e magro. Ela exerce a profissão de designer de móveis, em casa, e cursava Arquitetura e Urbanismo na PUC

Pelotas, quando casou e veio morar em Cachoeirinha, há cinco meses. – O Juliano sempre me apoia e acompanha nos eventos. É um super companheiro, do tipo que ajuda até a carregar bagagens, minhas e das outras meninas que participam dos eventos plus size – diz Suelen. Ela também destaca que o concurso é uma forma de protesto. – Normalmente quando a gente entra em uma loja de roupas, a atendente já vai avisando que provavelmente não terá o nosso número. Graças a eventos como este de que estamos participando, alguns estabelecimentos já oferecem confecção até o tamanho 70. Ao participar do concurso também estamos abrindo caminho e mais respeito para “gordinhos” e “gordinhas” – destaca.

Fotos: Claudio Oliveira/JG

Camila, 30 anos, representará Gravataí no concurso

Suelen, 22 anos, é a representante de Cachoerinha

Emagrecer sim, mas sem pressa

Suelen e Camila se conheceram em evento plus size

As duas até pensam em emagrecer, mas sem pressa alguma. Camila conta que faz hidromassagem e cuida da alimentação, porque vem de uma família de diabéticos. Na de Suelen o diabetes também é uma realidade, além da hipertensão. Por isso, também se cuida, mas até hoje só o que a preocupa, é ane-

mia. Roqueira A Miss Plus Size Gravataí adora cantar e compor e já formou algumas bandas. Hoje trabalha em um projeto pop rock, para formar uma banda só de meninas. Também se inscreveu no concurso The Voice Brasil 2013, que tem seletiva em se-

tembro – mesmo mês do concurso de beleza. Campanha As duas amigas também estão empenhadas na realização de uma campanha do agasalho, que vai beneficiar os 48 idosos do Asilo Mediterrâneo, do Rincão da Madalena. Nas próximas semanas elas vão visitar os

prefeitos das duas cidades, em busca de apoio. Por falar nisso, estão buscando também o patrocínio de empresas das duas cidades, para ajudar a cobrir as despesas com os eventos de que participam. Para mais detalhes, favor entrar em contato pelo telefone (51) 30740889 (Camila) e 31130054 (Suelen).


Veículos & CIA Caderno semanal do Jornal de Gravataí - Sábado e Domingo, 08 e 09 de junho de 2013 - ANO 3 - No 176

Volume de vendas de concessionária Renault, em Gravataí, supera o objetivo deste semestre Bom atendimento e aumento das ofertas de crédito são os motivos do crescimento Pâmela Meireles

A

Weicolo, concessionária Renault, tem sete unidades espalhadas pelo Rio Grande do Sul. No entanto, a filial de Gravataí vem obtendo destaque. Nos primeiros cinco meses deste ano, a concessionária já superou o seu objetivo em 15%. Segundo Adalber to Naiba, supervisor comercial da Weicolo Gravataí, a filial já atingiu o segundo lugar em volume de vendas. Só que está enganado quem pensa que este aumento tem a ver com a prorrogação do desconto do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Naiba afirma que o desconto não atrai novos clientes e sim os antecipa. "Por exemplo, o IPI estava com a tributação normal, então se tinha um volume de clientes que queriam trocar o carro daqui um ano. Quando o governo dá o subsídio, aquele cara, que iria comprar daqui um ano ou seis meses, vê que IPI vai acabar no mês seguinte e compra antes. Isso é jogada do governo para movimentar a economia" explica o supervisor. O problema disso é que, como muitas pessoas compraram veículos novos no mesmo mês, nos próximos meses haverá uma queda brusca de vendas. "Cliente se gera com IPI ou sem IPI, através da melhora da renda e pessoas que estão entrando em idade de utilizar veículo. Com IPI ou sem IPI, essas pessoas vão ser consumidoras de veículo", diz Naiba. Para o supervisor co-

mercial, esse aumento se deve ao crescimento da Renault no Rio Grande do Sul e também a integração da equipe da filial Gravataí. "Temos clientes de outras cidades que tem concessionárias mais próximas, mas nos escolhem devido ao atendimento", se alegra. A tal ascensão da classe C também tem ajudado no crescimento das vendas. "A facilidade e ofer ta de crédito tem sido muito grande nesse setor. Isso faz com que as pessoa consiga comprar um carro de 40, 50 mil", afirma Naiba. No entanto, um aumento maior de vendas só vai acontecer no fim de 2013 e início de 2014 que é quando chegarão ao mercado duas renovações e um lançamento. Dentre as renovações fazem par te o novo Sandero e o novo Logan já que a Renault tem como objetivo criar uma identidade mundial para que, em qualquer par te do mundo, os detalhes característicos da marca sejam os mesmos. O lançamento fica por par te de um crossover que ainda não teve o nome divulgado. Para 2015, Naiba adianta que uma caminhonete de grande por te será a novidade. Todos esses lançamentos farão com que a concessionária passe por algumas mudanças. "Até 2016 a Renault tem o compromisso com a rede de ter 91% da gama de possibilidades de veículo. É muita coisa. Vamos expandir o show room de Gravataí, até mesmo pelo volume de vendas", revela o supervisor.

FotOS Pâmela Meireles

Sandero é o carro mais vendido da Renault

Novo Clio é a opção para os que não querem gastar muito


2

Veículos & CIA

Sábado e Domingo, 08 e 09 de junho de 2013

Volkswagen Gol Rallye, R$ 45.580, limita aventura a nome e visual Nas lojas, as boas vendas desses modelos mostram que o brasileiro gosta da ideia

É

moda entre as montadoras dar roupagem aventureira a um carro, seja qual for a carroceria. Para isso basta adicionar, basicamente, adereços plásticos nas caixas de rodas, saias laterais, spoilers, rodas diferenciadas (normalmente escuras) e pneus de uso misto, além de dar uma leve levantada na suspensão. Nem o Gol, o modelo mais vendido do país, escapa. Sua versão aventureira chamase Rallye e acaba de chegar à quarta encarnação, por R$ 45.850 com câmbio manual e R$ 48.580 com transmissão automatizada, sempre com motor de 1,6 litro, flexível, de 104 cv com etanol. E desde o começo de maio existe também uma opção básica, com mudanças mais suaves e motor 1.0 TEC de 76 cv máximos -- chamada Track, começa em R$ 33.060. Nas lojas, as boas vendas desses modelos mostram que o brasileiro gosta da ideia: CrossFox, Sandero S t e p w a y, U n o Wa y, Saveiro Cross, entre outros, figuram sempre no topo do ranking. O próprio sucesso de EcoSport e Duster, veículos maiores e que já nasceram com espírito aventureiro, é outra

prova disso. UMA VEZ GOL, SEMPRE GOL Logo após o lançamento, UOL Carros rodou com uma unidade do novo Rallye com câmbio manual por uma semana. Por dentro, praticamente não se enxergam diferenças entre o carro aventureiro e um Gol Highline, exceto pelos bancos com grafia exclusiva e pelas pedaleiras cromadas, acessórios na versão "civil". O nível do acabamento (repleto de plástico duro, mas que não é de má-qualidade) e o espaço para os passageiros também é o mesmo. Quadro de instrumentos tem boa visibilidade e o sistema de rádio -- opcional de R$ 1.155, que agrega computador de bordo e volante multifuncional -- é intuitivo e tem fácil manuseio. Quem vai atrás tem exatamente o mesmo espaço de quem vai em um Gol 1.0: regular quando há duas pessoas, desde que os passageiros da frente não tenham mais de 1,80 m, e ruim se houver três ocupantes. O terceiro passageiro tem apoio de cabeça, o que ainda é diferencial no segmento, mas usa cinto subabdominal. E o porta-

malas leva os mesmos 285 litros que qualquer outro Gol. IMPRESSÕES AO DIRIGIR As respostas do carro são as mesmas de um Gol 1.6: o bom torque, mesmo em rotações mais baixas, permite acelerações e retomadas ligeiras, sempre ajudadas pelos engates precisos do câmbio. Ainda assim, o motor 1.6 VHT, da família EA111, tem sintomas que denunciam idade avançada. O primeiro deles é a aspereza, com alto ruído que invade a cabine e incomoda os ocupantes acima de 4.000 rpm, principalmente se o rádio estiver desligado. A falta de capricho

no isolamento acústico do interior contribui para isso. Outro problema é a falta de potência. Não que os 104 cv sejam insuficientes para o regime urbano e alguma

escapada nos finais de semana, mas atualmente qualquer motor 1.6 é capaz de render 115/120 cavalos. E esse "atraso" também interfere no consumo: na cidade, o

carro avaliado registrou média de 5,7 km/l. Na estrada, subiu para 7,6 km/l. São números piores que os do Gol Track e que passam longe, bem longe, dos valores do Gol Bluemotion.


Sábado e Domingo, 08 e 09 de junho de 2013

Veículos & CIA

Michelin lança primeiro pneu radial para miniesportivas

3

Miniesportivas como a CBR 250R são o foco do novo pneu

Com a evolução das motocicletas de média cilindrada, principalmente no que diz respeito ao chassi e também ao maior desempenho do motor, não havia um pneu à altura. Ou seja, as motos estavam limitadas pelo pneu. Dessa forma focamos nossos esforços para apresentar um produto que colaborasse para que o consumidor pudesse extrair o máximo de rendimento de sua moto. Levando em conta esta filosofia nasceu o Pilot Street Radial, o primeiro pneu radial para motos de baixa e média cilindrada”, afirma Dominique Aimon, vice-presidente de Comunicação Técnica e Científica do Grupo Michelin, que esteve no Brasil para o maior lançamento do segmento de duas rodas já realizado pela Michelin na América do Sul. Ao todo foram cinco novos modelos de pneus. Importados da Tailândia, os pneus Street Radial estão disponíveis em três medidas: 110/70 R 17 (TL/TT) para a dianteira e 130/70 R (TL/TT) e 140/70 R 17 (TL/TT) para a roda traseira. Eles podem ser montados em aros de aço ou em rodas de liga leve. O preço deve variar de R$ 300 (D) e R$ 350 (T). Ou seja, 10% a mais que seu concorrente direto, que não tem a estrutura radial. O produto começa a ser vendido no início de junho.“Neste lançamento houve uma transferência da tecnologia oferecida nos pneus de alta cilindrada, no caso o modelo Pilot Road 2, para os de média e baixa cilindrada. Com o lançamento da nova Linha Street, o objetivo da marca é dobrar a participação no segmento urbano, ou seja, de 6% para 12% em dois anos”, afirma Rogério Cortes, diretor de Marketing e Vendas de Pneus para Motocicletas Michelin América do Sul. Segundo a companhia, o novo Street Radial oferece durabilidade 30% superior que seu principal concorrente (Pirelli Sport Demon), cujo desempenho foi comprovado por testes realizados pelo Instituto Mauá de Tecnologia. O novo produto cobre 90% dos modelos das motos de 250/300 cilindradas, entre elas a Kawasaki Ninha 250/300, e as Honda CBR 250R e CB 300R. No resumo, o Street Radial foi idealizado para transmitir maior tração, estabilidade em altas velocidades, maior área de atrito e conforto, já que em função do desenho esportivo e novo composto ajudam a copiar melhor as imperfeições do terreno. Novo composto e desenho O Michelin Street Radial utiliza composto de sílica na banda de rodagem que, segundo o fabricante, melhora a aderência em pistas molhadas, oferece

maior segurança e durabilidade. O desenho, derivado do pneu Michelin Pilot Road 2, proporciona uma drenagem de água mais rápida, graças aos recortes que aumentam sua largura desde o centro do pneu até o ombro, além de um visual esportivo. A Michelin aumentou a área de contato na parte central do pneu e adota aumento gradual da largura dos sulcos nos ombros, que variam de 3 mm a 6 mm, para um melhor evacuação da água. Para demostrar sua superioridade em piso molhado, o fabricante realizou teste de frenagem na pista do ECPA. Com uma Honda CB 300R equipada com freios ABS, o piloto de testes Leandro Mello vinha a 80 km/h e freava a moto na pista molhada até parar a moto. As cinco primeiras passagens foram feitas com pneus Pirelli Sport Demon e as outras cinco com Michelin Pilot Street Radial. Na média, a CBzinha calçada com Pirelli precisou de 42,6 metros para parar, enquanto com o Michelin, 32,2 metros. Uma diferença de 10,4 metros. Metragem suficiente para não atropelar um pedestre ou se envolver em uma colisão. Teste dinâmico Os jornalistas foram convidados a dar quatro voltas no circuito piracicabano a bordo de CB 300R ou de uma CBR 250R. As duas primeiras voltas com pneus Pirelli Sport Demon e as outras duas passagens com o novo modelo Michelin. De cara, a impressão que fica é que o radial da Michelin “agarra” melhor no asfalto, principalmente quando a moto está inclinada, contornando curvas. Não sou piloto, mas o pneu transmitiu uma maior sensação de segurança. Tive até vontade de me pendurar nas curvas de alta velocidade como um verdadeiro piloto da MotoGP. A volta acabou e o sonho também. O outro diferencial é o conforto, já que em função do novo composto o Street Radial copia melhor as ondulações. Infelizmente não pudemos testar o novo produto em pista molhada. Radial versus convencional Há dois tipos de construção de pneus: radial e convencional (ou diagonal). A nomenclatura designa a diferença estrutural. Mas isso não significa que um seja melhor ou pior que o outro. Simplesmente, eles têm uma aplicação, um uso diferente. Nos pneus convencionais, os cordonéis das lonas (os tecidos) que, juntamente com a carcaça, compõem a estrutura do pneu, formam ângulos com a linha central da banda de rodagem. Daí alguns chamarem os pneus convencionais de diagonais.

O novo pneu Michelin cobre 90% dos modelos das motos de 250/300cc vendidas no Brasil


4

Veículos & CIA

Sábado e Domingo, 08 e 09 de junho de 2013

Mercedes-Benz deixa novo Classe E mais perto do S Firmeza correta em qualquer superfície mostra a qualidade das suspensões, com amortecedores adaptativos

L

ançada em 2009, a atual geração do Mercedes-Benz Classe E recebeu uma grande reformulação em fevereiro deste ano, quando surgiu o novo sedã de quatro portas. Em geral, as alterações depois do quarto ano são consideradas de meia geração, mas a fábrica foi além. Investiu pesado em mudanças profundas, ao se considerar que em 2015, no máximo 2016, surgirá a efetiva nova geração do W212 (código interno de projeto). Agora chegou a vez das versões Coupé e Cabriolet, que, ao lado da station wagon, completam a família E. Esta é penúltima da gama de automóveis Mercedes, que inclui, por ordem de tamanho, A, B, C e a de topo, S, que teve sua avant-première mundial (estática), também em Hamburgo, Alemanha. Quase todas as peças metálicas da carroceria, para-choques, grades e conjuntos ópticos estão renovadas. O Coupé mostra a elegância clássica da marca: capô longo, atraente desenho em arco do teto e traseira de linhas robustas. Acrescentou pitadas de ousadia, pois se trata do único modelo nessa categoria sem coluna central e janelas traseiras que baixam totalmente. Por sua vez, o Cabriolet oferece quatro lugares, capota de lona de alta qualidade (como manda a tradição da marca no segmento), janelas de trás de todo recolhíveis e linha de cintura que sobe de forma suave até a tampa do porta-malas. Houve intenção de manter os tradicionais quatro faróis do Classe E, no caso dois focos de luz atrás de cada lente. No facho baixo, de série, exclusivamente LEDs (diodos emissores de luz), que no facho alto são opcionais. Grandes tomadas de ar nos para-choques e friso horizontal cromado na grade, interrompido pela estrela de três pontas, vinculam claramente as diferenças para o sedã. Capricho foi especial na escolha de materiais de acabamento interno (madeira e alumínio autênticos). Destaques para quadro com três

instrumentos circulares e a tela multimídia colorida central de seis polegadas. Sem esquecer o toque nostálgico (em moda) do relógio analógico no meio do painel. TECNOLOGIA DE PONTA Capítulo à parte é o pacote de tecnologia que aproxima os Classes E e S. Começa pela câmera estéreo, colocada na seção elevada central do para-brisa, com visão tridimensional 50 metros adiante e monitoramento adicional de 500 metros. Suas informações e mais as de radares e sensores detectam tráfego à frente e transversal, pedestres e sinalização pública vertical e horizontal para criar uma classificação espacial do que se move em torno do automóvel. Riscos de colisão com o veículo à frente são prevenidos por esses recursos, aliados ao sistema adaptativo de freio. Também permite seguir outro carro de forma semiautônoma, pois comanda a direção desde que em ângulos de esterço pequenos. Até 50 km/h os freios atuam para evitar atropelamento, se o motorista não reagir a tempo. Em risco de colisão iminente na traseira do Classe E, o pisca-alerta é acionado de forma automática. Pouco antes de um choque inevitável, também o freio de estacionamento autoatua a fim de diminuir solavanco aos ocupantes (risco de lesão cervical) e acidentes secundários, quando o carro é empurrado para frente ou para os lados. O assistente de permanência na faixa agora monitora o tráfego contrário ou paralelo (em rodovias multifaixas). Se há hipótese de colisão, os freios de apenas um lado são autoacionados. Assim não depende mais apenas de pintura no asfalto, vigiada pela câmera, para manter a trajetória, se o motorista erra ou se distrai. Aliás, o monitoramento de atenção ou cansaço ao volante foi aperfeiçoado: age em velocidades mais altas que antes e informa nível de distração e tempo acumulado de direção desde a última parada. Agora, a reprodução no painel das placas

indicativas de velocidade, que funciona muito bem na Europa, inclui sinais de proibição de ultrapassagem e de restrição de acesso. O Classe E só deve ao Classe S o sistema de visão noturna com mais recursos e a possibilidade da câmera estéreo vislumbrar buracos ou desníveis na pista, seguido de comando para prévia adaptação das suspensões pneumáticas do modelo topo da linha. MOTORES E CÂMBIOS Com objetivo de cobrir todas as opções de mercado, a Mercedes-Benz oferece seis motores a gasolina, de quatro cilindros em linha, V6 e V8, todos com turbocompressor (potências entre 184 cv e 408 cv), além de três a diesel (de 170 cv a 252 cv). Para o Brasil, o motor de 4 cilindros do E200

(2 litros/184 cv) pode abrir as escolhas, mas o E400, novo V6 com dois turbocompressores (3 litros/333 cv), deve atrair interessados. Há dois câmbios possíveis: automático convencional, sete marchas, de funcionamento eficiente e manutenção estendida; em breve, versão manual de seis marchas de acionamento suave e curso curto, para público específico. No Brasil, nem pensar em câmbio manual. O mercado permanece focado em automáticos, quando se trata de modelos acima de R$ 100.000. A fábrica destaca que, se o motorista usar as hastes de comando atrás do volante para subir ou descer marchas, o sistema volta, depois de certo tempo sem manuseio, para o modo automático, mais eficiente em economia de combustível. Não é novidade, pois outros modelos de várias marcas apresentam recurso igual.

ANO 9 - EDIÇÃO 1729ª - DIÁRIO - SÁBADO E DOMINGO, 08 E 09 DE JUNHO DE 2013 - R$ 1,00  

ANO 9 - EDIÇÃO 1729ª - DIÁRIO - SÁBADO E DOMINGO, 08 E 09 DE JUNHO DE 2013 - R$ 1,00