Issuu on Google+

Autorizado a Circular em envelope Plastificado

O JORNAL AMARANTE de

DIRECTORA: Mª JOSÉ CUNHA

PORTUGAL

J. P .P. AMARANTE TAXA PAGA

JÁ FOI dE FÉRIAS? IRRESISTÍVEIS! PALMA DE MAIORCA | OpEraDO pOr IbErOjET partidas do porto a 12 e 19 Set. ’11 7 noites | Meia pensão

desde:

310*

por pessoa em duplo

Inclui: avião + Hotel alea | 3 estrelas + transfers + taxas de aeroporto (€ 40) + Seguro de Viagem

(*) preço valido para a partida do dia 19 de Setembro. Notas: preço desde é baseado na classe de reserva “p” (outras classes de reserva mediante pagamento de suplementos)

PORTO SANTO

partidas do porto a 8 Set.’11 7 noites | TUdO INCLUÍdO Inclui: avião + Hotel praia Dourada | 3 estrelas + transfers + taxas de aeroporto, segurança e combustível (€ 93) + Seguro de Viagem

desde:

487

por pessoa em duplo

Exclui: Despesa de reserva (€29 por processo e não por pessoa) + suplementos; lugares limitados; taxas sujeitas a alteração; sujeito às nossas condições gerais. CONSULTE-NOS.

RNAVT 1702

Rua Cândido dos Reis, 222 | 4600-055 AMARANTE Email: amarante@abreu.pt - Tel.: 255410100 - Fax: 255410109

ABERTO à hORA dE ALMOÇO

Quinta-feira, 01 de Setembro 2011 | Nº 1632| Ano 32 | euro 0.80

Aventura Marão Clube

A Casa da Juventude deu a provar os sabores da Mediterrâneo


2| O Jornal de Amarante

Espelho de Água por A. Magalhães

Mesmo que não pareça o mundo avança Nos meus tempos de jovem, conheci um senhor, grande proprietário de terras, monárquico e católico como não poderia deixar de ser um fidalgo português, sisudo, de poucas mas atiladas palavras, que dizia, aí por volta da década de quarenta: “Há-de vir o tempo, e não levará muitos anos, em que os filhos dos meus caseiros me entrarão em casa como médicos ou engenheiros,” O fidalgo não falava assim por ter ideias de progresso social e desejasse que assim acontecesse, mas por despeito e ironia, pois como era homem rico e de classe superior não concebia muito bem que os filhos dos pobres fossem doutores ou engenheiros. Essas formaturas universitárias, a seu ver, só deveriam ser acessíveis aos folhos dos ricos como ele e assim perpetuar os privilégios de classe. Foi com fidalgos como este e outros de igual prosápia, donos de bancos e empresas nacionais e coloniais que as classes Clero, Nobreza e Povo, se mantiveram intocáveis até ao 25 de Abril, que se lhes não

deu o golpe de misericórdia, as abalou profundamente. O fidalgo morreu sem ter visto entrar nos portões do seu solar um médico ou um engenheiro filho de sapateiro ou agricultor ou de qualquer trabalhador humilde. Misericordioso, o destino poupou-o a esse desgosto, como poupou a outros desgostos que seria o abandono das suas terras que ficaram a monte. Os ubérrimos campos e vessadas das suas quintas comidos de urtigas e silvedos e outros arbustedos selvagens oferecem um aspecto desolador mercê das politicas insensatas e empobrecedoras dos últimos trinta e quatro anos. O fidalgo, homem culto, previra o acesso dos filhos dos pobres às universidades mas não o abandono da agricultura. Como se verificou. O fidalgo morreu, que descanse em paz, amém. Os filhos e os netos ainda viram, ou poderiam ver, médicos e engenheiros oriundos de famílias pobres graças às universidades públicas criadas depois da

revolução. Eu próprio tenho na família alguns médicos e advogados que nunca o poderiam ser se não fossem as escolas e universidades do estado pois para frequentar as privadas era preciso bom dinheiro. Não há dúvida que duas das mais importantes conquistas sociais de Abril foram universidades públicas e o Serviço Nacional de Saúde, agora postas em jogo, sobretudo a última, pela gente que agora governa. A ideia de conquista do poder nas três instâncias superiores da Nação, (Parlamento, Governo, Presidente) sempre foi um sonho obsessivo da direita onde freme o ódio à revolução de Abril devido às suas conquistas sociais. A classe que dominou como quis o povo português durante quarenta e oito anos e o condenou à pobreza e à ignorância cujas consequências ainda são visíveis trinta e sete anos depois, é mais ou menos a mesma ressalvado o contexto histórico, só que agora o faz com verniz democrático. E chegado aqui, apetece-me parodiar a célebre

definição atribuída ao estilo literário de Eça: Sob o manto diáfono da democracia, a nudez crua da realidade social. Há cinquenta anos éramos o país mais pobre da Europa, logo a seguir à Grécia. E hoje em que lugar estamos? Os simpatizantes do fascismo, representados agora nos filhos e netos que pululam por aí nos bancos, nas empresas, na comunicação social, nas fundações, na direcção de colectividades, na presidência de algumas autarquias, não mudaram de pele ideológica: o que mudaram dói de método. A censura existe de facto, mas não há oficialmente uma Comissão de Censura. A liberdade sindical existe, mas nem todos os trabalhadores se inscrevem nos sindicatos por terem dificuldades para as suas vidas. O voto é livre, mas é condicionado nas mentes de muita gente por razões abstractas de propaganda aliciadoras que enganam milhões de pessoas ingenuamente crédulas e politicamente ignorantes. Por debaixo de manto

pobreza, a procura de estratégias e alternativas, entre públicos e privados, para que a todos seja possível viver com dignidade. Em contrapartida, talvez não se ouvisse tanto falar em aumento de criminalidade, e com uma boa educação e acessível a todos, se evitassem no futuro mais alguns centros prisionais ou que os existentes não se encontrassem sobrelotados. E numa altura em que se pedem sacrifícios a todos, os dirigentes da Madeira querem um estatuto de excepção e pretendem a “sua” fatia do empréstimo da troika., quando em simultâneo se descobrem buracos colossais na divida daquela região, em parte motivados pela construção de estradas, por uma empresa criada em 2008, que é detida pelo Governo da Madeira, e quando o ministro das finanças diz publicamente não ter autoridade para se pronunciar sobre a divida madeirense, mas tem legitimidade para falar sobre a situação financeira da região dos Açores. Discute-se ou adia-se discutir a tributação extra dos “ricos”, tema lançado pelos ditos “ricos” france-

ses e americanos, precisamente por individualidades de países em que maioria dos ditos ”ricos”o são por terem recebido heranças e ter sucedido a grandes impérios deixados pelos seus antepassados. Não se trata de uma disputa entre ricos e pobres, apenas de distribuição de sacrifícios, que seja credível e não meramente demagógica. Uns sugerem a tributação extra dos rendimentos declarados em sede de IRS, outros no património mobiliário e outros que essa tributação seja efectuada sobre o património imobiliário. Por cá, o Senhor Presidente da República defende a criação de imposto sobre sucessões e doações. Quanto ao património mobiliário diz-se que pode levar à fuga de capitais; sobre o IRS poderá conduzir ao aumento de fuga aos impostos, quanto ao imposto sobre sucessões e doações é de conhecimento geral o xico-espertismo nesta matéria, quanto ao património imobiliário essa tributação poderia, por exemplo, passar pela actualização de todos os imóveis registados nos serviços de finanças ou promover

ao registo dos mais antigos, que não estando registados, também não pagam impostos.

democrático muito escrupuloso na forma acoita-se, vivo e persistente, um fascismo larvar. odavia, o mundo avança. Hoje há doutores e engenheiros filhos de lavradores e operários. É um grande passo no caminho certo. O ensino gratuito levado até às últimas instâncias a toda a gente é uma vitória social importante que o 25 de Abril implantou mesmo contrariando a vontade egoísta das classes dominantes. O processo libertador do homem v

EDITORIAL A palavra “crise” deu lugar à palavra “cortar”. Não se ouve outra coisa, a qualquer parte que se vá, qualquer jornal que se leia ou telejornal que se assista. Acresce a este panorama animador os aumentos dos impostos e dos preços, que incidem essencialmente, sobre os assalariados e pensionistas, sem serem tomadas quaisquer medidas que criem concretamente crescimento económico. E nesta senda, que mais parece uma cruzada, o que se nota é uma grande insensibilidade social, onde o executivo esquece que um dia destes não tem o que cortar nem onde obter receita, pois quanto menor for o rendimento disponível dos portugueses e das famílias menos receita é gerada, todos os sectores da actividade retraem e a economia entra em total estagnação, o que causa por um lado desemprego, desigualdades sociais, pobreza e exclusão social e atrofiamento da classe média. A par da retoma económica que é necessária, não pode ser esquecida a recuperação do tecido social, a luta contra a exclusão e a

O JORNAL DE AMARANTE Propriedade Publitâmega - Publicações do Tâmega, Lda. Tiragem Média 3500 exemplares.

jornaldeamarante@iol.pt jornaldeamarante@gmail.com

Vejamos no que isto dá. | HM|

90.000€ APARTAMENTO COMO NOVO COM 140m2, 3 QUARTOS, UM DELES COM SUITE, 2 CASAS DE BANHO SERVIÇO, COZINHA MOBILADA, DESPENSA, SALA COM LAREIRA, LUGAR DE GARAGEM PARA 2 CARROS, ARRECADAÇÃO, BEM LOCALIZADO, CENTRO DA CIDADE. Sociedade de Mediação Imobiliária, Lda. Tel. 255 425 389 – 966353312 Lic. 3757 AMI www. Milares.com

Directora: Mª José Cunha Colaboradores: A. Magalhães, António Patrício, Carlos Carvalho, Costa Neves, Gabriel Carvalho, Hermínia Mendes, Hernâni Carneiro, Maria Rosa Pinto da Cunha, Mário Fernandes, Paulo Teixeira.net, João Pereira da Silva, Simão Marinho, Sónia Bastos, Raquel Marinho, Telma Pinto Ferreira Design e Paginação: Maria José Cunha Secretariado: Maria José Cunha Administração/Redacção/Departamento Comercial: Largo de S.Pedro, 2ºC, Apartado 75 - 4600-036 Amarante, Tels.: 255 432 301/255 432 313/ 255 432914 Registos: Ministério da Justiça/Instituto de Comunicação Social - 106941| Depósito Legal: 135757/99 Pessoa Colectiva: 500 886 644 Depósito Legal: 135757/99 Pessoa Colectiva Nº 500 886 644 Gerência: Joaquim José F. Machado, Eduardo Oliveira Pinheiro (detentor de mais de 10% do Capital) Tels.: 255 432 301/255 432 313/ 255 432 914

Preço de Assinatura Continente 30,00 Euros | Estrangeiro 50,00 Euros

Porte Pago Avença – 4600 Amarante


O Jornal de Amarante Quinta-feira, 01 de Setembro 2011 | 3

ACTUALIDADE

Aventura Marão Clube

A Casa da Juventude deu a provar os sabores da Mediterrâneo A Casa da Juventude de Amarante voltou a partilhar, com todos os que apareceram na 3ª edição do Euromed Food Day, os sabores do Mediterrâneo. Tal como nas edições anteriores este evento (que decorreu no passado dia 30 de Agosto e que contou felizmente com a presença de muitas pessoas) foi uma excelente oportunidade para provar (grátis) algumas das tradições gastronómicas dos países mediterrânicos, combinando a partilha das marcas culturais mediterrânicas com a proposta de alimentação saudável e biológica da Casa da Juventude de Amarante. No final, e fazendo eco das palavras da maioria das pessoas que apareceram, ficou claro que o mar Mediterrâneo tem muito mais a unir-nos do que a separar-nos e que estas iniciativas têm, para além da partilha em si mesma, um impacto muito positivo na aproximação entre povos e na criação das bases certas para uma verdadeira cultura de paz entre todos. Esta iniciativa esteve inserida no Intercâmbio de Jovens “Euromed Challenge #1: be a volunteer!” que teve lugar na Casa da Juventude de Amarante de 23 a 31 de Agosto de 2011 envolvendo 24 jovens da Europa (Itália e Portugal) e dos Países Mediterrânicos (Egipto e Líbano) e que promoveu diversas iniciativas e exemplos de voluntariado junto da comunidade local, em especial os mais jovens. Aproveitou as comemorações do Ano Europeu do Voluntariado para desenvolver actividades de sensibilização para o tema do voluntariado tendo desafiado a comunidade local para ser mais activa na ajuda a outras pessoas e causas. Os objectivos principais desta Actividade estiveram ligados ao envolvimento da comunidade local em peque-

nas acções de voluntariado, à promoção do espírito de cooperação entre os jovens e destes com a comunidade local e ao encorajamento da criatividade através de desafios que apelaram à iniciativa dos jovens em ambiente de competição saudável. Em concreto os participantes foram divididos em grupos e tiveram de realizar 36 diferentes tarefas (“missões”) ligadas ao exercício cívico de voluntariado, como por exemplo, levar um lanche aos idosos da Santa Casa da Misericórdia, preparar uma actividade de animação para as crianças da Terra dos Homens, limpar as margens do Rio Tâmega, divulgar o tema do voluntariado através dos canais existentes na Casa da Juventude (Facebook, cartazes, etc.), promover o trabalho dos Bombeiros Voluntários de Amarante, ajudar um produtor biológico local, entre muitas outras. Este Intercâmbio de Jovens foi organizado pelo Aventura Marão Clube (AMC), sendo comparticipado pelo Programa Juventude em Acção da União Europeia. Insere-se numa estratégia do Aventura Marão Clube de aproximação dos jovens amarantinos às propostas de participação e mobilidade da Casa da Juventude de Amarante e que tem permitido a muitos deles potenciarem as suas capacidades, conhecerem novas pessoas e culturas de países diferentes. Ao longo deste ano o AMC está a desenvolver diversos projectos envolvendo jovens locais, respondendo assim às expectativas geradas em torno da proposta de parceria que apresentou para a gestão e dinamização dum espaço tão importante como a Casa de Cultura e Juventude de Amarante. Importa destacar, pela sua dimensão,

dois projectos de longa duração desenvolvidos no âmbito do Programa Juventude em Acção da Comissão Europeia: - o projecto Portugaliza.EU (que terminou em Agosto de 2011) realizado em conjunto com a CMA (através do Projecto Percursos Integrados do Programa Escolhas) e com outros parceiros internacionais (Galiza, França e Bélgica) e que envolveu um total de 96 jovens participantes dos 15 aos 25 anos com o objectivo de aproximar a cultura de dois povos irmãos dos desafios da construção europeia. - o projecto Jovens de Pleno Direito (que durará até Maio de 2012) que está a ser desenvolvido em parceria com a Escola Secundária de Amarante e também com outros parceiros europeus (Grécia, Polónia e Roménia) envolvendo um total de 50 jovens participantes dos 15 aos 18 anos com o objectivo de sensibilizar as pessoas,

Senhor Assinante, aproveite a ocasião das férias e venha-nos visitar. Assim sendo, poderiam regularizar a sua assinatura, visto que temos bastantes encargos postais e queremos continuar a cumprir a nossa missão de vos informar.

em especial outros jovens, para o exercício de uma cidadania plena e consciente dos Direitos Humanos. O empenho do AMC na promoção dos seus valores através destes projectos e de outras iniciativas envolvendo as suas diversas secções tem sido reconhecido pelos organismos nacionais e europeus que tutelam a área da juventude e, nesse sentido, a Casa da Juventude de Amarante viu ser aprovado um importante projecto (Outubro de 2011) que permitirá a várias organizações internacionais (de 10 países da Europa e do Mediterrâneo) visitarem o nosso espaço, conhecerem as ideias e os valores que defendemos, partilhar experiências de trabalho na área da juventude mas, sobretudo, perceber as boas práticas que estamos a consolidar com os diversos parceiros locais com quem desenvolvemos actividades (câmara, escolas, instituições sociais, etc.). É

um motivo de orgulho cá dentro ser reconhecido lá fora pelo trabalho em prol de um futuro melhor para os mais jovens. Esta visita de estudo vai ser mais uma excelente oportunidade para o Aventura Marão Clube e Amarante poderem mostrar o seu trabalho e aptidão para os desafios que se colocam ao voluntariado, ao trabalho no sector social e às novas oportunidades educativas para os mais jovens, sobretudo aqueles com menos possibilidades. O Aventura Marão Clube é uma associação local sem fins lucrativos, criada em 1993, que promove hábitos de vida saudáveis, em especial junto dos mais jovens. Desenvolve actividades ligadas ao BTT, Canoagem e Comércio Justo, sendo responsável pela abertura, em 1999, da 1ª Loja Portuguesa de Comércio Justo, em Amarante e, recentemente, pela gestão da Casa da Juventude de Amarante. (www. aventuramaraoclube.com)

VENDE-SE Lavandaria Golfinho no edifício golfinho na avª general vitorino laranjeira contacto: mªAmparo 255433397 ou 934257364


4 | O Jornal de Amarante

CLASSIFICADOS

Câmara Municipal de Amarante EDITAL Nº 50/2001 DRª OCTÁVIA MANUEL DA ROCHA E FREITAS MORAIS CLEMENTE, VICE-PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE AMARANTE: Faz saber, para efeitos do disposto no nº 3 do artigo 27º do Decreto-Lei nº 555/99 de 16/12, com as alterações introduzidas pela Decreto-Lei nº 26/2010 de 30/03, serve o presente para se dar conhecimento a todos os proprietários dos lotes, do loteamento titulado pelo alvará nº 4/2005, sito no lugar de Devesa, freguesia de Cepelos, que deu entrada nestes Serviços um pedido de alteração à licença do loteamento titulado pelo alvará aci-

ma referido, a requerimento de Cláudio Manuel Pinto de Faria, NIF 211 012 327, residente na Rua do Formão, 184, freguesia de Cepelos, na qualidade de proprietário do lote nº 13 do referido alvará, o qual consiste em: - Alteração do polígono de implantação; - Aumento da área de implantação, passando de 150 m2 para 225 m2. Mais se informa, que o processo administrativo respectivo, com o nº 13/2011, pode ser consultado todos os dias úteis, dentro das horas normais de expediente, na Repartição Administrativa do Departamento

de Urbanismo e Planeamento desta Autarquia. As sugestões, reclamações ou observações que, eventualmente, venham a ser apresentadas, devem ser formuladas no prazo de 10 dias, através de requerimento escrito, devendo no mesmo constar a identificação completa, o endereço dos seus autores e a qualidade em que as apresentam. Amarante e Departamento de Urbanismo, 23 de Agosto de 2011. A Vice-Presidente da Câmara, a) Drª Octávia Manuel da Rocha e Freitas Morais Clemente

Câmara Municipal de Amarante EDITAL N.º 54/2011 DRª OCTÁVIA MANUEL DA ROCHA E FREITAS MORAIS CLEMENTE, VICE-PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE AMARANTE: Faz saber, para efeitos do disposto no nº 3 do artigo 27º do Decreto-Lei nº 555/99 de 16/12, com as alterações introduzidas pela Decreto-Lei nº 26/2010 de 30/03, serve o presente para se dar conhecimento a todos os proprietários dos lotes, do loteamento titulado pelo alvará nº 9/99, sito no lugar de Prazo, freguesia de Cepelos, que deu entrada nestes Serviços um pedido de alteração à licença do loteamento titulado pelo alvará acima referido, a requerimento

de Eva Marília Mendes Couto, NIF 228 644 810, residente no lugar de Prazo, freguesia de Cepelos, na qualidade de proprietário do lote nº 5 do referido alvará, o qual consiste em: - Alteração do polígono de construção; - Construção de um anexo destinado a garagem com 136.30 m2; - Aumento da área de implantação passando de 132.50 m2 para 268.80 m2. Mais se informa, que o processo administrativo respectivo, com o nº 22/2011, pode ser consultado todos os dias úteis, dentro das horas normais de expediente, na Repartição Administrativa do Departamento

de Urbanismo e Planeamento desta Autarquia. As sugestões, reclamações ou observações que, eventualmente, venham a ser apresentadas, devem ser formuladas no prazo de 10 dias, através de requerimento escrito, devendo no mesmo constar a identificação completa, o endereço dos seus autores e a qualidade em que as apresentam. Amarante e Departamento de Urbanismo, 23 de Agosto de 2011. A Vice-Presidente da Câmara, a) Drª Octávia Manuel da Rocha e Freitas Morais Clemente

Câmara Municipal de Amarante EDITAL N.º 49/2011 DRª OCTÁVIA MANUEL DA ROCHA E FREITAS MORAIS CLEMENTE, VICE-PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE AMARANTE: Faz saber, para efeitos do disposto no nº 3 do artigo 27º do Decreto-Lei nº 555/99 de 16/12, com as alterações introduzidas pela Decreto-Lei nº 26/2010 de 30/03, serve o presente para se dar conhecimento a todos os proprietários dos lotes, do loteamento titulado pelo alvará nº 9/2000, sito no lugar de Pidre, freguesia de Mancelos, que deu entrada nestes Serviços um pedido de alteração à licença do lotea-

mento titulado pelo alvará acima referido, a requerimento de Fernando Coelho Osório, NIF 143587935, residente no lugar de Pidre, freguesia de Mancelos, na qualidade de proprietário do lote nº 5 do referido alvará, o qual consiste em: - Construção de um anexo, implantado na parte posterior do lote, destinado a área técnica com a área de 27 m2. Mais se informa, que o processo administrativo respectivo, com o nº 15/2011, pode ser consultado todos os dias úteis, dentro das horas normais de expediente, na Repartição Administrativa do Departamento de Urbanismo e Planeamento

desta Autarquia. As sugestões, reclamações ou observações que, eventualmente, venham a ser apresentadas, devem ser formuladas no prazo de 10 dias, através de requerimento escrito, devendo no mesmo constar a identificação completa, o endereço dos seus autores e a qualidade em que as apresentam. Amarante e Departamento de Urbanismo, 23 de Agosto de 2011 A Vice-Presidente da Câmara, a) Drª Octávia Manuel da Rocha e Freitas Morais Clemente

Câmara Municipal de Amarante EDITAL N.º 48/2011 DRª OCTÁVIA MANUEL DA ROCHA E FREITAS MORAIS CLEMENTE, VICE-PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE AMARANTE: Faz saber, para efeitos do disposto no nº 3 do artigo 27º do Decreto-Lei nº 555/99 de 16/12, com as alterações introduzidas pela Decreto-Lei nº 26/2010 de 30/03, serve o presente para se dar conhecimento a todos os proprietários dos lotes, do loteamento titulado pelo alvará nº 7/95, sito no lugar do Mosteiro, freguesia de Mancelos, que deu entrada nestes Serviços um pedido de alteração à licença do loteamento titulado pelo alvará acima referido, a requerimento de Agostinho Armando Teixeira Alves dos Reis, NIF 203 207 416, residente no lugar da Porta, freguesia de Mancelos, na qualidade de proprietário do lote nº 4 do referido alvará, o qual consiste em: - Alteração da configuração do polígono de implantação; - Alteração da mancha/área de implantação passado de 180 m2 para 226 m2; -A área bruta da cave é de

226 m2, destinada a garagem; - A área bruta do rés-dochão é de 172 m2, destinada a habitação. Mais se informa, que o processo administrativo respectivo, com o nº 40/2010, pode ser consultado todos os dias úteis, dentro das horas normais de expediente, na Repartição Administrativa do Departamento de Urbanismo e Planeamento desta Autarquia. As sugestões, reclamações ou observações que, eventualmente, venham a ser apresentadas, devem ser formuladas no prazo de 10 dias, através de requerimento escrito, devendo no mesmo constar a identificação completa, o endereço dos seus autores e a qualidade em que as apresentam. Amarante e Departamento de Urbanismo, 23 de Agosto de 2011. A Vice-Presidente da Câmara, a) Drª Octávia Manuel da Rocha e Freitas Morais Clemente

Câmara Municipal de Amarante AVISO TORNA-SE PÚBLICO, para efeitos do disposto na alínea b) do n.º 2 do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 555/99, de 16/12, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei nº 26/2010 de 30/03, que em 23/08/2011 foi emitido aditamento à licença de loteamento, titulada pelo alvará nº 17/85 em nome e a requerimento de José de Sousa Monteiro, NIF 199 665 397, residente no lugar de S. Gens, freguesia de Freixo de Cima, através do qual é licenciado o aditamento ao alvará de loteamento acima referido, o qual incidiu sobre o prédio urbano, sito no lugar de S. Gens de Baixo, freguesia de Freixo de Cima, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 660 e descrito na Conservató-

ria do Registo Predial na ficha 00035/271285. A alteração ao alvará de loteamento supra, deferida por despacho de 07/07/2011 respeita o disposto no Regulamento do Plano Director Municipal, e consiste no seguinte: Alteração das especificações do lote nº 15: - Ampliação da mancha de implantação de 121.41 m2 para 148.29 m2. Município de Amarante, 23 de Agosto de 2011. A Vice-Presidente da Câmara, a) Drª Octávia Manuel da Rocha e Freitas Morais Clemente

VENDE-SE terreno e monte com 7.000 m2, dá para construir, e localiza-se a 50 m da estrada, com água própria contacto: 916758505


O Jornal de Amarante Quinta-feira, 01 de Setembro 2011 | 5

ACTUALIDADE Figueiró (Santa Cristina)

Padre Nelson Soares tomou posse como Pároco O Padre Nelson Soares tomou posse no Domingo, 28 de Agosto, como Pároco de Figueiró (Santa Cristina), depois de ter sido nomeado para o cargo, no passado mês de Julho, pelo Bispo do Porto, D. Manuel Clemente, função que acumulará com as que já desempenhava como Pároco de Telões, onde existem três Comunidades. A primeira celebração presidida pelo novo Pároco, decorreu ao final da manhã, tendo sido concelebrada por três Sacerdotes da Vigararia, nomeadamente o Vigário Adjunto, Pe.António Jorge Oliveira; Pe.Joaquim Teixeira e Pe. José Manuel Ferreira. Na homilia, o Padre Nelson Soares aludiu ao cerne da vida do cristão e à transformação que lhe deverá estar associada,

quando efectuada uma caminhada consciente e conducente ao crescimento na Fé e bem assim na pessoa de Jesus Cristo. Numeroso grupo de novo paroquianos marcou presença nesta celebração, onde também se fizeram notar as presenças de familiares, amigos e paroquianos de Telões. Ao aproximar-se o início de um novo ano pastoral, que arrancará oficialmente a 9 de Setembro, vislumbra-se também a nível nacional um tempo marcado pelo reduzido número de Clero e pela reflexão que visa repensar a pastoral da Igreja em Portugal. A sensibilidade vocacional vai crescendo nas nossas Comunidades no entanto, é certo, que as Dioceses de Portugal, através da Conferência Episcopal

Portuguesa, pensam no futuro e em caminhos de nova Evangelização que deverão conduzir as Comunidades a “um novo ardor, novos métodos e novas expressões”, conforme refere o Bispo do Porto. Para além disso, D. Manuel Clemente, na nota de nomeações do passado mês de Julho, recorda que “caminha-se para uma pastoral mais conjugada, Vigararia a Vigararia e mesmo entre paróquias vizinhas, contando com equipas e padres, diáconos, religiosos/as, associações, movimentos e leigos comprometidos em vários serviços, realizando e alargando aquela comunhão que verdadeiramente nos define como Igreja de Deus para o mundo.”

Primeira entrega de cabazes PROVE em Amarante Na próxima sexta-feira, dia 2 de Setembro de 2011, entre as 17H30 e as 19H30, vai realizarse a primeira entrega de cabazes PROVE em Amarante. Graças à estreita colaboração entre a Dolmen e a Associação Viver Canadelo foi possível juntar um grupo de pequenos agricultores, fazendo chegar produtos hortofrutícolas frescos e de qualidade à população de Amarante. Por outro lado, esta metodologia possibilita o escoa-

mento de produtos desses produtores agrícolas. O cabaz inclui um vasto conjunto de frutas e legumes e o seu preço varia entre 7,00€ (cabaz pequeno – 5 a 7 Kg) e 9,00€ (cabaz normal – 7 a 9 Kg). A entrega dos cabazes acontecerá todas as sextas-feiras nas instalações da Junta de Freguesia da Madalena, em Amarante. Faça já a sua inscrição!Os consumidores interessados em

adquirir o cabaz devem efectuar o registo/encomenda em www. prove.com.pt podendo alternativamente utilizar o e-mail encomendas.amarante@prove.com. pt ou os telefones 255542154 (Daniela Carvalho) 911814055 (Viver Canadelo). Para mais informações consulte o site da Dolmen em www. dolmen.co.pt ou visite o Centro de Promoção de Produtos Locais nas nossas instalações em Baião.

Gondar

5º Passeio Pedestre O Bem-Estar, Associação de Solidariedade Social de Gondar (Amarante), organiza o seu 5º Passeio Pedestre no próximo dia 10 de Setembro de 2011. Este evento que junta desde 2007 centenas de pessoas tem como finalidade proporcionar o convivio entre a comunidade, promovendo o interesse pelo pedestrianismo e o gosto pelo exercício físico. A concentração para o início do percuso terá lugar na Praia Fluvial de Larim, em Gondar, por volta das 15h, terminando pelas 19h30, no mesmo local. No final da marcha decorrerá um jantar conví-

vio com vitela assada na brasa, seguido de animação musical. A inscrição deverá ser realizada até 5 de Setembro para o 255441097 ou através do e-mail: geral.bemestar@gmail.com.


6 | O Jornal de Amarante

CLASSIFICADOS

Câmara Municipal de Amarante AVISO TORNA-SE PÚBLICO, para efeitos do disposto na alínea b) do n.º 2 do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 555/99, de 16/12, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei nº 26/2010 de 30/03, que em 23/08/2011 foi emitido aditamento à licença de loteamento, titulada pelo alvará nº .º 53/76 em nome e a requerimento de Bonfim Guimarães de Sousa, NIF 179 867 776, residente no lugar de Palmazões, freguesia de Gondar, através do qual é licenciado o aditamento ao alvará de loteamento acima referido, o qual incidiu sobre o prédio urbano, sito no lugar de Palmazões, freguesia de Gondar, descrito na Conservatória do Registo Predial na ficha 00654/010792. A alteração ao alvará de lo-

teamento supra, deferida por despacho de 07/07/2011 respeita o disposto no Regulamento do Plano Director Municipal, e consiste no seguinte: Alteração das especificações do lote nº 12: - Aumento e alteração da área de implantação, passando de 120 m2 para 193.80 m2; - Aumento da área de construção passando de 240 m2 para 286.80 m2; - Construção de um anexo destinado a garagem e área técnica. Município de Amarante, 23 de Agosto de 2011. A Vice-Presidente da Câmara, a) Drª Octávia Manuel da Rocha e Freitas Morais Clemente

Cartório Notarial de Amarante A cargo da Licenciada OLGA MARIA DE CARVALHO SAMÕES, Notária com o arquivo do extinto Cartório Público. Faço saber para efeitos de publicação na imprensa local, que neste Cartório, no livro 266 folhas 97 e seg, se encontra uma escritura de JUSTIFICAÇÃO de vinte e seis de Agosto de dois mil e onze, em que: PRIMEIROS: AVENTINO PEREIRA BARBOSA, NIF.160.964.946, e esposa PALMIRA MENDES BARBOSA, NIF.132.404.796, casados sob o regime da comunhão de adquiri-dos, ambos naturais da freguesia de Bustelo, concelho de Ama-rante, residentes na Rua da Grandra, nº 133, freguesia de Vilar do Paraíso, concelho de Vila Nova de Gaia. S E GUNDOS: ARLINDO RIBEIRO, NIF.185.743.137, e esposa MARIA ALCINA PEREIRA BARBOSA RIBEIRO, NIF.213.194.651, casados sob o regime da comunhão de adquiri-dos, ambos naturais da freguesia de Bustelo, concelho de Ama-rante, onde residem no lugar

Associação Desportiva de Amarante Convocatória Nos termos da alínea A) do Artigo 20º do Estatutos, convoco todos os Associados, no pleno uso dos seus direitos, para reunirem, em Assembleia Geral Ordinária, a realizar pelas 21h30 do dia 15 do mês de Julho, na Sede Social desta Colectividade, sita no antigo parque de campismo, com a seguinte Ordem de Trabalhos: 1. Eleição dos Corpos Gerentes para o Triénio 2011/2014;

2. Discussão de assuntos de interesse da Colectividade. Se à hora marcada não estiver reunido o número suficiente de Associados, esta Assembleia iniciar-se-á meia hora depois com o número de Associados presentes. Amarante, 27 de Junho de 2011 O Presidente da Assembleia Geral António Alcino Norte Simões

 

   ���     

de Travanca do Monte. DECLARARAM: Que são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrem, na proporção de METADE para cada um dos primeiros e segundos outorgantes do seguinte imóvel: Prédio rústico, denominado “Roçado”, composto de mato, sito no lugar da Guarda, freguesia de Carvalho de Rei, concelho de Amarante, a confrontar de Norte e Poente, com António Oli-veira, de Sul, com António Pinto e de Nascente, com Maria Con-ceição Mendes, omisso, na Conservatória do Registo Predial de Amarante inscrito na matriz em nome dos justificantes maridos nas referidas proporções sob o artigo 1722, com o valor patrimo-nial e igual atribuído de 5,05€. Que no ano de mil novecentos e oitenta e cinco, em dia e mês que não podem precisar, compraram verbalmente nas referidas proporções, o acima identificado prédio a Manuel Joaquim e Maria Aurora, casados na comunhão geral de bens, residentes que foram no lugar da Guarda, freguesia de Car-

valho de Rei, concelho de Amarante, compra venda esta que nunca foi reduzida a escrito. Que, no entanto, e desde essa data, nele vêm praticando todos os actos conducentes ao aproveitamento de todas as suas utilida-des, ocupando-o segundo os seus destinos e fins, em proveito próprio, composse que se manteve sem qualquer oposição nem interrupção e com o conhecimento de toda a gente, comportando-se os compossuidores como se fossem titulares do direito de com-propriedade plena sobre o referido prédio. Que nestes termos, detêm a composse em nome próprio, pacífica, contínua e pública por mais de vinte anos sobre o dito prédio nas ditas proporções, pelo que o adquiriram nas citadas propor-ções por USUCAPIÃO. Está conforme. Cartório Notarial de Amarante, 26/08/2011 A Notária, Olga Maria de Carvalho Samões

Olo Amarante

ALZIRA DA SILVA AGRADECIMENTO E MISSA DE 7.º DIA A Família agradece reconhecidamente, à Santa casa de Misericórdia de Amarante, ao Hospital, e a todos os que lhe prestaram apoio médico e auxiliar, e aqueles que de outro modo se associaram a sua dor. Aproveito o ensejo para comunicar que em sufrágio a sua alma será celebrada missa de 7º dia sábado dia 3 pelas 19h15 na Igreja paroquial de Olo. Antecipadamente agradece a todos quantos com a sua presença se dignarem assistir a este acto religioso. A Família Euro Funerária de Gualtar – 253 677 670 tem. 934 440 008 Email, euro.funeraria@sapo.pt

Bombeiros Voluntários de Amarante COMUNICADO A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Amarante comunica a todos os Associados em particular, assim como a toda a comunidade em geral, que por sentença proferida nos autos de processo com o nº 575/08.6 TB AMT, crime de peculato “ apropriação ilícita de dinheiro no montante de 11.235,00 €, foi o sócio nº 260, Sr. Manuel

Ilídio Magalhães Pinto Pinheiro, ex-Presidente desta Associação no período de 2000 a 2005, condenado na pena de vinte e quatro meses de prisão, sendo esta suspensa com a obrigação do pagamento de 1.500,00 €, à Maternidade Júlio Dinis, Serviço de Neonatologia do Porto, assim como nas custas do processo e respectiva taxa de justiça no montante de 3 UC,S. Apresentado recurso para o

Tribunal da Relação do Porto, este confirmou na integra o teor da sentença supra, agravando a taxa de justiça para 5 UC,S. A presente sentença transitou em julgado. Mais se informa que se encontra disponível na secretaria desta Associação um exemplar da sentença para consulta. Amarante, 05/04/2011 A Direcção

Facebook/ninajoias Rua 5 de Outubro, nº 74 Telef: 255 432315 – ninajoias@sapo.pt - AMARANTE


O Jornal de Amarante Quinta-feira, 01 de Setembro 2011 | 7

CLASSIFICADOS

Cartório Notarial de Amarante A cargo da Licenciada OLGA MARIA DE CARVALHO SAMÕES, Notária com o arquivo do extinto Cartório Público. Faço saber para efeitos de publicação na imprensa local, que neste Cartório, no livro 266 a folhas 79 e seguintes, se encontra uma escritura de JUSTIFICAÇÃO de vinte e quatro de Agosto de dois mil e onze, em que: CARLOS ALBERTO DA SILVA, NIF.144.008.165, e esposa MARIA AMÉLIA PINHEIRO DE MACEDO, NIF.144.008.157, casados sob o regime da comunhão geral de bens, ele natural da freguesia de Mancelos, ela da freguesia de Telões, ambas do concelho de Amarante, residentes em França 27 Square dês Hautes Chalais 35200 Rennes. DECLARAM: Que são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrem, do seguinte imóvel, no valor atribuído igual ao valor patrimonial de DEZ MIL, SETECENTOS E SETENTA E

SEIS EUROS E CINQUENTA E TRÊS CÊNTIMOS: Prédio urbano, destinado a habitação composto de résdo-chão e andar, com a superfície coberta de cem metros quadrados e logradouro com a área de seiscentos e cinquenta metros quadra-dos, sito em Fontemor, freguesia de Telões, concelho de Amaran-te, a confrontar de Norte com estrada camarária, de sul com Inês Alves Pinheiro, de nascente com caminho público e do poente com Casimiro de Jesus Teixeira, omisso na Conservatória do Registo Predial de Amarante, inscrito na matriz em nome do pri-meiro outorgante marido sob o artigo 1248, com o valor patrimo-nial de 10.776,53€. Que no ano de mil novecentos e oitenta e quatro, em dia e mês que os primeiros outorgantes não podem precisar, foilhes doado verbalmente, pela Junta de Freguesia de Telões, com sede em Telões, concelho de Amarante o referido prédio,

doação esta que nunca foi reduzida a escrito. Que, no entanto, e desde essa data, nele vêm praticando todos os actos conducentes ao aproveitamento de todas as suas utilida-des, ocupando-o segundos os seus destinos e fins, em proveito próprio, posse que se manteve sem qualquer oposição nem inter-rupção e com o conhecimento de toda a gente, comportando-se os primeiros outorgantes, como possuidores fossem do direito de propriedade plena sobre o referido prédio. Que nestes termos, detêm a posse em nome próprio, pacífica, contínua e pública por mais de vinte anos sobre o dito prédio, pelo que o adquiriram por USUCAPIÃO. Está conforme. Cartório Notarial de Amarante, 24/08/2011 A Notária a) Olga Maria de Carvalho Samões

Faz-se saber que, nos autos acima identificados, encontrase designado o próximo dia 10 de Outubro de 2011, às 14h00, no Tribunal Judicial de Amarante, para a abertura de propostas que sejam entregues até esse momento na secretaria do Tribunal pelos interessados na compra dos seguintes imóveis: Verba um: Prédio urbano,

composto por fracção autónoma designada pela letra “H”, destinada a comércio, indústria ou serviços, com a área total de 126M2, sito na Av. 25 de Abril – Galerias Plus, freguesia da Madalena, concelho de Amarante, inscrito na matriz sob o artigo 681 fracção H e descrito na Conservatória do Registo Predial de Amarante pelo n.º 438/950102 – H - Madalena. Valor base: €225.000,00 Serão aceites as propostas de valor igual ou superior a €157.500,00, correspondente a 70% do valor base. Verba dois: Prédio urbano, composto por fracção autónoma designada pela letra “O”, destinada a habitação, tipo T3 com a área total de 240.50M2, sito na Av. 25 de Abril, freguesia da Madalena, concelho de Amarante, inscrito na matriz sob o artigo 334 fracção O e descrito na Conservatória do

AGRADECIMENTO Sua família vem por este meio, e muito reconhecidamente agradecer a todas as pessoas que participaram no funeral do saudoso extinto ou que, de qualquer outro modo, lhes manifestaram o seu pesar. Agradecem também a todas as pessoas que se dignaram assistir à missa de 7º dia. Pedem desculpa por qualquer falta involuntariamente cometida. Agência Funerária S. Pedro - 255432496 | 917534643 | 917578908

Estradinha-Telões– Amarante Dª Maria do Céu Teixeira de Carvalho

AGRADECIMENTO Sua família vem por este meio, e muito reconhecidamente agradecer a todas as pessoas que participaram no funeral da saudosa extinta ou que, de qualquer outro modo, lhes manifestaram o seu pesar. Agradecem também a todas as pessoas que se dignaram assistir à missa de 7º dia. Pedem desculpa por qualquer falta involuntariamente cometida. Agência Funerária S. Pedro - 255432496 | 917534643 | 917578908

São Gonçalo– Amarante Dª Florinda de Carvalho Varejão

1ª Publicação ANÚNCIO ANA PINHEIRO Agente de Execução Cédula 3495 Tribunal Judicial de Amarante Execução Comum - Pagamento de Quantia Certa Proc. N.º 1878/08.5TBAMT 1º Juízo Exequente: Manuel Luís Teixeira Pinto e outros Executado: António Fernando Abreu Martinho e outros

França-São Gonçalo– Amarante Sr. José António Teixeira

AGRADECIMENTO Registo Predial de Amarante pelo n.º 187/19890406- O- Madalena. Valor base: €250.000,00 Serão aceites as propostas de valor igual ou superior a €175.000,00, correspondente a 70% do valor base. Só serão aceites as propostas que acompanhem cheque visado no valor de 20% do valor base à ordem da agente de execução, bem como, para o caso dos proponentes não se encontrarem presentes no dia da abertura, cópia do bilhete de identidade ou de cartão de identificação de pessoa colectiva. É fiel depositário que o deve mostrar a pedido, o executado António Fernando Abreu Martinho, residente na Av. 25 de Abril, n.º 71, 5º andar, Madalena, Amarante. A Agente de Execução, Ana Pinheiro

Sua família vem por este meio, e muito reconhecidamente agradecer a todas as pessoas que participaram no funeral da saudosa extinta ou que, de qualquer outro modo, lhes manifestaram o seu pesar. Agradecem também a todas as pessoas que se dignaram assistir à missa de 7º dia. Pedem desculpa por qualquer falta involuntariamente cometida. Agência Funerária S. Pedro - 255432496 | 917534643 | 917578908

São Gonçalo– Amarante Dª Maria dos Prazeres Silva Vasques Pacheco

AGRADECIMENTO Sua família vem por este meio, e muito reconhecidamente agradecer a todas as pessoas que participaram no funeral da saudosa extinta ou que, de qualquer outro modo, lhes manifestaram o seu pesar. Agradecem também a todas as pessoas que se dignaram assistir à missa de 7º dia. Pedem desculpa por qualquer falta involuntariamente cometida. Agência Funerária S. Pedro - 255432496 | 917534643 | 917578908

Este espaço pode ser seu! Anuncie no Jornal de Amarante


8 | O Jornal de Amarante

IM_Pressões de Direita, por Pedro Simão Marinho*

Do Céu ao Inferno

1 – Ouvimos muitas vezes dizer que o primeiro ano da vida de um Governo é essencial para a concretização de verdadeiras reformas, dado que se considera que ao fim de algum tempo os governantes perdem a capacidade para fazer frente aos interesses instalados, à pressão

da máquina da administração pública e a tudo que a rodeia. 2 – Esta ideia não deixa de ser um atestado de incompetência e incapacidade ao passado dos nossos governantes. Infelizmente, julgo que todos nos revemos um pouco nela em face do que tem sido a nossa história recente. Muita gente que passou pelos sucessivos governos se deixou amolecer com a passagem pelo poder, muitos deles não fazendo justiça à condição que alcançaram enquanto profissionais na sua área de actividade. 3 – Pior que isso, colectivamente só adquirimos consciência disso mesmo num momento em que precisamos de auxilio financeiro e vemos entrar em

Portugal instituições externas que nos vem ajudar com dinheiro emprestado, exigindo em troca uma série de reformas e de medidas que vão muito além do aspecto financeiro, tocando em áreas tão transversais como a saúde, a educação, a justiça ou a política de transportes. 4 – Resumindo, em grande parte dos aspectos verdadeiramente importantes na governação de um país, os sucessivos governos falharam. Lentamente, foram conduzindo Portugal a uma situação insustentável e de difícil explicação. Provavelmente tivemos políticos a mais e gestores a menos. E só descobrimos isso pela mão da troika, porque antes não íamos querer acreditar.

5 – Agora não há margem para falhar. Não porque tenha sido da nossa iniciativa, mas pela iniciativa de quem nos prestou auxílio financeiro, temos um guião para seguir ao pormenor, com medidas quantificadas e temporizadas, as quais terão forçosamente que ser cumpridas, sob pena de deixarmos de receber as sucessivas tranches de dinheiro de que precisamos para manter Portugal à tona da água durante os próximos anos. 6 – Dá que pensar que apenas numa situação limite fomos capazes, todos nós, de interiorizar que é mesmo preciso mudar de vida. Eleição após eleição, debate após debate, só queríamos ouvir falar de rosas, nunca de espinhos.

7 – Mesmo agora, será curioso verificar como vão os vários agentes com intervenção na vida política nacional, dos partidos aos sindicatos, reagir às prometidas medidas para redução da despesa do Estado, que o Governo irá apresentar já depois de escrito este texto. Será curioso também acompanhar o debate a realizar a partir de Outubro, sobre o Orçamento de Estado para 2012. A confirmar-se a já prometida histórica redução na despesa, veremos se alguns de nós vão reagir continuando a pedir o céu e o inferno ao mesmo tempo.

| www.simaomarinho.blogspot.com |

OPINIÃO

O Mundo do Homem de hoje O Mundo no dia a dia, não passa de conversa fiada. Os acontecimentos mais escabrosos, tenebrosos, são a matéria prima para guiões “hollywoodescos” ou para criar através da pena do romancista, um bestseller. As guerras em geral, os nazi-campos de concentração da dor e morte, as ocupações de “gazas” e de outras faixas, territórios colonizados, e de tudo que resulta em fome e matança macabra é motivo principal apenas para filme, documentário ou tratamento em conferências in-

ternacionais, com todos os líderes refastelados, em pose sorridentes para a fotografia que fará parte de um álbum, que alguém lhe chamará, histórico, após debitarem muitos lamentos e tecerem acordos e tomarem medidas que só resultam em nada. As carnificinas ocorridas até ontem no Mundo,ocupamnos, ao que parece, mais tempo e provoca maior preocupação do que as que ocorrem hoje e mais perto de nós por acção dos “media”, quer no Médio Oriente ou Mundo Árabe(como

se de outro “Mundo” se tratasse), quer da Síria, quer no difícil de roer” Corno de África”, e que se repetem há muitos e longos anos. Morrem quotidianamente e domesticamente, mais gente debaixo da força assassina, da bala cobarde e à fome, que somados, superam a população de algumas Nações, e sem que tal drama mereça mais notícia, ou que mereça menos notícia que a publicidade ás cuecas do Beckham, ao baptizado e ás fraldas do CR3.5 – o Ronaldo júnior, e maior contestação no

resto do Mundo ainda em paz. O que se passa na Somália, Etiópia, Eritreia, no campo de refugiados e da morte de Dadaab, que “aprisiona” uma população que equivaleria a ser a terceira cidade de Portugal, não provoca nos dias que nascem a solidaridade que foi erguida no passado para os conflitos dramáticos nos pós-guerras, e uma reacção enérgica contra os Estados e as políticas actuais que levam os povos à vida de miséria e à morte miserável. As mecas do cinema estão atentas, as came-

ras estão a postos e prontas, os guionistas tomam notas, mas qualquer “obra artística” que dê em “Espectáculo” com direito a passerele, sob a direcção de uma ONU da conversa fiada, virá impregnado com o cheiro a holocausto do tempo moderno e hipócrita. Joaquim A. Moura- Penafiel Nota: este “comentário” foi escrito á revelia de qualquer acordo bárbaro sobre a língua lusa, e que definia a Pátria de Pessoa.

Madalena - Amarante

Sr. Adão Fernando Queirós Nunes

AGRADECIMENTO Sua família vem por este meio, e muito reconhecidamente agradecer a todas as pessoas que participaram no funeral do saudoso extinto ou que, de qualquer outro modo, lhes manifestaram o seu pesar. Agradecem também a todas as pessoas que se dignaram assistir à missa de 7º dia. Pedem desculpa por qualquer falta involuntariamente cometida.

CONVITE a ESCOLA DE CONDUÇÃO S. GONÇALO, CONVIDA TODOS OS SEUS ALUNOS, EX ALUNOS, AMIGOS E CLIENTES, PARA A FESTA DO SEU 12º ANIVERSÁRIO, A REALIZAR-SE NO DIA 3/9/2011, A PARTIR DAS

Funerárias do Tâmega, Lda: 255424422 | 917643062 | 919449561 | 917502997

Gondar - Amarante

Sr. Manuel Monteiro de Carvalho

AGRADECIMENTO Sua família vem por este meio, e muito reconhecidamente agradecer a todas as pessoas que participaram no funeral do saudoso extinto ou que, de qualquer outro modo, lhes manifestaram o seu pesar. Agradecem também a todas as pessoas que se dignaram assistir à missa de 7º dia. Pedem desculpa por qualquer falta involuntariamente cometida.

15 HORAS, NA ESCOLA DE CONDUÇÃO S. GONÇALO.

Funerárias do Tâmega, Lda: 255424422 | 917643062 | 919449561 | 917502997

APAREÇA, TRAGA UM AMIGO E NÓS OFERECEMOS

Senhor Assinante regularize por favor a sua assinatura

O LANCHE


O Jornal de Amarante Quinta-feira, 01 de Setembro 2011 | 9

Reciclagem de Ide(i)a(i)s, por Carlos Carvalho, Presidente da JSD Amarante

Uma questão de cidadania Já muito se disse sobre a Obra de Requalificação do Largo Conselheiro António Cândido, o Arquinho. A obra, que dura quase há 3 anos, sendo que agora falta concluir a parte destinada ao Novo Posto de Turismo, foi fértil em episódios, sendo que, a meu ver, o mais caricato é mesmo a sua longa duração. Pelo meio, justificou-se o atraso com a descoberta da Ponte Medieval. Que atrasasse pela necessidade de «aproveitar» a descoberta da melhor forma, até concordo. Mas atrasar tanto, não pode ser. Com o atraso perdemos todos. Perderam os comerciantes da zona e perderam as pessoas que deixaram de ter o hábito de ir ao Arquinho, evitando assim as complicações de transito e o pó que as obras causam. Como

isto se arrastou no tempo… pior o resultado. Entendo que devo dizer aquilo de que não gosto. E não gosto da solução encontrada para deixar visível a Ponte Medieval lá encontrada. A grade que lhe foi colocada obriga a ginástica visual para se conseguir ver o que está lá em baixo. As senhoras que usarem salto alto devem ter cuidado ao passar por ali, pois correm riscos elevados de tropeçar… E daqui a uns tempos poderemos todos assistir ao lixo que infelizmente, e com bastante certeza, se acumulará por ali. A solução deveria ter sido outra. A oportunidade que surgiu quando se encontro a Ponte não foi bem aproveitada, pois se fosse, poderíamos ter feito desse objecto de elevado valor algo que fosse atractivo. A Pon-

te Medieval poderia até passar a ser a referência daquela zona da cidade e, não tenho dúvidas, de que seriam muitos os que lá se deslocariam para a visualizar. Assim, ainda que lá vão, ficarão sempre com a sensação de que pouco se vê. Não foi uma boa solução. E não foi por falta de sugestão, ou aviso, pois os vereadores do PSD, em local próprio, em reunião de Executivo Municipal, alertaram para estes factos. Melhor do que aquela espécie de grade que lá se encontra seria, por exemplo, uma cobertura em vidro, com a devida precaução na colocação de bandas anti-derrapante. Esta solução permitira ver, em boas condições, o que existe ali e não permitiria que o lixo se acumulasse. Ao mesmo tempo, sendo bem iluminado, até

acrescentaria valor ao Largo. Seria, sem dúvida atractivo. E não, isto que digo não é nada de novo, ou de extraordinário. É algo que existe em cidades como Setúbal e Viseu, por exemplo. Melhor solução, mas mais elaborada, seria ter criado condições que permitissem fazer ali uma pequena galeria, sempre resguardando a Ponte encontrada. As pessoas desceriam e poderiam observar de perto. Ambas resultariam bem melhor do que a solução adoptada. Pior é ter habitualmente o mau cheiro ali presente também. Dizem que se deve a infiltrações de antigas fossas sépticas existentes na zona. Não tenho certeza absoluta sobre se será assim, ou não. Mas tenho a certeza de que, mais uma vez, Amarante poderia ter tido

Tudo vem a propósito... de Hernâni Carneiro

mais e melhor, aproveitando o que ali se encontrou e que nos foi deixado pelos nossos antepassados, mas infelizmente não teve.

Mais de 50% das

Na primeira pessoa

Diabetes de tipo 2 pode ser preveHá gestos e atitudes que se manifestam solidariamente e que no fundo reforçam e melhoram as relações humanas, essencialmente quando o cidadão se compromete na ajuda ao seu semelhante. Precisámos, pois, de uma visão em que as palavras tenham sentido e significado contra as desigualdades e a falta de autonomia, por exemplo, se a pessoa manifesta o seu direito à qualidade de vida, o acesso à participação na comunidade, e à valorização cultural e crítica de quem se afirma com novas mentalidades e ciente dos seus direitos. Conferir, portanto, um novo sentido crítico às condições de vida é abrir espaços e experiências imprescindíveis à liberdade e à autonomia de qualquer ser humano que procura ir sempre mais além do que poderia atingir. Este meu escrito foi-me sugerido por um apontamento que a Andreia, utente do 2º Centro da Cercimarante colocou no Jornal de parede, e que não posso deixar de dar conhecimento de

quem se sente grata, e transmite as suas experiências e as suas novas capacidades, valorizadas por todos os que fazendo pouco, ajudam muito. AGRADECIMENTO: “Eu, Andreia Sofia Couto Ferreira, venho por este meio agradecer ao I.E.F.P. e à Cercimarante que me ajudaram na obtenção de material adaptado para apoio à minha formação profissional, uma cadeira eléctrica com tabuleiro e um teclado com grelha adaptado. Com esta cadeira tenho mais autonomia, consigo comer sozinha e beber, desempenho tarefas que não conseguia até ao momento de receber a cadeira nova, tenho outro conforto. Estou mesmo muito feliz com a aquisição desta nova cadeira. Até já consigo beber café sozinha. Desde que cheguei ao Centro de Formação recebi toda a ajuda necessária para melhorar o conforto e as minhas capacidades. Quero agradecer do fundo do meu coração.”

nida com: Redução de Peso Dieta adequada Exercício físico regular Saiba mais em www.chtamegasousa.pt

ALUGA-SE T1 PARA DUAS MENINAS (OS) NA AVª FERNÃO MAGALHÃES (JUNTO DA PRAÇA VLASQUES) TELM:966859686

Andreia Sofia Couto Ferreira.

Este espaço pode ser seu! Anuncie no Jornal de Amarante


10 | O Jornal de Amarante

Amarante, 6 – Santiago, 0

Açorianos demasiado moles

Jogo no Estádio Municipal de Amarante, com arbitragem de Daniel Cardoso da AF de Aveiro, auxiliado por Nelson Cardoso e João Silva Amarante: Celso, Tiago Silva, César (João Alves, 67), Rochinha e Bispo, André Pires, Tiago Martins (Nuno Cerqueira, 72), Diogo Lamelas, Bruno Teixeira (Miguel,

61), Marcos e Nelson Campos Treinador: Arlindo Gomes Santiago: Gustavo, Fábio Pires, Tiago Rebelo, Paulo Dinarte e Ivo, Manú (Ricardo Correia, 57), André (Tiago Silva, 11), Ludgero, Lélé (Paulo Roberto, 57), Filipe e Rui Carvalho Treinador: Luís Pires Ao intervalo: 2 – 0 Golos:

Tiago Martins (37), César (44), Diogo Lamelas (51), Bruno Teixeira (54) e Nelson Campos (67 e 70) Amarelos: Manú (52), Tiago Rebelo (59), Rochinha (64) e Rui Carvalho (83) O Amarante recebeu e venceu por seis bolas a zero a formação açoriana do Santiago, que milita na terceira divisão nacional – série Aço-

José Pedro Faria

Pretende ir ao Dubai Ganhando a Taça Mojo

Após o merecido interregno para as férias de verão, o piloto José Pedro Faria regressará à competição para participar na prova ibérica – a Taça Mojo -, a qual se irá realizar no próximo fim-de-semana, dias 3 e 4 de Setembro, no circuito minhoto de Viana do Castelo. A Taça Mojo é um evento único que reúne os pilotos portugueses e espanhóis, na qual os grandes vencedores têm garantida a sua participação nas Finais Mundiais

da Rotax que este ano se iram realizar no final de Novembro no Dubai, prova esta que reúne cerca de duas centenas de pilotos oriundos dos quatro cantos do mundo, todos eles vencedores (nas categorias rainha da Rotax) dos Campeonatos nos seus países. O fim-de-semana irá ser muito trabalhoso para José Pedro Faria e a sua equipa QZ Racing Team mas “tudo iremos fazer para estarmos o melhor preparados possível e competitivos o suficiente para garantirmos o “passaporte” para o Dubai”, comentou o piloto. José Pedro Faria deixa o convite a quem se queira deslocar à cidade minhota de Viana do Castelo para apoiar o piloto e assistir a corridas emocionantes que as jovens promessas do desporto motorizado proporcionam.

res, garantindo assim a passagem à segunda eliminatória da Taça de Portugal. O Amarante desde o apito inicial tomou conta do jogo, dominando o seu adversário, que não deu mostras de poder discutir o resultado e a eliminatória, já que demonstrou enumeras carências quer na defesa com nos outros sectores do terreno, por isso foi uma presa fácil para a formação amarantina, que quando acelerava criava muito perigo para a baliza à guarda de Gustavo, que demonstrava algumas carências a nível do jogo aéreo e não só. O Amarante só se pode queixar e si próprio por ter inaugurado o marcador já muito perto do final da primeira parte por intermédio de Tiago Martins, num excelente remate dentro da área a aproveitar uma bola perdida na defesa açoriana, para mesmo em cima do intervalo, César de cabeça, e sem necessidade de saltar fazer o segundo golo amarantino na sequência de um pontapé

de canto. A segunda parte não diferiu da primeira, em termos de jogo jogado, mas com o Amarante a fazer subir o marcador, com Diogo Lamelas aos 51’ a elevar para três a zero, com muitas culpas para Gustavo, que se limitou a ver a bola passar por cima de si, num lance de sorte, já que o jogador amarantino, quis centrar, mas a bola fez um arco caprichoso e só parou no fundo da baliza. A partir do terceiro golo amarantino a partida ficou praticamente sentenciada, já que os jogadores do Santiago já nem forças e animo tinham para segurar os avançados amarantinos que se movimentavam na frente de ataque, com total à vontade, e Bruno Teixeira e Nelson Campos por duas vezes estabeleceram o resultado final. Bom trabalho da equipa de arbitragem, já que as equipas não complicaram o trabalho do árbitro. |Mário Fernandes|

Agenda de 23 de Julho até 11 de Setembro Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso Salão de Jovem Criação Europeia Espaços de Exposições Temporárias do Museu de Amadeo de Souza-Cardoso. Exposição de pintura e escultura de Élio Oliveira «Galos e galinhas na horta da vizinha» Mais informação Biblioteca Municipal Albano Sardoeira 11 de Setembro até 30 de Setembro Exposição de Pintura de Helena de Medeiros Mais informação Biblioteca Municipal Albano Sardoeira 19 de Setembro até 15 de Outubro

“ Qualquer dia vou fazer-me Sócio do Amarante F.C. Será hoje? “ Ajude o AFC.”

a DIABETES é a principal causa de cegueira no Mundo. Saiba mais em www.chtamegasousa.pt


JA nº.1632