Page 2

15 de maio

2

2019

EDITORIAL

CENA URBANA

Jogada de mestre ou bola nas costas? O futebol está entre as maiores paixões do povo brasileiro. Em cada rincão deste País tem sempre um boleiro, torcedor ou “trei-

EXPEDIENTE

Deraldo Francisco Editor- Geral Jobson Pedrosa Diagramação

O sócio-torcedor do CSA, por exemplo, só

que sofre quando seu time perde e entra

cresce neste momento de Série A. Já são

em êxtase quando ele vence. Na verdade,

quase dez mil azulinos com carteirinha para

não há régua para medir ou explicar a

os dezenove jogos no Estádio Rei Pelé. Mas a

paixão pelo futebol. O personagem de um

Diretoria do time tomou uma decisão ontem

clássico brasileiro diria, numa encruzilhada

que não agradou à maioria dos seus torce-

dessas: “Não sei. Só sei que foi assim”.

dores. E não foi só a quem “sempre criticou

Endereço Rua Barão de Penedo, 36 Edifício Delmiro Gouveia, Sala 205 - Centro CEP 57.020-340 Maceió - Alagoas E-mails redacao@jornaldasalagoas.com.br comercial@jornaldasalagoas.com.br

Site www.jornaldasalagoas.com.br

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores.

o CSA”, como diz a Diretoria. Foi a muitos.

as vive o seu melhor momento no cenário

O mando de campo entre CSA e Flamengo,

do futebol nacional. Os dois maiores

que seria no Rei Pelé, foi vendido para um

clubes (CSA e CRB) estão na Primeira e

investidor que pagará pouco mais de um

na Segunda Divisões, respectivamente.

milhão de reais para levar o jogo para Bra-

Os dois atraem os holofotes da imprensa

sília. A notícia caiu como uma bomba entre

setorizada nacional para as coisas das

os azulinos. A Diretoria explica que precisa

Alagoas. O torcedor vai junto, vibrando,

do dinheiro para reforçar o time. A torcida

sofrendo e até ajudando finaceiramente o

gosta e deixa de gostar ao mesmo tempo.

Para anunciar (82) 3028.2050 CNPJ 33.009.776/0001-21

quesito.

nador”. O torcedor não sabe explicar por-

Por aqui não poderia ser diferente. AlagoJorge Luiz Borges Tinoco Diretor-Executivo

seu time preferido. O problema está neste

Esta cena está cada vez mais comum no centro de Maceió. Neste caso, o lixo foi descartado na calçada, num cantinho da Rua Dr. Pontes de Miranda.

ARTIGO | Amadeu Garrido de Paula*

Anaximandro Criação imaginária. Inalcançável, a reprodução é seu movimento. Deus é o dono de Sua própria imaginação. Sem tempo e espaço. Quando suas imaginações se aproximam de algo tão imenso e contínuo que poderia considerar-se o termo último da tarefa, novas imaginações são reproduzidas, hipóteses recriadas, o cérebro produtor da imaginação divina é inesgotável. Verdade incontrariável, o homem é Sua semelhança. Tão incessantes as hipóteses como as Dele. Ao aproximar-se da barreira de chegada, outra se abre. É o descontentamento de Deus

e do homem com a paralisia. O movimento é inesgotável. A extinção da matéria resume-se a um aspecto. Depois dela, tudo prossegue, em contínua expansão, tal como o universo. Não somos, pois, proprietários do infinito. Somos seus criadores. Eles nos deve sua existência, nós sempre imaginamos que vamos capturá-lo; mais uma imaginação, no complexo da propensão incognoscível do atual estágio. Não há paramos. O mundo, o cosmos, o universo, são apenas algumas das hipóteses. Por eles caminhamos em direção a

outras ainda inconcebidas e ignoradas. Paradoxalmente, queremos cessar, parar no descanso da paz. Em tal suposição críamos outra possibilidade... O infinito é incompatível com começo, meio e fim. Porque eles se movimentam, ainda que nossa inteligência de hoje seja tosca demais para percebê-lo. A única alternativa sadia para o homem é a de bem compreender a fração de tempo em que nos encontramos e nela nos inserirmos, felizes por compreender que jamais cessaremos de formular hipóteses, mas saberemos torná-las hu-

manas. Deus também não cessa de criá-las e, como nós, é também insaciável e humano. Haverá um tempo, depois de muitos tropeços, que as hipóteses infinitas e circulares girarão somente no círculo do amor. Este atingirá a perfeição. Ao compreender o infinito, todos saberão amar, os povos e os pares viverão momentos absolutos. Não haverá motivos para arrependimento e perdão. Os que recordarem o passado rústico persistirão em seus sonhos. Jovens namorados serão os líderes de todos e ninguém imaginará a finitude.

* É Advogado, sócio do Escritório Garrido de Paula Advogados

Deraldo Francisco

OPINIÃO

Profile for Jornal das Alagoas

Jornal das Alagoas - Edição Número 26  

Edição publicada no dia 15 de Maio de 2019. Jornal das Alagoas é um veículo de comunicação com circulação diária.

Jornal das Alagoas - Edição Número 26  

Edição publicada no dia 15 de Maio de 2019. Jornal das Alagoas é um veículo de comunicação com circulação diária.

Advertisement