Issuu on Google+

AM

AD

OR

JORNAL DA REGIÃO Director: Paulo Parracho • 30 de Novembro a 13 de Dezembro de 2016 Série IV • Edição N.º 16 • Ano XXI • DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Pedro Jorge O mais famoso pequeno ‘chef’ português

A

Distribuído com o

Am16-4-1505

AGRICULTURA NA CIDADE

Adora cozinhar... mas também comer. Pedro Jorge é um fenómeno de popularidade e soma novos projectos desde que terminou o ‘Masterchef Júnior’: o mais recente é o livro ‘Vamos Comer!’.

Procurar um complemento alimentar cem por cento biológico e muito mais barato do que no supermercado, ou simplesmente ter uma ocupação para preencher os tempos livres proporcionados pela aposentação, são razões que justificam a enorme adesão ao projecto de hortas comunitárias lan-

Página III do Especial

çado em 2012 pela Junta de Freguesia da Falagueira e pela Câmara da Amadora. Em pequenos pedaços de terreno, em plena cidade, cultiva-se de tudo um pouco, incluíndo as tradicionais couves que na Noite de Natal acompanham o bacalhau na ementa de Consoada.

Página 2

S104-7-9578

ESPECIAL SABORES À MESA No interior deste jornal

S105-3-9585

Autarquia vai dispor de 87,6 milhões de euros. Orçamento participativo também sai reforçado e elege quatro propostas

Página 4

A02-2-1175

Ver anúncio página 6

ORÇAMENTO MUNICIPAL PRIVILEGIA COESÃO SOCIAL E ESPAÇO PÚBLICO


2

30 de Novembro a 13 de Dezembro de 2016

JORNAL DA REGIÃO

Horta comunitária compõe mesa de Natal

População da Falagueira adere em força a projecto com elevado interesse social Neste Natal, José Leonardo, de 71 anos, não precisa de ir ao supermercado comprar as couves, nem as cebolas ou as batatas, para o típico bacalhau com todos da noite de Consoada. O amadorense, que hoje é um dos patrulheiros que zela pelo bom funcionamento da Horta Comunitária da Falagueira, é também um dos 80 hortelãos que tem um pedaço de terra junto à Escola Secundária Mães de Água. E não podia estar mais satisfeito. “Aqui dá-se tudo. Couves, alfaces, favas, ervilhas, courgettes. Só este ano já colhi mais de 200 quilos de chuchu”, sorri, adiantando orgulhoso “que é tudo muito saboroso”. O responsável pelo espaço, criado há três anos, chega

todos os dias à horta pouco antes das 8h00 da manhã e só deixa a terra ao meio dia. “Eu supervisiono o espaço da parte da manhã. Depois há outro colega meu que vem das 14h00 às 18h00”. A ele calhou-lhe a altura do dia mais movimentada. Ao todo são 80 talhões, com dimensões entre os 60 e os 100 metros quadrados, que foram sorteados pelos interessados que se inscreveram, na altura, na Junta de Freguesia da Falagueira. “É um trabalho fácil. Não há grandes conflitos porque as pessoas sabem que espaço é de quem e respeitam tudo”, esclarece, revelando que há “dois ou três hortelões com menos de 30 anos”, mas que os restantes são pessoas com idade a cima dos 50. Perto de um bairro proble-

mático, José Leonardo pensava que ia ser mais complicado zelar pelo bem estar da horta. “Quando abrimos portas, havia alguns meliantes que vinham aqui vandalizar. Uma vez vieram cá de noite e estragaram uma colheita, arrancaram tudo e deixaram as coisas ai. Nem as levaram…”, recorda. Mas agora “está mais calmo”, garante.

Horta de inverno Esta horta surgiu depois de o projecto ter arrancado em 2012, na Escola Secundária Mães de Água, como parceria entre o estabelecimento de ensino e a Junta de Freguesia da Falagueira. Na altura o projecto tinha uma forte componente social servindo os interesses

dos próprios agricultores mas também, do refeitório da escola e das famílias mais carenciadas. Os novos terrenos, que também se localizam nas imediações da escola, foram transformados em Horta Comunitária depois de a Junta ter tentado reabilitar a Quinta

da Laje, local onde os moradores tinham áreas de cultivo que foram desmanteladas. O grande problema desta horta é a falta de água. “Esta é uma horta de inverno. Tentámos fazer um furo, mas não encontrámos nenhum lugar onde a

água passasse com força suficiente para transformarmos em poço”, queixa-se José Leonardo. Assim, as fartas colheitas estão garantidas durante a época das chuvas. Altura para amealhar para o Verão. Sónia Salgueiro Silva

A17-7-1501

MEDALHA DE OURO MUNICIPAL DE MÉRITO DESPORTIVO

• Natação Pura • Hidroginástica • Hidrosénior • Hidroterapia • Natação pré e pós Parto • Festas de Aniversário

Sabia que devido às propriedades de flutuação, pressão hidrostática, temperatura, resistência e efeito massagem este é o desporto recomendado pela maioria dos médicos? Melhora a circulação sanguínea, ativa os neurónios e melhora o raciocínio, além de ajudar a coordenação motora e postura. Proporciona melhoria na qualidade do sono e aumenta a resistência muscular.

Clube Natação da Amadora

Inscrições abertas com condições especiais


JORNAL DA REGIÃO

Incentivo ao emprego e à formação

30 de Novembro a 13 de Dezembro de 2016

3

Junta da Falagueira/Venda Nova promove certame muito participado

Pelo terceiro ano consecutivo, a Junta de Freguesia da Falagueira/Venda Nova organizou a Feira do Emprego, onde foi possível encontrar mais de 30 oportunidades de trabalho e de oferta formativa. Uma iniciativa por onde passaram cerca de 300 amadorenses. “Esta feira começou em 2014 porque a falta de emprego era uma das necessidades da freguesia que precisava de uma resposta”, explica Ana Venâncio, a presidente da Junta de Freguesia que, este ano, teve o apoio da vizinha Benfica na organização do certame que aconteceu no passado dia 24 de Novembro. “A Junta de Freguesia de Benfica tem um projecto muito interessante, que é o Formup, na área da formação, e por isso é um óptimo parceiro”, solta a edil. Inês Drumond concorda. “Há muitos anos que trabalhamos na área da formação e já conseguimos empregar mais de 500 pessoas em ano e meio”, define a líder do executivo de Benfica. Nesta Feira não foram tantos

os que conseguiram arranjar empregos, mas muitos conseguiram ter acesso a várias oportunidades. “A Junta não cria oportunidades de emprego, mas podemos facilitar o contacto entre a população e as entidades empregadoras”, afirma Ana Venâncio, que identifica as camadas mais necessitadas como sendo pessoas da restauração, construção civil e pessoas com baixa escolaridade. “Muitas das pessoas que vêm à Feira de Emprego são pessoas que trabalhavam em restaurantes ou na cons-

trução civil e que com a crise perderam os empregos”. Com os números relativos ao desemprego a abrandar, Ana Venâncio defende que o futuro da Feira vai passar pela diversificação. Para além de ofertas de emprego e de formação profissional, o tópico do empreendedorismo também vai estar presente e vai ser incentivado. “Temos de adequar a nossa oferta à procura. O nosso objectivo é chegar cada vez mais a mais pessoas”. Sónia Salgueiro Silva

Os apoios que fizeram a Feira A Feira de Emprego é uma organização conjunta das juntas de freguesia da Falagueira / Venda Nova e de Benfica, com o apoio das câmaras municipais de Lisboa e da Amadora. A iniciativa também conta com o trabalho e colaboração de entidades como o Instituto

de Emprego e Formação Profissional, Federação Académica do Instituto Politécnico de Lisboa, Cartão B, TeamWay, Gaiva, Gip Kcitar, Centro Social 6 de Maio, Companheiro, Instituto Politécnico de Lisboa, Cecoa, Cooperativa Gustavo Eiffel e Talenter.

A17-3-1497


30 de Novembro a 13 de Dezembro de 2016

4

JORNAL DA REGIÃO

BREVES GUIA DE RECURSOS PARA A DEFICIÊNCIA

SUSPEITO DE ASSALTO DETIDO NA SUÍÇA

No âmbito do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, celebrado a 3 de Dezembro, a Câmara da Amadora irá lançar, no dia 2, um Guia de Recursos para a área da deficiência, que engloba os serviços e os equipamentos disponíveis no concelho, para apoiar pessoas com necessidades especiais e respectivas famílias. O lançamento desta publicação, dirigida a toda a comunidade em geral, mas em especial às famílias e a adultos portadores de deficiência, será na escola Escola 2/3 José Cardoso Pires, pelas 15h00 e conta com as presenças da secretária de Estado para a Inclusão, Ana Sofia Antunes, e da presidente da Câmara Municipal da Amadora, Carla Tavares.

Um dos suspeitos do assalto a um supermercado na Buraca, a 31 de Dezembro de 2015, durante o qual um polícia aposentado foi atingido a tiro e acabou por morrer, foi detido na Suíça. De acordo com a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL), num comunicado divulgado no seu ‘site’, “foi detido e apresentado ao juiz de instrução criminal para primeiro interrogatório judicial, no dia 11, um arguido que ficou fortemente indiciado pela prática dos crimes de homicídio, roubo agravado e detenção de arma proibida”. O homem, que “foi detido na Suíça na sequência de mandado de detenção europeu”, ficou em prisão preventiva.

ACTUALIDADE

MERCADO DE NATAL CHEGA À CIDADE A mais bela quadra festiva está a chegar. Por isso, até 23 de Dezembro, o Parque Delfim Guimarães, na Amadora, acolhe o Mercado de Natal, um local mágico e acolhedor, onde estão concentradas todas as atracções que prometem reforçar o espírito natalício de pequenos e graúdos. Expositores apinhados de doçaria, produtos regionais portugueses, artesanato e joalharia convivem de perto com a Aldeia do Pai Natal. A animação de rua não vai faltar, com as aclamadas pinturas faciais, espectáculos de magia, andas e malabarismo, música itinerante, carrosséis infantis, a presença indiscutível do palhaço Ramones e, claro está, o ‘verdadeiro’, Pai Natal.

Orçamento participativo elege propostas Assembleia aprova orçamento municipal de 87,2 milhões

A 7.ª edição do Orçamento Participativo (OP) da Amadora recolheu muitas participações. Ao todo, a Câmara Municipal recebeu vinte propostas que foram colocadas à votação e que obtiveram 1811 votos, dos quais 338 por SMS e 1473 através da Internet. A grande participação levou a autarquia a aumentar o orçamento inicial para executar em 2017/2018, que estava definido em 500 mil euros, para 515 mil euros, de forma a acolher as quatro propostas mais votadas e não apenas as três que, em conjunto, cumpriam o montante inicial mas correspondiam a um investimento de valor inferior ao montante máximo atribuído nesta edição. As quatro propostas vencedoras constam das Grandes Opções do Plano 2017/ Anos seguintes, aprovadas pela Câmara Municipal na sua reunião de 28 de Outubro e submetidas a

deliberação da Assembleia Municipal em reunião de dia 17 de Novembro, e correspondem aos seguintes projectos: apoio financeiro à aquisição de uma nova VECI para os Bombeiros (661 Votos); elaboração de projecto, execução de obra e instalação de equi-

pamentos para a CEMA, em Alfragide (625 Votos); elaboração de projecto e execução das obras para o Parque Infantil do Villa Park (105 Votos); e elaboração do projecto e instalação de bicicletas de uso partilhado para uma mobilidade sustentável (71 Votos).

Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2017 aprovados Por outro lado, a Assembleia Municipal da Amadora aprovou também o Orçamento e as Grandes Opções do Plano para 2017. A Câ-

mara da Amadora apresentou uma proposta de orçamento de 87,221 milhões de euros para 2017, mais 4% do que este ano, e que tem como linhas estratégicas da actuação municipal prosseguir o reforço da coesão social e territorial da cidade e a competitividade do Município, promover a sustentabilidade ambiental e modernizar o quadro de gestão municipal. Mas o que é isso significa para os amadorenses? Que serão promovidas as condições efectivas de igualdade no acesso aos recursos indispensáveis para a manutenção de padrões dignos de qualidade de vida. O dinheiro orçamentado irá aumentar a oferta qualificada de espaços públicos e de equipamentos, com incidência particular nas áreas da educação e formação e da terceira idade, atenuando os défices habitacionais dispersos no tecido edificado ou concentrados em zonas urbanisticamente segregadas,

aprofundando as dimensões do combate ao abandono escolar, da promoção da formação e da educação ao longo da vida e da procura da afirmação de uma identidade verdadeiramente multicultural. As GOP para 2017 voltam a reflectir o investimento da Autarquia na prossecução do Programa Especial de Realojamento, com a consequente erradicação de núcleos degradados do concelho, e na estratégia municipal de reabilitação, com o incentivo à realização de obras particulares, e na qualificação de áreas que, pela sua localização ou natureza emblemática, possam constituir motores de qualificação da imagem e vivência da cidade. Destaca-se em 2017 o financiamento alocado a programas habitacionais alternativos ao realojamento, com particular enfoque para o PAAR 06.05 incidente no Bairro 6 de Maio e o lançamento de um programa específico e de apoio reforçado com o intuito de alavancar a reabilitação de edifícios privados na área de influência da zona estratégica da Venda Nova/Falagueira.

JANELAS E ESCADAS PARA SÓTÃOS

www.lisboa.portugal2020.pt

Tel. 236 207 070 • Tlm. 966 228 042

S105-7-1486

E-mail: pomjalsol@pomjalsol.com • www.pomjalsol.com Zona Industrial da Formiga - Rua da Industria, Lote 13 • 3100-515 Pombal

S97-4-1381


S104-7-1474


30 de Novembro a 13 de Dezembro de 2016

Sugestões JR CINEMA

Aliados

Com Brad Pitt e Marion Cotillard nos principais papéis, a história remonta a 1942, quando o oficial Max Vatan e Marianne Beausejour, da Resistência Francesa, se encontram numa missão mortal no Norte de África. LIVRO

VER & OUVIR

8

Gala solidária pelo Salvador

‘A Escada de Istambul’, de Tiago Salazar

Uma vez em Istambul, uma estranha escada desperta a atenção do autor, que decide ir atrás da sua história, descobrindo a saga dos ‘Rothschild’ do Oriente. MÙSICA

‘Amor É Cego’, Anselmo Ralph

O tão ansiado novo álbum do cantor relata a história de uma relação amorosa, onde os temas da traição, paixão, encontros e desencontros são os principais ingredientes ao longo das 15 faixas. O 1.º single, ‘Todo Teu’, já tem mais de 1 milhão de visualizações no Youtube.

Com a apresentação de Ricardo Carriço e a música a cargo de Ana Moura, Ângelo Freire, António Zambujo e dos Deolinda, todos os donativos da gala solidária são afectos à causa do Salvador, um menino de cinco anos a quem foi diagnosticado um Neuroblastoma. Um evento solidário para um verdadeiro super-herói, que conta com a ajuda de todos! Salão Preto e Prata do Casino Estoril. Dia 5 de Dezembro, às 21h30.

UHF trazem ‘Noites à flor da pele’ a Sintra Neste concerto vão ser relembrados dois discos emblemáticos da carreira da banda. O LP ‘À Flor da Pele’ (1981) e ‘Noites Negras de Azul’ (1988) vão ser tocados como foram editados em vinil, Lado A e B, na íntegra. Uma noite a não perder. Auditório Jorge Sampaio, Centro Cultural Olga Cadaval. Dia 3 de Dezembro, pelas 21h30.

JORNAL DA REGIÃO

Reino do Natal invade vila de Sintra Uma iniciativa da Câmara de Sintra que, nesta sexta edição, volta a trazer até ao centro da vila a magia da época natalícia, com histórias e actividades para as crianças, e momentos de partilha e encantamento para todos. O Parque da Liberdade, um dos principais palcos do evento, é transformado num verdadeiro Reino de Natal, com fadas, duendes

e o próprio Pai Natal. Não esquecendo o espírito solidário tão característico do momento, os visitantes são convidados a entregar um donativo (bem alimentar não perecível) para entregar às famílias mais carenciadas do concelho. De 1 a 23 de Dezembro. No Parque da Liberdade, Jardim da Correnteza, Largo do Palácio e Newsmuseum.

Rita Guerra em concerto na Amadora Uma das cantoras portuguesas mais populares e acarinhadas volta a surpreender com uma nova formação de sonoridade mais acústica. Além dos maiores êxitos de 30 anos de carreira da cantora, no

espectáculo vão ser contadas as histórias sobre as canções que a acompanharam. Cineteatro Municipal D. João V (Damaia). Dia 2 de Dezembro, às 21h30.

Concerto solidário de Natal em Oeiras Organizado pelo Rotary Club de Oeiras, este espectáculo solidário tem como principal objectivo a angariação de fundos para bolsas de estudo. Para a sua realização, a iniciativa conta com a colaboração da Direcção-Geral dos Ser-

viços Prisionais, dos Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos e ainda com a actuação do Coro de Santo Amaro de Oeiras. Igreja da Cartuxa (Caxias). Dia 3 de Dezembro, pelas 18h00.


Regresso a custo justo

30 de Novembro a 13 de Dezembro de 2016

MOTORES

JORNAL DA REGIÃO

Depois das versões de quatro e cinco portas, a Fiat completou a gama Tipo com a introdução da carrinha (Station Wagon), que marca o regresso do construtor italiano a um segmento em que já não dava cartas desde 2007. Sem ser um carro ‘low-cost’, o Fiat Tipo prima pela excelente relação entre preço e qualidade. Sem luxos demasiados e extras que apenas servem para elevar o preço final, a nova Fiat Tipo SW tem tudo o que o condutor precisa e mostra argumentos de sobra para se impor no segmento mais concorrido do mercado. Tal como os seus irmão de 4 e 5 portas, o Tipo SW distingue-se por um design bastante moderno e apelativo, com destaque para os grupos ópticos de grande dimensão na dianteira, alinhados com grelha de ondas cromadas e por

uma traseira mais singela, mas mesmo assim muito elegante.  Mas o que nos voltou a impressionar foi o espaço interior, aliado a nível de conforto igualmente com nota positiva. Com mais 20 cm que as restantes versões, esta carrinha dispõe ainda de uma das maiores bagageiras do segmento, com 550 litros e fundo falso com um alçapão bastante prático que dá para guardar toda a tralha que não queremos mostrar. Lá dentro também não faltam espaços de arrumação. Quanto à qualidade do interior, sem deslumbrar, está perfeitamente ao nível das expectativas. Nesta fase de lançamento a Fiat dota o Tipo com um nível de equipamento inigualável: Sistema de infoentretenimento “Uconnnect”, ecrã táctil de 5’’, câmara de

9

Fiat Tipo SW disputa lugar em segmento concorrido com excelente relação entre preço e qualidade. Testámos versão mais potente e a nota final é bastante positiva.

assistência ao estacionamento, sensores de chuva e luz, cruise control, entre outros.  As motorizações estão confiadas aos Diesel 1.3 Multijet II de 95 cv e ao 1.6 Multijet II de 120 cv  e ao 1.4 16 V Fire de 95 cv (gasolina). Saímos para a estrada com a versão Diesel mais potente e o balanço é altamente positivo: resposta pronta em

todos os regimes, consumos baixos (na casa dos 5,3 l/100km) e rolamento suave e confortável. A tudo isto, junta-se um preço muito justo, que começa nos 17.900€, com a versão testada pelo JR a ficar pelos 24.302€. Paulo Parracho

Fiat Tipo SW 1.6 Multijet Motor: Diesel, 4 cilin., 1598 cm3 Potência: 120 cv/3750 rpm Binário máximo: 320 Nm/1750 rpm Velocidade máxima: 200 km/h Consumo/emissões: 3,7 l/100 km, 98 g/km Preço : 24.302 €

Saiba mais sobre este modelo em www.jornaldaregião.pt

S98-3-1403


30 de Novembro a 13 de Dezembro de 2016

KidZania promove espírito solidário A KidZania promove pelo sétimo ano consecutivo a iniciativa “KidZania Solidária”, um projecto de responsabilidade social, no qual os mais novos são encorajados a doar alguns dos seus kidZos, moeda oficial do parque temático, em prol de oferecer visitas gratuitas a crianças social e economicamente carenciadas.

Esta acção tem como foco principal sensibilizar e incentivar os mais novos a desenvolver uma consciência mais solidária, para que futuramente sejam cidadãos com princípios e valores solidários para quem mais necessita. Nas edições passadas foram doados cerca de 230 mil ki-

JORNAL DA REGIÃO

dZos, que proporcionaram a cerca de 1100 crianças de diferentes instituições nacionais uma visita à KidZania, como a Fundação do Gil, CrescerSer, Aldeias SOS, Novo Futuro, Casa das Cores, Terra dos Sonhos, Make-A-Wish, Acreditar, entre outras. Em 2016 a Pressley Ridge é a instituição seleccionada para beneficiar desta iniciativa. Presente em Portugal desde 1988, a Pressley Ridge tem como foco as crianças, os jovens e as famílias em maior vulnerabilidade, desenvolvendo diversos projectos de intervenção social junto das populações. Com a iniciativa “KidZania Solidária” o parque temático reforça as acções de sensibilização promovidas ao longo do ano junto dos mais novos, sublinhando a importância de partilhar, ajudar e dar oportunidade a outras crianças que se encontram numa situação social ou de saúde menos favorável. Desta forma, a KidZania dá um contributo para a formação das crianças enquanto futuros cidadãos responsáveis e envolvidos com a comunidade onde se inserem. A KidZania é um parque temático dirigido a famílias,

com carácter pedagógico e lúdico, localizado no Dolce Vita Tejo, na Amadora. Na KidZania, as crianças são convidadas a entrar no mundo dos crescidos através do conceito “brincar aos adultos”, aliando o entretenimento a uma forte componente pedagógica. Nesta cidade, construída à escala infantil, as crianças têm a possibilidade de exercer cerca de 60 profissões, tais como jornalista, bombeiro, médico, cozinheiro, polícia ou modelo. Todas as actividades acompanham os conteúdos escolares e foram concebidas segundo o conceito de ‘edutainment’, ou seja, tarefas simultaneamente divertidas e educativas. A KidZania tem a sua própria moeda oficial, os kidZos, com os quais os cidadãos podem aceder aos mais variados serviços dentro da cidade ou mesmo fazer compras na loja de kidZos. Para isso, as crianças terão de trabalhar nas profissões que mais gostarem e o seu esforço será recompensado. Cabe às crianças fazer a gestão do seu próprio dinheiro, podendo depositá-lo na sua conta bancária da KidZania e levantá-lo nas caixas ATM na próxima visita.

Amadora volta a receber Bandeira Verde O concelho da Amadora voltou a ser reconhecido pelas suas práticas e políticas em termos de sustentabilidade com a distinção do Galardão ECO XXI – Municípios Sustentáveis e a atribuição da Bandeira Verde, atribuída pela ABAE – Associação Bandeira Azul da Europa. “Esta distinção vem demonstrar que a Amadora, de uma forma persistente, tem uma

maior consciencialização ambiental, com uma efectiva alteração de comportamentos e de prioridades políticas como prioridade para a causa ambiental”, salienta fonte da edilidade. Num sorteio entre os municípios galardoados, a Amadora foi contemplada com 300 vasos biodegradáveis, destinados à optimização dos recursos de água e ener-

gia na plantação de árvores. Na sessão de atribuição da Bandeira Verde, realizada no

passado dia 25, em Coimbra, esteve o vereador do Ambiente, Eduardo Rosa.

FICHA TÉCNICA Director: Paulo Parracho | Chefe de Redacção: João Carlos Sebastião | Colaboradores: Francisco Lourenço, Jorge A. Ferreira e Sónia Salgueiro Silva | De-

sign Gráfico: Rita Rodrigues | Departamento Comercial: Rosa Valente, Paula Russo e Gonçalo Santos | Secretariado: Paula Santos | Distribuição e Logística: António Oliveira | Informática: Joade Jinkings | ERC: Registo n.º 119748 | Propriedade: Monde Visionnaire, Comunicação Social, S.A. | Sede: Rua do Alto do Forte, n.º 5 2635-036 Rio de Mouro – Sintra | Capital Social: 50.000 Euros | NRPC: 513 212 809 | Tiragem: 60.000 exemplares | Impressão: Grafedisport Impressão e Artes Gráficas, S.A. – Queluz de Baixo | Depósito Legal | n.º 100139/96 | Redacção e Departamento Comercial: Rua do Alto do Forte, n.º 5 2635-036 Rio de Mouro – Sintra | Tel.: 21 807 98 34 | E-mail Redacção: jr-editor@jornaldaregiao.pt | Comercial: comercial@jornaldaregiao.pt | Classificados: classificados@jornaldaregiao.pt

Junta de Freguesia Mina de Água

Diálogo e intervenção No dia 13 de Dezembro o Executivo da Junta de Freguesia Mina de Água, irá apresentar ao Órgão deliberativo as Opções do Plano e a proposta de Orçamento para 2017 . A Junta de Freguesia Mina de Água, assume uma postura de diálogo e de intervenção que vai de encontro à identificação das necessidades da nossa comunidade até à resposta dessas mesmas necessidades, através dos diversos serviços. Temos como princípio orientador o respeito pela dignidade dos cidadãos, comprometendo-nos a optimizar os recursos e procurando atingir a qualidade do serviço público. É nossa obrigação avaliar os meios de que dispomos de modo a alcançarmos os objectivos que permitam o progresso, o desenvolvimento e assegurar o bem estar da população. Neste quadro de estabilidade da nossa acção não ire-

8-9176

Joaquim Marques Rocha Presidente da Junta de Freguesia de Mina de Água

SEJA O REPÓRTER DA SUA REGIÃO! Envie-nos notícias e fotografias de situações importantes que acontecem na sua região. Este é um espaço reservado à publicação de informações e cartas enviadas pelos nossos leitores.

Reclamos Luminosos Imagem Corporativa Produção por Robótica Engenharia Metalomecânica Prototipagem Rápida em Impressão 3D Tecnologia Laser Termoformagem Sinalética Interior Expositores Metálicos e de Acrílico

Am17-4-1499

mos alterar o esforço para manutenção de espaço publico. Vamos também continuar a apoiar as actividades desportivas e culturais. Sabemos que a nossa proximidade em relação às populações nos confere uma responsabilidade acrescida e nesse sentido e em conjunto com a C.M.A os nossos esforços irão no sentido da resolução dos problemas que afectam o quotidiano de todos aqueles que habitam e trabalham na nossa freguesia. Faço votos para que o ano de 2017, seja pautado pela colaboração entre todos, sem que cada um abdique das suas competências e obrigações, de modo a servir da melhor forma possível a população da Freguesia Mina de Água.

Envie toda a informação para: reporterjr@jornaldaregiao.pt ou por correio para: Rua do Alto do Forte, n.º 5 2635-036 Rio de Mouro – Sintra

Desde 1978 a pensar o futuro

REPÓRTER JR

10


30 de Novembro a 13 de Dezembro de 2016

INICIATIVAS

JORNAL DA REGIÃO

Parada de Natal no Dolce Vita Tejo

Desfile envolve 120 figurantes

Gnomos, renas, duendes, soldadinhos de chumbo, todos vão acompanhar o Pai Natal na sua chegada ao Dolce Vita Tejo, no próximo dia 3 de Dezembro, às 15 e às 18 horas, numa grande parada com mais de 120 personagens que vão desfilar e certamente deslumbrar. A chegada do Pai Natal faz-se com um grande desfile composto por muitos personagens,

carros alegóricos, bolas de Natal, máquinas e engenhocas divertidas. São 120 figurantes que desfilam durante cerca de uma hora, animando as famílias com muita música e ‘confettis’, numa parada que termina com a chegada do Pai Natal ao trono, onde permanecerá para receber as crianças e tirar fotografias. As paradas de Natal repetem-se nos dias 10 e 17 de Dezembro, às 15 e às 18 horas.

Mas a magia de Natal no Dolce Vita Tejo não acaba aqui… Há também uma árvore gigante e interactiva com mais de dez metros, onde a todas as horas certas há um espectáculo de música e luz. Ao lado da árvore, a Ilha do Pai Natal tem um labirinto onde as crianças vão “perder a cabeça” ao verem o urso gigante e as diversões no interior do labirinto. Das luzes na Praça Central, às árvores por todo o interior, há

11

muito para olhar e encantar: bolas gigantes, grinaldas e as renas do Pai Natal que sobrevoam os corredores. Se conseguir, descubra a Rena Rodolfo! Mas há mais magia para as famílias e o Dolce Vita Tejo tem este ano, na Praça Central, a sua maior pista de gelo de sempre, com 459 m2. Também a LEGO® Fun Factory, para além das habituais actividades animadas, vai ter uma decoração especial alusiva ao Natal. E, para se adaptar ao período de férias escolares, este espaço, entre os dias 19 e 30 de Dezembro, terá um horário alargado, das 11h30 às 20h00. De 10 a 31 de Dezembro, a sala 2 dos cinemas UCI Dolce Vita Tejo recebe o musical Aladino e a Lâmpada Mágica.

UPAL reabilita antiga padaria na Mina Foi inaugurada no passado dia 22 mais uma loja da rede A Nossa Padaria, da UPAL – União Panificadora da Amadora Lda. Fica situada na Av. Cardoso Lopes, n.º 23, na Amadora, bem perto dos Paços do Concelho e da Estação da CP. Este moderno espaço comercial resultou da remodelação

da área de fabrico de uma antiga padaria, desactivada há alguns anos. Ali, os clientes terão oportunidade de ver os lares de dois fornos de lenha e as pás que eram usadas para introduzir e retirar o pão e os bolos que eram cozidos nestes fornos. A reabilitação deste espaço enriqueceu o centro da

Amadora, como reconheceram Carlos Varandas, gerente-coordenador da UPAL, e Carla Tavares, presidente da Câmara da Amadora, que esteve presente na inauguração. A abertura deste espaço insere-se na estratégia da UPAL de remodelar as suas cinquenta lojas espalhadas pelo concelho

da Amadora e de diversificar a gama de produtos disponibilizados nesta vasta rede de espaços comerciais. A primeira preocupação desta estratégia ambiciosa é a manutenção da qualidade elevada a que a UPAL habituou os seus clientes, individuais e colectivos, ao longo dos mais de 60 anos de vida da empresa.

A17-3-1497

Os autarcas e funcionários da Junta de Freguesia de Encosta do Sol desejam a toda a população votos sinceros de um Feliz Natal cheio de harmonia e um Próspero Ano Novo. Convidamos toda a população a visitar e a participar:

• Presépio de Natal, de 29 de novembro a 6 de

janeiro no Mercado Municipal da Brandoa; • Lançamento do CD “Viver como uma criança” – Coral Clave de Sol, no Fórum Luís de Camões, dia 8 de dezembro; • Almoço Solidário de Natal, dia 17 de dezembro no Fórum Luís de Camões. Email: geral@jf-encostadosol.pt Web: www.jf-encostadosol.pt Facebook: facebook. com/jfencostadosol Contacto: Brandoa – Rua Luís Vaz de Camões, s/n 2650-197 – Amadora | Tel. 21 476 84 00 S100-7-1424


ESPECIAL

SABORES À MESA Distribuído com o

GASTRONOMIA EM ALTA Este suplemento faz parte integrante da Edição 105 do Jornal da Região | 30 de Novembro a 6 de Dezembro de 2016 | Distribuição gratuita

A gastronomia da Península Ibérica está “no auge”, destacou a Michelin, na apresentação do guia para 2017, que introduz uma nova distinção - o ‘prato Michelin’, distinguindo os novos restaurantes com uma “cozinha de qualidade”. “Personalidade, criatividade e inegável talento frente aos fogões. A gastronomia de Espanha e Portugal está no auge, o que se traduz numa selecção com nove restaurantes de três estrelas, 28 de duas estrelas e 166 na categoria de uma estrela”, foi anunciado na apresentação do Guia Michelin Espanha e Portugal 2017, em Girona, Espanha. Entre os restaurantes distinguidos, Portugal tem cinco com duas estrelas (“uma cozinha excepcional, que merece o desvio”) e 16 com uma estrela (“cozinha de grande requinte, compensa parar”), um aumento de sete novas distinções em relação ao guia de 2016.

Sup_105-4-1506

Segundo a directora comercial da Michelin, Mayte Carreño, no guia figuram actualmente 1.750 restaurantes, tendo sido incluídas 350 novas entradas nos últimos dois anos. Já Michael Ellis, director internacional do Guia Michelin, sublinhou a qualidade da gastronomia ibérica, comentando que “muitos inspectores internacionais vêm ver a qualidade” da alta cozinha de Espanha e Portugal. “A atractividade da gastronomia é um motor económico fenomenal”, destacou o mesmo responsável. Nesta edição, além de uma ‘chuva’ de estrelas, o guia apresenta uma série de mudanças. “Assistimos ao nascimento de um guia Michelin mais visual, mais intuitivo, mais moderno, e, sobretudo, mais gastronómico do que nunca, mas agora são os restaurantes que assumem o protagonismo”, sustentou a organização.

O guia apresenta uma nova categoria, o ‘prato Michelin’, atribuído a restaurantes que acabaram de abrir, mas que já são “apaixonantes”. “Este símbolo constata uma cozinha de qualidade e representa um reconhecimento do trabalho e serviço oferecido nessa casa”, explica a organização. As novidades do guia 2017 são, para Portugal, na categoria de duas estrelas (“mesa excelente, merece um desvio”), os restaurantes The Yeatman (Vila Nova de Gaia) e Il Gallo d’Oro (Funchal). Com uma estrela (“cozinha de grande fineza, merece uma paragem”), são sete os estabelecimentos portugueses que entram para o ‘guia vermelho’: Casa de Chá da Boa Nova

(Leça da Palmeira), Alma (Lisboa), Loco (Lisboa), William (Funchal), L’And Vineyards (Montemor-o-Novo, recuperando a estrela que perdera na edição anterior), Antiqvvm (Porto) e Lab by Sergi Arola (Sintra). Em Espanha, o principal destaque é o nono restaurante a alcançar a distinção máxima (três estrelas, “uma cozinha única, justifica a viagem”) - o Lasarte (Barcelona).


Para que não falte a inspiração Três livros a pensar na quadra de Natal

Não há nada como ter a família reunida no Natal à volta de uma mesa repleta de deliciosas iguarias, enquanto partilham histórias e vivem as emoções da quadra. São muitos os pratos e sabores que marcam esta época festiva, enquanto outros ainda só fazem parte do imaginário, mas que poderão saltar das páginas dos livros de culinária para a sua ementa natalícia. Para que não lhe falte inspiração na cozinha neste Natal, sugerimos três livros que estão repletos de pratos e sobremesas deliciosas para a quadra: Sobremesas 5-5-5, de Rita Nascimento, da Arteplural Edições; Bimby – À Portuguesa Com Certeza, da Bertrand Editora; e Pratos & Travessas, de Mónica Pinto, da Bertrand Editora. Sobremesas 5-5-5, de Rita Nascimento, da Arteplural Edições - Este livro apresenta um conjunto variado de receitas para comer à colher, à fatia ou à dentada. Sobremesas 5-5-5 é um livro de receitas para fazer doces rápidos, fáceis, e ainda por cima baratos, para os gulosos que não têm tempo nem paciência, mas que não resistem a um bom doce ou sobremesa. É um livro à prova de preguiça para gulosos apressados, mas que gostam de apreciar os prazeres da doçaria. Todas as receitas levam no máximo 5 ingredientes, cust a m no máximo 5 euros e demoram no máximo 5 minutos a preparar.

Estudos • Projectos Venda • Montagem

PROJECTOS CHAVE NA MÃO

PUB

Ar Condicionado Licenciamentos Sistemas de Ventilação Obras Chave na Mão Aconselhamento HACCP

Bimby – À Portuguesa com Certeza, da Bertrand Editora – Este livro apresenta uma selecção das 100 melhores receitas regionais portuguesas, sendo um regresso às raízes e tradições gastronómicas de Portugal. Este livro está dividido em cinco partes: Entradas, sopas e acompanhamentos; Pratos de peixe; Pratos de carne; Bolos, biscoitos e sobremesas; Menus com as receitas deste livro.

ATH – Equipamentos Hoteleiros, Lda.

Fundada em 2000 conta com uma equipa técnica especializada, viaturas de assistência, equipamento e instalações vocacionadas para uma resposta rápida e eficaz, garantindo assim a satisfação do cliente. Temos Assistência Técnica própria qualificada e estamos preparados para efetuar qualquer reparação relativamente a toda a gama e marca de produtos hoteleiros. O nosso Gabinete de Projetos com técnicos competentes na área do Projeto e Desenho em 3D idealiza e dá forma às pretensões dos nossos clientes oferecendo a antevisão dos seus projetos, qualquer que seja o seu espaço. Orgulhamo-nos da eficiência dos nossos serviços cujo valor é reconhecido e comprovado no mercado.

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

Pratos & Travessas, de Mónica Pinto, da Bertrand Editora – Este é um livro de receitas que faz abrir o apetite só de olhar para as fotografias. Não admira porquê! A autora é fotógrafa e food stylist de profissão, tendo o seu trabalho tido destaque em várias publicações de prestígio como a Fork Magazine, Wall Street International ou a Lust Auf Genuss, entre muitas outras. Bolo húmido de chocolate e mascarpone, quadrados amanteigados de amoras, tartes de maçã e framboesas em flan e tarte de alheira, couve e maçã verde são algumas das receitas que constam no livro.

A nossa empresa oferece todo o tipo de serviço para cobrir todas as necessidades do ramo hoteleiro: Assistência Técnica; Estudos e Projetos; Obras Chave na Mão; Licenciamentos; Ar Condicionado; Sistema de Ventilação. Dispomos no quadro da empresa de Técnicos altamente especializados e credenciados nas várias áreas que compõem o ramo hoteleiro. Fazemos levantamentos e análise de obras, onde elaboramos um estudo prévio para visualização do cliente com o respetivo layout. Executamos todos os projetos técnicos (águas, esgotos, eletricidade, gás, etc.) para apoio na obra. Tratamos de processos de licenciamento, sendo estes devidamente acompanhados por uma equipa de arquitetos que connosco colaboram.

Rua Marquês de Pombal, 97 – Loja D • 2735-316 Agualva-Cacém Tel.: 219 148 770 • Fax: 219 148 772 • E-mail: geral@athequipamentos.pt

www.athequipamentos.pt

Classificados JR

Para anunciar ligue: 21 807 98 34 e-mail: classificados@jornaldaregiao.pt

Senhora c/36 anos, cuida de pessoas idosas ou oferece-se para limpezas. Tlm: 934201947

Ajudante farmácia c/15 anos de experiência oferece-se. Tlm: 965275208

MÁQUINAS COSTURA Reparações com um ano de garantia

Venda de novas e usadas com garantia

www.athequipamentos.pt

S99-4-1412

Rua Marquês de Pombal, 97 – Loja D • 2735-316 Agualva-Cacém Tel.: 219 148 770 • Fax: 219 148 772 • E-mail: geral@athequipamentos.pt

Orçamentos Grátis 93 916 56 10 21 914 44 73

S99-7-9514

S105-7-9582

Temos tudo para a sua máquina, móveis, motores e peças

Revendedor de acessórios Casa Pinto – Por trás da Fábrica dos Óculos de Agualva/Cacém

Compramos Ouro Agências em Oeiras e na Parede Tlm: 968 392 863

S80-12-1125

Máquinas de Costura Reparo Coloco Motores e Maletas

21 917 05 01 96 657 79 19 Rio de Mouro

Alberto Cruz Compramos:

Recheio de casa Antigo e Moderno Móveis, Louças, Livros Bordados, Peças Vista Alegre, Pratas, entre outros. 217599261 961215463

COMPRO DISCOS

DE VINIL, LPS, SINGLES, JAZZ, CLÁSSICA ROCK. 14–20 H

TEL.: 21 347 14 86 TM: 93 146 46 90


“Não esperava que gostassem tanto de mim” “Vamos Comer!” é o novo livro do pequeno grande ‘chef’ português Pedro Jorge tornou-se um fenómeno de popularidade desde a sua participação no concurso “Masterchef Júnior”, da TVI. Apesar de não ter conquistado o primeiro prémio da competição, a sua vida mudou: o blogue pedrojorge.pt e o livro “Vamos Comer!” são os seus mais recentes projectos. Bem-disposto, carismático e com o dom e habilidade de bem saber cozinhar, mas também de gostar muito de bem comer. Foi com apenas cinco anos que se estreou nas lides gastronómicas, com a ajuda dos familiares mais próximos, mas principalmente “na companhia do avô ‘Zé’”, revela o jovem, relembrando ainda que o famoso prato de ‘bifes com pimenta’ foi o primeiro que aprendeu a confeccionar. A participação no “Masterchef Júnior” surgiu por iniciativa própria, com o objectivo de pro-

var ao avô “que sabia mesmo cozinhar”, declara. Desde que saiu do programa – no passado mês de Julho – no qual foi ‘repescado’ e teve uma nova oportunidade depois de ter sido eliminado pela primeira vez –, o mais jovem famoso ‘chef ’ de Portugal ainda não parou. “Foi muito importante participar no ‘Masterchef Júnior’, aprendi muito no concurso. Não estava à espera que as pessoas gostassem tanto de mim, foi uma surpresa”. Poucos meses após o concurso, o concorrente que mais marcou pela sua personalidade divertida e maneira de ser muito característica, já lançou um blogue – ‘pedrojorge.pt’ – e, mais recentemente, o livro ‘Vamos Comer! As minhas receitas e os meus segredos’: “No blogue são publicadas receitas, vídeos e dicas de culinária, com pratos simples e rápidos, mesmo para pessoas com pouca expe-

riência na cozinha”, desvenda o próprio. O livro, que tem o prefácio escrito por Manuel Luís Goucha, é dedicado também aos mais novos. Aqui, é possível encontrar receitas para experimentar sozinho ou com a ajuda dos pais, contendo também algumas receitas mais elaboradas. Quanto questionado qual a iguaria que mais gosta de preparar, Pedro Jorge responde sem hesitar: “Carne! E o meu prato preferido é carne assada”. Já que, apesar de muito novo, a suas principais especialidades são os pratos tradicionais portugueses, o pequeno cozinheiro dá ainda lugar de destaque no seu cardápio ao bacalhau: “Já ensinei um amigo meu a fazer ‘Bacalhau à Brás” e ele aprendeu muito bem!”. No campo dos doces, o petiz também não tem qualquer dúvida: “Faço a minha tarte de amêndoa que é uma mara-

vilha, de comer e chorar por mais!”. Apesar da aventura em que mergulhou e dos dotes culinários naturais que o distinguem, o jovem ambiciona ainda ser médico e tirar um curso de computadores, e um dos seus maiores sonhos é viajar pelo mundo todo: “Gostava de ir ao Brasil, ao México e ao Japão, e gostava de aprender a fazer os pratos típicos desses países. Já sei fazer sushi e moqueca, que é um prato brasileiro com carnes, enchidos, feijão e tapioca”, elucida. Natural do Biscainho, em Coruche, Pedro Jorge tem 10 anos e frequenta o quinto ano de escolaridade, afirmando conseguir conciliar todo o sucesso e os novos projectos com os estudos: “Sou bom aluno. Vou tentar lançar um novo livro para a Páscoa, e vou continuar a dinamizar o blogue e a fazer eventos”.

PUB

O restaurante McDonald’s de Mem Martins celebra 20 anos. Foi a 21 de dezembro de 1996 que o restaurante abriu as portas pela primeira vez. Ao longo destes 20 anos temos vindo a trabalhar no sentido de proporcionar aos nossos clientes o melhor serviço de restauração num ambiente moderno e informal. Desde a sua abertura o restaurante já foi remodelado duas vezes, mantendo-se assim sempre atual às dinâmicas da sociedade: um espaço moderno, agradável, com toda a tecnologia que os consumidores procuram. O restaurante McDonald’s Mem-Martins tem capacidade para 154 lugares sentados,

74 dos quais na sala e 80 na esplanada, e um parque de estacionamento para 19 veículos. Dispõe do serviço McDrive e quiosques multimédia que permitem realizar e pagar o pedido autonomamente e levantá-lo numa área específica no restaurante para este efeito. Além de funcionalidades para as famílias como tablets para consulta à Internet ou acesso a jogos didáticos o restaurante dispõe de wi-fi gratuito. João Conde, franquiado do Restaurante McDonald’s de Mem-Martins e a sua equipa de 50 pessoas, agradecem a confiança depositada ao longo destes 20 anos e convidam-no a celebrar esta data connosco. Sup105-4-1491


S105-7-1475


Edição da Amadora 16 do Jornal da Região