Issuu on Google+

Porte Pago

Autorizado pelos CTT a circular em invólucro fechado de plástico. Autorização nº DE02692007MPC

Ò Ò vieira de leiria

Ò Ò arribas s. pedro de moel

dono atira-se ao rio para salvar cão

visto do tribunal já chegou

Um homem salvou o próprio cão de morrer afogado no Rio Lis » pág. 8

obra de estabilização das arribas de S. Pedro de

26 OFERTAS DE TRABALHO NESTA EDIÇÃO

O Tribunal de Contas emitiu parecer favorável à Moel, que deverá começar por estes dias » pág. 3

Jornal da Marinha

Director: António J. Ferreira

www.jornaldamarinha.pt

Telefone: 244 502 628

 

QUI26ABR2012

ANO: XLVII - Nº 2507

Preço: 1,10 € (IVA inc.)

GRANDE

descarga criminosa na ribeira Ò Ò pero neto

DREC fecha eb 1º ciclo No final do presente ano letivo, será encerrada a Escola Básica do 1º Ciclo do Pero Neto. Os alunos serão transferidos para a Amieira. » pág. 5

Ò Ò lares de idosos

misericórdia aumenta número de vagas » pág. 3

Ò Ò futebol

acm tropeça em casa » pág. 14

GANHE BILHETES Para o jogo U. Leiria - Feirense Faça já a sua assinatura anual do Jornal da Marinha Grande!

A Ribeira das Bernardas, em Casal de Malta, foi alvo de uma descarga de óleo queimado, que destruiu parte da fauna existente. As autoridades foram alertadas e o infrator identificado » pág. 7

COMPRAMOS

OURO

COBRIMOS

TODAS AS OFERTAS

não venda sem nos consultar

AVALIAÇÕES

DE HERANÇAS Ourivesaria Água Marinha

96 826 10 19

NEGÓCIO CLARO, COM RIGOR E PROFISSIONALISMO


Local

2

Jornal da Marinha Grande

www.jornaldamarinha.pt

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò EPAMG

Diretor

Editorial

A política desportiva no concelho

Q

uando venceu as eleições autárquicas de 1993, Álvaro Órfão e o seu vereador do desporto, Armando Constâncio, avançaram durante o mandato para a criação dos critérios de atribuição de subsídios aos clubes desportivos do concelho, norma que ainda hoje se mantém, apesar de ter sofrido um ou outro ajuste ao longo dos anos. No essencial, o documento identifica o apoio que a autarquia concede aos clubes em função do número de atletas jovens que tem inscritos nas respetivas Associações, bem como o valor que cada equipa sénior recebe, em função do escalão em que participa. Os critérios, além de serem mais ou menos justos, permitiram aos clubes saber com o que poderiam contar e não estar à espera que a autarquia concedesse este ou aquele subsídio para apoiar a sua atividade. Mas passadas praticamente duas décadas, chegou o momento de rever as regras do jogo, por várias razões. Desde logo porque em tempos de austeridade não faz qualquer sentido “despejar” dinheiro nos clubes, sem o mínimo de controlo, quando há necessidades básicas que continuam por satisfazer, como é o caso do saneamento básico. Por outro lado, a autarquia paga por cabeça e fecha os olhos ao facto de estar a sub-

sidiar a formação desportiva de jovens de outros concelhos, que por meras razões de natureza desportiva alinham em clubes da Marinha Grande. Finalmente, não nos parece razoável que os contribuintes paguem a duas dúzias de rapazes que se juntam ao domingo para dar pontapés para a frente na bola, muitas vezes poucas horas depois de uma noitada e nalguns casos sem um único treino durante a semana. Ou seja, é um absurdo a autarquia continuar a patrocinar o futebol sénior no concelho, a não ser que esse apoio seja estratégico para a promoção do município. Não nos parece que assim seja, já que a nossa melhor equipa disputa a “quarta” divisão nacional. Mas mais do que rever critérios, a Câmara da Marinha Grande tem que definir, de uma vez por todas, uma política desportiva clara. E é em função desta política desportiva que deverão resultar não só os apoios a conceder nas as infraestruturas a construir ou a financiar. Ou seja, apoiar a instalação de relvados em Picassinos ou na Garcia é uma medida extemporânea que poderá ter custos muito elevados no futuro, nomeadamente para os respetivos clubes. Se há quem quer fazer vida de rico sendo pobre, pois então que o faça, mas não tenha a tentação de usar recursos dos contribuintes. ß

Alunos visitam JMG/RCM

No passado dia 20 de abril, nós, os alunos do 1º ano do Curso Técnico de Restauração, da Escola Profissional e Artística da Marinha Grande (EPAMG), fomos visitar as instalações da Rádio e do Jornal da Marinha Grande

A

companhados pelo nosso professor da disciplina de Português, Manuel Pinheiro, dirigimo-nos às instalações e fomos calorosamente acolhidos pela jornalista Carla Fragoso que nos fez uma visita guiada aos vários espaços. Começámos por contactar com a rádio e acolhemos as explicações que a locutora Sónia Santos nos deu. Interrogámo-nos sobre-

tudo sobre as possibilidades que as novas tecnologias nos dão em termos de informação e comunicação. Ficámos admirados e deveras sensibilizados com o profissionalismo dos intervenientes. De seguida, fomos a uma pequena sala onde se fazem as gravações: tratamento de notícias, de som e de imagem, e anúncios publicitários. Logo depois dirigimo-nos à sala da redação do “Jornal da Marinha Grande”. Aí foi-nos explicado

o plano do jornal, o modo como se vai construindo, as alterações de última hora. Contactámos ainda com o “jornal online” e as possibilidades das novas tecnologias. Por último, fizemos algumas questões e tirámos a fotografia para mais tarde recordar. Ficamos agradecidos à equipa que nos acolheu e se disponibilizou para nos receber e partilhar o seu dia-a-dia com profissionalismo.

(R)Humor Olha, a Câmara vai dinamizar a criação de cantinas sociais...

Pelo menos assim os jogadores do U. Leiria não passam fome!

Cosmética automóvel Lavagem e limpeza personalizada de interior e exterior de automóveis. Lavagem de estofos, carpetes e tetos. Av. José Gregório, 96 - Marinha Grande Marcações pelo telemóvel 919 441 781

A turma do 1º R

*Cão rafeiro... que morde velhinhos, e não só!

António José Ferreira

Guardam-me os ossos?

Rufino

Fininha

www.jornaldamarinha.pt/tv

Rufia*

JMGTV


Local

Jornal da Marinha Grande 26 de abril de 2012

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò Marinha Grande

Entidades policiais fiscalizam bares

Ò Ò Arribas de São Pedro

Já chegou o visto do Tribunal de Contas

Três estabelecimentos de diversão noturna situados na cidade da Marinha Grande foram alvo de uma ação de fiscalização na noite do passado dia 13 de abril (sexta-feira) Segundo o JMG apurou, a intervenção, que decorreu entre as 22h30 e as 3h da madrugada, abarcou ainda três estabelecimentos localizados na cidade de Leiria. A operação envolveu a Polícia de Segurança Pública, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, a Autoridade para as Condições do Trabalho, as Finanças e a Alfândega. “Foram levantados vários autos de contraordenação por parte das entidades envolvidas, tendo em conta as suas competências nas matérias fiscalizadas”, como fez saber em nota de imprensa o Comando Distrital da PSP de Leiria. ß

Arrenda-se T2 Pedra do Ouro. Mobilado.

Telm: 936 677 889

3

Ò Ò Vieira de Leiria

Rua da Indústria quase pronta

Decorrem a bom ritmo os trabalhos de requalificação da Rua da Indústria, em Vieira de Leiria

O Tribunal de Contas emitiu um parecer favorável à obra de estabilização das arribas de São Pedro de Moel. A informação chegou à Câmara Municipal da Marinha Grande no passado dia 19 de abril, pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), responsável pela intervenção

E

stá cada vez mais próximo o arranque dos trabalhos de consolidação das arribas de S. Pedro de Moel. Com o parecer favorável por parte do Tribunal de Contas deverá ocorrer, até ao final do mês, a assinatura do auto de consignação entre a APA e a

empresa M. Couto Alves, para que seja iniciada a empreitada. A obra terá um custo de 1,5 milhões de euros, e decorrerá ao longo dos próximos nove meses. Garantir a segurança de pessoas e bens, minimizar riscos de erosão por atuação do mar na base da arriba e por agentes atmosféricos e pela própria geomorfologia na

vertente da arriba, assegurar o trânsito sem condicionalismo de risco na marginal situada no topo e minimizar o risco de utilização da praia são os principais propósitos da empreitada. A intervenção será realizada em sete troços, entre a Avenida Marginal e o norte da Praia da Concha. ß

Iniciada em maio do ano passado e com data de conclusão prevista para agosto próximo, ou seja, daqui a quatro meses, a obra entrou na sua fase final, após ter sido derrubado um muro que estava a impossibilitar a prossecução dos trabalhos. Limada esta aresta, a via foi alargada nesta zona, sendo que o restante troço já foi pavimentado e devidamente pintado, bem como os respetivos passeios. Recorde-se que a obra, no montante de um milhão de euros e numa extensão de 1.800 metros, compreendeu além da pavimentação e execução de passeios, a drenagem pluvial, a remodelação do saneamento doméstico e da conduta de abastecimento de água. ß

Ò Ò Lares de Idosos

Santa Casa aumenta número de vagas Os lares da Santa Casa da Misericórdia da Marinha Grande vão poder abrir mais vagas. Uma boa notícia para quem há muito integra as listas de espera por um lugar na instituição A notícia foi dada numa reunião com a diretora da Segurança Social de Leiria e avançada ao JMG por Joaquim João Pereira, provedor da Santa Casa da Misericórdia. Com uma lista de espera que ascende às três centenas de pessoas nos dois lares, o provedor adiantou que será possível alargar o número de vagas. “Já enviámos a proposta à Segurança Social, pois eles é que têm a última palavra. Se tudo correr como esperamos, deveremos poder abrir uma vaga nas Ver-

gieiras e mais seis nos Outeirinhos, isto porque a percentagem máxima de quartos individuais que nos era permitida por lei diminuiu de 25 para 20%”, explicou. No entanto, Joaquim João Pereira fez questão de realçar que “a Segurança Social, apesar de nos ter permitido alargar o número de vagas, não vai aumentar o subsídio que nos dá. Assim, os idosos que ocuparem as novas vagas, terão que suportar o custo total da sua mensalidade”.

Um outro ponto que tem sido amplamente discutido é a criação de centros de noite, para os idosos que não podem ou não querem estar sozinhos durante a noite.

A esse propósito, o provedor da Santa Casa da Marinha Grande referiu não ser possível, para já, aderir a essa valência. “Gostaríamos muito que os centros de noite

funcionassem na nossa instituição, mas tal não é possível, porque não dispomos de recursos físicos que permitam fazê-lo”, afirmou. ß


Opinião

4

Jornal da Marinha Grande

www.jornaldamarinha.pt

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Opinião A Câmara e as licenças…

Ernesto Silva

ÒÒRúben Gomes »Opinião

Humor Take Away Olá! Não é que Michelle Obama considera o cão “Bo” como um filho? Agora entendo o porquê de ter convidado os concorrentes do ‘Peso Pesado’ para treinar na Casa Branca. Era chato atirar o pau a um familiar e deve ser mais divertido ver os concorrentes a rebolarem. Continuando lá por fora, dizem que o dinheiro é uma das coisas mais sujas. Não percebo é o porquê do irmão do Ronaldinho Gaúcho levar isso tão à letra que lhe valeu a prisão por lavagem de dinheiro. Medicamentos não foram entregues ao primeiro-ministro guineense. Desconfio que é um mal geral, o nosso também não deve andar a tomar a medicação. Viram, um parágrafo apenas para encher e para servir de separador entre os temas ‘lá fora’ e ‘por cá’. Pedro Passos Coelho está optimista em relação ao regresso aos mercados em 2013. Pois, podia ser uma boa notícia, se em 2013 não fosse ano de autárquicas e o ritual não fosse ir para os mercados dar uns beijinhos. Eu continuo é sem perceber a aposta no programa ‘A tua cara não me é estranha’, é que já vai na segunda série. Depois da primeira série a Sónia Brazão ter oferecido o prémio à Unidade de Queimados ao invés da Associação de Moradores de Algés, o programa não deveria ser logo abolido? Para concluir, foi desenvolvida uma aplicação para telemóveis para chamar táxis! Será que o Duarte Lima já se perguntou: ‘Então e se a senhora não tiver saldo?’ Até para a semana. ß

JMGTV www.jornaldamarinha.pt/tv

A

o passar recentemente junto à antiga Crisal, local onde foi iniciada a construção de um grande lote de torres para habitação e comércio, local bem situado e merecedor de melhor sorte, deparei-me com um cartaz gigante anunciando novo leilão de algumas lojas e apartamentos para os quais se foi conseguindo licença de habitabilidade, devido à falência da empresa construtora ou patrocinadora do projecto “Empreendimentos Imobiliários de Conceição Gomes e Ferreira SA”, de Alcobaça. Como cidadão e para que ali não nasça mais um nado morto, lembro ou interrogo-me se a Câmara Municipal da Marinha Grande acautelou todos os seus direitos enquanto aprovadora daquele projecto, porque se o não fizer pergunta-se quem vai no futuro imediato concluir todas as obras que ainda estão por concluir. Garagens incompletas, lojas por abrir, apartamentos por habitar. Sabemos que a Câmara Municipal não é construtora, por enquanto, mas terá a

obrigação de acautelar todo esse trabalho porque ainda existem lotes de terreno à venda e deverá ter uma palavra a dizer para acautelar a cidade e o seu património. Até ao momento não exerceu esse direito permitindo o abandalhar de toda aquela zona conforme se pode verificar do exterior com o crescimento selvagem de todo o tipo de arbustos. Embora o local esteja aramado já foi iniciada a abertura do mesmo e os automóveis vão por ali entrando, como compensação da falta de estacionamento livre naquela zona da cidade. Num momento de crise em que os marinhenses pagam através dos seus impostos o dito sobre os seus veículos, porque raio de razão terão também que contribuir para o parqueamento numa cidade que está a prejudicar a vida daqueles que ainda têm trabalho? Iremos esperar ansiosamente pelo apresentar das contas da TUMG para constatar se ela é viável ou será que cairá no 1º round que o governo diz que vai apresentar encerrando as empresas municipais deficitárias e contornadoras da lei das autarquias?

Que fique bem claro que a autarquia marinhense tem a obrigação de não deixar por concluir toda e qualquer obra necessária àquele empreendimento até à sua conclusão. Se o não fizer não será merecedora de escutar a letra de “Grândola Vila Morena” a 25 de Abril, mas com seguinte refrão: “Marinha, cidade vidreira, terra da fraternidade, o Povo é quem mais ordena, dentro de ti ó cidade”; “Em cada esquina um amigo, em cada rosto igualdade, Marinha, cidade vidreira, Terra da Fraternidade”. Que viva a cidade da Marinha Grande, mas por favor não deixem nascer novo Camarnal ou novo mercado municipal tipo Atrium. Que naquele empreendimento não fique uma única licença de habitabilidade por emitir é o dever da autarquia marinhense. Se o não conseguir por qualquer exigência legal que solicite o parecer e ajuda do LNEC. Desta vez não haverá mais desculpas, embora saibamos que se trata de um empreendimento particular, mas com consequências na cidade se não actuarem já. ß

»Carta ao Diretor

Barros Duarte clarifica Exmo. Senhor Director do Jornal da Marinha Grande, em relação ao resumo feito pelo jornal na sua edição de 12 do corrente, das minhas respostas às diversas questões que me colocou a senhora jornalista, na última conversa promovida por JMG/SOM, existem algumas inexactidões que alteram o sentido do que eu disse. Face a isso, venho solicitar o favor de clarificarem o relato que fazem das seguintes questões: Relatam: “há indivíduos que na altura eram dirigentes do Marinhense que tinham uma certa influência política, embora do meu ponto de vista sejam ideologicamente analfabetos e politicamente incompetentes que pressionaram no sentido de ser feito o negócio”. O que eu disse foi: Havia indivíduos que na altura

eram dirigentes do Marinhense que tinham uma certa influência política, junto dos então responsáveis (dirigentes) locais do Partido, que sobre estes sim, disse e continuo convencido, que são ideologicamente analfabetos, politicamente incompetentes e moralmente “mauzinhos”. E estes é que interferiram e promoveram o meu afastamento. De resto, como está o vosso relato, não fazia sentido, pois os dirigentes do Marinhense podiam fazer pressão, mas não tinham capacidade para me retirarem o apoio político que necessitava para poder continuar a exercer o cargo de Presidente. Relatam: “B. Duarte, acrescentando que foi o facto de os dirigentes locais do PCP terem anunciado nas televisões a retirada da

confiança política que o levou a afastar-se. ‘Se não fosse isso eu continuava com o meu trabalho, mas sem apoio político não tinha condições para cumprir com as promessas que fiz ao eleitorado’, relatou.” Juntaram as respostas a mais de uma questão diferente, o que trunca o que disse. O que eu disse foi: “O que me levou a afastar-me do Partido foi terem anunciado na televisão a retirada de confiança onde não tive oportunidade de esclarecer a minha posição”. Se não fosse isso eu continuava no Partido com o meu trabalho partidário. (Quer dizer, não me desfiliava). Até acrescentei que não ligava nenhuma à traição que me tinha sido feita pelos responsáveis lo-

cais do Partido, porque isso acontece em todos os Partidos. A última parte do vosso relato deste vosso período foi em resposta à pergunta da razão porque não tinha continuado na Câmara. E aí sim. Disse: Porque não tendo apoio político não tinha condições para cumprir as promessas que havia feito ao eleitorado. Foram questões separadas e diferentes, que tiveram respostas diferentes. Em relação a fotografias, títulos e mais ou menos da semana não me pronuncio, as pessoas que assistiram ajuizarão.

João Barros Duarte

A sua opinião conta. Escreva, nós publicamos jmg@jornaldamarinha.pt

Os textos não devem exceder os 2400 caracteres (incluindo espaços)

Ex-autarca


Local

Jornal da Marinha Grande 26 de abril de 2012

5

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò foto: ARQUIVO

Ò Ò Pero Neto

Escola Básica prestes a fechar portas mo ano letivo na escola de acolhimento. “A Escola da Amieira está preparada para receber estas crianças. Contudo, se os pais quiserem inscrever os seus filhos noutras escolas do agrupamento, são livres de o fazer”, referiu Cidália Ferreira. ÒÒCentros Educativos em “stand by”

Há muito que o encerramento da Escola Básica do 1º Ciclo do Pero Neto foi anunciado pela Direção Regional de Educação do Centro (DREC). No final do presente ano letivo será uma realidade, já confirmada ao JMG pela vereadora da Educação, Cidália Ferreira

A

pesar dos avisos, a Comissão de Pais e a população em geral tentaram, durante os últimos seis anos, impedir que o estabelecimento de ensino fosse

efetivamente encerrado. A revolta da comunidade escolar é grande, mas a DREC não vai voltar atrás na decisão de encerrar a Escola Básica do Pero Neto já a partir do final do ano letivo 2011/2012, informação que foi

confirmada ao JMG por Cidália Ferreira, vereadora da autarquia com o pelouro da Educação. Segundo a autarca, os alunos que atualmente frequentam a EB do Pero Neto vão poder continuar a estudar normalmente no próxi-

No que diz respeito à construção de Centros Educativos no concelho, a vereadora explicou que neste momento o projeto está parado. “Tínhamos previsto construir um centro educativo na Marinha Grande na zona da Benta, próximo da Escola Nery Capucho, mas as medidas de restrição orçamental impostas pela Lei 8/2012 não nos permitem avançar com o projeto, pelo que neste momento ele se encontra parado, sem previsão de quando poderá ir para a frente”, concluiu Cidália Ferreira. O JMG apurou ainda que, neste momento, não está previsto o encerramento de mais nenhuma escola no concelho. ß

Ò Ò Acessibilidades

TUMG adia novas rotas Afinal, a empresa municipal de Transportes Urbanos da Marinha Grande (TUMG) já não vai avançar dia 1 de maio, como estava previsto, com as novas rotas que tinham como destino os lugares de Albergaria, Camarnal, Fonte Santa, Pedra de Baixo e Pedra de Cima ÂÂCarla Fragoso

Segundo adiantou ao JMG o presidente do Conselho de Administração da empresa, o adiamento dos novos trajetos fica a dever-se “aos ajustamentos de horários que temos vindo a efetuar nas linhas que criámos até Amieira, Pilado e Escoura, o que acabou por atrasar todo o processo”. De acordo com Rui Pedrosa, “verificou-se que os horários que vinham a ser usados não estão de acordo com as necessidades dos

utentes daqueles lugares, que nos têm feito chegar as mais variadas sugestões”. Assim, e dando seguimento às reclamações e sugestões dos passageiros, a TUMG, em parceria com a Rodoviária do Tejo, tem vindo a proceder a algumas alterações com vista a poder abranger o maior número possível de pessoas. Rui Pedrosa garantiu, no entanto, ao nosso jornal, que as novas rotas até Albergaria, Camarnal, Fonte Santa e Pedra serão colocadas no terreno ainda durante o

Ò Ò Ação social

Autarquia apoia idosos

A intervenção no campo da ação social tem sido uma das grandes preocupações do atual executivo camarário. Em marcha estão projetos como a criação de cantinas sociais e a intervenção junto de idosos Cidália Ferreira, vereadora com o pelouro da ação social, disse ao JMG que já foi constituído um grupo de trabalho para intervir no campo do apoio à terceira idade. “Estamos a trabalhar em parceria com algumas instituições, nomeadamente com a PSP e a GNR, no sentido de fazer o levantamento das dificuldades que os nossos idosos enfrentam, bem como das suas necessidades principais”, referiu a autarca. A responsável acrescentou ainda que “já existem algumas pessoas identificadas pela autarquia, mas estamos a trabalhar no sentido de conseguir chegar a todos os casos de idosos que precisem do nosso apoio, em particular àqueles que estejam mais isolados”. Com este projeto pretende-se, assim, combater o isolamento e a insegurança, bem como criar soluções que resolvam as carências dos idosos do concelho da Marinha Grande. ß

Classificados

é no JMG Ligue agora para o 244 502 628 primeiro semestre deste ano, em data a anunciar assim que seja oportuno. Recorde-se que desde o início de março, os lugares de Pilado,

Escoura e Amieira passaram a ser servidos pelo serviço de Transportes Urbanos da Marinha Grande, cujos horários estão agora a ser alvo de retificações. ß

ou escreva-nos para Travessa Vieira de Leiria, nº 9, Marinha Grande


Local

6

Jornal da Marinha Grande

www.jornaldamarinha.pt

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò Política

ÒÒDaniela Anéis Psicóloga clínica »Psicologia

Ò Ò Educação

PCP realiza XI Assembleia

Papel dos pais em discussão

“O papel do Movimento Associativo de Pais no projeto educativo: importância, contributos e impactos no Sistema Educativo Português” é como se intitula a conferência que será dinamizada na Escola Secundária Acácio Calazans Duarte, no próximo sábado, dia 28 de abril, a partir das 9h30

Os novos idosos Celebra-se em 2012 o Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade entre Gerações A escolha da temática do Envelhecimento Activo deve-se, não apenas às mudanças demográficas e sociais dos países europeus, mas a uma necessidade de encarar o processo de envelhecimento sobre outro paradigma. Afinal o que é o Envelhecimento Activo? Segundo a Organização Mundial de Saúde (2002) o Envelhecimento Activo define-se como “o processo de optimização das oportunidades para a saúde, participação e segurança, para melhorar a qualidade de vida das pessoas que envelhecem.” As melhorias no estilo de vida e nos cuidados de saúde permitiram o aumento da esperança média de vida das pessoas, permitindo não só viver mais anos, mas vivê-los com maior qualidade de vida. Após a reforma, as pessoas têm a possibilidade de iniciar uma nova rotina. Ou seja, atingir a idade da reforma não é sinónimo de deixar uma vida activa e transitar para uma reforma inactiva. No entanto, essa escolha (manter uma vida activa ou não) é sempre pessoal e individual. Cabe à sociedade adaptar-se a esta nova realidade e criar respostas adequadas para os novos idosos do século XXI. Um dos maiores exemplos de uma resposta inteligente são as Universidades Séniores. Existentes em Portugal desde 1976, conheceram o seu auge na década de 2000 e existem actualmente cerca de 112 (dados RUTIS, 2008). Estas estruturas promovem actividades culturais, de informática, prática de exercício físico, visitas de estudo, convívios e aulas de cultura geral. Está previsto para breve a inauguração da Universidade Sénior da Marinha Grande. Fique atento! Se tiver dúvidas ou quiser transmitir as suas opiniões, queira por favor enviá-las para psicologia.jmg@gmail.com e terei todo o gosto em responder às suas questões. ß

A sede local do Partido Comunista Português acolheu no último sábado, 21 de abril, durante a tarde, a realização da XI Assembleia da Organização Concelhia da Marinha Grande do PCP “Organizar, Lutar, Vencer!” foi o mote da assembleia, que visou a discussão e votação da proposta de resolução política com a análise da situação política do concelho, bem como a eleição da nova Comissão Concelhia. A assembleia contou com a presença de Manuela Bernardino, membro do secretariado do Comité Central do PCP e com cerca de 90 delegados que, ao longo da tarde, analisaram os mais variados assuntos. Destaque para “a situação política e as consequências das medidas impostas pelas troikas nacional e internacional, com total subserviência deste governo PSD/ CDS-PP e com o conluio do PS, e que têm provocado a falência de centenas de empresas e o aumento do desemprego, a instabilidade e a precariedade no emprego, o corte nos salários e nas pensões e o aumento da carga fiscal sobre o povo português”. Em nota de imprensa, o PCP da Marinha Grande refere que “os ataques sucessivos a que os trabalhadores têm sido sujeitos não correspondem apenas a questões económicas e sociais”, acrescentando que estão a ser afetados os direitos, liberdades e garantias dos

trabalhadores, com o propósito de “enfraquecer a organização dos trabalhadores, diminuir a sua ação e capacidade reivindicativa”.

com a nossa ação, iniciativa, proposta e denúncia”, apelando ao voto na CDU como forma de “recolocar o concelho no caminho do progresso e do desenvolvimento”.

ÒÒCDU “é a solução”

Ao nível local, “e perante a ausência de promoção e desenvolvimento económico do concelho, que deixou, com o PS na CMMG, de ser uma prioridade política, são exemplo de inexistência de uma política de desenvolvimento estratégico e económico do concelho, a inação e incapacidade de concluir o alargamento das Zonas Industriais da Marinha Grande e de Vieira de Leiria”, pode ainda ler-se no documento. Os comunistas consideram ainda que o Partido Socialista é “incapaz de pôr em prática uma política ao serviço das populações. Ao invés agrava e dificulta as condições de trabalho da população e a vida das empresas”. Durante a XI Assembleia, os responsáveis locais frisaram ainda que “face a esta política de marasmo do PS a alternativa para a Marinha Grande é a gestão da CDU”, frisando que “o PCP e os eleitos da CDU reafirmam que podem contar, na Marinha Grande, na Vieira de Leiria e na Moita,

ÒÒPartido unido

Da Assembleia da Organização Concelhia do PCP resultou também a ideia de que é necessário ter “uma organização de Partido forte, particularmente ligada aos trabalhadores e às populações para fazer face à ofensiva e ataque sistemático aos seus direitos, consagrados na Constituição da República”. A “dinamização e criação de organizações de base é a chave para o reforço do partido, para o enquadramento de mais militantes”, defendem os comunistas, que aprovaram, por unanimidade, a resolução política “que reflete o firme propósito de lutar contra a situação desastrosa com que nos confrontamos provocada pela política dos governos da direita”. A Assembleia elegeu ainda, por unanimidade, a nova Comissão Concelhia da Marinha Grande do PCP, que conta com 27 membros sendo a maioria operários (51%) e com nível etário de 50 anos. ß

A iniciativa, dinamizada por Susana Silva, docente de Serviço Social da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Politécnico de Leiria e doutoranda de Serviço Social no ISCTE-Lisboa, decorrerá no âmbito das comemorações dos aniversários do ISCTE (40) e da FERLEI – Federação Regional das Associações de Pais e Encarregados de Educação de Leiria (12). A conferência, direcionada aos pais, encarregados de educação, associações de pais, professores e educadores, é de entrada livre mas sujeita à entrega de dois bens alimentares não perecíveis que serão posteriormente entregues à Associação de Defesa e Apoio da Vida, de Leiria. ß

Arrenda-se

T2 Todo mobilado. Na Praia da Vieira. Telefone: 961 301 878

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t


Jornal da Marinha Grande 26 de abril de 2012

Local

7

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò Carvalho da Silva

“Não devemos ser bons alunos na UE”

“Estado Social e Governação” foi a temática que trouxe à Marinha Grande, designadamente ao auditório do Instituto Superior D. Dinis, no passado dia 18 de abril, Manuel Carvalho da Silva

Ò Ò Bernardas

Detetada descarga de óleo na ribeira

ÂÂCarla Fragoso

O JMG foi alertado, na manhã de quarta-feira, dia 18 de abril, para a existência de uma mancha de óleo, de dimensões consideráveis, na Ribeira das Bernardas, na zona de Casal de Malta No local, onde contactámos com alguns moradores, foi-nos dito que a descarga deveria ter sido efetuada na noite anterior. Nas margens da ribeira encontravam-se muitos patos, parte deles cheios de óleo. Um dos moradores mostrou-nos alguns patinhos já mortos, que não resistiram ao contacto com o óleo queimado. Segundo apurámos junto do vereador da autarquia marinhense, Paulo Vicente, assim que a Câmara foi alertada para o sucedido, “providenciámos com recurso a uma empresa da especialidade a

recolha do poluente, bem como a recolha dos animais pelo Centro de Reabilitação de Quiaios”. No total terão sido levados para o referido Centro cerca de quatro dezenas de patos, que voltarão à ribeira assim que se encontrem livres de perigo. Ainda de acordo com o vereador, “foi identificado o infrator pela Brigada do Ambiente da GNR (SEPNA) e foram acionados os mecanismos previstos na lei”. De referir que durante os últimos dias, a ribeira tem sido monitorizada pela autarquia e pelo

SEPNA e que, “caso seja necessário, será repetida a ação de limpeza da linha de água”. Em nota de imprensa, a Câmara fez saber que o custo da primeira ação de aspiração do óleo

queimado rondou os 1.800 euros, que serão pagos pela pessoa que fez a descarga. O cidadão infrator incorre ainda num processo de contra ordenação, cujo valor poderá chegar aos 20 mil euros. ß

Ò Ò Política

Moita reúne Assembleia (quase) em segredo

Desde o início do presente mandato autárquico, que o Jornal da Marinha Grande se tem deparado com algumas dificuldades em acompanhar as Assembleias

de Freguesia da Moita. Quer seja porque a informação não chega até nós, ora porque os editais não são disponibilizados na página da Junta na Internet ou porque apenas somos avisados poucas horas antes da sua realização. Já por diversas vezes solicitámos à presidente da Mesa da Assembleia que nos fizesse chegar os respetivos editais, para que pudéssemos dar conta aos nossos leitores da realização das assembleias e dos assuntos em discussão. Na última sexta-feira, 20 de

abril, a Assembleia de Freguesia da Moita reuniu sem que a informação tivesse sido facultada ao nosso jornal nem divulgada no site da Junta. Tivemos conhecimento do sucedido quando contactámos, telefonicamente, os serviços da Junta de Freguesia, na passada segunda-feira, dia 23, no sentido de saber quando se realizaria a assembleia. Na dita reunião terá sido apreciado e votado o Relatório de Prestação de Contas do Ano Financeiro de 2011; apreciado o Inventário da Junta de Freguesia;

a primeira revisão ao Orçamento para 2012; e apreciado o Relatório de Atividades da Junta de Freguesia, e informação financeira referente ao 1º trimestre de 2012. De nenhum podemos dar conta. De referir que as Assembleias de Freguesia da Marinha Grande e de Vieira de Leiria dão-nos conta, atempadamente, das datas das respetivas reuniões para que possamos não só divulgá-las com antecedência, mas também para podermos estar presentes e fazer eco do que lá se passa junto da população. ß

O ex-secretário geral da CGTP mostrou-se preocupado com a “taxa de desemprego elevadíssima” que existe no país, vaticinando que a curto prazo se ultrapassará “a fasquia dos 20 por cento, se não se colocar um travão nesta situação”, que considerou de “muito delicada”. Para o orador é necessário “um debate muito profundo sobre onde estamos e para onde vamos”, alertando que “o aumento inevitável da pobreza levará a situações de amputação da liberdade, que chocam com a democracia, o que não é admissível”. Carvalho da Silva culpa a desindustrialização ocorrida nas últimas décadas “com a desculpa de que eram orientações emanadas da Comunidade Europeia”, defendendo que o caminho para a recuperação do país passa necessariamente pela aposta nas áreas produtivas e que no processo de revitalização da economia será preponderante o papel assumido pelas pequenas e médias empresas. Para Manuel Carvalho da Silva, “o ataque ao estado social é um perigo muito grande”, alertando para o facto de Portugal ser “sobranceiro com as respostas que os outros países encontram para sair da crise”, caindo no “austeritarismo”. O orador considerou também que Portugal deve continuar na União Europeia: “não como bom aluno, mas sim vendo o que nos interessa, estabelecendo alianças e caminhos”. ß


Local

8

Jornal da Marinha Grande

www.jornaldamarinha.pt

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò Vieira de Leiria

Ò Ò Associativismo

Ò Ò Vieira de Leiria

“Lusitano” recebe bênção

Sp. Marinhense elege direção

O Sporting Clube Marinhense (SCM) elegeu na noite do passado dia 13 de abril, em assembleiageral, os novos órgãos sociais que vão ficar em funções durante o biénio 2012/2013 ÒÒAssembleia-Geral:

Presidente: Fernando Mendes Vice-presidente: Domingos Bagulho 1º Secretário: Susana Domingues 2º Secretário: Idalino Domingues

A Praia da Vieira vai contar com mais um barco de pesca de arte xávega. “Lusitano” é o seu nome. Saiu do estaleiro para receber a bênção. Foi na tarde do último sábado, dia 21, com mais de uma centena de convidados, entre os quais o presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande e o presidente da Junta de Freguesia de Vieira de Leiria

Noite de Fados anima Passagem O Centro Cultural e Paroquial Nossa Sra. D’Ajuda, na Passagem, irá receber, no próximo sábado, dia 28 de abril, a 3ª Grande Noite de Fados. O espetáculo terá início pelas 21h30 e será animado pelas vozes de Silvina Pereira, Inês Bernardo e Ricardo Silva, acompanhadas à guitarra portuguesa por Tó Silva e Ricardo Silva, e à viola por João Silva. O valor da entrada é de dez euros e serão servidos alguns petiscos como chouriço assado, morcela assada, lentrisca, caldo verde, café d’avó e bebidas. Mais informações e reserva de mesas pelos contactos 967 270 132, 918 127 880 ou culturalpassagem@sapo.pt. ß

Ò Ò foto: Arquivo

ÒÒConselho Fiscal:

Presidente: António Baridó Vogais: Rui Simões e Paulo Nuno ÒÒDireção:

Presidente: Vítor Pereira Vice-presidente: Vasco Santos Vice-presidente Património: Fernando Barros Vice-presidente Basquetebol: Jorge Nobre Vice-presidente Hóquei Patins: Rui Verdingola Vice-presidente Patinagem: Ana Oliveira Vice-presidente Área Financeira: Mário Mendes Tesouraria: Pedro Guarda Secretaria: Rute Oliveira Comunicação: Alberto Maia. ß

Compro terrenos Na Marinha Grande. Agrícolas ou reserva. Contacto: 936 677 889

ÂÂAdriano Paiva

P

aulatinamente os convidados foram chegando ao local escolhido para a cerimónia da bênção do “Lusitano”, acabadinho de sair do estaleiro onde foi construído, conforme relatámos na semana passada. Imponente, com os seus 11 metros de comprimento, que o tornam o maior barco de pesca a operar na Praia da Vieira entre os dois outros já existentes, aguardava a chegada do sacerdote que o iria abençoar. Pintadinho de fresco, aguentou com galhardia os disparos das máquinas fotográficas. Uma ninharia comparada com o embate das ondas que terá de suportar, quando se fizer à faina dura que o espera. O padre Vítor Coutinho, nascido na Vieira de Leiria e actualmente adjunto do Bispo de Leiria/ Fátima, António Marto, procedeu à bênção, em cerimónia simples, como simples são os 11 homens que se lançaram à aventura da construção do “Lusitano”. Com breves palavras, exaltou o barco que aparece como elemento de trabalho em muitas das passagens bíblicas. E simples foram também as pa-

Ò Ò Vieira

Dono atira-se ao rio para salvar cão

lavras do presidente da Câmara, que agradeceu o convite e manifestou o seu orgulho por estar presente no acto “que demonstra a vontade destes homens em perpetuar a faina ancestral desta terra”, realçando, mais à frente que, “de entre todas as actividades industriais, comerciais e turísticas que os vieirenses foram exercendo ao longo de muitas dezenas de anos, foi a actividade da pesca que marcou indelevelmente a identidade das populações de Vieira de Leiria”. Desejou ainda a maior das sortes aos 11 sócios

que integram a companha. Depois da bênção, o “baptismo”, com a tradicional garrafa de champanhe a partir-se contra a proa. De realçar, também, a entrega de uma miniatura do barco e o agradecimento pelo convite, feita por um representante da companha do barco “Viking” à nova companha que vai operar na Praia da Vieira. E depois foi a festa. Com porco no espeto e outras coisas de se lhe tirar o chapéu, para gáudio de todos. ß

Na última segunda-feira, dia 23 de abril, a margem sul do Rio Lis, na zona da Bajanca, foi palco de um salvamento de um animal de companhia. Por volta das 9h30, o canídeo caiu ao rio e o seu dono não hesitou em atirar-se à água para o salvar. Com o seu “fiel amigo” já nos braços, o homem ficou preso nas silvas ao tentar sair da água, sendo necessária a intervenção dos bombeiros. A parelha foi retirada da margem, sã e salva, pelos Bombeiros Voluntários de Vieira de Leiria. Diz o ditado que “o cão é o melhor amigo do Homem”, mas neste incidente é caso para dizer que “o Homem foi o ‘fiel amigo’ do cão”. ß


Jornal da Marinha Grande 26 de abril de 2012

Cultura

9

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò Dia Mundial do Livro

Ò Ò Figueiras

Pinhal do Rei recebe escritora Lurdes Breda No âmbito do Dia Mundial do Livro, a Escola Secundária/3 Pinhal do Rei convidou a escritora de livros infantis, Lurdes Breda, para uma palestra, que decorreu na última segunda-feira, dia 23 de abril, pelas 15h30, na biblioteca da escola ÂÂSandra Lapa

Perante uma sala cheia, Lurdes Breda, escritora de livros infantis e didáticos, enfrentou as perguntas dos alunos sempre com boa disposição e um sorriso na cara. A iniciativa, a cargo da disciplina “Educação Moral e Religiosa Católica”, ministrada pelo professor Joaquim Lourenço, enfatizou as dificuldades da escritora que, devido à sua deficiência congénita, apresenta limitações físicas. Dando uma verdadeira aula de igualdade e cidadania, a autora afirmou que “as minhas limitações levam-me a necessitar do apoio de todos”, acrescentando que não se sente “inferior” por necessitar dessa ajuda. Perante a pergunta “se alguma vez se sentiu discriminada enquanto estudante”, a escritora respondeu com um peremptório “nunca”, justificando que, visto respeitar os outros “exijo respeito e não permito que me discriminem”. Além disso, na escola sempre se sentiu uma “privilegiada”, uma vez que os colegas tinham o cuidado de “adaptar as brincadei-

ras” para que pudesse participar. Num país em que as mentalidades estão a mudar, a escritora confirma que, há uns anos atrás, era chamada de “coitadinha”, mas que a sociedade tem evoluído e, hoje em dia, as pessoas continuam “a olhar com curiosidade”, o que é “natural”, mas que “já não há essa abordagem”, acreditando que tudo depende da “postura da pessoa com deficiência”. No seu caso, confessa que “tenho tendência para brincar com as situações o que leva as pessoas a esquecerem-se das minhas limitações”. Claro que, em algumas situações, se sente “frustrada” por sentir certas restrições, como acontece com o facto de não poder conduzir, o que a torna dependente de terceiros. No entanto, aprendeu a “improvisar” e afirma que todos nós temos que “adaptar os sonhos às nossas capacidades e à nossa realidade, senão a frustração será ainda maior”. A iniciativa terminou com um momento divertido, com a autora e os estudantes a cantarem um trecho do livro “O Rap do Mar”.

O grito de abril ÒÒCríticas positivas

“A Nuvenzinha Cor-de-Farinha”, “O Rap do Mar”, “O Duende Barnabé e o jogo geométrico” e “O Duende Barnabé e as cores mágicas”, são alguns dos títulos de Lurdes Breda. Em relação aos seus livros, que têm sido bem aceites pelo público em geral, a autora declara que têm recebido críticas positivas, tendo até “dificuldades em receber críticas objetivas” pois os amigos “adoram” tudo o que faz. A escritora aproveitou para dar alguns conselhos aos alunos presentes, entre os quais que é necessário saber “ser humilde”, e “aceitar e aprender com as críti-

cas”, quando estas são “objetivas e construtivas”. Natural de Montemor-o-Novo, afirma, com orgulho, que nasceu numa aldeia, no meio do campo e da natureza, e que é a estes, aliás, que vai buscar a inspiração para os seus livros. Tendo que escolher entre “semear e colher”, a escritora escolhe ambos, reconhecendo que lhe dá “igual prazer semear” como depois “tratar para colher”, fazendo a analogia com os livros, em que “semeiam-se as palavras e colhe-se um conto”. Quanto ao gosto pela leitura, assegura que deve ser “genético, nasci com o gosto pelas letras, não consigo explicar”. ß

esteve presente com duas equipas que se destacaram no final da competição. Os alunos Ana Aparício, Carolina Lopes e Tiago Ribeiro, sob a orientação da professora da disciplina, Sandra Figueiredo, conquistaram o segundo lugar com a equipa “Stephens-alfa” e o terceiro

lugar calhou à equipa “Stephens-beta”, constituída pelos alunos João Francisco, Manuel Simões e Mariana Vaz. O primeiro lugar foi conquistado por outra escola do distrito, a Escola Frei Estêvão Martins de Alcobaça, com a equipa “Coleccionadores de Isótopos”.

Está no caminho, A ser silenciado Tudo fala devagarinho E cada vez mais sacrificado. Como mudaram os valores, Tanto que o povo lutou Semearam longas dores E o tempo mudou. Parecia lua-de-mel, Foram momentos de ilusão Agora o sabor é amargo fel É triste tal desilusão. Difícil caminhar nesta situação, Estamos os valores a perder Algo alcançado pela revolução É triste o momento a viver. Sem força para vencer, O grito de abril Aos poucos a morrer Parecem animais no canil.

Guilherme Stephens alcança pódio

O Departamento de Química da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade de Coimbra acolheu, no dia 14 de abril, “As Olimpíadas de Química Júnior de 2012”. A Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Guilherme Stephens

O Grupo Desportivo e Recreativo das Figueiras vai dinamizar um passeio pedestre, no próximo dia 5 de maio, cuja concentração está marcada para as 14h30, na coletividade. De dificuldade média, o percurso de quatro quilómetros terá uma duração aproximada de duas horas e meia, sendo aconselhável o uso de roupa e calçado confortável. O passeio guiado é gratuito e inclui mini lanche, não estando contemplado seguro de acidentes pessoais. ß

Ò Ò Poema

Ò Ò Olimpíadas de Química

A Escola Guilherme Stephens esteve presente nas Olimpíadas de Química Júnior, que decorreram na Universidade de Coimbra, onde arrecadou o segundo e o terceiro lugares

Coletividade organiza passeio pedestre

As duas primeiras equipas ficaram seleccionadas para a 3ª fase - final nacional, a ter lugar no Instituto Superior Técnico de Lisboa, no próximo dia 5 de maio. Os melhores classificados na final nacional poderão vir a integrar a equipa portuguesa, que participará na European Science Olympiad 2013 (Olimpíadas de Ciências Europeias), a ter lugar no Luxemburgo. Segundo fez saber Sandra Figueiredo, a “equipa Stephens-alfa anseia pela final, e está confiante e otimista quanto ao seu desempenho”. Nas Olimpíadas de Química Júnior estiveram presentes 38 escolas, num total de cerca de 170 alunos. ß

Em casa parados, é triste, É um momento fatal O povo assim não resiste Sem subsídios até ao natal. Sem piedade nem justiça. Vamos bem alto gritar Não tenhamos preguiça Aos poucos já nos estão a matar. Em cada hora uma surpresa, Uma enorme traição A vida é vivida com tristeza E o que se vai vendo, dói o coração.

José António C. Santos Poeta Jardineiro


economia

10

Jornal da Marinha Grande

www.jornaldamarinha.pt

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò Indústria

Ò Ò Comércio

Tecnologia espacial em análise

“Applying Space Technologies in the Engineering & Tooling Cluster” é como se intitula o workshop que a Associação Pool-Net se prepara para dinamizar no próximo dia 3 de maio, pelas 15 horas, no auditório da incubadora Open A ação, que decorrerá em parceria com a Inova+, visa a apresentação de tecnologias desenvolvidas no âmbito da Agência Espacial Europeia com potencial de aplicação na indústria de Engineering & Tooling. O workshop incluirá ainda duas sessões de trabalho, subordinadas à temática dos “Materiais” e sobre “Automação e Robótica”. O evento contará com a presença de oradores especialistas na aplicação de tecnologias de origem espacial na indústria. ß

Nova loja ‘gourmet’ na Marinha Grande Os apreciadores dos chamados produtos “gourmet” já têm ao dispor na Marinha Grande uma loja inteiramente dedicada ao ramo. Chama-se “Loja das Compotas” e oferece aos seus clientes uma grande variedade de artigos tradicionais, caseiros e artesanais, oriundos de diferentes regiões de Portugal ÂÂSónia Santos

Na cidade vidreira há cerca de um mês, a Loja das Compotas tem para venda ao público uma infinidade de produtos gourmet, entre os quais destacamos compotas, vinhos, licores, queijos, biscoitos, chocolates, doces conventuais, frutos secos, mel, azeite, sal e chás. Tiago Carreira, proprietário do estabelecimento, disse ao JMG que decidiu investir nesta área comercial “porque não havia, na Marinha Grande, nenhum local dedica-

do à linha gourmet e, em conversa com algumas pessoas, apercebi-me de que seria uma boa aposta”. O comerciante referiu ainda que, apesar do pouco tempo no mercado, o negócio não está a correr mal. “As pessoas têm curiosidade, entram para visitar e acabam sempre por levar algum artigo”, afirmou Tiago Carreira, acrescentando que “tentamos mimar os nossos clientes com alguma coisa, pois temos alguns produtos para prova e, de vez em quando, fazemos degustações. A última que fizemos foi

Presidente da CIP em jantar-conferência

Executa serviços

No âmbito do Ciclo de Conferências “Engineering and Tooling: Desafios e Oportunidades”, a Associação Nacional da Indústria de Moldes (Cefamol) vai levar a efeito um Jantar-Conferência, subordinado ao tema “A Competitividade da Indústria Portuguesa”. O evento terá lugar no próximo dia 3 de maio, a partir das 19h30, no Hotel Mar e Sol, em São Pedro de Moel, e terá como orador convi-

de fotografia,

a preços competitivos 913 397 350

 

GRANDE

Depósito Legal Nº 80254/94 Registo no ICS Nº 100103 Preço avulso: 1,10 euros Série de 26 números (6 meses): 15,00 euros O pagamento é sempre adiantado Fundador José Martins Pereira da Silva Director António José Ferreira ajferreira@jornaldamarinha.pt Redacção António José Ferreira (CP 2614), Carla Fragoso (CP 7388), Alice Marques, Adriano Paiva e José Manuel André Colunistas Osvaldo Sarmento e Castro, António

81, e pode ser visitada de segunda a sexta-feira das 10h às 13h e das 15h às 19h e aos sábados das 10h às 13h e das 15h às 18h. ß

Ò Ò Iniciativa promovida pela Cefamol

Fotógrafo

Jornal da Marinha

de vinhos e devo dizer que correu muito bem”. A Loja das Compotas está localizada na Avenida 1º de maio, loja

Santos, Luís Guerra Marques, Joaquim João Pereira, João Cruz, Álvaro André, Nélson Araújo, Pedro Silva, João Saraiva, Gabriel Roldão, Sérgio Bento, Armando Constâncio, Ana Medina Reis, Ana Patrícia Nobre, Nuno Cruz, Ernesto Silva Composição e paginação Bruno Fonseca Serviços Comerciais e Publicidade Mónica Matias (244 502 628) Serviços Administrativos e Assinaturas Mónica Matias monica@jornaldamarinha.pt Apartado 102 - 2431-902 Marinha Grande Telefone: 244 502 628 E-mail: jmg@jornaldamarinha.pt Proprietário Jornal da Marinha Grande, Lda. Contribuinte 502 963 905

Capital Social 24.939,90 euros Detentores de mais de 10% do capital social António José Lopes Ferreira e João Carlos Cunha da Cruz Gerência António José Lopes Ferreira Sede Travessa de Vieira de Leiria, nº 9 2430 Marinha Grande Impressão FIG - Indústrias Gráficas, SA - Coimbra • Os artigos e as cartas ao director, ao abrigo do artigo 31, nº 4 e 5, não vinculam o diretor, o editor ou a entidade proprietária do jornal, sendo da única e exclusiva responsabilidade do seu autor • O dia de saída do jornal é à quinta-feira, excepto quando coincida com um feriado, passando para o dia imediatamente seguinte.

dado António Saraiva, presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP). A iniciativa tem como público-alvo preferencial empresários e quadros dirigentes da indústria de moldes e ferramentas especiais. Discutir e refletir sobre alguns dos principais desafios estratégicos que se colocam à indústria nacional de moldes são os propósitos do jantar-conferência. ß

Este jornal está à venda nos seguintes locais:

Este jornal é membro da API

Marinha Grande: Jornaleiro, Jornalinho, Tabacaria “Pierrot”, “VCM”, Papelaria Grani, Repsol, Café Cantinho do Engenho, Tabacaria do Cristal Atrium, Eunice Pereira, Gasogagest, Intermarché, Petrosalsa, Pedroso & Gonçalves, M. Cristina Serra, Papelaria Rumo, Continente da Marinha Grande, Academia RG Arte, Cantinho da Cátia, Repsol - Amieirinha

Tiragem média mês: 14.000 exemplares

Garcia: Loja da Cláudia Vieira de Leiria: Quiosque Júlia Leal e Papelaria Horizonte Albergaria: Posto da Repsol Moita: Mini-Mercado Novo, Petroibérica Martingança: Maria Cidália da Silva S. Pedro de Moel: Pastelaria Arco-Íris (Costa e Caetano) Maceira: Papelaria Balinha, Loja 3 - Intermarché Pataias: Papelaria Central

ESTE JORNAL É IMPRESSO NA FIG Tel.: 239 499 922 Fax: 239 499 981 e-mail: fig@fig.pt


Jornal da Marinha Grande 26 de abril de 2012

Publicidade JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

ADMITE-SE

Arrenda-se

VENDEDOR/A Comissionista Carros sem carta.

Salão de Cabeleireiro e estética pronto a funcionar.

Telemóvel: 964 890 496

Contacto 962 351 789

Arrenda-se

- Apartamento T2, na Praça do Vidreiro nº 18, e renda mensal de 270 euros. - Loja, sita na Avª 1º de Maio nº 83, para qualquer ramo comercial e renda mensal de 150 euros. Tratar com o seu proprietário: 919 087 519

Arrenda-se

Arrenda-se

Bem localizada.

Apartamento T3, mobilado Na Avenida 1º de Maio

Contactos: 967 810 888 e 912 706 559

Trata o proprietário 917 996 075

Vivenda

Contacto: 916 579 315 PRATOS TRADICIONAIS DA COZINHA PORTUGUESA MARISCOS · PEIXE FRESCO · GRELHADOS NA BRASA De terça-feira a domingo entre as 12h e as 15h e das 19h às 22h

Tribunal Judicial da Marinha Grande 3º Juízo Anúncio Processo 152/2000

Inventário (Herança) N/ Referência: 3316385 Data: 05/04/2012 Requerente: Regina Maria Lapo de Oliveira Monteiro Cabeça de Casal: Maria da Nazaré Lapo Oliveira Monteiro Interessados: Carlos Jorge Batista Marinheiro, Edite Maria Lapo Oliveira Monteiro, José Luís da Silva Franco Nos autos acima identificados foi designado o dia 04/05/2012, pelas 14:00 horas, neste Tribunal, para a abertura de propostas, que sejam entregues até esse momento, na Secretaria deste Tribunal, pelos interessados na compra do(s) seguinte(s) bem/bens: Casa de habitação de rés do chão e sótão amplo, dependência e logradouro, sita no lugar da Lameira da Embra, concelho de Marinha Grande, a confrontar de Norte com a Rua do Futuro e outros, de Nascente com Artur Ferreira Coimbra e outro, do Sul com Adriano Freire Mendes e do Poente com Herdeiros de Afonso de Sousa, inscrita na matriz predial urbana da Freguesia de Marinha Grande, sob o artigo 6949º, e descrito na C. R. P. da Marinha Grande sob a descrição 3422. Pelo valor de mínimo igual a € 45.433,32, sendo aceite este valor indicado para adjudicação, em caso de proposta que não o cubra, podendo assistir à abertura de propostas todos os intervenientes. Das propostas a apresentar deverão os proponentes: - Apresentar proposta; - Identificar-se, fazendo constar o nome completo, morada, nº de bilhete de identidade e contribuinte; - Encerrar a proposta num sobrescrito branco, devidamente colado e sem quaisquer dizeres ou marcas exteriores, - O sobrescrito será encerrado num outro sobrescrito, igualmente bem colado, dirigido ao processo e Tribunal identificados nos editais; - As propostas remetidas pelo correio deverão ser enviadas por forma a serem recebidas no Tribunal até ao dia e hora para o qual está agendada a respetiva abertura. Nota: No caso de venda mediante proposta em carta fechada, os proponentes devem juntar à sua proposta, como caução, um cheque visado, à ordem da secretaria, no montante correspondente a 20% do valor base dos bens ou garantia bancária no mesmo valor (nº 1 ao Artº 897 do CPC). A Juiz de Direito, Dr(a). Maria do Rosário Monteiro Casimiro Louro Patrício A Oficial de Justiça, Fátima Albino 2ª publicação na edição nº 2507 do JMG de 26 de abril de 2012

11

2ª publicação na edição nº 2507 do JMG de 26 de abril de 2012


12

Publicidade JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Empresa de injecção de plásticos necessita para os seus quadros de

Técnico de Injecção Com experiência em gestão de equipas e organização de processos e

Chefes de Turno Respostas para o Apartado 84 - 2449-909 Pataias

969 918 972 912 401 703

Jornal da Marinha Grande

www.jornaldamarinha.pt


Jornal da Marinha Grande 26 de abril de 2012

Publicidade JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

antes

depois

Tratamento à base de Queratina Bioactiva Orgânica, que reestrutura e suaviza o cabelo, eliminando o encrespado e favorecendo o alisamento. Resultados imediatamente visíveis que se mantêm

Mais informações Telf: 244 569 721 · Telm: 914 800 249

ao longo do tempo.

Pode ser aplicado em todo o tipo de cabelo.

13


Desporto

14

Jornal da Marinha Grande

www.jornaldamarinha.pt

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò Futebol

ACM sofre derrota O Atlético Clube Marinhense (ACM) recebeu, no domingo, 22 de abril, e perdeu com a equipa do Sourense, por 0-1, com um golo apontado por Telmo aos 89 minutos de jogo, na sequência de uma jogada de insistência. Os donos da casa não souberam gerir a insistência dos visitantes, e o jogo decorreu quase sempre numa toada lenta e com muito pouco discernimento, mantendo o ponta de lança sem ajuda. Dady nada pode fazer tal a forma desamparada em que se encontrava. Não houve por parte dos homens da casa qualquer reação ao golo sofrido, pois o tempo que restava do encontro também não o permitiu. Tratou-se de mais uma jornada inglória numa competição que se prestava a algum brilharete tal a proximidade pontual de todas as equipas. A equipa de arbitragem passou completamente despercebida, por um lado, mercê do seu correto trabalho, por outro porque as equipas em presença lhe não causaram qualquer engulho.

A. Coelho

Ò Ò Velocidade

Patinadores marinhenses no Campeonato Nacional O Clube de Patinagem de Velocidade do Agrupamento de Escolas de Guilherme Stephens esteve presente no Campeonato Nacional de Estrada de Iniciados e de Juniores e ainda no I Encontro Nacional de Pista para Escolares e Infantis, provas que se realizaram no último fim-de-semana na Avenida dos Descobrimentos, na cidade de Lagos. Nestes eventos marcaram presença uma centena e meia de atletas em representação de 13 clubes nacionais, de norte a sul do país, incluindo clubes das regiões autónomas da Madeira e dos Açores. A cidade vidreira esteve representada por 12 atletas. No escalão de Escolares participaram: Maria João do Jardim-de-infância da Moita, Rita Lopes do 1º CEB da Moita, Ângela Vaz do 1º CEB de Picassinos, Ariana Santos do 1º CEB da Amieirinha e Martim Silva do 1º CEB das Trutas; João Almeida da

Escola Guilherme Stephens e Rafaela Vaz da Escola Nery Capucho foram os atletas marinhenses do escalão de Infantis; no escalão de Iniciados os representantes foram Angélica Norte, Diana Carrapeiro, Daniel Constantin e Henrique Borda D’Água da Escola Guilherme Stephens; também da G. Stephens,

Beatrice Constantin participou nas provas do Campeonato Nacional de Juniores. Todos os atletas estiveram ao seu melhor nível tendo-se registado 38 novos recordes pessoais. De salientar o quarto lugar por equipas no escalão de Iniciados Masculinos e os sétimos lugares coletivos nos

escalões de Iniciados Femininos e Juniores Femininos. No próximo dia 28 de abril o Clube de Patinagem do Agrupamento de Escolas de Guilherme Stephens estará presente no II Encontro Indoor Distrital da Associação de Patinagem de Lisboa, que se realiza em Alverca. ß

Curso de

informática Gostava de saber escrever

um texto no computador

ou navegar na Internet? Nós temos a solução…

a baixo custo! Inscreva-se no curso de iniciação à informática que iniciaremos, em breve, na Marinha Grande. Inscrições: 914 705 242


Jornal da Marinha Grande 26 de abril de 2012

desporto

15

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò U. Leiria

Agenda Desportiva

Jogadores apresentam pré-aviso de greve Os jogadores da União Desportiva de Leiria anunciaram, na última segundafeira, 23 de abril, terem apresentado um pré-aviso de greve aos últimos três jogos do campeonato Depois de uma reunião com o Sindicato de Jogadores, que decorreu no Estádio Municipal da Marinha Grande, os futebolistas decidiram continuar a treinar. Em troca, exigem o pagamento de três dos quatro meses de salários em atraso

até à véspera de cada um dos três jogos ainda por disputar, designadamente frente ao Feirense (no próximo domingo, em casa), Benfica (fora) e Nacional (casa). O presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol, Joaquim

Sábado, 28 de abril

Domingo, 29 de abril

Juniores, 15h30 ID Vieirense – Alcobaça Campo Tomé Fèteira

Liga Zon Sagres, 16h U. Leiria – Feirense Estádio M. da Marinha Grande

Juvenis, 15h30 AC Marinhense – Beneditense Campo da Portela

1ª Distrital, 16h (última jornada) Praia da Vieira – Maceirinha Campo dos Pescadores

15h30 SL Marinha – GRAAP Campo da Ordem

16h SL Marinha – Vidreiros Campo da Ordem

Divisão de Honra - Seniores

Leiria e Marrazes .........0-1............. Figueiró Vinhos Pedroguense ...............0-1..................... Meirinhas 1 Alqueidão Serra 59 25 18 5 2 Vieirense ..................3-2................. Atouguiense 2 Guiense 51 25 16 3 6 Alqueidão Serra ...........1-1.................... Nazarenos 3 Nazarenos 51 25 14 9 2 Ansião .........................0-4................... Avelarense 4 Portomosense 50 25 15 5 5 Biblioteca ....................3-1...............Portomosense 5 GRAP 48 25 15 3 7 Pataiense ....................1-1........................... GRAP 6 Atouguiense 42 25 13 3 9 GD Alvaiázere ..............1-2........................Guiense 7 Pataiense 40 25 11 7 7 8 Vieirense 35 25 9 8 8 JORNADA 26 9 Figueiró Vinhos 31 25 9 4 12 Meirinhas ..................29/04........... Figueiró Vinhos 10 Leiria e Marrazes 30 25 8 6 11 Atouguiense ..............29/04.............. Pedroguense 11 GD Alvaiázere 28 25 8 4 13 Nazarenos .................29/04..................Vieirense 12 Avelarense 27 25 7 6 12 Avelarense ................29/04.......... Alqueidão Serra 13 Biblioteca 26 25 6 8 11 Portomosense ............29/04........................Ansião 14 Meirinhas 25 25 6 7 12 GRAP ........................29/04................... Biblioteca 15 Ansião 9 25 2 3 20 Guiense .....................29/04................... Pataiense 16 Pedroguense 7 25 2 1 22 GD Alvaiázere ............29/04........ Leiria e Marrazes

P Equipa

Evangelista, lamentou que a União de Leiria SAD e a Liga não tenham dado res-

postas aos pedidos dos jogadores. ß

Pontos J V E D

Distrital da I Divisão P Equipa

Ò Ò Futebol

Iniciados do SLM tropeçam na Batalha

O Sport Lisboa e Marinha (SLM) não foi capaz de

atingir os seus objetivos na deslocação à Batalha, no

último fim-de-semana, ao conseguir um empate a uma bola, quando era proibido perder pontos. Assim, tudo ficará em aberto até à última jornada, tendo em conta que o seu adversário mais direto, o Alcobacense, irá defrontar no Campo Tomé Feteira, em Vieira de Leiria, o Industrial Desportivo Vieirense. No próximo domingo,

29 de abril, o Sport Lisboa e Marinha defrontará o Grupo Recreativo Amigos da Paz dos Pousos, enquanto o Alcobacense recebe o último classificado, Monte Real. O apuramento do campeão fica assim adiado para a derradeira jornada do campeonato, caso o SL Marinha vença no terreno dos Pousos. ß

Ò Ò Futebol

Meninos da Garcia arrecadam 2º lugar A equipa de 2005 do Clube Desportivo da Garcia participou, no último sábado, em mais uma etapa regional da Liga Zon Kids 2012, que teve lugar na Nazaré Depois de um dia “cheio de grandes emoções e muita brincadeira”, foi com “muito esforço e dedicação que os nossos meninos conseguiram trazer para casa um fantástico 2º lugar, no escalão A”, segundo fez saber Mara Gaio, do Clube Desportivo da Garcia.

1 SL Marinha 2 Outeirense 3 Gaeirense 4 URD Juncalense 5 Pilado Escoura 6 ACR Maceirinha 7 Os Vidreiros 8 GD Santo Amaro 9 GD Praia Vieira 10 GDR Cultural Unidos 11 Nadadouro

Distrital Juniores - Honra

SL Marinha ...............4-1...................Sp. Pombal Peniche .......................2-2........................... GRAP 1 Caldas 45 20 14 3 3 Marinhense ..............2-0........................Guiense 2 Atouguiense 45 20 15 0 5 Caldas .........................1-0................. Beneditense 3 Marinhense 36 20 10 6 4 Ginásio de Alcobaça .....1-3................. Atouguiense 4 Beneditense 32 20 10 2 8 Nazarenos ...................4-2....................Vieirense 5 Sp. Pombal 31 20 9 4 7 6 SL Marinha 28 20 8 4 8 JORNADA 21 7 Vieirense 27 20 7 6 7 GRAP ........................28/04..............SL Marinha 8 GRAP 26 20 7 5 8 Guiense .....................28/04......................Peniche 9 Ginásio de Alcobaça 24 20 6 6 8 Beneditense ..............28/04............. Marinhense 10 Nazarenos 22 20 7 1 12 Atouguiense ..............28/04........................Caldas 11 Guiense 17 20 5 2 13 Vieirense ................28/04....Ginásio de Alcobaça 12 Peniche 6 20 1 3 16 Nazarenos .................28/04.................Sp. Pombal

P Equipa

Pontos J V E D

Distrital Juvenis - Honra

U. Leiria B ...................2-0................SL Marinha GRAP ..........................7-0........................Peniche 1 Marinhense 52 20 17 1 2 Guiense .......................0-5............... Marinhense 2 Leiria e Marrazes 49 20 16 1 3 Beneditense ................0-5..........................Caldas 3 Caldas 48 20 15 3 2 Caranguejeira ..............1-1.......... Leiria e Marrazes 4 U. Leiria B 40 20 13 1 6 Vieirense ..................0-0.................... Nazarenos 5 SL Marinha 34 20 11 1 8 6 Nazarenos 27 20 8 3 9 JORNADA 21 7 Vieirense 25 20 6 7 7 U. Leiria B .................28/04.................. Nazarenos 8 Guiense 20 20 5 5 10 SL Marinha .............28/04......................... GRAP 9 Beneditense 15 20 4 3 13 Peniche .....................28/04......................Guiense 10 GRAP 13 20 4 1 15 Marinhense ............28/04............... Beneditense 11 Caranguejeira 13 20 4 1 15 Caldas .......................28/04............. Caranguejeira 12 Peniche 9 20 2 3 15 Leiria e Marrazes .......28/04..................Vieirense

P Equipa

Pontos J V E D

Distrital Iniciados - Honra

GRAP ..........................2-1...............Portomosense Guiense .......................3-4..............União da Serra 1 Ginásio de Alcobaça 48 20 15 3 2 Peniche .......................1-8......Ginásio de Alcobaça 2 SL Marinha 46 20 14 4 2 GD Monte Real ............0-0................. Beneditense 3 U. Leiria B 44 20 14 2 4 Vieirense ..................1-4.................... U. Leiria B 4 União da Serra 37 20 11 4 5 UDB-UD Batalha ..........1-1................SL Marinha 5 Guiense 29 20 9 2 9 6 Portomosense 27 20 8 3 9 JORNADA 21 7 GRAP 25 20 7 4 9 GRAP ........................29/04..............SL Marinha 8 UDB-UD Batalha 25 20 7 4 9 Portomosense ............29/04......................Guiense 9 Vieirense 21 20 4 9 7 União da Serra ...........29/04......................Peniche 10 Beneditense 18 20 5 3 12 Ginásio de Alcobaça ...29/04........... GD Monte Real 11 Peniche 18 20 5 3 12 Beneditense ..............29/04..................Vieirense 12 GD Monte Real 1 20 0 1 19 U. Leiria B .................29/04......... UDB-UD Batalha

P Equipa

A equipa foi constituída por Gonçalo Alexandre, Gonçalo Ribeiro, André Martinez, Hugo Almeida, David Duarte, Dinis Pereira, Rafael Martins e Guilherme Franco, que contaram com a preciosa ajuda dos treinadores Viterbo e Ricardo Duarte. ß

w w w. jornaldamarinha . pt

GDR Cultural Unidos .....0-5................SL Marinha Os Vidreiros ..............3-1................... Nadadouro 51 19 16 3 0 URD Juncalense ..........0-0........... GD Santo Amaro 44 19 13 5 1 Gaeirense ....................2-0..........GD Praia Vieira 39 19 12 3 4 ACR Maceirinha ...........0-1....................Outeirense 31 19 9 4 6 29 19 9 2 8 JORNADA 22 25 19 7 4 8 22 19 6 4 9 SL Marinha .............29/04.............Os Vidreiros 17 19 4 5 10 Nadadouro ................29/04......... URD Juncalense 14 19 4 2 13 GD Santo Amaro ........29/04...................Gaeirense 13 20 3 4 13 GD Praia Vieira .......29/04..........ACR Maceirinha 11 19 3 2 14 Outeirense .................29/04........Pilado Escoura

Pontos J V E D

Pontos J V E D

Nacional da III Divisão - Série D

Tocha ..........................2-0...................Sp. Pombal Pampilhosa .................2-2.............. Benf.C.Branco 1 Benf.C.Branco 29 5 3 2 0 Marinhense ..............0-1......................Sourense 2 Pampilhosa 27 5 3 2 0 3 Sourense 25 5 1 3 1 JORNADA 6.........2012-04-29 4 Tocha 25 5 2 1 2 Pampilhosa ...............29/04............. Marinhense 5 Sp. Pombal 20 5 1 0 4 Tocha ........................29/04............ Benf.C.Branco 6 Marinhense 19 5 1 0 4 Sp. Pombal ................29/04....................Sourense

P Equipa

·

Pontos J V E D

w w w. rcm . com . pt


desporto

16

Jornal da Marinha Grande

www.jornaldamarinha.pt

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò foto: Arquivo

Ò Ò Veteranos

Estrela-do-Mar bate Riachense

Ò Ò Atletismo

Ò Ò Atletismo

Jovens trazem 3º lugar de Pombal

Vitória sem grandes dificuldades do Estrela-do-Mar frente à formação do Riachense, em jogo disputado na Marinha Grande, no último sábado, 21 de abril A equipa da casa voltou a mostrar a sua “raça” ao obter mais uma vitória, conquistada perante um digno vencido, que não teve argumentos para impedir a boa organização atacante marinhense. Quase no termo de mais uma época, os veteranos do Estrela-do-Mar vão dominando com determinação, juntando-se, semana após semana, para mais uma tarde de são convívio entre amigos, que é de louvar. No próximo sábado, dia 28 de abril, o Estrela-do-Mar recebe em casa, no sintético do Estádio Municipal, os alentejanos do Gafetense, quando forem 17h.

José Manuel André Ficha de jogo Estrela-do-Mar

3 0

Riachense

Sintético do Estádio Municipal da Marinha Grande Árbitro: Rui Pereira Auxiliares: Carlos Santos e Jorge Lourenço Estrela-do-Mar: Fonseca, Miguel, Cipriano (capitão), Pedro Marques, Tiago, Porfírio, Cadima, Bruno, Delfim, Valdemar, Nuno Pedro Jogaram ainda: Jorge e Cabecinha Treinador: António Rola Golos: Tiago, Delfim e Nuno Pedro Ao intervalo: 2-0

JMGTV www.jornaldamarinha.pt/tv

CR Amieirinhense obtém 2º lugar A equipa de atletismo do Clube Recreativo Amieirinhense participou, no passado dia 14 de abril, no Grande Prémio de Atletismo Noturno da Ortiga. Luís Duarte obteve um brilhante 2º lugar na classificação geral, enquanto que João Gomes se classificou em 3º lugar na categoria de M 45, seguido de José Santos, no 4º posto. Destaque ainda para o atleta João P. que alcançou a 3ª posição na categoria de M 55. Por equipas, o CR Amieirinhense subiu ao 2º lugar do pódio. ß

Ò Ò Ciclismo

Clássicas ‘pedalam’ até S. Pedro

O Clube de Atletismo da Marinha Grande – Imosonho (CAMG-I) participou, no último sábado, dia 21 de abril, no Meeting Jovem dinamizado pelo Atlético Clube de Vermoil. A prova teve lugar na pista ao ar livre de Pombal

C

oletivamente o CAMG-I classificou-se em 3º lugar, tanto em masculinos como em femininos. Dos 32 atletas do clube marinhense que estiveram em competição, é de destacar, sobretudo, os que alcançaram lugares no pódio. Nos benjamins A femininos, nos 600 metros, Mariana Sousa (2ª) com o tempo de 2:05,03 e Maria João Esteves (3ª) com 2:05,44 minutos; nos benjamins A masculinos, no salto em comprimento, Diogo Mendes (2º) que saltou 3,28m; nos 600 metros Rodrigo Borges (3º) com o tempo de 2:02,38 minutos; nos benjamins B femininos, na prova de 60 metros, Maria Inês Teixeira (1ª), com 9,67s e Joana Matos (3ª), com 9,88s; nos Infantis femininos, nos 1.000 metros, Carolina Esteves (1ª), percorrendo esta distância em 3:29,15 minutos; em iniciados femininos, nos 80 metros barreiras, Mariana Bento foi 2ª (14,75s), no lançamento do dardo Mariana Bento (1ª), lançando

o dardo a 20,09m e Susana Cruz (2ª), lançando 19,83m; e em iniciados masculinos, Fábio Santos (3º) percorreu os 1.000 metros em 3:00,96 minutos. Participaram ainda os seguintes atletas: nos benjamins A femininos, no salto em comprimento, Camélia Terentiy com 2,80m e nos 40 metros com 7,86s, nos 600 metros Maria Inês Teixeira, 2:08,46 minutos e Joana Matos, 2:15,54 minutos; nos benjamins A masculinos, no salto em comprimento, Gustavo Gomes 2,75m, André Rodrigues 2,75m e André Braz 2,49m, nos 40 metros André Braz 7,44s, André Rodrigues 8,25s e Gustavo Gomes 7,83s, nos 600 metros, Tomás Rocha 2:16,43 minutos e Diogo Mendes 2:19,47 minutos; nos benjamins B femininos, nos 60 metros, Maria João Esteves 9,92s, Mariana Sousa 10,63s, Camila Figueiredo 10,86s, Juliana Vicente 10,95s, Gabriela Lobo 11,37s e Maria Ferreira 11,41s, no arremesso de bola, Camila Figueiredo 16,39m, Maria Ferreira 12,87m, Juliana Vicente 12,02m e Gabriela Lobo

10,87m; nos benjamins B masculinos, participaram nos 60 metros, Rodrigo Borges 9,93s e Tiago Saraiva 10,56s, no arremesso de bola, Tomás Rocha 19,15m e Tiago Saraiva 14,17m; nos infantis femininos participaram nos 60 metros Carolina Esteves 9,45s e Joana Florência 9,50s; nos infantis masculinos participaram nos 60 metros, João Andrade 9,13s e Francisco Saraiva 9,99s, nos 1.000 metros Francisco Saraiva 3:39,46 minutos e no salto em comprimento João Andrade 4,10 m; em iniciados femininos Daniela Rodrigues 3:28,74 minutos nos 1.000 metros e Jéssica Domingues 4:04,18 minutos; em iniciados masculinos no salto com vara, Vasco Santos 1,80m e no salto em altura 1,35m. Nas provas extra participaram: 300 metros, juvenis masculinos, Miguel Morais, 39,87s; Leonardo Sá, 41,71s Pedro Barros, 45,62s; juvenis femininos, Andreia Monteiro, 46,89s; Mariana Cordeiro, 47,61s; e Sandrina Sousa, 49,81s. ß

Está agendado para o próximo dia 1 de maio, terça-feira, a partir das 9h30, o 2º Encontro de Bicicletas Clássicas – “Passeio Matinal a São Pedro de Moel”. A concentração dos participantes terá lugar em frente à Tomazzini Bike Shop, junto às instalações do Sport Império Marinhense, no Engenho. Segundo a organização é obrigatório levar uma bicicleta clássica, de qualquer estilo, de corrida, pasteleiras ou mesmo triciclos. Para mais informações contactar o 966 407 427. ß

VENDO MESA DE JOGO Com quatro cadeiras. Como nova. 350 euros. Ofereço tapete arraiolos. Telefone: 969 918 972


Jornal da Marinha Grande 26 de abril de 2012

desporto JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò Voleibol

Ò Ò Garcia

Torneio 25 de abril foi “um sucesso” O Parque Desportivo Manuel Alegre, na Garcia, acolheu, no último domingo, 22, a IV edição do Torneio Infantil 25 de abril. Participaram na prova as escolas do 1º ciclo e jardins-de-infância de Comeira, Embra, Escola nº 1 Marinha Grande, Engenho, Trutas, Picassinos, Ordem, Pilado, Pátio da Inês, Garcia, Amieira, Várzea e Boavista, que desenvolveram um excelente espetáculo de futebol infantil, com muito fair-play e boa disposição. Foi também apresentado o futuro sítio na Internet do clube, que mereceu os aplausos de sócios e amigos, e que foi desenvolvido por Ricardo Santos e Miguel Rodrigues. ß

Ò Ò Andebol

SIR 1º de Maio promove festand A SIR 1º de Maio organizou, no último domingo, 22 de abril, no Parque Mártires do Colonialismo um festand de andebol para o escalão de minis com a participação de cerca de uma centena de crianças em representação do Sismaria, Alcanena, Cister, Externato Dom Fuas, Batalha, Juventude do Lis e SIR 1º de Maio. Não só de andebol viveu este convívio, tendo a organização disponibilizado várias estações, onde os atletas praticaram diferentes atividades. Para recuperar as energias despendidas, não faltou um lanche oferecido pela organização. ß

mobílias

em segunda mão 969 918 972 // 912 401 703

Ò Ò Marinha Grande

Meninas do Operário somam vitórias

A equipa feminina do Sport Operário Marinhense (SOM) jogou em casa, no último fim-de-semana, de novo frente à equipa do Clube Desportivo Piedense. Venceu por 3-1 num jogo aguerrido e que terminou com os parciais de 25-17, 17-25, 25-23 e 25-10

F

oi um jogo bem disputado entre ambas as equipas, tendo-se verificado apenas algum desequilíbrio

no último set. O primeiro set foi disputado “taco a taco”, com bons momen-

tos de voleibol, contudo na reta final a equipa da casa foi mais regular vencendo com mérito. No segundo set verificou-se o oposto, sorrindo a vitória à equipa adversária. O terceiro set foi o momento fulcral do embate, tendo ambas as equipas lutado

pelo resultado mais favorável que acabou por ser conquistado pelas pupilas de João Esteves. No quarto set, motivadas pela vitória anterior, as jovens marinhenses venceram por uns expressivos 25-10. A equipa alinhou com Sofia Galvão, Edna Lopes, Edna Costa, Dayana Sanchez, Carla Santos e Ana Carina Nunes. Jogaram também Rute Malagueta, Joana Silva, Rafaela Santos, Sílvia Paiva e Carla Guerra. A equipa feminina do SOM vence, assim, só com vitórias, a 2ª fase da série dos últimos da 3ª Divisão, preparando-se agora para disputar a duas mãos a taça Federação Portuguesa de Voleibol com a equipa primeira classificada da série dos últimos da zona norte – o Clube Voleibol de Aveiro. Ainda não há dia marcado para este encontro, que deverá ocorrer no início de maio. O SOM lidera a pauta classificativa, com 16 pontos, seguido do CR Piedense, com 10 pontos, e das Oficinas de São José, com apenas um ponto. ß

Ò Ò Andebol

Iniciadas da SIR apuradas para a terceira fase As iniciadas da SIR 1º de Maio deslocaram-se, no último sábado, 21 de abril, ao pavilhão de Olhos de Água para defrontar o Albufeira bastando o empate para garantirem o apuramento para a fase seguinte, num jogo em que o Albufeira, na quarta posição, jogava as suas últimas hipóteses de apuramento e tinha um forte apoio nas bancadas. As atletas da SIR entraram de rompante e aos 10 minutos atingiram uma vantagem de 6 golos que durante a primeira parte chegou aos 8, tendo a equipa da casa reagido na parte final deste período reduzindo para dois golos muito à custa da ponta direita que se encontrava endiabrada. Com o resultado em aberto o segundo tempo começou com o Al-

17 Bombeiros organizam 3ª Prova de Orientação Os Bombeiros Voluntários da Marinha Grande, com o apoio do Clube de Orientação do Centro, vão levar a cabo a 3ª Prova de Orientação, a decorrer a 13 de maio, Dia Nacional da Orientação. Pelas 9 horas, no Parque da Cerca, haverá uma demonstração gratuita da modalidade, sendo que, uma hora depois, no Quartel dos Bombeiros, terá início a prova com percursos de quatro níveis de dificuldade diferentes (curto, médio, intermédio e longo). O valor da inscrição é de 7,50 euros e inclui almoço. Mais informações pelos números de telefone 244 575 114/110 ou pelo e-mail comando@bv-mg.com. ß

Ò Ò Ordem

Ténis de mesa na SBR 1º Janeiro A Sociedade de Beneficência e Recreio (SBR) 1º de Janeiro, da Ordem, será palco, este sábado, dia 28 de abril, de um Torneio de Ténis de Mesa. Com início às 10 horas, a prova é aberta à participação de atletas federados, mas também de populares, de todos os escalões, masculino e feminino. As finais estão agendadas para as 17 horas, sendo que, a fechar o torneio, cerca de uma hora mais tarde, serão atribuídos prémios a individuais e por equipas. ß

Executam-se Restaurações na construção civil.

Todo o tipo de trabalhos da construção civil Pinturas / Mudanças de telhados / ladrilhos / rebocos / chão flutuante.

Orçamentos grátis bufeira a pressionar ainda na metade defensiva da SIR que respondeu com uma rápida circulação de bola que invariavelmente colocava alguma atleta marinhense na cara da guarda-redes algarvia que ia fazendo o que podia, mas incapaz de impedir a dilatação do resultado que no final registava 26-34.

A Equipa alinhou com: Carolina Pereira; Marta Santos (3), Tânia Marques (13); Letícia Cruz (1); Marta Simões (1), Alexandra Silva (5), Jéssica Cordeiro (7); Leonor Valinha (1); Carolina Contra; Isabel Cardoso; Marta Oliveira e Bruna Simões (3). Técnicos: Carlos Arrimar e Bruno Nunes. ß

Contacto 964 083 596

RCM96fm a sua rádio de todos os dias

www.rcm.com.pt


Opinião

18

Jornal da Marinha Grande

www.jornaldamarinha.pt

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

»Opinião

In Memoriam: Fernando Pedro Não pretendo fazer um elogio fúnebre. Os elogios só vêm quando já não fazem falta, isto é, quando a obra está feita e a pessoa ausente. Mas lembrança, sim! Porque há homens que fazem as coisas pelo prazer de as fazer, pela necessidade que sentem de passar aos outros as suas vivências, o seu estudo, a sua cultura, os seus sentimentos. Para isso têm de ser melhores que as maiorias comuns. Ser exemplares no trabalho, na família, na sabedoria, na partilha, na fraternidade, na maneira de olhar os outros. O Fernando Pedro foi tudo isso e certamente algo mais. Tivemos o privilégio de partilhar da sua convivência durante quase toda uma geração. Desde a adolescência. No trabalho, aqui no jornal, na Rádio Clube, em muitas iniciativas comuns, na vida! E em todo esse percurso nunca encontrámos um desalento que não fosse ultrapassado. A alegria, a boa disposição, o querer, sempre presidiram a esse nosso correr de vida. Muitos dos que estão lendo estas palavras e que conheciam o nosso amigo comum Fernando Pedro, concordarão, certamente, com aquilo que estou escrevendo. Cumpriu-se mais uma etapa na vida de um de nós. Será o mesmo com todos. Que perdurem os actos, as lembranças. Temos sempre algo a aprender uns com os outros, se quisermos e soubermos escolher o melhor. Por isso, por tudo isso, obrigado Fernando Pedro! Foste um Homem bom e modesto. Continuamos amigos para sempre. Para a família, desejo-lhe as recordações boas que com ele tiveram. Até sempre Fernando Pedro!

Vergílio de Lemos

Opinião Continuar a acreditar em Abril Vitalino Paulo Sousinha

O músico/cantor Sérgio Godinho numa das suas canções diz: “Só se pode querer tudo quando não se teve nada; Só se quer a vida cheia quem teve a vida parada”. E foi isto que aconteceu nos primeiros meses que se seguiram ao 25 de Abril de 1974. Foram tempos em que o povo se lançou na conquista de tudo aquilo a que tinha direito e que lhe tinha sido negado por quase meio século de obscurantismo fascista. Contou nesse período com o até agora único Primeiro-Ministro que verdadeiramente se interessou e esteve ao serviço das massas populares. Falo de Vasco Gonçalves “o companheiro Vasco”. Foi no seu tempo que os trabalhadores passaram a ter acesso à educação, às férias, aos subsídios de férias e Natal. Foi no seu tempo que o ordenado mínimo foi estabelecido, tendo desta forma passado a haver uma melhor repartição da riqueza criada com o trabalho de todos. Foi também nesse tempo que o direito à Segurança Social e à reforma foi generalizado a toda a população. Foi nesse tempo que o poder local passou a ter condições para ajudar a satisfazer as necessidades básicas das populações em termos de infra-estruturas. Recordemos que no Portugal do fascismo a maior parte do país não tinha saneamento básico, água canalizada, luz nas casas e as vias públicas fora dos grandes centros não eram iluminadas. Foi o tempo das nacionalizações da banca como resposta necessária ao estancamento da sabotagem económica que as forças reaccionárias desde logo puseram em marcha. Foi o tempo das ocupações das empresas estratégicas que eram fundamentais ao desenvolvimento económico do país e cujos proprietários, que tinham sido o suporte e razão de ser do fascismo, como reacção à queda do regime desde logo procuraram sabotar. Foi o tempo da ocupação dos campos em pousio no Alentejo para os pôr a criar riqueza e postos de trabalho. Também foi Abril que acabou com os bairros da lata e começou a criar condições para o acesso à habitação condigna. Os mais “antigos” recordam-se dos bairros da lata à entrada de Lisboa e do ar terceiro-mundista que isso dava? Como era de esperar, cedo as classes pri-

vilegiadas que à custa da imensa exploração do povo trabalhador e das camadas intermédias da nossa sociedade foram acumulando fortuna e poder, começaram a conspirar no sentido de primeiro travar o processo progressista em curso e depois reverter toda a situação em seu proveito. Foram disso exemplo a sucessão de golpes tentados até àquele que determinaria a alteração na correlação de forças em favor da direita no seio da instituição militar, o 25 de Novembro de 1975. Com o primeiro governo PS/Mário Soares iniciou-se todo um caminho de criação de condições para fazer recuar as transformações políticas e sociais progressistas que o ímpeto das massas populares tinha imposto às classes dominantes. Em nome de um apregoado “socialismo em liberdade” os trabalhadores foram expulsos, por vezes de forma violenta, das grandes empresas estratégicas e fundamentais ao desenvolvimento do país para acabarem por ser vendidas ao desbarato e para posterior encerramento (a siderurgia, a indústria pesada, a indústria petroquímica, a construção naval, etc.) Nos campos do Alentejo mais uma vez regressou a violência contra os operários agrícolas e pequenos camponeses, o abandono das terras, a fome, a desertificação e, de novo, o desemprego. Depois foi a desastrosa entrada para a então CEE (a célebre europa connosco) em que com a pressa de entrar os interesses nacionais não foram acautelados. Como se não bastasse, para agravar ainda mais os efeitos desta entrada precipitada, ainda nos empurraram para uma moeda única sem ter em conta os efeitos que essa adesão iria ter na nossa economia. Foi o absurdo de ficarmos com uma moeda com a mesma cotação da da Alemanha, não obstante a enorme diferença na economia de uma e de outra nação. E é o aprofundamento de toda esta ofensiva contra Abril que hoje estamos a viver com as desastrosas políticas de direita deste governo. É o ajustar de contas que a grande burguesia está a pôr em prática com o governo PSD/CDS. O argumento ideológico utilizado para roubar nos direitos que o nosso povo conquistou tem sido a necessidade de “equilibrar as contas”. O que nunca nos dizem é quem

foram os culpados do dito desequilíbrio. Ou então lançam a confusão dizendo que vivemos “acima das nossas possibilidades” como forma de nos sentirmos responsabilizados por decisões para as quais nunca fomos ouvidos. Nunca se fala que o tal desequilíbrio se deve aos muitos milhões que foram injectados na banca para a salvar do buraco em que a especulação financeira a meteu, milhões esses que tanta falta fazem ao desenvolvimento da nossa economia. Dizem-nos que é preciso recapitalizar a banca para ela poder fazer chegar dinheiro às empresas e famílias. No entanto, o que ouvimos são os pequenos e médios empresários a queixarem-se da impossibilidade do acesso ao crédito, situação que tem contribuído para o encerramento de milhares de empresas cujo único problema era a necessidade de um apoio económico. O que o país precisa é de um governo patriótico e de esquerda que promova a renegociação da dívida nos prazos, nos juros, nos montantes e que separe o que é dívida pública do que é dívida privada. Não temos que ser nós, com os nossos impostos, que temos de pagar os desmandos das negociatas especulativas da banca. Um governo patriótico e de esquerda que desenvolva políticas que incentivem e apoiem a indústria, a agricultura e as pescas, para pôr o país a produzir, para criarmos riqueza. Só assim é possível cumprirmos com os nossos compromissos. Um governo patriótico e de esquerda que favoreça e promova o aumento dos salários como forma não só de maior justiça social, mas também como factor determinante para a dinamização do mercado interno proporcionado pelo aumento do poder de compra, contribuindo assim para a sustentabilidade dos pequenos e médios empresários e para a criação de empregos, dando oportunidade aos nossos jovens de fazerem a sua vida no nosso país em vez de os aconselhar a irem lá para fora. Nas muitas formas de comemorar Abril que vão acontecer por todo o país, o povo português irá mais uma vez mostrar a sua determinação na defesa de tudo o que Abril significa para a melhoria da sua vida e de Portugal. Viva o 25 de Abril! ß


Saúde

Jornal da Marinha Grande 26 de abril de 2012

19

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Ò Ò Insónia

Causas e tipos de insónia limite máximo de três meses. ÒÒ2. Psicofisiológica

Associada a uma preocupação e ansiedade excessivas do paciente com o seu problema de sono, que consiste na dificuldade em adormecer às horas normais mas pode adormecer involuntariamente fora delas e, sobretudo, fora do quarto e/ou de casa. ÒÒ3. Paradoxal

Insónia. Esta palavra resume o autêntico pesadelo que muitas pessoas vivem quando dão voltas e voltas na cama sem «pregar olho». Mas este é um problema que vai muito além de noites mal dormidas António Atalaia, neurologista no British Hospital Lisbon XXI, diz que «mesmo que não saibamos para que serve o sono, sabemos que a sua falta nos causa cansaço, dificuldade de concentração, defeito de memória e tendência a adormecer, sobretudo em situações monótonas». Ou seja, não descansar convenientemente reduz a qualidade de vida. ÒÒO que é

A insónia é a mais frequente perturbação do sono. Consiste em dormir mal, descansando pouco, por mais horas que se esteja na cama. Passar, pontualmente, uma noite «em branco» é comum e acontece a todos. O problema surge quando esta situação se torna demasiado frequente. O neurologista António Atalaia diz que a insónia consiste num caso «continuado de dificuldades em adormecer em menos de 30 minutos e/ou de manter a continuidade do sono e/ou despertar muito antes da hora de levantar». Está frequentemente associada a dificuldades de concentração e cansaço durante o dia. Conhecemos a sensação de uma boa noite de sono: acordar satisfeita e com a sensação de descanso. Segundo o especialista: «Um sono reparador permite que a atenção da pessoa esteja no seu máximo, bem como a capacidade de concentração. Facilita a percepção de ideias, a concepção de planos e a criatividade em geral. Um sono reparador afasta a necessidade de voltar a dormir durante mais horas que um sono não-reparador». Por isso, nos casos em que não conseguir dormir é a regra, há que detectar a causa do problema e recorrer a um especialista em Medicina do Sono. ÒÒO que é que não me deixa dormir?

Ainda que isso não o console, não

está sozinho! A insónia afecta cerca de 30-45% da população adulta mundial. Há pessoas que sofrem de insónia sempre e outras que são afectadas de forma esporádica. Depois das férias, por exemplo, o regresso ao trabalho é propício às noites mal dormidas. Mas quais são afinal as causas da insónia? Segundo António Atalaia, «embora as pessoas possam ter insónia por padecerem de uma patologia primária do sono, como as apneias do sono ou os movimentos periódicos do sono, as insónias secundárias a causas extrínsecas ao sono são mais comuns». Na sua origem estão diversos factores que podem estar interligados, tais como: Factores psicológicos: A ansiedade que surge de problemas laborais, familiares ou pessoais. Factores ambientais: Em particular a ausência de um ambiente adequado ao descanso, como um quarto com excesso de ruído, frio, calor, luz... Maus hábitos: A ingestão excessiva de bebidas ou alimentos estimulantes que perturbam o sono, como o café. Irregularidade de horários no caso de quem trabalha por turnos. ÒÒTipos de insónia

Existem diversos tipos de insónia que surgem associados a diversas causas. A Classificação Internacional das Desordens do Sono, criada pela Academia Americana da Medicina do Sono, define os seguintes: ÒÒ1. De ajustamento (aguda)

Relacionada com uma situação de stress identificada, que pode ser de natureza psicológica, psico-social, interpessoal, ambiental ou física. Habitualmente, há uma melhoria devido à adaptação do paciente à situação e a duração dos sintomas não ultrapassa o

O paciente apresenta os sintomas de quem sofre de insónias mas os exames não confirmam a falta de descanso nem a curta duração do sono.

LOZANO LOPES NEUROCIRURGIÃO

(Chefe de Serviço do CHC - Hospital Covões)

Doenças do sistema nervoso e coluna Consultas na Marinha Grande (Clinigrande) Tel: 244 574 060

ÒÒ4. Idiopática

Quando não há uma causa evidente mas o problema é detectado e confirmado por exames complementares de diagnóstico. ÒÒ5. Derivada de uma higiene do sono inadequada

Horário de sono inadequado/irregular, eventualmente com períodos de sono diurno e queixas de insónia ou com períodos de permanência na cama muito prolongados, uso impróprio de substâncias estimulantes ou que perturbam o sono, actividades físicas ou intelectuais intensas antes de ir dormir, entre outros. ÒÒ6. Comportamental da criança

Em casos em que o acto de adormecer é muito prolongado e se acompanha de muitas exigências e de complacência excessiva dos pais. ÒÒ7. Situacional

É o chamado «estranhar a cama» quando se dorme fora de casa ou está muito calor. ÒÒ8. Secundária a doença

Algumas doenças podem afectar o sono na medida em que os seus sintomas se manifestem mais ou menos durante a noite. Por outro lado, as doenças psiquiátricas com queixas de ansiedade ou depressão (ou ambas) são uma causa muito frequente de insónia. ÒÒ9. Secundária a abuso de drogas

É o caso do abuso de álcool, «cujo efeito hipnótico (sonolência) dura pouco tempo e a pessoa acorda a meio da noite com os outros sintomas do etilismo, de que fazem parte o coração a bater depressa, a boca seca ou as náuseas», explica o neurologista.

Fonte: saude.sapo.pt. Ana Catarina Alberto com António Atalaia (neurologista)

Vamos dar

VIDA SANGUE!

dando

1ª Terça-Feira do mês 10h30 às 12h30 e 15h às 17h30 Associação de Dadores de Sangue da Marinha Grande

Telefone: 244 504 818


classificados

20

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Jantar Solar dos Noivos Sábados Low Cost Menu Completo 7,50€ Contacto 962 183 441

Necessita-se

Comercial

ÂÂSenhora: honesta para limpezas, passar a ferro ou cuidar de idosos durante o dia. Contacto 912 375 824

EMPREGO PRECISA-se

IEFP Rua Tenente Cabeleira Filipe, 28 – 2430-306 Telefone 244 567 019 Fax 244 567 027

E-mail: cte.marinhagrande@iefp.pt

Experiência na área comercial - sector dos plásticos;

ÂÂFresador: Trabalho em série dos metais - Fresadores CNC com experiência 2 anos na função e conhecimentos de comandos FANUC - Tempo Completo - IEFP oferta nº 5877967682

Contacto: 962 069 543

Arrendo apartamentos T0 – T1 – T2 – T3 – T4

Com ou sem mobília Sem complicações

ÂÂCondutor de Empilhador: Condutor de Empilhador com experiência e carta de condução de pesados e articulados - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587808419

Centro de Emprego da Marinha Grande

Com 12.º ano de escolaridade (mínimo);

Bons conhecimentos de informática.

ÂÂTécnico de Manutenção: Técnico manutenção com experiência mínima de 3 anos no sector moldes para plásticos, conhecimento de Electricidade e Serralharia - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587808352

ÂÂFuncionária: em part-time para cozinha. Contacto 962 351 789

Indústria de Plásticos

Disponibilidade para deslocações e estadias;  

ÂÂOperador de Máquina: Ferramentas de comandos numéricos com formação e experiência mínima de 2 anos -Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587807824

ÂÂSenhora séria: toma conta de crianças e idosos nas próprias casas. Com urgência. Contacto: 244 040 129 // 919 566 667

(m/f)

Requisitos:

ÂÂOperador de Máquina: Ferramentas de comandos numéricos Fresador CNC com experiência, tempo completo - IEFP Oferta nº 587807494

EMPREGO OFERECE-SE

ÂÂOperador de Instalação Automática de Moldagem de Vidro: Operador regula e vigia o funcionamento de uma instalação destinada a fabricar e moldar artigos de vidro por injeção de ar comprimido e blocos de massa vítrea - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587809345 ÂÂTécnico de Manutenção: Com conhecimento/experiência máquinas de produção e transformação de vidro - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587809346

ÂÂDesenhador Projetista: Desenho de Moldes - Tempo Completo IEFP Oferta nº 587802868 ÂÂSerralheiro Mecânico: Serralharia de Bancada - Moldes Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587802894

ÂÂSerigrafo: Serigrafia e manutenção de extintores - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587811161 As ofertas de emprego divulgadas fazem parte da base de dados do IEFP Para mais informações: http:// www.netemprego.gov.pt/ ou diriga-se ao centro de emprego. O Jornal da Marinha Grande não garante a disponibilidade das mesmas e isenta-se de qualquer responsabilidade em caso de lapso.

Imobiliário Arrenda-se ÂÂApartamento T3: no Casal da Formiga, nº 28. Remodelado. Contactos: 244 503 784 // 910 362 426 ÂÂApartamentos T1, T2, T3: com e sem mobília. Contacto 962 975 501 ÂÂApartamento T2: mobilado, no 1º andar, na Portela. Contacto 935 964 781 ÂÂT3 com garagem: 2º andar. 285€/mês. Rua Alves Redol - Embra. Contacto 910 817 932 ÂÂQuarto a cavalheiro: serventia de cozinha e garagem. Contacto: 965 566 867 e 244 567 438 ÂÂT0, mobilado: próximo dos estaleiros da Câmara. Contacto: 967 813 420

ÂÂDesenhador projetista: Desenhador 3D/ Modelador, com experiência em desenho de moldes 3D - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587809795

ÂÂEngenheiro Mecânico: Conhecimentos em Cad - Solidworks, Cad/ cam, Automação Industrial, Eletromecânica - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587803523

ÂÂTorneiro: Trabalho em série dos metais - Torneiro CNC experiência em comandos numéricos e programação da máquina - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587810462

ÂÂMecânico de Automóveis: Experiência mecânico auto com conhecimentos para operar com equipamentos de diagnóstico - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587807344

ÂÂSerralheiro de ferramentas, moldes, cunhos e cortantes: Oficial de bancada experiência mínima de 4 anos - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587810504

ÂÂCozinheiro: Experiência cozinha tradicional Portuguesa - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587807345

Contacto: 962 975 501

tos de informática (hardware e software) e conhecimentos de inglês - Tempo Completo - IEFP Oferta nº 587811034

ÂÂEletricista de manutenção de equipamento industrial: Eletromecânico com conhecimen-

Diversos Vende-se ÂÂControlador: de resistências de aquecimento para plásticos. Contacto 936 620 059 ÂÂVende-se quarto juvenil: Com duas camas, secretária e mesa de cabeceira: 969 918 972 ÂÂVende-se: Quarto de casal, com duas mesas de cabeceira, cómoda, camiseiro e roupeiro. Em estado novo. Contacto: 912 401 703

Diversos ÂÂTem prestações em atraso? Dificuldades em pagar dívidas? Podemos Ajudar! Ligue 915 992 772 ÂÂMudanças: todo o tipo incluindo fins-de-semana. Contacto: 965 609 348 ÂÂPladur: Executam-se trabalhos em pladur, tetos falsos e eletricidade. Contacto: 919 973 787 ÂÂMudanças 24h/dia: Incluindo fins-de-semana. Disponibilidade imediata. Contacto: 960 032 771 ou 910 148 270 ÂÂJá pensei em insolvência: Mas tenho dúvidas… Nós esclarecemos. Contactos: 244 040 001 // 916 898 229 ÂÂDão-se: gatinhos, na cidade da Marinha Grande. Telefone: 914 580 925 // 919 737 733

ÂÂApartamento T2: Mobilado, na Pedra do Ouro. 400 euros por mês. Contacto: 936 677 889 ÂÂArrendam-se quartos: Figueiras, WC privativo. Serventia cozinha. Contacto: 916 321 911

Imobiliário Compra-se ÂÂMoradias: Tem uma moradia semi-nova ou nova para vender? Troco por T3. Tel.: 936 677 889

Classificados

é no JMG Ligue agora para o 244 502 628 ou escreva-nos para Travessa Vieira de Leiria, nº 9, Marinha Grande

Precisa-se

Electric Solutions

· Electricidade Geral e Industrial · Assistência Técnica · Equipamentos Eléctricos Sérgio Manuel - 911 066 889

Empregados de mesa, 20/30 anos Part-time aos domingos Contacto 962 183 441

Rua das Samouqueiras, Lote 16 - Vieira de Leiria

CLASSIFICADOS · JMG NOME: MORADA: CÓD. POSTAL:

LOCALIDADE:

TELEFONE:

Como Preencher

TEXTO A ANUNCIAR

1. Escrever o anúncio pretendido na quadricula. Cada letra deve ser escrita num dos quadrados, deixando um quadrado livre entre cada palavra. 2. O pagamento deverá ser enviado juntamente com o cupão, os preços indicados incluem IVA 23%. 3. O anunciante deverá levantar todas as respostas na sede do Jornal da Marinha Grande. 4. O anúncio a publicar deverá ser entregue até ao final de cada Segunda-feira anterior à saída do Jornal da Marinha Grande. Para outras dimensões contacte-nos ou consulte a nossa tabela.

A nossa morada Travessa Vieira de Leiria, 9, Apt. 102 2431 - 902 Marinha Grande www.jornaldamarinha.pt E-mail: jmg@jornaldamarinha.pt Tel. 244 50 26 28

Número de publicações:

2 (duas) Publicações

75 quadrados (obrigatório) 100 quadrados 125 quadrados

Secção: Imobiliário Emprego Automóvel Diversos

4 (quatro) Publicações

10 Euros 15 Euros 13 Euros 19 Euros 16 Euros 23 Euros Classificados com fotos: acresce 5 euros ao preço de tabela

Arrendar Precisa-se Compra Mensagem

Venda Oferece-se Venda Explicações

Trespasse Arrenda-se Aluga-se Geral

Compra


Jornal da Marinha Grande 26 de abril de 2012

diversos

21

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Jardineiro

Admite-se Jornalista Para desempenhar funções em jornal e rádio do distrito de Leiria.

Pretende-se experiência profissional mínima de dois anos em redacção, carteira profissional de jornalista e alguma experiência em informação radiofónica.

Tempo inteiro.

Senhora honesta, para dormir, fazer companhia

Vendem-se

ASSOCIAÇÃO DE OCUPAÇÃO DE TEMPOS LIVRES DO S.O.M.

mobílias em segunda mão Sala d e jan tar, qu arto de c as al, qu arto ju v e n il/ c rian ç a

Remuneração aliciante. Enviar CV, com a maior urgência, para: jmg@jornaldamarinha.pt

Contactos: 969 918 972 // 912 401 703

1º Ano de Eterna Saudade

3º Ano de Eterna Saudade

João de Sousa Marques

Maria Manuela Ascenso Pereira Henriques

Residia na Marinha Grande Falecido a 30/04/2011

41 anos Residia na Marinha Grande Falecida a 27/04/2009

Sua esposa e filhos recordam-no com

Seus pais, marido, filha, genro, netas, sogra e restante família, recordam-na com muita saudade, mandando celebrar missa por intenção de sua alma, amanhã, sexta-feira, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial da Marinha Grande.

eterna saudade.

Agradecem, antecipadamente, a todos os que, com a sua presença, honrem este ato.

7º Ano de Eterna Saudade Maria Aurolina Marques Santos Vargas Residia na Marinha Grande Falecida a 26/04/2005

Seu marido e filha recordam-na com eterna saudade, mandando celebrar missa por intenção de sua alma, no próximo dia 04/05/2012, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial da Marinha Grande.

Agradecimento Manuel de Barros “Manuel Leiteiro” 87 anos Residia na Comeira Falecido a 20/04/2012

Sua esposa, filhos, enteado, genros, noras, netos e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que o acompanharam à sua última morada ou que, de qualquer outra forma, lhes manifestaram o seu pesar e informam que será realizada missa de 7º dia hoje, quinta-feira, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial da Marinha Grande. Tratou a Funerária Vareda, Lda.

Agradecimento

Agradecimento

Amélia Ricarda dos Reis

Jaime de Sousa Rosa

86 anos Residia na Marinha Grande Falecida a 21/04/2012

78 anos Residia na Trutas Falecido a 18/04/2012

Seu marido e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que a acompanharam à sua última morada ou que, de qualquer outra forma, lhes manifestaram o seu pesar e informam que será realizada missa de 7º dia amanhã, sexta-feira, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial da Marinha Grande. Tratou a Funerária Vareda, Lda.

Seus filhos, genro, noras, netos e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que o acompanharam à sua última morada ou que, de qualquer outra forma, lhes manifestaram o seu pesar. Tratou a Funerária Vareda, Lda.

Agradecimento

Agradecimento

José Violante Madeira

Carlos Manuel Duarte de Jesus “Troia”

69 anos Residia no Camarnal Falecido a 21/04/2012

66 anos Residia na Ordem Falecido a 18/04/2012

Sua esposa, filhos, genros, nora, netos e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que o acompanharam à sua última morada ou que, de qualquer outra forma, lhes manifestaram o seu pesar e informam que será realizada missa de 7º dia amanhã, sexta-feira, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial da Marinha Grande. Tratou a Funerária Vareda, Lda.

Precisa-se

Manutenção de jardins. Técnico de bonsai. Árvores de fruto. Árvores ornamentais. Sebes, arbustos. Tem problemas e não sabe o que fazer? Ligue: 916 003 143

Sua esposa, filhas, genros, netos e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que o acompanharam à sua última morada ou que, de qualquer outra forma, lhes manifestaram o seu pesar. Tratou a Funerária Vareda, Lda.

e refeições a pessoa doente. Contacto 918 402 549

I.P.S.S. FUNDADA EM 1990

ASSEMBLEIA-GERAL ORDINÁRIA CONVOCATÓRIA No cumprimento do disposto nos Estatutos da Associação, convoco uma AssembleiaGeral Ordinária para o dia 27 de abril de 2012, em 1ª convocatória para as 20h30 e em 2ª convocatória para as 21h30, nas instalações do Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental, CAFAP e com a seguinte Ordem de Trabalhos: 1. Apreciação do Relatório de Atividades de 2011. 2. Análise e votação do Relatório e Contas de 2011, apresentado pela Direção e do Parecer do Conselho Fiscal. 3. Informações. Marinha Grande, 13 de abril de 2012. O Presidente da Mesa da Assembleia-Geral, Pedro Manuel Lino Franco

Assembleia-Geral de Sócios

Convocatória

António Baroseiro, Presidente da Mesa da Assembleia-Geral de Sócios da Associação Cultural e Recreativa da Comeira, no exercício da competência que lhe é conferida convoca-o(a) para uma Assembleia-Geral DE SÓCIOS a realizar no dia 11 de Maio de 2012, pelas 21:30 horas, na sede da coletividade com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto um – apresentação e eleição dos Órgãos Sociais/Corpos gerentes para o ano de 2012; Ponto dois – Assuntos diversos. Se à hora marcada não estiver o nº sócios suficientes, a assembleia realizar-se-á meia hora mais tarde com o nº de sócios presentes. O Presidente da Assembleia-Geral, António Baroseiro Associação Cultural e Recreativa da Comeira Rua da Covinha, Comeira 2430-072 Marinha Grande

Comunicado da ASURPI

A direção da ASURPI lamenta que durante o Almoço Comemorativo do Aniversário da Associação tenham ocorrido alguns procedimentos menos corretos perante os convidados. Em nome da ASURPI O Presidente, Luís Maria Alexandre

Eu, António Rodrigues da Silva, venho por este meio, apresentar as minhas desculpas publicamente à minha filha Célia Lurdes da Cruz Silva, ao meu genro José Manuel João e ao meu neto João Tiago, pela situação desagradável passada no meu café, a mesma não se voltará a repetir. António Rodrigues da Silva 26/04/2012 CARTÓRIO NOTARIAL DA MARINHA GRANDE NOTÁRIA Ana Luísa Cabral de Melo Pereira Guerreiro EXTRATO PARA PUBLICAÇÃO Certifico, para fins de publicação, que no Livro de Notas para escrituras diversas número 94 – A, deste Cartório, a folhas 108 e seguintes, foi lavrada escritura de Justificação Notarial, no dia dezoito de Abril de dois mil e doze, na qual MARIA MORGADA e marido JOSÉ DOMINGUES PEDROSO, casados sob o regime da comunhão geral, naturais da freguesia e concelho da Marinha Grande, residentes na Rua das Colmeias, nº 32, Marinha Grande, NIF 118 123 998 e 113 638 370, titulares dos bilhetes de identidade 8412902 de 29/05/1979 e 4404636 de 13/11/1981, emitidos pelos CICC de Lisboa, declararam que são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrem, do prédio rústico composto por terreno a mato, sito na Rua da Paz, Garcia, freguesia e concelho da Marinha Grande, com trezentos e quarenta e cinco metros quadrados, a confrontar do norte e do nascente com Augusto Martins, do Sul José Eduardo Caminho Duarte e do poente com Joaquim Fernandes, inscrito na matriz em nome da herança aberta por óbito de Gracinda Morgado Francisco sob o artigo 11.277, com o valor atribuído de quinhentos e setenta e cinco euros, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Marinha Grande. Este prédio veio à posse deles justificantes por doação meramente verbal feita por volta do ano de mil novecentos e setenta, por Gracinda Morgado Francisco, irmã da primeira outorgante, já falecida, residente que foi na Marinha Grande. Desde aquela data, possuem o referido imóvel, há mais de vinte anos, desbastando o seu mato, limpando-o, usufruindo do mesmo, posse que sempre foi exercida por eles de forma a considerarem tal imóvel como seu, sem interrupção, intromissão ou oposição de quem quer que fosse, à vista de toda a gente do lugar e de outros circunvizinhos, sempre na convicção de exercerem um direito próprio sobre coisa própria. Esta posse assim exercida, deve - se reputar de pública, pacífica e contínua. Por tal motivo e muito embora não possam exibir o respetivo título de aquisição, o certo é que adquiriram o mencionado imóvel para seu património próprio por usucapião, que aqui invocam, por não lhe ser possível provar pelos meios extrajudiciais normais. Marinha Grande, dezoito de Abril dois mil e doze. A Notária, Ana Luísa Cabral de Melo Pereira Guerreiro


diversos

22

Jornal da Marinha Grande

www.jornaldamarinha.pt

JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Totoloto

Como utilizar os QR do JMG 1º Passo: através do seu telemóvel aceda a www.getqrreader.com e instale o leitor QR apropriado.

O exótico hotel Marigold

Marinha Grande 5ª

Roldão

244 502 641

Moderna

244 502 834

Sáb. Duarte

244 503 024

Dom. Santa Isabel 244 575 349 2ª

Guardiano

244 502 678

Central

244 502 208

Roldão

244 502 641

Realização: John Madden Intérpretes: Bill Nighy, Maggie

Lino

244 832 465

Higiene

244 833 140

Sáb. Avenida

244 833 168

Dom. Oliveira

244 822 757

Baptista

244 832 320

Sanches

244 892 500

Godinho

244 832 432

Joker 0.115.840

Euromilhões 3 - 6 - 29 - 32 - 41 + *10 *11

Lotaria Clássica

Sinopse: Um grupo de britânicos aposentados decidem ir descobrir a Índia, por forma a desfrutarem do seu merecido período de reforma numa luxuosa estância turística. Apesar do luxo publicitado em pouco ou nada corresponder à realidade, o agora “Exótico” Hotel Marigold, irá progressivamente proporcionar aos seus hospedes o charme inebriante e revitalizador da Índia, ainda que por vias pouco convencionais. ß

2º Prémio................................... 28905 3º Prémio................................... 29112

Lotaria Popular 1º Prémio................................... 50640 2º Prémio................................... 97886 3º Prémio................................... 12785 4º Prémio................................... 68076

www.jornaldamarinha.pt/tv

JMGTV

Totobola 1. Porto - Beira-Mar........................... 1 2. Benfica - Marítimo......................... 1

C U P Ã O DE A SS I N ATUR A

vantagens

Smith, Judi Dench, Tom Wilkinson Ano: 2011 País: Reino Unido Género: Comédia, Drama Duração: 124 minutos Classificação: Maiores de 12 anos

1º Prémio................................... 46190

Aproveite as de ser

Leiria

quarta-feira 11 - 28 - 35 - 36 - 40 + *7

2º Passo: inicie a aplicação e faça a leitura do código QR apontando a câmara do seu equipamento ao mesmo.

Farmácias de Serviço

28 - 29 - 34 - 42 - 46 + *2

assinante

DO JMG

> Desconto na Publicidade

até 25%

Serviço de Atendimento ao Assinante:

244 502 628

3. Gil Vicente - Rio Ave.......................X

Nome:

4. Feirense - V. Setúbal..................... 1

Morada:

5. V.Guimarães - U. Leiria................... 1

Localidade:

C. Postal:

Telefone:

Actividade Profissional:

País:

6. Portimonense - Freamunde........... 1 7. Leixões - Oliveirense....................X

15 euros

8. Santa Clara - Belenenses..............X

Junto envio cheque/vale postal nº_________sobre o banco___________no valor de __________ emitido à ordem de Jornal da Marinha Grande, Lda. para pagamento da minha assinatura. Enviar num envelope para Jornal da Marinha Grande Travessa Vieira de Leiria, nº 9 - Apartado 102, 2430-902 Marinha Grande E-mail: jmg@jornaldamarinha.pt • Internet: www.jornaldamarinha.pt

10. Atlético - Aves.............................X

Assinatura Anual 30 euros Assinatura Anual online 25 euros

Assinatura Semestral

9. Moreirense - Estoril....................... 1

11. Barcelona - Real Madrid.............. 2 12. Juventus - Roma.......................... 1 13. Manchester United - Everton.......X

carneiro 21.03 > 20.04

TOURO 21.04 > 20.05

GÉMEOS 21.05 > 21.06

CARANGUEJO 22.06 > 22.07

LEÃO 23.07 > 22.08

VIRGEM 23.08 > 22.09

Nesta fase, é aconselhável agir com cautela no que toca a gastos. As finanças são agora o fator de maior preocupação a requerer a sua atenção e até mesmo alguma cautela extra, no sentido de não gastar dinheiro de forma leviana. A nível afetivo sentir-se-á envolvido numa onda de romantismo, simpatia e intimidade.

Poderá sentir, neste período, uma certa angústia e nervosismo causados por a sua mente se envolver em pensamentos vagos e pouco definidos o que lhe causa essa intranquilidade e insatisfação. Procure dedicar-se a trabalhos concretos que distraiam e ocupem o seu espírito, levando-o a uma atitude positiva.

Dará, ao longo desta semana, uma grande importância às suas próprias convicções, e lutará por elas com toda a sua energia. Mas cuidado! Não se deixe levar por esse impulso de não escutar os outros e de não considerar os argumentos deles, pois poderão ser tão bons como os seus. Evite tomar atitudes precipitadas.

O período que agora atravessa é propício ao autoconhecimento, pelo que terá boas possibilidades de perceber quem realmente é e o que quer. É muito provável que sinta um certo esgotamento físico e intelectual, pelo que deverá procurar abrandar o seu ritmo diário. Descanse mais e valorize os momentos de lazer.

É um bom período para investir na sua carreira, para mostrar as suas capacidades de trabalho ou para concretizar um plano de longa data. É possível que sinta que as suas atitudes têm um maior impacto do que o habitual no mundo exterior. A sua vida profissional poderá proporcionar-lhe um envolvimento afetivo.

É um bom período para fazer uma análise dos seus objetivos de vida. Se essa análise for feita envolvendo outras pessoas, tanto melhor. É a época ideal para fazer uma viagem e alargar os horizontes. É possível que sinta um especial interesse pelas ciências ocultas ou tudo o que tenha a ver com o sobrenatural.

BALANÇA 23.09 > 22.10

ESCORPIÃO 22.10 > 21.11

SAGITÁRIO 22.11 > 20.12

CAPRICÓRNIO 21.12 > 19.01

AQUÁRIO 20.01 > 18.02

PEIXES 19.02 > 20.03

A sua capacidade de comunicação e de relacionamento com terceiros estará muito realçada neste período. É altura de debater ideias e trocar pontos de vista com amigos. Aproveite os eventos sociais para reativar antigos conhecimentos e estabelecer novos contactos que lhe poderão vir a ser úteis no futuro.

Qualquer exercício físico, nomeadamente a natação, jogos, atletismo ou ginástica ser-lhe-ão benéficos nesta fase, principalmente se aproveitar a ocasião para usufruir da companhia dos seus amigos. Este momento é propício ao convívio, e gostará de ter ações conjuntas, mais do que atividades individuais.

O seu poder de discernimento lógico e racional encontram-se especialmente aguçados. Examine o modo como resolve as situações e assume as suas responsabilidades quotidianas. Esta é uma fase de trabalho e de serviço prestado aos outros, cujos benefícios só serão rentabilizados numa fase posterior da sua vida.

Nesta fase as crianças poderão despertar a sua atenção, levando a que participe nos seus jogos e brincadeiras, o que além de lhe proporcionar momentos de descontração, constituirá um excelente escape para a sua rotina. A jovialidade e boa disposição que sente não irão passar despercebidas ao sexo oposto.

É possível que desperdice grande parte do tempo a sonhar, ou a fazer, coisas irrealistas. Está muito susceptível aos desapontamentos, dado que é incapaz de distinguir entre a realidade e a ficção. Não faça apostas nem invista, pois pode envolver-se com vigaristas e caloteiros. Se tem poucos recursos, não se arrisque ingenuamente.

Este período envolve algum risco de conflito em termos de relacionamento com as pessoas com quem trabalha ou que lhe estão mais próximas, inclusive o cônjuge. Uma tensão ou desconforto poderão surgir devido a uma simples divergência de opiniões. Tenha cautela com todos os assuntos que envolvam a lei ou a justiça.


publicidade JORN AL DA M ARI N H A GR AN DE

Gosta

ceb e r o

e d r e a v

G

JM

Jornal da Marinha Grande 26 de abril de 2012

 p o r Internet?

10% de desconto

nas assinaturas anuais realizadas online Em caso de dĂşvidas, contacte-nos: 244 502 628

23


MAis e Menos da Semana Cidália Ferreira A vereadora da ação social da Câmara tem-se empenhado na resolução dos problemas dos marinhenses. A população idosa e os mais carenciados são os grupos prioritários.

O presidente da Câmara da Marinha Grande não mostra a fórmula para solucionar o problema do não pagamento do relvado da Portela. Tirará ele um “coelho da cartola” nos próximos dias?

Não . . . . 40% Sim. . . . 60% Questão disponível no nosso site: Concorda com a criação de cantinas sociais no concelho? NOTA: Os resultados apurados não têm qualquer valor científico, não correspondendo a qualquer sondagem ou estudo de opinião, ilustrando apenas a preferência de quem respondeu à nossa questão no site do JMG, www.jornaldamarinha.pt, entre os dias 12/04/2012 e 18/04/2012.

Sexta-feira

Céu geralmente muito nublado. Vento fraco a moderado. Pequena descida de temperatura.

Cantinas sociais nascem na Marinha Grande Ò Ò foto: Arquivo

Fotografia da semana

Avenida 1º de maio

Cosmética automóvel Lavagem e limpeza personalizada de interior e exterior de automóveis. Lavagem de estofos, carpetes e tectos. Av. José Gregório, 96 - Marinha Grande Marcações pelo telemóvel 919 441 781

Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros. Vento em geral fraco do quadrante oeste.

Ò Ò Ação social

A sua opinião conta Considera que teria sido preferível demolir o Teatro Stephens e construir um edifício de raiz?

Meteorologia Quinta-feira

Álvaro Pereira

Criar cantinas sociais para alimentar pessoas carenciadas é um dos projetos que a autarquia marinhense tem vindo a desenvolver no âmbito da ação social. A Marinha Grande vai receber duas cantinas, que deverão começar a funcionar por estes dias Os lares da Santa Casa da Misericórdia da Marinha Grande (Forno da Telha e Vergieiras) vão ser os locais onde estas cantinas

vão funcionar. Joaquim João Pereira, provedor da Santa Casa, adiantou ao JMG que “estas cantinas se destinam a

fornecer refeições a quem passa fome, às pessoas mais pobres, em particular às vítimas da chamada pobreza envergonhada. Es-

tamos a contactar algumas entidades para fazer o levantamento de pessoas nessas condições, mas também estamos disponíveis para receber inscrições a título individual”, explicou. O provedor acrescentou ainda que “nesta fase inicial vamos servir 60 almoços, 30 em cada um dos lares. Os utentes irão buscar as suas refeições, não sendo possível beneficiar delas dentro das cantinas, até para que não se exponham demasiado”. Ainda segundo Joaquim João Pereira, está previsto que as cantinas sociais comecem a funcionar no concelho da Marinha Grande por estes dias. De referir também que o fornecimento de refeições é inteiramente gratuito. ß


JMG 2507