Issuu on Google+

ornal Marinha J da

Director: António José Ferreira

www.jornaldamarinha.pt

Telefone: 244 502 628

GRANDE

Quinta-feira 24 de Fevereiro de 2011

ANO XLVII - Nº 2448 Preço: 1,10€ (IVA inc.)

CRISFORM extinto oficialmente por Portaria governamental

Porte Pago

Autorizado pelos CTT a circular em invólucro fechado de plástico. Autorização nº DE02692007MPC

ŠŠIvima

B&A cede edifício ao município A Barbosa & Almeida vai transferir, ainda em 2011, o edifício frontal da antiga Ivima à autarquia. A ideia era cedê-lo por 50 anos, mas afinal vai passar para o domínio municipal |Pág. 3|

O Centro de Formação Profissional para o Sector da Cristalaria, vulgarmente conhecido por Crisform, foi extinto oficialmente na segunda-feira, dia 21 de Fevereiro, através da Portaria nº 80/2011. Uma das razões invocadas é o “esforço de consolidação orçamental” do Estado |Pág. 7|

Francisco Duarte explica o não da Junta à mudança para o novo mercado

ŠŠConferência

Associativismo em debate esta noite no SOM O JMG e o SOM promovem, esta noite, mais uma conferência. O tema será “Associativismo: olhar para o passado com os olhos postos no futuro”. Augusto Flor e Paulo Tojeira serão os oradores |Pág. 3|

Funcionário da CMMG defende executivo

|Pág. 18|

ŠŠNatação

Filipa Ruivo bate recordes regionais

O presidente da Junta da Marinha Grande, Francisco Duarte, aborda a polémica transferência para o novo mercado. O autarca dá “nota negativa” ao executivo socialista e não descarta a possibilidade de ser o candidato da CDU à presidência da Câmara, em 2013. pág. 4

A jovem nadadora Filipa Ruivo continua em evidência. A atleta do Desportivo Náutico bateu mais dois recordes regionais, no decorrer dos campeonatos disputados no Jamor |Pág. 15|


Local

Jornal da Marinha :: 24 de Fevereiro de 2011

2

Meteorologia Céu pouco nublado ou limpo. Vento em geral fraco. Neblina ou nevoeiro matinal. Pequena subida da temperatura máxima. quinta

Céu pouco nublado ou limpo. Vento fraco a moderado do quadrante norte. Neblina ou nevoeiro matinal.

Foto da semana

sexta

editorial

O associativismo no concelho

António José Ferreira*

O Jornal da Marinha Grande, em parceria com o Sport Operário Marinhense, promove esta noite, na sala de exposições do SOM, mais uma conferência, esta subordinada ao tema “Associativismo: olhar para o passado com os olhos postos no futuro”. Aquilo que se pretende com esta iniciativa é muito simples: construir pontes com base na riqueza associativa do concelho, em função das transformações sociais que se verificaram nos últimos anos. Ou seja, a generalidade das colectividades do concelho parou no tempo e não soube acompanhar a evolução vertiginosa que se verificou nas últimas décadas e há que encontrar novos rumos. Se olharmos para as iniciativas das associações do concelho, a grande

maioria têm lugar há várias décadas e estão claramente a perder vigor. Olhese, por exemplo, para o jantar comemorativo do 18 de Janeiro de 1934, para o Carnaval nas colectividades, para os jantares de aniversário das associações, etc. Todas, sem excepção, têm perdido dinâmica, sobretudo porque não souberam inovar e ir de encontro às transformações sociais. Mas tudo é mau? Não. A Feira de Artesanato e Gastronomia, a perícia automóvel no centro da cidade e as marchas populares são três exemplos do que de bom se vai fazendo por estas bandas. Todas as iniciativas, sejam elas de cariz cultural, desportivo ou recreativo, tem o seu mérito. A questão é que nuns casos atrai muito público, noutros casos, pouco ou nenhum. Nuns casos o esforço que é despendido é recompensado, noutros nem por isso. Não somos dos que defende o fim de algumas associações, pois todas têm o seu espaço, seja este mais ou menos alargado. Mas não vale a pena manter a porta aberta apenas para realizar o jantar de aniversário, o baile pimba e o torneio de sueca. O associativismo é muito mais que isto, mas

Mar bravo na praia de S. Pedro de Moel

também é isto, complementado com outras iniciativas. O futuro do associativismo na Marinha Grande passa por uma ampla reflexão. O primeiro passo deve ser dado pelas colectividades, sobretudo aquelas que têm vontade de responder aos anseios da população. As outras, mais tarde ou mais cedo, tenderão a fechar as portas. O seu a seu dono. O JMG trouxe para o debate público uma questão sensível e que se relaciona com a legalidade de um autarca votar uma decisão de uma associação na qual tem interesse directo, enquanto sócio. O nosso entendimento é que não o deve fazer, por uma questão de transparência e por violar a lei da imparcialidade. Foram feitas nas últimas semanas extrapolações abusivas, as quais repudiamos. Nada nos move contra as associações em questão e muito menos o autarca em causa. Todos, sem excepção, nos merecem o maior respeito pelo trabalho que têm desenvolvido. Fica o esclarecimento, para que não haja a mais pequena dúvida.

*Director do JMG

CARTOON

´

(R)Humor Olha, já é oficial: a Junta de Freguesia não vai mesmo para a Rua das Portas Verdes...

Tenho uma teoria: Francisco Duarte é Benfiquista e não quer nada com o verde!

Rufino Fininha E que tal o canil no novo mercado?

Rufia

(Cão rafeiro... que morde velhinhos)

Ourivesaria Água Marinha

Compro ouro! Não venda a qualquer preço! O seu ouro usado valerá no mínimo 20€* a grama Cobrimos qualquer oferta – vamos ao domicílio Rua Diogo Stephens, nº 49 – Marinha Grande - 96 826 10 19

*oferta válida enquanto a cotação do ouro se mantiver acima dos 32€/grama


Local

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

3

Ivima

B&A cede edifício… a título definitivo Afinal, a cedência do edifício principal da Ivima à Câmara da Marinha Grande não vai ser por 50 anos, mas a título definitivo

Quando o anterior executivo camarário, liderado por Alberto Cascalho, negociou com a administração da Barbosa & Almeida os termos da ocupação dos terrenos da antiga Ivima, ficou definido que a garrafeira cederia o edifício da frontaria à autarquia marinhense, por um período de 50 anos. Mas o actual executivo acordou, no final do ano passado, uma alteração ao acordo. A cedência não será por meio século mas a título definitivo, não só o edifício mas também uma zona de estacionamento. O presidente da Câmara da Marinha Grande confirmou ao JMG o acordo, que deverá ser formalizado “ainda no decorrer deste ano”. A cedência será “a título definitivo”, afirmou Álvaro

concelhias, tais como a creche da ADESER e a sede dos Dadores Benévolos de Sangue do Concelho da Marinha Grande. O líder da autarquia deu conta ainda que terão lugar nas antigas instalações da Ivima outras associações nacionais com interesse local, designadamente a Associação Nevo Portugal. ß

Pereira ao nosso jornal. O autarca considera que este é “um bom acordo para a autarquia”, pois passa de uma cedência por 50 anos para uma transferência definitiva de um importante património para a posse do município. Nas futuras instalações municipais ficarão instaladas diversas associações

Conferências JMG/SOM

Associativismo suscita debate “Associativismo: olhar o passado com os olhos postos no futuro” será o tema da próxima conferência dinamizada pelo Jornal da Marinha Grande e Sport Operário Marinhense. A iniciativa, com entrada livre, terá lugar na próxima quintafeira, 24 de Fevereiro, pelas 21h, na Sala de Exposições do Operário

Augusto Flor

Augusto Flor, presidente da Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto, e Paulo Tojeira, presidente das associações Tocándar e Moher,

serão os oradores convidados. Numa altura em que muitas colectividades se debatem com sérias dificuldades, quer para constituir uma direcção, quer para realizar iniciativas, por falta de apoios, o Ciclo de Conferências JMG/SOM vai debruçar-se sobre esta e outras problemáticas. Paulo Tojeira Suscitar o debate em torno da importância das colectividades para a promoção da cultura e do desporto no seio de uma comunidade é outro dos objectivos da conferência. A iniciativa, que decorrerá na sala de exposições do SOM, é aberta a toda a população e tem entrada gratuita. ß

C U P Ã O D E A S S I N AT U R A Aproveite as de ser

vantagens assinante

do JMG:

Nome: Morada: Localidade:

C. Postal:

Telefone:

Actividade Profissional:

Assinatura Anual > Desconto na Publicidade até 25% > 25% de desconto na Assinatura para reformados

30 euros

País:

Assinatura Semestral 15 euros

Junto envio cheque/vale postal nº_________sobre o banco___________no valor de __________ emitido à ordem de Jornal da Marinha Grande, Lda. para pagamento da minha assinatura. Enviar num envelope para Jornal da Marinha Grande, Travessa Vieira de Leiria, nº 9 - Apartado 102, 2430-902 Marinha Grande E-mail: jmg@jornaldamarinha.pt • Internet: www.jornaldamarinha.pt Serviço de Atendimento ao Assinante - 244 502 628

Opinião

Manhã de Inverno…  de chuva e vento Saía do Boco, calmamente, em direcção à Praia da Vieira, como aliás faço quase todos os dias. Junto ao Restaurante Triângulo vejo um carro parado, quatro piscas ligados, uma senhora verificava a mossa no capon, causada pela queda de uma pinha, que caíra dos Afonso Henriques pinheiros tombados  para a estrada há dezenas de anos. Continuando o trajecto, vejo uma rotunda bonita em frente ao Ecomarché. Já na Rua de Leiria, os  passeios, ora sim ora não, com os defeitos que todos conhecem, impróprios para deficientes. Continuando rua acima, chego ao Largo da República, curiosamente sem as figuras carismáticas que habitualmente, com bastante cobardia, criticam tudo e todos, muitas vezes até conseguem dizer mal de si próprios. Neste dia, havia apenas uma Sra. que provavelmente ia para a igreja. Caiu num dos ressaltos causados pelas raízes dos pinheiros que destroem o piso do largo. Olhou apavorada, para ver se ninguém se tinha apercebido e seguiu o seu caminho, provavelmente exclamando “Esta é a nossa Vieira!”. Rumo em direcção ao Ribeiro da Tábua, mais uma rotunda bonita, com barco torto, simbolizando a nossa terra. Por debaixo das rodas do meu carro sentia o dinheiro dos remendos e olhava para os passeios, com árvores ao centro, e sussurrei tudo como antes ou até pior. Cheguei à Praia da Vieira, mais uma rotunda bonita, com pedras de Alqueidão, palmeira de Santo Antão, que não encobrem a situação. Metros abaixo, cedros que se dão mal com o ar, que não conseguem tapar as barracas a crescer, sem grande contestação. Afinal os responsáveis que escusam o PDM  preferem esta imagem do que corrigir o que está mal. Cheguei então ao paredão onde a água quase chegava e alguma areia saltava, com tal braveza e vento, virei de volta à Vieira, não sem antes comprar o tradicional bolinho e os tremoços. Aí é que foi o delas, os vendedores seguravam os panos e as barracas, não há condições. Pensei que talvez merecessem uns quiosques engraçados de arquitectura. A Vieira, com recordações do passado, com a Praia a abarrotar, sem lugar para parar, muita alegria e farra. Saudades, quem as não tem? De regresso a casa, estava a Rua de Santo António da Platina interrompida, a sinalização tinha voado com o vento, naquele célebre buraco que teima em lá estar há mais de dois meses. Circulando em quadrado, chego à zona industrial, deserta e desprezada. Na berma corta-se o mato, deixando as árvores desordenadamente a enfeitar um espaço que podia ser bonito e melhor aproveitado. Cheguei a casa e disse, “mais um dia para esquecer”, porque pensar em martelar, é uma grande parvoíce. ß

A.C.F. - MOLDES PROCURA COLABORADORES COM EXPERIÊNCIA, FREZADORES E RESTANTES ÁREAS TELEFONE: 933 652 788


Local

Jornal da Marinha :: 24 de Fevereiro de 2011

4

Entrevista

Francisco Duarte rejeita Em entrevista ao JMG, o presidente da Junta de Freguesia da Marinha Grande aborda a polémica transferência para o edifício do mercado, nas Portas Verdes. Francisco Duarte dá “nota negativa” ao executivo socialista e não fecha por completo a porta a uma candidatura autárquica em 2013

A Marinha Grande precisa de…

obras na Junta O orçamento da Junta é…

curto Se tivesse mais dinheiro…

fazia mais obras! A Ordem é…

um lugar muito especial Tenho saudades…

ÂÂCarla Fragoso

dos meus vinte anos Comparando os anseios e problemas da população de hoje em

A política serve…

dia com os de 1994, altura em

para servir

que tomou posse pela primeira vez como presidente da Junta,

A Junta ganha-se com…

quais são as diferenças mais sig-

entrega e humildade

nificativas?

Os anseios e problemas das populações de hoje, no que diz respeito à intervenção das autarquias na resolução de problemas que contribuam para melhorar a sua qualidade de vida, não diferem muito do que acontecia em 1994, ano do meu primeiro mandato, porque apesar do muito trabalho realizado, ainda muito está por fazer. Existe um problema crucial que continua por resolver, a cobertura total do concelho com a rede de saneamento assim como acessibilidades locais a necessitarem de pisos com melhor qualidade. As diferenças que hoje são na minha opinião importantes e por isso devem salientar-se, relacionam-se com a situação difícil vivida por muitos marinhenses, na situação de desempregados, que anseiam e muitos desesperam na procura dos meios necessários que lhes permitam ultrapassar situações de vida muito difíceis, que estão a enfrentar, em muitos casos na mesma casa marido e mulher sem emprego e com o prazo do direito a subsídio terminado. De facto, neste importante vector social da vida dos marinhenses as diferenças são significativas, comparadas com esse já longínquo ano. Que obra gostaria de deixar à Freguesia da Marinha Grande no final deste seu quarto e último mandato?

Obviamente, as obras de construção e requalificação do edifício da Junta de Freguesia

da Marinha Grande. O alargamento do Cemitério do Pilado é também uma obra que gostaria que fosse realizada, assim como, um ou dois parques de lazer que estão nas nossas previsões realizar e foram já dados os primeiros passos para a sua concretização. O acabamento de algumas (poucas ruas) ainda em tout-venant, para além de outras grandes obras que todos conhecemos, que não sendo da responsabilidade da Junta, ficaria muito satisfeito pela sua concretização. Como comenta a proposta feita pela Câmara de instalar os serviços da Junta de Freguesia no edifício do mercado, nas Portas Verdes?

Em primeiro lugar, tenho de confessar que foi para mim uma grande surpresa o Sr. Presidente da Câmara Municipal solicitar a minha presença no seu gabinete para a primeira abordagem do assunto, propondo-me em síntese o que a Câmara pretendia realizar para a resolução do problema das instalações da Junta de Freguesia da Marinha Grande. Esta reunião incluiu uma visita ao edifício do Atrium no 1º andar,

instalações que como é do conhecimento geral, se destinavam ao Mercado Municipal, que por razões também conhecidas, nunca chegou a funcionar. Devo referir que na altura não reagi de imediato de acordo com o que é o meu pensamento sobre este delicado assunto. Aconteceu uma segunda visita, mas esta em conjunto com todos os membros do Executivo da Junta. Durante essa visita foi pelo Sr. Presidente da Câmara reformulada verbalmente a proposta inicial, sendo demonstrada agora a possibilidade de ocupar também uma área no rés-do-chão, para o funcionamento dos serviços administrativos. No 1º andar seria disponibilizada a área suficiente para a construção de um auditório com lotação para 120 pessoas. Nesta segunda visita, apenas formulei uma pergunta: Quanto seria o investimento necessário por parte da Junta na adaptação das instalações ao nosso serviço? Como os custos não estavam calculados, o Sr. Presidente não pode responder. Por não me parecer pertinente alongar-me em mais comentários, permitir-me-ia destacar alguns ar-

gumentos que considero da maior importância para a sede da Junta de Freguesia da Marinha Grande se manter no mesmo local, aliás, argumentos que penso que o actual Presidente da Câmara também defendia, quando em algumas sessões públicas da campanha eleitoral do Partido Socialista para as Autarquias, referia com alguma veemência que a recuperação do Edifício da Junta seria uma das prioridades do seu Executivo, reforçando essa afirmação com o argumento seguinte: “para mim será da maior importância que as instalações da Junta, tenham a dignidade que a sua história exige”. Vamos aos argumentos que considero mais válidos: - Custos - Não me parece que os custos de adaptação do Atrium sejam menores financeiramente, que a reabilitação do Edifício da Junta. O encargo de 50% do custo de adaptação do Atrium, é na minha opinião absurdo, uma vez que o edifício é propriedade da Câmara Municipal, e o investimento em todo o mobiliário e outros aspectos imprescindíveis para o bom funcionamento da Junta, ficam totalmente ao encargo da

mesma, o que financeiramente é dificilmente ultrapassável. - Localização - A Junta está instalada num espaço de grande dignidade, diminuir esse facto é subvalorizar o papel da Junta de Freguesia. A presença da Junta nos limites do centro histórico valoriza o mesmo significativamente. A deslocação da Junta de Freguesia para o Atrium contraria a suposta intenção da Câmara Municipal pretender valorizar o nosso centro histórico, cada vez mais decadente. A própria Câmara Municipal chegou a anunciar que iria instalar serviços Camarários no Atrium, porque razão não o fez? Certamente para não desertificar o centro histórico, por isso irá alugar um edifício contíguo ao da Câmara Municipal, para instalar serviços, “segundo consta pela quantia de trinta e seis mil euros/ ano”. A Câmara Municipal realizou obras no edifício degradado da Câmara com frente para a Rua Machado Santos, fazendo saber publicamente que com tais obras estava a dar o exemplo para a valorização e recuperação do centro histórico. Porque razão a maior Junta do concelho e uma das maiores do país (a 15ª), tem que ser o parente pobre do concelho quando as outras freguesias e bem, têm todas as condições? - Posse - O actual edifício pertence à Junta, na mudança, se eventualmente viesse a acontecer, como é que esta iria manter dois espaços?


Local

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

5

mudança para o Atrium - Cedência temporal no Atrium - Não se justifica aceitar um espaço que a Câmara não se propõe dar mas só ceder temporariamente, isto seria trocar o certo pelo incerto. - Tradição - O edifício da Junta foi doado para que ela lá permanecesse, deslocá-lo é ludibriar as expectativas de quem o doou e de quem o utiliza. - Dignidade - Como se pode aceitar a deslocação da Junta de Freguesia para um espaço adaptado sem a dignidade que se impõe, quando as outras freguesias e bem, volto a salientar, possuem espaços nobres e dignos, recusome ao pensamento que será por a Junta não ser da mesma cor política da Câmara. A actual instalação da Junta cria menos problemas à grande maioria dos seus utentes, por estes serem menos jovens, terão mais dificuldades em deslocações para o Atrium, muito mais quando necessitarem de aceder ao 1º andar. Os actuais serviços da Junta têm também a grande vantagem de se situarem perto dos serviços da Segurança Social, nos quais uma grande maioria dos fregueses trata de imensos assuntos, que têm ligação com a Junta de Freguesia. O edifício da Junta situa-se junto do único Jardim que existe no centro histórico, o lindíssimo Jardim Luís de Camões, prevê-se um investimento vultuoso nas antigas instalações da J. Ferreira Custódio, para requalificação desta área. Sendo assim, é obrigatório perguntar-se: por que razão se pretende requalificar e simultaneamente desertificar a mesma zona, deixando ao abandono um dos edifícios mais bonitos ali existentes? Por tudo o atrás aludido e certamente por mais razões que de momento não me acorrem, irei defender até onde me for possível, a manutenção dos serviços da Junta de Freguesia da Marinha Grande, no local nobre e digno onde se encontra actualmente. Aliás, penso que ao defender esta posição, me coloco ao lado do Sr. Presidente da Câmara, porque, ainda recentemente a propósito de um autarca deste país mudar o seu gabinete de trabalho temporariamente para um local histórico da sua cidade, o Sr. Presidente da

tual têm decorrido de forma absolutamente normal. Há tempos, a Junta ficou impossibilitada de realizar algumas obras devido à inexistência de materiais, que são cedidos pela Câmara. Como está agora a situação?

Ficámos impossibilitados de realizar algumas obras durante seis meses, por falta de materiais. As razões aduzidas pela Câmara para tal situação foram de que os concursos caíam. Situação que nunca antes havia acontecido. Neste momento, o problema estará ultrapassado, esperamos que se mantenha a situação no futuro, para que o trabalho da Junta possa prosseguir em benefício das populações. Como tem sido a relação com os eleitos do PSD no executivo da Junta?

Inicialmente houve algumas dificuldades de relacionamento, que se deveram certamente à falta de experiência dos membros do PSD, relacionamento esse que tem vindo paulatinamente a melhorar.

Nome: Francisco Manuel Carvalho Duarte Naturalidade: Marinha Grande Idade: 73 anos Estado Civil: Casado Habilitações Literárias: Curso Industrial de Vidraria Profissão: Metalúrgico (reformado) Citação favorita: “Para quem sabe esperar, tudo vem a tempo” Viagem de Sonho: Países Nórdicos

Aproveitamos para lhe perguntar o seguinte: como tem visto o desempenho do vereador do

Câmara Municipal da Marinha Grande disse o seguinte a um Jornal Regional. Passo a citar: “a ideia parece boa, constituindose um acto simbólico importante. Considero todavia que para as populações é essencial que aos actos simbólicos se sigam intervenções concretas. Na Marinha Grande, os serviços Municipais entre os quais o meu gabinete, estão inseridos no centro histórico tradicional, pelo que temos bem a noção da importância da requalificação dos centros históricos, projecto ao qual alocámos investimentos de cerca de doze milhões de euros, a afectar em 2011 e 2012, em diversos edifícios” (fim de citação). Muito bem Sr. Presidente, vamos lá incluir nesses edifícios a Junta de Freguesia da Marinha Grande, estou convicto que seria um bom serviço prestado à nossa cidade, ficará sem dúvida uma cidade mais bonita. O Sr. Presidente da Câmara já defendeu a posição por mim agora assumida, quando Presi-

dente desta Junta e em campanha eleitoral. Volte a essa posição porque estou certo que será a melhor para a nossa cidade, não quero pensar nem acreditar que o Sr. Presidente da Câmara tivesse utilizado a Junta para resolver um problema criado por um Executivo PS, mas o que acontece na realidade é que a deslocação da Junta para o Atrium, ajudaria efectivamente a atenuar o impacto desse problema. Ainda acredita que, até ao fi-

ros meses de mandato da actual

PSD na Câmara?

maioria na Câmara Municipal da

Peço imensa desculpa, mas eu não tenho notado o desempenho do Vereador do PSD na Câmara Municipal. A percepção que tenho do Sr. Vereador do PSD é a de que se limita a aprovar todas as deliberações do Executivo permanente PS, que agora não se chama maioria PS – PSD. Ninguém se terá esquecido ainda do slogan “CDU – PSD” utilizado noutros tempos.

Marinha Grande?

O balanço que faço dos primeiros meses de mandato da actual maioria da Câmara Municipal, não é muito positivo uma vez que as obras que tenho visto realizar estavam já lançadas pelo Executivo anterior. Nunca esquecerei quando a Câmara era de maioria CDU o PS aos seis meses de mandato exigia já à maioria CDU obras no céu e na terra.

nal do mandato, vai conseguir recuperar o edifício da Junta?

Tenho que acreditar que até ao final do mandato ainda vamos conseguir recuperar o edifício da Junta, e quer saber porque tenho esta convicção? Porque confio que o Sr. Presidente da Câmara volte à sua antiga vontade de construir o edifício da Junta e que em próximos orçamentos, inscreva as verbas necessárias para o efeito. Que balanço faz dos primei-

Em 2013 admite ser o candidato da CDU à Câmara da Marinha

Já tem saudades do Dr. Alberto Cascalho?

Não tenho saudades do meu camarada Alberto Cascalho porque regularmente estou com ele. Agora, saudades da Câmara presidida pelo Dr. Alberto Cascalho, isso tenho. Como

são

as

relações

da

Junta com o actual executivo camarário?

As relações com a Câmara ac-

Grande?

2013?!... Isso ainda vem muito longe. Dificilmente serei candidato à Câmara Municipal. Isabel Freitas será uma sucessora à altura na Junta?

Isabel Freitas é, sem dúvida, uma pessoa com capacidade para me substituir, no entanto será oportuno afirmar que o meu substituto não está ainda escolhido. ß


Local

Jornal da Marinha :: 24 de Fevereiro de 2011

6

Debate no SOM

Despedir “é proibido”

Amieira

Viva Solidário esclarece sobre IRS Numa organização da Associação Viva Solidário – Instituição Particular de Solidariedade Social, terá lugar sexta-feira, dia 25 de Fevereiro, pelas 21h30, no salão do Clube Desportivo e Recreativo da Amieira, uma sessão de esclarecimento, subordinada ao tema “Aprenda mais sobre o IRS”. Foram convidados para participar no evento José Carrilho e Jacinto Grilo, funcionários do Serviço de Finanças da Marinha Grande. Ensinar a preencher as declarações de rendimentos é o objectivo da sessão. Despesas de saúde, educação, pensões, seguros, deduções e acesso ao portal online das Finanças serão alguns dos aspectos em debate.

José Manuel André

Marinha Grande

Furto a empresa rende quatro mil euros No dia 14 de Fevereiro, pelas 8h40, a Polícia de Segurança Pública tomou conhecimento de um furto ao interior de edifício industrial, situado na Marinha Grande, perpetrado no período compreendido entre as 22h do dia 11 de Fevereiro e as 8h30 do dia 14, por desconhecidos. Do interior do edifício foram furtados cerca de 400 quilos de cobre pertencentes a um transformador que se encontrava dentro das instalações. Para a concretização dos seus intentos, os indivíduos penetraram no interior, através de um portão que se encontraria aberto, em virtude de não haver indícios de arrombamento. O lesado avaliou o furto em cerca de quatro mil euros, e os danos em cerca de seis mil euros. ß

Mobilizar a classe trabalhadora e as suas centrais sindicais de forma a evitar a concretização de uma série de medidas anunciadas pelo Estado, em prejuízo de direitos sociais adquiridos pela população, é o grande objectivo da sessão de debate agendada para o próximo sábado, dia 26 de Fevereiro, a partir das 21 horas, no Sport Operário Marinhense. A organização da iniciativa está a cargo do Núcleo da Marinha Grande da Comissão pela Proibição dos Despedimentos, que convidou para ora-

dores António Chora, coordenador da Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa, Aires Rodrigues, Manuel Joaquim Gonçalves, presidente do Sindicato dos Funcionários Judiciais e Luiz Gonzalez, membro do Conselho Confederal das Comissiones Obreras de Espanha. Os promotores do debate lembram os mais de três milhões de trabalhadores que aderiram à greve geral de 24 de Novembro de 2010 “contra os ataques do Governo inscritos nos Programas de Estabilidade e Crescimento”, e reforçam a necessidade de “retomar e

prosseguir a mobilização, em unidade, da classe trabalhadora e das suas centrais sindicais”. A sessão de debate pretende ser “um ponto de apoio para ajudar a mobilização que permita impor a retirada das dezenas de milhar de despedimentos anunciados; dos cortes dos salários sociais; do plano de privatizações na TAP, nos Correios, na CP; e do projecto do novo pacote laboral”. A sessão tem entrada gratuita e é aberta à participação de todos os interessados. ß

Informática

Pinhal do Rei mostra vantagens do “Open Source” Dar a conhecer às pequenas e médias empresas as principais vantagens de utilizar software “Open Source”, ou seja, gratuito, foi a grande finalidade da sessão promovida no passado dia 16 de Fevereiro, na Escola Secundária/3 Pinhal do Rei ÂÂCarla Fragoso

Subordinada ao tema “Open Source e as PME’s”, a iniciativa, que decorreu no âmbito das “Jornadas de Informática”, teve como orador convidado Diogo Rebelo, da Associação de Empresas de Software Open Source Portuguesas. Durante cerca de uma hora, o orador interagiu com o público presente, na sua maioria proprietários de pequenas e médias empresas da região, explicando que o Open Source pode ser uma ferramenta muito importante para os pequenos negócios, reduzindo as despesas ao mesmo tempo que garante qualidade na execução das tarefas. Segundo Diogo Rebelo, muitas pessoas e empresas usam no seu dia-a-dia cópias pirateadas do Microsoft Office, que “caso tivessem de pagar provavelmente optariam pelo Open Source”. Para o orador, trata-se de um tipo de software ainda pouco utilizado, o que se deve, em grande medida à falta de investimento publicitário. “Grande parte dos utilizadores ficou a conhecer os programas através de amigos ou

colegas ou descarregou directamente da Internet. Neste tipo de software impera o chamado ‘passa palavra’”. Diogo Rebelo disse ainda que a altura de crise em que se vive “é fantástica” para o sector de Open Source, já que as empresas procuram por todos os meios reduzir os custos inerentes ao seu funcionamento. Para o orador, o Estado devia dar o exemplo na utilização de software gratuito, já que gasta, por ano, cerca de 180 milhões de euros em licenças de utilização de software, que podiam, na sua opinião, “ser gastos no desenvolvimento de mais aplicações e programas Open Source, dando assim emprego a milhares de jovens”. No âmbito das Jornadas de Informática, decorre amanhã, sexta-feira, pelas 10 horas, na Pinhal do Rei, uma demonstração de robótica, estando agendada para segunda-feira, dia 28, à mesma hora, a conferência “Informática ESPR – Passado, presente e futuro”, com a presença de antigos alunos da escola. ß

Programa Comenius Empresa Comercial da Área da Metalomecânica de precisão selecciona para os seus quadros:

MARKETING e VENDAS (m/f)

- Formação na área do Marketing; - Apetência para as vendas; - Bons conhecimentos informáticos; - Composição gráfica e internet; - Conhecimentos de desenho técnico e mecânica. Envie o seu CV com indicação da disponibilidade e nível de vencimento, para: Departamento de Recursos Humanos Apartado 248 - 2401-972 LEIRIA pessoal.rh@net.novis.pt” pessoal.rh@net.novis.pt

Alunos estrangeiros visitam Marinha Grande Um grupo constituído por alunos e professores de seis países europeus esteve na Marinha Grande, onde foi recebido pela vereadora da Educação da Câmara, no salão nobre, no passado dia 11 de Fevereiro. Os 20 alunos e 12 professores da Áustria, Escócia, Polónia, Roménia e Turquia, estiveram na Marinha Grande, de 9 a 13 de Fevereiro, onde participaram no projecto “I Feel Good”, do programa europeu “Comenius”, coordenado pela Escola Secundária Calazans Duarte. O projecto, que tem a duração de dois anos lectivos e envolve também

alunos da Calazans, pretende “consciencializar para os benefícios de uma vida saudável, como resultado de uma boa nutrição e da prática desportiva”. Cidália Ferreira realçou “a importân-

cia das parcerias estabelecidas entre instituições de ensino de vários países, das quais resultam claros benefícios para os alunos e docentes, pela aprendizagem e experiências que levam”. ß


Local

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t Marinha Grande

Informação geográfica disponível online

Diário da República

Governo extingue Crisform

Pesquisar e visualizar equipamentos municipais, circuitos de transportes urbanos ou consultar os imóveis degradados no centro histórico são apenas algumas das potencialidades do Geoportal, disponibilizado no site da Câmara Municipal da Marinha Grande

Foi publicada na última segunda-feira, 21 de Fevereiro, em Diário da República, a Portaria nº 88/2011, onde o Governo, através do Secretário de Estado do Emprego e da Formação Profissional, Valter Lemos, dá ordem de extinção ao Crisform – Centro Profissional para o Sector da Cristalaria

T

rata-se de uma ferramenta baseada em tecnologia web que permite a visualização e consulta dos dados, facilitando a interacção da autarquia com entidades externas e com os munícipes. O Geoportal pode ser consultado através do endereço http://geoportal. cm-mgrande.pt/ ou da página principal do Município da Marinha Grande em http://ww2.cm-mgrande.pt/. Rede Viária e Números de Polícia, Equipamentos, Transportes Urbanos, Instrumentos de Gestão Territorial, Imóveis Degradados e Regiões Hidrográficas são as temáticas que podem ser consultadas no Geoportal. A ferramenta Web permite ainda consultar informações relativas ao

7

Plano Director Municipal e Planos de Pormenor, os circuitos Verde e Azul dos Transportes Urbanos da Marinha Grande e ficar a saber quais os imóveis degradados no centro histórico da cidade e em que nível de degradação se encontram. O Sistema de Informação Geográfica é uma das áreas de actuação da Divisão de Ordenamento, Planeamento e

Projectos da Câmara Municipal da Marinha Grande, que visa dar suporte às actividades de gestão e ordenamento do território municipal, bem como a outras tarefas que envolvam a utilização de informação geográfica com informação descritiva associada, facilitando a interacção com entidades externas à própria autarquia, sejam elas públicas ou privadas, e com os munícipes. ß

Na origem da decisão governamental, pesaram aspectos como “o enquadramento do Sistema Nacional de Qualificação, e as prioridades nele atribuídas ao financiamento público da formação; a vasta cobertura da rede pública e privada de operadores de formação; e o esforço de consolidação orçamental que é exigido”. De acordo com a portaria, o processo de extinção decorrerá sob a responsabilidade do Conselho de Administração do Crisform, que tem 90 dias para inventariar todo o património, identificar os trabalhadores que integram o mapa de pessoal e reafectar os recursos financeiros. Na portaria pode ainda ler-se que “o Instituto de Emprego e Formação Profissional sucede nas atribuições do Crisform a partir da data da sua extinção, ao nível da actividade formativa e demais actividades em curso”. ß


Local

8

Jornal da Marinha :: 24 de Fevereiro de 2011

Ocorrências

Suicídio na Ordem das 8h15, dentro de um poço, no lugar da Ordem, onde residia. No local estiveram os bombeiros marinhenses e a viatura de emergência e reanimação de Leiria, que confirmou o óbito, com um total de quatro elementos e dois veículos. O funeral teve lugar no sábado, tendo Evangelina Matos sido sepultada no Cemitério da Marinha Grande. À família, o JMG endereça as mais sentidas condolências.

Assembleia

Deputados municipais regulam estacionamento A Assembleia Municipal da Marinha Grande vai reunir em sessão ordinária amanhã, sexta-feira, pelas 20h30, no Auditório Municipal. A ordem de trabalhos é composta por dois pontos, que dizem respeito à Apreciação e Votação do Projecto de Regulamento Municipal de Zonas de Estacionamento de Duração Limitada do Concelho da Marinha Grande, e Actividade Camarária e Informação Financeira. ß

Desfile

Duas mil crianças celebram o Carnaval Está marcado para o próximo dia 4 de Março, sexta-feira, a partir das 9h30, no Parque da Cerca, o Desfile de Carnaval dos Jardins-deInfância e escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico

A iniciativa é da Câmara Municipal da Marinha Grande e vai abarcar cerca de 1.300 crianças das freguesias da Marinha Grande e da Moita, das quais 900 pertencem à rede pública e 400 provêm de estabelecimentos de ensino privados. Os participantes concentram-se junto ao Arquivo Municipal, de onde se inicia o desfile em direcção à Avenida Infante D. Henrique, Rua Bernardino José Gomes, Praça Guilherme Stephens e Jardim Stephens. Ao longo do corso infantil haverá muita animação, música e interactividade com as crianças. Devido ao Desfile de Carnaval, os parques de estacionamento do Parque da Cerca vão estar fechados ao público durante toda a manhã do dia 4. Em Vieira de Leiria, o desfile arranca pelas 10h, no Largo da República, estando prevista a participação de 700 crianças dos Jardins-de-Infância e Escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico da freguesia. ß

Atropelamento causa ferido

A última semana de trabalho dos Bombeiros Voluntários da Marinha Grande ficou marcada por um suicídio de uma idosa, na Ordem, e por um atropelamento com um ferido ligeiro, ocorrido junto à Rotunda do Vidreiro

U

ma idosa, de 75 anos de idade, pôs termo à vida na manhã da última sexta-feira, dia 18 de Fevereiro. Evangelina Domingues Matos foi encontrada cerca

Um ferido sem gravidade foi o resultado de um atropelamento ocorrido no último domingo, dia 20, pelas 19h35, junto à Rotunda do Vidreiro. O peão foi transportado para o hospital distrital. Da colisão entre dois automóveis, no passado dia 14, pelas 17h15, na Marinha Grande, resultou um ferido ligeiro, que foi assistido no Hospital de Santo André. No mesmo dia, cerca das 9h, uma pessoa sofreu ferimentos ligeiros, num acidente de trabalho, registado na Zona Industrial. O trabalhador

Mau tempo assola região Os ventos fortes que se registaram no concelho da Marinha Grande nos dias 16 e 17 de Fevereiro, deram que fazer aos bombeiros voluntários, que foram chamados para proceder ao corte de inúmeras árvores e para intervir em situações de inundação e queda de estruturas. Embra, Outeirinhos, Brejo de Água, Picassinos, Garcia e Salgueira foram os lugares afectados. Em São Pedro de Moel, a agitação marítima era bem visível, com vagas na ordem dos 8 a 9 metros de altura, com as águas a chegarem ao “Bar da Praia”. ß foi levado para o Hospital de Leiria. No último sábado, dia 19, pelas 18h40, registou-se um incêndio numa viatura ligeira, na Moita. No local estiveram três bombeiros com um veículo. ß

Até 15 de Abril

Limpar terrenos “é obrigatório” Os proprietários e arrendatários de terrenos confinantes com habitações ou unidades industriais têm até dia 15 de Abril para procederem à limpeza das suas propriedades para gestão de combustível

O alerta é feito pela Câmara Municipal da Marinha Grande, que lembra a obrigatoriedade de limpar os terrenos numa faixa de 50 metros em redor de habitações, estaleiros, armazéns, oficinas, fábricas ou outros equipamentos. Nos aglomerados e em espaços habitacionais inseridos ou confinantes com espaços florestais, é obrigatória a gestão de combustível florestal e vegetal, numa faixa de protecção de largura mínima a construções, não inferior a 100 metros. Na ausência de intervenção entre 15 de Abril e 30 de Outubro de cada ano, os proprietários ou outras entidades que detenham a administração de habitações ou outras infra-estruturas, podem substituir-se aos responsáveis e

foto de arquivo

proceder à limpeza dos terrenos, mediante comunicação aos proprietários. A ausência de intervenção constitui uma contra-ordenação, punível com coima, que varia de 140 a 5.000 euros, no caso de pessoa singular, e de 800 a 60.000 euros, para pessoas colectivas. Para mais esclarecimentos sobre este assunto, devem ser contactados os serviços de Protecção Civil da Câmara da Marinha Grande (244 573 300). ß

A Loja da Cláudia

Carros Sem Carta

Informa todos os seus Clientes

GRECAV, a melhor opção!

e amigos os seus ÚLTIMOS DIAS DE SALDOS: 25, 26 e 28 de Fevereiro Vestuário a metade do preço Não compre sem nos visitar! Rua Central, nº 102 – Garcia

Visite-nos na Martingança, junto à colectividade.

Marinha Grande

Contacte: José Carlos Ribeiro - 964 890 496


Cultura

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

9

Vidro contemporâneo

Galeria Municipal acolhe ‘Transcendência’

Nery Capucho pelas suas dimensões e especificidade, não estão presentes na exposição permanente do Museu do Vidro, bem como algumas das obras vencedoras das Bienais de Artes Plásticas da Marinha Grande”.

Alunos solidários

Artistas consagrados

“Transcendência - Vidro Artístico Contemporâneo” é o título da exposição que está patente na Galeria Municipal da Marinha Grande, até ao próximo domingo

Na inauguração da mostra, a 12 de Fevereiro, a vereadora da autarquia, Cidália Ferreira, considerou que “a

exposição apresenta este conjunto de obras de prestigiados artistas do vidro nacionais e internacionais, também representados em alguns dos mais importantes museus da Europa, Ásia, Estados Unidos, Austrália e América Central”. Segundo a vereadora, com esta exposição a autarquia pretende “mostrar ao público algumas das obras, que

A mostra divulga a Colecção de Vidro Artístico Contemporâneo do Museu do Vidro, através das 18 obras de 13 artistas plásticos nacionais e estrangeiros, também representados em museus de vários países da Europa, Ásia e América. Alberto Vieira, Conceição Cabral, Leonel Passagem, José Aurélio, Ana Pimentel, António Santos, Barbara Walraven, Bert Holvast, Warren Langley, Kyohei Fujita, Jessica Loughlin, Júlio Liberato e Gerry King são os artistas com trabalhos representados na exposição. A mostra estará patente até domingo, podendo ser visitada das 10h às 13h e das 14h às 18h. A entrada é livre. ß

Calazans Duarte

Literatura em debate Henrique Neto e Cesário Silva são apenas dois dos oradores da “Tertúlia Literária”, agendada para esta quinta-feira, 24 de Fevereiro, a partir das 19 horas, no mini auditório da Escola Secundária Calazans Duarte

A iniciativa é organizada pelos formadores e mediadora da turma J dos cursos de Educação e Formação de Adultos a funcionar no Centro de Novas Oportunidades da Escola. Ao conhecido empresário e comentador político Henrique Neto, e ao director da Calazans Duarte, Cesário Silva, vão ainda juntar-se Rita Bispo, professora de Língua Portuguesa, e Sónia Leitão, professora do Órfeão de Leiria. Ao longo das suas intervenções, os oradores vão abordar questões como o enquadramento da Literatura e dos livros nas suas experiências de vida, estando ainda prevista a leitura de um excerto de uma obra que tenha

A Escola Básica Professor Alberto Nery Capucho procedeu, pelo quarto ano consecutivo, à recolha de donativos em prol da Associação Portuguesa dos Amigos de Raoul Follerau (APARF)

A iniciativa foi da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica, e teve lugar no âmbito do 58º aniversário do Dia Mundial dos Leprosos, assinalado no último domingo de Janeiro. A campanha abrangeu os alunos do 2º e 3º ciclos da escola, tendo estes conseguido reunir o montante de 1215 euros, que foram entregues na passada sextafeira ao presidente da Associação. De referir ainda que a campanha de angariação de donativos decorreu em simultâneo com uma semana de sensibilização para a doença, tendo estado presentes na Nery Capucho associados e voluntários da APARF, que deram o seu testemunho de vida. O professor Ricardo Fernandes, responsável pela iniciativa, agradece “a todos os que contribuíram generosamente, e de uma forma especial a todos os meus alunos que participaram mais directamente e com grande entusiasmo”. ß

Figueiras

Associação Nevo organiza almoço solidário exercido, de alguma forma, influência nos seus percursos pessoais. Haverá depois um período de debate aberto ao público presente. A “Tertúlia Literária” vai ainda incluir momentos musicais, a cargo da professora Sónia Leitão, e um momento dedicado à gastronomia, proporcionado pelos alunos do Curso de Educação e Formação de Cozinha. ß

Marinha Grande

“Sopas e Companhia” é como se intitula a iniciativa que a Associação Nevo Portugal vai levar a cabo no próximo domingo, dia 27 de Fevereiro, a partir das 13 horas, na colectividade das Figueiras. Objectivo: angariar fundos para apoiar a actividade da associação, que nasceu há alguns meses na Marinha Grande. De acordo com Amândio Fernandes, da Nevo Portugal, além das sopas haverá música ao vivo e sorteio de rifas com prémios diversificados. Para saber mais sobre esta associação, pode ser consultado o seu site na Internet, em www.associacaonevoportugal.org. Para mais informações ligar o 244 542 640. ß

Bênção aos bebés A Igreja Paroquial da Marinha Grande vai acolher no próximo domingo, dia 27 de Fevereiro, pelas 16 horas, uma celebração especialmente destinada aos bebés.

A iniciativa visa apresentar os bebés que nasceram na paróquia no decurso do ano passado. Segundo a paróquia, trata-se de um momento de festa para as famílias com recém-nascidos e ainda

“uma expressão de gratidão e de louvor, de consagração e oferta”. Os pais que queiram participar devem inscrever os seus bebés, com idade até um ano, pelo 244 567 477. ß

Explicações Matemática 11º/12º Telefone: 244 566 848


Economia

Jornal da Marinha :: 24 de Fevereiro de 2011

10

Marinha Grande

carteiros em protesto

Moldes

“Conversas soltas” na Cefamol A Associação Nacional da Indústria de Moldes deu início esta quarta-feira a um Ciclo de Conversas que visa debater os problemas do sector

As “Conversas Soltas” pretendem envolver todos os intervenientes no sector de moldes na discussão de inúmeras problemáticas, com destaque para a Optimização dos Recursos Produtivos e Humanos, Acesso a Mercados, Internacionalização do Sector e Flexibilidade Laboral. De acordo com a Cefamol, a indústria de moldes “encontra-se num período de mudança, sendo grandes os desafios que as empresas enfrentam no seu dia-adia para conquistarem uma posição de destaque no mercado internacional”. Apesar das adversidades, “o sector conseguiu contornar obstáculos e vicissitudes, cooperando e trabalhando conjuntamente para ultrapassar os constrangimentos, dando provas evidentes da sua vitalidade”. Por esse motivo, “estreitar relacionamentos entre todos os actores que operam no sector” será meio caminho andado para “enfrentar as contrariedades”. Os “oradores” deste Ciclo de Conversas serão os próprios participantes, de áreas ligadas ao sector de moldes. ß

Os trabalhadores dos CTT da Marinha Grande iniciaram na última segunda-feira, 21 de Fevereiro, uma semana de greve parcial, com paragens entre as 8 e as 10h da manhã

E

m declarações ao JMG, Dina Serrenho, dirigente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, fez o balanço da greve, apontando para uma adesão à paralisação superior a 75 por cento. De acordo com a sindicalista, na última semana existiam no Centro de Distribuição Postal da Marinha Grande, cerca de 15.000 cartas por distribuir. Uma situação que foi resolvida com recurso a quatro funcionários contratados pelos correios. “A empresa não respondeu ainda aos nossos anseios e nada nos garan-

te que esta situação seja para continuar. Vamos, por isso, continuar a lutar para termos pelo menos mais três trabalhadores, dos CTT, para podermos assegurar um serviço diário e com qualidade na casa de cada um”. Até sexta-feira, os trabalhadores em protesto concentram-se entre as 8 e as 10h em frente aos Correios, onde dão a conhecer os motivos da greve. Nos panfletos que têm sido distribuí-

Simplex

Câmara Municipal moderniza serviços Simplificar procedimentos administrativos, modernizar a administração e reduzir os custos de contexto que sobrecarregam as actividades económicas, foram os objectivos da Câmara Municipal da Marinha Grande, que acaba de aderir ao Simplex Autárquico 2010/2011

Trata-se de um programa cuja finalidade passa por dar visibilidade às medidas tomadas pelo Município no sentido de facilitar a vida aos cidadãos e às empresas, através da desburocratização de procedimentos administrativos e consequente diminuição de custos. No leque das medidas desenvolvidas pela autarquia, destaque para a possibilidade de obter licenças, renovações e averbamentos na hora, através de uma aplicação informática; digitalização de 50 por cento dos processos individuais dos trabalhadores da Câmara Municipal, que facilita a consulta por parte dos funcionários; e “Via verde do empresário” com atendimento prioritário, que

Depósito Legal Nº 80254/94 Registo no ICS Nº 100103 Preço avulso: 1,10 euros Série de 26 números (6 meses): 15,00 euros O pagamento é sempre adiantado Fundador José Martins Pereira da Silva Director António José Ferreira ajferreira@jornaldamarinha.pt Redacção António José Ferreira (CP 2614), Carla Fragoso (CP 7388), Alice Marques, Adriano Paiva e José Manuel André Colunistas Osvaldo Sarmento e Castro, António Santos,

Luís Guerra Marques, Joaquim João Pereira, João Cruz, Mário Nuno Francisco, Álvaro André, Nélson Araújo, Pedro Silva, Telmo Neto, João Saraiva, Gabriel Roldão, Sérgio Bento, Armando Constâncio, Ana Medina Reis, Ana Patrícia Nobre, Nuno Cruz, Ernesto Silva Composição e paginação Ileve - geral@ileve.com.pt Serviços Comerciais e Publicidade Mónica Matias (244 502 628) Serviços Administrativos e Assinaturas Mónica Matias monica@jornaldamarinha.pt Apartado 102, 2431-902 Marinha Grande Telefone: 244 502 628 Fax: 244 569 093 E-mail: jmg@jornaldamarinha.pt Proprietário Jornal da Marinha Grande, Lda. Contribuinte 502 963 905

dos à população, os trabalhadores apontam como causas “do mau serviço de correios” que tem sido prestado, a existência de “uma gestão que despreza a qualidade do serviço público de correios em detrimento da apresentação de lucros”; e que “elimina postos de trabalho permanentes e os substitui por tarefeiros subcontratados a quem não dá formação”. O JMG tentou, sem sucesso, ouvir a posição dos responsáveis dos CTT. ß

Capital Social 24.939,90 euros Detentores de mais de 10% do capital social António José Lopes Ferreira e João Carlos Cunha da Cruz Gerência António José Lopes Ferreira Sede Travessa de Vieira de Leiria, nº 9 2430 Marinha Grande Impressão FIG - Indústrias Gráficas, SA - Coimbra • Os artigos e as cartas ao director, ao abrigo do artigo 31, nº 4 e 5, não vinculam o director, o editor ou a entidade proprietária do jornal, sendo da única e exclusiva responsabilidade do seu autor • O dia de saída do jornal é à quinta-feira, excepto quando coincida com um feriado, passando para o dia imediatamente seguinte.

pressupõe o agendamento, no prazo de 24 horas, do atendimento do empresário. O Simplex Autárquico permitiu ainda a criação do Gabinete de Atendimento ao Munícipe, que funciona das 9h às 16h, e onde os documentos que dão entrada na Câmara são digitalizados e enviados para os respectivos serviços através de uma plataforma informática; e o Saneamento liminar dos processos de urbanização e edificação, com especialização dos técnicos afectos ao licenciamento das várias operações urbanísticas e de urbanização, de modo a evitar a entrada de pedidos incorrectos ou indevidamente instruídos. No que respeita à aplicação de medidas intersectoriais, que envolvem na sua aplicação serviços da Administração Local e Central, destaque para a introdução de licenças no Balcão Único de Licenças e para o Licenciamento Industrial, com registo e utilização da plataforma REAI – Regime de Exercício da Actividade Industrial. ß

Este jornal está à venda nos seguintes locais: Marinha Grande: Jornaleiro, Jornalinho, Tabacaria “Pierrot”, “VCM”, Papelaria Grani, Repsol, Café Cantinho do Engenho, Tabacaria do Cristal Atrium, Eunice Pereira, Gasogagest, Intermarché, Petrosalsa, , Pedroso & Gonçalves, M. Cristina Serra, Papelaria Rumo, Modelo da Marinha Grande Garcia: Loja da Cláudia Vieira de Leiria: Quiosque Júlia Leal e Papelaria Horizonte Albergaria: Posto da Repsol Moita: Mini-Mercado Novo Martingança: Maria Cidália da Silva S. Pedro de Moel: Pastelaria Arco-Íris (Costa e Caetano) Maceira: Papelaria Balinha, Loja 3 - Intermarché Pataias: Papelaria Central

Este jornal é membro da API

Tiragem média mês: 14.000 exemplares

ESTE JORNAL É IMPRESSO NA FIG Tel.: 239 499 922 Fax: 239 499 981 e-mail: fig@fig.pt


w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

Publicidade

11


Publicidade

12

Jornal da Marinha :: 24 de Fevereiro de 2011


w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

Publicidade

13


Livros

Jornal da Marinha :: 24 de Fevereiro de 2011

14 Livros

paulo coelho de volta enfrentar os desafios inerentes à vida. Da mesma maneira que o pastor Santiago em “O Alquimista”, o escritor descobre que é preciso percorrer grandes distâncias para conseguir compreender aquilo que nos é mais próximo. A peregrinação faz com que se sinta vivo novamente, capaz de ver o mundo com os olhos de uma criança e de encontrar Deus nos pequenos gestos quotidianos. Refém do Amor Nora Roberts

O Aleph Paulo Coelho

Para se reaproximar de Deus, o mago resolve começar tudo de novo: viajar, viver novas experiências, relacionar-se com as pessoas e o mundo. Assim, entre Março e Julho de 2006, guiado por sinais, visita três continentes – Europa,

África e Ásia –, lançando-se numa jornada através do tempo e do espaço, do passado e do presente, em busca de si próprio. Ao longo da viagem, Paulo vai, pouco a pouco, saindo do seu isolamento, despindo-se do ego e do orgulho e abrindo-se à amizade, ao amor, à fé e ao perdão, sem medo de

Phoebe MacNamara é uma das melhores negociadoras de reféns da cidade, e a sua última missão consiste em impedir um suicida de saltar do topo de um edifício pertencente a Duncan Smith. Impressionado pela coragem e frieza da jovem, Duncan sente-se intrigado por Phoebe e tenta desarmá-la com o seu charme, convidando-a para uma bebida. Como mãe solteira e mulher a tentar construir uma carreira num mundo dominado por homens, Phoebe não tem tempo na sua vida para o romance, mas nem todas as suas

habilidades como negociadora conseguem convencer Duncan a desistir dela. E quando Phoebe se torna alvo de um assassino psicopata desejoso de destruir a sua vida profissional e pessoal, Duncan poderá ser o homem que Phoebe quer a seu lado. Indomável Charles Portis

Este romance é narrado na primeira pessoa por Mattie Ross, uma solteirona de forte personalidade. Já idosa, em 1928, conta as suas aventuras quando, aos catorze anos, deixa a quinta onde vive, no Arkansas, para vingar a morte do seu pai às mãos de Chaney, um meliante a quem oferecera emprego. Mattie Ross resolve contratar um agente policial que lhe parece ser um homem de verdadeira coragem. Entretanto, junta-se-lhes La Boeuf, que vem em perseguição do mesmo Chaney por este ter assassinado um senador. Os dois homens e a jovem Mattie seguem no rasto do bando ao qual Chaney se juntara. A voz narrativa assume a pragmática inocência da heroína, encarnando o pioneirismo e a rudeza daqueles tempos.

3096 Dias Natascha Kampusch

“Sê mais forte. Não desistas. Nunca, nunca desistas”. Estas são palavras que Natascha escreveu, sozinha na cave em que esteve aprisionada durante mais de oito anos. São a prova do seu espírito inquebrável, da coragem que a manteve viva mesmo quando o seu corpo ameaçava sucumbir. No dia 2 de Março de 1998, Natascha Kampusch, de dez anos, tinha alcançado uma grande vitória: convencera finalmente a mãe a deixá-la ir sozinha para a escola. Queria ser mais independente, conquistar a liberdade possível a uma criança. Aguardava-a a mais sinistra das ironias... Ao volante de uma carrinha branca, Wolfgang Priklopil escolheu-a como vítima. Algumas horas e quilómetros depois, estava deitada no chão frio de uma cave, enrolada num cobertor. Quando emergiu do cativeiro em 2006, tendo sofrido um dos mais longos raptos da história recente, a sua infância tinha terminado há muito. ß

Letras e Livros Livraria, Lda. Indomável Charles Portis Editorial Presença 13,90 Euros

Refém do amor

3096 Dias

Seduzida PC Cast e Kristin Cast Bertrand 17,76 Euros

Amor sem dúvida

Ler para vencer Kevin Duncan Clube do Leitor 14,95 Euros

O estado em que estamos

Nora Roberts

Natascha Kampusch

Maria do Céu Santo

Luís Marques Mendes

Bertrand

Asa Edições

Matéria-Prima Edições

Clube do Autor

18,85 Euros

15 Euros

16 Euros

14 Euros

A Rainha Vermelha

O livro dos homens sem luz

A cidade escondida

Quatro ratos no Faroeste!

Philippa Gregory

João Tordo

Ulysses Moore

Geronimo Stilton

Civilização

D. Quixote

Editorial Presença

Editorial Presença

17,90 Euros

14,50 Euros

11 Euros

8,50 Euros

Rua da Restauração, Lt 26 - Loja Esq. * 2410-161 Leiria * Tel./Fax 244 825 061 * E-mail: letraselivros@mail.telepac.pt Centro Comercial Cristal Atrium, Loja 54 - Rua das Portas Verdes * 2430-309 Marinha Grande * Tel./Fax 244 569 270


Despor to

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

15

a rádio de todos os dias

Natação

Basquetebol

Filipa Ruivo recordista regional A Piscina do Jamor acolheu, nos dias 19 e 20 de Fevereiro, o III Meeting Internacional de Lisboa, que contou com a participação de atletas do Desportivo Náutico da Marinha Grande

Em grande evidência esteve a jovem Filipa Ruivo, que obteve a medalha de prata nos 800m livres, com o tempo de 9.24.04, recorde regional em juvenis e absolutos; a medalha de bronze nos 400m livres, com o tempo de 4.35.62, que constitui novo recorde regional na categoria de juvenil e absoluto; tendo ainda ficado

APD Leiria soma vitória A equipa de basquetebol em cadeira de rodas da APD Leiria somou no último domingo, 20 de Fevereiro, no pavilhão da Maceira, mais uma vitória para o campeonato nacional da 1ª divisão da modalidade estando assim apenas a um jogo de confirmar o 1º lugar da fase regular. Frente à Rovteam, equipa sensação da época passada mas que nesta temporada ocupa de forma surpreendente o último lugar, a equipa leiriense começou o encontro desconcentrada, facto que os forasteiros aproveitaram vencendo o 1º período por 10-14. Com a paragem na partida a equipa da casa serenou e corrigiu os erros que cometeu e no 2º período recuperou tendo fixado o parcial em 15-6. A segunda parte continuou com domínio da APD Leiria e com o controlo do resultado tendo os seus parciais de 17-7 e 14-18 onde no final da partida se atingia o total de 56-45. Jogaram e marcaram pela APD Leiria: Luís Ramos (2), Marco Francisco (14), Aníbal Costa (20), Patrícia Pereira, Iderlindo Gomes (6), Manuel Sousa, Valter Mendes (14), Martinho Santos e Sérgio Gomes. O próximo desafio, que opõe APD Lisboa a APD Leiria, está agendado para sábado, dia 26 de Fevereiro, pelas 18h, no Pavilhão Universitário de Lisboa. ß

em 7º e 12º lugar nas finais de 100 e 200m bruços. Os nadadores marinhenses participaram num total de 12 finais, tendo obtido os seguintes resultados: Filipe Norte: 7º nos 100m costas; 8º nos 200m estilos; 11º nos 50m costas; 14º nos 50m bruços; Daniel Sousa: 11º nos 100m costas; 15º nos 100m mariposa; Mónica Eloi: 8ª nos 200m estilos; Margarida Duarte: 13ª nos 100m bruços; Cátia Clara: 10ª nos 200m costas. De realçar ainda a prestação do jovem Antero Martins e a obtenção de 15 novos recordes pessoais pelos nadadores do Desportivo Náutico, orientados por Pedro Lopes e Solange Sousa. ß

Futebol

SL Marinha sem Guia para a vitória O SL Marinha voltou a marcar passo na luta pela permanência na Divisão de Honra, ao empatar a uma bola em casa frente ao Guiense. Nos últimos cinco jogos, a equipa de Vítor Duarte somou apenas um ponto

O duelo entre SL Marinha e Guiense teve duas partes distintas. Na primeira assistiu-se a uma toada de parada e resposta e bom futebol, com oportunidades de golo repartidas. O SL Marinha foi mais feliz na concretização e chegou ao intervalo a vencer por 1-0. Nos segundos 45 minutos, o Guiense mostrou vontade de dar a volta por cima e cedo igualou o encontro, numa altura em que estavam decorridos 54 minutos. O Guiense animou com o golo e exerceu uma grande pressão sobre o último reduto encarnado, criando algumas situações de perigo. O mesmo sucedeu na baliza contrária, em rápidos lances de contra-ataque. JJ teve uma soberana oportunidade para colocar a equipa da

GD Sto. Amaro...............3-1.....................Nadadouro I Divisão Distrital - Zona Sul Pos. Equipa Pontos J V E D Óbidos...........................1-0..............GD Praia Vieira 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

Vieirense GD Atouguiense URD Juncalense Outeirense GD Sto. Amaro Caranguejeira ACR Maceirinha Os Vidreiros GD Praia Vieira Nadadouro Óbidos CD Moitense Pilado Escoura GDR Cultural Unidos

41 39 35 35 26 23 19 19 19 18 17 11 9 6

16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 16 15 15

13 12 10 11 7 7 6 6 5 6 5 3 2 2

2 3 5 2 5 2 1 1 4 0 2 2 3 0

1 1 1 3 4 7 9 9 7 10 9 11 10 13

GDR Cultural Unidos.....0-6.............GD Atouguiense Pilado Escoura...............0-4..................... Outeirense CD Moitense..................2-1................ Caranguejeira Vieirense........................2-1.............ACR Maceirinha Os Vidreiros...................0-1............ URD Juncalense JORNADA 17 URD Juncalense...........27/02.............GD Sto. Amaro Nadadouro...................27/02.........................Óbidos GD Praia Vieira..............1-0.....GDR Cultural Unidos GD Atouguiense...........27/02.............Pilado Escoura Outeirense....................27/02................CD Moitense Caranguejeira...............27/02......................Vieirense ACR Maceirinha...........27/02.................Os Vidreiros

casa em vantagem, mas o guarda-redes forasteiro opôs-se bem ao remate do avançado vidreiro. O domínio do jogo pertenceu ao Guiense, que pelo que produziu no segundo tempo só não saiu da Ordem com os 3 pontos por manifesta falta de sorte. Arbitragem razoável. SL Marinha 1 – Guiense 1

Árbitro: Carlos Brites, auxiliado por Domingues Miguel e Diogo Alexandre SL Marinha: Nuno, Edgar (Cap.), Tiago André, Paulito, Bocas, JJ, Garcia, Melguinha (Filipe, 89’), Natário (Ricardo, 92’), Ely e Roldão (Ivan, 50’) Treinador: Vítor Duarte Guiense: Faustino, Toco, João André, Hugo Monteiro, Fadinho (José, 87’), Miguel, Dany, Leal (Pedrito, 88’), Canas, Félix (Fábio, 53’) e Joel (Cap.) Treinador: José Godinho Ao intervalo: 1-0 Golos: 1-0, por Ely (40’); 1-1, por Joel (54’). ß

GRAP.............................2-1.......................Biblioteca Divisão de Honra Pos. Equipa Pontos J V E D Alqueidão Serra.............0-1........... Leiria e Marrazes 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

Alcobaça Portomosense Beneditense Nazarenos GD Alvaiázere Guiense GRAP Pataiense Leiria e Marrazes Pedroguense Alqueidão Serra Figueiró Vinhos SL Marinha C.C. Ansião Biblioteca Gaeirense

40 36 34 32 30 26 26 26 23 23 22 17 17 16 13 8

18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18

12 11 10 8 8 6 7 7 6 5 5 4 4 4 2 2

4 2 SL Marinha....................1-1......................... Guiense 3 4 Figueiró Vinhos.............0-1...................Beneditense 4 4 Pedroguense..................5-0................... C.C. Ansião 8 2 GD Alvaiázere.................2-2................Portomosense 6 4 Gaeirense.......................1-1.......................Pataiense 8 4 Nazarenos......................1-1........................Alcobaça 5 6 5 6 JORNADA 19 5 7 Alcobaça......................27/02...........................GRAP 8 5 Biblioteca.....................27/02...........Alqueidão Serra 7 6 Leiria e Marrazes..........27/02..................SL Marinha 5 9 Guiense........................27/02........... Figueiró Vinhos 5 9 Beneditense.................27/02................Pedroguense 4 10 C.C. Ansião..................27/02.............. GD Alvaiázere 7 9 Portomosense..............27/02.....................Gaeirense 2 14 Pataiense.....................27/02....................Nazarenos

Benf.C.Branco................1-3.....................Oliv. Bairro III Divisão - Série D Pos. Equipa Pontos J V E D AD Nogueirense.............3-0....................... Sourense 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

At. Riachense AD Nogueirense Monsanto Oliv. Bairro Ac. Viseu Sourense Benf.C.Branco Marinhense Águias do Moradal Tocha Vigor Mocidade Gândara

40 39 39 32 29 29 26 25 20 19 17 3

19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19

12 11 12 9 8 8 7 7 5 5 5 1

4 3 Ac. Viseu........................2-5...................... Monsanto 6 2 Gândara.........................1-2.................At. Riachense 3 4 Águias do Moradal.........1-1.............................Tocha 5 5 Vigor Mocidade.............1-1....................Marinhense 5 6 5 6 JORNADA 20 5 7 Sourense......................27/02...................Oliv. Bairro 4 8 Monsanto.....................27/02...........AD Nogueirense 5 9 At. Riachense...............27/02..................... Ac. Viseu 4 10 Tocha...........................27/02.......................Gândara 2 12 Marinhense..................27/02...... Águias do Moradal 0 18 Vigor Mocidade...........27/02..............Benf.C.Branco

Leiria e Marrazes............3-0................ Caranguejeira Campeonato Distrital Juniores - Honra Pos. Equipa Pontos J V E D Sp. Pombal....................1-4......................Nazarenos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Leiria e Marrazes GD Atouguiense Caldas Ginásio de Alcobaça GRAP Sp. Pombal Nazarenos SL Marinha Vieirense Peniche Caranguejeira Portomosense

42 28 27 26 26 23 17 15 12 11 5 4

14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14

14 9 8 8 8 7 5 4 2 2 1 0

0 0 Ginásio de Alcobaça......1-2....................SL Marinha 1 4 Portomosense................1-1..........................Peniche 3 3 GRAP.............................2-1........................Vieirense 2 4 Caldas............................2-1.............GD Atouguiense 2 4 2 5 JORNADA 15 2 7 GD Atouguiense...........26/02......... Leiria e Marrazes 3 7 Caranguejeira...............26/02..................Sp. Pombal 6 6 Nazarenos....................26/02....Ginásio de Alcobaça 5 7 SL Marinha..................26/02..............Portomosense 2 11 Peniche........................26/02...........................GRAP 4 10 Vieirense......................26/02......................... Caldas

Vieirense........................0-3........................... Caldas Nacional de Iniciados - Série D Pos. Equipa Pontos J V E D Peniche..........................0-4......................U. Leiria B 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Marinhense Caldas Sp. Pombal U. Leiria B Beneditense Vieirense Caranguejeira SL Marinha Peniche Nazarenos Alcobaça Bombarralense

31 30 30 27 26 25 16 15 12 10 8 4

14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14

10 9 9 8 8 7 4 3 3 2 2 1

1 3 SL Marinha....................1-0........................Alcobaça 3 2 Beneditense...................4-1....................Sp. Pombal 3 2 Nazarenos......................0-1....................Marinhense 3 3 Caranguejeira.................2-0...............Bombarralense 2 4 4 3 JORNADA 15 4 6 Bombarralense.............26/02......................Vieirense 6 5 Caldas..........................26/02........................Peniche 3 8 U. Leiria.......................26/02..................SL Marinha 4 8 Alcobaça......................26/02.................Beneditense 2 10 Sp. Pombal..................26/02....................Nazarenos 1 12 Marinhense..................26/02.............. Caranguejeira

U. Leiria B......................5-0................Portomosense Campeonato Distrital Iniciados - Honra Pos. Equipa Pontos J V E D C.C. Ansião....................1-3..........................Peniche 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Nazarenos GRAP SL Marinha Peniche U. Leiria B Vieirense Alcobaça Guiense Caranguejeira Beneditense Portomosense C.C. Ansião

39 32 27 27 24 21 21 19 14 13 9 1

15 14 15 15 14 15 14 15 14 15 15 15

12 10 8 9 7 5 6 5 3 4 2 0

3 0 Nazarenos......................0-0........................Vieirense 2 2 Alcobaça........................3-1...................Beneditense 3 4 SL Marinha....................0-1......................... Guiense 0 6 Caranguejeira................ ADI.............................GRAP 3 4 6 4 JORNADA 16 3 5 Peniche........................13/03..............Portomosense 4 6 Vieirense......................13/03................. C.C. Ansião 5 6 Beneditense.................13/03....................Nazarenos 1 10 Guiense........................13/03......................Alcobaça 3 10 GRAP...........................13/03..................SL Marinha 1 14 Caranguejeira...............13/03....................U. Leiria B


Despor to

16

Xadrez

Daniel Bray vence “Encontro Nacional de Escolas” foto de arquivo

Disputou-se em 17 em Fevereiro, no concelho de Alcobaça, o “XI Encontro Nacional de Escolas”, na vertente individual

Trezentos jovens xadrezistas de ambos os sexos, vindos de todo o país, lutaram por uma boa classificação. No escalão dos mais velhos (3º Ciclo e Secundário), concorreram cento e vinte jogadores, sendo uma vintena de grande categoria. Daniel Bray, da Escola Acácio Calazans Duarte, venceu o campeonato, fazendo uma demonstração de grande classe. No escalão dos mais novos, perante cento e oitenta jogadores, venceu com brilhantismo Francisco Cavadas do Externato da Benedita. O distrito de Leiria está de parabéns ao conseguir travar o potencial dos grandes centros do país. ß

Jornal da Marinha :: 24 de Fevereiro de 2011

Andebol

SIR 1º Maio/Imosonho aproxima-se dos lugares da frente Com mais uma vitória no passado sábado, na Batalha, a SIR 1º de Maio/Imosonho beneficiou do empate do Samora Correia em casa frente ao Albicastrense e da derrota do Benavente em Nelas, encontrando-se agora a apenas 4 pontos do Benavente, actual 2º classificado, que tem mais um jogo que a equipa marinhense

O jogo disputado na Batalha, tal como se previa, foi equilibrado do primeiro ao último minuto, no entanto, apesar do equilíbrio e da entrega das equipas, este não foi um jogo muito bem disputado, pois sucederam-se as falhas técnicas de parte a parte. O jogo iniciou-se com a SIR 1º de Maio/Imosonho no comando, porém a Batalha, após empatar o jogo a quatro golos, teve o seu melhor momento no jogo, que lhe permitiu colocar-se na frente com três golos de diferença, a 10 minutos do final (9-6). Nesta altura, uma reacção da equipa de Picassinos permitiu novo empate na ida para o balneário, a 12 golos. No segundo tempo, depois de

foto de arquivo

novo período de equilíbrio, a SIR 1º de Maio/Imosonho conseguiu afastarse no marcador e chegar a meio do 2º tempo a vencer por 16-19 e quando parecia que o jogo se começava a resolver, uma série de erros dos da Marinha Grande, nomeadamente na finalização, permitiram a recuperação da Batalha, que empataria a 19 golos, quando faltavam 10 minutos para o final. Mas nesta altura, mostrando uma maior frescura física, a SIR 1º de Maio reagiu da melhor forma e garantiu a vi-

tória por 3 golos de diferença (20-23). Destaque para a prestação defensiva da SIR 1º de Maio/Imosonho, na segunda parte, com apenas oito golos sofridos e outros tantos remates defendidos pelo seu guarda-redes João Sousa. Alinharam e marcaram pela SIR 1º de Maio/Imosonho, Ricardo Gomes e João Sousa (GR), Paulo Oliveira, Fábio Rodrigues (5), Filipe Nunes (3), Bruno Figueiredo (8), Tiago Almeida, João Monteiro, Carlos Arrimar (4), João Mendes e André Ramos (3). ß

Karaté

Futebol

Estágio na Marinha Grande

ID Vieirense continua a liderar O Industrial Desportivo Vieirense (IDV) continua a liderar a pauta classificativa do Campeonato Distrital da I Divisão – Zona Sul

A equipa de Bruno Ramusga está a atravessar um excelente momento de forma e prova disso é a liderança do campeonato, assumindo-se como a principal candidata à subida de divisão. Mas, até ao final do campeonato, há ainda um longo caminho a percorrer e o mínimo deslize poderá ser fatal. O Vieirense tem uma vantagem de três pontos sobre o 2º classificado, Atouguiense, e seis pontos sobre o 3º, o Juncalense. “Os Vidreiros” continuam com uma grande irregularidade de resultados e no domingo passado voltaram a perder, em casa, diante do Juncalense (0-1). O GD Praia voltou a ser derrotado, desta feita em Óbidos (1-0). O Pilado não teve argumentos na recepção ao Outeirense (0-4). Finalmente, o Moitense somou a terceira vitória da época. Recebeu a Caranguejeira e venceu por 2-1, ultrapassando o Pilado na tabela classificativa. ß

Realizou-se no passado dia 19 de Fevereiro, mais um estágio regional da ASKP - Associação Shototan KarateDo Portugal, com a organização do Centro de KarateDo da Marinha Grande, no pavilhão da Escola Nery Capucho

Este foi mais um estágio com a presença de cerca de 140 atletas de vários clubes do país: Lisboa, Almada, Covilhã, Algueirão, Sintra, Ericeira, Porto de Mós, Alcobaça, Leiria, Monte Real, Cortes, Pataias e Marinha Grande. Ministrado pelo Sensei Peté (7º Dan) e Sensei Pula (6º

Dan), a componente técnica e a atenção aos pormenores foi uma constante com passagens por vários exercícios simples mas com complexidade técnica elevada. Ainda no decorrer do estágio realizaram-se exames de graduação, com mudança de cinto para vários praticantes. No final do estágio decorreu o tradicional almoço, no Hotel Cristal, onde se juntaram à mesa os vários praticantes para um almoço retemperador depois de uma manhã de treino intenso. O CKMG agradece à Câmara Municipal da Marinha Grande e ao Hotel Cristal, pelos esforços desenvolvidos para o normal decorrer do estágio. ß


Opinião

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

17

Carta ao Director

No Centro de Saúde nada vai bem… Exmo. Sr. Director do JMG, não sei se está na moda ou é feitio, mas uma coisa é certa: no Centro de Saúde nada vai bem. Senão vejamos: fui operado pela terceira vez ao cotovelo esquerdo, no dia 18 de Janeiro de 2011 e tive alta a 27 do mesmo mês. No passado dia 1 de Fevereiro fui ao Centro de Saúde para entregar a carta do hospital, renovar receitas e pedir o favor de uma consulta.

Recebi como resposta da funcionária que ela própria entregaria isso ao Sr. Dr. João Paulo Simões. Sem perder a esperança esperei, até que a funcionária veio dizer que o Sr. Dr. não vinha, pois estava doente, e já não voltava nessa semana. Dirigi-me à secretaria a fim de marcar uma consulta o mais rápido possível e recebi como resposta: “Sr. Joaquim, só posso marcar para Abril”. Afinal como é? Sou operado em

Janeiro e tenho problemas de tensão (agora)! Será que estarei doente e operado em Abril ou já estarei morto? Afinal por que não me foi dado outro médico para me acompanhar no pós-operatório e outra consulta geral? Já não sou nenhuma criança! Brincar sim, com a saúde não.

Joaquim Ferreira Pereira Figueiras

Direito de Resposta

“Nunca desistirei” do cargo que ocupo, referindo ser a altura Exmo. Senhor Director do Jornal da Mariprópria para o fazer aproveitando o momennha Grande, to por não receber vencimento da autarquia, Submeti-me a sufrágio eleitoral, porque quero esclarecê-lo que não aceitei candidaacredito que com dedicação, empenho, tar-me para ter um ordenado no final do mês capacidade para o trabalho, espírito de sa(sinto até orgulho nisso). crifício e de cooperação, poderia contribuir Quanto às actividades educativas estas repara melhorar a minha terra e a qualidade alizam-se ao longo do ano e são tratadas por de vida da “minha gente” que são os munícimim junto da comunidade educativa que é o pes deste concelho. Cidália Ferreira * seu local próprio e onde prosseguimos um obE houve muitos que votaram na equipa que integro e que nos deram a sua confiança para os jectivo educacional comum. Já agora também a título de consideração pensemos representarmos  -  é daí que me vem a legitimidade e o peso político – por isso quero afirmar-lhe que desde que que o respeito ainda é uma “coisa muito bonita” e também um dos lemas a seguir na vida. A dignidade também a saúde mo permita nunca desistirei. Não estou na política por dinheiro, estou por respon- se faz deste valor. sabilidade cívica. Em resposta à sugestão que me dá para me demitir *Vereadora na CMMG

Carta ao Director

A possível ida da Junta para as Portas Verdes Exmo. Sr. Director do Jornal da Marinha Grande, Venho por este meio e na qualidade de observador mais ou menos atento do que se vai passando na nossa terra, dar a minha opinião sobre este assunto que penso seja do interesse de todos os Marinhenses. Ora, propõe a CMMG que a Junta saia do edifício onde está, o qual parece que necessita de obras, para se mudar para o edifício do Cristal Atrium, o tal que era para ser Mercado Municipal, concedendo-lhe aí um espaço em vez de financiar/comparti-

cipar nas obras necessárias do actual edifício. Quer-me parecer, pondo as coisas em linguagem mais simples, que isto era a mesma coisa que eu agora ir ao meu Banco solicitar um crédito para obras na minha habitação, e o Banco responderme nos seguintes moldes: “Exmo. Sr., não lhe concedemos o financiamento solicitado, mas propomos em alternativa que fique com o apartamento xpto, o qual é nossa propriedade, sendo que para o efeito ficaremos com a sua moradia em troca.” Ora não será preciso dizer qual seria a minha reacção a uma

proposta destas, ainda para mais quando as partes sabem que a minha casa vale muito, mas mesmo muito mais que o dito e oferecido apartamento, certo? Pois, penso que no caso da Junta de Freguesia da Marinha Grande, se as coisas não são assim tão lineares serão pelo menos parecidas, pelo que percebo e entendo perfeitamente que a mesma não queira efectuar a troca de instalações. Isto, para não falar ainda de mais uma descentralização que, mais uma vez, em nada beneficiaria o centro histórico da cidade.

Leitor devidamente identificado

Poema

O rato da Maria A Maria tem um ratinho Muito gorducho e peludinho Por quem tem grande estimação… Passeia-o sempre bem aconchegado Para que não seja cobiçado E ninguém lhe deite a mão. Mas um dia enquanto brincava com o vizinho Ele convenceu-a a descobrir o ratinho Enquanto se chegava meio acanhado… Começou por acariciar o ratinho devagar E logo descobre que ele estava a transpirar Porque estava todo molhado. A Maria até soltou um gemido Quando o vizinho matreiro e atrevido Também lhe encosta o seu bicho com cautela… Ela mostrando algum talento Acaricia o seu bicho pachorrento Que começa a espreitar à janela. Só que o bicho do vizinho era um furão Que andava cansado de solidão E já farto de jogar à bola… Por isso quando viu o ratinho Rebentou tudo o que havia no caminho Para sair da gaiola. Mas este furão era um velhaco E ao perceber o seu ponto fraco Começou a esfregar-se por todo aquele suor… E quando apanha o rato descuidado Avança sem ser convidado Provocando ao rato alguma dor. O rato ficou tão enervado Por ele ser tão malvado Que lhe apertou o pescoço para o esganar… Assim continuou a luta destes animais O furão lutou até não poder mais E até acabou por se vomitar. Também o rato depois de tanto lutar Ficou de rastos, e até a sangrar Mas a dona ficou orgulhosa desta bravura… Porque quando aparecer mais algum malvado Este rato fica preparado Para mais alguma luta futura.

Idílio Teodósio Grácio

Este espaço pode ser seu. Pergunte-nos como!

Hoje, participe na Conferência promovida pelo JMG e SOM!

telefone: 244 50 26 28


Opinião

Jornal da Marinha :: 24 de Fevereiro de 2011

18

Opinião

Clube Automóvel ou Clube dos Caçadores?

Opinião

Quem não ama vive no escuro “Quem não ama vive no escuro”, dizia Sócrates, filósofo da antiga Grécia, referindo-se ao amor. O Amor é daqueles sentimentos plurifacetados: tem várias intensidades e assume várias formas. O amor pelos pais, pelos filhos, por um homem ou uma mulher, pelo obAna Medina Reis* jecto idealizado, pelas artes, entre outros, mas a relação amorosa é, de facto, a mais complexa pois os sentimentos que unem duas pessoas podem alterar-se ou até deixar de existir. Por amor é-se capaz de fazer coisas desprovidas de sentido, pode-se chegar a níveis de obsessão preocupante conduzindo ao desgaste e ruptura da relação. O amor pode ser sinónimo de felicidade mas, também, de infelicidade, em casos de amor não correspondido ou preterido por outro. Os sentimentos são, efectivamente, extremamente complexos e as relações sentimentais, como parte integrante das relações sociais, também sofrem as mudanças próprias das mesmas. Os especialistas falam num nível de satisfação razoável que influencia a relação a dois. Esse nível de satisfação é o ponto de equilíbrio a partir do qual a pessoa passa a apreciar a relação amorosa. Assim as relações acima desse ponto são relações satisfatórias, enquanto que, se as relações estiverem abaixo desse ponto tendem à ruptura. Por exemplo, em casos em que apenas um dos elementos do casal ama o outro, dá sem receber, não havendo reciprocidade de sentimentos. Aceitar viver desta forma pode ser considerado viver num estado inferior ao nível de satisfação razoável que pode conduzir a perturbações, a pessoa tende a manifestar comportamentos depressivos, insatisfação, frustração entre outros. A razão de ser de uma relação amorosa consiste em assegurar permanentemente um estado que situe acima desse ponto limites pois se ambos tiverem uma vivência acima desse nível de satisfação razoável encontram justificada a sua vida em comum mantendo uniões felizes. O amor está omnipresente nas nossas vidas e todos procuramos a nossa alma gémea. Há quem já tenha encontrado o seu grande amor, há quem já o tenha perdido. Há quem ainda não o tenha encontrado e há quem não acredite que ele exista. Paulo Coelho, escritor, salienta no livro “O Alquimista” que “sempre existe no mundo uma pessoa que espera outra, seja no meio do deserto ou no meio das grandes cidades, e, quando essas pessoas se cruzam e os seus olhos se encontram, todo o passado e todo o futuro perdem qualquer importância e só existe aquele momento.”

*Socióloga

Miguel Lopes* A telenovela a que os marinhenses têm assistido por causa da cedência de um espaço no Parque Municipal de Exposições ao Clube Automóvel da Marinha Grande é uma clara tentativa de denegrir a imagem do Presidente da autarquia sem um mínimo de fundamento. Na qualidade de funcionário do Sector de Desporto da autarquia há mais de duas décadas e fruto da relação próxima com os clubes e colectividades do concelho, participei em todas as reuniões no périplo que o actual Executivo Municipal está a levar a efeito para conhecer de perto as necessidades e condições em que desenvolvem a sua actividade. Nesse sentido participei na reunião com a direcção do Clube dos Caçadores, que decorreu em Novembro de 2009, nas suas instalações. Numa noite fria e ao lado de uma lareira acesa, foi-nos transmitido que o anterior Executivo liderado pelo Dr. Alberto Cascalho tinha-lhes prometido um barracão velho situado num espaço anexo aos Pavilhões do Parque Municipal de Exposições. A construção de uma grande superfície comercial no Campo da Portela, obrigava a sede do clube a ser demolida para permitir abrir uma rua e facilitar a circulação do trânsito junto ao espaço comercial. O Dr. Álvaro Pereira prontamente se disponibilizou a tentar ajudar o clube a arranjar uma solução que nunca poderia passar por situar a sede dos caçadores nos terrenos do Parque Municipal de Exposições, devido ao facto de aí já funcionar um Pavilhão Gimnodesportivo que é utilizado por centenas de crianças e jovens do CLIC, EPAMG e outras entidades, um prolongamento de horário dos Jardins-de-Infância de várias escolas do concelho, o Clube de Judo e, acima de tudo, porque estava projectado para o local um Centro Educativo para crianças dos 3 aos 10 anos. O responsável máximo da autarquia recusou liminarmente associar as características e necessidades de um clube como os Caçadores a actividades desportivas e escolares vocacionadas para crianças. Os caçadores quando partem e chegam das caçadas reúnem largas dezenas de pessoas e animais no habitual convívio que caracteriza aquela associação, sendo um ritual para os amantes da actividade. Como reagiriam os pais das centenas de crianças que utilizam

diariamente os equipamentos do Parque Municipal de Exposições, perante a circulação de armas de caça no local? Seria a presença de um clube com estas características, uma condicionante à construção do centro educativo/escolar que é financiado em mais de 70% por fundos do QREN e por isso necessita de diversos pareceres favoráveis de várias entidades públicas? Posteriormente a superfície comercial já não veio para a Portela, pelo que a rua já não terá necessidade de ser aberta e a actual sede do clube dos caçadores já não será demolida. Esta situação não invalida que o Clube necessite e mereça melhores condições para desenvolver a sua actividade como verificámos no próprio local. O Clube de Caçadores é uma entidade com algumas centenas de associados e com muitos anos de vida. A sua direcção tem-se empenhado afincadamente em encontrar uma solução condigna e que permita reunir os seus associados em melhores condições. Recordo ainda que nessa reunião foinos transmitido pela Direcção dos Caçadores que o espaço ideal para a Associação seria uma casa das matas, semelhante à casa cedida aos Pára-Quedistas na Guarda Nova. O que aqui afirmo pode ser testemunhado pelos directores do Clube dos Caçadores presentes na reunião, que demonstraram sempre uma posição dialogante e compreensiva com os argumentos apresentados pelos membros do Executivo Camarário, Álvaro Pereira e Cidália Ferreira. Em Janeiro de 2010 no seguimento das reuniões que estávamos a fazer em noites que se tornavam longas e esclarecedoras para o Executivo se inteirar da realidade do associativismo local, deslocámo-nos ao Clube Automóvel da Marinha Grande que surpreendentemente nos apresentou documentos que indiciavam que o Executivo anterior tencionava ceder ao clube, o mesmo local que os Caçadores também reclamavam como lhes tendo sido prometido. Confesso que perante a situação, demonstrámos todos alguma surpresa e o Presidente da autarquia explicou de imediato que o mesmo espaço fora prometido ao Clube dos Caçadores pela câmara cessante. No dia seguinte, o Dr. Álvaro Pereira reuniu no seu gabinete com o Presidente do Clube de Caçadores para clarificar a situação e tentar perceber porque motivo o mesmo espaço havia sido dado a duas entidades. O Presidente Álvaro Pereira pediu ainda esclarecimentos a alguns funcionários da autarquia que conheciam o processo e rapidamente se percebeu o motivo do equívoco que não me compete a mim desvendar. Importa ainda esclarecer que o local em causa mais não é que um barracão

velho e em ruínas, situado nas traseiras do Pavilhão nº 3 do Parque Municipal de Exposições. É igualmente de referir que o local tem servido há mais de 10 anos para guardar exclusivamente grandes quantidades de pneus velhos que servem de protecção para os espectadores das provas automobilísticas organizadas pelo Clube Automóvel da Marinha Grande e que representa, em caso de incêndio, uma potencial ameaça para toda a zona, devido ao material altamente inflamável que armazena. O espaço é muitas vezes local para actos menos dignos, devido ao facto de não ter portas e janelas. A todos os que têm dúvidas sobre o que estou a dizer, convido a deslocaremse ao local, que está totalmente aberto, para poderem tirar as suas próprias conclusões. O Clube Automóvel, a quem foi cedido o espaço por alguns anos, vai ter de arcar com um investimento de muitas dezenas de milhares de euros, para criar um espaço digno que servirá de armazém de materiais para as provas desportivas e contará com um pequeno auditório. Esta situação é muito semelhante ao processo de cedência da autarquia liderada por Álvaro Órfão, ao Clube de Judo, que também acompanhei de perto e permitiu transformar um espaço velho e degradado num local de prática desportiva para muitas dezenas de crianças e jovens sem custos para a autarquia. De um armazém abandonado com buracos no telhado altamente degradado, nasceu um aprazível espaço com excelentes condições para a prática do Judo. O Clube de Judo da Marinha Grande e a sua dinâmica de crescimento potenciaram a modalidade no concelho ao mais alto nível, ao ponto de hoje ter diversas jovens promessas que têm alcançado grandes resultados a nível nacional e até internacional. O ponto de partida para esta dinâmica foi a decisão da autarquia ceder o espaço a um clube que acabara de nascer. Os directores, técnicos, atletas e familiares do clube são as melhores testemunhas da relevância da decisão camarária que na altura não apresentou a polémica que agora alguns procuram criar com uma decisão em tudo igual. Ao escrever este artigo não é minha intenção julgar ou defender ninguém, mas apresentar os factos que testemunhei na primeira pessoa por ser um processo inerente às minhas funções profissionais e que acompanhei desde o início. O importante para o concelho não é criar ou alimentar polémicas, mas sim resolver os problemas dos nossos clubes e colectividades que desenvolvem uma nobre função, num contexto económico muito difícil que todos atravessamos.

*Funcionário da CMMG


Saúde

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

19

Pela sua saúde… leia o JMG!

Graça Barbeiro CLÍNICA OTORRINO

Ouvidos ∙ Nariz ∙ Garganta Consultas / Urgências / Exames / Cirurgias tel. 244 811 324 | telm. 963 972 107 | LEIRIA

Hipocondria

Doente, mas saudável A hipocondria é uma perturbação mental com uma prevalência estimada de 4% a 9% nas consultas de clínica geral em Portugal

Esta perturbação traduz-se no medo de se ter uma doença grave, ou na crença de se estar doente, apesar de a observação médica não confirmar esse temor. Quem dela sofre refere sintomas físicos que lhe causam uma grande preocupação, por acreditar piamente que correspondem a uma doença grave. Causas

A hipocondria pode ser influenciada por factores externos ou internos. Por factores externos entende-se o contacto com doenças físicas durante a infância ou o aparecimento de informação alarmante sobre doenças através dos meios de comunicação social. Os factores internos estão associados ao perfil psicológico dos hipocondríacos. Pessoas neuróticas, autocríticas, introvertidas e narcisistas têm mais probabilidades de sofrer deste transtorno. Sintomas

Suspeita-se de hipocondria quando uma pessoa saudável com sintomas menores se preocupa com o significado desses sintomas e não reage positivamente perante as explicações do especialista.

Diagnóstico

A Associação Americana de Psiquiatria estabeleceu que, para que se possa diagnosticar  a hipocondria, a pessoa deve estar preocupada ou temerosa por acreditar que tem uma doença grave, a partir da interpretação errónea de sintomas físicos, mesmo que os exames médicos não detectem tal patologia. Para além disso, esta preocupação deve prolongar-se por mais de seis meses e causar sérios problemas na sua vida pessoal, familiar, laboral, social, etc. Tratamento

Depois de afastada a hipótese de existir uma doença, é preciso, muitas

vezes, prescrever um tratamento farmacológico para aliviar a ansiedade ou depressão. De acordo com uma investigação da Universidade de Columbia (EUA), certos antidepressivos (inibidores selectivos da recaptação da serotonina) são úteis para aliviar os medos e as obsessões hipocondríacas, sobretudo nas pessoas que pensam que têm uma doença específica. Para além disso, é necessária uma intervenção psicológica para reduzir as atitudes e os comportamentos associados ao problema. A responsabilidade editorial e científica desta informação é da revista “Prevenir”.

Fonte: Saúde no Sapo

LOZANO LOPES NEUROCIRURGIÃO

(Chefe de Serviço do CHC - Hospital Covões)

Doenças do sistema nervoso e coluna Consultas na Marinha Grande (Clinigrande) Tel: 244 574 060


FIALHOTEL

Classificados EMPREGO

Técnico de vendas: para área de metal, com experiência de vendas a nível nacional: IEFP Mª Grande: 587746534

OFERECE-SE Pessoa experiente: cuida de idosos dia/noite: Contacto 917799820

Serralheiro: de ferramentas, moldes, cunhos e cortantes, experiência de serralheiro de moldes (plástico) para a bancada (ajuste/rectificação de moldes): IEFP Mª Grande: 587747761

EMPREGO PRECISA-SE Para fins-de-semana: em bar na Praia da Vieira. Com experiencia: Contacto 919 097 482

comercial@fialhotel.pt Dep. Comercial: 91 097 36 33/91 266 56 92 Rua Casal da Formiga, Lote 1 - Lojas F/G - Marinha Grande Frente ao restaurante “O Vidreiro”

Explicações de Matemática Até ao 9º Ano Telefone: 91 470 52 42

Vende-se Mobília de Quarto Tipo estúdio. Cama individual, guarda-roupa, secretária, prateleiras...

Cozinheiro/a: preferencialmente com conhecimentos de cozinha italiana, com experiência mínima de 2 anos na área: IEFP Mª Grande: 587747855

Castings. Crianças e Jovens: entre os 4 e os 35 anos para publicidade, fotografias e passerelle: Contacto: 919 731 920

Operador: de máquinas de moldes de matérias plásticas, experiência mínima de 2 anos, como operador de máquinas de plástico, que saiba montar e desmontar o molde: IEFP Mª Grande: 587748659

Electromecânico: de manutenção para a área de máquinas de injecção de plásticos: IEFP Mª Grande: 587743598

Fiel de armazém: experiência em empresa de armazém com conhecimento de acessórios para moldes e aquisições/compras: IEFP Mª Grande: 587748736

Serralheiro mecânico: experiência mínima de 5 anos como serralheiro mecânico, com bons conhecimentos de mecânica, hidráulica e pneumática: IEFP Mª Grande: 587746517

Padeiro: alguma experiência como padeiro: IEFP Mª Grande: 587748780

Serralheiro: de ferramentas, moldes, cunhos e cortantes, experiência de serralheiro de moldes (plástico) para a bancada: IEFP Mª Grande: 587746531

Empregada doméstica: casas particulares, empregada doméstica a meio tempo para fazer limpeza,

cozinhar e tratar as roupas.: IEFP Mª Grande: 587748952 Pessoa

polivalente:

para

tarefas diversas em indústria de mobiliário, acabamentos, lixar, polir, pintar, embalar, etc.: IEFP Mª Grande: 587749081 Técnico da produção: pretendese de um técnico de moldes que conheça bem todo o processo de fabrico de moldes, para acompanhamento dos mesmos.:

Imobiliário

Imobiliário

PROCURA-se

Compra-se

Café/Pastelaria: para arrendar:

Moradias: Tem uma moradia

Contacto 965 298 799

semi-nova ou nova para vender a

Imobiliário

bom preço? Troco por apartamento T3 junto à Segurança Social.

TRESPASSA-se Frutaria / Charcutaria: bem

Urgente: 936 677 889

Diversos

localizada e com boa clientela:

Geral

Contacto 968 946 699

Imobiliário

Explicações:

Arrenda-se

Lic.

com

experiência dá apoio escolar até

IEFP Mª Grande: 587749153

T3 com garagem: perto do

Assistente dentário: assistente

centro, todo mobilado e equipado:

dentária, mínimo 3 anos de

Contacto 916 281 447

ao 12º Ano. Centro da Marinha Grande: Contacto 929 264 738 Cavalheiro: 66 anos casa própria procura senhora 55/66 anos.

experiência: IEFP Mª Grande

GARAGENS

Agente comercial: experiência

Destinadas a automóvel, roulotte,

de área comercial em empresa de

auto-caravana, etc. Legalizadas,

849 951

moldes, nomeadamente ao nível de

novas e de bom acesso. Travessa

Homem: para condução e outros

Arnaldo

à hora. Vende Auto-caravana: 244

traduções e contactos com clientes e

fornecedores

(mercado

inglês

estrangeiros e

alemão)

(35

Barbeiro

-

m2):

Ordem.

Mensalidades acessíveis: Telm.: 919 356 504 (marque visita)

Assunto sério: Contacto 910

502 282 // 918 343 742 Muitas Dívidas? Volte a

conhecimentos de informática e

T1, T2 e T3: bem localizados:

muito bons conhecimentos de

ter paz! Temos a solução

Contacto 926 128 536

financeira para si. Contacte-

Quarto com wc: e serventia de

nos já hoje! Ligue para 915

cozinha na Avenida Victor Gallo, a

992 772 // 244 102 177

menina: Contacto 244 568 960

Dão-se:

inglês e alemão (técnico): IEFP Mª Grande: 587749242

Imobiliário Vende-se

ou 965 259 794

cidade

Cachorrinhos, da

Marinha

na Grande.

21000 m2 de terreno: com

Arrendam-se quartos: WC pri-

São dóceis e muito fofinhos.

projecto aprovado na Marinha

vativo. Serventia cozinha: Contac-

Contacte-nos já hoje: Telefone:

Grande: Contacto 914 997 536

to 916 321 911

914 290 047 // 965 361 249

Contactar: 969 918 972

Agradecimento

Vende-se na Nazaré

Apartamento com quatro quartos, quatro casas de banho, cozinha com despensa, sala ampla, vista de mar maravilhosa. Três varandas. Oportunidade de negócio. Contacto: 91 821 28 00

Tribunal Judicial da Marinha Grande 3º Juízo Processo: 35/04.4EACBR Processo Comum (Tribunal Singular) N/ Referência: 2840685

Anúncio

Jardineiro

Manutenção de jardins. Técnico de bonsai. Árvores de fruto. Árvores ornamentais. Sebes, arbustos. Tem problemas e não sabe o que fazer? Ligue: 916 003 143 ou 244 561 186

Empresa no sector dos canais quentes

recruta (m/f)

1 responsável de Projecto (com domínio Solidworks 2010)

- Pessoa motivada, organizada e autónoma; - Bom conhecimento das ferramentas e de injecção plástica; - Que fale francês e domine o inglês técnico.

A Mmª Juiz de Direito Dra. Maria do Rosário Monteiro Casimiro Louro Patrício, do 3º Juízo – Tribunal Judicial da Marinha Grande: Faz saber que no Processo Comum (Tribunal Singular) nº 35/04.4EACBR, em que são arguidos: Vítor Rodrigues da Silva, BI – 4452035 domicílio: Rua do Corgo Norte nº 28, Comeira, Marinha Grande, 2430-000 Marinha Grande, telefone: 244 541 411, foi o mesmo condenado pela prática de 1 crime de Contrafacção, imitação e uso ilegal de marca, p.p. pelo art.º 323º do Dec. Lei 36/2003 de 5 de Março, praticado em 15/04/2004, julgado por sentença de 09/05/2007 e após por acórdão de 09/04/2008 e transitado em julgado em 02/05/2008, na pena de: 200 Dias de multa à taxa diária de 5,00€, perfazendo o total de 1.000,00€ Mariglass – Transformação de Vidros, Lda. Domicílio: Rua do Corgo Norte, nº 40, Comeira, 2430-072 Marinha Grande, foi a mesma condenada pela prática de um crime de Contrafacção, imitação e uso ilegal de marca, p.p. pelo art.º 323º do Dec. Lei 36/2003, de 5 de Março, praticado em 15/04/2004, julgado por sentença de 09/04/2007 e após por acórdão de 09/04/2008 e transitado em julgado em 02/05/2008, na pena de: 200 Dias de multa, à taxa diária de 15,00€, o que perfaz um total de 3.000,00€ Marinha Grande, 04/02/2011 A Juiz de Direito, Dra. Maria do Rosário Monteiro Casimiro Louro Patrício A Escrivã Adjunta, Ana Bela Vasques Publicação na edição nº 2448 do JMG de 24 de Fevereiro de 2011

Envie C. V. para o e-mail: mastip-france@mastip.fr

Tribunal Judicial da Marinha Grande 1º Juízo Anúncio Tribunal Judicial da Marinha Grande 2º Juízo Anúncio Processo: 154/11.0TBMGR Interdição/Inabilitação N/ Referência: 2842945 Data: 08/02/2011 Requerente: Ministério Público Requerido: Ricardo Jorge do Carmo Rodrigues Faz-se saber que foi distribuída neste tribunal, a acção de Interdição em que é requerido Ricardo Jorge do Carmo Rodrigues, solteiro, nascido a 06/02/1977, na Marinha Grande, residente no Bairro Ana Marques, nº 10 Amieirinha – 2430 Marinha Grande, para efeito de ser decretada a sua interdição por anomalia psíquica.

Processo: 1988/10.9TBMGR Divórcio sem consentimento do outro cônjuge Autor: Sónia Maria Condesso Vieira Monteiro Réu: Marco António Paz Monteiro Nos autos acima identificados, correm éditos de 30 dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio, citando o réu, Marco António Paz Monteiro, com última residência conhecida na Rua Augusto Torneira, nº 36 A, Ordem, 2430 Marinha Grande, para, no prazo de 30 dias, decorrido que seja o dos éditos, contestar, querendo, a presente acção, com a indicação de que a falta de contestação não importa a confissão dos factos articulados pelo autor e que em substância o pedido consiste, tudo como melhor consta do duplicado da petição inicial que se encontra nesta Secretaria, à disposição do citando. Fica advertido de que é obrigatória a constituição de mandatário judicial. Passei o presente e mais dois de igual teor para serem afixados. Marinha Grande, 07/02/2011 N/ Referência: 2841146

A Juiz de Direito, Dra. Lígia Manuela Rosado

A Juiz de Direito, Dra. Carla Rafael

A Oficial de Justiça, Manuela Pereira

A Oficial de Justiça, Fátima André

Publicação na edição nº 2448 do JMG de 24 de Fevereiro 2011

1ª publicação na edição nº 2448 do JMG de 24 de Fevereiro de 2011

A Família de Zulmira da Conceição Gomes Roldão, falecida a 13 de Fevereiro de 2011, vem por este meio expressar publicamente a sua gratidão a Anália Roque e marido, proprietários do Lar Fonte da Juventude, bem como a todo o pessoal que nele presta serviço, a forma dedicada como ao longo de 7 anos cuidaram da nossa ente querida. Bem-haja pelo serviço que prestam, ajudando a minimizar a dor das famílias que por força das circunstâncias têm de confiar aos vossos cuidados aqueles que amam.

Tribunal Judicial da Marinha Grande 1º Juízo Anúncio

Processo: 37/1997 Execução Ordinária N/ Referência: 2843303 Data: 08/02/2011 Exequente: Caixa Geral de Depósitos, S.A. Executado: Ernesto da Conceição Sobral e outro(s)… A Sra. Dra. Carla Rafael, Mmª Juiz de Direito do 1º Juízo do Tribunal Judicial da Comarca da Marinha Grande: Faz saber que nos autos acima identificados foi designado o dia 10-03-2011, pelas 14:00 horas, neste Tribunal, para a abertura de propostas, que sejam entregues até esse momento, na Secretaria deste Tribunal, pelos interessados na compra do seguinte bem: Fracção A do prédio urbano sito em Bregieiras, Urbanização Marinha Nova – Lote 16, freguesia e concelho da Marinha Grande, correspondente ao rés-do-chão direito, destinado a habitação, tipo T4, com um lugar de aparcamento automóvel na cave e arrecadação individual no sótão, inscrito na matriz da respectiva freguesia sob o artigo 17331 e descrito na Conservatória do Registo Predial da Marinha Grande sob o nº 12508, com o aí registado a favor da executada Célia Maria do Nascimento, através da inscrição G-1, Ap. 15/21082003, que será entregue a quem maior preço oferecer, acima de 84.000,00 euros, que corresponde a 70% do valor base do bem (art. 889º nº 2 do C. P. C.), podendo assistir à abertura de propostas todos os intervenientes. Das propostas a apresentar deverão os proponentes: - Apresentar uma por cada bem, - Identificar-se, fazendo constar das propostas o nome completo, morada, nº de Bilhete de Identidade e contribuinte, - Encerrar a proposta num sobrescrito branco, devidamente colado e sem quaisquer dizeres ou marcas exteriores, - O sobrescrito será encerrado num outro sobrescrito, igualmente bem colado, dirigido ao processo e Tribunal identificados nos editais, - As propostas remetidas pelo correio deverão ser enviadas por forma a serem recebidas no Tribunal até ao dia e hora para o qual está agendada a respectiva abertura. Consigna-se que não existem créditos reclamados. Executados: - Ernesto da Conceição Sobral, Divorciado, BI – 8666568, NIF - 121835677, Endereço: Bairro do Macaluso – Prédio do Bolingue, 1º, Luanda, Angola - Célia Maria do Nascimento Sobral, Casado, BI – 073175757, NIF – 181360314, Endereço: Rua da Lagoa, nº 10, Figueiras, 2430-000 Marinha Grande Fiel Depositário: - Paulo Renato Coutinho Martins, com domicílio profissional em Lusoleilões, Lda., Rua de Leiria, nº 42-D, Embra, Marinha Grande. A Juiz de Direito, Dr(a). Carla Rafael A Oficial de Justiça, Cristina Isabel S. G. Pereira 2ª publicação na edição nº 2448 do JMG de 24 de Fevereiro de 2011


Diversos

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

Farmácias de Serviço

21

Marinha Grande

Leiria

Totoloto

244 502 208

Lino

244 832 465

6 - 13 - 25 - 26 - 38 - 49 + 8

244 502 641

Higiene

244 687 127

Loto2

Sáb. Moderna

244 502 834

Sáb. Avenida

244 833 168

6 - 11 - 14 - 24 - 28 - 39 + 16

Dom. Duarte

244 503 024

Dom. Oliveira

244 822 757

5ª 6ª

Central Roldão

Santa Isabel 244 575 349

Baptista

244 832 320

Guardiano 244 502 678

Sanches

244 892 500

Central

Godinho

244 832 432

244 502 208

8.155.770

Euromilhões

Não perca a oportunidade de cuidar de si mesmo, já que o seu trabalho e as suas obrigações sociais não serão, nesta altura, o seu melhor investimento. Trate do seu espaço, das suas coisas e, sobretudo, do seu corpo, embora com algum esforço. Um regime alimentar adequado e o exercício físico poderão produzir resultados evidentes, trazendo-lhe um novo equilíbrio. TOURO 21.04 > 20.05

Verá, subitamente, qual a solução para um problema que tem vindo importunar há algum tempo. A viagem a um país estrangeiro, ou um novo interesse nos estudos, dar-lhe-á uma perspectiva positiva e excitante sobre a sua vida. Esta altura acrescentará à sua existência uma intensidade eléctrica e a rotina será, para si, um aborrecimento. GÉMEOS 21.05 > 21.06

Nesta altura a repetição dos actos ou de situações é contrária ao seu desejo de renovação constante. Não aceita o preestabelecido, os padrões de planeamento, pois aspira sempre por algo de novo. É um insatisfeito... pela satisfação. Corre atrás dela, mas se a julga alcançar, está ultrapassada. Este permanente desconforto tende a acentuar-se nesta altura. CARANGUEJO 22.06 > 22.07

Poderá ter problemas legais se não agir de um modo escrupulosamente honesto e mostrar respeito e consideração pelos outros. Não lhes imponha as suas ideias, pois eles podem não estar preparados ou até nem mostrar qualquer interesse por elas. Perspective bem as coisas de um modo geral, mas se negligenciar pormenores.

|

travessa

vieira

LEÃO 23.07 > 22.08

de

leiria,

9

marinha

grande

7. Freamunde - Sp. Covilhã............ 1

1º Prémio.............................. 55613

8. Leixões - Gil Vicente................... 1

1º Prémio.............................. 68657 2º Prémio ............................. 06387 3º Prémio.............................. 97844 4º Prémio ............................. 58742

Este é o início de um novo capítulo na sua vida, no qual, se aprender a escutar os seus instintos e a libertar-se das dúvidas do passado, alcançará felicidade e satisfação. Se não o fizer, será um momento muito emotivo para si. O seu ego tem de ser controlado e conduzido a novas formas de pensar.

|

5. Arouca - Belenenses................... X

Lotaria Clássica

3º Prémio.............................. 57771

Companheiros na comunicação

4. Vitória de Setúbal - Naval........... X

6. Aves - Moreirense....................... X

Lotaria Popular

| telefones 244 502 628 - 244 555 920 | fax 244 569 093 |

2. Portimonense - Olhanense......... X

2 - 3 - 15 - 45 - 49 + *5 *9

2º Prémio.............................. 44881

Grande

carneiro 21.03 > 20.04

1. Marítimo - Beira-Mar.................. 1

3. Académica - Rio Ave................... 2

Joker

Jornal Marinha da

Totobola

9. Santa Clara - Feirense................ 1 10. Estoril - Oliveirense.................. 1 11. Osasuna - Espanhol.................. 1 12. Trofense - Varzim ..................... 1 13. Génova - Roma......................... 1

SAGITÁRIO 22.11 > 20.12

Poderá ter oportunidades de progresso e sucesso em empreendimentos. Invista na sua carreira profissional. Este é um momento favorável para pôr em prática um plano que desde há algum tempo está a desenvolver. Poderá ser convidado a chefiar um projecto. É um bom momento para a preparação de sucessos futuros. CAPRICÓRNIO 21.12 > 19.01

VIRGEM 23.08 > 22.09

Estará sublinhada a sua capacidade de comunicação. Uma conversa casual poderá ter uma profundidade emocional maior ou ganhar uma dimensão mais importante. Possivelmente, também, vai sentir o desejo de fazer qualquer coisa nova, neste momento. Aproveite bem estas tendências positivas.

Se sentir, neste momento, uma maior tendência para a introversão, se sentir que se está a voltar demasiado para os sentimentos mais profundos de si próprio, se sentir mesmo um certo isolamento, não ceda à tentação de tomar qualquer atitude mais agressiva com aqueles que estão à sua volta. AQUÁRIO 20.01 > 18.02

BALANÇA 23.09 > 22.10

Poderá estar mais cauteloso, mais cuidadoso no impacto da sua imagem junto dos outros ou até mesmo com medo, ou alguma preocupação em relação a qualquer coisa ao seu redor. Poderá surgir também uma certa insatisfação interior cuja causa não é muito clara. Este poderá não ser um momento particularmente luminoso na sua vida, porém algo vai mudar brevemente.

Nesta altura, a sua expressão pessoal estará em sintonia com a actividade criativa. Com uma tendência para a expansão desta, sentirá que se realiza a vários níveis, sobretudo no campo das artes. Nesta área, se não estiver vocacionado para tal, procure pelo menos apreciar a dos outros, o que já lhe dará uma certa satisfação pessoal. PEIXES 19.02 > 20.03

ESCORPIÃO 22.10 > 21.11

Evite decisões demasiado importantes ou que se prendam com o lado prático da vida. Nestes momentos, a sua intuição, a percepção do lado invisível das coisas serão mais postas em evidência. O seu lado poético, sensível e idealista estarão também mais sublinhados. No entanto, não se esqueça de ver onde põe os pés.

Momento propício para a manifestação do lado positivo da sua personalidade, procurando impô-la aos outros. Poderá sentir também uma tendência para cair na possessividade mas que, na relação a dois, a sua magia atenuará. Sentir-se-á atraído para pessoas ou situações misteriosas ou exóticas, mas não se entregue de todo ao desconhecido.

Cartório Notarial da Marinha Grande Notária: Natália Dias Lopes Certifico, para efeitos de publicação, que por escritura de Justificação, lavrada a onze de Fevereiro de dois mil e onze, de folhas noventa e quatro a folhas cem do livro de notas para escrituras diversas número 93-L deste Cartório: Almiro de Sousa Morgado e esposa Mavildia de Jesus da Silva Morgado, casados sob o regime da comunhão geral, naturais da freguesia e concelho de Marinha Grande, residentes na Rua Augusto Santana, nº 5, Marinha Grande, NIF 177 883 723 e NIF 178 953 083. Disseram os Outorgantes: Que são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrem, do seguinte: Oito nonos indivisos do prédio urbano, composto de moradia de rés-do-chão destinada a habitação, dependência e logradouro, com área coberta de cento e doze metros quadrados e logradouro com área de oitenta e quatro metros quadrados, sito na Rua Nova da Comeira, número sete, no lugar de Estação, freguesia e concelho de Marinha Grande, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2374 com o valor patrimonial para efeitos de IMT e selo e ainda atribuído de 17.062,15 euros, referente ao direito, descrito na Conservatória do Registo Predial da Marinha Grande sob o número dezasseis mil cento e noventa e dois/Marinha Grande, com a aquisição de um nono registada a favor dos quartos outorgantes pela inscrição apresentação 29 de 2007.11.28. Que o identificado direito – oito nonos indivisos – veio à sua posse do seguinte modo: a) Nove barra dezoito avos indivisos, ou seja, metade do imóvel, por escritura de compra e venda de vinte de Junho de mil novecentos e sessenta e oito, exarada a folhas dez, Livro A-36 do Cartório Notarial da Marinha Grande – então público; b) Sete barra dezoito avos indivisos – em mil novecentos e sessenta e oito por compra meramente verbal feita a Augusto Domingues da Silva e mulher, residentes que foram na Marinha Grande. Que por falta de título, não têm eles Justificantes, possibilidade de comprovar, pelos meios normais, o seu direito de propriedade referente aos sete barra dezoito avos indivisos. Mas a verdade é que são eles os titulares desse direito, pois vêm possuindo o mesmo bem desde aquela data, há, portanto, mais de vinte anos, sempre em nome próprio e na firme convicção de não lesarem direitos de outrem, sem a menor oposição de quem quer que seja e com o conhecimento de toda a gente, ostensiva e ininterruptamente desde o seu início, posse essa que se tem materializado, pelo uso dado à casa como habitação, fazendo reparações, pagando as contribuições devidas e pelo seu aproveitamento de que o mesmo é susceptível, para seu benefício, zelando pela sua conservação, e com a consciência de estarem a agir como donos do mesmo. Que esta posse, pública, pacífica, contínua e de boa fé, fundamentou a aquisição do respectivo direito de propriedade por usucapião, o que pela sua natureza impede a demonstração documental do seu direito pelos meios extrajudiciais normais. Está conforme o original. Marinha Grande, 11 de Fevereiro de 2011 A Colaboradora, Sandra Marina Rodrigues Gouveia Devidamente autorizada nos termos do nº 1 do artigo 8º do Decreto-Lei nº 26/2004 de 4 de Fevereiro, pela Notária Natália Dias Lopes, com autorização publicada no sítio da Ordem dos Notários em 31.01.2011 – Registo nº 134/1


Diversos

Jornal da Marinha :: 24 de Fevereiro de 2011

22

Empresa da Marinha Grande

Admite para entrada imediata

Torneiro CNC Com experiência

V B FRESAGEM, SA CONVOCATÓRIA São convocados os senhores accionistas da sociedade VB Fresagem, SA, para se reunirem em Assembleia-Geral anual no dia 31 de Março de 2011, pelas 18h, na sede social da sociedade com a seguinte ordem de trabalhos: - Deliberar sobre o relatório de gestão e as contas do exercício de 2008; - Deliberar sobre a proposta de aplicação de resultados; - Proceder à apreciação geral da administração e fiscalização da sociedade. Nos termos dos estatutos têm direito a estar presentes os accionistas com direito a voto, correspondendo cada 100 acções a um voto. A propriedade das acções deverá ser comunicada ao presidente da assembleia nos termos dos estatutos. O relatório de gestão e os documentos de prestação de contas estão disponíveis para serem consultados na sede da sociedade. Marinha Grande, 2011-02-21

Contactar para 244 573 040

O Presidente da Assembleia-Geral

Arrenda-se

Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Nery Capucho

Perto da Marinha Grande.

Convocatória

Barracão Contactos: 963 394 272 · 914 705 242

Para projecto inovador na fresagem de precisão, procura-se técnico com elevado espírito organizacional e inventivo:

TÉCNICO CAD/CAM (m/f) Experiência fresagem 2D e 3D; Conhecimentos WorkNC; Experiência modelação 3D; Relevantes conhecimentos informáticos; Capacidade organizacional e de chefia. Guarda-se sigilo. Envie CV, com indicação da disponibilidade e nível salarial, para: Departamento de Recursos Humanos Apartado 248 - 2401-972 LEIRIA

Assembleia-Geral Extraordinária Convocam-se todos os encarregados de educação para a Assembleia-Geral Extraordinária, a realizar na próxima terça-feira, dia 1 de Março do corrente ano, pelas vinte e uma horas, na Escola Nery Capucho. A Presidente da Assembleia-Geral, Cristina Sousa

Agradecimento Maria Amália de Jesus Lopes Rosa 80 anos Falecida a 19/02/2011

Seu marido, filhas, genros, netos e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que a acompanharam à sua última morada ou que, de qualquer outra forma, lhes manifestaram o seu pesar, e informam que será realizada missa de 7º dia amanhã, dia 25/02/2011, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial da Marinha Grande. Tratou: Funerária Vareda, Lda.

pessoal.rh@net.novis.pt

Alemanha

Precisa-se de homem para trabalhar na cozinha de restaurante português, para grelhar. Com ou sem experiência. Contacto 0049 2403 64790 (a partir das 11 horas)

Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola EB 1 João Beare

CONVOCATÓRIA Convocam-se todos os Pais e Encarregados de Educação dos Alunos da Escola EB 1 João Beare para a Assembleia Geral Extraordinária, a realizar na Mediateca da referida Escola, pelas 18h45 do dia 28 de Fevereiro de 2011 (segunda-feira), com a seguinte Ordem de Trabalhos: 1. Eleição dos novos Corpos Sociais para o ano 2010/2011. 2. Entrega de toda a documentação inerente à Associação, aos novos Órgãos Sociais. Marinha Grande, 18 de Fevereiro de 2011 A Presidente da Mesa da Assembleia Fabiana Pereira

Tribunal Judicial da Marinha Grande 3º Juízo Anúncio

Processo: 351/2000 Inventário/Herança N/ Referência: 2834181 Data: 31/01/2011 Requerente: António Emílio dos Santos Oliveira Interessado: Maria da Conceição da Silva F. Júlio e outro (s) … Nos autos acima identificados foi designado o dia 11-03-2011, pelas 09:30 horas, neste Tribunal, para a abertura de propostas, que sejam entregues até esse momento, na secretaria deste Tribunal, pelos interessados na compra do(s) seguinte(s) bem/bens: Prédio Urbano, sito em Casal Galego, Rua das Raízes, freguesia e concelho de Marinha Grande, casa de rés-do-chão para habitação e logradouro S.C. 40 m2 – L-1 710 m2, a confrontar do norte com Hermínio Ortigoso; sul com herdeiros de Joaquina Pires; nascente com caminho e poente com herdeiros de Afonso Roldão e lote nº 1, com artigo matricial 4605 (parte) desanexado do nº 02780/200588 e descrito na Conservatória de Registo Predial da Marinha Grande sob o nº 02781/200588. Valor da avaliação – 14.800,00 (catorze mil e oitocentos euros) Nota: No caso de venda mediante proposta em carta fechada, os proponentes devem juntar à sua proposta, como caução, um cheque visado, à ordem da Secretaria, no montante correspondente a 20% do valor base dos bens ou garantia bancária no mesmo valor (nº 1 ao Artº 897 do CPC). A Juiz de Direito, Dr(a). Maria do Rosário Monteiro Casimiro Louro Patrício A Oficial de Justiça, Fátima Albino 2ª publicação na edição nº 2448 do JMG de 24 de Fevereiro de 2011

3º Ano de Eterna Saudade

1º Ano de Eterna Saudade

3º Ano de Eterna Saudade

João Marques de Oliveira

José Eulálio Gil João

Diamantina Leal Feteira Duarte Gouveia

Falecido a 25/02/2008

Falecido a 25/02/2010 Residia na Amieirinha

Residia em Vieira de Leiria Falecida a 2/03/2008

Sua esposa, filhos, noras, genros, netos e bisnetos recordam-no com eterna saudade, mandando celebrar missa por intenção de sua alma, no próximo dia 25 de Fevereiro, sexta-feira, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial da Marinha Grande. E agradecem a todos as pessoas que, com a sua presença, honrem este acto religioso.

Seu marido, filhos e genro recordam-na com eterna saudade, mandando celebrar missa por intenção de sua alma no próximo dia 2/03/2011, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial de Vieira de Leiria.

2º Ano de Eterna Saudade

Agradecimento

Eterna Saudade

Amândio Francisco Madeira

75 anos Residia na Ordem Falecida a 18/02/2011

Seu filho, nora, netos e restante família recordam-no com eterna saudade.

Residia em Casal Galego Falecido a 25/02/2009

Seus filhos, nora e netos recordam-no com eterna saudade.

Evangelina Domingues de Sousa Pedro Matos

Seus filhos, nora, genro, netos e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que a acompanharam à sua última morada ou que, de qualquer outra forma, lhes manifestaram o seu pesar, e informam que será realizada missa de 7º dia hoje, dia 24/02/2011, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial da Marinha Grande. Tratou: Funerária Vareda, Lda.

Agradecimento

Agradecimento

Elisa Vieira Lima

Albina de Jesus Fonseca

88 anos Residia na Guarda Nova Falecida a 16/02/2011

Seus filhos, noras, netos e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que a acompanharam à sua última morada ou que, de qualquer outra forma, lhes manifestaram o seu pesar. Tratou: Funerária Vareda, Lda.

81 anos Residia em Picassinos Falecida a 21/02/2011

Seus filhos, noras, neto e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que a acompanharam à sua última morada ou que, de qualquer outra forma, lhes manifestaram o seu pesar, e informam que será realizada missa de 7º dia no próximo dia 27/02/2011, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial da Marinha Grande. Tratou: Funerária Vareda, Lda.

Hermínio Marques “Para ti pai” Pai, se estivesses entre nós farias hoje 92 anos. Já passados 11 anos da tua partida recordamos-te como no primeiro dia. Nunca foste um pai muito carinhoso Mas nós sempre te adorámos; Como marido também não foste fácil Mas a mãe esteve lá, sempre presente! E quando dizias que sabias mais a dormir que nós acordados, frase essa que na altura nos caía como uma “bomba”, hoje… sentimos falta dela! Na realidade pai, eras um sábio, o nosso sábio! Até um dia PAI! Dos teus filhos.

Informamos que será celebrada missa por intenção de sua alma, hoje dia 24 de Fevereiro, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial da Marinha Grande.


Publicidade

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

23 Ref. 00000

Marinha Grande

T3

119.500,00 € Ref. 00000

Marinha Grande

T3

55.000,00 € Ref. 00000

Marinha Grande

T3

CASAS A PREÇOS ÚNICOS

Arrenda-se, como novo, grandes àreas, com lareira, aquecimento central, cozinha equipada, garagem individual e logradouro comum. Excelente localização e bons acessos.

95.000 € Ref. 00000

75.000,00 € Ref. 00000

Marinha Grande

T2

Marinha Grande

T3

Moradia individual, cozinha, marquise, lareira, sala de convívio, roupeiros, wc, sótão amplo, páteo, churrasqueira, telheiro, arrecadação e garagem individual. Zona calma e bons acessos.

105.000 € Ref. 00000

Marinha Grande

T3

Moradia individual térrea, usada, anexo com churrasqueira, aquecimento, despensa, 2 wc, 3 quartos, garagem 2 carros, quintal e jardim. Zona calma e bons acessos.

75,000 € Ref. 00000

Marinha Grande

T2

Apartamento semi novo, grandes àreas, com aquecimento central e lareira, varanda, cozinha com despensa, varanda, 2 roupeiros, 2 wc. Sótão e garagem individual.

67.500,00 €

Apartamento com duas garagens individuais. Totalmente remodelado, cozinha, despensa, sala com lareira, 2 varandas, roupeiros e 2 wc.

65.000,00 € Ref. 59245

Marinha Grande

T3

Apartamento usado, boas àreas, cozinha, despensa, lareira, 3 roupeiros, 2 wc, garagem individual. Logradouro e churrasqueira comum.

35.000 € Ref. 45557

Ref. 00000

T1

Marinha Grande

Marinha Grande

Moradia individual antiga para recuperar e terreno, àrea total de 1403m2. Perto das escolas e com bons acessos.

Apartamento, totalmente recuperado. A cozinha equipada, placa, forno e exaustor, recuperador de calor, wc, varanda, roupeiro. No centro.

Moradia geminada, remodelada, boa àreas, cozinha com despensa, 2 quartos, 2 wc (1 suite), sótão, logradouro, terraço e garagem. Zona calma e bons acessos. Moradia individual, cozinha, sala, lareira, 1 wc, sótão amplo com duas divisões para quarto/sala, quintal, àrvores e anexos. Zona calma.

Agência de Marinha Grande

918 041 550

www.veigas.eu

Provavelmente o melhor

T1 da cidade

Garagem individual · Jardim individual · Entrada privativa Aquecimento central · Aspiração · Estores eléctricos Cozinha equipada · Completamente mobilado

AMI 5433

A v. V i c t o r G a l l o , n º 1 2 4 2430-174 Marinha Grande Te l e f o n e : 2 4 4 5 6 1 5 8 5 Fax: 244 503 022

Rua Montepio, 21 Loja 19 Marinha Grande marinhagrande@veigas.eu

Mistura de Números - Mediação Imobiliária Unipessoal, Lda AMI 8765

380 €


Cosmética automóvel

Lavagem e limpeza personalizada de interior e exterior de automóveis. Lavagem de estofos, carpetes e tectos. Av. José Gregório, 96 - Marinha Grande Marcações pelo telemóvel 919 441 781 MAIS E MENOS... DA SEMANA

Francisco Duarte Francisco Duarte lidera a Junta de Freguesia há mais de nove anos. Com êxito. É dado como praticamente certo na corrida à Câmara, em 2013.

Cidália Ferreira

Marinha Grande

Agressões a prostitutas na Embra e Albergaria A crise generalizada aumentou a prostituição no concelho da Marinha Grande, bem visível em vários pontos da cidade e lugares limítrofes. Na passada semana (quinta-feira), um indivíduo agrediu duas “profissionais” do sexo, em Albergaria e Embra, desconhecendo-se as razões que motivaram tal comportamento

As forças policiais foram chamadas aos locais dos crimes, junto ao viaduto de Albergaria, e perto da antiga Alcar, na Embra. O aparato foi enorme e surgiram as mais variadas explicações para as agressões, que feriram com alguma gravidade duas senhoras que se prostituíam naquelas zonas. Num dos casos, um golpe na cabeça levou à perda de sangue, visível no casaco branco de uma das vítimas. O nosso jornal apurou que o principal suspeito da autoria das agressões reside no concelho, bem perto dos locais onde se verificaram os crimes.

Mais de dois meses após a inauguração oficial do Parque das Bernardas, o espaço está ao abandono. Nem o campo sintético está a ser utilizado.

Ao que o JMG conseguiu saber, o indivíduo, que terá sido identificado, sofre de perturbações mentais, as quais terão estado na origem das violentas agressões.

Estes episódios vêm colocar na ordem do dia a segurança das “profissionais” do sexo, que estão expostas a este e outro tipo de abusos, físicos e sexuais. ß

AVISO AOS ASSINANTES Devido à greve dos carteiros dos CTT da Marinha Grande, é previsível que o nosso jornal chegue esta semana fora do prazo habitual. Pelo facto pedimos desculpas, apesar de sermos totalmente alheios à situação.

Judo

Nuno Saraiva campeão nacional Era difícil ter melhor: o Judo da Marinha Grande esteve em grande e trouxe do Campeonato Nacional de Juniores um título de Campeão Nacional para Nuno Saraiva, um de Vice Campeão para Leandro Pinheiro e mais três medalhas de terceiro lugar

O Campeonato Nacional teve lugar em Lisboa, no Estádio Universitário, numa organização da Federação Portuguesa de Judo, e estiveram presentes todos os judocas juniores, que obtiveram a qualificação para o Nacional nas respectivas categorias de peso. A grande surpresa estava reservada para o Judo Clube da Marinha Grande. Com uma equipa orientada pelo Mestre António Saraiva, e composta por Joana Nunes, Adriana Nunes, Nuno Saraiva, Leandro Pinheiro, Cláudio Soares, José Baptista e Paulo Miguel, o JCMG viu todos os seus atletas vencerem o primeiro combate. A prova continuou de feição, e embora Cláudio Soares e Adriana Nunes, que ainda são Esperanças, tenham sido eliminados (mas conquistando um sétimo e quinto lugar, respectivamente), todos os outros atletas seguiram até às finais. Adriana Nunes, Paulo Miguel e José Baptista disputaram as finais para terceiro lugar das suas categorias de peso, e venceram, trazendo para a Marinha Grande

foto de arquivo

ornal Marinha J da

as medalhas de bronze correspondentes ao terceiro lugar. Mas o momento mais simbólico, porque revelador da excelência do Judo na Marinha Grande, foi a final de menos de 63 quilos. É que o combate para atribuição do título de campeão nacional foi disputado por dois atletas marinhenses que venceram todos os combates dos respectivos grupos: Nuno Saraiva e Leandro Pinheiro. Os dois judocas do JCMG disputaram a final no tapete central do pavilhão, e embora sejam amigos e companheiros de treino, a verdade é que proporcionaram uma final bem disputada, que viria a ser ganha por Nuno Saraiva, por Ippon (pontuação máxima), garantindo assim mais uma medalha de ouro para o JCMG e para o seu palmarés pessoal. Resta referir que apenas a Académica de Coimbra teve mais medalhas do que o JCMG. ß

GRANDE

Folhas Verdes 2011 A lista telefónica do concelho da Marinha Grande.

Já em distribuição. Peça a sua num posto de venda do JMG ou na Travessa Vieira de Leiria, 9 (junto ao Tribunal).


JMG 2448