Page 1

Ano 13 . Nº 2 . Julho| 2015 . R$ 10,00

L COM A I C E ESP INAS G Á P 32

LAURA SCHRENK

OS VENCEDORES | A FESTA | AS PRESENÇAS


índice DATA

Universidade de Ijuí homenageou ex-reitores na comemoração de seus 30 anos

ESPORTE

Clube de Paraquedismo reúne praticantes de olho na quebra de recordes

NOVIDADE

Romanzza, nova loja de Ijuí, tem uma proposta inovadora em móveis planejados

INAUGURAÇÃO

Em noite superconcorrida, a CarHouse Toyota é oficialmente inaugurada em Ijuí

6 8 9 13

ENTREVISTA

15

2º PRÊMIO STAMPA

17

Enfermeira esclarece questões importantes sobre a doação de órgãos

Em 32 páginas centrais, a festa, os premiados e quem passou pelo tapete vermelho

PELO MUNDO

Rafael Zandona Schneider vive na Alemanha, onde trabalha em um dos mais importantes centros de tecnologia do mundo MÚSICA

Superando desafios pessoais e musicais, banda Excellence chega aos10 anos

BLITZ NAS ESCOLAS

Estudantes respondem: o que você acha de trabalhar antes dos 18 anos?

44| |STAMPA STAMPA

stampa@jornaldamanhaijui.com Ano 13 - Nº 2 | Julho | 2015

57 56 60

Assinatura semestral: R$ 55,00 - Ligue 3331-0300 Informações contidas em matérias comercializadas são responsabilidade integral das empresas e/ou dos profissionais.


Homenagens na Unijuí

D

ia 30 de junho, para marcar os 30 anos de reconhecimento como universidade, a Unijuí realizou o painel Nossa Trajetória e os Desafios para a Continuidade do Projeto Institucional, em Sessão Solene do Conselho Universitário (Consu). O momento especial teve a presença dos professores Adelar Francisco Baggio, reitor no período de 1985 a 1987; Walter Frantz, reitor no período de 1993 a 1998; Eronita Silva Barcelos, reitora no período de 1999 a 2004; e Gilmar Antonio Bedin, reitor no período de 2005 a 2010. Na coordenação do painel atuou o professor Martinho Luís Kelm, atual reitor da universidade. Em seu discurso, o Reitor da Unijuí, Martinho Luís Kelm destacou a importância do momento e da participação dos protagonistas da história da Unijuí. “Fazer essa discussão no momento em que completamos 30 anos como universidade comunitária é extremamente importante para que possamos elencar os nossos

Silvia Frantz representando o pai, ex-reitor Telmo Frantz, ex-reitor Gilmar Bedin, reitor Martinho Kelm, exreitora Eronita Barcelos, ex-reitor Walter Frantz, ex-reitor Adelar Baggio, e os ex-presidentes da Fidene Argemiro Brum e Paulo Afonso Frizzo: placas comemorativas em evento que assinalou os 30 anos de reconhecimento da Universidade

desafios daqui para diante”. O reitor enfatizou que a grande luta, e o que faz da Unijuí uma universidade comunitária, “é continuar realizando os sonhos das pessoas, pois como instituição de ensino, temos o papel de transformar as utopias dos estudantes que aqui chegam, em realidade.” A universidade também tem a obrigação de fazer com que a sociedade constitua novas expectativas para as discussões que surgem, defendeu Martinho Kelm, exemplificando com a questão da maioridade penal, que tem uma sociedade que a defende. “Penso que nós, como educadores não temos nada a comemorar quando a população demonstra que desistiu da educação como projeto de transformação e defende a penalização de jovens de 16 anos. Por isso, a universidade precisa trabalhar para que a sociedade avance no processo civilizatório, para que as pessoas não percam as esperanças nelas próprias”, avalia.


I

A Romanzza chega em Ijuí para mudar o conceito do mercado de móveis planejados

Romanzza abre suas portas em Ijuí

juí já conta com a mais moderna loja de móveis planejados. A Romanzza veio para mudar o conceito desse mercado e já está com suas portas abertas, bem no Centro da cidade. O show room da loja Romanzza foi montado pensando em disponibilizar para todos os clientes e visitantes uma proposta totalmente inovadora no conceito de loja de planejados. A ideia, conforme os conceituados empresários Gisele Barbi Wild e Fabrício Wild, que já atuam com credibilidade na loja Mobiliário 21, é proporcionar uma experiência única e totalmente aplicável em ambientes das casas ou do trabalho, com isso ultrapassando o conceito habitual de todos os shows room deste tipo de loja que visam mostrar apenas os produtos e não ideias funcionais. Traduzindo essa afirmação, significa que os projetos são lindos e totalmente usáveis. Em aproximadamente 400 metros quadrados pode-se conferir de perto dois projetos de Home Theaters, uma biblioteca Office, uma cozinha, uma adega, um quarto de solteiro e uma suíte de casal. Os projetos apresentam os últimos lançamentos em acabamentos e ferragens de última geração. Outro ponto forte que pode ser conferido é a linha de acessórios. Divisores de gaveta, cabideiros iluminados com sensor de movimento, puxadores, trilhos de porta de correr, além dos sistemas push e touch de fechamentos de portas e gavetas. Com o slogan “Você Totalmente Satisfeito”, a Romanzza se preocupa tanto com a satisfação do consumidor que registrou esse compromisso em cartório. A Romanzza trabalha em cima de alguns pilares que sustentam este compromisso e que envolve todo o processo de compra como: atendimento, preço, produto, qualidade e entrega. Em Ijuí, a Romanzza está sendo instalada na Rua Benjamin Constant 655, sala 2, Edifício Apolo, fone (55) 3333-0464. Visite e conheça o que há de mais moderno e funcional em móveis planejados!


Em busca do recorde gaúcho

Paraquedistas de Ijuí, região e de Santa Catarina participaram de 16 decolagens, 12 saltos duplos e 80 saltos de atletas

Festival incentiva o gosto pelo basquete

O

2º Festival Atleta do Futuro do Ano de 2015 aconteceu em junho no Centro Esportivo Arthur Fuchs, do Serviço Social da Indústria (Sesi). Com a denominação “10 Horas de Basquete” foram realizados jogos em três quadras, divididas em diferentes horários e idades, envolvendo alunos do Programa Atleta do Futuro, pais, familiares dos alunos, praticantes da modalidade, funcionários e amigos do Sesi de Ijuí. Foram dois amistosos. A equipe do Programa Atleta do FuturoEscola Tiradentes venceu por 21 a 20 a equipe da Escola Ruy Barbosa no período da manhã. Na parte da tarde o time Atletas do Futuro ganhou por 22 a 17 da equipe da Escola 25 de Julho. “A finalidade de integração e vivência do basquete foi alcançada. Neste mês de julho realizaremos um Festival de Handebol e em agosto promoveremos uma nova atividade de Basquete com a participação da Escola Tiradentes de Santa Maria”, confirmou Eduardo Llano, coordenador do Programa Atleta do Futuro em Ijuí. O 1º Festival Atleta do Futuro de 2015 foi na modalidade Futsal no mês de abril.

8 | STAMPA

O

Clube de Paraquedismo Ijuí sediou em junho junto a casa nova de passageiros do Aeroporto João Batista Boss Filho, cursos e saltos duplos. Paraquedistas de Ijuí, Santo Ângelo, Erechim, Porto Alegre, Santa Maria, Passo Fundo, Joinville e Concórdia participaram de 16 decolagens, 12 saltos duplos e 80 saltos de atletas. Samuel Kirst, integrante do Clube confirmou que em agosto os paraquedistas ijuienses participarão de um novo curso e saltos duplos na cidade. Para setembro estão previstos treinamentos em Foz do Iguaçu, no Paraná como preparação para a tentativa de quebra do recorde gaúcho de formação de queda livre que será realizada em outubro em Boituva-SP, considerada a capital do paraquedismo.“ No ano passado participamos de um treinamento no Centro Nacional de Paraquedismo (CNP) em Boituva. Entre as atividades ocorreram também, duas alterações de categorias de atletas”, lembrou Samuel. Com relação aos saltos duplos realizados em Ijuí, ele disse que são de altura aproximada em 4 mil metros, chegando a mais de 200km-h em queda livre. Para estar apto a realizar o primeiro salto duplo é necessário somente um treinamento básico de 10 minutos, simulando as posições de saída de aeronave, queda livre e pouso. Destaca que o aspirante ao salto estará sempre acompanhado por um instrutor experiente e capacitado, utilizando equipamento especialmente projetado e construído para duas pessoas.

Festival Atleta do Futuro aconteceu em junho, no Centro Esportivo Arthur Fuchs do Sesi


Personalize o enxoval com a Boutique Ninar Personalizar é tornar individual, colocar suas características, alegrias, sonhos e emoções naquilo que se está fazendo. Em nome deste conceito, a Boutique Ninar sonha junto com a mamãe e o papai para acolher seu bebê num ambiente calmo, tranquilo e aconchegante. Oferecendo os produtos das melhores e mais conceituadas marcas, a Boutique Ninar e parceiros planejam e sonham junto com seus clientes, para que o quarto dos sonhos seja montado. “Amamos o que fazemos, por isso, cada personalização é um novo filho, é um projeto individual desenvolvido com expectativas, medos e planos de acordo com as necessidades individuais de cada pai e mãe que chegam até nossa loja”, destaca a proprietária da Boutique Ninar, Raquel Bortolini. Visite a Boutique Ninar e divida com a equipe seus sonhos para que o ambiente para ninar seu filho seja de paz e tranquilidade. Rua José Bonifácio, 635, sala 01, Centro. Telefone 9644-7071.

Na Boutique Ninar você encontra tudo em enxovais para o quarto do bebê

Dr. Mauricio Souto Mestre em Ortodontia e Ortopedia Facial

Tratamento Ortodôntico Otimizado A

produção científica e as inovações tecnológicas são responsáveis por mudanças em nossa atividade clínica. O surgimento de novas técnicas e o aprimoramento dos materiais contribuem, cada vez

mais,para resultados clínicos mais satisfatórios. Atualmente, é dado um grande enfoque aos chamados bráquetes autoligados ou autoligantes. São acessórios que possuem um clipe metálico responsável por aprisionar o fio ortodôntico em seu interior, dispensando o uso de elásticos. Essa alteração na forma de ligação diminui consideravelmente o atrito, originalmente gerado na interface ligadura/fio ortodôntico, facilitando a mecânica de deslize, diminuindo os níveis de forças aplicadas (forças mais fisiológicas) e o tempo de tratamento. Com a utilização destes revolucionários bráquetes autoligados verificamos algumas vantagens em relação ao aparelho tradicional; ou seja, maior agilidade no tratamento, pela facilidade e rapidez da remoção dos arcos, bem como maior facilidade de higiene devido à diminuição no acúmulo da placa bacteriana, em razão da degradação das “borrachinhas”. Outra grande vantagem é o espaçamento maior entre as consultas, possíveis em algumas fases do tratamento, contribuindo para uma diminuição significativa no número de consultas realizadas ao longo do tratamento, otimizando o movimento ortodôntico e ocasionando menos desconforto aos pacientes. Assim, a combinação de bráquetesautoligados e fios de alta tecnologia, tais como os superelásticos ou termoativados oferecem aos ortodontis-

Bráquete autoligado: metálico ou transparente

tas a possibilidade de aplicar a quantidade de força necessária, aumentando a possibilidade de se obter resposta adequada nos tecidos periodontais (gengiva ao redor do dente), causando movimentações dentárias mais rápidas e eficientes, repercutindo no tempo de tratamento e nos efeitos colaterais.


Manga Rosa e as tendências da estação Desde abril de 2014, Vanessa Ciechowicz Wissmann está à frente da Manga Rosa e traz para Ijuí com exclusividade lindos modelos das marcas Carina Duek, CD+, Ateen, Farm e Maria Filó. Vanessa destaca que após um inverno de tons sóbrios, o calor vem com muitas tendências e novos estilos e que a Manga Rosa já está antenada com o que se apresenta de mais moderno e estiloso. “Em breve as clientes poderão conferir a coleção Verão 2015/2016 da Manga Rosa, com peças românticas e estampadas com tons leves, e que serão as escolhas ideais para aproveitar os dias de verão com personalidade”, adianta. Visite a Manga Rosa na Rua 20 de Setembro, 185, no centro; fone 3333-0881.


HCI no dia de O

seus 80 anos

dia 19 de junho de 2015 foi especial no complexo hospitalar, com a comemoração dos 80 anos da instituição. Durante o dia, os colaboradores foram convidados para saborear o tradicional bolo de aniversário, produzido pela confeitaria do serviço de nutrição e dietética. À noite, ocorreu a Assembleia Geral Ordinária dos associados, no auditório da instituição, onde foram apreciados e aprovados, o relatório e o parecer do conselho fiscal do ano de 2014. A reunião foi liderada pelo presidente Cláudio Matte Martins, demais diretores e conselheiros fiscais. Apesar das dificuldades de ordem financeira, a diretoria do HCI busca alternativas para obter recursos, e uma delas é a implantação de uma central de captação, lideradas pelos diretores voluntários Cícero Tremea dos Santos e médico Aníbal Nogueira. Nesta primeira fase, os próprios médicos se propuseram em ajudar financeiramente e outros caminhos já foram assegurados como o apoio do Lions Clube de Ijuí, que comanda uma campanha comunitária que vai angariar em torno de R$ 250 mil, com sorteio de carro, moto e televisor. Outro meio de captação vai ser com os meios de comunicação que vão apoiar uma campanha no sentido de melhorar as fachadas do complexo hospitalar, com a respectiva pintura, mediante doações de tintas, feitas pela própria comunidade. O prefeito de Ijuí e presidente da Amuplan Fioravante Ballin confirmou para o dia 16 de julho uma reunião dos municípios com o HCI no sentido de formar um pacto para melhorar e aperfeiçoar a rede de atendimento a população. “São momentos como este de dificuldade que a gente cresce, pois este hospital é da comunidade e sempre que precisamos, ela tem nos dado respaldo”, resume o presidente do HCI Cláudio Matte Martins. Assembleia no dia dos 80 anos foi presidida pelo presidente Claudio Matte Martins

Cirurgias de próteses de mama No Brasil realizamos o implante de silicone gel. Por muitos anos foi proibido nos EUA,mas não há coCirurgião Plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica notação científica correlacionando implante de gel de silicone e câncer de mama. Também não impede a amamentação. Em relação à técnica de cobertura da prótese, a inclusão do implante pode ser subglandular, subfascial, e sub-peitoral; neste último caso preferimos o plano duplo ou “dual plane”. A mastopexia com aumento consiste no implante da prótese e uma retirada de pele para corrigir a queda da mama. É corrigido a queda da mama e também da aréola. O implante subglandular consiste em localizar a prótese em um espaço entre a fáscia do músculo peitoral e a glândula mamária. Proporciona um melhor enchimento tanto do pólo superior quanto inferior da mama. O implante subfascial fica no espaço criado entre a fina fáscia do músculo peitoral e este próprio. Dá um aspecto mais firme à prótese e é uma opção a ser apresentada ás clientes. Quanto ao implante retromuscular, preferimos, em vez do retro-peitoral total, o “dual plane”, ou plano duplo, que implica na prótese coberta superiormente e parcialmente pelo músculo peitoral e inferiormente pela glândula mamária. Conseguimos com esta técnica cobertura para o pólo superior da prótese com o músculo, e cobertura para o pólo inferior com o tecido mamário . A prótese totalmente retromuscular pode ficar numa localização muito alta e afastada uma mama da outra. Preferimos, portanto, quando optamos por retromuscular, esta nova técnica chamada “Dual Plane”. Em relação às incisões de escolha para a introdução da prótese, avaliamos cada caso. Realizamos no sulco infra-mamário, sub-areolar, supra-areolar, ou peri-areolar. Nos casos de mastopexia, utilizamos a incisão peri-areolar com o componente vertical inferior. Queremos enfatizar que a escolha de técnica e tamanho da prótese é sempre de caráter individual, procurando alcançar uma melhor harmonia para nossas clientes. Dr. Dr Wellington Gemelli


Bem-vinda CarHouse! Luis Montenegro, presidente do Banco Toyota, Fábio Teixeira, diretor do Grupo CarHouse, Paula Teixeira, Ana Teixeira, Marcia Teixeira (sócias), e Luis Carlos Andrade Junior, vice-presidente da Toyota Brasil

A inauguração oficial da CarHouse Toyota em Ijuí reuniu centenas de convidados nas amplas instalações da concessionária, e foi saudada com entusiasmo por toda a comunidade ijuiense. A superestrutura da marca, considerada a melhor do Estado, em um local estratégico - na BR 285, no principal trevo de acesso à cidade, é motivo de júbilo pelo que representa: confiança no mercado de Ijuí e da região, força à economia e a qualidade incomparável de produtos e serviços.

> Alexandre Lemieszewski, da Inelbra Industrial Elétrica, e Paula Teixeira, diretora de marketing do Grupo CarHouse < A gerente da CarHouse Ijuí Marisa Felippe e Luis Teixeira, diretor do Grupo CarHouse

Tradição japonesa: votos de êxito e prosperidade


Novo conceito em maquiagem definitiva chega a Ijuí T

rabalhando há mais de dez anos na área, Vanise Françoes iniciou seu trabalho em São Paulo, na cidade de Campinas ao lado de seu irmão François, onde fez vários cursos e especializações, participando de congressos e assim construiu todo seu conhecimento. Agora, Vanise traz para Ijuí o novo conceito em micropigmentação que é uma maquiagem definitiva repaginada e busca a naturalidade, sobrancelha mais reta, levemente espessa sem exageros, ou seja uma maquiagem sutil, elegante, que valorize os traços já existentes mas sempre mantendo a naturalidade na cor e no desenho. “Agora ela não é mais definitiva, ela tem duração média de 18 a 24 meses”, observa a profissional. “Uma sobrancelha, um olho e uma boca bem desenhados e pigmentados tem a capacidade de mudar completamente uma mulher. Por isso, com seu poder de rejuvenescer sem ser um procedimento invasivo, a micropigmentação é a última moda quando o assunto é a beleza aliada a praticidade”, destaca a dermopigmentadora. Além de pigmentação em sobrancelha, olho e boca, Vanise apresenta a sobrancelha fio a fio 3D hiperrealista, microblanding, micropuntura em rugas e estrias com excelentes resultados, despigmentação química e elétrica para correção de cores indesejá-

veis, pigmentação em couro cabeludo para camuflar calvície, camuflagem em cicatrizes, reconstrução do complexo areólo mamilar para mulheres mastectomizadas e total conhecimento em biossegurança. Vanise aponta que o trabalho com seriedade, ética e profissionalismo aliada à anos de experiência em São Paulo são seu foco para que Ijuí conte com uma profissional capacitada, que atua exclusivamente em micropigmentação e que traz as últimas novidades e o que há de melhor em materiais, produtos, equipamentos e técnicas. “Uso somente materiais e produtos liberados pela Anvisa e tudo que possui contato direto com a cliente é deslacrado e descartado na sua presença. Além disso, prezo muito por fazer aquilo que o cliente quer, então, antes de iniciar qualquer procedimento, faço o desenho, a cliente olha no espelho, mudamos o que for necessário e só após aprovado, o processo é iniciado, usando ainda dois anestésicos tópicos um antes do procedimento e outro durante”, destaca Vanise. Vanise Françoes atende em Ijuí e região. Entre em contato com a dermopigmentadora através dos telefones 8466-6574 (WhatsApp) ou 9695-9133 para agendar uma avaliação. Acesse o site www.vanisemaquiagemdefinitiva.com.br e conheça mais do trabalho.

Vanise e irmão François Antes

Depois


Alexandra Schmidt

A

enfermeira Alexandra Schmidt, 32 anos, formou-se em 2006 e no ano seguinte realizou pós-graduação em Terapia Intensiva, ambas pela Unijuí. Atualmente cursa pósgraduação de Auditoria em Saúde pela Uninter. Começou a trabalhar como enfermeira em 2007 no Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) no setor de Auditoria Interna, como integrante da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (Cihdott), atuou nos ambulatórios do hospital, UTI Adulto e Coronariana. Atualmente é coordenadora da Cihdott e atua no Ambulatório de Especialidades, Oscopias, Instituto de Olhos e Traumatologia. Alexandra relata como é o processo de doação de órgãos, ao desempenhar um trabalho humanizado, com respeito e honestidade às famílias. Ela ressalta que, com os avanços da medicina, hoje é possível com um único transplante salvar mais de 10 pessoas. Por Cláudia de Almeida

O que é Doação de Órgãos e como se tornar um doador? É um ato solidário no qual você manifesta a vontade de que, a partir do momento de sua morte, uma ou mais partes do seu corpo (órgãos ou tecidos), em condições de serem aproveitadas, possam ajudar outras pessoas. Pela legislação vigente hoje no Brasil, para se tornar doador basta que a família assine um termo de consentimento, não sendo necessário deixar nada por escrito, nem registrado em documentos. Por isso é tão importante conversar com a família e dizer eu sou doador. O fato de a família saber a vontade do ente querido minimiza a angústia no momento da tomada de decisão. Quais os requisitos para um falecido ser considerado doador? Possível doador é o paciente com diagnóstico de Morte Encefálica, na maioria das vezes vítima de dano cerebral irreversível, como traumatismo craniano (TCE) ou acidente vascular cerebral (AVC). Para confirmação do diagnóstico de Morte Encefálica (ME) são realizados dois testes clínicos por dois médicos diferentes, sendo obrigatório por lei que um destes, seja realizado por Neurologista e além destes é realizado um exame de imagem, como um Dopller Transcraniano ou Arteriografia Cerebral, entre outros.

A notificação da morte encefálica é compulsória, ou seja, sempre que houver um paciente com suspeita de morte encefálica será notificado o Estado, para fins de acompanhamento do processo, somente após a confirmação de tal diagnóstico é realizada a entrevista com a família. A entrevista familiar é o método utilizado para abordar a família do doador, com o objetivo de oferecer todas as informações e suporte necessário para a tomada de decisão da família em relação a doação, atenuando a dor e confortando os familiares. Alguns estudos preconizam o acompanhamento individualizado dos familiares de doadores, oferecendo-lhes um relacionamento de ajuda consistente, no sentido de atender às necessidades no momento de luto e perda. Quero ser um doador de órgãos. O que posso doar? Coração, pulmões, fígado, pâncreas, intestino, rins, córneas, vasos, pele, ossos e tendões. Neste sentido é de suma importância conscientizar que um único doador pode salvar várias vidas. A captação/ retirada dos órgãos é realizada por profissionais altamente capacitados em bloco cirúrgico, garantindo toda a segurança de que a família necessita neste momento. Quem recebe os órgãos e/ou

tecidos doados? Os órgãos ou tecidos são destinados a pacientes que necessitam de um transplante e que já estão aguardando em lista de espera única. Hoje, segundo o Registro Brasileiro de Transplantes, encontramos até março de 2015, no Brasil, 18.818 pacientes aguardando por um transplante de rim, 1.410 para fígado, 262 para coração, 204 para pulmão, 16 para pâncreas, 446 para pâncreas/rim e 10.048 para córneas. Por isso é importante levar este tema ao conhecimento do maior número de pessoas, pois o fato de levar à família o desejo de ser doador pode salvar muitas vidas. Posso doar meus órgãos em vida? O que é necessário? Sim. Basta estar saudável e concordar com a doação. O doador vivo pode doar um dos rins, parte do fígado, parte da medula óssea ou parte do pulmão. Pela lei vigente, parentes até quarto grau e cônjuges podem ser doadores. Os demais, somente com autorização judicial.

É de suma importância conscientizar que um único doador pode salvar várias vidas.

Após a doação, o corpo do doador fica deformado? Não. O corpo do doador é reconstituído após a remoção dos órgãos, sendo visível apenas uma cicatriz comum a qualquer procedimento cirúrgico e o doador poderá ser velado normalmente. >>> STAMPA | 15


Alexandra atua na Cihdott desde 2007 e promove diversas atividades de conscientização para que o número de doações aumente

A família que consente em doar os órgãos de um ente que faleceu, mesmo diante de um momento tão doloroso, demonstra a forma mais genuína de solidariedade e amor ao próximo.

Como funciona a Comissão IntraHospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes - Cihdott, do Hospital de Caridade de Ijuí ? A Cihdott iniciou suas atividades em 2005, e atualmente é formada por seis membros atuantes. Eu assumi a coordenação da Cihdott em agosto de 2014, juntamente com os colegas enfermeiros Diogo Cigana, Dircelene Heck e Rosane Mastella, assistente social Maria do Carmo Schumann e a médica nefrologista Maria Leocádia Padilha. A Cihdott tem por função acompanhar todo o processo, desde a identificação de um possível doador, exames de comprovação de morte encefálica, entrevista familiar, até a entrega do corpo a família, regulamentada pela Portaria nº 905/ GM/MS, de 2000. É uma equipe multidisciplinar, obrigatória nos hospitais públicos, privados e filantrópicos com mais de 80 leitos. A Cihdott realiza trabalhos de conscientização? Não, ela dá suporte a todas as equipes envolvidas para que todo este processo ocorra segundo a legisla-

ção vigente, com agilidade, e dando suporte à família tão fragilizada nesta situação. Realiza a educação continuada dos profissionais em relação a esta temática, dentro da instituição, palestras a estudantes de nível médio até graduação, e população, visando esclarecer/desmistificar o assunto e aumentar o número de doações, uma vez que este ainda é um assunto que causa polêmica, acerca da morte e doação. Hoje no HCI temos profissionais capacitados para diagnosticar morte encefálica, exames de imagem para realizar exame complementar; exames de Laboratório; articulação entre os setores envolvidos e profissionais qualificados para realização da entrevista familiar e seu suporte. Este trabalho proporcionou a Cihdott do HCI um lugar de destaque a nível de interior do Estado. Trabalhamos com seres humanos, limite de sofrimento, perdas e morte.

pelo simples fato de serem sabedores que seu gesto estará salvando a vida de outras pessoas.

Quantos procedimentos já foram feitos? Em 2015, foram realizadas cinco entrevistas, duas negativas familiares e três consentimentos. Entre estes, um marco histórico na família HCI, duas doações simultâneas em um único dia, que exigiu esforço e ajuda mútua de toda a equipe da instituição, e teve êxito. No dia seguinte à doação, recebi a ligação do médico Cristiano Augusto Franke, coordenador da Central de Transplantes do Estado, parabenizando a toda a equipe pelo excelente trabalho, que resultou em doação de múltiplos órgãos e tecidos, beneficiando vários pacientes e famílias, que mudam suas rotinas graças ao ato solidário de uma família que diante de um momento tão doloroso demonstra a forma mais genuína de solidariedade e amor ao próximo mesmo sem saber a quem,

Quanto custa um transplante e quem paga? A família do doador não tem despesa nenhuma com o processo, pois o SUS (Sistema Único de Saúde) custeia todo o procedimento cirúrgico e diária de UTI, exames e demais procedimentos, não havendo nenhum tipo de pagamento ou cobrança à família. É importante esclarecer que a prioridade da equipe médica é salvar vidas. A equipe especializada em transplantes é chamada apenas após a morte encefálica comprovada e com autorização da família do doador. Desempenhamos um trabalho humanizado, com respeito e honestidade às famílias, pois com os avanços da medicina, hoje é possível com um único transplante salvar mais de 10 pessoas. Seja um doador, avise sua família. É ela quem decide.

Por que existem poucos doadores? As pessoas têm medo de doar? A ABTO (Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos) divulgou as informações do registro brasileiro de transplantes de 2015 referente ao 1º trimestre, os números mostram, em comparação com 2014, que registramos queda de 1,4% na notificação de potenciais doadores e 0,8% em doadores efetivos. A recusa familiar é de 43% das famílias brasileiras. O pequeno número de doadores está relacionado à negação do diagnóstico de morte encefálica, ao desconhecimento da maneira como ocorre o processo de doação, medo de mutilação/deformação, crenças religiosas, e principalmente pela ausência de manifestação em vida sobre doação.

No final de março deste ano, um marco histórico no HCI: duas doações simultâneas em um único dia, exigiu esforço e ajuda de toda a equipe da instituição


EM 13 DE JUNHO, O TAPETE VERMELHO FOI NOVAMENTE ESTENDIDO NA SOCIEDADE

GINÁSTICA

PARA RECEBER EMPRESÁRIOS, PRO-

FISSIONAIS E LIDERANÇAS QUE SE DESTACAM NO CENÁRIO IJUIENSE.

O 2º

PRÊMIO

STAMPA,

CONSTITUIU-SE EM UMA GRANDE NOITE DE CON-

GRAÇAMENTO SOCIAL E DE RECONHECIMENTO À PESSOAS, IDEIAS E INICIATIVAS QUE SOMAM NO DESENVOLVIMENTO DE IJUÍ E NO FORTALECIMENTO DAS RELAÇÕES PESSOAIS E PROFISSIONAIS.

A

FESTA REUNIU

350

NOMES, ENTRE PATROCINADORES, INDICADOS, APOIADORES,

AMIGOS E FAMILIARES QUE COMPARTILHARAM CONFIANÇA NA PROPOSTA DA PREMIAÇÃO

12 VENCEDORES, FEITA PELO VOTO. REALIZAR UM EVENTO COMO ESSE SÓ É POSSÍVEL COM A UNIÃO DE MUITAS COMPETÊNCIAS. PORTANTO, RECONHECEMOS E AGRADECEMOS O PROTAGONISMO DOS PATROCINADORES OLIVERCON, COTRIJUI, MATER DEI, STILETTO, ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE IJUÍ, PORTAL IMÓVEIS, CARHOUSE TOYOTA, CONFRARIA RESTAURANTE, POCHMANN ÓTICA E JOALHERIA, PRATIC LINE, CCAA E UNIMED NOROESTE; E A TODOS OS QUE ATUARAM PROFISSIONALMENTE: LÍBERA MARIN FESTAS E EVENTOS, CAROL BANDA SHOW, APRESENTADOR ANDRÉ DA ROSA, SABOR DA PRAÇA, CONFRARIA RESTAURANTE, MITTSUO FOTOGRAFIA, ZUG VÍDEOS, USINA DO SOM E AZURE ESTÉTICA E BELEZA. A PARTIR DAQUI, VOCÊ CONFERE OS MELHORES MOMENTOS DA FESTA. E AGUARDE MAIS PARA A EDIÇÃO DE AGOSTO. E RESPONSABILIDADE NAS ESCOLHAS DOS

FOTOS: MIGUEL AGUIAR - STAMPA | MITTSUO FOTOGRAFIA

PRODUÇÃO: STAMPA | 17


CULTURA ESCOLA DE ARTE PROFESSOR PARDAL DIRETORA SANDRA DONATO RECEBE DE GILMAR FRAGOSO, DA COTRIJUI, E LARA DE FREITAS

EDUCAÇÃO COLÉGIO TIRADENTES DA BRIGADA MILITAR DIRETOR MAJOR JOÃO VOLMEI GUERRA SPAGNOL E ESPOSA ROSEMÁLIA RECEBEM DE MARCOS E CECÍLIA KIST, DA OLIVERCON

AÇÃO SOCIAL SABEVE - SOCIEDADE DE AMPARO E BEM-ESTAR DA VELHICE DIRETORA ELIZETE CAZALI E VICE-PRESIDENTE GERDA PFEIFFER RECEBEM DE PAULO RENATO JUSWIAK, DA STILETTO CALÇADOS

SAÚDE INSTITUTO DO CORAÇÃO - HCI COORDENADOR MÉDICO LEANDRO BAZANELLA E COORDENADORA ADMINISTRATIVA LUCIANE HEUSER RECEBEM DE CLARISSA E IRINÉ ROBERTO, DA CLÍNICA MATER DEI 18 | STAMPA


EMPREENDEDORA LETÍCIA LOI GIOVELLI AQUARELLA KIDS RECEBE DE VALDIR LACORTT E EDSON BASSI, DA PORTAL IMÓVEIS

EMPREENDEDOR GILBERTO WEBER MUNDO DOCE RECEBE DE WALTER JOEL DE MOURA, PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE IJUÍ

PROFISSIONAL EMILIO ANDARY FILHO CIRURGIÃO PLÁSTICO RECEBE DE MARISA FELIPPE, GERENTE DA CARHOUSE IJUI

PROFISSIONAL LORENA COSSETIN EMPRESÁRIA CULTURAL RECEBE DE NELSON CASARIN, DO CONFRARIA RESTAURANTE STAMPA | 19


INOVAÇÃO CEAP - NOVO ENSINO MÉDIO DIRETOR GUSTAVO MALSCHITZKY E CONSELHEIRO ESCOLAR RICARDO ZIMPEL RECEBEM DE AMINE E HUSSEIN HATEM, DO CCAA

SOCIEDADE | ATUAÇÃO CENTRO DE EVENTOS VALLE VERDE STELA NONNENMACHER E CLOVIS SCHMIDT RECEBEM DE ANA ISA POCHMANN, DA JOALHERIA POCHMANN

MARCA CHOPP IJUHY WALTER E CLÉLIA MOURA RECEBEM DE EDMAR GRIMM BERG, DA UNIMED

SOCIEDADE | PRESENÇA NADINE DUBAL RECEBE DE GIANE E GILVANI MARTINS, DA PRATIC LINE 20 | STAMPA


“Para quem está à frente sempre é gratificante ter o trabalho de sua equipe reconhecido, principalmente quando isto acontece a partir de uma iniciativa que envolve vários segmentos da sociedade. O Colégio Tiradentes foi gestado com a organização comunitária a partir do projeto ousado para ter uma escola pública de qualidade em Ijuí, baseada na disciplina. O Prêmio Stampa recebido pelo destaque em Educação é algo muito especial que vem coroar a confiança no que fora apresentado às forças vivas ijuienses. Respeitando opiniões diferentes, percebe-se que estes jovens ao vislumbrar o futuro promissor se dispõem a uma rotina distinta dos demais, reconhecendo no turno integral com carga-horária elevada em sala de aula, nas atividades extracurriculares e em “muitos” estudos e trabalhos complementares, a possibilidade tão almejada. Resta-nos agradecer esta distinção.” João Volmei Guerra Spagnol Colégio Tiradentes

"Foi com muita satisfação e alegria que o Centro Municipal Arte Educação Professor Pardal recebeu o Prêmio Stampa, categoria Cultura. Este prêmio valoriza a Proposta Pedagógica, que objetiva ampliar a jornada escolar de crianças e adolescentes e enriquecer seu currículo escolar por meio do desenvolvimento de oficinas que proporcionam o conhecimento nas linguagens corporal, musical, dramática, visual e literária. Este prêmio vem coroar a atuação, dedicação, criatividade de todos os envolvidos, fortalecendo as relações afetivas, sociais e culturais. Agradecemos a indicação, o prêmio e parabenizamos a iniciativa da Revista Stampa e pela belíssima festa realizada. Ficamos muito honrados em poder representar a Cultura em Ijuí com competência, responsabilidade e dedicação, ferramentas indispensáveis para o sucesso.” Sandra Maria Donato Diretora do Centro desde 2003

“Este prêmio representa muito mais que um reconhecimento, mas um compromisso de continuar salvando vidas, que verdadeiramente é nossa missão maior. Prestamos os melhores serviços em cardiologia à comunidade macrorregional, baseado sempre no crescimento dos níveis de satisfação de nossos clientes. Comprometendo-se a melhorar continuamente nossos serviços através do controle, aprimoramento e qualificação de nossos colaboradores. Muito obrigado em nome de toda a equipe do Incor do HCI.” Leandro Bazzanella Coordenador médico do Incor HCI

“A Sabeve fica muito orgulhosa em receber o Prêmio Stampa Stiletto desse ano. Estamos honrados e agradecidos à direção desse importante órgão de comunicação e a todos os envolvidos, que reconhecem e valorizam o empenho, o esforço e o comprometimento do trabalho de uma Direção incansável, de funcionários e voluntários, dedicados, dispostos e carinhosos, que buscam o bem comum na realização dessa importante ação social. Nos sentimos fortalecidos e cheios de esperança em prosseguir nessa caminhada de acolhimento, amparo e bemestar de idosos que escolhem e confiam nos nossos serviços.” Elizete Cazali Gerente da Sabeve STAMPA | 21


“Me senti valorizado e reconhecido pela comunidade por ter recebido o prêmio Stampa Empreendedor. É também um incentivo a continuar investindo em nossa Ijuí, de várias formas. Reparto esse prêmio com meus pais Léo e Therezinha, já falecidos, pois foram meus inspiradores e condutores durante muitos anos em tudo o que fizemos. Também compartilho com todos os nossos colaboradores, que fizeram do Mundo Doce e da Weber Distribuidora o que são hoje. À minha esposa e filhos, sou grato pelo apoio e fortalecimento. E sobretudo agradeço a Deus, por me dar a vida, a força e as oportunidades. Acredito que Ijuí tem muito a crescer! Parabéns a Stampa pela iniciativa.” Gilberto Weber Gerente e proprietário do Mundo Doce

“Recebo este prêmio de empreendedora com muito orgulho, pois significa o reconhecimento de um trabalho que é realizado há 3 anos com muita dedicação e atenção, representando uma empresa que foi pioneira em Ijuí e que desde o início foi muito bem recebida. Ao mesmo tempo é um incentivo para aprimorarmos e qualificarmos os serviços prestados, pensando sempre na satisfação do cliente e buscando novidades para inovar nas festas infantis. Gostaria de agradecer a todos os amigos, clientes e parceiros que confiam em nosso trabalho e permitem que a Aquarella Kids faça parte da vida das crianças e famílias nas suas datas especiais de aniversário. E também demonstrar minha gratidão a todos os funcionários e equipe Aquarella Kids que fazem parte deste grande sonho e realização.” Letícia Giovelli Empresária – Aquarella Kids

“A revista Stampa tem importância e é destaque na mídia regional. Por isso, foi e é uma honra para mim, como profissional da área de saúde, ser escolhido como destaque pelo trabalho que viemos desenvolvendo na Clínica Andary.” Emílio Andary Cirurgião plástico 22 | STAMPA

“Para mim, o Prêmio Stampa representa o reconhecimento pelo trabalho realizado na área da cultura, da dança. São 33 anos dedicados ao ensino, capacitação, divulgação, promoção de eventos culturais, através de aulas, cursos, espetáculos, shows, com profissionais altamente qualificados, proporcionando o acesso à arte, muitas vezes pela gratuidade em ações, pois acredito no poder que a dança – arte – cultura – educação tem na transformação do individuo. Sinto-me feliz e honrada pela escolha como profissional mulher, pelos objetivos, critérios e relevância do prêmio, no sentido de valorizar a atuação de profissionais em nossa comunidade. Revista Stampa - Iara Soares e realizadores, estão de parabéns por este importante evento.” Lorena Cossetin Empresária cultural


“Ter recebido o Trofeu Stampa - Sociedade | Presença é motivo de muita alegria. Me senti lisonjeada com essa homenagem da sociedade ijuiense. Essa cidade que me acolheu. A cidade que escolhi para criar meus filhos. A cidade que trabalho e que vejo desenvolvimentos e futuro. Agradeço, primeiramente, ao Gilvane Alves, da empresa Prátic Line, pela indicação do meu nome e também aos amigos, clientes e simpatizantes que votaram em mim. Também agradeço a Revista Stampa e seus colaboradores que fizeram um evento diferenciado e que trabalham para o reconhecimento e valorização dos cidadãos desta cidade. Os ijuienses natos e o ijuienses de coração. Obrigada. Obrigada.” Nadine Dubal Empresária “Para nós do Centro de Eventos Valle Verde, em pouco tempo de existência, ficamos honrados em receber o Prêmio Stampa. O reconhecimento proporcionado é, sem dúvida, uma maneira de alavancar ainda mais nosso negócio, pois a visibilidade que o prêmio dá, faz com que as pessoas visem fazer seus eventos no Valle Verde. Tão importante quanto ter o reconhecimento da revista Stampa, é saber que nossos clientes e amigos acreditam em nosso trabalho. O Valle Verde surgiu com uma proposta diferenciada e cresce a cada ano, graças aos clientes e amigos que fizemos ao longo dos anos de funcionamento.” Stela Nonnenmacher Sócia proprietária no Centro de Eventos Valle Verde

“Receber o Prêmio Stampa nesta categoria, Inovação, é muito significativo para o CEAP por dois motivos principais: primeiro pelo fato de que o projeto Médio Integral é ainda novo, embora venha sendo gestado há cinco anos. Estamos na fase inicial de implantação, o que não nos permite, ainda, avaliar resultados. Um segundo motivo é a maneira como se dá a escolha dos premiados, pelo voto direto de pessoas de diferentes segmentos de Ijuí. E a soma disso nos permite a leitura de que há um indicativo de que o CEAP tem credibilidade. O fazer pedagógico dessa escola de “ensino de tradição e inovação”, como diz nosso slogan, tem reconhecimento e respaldo em nossa comunidade”.

“Para a empresa Chopp Ijuhy, em primeiro lugar, vale destacar o reconhecimento do evento promovido pela Revista Stampa e, para as pessoas que votaram na escolha da marca, apresentamos nossos agradecimentos pelo apoio ao prêmio que nos foi concedido. Esse prêmio estimula a continuação do trabalho sério que estamos realizando em favor de nossa comunidade. Para a equipe do Chopp Ijuhy, o reconhecimento da marca resultou na satisfação dos nossos clientes, estimulando a empresa a desfrutar de outras conquistas no mercado e no processo de decisão do consumidor.”

Gustavo Malschitzky Diretor do CEAP

Walter Joel de Moura Sócio-proprietário do Chopp Ijuhy STAMPA | 23


O SHOW CAROL BANDA SHOW DEU O TOM NA FESTA DE PREMIAÇÃO. A DUPLA CAROL & PAULO ABRIU A NOITE COM UM REPERTÓRIO CHEIO DE BOSSA E DE SUCESSOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS. ENCERRADA A PREMIAÇÃO, NO PALCO PRINCIPAL, A BANDA COMPLETA ASSUMIU O COMANDO DA NOITE MOSTRANDO TUDO QUE SABE, EXPLORANDO TODAS AS SENSAÇÕES SONORAS E VISUAIS.

IMAGENS:

APRESENTAÇÃO: JORNALISTA ANDRÉ DA ROSA 24 | STAMPA

MIGUEL AGUIAR STAMPA

MITTSUO FOTOGRAFIA Taíse Diceti e Mateus Mittsuo Asada


CENÁRIOS

STAMPA | 25


Tapete Vermelho

Jaqueline Conrad Schirmer

Heloisa Eickhoff Daniela Hedlund

Eliana Leal 26 | STAMPA

Deise Soares

Silvia Gomes Monteiro


Tatiane Queruz

Gisele Barbi Wild

Marilia Grimm Berg

Nadia Garzella

Tassiane Vione Deboni

Tania Conrad STAMPA | 27


Marisa Felippe Etiane KĂśhler

Sabrina Kliemann

Mariela Schwanke 28 | STAMPA

Samantha MĂźller

Maria Joice de Jesus


Jocelaine Aguiar

Claudia Legonde

Daniela Sperotto

LĂ­bera Marin

Vera Andary STAMPA | 29


Cleber e Clarice Giordani

Guilherme Kurtz e Luisa Iserhard

Fernanda e Gibran El Ammar

Carla Mussi e Paulo Medeiros

JĂŠssica Rolim e Renan Viecili 30 | STAMPA

Simone e MĂĄrcio Strassburger

Andressa Carvalho e Andrei Cossetin


Mรกrio Roque e Gisela Ingrid Kusiack

Fabio Cunha e Ana Claudia dos Santos

Joรฃo Guilherme Girardi e Camila Marin

Rudi e Cleusa Wazlawick

Luis Carlos e Adriane Kosenieski

Nasa Andary, Jane Andary Kurtz, Roni Streicher e Fernanda Kurtz STAMPA | 31


CidnĂŠia Moraes e Mateus Sandri

Solange Piovesan, Adriane Hanke e Angela Marchionatti

Giovana e Julieta Sandri

Vilmar e Ingrid Viecili 32 | STAMPA

Rafaela e Roberto Dezordi

Gabriela, Valdir e Marlei Lacortt

Michel e Charlene Bueno

Ă gata Calegaro e Rudinei Franco


Carina e Carlos Guilherme Erig

Vantuir Patrick Vione e Daniela Vargas

Taciana Schwanke, Jonatan e Aline Santos

Vinicius e LĂ­bera Marin

Romeu Etgeton e Silvia Busnello STAMPA | 33


Josef e Clelia Roehrs

Paulo e Tida Girardi

Elaine Pochmann e Claudio Matte Martins

Paulo Renato Juswiak 34 | STAMPA

GĂźnter Melkiors e Luciana Franke

Clarissa e IrinĂŠ Roberto

Liane e Ricardo Zimpel

Leonel e Rosane de Barros

Gilberto e Vania Weber


Ana Fiorin e Rodrigo de Barros

Carla Schwertz e Lucas Silva

Fernanda Souto e Luiz Pedro Dumoncel

Jaíse Schumann, João e Silviane Bindé

Gessy e Fioravante Ballin

Equipe Olivercon: Cecília Kirst, Elisiane Machado, Andressa Souza, Tainá Gomes, Andréia Becker e Maria Somavilla STAMPA | 35


Naur e Ilhana Vendruscolo e Gabriel Machado

Arizoli e Mara Bueno

Mateus, Chelca e Edson Bassi

Mauricio Souto e Danieli Ciotti 36 | STAMPA

Cresthon e Teka Spencer

Lorena e Julio Beal

Audrien e Gabriela Schmidt


Estela Maris e Clテ。udio Hedlund

Odi e Arnildo Schindler

Taiara Vendruscolo e Marcelo Ferraz

Marlise e Luiz Carlos Botega

Jussara Pinto, Mテ。rio, Laura e Dテゥbora Jung

Jacson e テ「rea Lemos STAMPA | 37


Martinho e Mara Kelm

Adriana Pedrazzi e Tiago Vendruscolo

Leila e Adelar Amarante

Giane e Gilvani Martins, da Pratic Line

Jaime e Marcia Piccoli

Delmar e Neiva Weiler 38 | STAMPA

Donato e Daniela Dreher

Oneida e CĂ­cero Tremea


Leandro e Leila Correa e S么nia Arriens

Marcelo Saldanha, Cristiane Martel e Jalmar Martel

Ja铆ne e Diovan Martins

Gustavo Piccoli e Naiara Casarin

Carlos e Esther Oppermann

Cristiano e Deise Viecili STAMPA | 39


Helena Zaparte, Jaqueline Trindade e RĂşbia Silva

Solange Stumm e Araci Coppeti

Vanessa e Francisco Wissmann

Genesio e Minadan Hall

AmĂŠlia Bortoli Keller e Odilon Flores

Deise e Lorenzo Marin 40 | STAMPA

Mauricio e Raquel Bortolini

Emerson e Graziele Moraes


Leda e Luis Loi

Rogerio Trage, Maria JosĂŠ Bischoff, Ana Isa Pochmann, Fernanda Lins e Sabrina Dallepiane

Juleide Tonin e Airton Croda

Marta e Jair Mohmschmidt

Luciana Heuser e Nicolas

Anelise Baldwin Erig, Carla e Fabio Romcy

Luana e Clandio Suzano

Sandra e Daniel Ceolin STAMPA | 41


Claudio de Souza e Anelise Belinaso

Aldemir Berwig e Marcelo Loeblein

Gilmar Ribeiro Fragoso e Lara Melissa Weber de Freitas

Clovis e Tania Thomas 42 | STAMPA

Sandra Donato e Raone Bianchetti

Rubens e Eloisa Argerich

Alexandro e Marta Camargo

Leandro Bazanella e Maria Helena Backes


Daiana Maciel, Tatiane Azambuja e Lauro Lohmann

Malvina e RenĂŠe El Ammar

Elaine e Renato Arais

Aline Bilibio e Charles Lucchese

Vinicios e Camila Hoch

Evandro Schaffel e Vanessa Martins STAMPA | 43


O MOMENTO STAMPA: Lançamento da Edição Especial ‘parou’ a festa para que todos pudessem conferir a revista dupla, com recheio editorial do 2º Prêmio

Fernanda Kurtz e Luisa Iserhard

Adriana Pinto

Teka Spencer, Anelise Belinaso e Claudio de Souza 44 | STAMPA

Vanessa, Tassiane, Carla, Gisele, Sabrina, Nadia, Daniela e Fernanda

Jorge Eickhoff e Marcel Ortiz

Edmar Grimm Berg

Jussara Pinto

Leticia Giovelli

Marcelo Saldanha e Cristiane Martel


Solange e Luiz Tadeu Dorneles

Anelise Erig, Sonia Burtet e Julieta Sandri (em pé)

Taciara Bohn e Jorge Eickhoff

Vivian e Neusa Farias da Rosa

Tania e Alfonso Conrad

Ester e Leandro Patz

Imobiliárias Coligadas: Rodrigo de Barros, Renan Viecili, Vilmar Viecili, Edson Bassi, Josef Roehrs e Valdir Lacortt Eliana e Nilo Leal da Silva

Maria da Graça Deckert e Maria de Lourdes Floriano

Equipe Stampa: Cláudia de Almeida, Cecilia Mathioni, Eliane Canci, Deise Morais e Maristela Martins STAMPA | 45


SABOR DA PRAÇA CANAPÉS, SALGADOS E SUSHIS SEDUTORES AOS OLHOS E AO PALADAR, DA PADARIA E CONFEITARIA SABOR DA PRAÇA, ESTAVAM NAS ILHAS DE DEGUSTAÇÃO

CARHOUSE TOYOTA EXIBIÇÃO DE LANÇAMENTOS

OS MODELOS TOYOTA ENFEITARAM A PASSARELA DE ENTRADA DA SOCIEDADE GINÁSTICA


A CORUJA É POP Obedecendo ao plano original de a cada edição do Prêmio Stampa, apresentar a ‘coruja’ com novo conceito, a artista Giane Pereira Soares executou dessa vez uma proposta arrojada, de inspiração essencialmente pop - e surpreendeu pelo inusitado. Criou a coruja com fita adesiva e a apoiou em uma base de madeira, que pintou em cores vivas. A artista recomendou aos ganhadores que a preservem em uma redoma de vidro.


Namorando no Valle Verde Os bonitos cenários do Centro de Eventos Valle Verde proporcionaram um ambiente agradável na noite de 12 de junho. O Jantar dos Namorados teve cardápio exclusivo da casa e a música romântica de Roberto Bones.

Maristela e Daniel Hartmann

Solange e Noli Schorn

Liliane e Eder Sparremberger Marileda e Renato Mânica

Fernanda Maas e Leandro Ferri

Luciana Bottega e Luciano Fuerti Alessandra Camargo e Paulo Pedrazzi

Tainara Ferreira e Anderson Sartori

Juarêz e Rosane Piccoli

João Alberto e Silvana Don


Beleza atualizada com o Azure A

tendendo em um espaço totalmente remodelado desde março, o Azure Salão de Estética e Beleza tem no conforto e praticidade de seu ambiente o foco de um trabalho que busca, além da beleza,o bem-estar e autoestima de seus clientes. Sob direção da fisioterapeuta e esteticista Adriana Pinto, o Azure oferece serviços altamente qualificados de clínica capilar, looks exclusivos para cabelos e makeup, além de pacotes para datas e eventos especiais, estética facial e corporal, massagens relaxantes e terapêuticas, depilação, design de sobrancelhas, manicure e pedicure. “Unir minha formação acadêmica em Fisioterapia com a ideia de um salão de beleza foi um grande passo. Acredito que o investimento em uma empresa moderna e bonita com uma localização privilegiada e que está sempre atualizada com as tendências, faz com que eu possa dizer que tenho meus sonhos realizados”, destaca Adriana. Conheça o Azure Salão de Estética e Beleza, na Rua 7 de Setembro, 433. Curta a fanpage Azure Cabelo e Estética e acompanhe as promoções e tendências. Telefones 3333-2959 e 9657-1828.


Almoço beneficente

Baile Verde O Lions Clube promoveu dia 11 de junho o Jantar Baile Verde, na Sogi, em beneficío da Aipan. Houve jantar do Confraria Restaurante, baile com a banda Balança Brasil e o lançamento da campanha de revitalização e ampliação do Cacon do HCI.

A 4ª edição do Porco no Rolete, organizado pelo Rotary Nova Geração, aconteceu no CTG Piazzito Carreteiro no último dia de maio. As entidades beneficiadas foram a Apae e Sabeve.

Iara e Luiz Schmidt

Oldemar e Marlene Ketzer Sadi e Maria Helena Moraes

Clarice e Eider Ravison

Didio e Patrícia Eucládia e Vito Cembranel

Rafael e Rubia Tomazi

Jéssica e Genésio Gomes

Adriana e Ubiratan Pereira

Fernanda e Luiz Henrique Schemmer

Naiane Cavalheiro e Rafael Porto

Vera Berton, Rosimeri Santiago e Ana Rita Franco STAMPA | 51


autorretrato

Vanessa Jung Ferreira tem 27 anos, nasceu em Guarani das MissõesRS. Casada com o empresário Daniel Steinmetz Flores, formou-se em Medicina pela Universidade de Passo Fundo em 2010 e fez Residência Médica (Especialização) em Ginecologia e Obstetrícia, no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre. Mora em Ijuí desde fevereiro de 2014. Atualmente trabalha no HCI, prestando atendimento no Cacon, ambulatório de gestação de alto risco e também na maternidade. Possui consultório médico na Clínica Medical Center.

Vanessa Jung Ferreira

Um lugar: Polinésia Francesa Uma conquista: Minha profissão Um sonho: Viver em um Brasil com mais educação e cultura Uma alegria: Minha família Uma tristeza: A atual situação do nosso país Uma saudade: Meu avô Quem é chato: Pessoas que se consideram melhores que as outras O que me tira do sério: Falta de educação Uma mania: Perfeccionismo

Marca pessoal: Comprometimento O melhor presente: O inesperado Quero ir para: Qualquer lugar, desde que rodeada de amigos e família Adoraria aprender: A esquiar com mais segurança Nao vivo sem: Amigos Se pudesse, compraria: Políticos honestos Gasto muito com: Batons Melhor hora do dia: A hora de voltar para casa Prazer à mesa: Estar com família e amigos Livro marcante: Um amor para recordar,

de Nicholas Sparks Som preferido: Pop- rock Filme inesquecível: Patch Adams – O Amor é Contagioso Lazer: Viajar É lixo: Corrupção É luxo: Honestidade Homem bonito: Meu marido Mulher bonita: Minha mãe Se não fosse o que sou, seria: Não me imagino sendo diferente do que sou Ijui é: Uma cidade acolhedora


O primeiro aniversário de

Lucas Bitencourt Gemelli dos Santos Os pais Wellington Gemelli dos Santos e Sônia Maria Bitencourt e o mano Matheus reuniram a família e amigos para festejar em grande estilo o primeiro aninho de Lucas Bitencourt Gemelli dos Santos, completado no dia 20 de maio. A festinha aconteceu no dia 30 de maio, à tarde, em belo cenário, na Folia.com, com decoração motivo Mickey e seus Amigos, de Luciana Golle. O aniversariante apagou a primeira velinha do bolo e se divertiu a valer. Todos os momentos foram registrados por Atelier Fotográfico e filmagens de Nora Vídeos.

Lucas aos 4 meses na festa de 4 anos do mano Matheus


Advogados voltam à cozinha A reunião festiva e de integração instituída pela 23ª Subseção da OAB alcançou sua quinta edição dia 20 de junho. Advogados na Cozinha aconteceu na Casa da Amizade, com pratos e sobremesas preparados pelos advogados, e música de Roberto Bones.

Flávio Friedrich, presidente da 23ª Subseção da OAB, elogiou o trabalho dos colegas advogados, que executaram todo o cardápio

Cesar, Maristela, Ellen e Sofia Busnello Cecília e Paulo Zeifert

Marsal, Dilani, João Pedro e Rita de Cássia

Maria Lucion e Affonso Lang

Eloisa Argerich, Emanuelle Malgarim, Marilusi Brust, Priscila Librelotto, Tânia Pedrazzi e Luana Borchardt


A revanche das patroas Gessy Ballin, Tânia Conrad, Maria Cláudia Bianchetti, Narda Pissinin e Marisa Regina Soares fizeram a Revanche das Patroas, no Clube Ijuí na noite de 27 de junho. Elas prepararam pratos especiais para amigos e convidados. O Trio Requinte animou a noite. A proposta do programa foi incentivar os homens a retomar a programação Encontro de Chefs, que teve várias edições de sucesso no decorrer do último ano, com eles na cozinha. E elas conseguiram: Ari Mosack, Gilberto Enriconi, Adauto Pissinin, Sérgio Diniz e o prefeito Fioravante Ballin prometem que vão encarar as panelas, em agosto.

Noeli e Sergio Avila

As cozinheiras da noite: Tânia Conrad, Narda Pissinin, Gessy Ballin, Marisa Soares e Maria Claudia Bianchetti

Ieda e Renalvo Calegaro

Celso e Leila Goi

Nativismo

Gilmar Martinelli, acompanhado dos músicos Jessé Ribeiro e Cléverson de Oliveira, apresentou repertório nativista de grandes sucessos, em mais uma noite de show na Cantina Sapore D’Itália, em 18 de junho.

Heini e Marlei Thomas No palco: Jessé, Gilmar Martinelli e Cléverson

Volmir e Emilene Guiotto

Janice e Darlan Belarmino

Pâmela e Cristian Machado

Tuani Serafini e Uiliam Cargnelutti STAMPA | 55


MÚSICA

10 anos de Excellence A banda ijuiense está completando a primeira década, com uma trajetória marcada por superações musicais e pessoais

Lucas, Pimenta, Rafa e Giovani: show e CD para marcar os 10 anos

Em julho de 2005 a banda de hard rock Excellence apresentou seu primeiro show em Ijuí, com base nas influências musicais de seus integrantes. Fundada por Lucas Prauchner, que permanece até hoje, e Marcos Rigoli, a Excellence surgiu com a ideia de fazer cover de bandas que eles curtiam, como Iron Maiden e Metálica. Adiante, surgiu o interesse de gravar composições próprias e a Excellence moldou seu estilo próprio dentro das características do rock. Em 2006 foi lançado o EP independente chamado The Twilight, com quatro composições próprias e um cover da banda Europe, da música The Final Countdown, e marca a entrada do vocalista Valterson Wottrich Pimenta. “Na época do extinto Orkut, o Lucas informou que o vocalista estava indo embora de Ijuí e eu acabei mandando uma mensagem dizendo que queria ser o vocalista. Minha primeira ação na banda foi a gravação desse EP, produzido em Ijuí e que rendeu uma porção de shows”, conta Pimenta. Depois disso, a formação passou por algumas modificações, se estabilizando em 2007, mesmo ano em que foi lançado um DVD independente comemorativo ao segundo ano de banda. Com Rigoli na bateria, Prauchner na guitarra, Pimenta no vocal, e Robson Van der Ham no baixo, a Excellence conquistou seu espaço. Em 2012, essa mesma formação passou a integrar a Pimenta e Seus Comparsas, que esse ano completa 17 anos de estrada e toca em formaturas e casamentos. “Estamos sempre tocando juntos, temos uma cumplicidade e nos damos muito bem fora do palco também. O primeiro álbum saiu em 2010, Against The Odds, com 11 músicas autorais. Essa formação se manteve até 27 de janeiro de 2013 quando Pimenta e Seus Comparsas se apresentavam na Boate Kiss, em Santa Maria. Entre as 242 pessoas que perderam a vida naquela tragédia,

estavam os integrantes Rigoli e Robson. “Com a perda dos nossos amigos, o Guilherme Cardoso da Rosa assumiu a bateria e o Eduardo Perin o baixo, e eles foram essenciais para que a banda recomeçasse. Na verdade, nunca parou, mas teve esse período de adaptação para que a gente pudesse se restabelecer, tanto do ponto musical quanto psicológico. Em setembro de 2013 retornamos com o show da Excellence”, conta Pimenta. Em função de trabalhos paralelos à banda, no ano passado Guilherme e Perin deram lugar a Rafael Dachary, na bateria, e Giovani Lucchese, no baixo. “Estamos trabalhando no segundo CD da banda e já temos uma música gravada chamada Unmerited, disponibilizada em nossa fanpage. Estamos tratando com bastante carinho, para que esse CD seja bem legal”, antecipa Pimenta. No próximo dia 18, a Excellence realiza o show de 10 anos da banda, motivo de orgulho para os integrantes. “Estamos com uma expectativa muito grande, porque 10 anos, para uma banda de rock no interior do RS, quase 400 km distante da Capital, realmente é uma coisa para se comemorar. O rock é difícil em qualquer lugar do Brasil, e quanto mais no interior está, mais difícil é ter acesso e espaço, e a gente de teimoso e insistente acabou nadando contra todas as correntes e todas as dificuldades, insistimos e vamos fechar algo em torno de 3.650 dias”, comemora Pimenta, justificando que a essência ainda é a mesma. Pimenta usa uma palavra para definir esse tempo de estrada: luta. “Tudo que poderia ter acontecido para dificultar o caminho de uma banda, aconteceu. São 10 anos de muita batalha e insistência, mas é legal porque somos sonhadores. É um sonho nosso, e não deixa de ser do Marcos e do Robson. O DNA da Excellence tem muito deles, o que nos dá orgulho de poder levar adiante”, conclui Pimenta.

Vi, li e recomendo Por Cristiane Chitolina Friedrich - Defensora Pública

56 | STAMPA

O segredo de seus olhos

Filme de Juan Jose Campanella

Inicia a narrativa quando um servidor aposentado da justiça argentina resolve escrever um romance e usa como pano de fundo uma história real. Benjamin Espósito relembra o caso do brutal assassinato da jovem recém-casada chamada Liliana Colotto e da obstinação de seu marido, Ricardo Morales, em encontrar e punir o culpado. O marido/viúvo e pai que não conseguiu ver o filho nascer, trava uma batalha para encontrar o culpado após a perspicácia de Espósito aventar, ao ver fotos antigas, que o possível malfeitor poderia ser um ex-namorado de infância da jovem. Após a prisão, uma sucessão de “interferências” estatais protegem o réu confesso que acaba sendo libertado. Vale a pena conferir, pois o final da trama é simplesmente impensável.

As intermitências da morte Livro de José Saramago

Livro de leitura fluente, mesmo que escrito em “português de Portugal” e que nos traz à mente vários questionamentos. Imagine se a certeza da existência da Morte (sim, ela se diz feminina!) simplesmente deixasse de acontecer? Tal suspensão traz problemas práticos abordados de forma cômica. E o emprego dos coveiros? E os moribundos que nem se curam nem morrem? Após, a Morte resolve abrir os trabalhos com uma mudança de regras: todos que teriam decretado o fim do contrato temporário chamado de VIDA receberiam uma carta sete dias antes do destino final para resolver todas as suas pendências. Imaginar-se na situação de uns dos destinatários da mensagem final é um exercício que deixa, para dizer o mínimo, o leitor desconfortável. Afinal, ter um prazo para a resolução das “pendências” seria bom ou não?


Perto ou longe, onde vivem ijuienses

Rafael Zandona Schneider No Castelo Neuschwanstein (Cinderela), em Füssen, na Bavaria

Com a mãe Odete e o irmão Thiago, em Innsbruck, nos altos da Nordkette - Alpes Austríacos

R

afael Zandona Schneider, 37 anos, é formado em Engenharia Elétrica na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e mestre em Telecomunicações pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP). Atualmente trabalha como pesquisador científico do Instituto de Radar e Microondas do Centro Aeroespacial da Alemanha, em Munique. Em Ijuí, moram os pais Paulo e Odete Schneider. Tem três irmãos: Cristopher, Matheus e Thiago. Rafael conta como foi parar na Alemanha. Durante o curso de mestrado no ITA, teve a oportunidade de trabalhar com uma das tecnologias de ponta na área: Radar de Abertura Sintética (SAR). Trata-se de um radar instalado em uma aeronave ou satélite, que capta imagens da superfície terrestre, na frequência de microondas. “Minha tese de mestrado se tratava da utilização deste tipo de imagem para o monitoramento da floresta amazônica, pelo projeto SIVAM (Sistema de Vigilância da Amazônia). Este tipo de tecnologia é bastante promissora para o controle da Amazônia, pois ao contrário de imagens óticas, as imagens SAR podem ser adquiridas em qualquer tipo de tempo: nublado, chuvoso ou a noite.” Apaixonado por essa área, ele resolveu fazer o Doutorado fora do Brasil. As opções eram Estados Unidos, Japão e Canadá, mas ele quis a Alemanha, pois o centro de pesquisa de lá, na área SAR, é reconhecido como um dos melhores do mundo. Conseguiu uma bolsa de estudos no Deutscher Akademischer Austauschdienst para financiar o Doutorado no Centro Aeroespacial da Alemanha, onde está até hoje. “Meu dia a dia consiste em pesquisar e desenvolver métodos para extrair informações automáticas de imagens SAR.” As diferenças entre Alemanha e Brasil, diz Rafael, são as clássicas. “Pontualidade, precisão e a confiabilidade alemã são verídicas. Na área social a diferença é ainda maior: o transporte público, a educação, a saúde e a segurança não podem ser comparadas com as brasileiras.” E outros aspectos chamaram a atenção do ijuiense. “O indivíduo alemão tem uma preocupação social e ambiental bem mais presente do que a da maioria dos brasileiros.” Rafael pretende ficar na área da pesquisa por mais um tempo. “Me atrai o fato do dia a dia na pesquisa não ser rotineiro ou repetitivo e sim desafiador, e pelas oportunidades que surgem de mostrar o trabalho realizado em conferências internacionais, onde se promove o contato com cientistas de todas as partes do mundo.”

STAMPA | 49


Perto ou longe, onde vivem ijuienses

Em frente à Universidade onde estuda Medicina

Pablo Soares Varaschini

H

á dois anos e meio, o ijuiense Pablo Soares Varaschini, 25 anos, está vivendo em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Em Ijuí residem seus pais Janise Soares Varaschini e Gilmar Varaschini. A ida para a Bolívia aconteceu por influência de um amigo de Nova Santa Rita, que conheceu em Santo Tomé, na Argentina. Eles eram colegas na Faculdade de Medicina, e no fim do primeiro ano de estudos, decidiu mudar-se para lá. “É realmente difícil a adaptação ao ensino e ao sistema de avaliação anual, na Argentina. E não é incomum perceber algum tipo de discriminação pelo fato de ser brasileiro. Todos os anos, muitas pessoas saem da Argentina para seguir com o sonho da Medicina na Bolívia, assim como eu”, conta Pablo. Ele estuda na Universidade de Aquino Bolívia (Udabol), onde o sistema de avaliação é semestral, parecido ao do Brasil. O aproveitamento do ensino, comenta o ijuiense, varia conforme o interesse do aluno. “A faculdade dá os 50%, depois é contigo. As práticas são muito boas, com vários hospitais conveniados, inclusive para fazer o último ano de internato no Brasil. Não tem vestibular e a mensalidade é em torno de 170 dólares.” A cidade que Pablo mora é grande, com mais de um milhão de

50 | STAMPA

habitantes. “A segurança é algo que deveria melhorar, como em qualquer outro lugar hoje em dia. Mas, se não esquecer o principal motivo de estar aqui, que é estudar, difícil ter algum tipo de inconveniente. Santa Cruz oferece de tudo, comida boa, mercados lotados de produtos brasileiros, erva-mate, carne, salame e polenta, não precisa mais nada”, conta. O que ele sente mais falta é da família, amigos e da namorada, Juliana Haas. “Mas graças à tecnologia conseguimos encurtar um pouco essa distância e amenizar a saudade que a cada dia que passa se aproxima mais do fim”. Sobre trabalho, Pablo conta que fica um pouco difícil pelos horários diversificados das aulas, mas toca gaita e a leva em todos os lugares. Trabalhou para algumas duplas sertanejas, tocando em bares e restaurantes para o público brasileiro. O que chamou a atenção do ijuiense foi descobrir que por lá existe uma versão do gaúcho, em Tarija, mais perto da fronteira com Argentina. “Se denominam Chaqueños, com a indumentária igual a nossa, com bota, bombacha, guaiaca, camisa, pañuelo e sombreiro. Escutam chamamé e chacarera.” Pablo concluirá a faculdade dentro de dois anos e planeja fazer um ano de especialização no Rio Grande do Sul, em algum hospital conveniado com a faculdade. “Após concluir tudo, quero voltar para o Sul e trabalhar através do Mais Médicos, prestar a prova do Revalida e casar”.


VIAGEM

Por Portugal e Espanha

A

professora Mauricia Gorete Scherer e o empresário Aurio Scherer adoram viajar e em abril último elegeram dois países para conhecer: Portugal e Espanha. “Lisboa nós já conhecíamos, devido a voos diretos de Porto Alegre pela TAP, porém, não havíamos ido para o interior do país”, conta Gorete. Eles visitaram cidades pitorescas e simpáticas como Sintra, se encantaram com estrutura da Universidade de Coimbra, onde conheceram a biblioteca e foram recebidos por estudantes, inclusive uma gaúcha, estudante de Direito. Na cidade do Porto, foram à vinícola onde é feito o famoso vinho do lugar. Também visitaram as cidades de Fatima, Obidos, Braga, Nazaré e Guimarães. “Portugal, no geral, é muito parecido com as nossas cidades, visto nossa origem e colonização”. Depois, o casal seguiu para um tour pela

Santiago de Compostela, Espanha

Em Lisboa

Aniversário em alto mar

Espanha.“Esta região, sim, me surpreendeu e me agradou mais. Tem muita característica árabe nas construções e organizações espaciais, o que torna tudo muito bonito em cidades menores, como Granada e Sevilha, que particularmente achei lindas”, conta Gorete. Barcelona, segundo eles, é espetacular em sua grandeza e arte, como a Igreja Sagrada Família, e outras obras de Gaudi. Aurio comenta: “Em Santiago de Compostela, parece que se volta no tempo, e que logo ali adiante aparecerá um cavalheiro. A Espanha me encantou. Cidades pequenas como Murcia, Valencia, Zaragosa, Algarve, são muito bem cuidadas, a maioria muito florida, e muito limpas.” A capital, Madri, também mereceu muitos elogios do casal, que já está planejando a próxima viagem para a Dinamarca, Noruega e Suécia: “Viajar é preciso”.

Em Guimaraes - Portugal

Na parte alta de Salvador

Luiza Forgiarini ganhou de presente de 15 anos um minicruzeiro pela costa brasileira, que fez na companhia da irmã

L

Luiza e Graciele no Cristo Redentor

uiza Forgiarini convidou a irmã Graciela Forgiarini para comemorar seus 15 anos em grande estilo. Juntas, elas rumaram, por sete dias de janeiro, a uma aventura em alto mar. Pensaram em muitos roteiros e decidiram pelo minicruzeiro no navio Sovereign. As irmãs embarcaram no Porto de Santos e seguiram por Rio de Janeiro, Salvador, Búzios, e retornaram a Santos. No Rio de Janeiro, conheceram os principais pontos turísticos da cidade maravilhosa, como Cristo Redentor, praia de Copacabana e o famoso sambódromo. Navegaram por dois dias até Salvador, lá passearam pelo Elevador Lacerda, Mercado Modelo, Igreja e Convento de São Francisco e Pelourinho. Na volta, pararam em Búzios, onde curtiram as belas praias. “Todas as atividades de entretenimento do navio foram sempre muito atrativas, pois participamos de diferentes programações como músicas, restaurantes, shows, teatro, festas temáticas, como noite de gala do comandante, festa na beira da piscina, noite do rock”, conta Luiza. “Gostei muito de acordar todas as manhãs e ver aquela imensidão do mar”, diz Luiza. “Plenitude de paz, ao navegar”, completa Graciela.

Graciela em frente ao navio Sovereign

STAMPA | 59


NAS ESCOLAS

O que você acha de trabalhar antes dos 18?

“A decisão se deve ou não trabalhar deve vir da cabeça de cada um. Se o jovem acha que pode atrapalhar os estudos dele, não é uma boa ideia, porém se ele acredita que irá conciliar trabalho com estudo, acho que não tem problema. Não tem idade certa para iniciar a vida profissional, é quando o jovem se sente pronto para isso”. Daniele Taciara Campos dos Santos, 16 anos – 3º ano, Escola Antônio Padilha

“Acho que o jovem pode, sim, trabalhar com menos de 18 anos, pois o trabalho é importante para o desenvolvimento do jovem, inclusive para ter noção de onde vem o dinheiro. O momento ideal para começar a trabalhar, no meu ponto de vista, é a partir dos 16 anos, pois nessa idade o jovem tem a cabeça mais formada e já sabe o que quer”. Laura Bronzatto, 15 anos – 2º ano do Ceap “Menor de idade pode trabalhar, porém, dependendo das condições oferecidas a ele, conforme a lei estabelece. Eu penso que um estágio na adolescência é a melhor oportunidade de aprendizado, pois o jovem tem uma base para a escolha da profissão. Entendo que um jovem de 15 ou 16 anos já tem idade para trabalhar, pois nessa idade ele sabe o que está fazendo e o que estão fazendo com ele”. Bruno Muraro Perondi, 16 anos – 3º ano, Ceap

“Trabalhar sendo menor de idade faz com que os adolescentes se acostumem com o tempo a pegar o ritmo e aprender as coisas, e como funciona o mercado. A idade ideal é entre 14 e 15 anos, pois é nesta idade que o jovem está no Ensino Médio, e consegue conciliar estudo e trabalho”. Natanael Beier, 15 anos – 2º ano, Escola Antônio Padilha 60 | STAMPA

“Trabalhar cedo faz com que a pessoa adquira mais responsabilidade para uma futura profissão. A idade que um adolescente pode começar a trabalhar eu acho que é pelos 16 anos, porém pode ser um jovem aprendiz, pelo menos para o jovem ter uma base do que é o mercado de trabalho”. Jessica Faller Telles, 16 anos – 3º ano, Escola Antônio Padilha

“Eu acho que um menor de idade pode trabalhar, porém com algo menos qualificado do que uma pessoa adulta. O momento ideal para ingressar no mercado de trabalho eu acho que pode ser pelos 17 anos, em um estágio, por exemplo. O bom de fazer um estágio na menor idade é a possibilidade de aprendizado para futuramente trabalhar em uma área”. Maria Clara Eifler, 16 anos – 3º ano, Ceap

“Para um adolescente começar a trabalhar depende muito de sua maturidade. Ao meu ver não tem idade certa para iniciar a vida profissional, pois acredito que depende muito dos ensinamentos e da responsabilidade de cada um”. João Pedro Berton Wissmann, 15 anos – 3º ano, Ceap

“Todo adolescente deve iniciar um trabalho cedo, pela responsabilidade que recebe e para aprender a administrar a vida mais cedo. Um estágio é uma oportunidade para chegar no mercado de trabalho de forma mais preparada para enfrentar o dia a dia de um profissional”. Kauê Renan de Oliveira, 17 anos – 3º ano, Colégio Antônio Padilha


STILETTO Bota UGG 5x R$ 79,98

ESTILO MANGA ROSA Blusa corrente tricot Ateen - R$ 499,00; saia pala transpassada Ateen R$ 429,00

HYDROLUX Porcelanato retificado 20x1,20 Portinari R$ 194,90 m², à vista

FOR MEN Camisa de algodão R$ 97,00

JOALHERIA POCHMANN Relógio Technos troca pulseiras masculino - 8x de R$ 151,20

NADINE DUBAL Sapato Drizza By Nadine Dubal - R$ 4X87,20; bolsa Drizza by Nadinel Dubal - 4x R$ 207,50

PANO LEVE Saia Rabusch - R$ 148,70; casaco camurça de lã Rabusch - R$ 410,00

ROMANZZA Cabeceira estofada Romanzza com botão R$ 1864,27

LE MOND Bota R$ 288,80, ou 8x R$ 36,10

BOUTIQUE NINAR Kit de berço - a partir de R$ 840,00 STAMPA | 61


Conclusões...

Humor & Cia

— Fazer uma mulher feliz é muito fácil. Difícil mesmo é juntar dinheiro pra isso. — Ainda bem que inventaram o Facebook, senão eu teria que ligar pra 500 pessoas pra dizer que estou indo dormir.

Colabore com este espaço. Mande temas divertidos para: stampa@jornaldamanhaijui.com

— Comida gordurosa é romântica: vai direto pro coração.

Satisfação O garoto apanhou da vizinha, e a mãe furiosa foi tomar satisfação: - Por que a senhora bateu no meu filho? - Ele foi mal-educado, e me chamou de gorda. - E a senhora acha que vai emagrecer batendo nele?

Homem difícil Um homem chega na balada e encontra uma mulher e então dá um garfo a ela. E ela pergunta: - Para quê o garfo? - É por que eu tô dando sopa. - Mas sopa se come de colher! - É que eu sou difícil.

Se um homem tomar a sua mulher, não há melhor vingança do que deixá-lo ficar com ela.

?

Por que apenas 10% dos homens vão para o céu? Porque se todos fossem, seria o inferno ...

Dizia um amigo: - Rapaz, eu tenho uma sorte bárbara. - Ganhaste na loteria? - Nada disso. Ontem de noite eu vinha saindo de um destes hotéis de alta rotatividade, justamente na hora que minha mulher ia entrando. E ela não me viu...!

Sabedoria oriental O jovem inconformado por não dar sorte com mulher bonita, vai procurar um grande sábio japonês (claro !!!) - Mestre, o que é preciso para um cara conseguir uma mulher linda e gostosa??? E o sábio responde: - É precisoo karatê, né ?! O jovem discípulo não entendendo direito, pergunta: - Karatê, mestre ?? - Sim. É preciso o karatê beleza,o karatê cabeça, o karatê carro, o karatê grana...

‘‘

AJUDA DO CÉU Uma pequena cidade do interior estava enfrentando uma enchente, cada vez mais o nível do rio estava subindo, então resolveram evacuar a cidade. Levaram toda a população embora, menos o padre que resolveu permanecer na igreja. Os bombeiros foram buscá-lo, mas ele disse: - Não se preocupem... Deus virá me ajudar... Passaram duas horas. O rio subindo cada vez mais. Os bombeiros mandam um barco buscar o padre, e ele na mesma: - Não se preocupem... Deus virá me ajudar... Mais duas horas e nem os barcos podiam ir lá, então mandaram um helicóptero buscar o padre: - Não se preocupem... Deus virá me ajudar... Como não tinham mais nada a fazer, desistiram do padre. E, o que tinha que acontecer, aconteceu. O padre morreu afogado. Chegando ao céu ele vai direto falar com são Pedro: - Mas porque? Sempre tive uma vida correta. Por que Deus não foi me ajudar? Aí São Pedro explode: - MAS COMO NÃO? Nós enviamos os bombeiros 3 vezes para te salvar!!

Todo dia é a mesma coisa: filho faz isso, filho faz aquilo ... Não vejo a hora de fazer 40 anos e sair daqui de casa. Vaticano já inicia processo de canonização daquele que atualmente vem fazendo muitos milagres... o Photoshop! A vantagem de usar dentadura é poder escovar os dentes e cantar ao mesmo tempo.

ENTRE ASPAS

“O tempo dura bastante para aqueles que sabem aproveitá-lo.” Leonardo Da Vinci (1452-1519), artista e inventor renascentista italiano

62 | STAMPA


Stampa julho  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you