Page 1

WWW.JMIJUI.COM.BR

Ijuí, Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Ano 43 - Nº 311

RS lidera ranking de gastos com servidores Estado tem 75% do orçamento comprometido com a folha de pagamentos do funcionalismo público. | 9

R$ 3,00

Projeto que limita gasto público avança Proposta está sendo discutida na Câmara.| 8

Prefeituras gaúchas terão que parcelar salários

Famurs realizou pesquisa em 306 cidades gaúchas. | 10

ESTAÇÃO CULTURA

Polícia Federal deflagra mais uma ação da Lava Jato

O projeto de restauração dos vagões deve ser finalizado até o mês de outubro.

|4

Mandados foram cumpridos em estaleiro de Rio Grande.| 9

"Saúde não pode servir de desculpa para CPMF" Presidente da Hospinoroeste, Amauri Lampert, critica intenção do governo de criar mais impostos. | 5

PMDB confirma coligação com o PDT em Ijuí Por 31 votos a 15, peemedebistas decidiram apoiar a candidatura majoritária do PDT. | 8

Sindicatos criticam mudanças na Previdência JOGOS ESCOLARES As centrais sindicais preparam manifestações em todas as capitais no próximo dia 16. | 5

Ijuí sediou ontem a modalidade futsal infantil e juvenil masculino e feminino da fase de coordenadoria dos Jergs. O voleibol terá as disputas amanhã. | 12

cmyk


RADAR

DIA DE CAMPO - Com objetivo de integrar o aprendizado em sala de aula e a prática de metodologias aplicadas na construção de rodovias, alunos do curso de Engenharia Civil da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí) realizaram, no dia 20 de julho, um dia de campo para conhecer as obras da Travessia Urbana de Santa Maria. A atividade foi coordenada pela Unidade Local do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). CAMPEONATO - A Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo (Smcet) convida a todos os bochófilos para reunião que será realizada amanhã, às 19h, na sala da Coordenadoria de Esportes do Ginásio Wilson Manica. No encontro será definido o início do Campeonato Municipal de Bocha Regra Mundial. O Campeonato Municipal de Bocha Regra Mundial é disputado em canchas sintéticas e carpete, porém neste ano, as equipes de canchas calcário estão convidadas a participar a título de experiência. INVERNADAS - O CTG Laureano de Medeiros promove o jantar Apresentação das invernadas artísticas, a partir das 20h30, no dia 12 de agosto. O valor do ingresso é R$ 20 e crianças até sete anos não pagam. O cardápio terá massa, molhos diversos, arroz, galeto e saladas diversas. Depois de um período parado, o Laureano de Medeiros está retomando a invernada pré-mirim, os ensaios acontecem nas segundas-feiras, a partir das 18h45. Mais informação com a coordenadora Raquel Alvares pelo telefone 8449 6740. PARCELA - O governo do Estado deposita hoje mais uma parcela do salário de julho dos servidores públicos do Executivo. Serão creditados R$ 800 para cada matrícula. Com essa terceira parcela, o funcionalismo receberá R$ 1.780 do salário. Conforme a Secretaria da Fazenda, serão utilizados recursos de empresas públicas e entidades que ficarão disponíveis no caixa único e do saldo dos depósitos judiciais. O dinheiro estará disponível para saque na parte da manhã. A expectativa do Palácio Piratini é quitar a folha até 19 de agosto. Ontem foram pagos de forma integral os salários dos funcionários das fundações e Emater. PARALISAÇÃO - Em reunião na tarde de ontem na sede do Cpers-Sindicato, em Porto Alegre, o Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais decidiu orientar todo o funcionalismo do Estado a paralisar as atividades amanhã. Os servidores da segurança pública já haviam decidido cruzar os braços na data. A expectativa do presidente da Federação Sindical dos Servidores Públicos do Estado do RS (Fessergs), Sérgio Arnoud, é de "grande adesão".

cmyk

2

OLHO DA RUA INDICADORES

Poupança 03.08.2016 ......................0,6591% Ouro 01.08.2016..................... R$ 142,33 (gr) Dolar Comercial (compra) ............ R$ 3,2638 Dolar Comercial (venda) ............. R$ 3,2644 Dolar turismo (compra) ............... R$ 3,2000 Dolar turismo (venda) ................... R$ 3,4000 Euro (compra) .............................. R$ 3,6637 Euro (venda) ................................. R$ 3,6643 IPC/FIPE Jun/ /2016 .............................0,65% IGPM Jun/2016 ................................... 1,69% INPC/IBGE Jun/2016 ............................0,74% IPCA Jun/2016 .....................................0,35% IGP-DI-FGV Jun/2016 ...........................1,63% UPF/RS 2016.................................. R$ 17,144

LOTERIAS Na Rua 13 de Maio, mais um retrato do perigo na via. O asfalto cedeu em frente a um bueiro e o local foi sinalizado com pedriscos e galhos para evitar acidentes.

NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

1º 2º 3º 4º 5º

ENTRE ASPAS "Para estas nações, o fato de saber quem comercializa com os Estados Unidos é condição determinante para que possam também comprar do Brasil. Portanto, essa abertura para os Estados Unidos nos abrirá muitas outras possibilidades de negócios", disse o secretário Ernani Polo.

"Não se falava muito em direitos antes de 1993, e sim de conquistas da mulher. Nessa concepção, as mulheres tinham as mesmas condições dos homens. Era como dizer que o problema estava nas mulheres e que dependia delas estar em iguais condições aos homens", disse Isabella Sander, relatora especial sobre discriminação contra a mulher na Organização das Nações Unidas (ONU). “O Brasil passa por uma crise política e econômica sem precedentes”, disse o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach.

2.316 1.864 9.104 4.130 3.358

CONCURSO nº

LOTOFÁCIL CONCURSO nº

1392

05 06 07 08 11 12 13 14 16 17 18 19 22 23 25

PREVISÃO DO TEMPO Fonte: Climatempo

Getúlio

4147

17 29 43 53 56

"Há uma omissão do Judiciário em relação ao grande número de processos. Esse atraso faz com que a vítima fique à mercê do agressor", disse Maria da Penha. "Deve escolher que caminho tomar dentro de uma derrota: a conciliação, preparando se para 2018, ou o combate ao golpe, reivindicando novas eleições", disse o secretário nacional de Formação do PT, Carlos Henrique Árabe.

-

QUINA

"Absolutamente inviável o reajuste salarial, bem como qualquer outro aumento de remuneração, tendo em vista as dificuldades enfrentadas pelo Estado para o pagamento dos salários dos demais servidores", afirmou o Estado sobre o pedido de aumento dos servidores do Detran.

Resultado de Segunda

ELEIÇÕES 2016 - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Gilmar Mendes, divulgou dados sobre as próximas eleições municipais, marcadas para o dia 2 de outubro. Segundo o ministro, R$ 150 milhões foram destinados para a compra de 90 mil urnas eletrônicas novas. O objetivo do investimento é garantir uma maior tranquilidade durante as eleições. O presidente do TSE informou que a estimativa é de que 530 mil a 580 mil candidatos disputem as eleições.

Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016


Notícias

Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

DESENVOLVIMENTO REGIONAL

Áreas prioritárias devem ter foco regional

Na manhã de ontem a Unijuí foi sede de mais uma rodada de debates do projeto O que está pegando?. Dessa vez, o tema em discussão foi o Planejamento Estratégico para desenvolvimento regional, focando no processo de elaboração do planejamento da região Noroeste Colonial. O professor Sérgio Allebrand explicou que a elaboração dos Planos estratégicos já vêm sendo desenvolvidos há anos, desde a década de 90. Nos anos 2000, o governo do Estado sugeriu que todos os Coredes elaborassem o seu Plano Estratégico, em 2015 e 2016 a ideia foi fazer a atualização do Planos. Para isso, o Fórum dos Coredes, por meio de um convênio com o Estado, conseguiu disponibilizar a cada regional o valor de R$ 2,5 milhões para arcar com a elaboração dessas propostas. Segundo ele, os 28 Coredes devem seguir a mesma metodologia. Para ele, um dos pontos que pode orientar a elaboração de plano se refere a análise com base em índices e indicadores de desenvolvimento regional. Para que o plano possa contemplar as diferentes áreas que a região necessita, o presidente do

Encontro ocorrido ontem, na Unijuí, debateu desenvolvimento regional

Corede Noroeste Colonial, Nelson Thesing, aponta sete eixos que devem nortear o planejamento. Na área de educação, "focando na formação continuada de professores, com ações voltadas às necessidades especiais de alunos, rever a problemática de inclusão social e trabalhar o ponto de vista científico", destaca o coordenador do Corede-Norc, Nelson Thesing. Outro tema abordado foi a questão de Ijuí ser referência em saúde. Nesse sentido, ele defende que existe uma dificuldade na rede de gestão de informação das unidades de saúde. No eixo da inclusão social,

a instalação de um centro de atendimento de idosos e para pessoas que têm necessidades especiais. No campo da agricultura, a formação da bacia leiteira. No setor de segurança, segundo defende o coordenador, há uma necessidade para que o quadro de servidores de segurança esteja completo, além da necessidade de uma frota melhor e infraestrutura de apoio. Para as questões da indústria, comércio e serviços, devem ser desenvolvidas ações que deem visibilidade à região. O último item se refere a infraestrutura e gestão pública.

Ações além dos grandes centros Quando se pensa em desenvolvimento regional, temos referência de dois grandes centros da região Noroeste Colonial: Ijuí e Panambi. Um com grande densidade demográfica e outro com forte representação no setor metal mecânico. Porém, o grande desafio é pensar ações que possam promover o desenvolvimento dos 11 municípios que fazem parte da Amuplam. Uma das formas, como defende o economista e professor da Unijuí, Sérgio Allebrand, é uma definição de prioridades no âmbito das regiões funcionais, o que pode ser compreendido que um projeto de impacto no desenvolvimento, independentemente de qual setor, não pode ficar restrito a um local, "por mais que fisicamente esteja localizado em um município, mas ele deve produzir efeitos em todos os municípios da região, não só do Corede, mas em territórios mais amplos", defende. Para que essas ações possam realmente ocorrer, ele destaca que os municípios precisam se entender, tomar decisões e deliberar para que haja entendimento de que: "bom, quais são as

nossas prioridades para o próximo ano? Como vamos enfrentar essas prioridades? quem vai ser o responsável? Sempre tendo presente que devemos trabalhar com projetos de impacto regional". Com isso, se pode viabilizar projetos de âmbito local. De acordo com o presidente do Corede-Norc, Nelson Thesing, mesmo que os projetos buscam um ponto de vista regional, por outro lado, ele diz que se percebe que a região já tem conseguido buscar alternativas nesse sentido. “A primeira, na Consulta Popular desse ano, onde uma das prioridades foi o apoio a agroindústria. Isso significa agregação de valor em seu município. Em um segundo momento, percebemos que cada município está buscando o desenvolvimento de sua área industrial". Para ele existe ainda um fator importante para destacar: a riqueza que é gerada nos municípios, nem sempre se tem o devido retorno. "Por exemplo uma produção de leite que há em um município, quando passa pelo processo de industrialização, em outro local, não dá o retorno para o município produtor, diferente-

3

Coordenador técnico exalta região Noroeste Vivemos em uma região privilegiada. A afirmação é do coordenador técnico de elaboração do Plano Estratégico do Noroeste Colonial, Alceu Van der Sand, quando comparada a situação econômica, social e humana que a região Noroeste oferece à população. Durante o evento de ontem, ele defendeu que a região, que abrange os 11 municípios que integram a Amuplam, foi a única região que teve aumento da população e isso se dá aos indicadores e dados socioeconômicos. De acordo com ele, o País já possui uma redução no ritmo de crescimento populacional, e o Estado é o que apresenta o menor ritmo de crescimento demográfico, porém, a região Noroeste Colonial foi uma das únicas que teve aumento de população. "Se formos analisar, a região Celeiro perde gente, a Fronteira Noroeste perde gente, em contraponto, durante o estudo realizado pela Unijuí com estimativas da Fundação de Economia e Estatística (FEE) e censos demográficos, no período de 2005 a 2014, percebemos que a nossa região recebeu 9 mil pessoas". Ijuí recebeu 5.201, o que corresponde a um aumento de 5% Panambi acolheu 5.547, aumentando 15%, "o que, de um ponto de vista de políticas públicas e infraestrutura, é um impacto bastante grande". Dos municípios pequenos, Coronel Barros recebeu 320 pessoas. "Que entendemos por duas questões básicas: a logística da BR-285 e os investimentos em habitação". No que se refere a geração de riqueza da região, ele explica que a região perfaz 1,85% do

Alceu Van der Sand

Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Sul, relativo a 2013, último cálculo que a FEE disponibiliza. A região cresce, no período de 2010 a 2013, a 170% e o Estado cresce a um ritmo menor, portanto, poderíamos dizer que temos uma produtividade maior. "A região Noroeste Colonial tem esses bons resultados no Idese e podemos avançar um pouco mais, quando digo que é bom viver aqui.", defende. Segundo ele, existe uma rede de ações que fazem com que os municípios estejam preparados para atender a comunidade. "E isso se manifesta em dados do Idese e outros indicadores". Ele destaca que os bons resultados que a região possui com os índices de avaliação, seja de desenvolvimento socioeconômico, Produto Interno Bruto e outros meios se dá devido aos movimentos comunitários da década de 50 e 60. "Por isso, talvez, temos essa qualidade de vida".

Nelson Thesing

mente de uma cooperativa. Se os municípios começam a se organizar, trabalhar de uma forma conjunta e partir da seguinte hipótese: tudo que produzimos no município, independentemente de onde for industrializado, nós queremos ter uma parcela na retransmissão da geração de riqueza que é gerada a partir desses impostos". Além disso, ele defende que é necessário desenvolver projetos que tragam um maior impacto regional aos municípios.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

ESPAÇO CULTURAL

Estação Cultura deve ser concluída até novembro

A reportagem do Grupo JM esteve na Estação Cultura, na tarde de ontem, que está em fase de construção na antiga estação férrea do município. O responsável pela restauração dos vagões que farão parte da estrutura montada em prol de um espaço cultural para a comunidade, Sérgio Lemes, da empresa SL Restaurações, conta que o trabalho está em pleno andamento, e o prazo de conclusão deste trabalho é o mês de outubro. Atualmente, um vagão está na metade do processo de restauração, enquanto um segundo aguarda pelo início do trabalho, e um terceiro está para chegar ao Município na próxima semana. Lemes, ferroviário há 30 anos, destaca a experiência que tem em restauração ferroviária e também no trabalho prestado às prefeituras no Estado. “O que está sendo feito em Ijuí é muito bacana, bem feito e organizado, o projeto em si aqui da cidade é um dos melhores que eu vi, é muito bom mesmo”, afirma.

cmyk

Moradora cobra solução para vala em via pública Moradores da Rua 13 de Maio reclamam de uma vala que abriu no asfalto bem em frente à garagem da residência dificultando a passagem de veículos. “A situação é terrível porque a gente não consegue nem sair com o carro, e se quebra uma roda quem vai pagar o prejuízo? Ou uma pessoa cai ali dentro”, conta a residente do local Solange Faber. “Precisamos desviar do buraco e entrar enviesado na garagem.” Segundo ela, a situação persiste há mais de dois meses e já entraram em contato com os setores públicos competentes, mas nada ainda foi feito para solucionar o problema. “Disseram que viriam, mas ninguém apare-

ceu até agora”, lamenta. Além disso, o esgoto passa pelo local criando mais uma situação de desconforto em função do forte odor que sai da vala. Procurado pela reportagem do Grupo JM, o secretário estadual de Obras, Desenvolvimento Urbano e Trânsito (Smodutran), Ubiratan Erthal disse que o problema desta vala é na canalização e, portanto, de competência do Departamento Municipal de Águas e Saneamento de Ijuí (Demasi). Ao longo do dia, a reportagem buscou contato com o responsável Dante Trindade, mas não foi encontrado no Departamento e o telefone estava desligado.

Previsão é de que o projeto da Estação Cultura seja concluído até novembro

“Vai ficar bonito, para as pessoas virem, aproveitarem e reviverem a estação férrea de antigamente.” Já, o engenheiro responsável pela obra na Estação Cultura, que compreende a estrutura física, Cesar Monteiro, acentua que já estava na hora de o Município valorizar um espaço de cultura

para a população. “Será muito bom para a comunidade que poderá aproveitar, terá bastante área coberta, terá lancheria”, explica. Segundo ele, a expectativa é de que esta parte do projeto seja concluída até novembro, antes do prazo estipulado pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo (Semcet).

Banco de Leite busca mais doadoras No início do mês de agosto é comemorada a Semana Mundial da Amamentação e o Banco de Leite Humano do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) foi certificado como ouro pelo desempenho de 2015 pela Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, ação integrada da Coordenação Geral da Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde com a Fundação Oswaldo Cruz, cujo objetivo é verificar o grau de conformidade que o Banco de Leite Humano atinge. Esta iniciativa iniciou em 2012 com projeto piloto que envolveu apenas os Bancos de Leite que são centros de referência nos Estados. No ano seguinte com a ampliação do programa, 182 BLHs participaram, sendo que o serviço do HCI foi um dos classificados e desde então vem mantendo a categoria maior, ouro, pelo terceiro ano consecutivo. A equipe do HCI hoje é formada por profissionais da enfermagem e da nutrição, que garantem qualidade do serviço. O serviço pioneiro na região Noroeste recebe visitas de profissionais de outros hospitais do Estado que buscam orientações Somente nove hospitais gaúchos possuem este serviço.

4

Mães são estimuladas a realizar doação na maternidade do Hospital de Caridade

“É um trabalho integrado que envolve as equipes da UTI Neo, maternidade/berçário e nutrição enteral. Lembrando que doar leite materno é um gesto que salva vidas e que qualquer quantidade é importante”, ressalta a enfermeira da maternidade, Simone Pascoal. A intenção do Banco de Leite do HCI é aumentar ainda mais o número de doadoras cadastradas. Para tanto, disponibiliza serviço de transporte onde a equipe vai até a residência da doadora. O cadastro é realiza-

do por meio do telefone 33319300, no ramal 9431. “A recomendação da organização Mundial de Saúde é que o aleitamento materno seja exclusivo até o sexto mês e se estenda até os dois anos ou mais. Este momento é importante pela mobilização social para a conscientização da população e de profissionais de saúde sobre os benefícios do aleitamento materno para a saúde da mãe e do bebê”, finaliza a gerente de enfermagem do HCI, Claudia Goergen.

Morador precisa entrar com o carro enviesado na garagem em função da vala na via

Atraso na Academia do Modelo gera preocupação As obras de construção da Academia de Saúde do bairro Modelo tiveram início, porém a opinião da população diante da construção não é das melhores. De acordo com o presidente do bairro, Sandro Dias, a estrutura tem problemas de planejamento. "Viemos observando que existem erros na planta da obra, como fragilidade na estrutura, que não sabemos se vai suportar os materiais. Outra preocupação que viemos tendo é em relação ao tempo, pois haviam nos prometido que terminaria

em 40 dias, mas ainda não estamos vendo a finalização, ao contrário, cada vez mais trabalho", explica. Em janeiro aconteceu a autorização e assinatura para o início das obras, mas de acordo com o presidente, os trabalhos estão praticamente parados. "Os responsáveis pela construção vêm aqui no bairro, trabalham dois ou três dias, depois voltam, trabalham mais um, é um total descaso com a população que apoiou, pediu a obra e não vê resultados", finaliza.

Academia do bairro Modelo apresenta problemas em sua organização e estrutura


Notícias

Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2015

5

SAÚDE PÚBLICA

Lampert não crê na CPMF como a solução Os hospitais filantrópicos e santas casas de misericórdia do RS realizam mobilizações durante o mês de agosto com o intuito de sensibilizar o governo do Estado para a importância de repassar os recursos em atraso referentes aos meses de fevereiro, março, abril e maio. O mês de junho foi pago integralmente, mas ainda há R$ 140 milhões referentes a quatro programas de Estado que ainda não chegaram aos cofres das instituições. Uma das ações realizadas é a colocação de faixas pretas nos uniformes dos funcionários de algumas das 245 instituições gaúchas. “Não temos nenhum posicionamento sobre como será feito o pagamento desses quatro meses de atraso. Como teve a suspensão do pagamento da dívida com a União, existe uma discussão interna no governo para que se estabeleça o pagamento integral a partir de junho, que já foi pago, e que talvez o governo esteja estudando uma nova sistemática de financiamento via Fundo de Apoio Financeiro e de Recuperacão dos Hospitais Privados Sem Fins Lucrativos e Hospitais Públicos (Funafir) para quitação desses débitos, com o modelo daquilo que foi feito no ano passado, no mês de novembro, quando

tivemos essa situação de buscar recursos”, explica o presidente da Associação dos Hospitais Filantrópicos do Noroeste (Hospinoroeste), Amauri Lampert. Ele revela que a maioria dos hospitais filantrópicos e santas casas de misericórdia que estão renovando seus contratos com o Estado enfrentam uma diminuição nos recursos ou estagnaram em relação ao valor anterior. “Não está tendo aumento de recursos para nenhum hospital, então precisamos trabalhar com menos, e fazer mais, pagar mais, o que está com certeza dificultando a gestão dos hospitais em função da crise econômica do País, e mais acentuada no Estado”, acrescenta. Para Lampert é preciso recuperar o diálogo entre as instituições e entidades de saúde com o governo do Estado, especificamente com o secretário estadual de Saúde (SES), João Gabbardo, que foi suspenso em função de um momento de turbulência nas relações. “Parece-me que agora há uma sensibilidade, porque fizemos um trabalho para isso, e estamos conseguindo construir uma linha de diálogo, porque é a única forma que vamos ter de solucionar, não no curto prazo, porque não existe uma solução pelo grande nível de endividamento que as instituições se

encontram em curto prazo, mas precisamos sensibilizar o governo em relação a essa situação, e dizer que não enxergamos como solução aquilo que o governo prega, muitas vezes, de instituir a CPMF para solucionar a saúde”, destaca Lampert. “Esse debate precisa estar em voga porque não podemos servir como desculpa para imposição de um novo imposto para ter receita para saúde, porque em outras épocas nós já tivemos um exemplo caro de que o recurso da CPMF não chegou até a saúde como deveria.” Além disso, o presidente disse ter observado que o governo do Estado prioriza algumas áreas, como Judiciário e Legislativo, em detrimento de outras, como a Saúde. “Então nós temos com certeza uma longa caminhada, porque a gente também percebe que o governo do Estado, em seu sétimo mês consecutivo, não tem conseguido honrar com a folha do Executivo. Precisamos enxergar que existem outras esferas de governo como o Judiciário e Legislativo que aprovaram aumentos significativos nos salários e nos gastos e isso nos preocupa, porque não se está olhando a estrutura como um todo e, sim, privilegiando alguns setores em detrimento de outros, essa é uma preocupação

Amauri Lampert

que precisa ser levada a público porque não pode haver um congelamento dos nossos contratos como está acontecendo, e por outro lado nossos insumos disparando com os índices inflacionários que existem no País”, enfatiza o presidente.

Sindicatos criticam Projetos aplicativos são apresentados da Saúde, em par- em equipe, a postura ética, cola- tica e entre o mundo do trabalho mudanças na Previdência ceriaO Ministério com o Hospital Sírio Liba- borativa e comprometida com as e da aprendizagem é um impor-

A decisão do governo interino de Michel Temer de impor mudanças mais drásticas para quem tiver até 50 anos quando a reforma da Previdência entrar em vigor é a mais nova polêmica sobre o tema. Se a decisão de fato se confirmar, contribuintes com 49 anos, por exemplo, terão de trabalhar até os 65 se forem homens e até os 62, no caso de mulheres, independentemente do tempo de contribuição que acumularem. Pela proposta em análise no Planalto, só terão direito a regras de transição pessoas com 50 anos ou mais — e ainda assim, para se aposentar terão de pagar uma espécie de "pedágio" de 40% a 50% a ser acrescido ao tempo que ainda restar de contribuição. Significa o seguinte: se faltar um ano para a aposentadoria, será preciso permanecer na ativa por pelo menos mais cinco ou seis meses. As alterações sinalizadas pelo Planalto também foram recebidas com críticas por sindicalistas. O presidente da Confederação dos Trabalhadores (CTB) no Estado, Guiomar Vidor, qualificou a proposta como "descabida". As centrais sindicais preparam manifestações em todas as capitais no próximo dia 16. Os protestos terão como alvo a reforma da Previdência e a flexibilização das

Guiomar Vidor

leis trabalhistas. “Este governo não tem legitimidade para propor uma reforma radical como essa. Não concordamos com as medidas e vamos fazer o possível para impedi-las. Estudos mostram que não existe déficit previdenciário. O problema é que o dinheiro da Previdência vem sendo usado para outros fins”, disse Vidor. A direção da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Estado também participará e, para o secretário de comunicação da entidade, Ademir José Wiederkehr, não há necessidade de reforma.

nês, por intermédio do Instituto Sírio Libanês de Ensino e Pesquisa, e com Município de Ijuí desenvolve desde novembro de 2015 o curso de Especialização Preceptoria Residência Médica no SUS e Preceptoria no SUS. Este curso tem como objetivo a capacitação de preceptores para programas educacionais desenvolvidos em serviço do Sistema Único de Saúde (SUS), considerando que essa questão tem sido um fator crítico de sucesso na integração ensino-serviço e no desenvolvimento do SUS. A proposta do curso é trabalhar com as metodologias ativas de ensino aprendizagem, buscando estimular o aprender, o trabalho

necessidades da sociedade. Em Ijuí, estão em formação 47 profissionais entre médicos, enfermeiros, nutricionistas, odontólogos, psicólogos, farmacêuticos e fisioterapeutas. Estes profissionais fazem parte da rede de saúde de Ijuí, da Unijuí e de outros municípios como Ajuricaba, Catuípe, Coronel Barros e Santo Augusto. Os encontros são realizados uma vez por mês, com duração de três dias. Para a realização do curso está sendo utilizada a infraestrutura da Unijuí. De acordo com a coordenadora municipal da atenção básica de Ijuí, Maria Celina de Freitas, a integração entre a teoria e a prá-

tante eixo educacional de currículos orientados por competências e baseado em metodologias ativas de ensino aprendizagem. "Por meio desse eixo, o desenvolvimento de capacidades para intervenção e transformação da realidade, geram projetos, que são denominados Projetos Aplicativos e a pretensão é que sejam potentes, viáveis e factíveis", explica. Dessa forma, acontece amanhã, às 13h30, no Salão Azul do Campus da Unijuí, apresentação dos projetos aplicativos dos especializandos para os gestores e convidados dos municípios com profissionais envolvidos no curso.

Dissídio aguarda assinatura do patronal Em assembleia realizada na última semana, a direção do Sindicomerciários repassou a categoria informações sobre acordos de dissídio em negociação neste ano. Segundo o presidente da entidade, Ari José Bauer, o dissídio dos setores de atacadistas, distribuidores de bebidas, funerárias, gêneros, mercados e óticas já está acordado com o Sindicato Patronal, aguardando a assinatura do seu representante para ser oficializado.

Em Ijuí, o piso será reajustado para R$ 1160, com 11,08% de reajuste para os salários acima do piso. Nos demais municípios da base de atuação do Sindicomerciários, o piso será reajustado para R$ 1155, com 9,6% de reajuste dos demais salários em julho (retroativo a março) e mais 1,35% em agosto. A diferença de reajuste entre a cidade de Ijuí e as demais cidades da base ocorre por classificação do Sindicato Patronal, de acordo com o número de habitantes de

cada município. O acordo com o Sincopeças também está encaminhado, apenas aguardando a sua confirmação através de assinatura do representante do Sindicato Patronal. O piso será reajustado para R$ 1158, com 9,2% para os salários acima do piso. É importante ressaltar que a data base para este setor do comércio era maio, passando para março neste ano. Portanto o cálculo para o reajuste é no acumulado de 10 meses, e não 12.

cmyk


Jornal da Manhã

OPINIÃO

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

DESAFIOS PARA A REGIÃO

S

aúde, educação, segurança, agricultura, indústria e comércio, infraestrutura e inclusão social. Esses devem ser os sete eixos que irão nortear a atualização do Planejamento Estratégico do Corede Noroeste Colonial. As áreas prioritárias já vêm sendo debatidas há algum tempo por entidades e pela comunidade, e ontem, durante mais uma edição dos debates promovidos pela Unijuí, foram novamente levantadas. O Plano Estratégico não é apenas definir as propostas para a próxima Consulta Popular, a ideia vai além. É preciso pensar em políticas macrorregionais.

São áreas importantes, claro, concordamos. Tanto é que enfrentamos sérias dificuldades no que se refere aos repasses da saúde. Na educação, temos um exemplo em Ijuí, onde a Escola Infantil do Tancredo Neves

foi abandonada pela empresa e ainda não tem data de entrega. O setor de segurança sofre com atrasos de salários, falta de recursos e a população é a maior atingida. Na agricultura, há poucos dias Ijuí, recebeu o Fórum Estadual do Leite, sendo destaque na produção leiteira regional. São alguns exemplos, mas se percebe que em diferentes setores, a região é carente de

metas, ações ou projetos que possam promover o desenvolvimento regional. Mas aí, surge a pergunta, como reverter este quadro, com ações que envolvam todos os municípios, frisando que o Corede-Norc abrange 11 municípios (Ajuricaba; Ijuí; Panambi; Nova Ramada; Joia; Augusto Pestana; Bozano. Condor; Coronel Barros; Pejuçara e Catuípe) e, em sua maioria, são municípios pequenos. Apenas dois deles, Ijuí e Panambi, possuem uma representatividade em população, índices de desenvolvimento e Produto Interno Bruto. Com isso, outros municípios acabam ficando em segundo plano. Mas o foco principal do Plano Estratégico é justamente o contrário. A proposta é promover ações que de uma forma geral possam contribuir com projetos que desenvolvam toda a região, pequenos e grandes municípios. Estabelecendo, a curto, médio e longo prazo propostas que possam contribuir para o aperfeiçoamento da comunidade onde está inserida e ser ampliada para as demais, ou, ainda, extrapolando as fronteiras da região Noroeste Colonial. Sendo exemplo e podendo ser implementada em outras regiões. O Plano Estratégico não é apenas definir as propostas para a próxima Consulta Popular, a ideia vai além. É preciso pensar em políticas macrorregionais.

PONTO DE VISTA

Lucas Schifino Professor e economista do Sistema Fecomércio fala sobre a situação econômica

Como está sendo tratado o assunto "crise" em suas palestras? Ultimamente, nas palestras que eu tenho realizado eu costumo antes de começar a palestra, dizer: "por favor, não matem o mensageiro", pois atualmente os economistas têm sido mal-recebidos, pois eles só dão notícias ruins. A apresentação teve como foco principalmente a crise que o País está vivendo, mas eu procurei não focar só nisso e ficar mostrando dados somente negativos. Demonstramos as causas da crise que vem assolando o Brasil e isso é importante para os empresários e sociedade em geral, para que entendam porquê chegamos nesse momento. Explicamos que a

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

principal causa é um problema de gerenciamento da economia brasileira. Eu mostrei na palestra que só o Brasil vive uma crise desse tipo hoje, nenhum grupo de países do mundo, se pegarmos a taxa de crescimento média do mundo, não se percebe essa crise. Como a crise atinge o setor varejista? O setor demorou um pouco mais para entrar na crise, se compararmos com a indústria. Temos quedas de vendas no comércio varejista de um ano para o outro, na casa dos 9% em termos reais. Esse segmento depende muito do que acontece no Mercado de Trabalho, e nesse momento esse setor continua piorando. Temos sinais de estabilização da economia, principalmente perspectivas, mas em termos concretos no segmento, não percebemos melhoras. Pode-se pensar em uma retomada de crescimento em curto prazo? A economia se move em ciclos, as projeções atuais estão cercadas de incertezas, porque elas dependem de um movimento político. Esse movimento só vamos ter clareza depois do impeachment, e se o governo aprovar as reformas que estão sendo buscadas para a economia. As projeções afirmam que em 2017, a partir do 2º semestre, estejamos apresentando um crescimento significativo.

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Jocelaine Simão redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

cmyk

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui.com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com

6

ARTIGO

A crise da saúde e os hospitais filantrópicos Ivo Joel Boratti Administrador e Advogado O Estado brasileiro, através da Constituição Federal e outras leis secundárias, prometeu ao povo muito mais do que poderia entregar. Entre as promessas, encontram-se aposentadorias precoces, privilégios a diversas categorias de servidores públicos, subsídios ao capital privado, educação, segurança e saúde gratuita para todos. Prometeu, mas não consegue entregar. O Estado quebrou. Se a responsabilidade pela quebra do Estado deve ser atribuída aos políticos, no caso das empresas privadas, entre as quais encontra-se a maior parte dos hospitais, o ônus da insolvência recai sobre os dirigentes. Assim sendo, quando analisamos o estado falimentar de muitos hospitais filantrópicos, não podemos buscar explicações apenas no atraso dos pagamentos por parte do governo, uma vez que não representa a principal causa dos déficits observados. Em essência, o déficit é uma questão econômica e não financeira. Contabilmente, o déficit não está atrelado à falta de pagamento por parte dos tomadores de serviço. O déficit é gerado quando as receitas não cobrem os custos dos serviços. Na relação que os Hospitais mantêm como SUS, de duas uma: ou têm problemas com a gestão interna de custos, ou assinam contratos potencialmente deficitários. Qualquer que seja a hipótese, a responsabilidade cabe à direção do hospital. Ou o hospital administra melhor seus custos, ou não assina os contratos deficitários. Ninguém obriga o hospital a prestar serviços deficitários. Cabe a ele fazer o dever de casa. E o dever de casa começa na assinatura da “contratualização”. É nesse momento que o hospital se compromete a prestar determinados serviços, a determinados preços. Se o contrato, por exemplo, prevê o pagamento de R$ 1.000,00 para médicos de plantão, o hospital só deverá aceitar diante da possibilidade real de contratar médicos a esse preço. Afinal, a responsabilidade por fornecer saúde gratuita é do governo e não da diretoria do hospital. Se a população não encontra estruturas de saúde condizentes, deve reclamar para o Estado e não para o hospital. Cabe ao parlamento brasileiro encontrar soluções para a crise da saúde. A população precisa ter clareza disso, exigindo providências dos poderes executivos e legislativos em todos os níveis da federação. Se prestar serviços para o SUS resulta em prejuízo, cabe ao hospital reduzir sua dependência do governo, privilegiando atendimentos a convênios e particulares. A filantropia não é o único caminho, até mesmo porque apresenta resultados questionáveis. A operacionalização de equipamentos adquiridos via emendas parlamentares, muitas vezes, gera resultados negativos. O hospital, para sobreviver, precisa ser encarado como um negócio, embora seja de saúde. Quanto à solução para a saúde pública, entendo que passa por mudanças na própria Constituição Federal, estipulando, por exemplo, que atendimentos via SUS somente serão prestados a pessoas com renda familiar até 15 SM. A saúde está muito cara, não existe dinheiro público para todas as demandas. Em resumo, não cabe hospital privado bancar a conta pública da saúde. Manter serviços com prejuízo compromete a sobrevivência da instituição. Endividamento tem limites. Tomara que a crise do Estado não leve junto os hospitais.

Artigos assinados são responsabilidade de seus autores. Para publicação, os artigos devem ser enviados com identificação do autor (nome completo, documento, endereço e fone) em fonte times, corpo 10, entrelinha 11, com até 30 linhas, para o e-mail redacao@jornaldamanhaijui.com

Representantes Comerciais: Grupo de Diários

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

www.jmijui.com.br

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATuRAS E CIRCuLAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0316 3331-0317 Semestral: R$ 200,00 Anual: R$ 400,00 Correio: R$ 400,00 (semestral); R$ 800,00 (anual)


Notícias

Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

CPERS

Entidade adere a paralisações amanhã

Amanhã, diversas categorias do Estado realizam um dia de paralisações devido ao parcelamento de salários anunciado pelo governador, ainda na semana passada e que deve ser quitado até o dia 19 apenas. Entre os setores que devem ser afetados com a paralisação está a educação. De acordo com a diretora do 31º Núcleo do Cpers, Teresinha Mello, o ato será unificado dos servidores públicos, a fim de mostrar para a população a situação que o governo tem atuado. “Precisamos contrapor isso”, defende. Saúde, segurança e educação foram convidados a participar da manifestação programada para iniciar às 9h, na Praça da República. Segundo destaca Teresinha, mais um mês de parcelamento preocupa os profissionais e o pedido é que os investimentos do Estado sejam feitos de forma transparente. “O governo

está maquiando os números”, defende ela. “Não sabemos como devem ficar os próximos meses, queremos que o governo faça a transparência do dinheiro do Estado. Não conseguimos visualizar o porquê de o governo não pagar em dia o funcionalismo”. Durante as paralisações ocorridas no primeiro semestre, uma das principais preocupações dos professores foi o da aprovação da PL 44/2016, que passa as escolas públicas para as organizações sociais. Para o segundo semestre, ela não descarta a hipótese de uma nova paralisação, agora, agravada pelo constante parcelamento de salários dos servidores. “Agora retomamos a questão do movimento unificado para que possamos ter uma visibilidade maior e que possamos pressionar mais amplamente a questão política do governo”. O Cpers, segundo a dirigen-

MEC libera recurso para concluir obras de escolas O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou na segunda-feira, a liberação de R$ 171,2 milhões para a Educação Básica. São R$ 142,18 milhões para execução de 1.725 obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Educação), nas 27 unidades da Federação. Os outros R$ 28,92 milhões são destinados ao custeio de 87 obras vinculadas ao Plano de Ações Articuladas (PAR). “Vamos honrar os compromissos assumidos pelo MEC e só depois daremos início a novas obras”, afirmou Mendonça Filho. Ele ressaltou que usou critérios técnicos na escolha dos municípios beneficiados, com prioridade para obras em andamento, principalmente, aquelas que estão próximas do término, para ter a conclusão garantida. Os recursos destinam-se a obras em geral, como construção de escolas, salas de aulas, creches e quadras. “Nossa prioridade é que o MEC possa estar mais perto dos municípios, trabalhando para garantir o atendimento de crianças e jovens do Brasil”, afirmou o ministro. Desde que a atual gestão assumiu o MEC, em maio, já foram liberados cerca de R$ 1,4 bilhão em recursos para a educação

7

Alunos visitam Usina Hidrelétrica José Barasuol Como parte do Projeto Institucional 2016 Pesquisar para Conquistar, os alunos dos 5º e 6º anos da Escola Municipal Fundamental Anita Garibaldi realizaram, ainda no primeiro semestre uma visita de estudos a PCH José Barasuol da Ceriluz. A atividade teve como objetivo ampliar os conhecimentos sobre a produção de energia elétrica e observar o funcionamento de uma usina hidrelétrica. Na oportunidade, os alunos puderam observar o funciona-

mento da minicentral acoplada a barragem, bem como, obtiveram informações importantes acerca da energia gerada. Além disso, visitaram a casa das máquinas, na qual a água passa pelas turbinas gerando energia. A Usina está localizada no rio Ijuí, no distrito de Santana, a aproximadamente 15km do Centro da cidade. A visita foi acompanhada por professores e direção da Escola e orientada pelo técnico da Cooperativa.

Teresinha Mello

te, ingressou com uma liminar contra o governador cobrando a responsabilidade por estar descumprindo a lei de pagar os servidores.

Visita faz parte do Projeto Institucional Pesquisar para Conquistar

Alunos são premiados nos Jergs Após três meses de competição, encerrou a fase municipal dos Jogos Escolares do Rio Grande do Sul (Jergs), ação que tem como finalidade proporcionar aos alunos da rede pública a prática do esporte educacional e, assim, qualificar a cidadania, teve estudantes das escolas de Ijuí classificados para a fase regional de Coordenadorias. A Escola Estadual de Ensino Fundamental Ijuí foi representada na competição, obtendo bons resultados. As principais conquistas

foram: hexacampeão no futsal feminino infantil, bicampeão no futsal masculino infantil, tricampeão no basquete infantil masculino, tricampeão no handebol e basquete mirim masculino (todas de forma consecutiva). Além destas conquistas coletivas, a escola também conquistou o primeiro lugar no lançamento de disco infantil masculino e feminino. Segundo o treinador e professor de Educação Física da Escola, Márcio Schiavo, os treinos são realizados uma vez por semana na

quadra da escola, em turno inverso às aulas. “Além de incentivar a prática do esporte, os treinos também ajudam a desenvolver nos alunos a disciplina, cumprimento de normas e horários, e incentivam a convivência em grupo”, destaca. As equipes campeãs terão como próximo desafio representar, não somente a escola, mas o município de Ijuí na fase de Coordenadorias que já ocorreu nos mês de julho e tem continuidade em agosto.

Mendonça Filho

básica. Os programas que receberam mais verba foram o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), com R$ 663 milhões; e o Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), com R$ 357 milhões. Ao todo, o MEC, na gestão de Mendonça Filho, já liberou mais de R$ 5 bilhões, incluídos repasses para o PAC destinados à execução de programas e ações da educação básica, superior e tecnológica, além de avaliações, convênios e despesas administrativas.

Em diferentes modalidades, os alunos da Escola Ijuí foram premiados e seguiram a fase regional

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

REFORMA NO ORÇAMENTO

CCJ avança em PEC que limita gastos do governo

Discussão do projeto avançou na CCJ. Matéria terá Perondi como relator

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados rejeitou, por 34 votos a 10, um requerimento apresentado pela bancada de oposição ao governo, que pretendia retirar da pauta a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241/2016, que fixa tetos de gastos públicos da União, no âmbito dos três Poderes. Com isso, a admissibilidade da proposta deve ser votada na próxima semana, o que abriria caminho para a instalação da Comissão Especial específica para debater o projeto. Com a rejeição do requerimento, a Comissão de Constituição e Justiça deu início à discussão do relatório do deputado Espiridião Amin (PP-SC),

que é favorável à proposta. Para o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), vice-líder do governo na Câmara, e que deve ser confirmado nos próximos dias como relator da proposta na Comissão Especial, a fixação de tetos é uma medida necessária, transformadora e inovadora em termos orçamentários e deve contribuir para o ajuste das contas públicas. “O governo federal está quase insolvente e precisa equilibrar as despesas públicas. Só isso pode devolver o clima de confiança entre os consumidores e os investidores”, afirmou. Para o parlamentar, esta é a medida mais importante do governo interino de Michel Temer

para enfrentar a crise econômica e permitir a destinação de mais recursos para conceder benefícios aos serviços públicos, principalmente nas áreas de saúde e educação. Ainda segundo Darcísio Perondi, o governo ganhou uma semana rumo à aprovação do projeto, mas será necessário muito empenho da base aliada na Câmara para votar a matéria até o final do mês de outubro e encaminhá-la para o Senado. “Com o início do período eleitoral, vamos precisar empreender uma verdadeira operação de guerra para garantir o quórum no Congresso Nacional. É possível. Estou contente e confiante com os novos tempos”, completou.

Comissão da AL recebe relatório A Comissão Especial dos Municípios Sem Acesso Asfáltico da Assembleia Legislativa se reuniu nesta semana com o secretário estadual dos Transportes, Pedro Westphalen. A audiência ocorreu na sala Maurício Cardoso do Palácio Farroupilha. Durante o encontro, Westphalen entregou o relatório com a situação de cada um dos municípios que ainda lutam pelo acesso asfáltico. A solicitação havia sido feita ao secretário na primeira audiência pública da Comissão Especial, realizada dia 25 de abril no Plenarinho da Assembleia Legislativa. De acordo com o levantamento, 74 municípios gaúchos ainda batalham pelo acesso asfáltico. Destes, 24 contam com recursos e estão com obras em andamento. Outros dois não tiveram interessados na licitação e 48 trechos não possuem fonte de recursos. “Queremos valorizar o trabalho da Comissão Especial, que foi até as regiões escutar as comunidades que ainda lutam pelo acesso

cmyk

Relatório de obras foi entregue pelo secretário Westpaheln a deputados

asfáltico. Os dados levantados nestes encontros irão enriquecer ainda mais o nosso relatório”, explicou Westphalen, ressaltando ainda que todas as empresas responsáveis pelas obras estão recebendo o pagamento em 30 dias. Em entrevista ao Grupo JM ontem, o deputado Eduardo Loureiro (PDT), que integra a comissão e participou do encontro, falou sobre o relatório. "Com esse número significativo de obras paradas, o secretário Westphalen nos

disse que há uma boa perspectiva de captação de recursos para concluir os acessos. Isso porque, a partir da renegociação de dívidas do Estado, haverá um novo espaço fiscal para conseguir verbas. A estimativa do governo é de que sejam necessários R$ 800 milhões para poder atender todos os municípios que não têm acesso pavimentado. Nas Missões, por exemplo, temos inúmeros municípios aguardando com ansiedade esta melhoria", contou Loureiro.

8

PMDB define apoio ao PDT nas eleições O PMDB de Ijuí realizou na noite de ontem sua convenção municipal. Na ocasião, o diretório do partido aprovou o apoio à chapa majoritária do PDT nas eleições municipais de outubro, que deve ter Valdir Heck como candidato a prefeito. Pelo placar de 31 votos a favor do apoio, contra 15 votos a favor de chapa própria, foi definido o rumo do PMDB no pleito, em outubro. Um voto ainda foi contabilizado em branco. O evento foi realizado no CTG Velho Vargas, no bairro Getúlio Vargas, e oficializou o apoio do partido à candidatura majoritária do PDT. A convenção de ontem também confirmou 12 nomes que deverão concorrer às cadeiras do po-

der Legislativo. Ao longo das últimas semanas, a disputa interna no partido foi bastante acirrada entre os diferentes grupos que compõem o PMDB. O vereador Daniel Perondi era a liderança que mostrava maior contrariedade ao acordo com o PDT, já que pretendia ser candidato a prefeito pela sigla. Os termos aprovados pelo partido para a formação da coligação preveem apenas o apoio dos filiados ao candidato do PDT, sem que os peemedebistas possam indicar um candidato a vice-prefeito. Na noite de hoje será a vez do PDT oficializar seus respectivos candidatos às eleições, no dia 2 de outubro.

Diretório do PMDB se reuniu na noite de ontem para definir futuro político

Pedido de vista adia cassação de Jardel A Justiça adiou a decisão sobre o futuro político do deputado estadual Mário Jardel (PSD). O motivo foi um pedido de vista do desembargador Diógenes Vicente Hassan Ribeiro, que solicitou mais tempo para a análise do processo. Ele foi acompanhado por mais 11 magistrados do órgão especial do Tribunal de Justiça que analisou o mérito do processo contra o parlamentar gaúcho. A cassação do deputado na Assembleia Legislativa está suspensa desde 5 de julho, graças a uma liminar da defesa do parlamentar aceita pela Justiça. Os advogados alegam que Jardel não teve a oportunidade de se defender da maneira como deveria durante o processo que tramitou nas comissões da Assembleia, e que posteriormente seria votado em plenários pelos demais deputados. A Mesa Diretora do Parlamento ingressou,

então, com um agravo no poder Judiciário. A relatora do caso, desembargadora Catarina Rita Krieger Martins, votou em sessão realizada na última segunda-feira pela manutenção da liminar. Declarou ainda que o processo de cassação na Assembleia deverá retornar à etapa da Comissão de Ética, para tomada de depoimento de Jardel. A comissão havia dado prosseguimento após tentar sucessivas convocações do deputado, que estava sob licença médica. O voto da relatora foi acompanhado por nove desembargadores. Não há previsão de nova data para a apreciação do recurso. Consultada pela reportagem, a procuradoria jurídica da Assembleia Legislativa informa que irá aguardar a votação final pelo órgão especial do TJ para estudar que medidas serão eventualmente tomadas.


Notícias

Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

RANKING NACIONAL

RS tem maior gasto com folha de pagamentos Um relatório divulgado pelo Ministério da Fazenda mostra que seis estados brasileiros – Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Goiás e Rio de Janeiro – estão acima do limite de gastos com pessoal previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal. De acordo com a lei, essas despesas não podem ultrapassar 60% da Receita Corrente Líquida do estado. Os dados, de 2015, mostram que no Rio Grande do Sul a situação é a mais grave, com folha de pagamento correspondendo a cerca de 75% da Receita Corrente Líquida. No Mato Grosso do Sul, o percentual aproximado é 73% e, em Minas Gerais, próximo a 68%. Paraíba, Goiás e Rio de Janeiro têm comprometimento entre 60% e 65%. A média de comprometimento no país é 57,3%. As informações da Fazenda mostram também que as despesas com pessoal cresceram em ritmo mais intenso que a arrecadação tributária nos últimos dois anos. Em 2014 e 2015, a arrecadação aumentou 6% e 7%, respectivamente. Paralelamente, os gastos com pessoal cresceram 10% e 12%.

Dados que abarcam o período de 2009 a 2015 indicam, ainda, crescimento real (descontada a inflação) expressivo dos gastos com pessoal nas unidades da Federação. O Rio de Janeiro registrou a maior alta, de 70%. Santa Catarina aumentou as despesas em cerca de 65%. A média de crescimento para todos os estados do país e o Distrito Federal, no período, ficou em 38%. No relatório, a Fazenda compara o aumento nos gastos com pessoal à alta do endividamento dos estados com a União. O ministério destaca que a dívida com o governo federal cresceu em ritmo menor. “Os dados

apontam aumento de 3,7% do gasto com a União entre 2014 e 2015, uma variação positiva de R$ 1,3 bilhão. Para efeito de comparação, tal aumento foi bem inferior à elevação das despesas de pessoal no mesmo período, de R$ 31,2 bilhões”, diz o documento. O secretário do Tesouro Nacional, Otávio Ladeira, informou que a Fazenda passará a divulgar anualmente dados sobre as finanças públicas de estados e municípios. Segundo ele, a intenção é divulgar em março as informações sobre os estados e, em agosto, os dados sobre os municípios.

Impeachment tem parecer favorável O relator do processo de impeachment, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), apresentou ontem seu parecer afirmando que há provas para o julgamento final da presidente afastada Dilma Rousseff. Em seu voto, Anastasia afirma que Dilma cometeu um "atentado contra a Constituição". O parecer de Anastasia será votado pela comissão na quinta-feira, depois de discussão e deverá ser aprovado por ampla maioria. "A gravidade dos fatos constatados não deixa dúvidas quanto à existência não de meras formalidades contábeis, mas de um autêntico atentado à Constituição", afirma Anastasia em seu relatório. O parecer, que embora tenha sido apresentado mas ainda não lido, destaca ainda o manifesto descumprimento das leis por meio da "ação coordenada" de órgãos e entidades de cúpula da Administração Superior, o que jamais ocorreria, no contexto examinado, sem o conhecimento do comando central do governo. No documento, Anastasia diz que, na conclusão final, que há

9

Lava Jato faz busca em estaleiro no Estado Policiais federais cumpriram no início da manhã desta terçafeira dois mandados de busca e apreensão no estaleiro QGI, da empresa Queiroz Galvão, e em uma sala alugada pela empresa no centro da cidade de Rio Grande, Sul do Estado. A ação faz parte da 33ª fase da Operação Lava Jato, denominada "Resta Um", deflagrada ontem. Conforme informações do delegado da Polícia Federal, Gabriel Leite, foram apreendidos documentos e HD’s de computadores que vão ser enviados para Curitiba, sede das investigações. De acordo com a Polícia Federal, a investigação desta fase da Lava Jato gira em torno da Queiroz Galvão no chamado "cartel das empreiteiras", grupo de empresas que se organizaram com o objetivo de executar obras contratadas pelas Petrobras. As obras investigadas en-

globam contratos no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, na Refinaria Abreu e Lima, Refinaria Vale do Paraíba, Refinaria Landulpho Alves e na Refinaria Duque de Caxias. Conforme os autos, a construtora Queiroz Galvão possui o terceiro maior volume de contratos investigados no âmbito da Operação Lava Jato. Os executivos da construtora também são investigados pela prática sistemática de pagamentos indevidos a diretores e funcionários da Petrobras, além do repasse de valores partidos políticos travestidos de doações oficiais através de operadores. As operações realizadas por ordem dos executivos da empresa ocorreram através de transações comandadas por operadores tanto no Brasil como através de pagamentos no exterior em retribuições a obtenção de contratos com a estatal.

Estaleiro de empresa foi alvo de busca e apreensão da PF na manhã de ontem

Exonerado assessor que assinou apoio a Lula

Lira cumprimenta o relator Antônio Anastasia, que indicou o impeachment

"procedência da acusação" e que o processo deve prosseguir. Em termos legais, o tucano conclui pela "pronúncia da denunciada Dima Rousseff, pela abertura de créditos suplementares sem autorização do Congresso e pela realização de operações de crédito com o Banco do Brasil para a realização do Plano Safra". A operação com o Plano Safra é conhecida como "pedalada fis-

cal" e envolve cerca de R$ 2 bilhões. Anastasia acusa o governo Dilma de ter cometido "expansão insustentável dos gastos públicos" e disse que se instalou "um vale-tudo" orçamentário e fiscal. Para ele, o trabalho da comissão mostra que houve um "sistemático e abrangente descumprimento de princípios basilares" da boa administração pública e do Estado de Direito.

Um assessor do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, pediu exoneração ontem, após a repercussão do manifesto no qual advogados defenderam o recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU). Manoel Lauro Volkmer de Castilho foi um dos 64 assinantes do manifesto. Ele é casado com a vice-procuradora da República, Ela Wiecko, que também atua no Supremo. O anúncio sobre a exoneração foi feito pelo ministro, em conversa com os jornalistas, antes da sessão da Segunda Turma do STF. Teori Zavascki disse que conhece Castilho desde a época da faculdade e que este trabalhou com outros ministros do Supremo. Teori ressaltou ter aceitado o pedido de exoneração para evitar constrangimentos.

De acordo com o ministro, Castilho não trabalhava na parte de processos criminais do gabinete, setor que concentra os processos da Operação Lava Jato. “O problema é que pode não se separar a figura das convicções pessoais dele do atual cargo que ele ocupa, trabalhando no Supremo e no gabinete. O conteúdo do documento pode, aparentemente, fazer com que se façam leituras incompatíveis. Ele percebeu isso e tomou a iniciativa de pedir exoneração”, explicou Teori. Além do assessor de Teori Zavascki, estão entre os apoiadores do ex-presidente Lula o ex-ministro da Justiça e subprocurador da Procuradoria-Geral da República Eugênio Aragão, o advogado Flávio Caetano, que atuou na campanha eleitoral da presidenta afastada Dilma Rousseff, e o deputado federal Wadih Damous (PT-RJ).

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

10

CONTAS NO VERMELHO

Prefeitos irão parcelar salários, afirma Famurs A queda nos repasses federais e os cortes das verbas estaduais colocam em risco o pagamento integral dos salários de servidores em dezenas de municípios gaúchos. Um levantamento feito pela Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), entre abril e julho deste ano, constatou que 73 prefeituras devem parcelar os salários até o fim do ano. O número corresponde a 24% dos 306 municípios pesquisados. Os dados foram divulgados ontem. Segundo a Famurs, 89% dos prefeitos citaram como principal problema a queda nos repasses do governo federal. Também são apontados como causa da crise financeira nos municípios o corte de verbas estaduais e o aumento das despesas com folha de pagamento. "A gente espera uma reação na economia para que sejam feitos os repasses necessários aos municípios, em particular ao Fundo de Participação dos Municípios. Quem sabe o governo federal, vendo que essa situação não é causada pelos municípios, possa fazer um repasse a mais para o fechamento das contas. É um ano de encerramento de mandatos e, evidente-

mente, muitos prefeitos podem encerrar o ano deixando restos a pagar e serem penalizados pelos órgãos de fiscalização", disse presidente da Famurs e prefeito de Arroio do Sal, Luciano Pinto. O coordenador do departamento jurídico da Famurs, Esteder Jacomini, explica que protelar o pagamento dos funcionários públicos é tema controverso entre os operadores do Direito. Ele classifica a medida como arriscada. “Se um município parcelar salário, ele pode ter complicações perante o Poder Judiciário e o Tribunal de Contas”, avaliou. Em 2016, apenas uma parcela (64%) das prefeituras gaúchas conseguiu corrigir o salário do funcionalismo de acordo com a inflação. Conforme a pesquisa da Famurs, 36% dos municípios não concedeu aumento integral aos servidores municipais. "Essa foi uma das dificuldades enfrentadas pelas prefeituras neste ano", comenta a assessora técnica da Área de Receitas Municipais da Famurs, Cinara Ritter. Boa parte das prefeituras concedeu reajuste inferior à inflação. Essa foi a alternativa encontrada por 75 cidades (24%). Outra solução, utilizada por 28 municípios

(9%), foi parcelar o reajuste. Em 12 municípios (3%), os funcionários públicos não receberam aumento salarial. "A falta de recursos e o risco de extrapolar o limite da folha de pagamento, estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, restringiram a concessão de aumentos ao funcionalismo", justificou Cinara. A dificuldade enfrentada pelas prefeituras foi evidenciada com a recente divulgação de outro estudo realizado pela Famurs. No levantamento, foi demonstrado que as prefeituras gaúchas deixaram de receber R$ 209,6 milhões da União no primeiro semestre de 2016. A defasagem nas receitas foi provocada pela queda na arrecadação do governo federal, que afetou os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Conforme projeção do governo federal, apresentada no Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2016, era previsto um crescimento de 7,9% nas receitas do FPM em relação ao ano passado. É com base nesse cálculo, elaborado pela Secretaria do Tesouro Nacional, que as prefeituras projetam seus orçamentos. Dessa forma, os municípios gaúchos seriam contemplados

Eixo Governança e Gestão alcança meta

Documento foi apresentado ontem pelo governador José Ivo Sartori

A avaliação dos objetivos estratégicos das secretarias vinculadas do Eixo Governança e Gestão encerrou na última terça-feira o 2º Ciclo de Monitoramento do Acordo de Resultados 2016. De acordo com a análise, 86% dos indicadores atingiram as metas definidas pelas secretarias. A reunião ocorreu na Sala de Governança da Secretaria Geral de

Governo (SGG). O governador José Ivo Sartori e o vice-governador José Paulo Cairoli acompanharam o andamento dos 14 projetos e 77 indicadores de desempenho do eixo. "O resultado mostra que não estamos de braços cruzados diante das dificuldades. Seguimos firmes em busca de soluções", avaliou Sartori.

O Eixo Governança e Gestão é composto pela casas Civil e Militar, Procuradoria-Geral do Estado, e as secretarias Geral de Governo; de Comunicação; de Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos; do Planejamento, Mobilidade e Desenvolvimento Regional; e da Fazenda. A reunião foi coordenada pelo secretário Carlos Búrigo.

Luciano Pinto, presidente da Famurs

com um repasse de R$ 2,556 bilhões nos primeiros seis meses de 2016. No entanto, as prefeituras receberam apenas R$ 2,346 bilhões da União. Uma defasagem de quase R$ 210 milhões.

Servidores do Detran devem ter o ponto cortado o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Rio Grande do Sul anunciou que vai cortar o ponto dos grevistas, depois de 23 dias de paralisação dos servidores. O Estado também afirmou que a continuidade das negociações somente vai ocorrer após a retomada do trabalho. A medida, segundo comunicado, foi tomada para que a população tenha a garantia dos serviços. A greve afeta a realização de exames teóricos e práticos de direção veicular no Estado. A categoria pede reposição de 26,75% da inflação entre julho de 2012 e maio de 2016 e vale-alimentação de R$ 19,00

(hoje a categoria não recebe o benefício). Os servidores querem ainda que o órgão implemente promoções e progressões prevista no plano de carreira e contrate mais 200 servidores. O governo reiterou que neste momento é "absolutamente inviável o reajuste salarial, bem como qualquer outro aumento de remuneração, tendo em vista as dificuldades enfrentadas pelo Estado para o pagamento dos salários dos demais servidores". O último balanço divulgado pelo órgão foi em 25 de julho e apontava que haviam deixado de ser realizados 11,2 mil exames, sendo 4,2 mil teóricos e 7 mil práticos.

Bozano recebe Feira de Produtos coloniais Na próxima sexta-feira, Bozano recebe a 3ª edição da Feira de Produtores Coloniais, artesanato e Café Colonial, promovido pela Emater e prefeitura municipal. De acordo com a extensionista rural social da Emater, Arnete Mazzaro, o evento deve receber 18 famílias que estarão comercializando os produtos da agricultura familiar. "Na área de

cmyk

panificados, industrializados, produtos da agricultura familiar estarão sendo expostos e comercializados", destaca. Segundo ela, o maior objetivo da Feira é incentivar os produtores locais. "Temos a Casa Colonial e precisamos mostra a comunidade local e regional toda a produção que temos disponível, e temos uma infinidade de pro-

dutos, com preços acessíveis e de qualidade". Durante o evento, será servido o Café Colonial, onde mais de 40 produtos serão comercializados, com destaque para a sopa de capeleti. A Feira ocorre durante todo o dia, e está em fase experimental para ocorrer na primeira sextafeira de cada mês.

Servidores estão paralisados há quase um mês e a situação segue indefinida


Notícias

Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

SEPARAÇÃO DO CORPO DE BOMBEIROS

Governo sanciona a lei sobre organização básica O projeto de Lei Complementar 139/2016, aprovado há menos de um mês pelos deputados, foi sancionado pelo governador José Ivo Sartori e publicado ontem no Diário Oficial do Estado. A lei trata da organização básica do Corpo de Bombeiros Militar, vinculado à Secretaria de Segurança Pública. A medida é mais um passo para a autonomia da nova corporação. Na próxima segunda-feira será apresentado a um grupo de trabalho do próprio governo outro projeto de lei, desta vez sobre a fixação do efetivo. Segundo o coronel Adriano Krukoski, dos Corpo de Bombeiros, este projeto será encaminhado junto com outro para a Assembleia Legislativa. "É sobre a lei de transição, que dará um prazo de 90 dias para que os oficiais e praças optem para sair do atual Corpo de Bombeiros e fiquem na Brigada Militar ou vice-versa", afirma Krukoski. A previsão é de que sejam 4,8 mil servidores. O oficial diz que são três etapas para que a nova corporação tenha autonomia pró-

Corporação passou em mais uma etapa no processo de separação da BM

pria. A primeira foi a sanção da lei que organiza a estrutura através de comando geral, subcomando, assessoria,batalhões, academia, entre outras divisões. A segunda etapa será na próxima semana com o projeto que vai determinar, junto com a lei de transição, o número de

oficiais e praças. Somente depois disso, no mínimo em um período de três meses, que o Corpo de Bombeiros poderá, por exemplo, contratar convênios, fazer compras, incorporar bombeiros voluntários, e receber verbas estaduais.

PC apreende carga recorde de ecstasy

11

MP deflagra operação contra fraude no Esporte Uma operação do Ministério Público (MP) desarticulou ontem esquema que fraudava o Programa Pró-Esporte-RS, de fomento a práticas desportivas em troca de benefícios fiscais. A Operação Mala Preta cumpriu oito mandados de busca e apreensão na Secretaria do Turismo, Esporte e Lazer. Além do Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), na Capital, agentes do MP e da Brigada Militar também estiveram em uma residência em Porto Alegre e em Canoas. No interior, buscas foram feitas na sede do Esporte Clube Passo Fundo e em casas de dirigentes do time. Segundo o MP, o esquema consistiu no desvio de 5% dos valores estipulados para um projeto do Esporte Clube Passo Fundo, que buscou financiamento via Programa Pró-Esporte. O projeto avaliado em R$ 400 mil não havia sido aprovado. O intermediário ofereceu, então, serviço via assessoria, obtendo a aprovação do financiamento num valor bem acima: R$ 800 mil. A investigação apontou que o intermediário do esquema era lotado na Secretaria do Turismo,

Esporte e Lazer. "Esse contrato de consultoria era um nome utilizado para simular a propina que seria paga a um funcionário da Secretaria Estadual do Esporte e da Agência de Desenvolvimento", afirma o promotor Flávio Duarte, da Promotoria de Justiça Especializada Criminal de Porto Alegre. Conforme a investigação, os patrocinadores do time que financiassem o projeto receberiam de volta, em dinheiro, de maneira irregular, o percentual de 25% do total que se comprometeram a repassar. A devolução indevida é motivada pelo fato de que 75% do valor do patrocínio poderia ser abatido do ICMS a ser pago à Receita Estadual. Após a divulgação do esquema, o governador José Ivo Sartori determinou a imediata abertura de sindicância para apuração. Segundo nota do Piratini, um procurador do Estado será designado para comandar uma comissão processante. A Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer também foi instruída a colaborar com investigações e franquear acesso a todas informações solicitadas pelos órgãos de fiscalização.

RS já contabilizou 173 ataques a bancos no ano Com os assaltos em duas agências bancárias em Nova Roma do Sul, ocorridos na tarde de segunda-feira, o Rio Grande do Sul atingiu a marca de 173 ataques a banco em 2016. A Serra é a segunda região mais atacada pelos criminosos, perdendo apenas para a Região Metropolitana de Porto Alegre. Em 2015, até o dia em 2 de agosto, o número de ataques foi o mesmo deste ano: 173. Neste ano,

o volume de crimes foi maior até abril, mas perdeu força em maio e junho. No entanto, em julho, os roubos e furtos em agências bancárias voltaram a aumentar. A maioria dos crimes são furtos, com 83 consumados e 49 tentativas, sendo a maior parte com o uso de maçarico. Já os roubos são 36, sendo cinco tentativas. Quase 10% do total dos ataques foram feitos com o uso de explosivos.

Droga estava em mala no bagageiro de ônibus que ia para a Serra Gaúcha

A Polícia Civil realizou a maior apreensão de ecstasy da história do Rio Grande do Sul na madrugada de ontem. Agentes do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) apreenderam 5 mil comprimidos da droga ao interceptarem um ônibus de linha em Portão, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Conforme o delegado Mário Souza, titular da 1ª delegacia do Denarc, havia 39 pessoas

no ônibus, além do motorista. O coletivo, que saiu de Porto Alegre, tinha como destino a cidade de Caxias do Sul, na Serra Gaúcha, região onde a droga seria distribuída. Ninguém foi preso. A mala foi despachada sozinha para evitar uma possível abordagem. No entanto, a polícia já tem suspeitas sobre os fornecedores e recebedores da droga interceptada. "O objetivo era pegar a carga. A investigação apontou a mala

com 5 mil comprimidos que iria para Caxias do Sul. Foi uma apreensão importante", disse o delegado Souza em entrevista à Rádio Gaúcha. Desde março, a operação Pequeno Príncipe já prendeu 25 pessoas. O nome da ação se inspira em um trecho do livro mais famoso do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry que diz "você se torna eternamente responsável por aquilo que cativa”.

Ataques com uso de maçarico representam quase 10% dos crimes

cmyk


Esporte

Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Futebol feminino do Brasil estreia

,

Antes mesmo da cerimônia oficial de abertura, marcada para sexta-feira, no Maracanã, já tem bola rolando para as 12 seleções femininas de futebol (África do Sul, Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Estados Unidos, França, Nova Zelândia, Suécia e Zimbábue) que disputam o lugar mais alto do pódio nos Jogos Olímpicos Rio 2016. No Rio de Janeiro, a rodada será dupla no Estádio Olímpico, o Engenhão. Suécia e África do Sul duelam hoje a partir das 13h e em seguida o Brasil enfrenta a China, a partir das 16h. Na Arena

Corinthians, em São Paulo, o Canadá joga contra a Austrália, às 15h, e o Zimbábue pega a Alemanha às 18h. Já em Belo Horizonte, no Mineirão, Estados Unidos e Nova Zelândia duelam a partir das 19h, e na sequência, às 22h, o último jogo do dia entre França e Colômbia. Ao longo da competição, também haverá jogos femininos em Brasília e Manaus. A busca do Brasil pela medalha de ouro começou há 20 anos, quando o futebol feminino passou a integrar o programa olímpico, nos Jogos de Atlanta, 1996. De lá para cá, as brasileiras estiveram em todas as edições e conquistaram duas medalhas de prata (Atenas 2004 e Pequim 2008). Ambas as derrotas foram para uma das maiores potências mundiais do esporte, os Estados Unidos. A seleção americana, aliás, é a maior medalhista olímpica na modalidade, com quatro de ouro (Atlanta 1996, Atenas 2004, Pequim 2008 e Londres 2012) e uma de prata (Sydney 2000). Se os EUA têm mais medalhas, o Brasil tem a artilheira. Com 12 gols anotados em Jogos

Gaúcha Andressa Machry e Marta estarão em campo hoje na estreia brasileira

Olímpicos, Cristiane será peça fundamental na busca pelo título inédito. O segundo confronto do Brasil do técnico Oswaldo Alvarez (Vadão) será no dia 6 de agosto, sábado contra a Suécia, a partir das 22h, ainda no Estádio Olímpico. Na terceira e última partida da fase de grupos, as brasileiras seguem para Manaus, onde enfrentarão a África do Sul no dia 9, na Arena da Amazônia, às 21h. As 12 seleções foram divididas em três chaves e oito países

serão classificados para as quartas de final: as duas primeiras na tabela de cada grupo e as duas melhores entre as terceiras colocadas. A final do futebol feminino está marcada para o dia 19 de agosto, às 17h30, no Maracanã. A gaúcha Andressa Cavalari Machry, (Andressinha), 21 anos, natural de Roque Gonzales,é a caçula da Seleção Brasileira. Foi atleta do Esporte Clube Ijuí quando tinha 15 anos. Ela joga atualmente no Houston Dash dos Estados Unidos.

O Esporte Clube Ijuí venceu a equipe da Adergs por 1 a 0, domingo em Tapejara e avançou para a segunda fase do Campeonato Gaúcho de Futebol Feminino. O time ijuiense na última partida da fase classificatória entrou em campo precisando da vitória e teve pela frente um adversário difícil de ser batido em seus domínios. O gol da vitória foi marcado pela atacante Silvana aos 20 minutos do primeiro tempo. O time treinado por Marli Nast Lourenzon conseguiu suportar bem a pressão da equipe adversária. Bem postada em campo, a equipe ijuiense atuou no contra-

ataque e criou várias oportunidades de gol.Agora o Esporte Clube Ijuí espera a definição da data de seu próximo jogo que será contra a equipe de Canoas, no campo do adversário. O time atuou em Tapejara com: Andreia; Lisiane, Mariane, Angélica e Katherine; Juliana, Bruna, Larissa, Isinha, Gaciele e Silvana. Atuaram ainda Joyce e Luiza. No último domingo foram disputados outros jogos adiados do Gauchão de Futebol Feminino. Em Erechim o Atlântico goleou a Assaf de Santo Ângelo por 5 a 0. Em Guaíba o Black Show venceu o E.C. Cruzeiro por 2 a 1.

São Luiz promove a Copa Luciléia Minuzzo de Futsal A Escolinha Feminina do Esporte Clube São Luiz fechou acordo com a atleta da Seleção Brasileira e da equipe da A.S.D. Olimpus da Itália, Luciléia Renner Minuzzo, para realização de uma competição utilizando o nome da jogadora. Será denominada de Copa Luciléia Minuzzo de Futsal Feminino para categorias de base, e tem o objetivo de oportunizar e estimular cada vez mais as meninas à pratica do futsal, visando o crescimento desta modalidade. A Copa Luciléia Minuzzo de Futsal será voltada para meninas entre 9 e 16 anos, e na sua primeira edição será realizada no formato de integração, buscando com isso

cmyk

aumentar o número de meninas praticantes deste esporte. Todas as atletas receberão medalhas de participação e as escolinhas brindes surpresas. O organizador e treinador da Escolinha Feminina do Esporte Clube São Luiz, Rafael Rodrigues, disse que houve o contato com a atleta Luciléia Minuzzo, e desde o primeiro momento ela concordou plenamente com a ideia, acreditando que este tipo de iniciativa ajuda no crescimento do futsal feminino, tanto em Ijuí quanto na região. Rafael comenta que esta competição será um estímulo para todas as meninas que gostam de jogar futsal, e que possivelmente o

DE PRIMEIRA JOGOS ESCOLARES

Esporte Clube Ijuí avança para a segunda fase

Esporte Clube Ijuí (verde) venceu o Adergs em Tapejara e conquistou a classificação

12

evento deverá ocorrer anualmente. Rafael destaca também que deverá ser criado um calendário envolvendo algumas programações esportivas para as meninas, com o objetivo de suprir a falta de competições/integrações para as meninas desta faixa etária de idade. A Copa Luciléia Minuzzo de Futsal Feminino deverá acontecer no mês de novembro, e a expectativa é que aproximadamente 100 meninas participem desta primeira edição envolvendo escolinhas de Ijuí e região. Parcerias com outros atletas já estão em tratativas, para futuras competições e o anúncio deverá ocorrer nos próximos dias.

A fase de Coordenadoria dos Jogos Escolares do Rio Grande do Sul (Jergs) edição 2016, envolvendo os municípios da área de abrangência da 36ª Coordenadoria Regional de Educação está em andamento. Participam estes municípios: Ajuricaba, Augusto Pestana, Bozano, Catuípe, Chiapetta, Condor, Coronel Barros, Ijuí, Inhacorá, Jóia, Nova Ramada e Panambi. Ontem Ijuí recebeu as escolas da região para a realização dos jogos da modalidade futsal, categorias infantil e juvenil, naipes masculino e feminino. As partidas aconteceram nos Ginásios do Sesi, Municipal Wilson Mânica e Municipal Walter Müller do bairro Modelo. Os campeões representararão a 36ª CRE na fase regional dia 9 de agosto na categoria infantil e 30 de agosto a categoria juvenil. A sede será Santo Ângelo.Os jogos do voleibol da fase de Coordenadoria serão disputados amanhã a partir das 8h30, em Ijuí..

COPA DO BRASIL Os representantes gaúchos na Copa do Brasil conheceram ontem seus adversários nas oitavas de final. O Grêmio joga com o Atlético-PR. O Inter terá como adversário o Fortaleza e o Juventude enfrentará o São Paulo. Os jogos devem ser em 24 de agosto e 21 de setembro. Serão estes: São Paulo x Juventude (Ida no Morumbi, volta no Alfredo Jaconi);Corinthians x Fluminense (Ida naArena Corinthians, volta em estádio a definir);Santos x Vasco (Ida Vila Belmiro, volta em São Januário);Palmeiras x BotafogoPB (Ida Allianz Parque, volta no Almeidão);Grêmio x AtléticoPR (Ida Arena da Baixada, volta na Arena do Grêmio);Inter x Fortaleza (Ida no Beira-Rio, volta no Castelão);Cruzeiro x Botafogo (Ida na Arena Luso-Brasileira, volta Mineirão); e Atlético-MG x Ponte Preta (Ida no Moisés Lucarelli, volta Independência).

DUPLA GRE-NAL

Competição de Futsal levará o nome de Luciléia Minuzzo, que joga na Itália

Wallace Oliveira será o substituto de Edílson que cumpre suspensão no time do Grêmio que enfrenta o Santa Cruz amanhã às 19h30 na Arena. O técnico Roger Machado confirmou a escalação do jogador em entrevista coletiva ontem.No Inter, o lateral-direito Ceará foi reprovado ontem nos exames médicos. O jogador que estava no Coritiba assinaria contrato até dezembro de 2017.A 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, Série A abre hoje com estes jogos: às 19h30, Vitória x Coritiba; Sport x América-MG; às 21h45, Santos x Flamengo; e Atlético-PR x Corinthians.


Acontece

Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

13

Curtindo a noite

Amanda, Cíntia, Débora e Camila

Maquinário Sonoro foi uma das atrações da noite

Sogi in Rock

N

a noite da última sexta-feira, a Sociedade Ginsática em Ijuí promoveu o Sogi in Rock, com a presença de três bandas: Excellence, La Preza e Maquinário Sonoro. O Salão Vip reabriu com os amantes dos classicos do rock, após mais de um ano fechado. A noite teve decoração temática, petiscos, bebidas e dj's entre o intervalo de bandas.

Isabel e Marcelo Nunes

Ederlan, Naira e Carine

Baile regional O Grupo de 2ª e 3ª Idade Canto Livre promove o Baile Regional, no próximo domingo, dia 7 de agosto no CTG Farroupilha, com inicio 14h e ingressos no valor de R$ 8,00, com animação do Musical Mensagem. Grupo com maior número de participantes ganha R$ 100,00. Confirmar presença pelo telefone 9155-8110 com Bandeira.

Tarde de chá Emily Pletsch, Luiza Santos, Marcello Lucas, Carolina Pizzutti e Matheus Bassi

Casal presidente da Sogi Maria Joice e Clóvis de Jesus na noite de rock

Destaque no Festmirim

N

o último final de semana, o Grupo de Folclore Chaleira Preta fez bonito no 22º Festmirim, em Santa Maria. Ao todo, o festival teve 60 invernadas artísticas de todo o Estado, divididos em Força A e Força B. O GF Chaleira Preta conquistou o 2º lugar em Danças Tradicionais Força B e ganhou o prêmio

Hoje, a partir das 15h, acontece a 8ª edição do Chá Beneficente, promovido pelo Gabinete da Primeira-Dama, Gessy Ballin. O Chá, que conta com o apoio do Moinho Galópolis da Farinha Roseflor, será no Centro de Eventos da São Geraldo. As fichas estão à venda no valor de R$ 15,00, e podem ser adquiridas no Gabinete da Primeira-Dama, na Paróquia São Geraldo, na Kika Moda Intima, e nas lojas Gamboa e Dady Plus. A tarde contará com desfile de modas e sorteio da Ação Entre Amigos, que está sendo vendida pelos Clubes de Mães.

de Melhor Coreografia de Saída. O grupo é composto por 30 dançarinos, e tem como coordenação artística Caroline Tâmbara, Sônia Poope, Liziane Silva e Paulo Poope. O instrutor é Leonardo Veiga, auxiliado por Júnior Karlinski e Gabriela Portela. Cirineu Malheiros é o atual patrão.

cmyk


Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

CIÊNCIA

Monumentos eram tática para controle no Brasil Se a Netflix é seu abrigo mágico para fugir do mundo das obras didáticas, um grupo de pesquisadores brasileiros e britânicos vai te ajudar a perder o medo de atacar os livros de história do ensino médio em (mais) um melancólico final de tarde de domingo. Ao que tudo indica, a história das tribos indígenas do sul do país não deixa nada a dever para a Batalha dos Bastardos. Em estudo publicado no periódico Journal of Anthropological Archaeology, pesquisadores da Universidade de Exeter, na Inglaterra, e da Universidade Federal do Paraná explicam que a invasão tupiguarani do território que corresponde aos atuais Rio Grande do Sul e Santa Catarina,

por volta do ano 1000 d.C., foi duramente repelida pela união política e militar de agrupamentos de índios da cultura protojê. No caos, a língua se ramificaria e daria origem aos atuais grupos caingangues e xoclengues. A exploração arqueológica nos planaltos do Rio Grande do Sul revelou um aumento notável no número e na complexidade das estruturas proto-jê. A maior parte das evidências encontradas consistia em resquícios de monumentos funerários que, segundo os pesquisadores, eram construídos para honrar os falecidos e mostrar resistência às ameaças externas ao mesmo tempo.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br

Compõem o DNA (Biol.) Local mais democrático para a militância

Pedra preciosa Técnico de futebol Flautista do Sexteto do Jô Soares (TV)

Ted Turner, fundador da CNN Trapo, em inglês Psiu!

Apresen- Distúrbio Abominá- tadora do comum vel; amal- "Estrelas" do "workdiçoada (TV) aholic" "(?) Lear", tragédia de Shakespeare

Haja Coração - Globo

Santos Dumont: o Pai da Aviação Tipo de vidro utilizado em banheiros

Bodas de 25 anos de casamento Indicação de filme (?) do Jordão: a Suíça Brasileira Cultivar (a terra) (?)-se: Agir como o eufemiseducador mo de na escola "morrer" Gênero da série "House" (TV)

BANCO

Poema grego Ácido, em inglês Braço, em inglês Sérgio Mendes, compositor de bossa nova

Réptil descendente dos dinossauros

Policial, em inglês "Rico (?) à toa" (dito) Sônia Bridi, jornalista brasileira

13

Solução

P O E T I S A

cmyk

Ambíguo Antiga babá que amamentava

Alívio do zumbido no ouvido, em voos

M D

Tereza se desespera e Miguel tenta acalmá-la Tereza se desespera e Miguel tenta acalmá-la. Beatriz (Dira Paes) pede que o deputado desista da investigação. Luzia leva a sogra para a cidade. Todos procuram por Santo. Luzia ameaça Carlos para ter notícias de seu marido. Beatriz tenta acalmar Luzia. Carlos mente para o coronel. Ceci (Luci Pereira) orienta Beatriz a ficar ao lado do namorado. Bento vai com Martim falar com o homem que o atraiu para a emboscada. Todos na cidade afirmam que o coronel tramou contra Santo. Miguel e a mãe levam Corisco até a Igreja e Piedade se desespera. Lucas (Lucas Veloso) e Chico Criatura (Gésio Amadeu) tentam conter os cooperados. Bento se enfurece e Piedade se assusta. Queiroz (Batoré) tenta atrapalhar o depoimento de Tereza. Martim pede para Sophie conter Miguel.

Recipiente para vinho Parte da corrente

Situação na qual se mete o encrenqueiro

E V O N I X D I R A G S S E P N T A ÇA S S ÃO S D P A CO O D E C A RE S B R R I C O

Velho Chico - Globo

Substituto do açúcar em uma dieta

Fórmula entoada na meditação

Pedro Nava, escritor modernista

3/arm — cop — rag. 4/acid — ônix. 6/derico — mantra. 8/sacarina.

Felipe defende Shirlei dos insultos de Adônis Giovanni salva Aparício dos bandidos, mas acaba atingido por um deles. Felipe defende Shirlei dos insultos de Adônis. Shirlei se sente lisonjeada ao ser defendida por Felipe. Aparício vai com Giovanni para o hospital e Dinamite conclui que os bandidos atingiram a pessoa errada. A ideia de Henrique para uma campanha da Peripécia é aceita pelos clientes, em detrimento da proposta criada por Beto. Felipe cuida de Shirlei, e os dois se interessam um pelo outro. Cris se oferece para ajudar Carol, mas ela recusa. Camila descobre por Lucrécia que Aparício foi salvo de um assalto por um rapaz que acabou se ferindo. Beto garante a Tancinha que realizará um dos maiores sonhos da vida da feirante.

(?) Cavalcanti: o Pintor das Mulatas

R E L S O P S T A T R E R E I A I P R E U A L R O O S J A A C R U I M E D

Gerusa vê convites do casamento Anastácia e Pancrácio tentam convencer Araújo a revelar a verdade no tribunal. Gerusa se emociona ao ver os convites de seu casamento com Osório. Eponina surpreende Mafalda beijando Zé dos Porcos. Diana cuida de Severo. Cunegundes hesita sobre casar Mafalda com Romeu. Cláudio não consegue ficar de pé, e Araújo sofre. Haroldo questiona Anastácia diante do juiz. Dantas teme que o depoimento de Anastácia a prejudique. Ernesto ameaça Araújo.

P R A T A

Globo

© Revistas COQUETEL

Crença que admite Escritora como Processo vital que Adélia Prado mantém, através da (?) Ange- a reenRichard Strauss, les, cidade carnação respiração, as fun(pl.) ções cognitivas ativas compositor alemão dos EUA

O melhor Textura Líquido cujo consumo amigo, por de capas doméstico é medido guardar de livros pelo hidrômetro segredos infantis

A L T G E N R U A M A L D E M AN T R G I D E S CO L A D I C A C A M A R A I I N S D R A M

NOVELAS

Êta Mundo Bom -

Escavação para investigação do povo proto-jê no Sul do País

14

Horóscopo Áries Este momento pode exigir grande coragem para tomar decisões de peso. É tempo de perceber que às vezes a coragem maior consiste em não agir para evitar problemas incontornáveis. Touro Ao desenvolver o senso crítico, você evita embarcar em planos mirabolantes que não saem do lugar. É tempo de manter os pés no chão e prestar atenção nas mudanças que você deve fazer. Gêmeos Ao se comprometer com muitas atividades, você pode se atrapalhar e deixar as coisas pela metade. É tempo de se preocupar em concluir o que já foi iniciado antes de começar outras atividades. Câncer Deixar para trás os sentimentos difíceis só é possível depois de um aprendizado. Remexer o passado só é válido quando se pode transformá-lo em algo melhor. É tempo de aprender para não repetir. Leão A motivação faz com que o poder criativo e a capacidade de revolucionar alcancem um novo patamar. É tempo de manter postura realista diante dos objetivos, para não correr risco de se desapontar. Virgem Compreender suas emoções e seus sentimentos é importante. Mas, agora, essa compreensão pode estar limitada. É tempo de buscar o entendimento nas coisas possíveis, evitando frustrações. Libra Ao encontrar pessoas que compartilham seus ideais podem surgir oportunidades de cultivar bons relacionamentos. É tempo de desfrutar o convívio de quem ajuda na sua evolução pessoal. Escorpião Este pode ser um momento em que as oportunidades surgem com mais facilidade, possibilitando o desenvolvimento mental e espiritual. É tempo de se empenhar para realizar seus desejos. Sagitário Atitudes egoístas não contribuem para o seu fortalecimento emocional. É tempo de descobrir sua missão de vida para evoluir e ter condições de oferecer apoio àqueles que realmente precisam. Capricórnio Ao desejar algo, você pode ficar longe de alcançá-lo se não entender que limites devem ser respeitados. Não adianta insistir contra uma parede. É tempo de se adaptar às restrições do momento. Aquário A impulsividade pode aumentar a ansiedade e dificultar a organização. Ao vislumbrar algo novo, você logo se desvencilha do que esta fazendo. É tempo de ter persistência para concluir o que começou. Peixes Quando as expectativas vão muito além da realidade, nada melhor do que aceitar as limitações vigentes. É tempo de sentir-se mais seguro diante das situações que não correspondem aos seus desejos.


Jornal da Manhã

Quarta-feira, 3 de agosto de 2016

DIRETO DA FONTE Usina de Ideias - DACEC usina@unijui.edu.br

Jornalismo e Direitos Humanos Estudantes universitários de jornalismo e de outras áreas do conhecimento interessados em compreender e cobrir pautas relacionadas aos direitos humanos já podem se inscrever no 3º Curso de Informação sobre Jornalismo e Direitos Humanos. As inscrições podem ser feitas até o dia 24 de agosto, pelo site do evento. No dia 27 de agosto, os inscritos participarão de um encontro de seleção, no qual assistirão a uma palestra da diretora Executiva da Conecta, Jessica Carvalho Morris, e se submeterão a um teste escrito. O encontro será realizado no Sindicato dos Jornalistas de São Paulo e serão enviados certificados com presença obrigatória. A lista dos 20 estudantes selecionados para participar do curso será divulgada no dia 5 de setembro. Os selecionados participam de palestras e entrevistas coletivas com especialistas sobre o papel do Brasil na Organização das Nações Unidas - ONU e na Organização dos Estados Americanos - OEA, a arquitetura do sistema de Justiça brasileiro, a definição de crime no país e como isto se reflete na superlotação dos presídios. Ao longo dos meses de setembro e outubro de 2016, serão desafiados a produzir matérias semanais sobre a situação dos direitos humanos e o papel de bancos públicos no financiamento de grandes obras que ameaçam a vida de comunidades indígenas e tradicionais. Os encontros acontecerão sempre aos sábados, porém com atendimentos semanais individuais com jornalistas e professores que tem o objetivo de prestar orientação textual e jornalística personalizada. O site do evento para se inscrever é http://www.conectas. org/pt/noticia/45780-3o-cursojornalismo-e-direitos-humanos.

SERVIÇOS INFÂNCIA EM PERIGO - O pastor Vanderlei Schach, doutor em Teologia e professor da Faculdade Batista Pioneira, localizada em Ijuí, escreveu e lançou há poucos dias o livro Infância em Perigo. Um livro que aborda as questões da infância no País de uma forma profunda e tem como pano de fundo o Lar da Criança. O assunto é atual, relevante e pode contribuir em muitos setores da comunidade, principalmente para pesquisas, já que é rico em detalhes.

15

ALERTA

Apae denuncia golpe da rifa A presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Ijuí, Marina Kuss, denuncia a aplicação de um golpe na comunidade utilizando o nome da instituição. Em entrevista ao programa Rádio Atividade, ela alertou a população ijuiense para a venda de uma rifa em benefício da Apae, fato que ocorreu há cerca de dois meses, e volta a ser aplicado no Município, que tem entre outros prêmios o sorteio de um caminhão. “É de uma associação de Porto Alegre e que nada tem a ver com o movimento apaeano. Se essa rifa tem procedência séria, se ela é legítima, não cheguei a entrar em contato com a instituição, mas não existe em cima da cartela nada que faça alusão a alguma Apae de Ijuí ou da região, nem mesmo à Apae de Porto Alegre”, explica Marina. “Não há juridicamente nenhum contrato firmado entre a Federação estadual para com segmentos deste contexto.”

Presidente da Apae destaca que as ações realizadas em benefício da instituição ijuiense são divulgadas nos meios de comunicação

A presidente explica que cada Apae, dentro de seu município de atuação, realiza suas campanhas, e, acentua, que quando são realizadas ações entre amigos, os meios de comunicação são procurados para divulgação, além de ficar registrado no muro da instituição. “As pessoas têm que ficar

atentas se tem o logotipo da marca da Apae de Ijuí e desconfiar, porque a gente nunca faz rifas com valores extremamente altos nas parcelas”, aconselha Marina. “Lamentamos que algumas pessoas tenham sido prejudicadas pensando que estariam ajudando a instituição de Ijuí.”

Marina relata que teve conhecimento da venda desta rifa por meio de um empresário que o procurou. Ela destaca que não buscou saber da legitimidade da rifa, porque é de seu interesse divulgar apenas que não se trata de uma ação em benefício da Apae de Ijuí.

Museu exibe dois filmes Senac Ijuí abre inscrições em cursos técnicos durante esta semana O Museu Antropológico Diretor Pestana (MADP), em parceria com a Associação Ijuiense de Proteção ao Ambiente Natural (Aipan), o Sinpro Noroeste e o SindiComerciários Ijuí, promove, durante todo o ano, o Cine Aipan, com a exibição mensal de filmes com temática socioambiental. Os filmes são exibidos, gratuitamente, toda primeira quarta-feira e sexta-feira do mês, às 19h30, no Auditório do Museu, sendo que os filmes exibidos na sexta-feira são voltados para o público infantil. Dentro da programação desta semana, hoje será exibido o filme Amazônia, que conta a história de Castanha, um macaco

prego nascido e criado em cativeiro, que após um acidente de avião se vê perdido e sozinho na imensidão da selva amazônica. Acompanhando a jornada de Castanha, o espectador conhecerá o ciclo de vida da Floresta Amazônica. O filme tem duração de 86 minutos. Na sexta-feira, será exibido o filme Mogli: o menino lobo, que conta a história de um menino que foi criado pelos lobos na floresta. Por conta da ameaçadora presença do tigre Shere Kahn, seus amigos resolvem mandá-lo para uma tribo humana. Acompanhado da pantera Baguera e do urso Balú, Mogli inicia uma longa jornada rumo à civilização.

Iluminação recebe reparos O Departamento Municipal de Energia Elétrica de Ijuí (Demei), em parceria com a Secretaria Municipal de Obras, Desenvolvimento Urbano e Trânsito (Smodutran), realiza a reposição de luminárias queimadas nos postes públicos e a revisão daquelas que ficam ligadas 24h por dia. O titular da pasta, Ubiratan Erthal, destaca que na última reunião realizada entre os órgãos havia 47 pontos críticos

de iluminação pública, mas não sabe definir quantos já foram solucionados. “É uma demanda que ocorre dia a dia. Em março tínhamos 200 pontos, já chegamos a ter 400 pontos necessitando substituição e agora estamos com esse número reduzido”, afirma. O trabalho esteve concentrado nas vias centrais do Município, no bairro São Geraldo, Boa Vista e segue cronograma determinado pela pasta.

O Senac Ijuí está com inscrições abertas para os cursos técnicos a distância do segundo semestre de 2016. Interessados podem se inscrever até o dia 2 de setembro. Será oferecido o curso Técnico em Transações Imobiliárias. Para se candidatar é preciso verificar os prérequisitos para cada curso no site www.ead.senac.br/cursostecnicos. Para estudar a distância, é preciso que o aluno tenha um computador com acesso a internet. A carga horária presencial será realizada no decorrer de cada módulo através de saída de campo, estudo de caso, seminário, pesquisa, palestra ou avaliação, conforme o cronograma do Polo presencial. Os cursos técnicos oferecidos pelo Senac têm em seu currículo a proposta de estudo aliada à prática, bem como o perfil profissional e currículo, considerando as demandas do mundo de trabalho. A integração direta com o mundo do trabalho possibilita que os alunos desenvolvam capacidades como trabalho em equipe, empreendedorismo e respeito pela diversidade e sustentabilidade. De acordo com levantamento realizado pelo Senac, mais

de 80% dos alunos dos cursos técnicos da Instituição já concluem a habilitação com um emprego garantido. O diploma de Técnico de Ensino Médio tem validade nacional e é assegurado àqueles que tiverem concluído o curso técnico do Senac e o ensino médio. Mais informações podem ser obtidas no Senac Ijuí ou pelo telefone 3332-7022. As inscrições podem ser feitas no endereço www.ead.senac.br/cursostecnicos. Na Educação a Distância, o Senac oferece uma metodologia de ensino centrada no aluno com diversos recursos tecnológicos que facilitam a aprendizagem, com orientação e acompanhamento online diário e uma aula presencial mensal. Os benefícios ao estudante que opta por um curso EAD são diversos. Com destaque, estão a flexibilidade nos horários de estudo, o respeito ao ritmo de cada aluno, o desenvolvimento de competências valorizadas no mercado (organização, pró-atividade e responsabilidade, por exemplo), o menor custo com deslocamento e a possibilidade de conciliar a vida profissional ao estudo.

cmyk


www.jmijui.com.br

DESTAQUE NO FESTMIRIM

Apae alerta para golpe no Município Presidente denuncia venda de rifa em benefício da instituição. | 15

Lei dos Bombeiros avança Lei sobre organização básica é sancionada e mais uma etapa foi concluída para a separação da BM. | 11

MP descobre fraude no esporte Grupo de Folclore Chaleira Preta se destacou no 22º Festmirim, em Santa Maria e voltou com o 2º lugar em Danças Tradicionais na Força B e Melhor Coreografia de Saída| 13

Órgão deflagrou operação e revelou esquema de propina em programa da Secretaria de Esportes. | 11

ACADEMIA DE SAÚDE

plANO REgIONAl

Estrutura no bairro Modelo apresenta problemas de planejamento | 4

O debate ontem abordou o Plano de Desenvolvimento Regional | 3

EDITORIAL | 6 O Plano Estratégico não é apenas definir as propostas para a próxima Consulta Popular, é preciso pensar em políticas macrorregionais.

cmyk

Sitepaginas  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you