Page 1

WWW.JMIJUI.COM.BR

Ijuí, Terça-feira, 21 de junho de 2016

Ano 43 - Nº 280

R$ 3,00

Estados aceitam acordo da União Em reunião com governadores ontem, presidente interino Michel Temer suspendeu pagamentos das dívidas até o final deste ano. | 3

Rotary destina recursos para mobília do Cacon Centro receberá 70% do valor arrecadado no Baile do Chopp. | 4

Encontro define etapa municipal da Conferência das Cidades Evento será na próxima semana, na Câmara de Vereadores de Ijuí. | 5

VARAL SOLIDÁRIO PARA AQUECER QUEM PRECISA Escola realiza Campanha do Agasalho e disponibiliza as peças arrecadadas para a comunidade. | 19

Ana Amélia lembra que Dilma perdeu sete ministros Senadora diz que Temer irá recolocar o País nos trilhos. | 8

AIF GOLEIA O COMETA E É VICE-LÍDER Artilheiro Maurício marcou três gols na vitória da Associação Ijuí Futsal. | 16

Pompeo de Mattos quer eleições gerais em outubro

BM impede que celulares cheguem às mãos de apenados

Para o deputado, novas eleições é a única saída. | 8

Aparelhos foram arremessados no pátio da PMI. | 15

cmyk


Jornal da Manhã

RADAR OPORTUNIDADE - A Procuradoria da República de Cruz Alta está com inscrições abertas até o dia 11 de julho para o processo seletivo para contratação de estagiário do curso de Direito da Unicruz. A jornada de trabalho é de 20 horas semanais e o valor atual da bolsa-estágio é de R$ 850 mensais, mais auxílio transporte no valor de R$ 7 por dia trabalhado. Poderão participar alunos regularmente matriculados no curso de Direito da Unicruz ou Unijuí que tenham concluído, na data de inscrição, no mínimo, 40% da carga horária do curso, e que não tenham formatura prevista até o 2º semestre de 2017. FIES- O Ministério da Educação (MEC) anunciou, na última quinta-feira, a criação de mais 75 mil vagas para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) no segundo semestre deste ano, além de melhorias no programa. As inscrições terão início no dia 24 próximo e se estenderão até as 23h59 (de Brasília) do dia 29. “Isso mostra o esforço e o compromisso deste governo para a continuidade das políticas públicas que atendem às necessidades dos estudantes brasileiros”, afirmou o ministro. APOIO AO VETO - A Federasul, que já havia registrado publicamente seu apoio ao veto do governador José Ivo Sartori ao aumento dos servidores se mobiliza agora para garantir a manutenção do veto pelos deputados. A presidente da Federasul, Simone Leite, preocupada com a situação financeira do Estado, vai entregar aos deputados estaduais um documento reforçando posicionamento favorável à manutenção do veto ao aumento de salários dos servidores da Assembleia, da Defensoria Pública, do Judiciário, do Ministério Público e do Tribunal de Contas. CAVALO CRIOULO - Após 26 anos de eleições somente com chapa única, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) terá disputa. A eleição ocorrerá no dia 31 de agosto e terá como candidato da situação o criador Eduardo Suñe. Já como candidato de oposição, lançou-se Marcelo Moglia, que apresentará neste domingo as propostas da chapa "ABCCC Para Todos" aos criadores de Ijuí. O encontro será às 19h30, no Restaurante Don Valentin. "Com esses encontros, que realizamos em diversas regiões, estamos ouvindo os criadores para conhecer suas demandas e buscar melhorias para a ABCCC", afirma Moglia, que é criador, treinador e proprietário da Cabanha Cala Bassa, de Aceguá.

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

OLHO DA RUA INDICADORES Poupança 18.6.2016 ........................0,7180% Ouro 17.6.2016....................... R$ 142,00 (gr) Dolar Comercial (compra) ............ R$ 3,4191 Dolar Comercial (venda) ............. R$ 3,4198 Dolar turismo (compra) ............... R$ 3,3800 Dolar turismo (venda) ................... R$ 3,5800 Euro (compra) .............................. R$ 3,8565 Euro (venda) ................................. R$ 3,8573 IPC/FIPE Maio/ /2016 ........................0,0,57% IGPM Maio//2016 ................................ 0,82% INPC Maio/2016 ...................................0,98% IPCA Maio/ /2016 .................................0,78% IGP-DI-FGV Maio//2016 ........................1,13% UPF/RS 2016.................................. R$ 17,144

Mais um retrato do descaso é registrado nas ruas do município. Dessa vez, o fato ocorre no bairro 15 de Novembro. Sem a consciência ambiental necessária, moradores descartaram materiais em local impróprio.

ENTRE ASPAS "Esse movimento está insuportável. Não temos dinheiro para pagar o salário em dia. Como vamos dar aumento? É um negócio meio maluco o que está havendo. Pegamos o Estado endividado, quebrado, e não estamos a reclamar", Giovani Feltes, secretário da Fazenda. "Enquanto o governo não apresentar uma proposta à categoria, não desimpediremos a entrada no Centro Administrativo Fernando Ferrari", Helenir Aguiar Schürer, presidente do Cpers/Sindicato. "A prefeitura diz que não tem dinheiro para pagar o reajuste de 9,28%. No entanto, auditores e alguns servidores da Fazenda ganharam gratificação de incentivo para fazer a obrigação deles", Carmen Padilha, diretora do Sindicato dos Municipários. "A prefeitura não tem condições de pagar os 9,28%, a não ser parcelando. A arrecadação está caindo. Talvez, tenhamos que parcelar os vencimentos em agosto", Paulo Guimarães, secretário de Administração de Porto Alegre. "A Brigada cumpriu seu papel jurídico e institucional. Fizemos um acordo com participação da Assembleia e, nada contra meninos meninas que fizeram parte do processo, tudo de acordo com a juíza", disse o governador José Ivo Sartori. “Não foi pegadinha nem nada. Eu pedi a relação dos juristas que tinham feito pareceres (a favor de Dilma), e faltava o nome de alguns juristas completos", disse o ex-ministro José Eduardo Cardozo.

CONFERÊNCIA - Uma reunião preparatória para a etapa municipal da Conferência Nacional das Cidades, será realizada na Prefeitura de Ijuí, na próxima segundafeira, 20 de junho, a partir das 10h. O encontro é aberto à comunidade interessada e instituições/entidades que se preocupam com o presente e o futuro de Ijuí. POSSE - Acontece hoje o jantar de posse da nova patronagem do CTG Laureano a partir das 20h, com apresentação das invernadas e baile com o grupo Bem Campeiro de Ijuí. Após um longo período sem eventos sociais, o CTG está se reestruturando para manter acesa a chama da tradição gaúcha. Fichas para jantar e baile custam R$ 30, e somente para o baile R$ 15. Crianças menores de sete anos não pagam, e de 8 a 12 anos pagam meia ficha.

cmyk

2

Getúlio

LOTERIAS NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

1º 2º 3º 4º 5º

-

0.805 3.337 9.357 6.331 7.903

LOTOFÁCIL CONCURSO nº

1376

01 03 04 05 06 12 13 14 15 16 18 19 20 22 24 QUINA

CONCURSO nº

4112

06 10 41 53 79 PREVISÃO DO TEMPO Fonte: Climatempo


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

LIMITE DE GASTOS

Saúde e educação não terão corte, diz ministro

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou na tarde de ontem que a proposta de fixar um limite máximo para as despesas dos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) não resultará em diminuição dos investimentos em saúde e educação. Em entrevista à Rádio CBN, ele lembrou que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que o presidente interino, Michel Temer, apresentou aos líderes dos partidos da base aliada na última quarta-feira, limita as despesas totais à correção da inflação, e não mais ao aumento da receita, mas mantém percentuais mínimos obrigatórios para gastos dos governos com as duas áreas. “Colocando na proposta [PEC] o limite mínimo para despesas, que hoje são corrigidas pelo [aumento] da receita […] mantém-se em termos reais os investimentos em educação e saúde, que não crescerão acima da capacidade arrecadatória do País. Não haverá cortes [em educação e em saúde]”, garantiu o ministro da Fazenda. Meirelles lembrou que a expectativa do governo, reforçada pela opinião de alguns economistas, é que, a partir de 2017, com a retomada da atividade econômica, a arrecadação volte a crescer acima da inflação. Para o ministro,

Ministro da Fazenda explicou que áreas importantes não serão afetadas

limitar os gastos públicos à real capacidade dos cofres públicos sinaliza para a definição de uma nova diretriz na gestão pública. “O País já coloca como diretriz básica o fato de que não pode ter um orçamento da União, uma despesa pública, crescendo acima da capacidade arrecadatória, pois isso, a longo prazo, levaria à insolvência do Estado”, acrescentou o ministro, evitando responder se a aprovação da proposta do governo interino resultará em mudanças no cálculo do reajuste do salário mínimo, hoje também corrigido pelo índice inflacionário do último

período, e ao qual estão vinculados benefícios previdenciários. “Este é um tema central da força-tarefa responsável por apresentar a proposta final daqui a algumas semanas. Prefiro não começar a voluntariar opiniões, pois isso, certamente, só vai tumultuar o trabalho do grupo. Tenho segurança de que a solução vai ser consistente com todo o esforço fiscal que está sendo feito pelo País e que já começa com a fixação desse limite. A partir daí, é uma questão de conjugação dos diversos itens definidos dentro do teto”, afirmou Meirelles

Inadimplência atinge 59,2 milhões Mais brasileiros entraram na lista de maus pagadores em maio. O aumento, entretanto, foi menor do que o observado em abril e, por isso, a variação foi classificada como estável pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Segundo estimativas das duas organizações, cerca de 50 mil CPFs foram incluídos em cadastros de restrição ao crédito no mês passado, totalizando cerca de 59,25 milhões de consumidores com dívidas em atraso. Em relação a maio do ano passado, o dado representa um aumento de 4,26% no total de inadimplentes. "Ainda que, em números absolutos, represente um aumento no número de consumidores, (o resultado) é considerado uma estabilização: de março para abril o crescimento tinha sido de 500 mil brasileiros", comparam os analistas do SPC Brasil em comunicado à imprensa. A estimativa significa que 39,91% da população brasileira

3

Aprovado dissídio com o comércio varejista Os trabalhadores do comércio de Ijuí, representados pelo Sindicomerciários, aprovaram nesta semana a proposta da entidade patronal para o dissídio da categoria. A proposta do Sindilojas, que representa as empresas, para os trabalhadores do comércio varejista em Ijuí e região foi apresentada em assembleia e, num primeiro momento, não houve consenso para aprovação. Alguns detalhes em relação ao parcelamento dos valores referentes às diferenças salariais foram questionados pela categoria, que deixou pré-aprovada uma contraproposta com pequenos ajustes. Depois de a direção do Sindicomerciários retomar o contato com os representantes do Sindilojas, as adequações foram aceitas e o acordo acabou sendo aprovado. O piso para a categoria foi reajustado para o valor de R$ 1160,00 e os demais salários terão

reajuste de 11,08%. As diferenças salariais serão pagas nas folhas de agosto e setembro (portanto em setembro e outubro) e o auxílio escola na folha de outubro (paga em novembro). “Considerando o contexto econômico, realizamos um bom acordo na medida em que conseguimos fechar ainda no meio do ano a proposta, evitando maiores perdas salariais com a inflação”, avaliou o presidente do Sindicomerciários, Ari José Bauer. Por outro lado, não houve deliberação quanto ao dissídio dos trabalhadores da Cotrijui. A proposta do Sindicato foi entregue à cooperativa no início deste mês, e reivindica um piso de R$ 1.170,00 e um índice de aumento de 12% para os demais salários. A resposta da Cotrijui ainda não foi entregue ao sindicato. A tendência é de que uma resposta ao pleito dos trabalhadores seja dada pela cooperativa na próxima semana.

Assembleia dos comerciários debateu situação de diversas categorias

Prazo de retirada do PIS/ Pasep termina no dia 30

com idade entre 18 e 95 anos não pagaram em dia alguma conta e ficaram com o "nome sujo". Entre os adultos de 30 a 39 anos, a proporção é ainda maior. Mais da metade (50,32%) está negativada, segundo o termo usado na área de cobrança. Nessa faixa etária, são 17 milhões de consu-

midores. Segundo o presidente da CNDL, Honório Pinheiro, a variação na quantidade de consumidores negativados em maio reflete o atual cenário econômico com piora dos índices de renda, aumento das demissões, mas também o vislumbre de alguma melhora ainda em 2017.

Os trabalhadores de todo o País têm pouco mais de duas semanas para sacar o abono do PIS/Pasep. O prazo vai até o próximo dia 30. Até o momento, cerca de dois milhões ainda não procuraram uma agência da Caixa ou do Banco do Brasil para retirar o benefício, que equivale a um salário mínimo vigente na data de pagamento (R$ 880). Têm direito ao abono salarial de 2015 as pessoas cadastradas no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o ano-base de atribuição do benefício e que exerceram atividade remunerada durante pelo menos 30 dias em 2014. Além disso, é necessário que o trabalhador tenha seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação

Anual de Informações Sociais (Rais). Em todo o Brasil, foram identificados 23,6 milhões de trabalhadores com direito a receber o abono salarial de 2015. Desse total, 21,5 milhões já fizeram os saques. Os dois milhões que ainda não acessaram o recurso representam 8,7%. O valor não sacado soma R$ 1,7 bilhão. Antes de sacar o PIS, o trabalhador deverá verificar se o benefício não foi depositado diretamente na conta. Caso contrário, deve comparecer com o Cartão do Cidadão e senha cadastrada nos terminais de autoatendimento da Caixa ou em uma Casa Lotérica. Se não tiver o Cartão do Cidadão, o beneficiado pode receber o abono em qualquer agência da Caixa mediante apresentação de um documento de identificação.

cmyk


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

4

EMPREGAR RS

Ação teve mais de 300 cadastros de emprego Em um amanhecer chuvoso e frio, uma parcela da população de Ijuí acordou cedo e foi até a agência do Sine. A fila, que às 8h já dobrava a esquina da Rua Ernesto Alves, foi para conseguir uma das oportunidades de emprego oferecidas pelo EmpregarRS. Entre as cerca de 35 vagas de trabalho em diferentes áreas, foram mais de 300 cadastros realizados para encaminhamento de currículo, entrevistas, cursos e workshops. Segundo o coordenador do Sine, Rubens Korb, o momento foi de oportunidades para a comunidade, seja com vagas de trabalho ou com cursos de especialização. O prefeito Fioravante Ballin participou do início das atividades do Empregar-RS. Ballin elogiou a iniciativa e falou que em meio ao quadro de dificuldades e incertezas o objetivo da ação é oportunizar à comunidade possibilidades de trabalho. "Esse é um momento em que vamos superar através dessa ação". O primeiro a chegar na fila, Charles Pereira da Silva, estava lá desde as 4 horas da madrugada, está há dois meses sem trabalho e buscava uma vaga de pedreiro. Antônio Vieira da Silva, morador do Munsdtock, servente de pedreiro, está há 9 meses sem emprego. "Acho boa essa oportunidade, estando empregado é bom", avalia. "Queremos preencher vagas que temos disponíveis e ainda

dar novas oportunidades, em diferentes áreas", destaca Korb. Administrador financeiro; atendente de padaria; auxiliar técnico de mecânica; açougueiro; caixa de supermercado (4 vagas); caixa de loja (3 vagas); confeiteiro (2 vagas); consultor de vendas (3 vagas); costureira; eletricista; empacotador (2 vagas); gerente de loja; mecânico de automóveis; motorista de caminhão cnh E; representante comercial; salgadeiro; servente de obras; vendedor interno (4 vagas); vendedor pracista (3 vagas). Larissa Dorneles, 5 meses desempregada, e Vanderlan da Silva, 2 anos desempregado, além de buscar uma oportunidade de trabalho, participaram da ação para buscar um curso de qualificação. "Se conseguisse, gostaria de fazer um curso, para aprender sobre eletricidade e trabalhar numa empresa", diz Vanderlan. Essa foi a primeira edição do EmpregarRS em Ijuí. O evento é promovido pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS). A iniciativa aproxima empresas, que necessitam contratar profissionais, e trabalhadores que buscam uma oportunidade de emprego. O projeto também promove formação e capacitação para o trabalhador, com atividades de orientação profissional, empreendedorismo e palestras motivacionais. A ação ocorreu em 77 municípios simultaneamente.

Desde cedo a fila na agência do Sine já era grande e mais de 300 cadastros

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

ELEIÇÃO DA DIRETORIA

Cláudio é reconduzido à presidência do HCI

Associados reuniram-se no auditório do HCI ontem para escolha da nova diretoria

Foi realizada, na noite de ontem, assembleia geral ordinária dos associados do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI), onde foi eleita por aclamação a chapa liderada pelo presidente Cláudio Matte Martins, para o biênio 2016-2018. A composição ficou: presidente Cláudio Matte Martins, vice-presidente Cícero Tremea dos Santos, 1º secretário Erlo Adolfo Endruweit, 2º secretário Aníbal de Mello Nogueira, 1º tesoureiro Alfredo Brandt, 2º tesoureiro Antônia Carvalho Bussmann. No Conselho Fiscal Efetivo estão Celso de Mello Portella, André Vinícius Chitolina e Ivens Darciso Cigana. Na suplência do Conselho Fiscal ficaram Maurício Michaelsen, Aurélio Steglich e Enio dos Santos. Também foram apreciados e aprovados o relatório e o parecer do conselho fiscal do ano de 2015. Aproveitando a presença das diretorias executiva e financeira do HCI, os associados puderam entender melhor o momento que atinge os 245 hospitais filantrópicos do RS. “Sofremos demais com a demora do Estado em pagar os serviços já prestados por nós ao SUS. Somente o HCI, tem para receber mais de R$ 11 milhões e isso nos trouxe um desequilí-

brio enorme nas contas”, avalia Cláudio. Ele explicou que o HCI tem um planejamento estratégico que é realinhado a cada exercício, com adequação às novas tendências mundiais em saúde e isso possibilitou ampliar os serviços do hospital para toda a região. A oncologia está consolidada e necessita de mais espaço físico, onde a radioterapia está sendo ampliada com recursos próprios, com um segundo aparelho e com previsão de começar a operar no início de 2017, pois a demanda é cada vez mais abrangente. A cardiologia está com crescente número de atendimentos e buscando novos mercados. A medicina nuclear também teve aumento significativo de procedimentos. Os avanços são significativos, principalmente nos serviços de alta complexidade, destaque para a Oncologia, Cardiologia, Hemodiálise, entre outros, sem contar o setor de diagnóstico por imagem, com equipamentos de última geração, únicos na região Noroeste do Estado. A diretoria do HCI visualiza um cenário interessante, apesar das dificuldades de ordem financeira, como a ampliação da residência

médica com diversos cursos como cancerologia clínica, ginecologia e obstetrícia, psiquiatria, radiologia e diagnóstico por imagem, clínica médica e cirurgia geral, que atualmente somam 21 residentes na rotina do hospital. Com a aproximação do curso de medicina em Ijuí, o HCI será transformado em um hospital-escola. “Precisamos agradecer os apoios importantes da comunidade e de alguns parlamentares que entenderam o momento e destinaram recursos financeiros através de campanhas comunitárias e emendas com a intenção de incrementar a receita do hospital”, explica Cláudio. Por fim, o presidente da instituição agradeceu o trabalho dos 1.143 colaboradores que fazem o hospital funcionar nas 24 horas do dia. “O nosso usuário, seja do SUS ou de convênios importantes, recebem um atendimento digno, humanizado e resolutivo, pois investimos muito na qualificação profissional. Aos médicos do corpo clínico, fornecedores e demais parceiros, nosso muito obrigado, pois são esteios importantes que mantêm essa instituição forte, mesmo com toda a turbulência financeira que os hospitais enfrentam, ano a ano”, finaliza.

5

Palestra aborda violência contra pessoas idosas O Sesc Maturidade Ativa está realizando neste mês diversas ações alusivas ao Dia Mundial da Conscientização de Violência Contra a Pessoa Idosa, marcado anualmente em 15 de junho. A campanha deste ano é sobre a Violência no Trânsito, que servirá de mote para atividades educativas promovidas pelo programa. Em Ijuí, será tema de palestra ministrada pelo Secretário de Desenvolvimento Urbano, Obras e Trânsito, Ubiratan Erthal e programada para a próxima quintafeira, no Sesc, às 14h30, com entrada franca para participantes do grupo Maturidade Ativa. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (55) 3332-7511 ou pela página do Facebook www. facebook.com/sescijuirs. O objetivo do Programa Sesc Maturidade Ativa é disseminar às comunidades a estratégia nº 5 do "Manual de Violência contra a pessoa idosa", documento oficial lançado pela Secretaria de Direi-

tos Humanos da Presidência da República, que é "criar espaços mais seguros e amigáveis fora de casa". Entre as orientações do manual está o investimento em calçadas seguras e sem buracos para a população idosa ir e vir com segurança; tempo mais demorado dos semáforos para os pedestres; transportes públicos que sejam mais seguros com escadas mais baixas para que a pessoa idosa suba sem dificuldade; formação de motoristas e cobradores para que evitem freadas bruscas e ajudá-las a buscar locais adequados para que se sentem; entre outros. Em 2016, o Sesc comemora 70 anos no Brasil e, no Rio Grande do Sul, a Instituição chega a estas sete décadas atuando em 100% dos municípios. Todas as 497 cidades recebem atividades sistemáticas da instituição em áreas como a saúde, esporte, lazer, cultura, cidadania, turismo e educação.

cmyk


Jornal da Manhã

OPINIÃO

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

CRISE DO TRABALHO

A

crise econômica que atinge o País é formada por diversos erros próprios e situação conjuntural e, da mesma forma, possui inúmeras implicações. A maioria dos cidadãos consegue sentir na pele (e no bolso) o tamanho da crise quando vai ao supermercado ou qualquer estabelecimento comercial, podendo observar o peso da inflação puxada pela queda no ritmo da economia como um todo. Nenhuma crise, porém, é mais sentida neste momento que a crise do trabalho. No acumulado dos quatro primeiros meses deste ano, o País perdeu 378.481 empregos formais. Nos últimos doze meses, foi registrada a demissão de 1,82 milhão de trabalhadores com carteira assinada. A taxa de desemprego do primeiro trimestre do ano - que ficou em 10,9%, o equivalente a 11,1 milhões de pessoas - subiu em todas as grandes regiões do país, na comparação com o mesmo período de 2015. O nível de ocupação (indicador No acumulado de 2016, o índice de empregos no município tem se mantido estável, mas sempre com número maior de demitidos do que de contratados.

que mede a parcela da população ocupada em relação à população em idade de trabalhar) ficou em 54,7% para o total do país no primeiro trimestre do ano. Em Ijuí, nesta

semana, duas empresas de grande porte efetuaram demissões em massa, o que deve impactar os índices medidos mensalmente pelo Ministério do Trabalho sobre a empregabilidade na economia local. No acumulado de 2016, o índice de empregos no município tem se mantido estável, mas sempre com número maior de demitidos do que de contratados. Um trabalhador brasileiro, além de seu rendimento médio de R$ 2,5 mil, também produz um valor suficiente para cobrir seus encargos trabalhistas e os lucros e tributos pagos pelo empregador. Além disso, gasta seu salário na economia, gerando dividendos ao governo. Imaginemos, então, mais de 2 milhões de pessoas deixando de receber esta renda média, e ainda recebendo o benefício público do seguro-desemprego, e além disso deixando de gerar os demais valores como encargos e lucros empresariais. É a conta da crise. Nada mais afeta um povo do que a crise do trabalho. Eliminando-se todo o discurso ideológico e de aproveitamento da frágil situação econômica do País, que preconizam os "remédios amargos" que prejudicam uma população já bastante penalizada pela retração econômica, a crise instaurada no País parece ter apenas uma saída lógica. A fixação de uma agenda de geração de empregos, especialmente em áreas de maior valor agregado como a indústria, é essencial para a retomada do crescimento. Os remédios amargos e demais metáforas para definir cortes em áreas essenciais da administração pública talvez sejam até inevitáveis. No entanto, a reação do País em longo prazo só se dará com investimento massivo em gente, na geração de renda do povo que fará novamente a roda da economia girar para frente.

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

ENTREVISTA Qual a importância de se fazer o contato com as seccionais da OAB no Estado? Passamos por diversas cidades desde o início da semana. O grande problema é de que no passado a OAB não tinha essa interlocução muito forte com as subseções e, através do presidente Lamachia, resgatamos isso com o projeto de interiorização e nós acreditamos que no movimento da OAB só se faz gestão com o compartilhamento de ideias, envolvendo os grandes atores desse cenário que é dirigir uma instituição tão reconhecida socialmente e pela própria classe, que reconhece como entidade que representa e defende as dificuldades do dia a dia. Então, temos feito esses acompanhamentos seguidos, todo mês saímos. Inclusive, ontem estivemos na região litorânea, para também poder observar e acompanhar as pautas desses primeiros seis meses de gestão e quais são as suas dificuldades. Isso interage, aproxima e mantém uma política permanente da OAB do Rio Grande do Sul de ter a sua seccional e ter a suas seis subseções lado a lado, porque entendo que com o grande diálogo a gente vai conseguir minimizar os problemas, que são muitos, voltados à advocacia e mais uma bagagem muito interessante que a OAB vive nessa atualidade que é a questão da nossa sociedade que reconhece na OAB a sua representatividade mais ética possível. Como está sendo desenvolvido o trabalho da OAB junto às investigações da Operação Lava Jato e demais casos que estão tramitando no Senado? O presidente Lamachia está no Congresso debatendo nas questões políticas, por isso buscamos a transparência nas investigações da Lava Jato, para que a sociedade saiba a que ponto nós chegamos na crise nacional. Que é uma crise dura, difícil, ética e econômica que está afetando a todos os integrantes da comunidade e o papel da OAB é justamente isso. Primeiro informar a sociedade e estar ao lado dela para fazer as representações necessárias na busca de uma ética melhor. Por isso os nossos projetos imediatos agora. Quais são os projetos que a OAB tem em andamento no momento? Através da comissão eleitoral, nós vamos criar um aplicativo onde qualquer cidadão poderá, caso souber que o seu candidato estiver usando o caixa 2, poderá denunciar. Estamos fazendo um convênio com a Justiça Eleitoral para isso. Também temos a grande campanha que nós defendemos que é o voto valorizado, porque se temos uma política com alto grau de corrupção e descrédito é porque estão lá através de um voto. Então, o voto consciente significa dizer que todo o eleitor precisa ter a consciência crítica de que precisa procurar um novo caminho na política. Conhecer bem seu candidato, a OAB vai fazer esse papel, através das suas 106 subseções nessas campanhas, então, é importante lembrar que o papel da OAB cada vez mais se fortalece na busca de uma sociedade no futuro e atento às questões de advogados, principalmente no que se refere às prerrogativas. Como a OAB tem feito para estar mais próximo à sociedade? Acredito que toda a sociedade vive um temor, um descrédito, uma preocupação muito grande com o assunto

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Jocelaine Simão redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

cmyk

6

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui.com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com

Ricardo Breier Presidente da Seccional da OAB do Rio Grande do Sul de segurança pública, não digo por menores os assunto de saúde e educação que atingem uma camada grande da sociedade, são coisas difíceis e a segurança chegou num caos que gera a forma de trazer uma desordem, uma desarmonia social. A desordem advém da ausência de limites, nós não temos a segurança pública hoje como limite, nós temos problemas nas cadeias lotadas, temos problemas nas delegacias de polícia que estão recebendo presos, mas o mais grave, o cidadão não tem a polícia na rua, o cidadão tem uma polícia desmotivada e uma ausência do governo em uma política que possa trazer o alento de que se está fazendo alguma coisa. A sensação é essa e a OAB vai agir, esse é o nosso papel social. Nós já fizemos uma grande audiência pública, onde mais de 70 entidades participaram e mais de 26 mil assistiram online. Com isso criamos um comitê, uma cidadania para a segurança. Esse comitê tem algumas ações importantes para a segurança no Estado. Vamos intervir com ações a esse governo que está conosco, mas não vê o que está fazendo e a quem está servindo. O último que está servindo é a sociedade e ela é a de sustentação de uma vida harmônica e não estamos tendo uma política que está nos dando um norte. O governador vetou o reajuste salarial aos demais poderes públicos, Judiciário, Assembleia e Promotoria, e sabe-se que elas têm sua independência financeira, mas como isso reflete na OAB? Isso é muito ruim, ainda mais para a advocacia, é um parâmetro grave, principalmente onde já tem falta de funcionários no poder Judiciário, pelo processo eletrônico de implantação, difícil, dolorosa e impositiva, e, agora, essa situação econômica dos poderes. Todos passam por crises, mas sinto que falta um diálogo maior.Dizer não, precisa de justificativa, não é apenas dizer não. Acredito que essa situação pode gerar algumas preocupações.

Representantes Comerciais: Grupo de Diários

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

www.jmijui.com.br

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATuRAS E CIRCuLAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0316 3331-0317 Semestral: R$ 200,00 Anual: R$ 400,00 Correio: R$ 400,00 (semestral); R$ 800,00 (anual)


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

MEDICINA NA UNIJUÍ

MEC garante atenção ao curso em Ijuí

Em reunião no Ministério da Educação (MEC) na última quinta-feira, o ministro Mendonça Filho disse à senadora Ana Amélia (PP-RS) e ao reitor da Unijuí, Martinho Kelm, que está acompanhando o andamento do edital para o curso de medicina pleiteado pela universidade. Na oportunidade, o ministro garantiu que o MEC deve valorizar as instituições de ensino locais, referindo, inclusive, o modelo das comunitárias do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. "Minha lógica de raciocínio é prestigiar as instituições de ensino locais. As universidades grandes podem existir, mas não dá para transformar a educação em fast food", destacou o ministro. O curso de medicina de Ijuí está suspenso aguardando manifestação do Tribunal de Contas da União (TCU). A relatoria é da ministra Ana Arraes. Mendonça adiantou que caso o edital seja rejeitado, o MEC irá avaliar se seguirá o mesmo modelo adotou se modificará.

Encontro ocorreu na quinta-feira no MEC e reuniu o reitor e a senadora Ana Amélia

O edital previa que após a divulgação preliminar dos resultados, que ocorreram no dia 10 de julho de 2015, haveria um período para recursos das instituições de ensino em uma instância chamada administrativa, ou seja, uma instância em que o próprio MEC analisa os recursos.

7

Alunos têm orientações para produção de redação Na manhã de ontem, os alunos do Ceap participaram de uma palestra com a finalidade de dar subsídios para a construção do texto que irão produzir para o 9º Concurso de Redação Rotary Club de Ijuí e Jornal da Manhã. Neste ano o tema é HCI na Comunidade. Para isso, o consultor de mercado do Hospital de Caridade de Ijuí, Vicente Alves, esteve na escola. Ele conversou sobre a história do hospital e suas características com as turmas da 1ª e 3ª séries do Ensino Médio. Na próxima terça-feira a conversa será com alunos da 2ª série do Ensino Médio. Para participar do Concurso de Redação basta entregar o texto na direção da escola até o dia 13 de julho. É importante colocar o nome completo, série, endereço residencial, telefone, nome do professor orientador e, ainda, nome e telefone da escola. Os dez melhores textos irão fazer parte

de uma coletânea impressa que será distribuída às escolas. As categorias são para o Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e Ensino Médio (1º ao 3º ano) das escolas municipais, estaduais e privadas da região de abrangência da 36ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE). Nesta edição, o tema é HCI na Comunidade. Os estudantes de Ensino Fundamental devem produzir um texto em prosa, de qualquer gênero sobre o tema. Para os alunos do Ensino Médio, a proposta é redigir uma dissertação. As redações serão avaliadas por uma comissão nomeada pelo Rotary e JM. O 9º Concurso de Redação é promovido pelo Rotary Club de Ijuí e Jornal da Manhã e conta com apoio da 36ª CRE; Smed; Unijuí; Hospital de Caridade de Ijuí (HCI); Sociedade de Estudos, Pesquisa e Assistência Medica S/C Ltda; Hemovita; Ótica Albrecht; O Boticário; Tevah; Literatus; Lavi e CCAA.

Na época, algumas instituições de ensino ingressaram com processos judiciais que acabaram por postergar a divulgação do resultado final pelo MEC. Além disto, uma instituição ingressou com um processo no Tribunal de Contas da União (TCU) solicitando sua intervenção junto ao MEC.

CRE debate gestão de escolas Atividade ocorreu na manhã de ontem no auditório do Ceap

Professores desocupam prédio público na capital

Encontro reuniu representantes de seis coordenadorias da região

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc), através da 36ª Coordenadoria Regional de Educação, promoveu, durante a última quinta-feira, uma formação sobre sistema de gestão de projetos para escolas em Tempo Integral. A capacitação buscou acompanhar, compartilhar e evidenciar as iniciativas voltadas ao projeto Escola em Tempo Integral, que ampliou, em 2016, seu atendimento de 9,9 mil para 24 mil estudantes da rede estadual. O sistema de gestão de projetos serve como ferramenta auxiliar e foi pensado consideran-

do a importância das tecnologias digitais no desenvolvimento de processos pedagógicos em contextos escolares. Seus recursos ampliam as possibilidades de qualificar a ação instrutiva, baseada na metodologia de projetos. Responsáveis pelas ações direcionadas ao Tempo Integral da Seduc/RS, a coordenadora Hilda Liana Diehl e assessora Élida Montani, destacaram os benefícios do sistema ao ambiente escolar: “Queremos instrumentalizar o grupo de educadores que atuam nesta modalidade e que precisam

ter um perfil inovador, integrando a tecnologia digital à sua prática cotidiana enquanto trabalham de forma interdisciplinar”, enfatizaram. Na ocasião, o coordenador regional de educação, Cláudio da Cruz de Souza, ressaltou a importância do Projeto Escola em Tempo Integral para o contexto de vulnerabilidade que está inserido nas escolas. “Para isso, precisamos qualificar esse processo através de formações para preparar e capacitar os nossos professores”, concluiu o Coordenador.

Os professores que bloquearam o acesso ao Centro Administrativo do Estado desde a última segunda-feira deixaram o local na manhã de ontem. Na madrugada de quinta-feira, a decisão da Justiça determinou a liberação da entrada do prédio. A saída foi anunciada em entrevista coletiva concedida pelas lideranças do movimento, que garantiram que mesmo com a desocupação a greve continua. A retirada obedeceu à nova decisão judicial da juíza de Direito Andréia Terre do Amaral, emitida ainda nessa quinta-feira. Antes de deixar o prédio, ocupado desde essa segundafeira, a presidente do Cpers, Helenir Schurer, e colegas deixaram claro a insatisfação com a falta de propostas por parte do governo de José Ivo Sartori. No entendimento dos docentes, o movimento conseguiu mostrar

que a gestão tem como buscar dinheiro para o pagamento do piso e para melhoria das escolas públicas. O papel desempenhado pelos estudantes nas ocupações foi exaltado durante a conferência. Durante a coletiva, os professores condenaram a criminalização dos movimentos realizados por melhorias na educação. O episódio em que estudantes foram detidos após a ocupação da Secretaria da Fazenda foi citado pelos docentes como um exemplo de que o atual governo não dá o devido interesse ao tema. "Nós não vamos aceitar que qualquer movimento reivindicatório seja criminalizado como foi. Não podemos comparar a nossa mobilização e dos estudantes com lutas criminosas", disse Helenir. De acordo com o Cpers, a saída do Caff ocorreu por acreditar em uma nova negociação com o governo.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

SAÚDE

Região tem alto índice de câncer de boca Por meio do Consórcio Intermunicipal de Saúde (Cisa), o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) presta atendimento a 24 municípios da região Noroeste e dentre os serviços prestados, além da cirurgia oral menor e o tratamento de canal, está a detecção precoce do câncer de boca. “Nossa região tem alto índice deste tipo de câncer em função da utilização de cigarros e bebidas destiladas. Também tem um alto índice de câncer de lábio em função do sol, os agricultores não fazem a proteção adequada do lábio e a radiação solar leva a esse tipo de problema. Nós recebemos pacientes de toda a região, em que os profissionais em seus municípios detectam que a pessoa tem uma lesão na boca, que não cura em até 30 dias, encaminham para o CEO que faz uma biópsia, um diagnóstico e, detectado o problema, envia para o Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon)”, explica o coordenador do CEO, Erlon Beck. Ele destaca a importância da detecção precoce do câncer de boca, porque se for identificada no início tem 100% de chances de cura, no entanto, se já avançou, apresentando a chamada íngua ou embaixo da mandíbula com comprometimento, muitas vezes baixa para 50% o índice de cura. “Então temos quer ter, sim, através da rede pública, um olho muito apurado no sentido de que se tenha uma lesão suspeita na boca envie para o serviço especializado fazer o diagnóstico”, explica. Erlon alerta que o cigarro associado à ingestão de bebida alcoólica aumenta em 15 vezes a chance de ter câncer de boca.

cmyk

“Além disso, tem o vírus HPV, hoje 30% dos casos dos cânceres de boca estão ligados ao papiloma vírus humano, chamado de verruga, temos feito no CEO várias remoções desse tipo de lesão”, discorre sobre os fatores que podem desencadear câncer de boca e de lábio. “Tem fatores genéticos, lesões pré-malignas, que são aquelas manchinhas brancas que não saem.” A higienização bucal precária e a falta de informação também foram os fatores mais detectados em estudo realizado anteriormente. O coordenador reforça que a melhor forma de tratamento é a detecção precoce. Mas, em casos avançados o tratamento é feito no Cacon, por meio de cirurgia, que inclui cabeça e pes-

coço, e radioterapia. “E o HPV entrou agora, nos últimos tempos, como um dos fatores em pessoas com menos de 50 anos que acabam tendo câncer de boca”, acrescenta. O CEO mantém contato frequente com os municípios atendidos, o que tem facilitado no diagnóstico precoce e evitado sequelas. “O câncer de boca em estágio avançado exige um tratamento muito complicado. As pessoas que fazem radioterapia ficam sem saliva, têm dificuldades de alimentações, lesões bucais”, aponta. "A qualidade de vida é importante, porque a pessoa que tem um câncer de boca, muitas vezes em função da agressividade do tratamento, perde essa qualidade."

8

Vacina contra o HPV poderá ser ampliada

O Ministério da Saúde estuda a possibilidade de ampliar a faixa etária de vacinação contra o HPV na rede pública. Atualmente, as doses estão disponíveis, na rede privada, para ambos os sexos, com idades entre 9 a 26 anos. Já nos postos de saúde, somente para meninas entre 9 a 13 anos. A coordenadora de Imunização da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde (17ª CRS), Cledis Ottonelli, conta que estudos mostram que em outros países, quando feita a vacina na população entre 9 a 26 anos, o impacto é bastante positivo depois de alguns anos da aplicação. “Qualquer vacina é um benefício para as pessoas. É uma tecnologia barata se comparada aos tratamentos de doenças. Ainda não fomos informados sobre essa mudança, mas estamos todos preparados se ela ocorrer”, salienta. Cledis esclarece que o medicamento atual é quadrivalente, ou seja, previne contra quatro tipos de vírus. “Dois deles são mais encontrados em casos de câncer de colo do útero e órgãos genitais dos homens. Os demais correspondem a verrugas. Por isso é importante que seja feita o quanto antes, pois com menos idade, mais efeito terá na produção de anticorpos”, explica. Além da imunização, é preciso que a população esteja

Cledis Otonelli

atenta a determinados cuidados diários simples, como lavar as mãos. “São várias as formas de transmissão. Além da relação sexual sem proteção, o contato com objetos contaminados também pode acarretar outras doenças como a Influenza e Hepatite B”, acrescenta. É importante que as pessoas busquem informações sobre a prevenção e também sobre a vacina. “A dose contra o HPV está disponível nas salas de vacina, todos os dias do ano, já está incluída na rotina dos postos de saúde”, lembra. Segundo o Ministério da Saúde, a partir desse ano, as meninas devem tomar duas doses da vacina para se protegerem.

Famurs orienta prefeitos a priorizar atenção básica

Realizar um pacto federativo dos Estados com a União, revendo as responsabilidades e a divisão dos recursos de forma igualitária, é apontado pela Federação dos Municípios do RS (Famurs) como enfrentamento ao agravamento da crise financeira instaurada na esfera estadual, principalmente na área da saúde. “Hoje os municípios estão com essa crise, mas não podem deixar de atender a população. Os prefeitos

estão muito preocupados. Com a dívida que hoje está em quase R$ 300 milhões, somando 2014, 2015 e 2016, aconselho hoje os prefeitos a reduzir gastos, redução de serviços sem resolutividade, hoje priorizar o atendimento e o conselho da Famurs é priorizar o investimento na atenção básica, porque com a prevenção reduzimos gastos”, explica o técnico em Saúde da Federação, Paulo Azeredo. "E não abrir novos serviços sem garantias."


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

9

LEI MARIA DA PENHA

Delegada destaca "aperfeiçoamento" da lei Uma campanha nas redes sociais vem ganhando a adesão de vários delegados de polícia, advogados e outros profissionais do País que atuam em defesa dos direitos da Mulher. A mobilização é para aprovação do Projeto de Lei Complementar (PLC) 07/2016, que permite ao delegado de polícia autonomia em determinar alguns itens referentes às medidas protetivas da Lei Maria da Penha. O ajuste visa assegurar à vitíma da violência doméstica mecanismos que atualmente dependem do deferimento do juiz, o que demanda até 48 horas de espera. O projeto está tramitando na Câmara dos Deputados e uma das principais novidades é a permissão dada ao delegado de polícia, preferencialmente da delegacia de proteção à mulher, para aplicar provisoriamente, até decisão judicial, medidas protetivas da vítima e de familiares. Entre essas medidas que serão aceitas, ou não, pelo juiz em 24h estão a proibição de o agressor se aproximar da ofendida, de seus familiares e das testemunhas, com limite mínimo de distância entre eles; proibição de manter contato com a ofendida, seus familiares e testemunhas por qualquer meio de comunicação; e proibição de frequentar determinados lugares a fim de

preservar a integridade física e psicológica da ofendida. Outras medidas que podem ser tomadas são o encaminhamento da vítima e de seus dependentes a programa oficial ou comunitário de proteção ou de atendimento e a recondução da vítima e de seus dependentes à sua residência após afastamento do agressor. O autor do projeto, Sergio Vidigal, ressalta que a violência doméstica e familiar é um problema em todo o mundo. “O projeto traz uma evolução necessária do atendimento à vítima de violência doméstica. Sob o ponto de vista psicológico, a vítima se sentirá mais segura em narrar o seu caso para outra mulher”, afirmou, criticando os casos de policiais homens que ridicularizam a vítima quando elas tentam registrar à ocorrência. Para a delegada Jocelaine Aguiar, responsável pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), trata-se, também, de um processo de aperfeiçoamento que a Lei Maria da Penha vem sofrendo. "A Lei Maria da Penha prevê o encaminhamento do pedido até o conhecimento do juiz. Na nossa Comarca o juiz é muito ágil em sua avaliação e em muitas vezes são pedidos deferidos. Por outro lado a gente sabe que essa não é a realida-

de nos demais cantos do País. Maior prova é o encaminhamento e análise a esse procedimento que muitas vezes, para a vítima significa vida ou morte", ressaltou a delegada Jocelaine que ainda exaltou a rede de proteção montada para o combate à violência. "A nossa rede de proteção é eficiente. O trabalho congrega vários órgãos como a Delegacia da Mulher, o Ministério Público, o poder Judiciário, vários órgãos do poder Executivo à Secretaria da Saúde, da Assistência Social, Brigada Militar. Todos trabalham juntos para dar uma oportunidade e para que a mulher abandone essa condição de violência". Atualmente, conforme a delegada a Deam, em Ijuí, a média de ocorrências gira em torno de 80 a 100 casos, por mês. Por dia, são quase três ocorrências. Questionada sobre a possibilidade de estarmos em uma sociedade machista, a delegada não só concordou, como apontou uma mobilização como chance de mudança. "Falando de cultura de um País a gente sabe que, historicamente, 100 anos não é nada. Olhando a questão no machismo, do meu entender, é uma questão que vai demandar muito tempo para que a nossa sociedade evolua a ponto de igualdade de homens e mulheres. Percebe-se no dia

Jocelaine de Aguiar, delegada de Ijuí

a dia a questão do machismo arraigado. É preciso maior contribuição da sociedade como um todo para reduzir o machsimo", destacou.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

10

PL 44/2016

Privatização das escolas preocupa alunos e professores Falta de infraestrutura, segurança, atrasos no repasse dos professores e valores insuficientes para manter uma escola, esses foram os principais pontos levantados pelos estudantes que ocuparam mais de 120 escolas em todo o Estado durante cerca de um mês. Em Ijuí, a Escola Estadual de Ensino Médio Ruy Barbosa, Ruyzão, foi ocupada por cerca de duas semanas, entre as pautas, as situações já citadas e a principal delas, o pedido de que o Projeto de Lei 44/2016 não fosse votado pela Assembleia Legislativa. O motivo? o receio de que a PL seja o princípio da privatização do ensino público. Uma das alunas que participou da ocupação da escola defendeu que o Projeto irá prejudicar não apenas as escolas, mas os setores de saúde e segurança. "Queremos que as pessoas se conscientizem que não se refere apenas a escola, e sim a todo um contexto". Segundo os jovens, com a aprovação do Projeto, os valores que são repassados às escolas, tendem a diminuir ainda mais, "se as escolas forem passadas para organizações sociais, elas que decidem se repassam um valor", defende outro aluno. Mesmo antes de o PL ser votado já existe uma preocupação dos administradores das escolas, a equipe diretiva em conseguir atender de forma satisfatória os alunos, seja em salas de aula com estrutura adequada, e em formar jovens cidadãos preparados para a universidade e mercado de trabalho. A vice-diretora do noturno da Escola Técnica Estadual 25 de Julho, Solange Koltermann, destaca que todo o trabalho desenvolvido pela escola é complexo. “No que se refere a situação financeira é todo um cuidado com a questão legal, temos verbas que podem ser usadas dentro da autonomia financeira, da parte de manutenção, que são

Em uma das maiores escolas de Ijuí, o Ruyzão, os alunos realizaram uma ocupação contra o Projeto

os gastos diários, os gastos permanentes, que se referem ao patrimônio”, explica. Hoje, para atender os cerca de 1.300 alunos atendidos entre o curso regular, técnico e EJA, ela ressalta que os recursos, muitas vezes não são suficientes para arcar com todas as despesas, “mas temos um Círculo de Pais e Mestres bem atuante que nos auxilia nessas situações”. Com relação ao PL 44, Solange defende que ainda é uma incógnita como deve ficar a situação das escolas caso ele seja aprovado. “A escola pública é dever do Estado e repassar para outras organizações, não sei como será. Se a intervenção das organizações sociais será apenas no patrimônio da escola ou se irá interferir na questão pedagógica". No Ruyzão, a diretora Gladis Maria Nasi, destaca que a escola possui recursos

limitados, "que não permite fazer muitas realizações que gostaríamos, nesse sentido a escola é muito engessada". Ela defende que é necessário que se trabalhe dentro da perspectiva de gestão mais contida. "Batemos na questão burocrática e legal que acabam nos barrando em muitos projetos". Simone Simões Oliveira, vice-diretora do Educandário, defende que o espaço escolar é onde se constitui como sujeito e essa constituição deve caminhar para a construção cidadã, "o que não se refere apenas a repassar o conhecimento científico, mas com as práticas fora da sala de aula". Outro ponto que Simone defende como sendo algo que depende dos gestores se refere à motivação e inspiração e, "para isso dependemos dos recursos, que nos possibilitem de fazer um trabalho de qualidade".

Para o Estado, a ideia é qualificar as relações Apresentado pelo Executivo, o PL 44 prevê que entidades privadas sem fins lucrativos, qualificadas como organizações sociais, possam firmar parcerias com o poder público para exercer atividades em áreas como o ensino, a saúde, a cultura e a preservação ao meio ambiente. A lei prevê que, para isso, essas entidades poderiam receber recursos públicos e até mesmo estruturas físicas pertencentes ao Estado. O subchefe legislativo da Casa Civil, César Kasper Marsillac explica que a intenção do projeto é qualificar as relações que o poder público hoje estabelece com uma série de organismos sociais por meio de convênios, buscando definir regras que estabeleçam quem pode se qualificar, se conveniar com o poder público. E de que forma essa relação vai se estabelecer, por um contrato de gestão, que vai definir metas e indicadores que serão acompanhados periodicamente pelo poder público. "Essas entidades terão de ter órgãos de direção superior colegiados. O conselho de administração é integrado tanto pelo poder público quanto pela sociedade civil. Então,

cmyk

a diretoria é colegiada, evitando desmandos de caráter pessoal, e com controle social, o que se dá dentro do próprio conselho de administração. Tem de publicar balanços do Diário Oficial do Estado, sujeito à aprovação do Tribunal de Contas", relata. Já Manuela D’avila defende a inconstitucionalidade do PL 44 e já tem pronto o seu parecer, no entanto há a expectativa de que o governo retire o projeto de pauta, que é a principal reivindicação dos movimentos sindicais, estudantis e sociais, entre eles dos alunos que ocupam escolas em todo o Estado. Muitos críticos defendem que o PL 44 significa a privatização do serviço público, mas Manuela defende que o PL 44 é pior que privatizar. “Quando eu privatizo um serviço, eu vendo isso a uma entidade privada e não tenho mais responsabilidades. Saúde e educação são atividades que constitucionalmente são obrigações do Estado e, com o projeto, continuam sendo obrigações do Estado. O que acontece é que o Estado repassa essa função às organizações sociais, repassando valores para que elas cumpram essa função, mas

César Kasper Marsillac

continua com a responsabilidade sobre o serviço. Então é pior que privatizar, é dar dinheiro público para administrar funções e responsabilidades do Estado”.

Nilton Kasctin dos Santos Promotor de Justiça

A família e o papel dos pais Crescemos ouvindo que a família é a base da sociedade. De fato, o comportamento social das pessoas reflete com precisão a educação que tiveram no seio da família. Logo, se a sociedade anda mal é porque a família está desestruturada. Basta ver que todos os casos de desajuste social apresentam histórico de desajuste familiar. Uma família bem estruturada, que se orienta por princípios morais, irá formar, invariavelmente, pessoas equilibradas, solidárias, honestas, justas e sensíveis ao sofrimento alheio. Irá produzir, enfim, como disse Freud, um adulto capaz de amar e trabalhar. Inventei este conceito: família é a oficina de formação e treinamento de cidadãos. Se ela não funcionar exatamente como essa oficina, teremos adultos estelionatários, corruptos, preguiçosos, assassinos, egoístas, arrogantes, falsos, pedófilos, traficantes, injustos, enfim, pessoas desqualificadas para viver em sociedade. É no seio da família que a pessoa dá seus primeiros passos no aprendizado para a vida em sociedade, formando-se boa ou má conforme aquilo que vive no dia a dia do lar. Ora, se a criança não precisa obedecer a regras em casa, terá dificuldades em assimilar a necessidade de obediência às regras da escola e às leis, mais tarde. Se não experimenta o amor e a compreensão em casa, terá uma conduta antissocial lá fora, quando crescer. Se uma criança cresce sem aprender a reverenciar a Deus em casa, provavelmente não dará valor à vida das outras pessoas (nem à sua própria) e ao meio ambiente, porque Deus é vida, é amor ao próximo e respeito pelos animais e plantas. Mas, infelizmente, a família brasileira como formadora de cidadãos está desaparecendo. Em ritmo galopante. Às vezes isso começa por um relacionamento conjugal errado, que leva a uma separação traumática. É que a maioria das pessoas lidam com a separação tratando o ex-companheiro como inimigo. E isso desestabiliza completamente o processo de formação da personalidade dos filhos crianças e adolescente. Família é um corpo social cujos membros são rigorosamente interdependentes. Mas cada um dos indivíduos que a compõe possui papéis definidos, que devem ser cumpridos à risca, sob pena de rotura visceral da organização toda. Diz-se que o papel dos pais é o de educar os filhos para que tenham um desenvolvimento adequado nos aspectos físico, intelectual, emocional, moral, social e espiritual. Parece difícil, mas educar os filhos para serem cidadãos honrados é a coisa mais fácil e gostosa que pode existir. Não precisa dinheiro, presentes, discursos, sermões ou castigos. É preciso apenas uma coisa, que está ao alcance de todos os pais, ricos ou pobres, diplomados ou analfabetos: o exemplo. Entretanto, para dar exemplo aos filhos, os pais devem viver junto com eles até que fiquem adultos. Não existe exemplo à distância. E estar junto com os filhos é gostoso demais! Se os pais costumam deixar os filhos com babás, avós ou vizinhos para ir em baile, festa, missa, jantar, culto, casamento ou praia, pode esperar desilusão e sofrimento quando os filhos forem adolescentes. Ser pai é renunciar quase tudo para ficar com os filhos. Os pais devem ficar em casa com os filhos o máximo de tempo que puderem. Só devem sair se puderem levar os filhos juntos. Sair sozinhos, só por necessidade extrema (como trabalho ou estudo). Um conselho aos pais: façam essa experiência de ficar sempre junto dos filhos. Meus pais fizeram isso. Deu certo. Com 91 anos cada um, agora vivem cercados de filhos e netos. Porque nos acostumaram a andar com eles quando estávamos crescendo.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

CORRONEL BARROS

Escola iniciará aulas apenas em 2018

Espaço da escola deve iniciar as aulas apenas no ano de 2018

No início deste mês, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) decidiu afastar o débito do município de Coronel Barros, que se refere ao processo analisado à denúncia de superavaliação do terreno adquirido pelo município para construção da nova Escola Miguel Burnier. A área, que foi adquirida pelo valor de R$190 mil, de acordo com a equipe de Serviços de Instrução Municipal, em seu parecer técnico ressaltou que está compatível com o preço do imóvel desapropriado. O prefeito de Coronel Barros, Sênio Kirst, explica que houve denúncia e o TCE e o Ministério Público averiguaram e chegaram à conclusão de que não houve superavaliação. "Essa foi uma decisão do Conselho Pleno do TCE e, portanto, aceitou as justificativas que a defesa fez, justificando os valores pagos". Com o afasta-

mento do débito, o prefeito destaca que as contas referentes ao ano de 2013 estão aprovadas. A escola, que hoje atende os alunos, está localizada ao lado norte do rodovia e deve mudar-se para o perímetro urbano. "Esta é uma obra de grande importância para os alunos que precisam atravessar a BR quatro vezes ao dia e a Brigada Militar organizando o trânsito. As crianças correm perigo. Com esse novo complexo educacional todas as crianças serão recebidas de forma segura", salienta. A obra já está com a primeira fase concluída, para a segunda fase, o recurso de duas emendas já está aprovado, e deve iniciar no fim do ano. "Dois blocos, um auditório e mais um bloco para sete salas de aula deve ser construído ainda nesse ano". Para o próximo ano, devem ser construídos o re-

feitório, cozinha e mais um bloco de salas de aula e biblioteca. Segundo o chefe do Executivo, a conclusão da obra deve ser apenas no fim do ano de 2017. "E no início de 2018 queremos que todas as crianças já iniciem a aula no novo espaço", destaca. Ao lado da escola, também está sendo construído um complexo esportivo, espaço que deve ser agregado à escola. A inauguração desta quadra deve ser realizada em breve, porém, conforme o prefeito, antes da inauguração devem ser realizadas obras de ampliação. "A intenção é de que seja feita a ampliação de duas varandas para comportar as arquibancadas". No próximo dia 24, será inaugurada a nova Unidade Básica de Saúde (UBS). O investimento para essa unidade de saúde foi de R$628 mil, entre recursos do Ministério da Saúde e prefeitura.

Programa de conservação será retomado Dirigentes de Clubes Amigos da Terra do Noroeste gaúcho trabalham para retomar no Rio Grande do Sul o tema plantio direto, conservação do solo e água. Na última quinta-feira, em Panambi, dirigentes dos Clubes de Panambi-Condor, Ijuí e Palmeiras das Missões conversaram sobre o Programa Estadual de Conservação do Solo e Água, lançado em dezembro passado pelo governador José Ivo Sartori. O coordenador estadual da Emater/RS-Ascar no Programa, Edemar Streck, participou do encontro, juntamente com os gerentes regionais da Instituição, Carlos Turra e Vito Cembranel, além de representantes da Agropecuária Cooperativa (Cotripal) e Cooperativa Central Gaúcha Ltda (CCGL). O encontro foi motivado pelo presidente do Clube Amigos da Terra de Panambi e Condor

Fórum técnico foi marcado para agosto, a fim de nivelar ações

e vice-presidente da Federação Brasileira de Plantio Direto, Daniel Strobel. De acordo com o assistente técnico regional em Manejo de Recursos Naturais da Emater/ RS-Ascar, Dejair Burtet, ficou acertado para agosto, em Panambi, um fórum técnico, para

nivelar o tema com profissionais indicados pelas instituições. Burtet antecipou ainda que a sociedade gaúcha será convidada a discutir o assunto em um momento futuro, provavelmente em um segundo fórum a ser realizado no começo de 2017.

11

Índice de empregos está estável, defende sindicato Desde o início do ano mais de 600 vagas de trabalho foram fechadas em Panambi, apenas em um mês foram mais de 200 postos de trabalho. O setor que mais demitiu foi a indústria de transformação, que representa a área de máquinas, implementos agrícolas e metalurgia. Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Panambi, Jorge Martins explica que desde o início do ano houve cerca de 400 demissões na área metalúrgica e de máquinas agrícolas. Segundo ele, os números não são expressivos, se forem comparados com o período que se está vivendo, "esse baixo poder econômico essa economia em queda, a gente considera um número razoável de demissões, não é assustador", destaca ele. De acordo com ele, desde o início do mês, não houve registro de demissões, "a não ser alguns casos pontuais". Para o sindicato, o quadro que se apresenta, no momento, pode ser considerado dentro da normali-

dade das demissões. "Não representa grande quantidade, temos algumas empresas do ramo de metalurgia que estão estáveis, outras estão melhorando o faturamento devido ao momento". O esperado pela entidade é que, iniciando o segundo semestre, a situação possa melhorar, "pouco, devido à situação econômica que passa o País, mas a tendência é se manter estável no término do primeiro semestre e início do segundo". A principal causa apontada por ele para o alto índice de desemprego registrado nesse ano se dá devido à situação econômica em que o País está. A região, que é voltada à metalurgia e produção, foi uma das mais afetadas com a crise. "Percebemos essa situação". Entre as grandes empresas localizadas no Município, área industrial e da cidade vizinha Condor, o número de trabalhadores é relativo e ele acredita que não tenha mais alterações nos próximos meses

Congresso de mulheres será na próxima semana Na próxima quarta e quintafeira, a Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) realiza o 1º Congresso de Mulheres. A atividade será realizada no Teatro Dante Barone, na Assembleia Legislativa. Com o tema Empoderamento nas políticas públicas e na sociedade, o evento abordará o desenvolvimento da autonomia, participação política e ações de prevenção e combate à violência doméstica. Para participar, basta doar, no local de credenciamento do evento, um produto de higiene (creme dental, escova de dente, sabonete, shampoo, condicionador e absorvente). O que for recebido será entregue posteriormente a instituições de acolhimento às mulheres vítimas de violência. As inscrições podem ser feitas no site da Famurs. “Nós precisamos somar forças e estar unidas para nos protegermos. Nós, prefeitas, somos o elo com a sociedade, a justiça, a segurança, o legislativo. Ligamos toda essa rede”, reflete a prefeita de Cristal e coordenadora do GT Mulheres Famurs, Fábia Richter. A programação inicia às 9h, com a solenidade de abertura, em seguida, a prefeita de Nova Santa Rita, Margarete Ferreti, a vereadora de Porto Alegre, Jussara Cony, e a presidente nacional da Ação da Mulher Trabalhista e a vice-presidente da Internacional Socialista de Mulheres da Amé-

rica Latina, Miguelina Vecchio, participam do painel O empoderamento da mulher na política e na sociedade. A partir das 16h, representantes das prefeituras do Balneário Pinhal, Butiá, Canoas, Cruz Alta, Santo Ângelo e Torres vão apresentar bons exemplos de ações de desenvolvimento de políticas públicas de empoderamento das mulheres. A promotora legal popular Loreni Lucas, a diretora do Departamento de Políticas para as Mulheres da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos do RS, Salma Valencio. O painel Violência doméstica ações de prevenção e combate marca o início das atividades na quinta-feira. Participam do debate, a partir das 9h, promotora pública Ivana Battaglin, a ex-diretora de Políticas de Educação em Direitos Humanos e Cidadania do Ministério da Educação Cláudia Pereira Dutra, o coordenador da Frente Parlamentar dos Homens pelo Fim da Violência Contra a Mulher, deputado estadual Edegar Pretto, a coordenadora da Mulher de Santana do Livramento, Luciana Larruscahim, e a deputada federal Maria Rosário. Às 14h, será debatido o painel Mulheres fazendo política para as mulheres. Às 17h, ocorre um talk show com a prefeita de Cristal e coordenadora do GT Mulheres da Famurs, Fábia Richter, e a escritora Martha Medeiros.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

12

ILUMINAÇÃO PÚBLICA

Moradores denunciam falta de manutenção Desde o início do ano, a comunidade tem sofrido com a falta de manutenção na iluminação pública. Em maio, um morador do bairro Colonial, Valmir Cavalheiro, contou que havia feito vários pedidos à prefeitura para que na Rua 13 de Maio fosse realizada a manutenção. "É uma escuridão total e aqui se aglomeram vândalos. Isso já faz quase seis meses que pedimos". Depois de vários pedidos a Central de Iluminação Pública atendeu a demanda. Mas o morador não está sozinho. Há algum tempo já foi mostrado aqui que a comunidade tem denunciado pontos de iluminação. No bairro Modelo, no Centro e em tantos outros bairros. Não só de falta de iluminação, mas de lâmpadas que passam o dia acesas e a noite apagadas. O responsável pela Central de iluminação Pública de Ijuí, Van-

derlei Rodriguez, explica que desde o início do ano a pasta vem sofrendo contratempos para conseguir atender a demanda. Segundo ele, o material que havia sido licitado foi entregue e os pedidos estão sendo atendidos, “de uma forma contundente”. Um dos locais que mais sofrem com a falta de manutenção é o Distrito Industrial. “Ijuí é grande, temos hoje 13 mil pontos de energia, em 36 bairros e nove distritos, a demanda é muito grande”. Ele defende que quando o material foi recebido, haviam 400 pedidos em aberto, a demanda havia baixado para 260 pedidos, mas devido ao novos que são registrados diariamente, Rodriguez diz que subiu para 350. Ele afirma, ainda, que há material para atender os pedidos o ano todo, “vamos conseguir atender todas as demandas”, diz.

No bairro Colonial, havia quatro pontos que necessitavam de melhoria

Os principais problemas que a pasta enfrenta é o vandalismo e pontos de drogadição. No que se refere a chamados da comunidade, Vanderlei expli-

ca que a Central recebe em média 40 pedidos diários. "A previsão é de que os pedidos sejam colocados em dia durante o mês de junho".

A Central trabalha para atender os pedidos no bairro Colonial; Morada do Sol; Universitário; Thomé de Souza e Pindorama, "esse é o nosso cronograma".

Taxa de iluminação não cobre gastos, diz secretário Um dos questionamentos dos vereadores, apontado ainda em maio durante a sessão da Câmara, no dia 9, diz respeito ao investimento da taxa de iluminação pública. O secretário de Desenvolvimento Urbano, Obras e Trânsito (Smodutran), Bira Erthal, explicou que existe uma desigualdade entre a demanda e os recursos necessários para fazer a manutenção. "Mesmo que tivéssemos todas as taxas pagas não teríamos condições de atender todos

os pedidos". Bira aponta que o valor é insuficiente para fazer a manutenção de toda a rede. O Departamento Municipal de Energia (Demei), autarquia responsável pela manutenção da iluminação pública e que também recolhe o valor pago pela população, defende que a taxa de iluminação cobre dois terços do custo, “além desse valor, o Município ainda precisa colocar mais valores para atender toda a demanda, que não se restringe a manutenção, mas também ao

custo de distribuição dessa energia”, explica o diretor-presidente, Rogério Seibert. Atualmente, conforme a Lei nº 6.108/2014, a alíquota de iluminação pública é dividida em classe de consumidores. Para a classe comercial e industrial até 300 quilowatts (KWh) a alíquota é de 7,2%; de 300 a 500 KWh é de 7,8%; de 500 a 1.000 KWh é de 8,4%; para mais de 1.000 KWh a alíquota é de 9%, com limitador de 3.000 kWh. Para a classe residencial o con-

sumidor que usar até 100 KWh ao mês paga a alíquota de 1% para iluminação pública; de 100 a 150 KWh é de 4,8%; de 150 a 200 KWh é de 4,4%; de 200 a 250KWh é de 6% e para além de 500Kwh de consumo por mês a alíquota é de 6,6%. Essa classe não possui limitador. O valor da taxa é calculado sobre consumo básico e Pasep (sem o acréscimo do ICMS). Segundo ele, o déficit anual é de aproximadamente R$ 300 mil, apenas no setor de iluminação

pública. "Isso nos dá uma carga muito grande na questão de alocar outros investimentos para fazermos a manutenção da forma mais adequada possível", ressalta Bira. Desde troca de lâmpada, colocação de novos postes, ligações de novas redes e novos pontos de luz, os projetos realizados pela Ceriluz, no interior, também são arcados pela pasta. "Então, são diversas ações que temos, de um custo elevado e que a correção da taxa não é feita da forma adequada".

Vereador denuncia descaso com iluminação pública Na sessão da última segundafeira o vereador César Busnello (PSB) denunciou o descaso da gestão municipal referente à iluminação pública. Ele relatou que existe um alto número de lâmpadas queimadas na cidade, atingindo diversos bairros, e ou-

cmyk

tras com defeito e o poder público não está tomando providências necessárias. O vereador apresentou um pedido de informações na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, Obras e Trânsito, solicitando dados sobre o valor arre-

cadado com iluminação pública pelo Demei e os investimentos que estão sendo realizados no Município. Segundo ele, em 2013 foram arrecadados R$ 1, 4 milhão, e investidos cerca de R$ 1,1 milhão. Já em 2014, segundo o

edil, a arrecadação com iluminação pública, chegou a R$ 1, 6 milhão e os investimentos R$ 1, 5 milhão. Busnello explica ainda que em 2015 a arrecadação foi de R$ 2, 2 milhões, e investidos R$ 550 mil. “É lamentável que os núme-

ros investidos com iluminação estão bem abaixo da arrecadação”, relata o edil, salientando que “vários bairros de Ijuí sofrem apagões constantemente, as denúncias chegam diariamente por parte dos moradores, e é necessário em Ijuí ações urgentes”.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

NOVA MODALIDADE

Cotrijui tem aumento de adesão ao armazém geral

Depósitos da cooperativa têm trabalhado na modalidade há quase três anos

Em 2013, a nova diretoria da Cotrijui assumiu e expôs uma severa crise nas contas da cooperativa, que levaram o presidente Vanderlei Fragoso a solicitar a recuperação judicial da instituição. Previsto inicialmente para durar dois anos, o status de moratória foi prorrogado no ano passado pelos associados em Assembleia Geral. Desde então, a Cotrijui vem tomando medidas para tentar proteger seus quase 18 mil associados em todo o Estado. Assim surgiu a adoção da modalidade de armazém geral, onde o produtor pode depositar sua produção na cooperativa e negociar por conta própria a venda dessa produção, já que apenas taxas de manutenção são cobradas pela

cooperativa. Apesar da pouca adesão no início da operação do novo sistema, o presidente Vanderlei Fragoso contou ontem, em entrevista ao Grupo JM, que a modalidade vem crescendo entre as opções dos produtores. "Superamos uma certa crise de identidade e viemos consolidando o regime de armazém geral, a cooperativa vem cumprindo seu papel junto ao quadro social. Neste ano, tivemos um acréscimo de 30% na participação dos cooperados no armazém geral, se compararmos ao ano passado. Comparado ao final do ano de 2013, nós tivemos um crescimento de 80% nessa participação", revela Fragoso. Falando sobre a safra agrícola,

o presidente da Cotrijui expôs a estratégia adotada pela cooperativa para incentivar o plantio do trigo em sua região de atuação. "Sempre incentivamos nosso cooperado a plantar trigo. Inclusive atuamos na multiplicação de sementes de trigo, somos, talvez, uma das cooperativas com maior participação na disponibilidade de semente aos associados. Já na nossa gestão identificamos a necessidade de trabalhar mais profundamente, fazendo a segregação do trigo, algo que ocorre desde a safra de 2013. Isso tem permitido que o associado atue no mercado agrícola com mais rentabilidade, pois atendem melhor as necessidades da indústria moageira", afirma.

Reunião debaterá recursos do IGL Com fatos ainda não esclarecidos acerca do uso de recursos do Fundo de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Leite (Fundoleite), a gestão do Instituto Gaúcho do Leite (IGL) deve ser o tema central da próxima reunião do Conselho Deliberativo do Fundo. Nesta semana, o representante da Farsul, Jorge Rodrigues, solicitou ao secretário estadual da Agricultura, Ernani Polo, que também preside o Conselho Deliberativo do Fundoleite, a convocação de uma reunião urgente. Os encaminhamentos propostos são para que o grupo discuta as contas do IGL de 2014, que ainda não foram aprovadas pelo Conselho. Além disso, reclama que as contas de 2015, "apesar de vencidos os prazos, ainda não foram trazidas à apreciação" do Conselho Deliberativo. Sugere, ainda, que os conselheiros se debrucem também sobre os apontamentos de desvio de finalidade na aplicação dos recursos públicos do Fundoleite que já estão registrados. "O IGL investe-se de um autoritarismo que extrapola todas as

instâncias, sem qualquer atenção às decisões, como se estivesse acima desse conselho e do próprio presidente", refere Rodrigues. "Busca impor uma agregação e representação da cadeia do leite que não tem, criando números sem compromisso com a verdade. Tenta transparecer que é a Farsul quem tem posições contrárias, não fala das ações que tramitam no Judiciário de autoria do Sindilat,

das indústrias e da posição tomada pela Fecoagro", rebate sobre posicionamento recente do IGL. Visando levar o debate para o Conselho Deliberativo, Rodrigues solicita "cópias dos encaminhamentos e respostas da Contadoria e Auditoria Geral do Estado (Cage) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE), bem como ao IGL no que se refere às contas de 2014, a partir da última reunião".

Laticínios gaúchos estão contestando a cobrança de taxas compulsórias judicialmente

13

Prorrogação do CAR "traz tranquilidade", diz Heinze O presidente em exercício Michel Temer prorrogou o prazo do Cadastro Ambiental Rural (CAR) para todas as propriedades rurais. Por meio da Lei 13.295, de 14 de junho de 2016, foram estendidos os benefícios da regularização de Áreas de Preservação Permanente (APPs) e de Reserva Legal (RL) previstas no novo Código Florestal. A Lei traz os novos prazos para o cadastramento de todos os produtores rurais que ainda não fizeram o CAR, independentemente do tamanho das propriedades. Todos terão até 31 de dezembro de 2017 para realizar o cadastro, prazo que poderá ser prorrogado por mais um ano (31 de dezembro de 2018). A medida estabelece ainda que, a partir do dia 1º de janeiro de 2018, as instituições financeiras somente concederão crédito aos produtores que estiverem inscritos no CAR (podendo este prazo ser estendido, caso ocorra uma nova prorrogação do CAR até o final de 2018). A dilatação no prazo do CAR foi comemorada por deputados da bancada ruralista, como Luis Carlos Heinze (PP-RS), que incluiu uma emenda à MP 707/2015, que previa a medida. “Nos últimos

Luiz Carlos Heinze

dias do antigo prazo tivemos um aumento significativo no número de cadastramentos, especialmente no Rio Grande do Sul, porém, ainda assim, muitos produtores ficaram de fora do CAR. Com isso, poderiam perder o acesso ao crédito, seriam muito prejudicados. A nova lei traz tranquilidade ao agricultor, que agora poderá fazer o cadastro até dezembro do ano que vem”, afirma Heinze.

Trigo sofre com falta de incentivos de produção A redução da área plantada com trigo neste ano é sentida em todo o Estado. Demandando altos investimentos e com baixo valor de mercado, a cultura teve uma redução de área de 40% em Ijuí nesta temporada, chegando a 6 mil hectares cultivados. Nem mesmo a reação dos índices de preço do cereal foram capazes de impulsionar o plantio, já que os agricultores que optaram mais tarde pelo trigo não encontraram sementes disponíveis no mercado agrícola. Para o presidente do Sindicato Rural de Ijuí, Ércio Eickhoff, a falta de incentivos públicos e de regulação tornam o plantio ainda mais difícil de ser feito. "Não existe mais um planejamento para a safra de trigo, não há uma programação de plantio e comercialização, está tudo por conta dos produtores. Não existe um regulamento e nem mesmo incentivos para cultivar, e isso estimula uma desorganização que é extremamente prejudicial. Neste ano, por exemplo, as empresas que produzem sementes não têm o produto disponível, quer dizer, não há regulação de estoques, o que interfere no preço da lavoura", explica Eickhoff. Neste momento, o mercado

Ércio Eickhoff

agrícola registra uma alta nos preços do trigo em função da ausência de outro produto: o milho. Utilizado largamente para ração animal, o grão está em falta no mercado brasileira, e está sendo substituído pelo trigo na produção de insumos para a pecuária. "Essa falta de milho é outro exemplo de falta de organização no setor produtivo, porque apesar de ter impacto positivo para os agricultores, encarece os preços dos produtos alimentícios".

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Burmann avalia conjuntura política As eleições à prefeitura de Ijuí vão, aos poucos, ganhando forma. Em entrevista ao Grupo JM, o secretário de Obras, Gerson Burmann, reafirmou que a aposta do PDT está no nome do ex-prefeito Valdir Heck. Burmann fez uma avaliação do quadro eleitoral e das perspectivas da legenda para outubro. "O partido está intensificando as tratativas com os partidos para, assim, definir quais siglas estarão fechadas em torno da majoritária, mas o mais importante já está definido, que é o nome do nosso pré-candidato a prefeito do PDT, Valdir Heck", ressalta Burmann, destacando o trabalho que o ex-prefeito realizou em Ijuí. "As pessoas que reclamam deveriam olhar para os municípios próximos como Cruz Alta, Santo Ângelo, e assim constatar os avanços que o PDT tem feito em todas as áreas, tanto que as pesquisas mostram que Ijuí é uma das cidades com qualidade de vida. Ele ressalta que o partido bus-

cará, a partir das próximas semanas, dar a formatação de um projeto de governo para apresentar à sociedade. Burmann acredita que o PDT tem reais chances de conquistar um bom resultado nas eleições municipais. "Estamos a definir uma linha e uma ampla estratégia para desenvolver a campanha das eleições municipais", declara. O secretário de Obras diz que o partido buscará aumentar, para a próxima legislatura (2017-2020), a bancada de vereadores. No momento, há uma lista prévia com mais de 30 nomes à vereança. O PDT quer eleger, no mínimo, três vereadores. Atento aos desdobramentos do cenário político em Ijuí, Burmann ressalta que o período eleitoral é difícil. "Nós acreditamos no trabalho que o PDT vem fazendo em Ijuí, e o Valdir Heck é uma pessoa íntegra, comprometida com o trabalho, e o presidente do partido em Ijuí, o Josias Pinheiro, está dialogando com os demais partidos, e buscando compor as

Sartori irá se reunir com Temer na segunda-feira O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, participará de reunião de governadores convocada pelo presidente interino da República, Michel Temer, na próxima segunda-feira, em Brasília. O encontro está marcado para as 15h, no Palácio do Planalto. Uma reunião preliminar entre gestores estaduais deve ocorrer durante a manhã na residência oficial de Águas Claras, no Distrito Federal. No mesmo dia, às 10h, também haverá um encontro entre secretários de Fazenda e equipe do Tesouro Nacional. Sartori já esteve com o presidente interino no último dia 8, para tratar da questão da dívida do Rio Grande do Sul com a União. Na ocasião, o governador solicitou ao presidente que o governo federal não efetue bloqueio das contas de arrecadação do Estado e nem retenha parcelas de transferências constitucionais para quitação de parcelas da dívida. O pagamento segue suspenso por liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por 60 dias. O mérito da questão deve ser julgado no início do próximo mês. Os representantes estaduais, que queriam um período de suspensão integral dos pagamentos das parcelas mensais da dívida

cmyk

José Ivo Sartori

por dois anos, não aceitaram a proposta de desconto gradual, que começa em 100% e diminui até chegar a zero após 18 meses. Para o governo, o desconto nas parcelas mensais pedido pelos governos regionais não deve ser superior a R$ 160 milhões por mês, o que daria uma redução de pagamentos de até R$ 1,92 bilhão por ano a cada Estado. A secretária do Tesouro, Ana Paula Vescovi, mostrou que o impacto fiscal de R$ 28 bilhões que estava previsto na proposta anterior - que contava com desconto de 40% das parcelas mensais por dois anos - não poderá ser alterado.

Secretário de Obras, Gerson Burmann, destaca ações do PDT local

alianças", explica. O presidente municipal do PDT, Josias Pinheiro, diz que as manifestações de militantes dispostos a concorrer é salutar. “Nós do PDT já entramos em consenso com o nome do ex-prefeito Valdir Heck como nosso pré-candidato nas eleições de outubro, e agora estamos trabalhando com vistas

nas coligações. Quanto ao PDT ter candidatura própria, ele diz que o partido “está no governo, e estamos trabalhando pelo desenvolvimento de Ijuí. Queremos dar continuidade a este trabalho, já temos um nome definido, que é um candidato sério, honesto, e consenso dentro da sigla”.

Vereadores debatem os valores do Funrebom O Fundo Municipal de Reequipamento do Corpo de Bombeiros (Funrebom) foi um dos assuntos debatidos ontem durante a reunião das Comissões da Câmara. Estiveram presentes, além dos veradores, o secretário da Fazenda, Irani Basso, o comandante do 12ºCRB, Major Claiton Fernando Marmitt e o presidente do Demei, Rogério Seibert. Outro assunto debatido durante a reunião foram os valores arrecadados com a taxa de iluminação pública, assim como sobre os investimentos e manutenção realizados com estes valores. A reunião das Comissões foi coordenada pelo vereador Mar-

cos César Barriquello (PDT), e na ocasião foram definidos os projetos de lei que serão votados na sessão ordinária da próxima segunda-feira. Entre os projetos destaca-se o projeto de lei que autoriza a abertura de créditos adicionais especiais até o valor de R$ 300 mil no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde para viabilizar o pagamento da folha e encargos dos servidores que atuam no Centro Especializado de Odontologia (CEO), que atendem a população realizando procedimentos odontológicos, pequenas cirurgias e colocação de próteses dentárias, buscando a qualidade de vida e a saúde do cidadão.

Vereadores e lideranças estiveram reunidos ontem na Câmara

14

ALEXANDRE GARCIA Jornalista

MOBILIDADE URBANA Virou moda o termo mobilidade urbana para se referir a tudo que se mexe na cidade. Como as pessoas se movimentam no espaço que é usado por todos e disputado por todos. Cada vez mais há menos espaço para os veículos circularem e estacionarem. E as pessoas cada vez se atravancam mais, perdendo tempo e humor. O que significa perda da qualidade de vida. Minhas lições de mobilidade urbana vêm de criança, quando eu saía com meu avô. Foi ele que me ensinou que na calçada se caminha pela direita. Se encontrasse um amigo, meu avô nos afastava para um canto da calçada, junto ao meio-fio ou à parede. Muitas vezes ele puxava pelo braço alguém que estivesse bloqueando o passeio parado no meio da calçada. Costumava me mostrar o quanto é desrespeitoso aos outros um grupo que caminha ocupando toda a largura da calçada. Uma muralha móvel prejudicando os demais. Lembro-me dessas lições quando vejo pessoas conversando ao pé de uma escada, em corredor, ou nas entradas e saídas, impedindo ou dificultando a mobilidade dos outros. E quando estou no elevador e preciso desembarcar, não consigo, porque gente está aglomerada à porta, tentando entrar antes que os que chegaram saiam. Parecem um bando de selvagens. Por falar nisso, não custa lembrar que o elevador foi inventado há mais de 160 anos e há gente que ainda não sabe usá-lo: aperta no botão de subida e no de descida, como se estivesse indeciso; ou aperta de novo quando a luz já mostra que o botão fora acionado. É muito desagradável perder tempo com parada desnecessária porque alguém pediu para descer mas já subiu. A escada rolante é usada no Brasil há mais de 60 anos, mas muita gente ainda insiste em usá-la plantada do lado esquerdo, bloqueando os que têm mais pressa. O mesmo acontece com as esteiras rolantes, que agora apareceram nos aeroportos modernizados. Há gente que confunde a esteira móvel com algum brinquedo da Disney e fica lá parada, prejudicando centenas de pessoas que vão pegar o avião. Vai ser preciso por um aviso: “Caminhe. E pela direita.” E no ônibus, que às vezes nos leva entre o embarque e o avião, quantas vezes a pessoa entra, fica dentro do veículo perto da porta, com bagagem, bloqueando a entrada de todos e dando a impressão de que não há mais lugar. É tão simples, tão lógico, tão sensato, que fica difícil imaginar que alguém não saiba se movimentar entre outras pessoas e respeitar os outros. Parece estar faltando avôs, ou pais e mães para ensinar as criancinhas a facilitar a vida dos outros e a própria. São princípios primários de convivência. Todos os dias, na praça de alimentação onde almoço, vejo mal-educados deixando a bandeja e o prato com restos de comida diante de alguém que ainda está desfrutando da refeição. Todos os dias vejo pessoas formando fila não paralela à parede, mas atravessando a passagem das outras pessoas e obstruindo o caminho. Será que é tão difícil usar o cérebro?


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

IMPEACHMENT

Ex-ministro da Educação é ouvido pela Comissão A reunião da comissão do impeachment de ontem foi suspensa para intervalo após o fim da oitiva do ex-ministro da Educação, José Henrique Paim. Em seu depoimento, Paim falou sobre decretos de suplementação orçamentária que foram editados pela presidenta afastada Dilma Rousseff para o MEC pelos quais, entre outros, é acusada de ter praticado crime de responsabilidade. Paim disse que os decretos foram fundamentais para o funcionamento de diversas áreas da educação, inclusive pesquisa científica e funcionamento de universidades. Além disso, segundo o ex-ministro, os créditos suplementares muitas vezes são editados com base na geração de receitas proporcionadas pelas "unidades orçamentárias" ligadas ao ministério, ou seja, organismos vinculados à pasta que geram receitas."São 300 unidades orçamentárias, até onde eu sei, pelo menos até quando eu estava no Ministério da Educação. Então, cada universidade, cada instituto federal, cada hospital universitário é uma unidade orçamentária. E essas unidades orçamentárias muitas vezes recebem receitas próprias, e essas receitas que são arrecadadas por essas instituições são consideradas um excesso de

José Henrique Paim (à esquerda), Antonio Anastasia e Raimundo Lira

arrecadação para aquela unidade. Aí, obviamente, se solicita um crédito suplementar por excesso de arrecadação em razão dessas receitas", explicou. Paim ressaltou que o "decreto de suplementação não aumenta o gasto, porque o ministério tem que, rigorosamente, obedecer ao decreto de contingenciamento". De acordo com o gestor, os decretos de suplementação são editados observando o contingenciamento e as eventuais receitas extras. "Todo crédito que é dado de forma suplementar fica dentro dos limites estabelecidos pelo Ministério do Planejamento. Pode eventualmente o ministério, usando esse

superávit financeiro e tendo uma suplementação, realizar alguns remanejamentos que estão previstos inclusive em lei para que ocorra, então, uma destinação do recurso para uma outra ação específica de uma unidade orçamentária do Ministério da Educação", disse. A advogada de acusação, Janaina Paschoal, criticou a presença de Paim na comissão porque ele não era mais ministro na época dos decretos em análise e se queixou de que a defesa tem arrolado testemunhas que não participaram do processo de edição dos decretos e que não têm condição de colaborar para o esclarecimento dos fatos.

PCdoB recebeu propina, diz relator O vazamento de um outro trecho da delação premiada do exdeputado federal e ex-presidente do PP Pedro Corrêa (PE) lança suspeitas sobre o PCdoB e um dos seus principais líderes, o ex-ministro Aldo Rebelo (SP). De acordo com o relato, o partido dividiria com PT e PP propina de obras do programa Minha Casa Minha Vida. As informações, segundo reportagem da revista Veja, estão no anexo 27 da delação, que já foi concluída e depende de homologação do ministro Teori Zavascki, relator

da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). Corrêa afirma que, no segundo mandato presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva, o PCdoB comandou a Diretoria de Produção Habitacional do Ministério das Cidades. O setor era chefiado por Daniel Nolasco, filiado à legenda e supostamente indicado por Aldo. Conforme a delação, Nolasco gerenciava verbas destinadas a empreiteiras de pequeno porte, que atuavam na construção de casas para a população carente em

cidades com menos de 50 mil habitantes. Ao mesmo tempo, continua o ex-deputado, Nolasco cobraria propina das construtoras. A taxa praticada variaria de 10% a 30% do valor de cada casa construída. A fraude teria ocorrido na construção de pelo menos 100 mil casas. "A propina arrecadada pela RCA era dividida entre o PT, que tinha a Secretaria Nacional de Habitação, pelo PC do B, que comandava a Diretoria de Produção Habitacional, e pelo PP, que tinha o ministro das Cidades", relata Corrêa na delação.

Lula tenta manter inquéritos no STF A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolou ontem um pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) que pode adiar o envio dos processos contra ele na Lava Jato para o juiz Sérgio Moro, em Curitiba. Os advogados querem que as investigações fiquem na Corte até que os recursos que tentam impedir a transferência do petista para a primeira instância sejam julgados.

O pedido deverá ser analisado pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF. Nos chamados embargos de declaração, a defesa de Lula pede que o ministro Teori esclareça supostas obscuridades e dúvidas na decisão de devolver os processos contra ele para Moro. Para os advogados, se o caso das propriedades estiver ligado à Lava Jato, deve ficar no STF; se não tiver relação, a Corte

deve decidir então qual é o órgão competente para processá-lo. Os defensores do petista sustentam que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, decidiu incluir Lula no chamado inquérito-mãe da Lava Jato, conhecido como "quadrilhão", e que não há motivo para que apurações sobre o mesmo caso sejam encaminhadas por outras instâncias.

15

Marcos Valério apresenta proposta de delação O publicitário Marcos Valério apresentou ontem ao Ministério Público de Minas Gerais proposta de colaboração com a Justiça na Ação Penal 536, processo conhecido como mensalão mineiro. A investigação envolve um esquema para beneficiar a campanha de Eduardo Azeredo (PSDB) ao governo de Minas Gerais em 1998. Atualmente, Valério cumpre pena de 37 anos pelos crimes julgados na Ação Penal 470, o processo do mensalão, no qual foram condenados políticos do PT, PMDB, PP, PTB e do extinto PL. Ele foi preso pelos crimes de corrupção ativa, peculato, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Para fazer a delação premiada, o publicitário pede para ser transferido para o presídio da Associação de Proteção aos Condenados (Apac), em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. Desde 2013, Marcos Valério cumpre pena na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, também na região metropolitana da capital mineira. Antes, ele ficou um período no presídio da Papuda, no Distrito Federal. O mensalão mineiro envolve denúncias de peculato e lavagem

Marcos Valério

de dinheiro durante a campanha à reeleição do então governador mineiro Eduardo Azeredo em 1998. Assim como na Ação Penal 470, Marcos Valério é réu no processo do mensalão mineiro porque teria atuado como operador deste esquema. Com a delação, o publicitário espera conseguir, além da transferência de unidade prisional, redução da pena. O Ministério Público de Minas Gerais informa que a proposta foi recebida e ainda será analisada.

Maranhão vai retirar da CCJ consulta em benefício O presidente interino da Câmara dos Deputados, WaldirMaranhão (PPMA), disse a adversários do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDBRJ) que pretende retirar da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) a consulta que é vista como uma forma de reverter em plenário o pedido de cassação do peemedebista aprovado pelo Conselho de Ética nesta semana. Maranhão disse a deputados que perdeu a confiança até nos interlocutores de seu partido e no chamado "centrão", que quer voltar a ser um vice-presidente da Casa e ficar longe dos holofotes. As conversas se intensificaram após a aprovação do pedido de cassação no conselho de ética e seu indicado para presidir a CPI do DPVAT, Luís Tibet (PTdoBMG), perder a vaga para o deputado Marcos Vicente (PPES), patrocinado pelos aliados de Cunha. A consulta que pode livrar Cunha da perda do mandato está na pauta de segundafeira, 20, das discussões da CCJ e se baseia em quatro perguntas: se deve ser votado em plenário um projeto de resolução (sujeito a receber emendas e assim sofrer alteração no plenário) ou parecer

(do relator no Conselho de Ética, sem possibilidade de mudanças); se é possível fazer emendas em plenário (alterando o que veio do conselho); se essas emendas podem prejudicar o representado; e se, no caso de rejeição pelo plenário do projeto de resolução, é preciso deliberar sobre a proposta original da representação ou se ela é considerada prejudicada. O deputado Arthur Lira (PPAL), aliado de Cunha, produziu um parecer onde sugere que seja votado em plenário um projeto de resolução, sujeito a emendas (desde que elas não prejudiquem o representado). O parecer do relator prevê ainda que, caso a pena prevista no projeto votado seja rejeitada pelo plenário, o deputado será absolvido, não podendo ser votada a representação inicial. No caso de Cunha, a representação do PSOL e Rede pede a perda do mandato. O parecer de Lira foi apresentado nesta semana à CCJ e um pedido de vista adiou a votação por duas sessões. O pedido de retirada ainda não chegou à CCJ e a Secretaria Geral da Mesa informou que desconhece a intenção de Maranhão.

cmyk


Esporte

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

16

Tite é unanimidade nacional O gaúcho Adenor Bachi, Tite, 55 anos, nascido em Caxias do Sul é uma unanimidade no futebol brasileiro. Escolhido para substituir Dunga, o treinador, em um primeiro momento, terá a missão de classificar a Seleção Brasileira para o Mundial de 2018 na Rússia.Atualmente a equipe é a sexta colocada nas Eliminatórias Sul-Americanas. Depois o desafio será fazer a equipe jogar um futebol que resgate a confiança do torcedor preocupado principalmente depois da eliminação na Copa América Centenário e dos 7 a 1 sofrido diante da Alemanha, na Copa de 2014. O ex-jogador do Inter, Caxias, São José-POA, Avaí, Pelotas e outras equipes gaúchas, professor de Educação Física em Ijuí Paulo Roberto Wissmann conhece muito bem Tite. No final dos anos 80, jogaram juntos no Esportivo de Bento Gonçalves. Iniciaram uma amizade que dura até hoje. No ano passado, na reta final do Campeonato Brasileiro em que o Corinthians foi campeão, Paulinho passou uma semana em São Paulo, realizando um estágio com o treinador. "O Tite se preparou para treinar a Seleção Brasileira. É o melhor técnico do país e vai se cercar de pessoas competentes na comissão técnica. Profissional sincero com os jogadores, conhece muito o vestiário e sabe cobrar e dar apoio no momento certo. Não tenho dúvida de que o espírito dos atletas que vão vestir a camiseta da Seleção Brasileira vai mudar", previu Paulo Wissmann. Lembrou que Tite é tranquilo, educado, ouve muito e dialoga com os jogadores, mas a palavra final é sempre dele. Tite, admirador do técnico italiano Carlo Ancelotti, presenteou Paulinho com livros sobre o futebol. Paulo Wissmann acredita que o futuro treinador da Seleção vai olhar com atenção para a base. "Nos clubes em que passou, revelou novos jogadores e deu atenção para os jovens", comentou. Estudioso, perfeccionista, Tite trabalha a parte tática das suas equipes com intensidade. A carreira de técnico

Renato Marsiglia renato.marsiglia@tvglobo.com.br

Matheus Bachi (filho de Tite), Paulo Wissmann e o técnico Tite

iniciou em 1990 no Guarani de Garibaldi. O narrador e apresentador da Rádio Jornal da Manhã Adelar Amarante trabalhou com Tite em 1998, quando o treinador foi comentarista esportivo da Rádio Caxias AM 930. "Tive o privilégio de atuar ao lado do Tite. É um cidadão muito simples, extremamente correto, muito família". Lembra que o treinador era cercado pelos torcedores nos Estádios Centenário e Alfredo Jaconi para pedidos de fotos e autógrafos e atendia a todos com cortesia. Adelar Amarante disse que na época Tite fazia uma leitura tática bem acima da média dos comentaristas tradicionais e até mesmo dos treinadores daquele período. "Ele tinha uma fala ponderada, mas de fácil compreensão pelo ouvinte, resumia muito bem o que via no jogo. Abordava o desenho tático e as nuances de um jogo". Adelar lembrou que Tite conhecia muito bem a característica dos jogadores. "Acredito que o Tite é o nome do momento para recuperar o futebol brasileiro. Como dizem alguns cronistas, ele é o cara". Adelar trabalhou com Tite nestes jogos:Caxias x Guarani-VA; Juventude x São José-POA; clássico Ca-Ju, no Estádio Alfredo

Treinador presenteou Paulinho Wissmann com livros

Técnico Tite trabalhou com o meia Paulo Baier no Palmeiras em 2006

Jaconi; São Luiz x Inter no Estádio 19 de Outubro, em Ijuí, também pela Rádio Caxias; BrasilPel x Grêmio; Caxias x Glória de Vacaria e o amistoso entre Juventude e Coritiba. O meia Paulo Baier, que recentemente encerrou sua carreira profissional atuando pelo São Luiz foi treinado por Tite em sua passagem pelo Palmeiras em 2006. "Me espelho em três técnicos: Tite, Geninho e Vagner Mancini". Disse que o novo técnico da Seleção Brasileira é o melhor, um profissional que todos se espelham e que tem todas as condições de fazer um grande trabalho no selecionado.

Narrador Adelar Amarante foi colega de Tite na Rádio Caxias em 1998

Pelotas enfrenta o Brasil-Fa em casa Pelotas e Brasil-Fa estão em boa situação no quadrangular final da Divisão de Acesso. Os dois times se enfrentam amanhã às 15h na Boca do Lobo pela quinta vez na competição. Até agora são duas vitórias para cada equipe, que ganharam sempre como mandantes. A equipe do técnico Luiz Carlos Winck quer a manutenção da

cmyk

liderança, A matemática do time é a seguinte: se vencer os três jogos em casa e mais uma partida fora, já ganhou do União em Frederico Westphalen, conquista a classificação para o Campeonato Gaúcho de 2017.O jogo terá arbitragem de Roger Goulart. Na próxima quarta-feira às 20, tem Caxias x Pelotas.

Grupo E

TIMES

P

J

V

E D GP GC SG

Pelotas Caxias Brasil-Fa União

3 2 1 1

1 2 1 2

1 0 0 0

0 2 1 1

0 0 0 1

1 2 1 1

0 2 1 2

1 0 0 -1

GRÊMIO: EMPATE PREOCUPANTE Este 3 x 3 contra a Chapecoense acendeu a luz amarela no vestiário tricolor. Faz algum tempo que a defesa vem vazando de forma sistemática e a chamada bola aérea na área gremista virou "filme de terror". Não é normal um time fazer três gols e não vencer a partida. Quantos terá que fazer para compensar os gols que não cansa de tomar? Com Geromel e Wallace Reis isto não poderia estar acontecendo, como não acontecia quando Rodolfo era o zagueiro central. Tarefa para Roger Machado, que deverá corrigir insistentemente o posicionamento e entrosamento de seus zagueiros. INTER: VITÓRIA CONSISTENTE Contra o Atlético-MG o time de Argel venceu com a melhor atuação do ano. Firme na defesa, criativo no meio de campo e insinuante no ataque. Abriu três pontos do segundo colocado e coloca pressão nos adversários mais próximos que jogam na obrigação de vencer e ainda secar o colorado. É uma maravilhosa campanha e que poucos acreditavam pudesse acontecer. O Inter sai agora para enfrentar Figueirense e Coritiba fora de casa, o que servirá de termômetro para saber quais as verdadeiras aspirações do time no campeonato. TITE: UNIR O GRUPO O primeiro trabalho do novo técnico da Seleção Brasileira, antes do treinamento de campo, será descontrair o ambiente, muito pesado com o fracasso nas Eliminatórias e Copa das Confederações. Isto sem contar com as incontáveis "batidas de frente" de Dunga com vários jogadores, criando um clima interno desconfortável. Não estou culpando Dunga, pois temos jogadores mimados e pouco comprometidos, mas quando a situação chega neste ponto, não tem como segurar. A troca de comando é inevitável. NBA: CLEVELAND x GOLDEN STATE Ontem à noite tivemos o sexto jogo da série final, com a vitória do Cleveland sobre o Golden State e empatando a série em 3 x 3. Torci muito para o Cleveland para poder desfrutar da sétima e decisiva partida. Le Bron James e Kyrie Irvind (Cleveland) x Sephan Curry e Klay Thompson (Golden State) é puro deleite. É a sublimação do basquete. Amanhã, às 21h teremos a grande decisão. Espetáculo de outro planeta. Imperdível.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

17

DOIS TOQUES

AIF quer subir na classificação Carlos Alberto Padilha

esporte@jornaldamanhaijui.com RESPEITO- Tite chega ao comando da Seleção Brasileira com grande respaldo popular. Deveria ter sido contratado antes, mas enfim chegou a sua hora mesmo que com atraso. Entrevistei o treinador uma vez em 2009 quando o Inter atuou em Ijuí diante do São Luiz e venceu por 1 a 0, com um gol de falta anotado pelo meia Andrezinho. Tite é muito bom treinador, conhece tudo de sistema tático, sabe organizar tecnicamente um time e comandar um vestiário. É a última esperança do torcedor brasileiro em encontrar um rumo para a Seleção. ATRAÇÃO- O Esporte Clube Ijuí joga amanhã às 15h no campo da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) diante do time de Santo Ângelo, pelo Gauchão de Futebol Feminino. A partida vale pelo returno. A treinadora Marli Lourenzon não poderá escalar Jucimara e Bruna que cumprem suspensão pela expulsão contra o Atlântico de Erechim. As atletas Silvana e Taísa também desfalcam o time. EUROCOPA-A Espanha venceu a Turquia no Allianz Riviera, em partida válida pela segunda rodada da Eurocopa, e garantiu classificação para as oitavas com 6 pontos. Com um futebol ofensivo, os espanhóis venceram por 3 a 0, com destaque para Morata, com dois gols, e Iniesta, com mais uma bela atuação. A Itália, com um gol de Éder, brasileiro naturalizado italiano, venceu a Suécia por 1 a 0 e se classificou. No outro jogo de ontem Croácia e República Tcheca empataram em 2 a 2. GAÚCHOS- O Juventude joga hoje às 19h no Alfredo Jaconi contra a Portuguesa pela Série C do Brasileiro. O Ypiranga enfrenta o Tombense às 15h30 em Minas Gerais. Na Série D o Caxias joga amanhã às 16h contra o Maringá fora de casa. O São José-POA enfrenta em casa o Vila Nova-MG às 16h. O Novo Hamburgo pega o Brusque em Santa Catarina às 16h e o São Paulo-RG recebe amanhã às 11h o Inter de Lages-SC. DECISÃO- As semifinais do Campeonato Municipal de Futebol Veteranos de Ijuí serão disputadas amanhã no Estádio 19 de Outubro. No primeiro jogo às 13h30 atuam Hawaí do bairro 15 de Novembro e Ponte Preta do bairro Assis Brasil. Na segunda partida às 15h30,enfrentam-se as equipes do Grêmio Esportivo Gaúcho, atual campeã da categoria, e do Lambari. Haverá cobrança de ingresso na Baixada ao custo de R$ 4,00. Já estão confirmados nas finais Gaucho Tok Lar e Afumisa/ climaq.

A Associação Ijuí Futsal (AIF) joga com o Cometa de Jaboticaba hoje às 19h no Ginásio de Esportes Wilson Mânica, pela primeira rodada do segundo turno da primeira fase do Estadual Série Bronze. Os dois times se enfrentaram em Jaboticaba no primeiro turno, com vitória do Cometa por 7 a 5. Na terceira colocação do grupo 2 com 14 pontos, a equipe ijuiense quer mais uma vitória para ficar em boa situação na busca por uma vaga à segunda fase. O adversário é o quinto colocado com 10 pontos, juntamente com a Associação Marauense de Futsal (AMF). Os alas Fernandinho e Ale se recuperaram de lesão, treinaram normalmente durante a semana e ficam à disposição do técnico Jaques Schultz. O pivô Ivan e o ala Maiquinho cumpriram suspensão na vitória de 3 a 1 diante do Jáqtáqvá, de Chapada e começam na reserva. A equipe inicia o jogo com: Maicon; Pablo, Marcinho, Maurício e Diógenes. O árbitro principal

SÉRIE BRONZE 9ª rodada-chave 2 Hoje,18.6 Em Ijuí- Associação Ijuí Futsal x Cometa (Jaboticaba)-19h Em Horizontina-Horizontina x AMF (Marau)-20h Em Palmeira das Missões-Palmeira Futsal x Jáqtáqvá (Chapada)-20h Em Camargo-Guarani x SERCCA (Casca)-20h Classificação 1º) Horizontina Futsal-19 pontos 2º) SERCCA-15 pontos 3º) AIF-14 pontos 4º) Guarani Futsal-13 pontos 5º) Cometa e AMF-10 pontos 7º) Cerro Largo Futsal-8 pontos 8º)Jáqtáqvá-7 pontos 9º Palmeira Futsal-6 pontos

será Felipe Boeno Lermen; árbitro auxiliar, Adriano Pereira dos Santos; anotadora, Solange Altíssimo; cronometrista, Jéssica Schein e delegado do jogo, Sérgio Lermen. O ingresso terá preço único de R$ 5,00. Mais

Dupla joga amanhã O Internacional assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro com méritos; em oito rodadas, 19 pontos conquistados e apenas três gols sofridos. A campanha irrepreensível do Inter foi coroada com uma boa exibição diante do Atlético-MG, quintafeira, segundo o técnico Argel Fucks.“Além do resultado, tivemos uma exibição de luxo. Era um adversário difícil, um jogo de um calibre diferente. Precisávamos jogar uma partida assim. Nossa equipe levou o jogo a sério do início ao fim. Se fosse 3 ou 4 a 0 não seria injustiça nenhuma”, declarou o comandante colorado.A próxima partida do Inter é contra o ex-clube de Argel, o Figueirense, amanhã às 16h no Orlando Scarpelli. O foco do Inter não muda: atuar “jogo a jogo”, com “pezinho no chão,"lembrou o treinador. Fernando Bob e Artur cumpriram suspensão na quinta-feira.

O técnico Roger Machado orientou um treino ontem deixando uma dúvida no time do Grêmio que enfrenta o Cruzeiro amanhã às 18h na Arena. Marcelo Oliveira e Marcelo Hermes brigam pela titularidade da lateral esquerda. No lugar do lateral-direito Edílson que cumpre suspensão entrará Ramiro. Os titulares realizaram um treino leve ontem. O time será definido hoje pela manhã.O Grêmio foi contatado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para liberar o volante Walace e o atacante Luan para a Olimpíada do Rio de Janeiro. A dupla está presente na pré-lista com 35 jogadores enviada pela entidade à Fifa. Os dois atletas são constantemente convocados para a Seleção de base. Aconvocação final de Rogério Micale sai no dia 29 de junho. Os treinamentos começam no dia 18 de julho, no Rio de Janeiro.

Associação Ijuí Futsal treinou quinta-feira no Ginasião. Time enfrenta o Cometa

uma vez haverá um posto para recebimento de donativos na Campanha do Agasalho. O dirigente Vanderlei de Ávila confirmou ontem mais duas contratações para a Associação no último prazo para o anúncio de reforços. As novidades são os alas João Paulo,

de Ijuí e Yuri, de Catuípe. São atletas que jogaram competições regionais. O goleiro Danilo Kruger, exjogador da Seleção Brasileira de Futsal, anunciado esta semana como reforço da AIF, estará no Ginasião para assistir seus novos colegas.

DE PRIMEIRA

x São Luiz Vermelho; quadra sintética, fraldinha, Ajuricaba A x Cometa Vermelho 2007; fraldinha,Ajuricaba B x GBM Clinison Rad; pré-mirim,Olinto de Oliveira x Cometa Branco; mirim,Cometa 2004 x São Luiz Branco; pré-mirim,E.C.Ijui x São Luiz Branco. Amanhã a partir das 13h45 no campo do Sesc: mirim,Escolinha do Sesc x ACF Lukão Lanches; fraldinha, São Luiz x ACF Futsal; infantil, Escolinha de Futebol x São Luiz; fraldinha, ACF Floresta Colchões x CFE Ijuí e pré-mirim, ACFFarmed x CFE Tricolor.

COPA DUNGA A 19ª Copa Dunga de Futebol Sete para Menores tem andamento hoje a partir das 13h45 com a disputa destas partidas: campo do Serviço Social do Comércio em Ijuí: mirim, Tio Mazzaropi x E.C.Ijuí; mirim Greminho Condor x São Luiz Branco; infantil,Falabretti FC x Greminho Condor; mirim, Falabretti FC x GBM Clinison Rad; mirim, Cometa Vermelho

2ª DIVISÃO Tem início neste fim de semana a 2ª Divisão do Campeonato de Futebol Amador de Ijuí. A competição abre hoje no Estádio 19 de Outubro, com a disputa dos jogos da chave A, e prossegue amanhã com partidas nos campos do Glória, Imasa e Linha 4 Leste. Neste sábado no Estádio 19 de Outubro será cobrado ingresso de R$ 4,00. Neste ano, 32 equipes disputam o título, e os seis melhores times terão o direito de disputar a 1ª Divisão no ano de 2017. O coordenador de esportes Rogério Durcks salienta que o futebol amador de Ijuí volta a mobilizar as equipes. Até o momento 64 agremiações estão participando das competições (veteranos 11 equipes, sênior 5 equipes, distrital veteranos 6 equipes, 1ª divisão 10 equipes, 2ª divisão 32 equipes), mobilizando as comunidades e os bairros da cidade. LOCAL: ESTÁDIO 19 DE OUTUBRO - DATA: 18/06/2016 - sábado HORÁRIO: 13:30 h primeiro jogo e 15:30 h segundo jogo -

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

18

FORÇA-TAREFA

Insegurança assola caminhoneiros Os combustíveis têm sido cada vez mais visados por quadrilhas especializadas em roubo de cargas. Recentemente, Ijuí registrou uma ocorrência de furto nas imediações da base da Petrobras, na Rua José Gabriel. Diariamente boletins de ocorrência fazem referência a furtos e arrombamentos em caminhões estacionados nos pátios dos municípios. Ainda ontem, o presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Carga (Sinditac), Carlos Alberto Litti Dahmer, ressaltou os perigos enfrentados pelos profissionais diariamente. Para o representante, há uma relação direta com a crise enfrentada pelo País. "Cada vez se acentua mais em função, também, da crise econômica que se atravessa ao longo dos anos e cada vez está muito ligado. A crise aumenta e aumenta o desemprego, onde joga para a marginalidade e que acaba afetando na segurança das pessoas e os segmentos de carga", pontuou o presidente Litti.

Caminhões parados nos mais diferentes pátios: vulnerabilidade à insegurança

Segundo dados mais atualizados do setor, em 2014, os roubos de cargas causaram prejuízo superior a R$ 2 bilhões no Brasil. O Sudeste é a região que concentra a maior parte das ocorrências. Uma forçatarefa está sendo montada em todo o País contra a falta de segurança para junto à classe que é a principal responsável pelo transporte interno.

Ainda segundo o presidente do Sinditac, os alvos vão muito além do combustível. "Isso acontece diariamente, em pontos de carga e descarga e não só o furto de combustível, mas o furto de pneu, o furto do tacógrafo, o furto do próprio combustível do transportador. Essa insegurança está colocada diariamente. O caminhoneiro está jogado ao léu, não tem segurança nenhuma e

está marginalizado", protestou. Sobre a iniciativa que está sendo tomada a partir dos problemas enfrentados em todo o País proposto pelo Estado do Paraná, o presidente entende como positiva e pede que a medida seja ampliada. "Que bom que tem uma iniciativa, apesar de ser tímida. Os programas de segurança precisam ser ampliados.

Seguradora alerta para Detrans discutem modelo de fiscalização em veículos infrações mais recorrentes O modelo de controle eletrônico da frota de transporte de cargas e de passageiros no Brasil, adotado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (Antt), foi apresentado aos Departamentos Estaduais de Trânsito de todo o País, na reunião da Associação Nacional dos Detrans, em Brasília, nesta semana. A integração com o sistema de informações dos Detrans é visto como um dos principais pontos para o funcionamento do Sistema de Identificação Automática de Veículos (Siniav) proposto pelo governo federal. “Em 2012, quando começamos a discutir o Siniav, tínhamos a preocupação de coordenar o projeto com diferentes órgãos e de forma que não onerasse o cidadão. Hoje, com os investimentos e o trabalho da ANTT, estamos mais perto desta realidade. Tivemos uma relação direta com a Agência e agora insistiremos com o Departamento Nacional de Trânsito pela construção de padrões efetivos”, explicou o presidente da Associação Nacional dos Detrans (AND) e diretor-geral do Detran Paraná, Marcos Traad. Hoje a ANTT conta com 18 pontos de fiscalização instalados e deve chegar a 55 equipamentos em funcionamento até agosto, com previsão de investimento anual de R$ 80 milhões. “Com os pontos que temos atualmente temos potencial de 8,5 milhões

cmyk

de veículos fiscalizados. Por isso, estudamos um aditivo ao projeto para ampliar e chegar a 88 pontos até o final deste ano”, revelou o gerente de fiscalização da Agência, João Paulo de Souza. Segundo ele, as antenas de leituras óticas foram instaladas em pontos considerados prioritários nas principais rodovias de escoação de produtos, divisa entre estados e linhascomgrandefluxodetransporte interestadual de passageiros. Souza adiantou ainda que a instalação dos tags de identificação eletrônica nos veículos de transporte de cargas deve acontecer a partir do dia 28 de agosto. Para o superintendente de serviços de transporte rodoviário e multimodal de cargas da ANTT, Tito Queiroz, a integração e participação dos Estados é fundamental. “Percebemos que existe convergências nas ideias e queremos avançar em parcerias formais. A intenção é que a AND centralize as discussões para que o assunto, que é de interesse nacional, possa evoluir”, disse. O diretor do Detran do Rio Grande do Sul, Ildo Mário Szinvelski, avaliou a proposta da ANTT como moderna e inteligente. “Não se faz nada sozinho na área de trânsito. Precisamos trabalhar de forma integrada no combate à sonegação, mas também para a redução dos alarmantes índices de acidentes”, ressaltou.

Ultrapassagens perigosas estão entre as infrações mais cometidas

Para manter a segurança, é fundamental que os motoristas cumpram todas as leis e para não tomar multas de trânsito. No entanto, nem todos têm paciência ou prestam atenção às atitudes prudentes na hora de dirigir e se arriscam a ser multados ou, ainda pior, causar acidentes de trânsito. No caso das multas, as penalidades estão previstas no Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9503/97). Elas acompanham uma infração, que pode ser classificada como leve (três pontos), média (quatro pontos), grave (cinco pontos) e gravíssima

(sete pontos), sendo que, para cada tipo de infração, há um valor fixo para as multas de trânsito e uma pontuação para a carteira de habilitação, de acordo com a gravidade da ação. Segundo o BemMaisSeguro, que oferece seguro alto, há uma lista de infrações mais recorrentes:

Dirigir sob o efeito de álcool Usar o celular ao volante Não usar cinto de segurança Rachas e ultrapassagens perigosas Estacionamento indevido

Emater / Ascar

ADUBAÇÃO DE COBERTURA NA LAVOURA DE TRIGO A luz solar é fundamental para a cultura do trigo. Sem luminosidade suficiente a cultura paralisa ou reduz o crescimento. Assim também como o nitrogênio é fundamental para termos uma boa produtividade. A adubação química usada no momento do plantio, com adubo formulado, apresenta uma certa quantidade de nitrogênio. Esse nitrogênio é necessário para o início do crescimento do trigo até o início do perfilhamento. Caso ocorra um volume grande de chuvas nesse período, boa parte desse nitrogênio é lixiviado para as profundezas do solo, fugindo assim do alcance das raízes. Com isso a cultura poderá estar se ressentindo da falta desse importante nutriente, que sendo fundamental irá reduzir a produtividade e a qualidade do grão, reduzindo também a renda do produtor. Recomendamos, assim, aos triticultores, que quando o trigo está na fase inicial de perfilhamento é o momento certo de se aplicar a adubação de cobertura, que normalmente é feita com ureia. A época da aplicação varia conforme a variedade, normalmente vai dos 30 a 45 dias após a germinação. O agricultor deve ter o cuidado de fazer a aplicação de manhã cedo, ou à tardinha ou à noite, para se ter um melhor aproveitamento do nitrogênio, de preferência também com solo úmido ou tempo nublado, evitando-se as horas mais quentes do dia. Deve-se ter o cuidado para fazer uma distribuição o mais uniforme possível sobre o solo e se possível usar o equipamento distribuidor de ureia especial para tal. A expectativa é de que com ocorrência de baixas temperaturas trará benefícios para a cultura do trigo, que exige frios até a formação de grãos. Na verdade, é uma cultura de riscos, e para alcançarmos altas produtividades, compensando todo o investimento usado, todo o cuidado é pouco. O produtor deve monitorar continuamente a lavoura, controlar pagas que possam ocorrer como os pulgões, que podem causar sérios prejuízos às lavouras. Tratamentos contra doenças também devem ser efetuadas para se conduzir a cultura levar as doenças até o final do ciclo. Atenção: não esquecer da adubação de cobertura na época certa e de acordo com as recomendações da análise do solo.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

CASO BERNARDO BOLDRINI

Vídeo mostra carro que seria da madrasta

Um vídeo pode reforçar a suspeita de que o assassinato do menino Bernardo Boldrini, em abril de 2014, foi premeditado. De acordo com o advogado da avó materna da criança, Marlon Taborda, as imagens mostram o carro que pertence ao pai do menino, Leandro Boldrini, usado pela madrasta, Graciele Ugulini, nas imediações do local onde Bernardo foi enterrado, dois dias antes do crime. Os dois estão entre os acusados da morte. “Mandamos fazer uma análise pericial para a constatação, e isso significa cabal e fielmente ser a caminhonete de Leandro Boldrini”, diz Taborda. O vídeo tem data de 2 de abril, sendo que o menino foi morto no dia 4. “Isso demonstra a premeditação”, diz Taborda, afir-

PLANTÃO PACOTE DE SEGURANÇA Fontes ligadas ao governador do Estado, José Ivo Sartori, garantem que até o meio da semana que vem, entre segunda e terça-feira, deverá acontecer o anúncio do pacote de medidas para a segurança. Ainda na última segunda-feira, o chefe do Executivo garantiu que medidas seriam tomadas, mas não tinha detalhado-as. Entre as prioridades, estão a nomeação de 2 mil policiais militares, além de 650 agentes da Polícia Civil, concursados ainda em 2014. Existe ainda a fala pelo aumento na cota das horas extras, das diárias, além da abertura de concursos para a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e o Instituto Geral de Perícias (IGP), entre outros. Desde o início do ano, mais de 600 homicídios foram registrados no Estado. Para que o anúncio seja possível, no entanto, é necessária uma ampla engenharia econômica que foi garantida por técnicos da Secretaria Estadual da Fazenda, Casa Civil e outros vértices do governo. ESTUPRO COLETIVO - A Polícia Civil do Rio de Janeiro divulgou ontem que sete pessoas foram indiciadas no caso da adolescente que sofreu estupro coletivo no mês passado. A titular da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima, Cristiana Bento, pediu à Justiça a prisão preventiva dos indiciados e encaminhou o caso ao Ministério Público (MP). Apesar disso, as investigações continuarão a buscar possíveis participantes do crime.

19

MP apreende cerca de 1,2 toneladas de alimentos O Ministério Público deflagrou um trabalho que rendeu a apreensão de aproximadamente 1,2 toneladas de alimentos impróprios para o consumo. O trabalho rendeu uma interdição e outras seis autuações a estabelecimentos da região Central do Estado. Na ação ainda foram apreendidos 700 litros de aguardente e vinho sem procedência. Conforme o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado - Segurança Alimentar, Alcindo Luz Bastos

da Silva Filho, os principais problemas encontrados nos locais foram armazenamento inadequado, falta de procedência, muitos produtos vencidos e reaproveitamento de alimentos. Também participaram da ação a Promotora de Justiça Daniela Sudbrack Gaspar Raiser; e representantes da Vigilância Sanitária Estadual, da Vigilância Sanitária Municipal, da Patrulha Ambiental de Santa Maria, da Delegacia Estadual do Consumidor.

Veículo foi visto na região do local onde a criança foi encontrada, dois dias antes

mando que as imagens condizem com trecho do depoimento de Edelvânia Wirganovicz, amiga

de Graciele e também ré pelo crime. “Ela disse que elas foram verificar o local antes”, destacou.

PC faz operação contra guerra do tráfico A Delegacia de Investigações do Narcotráfico (Denarc) deflagrou na manhã de ontem em Porto Alegre uma operação na base administrativa de uma facção criminosa dedicada ao tráfico de drogas e envolvida nos recentes e violentos conflitos pela disputa de territórios na capital gaúcha, que já deixaram mais de 60 mortos desde o começo do ano. Doze pessoas foram presas no começo da manhã, e dois mandados de prisão não tinham sido cumpridos. Entre os suspeitos presos estava um homem internado no Instituto de Cardiologia, onde passava por tratamento cardíaco. Ainda de acordo com a polícia, na última quinta-feira cinco suspeitos já tinham sido presos. Três dos mandados de prisão cumpridos foram direcionados para pessoas que já estão recolhidas no sistema

prisional. Também foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão na Vila Cruzeiro do Sul, na Zona Sul de Porto Alegre, local conhecido como base administrativa de uma quadrilha. As buscas visaram o congelamento de território, em uma área que pode atingir mais de 70 residências. A operação, batizada de Matriarca, recebeu esse nome porque o grupo é comandado por cinco irmãos que são filhos de uma antiga traficante da região. André Vilmar Azevedo de Souza, conhecido como Nego André, de 32 anos, é apontado pela polícia como líder da facção. Ele está preso, mas, mesmo assim, ainda comanda os passos da quadrilha. Ele tem antecedentes por homicídio, tráfico, roubo de veículo, roubo a estabelecimento comercial e receptação.

Ação cumpriu 14 mandados de prisão em toda a região Metropolitana

Oito estabelecimentos foram vistoriados e, pelo menos um, foi interditado

PRF flagra transporte de produtos perigos

Resultado aconteceu a partir de uma abordagem de rotina na BR-386

Um trabalho de fiscalização de rotina da Polícia Rodoviária Federal de Sarandi, em Sarandi, rendeu a apreensão de um caminhão que transportava alimentos para o consumo humano justamente com produtos perigosos. Um deles a base de soda cáustica. A legislação proíbe o transporte destes produtos juntamente com alimentos por oferecerem risco à saúde. A carga era composta por alimentos como adoçante e azeite de oliva, além de produtos de higiene como enxaguante bucal, sabonete e papel higiênico. Junto, eram transportados os

produtos perigosos como colas, produtos de limpeza, isqueiros e aerossóis. Um dos produtos encontrados contém hidróxido de sódio, mais conhecido como soda cáustica, comumente utilizada para desentupir pias e ralos. Por sua ação corrosiva, pode trazer sérios riscos ao corpo humano, como queimaduras, além de comprometer o sistema gastrointestinal se ingerida. Foram lavrados os devidos autos de infração relacionados ao transporte irregular e os produtos perigosos separados em um cofre apropriado para o transporte.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo,18 e 19 de junho de 2016

20

SISTEMA PRISIONAL

Ijuí não deverá ser destino de apenados

A exemplo das situações financeiras do Estado e também do País, a segurança pública no Rio Grande do Sul funciona em condições calamitosas desde o início de 2015, pelo menos. Entre os braços da segurança, a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) está entre as que mais preocupam. Com cadeias da região Metropolitana superlotadas, detentos estão sendo deslocados a casas do interior e, junto com eles, os principais problemas enfrentados. Em contato com o responsável pela Vara de Execuções Criminais (VEC), Eduardo Giovelli, a reportagem do Grupo JM obteve a informação de que Ijuí, inicialmente, não deve constar nas rotas alternativas do sistema penitenciário local. "Não há perspectiva, no momento, da vinda de presos da região Metropolitana para Ijuí, não há pedido nem movimentação até o momento neste sentido. Se depender de mim, como juiz da VEC local, isto não ocorrerá. São presos de perfil muito diferente do nosso, grande maioria ligadas a facções da região Metropolitana, que se misturando aos reclusos daqui, poderão contaminar todo o sistema", respondeu, via email, o magistrado. Segundo repassado pelo juiz, até a última quinta-feira, eram 595 presos detidos junto à Penitenciária Modulada de Ijuí, além de outros 120 apenados no

Instituto Penal. Com mais de 34 mil presos, a cada mês, são mais 500 detentos que ingressam nas prisões do Rio Grande do Sul. Um aumento real em um cenário onde a falta de vagas em presídios faz com que as celas das Delegacias de Polícia da Capital e Região Metropolitana extrapolem a sua capacidade de receber provisoriamente os detentos. Com a interdição do Presídio Central, cuja população carcerária chega a 4,7 mil – uma das médias mais altas dos últimos anos – esses presos estão sendo enviados para cadeias no Interior do Estado. "O número de novos presos por mês impressiona se considerarmos um sistema prisional já lotado, sem vagas, cujas condições de superlotação e dificuldades decorrentes e insuficiência de agentes da Susepe têm sido reiteradamente expostas, e de outro lado, sem perspectivas de novos presídios", ressaltou Giovelli. O juiz Sidinei José Brzuska, titular da 2ª Vara de Execuções Criminais da Capital, vem alertando para a ineficácia e a iminente falência do sistema. A saída, sugere o magistrado, é investir em uma política de desencarceramento urgente. “O Brasil, nos últimos cinco anos, aumentou em 33% a taxa de encarceramento. Nós estamos cada vez mais jogando gente para um sistema que não funciona e

Polícia Civil já investiga caso de roubo na região A Polícia Civil de Santo Augusto deverá abrir inquérito para apurar um roubo a pedestre no início da tarde de ontem, na região Central do município. Embora a vítima não tenha ficado ferida, a informação é de que o alvo foi uma grande quantia em dinheiro que uma mulher carregava. Até o fechamento da edição, não havia informação sobre prisão. Conforme repassado pela Brigada Militar, o fato aconteceu nas imediações do Banco Banrisul

cmyk

na Rua Vicente Silva, por volta das 14h30. Ainda segundo os policiais militares, algumas informações foram colhidas junto a populares que presenciaram o delito, uma funcionária, correspondente bancário caminhava pela região central, quando homens a bordo de uma moto renderam a vítima, levaram dinheiro, cheques, objetos de valor, além do aparelho celular. Diligências foram realizadas, mas até o fechamento da edição ninguém havia sido preso.

estamos gastando dinheiro com isso”, avalia. O Presídio Central, que já foi considerado o pior do País, está no cerne da problemática. Atualmente, abriga 4,7 mil detentos em local insalubre e com poucas condições de recuperação social. A casa chegou a ter 5,3 mil encarcerados, mas, na época, havia um pavilhão a mais. Com a falta de assistência aos presos, por parte do Estado, a manutenção da casa fica por conta das famílias e das facções criminosas. “Tem água, luz e as paredes. O Estado fornece uma alimentação consumida apenas pelos presos mais pobres. Os familiares levam dinheiro. Cada família pode levar R$ 120 reais por semana e esse dinheiro gera um comércio de comida, de material de higiene e, naturalmente, de venda de telefones, de armas e de drogas”, explica o magistrado. Em cinco anos, foram apreendidas dentro do PC 58 armas industriais, quase 10 mil telefones celulares e mais de 120 quilos de drogas. “Se somar tudo, isso torna o quarteirão do Presídio Central o maior ponto de comércio e venda de drogas do Rio Grande do Sul”, afirma Brzuska. As apreensões mais recentes são basicamente telefones com acesso a Internet, os smartphones. Cerca de 73% dos aparelhos apreendidos neste ano já estavam nas mãos dos presos. O Juiz Sidinei Brzuska con-

Dependências não deverão ser ocupadas por apenados de fora da região

Instituto Penal de Ijuí, conhecido popularmente como albergue

sidera que a saída não está na construção de mais presídios, mas na formulação de uma política que reduza os índices

Unidades dos bombeiros adotam novo uniforme O Corpo de Bombeiros começou a utilizar um novo fardamento, azul escuro, após a aprovação da separação da Brigada Militar. Ontem, fez dois anos que a Assembleia Legislativa aprovou a Proposta de Emenda à Constituição Estadual (PEC) que separou as corporações. Os bombeiros de Bento Gonçalves, na Serra, e Alvorada e Sapucaia do Sul, na Região Metropolitana, já estão utilizando o novo uniforme. A aquisição foi possível por meio de recursos de convênios com as prefeituras, que possuem fundos municipais de aparelhamento dos bombeiros, que são compostos de taxas de vistorias e alvarás, por exemplo. Conforme o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Adriano Krukoski, os bombeiros também estão autorizados

a comprar individualmente o novo fardamento. A corporação aguarda a liberação de recursos da Secretaria da Fazenda para abrir o processo licitatório de aquisição dos novos uniformes. A expectativa é que até o fim do ano todos os bombeiros estejam utilizando a nova farda. A separação dos Bombeiros e da BM ainda depende de uma regulamentação. Uma emenda à PEC aprovada em 2014 previu a data limite de dois de julho de 2016, Dia do Bombeiro, para o Palácio Piratini encaminhar à Assembleia o projeto de lei que vai definir detalhes, como por exemplo as competências e a estrutura da corporação. A Casa Civil informa que está trabalhando na elaboração dessa proposta, que deve ser encaminhada aos deputados até o dia dois de julho deste ano.

de criminalidade. “Precisamos começar a discutir projetos e planos para a diminuição da população carcerária”, ressalta.

PLANTÃO OPERAÇÃO INFÂNCIA DESTRUÍDA: Duas pessoas estão presas desde a noite de quinta-feira, depois que a Polícia Civil deflagrou a Operação Infância Destruída. Dois homens, um de 29 e outro de 53 foram presos acusados por abusar sexualmente de três crianças. O homem de 53 anos, inclusive, era funcionário de uma escola que foi denunciado pela própria vítima, de 10 anos. Os dois estão presos junto a Presídio Estadual de Cruz Alta. POLÍCIA RODOVIÁRIA ESTADUAL: Uma saída de pista foi registrada pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE) de Santa Rosa, no início da manhã de ontem. O acidente aconteceu por volta das 7h30, na ERS-344 em Santa Rosa. O motorista de uma GM Corsa Sedan, conduzia o veículo na rodovia no trecho Santa Rosa-Tuparendi, e nas proximidades do cemitério perdeu o controle da direção. O automóvel saiu da pista e parou no meio de árvores da lateral da rodovia.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

21

MESA VAZIA

Cozinha Comunitária pode ter recesso As cozinhas comunitárias são equipamentos públicos implantados por meio de convênio formalizado entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e os municípios, para fornecer refeições saudáveis e com preços acessíveis às famílias em situação de insegurança alimentar e vulnerabilidade social. O grupo JM esteve em contato com a titular da Secretaria de Desenvolvimento Social, Neiva Agnoletto, para saber sobre o andamento da Cozinha Comunitária do município, que entrega cerca de 150 refeições por dia. Durante esse contato a secretária comentou sobre um possível recesso que pode

atingir a cozinha, por conta de um problema na licitação que fornece os alimentos. "Estamos com um problema em uma licitação aqui no município, onde tivemos que cancelar com um fornecedor que trazia os alimentos para a cozinha. Realizamos uma reunião para estudar sobre uma possível pausa na Cozinha Comunitária, porque para semana que vem está garantido o funcionamento, mas futuramente não sabemos", ressalta. De acordo com a secretária, a Licitacom só vai disponibilizar a licitação no dia 5 julho. "Não temos alimentos para sustentar a cozinha até a data. Na próxima semana teremos mais informações, porém,

se a cozinha parar, será por aproximadamente 20 dias e não por falta de recursos, e sim pelo problema nessa licitação", afirma. Questionada sobre o movimento na Cozinha Comunitária, Neiva ressalta que com a chegada do frio e na próxima semana, do inverno, o movimento diminui. "Entregamos em torno de 150 almoços por dia, porém, quando é muito frio ou têm chuvas, esse número diminui um pouco, mas se mantém nessa média. No inverno diminui a busca, por conta do deslocamento das famílias e hoje nós não temos um espaço fechado onde as famílias possam estar aguardando para ter acesso às marmitas", explica.

A Cozinha Comunitária funciona de segunda a sextafeira, a partir das 11h30. Segundo a secretária, para ter acesso à cozinha, as famílias precisam ter o Cadastro Único. "Primeiramente é preciso do Cadastro Único com número de NIS válido e renda familiar de até dois salários mínimos. Também é necessário ter a carteira da cozinha comunitária, que tem validade para dois anos", observa Neiva. A titular da pasta ainda acrescenta que o valor pago é de R$ 2 para se alimentar na cozinha e R$ 3 para marmitas. A gratuidade acontece no caso de marmitas encaminhadas ao Caps e também à Casa de Passagem A Cozinha Comunitária atende à população de baixa renda no município do município.

Secretária esclarece situação de moradias A situação envolvendo 54 famílias do bairro 15 de Novembro voltou à tona na última semana, porque os terrenos doados estão ocupados por pessoas que não são as beneficiárias. Em 2013, essas famílias beneficiadas foram retiradas das áreas de risco em que residiam no bairro Colonial e 15 de Novembro e colocadas em aluguel social, para que mais tarde recebessem novas moradias do poder público. O projeto que prevê a construção das casas está pronto, com uma empresa habilitada para execução das obras, no entanto, a secretária municipal de Habitação, Beti Lírio alerta que em função da instabilidade do

atual cenário político, a liberação de recursos pode estar comprometida. “A empresa já encaminhou toda a documentação para a Caixa Econômica Federal e estávamosapenasaguardando a liberação do recurso para a assinatura do contrato e início das obras. Mas, temos uma situação indefinida, o governo anunciou que não dará seguimento a fase 3 do programa Minha Casa, Minha Vida”, destaca Beti. Ela afirma que essas famílias não ficarão desassistidas. “São duas opções: ou daremos o lote para que eles construam, ou o Minha Casa, Minha Vida se houver continuidade”, afirma a secretária.

PARTICIPAÇÃO DE FALECIMENTO Filhos Maria Edith, Cleonice Maria (in memoriam) Helena, Jose Carlos, João Pedro, Iraci Terezinha, Irani Luiz, Amilcar e Peri com pesar comunicam o falecimento do querido pai, sogro, avô e bisavô ANTONIO NOGUEIRA SOBRINHO *09/06/1920 ocorrido dia 15 de junho, na sua residência, em Dourados – M.S. Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morto viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá... João 11:25-26 Ijuí, 18 de junho de 2016.

EM MEMÓRIA AO 3º ANO DE FALECIMENTO ANTONIO ALVINO PAVANI Pai, esposo, avô, bisavô querido e amado, 3 anos... é repetitivo dizer que parece que foi ontem... tantas coisas seguindo sempre... e como seria bom têlo junto, acompanhando cada novo acontecer com cada um de nós... as coisas boas...as frustrações, cada uma tinha seu apoio. E isso sempre nos fez bem... Te imaginamos feliz, tendo permissão do plano superior para estar conosco, porque não são poucas as vezes que parece que você está ali, no seu cantinho, tirando seu cochilo, dando aqueles abraços, brincando, fazendo piada, indo na rua... Enfim... Sentimos muito sua presença... Você nos faz falta... Mas seguimos... Porque este é o caminho a cada um que aqui permanece. Seguimos felizes, por termos tido a oportunidade de conviver tanto tempo com você. Seguimos felizes por sabermos que você era feliz, mesmo com todas as dificuldades vividas (e superadas). Seguimos felizes porque temos a certeza do encontro futuro E se puder “ouvir” isso, saiba que é o nosso mais puro sentimento; é o sentimento de uma família que te honra, que te admira, que carrega muitos exemplos seus, uma família que quer muito ser sua família outra vez.... Com todo nosso amor, “seu” Pavani.... Homenagem da esposa Nilda, filhas, genros, netos e bisnetas. Ijui, 18 de junho de 2016.

AGRADECIMENTO E CONVITE PARA MISSA DE 7º DIA DE FALECIMENTO DOMINGOS HECK *07/07/1941 +11/06/2016 O sobrinho e afilhado Leonildo e família Heck, ainda consternados, agradecem a todos os familiares, amigos vizinhos e aqueles que de alguma forma nos confortaram nestas horas tão difíceis de dor e separação, com palavras e gestões de carinho. “A dor é enorme, mas a certeza de que um dia nos encontraremos, para habitar em outros planos, e que um dia nos encontraremos, conforta essa dor. Quanta falta você nos faz. Deixou um vazio em nossos corações, pois era uma pessoa muito especial. Na memória de quem ama não há lugar para o esquecimento, só para a saudade daqueles que durante a vida nos trouxeram tanta alegria.” Domingos Heck foi o último da uma geração de Jadviga e Reinoldo Heck, in memoriam, com antecedente na morte de seus irmãos: Federico, José, Alberto, Marta e Willi Heck. Deixando legado para os descendentes da família Heck. Outrossim, convidam para missa a ser celebrada hoje, às 19 horas, na Igreja Nossa Senhora do Rosário, Linha 11 norte. Ijui, 18 de junho de 2016.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

AEDES AEGIPTY

Combate ao mosquito é intensificado no inverno

O combate aos focos do mosquito Aedes aegypti não deve ser deixado de lado nem mesmo no inverno rígido gaúcho. Mesmo que no período frio as atividades do vetor reduzam significativamente, a eliminação de focos deve ser constante. “O mosquito que se abriga no interior das residências não morre no frio e continua fazendo postura. O ovo do mosquito é resistente com durabilidade em torno de 450 dias, então temos que seguir trabalhando, eliminando depósitos para quando chegarmos ao verão o índice de infestação esteja mais baixo”, explica o coordenador da Vigilância Ambiental, Rinaldo Pezzetta. Ele comemora que, mesmo com notificações de casos de dengue importados e autóctones, neste ano não foi registrada epidemia, porque o índice de infestação predial foi controlado, mantendo a média de 3,5%. “Senão certamente teríamos uma epidemia com cerca de sete mil casos confirmados”, completa. Atualmente o índice está em 0,35%, mas com a presença do mosquito adulto o que exige o combate constante aos focos. Os agentes epidemiológicos seguem realizando a fiscalização das residências, tratando focos e

Uma carga de pneus inservíveis saiu do ecoponto na manhã de ontem para a reciclagem

criadouros e orientando a população. A partir da próxima terçafeira o exército passa a integrar essas equipes, disponibilizando 20 soldados para o serviço. “O momento exato de combater o mosquito é nesse período de frio porque é quanto ele está mais fragilizado e não existe milagre. A única maneira que temos não ter doenças como a dengue,

zika e chikungnya é eliminando criadouros”, alerta Rinaldo. “No verão o mosquito vai estar adulto e voando e não podemos sair caçando mosquito à tapa. Então temos que cortar o mal pela raiz.” Na manhã de ontem, uma carga de pneus inservíveis, um dos principais criadouros do Aedes aegipty, foi encaminhada do Ecoponto para a reciclagem.

ESF do Glória aproxima comunidade Todos os meses o Grupo Saúde e Qualidade de Vida da Estratégia de Saúde da Família (ESF3) do bairro Glória reúne-se para realizar atividades diferenciadas. Neste mês o encontro aconteceu na última quarta-feira, Dia mundial de conscientização e enfrentamento da violência contra o idoso, no tradicional Arraiá da Saúde. A tarde animada iniciou com a verificação da pressão arterial, glicemia capilar, peso e estatura dos participantes. Em seguida, o Grupo de Maturidade Ativa do Sesc apresentou teatro e dança juninos. A atividade também teve brincadeiras e lanche típicos oferecidos pela equipe da ESF3. O Grupo é integrado pelos profissionais do ESF3 e a comunidade do bairro Glória. Em atuação há mais de 20 anos, inicialmente era formado por pacientes hipertensos e diabéticos, mas a partir de 2009 passou a abranger todos os moradores. “Além da reunião mensal do Grupo, que trabalha temas diversos, como gripe, dengue, alimentação saudável, uso correto

cmyk

da medicação, também realiza atividades físicas e práticas corporais duas vezes por semana, com acompanhamento da fisioterapeuta. Realizamos passeios culturais, visitas à CTGs, parques aquáticos”, explica a nutricionista do EFS 3, Muriel Burkatt. A equipe da unidade de saúde atua em diversas frentes no bairro Glória, também realiza visitas domiciliares, desenvolve o programa Saúde na Escola na Anita Garibaldi, avaliando as crianças do Ensino Fundamental, em relação à saúde bucal, avaliação visual e antropomédica. “A partir desse diagnóstico fazemos um relatório para a escola e o encaminhamento individual para cada criança de acordo com as alterações apresentadas. A odontóloga e auxiliar também realizam o trabalho de saúde bucal na escola, e os agentes de saúde fazem mutirão de limpeza. E, também, fazemos atividades de educação em saúde na Casa Lar do Idoso que fica aqui no bairro Glória”, enumera a nutricionista.

Muriel Burkatt

Ela destaca que em função da crise financeira em todas as esferas que resulta no atraso dos repasses, o ESF3 acompanha a contenção de despesas realizada nos serviços públicos. “Estamos tendo racionamento de materiais, falta de medicamentos, limitação nas consultas especializadas e de exames laboratoriais, mas, as prioridades são atendidas e a unidade vai administrando de acordo com as limitações orçamentárias”, neutraliza Muriel.

22

Obras da Bacia 8 começam na segunda Assentamento de redes de esgoto na Bacia 8 devem ter início na próxima semana. De acordo com o gerente da Corsan de Ijuí, Flávio Kramp, a demora na execução se dá pela dificuldade da empresa terceiriza, de Porto Alegre, em achar um terreno para o canteiro de obras. A Bacia 8 compreende a região que vai da Rua 15 de Novembro, no Centro, até a Fidene, no bairro São Geraldo. “Todas essas ruas terão esgoto instalado, sendo conduzido até a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), no bairro Colonial, para ser tratado. Assim, praticamente todo o Arroio do Moinho estará limpo após a conclusão do trabalho na Bacia 8”, adianta Flávio. Ele lembra que a ETE já está em funcionamento há cinco anos, o trabalho que a Corsan realiza agora é a instalação da tubulação que vai recolher o esgoto e levá-lo para tratamento. No Parque Popular da Pedreira (PPP) já existe uma rede coletora de esgoto, instalada por uma empresa licitada que depois de certo tempo desistiu da obra. “Agora a Corsan repassou um

Flávio Kramp

dinheiro através de convênio com a prefeitura que visa licitar a obra, dando continuidade à instalação da rede de tubulação”, afirma. Além disso, será instalada uma estação de bombeamento de esgoto entre as Ruas 14 de Julho e a Guilherme Timm, que será responsável por bombear os dejetos até o emissário, localizado na Rua 24 de Fevereiro, que depois será encaminhado para a ETE.

Presidente do Ferroviário destaca ruas do bairro

No bairro Ferroviário, um dos menores do Município, o presidente Celso Steling afirma que não há grandes demandas. Segundo ele, a principal reivindicação daquela comunidade era a realização de uma drenagem pluvial em frente à Escola Infantil Trilha do Saber, que já foi feita. “Não tem problema de escola, porque não temos escolas por ser um bairro pequeno, e o atendimento em saúde é feito pelo ESF do bairro Herval, então por sermos um bairro pequeno os problemas não aparecem”, destaca. Ele afirma que mantém um bom relacionamento com o prefeito Fioravante Ballin e secretariado. “Não vamos lá reclamar o

que não é necessário, porque não adianta exigir uma pavimentação, por exemplo, diante da nossa situação econômica”, pondera o presidente. Em relação aos demais bairros, Steling diz que o Ferroviário se destaca em relação aos demais porque não apresenta tantos problemas de infraestrutura. “Para se ter uma ideia, não falta um metro de calçamento, as ruas estão todas as calçadas, em bom estado, não precisa de tapa-buraco, por ser pequeno não temos muitas coisas para reivindicar ou demais problemas”, explica. Segundo ele, a polícia comunitária passa diariamente pelo bairro garantindo a segurança da comunidade.

SERVIÇOS ESTÁGIO - Há vagas de estágio remunerado para alunos dos cursos de técnico em Administração e Contabilidade; técnico em Enfermagem; Ensino Médio; Administração; Ciências Contábeis; Ciência da Computação ou Informatica; Educação Física – bacharelado; e Nutrição. Interessados devem comparecer ao Cefor com foto 3x4; cópia do RG e do CPF; e atestado de matrícula atualizado.

CAPS - O Centro de Atenção Psicossocial (Caps 2) realiza diversas atividades de confraternização com pacientes, familiares e equipe de trabalho. Dessa forma, acontece no dia 24 de junho, a partir das 16h, uma Festa Junina nas dependências do Caps, no Centro. MEIO AMBIENTE - A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) atende pelos telefones 3332 9384 ou 3332 9766.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 18 e 19 de junho de 2016

23

Memória JM CARA OU COROA

Armindo Pydd

O TRIPÉ **Quando Collor sofreu impeachment assumiu Itamar Franco o vice. Ao contrário do que se pensa ele teve um início de governo turbulento. Em pouco tempo houve 3 trocas de Ministro da Fazenda pois a inflação se mostrava indomável. O quarto ministro Fernando Henrique Cardoso e sua equipe de assessores conseguiram domar o dragão da inflação. E aí o governo Itamar continuou tranquilo, elegeu o sucessor justamente FHC. **De tanto noticiário, começaram a ser conhecidas por todos noções de economia. Justifica-se o reequilíbrio da economia, o controle da inflação, o aumento de emprego, a volta da credibilidade pela adoção desde FHC, ministro da fazenda do tripé econômico seguinte; ajuste fiscal, sistema de metas e cambio flutuante. O tripé ficou assim implantado até início do segundo governo Lula. **Com Dilma presidente e Mantega ministro da Fazenda adotou-se uma “nova matriz econômica” e o tripé foi derrubado. O resultado tem nos dias de hoje volta da inflação, deterioração das contas públicas e investimento público e privado em grande queda. Em poucos anos isto levou a situação atual que tem como dado mais visível 12 milhões de desempregados no Brasil, recorde histórico. **Temmer ainda interino como presidente navega em mar revolto. O front político traz notícias ruins todo o dia para situação e oposição. No entanto, a equipe econômica com Meirelles a frente traz uma luz no fim do túnel. Ele vai restabelecer o famoso “tripé” que já deu certo. Para isto está encaminhando uma mudança na constituição de 1988, quando pela primeira vez os gastos públicos não poderão ser maiores do que a inflação. Isto valerá para os três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. A proposta é que esta mudança estrutural funcione por 20 anos com uma revisão em 10 anos. **Estará nas mãos do Congresso Nacional esta medida fundamental para recuperar a confiança internacional e a economia brasileira entrar novamente num rumo virtuoso. Dá para acreditar que isto vá acontecer? **A câmara de vereadores de Ijuí aprovou uma moção contra a PL 44 do governo Sartori que prevê medidas que diminuam o tamanho do Estado. Entidades sociais poderiam assumir funções na área da educação, saúde e outras. Seria a iniciativa privada sendo convocada para entrar com seus conhecimentos e recursos nestas áreas. Tem muita gente ainda acreditando que o Estado pode tudo, em Ijuí também. **“Jogar com o regulamento em baixo do braço.” é o que a seleção brasileira de Dunga não fez. Aos 25 minutos do segundo tempo já tinha o Brasil perdido muitos gols. A superioridade em campo no futebol nem sempre se manifesta em vitória. Tem jogos que a gente não ganha. O regulamento da competição dizia que um empate bastava para o Brasil. Optou-se por impor uma vitória. Veio a derrota num escandaloso gol com a mão. O resto já é história. **De novo temos um gaúcho comandando a seleção. Depois de Felipão, 2 vezes, Mano Menezes. Dunga, 2 vezes, agora Tite. E no meio Claudio Coutinho também gaúcho. Para desespero da mídia do centro do País, que após apoio intenso logo vai criticar Tite. Afinal, futebol é uma caixinha de surpresas. **O “Bike-POA” tem 40 estações com bicicletas. Tinha, pois em 12 não existem mais bicicletas. Foram vandalizadas. E isto que a iniciativa do Bike-POA é recente.

Notícias de junho de 1981

Escola prepara enfermeiros para assistência primária A escola de enfermagem da Fidene tem como intuito preparar enfermeiros para atuarem nos hospitais, além de formar um profissional voltado para a assistência primária, que atua junto à comunidade na prevenção das doenças. Existe atualmente no Brasil, pouco mais de 10 escolas de enfermagem, que têm o seu enfoque voltado para

a área da saúde pública. A Escola de Enfermagem de Ijuí é a pioneira no Estado, ou pelo menos na região. O objetivo da escola é fazer com que os alunos interajam desde o início de sua formação com a realidade social em que vive, e que vá ao encontro das necessidades de saúde compatíveis com a realidade regional.

As enfermeiras e assistentes debateram a tendência da atual enfermagem

Empresários de Ijuí realizam viagem de estudos pela Serra Os empresários ijuienses que participaram da viagem de estudos proporcionada pela Associação Comercial e Industrial de Ijuí retornaram satisfeitos e impressionados com o que viram nas empresas visitadas na região da serra. A viagem de estudos incluía em seu roteiro visitas às empresas de Bento Gonçalves e Caxias do Sul, onde foram coletadas informações da área turística. Os empresários que participaram desta viagem mostraram-se satisfeitos com os ensinamentos recebidos dos diretores das empresas visitadas. Além disso, conforme revelou o presidente da ACI, Bruno Alberto Hass, os empresários mostraram-se suspresos com o desenvolvimento alcançado por aquelas indústrias, tendo em vista que em sua maioria tem em média idades

CONCURSOS Prefeitura de Piratini - RS A prefeitura de Piratini, no estado do Rio Grande do Sul, através da empresa Legalle Concursos e Soluções Integradas Ltda, lançou edital de concurso público nº 01/2016, destinado ao preenchimento de 34 vagas mais cadastro reserva em cargos de todos os níveis de escolaridade, regi-

Empresários ijuienses na cidade de Gramado

que variam entre 10 e 25 anos. O entrosamento entre empresários de diferentes regiões do Estado também foi apontado pelos integrantes da diretoria da ACI presentes à coletiva como sendo um fator altamente positivo da viagem. das pelo regime estatuário. Os vencimentos oscilam deR$ 646,89 a R$ 3.881,32, por jornada de 14 a 44 horas semanais. De acordo com a publicação, as inscrições podem ser realizadas até 7 de julho de 2016, através do endereço eletrônico (www.legalleconcursos.com.br). A taxa de inscrição custa entre R$ 57,59 e R$ 115,18 conforme o cargo pretendido. Prefeitura de Sapiranga - RS A prefeitura de Sapiranga, no Rio Grande do Sul, lançou o edital nº 001/2016 de concurso público, com a intenção de selecionar candidatos de níveis fundamental, médio e superior para a contratação imediata de 295 novos profissionais, sob o regime estatutário, mais o cadastro de

A coleção completa do JM está disponível para pesquisa no Museu Antropológico Diretor Pestana

Inaugurada quadra de esportes em Rincão do Tigre - Foi inaugurada a quadra de esportes da localidade de Rincão do Tigre. Antes da partida de futebol de salão inaugural, o prefeito Wilson Mânica falou aos presentes, destacando as obras que já foram entregues em todo o município e as que estão em andamento. Um dos representantes de Rincão do Trigre, que estava presente, agradeceu a obra que se inaugurava, com o intuito de melhorar ainda mais o setor de esportes no município. Cotrijui recebeu mais de 10 milhões de sacos de soja - A Cooperativa Regional Tritícola Serrana Ltda - Cotrijui recebeu aproxidamente 10 milhões de sacos de soja nas diversas unidades de sua área de ação. Desta produção um total de 5,4 milhões de sacos foram produzidos na região pioneira da cooperativa. Comissão Municipal é recebida pela Secretaria de Educação - Uma comissão integrada pelo prefeito Wilson Mânica, sua esposa Salete Mânica, delegada de Educação Sônia Drews e secretário de Administração Rudi Beck foi recebida pela Secretaria de Educação e pelo deputado Leônidas Ribas. Na oportunidade foi entregue ao secretário, documentos contendo as reivindicações dos professores municipais, um estudo comparativo dos salários e uma análise da situação do ensino em Ijuí.

reserva. Os interessados devem realizar suas inscrições até o dia 29 de junho de 2016, pelo site www.objetivas.com.br. A taxa vai de R$ 20,00 até R$ 100,00. Prefeitura de Rio Grande - RS A prefeitura de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, abre concurso público com o intuito de selecionar pessoal de Ensino Médio para a formação de cadastro reserva, sob o regime estatutário. O concurso regulado pelo edital nº 01/2016 está sob os cuidados da Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências – Fundatec. Os interessados devem realizar suas inscrições até o dia 1º de julho de 2016, através do site www.fundatec.org. br. O valor da taxa é de R$ 60,00.

cmyk


WWW.JMIJUI.COM.BR

COMBATE INTENSIFICADO

QUALIDADE EM SAÚDE

Vigilância Ambiental concentra esforços no combate aos focos do mosquito Aedes aegipty no inverno. Objetos que possam acumular água também são eliminados. | 22

ESF 3 do bairro Glória desenvolve diversas atividades de aproximação com a comunidade na área da saúde. | 22

AIF recebe o Cometa no Ginasião Associação Ijuí Futsal joga hoje em casa pelo Estadual Série Bronze. Time é o terceiro colocado da chave 2 | 17

Cozinha tem problemas de fornecimento

A Cozinha Comunitária do município pode ter pausa de 20 dias, por conta de um problema na licitação que fornece os alimentos. | 21

EDITORIAL | 6 No acumulado de 2016, o índice de empregos em Ijuí tem se mantido estável, mas sempre com número maior de demitidos.

cmyk

Sitepaginas  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you