Page 1

WWW.JMIJUI.COM.BR

Ijuí, Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

Ano 43 - Nº 369

R$ 3,00

Iniciativa privada é uma opção para crise na Saúde Empresas podem destinar 1% do IR para pesquisas em oncologia. HCI busca aprovação. | 8

Mercado de Trabalho já dá sinais de recuperação em Ijuí

GESTÃO SUSTENTÁVEL

Índice está na contramão do cenário nacional. | 3

País registra um homicídio a cada nove minutos Proposta tem objetivo de promover adequação socioeconômica e ambiental nas propriedades rurais familiares | 9

Caixa reintegra imóvel do Minha Casa, Minha Vida Devido a irregularidades, família perdeu apartamento. Cerca de 100 contratos estão sendo revisados. | 4

Dados são do Anuário da Segurança. | 18 e 19

Cooperativas crescem e comemoram resultados Apesar da crise, faturamento de 2015 chegou a R$ 36 bilhões, afirma o presidente da Ocergs Sescoop RS, Vergílio Perius. | 5

cmyk


RADAR EMPREGAR RS- No dia 9 de novembro, Ijuí recebe a segunda edição do Empregar RS. Ação que tem o objetivo de realizar atividades de orientação profissional e empreendedorismo, além de palestras motivacionais e, principalmente, fomentar a empregabilidade. Em função do turno único que será adotado pela prefeitura a partir de novembro, o Sine de Ijuí abrirá em horário diferenciado no dia da ação. Obedecendo ao padrão definido para todas as agências do Estado. A unidade estará atendendo das 9h às 16h. ENERGIA - O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata, disse que o governo espera que, com a recuperação hídrica dos reservatórios da Região Sudeste, os maiores do país, será possível reduzir os custos da energia em 2017 para todo o Brasil. A expectativa é que para o final do ano que vem se alcance uma faixa de 40% a 50% do reservatório. CELULARES - A inclusão do nono dígito em ligações para celular deve ser implantada no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná até o dia 6 de novembro. O objetivo da ação é aumentar a disponibilidade de números e dar continuidade ao processo de padronização de chamadas. A telefonia fixa não sofrerá alterações, permanecendo com oito dígitos. O dígito nove deve ser colocado à esquerda dos atuais números, passando a ter o seguinte formato: 9xxxx-xxxx. TURNO ÚNICO - De 1º de novembro a 31 de dezembro de 2016, a prefeitura de Ijuí estará atendendo em turno único, das 7h30 às 13h30. O turno único será adotado pelos seguintes entes da Administração Indireta do Poder Executivo do Município de Ijuí:Departamento Municipal de Águas e Saneamento de Ijuí (Demasi), Departamento Municipal de Energia de Ijuí (Demei), Departamento Municipal de Energia de Ijuí Geração (Demei Geração), Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Ijuí (PrevIjuí).

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

OLHO DA RUA INDICADORES Poupança 28.10.2016 .....................0,6758 % Ouro 28.10.2016..................... R$ 130,00 (gr) Dolar Comercial (compra) ............ R$ 3,1922 Dolar Comercial (venda) ............. R$ 3,1928 Dolar turismo (compra) ............... R$ 3,1300 Dolar turismo (venda) ................... R$ 3,3300 Euro (compra) .............................. R$ 3,5044 Euro (venda) ................................. R$ 3,5050 IPC/FIPE Set/2016 ................................0,14% IGPM Set/2016 .....................................0,20% IPCA Set/2016 ......................................0,08% IGP-M set/16 ........................................0,20% IGP-DI Set/2016 ....................................0,03% ICV-Dieese set/16 .................................0,03% *valores acima de R$ 300,00

LOTERIAS Faz parte do trabalho de manutenção da Praça da República a limpeza da cascatinha, localizada próxima ao Telecentro. Nesta semana, o espaço recebeu a atenção da Secretaria Municipal de Obras, Desenvolvimento Urbano e Trânsito (Smodutran).

ENTRE ASPAS "Geração de emprego e renda passa pelo crescimento econômico e o crescimento passa pelo governo controlar suas próprias despesas. Quando o governo gasta mais do que arrecada, precisa buscar mais recursos na sociedade e isso escasseia e eleva o custo do dinheiro. Com a restrição à expansão do gasto público, haverá mais recursos para a sociedade. Essa não será uma tarefa fácil. Não vamos nos enganar", disse o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. "Com a desvalorização do real ocorrida nos últimos dois anos houve certa recomposição do poder de competição do produto brasileiro, mas a preocupação é que isso acabe", disse o gerente executivo da Confederação Nacional da Indústria, Flávio Castelo Branco. "Sou obediente ao que o Supremo decidiu. É esta a reverência que eu faço. Quando você tem uma decisão, você recorre a uma instância superior. Ou mantém, ou modifica a decisão. É isto que dá estabilidade para nossas instituições", disse o presidente Michel Temer. "O eleitor tem que saber se o voto dele terá validade ou não", disse o coordenador do Gabinete de Assoreamento Eleitoral do Ministério Público, Rodrigo Zilio. "Temos que acabar com a impressão no Brasil de direito a greve subsidiada paga pelo contribuinte. A sociedade não pode pagar para alguém que não está trabalhando", disse o ministro Gilmar Mendes, lembrando que, "em quase todos os países, servidores com estabilidade no emprego não têm o direito sequer de fazer greve".

MULTAS- As multas de trânsito passam a ficar mais caras a partir de 1º de novembro. Usar o celular ao volante passa a ser infração gravíssima. Dirigir com o braço para fora e não usar o cinto são infrações comuns. As infrações de trânsito passam a ter um aumento que varia de 53 a 66%. A leve vai de R$ 53,20 para R$ 88,38. A média sobe para R$ 130. A grave passa para quase R$ 200, já as gravíssimas vão para quase R$ 300. Outras infrações também foram agravadas. É o caso de quem for pego dirigindo embriagado, a multa sobe para R$ 2.934,70. PRECATÓRIOS - Até o dia 7 de novembro, cerca de 7 mil pessoas terão a oportunidade de negociar a resolução de mais de mil precatórios referentes a matérias como pensões integrais decorrentes de ações contra o IPE, devolução de tributos, indenizações, desapropriações, questões salariais e previdenciárias. A negociação pretende reduzir a dívida de R$ 11,7 bilhões, com mais de 57 mil credores do Estado.

cmyk

2

NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

1º 2º 3º 4º 5º

-

9.110 5.652 7.522 7.494 1.644

LOTOFÁCIL CONCURSO nº

05 07 08 09 10 12 13 14 15 16 18 19 20 21 25 QUINA

CONCURSO nº

4220

04 05 16 23 54 PREVISÃO DO TEMPO Fonte: Climatempo

Getúlio

1429


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

COMÉRCIO

Mercado já dá sinais de recuperação da crise Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados ontem, a economia já está dando sinais de recuperação na região. "Tivemos pelo segundo mês consecutivo uma pequena melhora no quadro. Até então vínhamos tendo especialmente nos meses de junho ou julho uma situação complicada com um saldo bastante negativo no volume de empregos e agora tivemos uma melhora, números ainda pequenos, mas positivos", avalia o economista Dilson Trenephol. No município de Ijuí foi registrado um saldo positivo de 26 vagas entre as demissões e admissões. "Na região acompanhamos 10 municípios com boletins mensais, desses, em sete deles tivemos saldo positivo e três saldos negativos que foram Panambi, Santa Rosa e Santo Ângelo, que ainda tem a presença mais forte do setor industrial, o mesmo setor que está dando sinais de reversão no quadro", informa e aponta também Horizontina como exemplo que tem uma presença forte do setor industrial e apresentou o saldo mais positivo da região com 136 vagas a mais que o número de trabalhadores demitidos. "O que significa que provavelmente a John Deere, que é a indústria mais forte deve ter voltado a contratar e ampliar sua produção", afirma Dilson. O economista informa que desde agosto, quando foi registrado o primeiro número positivo, há uma estabilização. "Paramos de cair e passamos a projetar retomada de atividade em diversos setores em especial o setor industrial". Dilson destaca que os índices de Ijuí e região vão na contramão dos dados nacionais e também

Jovens foram os responsáveis por impulsionar as admissões em Ijuí

do Estado. "No país tivemos um saldo negativo de mais de 39 mil vagas, mas só a região Sudeste que envolve especialmente Rio, SP e Minas a perda foi de 65 mil vagas. Implica dizer que o restante do Brasil teve saldo positivo", afirma ressaltando ainda que no Rio ainda sente-se o impacto da passagem das Olimpíadas. "Em setembro, provavelmente, tenha sido o mês de dispensa da maior parte dos trabalhadores". Já no RS são 2,8 mil empregos a menos, mas nos meses anteriores o saldo era mais fortemente negativo. "Esses dados negativos estão concentrados especialmente em POA, Caxias e região metropolitana, mas também com saldos negativos menores e isso implica dizer que o restante do Estado é positivo", afirma enfatizando que o setor industrial passou a ter pela primeira vez saldo positivo em muitos municípios. A pesquisa também identificou que a retomada dos últimos dois meses nas admissões foi por conta dos jovens de 18 a 24 anos. "Cerca de 80% das novas vagas foi para os jovens, e essa

é a única faixa etária que tem saldo positivo no ano de 2016". Por outro lado, cerca de 80 a 90% dos trabalhadores contratados ganha até dois salários mínimos. "Então, depois do processo de demissão, houve uma recontratação de jovens com baixo salário". Em torno de 80% das novas vagas são preenchidas por homens e 90% de pessoas com nível de Ensino Médio ou mais. "Há aí uma contradição porque há uma qualificação de pessoas contratadas e uma redução do nível dos salários", avalia o economista ao afirmar que as empresas aproveitaram esse momento de crise para demitir os trabalhadores mais caros e ao recontratar mais baratos, mas com exigência de formação. Já com relação ao tamanho das empresas, o destaque são para as micro e grandes empresas."As que mais contrataram foram as menores empresas, com até quatro trabalhadores empregados e no outro extremo as que têm mais de 500 trabalhadores complementam o quadro positivo", conclui.

Brasil tem 12 milhões de desocupados A taxa de desemprego ficou em 11,8%, no trimestre encerrado em setembro, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio (Pnad) Mensal, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O total de pessoas sem emprego ficou em 12 milhões, um aumento de 3,8% sobre o trimestre de abril a junho de 2016 e de 33,9% na comparação com o mesmo trimestre de 2015. Há um ano, o índice estava em 8,9%. Com o aumento do desemprego, caiu o número de empregados com carteira assinada. As

contratações formais recuaram 0,9% sobre o trimestre de abril a junho e 3,7% em relação ao observado um ano atrás. A categoria das pessoas que trabalharam por conta própria soma 21,9 milhões de pessoas, apresentando redução de 4,7% em relação ao trimestre de abril a junho de 2016 (menos 1,1 milhão de pessoas). Já a população ocupada foi estimada em 89,8 milhões de pessoas. O rendimento médio real normalmente recebido pelos trabalhadores cresceu em relação ao trimestre anterior e caiu sobre um ano antes ao chegar a R$ 2.015.

3

Tec-E-Inova acontece de 7 a 10 de novembro O Sindilojas Noroeste e a Unijuí promovem a 8ª Tec-E-Inova – Feira de Tecnologia, Empreendedorismo e Inovação entre os dias 7 e 10 de novembro, no Campus da Universidade. Com a temática “Inovação, Tecnologia e Varejo”, a Tec-E-Inova pretende ampliar o debate e o conhecimento acerca dos modelos e estratégias de desenvolvimento de territórios a partir da constituição de ecossistemas de empreendedorismo e inovação. Como apoiadores do evento estão a prefeitura, Associação Comercial e Industrial de Ijuí (ACI), Sicredi, Badesul e BRDE. A programação contempla as seguintes palestras: no dia 7, Gestão e Inovação em Diferentes Cenários, com Ricardo Trade, diretor de Operações do Comitê Organizador da Copa do Mundo 2014 e CEO da Confederação Brasileira de Voleibol das Olimpíadas Rio 2016; no dia 8, Perspectivas Econômicas e Mercado de Inves-

timentos para 2017, com Ederson Schumanski, gerente de Análise Econômica do Banco Cooperativo Sicredi, de Porto Alegre; no dia 9, Turismo como um Negócio Sustentável, com Nestor Tissot, ex-prefeito de Gramado; e no dia 10, Abordagens e Instrumentos ao Comércio Eletrônico, com Paulo Kendzerski, presidente da empresa WBI On Life. Também estará sendo desenvolvida no período de 7 a 10 de novembro, nos turnos da manhã e tarde, no Campus da Unijuí, a Semana do Empreendedorismo do Município de Ijuí, com o tema Tecnologia e Gestão Empreendedora. A Semana do Empreendedorismo é uma promoção da Prefeitura, Sindilojas Noroeste, Unijuí, Sebrae, ACI, Senai e 36ª Coordenadoria Regional de Educação. A programação está disponível no site do evento: www. tec-e-inova.com.br e na Fanpage www.facebook.com/teceinova.

CDL Ijuí incentiva plataformas digitais Às vésperas do período de maior aquecimento para o comércio, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Clóvis Rorato de Jesus alerta que é o momento para que o comércio se organize para receber seus clientes. "Desejo que tenhamos um final de ano melhor. Trabalhamos dentro desta perspectiva de que a economia voltar a dar alguns sinais de estabilidade e que o setor público também possa dar sua contribuição para que fortaleça o mercado de trabalho com mais emprego e mais renda não só os empresários mas toda a classe trabalhadora também espera isso". Clóvis participou da 7ª Convenção Estadual do Varejo promovida pela Confederação dos Clubes dos Dirigentes Lojistas onde se trouxe à pauta novidades importantes. "Principalmente em relação ao comportamento do consumidor, porque cada vez se usa mais tecnologias. O consumidor hoje está conectado 24horas com os meios que tem disponibilidade de venda, por isso precisamos explorar os mecanismos de venda, seja na loja física ou loja que está interligada nas redes sociais usando essa plataforma para atingir seu objetivo, que é afinal atender bem seu cliente". O presidente lembra que hoje existem aplicativos específicos para atender o pequeno varejista. "Nós estamos nos propondo a ser protótipo desse novo modelo de tecnologia. Uma empresa estará fazendo estudos em Ijuí pra saber se há interesse local nessa nova tec-

nologia, consultando empresas que queiram participar desse processo e o CDL vai ajudar nesse contato com as empresas para estrear nesse novo sistema de qualificação on line", conta sobre a importância do comércio local aderir às novas tecnologias. "O que exige um treinamento permanente porque acreditamos que nossos colaboradores precisam estar adaptados para esse novo e exigente consumidor", explica sobre o treinamento on line que será oferecido pelo programa de qualidade e gestão. Clóvis diz que hoje o cliente está muito bem informado, isso eleva a toda a equipe de colaboradores estar bem treinada para suprir a necessidade do nosso cliente. "São dois pilares básicos que o comércio trabalha: a gestão e a qualificação no atendimento". Sobre as novas tecnologias, Clóvis destaca que como é um software ampliado com a participação de vários profissionais, se torna viável o custo benefício. "É um mecanismo importantíssimo para a sobrevivência do pequeno varejo, que é o que sofre mais, que é essa concorrência cada vez maior". O presidente do CDL reforça ainda a importância do setor para a economia local. "Ijuí tem essa característica no comportamento de sua economia, um varejo muito forte e nesse momento de crise, isso foi muito importante, ter o varejo forte. Cidades que têm o setor industrial forte sofreram mais nesse período de crise, nós aqui fomos menos atingidos nesse processo".

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

MÁ CONDUTA

Caixa retoma imóvel do Minha Casa em Ijuí As moradias populares que receberam subsídios do governo federal dentro do programa Minha Casa, Minha Vida em Ijuí estão passando por revisão de contratos após denúncias de irregularidades de moradores que ingressaram no programa através da Secretaria de Desenvolvimento Social para garantir a compra e depois venderam ou sublocaram. A informação foi confirmada pela secretária municipal de Desenvolvimento Social Neiva Agnoletto, que avalia como positiva essa auditoria que está sendo realizada pela Caixa Econômica Federal a fim de garantir o direito apenas aos moradores que se enquadram nos critérios estabelecidos pelo governo federal. "Temos casos em que as famílias não estão residindo, que sublocaram ou simplesmente venderam", explica sobre o conhecido "contrato de gaveta", procedimento irregular devido às regras do programa. Neiva comemora a informação de que uma moradia foi retomada pela Caixa em função da comprovação das irregularidades. "Já temos a notícia de que uma família perdeu seu apartamento e é uma notícia boa para nós porque a gente sabe que tem muitas famílias que necessitam de moradia e que outros ganharam e não estão mais

residindo", comenta enfatizando que a Caixa está reavendo esses apartamentos. "Temos várias denúncias, mais de 100 contratos estão sendo revisados e poderão ser retirados dessas famílias, essa foi apenas a primeira". Em nota, a Caixa Econômica Federal esclarece que não é proibida a venda do imóvel da Faixa 1 do Programa Minha Casa, Minha Vida (destinada a famílias com renda de até R$ 1,8 mil), desde que seja quitado o valor da dívida e devolvido o subsídio recebido do Programa, conforme previsto na Lei nº 11.977/2009 e em contrato. Caso fique comprovada a ocupação irregular do imóvel por terceiros, a Caixa protocola notícia-crime na Polícia Federal e adota as medidas judiciais cabíveis, no sentido de buscar a rescisão do contrato e a reintegração de posse do imóvel. Após a reintegração, as moradias são direcionadas aos beneficiários selecionados pela prefeitura, de acordo com as regras do Programa. A Caixa esclarece ainda que possui canal exclusivo de comunicação com os clientes do programa, por meio do telefone 0800-721-6268, onde os beneficiários podem tirar dúvidas, fazer reclamações ou sugestões para melhoria dos imóveis. Neste

Neiva Agnoletto

canal, eles também podem fazer denúncia de uso irregular, invasão, venda ou ociosidade. A Caixa confirmou que em relação aos casos em Ijuí, já foram emitidas 96 notificações, das quais resultaram, até o momento, 31 comprovações de regularidade. Do total, serão ajuizadas ações de reintegração de posse de 20 unidades habitacionais. Há uma unidade habitacional já reintegrada e em fase de processo de substituição de beneficiário. A Caixa aguarda o retorno das demais notificações.

Políticos mobilizam-se em prol do curso de Medicina A desistência do Grupo Estácio, do Rio de Janeiro, em assumir a gestão e a administração do curso de Medicina recolocou a Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí) novamente no páreo da disputa. Para o deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), ao não assinar o termo de compromisso com o Ministério da Educação, a Uniseb, que integra o Grupo Estácio, acaba por consolidar a posição da instituição gaúcha, que já apresentou todas as garantias financeiras, acadêmicas e logísticas. "A Estácio só tinha interesse econômico. Não tinha nenhum interesse social, comunitário, como é o papel da Unijuí. Nós tínhamos razão quando alertávamos a isso. E obviamente que agora cria o ambiente para que a Unijuí assuma esse comando", destacou o parlamentar. Jerônimo cobrou, nesta quinta-feira (27), do ministro Mendonça Filho, que ele considere a Unijuí como vencedora do certame. Já o reitor da Unijuí, Martinho Kelm, tratou de tranquilizar a Região Noroeste, ao dizer que o curso de Medicina está garantido na cidade. O reitor da Unijuí disse que o momento agora é de mobilizar a comunidade e a classe política para reforçar a oferta do curso de Medicina em Ijuí. E que o processo de escolha seja o mais

correto possível. Kelm acredita que, se a Unijuí sair vencedora do processo, a primeira turma poderia começar em julho de 2017. Já a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) em entrevista ao Grupo JM afirma que a desistência e a possível escolha da Unijuí como universidade apta a sediar o curso de Medicina na região Noroeste do Rio Grande do Sul é questão de justiça. "Desde o início desse processo, sempre defendi que a universidade escolhida fosse a Unijuí. A mobilização, liderada pela instituição, que contou com meu apoio, junto aos Ministérios da Saúde e da Educação, foi decisiva para que o município fosse contemplado com esse curso. A longa trajetória de envolvimento com a comunidade regional da universidade é outro fator relevante." Ela frisa que acredita que o processo seletivo seja concluído com a escolha da Unijuí, que conta com estrutura avançada e parceria com os hospitais da cidade, que também oferecem serviços de qualidade em várias áreas da saúde. " A partir dessa decisão, toda a região seja beneficiada e o curso possa começar a ser oferecido já no segundo semestre de 2017. A Unijuí, como se sabe, já conta com diversos cursos superiores na área da saúde (nutrição, fisioterapia, enfermagem, farmácia, entre outros).

Jerônimo Goergen

cmyk

4


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

5

ECONOMIA

Cooperativas crescem apesar da crise

Na medida em que o Estado e o Brasil estavam em crise, o faturamento de R$ 36 bilhões em 2015 pode ser avaliado como um excelente cenário. A confirmação é do presidente do sistema Ocergs Sescoop RS, Vergílio Perius que comemora o crescimento do setor. "Apesar da crise econômica e financeira, as cooperativas cresceram muito. Parte da história das cooperativas do mundo inteiro mostra que elas cresceram em épocas de crise e não em épocas de fartura, porque as crises levam as pessoas a se unirem mais e como somos cooperativas, nosso DNA é capital humano e não financeiro, então por isso crescemos muito em todos os sentidos", avalia o presidente. Vergílio ressalta ainda que o cooperativismo teve alguns destaques. "Tem setores como por exemplo o de transportes que cresceram 35% no faturamento, enquanto a média foi 15, 75%. Isso é sinal de que houve rejuvenescimento, houve integração maior das cooperativas com maior empenho e maior participação dos associados e essa é a razão de existência das cooperativas". Sobre as expectativas para esse ano, Perius confirma que pelo indicador dos investimentos que as cooperativas anunciaram para 2016, o nível de crescimento

deve permanecer no mesmo patamar dos últimos três anos com crescimento na ordem de 10%. "Acho que apesar do déficit primário financeiro do Estado e da União, nós como cooperativa vamos crescer positivamente. A perspectiva é de que se confirme R$ 1,7 bilhão de investimentos novos e talvez esse índice possa ser ultrapassado na medida em que se quer fazer um grande investimento de modernização do Porto de Rio Grande", aponta enfatizando ainda que se isso ocorrer, as cooperativas vão ultrapassar os R$ 2 bilhões de investimentos, o que é uma média permanente dos últimos anos. "Apesar da crise, as cooperativas têm uma sinalização positiva também para investimentos novos". O presidente também comenta sobre a importância das cooperativas para os cofres públicos com a criação de tributos. "O Estado tem que viver disso e nós aumentamos muito a tributação, que é 6,7%. No ano passado, enquanto a indústria não cresceu e diminuiu sua receita tributária, nós aumentamos o retorno para Estado, União e municípios". Já sob o ponto de vista econômico e financeiro, Perius revela que o agronegócio continua sendo o setor que registra maior crescimento. "Desses R$ 36 bilhões, R$ 22 bilhões pertencem ao agro,

Cooperativas de eletrificação rural, como a Ceriluz, tiveram destaque no bom desempenho do setor cooperativista

que também tem o maior número de empregados com carteira assinada para 32 mil empregados dos 60 mil que temos no setor". No ranking de faturamento também se destaca o crédito como uma grande expansão e crescimento com 33% de faturamento geral dos negócios. "Além disso, o setor cresceu 22% nos depósitos a prazo, o que significa que é um grau de confiança maior da população gaúcha. Crescer na poupança quer dizer eu tenho credibilidade maior da população para aplicar dinheiro, e esse é um indicador muito importante".

Em terceiro lugar está o setor da saúde, que investe muito em hospitais novos. "Já estamos com sete hospitais novos e estão em construção mais quatro que devem estar prontos até o fim do ano". Também é registrado crescimento na infraestrutura, que tem um importante papel na produção de energia elétrica no País, nosso Estado, principalmente, na produção de pequenas hidrelétricas. "Por isso geramos 25% de energia para ligar os produtores rurais que ainda têm luz monofásica no sistema bifá-

sico e trifásico. Esses ramos, ao lado da educação, do transporte, do trabalho e outros trabalham para crescermos positivamente em 2015 e 2016", salienta o presidente explicando ainda que o RS tem um importante papel na economia nacional. "Somos um Estado cooperativista, temos 30% da população com quase três milhões de associados, ou seja, de uma população de 10 milhões, 30% está ligada ao cooperativismo. São os mesmos índices europeus e norte-americanos que estão na vanguarda do processo de cooperativa".

Empresas precisam quitar débitos para aderir ao Simples Nacional A chefe da agência da Receita Estadual de Ijuí, Lizete Webler alertou que as empresas que aderiram ao Simples Nacional precisam quitar seus débitos junto à receita. "Esse é um fator bem decisivo, temos empresas enquadradas no Simples Nacional que só podem permanecer nesse sistema se não tiverem débitos

ou parcelarem até 31 de dezembro, o que acontece é que essas empresas, para permanecerem nesse regime simplificado, vão ter que parcelar até o final do ano, então a procura a partir de agora será maior". Ela explica que o parcelamento para débitos em atraso pode variar em 12, 30 em até 48 meses

dependendo da situação do débito. Ainda há casos especiais de até 60 meses em que a empresa apresenta hipoteca ou então fiança bancária. "O valor mínimo gira em torno de R$ 100 a parcela então não é um valor expressivo". Mesmo sem um levantamento de valores, Lizete confirma que há um bom estoque de débito,

são empresas que devem e muitas também que estavam aguardando parcelamento especial. Tem muitas empresas que negociaram e não pagaram acordo. “Mas tem empresas que vem cumprindo parcelamentos de outros anos". Já quanto ao pagamento de IPVA Lizete afirma que o índice de devedores não é expressivo e

fica em torno de 4%. "O IPVA 2016 tem uma peculiaridade ele não pode ser parcelado", explica destacando que a perspectiva é de que em 2017 também o IPVA seja antecipado com vencimento concentrados em abril. "Tudo indica que essa alteração veio para ficar não sendo mais com o vencimento de acordo com o fim da placa.".

cmyk


Jornal da Manhã

OPINIÃO

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

E O CONTRIBUINTE?

ENTREVISTA

A

adoção de turno único nas prefeituras é uma prática comum à grande parte das cidades e normalmente gera polêmica. Por decreto do prefeito, a medida será colocada novamente em prática, em Ijuí, a partir da próxima terça-feira, 1º de novembro, quando o funcionamento do expediente será das 7h às 13h, salvo exceções de serviços essenciais que não possam ser interrompidos. Essa redução no atendimento naturalmente divide opiniões, pois a tese das prefeituras de que a medida gere redução de custos não convence a todos. Para o Tribunal de Contas do Estado (TCE), essa medida é ilegal, pois mexe com a carga horária dos servidores. Por outro lado, o poder público mantém sua decisão e garante que a medida é legal. Essa decisão é somada a um conjunto de medidas de contenção Diminuir os gas- de gastos anunciada tos, o alto número pelo Executivo Mude CCs, os salários, nicipal. diante dos probleA medida, justimas de arrecadação ficada por necessique assolam todas dade de redução de as prefeituras e corgastos, atinge todas tar cargos, será que as repartições públinão deveria vir em cas municipais, com primeiro lugar? exceção de postos de saúde e escolas municipais, que mantêm seus atuais horários de expediente. O anúncio do prefeito, repercutiu muito mal, novamente, pois a maior alegação por parte da comunidade é que simplesmente fechar as portas de um órgão público que deve servir à comunidade não é a solução. Diminuir os gastos, o alto número de CCs, os salários, diante dos problemas de arrecadação que assolam todas as prefeituras e cortar cargos, será que não deveria vir em primeiro lugar? No final de tudo, o mais prejudicado é o contribuinte, que sustenta o poder público, paga o salário dos servidores e todas as despesas do Executivo, terá um horário ainda mais limitado para contatar a prefeitura. Nesse aspecto, vale ressaltar que não se trata apenas de uma hora a menos de expediente, mas a limitação de não ter atendimento à tarde, apenas até as 13h. O servidor parece ser o maior beneficiado, pois terá expediente reduzido e a tarde inteira para se dedicar a seus compromissos pessoais. Além disso, irá trabalhar num período de temperatura mais amena. Isso, provavelmente reduz o consumo de energia elétrica, o que contribuiu para o argumento da prefeitura de que a medida reduz custos. Se a adoção de turno único implicar na redução do quadro de servidores e o pagamento de salário proporcional às horas de trabalho, pois que assim seja. Mas sabemos que isso não vai acontecer, porque na política quando se fala em cortes, os altos vencimentos sequer entram na pauta. Menos trabalho e mesma folha de pagamento, ou seja, uma ação sem efeito.

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

Como o grupo eleito avalia o processo eleitoral, do ponto de vista de uma Reitoria que assume depois de um longo processo de recuperação e com o desafio de avançar na qualidade de ensino? Neste primeiro momento só temos que agradecer a toda a comunidade acadêmica que se inseriu nesse processo efetivamente, considerando que estávamos concorrendo somente com uma chapa e houve uma grande adesão da comunidade. Além dessa adesão, o que nos orgulha muito é o percentual de aprovação (94,35%), que aprovou a chapa Unijuí: Consolidar e avançar. Isso nos traz uma grande responsabilidade, grandes desafios e muito trabalho pela frente, mas o orgulho de, nesta primeira etapa, cumprirmos com o nosso dever e sermos reconhecidos nesse processo. Com esse índice de aprovação, pode-se dizer que a sociedade e a comunidade acadêmica estão apoiando a forma como vem sendo conduzida a universidade e no trabalho que vem sendo feito? Com certeza. De fato, ter um processo eleitoral com chapa única e ter essa adesão da comunidade, que envolve todos os professores, técnicos administrativos e de apoio, estudantes e a comunidade externa, com esse índice de aprovação, reforça todo um trabalho desenvolvido pela atual gestão, a qual também faço parte como vice-reitora de graduação. É um esforço que a atual Reitoria tem feito, de estabilidade financeira, de avanços, principalmente de novos cursos de graduação, mestrado e doutorado. Isso leva, de fato, a comunidade acadêmica a acreditar em uma continuidade de trabalho e isso é o que desejamos. Queremos continuar esse trabalho, consolidar (que inclusive é o mote da nossa chapa), porque temos grandes avanços e desafios no sentido de manutenção da sustentabilidade financeira e grandes avanços daquilo que é a nossa atividade fim, a formação acadêmica profissional na graduação, mestrados e doutorados, além disso, todas as atividades em relação à pesquisa e extensão que são os grandes fazeres de uma universidade, principalmente uma comunitária, que tem uma relação direta com a sua comunidade regional, sendo a Unijuí uma universidade multicampi. Tendo em vista que a comunidade acadêmica envolve praticamente 10 mil pessoas nesses diferentes segmentos, esse foi o verdadeiro reconhecimento e a implicação desta Universidade, por isso devemos avançar ainda mais para projetarmos mais 60 anos (considerando que no próximo ano, a Unijuí faz 60 anos). Professora, mesmo que vinda não tenha sido oficializada, existe uma grande expectativa para o curso de Medicina ser instalado na Unijuí. Este pode ser um dos principais diferenciais em sua gestão? Acredito que nos próximos dias já teremos o resultado definitivo, no sentido de novas perspectivas para a Unijui, considerando o próprio edital, até mesmo de estar preparada para oferecer o cursos. Temos uma área de saúde com diferentes cursos, temos um mestrado em atenção integral em saúde, residência junto com a Fundação municipal de Saúde (Funssar), de Santa Rosa, isso tudo nos permite de fato acreditar que somos uma universidade que pode oferecer um curso de Medicina. Começamos essa trajetória ainda na década de 80 e agora, em 2016, retomamos essa discussão, além de nos últimos anos, onde fizemos várias melhorias em termos de estrutura física e laboratórios, com

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Jocelaine Simão redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

cmyk

6

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui.com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com

Cátia Maria Nehring Reitora eleita da Unijuí isso podemos acreditar que podemos novamente estar na briga pela implementação do curso de Medicina. Esse movimento tem grande liderança do professor Martinho Kelm, é uma questão institucional e que recebe um forte apoio do poder público municipal, para além de várias cidades do nosso entorno. O que representa a vinda do curso de Medicina para a Unijuí? A mobilização da comunidade regional representa, certamente, o que é uma Universidade comunitária e o desafio que sempre temos enfrentado em assumirmos um projeto coletivo, sendo essa uma característica da nossa região que faz esse projeto coletivo se tornar concreto. Para a próxima gestão, que toma posse no dia 13 de dezembro, quais são as metas? Uma das questões que continua grandemente na pauta é a sucessão da sustentabilidade, investimentos, no sentido de qualificação dos nossos espaços, a questão da identificação de novos cursos, seja de graduação, consolidação dos programas de mestrado e doutorado (agora fortemente trabalhando na área das agrárias, trabalhando na busca de aprovação de um novo mestrado). Considerando que temos cinco mestrado e três doutorados, há um grande desafio da instituição no sentido de ampliação em doutorados. Temos a questão do aprofundamento da pesquisa, como um processo de impacto social, de financiamento e qualificação dos nossos espaços de laboratórios para fazermos pesquisas, efetivamente, de ponta. São grandes desafios, a partir das áreas que atuamos: o ensino da graduação ao doutorado, pesquisa, extensão, relação com a comunidade e cultura. Esses serão os nossos pontos de trabalho a partir do próximos três anos, para consolidarmos, no mínimo mais 60 anos de ensino.

Representantes Comerciais: Grupo de Diários

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

www.jmijui.com.br

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATuRAS E CIRCuLAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0316 3331-0317 Semestral: R$ 200,00 Anual: R$ 400,00 Correio: R$ 400,00 (semestral); R$ 800,00 (anual)


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

DE VOLTA À SALA DE AULA

EJA é alternativa para conclusão de estudos

Cursar uma faculdade é principal objetivo da maioria dos jovens, principalmente porque o diploma é um dos requisitos para a inserção no mercado de trabalho. Porém, para Clair Terezinha Ristow, 65 anos, a situação é bem diferente. Ela decidiu voltar à escola simplesmente para realizar um sonho: apenas estudar e encontrou na EJA uma possibilidade. “Estudem, estudem. Educação é tudo. Não adianta, só a educação vai te levar e te formar para o resto da vida”, este é o incentivo que Clair dá aos jovens colegas que frequentam as aulas do Colégio Estadual de Ensino Médio Modelo. Ávida leitora e uma amante dos estudos, Clair voltou à escola há pouco tempo, agora está no que equivale ao 8º ano do Ensino Fundamental, e de maneira nenhuma pensa em abandonar os estudos. Vai completar o Fundamental, fazer o Médio e com uma determinação invejável, pensa em fazer uma graduação: Letras. Incentivada pela família, Clair ainda brinca com o neto de 11 anos, “olha, ainda acho que nós dois vamos juntos para a faculdade”. Sem perder o humor, ela

Clair e a professora Carlota não mediram esforços pela educação

ainda prevê: “A vó vai com 72 anos levantar o canudo junto com vocês”. Quando jovem, Clair teve que deixar os estudos de lado e assumir a família e trabalhar, mas sempre pensava, “um dia eu vou voltar a estudar”. Neste ano, Clair foi destaque no cenário da educação por participar do Concurso de Redação do Jornal da Manhã e Rotary Club, sendo a estudante com mais idade a participar do con-

curso. A professora e orientadora, Carlota Machado Saldanha, é só elogios à aluna. “Cada dia era uma surpresa, foi uma surpresa a força de vontade, capricho e humildade em receber as orientações”. Da mesma forma que Clair, são tantos Claudiomiros, Vilmares e Marias que buscam na educação as possibilidades que a juventude, por algum motivo, não permitiu.

Universidades temem redução de alunos Eleito na última sexta-feira, para a gestão de dois anos, José Carlos Carles de Souza, reitor da UPF, assume a liderança do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung). A eleição ocorreu durante o 4º Fórum Comung. De acordo com ele, para os próximos anos, o desafio das universidades comunitárias é os financiamentos estudantis funcionarem de maneira que atendam às necessidades dos acadêmicos e das Instituições de Ensino Superior. “Pelo volume de alunos que temos, em todo o complexo de universidades comunitárias, isso dá uma responsabilidade perante esses alunos. Temos um contingente de 35 a 40% de alunos que dependem de financiamento para estar nas universidades, o que denota a importância do Fies, mas desde que ele funcione como deve ser”, alerta ele. Neste segundo semestre, as universidades ficaram quatro meses sem receber os recursos do Fies, “o que representa um montante de recursos significa-

tivo”, destaca. Desde 2015, o Fies vinha apresentando divergências, naquele ano, conforme explica o número de beneficiários caiu e em 2016 seguiu diminuindo. “A expectativa para esse vestibular que está sendo programado pelas universidades, é de uma redução de alunos”. O motivo, como ele defende, é a instabilidade do modelo de financiamento. Mesmo com a expectativa de redução de alunos, e até mesmo a falta de confiança nos repasses de recursos do Fies, o presidente explica que as universidades têm passado por um processo de adequação de custos à nova realidade: “redução de receita”, diz. Com isso, ele acredita que uma das alternativas seja buscar, por meios próprios, fazer com que os alunos, beneficiados pelo Fies, permaneçam na universidade oferecendo possibilidades de auxílio ao estudante, semelhantes ao Financiamento Estudantil do governo federal.

José Carlos de Souza, reitor da UPF e presidente do Comung

No momento, as universidades têm se adaptado, definindo seus meios de oferecer o auxílio, porém, segundo ele, já existe um grupo de estudos que busca ampliá-lo às Universidades do Comung. Mas, como ele alerta, é um processo longo e que pode ter um custo elevado aos acadêmicos, "e isso não queremos".

7

Escola participará de seminário de tecnologias A Escola Estadual Osvaldo Aranha, por meio da proposta Vem para a aula 8º ano, desenvolvido pela professora de História Silvana Raquel Batista, foi selecionada para participar do Seminário Estadual de Práticas Educacionais com as Tecnologias Digitais de Informação (TDIC). O evento será realizado nos dias 9 e 10 de novembro, em Porto Alegre, e tem o objetivo socializar e discutir projetos, atividades e práticas educacionais com o uso das tecnologias digitais de informação e comunicação. De acordo com Silvana, uma das causas da infrequência dos alunos do 8º Ano era o fato de eles não conseguirem acordar pela manhã, “foi então, que surgiu a ideia de criar um grupo de WhatsApp intitulado Vem pra aula 8º Ano”, explica a professora. O grupo, que também tem a participação dos professores e da diretora, tem uma regra: o primeiro que acordar pela manhã deverá dar bom dia, “assim, todos na medida em que forem acordando devem retribuir o cumprimento”, acrescenta. Como destaca a professora Silvana, o resultado da experiência foi surpreendente. “O grupo está sendo utilizado para esclarecer dúvidas, conteúdos de avaliações e avisos em geral para a turma, além de aproximar os educandos dos educado-

Silvana Raquel Batista, professora de História da Escola Osvaldo Aranha

res, tornando-os mais visíveis e à vontade, vendo seus professores dispostos a ajudá-los, fazendo o uso das tecnologias que os alunos até então não imaginavam utilizar no meio educacional”, comemora. Para Silvana, a Escola e os educadores devem estar atentos às transformações que ocorrem na sociedade ao longo do tempo, “pois é inevitável que o aluno transfira para o ambiente escolar as novidades e atrativos que o mundo lhe oferece, cabendo ao educador estar aberto e sensível para aceitar estas mudanças”, completa.

Candidatos devem consultar cartão do Enem Dos cerca de 5 milhões de inscritos no Exame Nacional do Ensino médio (Enem), até esta semana, mais de 3 milhões ainda não tinham acessado o cartão de confirmação de inscrição no exame, que contém o local de prova, de acordo com balanço do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O acesso é de responsabilidade do candidato. A recomendação é que os participantes conheçam o trajeto com antecedência para evitar atrasos no dia da prova que, neste ano, será nos dias 5 e 6 de novembro. O cartão está disponível pela internet, na Página do Participante, e também no aplicativo do Enem, nas plataformas Android, iOS e Windows Phone. De acordo com o Inep, responsável pelo exame, 5,2 milhões do total de mais de 8,6 milhões de candidatos já sabem onde farão as provas. O número equivale a mais de 60% dos candidatos.

Para lembrar os estudantes, o Inep faz uma campanha de alerta, enviando SMS e e-mail a cada três dias para quem ainda não acessou o cartão. No dia da prova, não é obrigatória a apresentação do cartão. Além do local, data e horário de prova, o cartão de confirmação traz o número de inscrição do estudante, a opção de língua estrangeira e, quando for o caso, a indicação de atendimento especializado e específico e a solicitação de certificação do Ensino Médio. Para obter o cartão, o participante deve acessar o site do Enem na área destinada ao participante. É preciso informar CPF e senha. Segundo o Inep, a Página do Participante é a principal fonte de acesso, com 5.021.742 consultas. O aplicativo Enem 2016 foi utilizado por 126.101 estudantes com a mesma finalidade. Além disso, 94.412 inscritos acessaram o Cartão de Confirmação nos dois ambientes.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

ONCOLOGIA

Iniciativa privada é opção à crise na Saúde Com a proximidade do final de ano, as empresas começam a tratar do seu Imposto de Renda. Mais do que obter maiores restituições, existe a possibilidade de fazer melhor uso destes recursos, doando parte dos impostos a projetos sociais. Em um ano em que a crise na saúde esteve entre as principais notícias dos noticiários tanto em âmbito local quanto federal, o governo busca alternativas para auxiliar as instituições a contornar os problemas de caixa gerados pelo atraso ou inexistência de repasse por parte do Estado e União aos hospitais filantrópicos e santas casas devido aos convênios e serviços prestados. A dívida do Estado na Saúde chega a R$ 377 milhões. O decreto que regulamenta a Lei nº 12.715/2012, que dispõe sobre o Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) e o Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas/ PCD) foi publicado no dia 18 de abril de 2013, no Diário Oficial da União. De acordo com o decreto nº 7.988, de 17 de abril de 2013, o Pronon tem a finalidade de captar

cmyk

e canalizar recursos para a prevenção e o combate ao câncer e será implementado mediante incentivo fiscal a ações e serviços de atenção oncológica, desenvolvidos por instituições de prevenção e combate ao câncer. As ações englobam promoção da informação, pesquisa, rastreamento, diagnóstico, tratamento, os cuidados paliativos e a reabilitação referentes às neoplasias malignas. Por meio do Pronon, o HCI busca recursos junto a empresas. Para isso, o projeto de captação é encaminhado ao governo do Estado, por meio da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), que após análise encaminha para o Ministério de Saúde que dá autorização final para abertura de licitação. “Estamos buscando. Temos o projeto, está sendo encaminhado pelo o coordenador do Cacon Fabio Franke e o médico oncologista clínico, Edilson Walter, para que dê um resultado positivo. Mas, depende sim de um aval do governo”, explica o presidente do HCI, Cláudio Matte Martins. “Não é dinheiro do governo e do Estado, é de empresas privadas.” Para participar do desenvolvimento de ações e serviços no

8

Mulheres debatem o diagnóstico precoce

Cláudio Matte Martins âmbito do Pronon, as instituições devem apresentar projetos para avaliação e aprovação pelo Ministério da Saúde. Os projetos podem ser encaminhados por todos os hospitais filantrópicos que atendam pelo SUS. Destinar o IR a fundos ou projetos sociais não significa que o contribuinte pagará menos imposto. Porém, em vez de a porcentagem ser inserida no montante de arrecadação do governo, ela será direcionada a projetos aprovados em leis de incentivo. O valor do projeto do Cacon é alto, mas Cláudio acentua que as empresas, principalmente as de grande porte e a indústria farmacêutica, têm interesse em contribuir.

Com o intuito de sensibilizar a comunidade sobre a importância do diagnóstico precoce e combate ao Câncer de mama, diversas entidades ijuienses desenvolveram atividades ao longo deste mês, dentro da campanha Outubro Rosa. Na tarde de quarta-feira, o Centro de Atendimento Psicossocial (Caps) 2 Colmeia, promoveu uma roda de conversa sobre o assunto com grupos de mulheres, profissionais de Saúde e servidores da Unidade. O foco da conversa, segundo as enfermeiras, foi a discussão sobre a importância do autoexame com as mulheres atendidas por dois grupos do Caps 2 Colmeia, de um total de dez grupos atendidos semanalmente.

Em torno de vinte mulheres participaram da roda de conversas, sendo o segundo encontro realizado. Para além dos debates alusivos ao tema, as Unidades Básicas de Saúde do município também promoveram, dentro da programação do Outubro Rosa, o atendimento exclusivo às mulheres em horários diferenciados, com o objetivo de facilitar o acesso aos exames de mamografia e rastreamento do câncer de mama. Na última quinta-feira, dentro das atividades do mês foi realizada palestra com médico mastologista Gerson Jacob, no Salão Azul da Unijuí. Cerca de 80% dos nódulos mamários são benignos e apenas uma pequena porcentagem de secreções está relacionada ao câncer. No autoexame, as mulheres devem procurar por caroços (nódulos); abaulamentos ou retrações da pele e do complexo aréolo-mamilar (bico do seio); ou secreções mamilares existentes.


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

PROPRIEDADES RURAIS

Programa visa gestão sustentável Uma reunião envolvendo o prefeito Fioravante Ballin, representantes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (SMDR) e membros da Emater/ RS-Ascar, na manhã de quintafeira, ocorreu no gabinete do chefe do Executivo na manhã de quintafeira. O objetivo do encontro foi debater os termos do programa Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, cujo objetivo principal é promover uma adequação socioeconômica e ambiental das propriedades rurais familiares de todo o Rio Grande do Sul. Conforme a apresentação, a iniciativa contempla em torno de 11 produtores por ano, aumentando sua produtividade em mais de 20%. Até o momento, o programa já acompanha as propriedades de, aproximadamente, 300 famílias de todo o interior do Estado. O prefeito Fioravante Ballin aproveitou o momento para sugerir um banco de dados único, a fim de reunir dados para embasar a busca por projetos e recursos. Ele também ressaltou a

O programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar foi instituído pelo decreto n° 53.052, de junho deste ano importância da integração desses dados com as onze famílias, facilitando o acesso à informação e assistência técnica. Em nome do Executivo, ficou responsável pelo acompanhamento das atividades o técnico da SMDR Jaime Porazzi.

O Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar foi instituído pelo decreto n° 53.052, de junho deste ano, sob coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) do Estado. Também vinculado ao PPA-2016/19, o programa

serve como uma espécie de instrumento para organização das propriedades rurais. A meta do programa, conforme a Emater, é sensibilizar mais de 40 mil produtores, capacitar cerca de 1.230 técnicos e elaborar 20 mil planos de gestão das propriedades.

9

Núcleo Promove leilão de coberturas Acontece na próxima segunda-feira, o leilão de coberturas em Prol do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Ijuí (NCCCI), a partir das 21h, no Chopp Ijuhy, com transmissão ao vivo pelo site Lance Rural, e mesa de lances no local. Serão ofertadas 53 coberturas dos melhores garanhões da raça e, após, serão vendidos 20 equinos da raça Crioula. De acordo com o presidente do Núcleo, Jaime Ghisleni, a entidade já realizou diversos leilões nesta modalidade em outras oportunidades, mas essa é a primeira vez que promoverá sozinho com transmissão pela internet. "Esse é o mais robusto que estamos realizando", comenta. Ele destaca que o evento integra as comemorações dos 15 anos do NCCCI. "Vamos fazer uma mesa de lances, e quem quiser participar deste evento está convidado".

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

10

VOLUNTÁRIAS

Solidariedade tem espaço no HCI Ajudar quem precisa de ajuda. Sentir-se útil e valorizado. Transformar a realidade social. Convocar vontades. Sensibilizar e atrair pessoas para a realização de ações sociais organizadas, indicando caminhos de realização para aqueles que sempre quiseram fazer alguma coisa mas não sabiam como. Essas e outras virtudes estão presentes no cotidiano de cada pessoa voluntária, que mais do que qualquer outra coisa, está íntima e profundamente envolvida nos problemas do seu próximo. Segundo uma das coordenadoras do grupo, Nelci Secatto, o principal objetivo das voluntárias é ajudar. "Nós confeccionamos roupas e enxoval para mães que têm o filho aqui no hospital e não possuem condições para comprar ou ajuda de outros e também fazemos roupas para que sejam doadas para as crianças de baixa renda internadas na Pediatria, Maternidade UTI, Neonatal e Berçário", comenta. Fundado em 1993, o grupo de mulheres voluntárias também prepara curativos para

as unidades cirúrgicas. No estoque de roupas confeccionadas pelas voluntárias para doações, encontram-se camisetas, calças, bermudas, casacos, moletons, meias e sapatos de lã, calçados, fraldas, lençóis, mantos, cobertores e acolchoados. Também motivado pelos valores de participação e solidariedade, doando tempo, trabalho e talento, de maneira espontânea e não remunerada, para causas de interesse social e comunitário, foi criado o grupo de voluntários masculino do Hospital. O grupo é responsável por prestar apoio às ações a administração do HCI e reunir pessoal para trabalhar em prol dos outros. Os Voluntários ainda realizam visitações a enfermos e estão auxiliando, de forma contínua na ajuda de recolhimento do material de doação para a campanha de construção do Centro de Tratamento do Câncer. "Para os voluntários, o trabalho realizado por eles é gratificante e motivador, pois esse é um trabalho social junto à comunidade, visando o bem comum", enfatiza Nelci.

falando que essa parte ambiental também é importante pois embeleza o parque e atrai os olhares dos visitantes, proporcionando um espaço tranquilo para a integração", comenta. Sobre as ações projetadas para a próxima feira, o coordenador ressalta que ficam em torno de melhorias na praça das nações e também na entrada do parque. "Queremos plantar mais flores da época e também árvores de forma antecipada, para que, quando chegue a época da feira, as árvores possam fazer sombra e diminuir o calor, que

Nelci Secatto

algumas vezes acaba sendo um problema", acrescenta. Em relação aos problemas de lixo, que são recorrentes próximo ao parque, o coordenador afirma que são realizadas ações para resolver e dar o destino correto ao lixo que fica ao redor do parque. "É uma imagem ruim durante a Expo-Ijuí esse lixo que está pelos arredores, mas estamos resolvendo de forma temporária, porém até a próxima feira queremos ter uma medida definitiva para o lixo", finaliza.

CRE realiza encontro de Formação Continuada Na última quinta-feira, no auditório da 36ª Coordenadoria Regional de Educação, foi realizado o 7º Encontro de formação continuada para educadoras da modalidade de Educação Especial, que atuam nas Salas de Recursos - AEE: Atendimento Educacional Especializado. No turno da manhã, o trabalho foi mediado pelas assessoras da Educação Especial, professoras Nadir Lucia Schuster Colling e Rúbia Fabiana Herrmann Dallabrida, com o estudo reflexivo de uma coletânea de textos de renomados autores, da obra intitulada Educação e Inclusão: doze olhares sobre a educação inclusiva, de organização de David Rodrigues, professor, pesquisador nas áreas da Educação Inclusiva, Educação Especial e Psicomotricidade. Na parte da tarde, o encontro contou com a fala da professora Joíse Bertazzo, educadora especial, mestra em Educação e professora do Instituto Federal Farroupilha campus Panambi, num diálogo participativo mediando conceitos referentes à temática do Autismo, destacando o quão determinante é o trabalho do professor para o desenvolvimento das pessoas com

cmyk

Na ocasião aconteceu uma dinâmica de sensibilização alusiva ao Dia do Professor

Transtorno do Espectro Autista no contexto escolar, suas dificuldades, necessidades e potencialidades. Na oportunidade, também foi vivenciada uma dinâmica de sensibilização e comemoração alusiva ao dia do professor,

Promotor de Justiça

A cuidadora

Ações ambientais terão espaço na Expo-Ijuí 2017 Um dos destaques da Expo-Ijuí/Fenadi 2016 foi na questão ambiental, pois o Parque de Exposições Wanderley Burmann, onde acontece a feira esteve contemplado com mais flores e árvores, grande parte na Praça das Nações, atração que foi inaugurada neste ano. Segundo o coordenador do parque e ativista ambiental, Delmar Amorim, as ações que foram realizadas neste ano agradaram ao público que esteve presente na feira. "As pessoas elogiaram bastante o nosso trabalho,

Nilton Kasctin dos Santos

com a distribuição de um mimo simbólico, para cada professora, um DVD, contendo uma coletânea de sugestões pedagógicas de textos, vídeos e atividades, organizado pelas assessoras responsáveis pela Educação Especial na 36ª CRE, Nadir e Rúbia.

A assistente social atua na função há treze anos. Está acostumada a visitar lares destruídos pelo alcoolismo, separações mal resolvidas e intrigas parentais, cujas vítimas são sempre os mais fracos: crianças, idosos e mulheres vulneráveis. Mas a situação na casa de Arlindo a surpreende. - É deprimente, doutor, dá vontade de chorar – explica a profissional, acrescentando que procurou realizar um trabalho estritamente técnico, mas que nessa ocasião não lhe foi possível segurar a emoção. Emoção de mãe, de filha, tia e irmã, tudo ao mesmo tempo. Arlindo é um ancião de oitenta anos. Abandonado pela família, divide seu drama apenas com a cuidadora, única pessoa com quem também compartilha a casinha humilde. Há três anos luta contra um câncer de pulmão. Está visivelmente debilitado. Magro e muito pálido. Quando volta da quimioterapia, não consegue caminhar. Passa três ou quatro dias na cama. Quase sem dormir. Remoendo o inferno. As dores lancinantes o fazem contorcer-se e gemer baixinho. Deveria gritar, mas tem consciência de que não pode assustar sua cuidadora, que precisa ainda tê-lo como um homem forte, um herói. Pergunto de parentes que possam responsabilizar-se pelos cuidados do idoso enfermo. E a resposta da assistente social é mesmo de causar revolta: - Ele tem sete filhos. Todos estudados, bem de vida, mas ficaram magoados desde que o pai decidiu divorciar-se. E o isolaram completamente depois que casou de novo. Alegam que com a separação o seu Arlindo botou fora a metade do patrimônio. Duas fazendas. Com a doença da segunda mulher, foi o prédio da cidade, único bem que ainda restava. Alguns deles não conhecem e nem querem conhecer a meia irmãzinha Letícia, hoje com dez anos de idade, nascida do segundo casamento de Arlindo. Ao enterro da segunda esposa, que morreu de complicações do parto de Letícia, só a filha mais velha compareceu, isso por insistência do marido, que é vereador. Na Promotoria, do ponto de vista jurídico, a situação de Arlindo pode ser resolvida com relativa facilidade. Reúnem-se alguns documentos, requisitam-se diligências de costume, e, dentro de poucos dias, já estão em andamento um inquérito policial e um processo contra os filhos que abandonaram o pai doente. No campo criminal, o promotor busca a punição dos filhos ingratos; com o processo cível o que se pretende é uma decisão do juiz obrigando os filhos a cuidarem pessoalmente do pai, com a alternativa de custearem as despesas relativas à contratação de um cuidador habilitado. Essas providências eu tomei, valendo-me do poder-dever que me conferem a constituição e as leis. Mas o que gostaria mesmo de fazer, isso não me foi possível. E talvez não o seria também para qualquer outra pessoa. Gostaria de restabelecer a união na família de Arlindo. De arrancar o egoísmo do coração de seus filhos, pois esse mal é a verdadeira causa do ódio que sentem pelo pai. Enfim, queria ser capaz de convencer os filhos de que o perdão faria bem para todos. Gostaria de fazê-los sentir-se no lugar do pai, que depois de dedicar a vida para criar sete filhos, como paga recebe desprezo e ódio. Queria ainda fazê-los entender o sentido implacável e infalível da lei da semeadura. Por causa dela, logo, logo esses filhos viverão histórias semelhantes à de Arlindo. Todos. Mas o que eu mais queria era devolver os anos de infância roubados da pequena Letícia. Não posso aceitar que uma menina órfã de dez anos de idade tenha, desde os sete, realizado sozinha a penosa tarefa de cuidadora do pai idoso e doente.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

BOZANO

Prefeito diz que irá manter investimentos

Preocupados com a situação financeira dos pequenos municípios, os prefeitos eleitos neste ano têm um grande desafio a partir de 2017: manter os investimentos e, ao mesmo tempo, evitar despesas. Para a gestão de 2017-2020, os prefeitos têm debatido situações sobre enfrentamento dessas dificuldades, bem como a organização da nova administração. O prefeito eleito de Bozano, Ernesto Nicoletti, defende que ainda não há definição do quadro de secretários para a nova gestão, “estamos conversando, mas ainda não definimos”. Porém ele adianta que não devem ocorrer grandes mudanças. “Vamos manter grande parte da atual formação, poderemos mudar algumas áreas, mas a princípio, não teremos grandes mudanças”, destaca o novo gestor. A menos de dois meses para assumir a administração municipal, o novo prefeito avalia que se percebe que a tendência

é de piorar. “Vemos que a cada ano fica mais difícil e a cada ano temos que ir nos adaptando, buscar recursos federais e estaduais pra seguirmos”. Na semana passada, o prefeito eleito participou de um encontro em Brasília onde os novos prefeitos receberam orientações para enfrentar o mandato a partir do próximo ano. “Tivemos encontros com deputados, onde buscamos o apoio para a implementação do Conselho Tutelar e ainda buscamos recursos para calçamento”, afirma, acrescentando que já tem buscado recursos para dar andamento no trabalho do Município. Na mesma forma como ocorre em muitos municípios, onde tem sido feito cortes para despesas desnecessárias, em Bozano, a situação é semelhante. “Estamos trabalhando com a máquina pública bem enxuta, temos que pensar: aumentar não vamos, de repente cortar uns. Mas já estamos com os gastos bem restritos

Ernesto Nicoletti

então, não temos mais o que fazer”, completa. Essencialmente agrícola, em Bozano, o novo prefeito defende que os investimentos no setor devem seguir o mesmo da atual gestão.

Servidores recebem em nove parcelas Pelo nono mês consecutivo, os salários dos servidores do Executivo serão pagos em parcelas. A folha de pagamento já rodou, dividida em nove faixas. A primeira é de R$ 450. Esse é o menor valor liberado pelo Piratini aos trabalhadores no dia do pagamento desde que os parcelamentos foram adotados, há nove meses. A cifra representa a quitação de 1,64% dos cerca de 343 mil vínculos do Estado. Ao todo, serão disponibilizados R$ 156,7 milhões. Ainda faltam R$ 841,9 milhões. Novas parcelas poderão ser depositadas nos dias posteriores, mas dependerão da entrada de recursos nos cofres gaúchos.

A quitação completa dos salários está prevista para o dia 16 de novembro. De acordo com o Estado, o avanço da quitação dos salários do último mês, que ocorreu apenas no dia 14 de outubro, depósitos para custeio e a liquidação de sentença da ordem de 52 milhões de reais dos depósitos judiciais fizeram com que o dinheiro em caixa fosse menor. Em nota em que as informações foram repassadas, o Executivo lista as medidas realizadas para combater a situação, como o corte de despesas e de horas extras, além de citar a nova Previdência Complementar e a Lei de Responsabilidade Fiscal Gaúcha.

A situação neste mês está mais difícil do que em setembro porque o governo terminou de pagar os salários no dia 14 de outubro, mas empurrou para a semana seguinte as contribuições sindicais descontadas dos servidores e o crédito consignado devido aos bancos. Também retardou os depósitos para saúde e outras despesas de custeio que só estão sendo pagas nesta semana, como a merenda escolar. As dificuldades se ampliaram com a liquidação de uma sentença que retirou R$ 50 milhões dos depósitos judiciais, reduzindo a margem que o governo pode sacar a título de empréstimo.

11

Contenção de despesas será prioridade Retornando às atividades de Policial Civil, o prefeito eleito de Coronel Barros, Edison Arnt, conversou com a reportagem do Grupo JM e abordou temas como segurança e finanças. Ainda elaborando a administração que assumirá no dia 1º de janeiro, Arnt, com a experiência de 20 anos de serviço público, defende que Coronel Barros deve receber mais investimentos em segurança. “Sabemos que Coronel Barros, a exemplo de outros da região, é pequeno. Sabemos também que algumas propriedades rurais tiveram alguns problemas, mas na cidade não temos grandes problemas. Talvez com o tempo devemos trabalhar com drogas”. Focando na segurança do Município, Edison destaca que durante a sua gestão, o trabalho deve ser efetivo. “Na verdade, a Lei 10.098 ampara os servidores estaduais. Com isso posso optar entre receber o salário de prefeito ou continuar recebendo do Estado, como os dois se igualam, preferi optar pela da minha profissão”, diz ele, acrescentan-

Edison Arnt

do que compreende as dificuldades que o Município passa. Ainda, segundo ele, na próxima semana os gestores eleitos irão participar de um encontro onde devem conhecer a realidade da União, repasses de impostos e busca de recursos aos Municípios. “2017 será um ano que ainda terá muitas dificuldades, então precisamos ser cautelosos”, completa.

Escola de Coronel Barros faz ações diferenciadas Para comemorar o mês da criança, a Escola Municipal de Educação Infantil Primeiros Passos, de Coronel barros, realizou diversas atividades com os alunos, como passeio na praça verde, oficina culinária, com a produção de cupcake, cinema na Escola com pipoca, estações de meleca, cabelo maluco, pintura de rosto, visita do palhaço, experimentação de sucos sacolés, piquenique, festa à fantasia, dia da bicicleta e da motoca, desenvolvido no espaço do ginásio. Durante a semana da alimentação, os alunos participaram de atividades com ênfase à alimentação saudável. Esta semana, as crianças vivenciaram práticas, começando com a história da Chapeuzinho e o lobo bom, onde se destacou uma cesta com frutas. Na oportunidade, as

crianças comeram as frutas, assistiram a vídeos de alimentação saudável, apresentação da música da sopa do neném, exploração livre de vegetais e legumes, bolo de banana, obra de arte com vegetais, história contada sanduiche da Maricota, montagem de sanduiches naturais, oficina culinária, torta de legumes, meleca comestível, pintura nas lajotas da escola, jogo experimentando sabores, salada de frutas, oficina culinária e dia da sopa. As atividades, realizadas com as turmas do berçário, maternal 1A maternal 1B e maternal 2, teve como finalidade proporcionar um momento onde as crianças pudessem brincar e, ao mesmo tempo, aprender, soltar a imaginação, além de interagir com outras crianças em atividades experimentais.

Ajuricaba inicia monitoramento do PME Durante esta semana, o Comitê Técnico de Monitoramento e Avaliação do Plano Municipal de Educação e Câmara de Vereadores, realizou um encontro de avaliação e monitoramento do Plano Municipal de Educação (PME) decênio 2015-2024. Na oportunidade foi lido o Caderno de Orientações para

Monitoramento e Avaliação dos Planos Municipais de Educação enviado pelo Ministério da Educação (MEC). O próximo passo é fazer o levantamento das metas e estratégias confrontando-as com os indicadores do município para verificar se a meta e as estratégias estão sendo atingidas, estagnadas ou precisam ser re-

estruturadas. O Caderno de Orientações também chama a atenção para que seja previsto no Plano Plurianual (PPA) do Município a ser elaborado em 2017, recursos para a viabilização do PME. Próxima reunião já está agendada para o dia 1º de novembro, às 8he30 na Secretaria Municipal de Educação.

Durante as atividades, as crianças aprenderam a fazer cupcakes

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

12

TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO

Celular passa a ser ferramenta de ensino Ele já foi um dos grandes vilões da sala de aula. Proibido na maioria das escolas, o celular era apontado como um dos principais motivos de desatenção dos alunos. No entanto, hoje a ferramenta tem passado a ser mais uma na busca pelo conhecimento. A coordenadora da área das tecnologias da Secretaria Municipal de Educação (Smed), Magali Bigolin Pizzutti, alerta que é importante estar atento ao uso dessa tecnologia. “É preciso saber se desligar em certos momentos e saber que a vida não se resume ao celular. É importante perceber que o celular oferece a possibilidade de estar online com amigos, familiares e informações do mundo, mas os alunos precisam ter um momento em que se concentram e conhecem outras possibilidades, como ter o prazer da leitura de um bom livro”, afirma. Nas escolas da rede municipal de ensino, as escolas estão inseridas no projeto To ligado, proposta que incentiva o uso das tecnologias na educação. Segundo a coordenadora, alguns aspectos foram

avaliados quando se iniciou o uso das tecnologias nas salas de aula, como: adquirir os equipamentos e disponibilizar uma rede de internet. “Aí veio o investimento na formação dos professores, porque fazer o uso pedagógico das tecnologias é o grande desafio”. Atualmente, o uso de ferramentas tecnológicas, como um celular, fazem parte do cotidiano da maioria das pessoas, porém, foi preciso pensar uma forma de inserir essa ferramenta na educação. “Ainda estamos dando os primeiros passos com o uso de tablets na escola, mas não tem como negar que não podemos voltar atrás, temos que explorar essas tecnologias da melhor forma possível, porque hoje os alunos têm celulares”, avalia. Para a profissional, a tecnologia precisa estar sustentada por uma metodologia pedagógica, onde é necessário conhecer a compreensão que cada professor tem sobre ensino e, em muitos casos, “romper barreira”, afirma. Como ocorre quando o processo vem do lado oposto, quando o estudante consegue contribuir com o

professor por meio de uma pesquisa feita em um meio eletrônico ou, ainda, auxiliar o professor com a ferramenta. “Este é um grande desafio para os professores, quando ele não vai mais ser o centro e que o aluno vai poder trazer informação, trazer conhecimento e o professor saber aproveitar isso”, diz ela. Um guia lançado pela Unesco, indica 13 bons motivos para usar as tecnologias móveis em sala de aula e outras dez recomendações para os governos. Entre os bons motivos, o documento aponta a melhora na educação em áreas de conflito ou que sofreram desastres naturais; otimização do tempo em sala de aula; aprender em qualquer local e hora, além de dar suporte à educação e melhorar a aprendizagem contínua. Das atribuições do governo, cabe expandir e melhorar a rede de conexão, acesso igualitário, criar e atualizar políticas ligadas ao aprendizado móvel, promover o uso seguro, responsável e saudável e, ainda, treinar professores no uso das tecnologias e otimizar o conteúdo educacional.

A tecnologia e as crianças

Pais devem estar atentos aos impactos da tecnologia no desenvolvimento infantil

Smarthphones e tablets, laboratórios de informática e lousas digitais são meios eletrônicos cada vez mais presentes nas escolas privadas e públicas. No entanto, o uso inadvertido de tecnologias pode trazer algum tipo de impacto para o desenvolvimento infantil? Para a psicóloga e especialista em Gestão de Pessoas e em Terapia Cognitivo-Comportamental, Sônia Arriens Cassel, os pais devem estar atentos, e saber o momento que devem começar a interferir. “Sem dúvida, o uso exacerbado de aparelhos eletrônicos interfere no relacionamento entre pais e filhos. Os adultos estão negligenciando o convívio familiar em detrimento do mundo digital. Inclusive esse fenômeno já está sendo chamado de "violência virtual" e considerado por profissionais da área do comportamento um "abuso infantil". Com isso

cmyk

os pais estão deixando de lado o tempo precioso de convívio face a face com seus filhos. E o afeto, o amor em família, ingredientes fundamentais nas relações, só é possível na convivência diária”, explica. Sônia cita a escritora Lya Luft, dizendo que é necessário "abrir um espaço de ternura no cotidiano apressado e difícil". “Trocar o celular por um passeio no parque, por uma leitura de histórias infantis na beira da cama, rolar no chão com seus filhos, jogar bola, escutar música, brincar ao ar livre, fazer um prato delicioso ou preparar um lanche, enfim, criar tempo para estar com seus filhos e usar toda criatividade nesses momentos, escutar seus filhos, saber o que eles gostam, quem são seus amigos, como vai sua vida escolar, ou seja, estar de fato inteiros, presentes e face

a face com eles”, exemplifica a psicóloga. Segundo ela, preparar alguém para a vida se faz convivendo. “Se essa convivência for substituída por aparelhos digitais, estaremos formando crianças e adolescentes inseguros, com problemas de timidez, introversão, fantasia acentuada, dispersividade de atenção, baixa tolerância à frustração, baixa autoestima, ansiedade social, impulsividade, com dificuldades de desenvolver relacionamentos cara a cara ou até mesmo relações interpessoais empobrecidas, entre outros transtornos já comprovados por pesquisas científicas. Além do total esvaziamento do convívio familiar, que poderá ser devastador para o desenvolvimento saudável das nossas crianças e adolescentes.De fato, não há nada que substitui essa convivência”, conclui.

Magali Bigolin Pizzutti

Como o celular auxilia na educação Cada vez mais conectadas aos smartphones, crianças entre 6 e 12 anos costumam pedir eletrônicos aos pais como presente no Dia das Crianças. Uma pesquisa divulgada em julho deste ano pelo Comitê Gestor da Internet indica que o celular superou os computadores e é o aparelho mais usado por crianças para acessar internet. Os dados foram coletados a partir de 2,1 mil entrevistas com jovens entre 9 e 17 anos, feitas em 2014. Para saber um pouco mais sobre o uso do celular na educação, o Grupo JM conversou com a mãe e estudante de Administração Ana Isa Gutteres e a filha e estudante do Colégio Ceap, Lucille Gutteres, pois ambas fazem uso do celular para estudos e também para adquirir informações. Em relação ao uso, Ana acrescenta que acha importante. "Eu acredito que os aparelhos digitais só trazem benefícios, por proporcionar um acesso à informação em tempo real, pois hoje é fácil e cômodo poder acessar qualquer conteúdo", comenta. Sobre o uso do celular na educação, Ana comenta que utilizando corretamente o celular, ele auxilia de forma positiva. "É importante lembrar que as gerações mais novas como a da minha filha está crescendo com o acesso da tecnologia e isso faz parte do cotidiano deles, pois estão sempre conectados absorvendo informações", acrescenta. Ana conta que mesmo tendo

Lucille Gutteres

contato sobre o que sua filha acessa, ela está sempre alerta. "Eu acho sempre importante monitorar e orientar, permito o uso mas sempre estou explicando que é importante a utilização com responsabilidade", diz. Para Lucille, o celular é algo indispensável, pois de acordo com ela, é o que lhe possibilita falar com suas amigas e também fazer pesquisas. "Eu uso o celular tanto para o lazer com as redes sociais como também para pesquisas. Acho que a internet disponibiliza para a gente um universo com muitas possibilidades e no uso escolar até somos incentivados a fazer pesquisas e conhecer o que a internet e o uso do celular pode nos oferecer de bom e que acrescente ", finaliza.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

CADEIA DO LEITE

Sindilat pede alteração de norma sobre importações

Reunião em Brasília fez anúncio oficial da medida que limita importações de leite em pó do Uruguai

O Diário Oficial da União da última sexta-feira, publicou a Instrução Normativa (IN) nº 40, que proíbe a reconstituição do leite em pó importado pelas indústrias localizadas na área de abrangência da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) afetada pela seca. Segundo o texto, apenas o leite em pó nacional pode ser usado para produzir leite UHT e pasteurizado. O produto vinha sendo importado há meses, basicamente para abastecer o Nordeste, que a partir da publicação terá de utilizar somente matéria-prima nacional. A medida foi anunciada pelo secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, após reunião coordenada por Contag e

Fetag-RS, em Brasília. O governo também estuda a compra de leite em pó através da Conab. A IN 40 é vista como uma vitória do setor lácteo gaúcho, uma vez que foi uma demanda feita pelo Sindilat, apoiada pelo Conseleite e Aliança Láctea Sul Brasileira. "Em 2016, entraram no País 124 mil toneladas de leite em pó estrangeiro. Deste total, 62% advêm do Uruguai e chega ao Brasil com um preço muito mais baixo que o nosso, o que acaba criando um desconforto comercial que prejudica o setor como um todo, porque desestabiliza os demais mercados de produtos lácteos. Então é por isso que a medida beneficia o leite gaúcho e também o mercado nacional", avalia o presidente do Sindicato das Indústrias Lácteas

do Estado (Sindilat-RS), Alexandre Guerra. Apesar de avaliar a medida como essencial, Guerra também afirma que o texto da Instrução Normativa gerou algumas dúvidas. Apesar da movimentação, que sinaliza que o governo federal está sensível aos pleitos do segmento, o Sindilat esperava que a alteração tivesse uma redação mais expressamente restritiva. Segundo o Sindilat, a alteração ainda não protege os produtores nacionais de leite e é preciso que fique expresso claramente que a matéria-prima mencionada no caput tem de ser originada de leite cru produzido em território nacional, ficando proibida a utilização de leite em pó importado. O sindicato encaminhou ao Mapa a alteração do texto da IN.

13

Chuvas atrasam milho e beneficiam forrageiras O registro de chuvas intensas ao longo desta semana foi positivo para as pastagens, especialmente em locais com larga criação de gado leiteiro, como é o caso da região Noroeste. Com clima favorável, os produtores aproveitaram a boa umidade do solo para implantar as anuais de verão, como sorgo e aveia, que estão na fase de emergência. Nas localidades afetadas pelo granizo, como foi o caso de cidades próximas como Jóia e Augusto Pestana, ocorreu o acamamento de áreas de aveia e azevém destinadas à colheita de sementes. Estão sendo semeadas áreas de milho silagem e está sendo realizada a adubação de cobertura (nitrogênio). Com a melhora das condições de produção dos campos nativos e pastagens e consequentemente de leite, a preocupação é com a possível inundação de áreas mais baixas e com a grande incidência de raios, que sempre aumenta o risco de perdas de animais no campo. Em algumas regiões, os produtores que utilizaram as pastagens cultivadas de inverno, como azevém, trevos

e cornichão, conseguiram manter o estado corporal dos animais e evitar queda na produção. Alguns produtores que estão utilizando o sistema de piqueteamento nas pastagens têm conseguido um melhor aproveitamento das forrageiras. No milho, aumenta a constatação de redução no tamanho de plantas e desenvolvimento desuniforme das lavouras. Houve atraso na aplicação de nitrogênio em cobertura e possíveis perdas desse nutriente pelo excesso de chuvas ocorrido nos últimos dias. Na região das Missões, a implantação das lavouras está concluída, com a maioria das áreas em desenvolvimento vegetativo e iniciando o pendoamento. Já no Estado, o plantio atinge 70% do total previsto para este ano. A partir de agora, o ritmo da semeadura do milho deverá ser mais lento, devendo ser finalizado até fins de dezembro, pois os produtores começam a dar preferência à soja, cujo plantio pouco evoluiu, devido às chuvas que ocorreram a partir do fim de semana. Com isso estima-se que o percentual não ultrapasse 1%.

Preço do leite cai abaixo de R$ 1 O preço de referência do leite divulgado nesta semana pelo Conseleite indica nova queda no mercado gaúcho. O valor projetado para o mês de outubro é de R$ 0,9539, redução de 4,58% em relação ao consolidado de setembro, que fechou em R$ 0,9997. A redução foi puxada pela queda do valor do leite pasteurizado (-11,70%) e do leite UHT (-6.68%). Apesar da diminuição de preço de referência nos últimos meses, o leite ainda está acima da valorização de anos anteriores. O leite UHT, por exemplo, nos últimos 12 meses, acumula alta de 26%, o que se justifica pelos picos históricos do produto apurados na entressafra. “Também é preciso considerar que, na ponta, as indústrias pagam mais do que isso por litro, uma vez que há remuneração adicional por qualidade e quantidade”, explicou o vice-presidente do Conseleite. O professor da UPF Eduardo Belisário Finamore pondera que os dados do Rio Grande do Sul estão inseridos em um contexto nacional, regidos pelo livre mercado e acompanham a realidade de outros

Chuvas em excesso têm prejudicado o desenvolvimento do milho na região

Início de colheita do trigo pode ser prejudicado

Dados foram apresentados em reunião realizada pela Conseleite

Estados. A redução do UHT em outubro, pontua ele, foi menor do que vinha sendo verificada nos meses anteriores. “Nossa expectativa é que o leite UHT agora tenda a se estabilizar”, sugere. O vice-presidente do Conseleite pontuou a interferência do mercado internacional no contexto nacional e salientou que o leite em pó importado foi o “grande vilão”. “Tivemos uma alta expressiva

no primeiro semestre e, agora, estamos enfrentando uma queda considerável. A indústria não quer baixar o preço e não baixamos o preço porque queremos. É porque o mercado se autorregula pela lei da oferta e da procura”, argumentou. Ele lembrou, ainda, que o aumento substancial do produto foi decorrência da falta de leite no mercado brasileiro, com picos em junho e julho, e, agora, a queda é inevitável.

As fortes chuvas têm influência direta em outra cultura relevante para o Estado: o trigo. A colheita do cereal está em fase inicial, onde as principais regiões produtoras têm 8% das lavouras já colhidas. A cultura apresenta produtividades superiores a 3 toneladas por hectare, mas muitos produtores estão preocupados com as recentes chuvas, muitas vezes intensas, que podem comprometer a qualidade do grão. De acordo com a Emater/RSAscar, em alguns municípios das Missões, como Santa Rosa, Santo Cristo, Tuparendi, Três de Maio e Doutor Maurício Cardoso, já ocorreram comunicações para a obtenção do Proagro (seguro). Dada à continuidade das chuvas,

é bem provável que em outros municípios ocorra o mesmo. Por enquanto, 70% do trigo estão na fase de enchimento de grãos e 15%, em maturação. Na região de Ijuí, praticamente 15% já foram colhidos, com boa produtividade. "Nós temos produtividades que variam entre 45 e 60 sacas por hectare. Na nossa região, o trigo que já estava em fase final de maturação não foi tão prejudicado, e deve manter a qualidade projetada antes do período chuvoso. O problema é que, se as precipitações persistirem, é possível que tenhamos perdas maiores, já que não há espaço para a recuperação da planta", avalia assistente técnico da Emater Regional de Ijuí, Gilberto Bortollini.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

NOVO GOVERNO

Na região, Terra defende programas sociais O Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, cumpre agenda na região nesta semana para uma série de eventos. O primeiro deles foi a inauguração do serviço de mamografia do Hospital Santo Ângelo. Ontem, o ministro concedeu entrevista ao Grupo JM e falou sobre os temas que pautam sua ação no ministério. O primeiro tema abordado foi a rede de proteção social do governo, e os programas de transferência de renda mantidos sob a tutela da pasta. "O que estamos fazendo, na verdade, é ampliar a rede de proteção social. Isso está sendo feito através de inúmeros programas, entre eles o Bolsa Família, o benefício de prestação continuada, além do repasse de recursos a diversas instituições filantrópicas", afirma. Osmar Terra ainda cita como um ponto positivo de sua gestão o reajuste dos valores pagos pelo Bolsa Família às famílias de baixa renda. "No último mês

tivemos um reajuste de 12,5%. É um programa importante que ajuda 14 milhões de famílias e que estava sem reajuste há dois anos, mesmo diante de toda a inflação que corroeu o dinheiro dos brasileiros nesse período. Então as famílias já estavam com dificuldade até de comprar comida. Então é preciso destacar o reajuste porque o presidente Temer autorizou os valores mesmo diante dessa grande crise que vivemos", avalia Osmar Terra. No início deste mês, o governo lançou o programa Criança Feliz. Com orçamento inicial de R$ 300 milhões, a iniciativa como foco o desenvolvimento integral da criança, o que, segundo Osmar Terra, pode render frutos a longo prazo. "Vamos cuidar das crianças pequenas, de 0 a 3 anos, cujas famílias participam do Bolsa Família. Essa é uma maneira de reduzir a pobreza a longo prazo, pois a criança bem cuidada vai ter uma escolaridade maior que a do seus pais, uma renda maior

Reajuste da PF prestigia Lava Jato, diz senadora Nome importante na base do presidente Michel Temer, a senadora Ana Amélia Lemos (PPRS) defendeu, nesta semana, o projeto que concede reajuste de salários de até 47% à Polícia Federal (PF). A matéria foi aprovada nesta semana em comissão da Câmara e já está tramitando no Senado. O período de discussão coincide com o da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que estipula um teto de gastos públicos por 20 anos. Questionada por jornalistas, a senadora admitiu que possa parecer incoerência restringir os investimentos do governo e, ao mesmo tempo, conceder aumento de salários. No entanto, defendeu que aumentar os vencimentos dos policiais é uma forma de demonstrar apoio à Operação Lava Jato. A sociedade pode entender que, ao não dar (reajuste) para a Polícia Federal, nós estejamos atrapalhando o trabalho da PF. As redes sociais e formadores de opinião podem interpretar desta forma, que nós estamos fazendo de tudo aqui para atrapalhar a Lava Jato”, argumentou a senadora. Para ela, o Legislativo

cmyk

precisa demonstrar que quer o fortalecimento da estrutura responsável pelas investigações de corrupção. Ana Amélia não concorda que a PEC do Teto representará menos recursos para Saúde e Educação. No entendimento dela, o discurso de parlamentares da oposição está errado, pois a proposta prevê condições diferenciadas para as duas áreas.

Ana Amélia

Osmar Terra

no futuro, e ajudará sua família a sair dessa situação de pobreza. Então essa é a prova que os programas estão, sim, sendo mantidos e, como no caso do Bolsa Família, até mesmo ampliados. Esse discurso de que o governo acabaria com a proteção social não tem sentido", disse.

Turra quer votar cassação até dezembro Depois de o deputado estadual Mário Jardel (PSD) não comparecer à sessão da subcomissão que pretendia ouvi-lo, como parte do processo de cassação, a Assembleia divulgou ontem edital de convocação do parlamentar por meio de jornais de grande circulação. O Parlamento também tentou notificar pessoalmente, indo 18 vezes à casa do deputado, sem conseguir encontrá-lo. Ontem, em entrevista ao Grupo JM, o relator do processo de cassação de Jardel, Sérgio Turra (PP) afirmou que, a partir da notificação, há esperança de que o deputado seja julgado em plenário ainda em 2016. "Eu tenho a esperança de que consigamos resolver essa situação até o fim do ano. Não é uma tarefa simples em função dos prazos, mas após a reunião da subcomissão no dia 16 nós vamos apresentar o relatório, que depois vai à CCJ e, por fim, a plenário. Dentro disso acredito que é possível analisar até dezembro. Seria lamentável passarmos o ano com esse processo não resolvido", declarou. Como a cassação de Jardel foi embargada pela Justiça, a Assembleia teve de recomeçar todo o processo.

Servidor em greve pode ter ponto cortado O Supremo Tribunal Federal mandou cortar o ponto do servidor público desde o primeiro dia de greve. Essa decisão significa que o Estado só pode pagar pelo serviço prestado. A regra deve ser aplicada pelos juízes de todo o país, mas tem uma exceção. Não vai poder ter desconto nos casos em que a paralisação for motivada por quebra de acordo de trabalho, como o atraso no pagamento de salários. Por seis votos a quatro, o Supremo decidiu que os servidores públicos que entrarem em greve podem ter o salário imediatamente cortado, como já acontece na iniciativa privada. O ministro Ricardo Lewandowski, que votou contra o corte do ponto, argumentou que só concordaria com a suspensão do pagamento depois que a Justiça considerasse a greve ilegal. Os ministros Edson Fachin, Rosa Weber e Marco Aurélio Mello também foram contra o corte do ponto. O ministro Gilmar Mendes, que votou a favor do corte, lembrou dos prejuízos que greves longas causam à população. Também foram a favor do corte os ministros Dias Toffoli,

Ricardo Lewandowski

que foi o relator do caso, Teori Zavascki, Luiz Fux, Luís Roberto Barroso e a presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia. O ministro Celso de Mello não participou da sessão. O relator reforçou que essa decisão não fere o direito de greve. Os ministros deixaram aberta a possibilidade de acordo para que o salário seja pago quando as horas paradas forem compensadas.

14

ALEXANDRE GARCIA Jornalista

RENAN E O JUIZECO Há pouco mais de 200 anos, Frederico II, o Grande, o mais importante chefe de estado da história da Alemanha, queria expandir seu palácio de Sans-Souci, perto de Berlim, e decidiu comprar terras do vizinho, um moleiro. O moleiro recusou-se a vender e Frederico II argumentou ser o todo-poderoso Rei da Prússia, mas ouviu do moleiro: “É, mas ainda temos juízes em Berlim.” O mais poderoso governante alemão baixou a cabeça e foi expandir seu palácio para outro lado. Renan Calheiros não demonstrou o mesmo respeito aos juízes ao chamar de “juizeco” o titular da 10ª Vara Federal do DF, que autorizou a busca, apreensão e prisões na Polícia do Senado. Recebeu da chefe do Judiciário, a presidente do Supremo, Ministra Cármen Lúcia uma resposta imediata: “Todas as vezes em que um juiz é agredido, eu e cada um dos juízes é agredido. Onde um juiz for destratado, eu também sou.” Renan havia anunciado que recorreria ao Supremo contra a operação Métis e agora já tem um sinal de como seu recurso será recebido.” Por que o presidente do Senado surtou? A PF apreendeu dez maletas de monitoração telefônica que, eventualmente podem fazer varreduras. São 10 maletas só para o Senado. A Polícia Federal tem 10 iguais para todo País. Essas maletas são capazes de acompanhar qualquer ligação telefônica por celular a centenas de metros de distância. A maleta que foi para Curitiba, alegadamente para fazer varredura num imóvel que não é do Senado, mas da Senadora Gleisi Hoffmann, se passar por perto da 13ª Vara Federal, onde trabalha o Juiz Sérgio Moro, um “juizeco de primeira instância”, e por acaso estiver ligada e com a frequência sintonizada e o juiz estiver ao telefone pode, por acaso, ouvir o que Moro estiver falando. Por acaso. Enfim, tudo o que foi realizado pelas maletas do Senado, ainda que tenha sido deletado, poderá ser recuperado pelo aplicativo da Polícia Federal. Será que é isso que tira Renan dos eixos? Porque, afinal, ao defender a sua polícia, ele assumiu que ela está sob suas ordens. O artigo 266 do Regulamento Administrativo do Senado estabelece que a área de atuação da Polícia é “no âmbito do Senado Federal”. Residência de parente do senador Lobão em São Luís, Casa da Dinda, residência da senadora Gleisi em Curitiba e escritório do ex-senador Sarney em Brasília, definitivamente não estão no âmbito do Senado. É bom lembrar que tudo isso partiu de uma denúncia feita por um preocupado agente da Polícia do Senado, que vinha tendo a impressão de que o serviço agia como guarda pretoriana, para proteger senadores que estão sendo investigados pela Lava-Jato. E isso significa obstrução da Justiça, que é crime.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

15

AMIGOS NOVAMENTE

Encontro pacifica relação entre poderes Os presidentes da República, Michel Temer, do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, iniciaram no Palácio do Itamaraty, na manhã de ontem, uma reunião para discutir a segurança pública no País. Eles não chegaram pela entrada principal do palácio, sede do Ministério das Relações Exteriores, mas por uma entrada lateral. Sem falar com a imprensa, o grupo atravessou o salão e foi para uma sala reservada. A reunião é o primeiro encontro entre Cármen Lúcia e Renan Calheiros depois das críticas públicas que os dois trocaram ao longo desta semana após uma operação, autorizada pela Justiça Federal do DF, que prendeu integrantes da polícia do Senado. O encontro entre os chefes de poder ajudou a amenizar o malestar criado entre Renan e Cármen Lúcia, após o presidente do Senado

ter criticado a ação da Polícia Federal, a pedido do Judiciário, na residência de senadores. “Acho que um ambiente de harmonia já está decretado, digamos assim, não vi nada que pudesse agredir aquilo que a Constituição determina e que os poderes, os chefes dos Poderes, têm falado com muita frequência. Aliás, a ministra Cármen Lúcia com muita frequência invoca a ideia da harmonia e da independência dos poderes. As questões que vão surgindo, elas vão se resolvendo pouco a pouco pelos instrumentos institucionais. Como estão sendo resolvidos. Não há desarmonia nenhuma”, afirmou Temer. O encontro foi articulado por Cármen Lúcia em razão de episódios recentes na segurança pública do País, como as ameaças de gangues à realização das eleições no Maranhão, os crimes violentos no Rio Grande do Sul, e a saída de José Mariano Beltrame, da Secretaria da Segurança Pública

Carmem Lúcia, do STF, Michel Temer e Renan Calheiros, do Senado, se reuniram para debater Segurança Pública

do Rio de Janeiro. De acordo com Temer, embora a segurança pública seja um tema de competência dos Estados, será necessário que as autoridades dos Três Poderes juntem esforços para discuti-lo. Serão marcadas também reuniões entre governadores e secretários de segurança para dar

Crise levou a veto da desaposentação O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux afirmou nesta sexta-feira, que o rombo da Previdência e a crise econômica foram determinantes na decisão da Corte de vetar o recálculo da aposentadoria quando o aposentado volta ao mercado de trabalho, a chamada "desaposentação". "Hoje, o cenário jurídico gravita em torno do binômio direito e economia", comentou Fux, ao discursar em congresso sobre segurança jurídica no Insper. "Foram os influxos da economia que levaram o Supremo Tribunal Federal a vetar essa possibilidade diante do que hoje a economia exige do magistrado uma postura pragmático-consequencialista", acrescentou. Após atribuir ao INSS o maior rombo da economia, Fux destacou que a decisão do Supremo evitou um rombo nas contas públicas de

R$ 300 bilhões. "Hoje, estamos vivendo crise tão expressiva que nós, magistrados, temos que antever os resultados de nossas decisões", disse o jurista. De acordo com Fux, a lógica econômica também baliza decisões da Corte em casos de conflitos federativos, nos quais os Estados recorrem ao Supremo por falta de repasses da União. "Tudo isso é analisado sob o prisma e o âmbito econômico", disse Fux. A legalidade do benefício estava em julgamento na Corte há dois anos e sofreu sucessivos pedidos de vista até que se chegasse a um consenso sobre a votação. Mais de 180 mil processos estavam parados em todo o país aguardando a decisão do Supremo. Antes da decisão do Supremo, segurados ganharam ações individuais na Justiça para obter a revisão da aposentadoria. Para o Instituto Nacional do Seguro Social

Luiz Fux

(INSS), o segurado deve devolver todos os valores que foram pagos, em parcela única, para ter direito ao recálculo do benefício.

Senado pede ao STF anulação de provas Em manifestação encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta semana, a Advocacia do Senado Federal pediu que fossem anuladas todas as provas obtidas na Operação Métis, que resultou na prisão de quatro policiais legislativos acusados de tentar obstruir a Operação Lava Jato. A Advocacia do Senado também solicitou ao STF que os policiais sejam autorizados a retornar ao trabalho e que os equipamentos e documentos apreendidos sejam

devolvidos à Casa. A manifestação da Advocacia do Senado foi feita no âmbito de uma reclamação apresentada pelo policial legislativo Antônio Tavares dos Santos Neto, que foi preso na Operação Métis mas já foi solto. No pedido enviado ao STF, o Senado pede para atuar como assistente no processo, o que lhe permitiria fornecer assistência jurídica ao reclamante. Como forma de minimizar o desgaste provocado pelas de-

clarações contundentes do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), contra a operação, a Advocacia do Senado alega que o peemedebista "se valeu de expressões enfáticas como mero recurso estilístico para chamar a atenção para o histórico crescente de reiteradas violações à esfera do Poder Legislativo". Para a Advocacia do Senado, as declarações de Renan foram feitas num contexto de "forte abalo" e como um "desabafo à drástica medida adotada.

continuidade às discussões. "Desde já eu digo que não é exatamente uma tarefa da União Federal. A União Federal tem uma parcela da segurança pública relativa às competências da Polícia Federal. A segurança pública é questão dos Estados, mas é um tema, sem dúvida alguma, angus-

tiante para todo o povo brasileiro. Daí porque nós todos temos que colaborar", acrescentou Antes mesmo do encontro, um acordo entre os representantes dos três Poderes definiu que apenas um dos presidentes falaria à imprensa sobre a reunião - Michel Temer foi destacado para a missão.

"PEC sem Reforma da Previdência não adianta" Tratado como primeiro ministro pelo presidente da Federação da Agricultura (Farsul), Carlos Sperotto, e com empresários como Jorge Gerdau na plateia, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, descartou nesta sexta-feira, em Porto Alegre, crise institucional entre os poderes no País e ainda avisou. “Se não ocorrer a reforma (Previdência), aprovar a PEC do Teto dos Gastos não adianta nada”. A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241 está na reta final de tramitação no Congresso. Falta o Senado aprovar. "Sem reforma, em 2024, o orçamento só servirá para pagar a folha de salários, previdência, saúde e educação", pontuou o ministro chefe da Casa Civil. Padilha, que chegou no fim da manhã à sede da Farsul, reagiu à notícia sobre a possibilidade das delações da Odebrecht atingirem nomes como José Serra, ministro das Relações Exteriores, que “a pauta do governo não pode ser das delações”. O ministro chefe disse que citações são compreensíveis, pois se trata de pessoas públicas "que terão direito de se defender se forem citadas pela Justiça". Sobre o envio da proposta da Previdência ao Congresso Nacional, Padilha não chegou a confirmar prazo, mas fala-se que deve ser enviada após o segundo turno das eleições que será neste domingo, dia 30. A respeito da proposta, o ministro sugeriu que

Eliseu Padilha

falta consciência nacional de que todo mundo tem idade limite para aposentadoria. "A maioria acima ou igual a 65 anos", demarcou. Ele voltou a dizer que "não fazer a reforma será manter uma estrutura que não se sustentará a partir de 2024". Além disso, garantiu que não haverá perda de direitos. "Vamos garantir que direitos que se constituirão daqui para frente possam ser pagos". A respeito da reforma trabalhista, Padilha disse que não vão tocar programa de geração de emprego e renda. Sobre terceirização, disse que já tem dois projetos - um na Câmara e outro no Senado - na reta final, além de processo no STF sobre os limites de terceirização.

cmyk


Esporte

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

Estimulo à prática esportiva

16

Renato Marsiglia renato.marsiglia@tvglobo.com.br

Polivalente sagrou-se campeão do basquete juvenil masculino dos Jogos

Os Jogos da Primavera de Ijuí seguem mobilizando, incentivando e estimulando a prática esportiva educacional. Chegando na reta final já foram disputadas as seguintes modalidades: futsal, voleibol, handebol, basquetebol, atletismo, tênis de mesa, skate, xadrez, vôlei de areia e corrida rústica. As modalidades estão sendo disputadas nos Ginásios Municipais Wilson Mânica, e Walter Müller do bairro Modelo, Poliesportivo, Praça dos Imigrantes e praça de esportes do bairro Storch. Na próxima semana, a Olimpíada Escolar prossegue com a

disputa das modalidades futsal juvenil masculino e tênis. Os jogos serão disputados no Ginásio Wilson Mânica e no Serviço Social do Comércio (Sesc).As atividades terão ainda a realização das modalidades canoagem, mountain bike, bocha e tiro de laço. Organizados pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo e Secretaria Municipal de Educação e contando com o apoio do Sesc, os Jogos da Primavera visam estimular e difundir a prática esportiva escolar possibilitando a vivência das diferentes modalidades esportivas.

Otávio da Rocha B conquistou o primeiro lugar no basquete mirim masculino Até o momento sagraram-se campeões as seguintes escolas: Basquete juvenil masculino 1º) Polivalente 2º) Otávio da Rocha 3º) Ceap Basquete mirim masculino 1º) Otávio da Rocha B 2º) Ijuizinho 3º) Otávio da Rocha A Basquete mirim feminino 1º) Otávio da Rocha Basquete infantil feminino 1º) Ijuizinho Basquete infantil masculino 1º) Ijuizinho 2º ) São Geraldo 3º) Polivalente Futsal mirim feminino 1º) Imeab

2º) Joaquim Porto Vila Nova 3º) São Geraldo Futsal pré-mirim masculino 1º) Imeab 2º) São Geraldo 3º) Polivalente Handebol juvenil masculino 1º) Imeab 2º ) 25 de ulho 3º) Polivalente Handebol infantil masculino 1º) Soares de Barros 2º) Polivalente 3º) AABB Comunidade Handebol infantil feminino 1º) Anita Garibaldi 2º) Penha Futsal Infantil Masculino 1º) Rui Ramos 2º) AABB Comunidade 3º ) Polivalente

Equipe ijuiense conquista título no regional do Sesi A equipe de voleibol de areia duplas, formada por funcionários das empresas Gimenez e Garcel Móveis conquistou no último domingo o título regional dos Jogos do Sesi, em Santo Ângelo, na modalide voleibol de areia duplas masculino. Formaram a equipe os atletas Marcelo Lopes da Rosa e Gabriel Radons Pinto. Participaram dos jogos nesta modalidade, oito equipes e na fase classificatória a equipe ijuiense jogou três partidas: Metalúrgica Condor 30 x 17 Gimenez/Garcel Móveis; John Deere B 19 x 30 Gimenez/Garcel Móveis; e Gráfica Erechim 26 x 30 Gimenez/Garcel Móveis. Na fase semifinal, a equipe Gimenez/Garcel Móveis, venceu a equipe da John Deere por 2 sets a 0 e no jogo final derrotou a equipe da BRF, de Marau, por 2 sets a 1.A classificação final ficou assim: campeão regional, Gimenez/Garcel Móveis, de Ijuí; segundo, BRF de Marau; e terceiro, Gráfica Erechim, de Erechim. A equipe ijuiense participou pela primeira vez desta

cmyk

fase dos jogos e já conquistou importante título para suas empresas. Acontece amanhã em Santo Ângelo a última etapa deste ano dos Jogos do Serviço Social da Indústria, a Olimpíada Regional do Sesi. Participarão empresas das cidades de Erechim, Getúlio Vargas, Passo Fundo, Marau, Panambi, Condor, Ijuí, Cruz Alta, Salto do Jacuí, Santo Ângelo, Santa Rosa e Horizontina. Representando o Centro de Atividades de Ijuí, estarão participando estas empresas nas respectivas modalidades: Renovadora de Pneus Hoff (voleibol masculino e futsal livre; Star Gesso (futsal livre,fusão com Hoff Pneus), 3 Tentos (futebol sete master), Construtora Cattaneo de Cruz Alta (futebol sete livre); CEEE de Salto do Jacuí (futsal master e xadrez individual). As modalidades de futebol, bolão masculino e feminino, por equipe e individual, bochas e voleibol de areia duplas, masculino e feminino, já foram

disputadas na fase regional. Estarão em disputa estas modalidades: dominó dupla, futebol sete livre masculino, futebol sete master masculino, futsal livre feminino, futsal livre masculino, futsal master masculino (35 anos), futsal sênior masculino (45 anos), pingue-pongue trio masculino, tênis de mesa individual masculino, tênis de mesa individual feminino, voleibol masculino e xadrez individual. Os jogos serão disputados nestes locais: Centro Esportivo do Sesi, Colégio Marista Santo Ângelo, Clube Gaúcho, Ginásio da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e Ginásio Municipal Marcelo Mioso. Este ano, o Sesi não realizará a Olimpíada Estadual, que já aconteceu por duas vezes em Ijuí. No próximo ano poderá ser realizada novamente na cidade. No último domingo na Sociedade Ginástica Ijuí (Sogi) foram conhecidos os campeões regionais do bolão. No masculino, a equipe campeã foi a John Deere de Horizontina e

A equipe de voleibol de areia duplas, formada pela Gimenez/Garcel Móveis

no feminino o primeiro lugar foi conquistado pela equipe da Triel HT A de Erechim.

GRÊMIO ENCAMINHADO O resultado contra o Cruzeiro foi muito superior à encomenda. Com uma atuação de encher os olhos coletivamente, encaminhou sua classificação à final da Copa do Brasil. E mais: com direito a um gol de técnica, precisão e beleza plástica impressionante por parte de Luan. O time esteve coeso, bem distribuído em campo e fechando os espaços para o jogo de toque rápido e insinuante do Cruzeiro. Nada está decidido, mas somente uma improvável atuação completamente oposta à do Mineirão, poderá tirar o Grêmio da decisão. INTER MERECIA MELHOR SORTE Mesmo debaixo de forte temporal, Inter e Atlético-MG fizeram uma ótima partida, premiando os corajosos de plantão que foram ao Beira-Rio. O gol atleticano no final da partida foi um castigo duro demais para o bom futebol dos reservas colorados. O Inter agora ficou em sinuca de bico para passar pelo "Galo" no jogo da volta no Mineirão. A lógica (caso exista no futebol) não remete para clássicos locais na decisão da Copa do Brasil. PRIORIDADES DIFERENTES Sabemos todos que a prioridade do Inter é escapar do rebaixamento e a do Grêmio é a Copa do Brasil. Só isto já justifica o Inter ter jogado com reservas contra o Atlético-MG e o Grêmio fazer o mesmo contra o Figueirense hoje pelo Brasileirão. Todavia, penso que se o Inter vencer o Santa Cruz no Beira-Rio, praticamente ficará livre do pesadelo do Z-4. Poderia desta forma ir completo para o jogo da volta no Mineirão. O mesmo não vale para o Grêmio, pois indo para a final, faz sentido jogar com reservas contra o Sport-PE. CRIME E CASTIGO O Valência decidiu banir de seu estádio por tempo indeterminado garoto de 17 anos que arremessou uma garrafa plástica de água na cabeça de Neymar. O clube decidiu não divulgar mais informações para não invadir a privacidade de um menor. Enquanto isto, aqui na terra de ninguém, o presidente do Corinthians saiu em defesa dos marginais que promoveram aquela selvageria no Maracanã. Menos mal que a Justiça, por enquanto, resolveu deixá-los enjaulados numa penitenciária no Rio de Janeiro. Espero que fiquem lá por muitos anos.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

17

DOIS TOQUES

Inter encara jogo decisivo Carlos Alberto Padilha

esporte@jornaldamanhaijui.com

DECISÃO-O Grêmio é o grande favorito para ganhar a Copa do Brasil. A atuação de quarta-feira diante do Cruzeiro mostrou um time maduro, consistente e letal na hora da finalização. O Atlético-MG, que foi envolvido pelo Inter, se passar para a final não será páreo. Está jogando menos que o Tricolor neste momento. VIAGEM-O diretor de futebol do São Luiz, Delmar Blatt confirmou que o Rubro vai levar a proposta no congresso técnico da Divisão de Acesso dia 12 de dezembro de que a segunda fase não tenha mais pentagonais e sim duas chaves com quatro times cada. Não haveria mais o mata-mata e de 30 datas disponibilizadas pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF) seriam reduzidas para 26. Clubes como São Gabriel, e Tupi de Crissiumal defendem a manutenção da mesma fórmula de disputa. Delmar, o técnico Paulo Henrique Marques e o assessor de futebol Chico Tretter viajam a Concórdia e Chapecó na próxima semana. A Chapecoense tem quatro atletas no Concórdia que poderão ser emprestados ao São Luiz. Depois o trio deve viajar a Porto Alegre para observações de jogadores da base da dupla Gre-Nal e que poderão ser emprestados. COPINHA- Caxias e Ypiranga de Erechim jogam hoje às 16h no Estádio Centenário em Caxias do Sul, abrindo as finais da Copa Federação Gaúcha de Futebol. O jogo vale pela final da Copa Larry Pinto de Faria. Amanhã às 17h no Estádio do Vale em Novo Hamburgo, jogam Novo Hamburgo e São José-POA, na decisão da Copa Caçapava. Amanhã às 16h no Estádio da Pedra Moura, tem Grêmio Bagé e Inter B, pela decisão da Copa José Luiz Barreto. DECISIVOS- As semifinais do Estadual de Futsal Série Bronze abrem hoje às 20h. Em Cerro Branco jogam ACBF e Parobé Futsal. Em Salto do Jacuí, se enfrentam ADCH e Uruguaianense. BRASILEIRO-O Fluminense voltou ao Maracanã, na noite de ontem, mas acabou decepcionando sua torcida ao empatar por 2 a 2 com o Vitória. O resultado fez o Flu chegar aos 48 pontos e ocupar a oitava posição. O Vitória segue na zona do rebaixamento. É o 17º com 36 pontos. O Sport venceu a Ponte Preta por 1 a 0, quinta-feira na abertura da 33ª rodada. É o 14º com 40 pontos. A Ponte tem 45 pontos em 10º lugar.

O Internacional tem mais um jogo decisivo para tentar escapar do rebaixamento. O Colorado enfrenta o Santa Cruz hoje, às 18h30 no Estádio Beira-Rio que deve estar lotado, precisando da vitória na 33ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Após a derrota para o Atlético-MG pela Copa do Brasil por 2 a 1, as lamentações ficaram de lado. O técnico Celso Roth vai definir o time no treino da manhã de hoje.A tendência é que o trio Vitinho, Valdívia e Eduardo Sasha, além de Fabinho e Eduardo Henrique, ingresse no time. Rodrigo Dourado e Anselmo, suspensos, e Fernando Bob, no departamento médico, desfalcam o Colorado. Roth orientou um recreativo ontem à tarde e depois um treino ofensi-

vo. A equipe provável terá: Danilo Fernandes; Ceará, Paulão, Ernando e Geferson; Fabinho, Eduardo Henrique, William, Alex e Eduardo Sasha (Anderson ); Vitinho. O Inter é o 16º colocado com 37 pontos. Em sua primeira partida à frente do time do Santa Cruz após a saída de Doriva, O técnico Adriano Teixeira fez mudanças na equipe com relação ao jogo passado. Neris entra na vaga de Danny Moraes, enquanto Vitor volta à lateral direita, num ajuste tático que engloba a ida de Léo Moura para uma posição mais à frente, substituindo Marion. Também retornam à equipe após se recuperarem de lesão o volante Derley, no lugar de Uillian Correia, suspenso por doping, e o atacante Grafite, no

Valdívia, Sasha e Vitinho devem enfrentar o Santa Cruz hoje no Beira-Rio

lugar de Bruno Moraes. O Santa Cruz que é o 19º com 23 pontos jogará com: Tiago Cardoso; Vitor, Néris, Luan Pers e Roberto;

Derley, Jadson, e João Paulo e Léo Moura; Keno e Grafite.Wilton Pereira Sampaio (GO-Fifa) apita Inter e Santa Cruz.

Grêmio enfrenta o Figueirense de olho no G-6 Fazendo uma pausa das decisões da Copa do Brasil, o Grêmio entra em campo hoje às 19h30, no Estádio Orlando Scarpelli em Florianópolis, para duelo contra o Figueirense. Apesar da possibilidade de ingressar no G-6 do Campeonato Brasileiro ainda nesta rodada, o técnico Renato Portaluppi deve utilizar uma escalação reserva. Fato é que, para alcançar o sonhado pentacampeonato da Copa do Brasil, o Tricolor precisa carimbar a vaga na semifinal contra o Cruzeiro, na próxima quarta-feira, às 21h45, na Arena. Por outro lado, a equipe catarinense luta para fugir do rebaixamento para a Série B e precisa da vitória para se manter em condições nesse desafio. Vivendo momento distinto do Tricolor, o Figueirense terá força total. Rafael Moura, Rafa-

el Silva e Lins são reforços no ataque para a equipe que precisa vencer, na medida em que ocupa a 18ª posição com 32 pontos. O técnico Marquinhos San-

DE PRIMEIRA

bém no mesmo horário, é a hora e a vez das meninas do VCA Cruz Alta, Kakedo de Santa Rosa/São Luiz Gonzaga, Nutrivital de Ibirubá e as ijuienses MAV, Unijuí e AABB Ijuí/Estilo Manga Rosa entrarem em quadra, no mesmo sistema de disputa do masculino. Micheli Pinheiro, coordenadora da etapa e da equipe AABB Ijuí/ Estilo Manga Rosa, afirmou que será um grande evento para a comunidade local e regional prestigiar, com participação de duas equipes já classificadas,AABB São Luiz no masculino e as donas da casa no feminino, além de excelente nível técnico contando com arbitragem federada e chancela da Federação Gaúcha de Vôlei.

COPA DE VÔLEI Ijuí será palco neste fim de semana da última etapa classificatória da Copa Gaúcha de Vôlei na AABB local, a partir das 8h da manhã.As doze equipes, sendo seis no masculino e seis no feminino buscam, além do título da etapa, garantir vaga para a fase final em Porto Alegre, nos dias 19 e 20 de novembro, com a participação das equipes campeãs das outras sete etapas. No masculino, VCA e VCS Master de Cruz Alta, AABB São Luiz Gonzaga, Avante de Panambi, Vôlei Ijuí e Vôlei Panambi/Ijuí se enfrentam em duas chaves, hoje, onde o campeão da chave garante lugar na semifinal e as demais equipes se enfrentam para buscar as vagas restantes na semi.Amanhã, tam-

tos deve escalar o time com: Gatito Fernández; Ayrton, Marquinhos, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Renato (Jefferson), Ferrugem e Bady; Lins, Rafael Silva e Rafael Moura. No Tricolor, o técnico Renato Portaluppi vai preservar titulares. Além de Bolaños e Everton, o time deve ser formado por jovens que buscam afirmação no clube. Dentre eles, o volante Kaio, que vê na

oportunidade um espaço para mostrar seu futebol. Com a ausência de Bruno Grassi, lesionado, e Marcelo Grohe, que pode ser poupado, Léo deve voltar ao gol.O Grêmio é o nono colocado com 48 pontos e jogará com: Léo; Wallace Oliveira, Rafael Thyere,Wallace Reis e Iago; Jailson, Lincoln e Kaio; Guilherme, Bolaños e Everton. O jogo terá apito de Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO).

Acadêmica de Futsal Feminino Livre. O Torneio contará com 12 equipes participantes divididas em quatro chaves de três, classificando as duas primeiras equipes para o mata-mata. Estão confirmadas equipes de Ijuí, Carazinho, Cruz Alta, Ibirubá, Erechim, Santo Ângelo e Santiago. O evento é promovido pelos acadêmicos do Curso de Educação Fisica da Unijui e organizado por Taís e Taísa Bidinha.

Barros x GBB São Luiz Gonzaga-10h30; Sub-16, Estrela de Jóia x Campo Novo-13h30; sub-15, Campo Novo x SER Santa Rosa15h; Sub-9-CMD Coronel Barros x SER Santa Rosa-16h; e Sub-13SER Santa-Rosa x Campo Novo17h.

Léo deve começar como titular substituindo Marcelo Grohe em Santa Catarina

COPA ACADÊMICA Acontece amanhã a partir das 8h da manhã no Ginásio Municipal Wilson Mânica a 1ª Copa

8ª COPA CARLOS EDUARDO A competição regional de futebol tem a disputa da quarta rodada hoje no campo do Tupi em Crissiumal. Às 9h, jogam pela categoria sub-16 as equipes do Tupi e de Santo Augusto.Amanhã serão realizadas estas partidas no campo do Ipiranga em Coronel Barros: sub-9- GBB São Luiz Gonzaga x CMD Augusto Pestana-9h30; Sub-11-CMD Coronel

COPA PAULO BAIER O Ginásio Capitão Dunga em Coronel Barros sedia hoje as semifinais da 1ª Copa Paulo Baier de Futsal. Serão realizados estes jogos: sub-9-GBM Ijuí x CMD Augusto Pestana-13h20; sub11, Cometa Panambi x AAPF de Augusto Pestana-14h; sub-7Alô Galera Futsal x Cometa de Panambi-14h40; Sub-9- Cometa de Panambi x AAPF de Augusto Pestana-15h20; sub-7, AAPF de Augusto Pestana x GBM de Ijuí-16h; e sub-11-CMD de Coronel Barros x CMD de Catuípe16h40. As finais serão disputadas na sequência.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

18

ANUÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA

60 mil foram assassinados em 2015 No ano passado, cerca de 160 pessoas foram assassinadas por dia no Brasil, uma pessoa a cada nove minutos. No total, 58.383 pessoas foram mortas violentamente e intencionalmente no país, retração de 1,2% em relação a 2014, segundo dados inéditos do 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Os dados de homicídios dolosos, latrocínios e mortes provocadas por intervenção, que configuram as mortes violentas, foram obtidos via Lei de Acesso à Informação pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, autor do anuário que será divulgado no dia 3 de novembro. A reportagem do Grupo JM esteve em contato com o delegado Maurício Posselt, que responde pelo 1º Distrito Policial

em Ijuí e cuida dos casos que atentam contra a vida. Embora ele concorde com a força dos números, ele sugere cautela para analisar dados estatísticos. "É necessário ressaltar que qualquer análise estatística deve ser olhada com certo cuidado (...). Sem entrar no mérito dos métodos para chegar a esses números, realmente são índices altos. Ao analisar esse patamar, independente do Estado, os índices são altos e demonstram o quanto a violência está presente no dia a dia das pessoas", entendeu o delegado. De jan e i r o d e 2 0 11 a dezembro de 2015, 278.839 pessoas foram mortas no país, número maior do que o de mortos na guerra da Síria, onde 256.124 morreram no mesmo período,

Exame toxicológico reduz acidentes nas rodovias

Exame vem sendo exigido desde o mês de março e frutos estão sendo colhidos

A obrigatoriedade do exame toxicológico para motoristas profissionais, implantada há apenas seis meses, já conseguiu reduzir em mais de 38% o número de acidentes nas estradas federais de todo o país. A medida também fez com que mais de 230 mil motoristas profissionais mudassem de categoria ou não renovassem sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Os dados foram divulgados pelo Instituto de Tecnologia para o Trânsito Seguro (ITTS), que promoveu, na última semana, o seminário "A Importância do exame toxicológico preventivo para a segurança do trânsito", quando apresentou balanço sobre os seis meses da obrigatoriedade do exame. Nestes seis meses de vigência da lei, foram testados cerca de 650 mil profissionais no País. Estudo desenvolvido em paralelo pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) constatou que, de março a julho deste ano, comparativamente a igual período do ano passado, o número de acidentes envolvendo caminhões nas estradas federais do País

cmyk

diminuiu de 18 mil para 11 mil, o que dá uma redução de 38%. “A gente sabe que a positividade no país é alta, até porque os motoristas não se drogam por lazer, mas, sim, para cumprir o tempo de jornada de trabalho, imposta pelos donos das frotas de caminhões - que é própria de regime escravagista. E isso tem que acabar”, disse o presidente do Instituto de Tecnologia para o Trânsito Seguro. A obrigatoriedade do exame toxicológico para motoristas com CNH nas categorias C, D e E tornou-se uma norma pela Lei Federal 13.103/15 já devidamente regulamentada pelo Contran e pelo Ministério do Trabalho. Ela passou a valer de 2 de março deste ano para a emissão e renovação da CNH, na pré-admissão e no desligamento de motoristas profissionais de todo o País. Sua adoção foi a primeira medida para combater o uso de drogas por condutores, desde que o Código de Trânsito Brasileiro entrou em vigor, em janeiro de 1998. Ela define que o motorista faça uma renovação da carteira de 60 em 60 meses meses, determinação essa que vai cair para 30 meses em 2018.

segundo o Fórum. Os números do país do Oriente Médio são do Observatório de Direitos Humanos na Síria e da ONU. O delegado Maurício ainda falou sobre a realidade do Rio Grande do Sul que enfrenta uma das maiores crises na segurança em toda sua história. Os dados garimpados pelo Anuário, inclusive, não levam em conta a atual crise do RS, uma vez que são números de 2015. "É difícil apontar uma única causa e imediatamente uma solução. É um problema mais complexo que vai desde a desigualdade social, distribuição de renda, o tráfico de drogas e os homicídios. Isso tudo sem entrarmos na realidade do País que inevitavelmente reflete nessa situação do Estado. É complicado traçar uma meta para

Maurício Posselt

afirmar que isso possa diminuir", explicou o delegado.

Aprovado PL que prevê parcelamento do seguro A Comissão de Finanças e Tributação aprovou projeto de lei (PL 2409/15) do deputado Ronaldo Martins (PRB-CE) que torna obrigatório o parcelamento, em no mínimo três prestações mensais e iguais, do Seguro de Danos Causados por Veículos Automotores em Via Terrestre (DPVAT). As parcelas serão pagas juntamente com as parcelas do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), observado o valor mínimo de R$ 50 para cada prestação. O projeto recebeu parecer favorável do relator na comissão, deputado Vinicius Carvalho (PRB-SP). Ele afirmou que a proposta de Martins beneficia o contribuinte em um momento do ano de gastos elevados. O seguro geralmente é cobrado no início do ano. Carvalho afirmou ainda que o parcelamento beneficiará os proprietários de motocicletas, que pagam o maior prêmio de

DPVAT (R$ 292,01), geralmente em parcela única. A inadimplência nesse segmento chegou a 41,2% das motos em 2014. “A cobrança parcelada poderá contribuir para a regularização desses veículos, embora o projeto de lei excetue do parcelamento os débitos vencidos”, disse. Aproposta altera a Lei 6.194/74, que criou o Seguro DPVAT. Ele indeniza vítimas de acidentes de trânsito nos casos de morte e invalidez permanente, além de reembolsar despesas médicas e hospitalares. Atualmente, uma resolução do Conselho Nacional de Seguros Privados, órgão responsável por fixar as diretrizes e normas dos seguros privados, já permite o parcelamento do Seguro DPVAT, mas ele é facultativo a cada Estado e limita o parcelamento ao valor de R$ 70 por boleto. O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado agora na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Seguro DPvat pode ser parcelado, segundo visa o PL de Ronaldo Martins

Emater / Ascar

Tecnologia de aplicação de defensivos agrícolas parte 2 Na ultima edição abordamos a questão da qualidade da água para a pulverização e as consequências do uso de uma água de má qualidade, nesta edição vamos abordar o pulverizador que é o equipamento que faz a aplícação da calda na lavoura. Os pulverizadores possuem vários componentes, e cada um tem uma função diferente e juntos todos os componentes formam um circuito onde flue a calda de aplicação. O tanque armazena a calda, o registro regula a passagem ou não da calda no circuito, o filtro retém as sujeiras e resíduos maiores, a bomba recebe e recalca a calda para o comando, que distribui a calda para os ramais e controla o excedente para que ele retorne para o tanque e os bicos que distribuem a calda em pequenas frações (gotas) sobre a planta. Desta forma todos os componentes têm que funcionar perfeitamente, sem obstruções, vazamentos, entradas de ar, que podem comprometer a aplicação. Os principais problemas que podem ser verificados em um pulverizador são: 1.Falta total de pressão no sistema: - Falta total de rotação na tomada de força. A tomada de força deve funcionar com 540 RPM. - Falta de água no tanque ou a quantia é insuficiente para obter pressão no sistema, registro do filtro fechado ou filtro sujo - Mangueiras condutoras dobradas ou anel de vedação do filtro mal posicionado gerando entrada de ar e vazamento - Válvula de sucção gastas com defeitos de vedação. 2. Falta parcial de pressão: - Falta de rotação na tomada de força que deve funcionar com 540 RPM - Registro fechado, filtro parcialmente obstruído, mangueiras que ligam a bomba ao filtro dobradas, entrada de ar através dos anéis de vedação - Válvulas do regulador de pressão mal assentadas - Bicos muito gastos e bomba com pouca capacidade de recalque. 3. Oscilação de pressão - Correias frouxas, entrada de ar em mangueiras furadas, anel de vedação do filtro danificado, válvula do regulador de pressão mal ajustada. 4. Intermitência de funcionamento - Registro do filtro fechado ou com passagem de pouco líquido. - Válvula da bomba emperrada por presença de impurezas, cabeçote furado na parte interna. Desta forma devemos adotar um esquema de manutenções preventivas do pulverizador como: a cada nova aplicação fazer a limpeza do filtro, lubrificar a bomba diariamente com óleo recomendado, efetuar a troca do óleo a cada 100 h, engraxar os pinos graxeiros com graxa apropriada, se necessário desmonte a válvula e verifique o seu estado e as vedações. Agindo desta forma estaremos contribuindo para uma maior eficiência da aplicação e assim reduzindo o numero de aplicações, vazamentos, desperdícios e danos ambientais.


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

OPERAÇÃO AVALANCHE

Maior operação da PC no RS rende 36 presos Na manhã de ontem, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Carazinho, deflagrou a Operação Avalanche visando o combate ao tráfico de drogas no município. Foram cumpridos 33 mandados de prisão preventiva, além de três prisões em flagrante, totalizando 36 presos e apreensão de armas, munições, drogas e seis veículos utilizados para o tráfico. De acordo com a delegada Heladia Cazarotto, a ação tinha o objetivo de desmantelar uma associação criminosa identificada como principal fornecedora de drogas no município e responsável por diversos outros crimes relacionados com o tráfico, tais como homicídios, roubos e furtos. “Essa associação é bem organizada, e os seus integrantes têm atividades específicas no esquema” contou a delegada. Segundo o Delegado Regional Edson Cezimbra, no ano de 2016, somente até outubro, os números de homicídios em Carazinho já ultrapassam o total de homicídios do ano anterior. “Parte disso deve-se ao tráfico de drogas e ao grupo alvo desta ação, tanto em relação a cobranças de dívidas de usuários, quanto no monopólio da atividade, uma vez que eles não permitem o ingresso de concorrentes no mercado ilícito”, disse o delegado.

PLANTÃO

INANIÇÃO - O laudo do Departamento de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) entregue à polícia confirma que os 25 cães encontrados mortos dentro de uma casa na cidade morreram de fome, por inanição. Na residência, foram encontradas marcas de mordidas nas maçanetas, o que demonstra que os animais tentaram sair. O laudo também atesta que houve casos de canibalismo entre os cachorros. O caso foi descoberto no mês de setembro, quando o proprietário entrou no imóvel após conseguir na Justiça uma ordem de despejo da inquilina. A mulher é investigada por maus-tratos e estelionato, já que arrecadava valores que seriam utilizados para cuidar dos animais. A pena para o primeiro crime varia de três meses a um ano de prisão, além de multa, e de um a quatro anos para o segundo crime.

Trabalho foi desenvolvido por 350 agentes de todo o Estado

Na manhã de hoje, foram presos os principais líderes do grupo, além de outros integrantes responsáveis pela venda, distribuição e transporte das drogas. No curso das investigações, cinco pessoas já haviam sido presas em flagrante e 13 foragidos capturados, além da apreensão de quantia expressiva de maconha, crack e cocaína. Cerca de 350 policiais participaram do cumprimento de 102 mandados judiciais nos muni-

cípios de Carazinho e Pontão. Agentes da Polícia Civil da 26ª Delegacia Regional, em Ijuí, colaboraram nos trabalhos realizados ao longo da manhã. A ação também contou com a participação da Divisão de Apoio Aéreo da Polícia Civil que sobrevoou a área conflagrada. Os presos foram conduzidos à Delegacia de Carazinho e posteriormente serão encaminhados ao sistema penitenciário.

Executor confessa morte a mando do sobrinho Um dos dois homens presos pela Polícia Civil em Lagoa Vermelha, no Norte,. na quintafeira, confessou ter sido o autor dos disparos que mataram Regina Venzon Picolli, 61 anos, e Vilma Scalabrin Casal, 79 anos, no começo da semana. O jovem de 20 anos disse à polícia que a morte de uma das vítimas tinha sido ordenada pelo sobrinho por causa de uma disputa por terras. A outra mulher foi morta porque presenciou o crime.“Ele confessou a autoria dos disparos contra as vítimas, e alegou que fez isso porque um sobrinho de Regina tinha solicitado, com a promessa de uma recompensa”, afirmou a delegada responsável pelo inquérito, Tais Bee Witte Neetzow. Já Vilma teria sido morta, de acordo com a polícia, porque estava no “local errado, na hora errada”. Ela vivia na Serra gaúcha

e tinha ido a Lagoa Vermelha para visitar Regina. O executor confesso também é familiar, marido de uma sobrinha de Regina. O segundo suspeito preso é um sobrinho da mesma idosa, apontado como o mandante do crime. No entanto, ele nega as acusações. De acordo com a delegada, a família do sobrinho que seria o mandante do crime tinha negociado parte da propriedade rural onde vivia Regina. No entanto, como a vítima tinha ficado viúva há cerca cinco meses, a propriedade foi incluída no inventário. Ambos tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça e foram encaminhados para o Presídio Estadual de Lagoa Vermelha. A delegada afirma que está em fase de finalização do inquérito, mas adiantou que os dois devem ser indiciados por duplo homicídio qualificado.

19

Porto Alegre é a 5ª capital em número de latrocínios Dados divulgados na 10ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública ontem mostram que o crime de latrocínio cresceu em Porto Alegre de 2014 para 2015. A taxa no primeiro ano era de 1,7 por 100 mil habitantes, e no segunte pulou para 2,4. A capital gaúcha aparece em quinto lugar nesse levantamento, ao lado de Aracajú e Cuiabá, com a mesma taxa. No Rio Grande do Sul, foram registrados 2.691 assassinatos em 2014, taxa de 24 por 100 mil habitantes, e em 2015 esse número passou para 2.777, taxa de 24,7. De acordo com os dados gerais, no ano passado, cerca de 160 pessoas foram assassinadas por dia no Brasil, uma pessoa a cada nove minutos. No total, 58.383 pessoas foram mortas violentamente e intencionalmente no país, retração de 1,2% em relação a 2014. O anuário reúne dados de latrocínios, homicídios dolosos e mortes provocadas por intervenção, que configuram as mortes violentas, que foram obtidos via Lei de Acesso à Informação pelo Fórum Brasileiro de Segurança

Pública, autor do anuário que será divulgado no dia 3 de novembro. O crime de homicídio doloso em Porto Alegre também teve aumento segundo o anuário, mas menos expressivo. A taxa de 2014 era de 42,4 por 100 mil habitantes, e de 43,7 em 2015, na 10ª posição. De janeiro de 2011 a dezembro de 2015, 278.839 pessoas foram mortas no país, número maior do que o de mortos na guerra da Síria, onde 256.124 morreram no mesmo período, segundo o Fórum. Os números do país do Oriente Médio são do Observatório de Direitos Humanos na Síria e da ONU. Os números do anuário nacional não contam o ano de 2016. A Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul divulgou em agosto os dados dos seis primeiros meses do ano no Rio Grande do Sul. O relatório mostrou que o crime de latrocínio aumentou 34,8% no período, em comparação com 2015. Na primeira metade deste ano, foram 89 ocorrências, contra 66 do período anterior, em todo o estado. Somente em Porto Alegre foram registrados 23 latrocínios de janeiro a junho.

PF conclui que não houve tiros contra o comitê O inquérito da Polícia Federal sobre a quebra de vidraças em um comitê do candidato à prefeitura de Porto Alegre Nelson Marchezan Jr., concluído nesta quinta-feira, descarta a hipótese de um atentado com disparos de arma de fogo. O caso ocorreu na madrugada do dia 17 de outubro, na esquina das avenidas Azenha e Ipiranga, na região central da capital. Conforme o relatório remetido à Justiça pela PF, os danos no local foram gerados pelo vento forte e o temporal que atingiram Porto Alegre naquele dia. A

informação foi confirmada pelo departamento jurídico da campanha de Marchezan, que teve acesso ao inquérito. No dia do fato, a Brigada Militar chegou a divulgar que as vidraças foram quebradas por disparos de arma de fogo, o que foi rechaçado por perícias da Polícia Federal. Em nota, Marchezan informou que “manifesta seu alívio em saber que os fatos provavelmente não tiveram conotação violenta, tampouco motivação política ou mesmo uma ‘guerra’ entre traficantes e seguranças, como chegou a ser divulgado pela imprensa”.

Inquérito concluiu que comitê de Marchezan não foi alvo de tiros

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

APÓS FUGAS

IPI opera com o triplo da capacidade

20

BM e PRF se unem e prendem foragido em Ijuí Agentes da Polícia Rodoviária Federal de Ijuí, juntamente com policiais militares cumpriram um mandado de busca e apreensão, e outro mandado de prisão, na tarde de ontem, na localidade de Alto da União. Os mandados foram expedidos pela Comarca de Cruz Alta. O efetivo do Pelotão de Operações Especiais (POE), juntamente com agentes da PRF realizaram os trabalhos no interior de Ijuí. No local prenderam Valmir Mauri Diesel, acusado de tentativa de homicídio contra uma mulher

onde teria tentado alvejá-la. O mandado de busca, inclusive, visava apreender a arma utilizada no crime. Além do revólver, quatro cartuchos deflagrados foram apreendidos juntamente com um projétil calibre .38. Após não apresentar resistência, Valmir foi levado até a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) onde, logo depois dos procedimentos protocolares, foi encaminhado até a Penitenciária Modulada de Ijuí. Valmir deverá ficar à disposição da Susepe.

Instituto Penal voltou a registrar mais fugas

Pelo menos um dos apenados que serraram as grades do Instituto Penal, na noite de quintafeira, segue foragido. Charles Douglas Cardoso, 23 anos, fugiu juntamente com Júlio Cesar de Oliveira, de 35 anos, natural de Espumoso. Júlio Cesar, no entanto, foi recapturado poucas horas depois. O chefe de Segurança do Albergue lembra que os casos reduziram, mas que também é preciso levar em conta a defasagem estrutural da casa. Na tarde de ontem Claudiomiro Diniz Garcia, que chefia os trabalhos de segurança no IPI conversou com a reportagem.

Segundo revelado, ontem a casa estava abrigando quase 150 apenados, o que representa o triplo à engenharia da casa. "A estrutura, apertando, conseguimos abrigar 70 ou 80 apenados. A estrutura de engenharia seria bem menor. Portanto, essas situações dificultam o trabalho. Isso, de alguma forma, acaba fazendo com que os apenados fiquem a todo momento tentando e por vezes conseguindo", lamentou Claudiomiro ao acrescentar que isso soma aos problemas financeiros e de material humano. Outro ponto lembrado pelo agente penitenciário diz respeito

Justiça confirma uso facultativo de extintor

ao monitoramento externo. "É uma estrutura antiga, estrutura frágil é fácil de derrubar, fácil de furar uma parede. O fato é que não possuímos, e isso é lei, uma guarda externa. A partir do momento que furar uma parede, mesmo o agente verificando a ação, é difícil de recuperar. Uma pela quantidade de agentes, outra pela quantidade de apenados. Logo após a fuga, registrada por volta das 23h45, Julio Cesar foi recapturado e recolhido até a Penitenciária Modulada de Ijuí, onde permanecia internado, pelo menos, até o final da tarde de ontem.

Valmir foi preso no Alto da União e, segundo a ocorrência, não ofereceu resistência

PRF flagra crianças no baú de um caminhão Um caminhão vindo de Santa Catarina foi flagrado transportando duas crianças, de 2 e 3 anos, um adolescente, de 13 anos, e um adulto no compartimento de cargas. O caso foi registrado na manhã de ontem em Montenegro. O caminhão vinha de Sombrio (SC), transportava móveis para uma mudança e tinha como destino o município de Cruz Alta.

O veículo foi abordado por volta das 7h15, no km 424 da BR-386, e tinha, no banco traseiro, uma criança no colo dos passageiros. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a mãe decidiu, com consentimento do motorista, fazer o deslocamento dessa maneira. O caminhão foi retido, o condutor, de 49 anos, recebeu autuação e os ocupantes seguiram viagem em transporte público.

Equipamento já virou motivo de polêmica

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) confirmou a legalidade do uso facultativo de extintor de incêndio nos veículos. O recurso da Associação Brasileira das Empresas Vistoriadoras de Extintores Veiculares (Abravea), que pedia liminarmente a obrigatoriedade do uso dos equipamentos, foi negado.

A Abravea ajuizou ação civil pública alegando que a Resolução 556/2015, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que tornou facultativo o uso do equipamento, não poderia se sobrepor ao Acordo sobre Regulamentação Básica Unificada de Trânsito, assinado entre Brasil, Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai, que exige o uso do extintor.

Flagrante aconteceu a partir de abordagem de rotina na BR-386

cmyk

PLANTÃO 29º BATALHÃO DA POLÍCIA MILITAR - A Brigada Militar de Ijuí cumpriu um mandado de prisão preventiva na manhã de ontem, em decorrência de casos de violência doméstica. Marcos Hummel Santos Rodrigues, 26 anos, foi preso no bairro Osvaldo Aranha, no início do dia. Ele foi encaminhado, logo na sequência, à Penitenciária Modulada de Ijuí onde está à disposição da Justiça. SANTA ROSA - Um casal foi preso ontem, em Santa Rosa, pelo delito de tráfico de drogas. Eles foram flagrados após uma denúncia anônima. Juntamente com o casal foram encontradas 16 pedras de crack, R$280 em espécie e outros objetos indicando o envolvimento com entorpecentes. O casal foi encaminhado para a Delegacia de Policia para a lavratura do flagrante. Ambos foram recolhidos ao Presídio Regional de Santa Rosa. Segundo repassado pela Brigada Militar, que não quis revelar os nomes, a dupla tem passagens pelo mesmo delito em diversos municípios da região.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

21

UABI

Crise nas finanças ameaça Natal nos Bairros

Presidente em exercício da Uabi, João Fontoura, acompanhado do assessor de marketig, César Amaral, explanaram ontem sobre a próxima atividade da União das Associações dos Bairros de Ijuí (Uabi): a organização do Natal nos Bairros. Para isso, a secretária municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), Neiva Agnoletto, será convidada a participar da próxima assembleia da entidade. No entanto, o assessor de Marketing da Uabi, César Amaral, conta que já esteve em contato com Neiva e ela adiantou que a situação financeira não é favorável. “Mas, com jeitinho acredito que a gente consiga”, pondera o assessor. A programação deverá seguir o exemplo do ano passado com a distribuição de doces, cachorro-quentes e refrigerantes para as crianças dos bairros. “O que faltará é verba para a compra desses doces”, frisa César. Em 2015, cerca de 10 mil crianças foram beneficiadas com a ação Natal nos Bairros, de 0 a 12 anos. “Único município do RS, que a gente sabe, que faz esse tipo de evento é Ijuí, abrangendo todos os bairros”. A afastamento oficial do presidente licenciado, João Monteiro, do cargo será realizado em assembleia. Ele precisou se ausentar das atividades em função da campanha política a vereador, sendo eleito para o próximo

mandato legislativo municipal. Os presidentes de bairros, e integrantes da diretoria da entidade, comemoram o fato de que terão um representante direto dentro da Câmara de Vereadores, para receber as demandas da comunidade. “Para nós, depois de 20 anos, eleger um vereador através da Uabi é muito importante e nos dá mais vontade de trabalhar em prol de nossa comunidade, porque o trabalho que a gente faz dentro da entidade é voluntário”, ressalta César. Ainda segundo ele, a eleição de Beto Noronha (PT) também é importante para a entidade. “Ele é um líder comunitário.” Na última terça-feira, os presidentes de bairros definiram, em reunião, o nome de duas ijuiense para representar a Uabi, em Guaíba, no dia 4 de dezembro, no concurso Mais Bela Comunitária. As escolhidas receberão as faixas no dia 19 de novembro, na sede do bairro Thomé de Souza. “Foi realizada votação entre os representantes que estavam presentes, porque a Uabi neste ano não realizará a escolha da Mais Bela Comunitária em virtude do pouco tempo”, justifica César. Em 2013, Ijuí ganhou o concurso com a comunitária Andressa Irgang. “Nossas duas representantes são muito lindas e temos chances de trazer a faixa de Guaíba.”

João Fontoura e César Amaral falaram sobre atuação e demandas da Uabi à Rádio JM, na manhã de ontem

Em torno de 12 bairros precisam realizar eleições para escolha da nova diretoria, sendo que um deles não foi possível organizar uma chapa e os demais, o prazo venceu nos meses de agosto e setembro. O presidente interino, João Fontoura, também esteve nos estúdios da Rádio JM, na manhã de ontem, juntamente com César Amaral. “Vamos solicitar uma audiência com o prefeito [Valdir Heck] para que tenhamos o mesmo que tínhamos com o Ballin, porque trabalhamos em conjunto com o po-

Treinamento visa a segurança no trabalho

der público e queremos continuar contando com o prefeito”, afirma Fontoura. O documento com as reivindicações da entidade já está sendo confeccionado e será entregue na próxima semana ao prefeito eleito Valdir Heck, e seu vice, Valdir Zardin. “Iluminação, operação tapa-buracos, que nos últimos tempos se tornou um gargalo em nossas ruas, algumas ruas que precisam de cascalho, enquanto não houver o calçamento, são algumas das reivindicações”, enumera.

SERVIÇOS INSCRIÇÕES - De 3 a 30 de novembro estarão abertas as inscrições para o Curso de Pós-Graduação Stricto Sensu em Desenvolvimento Regional, ní-

vel Mestrado e Doutorado. Serão oferecidas de 20 a 25 vagas para Mestrado e 12 vagas para Doutorado, conforme editais disponíveis no portal da Unijuí.

PARTICIPAÇÃO DE FALECIMENTO Elisabeth Hammarstron, Izoldi Hammarstron Zardin e familia, Mariza Harmmarstron e familia comunicam o seu falecimento

MARCIA HAMMARSTRON SNECKENBER *10/10/1955 +28/10/2016 Ocorrido ontem na Flórida, cidade de Orlando. Ijuí, 29 de outubro de 2016.

Treinamento prático também foi realizado pela Unimed aos colaboradores do Sicredi

Preocupar-se com a segurança no trabalho é garantir mais qualidade de vida aos empregados e maior produtividade para a empresa ou entrega de melhores serviços aos clientes. Parceira de várias instituições, a Unimed Noroeste/RS oferece suporte com relação a medidas preventivas e riscos ocupacionais, prestando serviços técnicos exigidos por lei. Nesta semana, através do Departamento de Medicina e Saúde Ocupacional, a cooperativa médica realizou treinamento para formação

de integrantes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) do Sicredi das Culturas/RS. Foram 20 horas de treinamento teórico e prático. A iniciativa visa o cumprimento da Norma Regulamentadora 5 (NR 5), estabelecida pelo Ministério do Trabalho. A abordagem envolveu assuntos referentes ao estudo do ambiente, das condições de trabalho e dos riscos originados do processo produtivo; metodologia de investigação e análise de acidentes e doenças do

trabalho; noções sobre acidentes e doenças do trabalho decorrentes de exposição aos riscos existentes na empresa, entre outros. Além disso, conteúdos apresentados estavam direcionados à prevenção e ao combate a incêndio e primeiros socorros. Os instrutores responsáveis pelo treinamento deram ênfase também a orientações sobre os riscos que os colaboradores da empresa estão expostos, de acordo com a área de atuação, abordando noções de ergonomia e de trânsito. Participaram

colaboradores que exercem atividade em diversas unidades do Sicredi. O coordenador do Departamento de Medicina e Saúde Ocupacional, Talmos Alan Brandenburg, aponta a preparação dos participantes para atuarem em conjunto com os empregadores e demais empregados na prevenção de doenças e riscos ocupacionais. “O objetivo é contribuir para um ambiente de trabalho seguro, que prime pela preservação da vida e promoção à saúde”, reforça.

PARTICIPAÇÃO DE FALECIMENTO E AGRADECIMENTO “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim ainda que morto viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá.” - João 11:25-26. Comunicamos o falecimento

BRUNISLAVO KOTLINSKI *28/06/1921 +27/10/2016 Os familiares consternados com o falecimento do pai, sogro, avô e bisavô, agradecem aos médicos e equipe de enfermagem do hospital Unimed, amigos e parentes. Ijuí, 29 de outubro de 2016.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

JM NOS BAIRROS

Presidente enumera demandas no Jardim

São tantos os problemas enfrentados pela comunidade do bairro Jardim, conforme relato da líder comunitária Ivoni Mulhbeier, que a esperança de que algo seja feito até o final do ano já foi abandonada. Fossas a céu aberto que transbordam em dias de chuva, brinquedos quebrados na pracinha e dificuldade de tráfego em algumas vias são as principais demandas apontadas por Ivoni. Segundo ela, a resposta do poder Executivo não tem chegado até aquela comunidade, apesar das inúmeras tentativas e solicitações realizadas pela presidente. “A nossa pracinha está totalmente danificada devido ao tempo e não tem nada aqui de brinquedo. Até tínhamos programação no dia 19 para o Dia da Criança, mas tivemos que desistir devido à prefeitura que não nos atendeu. Faz mais de ano que estou procurando a prefeitura e a Secretaria de Obras, creio que os brinquedos vêm de muito longe”, ironiza Ivoni. “Os engenheiros vêm aqui, olham e não há resposta, respaldo, ou data definida para o conserto”. Os problemas não param na pracinha. Pelas ruas do bairro há outras situações que exigem a atenção do poder público. “É

cmyk

Executivo e Exército realizam mutirão de lixo Acontece na próxima sexta-feira, mutirão de limpeza em depósitos de lixo clandestino e locais de risco indicados pelos agentes de saúde e agentes epidemilógicos que trabalham no combate ao Aedes aegypti, vetor transmissor da Dengue, zika e chikungnya. A ação está sendo coordenada pela Vigilância Ambiental, e integra as secretarias de Meio Ambiente e de Desenvolvimento Urbano, Obras e Trânsito, e tem o apoio do Exército. Conforme o coordenador da Vigilância, Rinaldo Pezzetta, são cerca de 20 pontos que receberão o mutirão. "Trabalharemos com

oito servidores e oito militares, e dois caminhões para executar a limpeza nesses locais para evitarmos a proliferação do Aedes aegypti", afirma. Ele explica que o lixo encontrado nos pontos em questão será separado e dado a destinação adequada a cada material. "Mais uma vez faremos a limpeza nesses locais e contamos com a sensibilização da comunidade para fazer a sua parte e dar o destino adequado ao lixo que produz, pois só assim poderemos evitar doenças como a Dengue, o zika e a chicungunha", ressalta Pezzetta.

Ivoni mostra situação da pracinha; brinquedos danificados prejudicam o uso

uma vergonha. Não sei nem o que falar, na Rua Júlio Lopes, por exemplo, tem muito barro, já reivindicamos várias vezes. É terrível, nada foi feito e não temos esperança de que algo seja feito”, lamenta. E não param aí as reivindicações da presidente, segundo ela, além do barro que acumula nas vias em dias de chuvas, em alguns pontos ocorre o transbordo de fossas inundando ruas e residências. “Já foi solicitado, o secretário veio aqui e prometeu

as bacias, e até agora nada. Tem fossas abertas, a sujeira a céu aberto vai pra rua, vai diretamente nas casas. Quando chove, tem fossa que sobe mais de meio metro, a sujeira sai e desce pelo calçamento, é terrível, nada foi solucionado”, relata Ivoni. “Está terrível e não recebemos nenhuma resposta. Fui lá [Secretaria de Obras] essa semana, o Misco [coordenador de pontes e bueiros] não estava, não consegui falar com ele e até agora não tive retorno.”

Setor cobra colaboração da comunidade Nesta semana as equipes do Departamento de Limpeza Urbana, coordenadas pelos servidores Acácio Amaral e Marion Sérgio dos Santos, trabalharam na Avenida 21 de Abril e no Cemitério Jardim, realizando roçadas e a retirada de entulhos de flores. Outra equipe, coordenada pelo servidor Adão Avila, realiza o reparo no Cemitério Municipal. Segundo Acácio, as equipes que realizam o recolhimento dos materiais recebem uma programação semanal e são integradas por cerca de 15 albergados, que são remunerados. O trabalho também diminui a pena. Acácio ressaltou que é preciso a colaboração da comunidade para manter os cemitérios com a limpeza em dia. “Hoje se você for no Cemitério Jardim, a grama está toda cortada. A largura do sepultamento é pequena, se cada um fizer sua parte, sempre estará em ordem. O município também tem que fazer a sua

22

Equipes trabalham ao longo do ano na limpeza dos espaços públicos do Município

parte e ajudar os moradores”. Ainda segundo Acácio, no ano passado foi realizada uma geral no Cemitério Jardim. “Cortamos a grama, colocamos cerca e arame farpado. Foi roubado o fio do arame, uma torneira e também um cano foi quebrado”, relata.

Outro problema citado pelo servidor é o acúmulo de lixo, jogado pelos moradores, no entorno do campo do bairro Glória. “A comunidade não se ajuda, o pessoal está vendo que o forte do Verão está chegando e mesmo assim coloca o lixo lá”, finaliza.

No bairro Glória, depósito de lixo a céu aberto é um dos pontos recorrentes no Município

Formação feminista acontece hoje em Ijuí Uma tarde para debater o movimento feminista em suas diferentes vertentes, sua importância na sociedade, as construções teóricas e filosóficas sobre o feminismo. Essa é a proposta do Coletivo Sou Minha para a Primeira Formação sobre Movimento Feminista, que ocorre neste sábado, às 15h, no Sindicato dos Comerciários. “A ideia de organizar esse evento surgiu de pedidos das próprias meninas que fazem parte do Coletivo, porque víamos que esclarecimentos básicos sobre o movimento feminista eram necessários, já que temos pessoas entrando em contato com

essa luta apenas quando entraram no Coletivo”, explica Ana Kravczuk, integrante do Sou Minha, formado por acadêmicas de diversos cursos da Unijuí. Para conduzir a Formação, a convidada é a professora de Filosofia e Ética no curso de Direito da Unijuí, Joice Nielsson, que é também doutoranda em Direito na Unisinos e pesquisa temáticas de gênero, justiça, feminismo e direitos humanos. O evento é aberto gratuitamente a toda a comunidade, mulheres e homens, e tem como apoiadores o Diretório Central de Estudantes (DCE) da Unijuí, Sinpro-Noroeste e Sindicato dos Comerciários.

Halloween movimenta bairro Modelo neste sábado Neste sábado acontece mais uma edição do Haloween da Associação Ecológica Bandeirantes do Verde, do bairro Modelo, com uma programação para crianças e moradores do bairro e também de outros bairros na praça Henrique Deutchmann, mais conhecida como praça do silêncio. Segundo o presidente da entida-

de, Daniel Drefs, a programação conta com atividades que têm como objetivo principal a integração das crianças do bairro. "O halloween tem como intuito trazer as crianças para se divertir e promover uma interação entre os moradores do bairro em atividades que saem do cotidiano", comenta.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 29 e 30 de outubro de 2016

23

Memória JM CARA OU COROA

Armindo Pydd

CHOQUE DE CIVILIZAÇÕES **Repetem-se os atentados terroristas de seguidores fundamentalistas do islamismo. São tão frequentes e mesmo sendo brutais já não surpreendem e logo deixarão de ser noticia de primeira página. Muitos atos são entre sunitas e xiitas, ambos do islã e por motivos de busca do poder, pois as diferenças religiosas são muito pequenas. **Há 100 anos o Islã estava integrado no progresso científico trabalhando os clássicos gregos perdidos na cristandade e avançando na matemática, astronomia, química, ótica, medicina e outras ciências. O império muçulmano era o mais poderoso do mundo. Houve então a virada ortodoxa sunita e perdeu-se o ambiente de livre exame e pensamento. **Aos poucos Paris, Londres, Nova York, Tóquio, Bangalore, TelAviv substituíram os estudos científicos que antes pontificaram no Cairo, Bagdá, Shiraz. A ciência, base das tecnologias, permitiu ao Ocidente o progresso cientifico para a conquista do mundo. A ortodoxia do Islã é hostil para com a ciência e seus corolários e hoje está claramente atrasado em relação ao Ocidente. **Especialistas italianos apontam que o famoso processo Mano Puliti- mãos limpas, não melhorou a situação da corrupção no país. Agora o Lava-Jato, que se assemelha ao italiano está no auge e recebendo elogios e muitos apoios e existe enorme esperança de que o futuro, será sim, muito melhor no Brasil. Quando, no entanto vemos que nas eleições deste ano os processos de compra de votos prosseguiram, instala-se uma grande dúvida. Acontece que na população brasileira, e do mundo em geral, está arraigada a ideia de que uma eleição é sempre uma ótima oportunidade de conseguir uma vantagem. E o povo brasileiro vai continuar o mesmo ou não? **A morte de Carlos Alberto Torres, inesquecível “capita” da seleção do tricampeonato mundial de futebol pelo Brasil faz renascer a discussão sobre a qualidade de jogadores de ontem e hoje. Os saudosistas sequer admitem comparação e hoje tudo está pior. Na realidade não dá para comparar épocas tão distintas. O futebol moderno de hoje está sob a observação diária de todos os interessados, ao contrário de antigamente. E mais, é muito difícil que haja concordância num assunto onde o imponderável e a paixão tem tanto peso. **A cada 4 horas um assalto na capital do RS. As execuções por motivos banais se repetem e nem crianças e mulheres escapam. A população esta apavorada. Na mídia pública ainda existe um certo comedimento nas notícias, mas na internet a revolta ficou extrema. Como na expressão que li nesta semana “Porto Alegre é uma cidade infame”. **Em cerca de 50 cidades temos segundo turno no próximo domingo. No RS POA, Caxias, Santa Maria, Canoas. Certamente vai se consolidar a mudança de patamar com a diminuição do campo da esquerda e crescimento na politica moderada, neoliberal, menos estatista. Exemplo é Porto Alegre onde a disputa ficou entre dois candidatos com ideias parecidas e ninguém da esquerda foi para o segundo turno.

Notícias de outubro de 1981

Fonte Ijuí recebe acesso asfáltico As máquinas da Empa estão atuando na construção do novo acesso à Fonte Ijuí. Quase a metade do trecho, desde a RS-155 até o Hotel Balneário, já recebeu a sub-base e o restante está sendo patrolado e retificado. A previsão é de que o asfaltamento do acesso à Fonte Ijuí esteja

concluído até o fim do ano. O asfaltamento desse acesso vinha sendo reivindicado há muito tempo, pois a Fonte Ijuí é o principal ponto turístico do município. A conclusão da RS-155 trouxe um novo alento a essa reivindicação, que agora está em vias de ser concretizada.

Uma reivindicação que está sendo finalmente atendida

Instalada a promotoria no município "Vivemos hoje uma época de questionamento total daqueles valores que sempre os tivemos como pilares mestres de nossas civilização", essa é uma afirmação do procurador geral da justiça, Mondercil Paulo de Moraes, por ocasião da solenidade de instalação da terceira promotoria pública em Ijuí. No início da solenidade foi lida a portaria de instalação da promotoria em Ijuí, seguindose o discurso do presidente da 23ª Subseção da OAB de Ijuí, Etelvino Severgnini.

O juiz Ivo Mansan garantiu salas para os promotores

CONCURSOS Brigada Militar A Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul, divulgou o edital DA/DRESA nº SVCT 01 - 2016/2017 de processo seletivo, visando à contratação de 600 Salva Vidas Civis Temporários, que serão con-

tratados para atuar nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2017. As inscrições serão realizadas até o dia 10 de novembro de 2016, por meio do endereço eletrônico da Brigada RS - www.brigadamilitar. rs.gov.br. No ato da inscrição, o candidato deve optar se deseja atuar em águas de mar ou águas internas. Prefeitura de Venâncio Aires A Prefeitura de Venâncio Aires abre concurso público (nº 001/2016), destinado a selecionar pessoal de níveis de escolaridade fundamental, médio/técnico e superior, para a ocupação de 42 vagas imediatas, sob o regime jurídico estatutário. As

A coleção completa do JM está disponível para pesquisa no Museu Antropológico Diretor Pestana

Construção - No dia 19 aconteceu o ato de lançamento da sapata fundamental do quarto prédio do Câmpus da Fidene, que será construído pela comunidade de Ijuí. Coube a Bertholdo Deckert, nascido em 1914, na Ucrânia, proceder ao lançamento, uma vez que realizou a mais elevada doação na campanha. O prefeito Wilson Mânica salientou na ocasião que o projeto Unijuí merece todo o apoio da comunidade, que já deu mostras de sua pujança ao realizar a Expo-Ijuí. Escola - O secretário Alberto Hoffmann, do Interior, Desenvolvimento Regional e Obras Públicas, juntamente com o prefeito Wilson Mânica e vice-prefeito Olivar Scherer realizou visita às instalações da Escola Estadual de 2º Grau 25 de Julho. O deputado assinou na ocasião a autorização para abertura de licitação para a completa reforma do prédio da escola, que será custeada pelo Estado. Doação - As integrantes da Casa da Amizade fizeram a entrega de 317 quilos de gêneros alimentícios para seis escolas dos bairros locais. Essas doações, que são feitas mensalmente, se destinam para a merenda escolar e estão beneficiando os alunos carentes de escolas do município.

inscrições devem ser feitas no período de 9 de novembro de 2016, pela internet, no endereço eletrônico: www.sawabonaconcursos.com.br. O valor da taxa de inscrição vai de R$ 60,00 a R$ 180,00. Os inscritos serão submetidos à prova escrita objetiva, prática e análise de títulos, conforme o cargo pretendido. A realização da prova objetiva está prevista para ser aplicada no dia 15 de janeiro de 2017, em local e horário a serem oportunamente divulgados. A validade do concurso público será de dois anos, a contar da data de homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.

cmyk


www.jmijui.com.br

a união que fortalece

Formação feminista acontece hoje Proposta do Coletivo Sou Minha debate o movimento feminista e suas diferentes vertentes. | 22

Dupla atua pelo Brasileirão Inter disputa jogo decisivo no BeiraRio com o Santa Cruz. Grêmio enfrenta o Figueirense fora. | 17

"Investimentos serão mantidos" As voluntárias do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) trabalham pela solidariedade. Uma das ações realizadas pelo grupo é a confecção de enxovais para mães de baixa renda | 10

Segundo o prefeito eleito de Bozano, Ernesto Nicoletti, administração seguirá com trabalho. | 11

prevenção

JoGoS Da priMavera

Unimed realiza treinamento prático com colaboradores do Sicredi | 21

Tênis de mesa é uma das modalidades da Olimpíada Escolar | 16

EDITORIAL | 6 Diminuir os gastos, o alto número de CCs, os salários, diante dos problemas será que não deveria vir em primeiro lugar?

cmyk

Sitepaginas  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you