Page 1

WWW.JMIJUI.COM.BR

Ijuí, Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

Ano 43 - Nº 392

R$ 3,00

Lei do abuso de autoridade deflagra crise entre poderes Para juiz, discussão sobre punição a juízes e promotores ocorre em hora 'inoportuna'

Professor de Direito destaca importância do fim do foro privilegiado no País

PÁGINA 5

Cerca de 75% das empresas abertas no RS são adeptas ao MEI

PREMATURIDADE

Sistema de tributação facilitada e benefícios fiscais motiva o aumento do empreendedorismo. | 9

Divergência sobre aborto toma conta dos debates Decisão do STF, desta semana, foi comemorada e criticada ao mesmo tempo, nos diversos setores civis. | 12 e 13

Toneladas de lixo são retiradas dos bairros UTI Neonatal do HCI fecha mês dedicado aos cuidados com recém-nascidos | 8

Mutirão de limpeza acontece há 30 dias em pontos críticos do Município, para combater a Dengue | 4

Ano deve começar 'devagar' na prefeitura de Ijuí

Bandidos armados roubam lotérica no Centro

Soja tem mercado futuro com preços atrativos

Projeção é de Rúbio Viecili, que deve integrar a nova gestão municipal. | 14

Dois homens armados levaram valores não divulgados. | 20

Cotações da oleagionosa na bolsa de Chicago estão com altos preços. | 11

cmyk


RADAR EDUCAÇÃO - Nos dias 7 a 14 dezembro de 2016 será realizado o Saers que produzirá resultados de desempenho em Língua Portuguesa e Matemática, aplicados aos alunos de 2º ano e 6º ano do Ensino Fundamental e 1º ano do Ensino Médio. Estes resultados farão um diagnóstico de forma objetiva e sistemática da qualidade da educação básica oferecida pelas escolas gaúchas. DIABETES - Nos encontros mensais promovidos pelo Departamento de Medicina Preventiva da Unimed Noroeste/ RS, os integrantes dos grupos operativos recebem orientações especiais que visam reforçar a importância do autocuidado e da promoção à saúde. As dicas acentuam a necessidade da prevenção de complicações e estimulam a adesão ao tratamento. Nesta semana, o Grupo de Diabéticos se reuniu para receber informações sobre medicamentos. A farmacêutica Aniele Aparecida Petri fez alguns alertas sobre a necessidade da conferência do medicamento ao recebê-lo, observando a dosagem, a quantidade e verificando se está com data de validade em dia. CONVOCAÇÃO - A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS) está convocando os membros dos conselhos de Assistência Social (Comas), do Idoso (Comui), da Segurança Alimentar (Comsea) e da Pessoa com Deficiência (Comped), para assembleia ordinária do próximo dia 20, a partir das 9h, nas dependências da SMDS, Rua Álvaro Chaves, 254. A assembleia será realizada com o objetivo do fechamento do exercício entre 2014 e 2016. Além disso, também terá em pauta a posse das novas composições dos respectivos conselhos para o exercício de 2016 a 2018. MEDICINA - Como ocorre há anos, o curso de Medicina voltou a ser o mais disputado pelos candidatos do vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que acontecerá em janeiro de 2017. A novidade é que a densidade (número de estudantes por vaga) diminuiu. No concurso 2016, foram 79,82 candidatos por vaga. Para 2017, esse número caiu para 74,26 - são 7.277 candidatos para 98 vagas -, de acordo com os dados divulgados pela universidade ontem. Entre os 10 cursos mais disputados, sete são da área da saúde. Além da Medicina, os estudantes buscam vagas na Psicologia (diurno, 28,82 e noturno, 23,19), Fisioterapia (26,43), Medicina Veterinária (18,43), Nutrição (15,45) e Biomedicina (14,88). Completam a lista Direito diurno (14,64), Publicidade e Propaganda (14,34) e Relações Internacionais (14,26). DENTRO DO PRAZO - A emenda parlamentar do deputado federal Elvino Bohn Gass (PT), que prevê obras de pavimentação asfáltica e pavimentação com pedra irregular em diversas ruas do município, segue dentro do prazo concebível para continuidade no processo de contratação. A informação é da Central de Projetos da Prefeitura de Ijuí que, em contato com engenheiros da Caixa Econômica Federal, informaram o prazo máximo para o início das obras, definido para 30 de junho de 2017. Segundo a engenheira civil da Central de Projetos Laura Drews, os profissionais estão trabalhando para que no início do mês de janeiro seja feita a licitação.

cmyk

Jornal da Manhã

Sábado e domingo,3 e 4 de dezembro de 2016

2

OLHO DA RUA INDICADORES

Poupança 2.12.2016 .......................0,6886 % Ouro 2.12.2016....................... R$ 130,49 (gr) Dolar Comercial (compra) ............ R$ 3,4710 Dolar Comercial (venda) ............. R$ 3,4716 Dolar turismo (compra) ............... R$ 3,3900 Dolar turismo (venda) .................. R$ 3,6100 Euro (compra) .............................. R$ 3,6998 Euro (venda) ................................. R$ 3,7004 IPC/FIPE Out/2016 ................................0,27% IGPM Out/2016 .....................................0,16% IPCA Out/2016 ......................................0,26% IGP-M out/16 ........................................0,16% IGP-DI out/2016 ....................................0,13% ICV-Dieese out/16.................................0,37%

LOTERIAS Depois de alguns episódios lamentáveis no campeonato municipal de futsal, em que alguns times envolveram-se em brigas, a arbitragem contratou uma equipe para realizar a segurança no Ginásio, durante os jogos. Que o espírito esportista prevaleça ao longo desta e demais competições.

ENTRE ASPAS "De longe o déficit previdenciário é o nosso maior problema em termos de equilíbrio das contas, devendo chegar a R$ 9 bilhões." Secretário estadual da Fazenda, Giovani Feltes "O governo está fazendo de tudo para não parcelar os vencimentos, mas a situação financeira continua difícil. Economizamos, desde o primeiro dia do governo, tudo que podemos. E agradeço ao funcionalismo, mesmo com tantas dificuldades, por manter os serviços de que a população tanto necessita." Governador do Estado, José Ivo Sartori (PMDB). "Estimamos que R$4,5 bilhões do 13º salário serão utilizados pela população para consumo adicional neste final de ano. Boa parte dos consumidores deverá optar por fazer compras à vista ou utilizando o crediário próprio das lojas." Presidemte da FCDL, Vitor Augusto Koch. "Estou estupefato com o que se passou no Brail. Ministério Público e magistrados hoje já são submetidos a controle da natureza penal, cível e administrativa. Portanto, o que se pretendeu foi agravar a situação do que já existe hoje." Procurador geral da República, Rodrigo Janot. "Estimamos que uma renda adicional de R$ 6 bilhões deve movimentar a economia gaúcha em novembro e dezembro, já efetuados os devidos descontos previdenciários e de impostos." Presidente da FCDL, Vitor Augusto Koch.

NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

1º 2º 3º 4º 5º

-

7.615 4.226 4.955 3.275 2.455

LOTOFÁCIL CONCURSO nº

01 02 03 05 07 08 09 10 11 12 14 15 16 17 24 QUINA

CONCURSO nº

4248

05 06 16 53 61 PREVISÃO DO TEMPO Fonte: Climatempo

Getúlio

1443


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

E COMMERCE

Sindilojas lança projeto Comércio Facilitado Empresários associados ao Sindilojas reuniram-se ontem para o lançamento do projeto Comércio Facilitado, lançado pela entidade. Segundo Cristian Bezerra, um dos coordenadores do projeto, destacou que a proposta é tornar as empresas mais competitivas. "Queremos que as empresas estejam cada vez mais alinhadas às inovações do varejo e certamente a maior de todas as inovações dos últimos anos é o comércio online, por isso criamos esse projeto fácil que permite que uma empresa com baixíssimo custo possa começar a ingressar nesse processo sem grandes investimentos, mas com grandes vantagens". Bezerra ressalta que a perspectiva é de que os resultados sejam imediatos. "Teremos o acompanhamento de uma equipe técnica que vai orientá-lo e fazer um plano de negócio voltado para internet, que vai formatar o modelo de e commerce", explicou enfatizando que a meta é de que até o Natal essas empresas já estejam vendendo pela internet através do site comerciofacilitado.com.br. Entre as vantagens com a adesão ao projeto, Bezerra destaca principalmente o marketing compartilhado porque será feito um grande investimento em divulgação. "Isso de forma que a gente consiga atender aquele público que está acostumado a comprar na internet e faz pesquisa em bus-

Empresários conheceram vantagens do site Comércio Facilitado ontem

cadores por nomes de produtos. Hoje se você buscar um preço na internet raramente vem um preço de Ijuí nas primeiras páginas e este projeto tende a resolver este problema", afirma sobre a necessidade de mostrar um site de relevância. "Precisamos tornar a empresa relevante no mundo online para que muito mais gente veja a sua marca". A adesão do projeto terá como custo o valor de uma parcela mensal de R$ 149,90, sem nenhum custo adicional. "A empresa terá todos os benefícios do projeto e o acompanhamento de assessoria, além de a empresa passar a

ser um associado e ter todos os benefícios do Sindilojas", explica informando ainda que o mês de dezembro é isento de valor para que o empresário possa testar. O presidente do Sindilojas Élio Quatrin considerou o projeto um importante passo para tornar Ijuí a cidade mais digitalizada do interior do RS. "Esse investimento abre mais uma loja dentro da própria loja e isso vai ajudar as empresas a ampliar suas vendas", avalia apontando que em torno de dez empresas já se inscreveram e a estimativa é de que a plataforma tenha uma significativa adesão de todos os setores do comércio.

Comissão fiscalizará os ambulantes Membros da diretoria da Associação Comercial e Industrial (ACI) e da Câmara de Dirigentes Lojistas reuniram-se ontem com o prefeito municipal Fioravante Batista Ballin e o assessor jurídico do Executivo, Gilvon Ferreira. O presidente da ACI, Walter Joel de Moura convocou a reunião que teve na pauta a continuidade dos esclarecimentos sobre o comércio ambulante no município. “Queremos preservar nossos associados, principalmente do setor de comércio, em relação ao aumento dos vendedores ambulantes em nosso município”, declarou. O vice-presidente da ACI, Nilo Leal da Silva, ressaltou que a entidade trabalha há dois anos na questão. “Promovemos reuniões com nossos associados sobre o assunto e levantamos a problemática dos vendedores ambulantes e das feiras itinerantes junto ao Poder Executivo a fim

Executivo fez proposta a empresários para intensificar fiscalizações

de encontrar medidas para inibir a ilegalidade”, disse. A entidade solicitou que a prefeitura fiscalize, principalmente, vendedores de produtos industrializados. O assessor jurídico, Gilvon Ferreira, salientou que a fiscalização foi intensificada nos últimos dias, já que temos o período natalino. “Estamos com uma escala de fiscais na rua, inclusive aos finais de semana”.

O prefeito Fioravante Ballin comprometeu-se a dar continuidade ao assunto. “Na próxima semana vamos reunir os órgãos envolvidos e dar prosseguimento às ações”. Entre essas ações, ficou acertada a formação de uma comissão permanente para fomentar as discussões sobre o comércio ambulante e propor a construção de uma legislação mais rigorosa e moderna.

3

Demanda de vagas segue alta no Sine de Ijuí Diferente do esperado para a época do ano, o Sine de Ijuí conta com a maioria de suas vagas abertas para suprir quadros normais de empresas e não para temporários. "Estamos fazendo um chamamento para as pessoas que têm interesse em trabalhar para as oportunidades de emprego que temos no Sine. Hoje temos cerca de 50 vagas que são vagas de reposição ou aumento de quadro, não são vagas temporárias, são vagas nos mais diversos segmentos de atividades". Entre as vagas, as principais são para lojas com horário estendido e supermercados, todas com exigência de Ensino Médio, mesmo para o setor de comércio e prestação de serviços. "Esperamos que a gente consiga preencher e as empresas esperam que a gente atenda o mais rápido possível essa demanda", fala destacando que a principal dificuldade ainda é com relação à qualificação. "A dificuldade em atender as vagas estão relacionadas ao preenchimento de pré requisitos, são os fatores que não qualificam os candidatos para entrevista". Korb ressalta que são situações recorrentes a falta de qualificação e que o alerta tem sido feito aos candidatos. "É importante que a pessoa veja onde pode se encaixar, porque muitos nem têm a oportunidade de uma entrevista",

Rubens Korb

ressalta afirmando que mesmo sem trabalhar, é preciso que os candidatos busquem formas de se qualificar, já que muitas delas não têm custo como a conclusão mínima do Ensino Médio. Korb destaca que tem sido muito importante a atualização das vagas nas redes sociais, já que o Sine está atendendo em turno único das 7h30 até as 12h, após ainda há um horário interno para atender as empresas com relação as vagas. "Estão sendo realizados cerca de 200 atendimentos por dia, essa é a maior época em volume de atendimento", avalia Korb.

Governo transfere taxas do Fies às universidades A lei que modifica as regras de acesso ao Programa de Financiamento Estudantil (Fies) foi publicada ontem no Diário Oficial da União. Com isso, a União transfere parte dos encargos do Fies para as instituições de ensino superior privadas que participam do programa. A alteração foi feita por meio de medida provisória aprovada no mês passado pelo Congresso Nacional. Com a entrada em vigor da nova lei, as instituições privadas de ensino superior deverão assumir a responsabilidade pelo pagamento, aos bancos, dos encargos decorrentes da concessão do financiamento estudantil. De acordo com a MP, a remuneração será de 2% sobre o valor dos encargos educacionais liberados. Antes da medida, o pagamento dos encargos era bancado pela União. A lei que criou o Fies

estabeleceu a remuneração de 2% aos bancos sobre o valor dos encargos educacionais liberados. A mudança vai gerar, segundo o Ministério da Educação, uma economia de cerca de R$ 400 milhões com o programa este ano. Com a medida, a União deixará de pagar ao Banco do Brasil e à Caixa Econômica Federal as taxas administrativas de 2% dos encargos educacionais liberados para as instituições de ensino. De acordo com o Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp), as instituições, no entanto, terão uma elevação de gastos que, junto com outras despesas que têm que arcar do Fies, totalizarão o equivalente a 13,24% das mensalidades. Repassar essas despesas para os estudantes significaria uma elevação nas mensalidades de 0,5%, além da inflação para o ano que vem.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

4

DEPÓSITOS DE ÁGUA

Mais de 18 toneladas são retiradas das ruas O Dia D de Combate à Dengue, realizado ontem, deu a largada para realização de ações para eliminação de focos do Aedes aegypti no País. No entanto, Ijuí já se adiantou às atividades, com a realização de dois mutirões de Limpeza em mais de 20 pontos críticos onde há o depósito irregular de lixo. A ação, promovida pela Vigilância Ambiental, acontece há mais de 30 dias, dividida em duas frentes de trabalho: uma em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio dos agentes comunitários de saúde, em que há visita nas residências; e outra em parceria com os agentes epidemiológicos e exército, eliminando os lixões clandestinos. Já foram realizadas mais de 80 mil visitas, pelos 38 agentes epidemiológicos, a residências e pontos estratégicos, e outras 24 mil visitas foram realizadas pelos agentes de saúde. A partir disso, foram encontrados e eliminados mais de quatro mil focos do mosquito. “Apesar de tudo que aconteceu, da epidemia, do surto de pessoas, ainda encontramos focos”, lamenta o coordenador da Vigilância Ambiental de Ijuí, Rinaldo Pezzetta. Ao todo, já fo-

ram retirados do meio ambiente mais de 18 mil kg de materiais que poderiam acumular água e servir de criadouro do vetor. “Mesmo assim, necessitamos que a população faça a sua parte.” O maior número de criadouros encontrados ainda são os pequenos depósitos nos quintais das residências. “Historicamente, a região Sul tem um índice mais alto, começa no São Paulo e vai até o Pindorama”, acrescenta. “Não existe milagre e não há outra coisa a se fazer, a não ser eliminar criadouros do mosquito.” A titular da SMS, Márcia Boniatti, reforçou o alerta para a importância da eliminação do Aedes aegypti. “Estamos atendendo ao chamamento do ministro da Saúde, do secretário estadual da Saúde, porque em outros tempos falávamos só da Dengue, agora temos a Zika e Chikungnya, que estavam tão longe e agora estão chegando perto de nós”, salienta. “Enquanto agentes públicos estamos fazendo a nossa parte, estamos trabalhando, não queremos ver ninguém doente, porque os sintomas, quem já teve a doença disse que, são terríveis.” Paralelo a isso, as equipes das unidades básicas de saúde

Rinaldo Pezzetta e Márcia Boniatti participaram do programa Madrugada JM, da Rádio Jornal da Manhã, ontem

do Município estão recebendo capacitação relacionada aos sintomas das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti para realizar o primeiro atendimento. “Então, a população que tem algum sintoma, a primeira coisa que tem que fazer é procurar a sua unidade básica de saúde, que dará a orientação”, alerta acrescentado

que foram confirmados 331 casos de Dengue em Ijuí. Mas, foram mais de 800 casos suspeitos para a doença. “Em 2010 foram mais de três mil casos de Dengue confirmados, isso sem falar das pessoas que tiveram a doença sem apresentar os sintomas, por isso acreditamos que tenha passado de cinco

mil casos naquele ano”, lembra Pezzetta. Finalizando a visita ao Grupo JM, na manhã de ontem, Márcia lembrou à população sobre a campanha nacional permanente Sexta-feira sem mosquito. “Na hora de realizar a faxina do fim de semana, vamos olhar o nosso quintal também”, disse.

Biológo alerta sobre medidas para evitar animais peçonhentos Com o aumento das temperaturas, aumenta também a aparição de animais peçonhentos. Segundo o biólogo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), João Pedro Gesing, já houve ocorrências este ano ocasionadas por acidentes com serpentes. Também é comum ter ocorrências com relação a lagartas, especialmente taturanas. João Pedro explica que casos de serpentes sempre são delica-

cmyk

dos. Muitas vezes, as pessoas não conseguem distinguir se uma serpente é peçonhenta ou não. A legislação afirma que não deve ser feito o extermínio de animais silvestres, devendo-se evitar o conflito. Com isso, se o animal já estiver no local, a recomendação é afugentá-lo para longe. Para evitar essa situação, a população sempre deve manter a propriedade limpa, sem entulhos. As serpentes, prin-

cipalmente, buscam o meio civilizado, quando precisam de uma fonte de alimento ou fonte de abrigo (pedras e entulhos de construção). “Se as pessoas eliminarem os entulhos, você retira a fonte de abrigo da serpente”, afirma João Pedro. Ele ressalta que os moradores devem tomar cuidado com as sobras de alimentos dos animais domésticos. Essas, se ficarem expostas por muito tempo,

podem aproximar roedores da residência, uma vez que roedores também são fonte de alimento para serpentes. O biólogo acrescenta medidas que devem ser tomadas caso sofra um acidente com esse tipo de animal. “Em caso de acidente, a principal orientação é capturar o animal, de preferência vivo, se não for possível, pelo menos levar uma foto. É fundamental

o reconhecimento da espécie para saber se é peçonhenta ou não, de maneira que, se for uma espécie peçonhenta como a jararaca, jaracuçu, cruzeira ou coral, você precisa ter certeza da espécie para conseguir realizar o tratamento com o soro específico, uma vez que o soro é uma medida emergencial e não é bom para o organismo, e, dosado o soro errado, pode gerar piora no quadro do paciente”, finaliza.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

5

MEDIDAS CONTRA JUÍZES

Momento é 'inoportuno' para retaliações Uma das maiores polêmicas em Brasília nesta semana foi a aprovação, durante a madrugada de quarta-feira, do pacote anticorrupção pela Câmara dos Deputados. Os projetos contidos no pacote derivam de uma proposição feita por membros do Ministério Público Federal intitulada de 10 medidas contra a corrupção. A proposição se transformou em 17 medidas pelas mãos do deputado gaúcho Onyx Lorenzoni (DEM), e sofreu outras profundas alterações no plenário da Câmara. Uma destas alterações foi a proposição de modificação da lei de abuso de autoridade, que passaria a englobar juízes, promotores e demais membros do poder Judiciário. Os projetos aprovados foram enviados para apreciação do Senado, onde, na quinta-feira, o presidente da Casa Renan Calheiros (PMDB-AL) tentou aprovar um regime de urgência para as matérias. A polêmica prosseguiu por muitos representantes do Judiciário terem entendido a ação como uma ameaça a juízes e promotores, pois muitos políticos, incluindo Calheiros, são investigados pela Justiça. O regime de urgência não foi aprovado, mas serviu para o Judiciário reagir com

veemência às ações do Congresso. A pedido do Grupo JM, o juiz Eduardo Giovelli analisou a medida que pretende impor restrições ao trabalho do Judiciário. "O momento é completamente inoportuno para uma medida como esta. Na questão do abuso de autoridade, temos uma lei com 50 anos, então é óbvio que será necessária uma atualização dela. Mas é essencial que as mudanças ocorram a partir de uma discussão ampla, dentro da própria lei de abuso de autoridade, fazendo uma nova lei, não um remendo qualquer para incluir juízes e promotores", argumenta o magistrado. A proposta inicial do MPF recebeu apoio de dois milhões de pessoas, que subscreveram as medidas. Apesar do apoio popular, as proposições foram transfiguradas, segundo Eduardo Giovelli, o que é ainda mais negativo pelo fato de o pacote inicial prever amplas medidas para restringir a corrupção no serviço público brasileiro. "Os projetos foram totalmente transfigurados. A discussão está muito concentrada em torno do abuso de autoridade, mas o pacote tinha 10 medidas que envolviam juridicamente todos esses

crimes financeiros que estamos vendo e que estão chocando o País. Era uma série de medidas pensadas para auxiliar no combate à corrupção, com mudanças de regras processuais, mexendo na questão da prescrição destes crimes e evitar recursos protelatórios. Tudo isso foi completamente ignorado", lamenta Giovelli. A principal justificativa para a inclusão de mudanças na lei do abuso de autoridade é submeter integrantes do Judiciário a controles mais rígidos de atuação, impedindo que cometam atos inconstitucionais. É a tese de que, assim como todos os brasileiros, juízes e promotores devem ser punidos quando cometerem excessos. Para o juiz Giovelli, porém, a explicação não se sustenta, já que os servidores da Justiça já possuem regramentos e punições específicas em caso de má conduta. "Nós temos mecanismos de controle interno e externo. Existem conselhos que foram criados há alguns anos para o Ministério Público e para a Justiça, por exemplo. Então há o CNMP e o CNJ que possuem controle da ação e condução dos processos, todos os cidadãos têm acesso a isso. Nós temos as próprias corregedorias que fazem esse trabalho de fiscalização.

Fim de privilégios é mais relevante Professor de Direito da Unijuí, o advogado Gilmar Bedin também criticou, em entrevista ao Grupo JM, a desfiguração do pacote anticorrupção proposto pelo Ministério Público Federal. Segundo o especialista, as modificações feitas pelos deputados se resumem a uma tentativa de atingir o poder Judiciário. "É quase inacreditável que um processo que tem origem no MP, na forma de iniciativa popular, seja transformado em um mecanismo de vingança e coação às estruturas de direito do Estado brasileiro. É uma semana muito triste, totalmente avessa ao combate à corrupção e que tenta cercear as prerrogativas da Justiça", avaliou Bedin. Indagado sobre o fim do foro privilegiado, que garante que políticos sejam julgados exclu-

sivamente pelo STF entre outros privilégios, Bedin defende que a isonomia entre os cidadãos, incluindo políticos, é um tema mais relevante. "Um dos princípios fundamentais da República é que todos sejam iguais perante a lei. Se compararmos o Brasil com outros países, vamos identificar o quanto esta ideia do foro privilegiado é incompatível com a Constituição. No Brasil, um grupo muito grande que vai do presidente da República até ministros e parlamentares, só pode ser processado pelo Supremo Tribunal Federal, onde esses processos levam muito tempo. Então a verdade é que os próprios políticos utilizam esta estrutura morosa para que seus crimes prescrevam, o que é ruim para a igualdade constitucional."

Gilmar Bedin

Eduardo Giovelli

Acima de tudo, se entendem que as punições a juízes são insuficientes, que se modifique nos locais apropriados, como a Lei da Magistratura, através de um debate coerente, concreto e racional", protesta

Proposta de deputados tem punições subjetivas

As alterações promovidas no projeto de medidas anticorrupção pela maioria dos deputados federais deflagrou guerra institucional pública do Judiciário e Ministério Público (MP) contra o Legislativo. Não bastasse a investida, o texto aprovado pelos deputados federais na madrugada de quartafeira, estabelece tipificações penais totalmente subjetivas. Se de fato a intenção dos parlamentares favoráveis à iniciativa (diga-se, de praticamente todos os partidos, de petistas a tucanos) visasse ao aperfeiçoamento da legislação, com motivação republicana, bastaria alterar a Constituição estabelecendo, entre outros pontos, a possibilidade de perda de cargo por via administrativa. A reação à iniciativa da Câmara

foi generalizada e contundente. Em nota, a presidente do Supremo e do Conselho Nacional de Justiça, ministra Cármen Lúcia, afirmou que a independência do Judiciário está ameaçada e destacou: “Já se cassaram magistrados em tempos mais tristes. Pode-se tentar calar o juiz, mas nunca se conseguiu, nem se conseguirá, calar a Justiça”. Na mesma linha, ocorreram manifestações do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de associações de juízes e do MP em todo o País. Reação incisiva também foi protagonizada pelos integrantes da força-tarefa da Lava Jato, que ameaçaram com renúncia coletiva caso a proposta avance no Senado e seja sancionada pelo presidente Michel Temer.

cmyk


Jornal da Manhã

OPINIÃO

Sábado e domingo, 2 e 3 de dezembro de 2016

INESPERADO

A

ENTREVISTA

semana que passou pode ser definida por uma palavra: intensidade. As emoções estiveram a flor da pele em diversos setores e por variados motivos. No início da semana, uma tragédia envolvendo o time da Chapecoense e sua equipe diretiva, além de 20 profissionais da imprensa e a tripulação do avião, tirou a vida de 72 pessoas e deixou um rastro de comoção em toda a Nação. Palavras não foram, e não são, o suficiente para expressar o que o mundo sentiu diante do buraco deixado não só para familiares e amigos das vítimas, mas para o esporte, para o jornalismo e para a população em geral. Uma saudade que não terá fim. Uma fatalidade resultante, mais uma vez, da negligência do ser humano, que insiste na mania de quebrar regras, procedimentos e burlar o sistema. A falta de combustível resultou na falta de um final para uma história de superação, de um time humilde, que levava na bagagem mais Em meio a um ce- do que o uniforme nário dramático, que para um jogo tão uniu todas as raças importante, mas o em um só luto, ficou sonho de milhares por conta do Brasil de pessoas, o sonho o grande vexame do de uma cidade. Ao falar da traoportunismo gédia chapecoense uma frase dita por uma personalidade na última semana descreve o sentimento de vazio que fica no coração, e na mente, de cada um que não conseguiu impedir que lágrimas descrevessem o que as palavras jamais conseguirão: "quando um avião cai, sonhos despencam do céu". Em meio a um cenário dramático, que uniu todas as raças e times em um só luto, em uma só reflexão, ficou por conta do Brasil o grande vexame permeado pelo oportunismo e, mais do que isso, marcado por uma tentativa desesperada de manter o povo à mercê da malandragem. Enquanto o País chorava o luto com Chapecó, deputados resolveram trabalhar incansavelmente e entraram a madrugada de quarta-feira com a votação do pacote anticorrupção. As 10 medidas, que agora são 17, foram totalmente transfiguradas e buscam nada mais do que proteger aqueles que são eleitos para legislar, dos crimes que cometem com dinheiro público ao longo de seus mandatos. Afinal, quem não deve não tem o que temer. Já nos ensinavam nossos pais e avós. Na busca desesperada por alterar aquilo que foi dado ao povo em resposta às manifestações feitas nas ruas pedindo o fim da corrupção, é lamentável, para não dizer dramática, tal atitude dos parlamentares. Dos representantes do povo. Mas, esse mesmo povo que pediu as medidas, esse mesmo povo que protestou pela aprovação do pacote, que foi às ruas e gritou por uma política limpa e honesta, acompanha em silêncio aos meandros de um grupo de políticos ardilosos e sorrateiros. Com suas medidas anticorrupção transfiguradas, a população sofre um duro golpe por parte dos legisladores, e nada faz. O Brasil chora hoje a memória daqueles que foram em busca de um sonho, que não mais se realizará. E o Brasil também sofre um duro golpe no avanço de sua política e na expectativa de dias melhores.

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

Como a Fiergs avalia o pacote de combate à crise apresentado pelo governador José Ivo Sartori? Estamos recebendo até com certa alegria o pacote do governo, porque nós sabemos da situação do Estado desde 1989. Faz 27 anos que a Fiergs fez uma análise das finanças do RS e nesse Relatório Sayad está registrado tudo exatamente como aconteceu com o RS que estava previsto se não fossem tomadas medidas na hora certa. Pena que os governantes não tenham dado a devida atenção ao documento. Como um governador passou para outro, hoje, o governador Sartori está tendo coragem de realmente enfrentar a situação. Quais as melhores medidas para enfrentar a crise? A despesa do Estado cresceu significativamente mais do que a nossa riqueza, nossa produção e o nosso PIB. Temos hoje um Estado com uma organização pública que não cabe mais naquilo que nós produzimos. Então, das duas uma, ou nós começamos a trabalhar mais, aceitamos que as pessoas tenham turnos de 12, 15 horas por dia para produzir mais riqueza e para os que plantam teriam que fazer três safras por ano, ou seja, isso não existe, é uma utopia, impossível. Então a outra situação é o Estado encolher. Não queremos Estado máximo, nem mínimo. A sociedade quer um Estado que funcione e que seja possível de ser sustentado pela nossa população, porque não dá mais para aumentar os impostos que nós já pagamos muito. Então esse pacote deveria ter sido implantado há 25 anos para não chegarmos no ponto que chegamos. Quais as contrariedades apontadas na visão dos empresários? Há sim algumas contrariedades. O setor industrial está sendo atingido numa situação bastante complicada, porque hoje as empresas já estão com muita dificuldade financeira para manutenção do seu negócio, de seu capital de giro e para manter compromissos em dias, inclusive para o pagamento de impostos e com a redução a partir de janeiro do prazo do recolhimento do ICMS que terá nove dias a menos para pagar 12 dia, isso impacta nos caixas das empresas. Quanto ao crédito, o dinheiro que tem no mercado é raro e caro: os bancos olham com lupa em cima das empresas para evitar a inadimplência. E qual a tese que a Fiergs defende? Não adianta a gente imaginar que vamos sair ilesos dessa situação. Temos que atingir toda a administração do Estado, cargos, funções. Acreditamos que algumas estruturas que o Estado tem podem ser repassadas para o sistema privado e temos que dar limites a privilégios e benefícios para servidores. Se todos os entes fizerem sua parte, o setor da indústria não tem como negar a participar dessa verdadeira cruzada que tem que ser feita para tirar o RS dessa calamidade financeira. O resultado da crise financeira se deve a uma má gestão? Há 45 anos nós administramos de forma mal financeiramente o RS. Em apenas sete anos tivemos o equilíbrio fiscal, ou seja, se arrecadou e se gastou o que se arrecadou. Em todos os outros anos tivemos déficit do

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Jocelaine Simão redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

cmyk

6

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui.com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com

Heitor Müller Presidente da Federação das Indústrias do RS (Fiergs)

governo do Estado que tiveram que ser cobertos com financiamentos e eles são duros. Hoje o juro que o RS paga é muito maior do que se gasta com Segurança, Educação e Saúde. Onde estão os principais rombos que desencadearam essa crise econômica no Estado? Todo o ICMS que os gaúchos recolhem não chega só para pagar a folha do Estado entre ativos e aposentados. Somente os aposentados já consomem 55% daquilo que é pago para o funcionalismo, aí entra a questão da Previdência. Ela foi calculada quando a idade média da população era 54 anos, isso há 50 anos. Hoje, a média é 78 e cada vez há menos pessoas entrando no mercado para continuar sustentando aqueles que estão saindo, além disso, as famílias querem menos filhos, então sobre a Previdência essa conta não fecha e não vai fechar nunca. Não precisa ser nenhum especialista para fazer esse cálculo. Qual a expectativa da Fiergs e de empresários a partir de agora? É um esforço de enxugamento da máquina estatal que se faz necessário. Esperamos que os deputados tenham sensibilidade para aprovar as medidas. A Assembleia aprovou um marco em políticas públicas, que foi a Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual e depois a LDO prevendo aumento de gastos limitado a 3%. Será coerente aprovar agora as medidas de enxugamento. Uma pena, também, que os líderes do funcionalismo público não tenham defendido a categoria com realismo, mas se preocuparam em manter os privilégios, cujo resultado só poderia ser essa situação de falência que se reproduz em outros Estados do País.

Representantes Comerciais: Grupo de Diários

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

www.jmijui.com.br

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATuRAS E CIRCuLAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0316 3331-0321 Semestral: R$ 200,00 Anual: R$ 400,00 Correio: R$ 400,00 (semestral); R$ 800,00 (anual)


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

ENSINO SUPERIOR

Unijuí realiza Vestibular de Verão neste domingo A Unijuí realiza neste domingo a prova de Vestibular Verão. Mais de 3,3 mil candidatos se inscreveram para realizar a prova na Universidade. Segundo a coordenadora da Comissão de Vestibular Vera Fisher, os números são comemorados diante da situação econômica do país. "Esse número positivo é resultado de uma série de ações que se desenvolvem durante o ano, do conceito dos cursos de graduação e do reconhecimento da instituição na formação acadêmica", avalia destacando que a média de inscrições é considerada positiva. Segundo Vera, agora, os preparativos estão voltados para receber os vestibulandos e seus acompanhantes no domingo. Vera explica que está sendo mobilizada a estrutura para garantir o bom andamento da prova, além de espaços e atrações para pais e acompanhantes dos vestibulandos. "Teremos uma equipe para atender as famílias com informações sobre os cursos e a universidade". Os candidatos realizarão a prova nos quatro campi da Universidade: Ijuí, Panambi, Santa Rosa

Carlos Zimpel promove projeto sobre negros

Dicas para a Prova Esteja preparado Ficar com fome, sede, ou sono durante a prova pode influenciar muito no seu desempenho. Aqui, a dica é para você organizar-se no domingo bem cedinho, tomar café da manhã, levar uma garrafinha de água para hidratar-se durante a prova, e, claro, dormir bem. Não esqueça Documento com foto e o cartão de confirmação da inscrição. Além de caneta esferográfica preta ou azul (ponta grossa), lápis e borracha. Administre seu tempo Uma dica bastante válida é começar pelas questões que se tem mais facilidade e depois voltar às mais difíceis. Assim, risco é menor de deixar questões que sabia em branco porque não teve tempo de chegar até elas. Não esqueça, a prova começa às 8h30, nos quatro campi da Unijuí (Ijuí, Santa Rosa, Panambi e Três Passos). A Universidade aconselha o candidato a chegar meia hora antes da prova.

e Três Passos e no polo EAD em Ijuí. Para os cursos presenciais, a prova será de redação e 40 questões objetivas, das 8h30 às 12h30. Para os cursos EAD, a prova será de redação e será realizada das 8h30 às 11h30. "Orientamos que os vestibulandos cheguem de preferência com meia hora de antecedência a partir das 8h portando documento de identificação com foto e o comprovante de inscrição, além de caneta preta ou azul. Ainda que eles venham com tranquilidade, que procurem descansar no dia

anterior para poder realizar uma boa prova", comenta enfatizando que é importante que o aluno busque no portal da Unijui o local da sua prova para que não tenha problemas para se localizar na estrutura da universidade. Sobre a lista dos classificados, Vera informa que ela será divulgada no dia 7 de dezembro. A coordenadora informa que dúvidas e informações podem ser esclarecidas no chat do Vestibular, de segunda a sexta das 8h às 22h, ou pelo Disque Vestibular 0800 646 7100.

Osvaldo Aranha promove mostra Tornar o aprendizado lúdico e proporcionar ao educando a oportunidade de participar de forma atuante na construção do seu conhecimento são as propostas do projeto interdisciplinar Viagem em Cena, das turmas dos Anos Finais da Escola Osvaldo Aranha. Tomando por partida a viagem de estudos para São Miguel das Missões, São Borja, Santo Ângelo e a Epopeia Ijuhy, durante a Expo-Ijuí, os alunos passaram a escrever peças de teatro, produzir figurinos, cenários e dinamizaram a fala e a expressão corporal, tudo para que no dia 30 de novembro fosse feito a socialização dos resultados finais. O 6º ano reviveu a Colonização de Ijuhy, encenando a chegada dos imigrantes, caracterizados com suas vestes e modo de falar, as dificuldades e anseios ao chegar nesta terra distante, inóspita e desconhecida. Ao 7º ano coube a missão de apresentar As Ruínas de São Miguel, enfatizando o Tratado de Madri e a Guerra Guaranítica, salientando a figura do líder Sepé Tiaraju, bem como o trabalho desenvolvido pelos índios e jesuítas. O 8º ano

7

Alunos realizaram uma retrospectiva histórica por meio do teatro

apresentou a peça Getúlio Vargas, mostrando a ambiguidade deste político populista e estrategista que foi amado por alguns e odiado por outros, enfatizando algumas manobras políticas como o Plano Coehn, o qual era uma farsa e foi utilizado como documento para justificar a ditadura do Estado Novo, até o seu suicídio, onde se cumpre a Carta Testamento e Getúlio ¨sai da vida para entrar para a História¨. Por fim, o 9º ano apresentou a peça Ditadura Militar- O Golpe de 1964, mostrando o rápido e polêmico governo de Jânio Quadros,

a deposição de João Goulart e a Ditadura Militar, na qual são citados os Atos Institucionais, que negavam todos direitos da população, e permitiam a violência e tortura. A coordenadora pedagógica Neiva Rosa Lopes, que participou dos trabalhos, avaliou como positiva a experiência. "A realização da retrospectiva histórica foi muito interessante, envolveu os alunos porque foi uma atividade diferente, onde eles vivenciaram por meio da interpretação o que eles conheceram nas viagens", concluiu.

Produções artísticas e textuais foram apresentadas aos alunos da escola

A Escola Carlos Zimpel promoveu na última quarta-feira o Seminário Integrado das práticas desenvolvidas durante o projeto Rio Grande do Sul Preto no Branco. Segundo a professora e historiadora Cristiane Barbosa da Silva, o objetivo era apresentar a contribuição do negro escravizado trazido do continente africano para o Brasil mais especificamente no Rio Grande do Sul. O projeto foi desenvolvido pela professora Cristiane, coordenado pela supervisora pedagógica Rocheli Graber, tendo o apoio dos professores de todas as áreas do conhecimento. "As atividades desenvolvidas tiveram como base pesquisa em grupo onde os alunos foram desafiados pelos seus professores a investigar diversos temas", afirma. Além disso a professora destaca que fez parte

do trabalho o desenvolvimento de gráficos sobre a população negra no início da colonização rio-grandense; ligas de futebol, religiosidade; lendas; personalidades e a produção do primeiro Curta metragem com o apoio do Núcleo de Tecnologia Educacional. "Nosso projeto alcançou seu objetivo principal que era mostrar a nossos alunos suas raízes, a partir do pressuposto que todos somos afrodescendentes, pois o homem primitivo surgiu no continente Africano. Neste sentido é primordial valorizar, conhecer nossa cultura, para que em algum momento de nossa evolução realmente consigamos erradicar a discriminação racial. O processo de aprendizagem só é completo quando o educando vivencia suas experiências para dar sentido a sua pesquisa", avalia Cristiane.

Coordenadora socializa práticas pedagógicas Os professores da Educação Infantil, Anos Iniciais e Laboratório de Aprendizagem, das escolas de abrangência da 36ª CRE, participaram nos dias 25, no auditório da Escola Rui Barbosa e dia 29, no auditório da 36ª CRE, do encontro de socialização das práticas pedagógicas realizadas no ano de 2016. Na oportunidade, os professores foram desafiados a socializar práticas realizadas nas diferentes áreas do conhecimento desen-

volvidas durante os encontros presenciais e nos módulos à distância, realizados no ambiente moodle. De acordo com as assessoras responsáveis pela formação, Ana Maria Lemos Rolim, Débora Zambonato, Taís Brochier e Raquel Bortoli, os relatos de experiências foram diversificados, demonstrando a qualidade do trabalho desenvolvido nas escolas de abrangência da 36ª Coordenadoria Regional de Educação.

Professores dos Anos Iniciais trabalharam o lúdico nas práticas pedagógicas

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

PESQUISAS CLÍNICAS

Regulamentação é aprovada no Senado O projeto que acelera a liberação de pesquisas clínicas no Brasil (PLS 200/2015) foi aprovado na quarta-feira pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS). A proposta cria um marco regulatório para análise e registro de novos medicamentos no tratamento de câncer, Alzheimer, diabetes e de outras doenças, além de fixar regras a serem cumpridas nos estudos em seres humanos. O texto, aprovado na forma de um substitutivo à proposta original, precisa passar por turno suplementar de deliberação. "Essa é uma vitória dos pacientes que têm câncer e outras doenças graves e que, através da pesquisa clínica, podem vislumbrar uma condição de vida melhor para enfrentar essas enfermidades que hoje atingem e matam tantos brasileiros ", defende a senadora Ana Amélia (PP-RS), autora do projeto ao lado dos senadores Waldemir Moka (PMDB-MS) e Walter Pinheiro (PT-BA). Atualmente, o Brasil é uma das nações mais atrasadas em relação aos processos de autorização e condução dos protocolos de pesquisas. Enquanto no restante do mundo esses procedimentos consomem um prazo que varia de 3 a no máximo 6 meses, no País eles provocam entre 10 e 15 meses de espera. O projeto contém dispositivos que visam proteger a saúde do voluntário de pesquisa, mediante a garantia de assistência médica com pessoal qualificado durante toda a execução do estudo. De acordo com os autores, o projeto pretende, sobretudo, desburocratizar o sistema e agilizar a liberação de novos testes. Entre outros pontos, o PLS 200/2015 estabelece exigência de aprovação e revisão por parte de comitês de ética em pesquisa;

cmyk

8

HCI encerra atividades do Novembro Roxo O mês de novembro é reconhecido como o mês Internacional de Conscientização sobre a Prematuridade, conhecido como Novembro Roxo. No dia 17 foi o dia Mundial da Prematuridade. Na última quarta-feira, encerrando o mês, a Equipe UTI Neonatal do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) reuniu-se para celebrar essa data, dada a importância do cuidado qualificado, humanizado e de excelência aos recém-nascidos prematuros, que são assistidos pela equipe de profissionais da UTI Neonatal, que busca constantemente a qualificação profissional. O Brasil aparece na 10ª posição em números absolutos, com 279,3 mil partos de prematuros por ano. Nesse sentido, a campanha do

mês da prematuridade tem por objetivo alertar sobre o crescente número de partos prematuros, como preveni-lo e informar sobre as consequências para o bebê, sua família e a sociedade. E também refletir sobre a qualidade e a humanização no atendimento oferecido aos recém-nascidos prematuros e às suas famílias. “ Nossa equipe da UTI Neonatal do HCI disponibiliza de um Grupo de Apoio aos pais e familiares de recém-nascidos internados na referida unidade, que faz toda a diferença”, finaliza a enfermeira coordenadora da UTI Neonatal Hospital de Caridade de Ijuí, especialista em Enfermagem em Terapia Intensiva Cibele Thomé da Cruz.

Assunto começou a ser debatido no Senado, em março de 2014

liberdade para o participante se retirar a qualquer momento do estudo; entre outros. Também cria o Sistema Nacional de Revisão Ética das Pesquisas Clínicas, instância nacional harmonizadora da ação dos diversos comitês de ética em pesquisa existentes. O assunto começou a ser debatido no Senado em março de 2014, após contato de paciente de câncer de pulmão de Ijuí com a senadora Ana Amélia. O exemplo do paciente Afonso Haas, 56 anos, motivou a realização de audiência pública com médicos, pesquisadores, representantes de entidades e do governo federal na CAS, onde ficou evidente a burocracia existente no Brasil nesse processo. Desde então, o projeto passou também pela CCJ e pela CCT. Na análise da proposta por outras comissões, modificações foram incorporadas ao texto original, como a que permitiu todas as pesquisas clínicas com seres humanos, desde as investigações sobre intervenções biomédicas –

em geral pesquisas experimentais –, às demais pesquisas clínicoepidemiológicas, tais como rastreamento de doenças e estudos sobre fatores de risco. Também a que inclui, como responsabilidade do pesquisador principal, assegurar os direitos e zelar pelo bem-estar e pela segurança dos participantes de pesquisa. De acordo com o texto, a pesquisa deve observar: equilíbrio de gênero na composição dos comitês de ética e do controle social; máxima independência dos comitês de ética; responsabilidade do investigador em prestar os cuidados médicos aos participantes da pesquisa durante toda a sua execução; proteção ao sujeito da pesquisa em caso de uso de placebo - que só pode ser usado quando não há alternativa terapêutica efetiva para a doença objeto do estudo ou em tratamentos combinados; e eliminação de ambiguidades que possam comprometer o direito de acesso do participante ao medicamento experimental no pós-estudo.

Profissionais da UTI Neonatal reuniram-se para o encerramento do Novembro Roxo

SAE agenda horários para testes rápidos O Brasil tem avançado no controle da Aids, tendo alcançado melhoras significativas em todos os indicadores. O alcance das metas de 90% das pessoas testadas, 90% tratadas e 90% com carga viral indetectável até 2020, estabelecida pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), é um dos resultados mais expressivo das ações de combate

ao HIV e Aids no País. Com o intuito de também avançar nos índices positivos relacionados à infecção, o Sistema de Atendimento Especializado (SAE) de Ijuí, realiza na próxima terça, quarta e quinta, atendimento em horário especial até às 21h, para intensificar testes rápidos, que podem ser agendados pelo telefone 3331 8891.


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

9

EMPREENDEDORISMO

75% das empresas abertas no RS são MEI O contador da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Ijuí Marcelo Didoné confirmou que o Microempreendedor Individual está com um expressivo crescimento. "Temos um número muito expressivo de MEIs exercendo atividades, não só em Ijuí, mas de acordo com a Junta Comercial do RS, é um número grande em todo o Estado." Didoné confirma que o MEI foi instituído a partir de Lei complementar em 2008 e de lá para cá se percebe que há um número expressivo de pessoas que adotaram essa modalidade. “No mês de outubro de 2016, no Estado do RS, ocorreram quase oito mil inscrições de empresas nesta modalidade do MEI. Em contrapartida, o que está em segundo lugar são as Sociedades Ltda. que foram 1,7 mil, e um número ainda mais expressivo, falando do acumulado de janeiro a outubro de 2016 tem um total de mais de 77 mil MEI no Estado do RS, enquanto a Sociedade Ltda. tem um total de pouco mais de 11 mil". Já com relação ao acumulado total, de 102 mil empresas que foram constituídas de janeiro a outubro de 2016, 75% correspondem a MEI. "Isso se deve a facilidade em se constituir esse tipo de empresa e também pela baixa carga tributária. O impacto para a economia é positivo porque

várias pessoas que estavam na informalidade passaram a se formalizar e isso gera também emprego porque o MEI pode contratar uma pessoa. Esse impacto positivo é sentido na economia, seja na indústria, comércio e prestação de serviço". O contador esclarece que a variação nos valores da taxa ocorre de acordo com a atividade exercida pelo MEI. "Temos uma taxa que é para o comércio ou indústria e essa taxa está condicionada a 5% do salário mínimo nacional", avisa informando que hoje o valor fica em R$ 44, para o INSS, e no comércio é somado o valor de R$ 1 ICMS. Já para a prestação de serviço, além dos R$ 44 para o INSS é somado o valor de R$ 5 de ISS. Já para outra opção, que é comércio e prestação de serviço, todas as taxas são somadas em uma guia de R$ 50. "Os benefícios como aposentadoria, auxílio doença, auxílio acidente e licença maternidade são os principais atrativos para que os trabalhadores procurem essa modalidade de empresa". A técnica de atendimento do Sebrae Ana Lucia Viana também confirma que a adesão ao MEI é sempre muito boa. "Sempre tem gente querendo empreender buscando uma nova fonte de renda, pessoas que estão na informalidade e buscam se legalizar

O salão de beleza é o setor mais recente que pode aderir à tributação do MEI

para ficar dentro da legalidade". Ana comenta que muitas vezes a pessoa fica do dia para noite sem nenhuma fonte de renda, então inicia essa busca de receita. "A pessoa acaba enxergando no empreendedorismo essa receita, é o que chamamos de empreendedorismo por necessidade, ele vê em uma empresa uma forma de retomar as suas atividades", fala destacando que a

construção civil apesar de ter reduzido um pouco, continua sendo a área mais procurada, o setor de alimentação e vestuário e comércio em geral. Sobre os benefícios, ela ressalta as vantagens em ter um CNPJ. "Para abrir uma conta bancária, acesso ao crédito, dentro das limitações da sua categoria, poder emitir uma nota fiscal, recolher o INSS, que é o que muitos buscam".

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

10

TRAGÉDIA CHAPECOENSE

Corpos devem chegar na manhã de hoje em Chapécó Por volta de 14h45 no horário da Colômbia (17h45 de Brasília), os primeiros carros fúnebres com os caixões das vítimas do desastre aéreo da Chapecoense chegaram ao aeroporto José María Cordova, em Rionegro, na Colômbia. O cortejo entre a clínica San Vicente, em Medellín, e o aeroporto demorou cerca de duas horas e meia e foi acompanhado pela população de Medellín com lenços brancos nas mãos pelas ruas. Os três aviões C-130 da Força Aérea Brasileira (FAB) que saíram de Manaus já chegaram a Medellín e os militares colombianos prestam as últimas homenagens em solo colombiano antes do embarque. A previsão é de que as aeronaves permaneçam no aeroporto por cerca de duas horas para embarcar todos os caixões. O voo de retorno estava inicialmente marcado para as 16h locais (19h em Brasília), mas, até o fechamento da edição, havia atrasado.

População acompanhou o trajeto dos carros e funcionários com lenços brancos nas mãos

LaMia fez quatro voos no limite da capacidade Aos poucos surgem mais informações que indicam falha humana no planejamento do voo que levava o time da Chapecoense a Medellín, na Colômbia. A viagem no limite da capacidade da aeronave LMI2933, realizada pelo piloto Miguel Quiroga, classificada como "irresponsável" pelo especialista em segurança de voo Carlos Camacho, repetiu-se em outras quatro oportunidades nos últimos seis meses. Foram voos que superaram o tempo de autonomia do avião. A pequena margem de erro que Quiroga se dava encontrou um imprevisto na noite de segunda-feira, em Medellín, e resultou na morte de 71 pessoas, incluindo ele. A LMI 2933, modelo britânico Avro RJ 85, tem autonomia para 4h22 de voo, ou

2.985 quilômetros. Além disso, de acordo com códigos internacionais de segurança, os pilotos ainda devem ter no mínimo 30 minutos de combustível além do necessário para realizar uma viagem. São esses limites e cuidados que foram ignorados pelo piloto, conforme demonstram relatórios preliminares da investigação sobre o acidente em Medellín e também o histórico dos últimos 83 voos da aeronave da empresa boliviana, disponibilizado pelo FlightRadar24, site especializado em tráfego aéreo. A própria viagem entre as cidades de Santa Cruz de La Sierra e Medellín já chega no limite da autonomia da aeronave, com 3 mil km de distância. Entre agosto e novembro deste ano, Quiroga já tinha feito esse trajeto, mas da cidade colombiana para

a boliviana, em três oportunidades. Em todas, o tempo de duração foi igual ou superior ao que a Lamia informa em seus planos de voo como limite de autonomia do avião: 4 horas e 22 minutos. Com experiência como piloto de aviação comercial e especialista em segurança de voo, Carlos Camacho não poupa críticas ao histórico de voos da LaMia: " É inacreditável esse histórico de voos com mais de quatro horas de duração com esse tipo de aeronave. Isso mostra que o piloto foi irresponsável e viajou com a faca na boca. Camacho ainda explica que o número elevado de passageiros no voo para Medellín não pode ser considerado como um fator grave no consumo de combustível a ponto de justificar a queda".

Plano de voo não previa reabastecimento O plano de voo da Lamia que levou o time da Chapecoense para a Colômbia continha uma série de contradições e irregularidades. Submetido e aprovado por volta das 18h30 de segunda-feira (horário de Brasília) pela Administração de Aeroportos e Serviços Auxiliares à Navegação Aérea (Aasana), o documento declarava como tempo estimado de voo entre Santa Cruz de la Sierra e Rio Negro, na região metropolitana de Medellín, 4h22 – justamente o mesmo tempo informado como autonomia máxima da aeronave com o tanque de combustível cheio. Para um trajeto como esse, a aeronave deveria ter pelo menos 5h15 de autonomia, segundo especialistas em aviação. Na descrição da rota a ser percorrida pela aeronave Avro RJ 85 – que saiu de Santa

cmyk

Cruz de la Sierra em direção ao Acre, passando pela Amazônia até chegar a Rio Negro –, não há qualquer menção de paradas para reabastecimento. Em dois campos, no entanto, as aerovias que passam sobre a cidade de Bogotá – que fica a cerca de 215 quilômetros do aeroporto de destino – são citadas. Na primeira vez, o Aeroporto Internacional El Dorado é assinalado como alternativa para pouso, caso a pista do Aeroporto José Maria Córdova (em Rio Negro, região de Medellín) estivesse fechada ou houvesse restrição meteorológica. Essa é uma opção presente em todos os planos de voos, domésticos ou internacionais, e o piloto tem até dois aeródromos próximos para sugerir. A Lamia indicou apenas um, mas

segundo o especialista em segurança de voos e major da reserva da Força Aérea da Colômbia, Julio Palacios, é obrigatório assinalar duas opções alternativas de pouso em voos internacionais. Nesse caso, Cáli seria a alternativa mais indicada. No outro campo em que Bogotá é mencionado é para descrever que o avião passaria sobre o espaço aéreo da cidade por volta das 0h36min (horário de Brasília). Novamente sem nenhuma menção a paradas para abastecimento ou desembarque de passageiros. De acordo com as normas internacionais, uma viagem com esse percurso, de 2.975 quilômetros (equivalente ao de Florianópolis a Manaus), a aeronave deveria contar com combustível para poder voar pelo menos 5h15 com segurança.

Nilton Kasctin dos Santos Promotor de Justiça

Cenário apocalíptico sobre agrotóxicos Não há sequer um sinal de luz no fim do túnel que possa representar alguma esperança de escaparmos dos efeitos dos agrotóxicos. Pelo contrário. O que se avizinha é um cenário apocalíptico. Tramitam no Congresso Nacional projetos para acabar de vez com a atual legislação de agrotóxicos. E liberar tudo. Destaco o Projeto de Lei n.º 3200/2015, do Deputado gaúcho Luis Antonio Covatti, que começa mudando o nome dos agrotóxicos para “defensivos fitossanitários”. O objetivo agora é fazer com que os consumidores percam o temor em relação aos venenos agrícolas, pois essa expressão fica parecida com “água sanitária”, “desinfetante” e outros nomes que levem a sociedade a ver os venenos mortais como algo até bom para a saúde ou para a proteção da vida. Esse PL cria a Comissão Técnica Nacional de Fitossanitários (CTNFito), que fica submetida exclusivamente ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Ministério que ficará responsável pela apresentação de “pareceres técnicos conclusivos aos pedidos de avaliação de novos produtos defensivos fitossanitários, de controle ambiental, seus produtos técnicos e afins” (art. 6º). Pior ainda. Essa Comissão será formada por 23 membros efetivos, todos escolhidos e designados pelo Ministro da Agricultura (art, 7º, §2º). Da mesma maneira, pelo Ministro do MAPA serão nomeados a diretoria da CTNFito e os representantes de órgãos legalmente constituídos de proteção à saúde do trabalhador, representativos dos produtores rurais e de produtores de defensivos fitossanitários (art. 7º, incisos III, IV e V, c/c §§ 5º, 6º e 7º). Pela legislação atual, para liberação de registro ou reavaliação de veneno há participação dos ministérios da Saúde, Meio Ambiente e Agricultura. Com a reforma do sistema, tudo fica a cargo do Ministério da Agricultura, apenas, inclusive a escolha dos fiscais e técnicos. Vale dizer que o Ministro Blairo Maggi, que planta 200 mil hectares de soja com veneno, é quem fará isso enquanto Ministro da Agricultura. Sozinho (mas obviamente depois de consultar os maiores empresários do agronegócio). Em resumo, quem ditará as regras sobre agrotóxicos no Brasil serão os grandes plantadores de soja. Um dos maiores aliados do Deputado Covatti em favor dos venenos lá na Câmara é o também Deputado Federal Valdir Colato, de Chapecó. Colato é o que prega a prisão de pássaros para “bonito” e para ganhar dinheiro no Brasil. Veja o que ele diz sobre isso: “Um pássaro vive no máximo dois anos na natureza e, em cativeiro, chega a viver 30 anos. Além de preservar esses animais, nós repovoamos a natureza com eles. Hoje são mais de 500 mil criadores no Brasil. O setor gera um faturamento de R$ 2,68 bilhões”. É isso mesmo. O Deputado Colato está dizendo que prender os passarinhos protege o meio ambiente. Que barbaridade! E eu nem sabia que tinha tanta gente envolvida nessa abominável crueldade contra os bichinhos, que precisam voar. E viver os dois anos de liberdade, de Deus. Não os 30 de sofrimento, do Deputado. Impressiona ver na internet a alegria do Deputado Colato, numa foto ao lado de muitas crianças, mostrando dezenas de gaiolas repletas de passarinhos no maior sofrimento. Belo exemplo para as crianças! Volto ao assunto. Falei dos pássaros só para mostrar as mentes humanas de quem está defendendo os agrotóxicos de forma apaixonada. O mais triste disso tudo é que o afrouxamento da legislação de agrotóxicos é uma questão de tempo. Seremos patrolados pela bancada ruralista, que contará com a bancada da bala (do Bolsonaro) e a bancada evangélica (de Eduardo Cunha, Garotinho, Marco Feliciano e assemelhados). O apocalipse.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

11

SAFRA GARANTIDA

Soja tem mercado internacional favorável

O plantio de soja está em fase final no Rio Grande do Sul. Na macrorregião de Ijuí, o plantio que iniciou em novembro tem sido favorecido pelo tempo seco, e cerca de 60% da área projetada já está plantada. Os 45 municípios que compõem a região se configuram na maior área produtora de soja do Rio Grande do Sul, com quase um milhão de hectares projetados para esta temporada, conforme dados da Emater-RS/Ascar. Somente em Ijuí, a projeção é que a área cultivada tenha um aumento de 30%, superando os 50 mil hectares com a presença da oleaginosa. Com boas perspectivas de qualidade e produtividade, a soja gaúcha tem boas perspectivas de comercialização. Confirmando o esperado por analistas e con-

sultores de mercado, os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago iniciaram a semana em campo positivo e registrando altas de dois dígitos. O contrato maio/17, indicativo para os negócios com a safra brasileira, a superar o patamar dos US$ 10,70 por bushel. Com esses ganhos, os preços são os mais altos desde julho. Segundo explicam analistas internacionais, as altas da commodity nesta semana seguem refletindo os já conhecidos fortes números da demanda, bem como as projeções de que sua intensidade permaneça. Além disso, um dólar ligeiramente mais fraco também colabora. Na China, o mercado acionário renovou suas máximas em 11 meses - movimento que vem sendo recorrente nas últimas sessões - e ajuda também

a dar suporte ao mercado internacional da soja. Entre as commodities, as que mais avançam nesta segunda são as metálicas, que sobem mais de 1%. O petróleo, por sua vez, recua tanto em Londres, quanto em Nova York. Nesta semana, o Departamento de Agricultura dos EUA atualiza alguns números da demanda, trazendo seu novo boletim semanal de embarques de grãos e os números. Os dados, conforme os analistas podem mexer com o andamento das cotações em Chicago. E o mercado internacional, paralelamente, segue atento ao comportamento do clima na América do Sul e o impacto que vem exercendo sobre as lavouras da safra 2016/17 de soja, principalmente no Brasil e na Argentina.

Vacina pode ficar mais barata A vacina contra a febre aftosa poderá ficar mais barata no Brasil se o Ministério da Agricultura fizer mudanças no plano nacional de combate à doença, concebido há 23 anos. A principal alteração, segundo o Conselho Nacional de Pecuária de Corte (CNPC), é a transformação da dose atualmente aplicada, de trivalente para bivalente, o que já está sendo estudado por pesquisadores da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). No Brasil, a proteção é feita contra três cepas — O, A e C — do vírus. Uma delas, a C, pode ser retirada da composição da vacina, uma vez que sua última ocorrência no mundo foi em 2005, no Quênia. Sebastião Guedes, vice-presidente do CNPC e presidente do Grupo Interamericano para Erradicação da Febre Aftosa, explica que o Brasil aplica 340 milhões de doses da vacina por ano, a um custo que varia de R$1,60 a R$ 2 cada. “Com a retirada do vírus C e um proces-

so de fabricação mais simples da vacina, poderemos diminuir em até R$ 0,50 o preço da dose, além de minimizar os efeitos colaterais nos animais, que estão sendo inoculados com um vírus que há dez anos se considera extinto”, diz. Para o presidente da Comissão de Sanidade Animal do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV), Ricardo Bohrer, a discussão da vacinação contra a aftosa é bem mais ampla do que a simples redução de custos. “Quando se fala na retirada de um componente da vacina, isto implica risco. Se está abrindo mão de um mecanismo de controle que se sabe eficaz”, destaca. Bohrer defende que a transformação da vacina em bivalente, ou mesmo a retirada total da imunização em algumas áreas, tem de ser compensada com investimentos na estrutura de fiscalização, com fortalecimento de equipes para o controle de fronteiras e inspeção

Ricardo Bohrer

animal. O presidente da Fetag, Carlos Joel da Silva, entende que a redução do preço é bem-vinda, mas espera que o Rio Grande do Sul adote mesmo a condição de área sem vacinação.

Lavouras de soja em Ijuí estão recém implantadas e com boas perspectivas

Prorrogado prazo para vacina contra a aftosa O prazo para vacinação contra febre aftosa, encerrado em 30 de novembro de 2016 foi prorrogado até o dia 17 de dezembro. A solicitação ao Ministério da Agricultura foi feita pela Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Irrigação, após receber o pedido das federações Fetag e Farsul pela dificuldade que os agricultores enfrentaram pela falta da vacina disponível para aquisição em alguns locais do Estado. "É importante ressaltar a necessidade de o produtor adquirir as doses necessárias para vacinar seus bovinos e bubalinos com idade de até 24 meses", destaca o secretário Ernani Polo. Após a vacinação, o produtor deve procurar a Inspetoria Veterinária de seu município para a comprovação, através da

apresentação das notas fiscais de compra dos produtos nas veterinárias. Nesta semana, o coordenador regional de Agricultura, Emílio Stumm, já prospectava a prorrogação do prazo, tendo em vista a baixa adesão dos produtores à campanha. Os municípios com maior índice de vacinação tinham, no início da semana, 35% de seu rebanho imunizado. Em Ijuí, a situação era ainda mais crítica, já que apenas 8% dos animais haviam sido vacinados na segunda-feira, com pouco mais de 1,1 mil vacinas das 9,7 mil doses previstas para serem aplicadas. O período de colheita de trigo e plantio de soja é visto como um fator prejudicial à campanha, pois muitos produtores congregam as duas atividades.

Sindilat debate perspectivas para 2017 As tendências de mercado e as alternativas para 2017 foram tema de evento realizado nesta semana em Porto Alegre. As perspectivas foram apresentadas pelo diretor da Tetra Pak, Claudio Righi, durante o encontro dos associados do Sindicato da Indústria de Laticínios (Sindilat), na tarde desta quinta-feira (01º/12). Segundo ele, o consumo de leite não se retrai com a crise, mas enalteceu

a importância da diversificação de produtos. E sugeriu a ‘agregação de valor ao conceito origem’. No encontro, citou movimentos do consumidor, como o aumento de consumo de 36%, no mundo, do produto com apelo de ‘não ser orgânico’. Entre 2014 e 2015, houve um crescimento de 21% no consumo de leite branco ‘sem lactose’ na Europa. “Precisamos ficar atentos

às necessidades do consumidor, e, nesta lógica, entram os leites especiais”, indicou Righi. Ao analisar o panorama gaúcho, ele citou alguns dados, como o fato de o Rio Grande do Sul ter 5% da população nacional e o consumo atinge 7%, ao mesmo tempo, a produção é de 13%. “É uma demonstração de que o perfil do Estado é exportador. Assim é preciso investir nesta direção”, enfatizou.

Campanha de imunização deve prosseguir até o dia 17 de dezembro

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

SSábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

12

DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO

"Mulher suporta ônus integral da gravidez" A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na última semana que praticar aborto nos três primeiros meses da gestação não é crime. O entendimento foi firmado durante o julgamento de um caso específico, que revogou a prisão de cinco funcionários de uma clínica clandestina. Embora outros magistrados não sejam obrigados a agir da mesma forma, a decisão é considerada um avanço na discussão sobre a descriminalização do aborto no Brasil. O voto vencedor foi do ministro Luís Roberto Barroso, que havia pedido vista do processo. Ele foi seguido pelos ministros Edson Fachin e Rosa Weber, alcançando a maioria da Turma. Para Barroso, a criminalização do procedimento é incompatível com a autonomia da mulher, com seus direitos sexuais e reprodutivos, com a integridade física e psíquica da gestante e com o princípio da igualdade de gênero. O ministro afirmou, ainda, que os efeitos da criminalização do aborto atingem de maneira desproporcional as mulheres pobres. Por fim, Barroso ressaltou que não se trata de defender a disseminação do procedimento, mas de atuar para que seja “raro e seguro”. “O pressuposto do argumento aqui apresentado é que a mulher que se encontre diante desta decisão trágica – ninguém em sã consciência suporá que se faça um aborto por prazer ou diletantismo – não precisa que o Estado torne a sua vida ainda pior, processando-a criminalmente”, disse o ministro. Em 2012, antes de ingressar no Supremo, Barroso atuou no julgamento que

autorizou o aborto de fetos anencéfalos como advogado da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Saúde (CNTS), que ajuizou a ação na Corte. “Como pode o Estado – isto é, um delegado de polícia, um promotor de justiça ou um juiz de direito – impor a uma mulher, nas semanas iniciais da gestação, que a leve a termo, como se tratasse de um útero a serviço da sociedade, e não de uma pessoa autônoma, no gozo de plena capacidade de ser, pensar e viver a própria vida?” “A integridade física é abalada porque é o corpo da mulher que sofrerá as transformações, riscos e consequências da gestação. Aquilo que pode ser uma bênção quando se cuide de uma gravidez desejada, transmuda-se em tormento quando indesejada.” “A histórica posição de subordinação das mulheres em relação aos homens institucionalizou a desigualdade socioeconômica entre os gêneros e promoveu visões excludentes, discriminatórias e estereotipadas da identidade feminina e do seu papel social. Há, por exemplo, uma visão idealizada em torno da experiência da maternidade, que, na prática, pode constituir um fardo para algumas mulheres.” “Na medida em que é a mulher que suporta o ônus integral da gravidez, e que o homem não engravida, somente haverá igualdade plena se a ela for reconhecido o direito de decidir acerca da sua manutenção ou não.” "Por meio da criminalização, o Estado retira da mulher a possibilidade de submissão a um procedimento médico seguro. Não

"Não se trata de um útero a serviço da sociedade", diz Luís Roberto Barroso

raro, mulheres pobres precisam recorrer a clínicas clandestinas sem qualquer infraestrutura médica ou a procedimentos precários e primitivos, que lhes oferecem elevados riscos de lesões, mutilações e óbito." "De um lado, [há] os que sustentam que existe vida desde a concepção, desde que o espermatozoide fecundou o óvulo, dando origem à multiplicação das células. De outro lado, estão os que sustentam que antes da formação do sistema nervoso central e da presença de rudimentos de

consciência – o que geralmente se dá após o terceiro mês da gestação – não é possível ainda falar-se em vida em sentido pleno." "Não há solução jurídica para esta controvérsia. Ela dependerá sempre de uma escolha religiosa ou filosófica de cada um a respeito da vida. Porém, exista ou não vida a ser protegida, o que é fora de dúvida é que não há qualquer possibilidade de o embrião subsistir fora do útero materno nesta fase de sua formação. Ou seja: ele dependerá integralmente do corpo da mãe."

Maia cria comissão para rever decisão do STF O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEMRJ), anunciou que vai instalar uma comissão especial com o objetivo de rever a decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal sobre aborto. A decisão vale apenas para o caso específico, mas abre um precedente na mais alta Corte do País para descriminalizar o aborto. Hoje, segundo o Código Penal, a mulher que aborta está sujeita a prisão de um a três anos; já o médico pode ficar preso por até 4 anos. Maia disse que pretende adotar essa medida toda vez que o STF resolver legislar no lugar do Congresso, "ratificando ou retificando a decisão" do Tribunal. “Informo ao plenário que eu já tinha conversado desse assunto com alguns líderes que, do meu ponto de vista e vou exercer o poder da presidência, toda vez que nós entendermos que o Supremo legisla no lugar da Câmara dos Deputados ou do Congresso Nacional, nós deveríamos responder ou ratificando ou retificando a decisão do Supremo, como a de

cmyk

hoje", declarou Maia. A medida do Supremo foi bastante criticada por parlamentares, entre eles o coordenador da bancada evangélica, João Campos (PRB-GO). De olho na reeleição à presidência da Câmara em fevereiro, Maia acabou cedendo à pressão. A comissão especial analisará uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que trata sobre licença-maternidade no caso de bebês prematuros, mas a intenção dos deputados é deixar claro no texto que o aborto deve ser considerado crime a qualquer tempo da gestação. No total, o colegiado será integrado por 34 membros titulares e igual número de suplentes. Segundo Maia, o objetivo é que a comissão aprove um parecer em até 11 sessões (prazo mínimo) para que o texto seja, em seguida, apreciado pelo plenário. Atualmente, a prática do aborto só não é punida com prisão caso a gravidez seja resultado de um estupro, caso haja risco para a vida da mulher ou no caso de fetos anéncefalos, deficiência que inviabiliza a vida do bebê após o nascimento.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

13

DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO

Mulheres comentam a decisão do STF A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na terça-feira descriminalizar o aborto no primeiro trimestre da gravidez. Seguindo voto do ministro Luís Roberto Barroso, o colegiado entendeu que são inconstitucionais os artigos do Código Penal que criminalizam o aborto. O entendimento, no entanto, vale apenas para um caso concreto julgado pelo grupo na terça-feira. A decisão de descriminalizar o aborto até o terceiro mês de gravidez foi bem vista por alguns conselhos de medicina do País, como é o caso de São Paulo, comemorada por movimentos de mulheres e criticada por religiosos. Em seu voto, Barroso se apoiou no direito à liberdade individual, e no dever do Estado de permitir a livre escolha, para justificar sua defesa ao aborto. “A criminalização é incompatível com os seguintes direitos fundamentais: os direitos sexuais e reprodutivos da mulher, que não pode ser obrigada pelo Estado a manter uma gestação indesejada; a autonomia da mulher, que deve conservar o direito de fazer suas escolhas existenciais; a integridade física e psíquica da gestante, que é quem sofre, no seu corpo e no seu psiquismo, os efeitos da gravidez; e a igualdade da mulher, já que homens não engravidam e, portanto, a equiparação plena de gênero depende de se respeitar a vontade da mulher nessa matéria”, defendeu o ministro, em seu voto. O Coletivo Sou Minha é um movimento feminista de Ijuí, que reúne mais de 140 mulheres em um grupo fechado no Facebook. O Jornal da Manhã ouviu algumas das integrantes do movimento sobre a decisão do STF. Para Ana Letícia, a decisão trouxe esperança para mulheres que lutam para ter autonomia sobre o próprio corpo. "Porque essa decisão pertence a nós e a mais ninguém, o Estado não pode regular o nosso corpo e o nosso destino. Além disso, representa um indicativo de que a sociedade possa abrir os olhos para as consequências da criminalização do aborto, e reconhecêlo como um problema de saúde

Coletivo Sou Minha em ato pacífico no Câmpus da Universidade

pública que nada tem a ver com crenças religiosas ou morais", disse. Visto como um marco para o debate, algumas mulheres acreditam que ainda é apenas um passo dentro desta longa caminhada. "Visto que essa cultura da "maternidade compulsória" tem sido uma forma de manter as mulheres reféns de uma convenção social, ou, pior, acaba sendo parâmetro indicativo de sucesso, como se a mulher que não reproduz não estivesse cumprindo sua função", defende Ana Monteiro, que vai além, e chama a atenção para a necessidade de abordar sobre esse assunto também na área da Saúde. "Lembrando que o sistema de saúde em si precisa comportar essa nova realidade e que é imprescindível uma rede de apoio multidisciplinar, especialmente psicológico, em torno do tema e do processo de realizar um aborto." Uma das coordenadoras do Coletivo, Ana Kravczuk, concorda que ainda que seja um passo, precisa ser comemorado em função da proporção que tem dentro da luta dos movimentos feministas. "Por mais que tenha sido um caso específico, gerou repercussão sobre um assunto que devemos debater. Devemos pensar no direito da mulher sobre o próprio corpo, sobre saúde pública. Só assim vamos começar a desatar os nós des-

sa teia cheia de dúvidas de tantas pessoas", afirma. "Acredito que a decisão do STF é um passo na efetiva busca pela mudança, em vista que pela primeira vez houve um pronunciamento do STF além do caso dos anencéfalos, em relação a prática milenar do aborto que vitimiza milhares de mulheres. Porém, decisão se refere apenas em um caso concreto de habeas corpus, o qual o foco principal não era a de descriminalizar o aborto em si, no entanto, a mudança de pensamento de algum ministro já significa um

grande passo na busca pelas mudanças. Ademais, a decisão foi em relação a uma clínica clandestina, e não em relação a mulher que realizou o aborto, pois em cima dessa há bem mais julgamentos e preconceitos do que sobre a junta médica. Assim, acredito estarmos evoluindo na nossa luta, mas estamos longe de alcançar o objetivo, conforme podemos observar via manifestação nas redes sociais", pondera Bethina Burckardt. O Conselho Federal de Medicina (CFM) defende que toda mulher deve ter autonomia para, até a

12ª semana de gestação, decidir se quer ou não interromper a gestação. A posição encontra resistência mesmo entre médicos. A proposta da entidade foi encaminhada, em 2013, a uma comissão do Congresso Nacional que analisa a reforma do Código Penal Brasileiro. Segundo o Conselho, até 12 semanas (3º mês) o risco para a gestante é menor e o sistema nervoso central do feto ainda não está formado. O CFM diz que quem tem maior poder aquisitivo aborta ilegalmente de forma segura, mas "a grande maioria faz o procedimento na clandestinidade, em locais sem higiene e com pessoas sem preparo, colocando suas vidas em risco". "Isso configura um problema de saúde pública que, como tal, deve ser enfrentado em um amplo debate com a sociedade e com a definição de políticas públicas específicas." O abortamento clandestino constitui a quinta causa da morte materna no País, “situação que configura um problema de saúde pública de significativo impacto”, afirma o próprio governo brasileiro no relatório elaborado para o evento Pequim + 2, realizado na 59ª Comissão sobre o Estatuto da Mulher da Organização das Nações Unidas (ONU).

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

CHOQUE DE GESTÃO

Nova administração pretende reduzir CCs ainda neste ano A comissão de transição de governo na prefeitura intensificou os trabalhos nesta semana, com o retorno do prefeito eleito Valdir Heck depois de um curto período de férias. Em entrevista ao Grupo JM, ontem, o coordenador da comissão, Rúbio Viecili, falou sobre os trabalhos de análise que têm sido feitos entre representantes da atual e da nova gestão. A dinâmica de trabalho tem girado em torno de visitas às diferentes secretarias da administração, de maneira a conhecer cada pasta detalhadamente. "Estivemos na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, na Habitação nesta semana. Ainda solicitamos vários documentos para estarmos a par da situação da administração, já que queremos implantar um modelo um pouco diferente de gestão", explica. O modelo referido por Viecili é o máximo controle das contas públicas neste momento de crise. Por determinação do próprio prefeito eleito Valdir Heck, a máquina pública deve "começar o ano devagar".

"Nós precisamos analisar situações de praxe como fechamento de balanços, dinheiros de bancos, para ver como trabalhar com o dinheiro que já vai entrar em janeiro. Com isso, a lógica é a de que até junho a máquina vai andar bem devagar", projeta o coordenador da comissão. Uma das principais diretrizes anunciadas até agora pelo novo governo é trabalhar com uma lista enxuta de Cargos Comissionados. A proposta é que esta redução ocorra ainda este ano, caso o prefeito Fioravante Ballin aceite a sugestão da nova administração. "O plano de redução de CCs está pronto, pode ser enviado à Câmara já neste ano se o prefeito Ballin concordar, ou então vai ao Legislativo no ano que vem. A ideia é trabalhar a redução destes cargos que se consegue admitir e demitir sem discutir. Desta forma fica claro e direto, porque o prefeito Valdir tem uma forma diferente de governar, ele cuida muito bem do dinheiro", argumenta. No início da semana, ao projetar a transição de governo, o prefeito Valdir informou que

deve iniciar o ano com metade do quadro atual de CCs - dos 108 trabalhando na prefeitura hoje, entre 50 e 60 cargos deverão estar ocupados em janeiro. Ao explicar a medida, Rúbio Viecili afirmou que junto da redução de funcionários, é preciso também dobrar a eficiência dos que estarão atuando no poder Executivo. "Esse tipo de política muda um pouco o foco, porque onde há dois funcionários vai ter apenas um, então obrigatoriamente o rendimento do trabalho tem que ser maior. Mas vamos, sim, ter uma drástica redução, esse é um plano estabelecido e, inclusive, já está pronto". Ainda sobre o tema, Viecili frisou que os Cargos em Comissão são necessários, apesar de muitos cidadãos reclamarem da contratação de servidores nesta modalidade. "São quadros necessários, quer dizer, a legislação praticamente nos obriga a usar CCs. As pessoas que normalmente têm reclamado do excesso de CCs têm que fazer um comparativo entre Ijuí e cidades de mesmo porte. Inclusive

Rúbio Viecili

quem faz essa crítica, normalmente pertence a partidos que governam municípios que também têm um grande número de CCs, então nós precisamos ser razoáveis quanto a isso". Os trabalhos da comissão devem ser concluídos até a próxima sexta-feira.

Fenadi esclarece recurso Adiada votação de PL para vigilância 24 horas solicitado à prefeitura Na última segunda-feira, um projeto de lei analisado pela Câmara de Vereadores previa a destinação de R$ 50 mil da prefeitura à Associação Comercial de Ijuí (ACI). Segundo a justificativa do projeto, o recurso se refere à contrapartida municipal para a realização do projeto Mosaico Cultura da Expo-Ijuí/ Fenadi, realizado neste ano, e que também teve recursos captados através da Lei de Incentivo à Cultura (LIC). Durante a votação da destinação da verba, o vereador Andrei Cossetin (PP) pediu vistas do projeto, e solicitou a presença de representantes da Fenadi e da ACI para detalhar a necessidade dos recursos. Na manhã de ontem, os integrantes da comissão organizadora da Expo-Ijuí/Fenadi Francisco Roloff, Nelson Casarin, além do representante da ACI, Romeu Etgeton, estiveram na Câmara para explicar o projeto. "Eu pedi vistas justamente para saber se este recurso era na modalidade de contrapartida ou se era recurso livre. Nós sabemos que o Município passa por

cmyk

uma profunda crise de falta de recursos, e por isso pedi a presença dos organizadores e responsáveis pelo projeto", explica o vereador Andrei Cossetin. A justificativa apresentada na manhã de ontem é de que os R$ 50 mil são, de fato, de uma contrapartida prevista inicialmente no projeto para a realização do Moisaco Cultural. "Ficou claro que é necessário que a gente aprove esse recurso, porque ele precisa ser repassado para o pagamento dos custos do projeto. Se fosse na modalidade de recurso livre, que é uma espécie de dinheiro extra, a situação seria diferente", defendeu o parlamentar. Por fim, o vereador também defendeu que, mesmo diante da crise, o poder público busque investimentos nas áreas da cultura e do esporte. "Lógico que a gente precisa estar atento a tudo que sai dos cofres públicos neste momento, mas neste caso é um dinheiro necessário. Assim como Educação e Saúde, a gente precisa de políticas públicas para projetos culturais e esportivos no município".

Vereadores se reuniram na manhã de ontem para a reunião das comissões

Os vereadores definiram, ontem, na reunião das Comissões, a pauta de votações da sessão plenária da próxima segunda-feira. Um dos projetos na lista é potencialmente polêmico, pois propõe mudanças na aplicação de reajuste salarial a servidores municipais. Funcionários inativos e pensionistas ligados ao sistema de Previdência municipal impetraram ações contra a prefeitura, pedindo a aplicação do reajuste de 11,28% dado aos servidores da ativa durante este ano. Os

vereadores devem analisar uma alternativa à questão, que deve englobar a inclusão de inativos e pensionistas no grupo de servidores com o reajuste integral da inflação acumulada. Por outro lado, não foi incluso na pauta o projeto que obriga vigilância 24 horas em agências bancárias do município. Ontem, foram ouvidos os representantes das agências, e a intenção dos vereadores é ouvir também o Sindicato dos Vigilantes sobre a proposta.

14

ALEXANDRE GARCIA Jornalista

TUTORES E TUTELADOS Volta o ENEM para 271 mil adolescentes que foram impedidos de fazer a prova pelos invasores de escolas. Estão todos na mesma faixa de idade, em geral nascidos já no século 21. (Eu escrevi em algarismo arábico, porque em romano poderia complicar a leitura...) Os nascidos na virada do milênio têm sido classificados como millenials pelos que estudam gerações, como a dos baby boomers e gerações X, Y, Z. Os nascidos depois de 1980 são 60 milhões no Brasil. Superam em número a população inteira do Brasil quando nasci, em 1940, em plena 2ª Guerra Mundial. Sou da geração pré-baby boomer. Não havia televisão nem computador pessoal, nem celular. E a vida era mais desfrutada. Pensávamos mais, refletíamos mais, imaginávamos mais. Segundo sociólogos, a geração millenial é tida como preguiçosa, menos ativa, que acredita que o sucesso virá fácil, mais cedo e sem esforço. Os pais contribuíram para isso, afastando dos filhos todas as dificuldades. Seriam mais alienados, porque se concentram em si próprios, como demonstra o vício do selfie narcisista, que revela a necessidade de exibicionismo. Sempre conectados, perdem a visão do todo, perdendo a consciência social, e isso os impede de conhecer coisas novas, já que a conexão permanente só os liga a temas de seu interesse, não abrindo portas e janelas para aprender o que não sabem, nem abre oportunidades para refletir. Segundo o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, essa geração apresenta o transtorno de personalidade narcisista três vezes mais que alguém com mais de 65 anos. Essa geração impede a entrada daquilo que a perturba ou não a agrada. Assim, faz censura e só participa, nas redes sociais e na internet, do que dá importância. Então, se fecha nesse seu mundo personalizado, customizado, e não amadurece. Para amadurecer, todos sabemos, é preciso buscar contribuições daquilo e daqueles que nos são diferentes, ou nada acrescentamos ao que já temos no nosso pequeno mundo pessoal. O desconforto, a contrariedade, o desafio, a negação, são essenciais para o amadurecimento. Essa geração nunca teve tanta informação ao alcance fácil do dedo. Minha geração precisava até de força física para tirar a enciclopédia da prateleira e de muito tempo para debater conceitos com amigos, no banco da praça de domingo, na minha adolescência. E fazíamos sátiras de peças de Shakespeare(será que hoje conhecem o Bardo?). E o problema de hoje é a resposta à pergunta feita pelo professor do Instituto de Psiquiatria da USP, doutor Cristiano Nabuco de Abreu: “Está a informação se transformando em conhecimento?” Há dias, recebi dois quadrinhos numa charge. O primeiro mostra a mãe puxando o filho para dentro de casa e o obrigando a deixar a bola. O segundo, mostra a mãe a empurrar o filho para fora de casa e ainda assim ele sai abraçado ao smartphone. É o ontem e o hoje. Tempo perdido? Só as próximas décadas vão mostrar, comparando a geração do milênio com as anteriores.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

DENÚNCIA

Renan segue na linha sucessória à espera do STF Em meio à elevação da tensão entre Congresso e Poder Judiciário, o Supremo Tribunal Federal decidiu, por oito votos a três, tornar o presidente do Senado, Renan Calheiros, réu. Ele é acusado de ter usado recurso de seu gabinete de senador, entre janeiro e julho de 2005, para pagar pensão de uma filha que teve fora do casamento. A pena para esse crime (peculato) é de 2 a 12 anos de prisão. Em nota, o senador disse que "recebeu com tranquilidade a decisão do STF" e reafirmou sua inocência. "O debate entre os ministros evidenciou divisão e dúvidas quanto a consistência dos indícios do Ministério Público, qualificados como precários por vários deles, inclusive por alguns que aceitaram a denúncia", ressaltou. Durante o processo, que não tem prazo para terminar, Renan continua como presidente do Senado. Entenda abaixo a decisão do STF e por que ele não será afastado como ocorreu com o ex-deputado Eduardo Cunha. Quais as consequências da decisão do STF? Renan agora vai responder a uma ação penal. Serão abertos novos prazos para que acusação e defesa se manifestem. Depois disso, porém, não há data para o ministro relator do caso, Edson Fachin, proferir sua decisão e levar novamente o caso ao plenário do STF - isso depende apenas de sua vontade e da presidente da Corte,

Carmén Lúcia. Diferentemente do que ocorreu com Eduardo Cunha, que dois meses depois de virar réu no STF foi afastado da presidência da Câmara e do seu mandato de deputado, Calheiros deve continuar à frente do Senado. No caso de Cunha, a Corte entendeu que ele usava seu cargo para atrapalhar investigações contra si, por exemplo, intervindo no funcionamento do Conselho de Ética da Câmara. No caso de Renan, não há acusações concretas nesse sentido, embora o senador esteja patrocinando um projeto de lei sobre abuso de autoridades, visto como tentativa de cercear a Lava Jato. Há outra ação em andamento no STF que poderia derrubar Renan do comando do Senado. No entanto, é muito improvável que ela seja julgada antes do término do seu mandato como presidente da Casa, no início de fevereiro. Essa ação, movida pela Rede (partido de Marina Silva), sustenta que uma autoridade que está na linha sucessória da Presidência da República não pode ser réu no STF. Embora a maioria do Supremo já tenha se manifestado a favor dessa tese, o julgamento foi interrompido no início de novembro porque o ministro Dias Toffoli pediu vista do processo. A interrupção gerou alívio para o governo Michel Temer, já que o afastamento de Renan poderia tumultuar o funcionamento do Senado e atrapalhar a aprovação de

Renan Calheiros

propostas de interesse do Planalto. Dessa forma, a decisão desta quinta não tem qualquer consequência direta imediata para Renan, mas, do ponto de vista da imagem pública, gera constrangimento e pode enfraquecê-lo politicamente. A decisão se deu em um momento tenso entre Congresso e Judiciário. De um lado, parlamentares reclamam de supostos abusos da Operação Lava Jato. De outro, procuradores e juízes acusam o Legislativo de querer enterrar a investigação. Há doze inquéritos (investigações) abertos contra Renan no STF, sendo oito ligados à Lava Jato.

Delatores devem começar a depor Após mais de nove meses de negociação, a Odebrecht concluiu na tarde de ontem a fase de assinatura dos acordos de delação premiada com o Ministério Público Federal. Entre essa quinta e sexta-feira, 77 executivos e ex-executivos da empresa formalizaram o acordo de colaboração com a Lava-Jato e a partir da semana que vem começarão a prestar depoimentos para confirmar o que prometeram contar sobre o esquema de corrupção e propina no qual se envolveram. Entre os executivos que assinaram o acordo estão o patriarca e o presidente do Conselho de Administração do grupo, Emílio Odebrecht, e seu filho, o ex-presidente da empresa, Marcelo Odebrecht. Até agora, os contatos entre investigadores e advogados da empresa aconteciam em uma "mesa de negociação", marcados por tensão dos dois lados. Os

executivos já detalharam, em anexos, o que vão dizer e em troca já sabem a pena que irão cumprir. Marcelo Odebrecht, por exemplo, cumprirá uma pena total de dez anos, na qual deve permanecer até o final de 2017 na cadeia. Depois, passa a dois anos e meio de prisão domiciliar, onde progride para o semiaberto e, por fim, para o regime aberto. A empresa também negociou um acordo de leniência, assinado na quinta-feira, no qual se compromete a pagar uma multa no valor de R$ 6,8 bilhões. O dinheiro será parcelado em 23 anos e dividido entre Brasil, Estados Unidos e Suíça. Ainda não há calendário definido pelos investigadores sobre a ordem em que os executivos serão ouvidos a partir da semana que vem. Toda a negociação é mantida em sigilo pela PGR e por advogados. Só depois da colheita dos depoimentos o material

Marcelo Odebrecht

poderá ser enviado ao ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele precisa homologar os acordos de delação para que os fatos narrados pelos delatores possam ser usados em investigações.

15

OAB defende afastamento imediato de Calheiros O presidente da Ordem Nacional dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, defendeu o afastamento imediato do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). O peemedebista virou réu em ação penal por peculato no Supremo Tribunal Federal (STF). Para Lamachia, "não se trata aqui de fazer juízo de valor quanto à culpabilidade do senador Renan Calheiros, uma vez que o processo que o investiga não está concluído". "Trata-se de zelo pelas instituições da República", afirma. "Com a decisão tomada pelo STF de tornar o presidente do Senado, Renan Calheiros, réu em processo sobre peculato, é necessário que ele se afaste imediatamente de suas funções de presidente do Senado e do Congresso Nacional para que possa bem exercer seu direito de defesa sem comprometer as instituições que representa", disse Lamachia. Alvo de outros 11 inquéri-

tos na Corte, o peemedebista é acusado de desviar recursos da verba indenizatórias do Senado por meio da contratação de uma empresa locadora de veículos em 2005. É a primeira vez que ele se torna réu. A decisão dos ministros, por 8 votos a 3, ocorre em meio ao momento de maior tensão entre o presidente do Senado e o Poder Judiciário. Renan defende a aprovação no Congresso de projetos que visam coibir o abuso de autoridade. Para integrantes do Ministério Público e do Judiciário, incluindo a presidente do STF, Cármen Lúcia, as medidas representam ameaça às atividades de juízes. O presidente da OAB afirmou ainda. "É preciso que o senador Renan Calheiros seja julgado de acordo com os ritos e procedimentos estabelecidos em lei, com acesso à ampla defesa e ao contraditório. Mas sem que isso comprometa o cotidiano e os atos praticados pelo Senado Federal."

Para Lamachia, medida deveria ser tomada por questão de zelo pelas instituições

Dilma assume conselho da fundação do PT A Fundação Perseu Abramo divulgou uma nota na qual informou que a ex-presidente Dilma Rousseff tomou posse ontem como nova presidente do Conselho Curador da entidade. A indicação de Dilma para a presidência do conselho foi feita pelo presidente do PT, Rui Falcão, e aprovada, no mês passado, pelo Diretório Nacional da legenda. Instituída em 1996, a fundação promove debates sobre assuntos relacionados aos cenários político e econômico, tanto no Brasil quanto no exterior, e costuma fazer avaliações sobre medidas do governo federal. Desde que sofreu o impeachment, em 31 de agosto, Dilma tem participado de alguns eventos políticos. Na última quarta (30), por exemplo, ela discursou em um ato da Central Única dos Trabalhado-

res (CUT) no qual foram discutidas políticas para as mulheres. Segundo a nota divulgada pela Perseu Abramo, no ato de posse, Dilma fez uma avaliação do cenário político após o impeachment, falou sobre a Operação Lava Jato e a "violência policial" contra estudantes que ocuparam escolas contra medidas do governo Michel Temer. "É a hora e a vez da fundação. São grandes desafios. É muito importante para o PT que sejamos capazes de agir diante das mudanças da realidade", declarou a ex-presidente, segundo a nota da Perseu Abramo. Neste fim de semana, Dilma viajará a Cuba, acompanhada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para participar de homenagens ao ex-líder da revolução cubana Fidel Castro.

cmyk


Esporte

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

16

Sogi-EFA disputa o Brasileiro A equipe Sogi-EFA Noroeste de Judô participou do 16º Campeonato Brasileiro de Judô, na cidade de Santa Maria nos dias 25, 26 e 27 de novembro, com vinte e cinco atletas em 28 categorias. Conquistou ótimos resultados, 12 atletas campeões, cinco vice-campeões e dois terceiros lugares, ficando em terceiro lugar a dupla de kata, O Campeonato teve delegações de 15 Estados e a participação especial da equipe militar de Angola. Foram 820 atletas na competição. Na abertura do evento foi entregue a graduação para os candidatos que conquistaram a faixa preta no Estado em 2016, entre estes o atleta da equipe ijuiense Alisson Miguel Mendes Junior. Um atleta leva no mínimo oito anos para se tornar faixa preta de Judô. Com o encerramento das competições oficiais

Renato Marsiglia renato.marsiglia@tvglobo.com.br

Equipe Sogi-EFA Noroeste de Judô participou em novembro do 16º Campeonato Brasileiro em Santa Maria com bons resultados

em 2016, o professor Jean Veiga destaca que cinco atletas da equipe somaram o maior número de pontos neste ano e saíram destaques estaduais em suas classes, entre estes uma grande revelação da equipe, o aluno

João Pedro Brasil Campos, de 13 anos, invicto há dois anos nas competições oficiais. A Sogi-EFA Noroeste de Judô encerra o ano com o Circuito Estímulo Noroeste de Judô, no dia 17 de dezembro na cidade de

Ajuricaba. Neste circuito acontecerá a cerimônia de entrega de faixas dos alunos com a participação de mais de 150 alunos dos núcleos das cidades de Ijuí, Panambi, Cruz Alta, Ajuricaba e Jóia.

Atletas da região participam do Circuito de Corridas Acontece amanhã em Torres, no Litoral Norte a final estadual do Circuito Sesc de Corridas. São esperados 1.500 atletas de todo o Rio Grande do Sul. A delegação de Ijuí e região participará com 64 atletas que se classificaram na etapa no mês de agosto. A viagem da delegação regional será neste sábado com saída às 8h da manhã, em frente ao Serviço Social do Comércio em Ijuí. O Circuito percorreu neste ano Atlântida Sul, Caxias do Sul, Camaquã, Santa Maria, Rio Grande, Porto Alegre (Dia do Desafio), Uruguaiana, São Leopoldo, Santana do Livramento, Pelotas, Torres, Gramado, Santa

Cruz do Sul e chega agora à final em Torres. O Circuito Sesc de Corridas conta com rankings individual e por equipe, que registra a pontuação acumulada ao longo do Circuito, para que, no final, sejam conhecidos os campeões nas categorias Comerciário e Livre, Masculino e Feminino. O ranking é feito com base na posição obtida por seus atletas na classificação geral das etapas, nas categorias Livre e Comerciário, nos naipes Masculino e Feminino, e serve para identificar a associação ou equipe de corredores que será a campeã estadual. Em Ijuí, a 10ª etapa foi realizada no dia 28 de agosto.

Etapa de Ijuí do Circuito Sesc de Corridas movimentou um bom número de atletas

CFE Ijuí é campeão na Copa Futebol Com Vida A Escolinha CFE Ijuí disputou no último domingo em Três Passos no CT de Sandro Becker a final da 1ª Copa Futebol com Vida, envolvendo equipes da região. O time ijuiense venceu o CESA de Santo Augusto na categoria Sub-11 após empate de 1 a 1 no tempo regulamentar. O gol foi marcado pelo atleta Luis Gustavo. Na cobrança das penalidades, a Escolinha CFE Ijuí ganhou por 4 a 1. Foi um jogo muito disputado. Vários jogadores se destacaram, com muita qualidade e bom futebol. Na categoria Sub-13, apesar de muito empenho, a equipe de Ijuí foi derrotada por 4 a 1 pelo CER Miraguaí de Tenente Portela, e ficou em segundo lugar.

cmyk

PLANETA BOLA DE LUTO A maior tragédia do futebol mundial atingiu um clube humilde, mas de uma trajetória impressionante desde a Série D, C, B, A e que disputava sua primeira decisão internacional. Injustiça com um trabalho sério e exemplar. Cabe a cada um de nós fazer a nossa parte para reconstruir a CHAPECOENSE a partir praticamente do zero. O torcedor brasileiro tem que se dividir entre o seu clube de coração e a CHAPE. A querida e operosa cidade de Chapecó merece ! É UMA DOR QUE NÃO ACABA Muito ou quase tudo já se falou sobre este episódio doloroso. Já chorei demais pela perda de amigos queridos e colegas de trabalho: Guilherme Laars, Guilherme Marques e Ari Júnior eram companheiros semanais nas transmissões da TV Globo pelo país afora. Trabalhei anos no SporTV com Deva Paschovicci, Mario Sérgio, Vitorino Chermont e Paulo Julio Clement, que estavam na FOX. Peço desculpas. Estou arrasado! HOMENAGEM EMOCIONANTE Foi de arrepiar a homenagem que os colombianos prestaram à Chapecoense no Estádio Atanásio Girardot, em Medellin. Mais me tocou, porque estive no mínimo uma dezena vezes neste estádio apitando jogos pela Copa Libertadores. Me senti lá dentro. Sempre vi um povo, educado, gentil, solidário e que ama o futebol. Um povo que sofreu décadas com o narcotráfico e com a guerrilha das FARC, mas um povo que jamais perdeu sua alma e generosidade. A Colômbia entrou em cada um de nós. LI, COPIO E ASSINO EM BAIXO "O trauma, por maior que seja a tragédia, não pára a existência. Os atletas, jornalistas e desportistas falecidos jamais ficariam satisfeitos se tudo parasse. Todos nós vamos trabalhar, nossos filhos continuarão indo às aulas....O luto e o respeito que nos deixaram impõe que o espetáculo da vida, que tanto souberam honrar, continue. Parar, seria trair a memória deles. A missão continua." (Advogado e amigo Carlos Josias de Oliveira).

Time Sub-11 da Escolinha CFE Ijuí venceu nos pênaltis o CESA de Santo Augusto e sagrou-se campeão em Três Passos

PARA BOM ENTENDOR... "É MELHOR CALAR-SE E DEIXAR QUE AS PESSOAS PENSEM QUE VOCÊ É UM IDIOTA, DO QUE FALAR E ACABAR COM A DÚVIDA". (ABRAHAM LINCOLN)


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

17

DOIS TOQUES

Sobreviventes apresentam melhora Carlos Alberto Padilha

esporte@jornaldamanhaijui.com

EMOÇÃO- Os olhos do mundo estarão voltados para Chapecó hoje de uma forma que ninguém gostaria. Serão velados os heróis que tombaram na última terça-feira vítimas do desastre aéreo. O enredo era para ser diferente com a Chape jogando a final da Sul-Americana com o Atlético Nacional, mas o acidente na Colômbia atingiu em cheio o país e ganhou repercussão mundial. Os familiares das vítimas vão precisar de muita força neste momento. A Chapecoense deixou uma lição ao mundo de que pode sim um clube pequeno, organizado, bem gerido e com amigos chegar ao auge no futebol. COBERTURA- A Rádio JM e o Jornal da Manhã acompanharão hoje os acontecimentos em Chapecó na Arena Condá. Estarei ao lado dos colegas jornalistas Diogo de Souza, Ricardo Bolson e do técnico Gélson Palharini, acompanhando o velório dos mortos no desastre de Medellín e os desdobramentos deste triste episódio. COLORADO-A realização da última rodada do Campeonato Brasileiro segue indefinida. Brigando contra o rebaixamento, os jogadores do Internacional expressaram o desejo de não disputar a 38ª rodada, o que impossibilitaria a permanência do clube na elite do futebol nacional. Enquanto isso o presidente Vitorio Piffero e o vice de futebol Fernando Carvalho não são claros sobre o posicionamento da direção colorada e com razão recebem críticas. TRICOLOR- No Grêmio, o presidente Romildo Bolzan Jr. defende a realização da última rodada. Reconhece que não há clima para o jogo Figueirense x Atlético-MG. Disse que não há nenhum movimento de outras equipes para impedir a realização da última rodada. RODADA- A segunda fase do Campeonato Distrital de Futebol de Ijuí tem dois jogos amanhã no campo do Juventude do Rincão dos Goi: às 14h45, Juventude dos Goi x Flamengo de Vila Santo Antônio; e às 16h30, Flamengo da Linha 11 Norte x São José de Alto da União. FUTEBOL AMERICANO-O Ijuí Drones promove seletiva amanhã às 15h no Complexo Poliesportivo. Interessados devem comparecer preparados para as avaliações.

A Chapecoense divulgou ontem uma atualização a respeito do estado clínico dos sobreviventes do acidente na Colômbia envolvendo a delegação do clube, jornalistas e diretoria. De acordo com a equipe médica, nenhum dos pacientes apresenta risco de morte e, embora a situação permaneça crítica, eles estão estáveis. Alan Ruschel foi submetido à cirurgia na coluna vertebral e segue em observação. O lateral está com movimentos normais em membros superiores e inferiores e, apesar das múltiplas escoriações, oferece boas perspectivas de melhora. Além disso, o jogador já conversou com a família. Neto, o último jogador res-

gatado dos escombros, apresenta um quadro clínico positivo e boas perspectivas de melhora. Jackson Follmann, por sua vez, é o que se encontra em estado mais grave. O goleiro, que teve uma das pernas amputadas, não apresenta mais risco de perder a outra e encontra-se estável, porém entubado e requer mais cuidados.O jornalista Rafael Henzel segue em estado crítico após ter sofrido um trauma toráxico e uma fratura na perna, mas as perspectivas são otimistas. Segundo o boletim médico, seu pulmão apresentou melhoras. De acordo com o clube, ainda não há previsão para a alta dos pacientes, mas “a equipe médica da equipe tranquiliza a todos, já que a estrutura e os cui-

dados oferecidos estão sendo os melhores possíveis”. O Couto Pereira não irá mais receber a segunda partida da final da Copa Sul-Americana entre Chapecoense e Atlético Nacional devido ao trágico acidente que vitimou a equipe brasileira na Colômbia. Porém, para o mesmo dia da partida, quarta-feira, 7 de dezembro, o Coritiba confirmou que vai abrir seu estádio para mais uma homenagem ao time catarinense. O clube abriu o convite a todos cidadãos, sejam torcedores coxas-brancas ou de outros clubes, para um culto ecumênico que acontecerá no estádio coritibano, a partir das 20h30 de quartafeira, com término previsto para 21h45, o horário exato que seria

Goleiro Jackson Follmann, é o que apresenta um quadro mais complicado

dado o pontapé inicial da tão esperada final.

Paulo Baier recorda do amigo, o técnico Caio Júnior O mundo do futebol segue em choque após o desastre aéreo da última terça-feira na Colômbia. O ex-meia Paulo Baier realizou em agosto deste ano um estágio na Chapecoense com o técnico Caio Júnior, seu amigo pessoal e que está entre as vítimas. Paulo foi comandado pelo treinador no Goiás, Palmeiras e Criciúma. "É um baque muito grande, difícil de assimilar. O Caio Júnior era uma pessoa do bem, um profissional correto. Fica difícil de acreditar nisso tudo. Joguei com o Cléber Santana, no Criciúma e Atlético-PR, também uma pessoa sensacional. Passei dois dias muito mal pensando nos colegas que se foram". Paulo Baier disse que ficou estarrecido quando a esposa Fernanda aos prantos lhe passou a informação sobre o acidente na Colômbia. O ex-jogador do São

Luiz, Atlético-PR, Criciúma e outros clubes brasileiros reconheceu que tem medo de andar de avião e disse que sempre antes de embarcar mandava mensagens para a esposa e outros familiares e repetia o gesto no desembarque. Lembrou que viajou de avião por 21 anos. O futuro treinador disse que sente muito pelos familiares dos atletas que passam por um momento de dor imensa. Afirmou que a despedida hoje em Chapecó terá um dia muito longo. Paulo Baier comentou que foi uma irresponsabilidade muito grande a falta de combustível no avião, que acabou provocando o desastre. A chegada de Caio Júnior a Chape em junho deste ano marcou seu retorno ao Brasil. Ele passou os dois últimos anos nos Emirados Árabes Unidos, onde trabalhava com o Al Shabab,

Paulo Baier (centro). À esquerda diretor de futebol Mauro Stumpf, técnico Caio Júnior e à direita, auxiliar técnico Eduardo de Castro Filho, que faleceram no acidente. Auxiliar Almir Domingues não viajou

time com o qual conquistou a Copa do Golfo na temporada 2014/2015. O técnico ainda acumulou passagens pelo Paraná, Cianorte, Gama, Londrina,

Palmeiras, Goiás, Flamengo, Vissel Kobe (Japão), Al Gharafa (Catar), Botafogo, Grêmio, Al Jazira (Emirados Árabes Unidos), Bahia, Vitória e Criciúma.

Bronzatti lamenta perda de colegas da Chape O zagueiro e volante Rodrigo Bronzatti jogou em 2010 na Chapecoense juntamente com o também ijuiense, o lateralesquerdo Xaro. O jogador que recentemente defendeu a Penapolense-SP disse que é muito difícil falar deste momento tão triste após a tragédia que matou atletas, comissão técnica, dirigentes da Chapecoense, jornalistas e tripulação no desastre aéreo de terça-feira. "Temos famílias desoladas, uma cidade em prantos, um Brasil que chora.A Chapecoense passava por um de seus melhores momentos, assim como seus jogadores. A Chape seguia a linha de investir em atletas pouco conhecidos no cenário nacional, mas que sempre realizavam boas campanhas.Eram sonhos que estavam sendo al-

cançados e objetivos sendo logrados. É muito triste ver tudo isso, companheiros de trabalho, amigos da diretoria, da imprensa que não retornarão para suas famílias. Os familiares são os que mais estão sofrendo nesse momento". Bronzatti defendeu a Chapecoense em 2010 quando o time perdeu o acesso à Série B para o Boa Esporte-MG. Lembrou que estavam no voo amigos da comissão técnica, diretores e jornalistas. "O preparador de goleiros Anderson Martins (Buião) era um cara humilde e muito trabalhador. Chinho Di Domenico, supervisor que nos acompanhava nas viagens também.O Alemão (Cadu Gaucho) diretor, que tive o prazer de jogar junto em 2008 na Ulbra e posteriormente reencontrá-lo depois na Chape

nessa nova função, um cara alegre, sério no trabalho, que sabia fazer o elo entre jogadores e diretoria muito bem, talvez isso, juntado à visão no futuro e a boa administração fizeram a Chapecoense ser o que ela é hoje, um clube sério e organizado. Bronzatti lembrou de Gilberto Pace Thomas (Giba), um torcedor de alma e coração da Chapecoense que passou a integrar a assessoria de imprensa, um cara alegre que amava o que fazia. "Esses foram os amigos que perdi nessa tragédia. Hoje oro a Deus que conforte as famílias que perderam seus entes queridos, e que Ele lhes dê a força necessária para superar este fato tão triste.Que possamos todos orar por eles e pela saúde dos sobreviventes",finalizou Bronzatti.

Ijuiense Rodrigo Bronzatti (esq.) defendeu a Chapecoense na temporada de 2010

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

18

MOTOCICLISTAS

Em seis anos, 3,3 mil morreram no RS Diagnóstico do DetranRS apontou que 47% dos motociclistas e caronas de moto vítimas de acidentes nos últimos cinco anos foram jovens de 18 a 29 anos. O levantamento balizou o início das discussões do Grupo de Trabalho para a Segurança de Motociclistas. O Grupo de Trabalho foi instituído pela Portaria 473/2016, publicada na última terça-feira no Diário Oficial do Estado. De janeiro de 2010 até outubro de 2016, 3.321 motociclistas e caronas de moto morreram em decorrência de acidentes de trânsito. As vítimas em motos representaram 25% do total de 13.466 mortes no Estado no período. De 2012 para cá, o número absoluto de motociclistas e caronas de moto entre as vítimas fatais vem caindo. De 600 vítimas em 2010, passou a 594, em 2012, e 434 em 2015. Em 2016, (dados parciais até outubro), foram 355 mortes de motociclistas e caronas mortos, de um total de 1,4 mil mortes no trânsito. Homens representaram 88,9%

dos motociclistas e caronas mortos em acidentes. Com relação à faixa etária, 14% das vítimas tinha entre 18 e 20 anos, 16,7% tinha de 21 a 24 anos e 15,9% de 25 a 29 anos, totalizando quase metade das mortes entre os jovens. O turno da noite concentrou a maioria das vítimas fatais em todos os dias da semana. Sábado foi o dia com maior número de registro de mortes entre motociclistas e caronas de moto, totalizando quase 23% das ocorrências. Mais da metade dos motociclistas e carona de moto (52%) morreram em acidentes transcorridos nas vias urbanas. O grupo de trabalho será composto por representantes de diversas áreas do DetranRS, Sindimoto (Sindicato dos Motociclistas do Rio Grande do Sul), Amatra (Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho), Brigada Militar, Comando Rodoviário da BM, Polícia Rodoviária Federal, EPTC, SEST/Senat (Serviço Social do Transporte/ Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), Federação das

Viagem Segura terá reforço até o fim do ano Os órgãos e entidades que atuam na Operação Viagem Segura se reuniram, nessa semana, para planejar as ações de final de ano e verão 2017. Os fins de semana do Natal e Ano Novo, assim como os feriados de Navegantes e Carnaval, terão atenção especial das autoridades. A Viagem Segura promove fiscalização intensiva no trânsito e foca na redução de acidentes no Estado. As próximas duas edições se estenderão por três dias. A operação de Natal ocorrerá do dia 23 ao 25, e a de Ano Novo, do dia 30 até 1º de janeiro. Participaram representantes do Detran/RS,

Cetran/RS, Polícia Rodoviária Federal, Brigada Militar, Comando Rodoviário da Brigada Militar, Polícia Civil, Daer, EGR, ANTT, Metroplan, Lions Club, e órgãos de trânsito municipais de Porto Alegre, Canoas, Gravataí e Alvorada. As 66 edições da Viagem Segura contabilizam mais de 4,6 milhões de veículos fiscalizados e 137,9 mil testes de etilômetro. Foram registradas quase 738 mil infrações, sendo 14,3 mil autuações por embriaguez, incluindo as recusas ao teste do bafômetro. A fiscalização também recolheu 73,1 mil veículos e 19,3 mil CNHs.

Levantamento trazido pelo Detran indica mortes de 2010 até novembro

Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Ministério Público do Trabalho do RS e Superintendência Regional do Trabalho. De acordo com a necessidade ou especificidade temática, podem ser convidados outros órgãos, instituições ou

entidades envolvidos, direta ou indiretamente, com o Sistema Estadual de Trânsito e Transporte, bem como demais instituições e organizações que possam contribuir para a qualificação da formação dos condutores, da segurança da frota veicular e da educação para o trânsito.

Suspensa exigência de cadeirinhas em vans O Comitê Executivo do Conselho Nacional do Trânsito (Contran) decidiu suspender a exigência de dispositivo de segurança para o transporte de crianças com até 7 anos e meio em veículos escolares antigos. A resolução foi publicada na última quinta-feira no Diário Oficial da União. De acordo com o texto, a decisão levou em conta dificuldades técnicas, econômicas e sociais para a adaptação dos veículos em circulação ao uso da cadeirinha e a baixa oferta no mercado de dispositivos de retenção apropriados para veículos escolares dotados de cintos de segurança do tipo subabdominal (cinto de dois pontos).

Ainda segundo o Contran, também foi levada em consideração a necessidade de realização de estudos complementares para avaliar a efetividade da adaptação dos sistemas de retenção nos veículos já em circulação. A resolução inicial do comitê, publicada em julho do ano passado, previa que, a partir de fevereiro deste ano, veículos de transporte escolar teriam que disponibilizar cadeirinhas para crianças de até 7 anos e meio de idade. Após uma série de protestos de donos de vans escolares contrários à resolução do Contran, no final de 2015, a fiscalização da norma foi adiada para janeiro de 2017.

Daer alerta para recadastramento de inativos

Órgãos de trânsito prometem rigor ao longo desse mês

cmyk

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem informa que a partir de 2017 está migrando sua folha de pagamento para o RHE (Recursos Humanos do Estado do RS). Sendo assim, o recadastramento dos inativos deverá ser realizado no mês de aniversário de cada servidor na Agência do Banrisul onde recebe seus benefícios. O procedimento também poderá ser realizado no mês anterior ou

posterior ao seu aniversário. Para efetuar o recadastramento, o servidor inativo deve ter em mãos documento de identidade original, CPF e um comprovante de residência emitido no máximo há 60 dias. Em caso de doença ou impossibilidade de comparecimento, o procedimento poderá ser realizado através de procuração especifica, com validade de no máximo seis meses.

Emater / Ascar

Manejo Integrado de Pragas e Doenças As culturas mais cultivadas na nossa região sofrem o ataque de pragas e doenças a cada novo ciclo de cultivo. Diversos meios tem sido empregados na tentativa de controlar as mesmas de modo a não causar danos a cultura e prejuízos a que as cultiva. Na atual situação precisamos entender cada vez mais como ocorrem estas pragas e doenças, seus modos de vida, e a partir daí traçar uma estratégia de convivência mais harmoniosa entre plantas, pragas, doenças e agricultores. Na soja, por exemplo, temos menos de dez pragas de importância econômica. Quais são as condições ambientais para cada uma delas? Em que época elas se manifestam, quem são seus inimigos naturais, quais as condições para que ambos se manifestem? Precisamos responder estas e outras perguntas antes de tomar uma decisão de interferir na lavoura, pois uma interferência errada pode piorar muito a situação, necessitando muitas vezes ter que recorrer a soluções drásticas que inviabilizam o cultivo. A técnica conhecida como “manejo Integrado de pragas e doenças” (MIP) ainda é a melhor medida a ser tomada. O MIP é a união de métodos de controle, visando que a população de uma praga não atinja um índice de dano, que irá trazer um prejuízo econômico maior do que sua medida de controle. Métodos de controle culturais, biológicos e químicos devem ser usados de forma conjunta, em que o agricultor deve tentar conduzir sua lavoura dentro de parâmetros ambientais aceitáveis, com um resultado financeiro positivo. O uso de qualquer uma das técnicas de manejo integrado deve ser indicado somente por um técnico ou agrônomo devidamente credenciado e após o correto diagnóstico da praga que acomete a cultura, uma vez que sem essa correta diagnose, a medida de manejo adotada pode ser ineficiente e causar maiores prejuízos ao produtor e ao meio ambiente. Vale salientar que no caso do uso de produtos de origem química ou biológica, estes devem estar devidamente registrados, para a utilização na cultura, no Ministério da Agricultura, Agropecuária e Abastecimento.


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

LATROCÍNIO

Mais de 60% dos casos chegam à condenção no RS Dos crimes violentos, o latrocínio (roubo com morte) é o tipo que mais encontra respaldo na elucidação dos casos no Rio Grande do Sul. Diferentemente dos homicídios (consumados e tentados), em que mais da metade (51%) dos processos foi arquivada por falta de autoria ou fragilidade nas provas nos últimos cinco anos. Dos 628 casos de latrocínio que chegaram à Justiça entre 2011 e 2015, 390 (62,1%) resultaram em condenação. Em 25% dos processos, os acusados foram absolvidos, em 8,8% foi extinta a punibilidade (quando o réu morre ou o crime prescreve) e apenas 4% dos casos foram arquivados.Os dados são do Tribunal de Justiça. Para o diretor da Delegacia de Polícia Regional de Porto Alegre, Eduardo Hartz, latrocínios são atendidos com prioridade pelas delegacias distritais. Além disso, a demanda de crimes que terminam em morte é menor. Levando em consideração os casos que chegaram à Justiça em todo o Estado, foram 628 latrocínios

PLANTÃO TROVÃO AZUL - Cinco presos estiveram, ontem, no ônibus-cela que foi reformado e começou a receber os detentos na última quarta. O veículo pertence à Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e tem três celas no interior. Também conhecido como Trovão Azul, o ônibus foi reativado para tentar desafogar e reduzir o problema de superlotação dos presídios e carceragens de delegacias. O espaço tem capacidade de receber entre 20 e 30 pessoas. EXPLORAÇÃO SEXUAL - Os pais de uma adolescente de 14 anos foram presos por exploração sexual e estupro de vulnerável ontem, em Passa Sete, no Vale dos Sinos. Segundo a Polícia Civil, a menina era obrigada a ingerir bebida alcoólica para, depois, se prostituir em troca de dinheiro. Os abusos começaram há quatro anos. A exploração sexual começou a ser averiguada a partir de uma denúncia da própria adolescente. Ainda de acordo, a mãe da vítima, de 46 anos, tentou atrapalhar a investigação para proteger o marido, de 37 anos, suspeito de estuprar a filha.

nos últimos cinco anos, enquanto que os roubos sem morte alcançaram a marca de 92,3 mil casos no mesmo período. Embora a investigação esbarre na falta de relação entre vítima e autor, por ela ser escolhida aleatoriamente, vestígios acabam mais evidentes, já que o latrocínio é, geralmente, o roubo que não deu certo. “Quando o sujeito vai roubar, não pretende num primeiro momento matar. Quando a coisa acontece, evidentemente o planejamento vai por água abaixo, sabe que vai chamar a atenção e se atrapalha, acaba nesse final mal sucedido”, avalia Hartz. Hartz ainda destaca que a polícia consegue contar mais com o apoio de imagens e vestígios, pois boa parte dos crimes acontece em locais movimentados. Mas nem sempre as câmeras ajudam na identificação dos criminosos em função da qualidade da filmagem ou quando assaltantes cobrem o rosto com capacete ou touca. Para o tenente-coronel Mário Ikeda, responsável pelo policiamento na Capital, a Brigada Militar age com recursos financeiros

e humanos dos quais dispõe. Ele afirma que a BM investe no trabalho ostensivo para evitar roubos e, consequentemente, os latrocínios. A maior operação tem sido a conhecida Avante, que reúne mais de 100 policiais militares e 136 agentes da Força Nacional na Capital, 50 PMs na Região Metropolitana e mais 50 no Vale do Sinos. “Temos focado o efetivo da Avante, no combate à redução dos roubos, justamente para reduzir latrocínios”. A corporação espera ampliar o efetivo com a formatura de 1,3 mil PMs na metade do ano que vem. A defasagem do efetivo na Polícia Civil prejudica investigações, afirma o diretor da Delegacia de Polícia Regional de Porto Alegre, delegado Eduardo Hartz, apesar de o latrocínio ser prioridade. O que pode ser feito, na avaliação de Hartz, é qualificar a repressão. As operações da Secretaria da Segurança Pública para combater desmanches de veículo também são forma de atacar esse tipo de crime, pois reprime roubo e receptação.

19

Números de PMs cedidos a gabineites sobe 20% Enquanto a Brigada Militar enfrenta falta de efetivo nas ruas, o número de PMs desviados do policiamento para atuar em gabinetes de outros órgãos públicos cresceu 20% no Rio Grande do Sul. O levantamento foi obtido por meio da Lei de Acesso a Informação. Em setembro do ano passado eram 420 PMs em gabinetes, e agora são 502. A maioria atua na área de segurança no monitoramento de câmeras e do telefone 190. Também há policiais na Casa Militar do Palácio Piratini, sede do governo. Existem 37 policiais servindo entidades de classe, 37 no Ministério Público, 23 no Tribunal de Justiça, nove na Assembleia Legislativa e sete no Tribunal de Contas. Os dados mostram ainda que tem PM cedido para o Instituto de Previdência do Estado e até aos governos de Goiás e Rondônia. Geralmente, quem atua em gabinetes de autoridades ganha mais que um policial que enfrenta bandidos nas ruas. Um tenente-coronel cedido há 23 anos para o Tribunal de Contas, por exemplo, recebe da

Brigada Militar, bruto, quase R$ 22 mil, e quase R$ 12 mil do Tribunal, um total de R$ 34 mil, pouco mais que o teto. A Constituição Federal estabelece que o maior vencimento mensal pago a um servidor público não pode ultrapassar o que recebe um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), que hoje fica em R$ 33.763. O secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Cezar Schirmer, diz que vence no dia 9 de dezembro o prazo para que parte desses policiais, incluindo o tenente-coronel citado, retornem para a BM. A medida faz parte do pacote anunciado pelo governo para conter a crise. Conforme decreto, policiais cedidos há mais de 10 anos terão de retornar às ruas. Sendo cumprido, serão 83 PMs. “Não teremos mais brigadianos cedidos para qualquer orgão do poder Executivo, exceto a Casa Militar, a Secretaria de Segurança, a Secretaria da Justiça, que tem um programa de apoio a testemunhas e também ao Detran. Fora isso, não terá mais nenhum brigadiano cedido”, comenta.

RS receberá ações do Plano-BR de Segurança Porto Alegre receberá ações do Plano Nacional de Segurança Integrada em janeiro de 2017. Estão previstos trabalhos para a redução de homicídios e da violência contra a mulher; modernização e racionalização do sistema prisional; e fortalecimento das fronteiras para o combate de crimes internacionais, como narcotráfico, tráfico de armas e contrabando. O governo gaúcho divulgou na quinta-feira que, além de Porto Alegre, outras duas capitais foram escolhidas como cidadespiloto para a implantação do programa em todo o Brasil: Natal, no Rio Grande do Norte; e Aracaju, Sergipe. A intenção é que todas as capitais sejam contempladas ainda em 2017. Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado explicou que Porto Alegre e Natal foram selecionadas pela presença de agentes da Força Nacional de Segurança. Já Aracaju foi escolhida por deter o maior índice de homicídios por habitantes em 2015, de acordo

com o Fórum Nacional de Segurança Pública. Ao todo, será investido R$ 1,4 bilhão, que prevê a ampliação do efetivo da Força Nacional e o aumento da parceria com os países do Cone Sul. “Ações que vão ao encontro das reivindicações dos secretários de Segurança de todo o Brasil e que externamos recentemente ao ministro da Justiça nos encontros em Gramado e Goiânia”, disse o secretário de Segurança do Rio Grande do Sul, Cezar Schirmer. Em Porto Alegre, os representantes do Ministério da Justiça e Cidadania apresentaram o planejamento estratégico da iniciativa, que servirá como base para a atuação das forças de segurança e defesa. Técnicos da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) permanecem no Estado até o dia 16 de dezembro, quando será apresentado o Plano Tático Integrado - resultado do trabalho em conjunto com as instituições federais, estaduais e municipais que atuam no Rio Grande do Sul.

Havia no local duas plantações e um viveiro, com mudas e plantas de até um metro

Sem dinheiro, Susepe não conduz presos a audiências Presos considerados de alta periculosidade não puderam participar de audiências no Fórum Central de Porto Alegre nesta semana porque não foram levados pela Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), que é a responsável pela escolta e deslocamento. Somente na tarde desta quintafeira, seis detentos faltaram às audiências, segundo a promotoria do Júri do Ministério Público em Porto Alegre. Na lista dos presos que se ausentaram no dia de ontem constam dois da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc), dois da PEJ e duas detentas do Presídio Feminino de Guaíba. No entanto, de acordo com o promotor de Justiça Eugênio Amorin, o problema tem sido maior. Segundo ele, apenas dois detentos

do Presídio Central participaram de audiências na tarde passada no Fórum, sendo que o número costuma ser muito superior. A falta dos presos nas audiências abre brecha para que eles sejam colocados nas ruas, já que existem prazos para serem cumpridos, conforme o MP. O problema não se restringe apenas a possíveis solturas. De acordo com a Vara de Execuções Penais, o cancelamento das audiências também afeta, diretamente, as vítimas. “É muito grave o problema das vítimas que precisam ir várias vezes até o Fórum e não são ouvidas por causa dos cancelamentos. Isso as vitimiza ainda mais”, afirma o juiz Sidnei Bizuska. Em média, a Susepe gasta cerca de R$ 540 para o deslocamento de cada preso

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

OPERAÇÃO PAPAI NOEL

Ainda sem horas-extras, BM garante operação

Começa na próxima segundafeira mais uma edição da Operação Papai Noel. Os trabalhos, realizados pela Brigada Militar acontecem no transcorrer do mês de dezembro e visam monitorar, sobretudo, o comércio, em virtude do período aquecido. Embora haja a expectativa pelo início dos trabalhos, o comando do 29º Batalhão da Polícia Militar aguarda o repasse do aporte de horas-extras. Começa em todo o Estado, na próxima segunda-feira, a Operação Papai Noel, que visa dar uma cobertura ao comércio em geral, em virtude do Natal 2016. O planejamento existe, o que ainda não se tem a certeza, é a respeito do repasse por parte do Estado. "Esperamos aí que possamos fazer a partir desse aporte do governo do Estado, principalmente, nas horas-extras. Sabemos, daqui alguns dias, que algumas lojas abrem à noite também e nós queremos corresponder a altura colocando um efetivo em reforço nesses

Bandidos armados assaltam lotérica em Ijuí A Polícia Civil de Ijuí investiga mais um assalto na região Central do município. Dessa vez, uma lotérica, localizada na esquina das ruas 13 de Maio e Ernesto Alves foi alvo de dois homens armados. O valor levado não foi informado e, até o fechamento, ninguém havia sido preso. Por volta do meio-dia de ontem, dois homens encapuzados e com uso de capacetes, invadiram

Operação Papai Noel inicia-se na próxima segunda-feira em todo o Estado

horários noturnos", projetou o major Edilson Góes, comandante do 29º BPM. Ainda em contato com a reportagem do JM, o major lembrou que a garantia dos trabalhos foi dada pelo governo do Estado. "O

governo anunciou que a partir do dia 5, teremos a realização dessa operação que é feita sempre aos finais de ano. A gente conta com esse aporte para que possamos manter esse efetivo reforçado no horário da noite", acrescentou.

Ficaram feridos os dois motoristas e os caronas, um em cada veículo, sendo identificados como Ademir Silva Campos e Davi Martins Marques Oliveira. Os feridos foram socorridos por equipes do Samu de Giruá e Santo Ângelo, sendo encaminhados para o Hospital São José e o Hospital Santo Ângelo. Até o fechamento da edição, todos permaneciam internados, fora de perigo, mas em observação. O acidente foi registrado pelo Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) de Santo Ângelo.

A Brigada Militar de Ijuí realizou duas prisões de foragidos do Instituto Penal, na tarde de ontem. Eles estão recolhidos junto à Penitenciária Modulada de Ijuí (PMI) e Albergue, respectivamente. O primeiro caso aconteceu por volta das 15h30, quando Cauã Ivanes Delfina foi detido no Beco do Bairro Osvaldo Aranha. Segundo repassado pela Brigada Militar, Cauã resistiu à prisão e exigiu dos policiais o uso da força

Cauã Ivanes Delfina, preso e recolhido à Modulada

cmyk

o estabelecimento, renderam clientes e funcionários e levaram dinheiro em espécie e folhas de cheque. Segundo revelado pelas vítimas, um dos homens portava uma faca e um segundo um revólver. Ainda conforme revelado, os dois apresentavam nervosismo na hora da ação. Após a ação, os bandidos tomaram rumo ignorado e ninguém ficou ferido. A Polícia Civil vai abrir inquérito para apurar.

Jovem envolvido em 11 inquéritos é preso pela PC A Polícia Civil de Ijuí prendeu um jovem de cerca de 20 anos envolvido em, pelo menos, 11 inquéritos. Ele foi preso ainda na quinta-feira. A Polícia Civil não divulgou o nome do elemento. Conforme repassado pelo delegado Bruno Oliveira em entrevista concedida ao Grupo JM, moradores do bairro Jardim procuraram a Polícia Civil, relatando casos de furto e até roubo. Em investigação, chegaram ao nome do elemento que, segundo revelado pelo delegado, não

Acidente na ERS-344 deixa BM de Ijuí prende dois quatro pessoas feridas albergados em uma hora Quatro pessoas ficaram feridas depois de se envolverem em um acidente de trânsito na RS-344, em Santo Ângelo. O acidente aconteceu no final de ontem, na localidade de Rincão dos Roratos, próximo ao trevo de entroncamento com a BR-392. De acordo com informações, por volta das 5h uma colisão frontal envolveu os veículos Chevrolet Celta com placas de São João Batista (SC), conduzido por Cleiton Teixeira da Luz (morador de Giruá), e um Volkswagem Gol de Entre-Ijuís, conduzido por Adilson Nascimento Carvalho.

20

moderada. Conforme repassado, ele teria serrado as grades do Albergue antes de fugir. Cauã foi recolhido à Modulada. Já no segundo caso, cerca de uma hora depois, Valdemir Oliveira de Souza, vulgo Careca, foi preso em via pública, fora do local de trabalho. Ele foi flagrado em companhia de outro elemento que está em liberdade condicional. Valdemir foi levado até o Albergue e está recolhido à disposição do Judiciário.

Valdemir Oliveira de Souza, vulgo Careca, recolhido ao Albergue

possuía identidade. "No decorrer da instrução do inquérito, uma prisão temporária de cinco dias foi convertida a prisão temporária. Ele é novo, nunca tinha sido preso e, inclusive, não tinha tirado sua carteira de identidade aqui no Rio Grande do Sul, o que acabou dificultando as investigações", revelou o delegado. Ainda de acordo com o responsável pelos trabalhos, a mãe do preso está envolvida em dois inquéritos. Ela segue em liberdade, no entanto. O indivíduo está à disposição do Judiciário.

PLANTÃO EMBRIAGUEZ - Um homem foi preso ainda na noite de quinta-feira, por embriaguez ao volante. A prisão foi feita pela Brigada Militar e aconteceu na Avenida Getúlio Vargas, esquina com a Coronel Dico. Segundo repassado em nota pela BM, o indivíduo não possuía carteira de habilitação e foi flagrado com "visíveis sinais de embriaguez", o que, mais tarde, foi confirmado pelo etilômetro. Ele foi entregue à Polícia Civil, preso em flagrante e, liberado após pagar fiança. O elemento deverá responder por crime de trânsito em liberdade. TENENTE PORTELA Poucos minutos após a Agência dos Correios de Tenente Portela ser assaltada, a BM conseguiu identificar um dos suspeitos do roubo e apreender a motocicleta e outros objetos utilizados na ação criminosa ocorrida na tarde de ontem. De acordo com a BM, além da moto foram encontrados no setor de ABC da Reserva Indígena do Guarita: dois capacetes, uma touca ninja e roupas. Os indivíduos, um homem de pele clara e um indígena, teriam fugido a pé e abandonado os objetos ao perceberem a presença de indígenas.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

SAÚDE E SEGURANÇA

Ceriluz promove Semana de Prevenção a Acidentes A semana que passou foi voltada a dar atenção à segurança e à saúde dos colaboradores da Ceriluz e seus familiares. Isso claro, sem deixar de lado o trabalho diário das equipes. Entre os dias 28 de novembro e 02 de dezembro foi realizada a 15ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho - Sipat. A realização destas atividades de conscientização é regulamentada pela legislação trabalhista, na Portaria nº 3.214, NR-5 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), como atribuição da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – Cipa e do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho – Sesmet, devendo ser realizada anualmente. As ações seguiram a linha de pensamento das comemorações dos 50 anos da Ceriluz, quando os organizadores optaram por adotar o tema Energia para a Vida!. “A energia elétrica é utilizada das mais diferentes formas em nossas casas e propriedades, sendo hoje indispensável para a vida. Porém, um descuido ou o uso inadequado dessa energia pode vir a ser fatal, seja para consumidores, seja para funcionários, por isso, é preciso sempre alertá-los sobre os riscos, de modo que eles nunca se esqueçam”, comenta o presidente da Cipa, Nilson Mazzurana. A programação incluiu diversas palestras, sempre

Ceriluz promove a 15º edição da Semana Interna de Prevenção de Acidentes

na primeira hora da manhã. Na segunda-feira foi ministrada a palestra motivacional “Liberdade Pessoal” onde o palestrante Marcel Scalco falou das escolhas feitas cotidianamente, seja nas atividades profissionais ou pessoais. Já na terça-feira foi oferecida a palestra “Alimentação Saudável”, ministrada pela nutricionista do Hospital de Caridade de Ijuí, Vanise Prates, que alertou para os riscos do atual padrão de consumo das pessoas, que priorizam alimentos industrializados aos naturais. Ainda pensando na saúde dos colaboradores, na quarta-feira foi promovida campanha de prevenção à Aids e demais doenças sexualmente transmissíveis, com a distribuição de material educativo aos funcionários. Na quinta-feira os colaboradores contaram com

a presença de membros do Corpo de Bombeiros de Ijuí, que trouxeram orientações sobre ações de prevenção de incêndio nas residências e espaços de trabalho. Na sexta-feira, último dia da Sipat, o tema de destaque foi a eletricidade, abordado pelo engenheiro eletricista Antônio Rodrigo Juswiaki dos Santos, que destacou procedimentos para garantir a segurança na interação com a energia elétrica.

Conforme a técnica em segurança no trabalho Andréa Cargnelutti, “as palestras foram escolhidas com a finalidade de criar uma consciência crítica e motivadora entre os colaboradores sobre a importância da prevenção de acidentes e cuidados com a saúde física e emocional, gerando assim a energia necessária para a continuidade da vida, resgatando valores esquecidos pelo dia a dia de trabalho”.

EM MEMÓRIA DO 1º ANO DE FALECIMENTO E CONVITE PARA MISSA ALEX PINNO BARTZ *14/02/1991 +04/12/2015

Filhas Haide, Luciana e Fabiana, genros e netos convidam para missa que será celebrada hoje, às 19 hs, na Igreja Matriz Nossa Senhora da Natividade

Filho amado, hoje olho a sua fotografia e as lágrimas molham o meu rosto. Não consigo aceitar que você partiu, não consigo acreditar que você foi para junto de Deus antes de mim. Não era assim que era pra ser. Deveria ser proibido de um filho morrer antes da mãe. E sabe o nome da dor que hoje sinto: Saudade! Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como ficar as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche. Familiares convidam para missa que será celebrada neste domingo, às 10h da manhã, na Capela Sagrada Família do Bairro Boa Vista.

Ijuí, 3 de dezembro de 2016.

Ijuí, 3 de dezembro de 2016.

CONVITE PARA MISSA DE 1º MÊS DE FALECIMENTO MARIA VITÓRIA RAYMUNDO DE VALENÇA

*02/10/1941 +04/11/2016

“Ela partiu, mas deixou no coração de cada um de nós, a semente do amor e da união, uma lembrança viva, uma saudade eterna que jamais se apagará.”

21

Deula-Brasil realiza prova de seleção hoje A Associação Deula-Brasil realiza hoje, a prova de seleção para seu programa de intercâmbio Brasil/Alemanha. Estão inscritos 80 candidatos que disputam as 30 vagas. Os candidatos concorrem a uma vaga de estágio de um ano em propriedades rurais alemãs, entre agosto de 2017 e julho de 2018. Por meio do Programa de Aperfeiçoamento Profissional em Agropecuária na Alemanha. Os estagiários selecionados realizam atividades práticas em propriedades alemãs, em diferentes áreas que incluem pecuária leiteira, suinocultura, produção de grãos e energias alternativas, entre outras. Além do trabalho prático, todos participam de treinamentos junto à escola técni-

ca Deula-Nienburg, no Estado da Baixa Saxônia, e têm direito a uma bolsa auxílio e férias ao final do período. Segundo o presidente da Deula-Brasil, Erlo Adolfo Endruweit, a prova acontece no auditório do Sindicato Rural Patronal de Ijuí. Os candidatos que concorrem a uma vaga devem ter conhecimento em agropecuária e capacidade de se comunicar em língua alemã, além de possuir carteira de motorista que os habilita a dirigir máquinas e veículos na Alemanha. Deula-Brasil é uma entidade sem fins lucrativos que tem o objetivo promover o resgate da cultura alemã e o desenvolvimento da região por meio da troca de conhecimentos entre o Brasil e a Alemanha.

EM MEMORIA DO 1º ANO DE FALECIMENTO E CONVITE PARA MISSA SINO RÜCKERT

*01/07/1925 +03/12/2015 Pai... não existe partida para aqueles que permanecem eternamente em nossos corações. Já faz um ano e todos os dias o senhor está presente em nossas lembranças. Filhas, genros e netos convidam para culto que será realizado hoje, às 20h30 na Paroquia Evangélica Santo André em Augusto Pestana. “O Senhor é meu pastor e nada me faltará. Ele me faz descansar em pastos verdes e me leva a águas tranquilas. O Senhor renova minhas forças e me guia por caminhos certos, como ele mesmo prometeu.” Salmo 23 Ijuí, 3 de dezembro de 2016.

EM MEMÓRIA AO 5º ANO DE FALECIMENTO E CONVITE PARA MISSA SADY STRAPAZON *07/02/1928 +02/12/2011

A sua partida nos causa profunda tristeza, mas relembrar a pessoa que você foi, é como se estivesse aqui presente. “Aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós” Com essas palavras, queremos convidar para a missa em memória ao 5° ano de falecimento a ser celebrada hoje, dia 3, às 19 horas na Paróquia São Geraldo. Saudades da esposa Maria Strapazon, filhos, genro, noras, netos e bisneto. Ijuí, 3 de dezembro de 2016.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Secretária avalia gestão como positiva

Novo prédio do Cras, construído com recursos federais, é uma das aquisições desta gestão

A secretária municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), Neiva Agnoletto, disse, em entrevista ao Grupo JM, que considera positiva a gestão dos últimos quatro anos na pasta. “Falando apenas dos últimos quatro anos, pode-se dizer que fizemos tanta coisa, mas sempre faltam coisas para serem feitas. Ijuí cresceu, as demandas são maiores, as leis também mudam, e temos que trabalhar em cima das leis”, disse. Ela cita o novo prédio do Creas, a Cozinha Comunitária e o prédio do Cras como conquistas importantes da gestão. A entrega de um ônibus e a aprovação de uma emenda de mais de R$ 150 mil, destinada para aquisição de carros e mobiliários para a Apae, também fazem parte das conquistas, segundo a secretária.

Além desses fatores, a Secretaria também tem uma reforma licitada e empenhada da secretaria de desenvolvimento. “Sempre priorizamos a assistência social, priorizando as pessoas, mas a secretaria necessitava com urgência dessa reforma, que está em andamento, para melhorar o bem-estar das famílias que vão fazer o seu cadastro. Conseguimos fazer mais uma economia em tempos de crise para fazer essa reforma, só falta o início da obra”, disse a secretária. A obra será realizada com recursos federais e custará R$ 113 mil. O Bolsa Família também tem sido um dos grandes aliados da gestão. Através do Cadastro Único, a gestão adquiriu dois carros novos, destinados às visitas domiciliares das famílias nos bairros. A secretária cita

uma redução de 35% das famílias beneficiadas, que, para ela, é sinal de que o trabalho está sendo bem desenvolvido. “Percebemos que é o trabalho desenvolvido pela Secretaria, equipe do Cras, Creas e outras secretarias. Também tem os cursos profissionalizantes. Parabenizamos as famílias que saíram do Bolsa Família e conseguiram o emprego. Estamos trabalhando para diminuir isso, e para que todos tenham seu emprego”. Neiva avalia a gestão como positiva, pois, segundo ela, o governo federal tem um debito de mais de R$ 500 mil com o Município, desde 2014. “Atrasou alguns anos, e eles estão saldando. Devemos estar com os pés no chão, o Ministério de Desenvolvimento Social está pagando, mas com atraso”, conclui.

Demasi organiza planejamento final

Ubiratan Erthal

cmyk

O Departamento Municipal de Águas e Saneamento de Ijuí (Demasi) pretende solucionar todas as questões pendentes ainda neste mês. Segundo o diretor-presidente, Ubiratan Erthal, ele tem em vista o final de gestão administrativa. “Nós queremos entregar a cidade para a próxima gestão com praticamente todas as obras concluídas, para que isso não cause transtorno para o próximo governo, já que no início do ano as contas estão fechadas, e a contabilidade abre somente a partir de fevereiro”, afirma Erthal. Há previsão para que ainda esse mês tenha início mais uma etapa do programa de esgotamento sanitário, além do início das obras da nova área de transbordo, que terá seu contrato

assinado na próxima semana. Também será aberto edital de drenagens pluviais, com recurso de R$ 350 mil. O projeto visa trazer um alento aos locais onde há grande acúmulo de água devido à intensidade das chuvas. Outro projeto a ser finalizado, são as valas que foram abertas para intervenções da Corsan. Os moradores do bairro Thomé de Souza também se queixam de problemas na tubulação. Erthal explica que o problema foi ocasionado pela falta de continuidade nos trabalhos. “Realizamos uma intervenção junto ao córrego localizado no Thomé, e no final, das drenagens não teve continuidade da tubulação. Vamos tentar resolver ainda nesse mês”, afirma Erthal.

22

16 Dias de Ativismo está em andamento Está em andamento a programação dos 16 Dias de Ativismo, organizada pela Rede de Proteção à Mulher. Ângela Marchionatti, coordenadora da Mulher, enfatiza que boa parte da programação está acontecendo, buscando um engajamento mais amplo. Embora grande parte da programação não tenha sido divulgada na grade. “Ainda vamos realizar um curso de libras na segunda, estamos realizando palestras nas escolas, um jogo de futebol. Então são várias as atividades, que cada vez estão ficando mais amplas”, afirma. Nesta semana, a principal programação ficou por conta de uma integração, desenvolvida pelo Serviço de Atendimento Especializado (SAE). A programação teve mateada, alguns testes rápidos e o acompanhamento das atividades propostas sobre o Dia Internacional da Luta contra a Aids. A coordenadora também cita que a próxima grande programação será uma partida de futebol, na próxima quarta-feira, no Estádio 19 de Outubro, às 19h. O evento faz parte da Campanha Laço Branco, e tem por objetivo envolver os homens no

Ângela Marchionatti

ativismo contra a violência de gênero. Além da partida de futebol, há programação para os dias 7 e 10 deste mês, com um Cine Debate e um Ato público em favor dos direitos humanos, respectivamente. E no dia 13, haverá uma avaliação do Plano de Proteção à Mulher, que avaliará as ações de proteção ao gênero que são dispostas pelo município.

Instalada nova rotatória na Rua 13 de Maio Na última quinta-feira, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, Obras e Trânsito (Smodutran), por meio do Núcleo de Sinalização Viária, instalou uma nova rotatória no cruzamento das Rua 12 de Outubro com a 13 de Maio. Segundo o titular da pasta, Glevando Maicá, o trânsito está fluindo perfeitamente. Antes da instalação, testes foram realizados nos horários de pico (12h e 18h), para observar se a rotatória poderia prejudicar na fluidez do trânsito. “O fluxo está normal. Realizamos os testes para ver se

ocorria ou não o congestionamento, mas a rotatória deu um fluxo ainda maior para o trânsito”, reforça. A instalação da rotatória faz parte de um projeto de desafogo do trânsito, juntamente com a instalação de três semáforos – realizada nas últimas semanas –, e a instalação de mais outra rotatória – ainda não instalada, no cruzamento das Ruas Sergipe e Dr. Pestana, onde os testes iniciam-se na próxima semana. De acordo com Maicá, o Executivo não deve fazer mais nenhuma alteração no trânsito até o final do ano.

Rotatória fica no cruzamento das ruas 13 de Maio e 12 de Outubro


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 3 e 4 de dezembro de 2016

23

Memória JM CARA OU COROA Armindo Pydd

NÃO É SO FUTEBOL **Entre os inúmeros outros ensinamentos a tragédia da Chapecoense mostrou também que o mais popular esporte do mundo “'não é só futebol.” **Em todas as localidades do Brasil existe um clube de futebol. Ali está um corte da sociedade estabelecida. São grupos de pessoas jovens e de meia idade praticando o esporte e outros grupos na direção e na torcida. E a sociedade local.

Notícias de dezembro de 1981

Ouro Verde: agora rumo a SP O Ouro Verde conquistou de forma brilhante e merecida o título de campeão da Região Sul da Copa Dreher, devendo pela terceira vez representar o futebol amador do Rio Grande do Sul na fase final nacional, em São Paulo, repetindo os feitos de 1975 e 1980 quando participou na capital paulista das decisões da então Copa Arizona, chegando em quarto lugar nacional no primeiro ano e sendo vicecampeão da Região Sul no ano passado. Como campeão do interior, o time

ijuiense participou do quadrangular final da Região Sul, no estádio Passo da Areia, em Porto Alegre. Na finalíssima, bateu o Neutrox, campeão da grande Porto Alegre. O Ouro Verde conquistou mais um título na sua gloriosa história jogando com Rakoski, Zé Galvão, Gilson, Paulo Perin, Renato Moraes, Toni, Lauri, Renatinho, Vitória, Capucho e Gelson. O feito foi muito festejado por seus dirigentes, jogadores e torcedores que estavam presente no Passo da Areia.

**Isto se reproduz também nas equipes profissionais em todos os níveis. Sempre existe uma família envolvida. Seja um atleta de fim de semana seja o maior ídolo de um país. Futebol é um dos meios mais comuns de exercer o companheirismo e a amizade. E também a solidariedade.

Assembleia - Professores municipais de Ijuí estiveram reunidos em assembleia geral ordinária para analisar a solução e o final das negociações travadas com o Executivo Municipal quanto ao cumprimento do acordo da paralisação firmado em julho. Os participantes chegaram à conclusão que devem lutar pelo aperfeiçoamento da classe, através de propostas para cursos de especialização.

**Os melhores sentimentos humanos no mundo inteiro ficaram realçados agora durante a tragédia. E sinal que estes sentimentos são universais e que nem sempre são realçados, mas existem... Nem tudo é competição e ódio. **Os meios de comunicação no Brasil e no mundo, mesmo nos civilizados, prósperos, publicam notícias, comentários e análises desconectados da realidade. Ensinam comportamentos. Torcem por causas que não as da população. **Ao contrário da imprensa, a população não acha que o problema do Brasil é ter gente demais na cadeia. Acha que é ter gente de menos. Não acha que o problema principal de segurança seja a polícia, mas sim os bandidos. Não acha que a fé evangélica seja uma ameaça, mas sim uma solução. Nas últimas eleições, os prefeitos eleitos das duas maiores capitais do Brasil, S. Paulo e Rio de Janeiro eram candidatos claramente hostilizados pela imprensa [Doria e Crivela]. No RS, na eleição de Marchezan para prefeito de Porto Alegre não foi diferente. **A população chama atos de invasão de escolas pelo seu nome e não de ocupação. Destruição de patrimônio público e privado pelo seu nome e não como protesto pacífico onde a polícia reprimiu com violência. **Hospital Brasilina, Terra da rica e prospera Tupanciretã, anuncia a demissão de todos os seus funcionários. Motivo: 90% de seus pacientes são do SUS e o prejuízo e mensal e insuportável. **A ambição das pessoas faz com que gastem a vida para comprar coisas. Mas a vida não se compra. É o que se descobre quando já é tarde. Das reflexões de Pepe Mujica, ex-presidente do Uruguai. Famoso também por morar numa pequena chácara nos arredores de Montevidéu e se locomover num velho fusca. **313 deputados contra 132 aprovaram entre as medidas anticorrupção que também os juízes, o Ministério Público pode ser condenado pelo crime de abuso de autoridade. A discussão é de que se trata de uma retaliação do Legislativo e não é o momento de fazê-lo. Deve ser ressaltado que mesmo com a atual legislação, pode se conseguir muito como se prova a cada dia com a Lava Jato. **Noticia-se que na Suécia não haverá iluminação e enfeites de Natal para não ofender a minoria muçulmana do país. **Nova safra de prefeitos assume o comando dos municípios em janeiro

A coleção completa do JM está disponível para pesquisa no Museu Antropológico Diretor Pestana

Ouro Verde é tri gaúcho e campeão da Região Sul

Colonos gaúchos seguem para Roraima Um grupo de colonos gaúchos está pronto para seguir para Roraima, onde iniciará um projeto de colonização. Uma comissão representativa do grupo esteve em Porto Alegre, sendo recebida no Palácio Piratini pelo chefe da Casa Militar, coronel Luís Diógenes Chaves Couto quando solicitou o empenho do Governo do Estado no sentido de conseguir um avião da FAB para o transporte das senhoras grávidas, crianças e pessoas enfermas. Faz parte do grupo de 61 famílias, o ijuiense Arlindo Kommers e sua família.

Os colonos foram recebidos no Plácio Piratini

CONCURSOS EPTC de Porto Alegre Empresa Pública de Transporte e Circulação - EPTC de Porto Alegre, no Estado do Rio Grande do Sul recebe inscrições para Concurso Público visando formação de Cadastro Reserva. Profissionais que tenham Ensino Fundamental, Médio e Superior Completo podem se inscrever para os cargos. Todos os

interessados devem realizar as inscrições até as 17h do dia 8 de dezembro de 2016, através do endereço eletrônico www.ckmservicos. com.br. O valor da taxa recolhida varia de R$ 98,55 a R$ 175,20, e deve ser paga via boleto bancário. Prefeitura de Chapecó - RS A Prefeitura de Chapecó - SC abre Processo Seletivo com intuito de preencher vagas em caráter temporário para Professores atuarem na Educação Indígena da Rede Municipal no ano letivo de 2017. Podem participar professores habilitados e não habilitados na área de Educação Infantil e habilitados na disciplina de Educação Física, podendo assumir carga horária de 20h até 40h semanais. Além dos

Contas em dia - O prefeito Wilson Mânica anunciou que a administração municipal vai encerrar o ano de 1981 com todos os seus compromissos em dia. Antecipou que todas as contas empenhadas até 15 de dezembro serão saldadas, atendendo dessa forma a todos os fornecedores da municipalidade, fato, que segundo Mânica não tem precedentes na história administrativa do município. Publicação oficial - O governador Amaral de Souza vai destinar auxílio para diversas entidades ijuienses atendendo solicitação encaminhada pelo Diretório Municipal do PDS de Ijuí, através do deputado Rubi Diehl. As entidades beneficiadas são Instituto de Menores de Ijuí, Comunidade Evangélica de Ijuí, Escola Nossa Senhora da Penha, Escola Ijuí, Escola Ruy Barbosa, Escola Francisco de Assis e CTG Laureano Medeiros.

requisitos exigidos de Magistério e Graduação, os candidatos também devem ter habilitação em Magistério Indígena ou Licenciatura Intercultural Indígena - Terminalidade das Linguagens/ Ênfase Línguas Indígenas. Para a realização das inscrições, os interessados deverão comparecer pessoalmente ou por procurador na Secretaria de Educação do Município, situada na Rua Jonas Rauen, nº 53-E, Centro, nos horários das 13h às 19h até o dia 6 de janeiro. A taxa de inscrição, será isenta para os candidatos. A seleção será dividida em prova objetiva prevista para o dia 20 de janeiro de 2017, e prova de títulos que provavelmente será dia 24 de janeiro de 2017, ambas no Auditório da Secretaria da Educação.

cmyk


WWW.JMIJUI.COM.BR

VAGAS ABERTAS

IJUÍ NO E COMMERCE

Diferente de outros anos em que nessa época o foco era o emprego temporário, o Sine de Ijuí tem vagas para suprir quadro normal das empresas no Município | 3

Sindilojas apresentou projeto Comércio Facilitado para que empresas ijuienses ingressem no mercado online | 3

Chapecó recebe os seus heróis para a despedida Corpos das vítimas serão velados hoje na Arena Condá. Colombianos prestaram homenagens aos mortos no desastre aéreo |10

Distrital de Futebol tem rodada no Rincão dos Goi Competição conhece amanhã à tarde mais dois semifinalistas. Times de Floresta e Chorão estão garantidos na etapa decisiva da competição. | 17

EDITORIAL | 6 Em meio A um cenário dramático, que uniu todas as raças e times em um só luto, ficou por conta do Brasil o vexame do oportunismo

cmyk

Sitepaginas 3e4 12  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you