Issuu on Google+

Divulgação

Imagem ilustrativa

CINCO ESTRELAS - Hotéis da moda

MENU - Praticidade na cozinha

Pág. 10

Pág. 15

ANO 1 - Abril de 2010 - Número 7 - Distribuição gratuita Pq. Gov. Ney Braga (2006) - Divulgação SRP

Exposição 2010 comemora 50 anos de tradição Em meio século, a Expo2010 contabiliza conquistas de evolução tecnológica, aprimoramento do gado e diversão garantida para público de mais de 400 mil visitantes

Jornal da Gleba

Págs. 04 e 05

CULTURA

Junior Sagaz e o Pinguim de Geladeira Isis Massi Vicente marcou presença no Jantar Rosa realizado no Buffet Elite.

Cartunistas apresentam o novo personagem do Jornal da Gleba Pág. 14

Pág. 09

ZOOM

Nós do Poder Rosa

Ilustrações Pack


2 JORNAL DA GLEBA - Abril de 2010 EDITORIAL

IMPORTANTE O Jornal da Gleba é distribuído gratuitamente em todos os edifícios e condomínios horizontais das glebas Palhano e Cambé. Se você ainda não recebe o Jornal da Gleba em sua residência converse com o seu porteiro ou entre em contato conosco. O Jornal da Gleba é seu e sua participação é fundamental! COMERCIAL@JORNALDAGLEBA.COM.BR Edifícios da Gleba Palhano: Res. Anita Malfati, Res. Bosque Wilmar Berbert, Res. Central Park, Res. Marc Chagall, Res. Costa Esmeralda, Res. Do Lago, Res. Due Torri, Res. Enseadas, Forest Park Residence, Res. Gaudi, Res. Joan Miró, Res. La Rochelle, Res. Lac Royal, Res. Lago Azul, Res. Le Corbusier, Res. Manacá, Res. Matisse, Res. Mogno, Res. Morada do Sol, Palhano Residences, Res. Paranoá, Res. Pérola Negra, Res. Portal do Lago, Ravel Boulervad, Res. San Rafael 1, 2 e 3, Solar Rivera, Res. Sun Flowers, Res. Terra Brasil, Res. Torre de Málaga, Res. Toulouse, Res. Vilanova Artigas, Vivaldi Boulervad e Vision Residence. Condomínios horizontais: Acácia, Bela Manhã, Catuaí Parque Residence, Golden Hill, Morada Imperial , Pitanguá, Royal Forest, Royal Golf, Royal Park, Royal Tennis, Sonora Residencial, Sun Lake, Santana Residence e Village Premium.

As cartas podem ser enviadas para redacao@jornaldagleba.com.br com limite máximo de dez linhas em fonte nº 12.

“A P á s c o a é o momento de vivenciar coisas novas, por isso, preci-samos deixar morrer tudo de ruim que existe dentro de nós e ressuscitar uma nova criatura, um novo ser. Que a Páscoa seja uma experiência interior de vida nova e que cada um seja luz para o outro.”

“A benção Bíblica, é o meu desejo para todos nesta Páscoa: “O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o Seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o seu rosto, e te dê a paz.” Pastor Ary Velloso

EXPEDIENTE

Jornal da Gleba

Produção: 4Ideias Comunicação Jornalistas responsáveis Rafael Montagnini (MTB 7239/PR) Talita Oriani (MTB 7358/PR) Colaboração Daniela Klébis Juliana Leite Carlos Eduardo de Souza Gonçalves Programação Visual Eduardo Massi Diagramação Carolina Campos Impressão Gráfica Idealiza Tiragem: 5 mil exemplares

CONTATOS JORNAL DA GLEBA redacao@jornaldagleba.com.br comercial@jornaldagleba.com.br 43 9948-7389 / 9135-1556

Periodicidade: Mensal Distribuição gratuita

Arquivo pessoal

Jornal da Gleba

Há meio século foi realizada a primeira edição da festa que mais movimenta a cidade de Londrina, a Exposição Agropecuária. Esse grande evento deve, ou deveria, ser motivo de orgulho de todos nós pés vermelhos de nascença ou de coração, já que viabiliza empregos, mexe com a economia local, além de trazer cultura e lazer para toda a região. Além disso, para uma cidade que não tem um grande time de futebol, não realiza mais etapas de corridas como stock car, não tem mais festas de carnaval, e que não costuma realizar grandes eventos de forma geral, é um grande espetáculo, não?! Para que nossa sociedade possa apreciar e conhecer melhor o maior evento do setor rural da América Latina, realizamos um breve resgate histórico da Expo. Ta m b é m r e s s a l t a m o s n e s s a e d i ç ã o a movimentação da associação dos síndicos, criada na região da Gleba Palhano, para buscar melhorias em diversos aspectos do bairro. A iniciativa e organização desses poucos, mostra como é possível conseguir mudanças, a partir do momento que se tem atitude. Além dessa movimentação, outro ponto interessante realizado pelos moradores foi a encenação da via sacra durante a semana santa. Esse tipo de interação vem mostrar que a região está se unindo cada vez mais em todos os aspectos.

Qual a mensagem de Páscoa que você deixaria para a sociedade?


Abril de 2010 - Jornal da Gleba 3 COMUNIDADE

Ideias para a Gleba Associação cria comissões para resolver os problemas do bairro Cibele Kowalski

M

ato alto, trânsito confuso, falta de segurança, estes foram os principais problemas apontados pelos síndicos e vice-síndicos, que compareceram à primeira assembleia do Conselho Informal de Condomínios e Edifícios da Gleba Palhano, em 2010. A reunião aconteceu no inicio de março no Residencial Toulouse. “A única intenção desta associação informal é promover a defesa e os interesses dos moradores da Gleba. Sem qualquer vínculo partidário. Por isso, este deve ser um espaço democrático, apartidário, com total transparência e boa fé de todos os participantes”, explicou o advogado Carlos Scallassara, que faz parte do conselho da associação. Durante a reunião os síndicos presentes foram divididos em quatro comissões para discutir, avaliar e resolver questões como o sistema viário, a segurança, o

Rotatória da Avenida Ayrton Senna com a Rua Ernani Lacerda de Athayde é uma das principais queixas de quem trafega pela Gleba. Apenas uma das pistas da rua está totalmente liberada confundindo muitos motoristas que não conhecem bem a região. aumento de IPTU e a gestão condominial. Todos os meses as comissões apresentarão os resultados para o conselho e para os demais integrantes da associação. Comissão do sistema viário

– A rotatória da Avenida Ayrton Senna com a Rua Ernani Lacerda de Athayde é uma das principais queixas de quem trafega pela Gleba. Apenas uma das pistas da rua está totalmente liberada

confundindo muitos motoristas que não conhecem bem a região, apontou a comissão que avalia a situação viária do bairro. Outro problema é o mato alto que além de prejudicar a visão dos motoristas em algumas ruas, também serve de esconderijo para marginais. Comissão do IPTU – Outra pauta importante que será discutida e estudada nas reuniões é a questão do aumento do IPTU. Muitos síndicos temem que a prefeitura volte a insistir no aumento abusivo que foi proposto no final do ano passado. Comissão da segurança – Em 2009 assaltos à mão armada deixaram muitos moradores da Gleba assustados com a violência do bairro, que apesar de ser menor índice do que em outras regiões da cidade deixa uma sensação de insegurança em quem mora por aqui. A idéia desta comissão é cobrar das autoridades responsáveis

mais agilidade e segurança Divulgação para quem mora na Gleba. Comissão de gestão condominial – Cadastro de fornecedores, manutenção de elevadores, padronização do comportamento de funcionários, planos de salários, limpeza dos edifícios serão os assuntos abordados por essa comissão. O objetivo deste grupo é criar maneiras eficientes e baratear as administrações de condomínios. A próxima reunião de síndicos acontece no dia 27 de abril, às 19h30min, no Condomínio Residencial Solar Rivera, Rua Antonio Psicchio, número 220. O encontro é aberto a todos os síndicos e vice-síndicos da Gleba Palhano. Por Rafael Montagnini rafael@jornaldagleba.com.br


4 JORNAL DA GLEBA - Abril de 2010 ESPECIAL

Exposição 2010 comemora 50 anos de tradição Em meio século, a Expo2010 contabiliza conquistas de evolução tecnológica, aprimoramento do gado e diversão garantida para público de mais de 400 mil visitantes Divulgação: SRP

Divulgação: SRP

Q

uem passeia pelas ruas do Parque Ney Braga em tempos de festa não imagina quanta história há por trás dos 17 alqueires que abrigam o maior evento do setor rural da América Latina, a Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina. A feira, que chegou a reunir no ano passado 457.739 visitantes, sem contar os expositores, completa 50 anos de existência em 2010 e guarda entre tantos fatos, boas lembranças e recordações. Tudo começou em 19 de junho de 1946, quando um grupo lideranças rurais da época se reuniu para formar a Associação Rural de Londrina. Os esforços aumentaram e com o intuito de melhorar a agropecuária regional, em 1955, se uniram à Associação Cultural e Esportiva de Londrina (Acel) pra realizar a I Exposição de Animais e a II Agrícola. Mas, engana-se quem imaginou que os animais eram expostos no atual parque de exposições. Naquela época, eles foram para o Jockey Club e a produção para o mercado Shangrilá. A primeira mostra recebeu em sua abertura a presença de autoridades como o governador do Paraná, Adolfo de Oliveira Franco, o representante do ministro da

À esquerda: Vista aérea do Parque Governador Ney Braga em 1972. À direita: Inauguração do busto de Ney Braga em 1964. agricultura, Bento Munhoz da Rocha, e o prefeito de Londrina, Milton Ribeiro Menezes. Em tempos de preocupação com o café, a idéia de uma mostra voltada para este setor era inovadora no estado e, desta forma, anunciava-se então o futuro promissor da ExpoLondrina. Em 1964, de 16 a 23 de fevereiro, a feira é realizada como Exposição Agropecuária e Industrial do Paraná, pela primeira vez no

Parque Governador Ney Braga. O local foi construído em cinco meses, com pista, arquibancada coberta, pavilhões, estábulos, estandes que já recebiam os expositores de máquinas, implementos e veículos. A Associação cresceu e em setembro de 1965 tornou-se a Sociedade Rural do Norte do Paraná. Anos depois, em 1969, chega a Londrina um jovem catarinense em busca

de campo de trabalho. O veterinário Taylor Nascimento, no auge de seus vinte e poucos anos, trouxe a família para viver na terra vermelha. “Naquele tempo a cidade possuía cerca de 150 mil habitantes, sem contar que a maioria das pessoas era de outro estado. Nós não encontrávamos gente que fosse daqui”, relembra. Ele foi o primeiro veterinário da SRP a ser registrado em carteira e receber pelos serviços


Divulgação: SRP

1200 quilos. “Os de antes pesavam 700 kg, isso é resultado dessa evolução”, explica. De acordo com o presidente da Associação Rural do Paraná, Alexandre Lopes Kireeff, o evento se modificou muito. “Agora há mais sofisticação, prestigiamos a infra-estrutura para melhor receber nossos visitantes. Procuramos aprimorar a recepção deles”, conta. Com este objetivo, Kireeff explica que a acessibilidade é hoje uma das maiores preocupações na organização do evento. “Temos cerca de 50 rampas de acessibilidade para o trânsito de cadeirantes”, conta. Apresentação do Rei Roberto Carlos O ritmo de comemoração na Exposição Rural de 1972 promete agitar Londrina do dia prestados. “Tinha bastante profissional que trabalhava comigo, mas eu fui o primeiro a primeiro a 11 de abril. A festa do Jubileu de ser registrado como funcionário mesmo”, Ouro quer aliar diversão, transferência da mais moderna tecnologia agropecuária a diz. O v e t e r i n á r i o , h o j e a t u a l produtores nacionais e internacionais e superintendente do serviço de Registro encontro de negócios. “Estamos motivados Genealógico da SRP, conta que quando para realizar o maior evento da nossa iniciou suas atividades, menos de 500 história”, afirma o presidente da SRP. Para quem está a procura de diversão, cabeças de gado eram expostas. “Os números de hoje são totalmente diferentes. atrações como Vitor & Léo, Hugo Pena & No ano passado chegamos a ter 12 mil, Gabriel, Luan Santana, Jorge & Mateus, quantidade 24 vezes maior”, conta. Inimigos da HP e Jean & Júlio, Maria Segundo Nascimento, esse crescimento é Cecília & Rodolfo, João Bosco & Vinícius reflexo do aprimoramento das raças, vão animar a festa. A programação cultural matrizes e reprodutores e o melhoramento está recheada de apresentações, como a zootécnico que só foi possível ser realizado Orquestra de Metais Lyra de Tatuí, Matsuri durante o decorrer do tempo. Nos dias Dance, Concertos Populares – Orquestra atuais um touro campeão tem em média Sinfônica, Escola de Circo, Banda Batuque pro Vizinho, Parada de Rua, Carroça de

Divulgação: SRP

Abril de 2010 - Jornal da Gleba 5

Vista aérea do parque de exposição em 2006. Divulgação: SRP

Show de Edson e Hudson em 2006. Grandes apresentações fazem parte dos 50 anos da ExpoLondrina Mamulengos – História de teatro e circo/ Rio de Janeiro entre outras. E conforme o presidente da Sociedade Rural do Paraná, Alexandre Lopes Kireeff, está prevista ainda a inauguração do Museu Histórico da

Rural, trazendo a tona todo o resgate da agropecuária e a história da cidade. Por Juliana Leite redacao@jornaldagleba.com.br


6 JORNAL DA GLEBA - Abril de 2010 ESTILO

Estilo country para todos os gostos Devido à tradicional festa londrinense, cresce a busca por roupas, sapatos e acessórios country

C

om o início da Exposição Agropecuária o visual do cenário londrinense se torna diferente. A maior festa da cidade gera empregos e movimenta muito a economia local. O setor de moda country é um dos que sofre grande influência nesse período, tanto na parte econômica quanto do figurino utilizado nas ruas. “A Exposição contribui muito para a venda dos nossos produtos. Essa época é uma das melhores para faturar”, afirma Bruna Soares, gerente da Strut. De acordo com Bruna, a grande diferença nessa ocasião é que a procura por produtos não vem apenas dos 'típicos caubóis' e sim da população em geral. “Os nossos clientes assíduos nos procuram para comprar uma peça nova, mas nesse período o diferencial é a visita de pessoas que nunca compraram na loja. Elas buscam algo exatamente para usar na exposição”, observa. Já Sérgio Machado, gerente da Zona Country, percebe grande mudança no movimento, mas destaca o principal crescimento na venda de calçados. “As botas

são as peças mais procuradas, tanto por homens quanto por mulheres”, conta. Como o clima country está por todos os lados fica difícil não se render ao menos a um detalhe desse estilo. Seja uma camisa xadrez, uma bota mais 'invocada', ou simplesmente um chapéu. Qualquer acessório é válido para se divertir e entrar no clima que contagia toda região. Segundo os especialistas, os looks podem ir do mais básico ao mais complexo, do barato ao mais caro - o que importa é entrar no clima. E se você quer entrar nessa para arrasar na festa sem parecer estar fantasiado, as dicas são: combine uma bela e confortável calça jeans, com uma camisa xadrez, jeans ou lisa. Já a camiseta básica pode ser realçada com um lenço e, se gostar, abuse dos coletes em diferentes materiais. Vestidos e até batas também são bem vindas e os casacos mais finos ou mais pesados completam o visual dando um ar mais chic.

Botas de couro de avestruz - Zona Country a partir de R$ 500,00

Botas montaria - Strut a partir de R$ 400,00

Por Talita Oriani talita@jornaldagleba.com.br

Botas de couro de avestruz - Strut a partir de R$ 500,00

Chapéu Strut - a partir de R$ 150 Camisas Rendler - Zona Country Cinto com strass - Zona Country

Fotos de divulgação: Zona Country e Strut

Botas texana - Strut a partir de R$ 500,00


Abril de 2010 - Jornal da Gleba 7 INOVE

Uma mansão na Gleba Palhano Nova casa noturna promete ser o maior espaço nobre da noite londrinense Jornal da Gleba

L

ondrina terá nesse mês de abril um novo endereço que promete movimentar o público sofisticado da cidade. A nova casa “Mansão Palhano Premium Club” será inaugurada no próximo dia 13 com uma festa para convidados e, no dia 16, abre suas portas ao público geral. Depois de um período de sigilo, a casa localizada na av. Madre Leônia Milito, 1.147, traz muito requinte e diversão para os baladeiros de plantão. Com um espaço para até 1200 pessoas, a boate oferece dois camarotes, com bares privativos, e um mezanino de fronte ao palco com direito a bar e banheiros exclusivos. Além disso, a Mansão conta com mais dois bares em todo o ambiente, um deles fica logo na entrada em uma espécie de lounge, onde os clientes poderão aguardar confortavelmente até a entrada na casa, desta forma, ninguém precisará “desfrutar” daquelas imensas filas indesejáveis. O empreendimento, idealizado pelos amigos C l a u d i o Bi a g g i , Flávio de Ávila, Flávio Sambatti, Greice Orso e Dino Biaggi, foi projetado com tudo que há de mais inovador no mercado atual. Um dos grandes investimentos foi com a parte acústica. Para se ter uma idéia da qualidade do material utilizado, é possível realizar a gravação de um CD/DVD artístico com a presença de um público considerável, sem que a vizinhança possa se incomodar. Segundo Greice Orso, sócia proprietária, a idéia da “Mansão

Greice Orso e Sharmila Costa Palhano Premium Club” surgiu após uma conversa entre o grupo de amigos. “Sentíamos necessidade de uma casa noturna diferente em Londrina. Então, começamos a idealizar o projeto e colocar no papel tudo que faltava na cidade. A partir daí surgiu a Mansão, que foi projetada nos mínimos detalhes por três equipes de arquitetos conceituados: Wagner Donadio com a parte de decor a ç ã o e interiores, Rafael Leão com o iluminotécnico e Silvana Toniolo com a parte arquitetônica e acústica”, comenta. Além de ser uma casa noturna, um dos diferenciais é o espaço para eventos. “Sexta-feira e sábado a casa funcionará como boate, mas de domingo a quinta-feira estaremos voltados para eventos fechados, empresariais, casamentos,

formaturas, entre outros. A idéia é fazer nas sextas-feiras um sertanejo chic e aos sábados o eletrônico de alto nível, já que um grande público da cidade sente falta desse estilo musical com qualidade”, observa Sharmila Costa, responsável pelos eventos da Mansão juntamente com Carlos Grade. São tantos os detalhes e novidades da nova casa que fica difícil descrever em apenas uma página, portanto, vale à pena conferir de perto todo esse encanto. No dia 16 apresentam-se no local a dupla Tony e Renan, Clayton e Cristiano, Evandro e Aguinaldo, além dos DJs residentes. No dia 17 a grande atração será um DJ Hed Kandi – selo de house music mais cool do mundo. Os convites antecipados podem ser adquiridos na loja Fórum no Shopping Catuaí. Informações e reservas de camarotes pelo telefone (43) 3327-9898.

Por Talita Oriani talita@jornaldagleba.com.br


8 JORNAL DA GLEBA - Abril de 2010

ZOOM Por Talita Oriani

talita@jornaldagleba.com.br

Camarote Brahma

Uma das grandes novidades na Exposição desse ano é o camarote da Brahma, que promete reunir muita gente bonita e descolada. Prova disso foi a pré-festa, que ocorreu dias atrás no Estação sob comando do promoter Saulo Rocha, onde só deu gente bonita. Confira as fotos de Toni Minighini.

Os Beto Para os que gostam de samba de raíz, no próximo dia 17 de abril o grupo Os Beto se apresenta no Bar do Pinguim, Rua Espírito Santo, 1793. Patricia e Evaldo Jr Ulinski

Direto do Piauí Marcos e Sandra Calsavara

Arquivo pessoal

Ana Paula Tavares

A cidade de Teresina foi a sede do 6º Festival Nacional de Violão do Piauí, que ocorreu de 25 a 28 de fevereiro. O médico Ricardo Sahão esteve na capital piauiense para prestigiar o evento que, segundo ele, foi de uma qualidade musical tremenda. Vários violinistas de diversos locais do mundo compareceram ao nordeste brasileiro, um deles foi o violinista e percussionista australiano Tommy Emmanuel, que encantou o público com seu modo único de tocar violão.

Fabiana Freschi e Gisele Maia

José Bruno de Oliveira, Celso Marconi e Priscila Matsunaka

Guilherme da Silva, José Alberto, Tommy Emmanuel e Ricardo Sahão


Abril de 2010 - Jornal da Gleba 9

PROMOÇÃO DIA DAS MÃES Para comemorar o mês das mães o Jornal da Gleba, em parceria com a Brascolor, vai presentear uma mulher. A ganhadora terá direito a maquiagem, cabelo, manicure e uma sessão de fotos com o fotógrafo Rodrigo Ossada. Além disso, a vencedora ganhará um álbum livro com 10 fotos 20x25. Para participar basta criar uma frase, com no máximo 140 caracteres, dizendo: para você qual é o significado da palavra mãe? Envie para concurso@jornaldagleba.com.br e aguarde a confirmação de recebimento. A autora da melhor frase ganhará esse lindo presente e terá sua frase e nome divulgados na edição de maio do jornal.

Jornal da Gleba

SwáSthya Yôga A Uni-Yôga Londrina oferece, aos sábados, aulas gratuitas de yôga . As aulas são realizadas a partir das 17h no Zerão. O evento é aberto ao público em geral.

Cor de Rosa A ONG Nós do Poder Rosa, em parceria com 19 entidades, organizou a segunda edição do Jantar Rosa, que teve o Buffet Elite como cenário. A festa contou com cerca de 500 pessoas trajando um figurino ou detalhe em cor rosa. O principal objetivo da ONG é sensibilizar a sociedade quanto à questão da violência doméstica contra a mulher. A festa contou também com o lançamento do livro “Marias de Londrina – Mulheres Resilientes”, escrito pela jornalista Elisiê Peixoto, que foi homenageada pela ONG recebendo um lindo cristal rosa com uma dedicatória. Elisiê Peixoto com o livro “Marias de Londrina - Mulheres Resilientes” Fotos Jornal da Gleba

Birthday Não precisa aguardar Os novos modelos das sandálias Ipanema, que causaram o maior frisson após serem exibidos no BBB10, já estão disponíveis na loja Polichinelos. As empresárias que comandam a loja, Meire Zanelatto e Claudia Barbetta, informaram que os lançamentos realmente estão lindos e que o difícil é escolher apenas um.

No próximo dia 5, o tenente Gustavo Hauenstein e o empresário Rodrigo Cruciol comemoram nova idade. Já no dia 10, é a vez de Marco Prado, do staff da Plaenge, assoprar as velinhas. E no dia 23, o editor do Jornal da Gleba Rafael Montagnini festeja seu aniversário com amigos e familiares. Felicidades a todos!

Renata Novo, Vania Queiroz, Cloara Pinheiro e Francisca Ventura

Elba Massi e Isis Vicente

Goreti Ferrari e Sônia Medeiros O casal Elizandro e Juliana Pellin


10 JORNAL DA GLEBA - Abril de 2010 CINCO ESTRELAS

Hotéis da moda Eles são sinônimos de glamour e elegância, vestiram as celebridades mais ilustres e ditam moda em todo o mundo

Q

uem nunca desejou arrasar em uma festa com um Armani, um Versace ou um Lacroix? Se você é um que adora mergulhar no mundo da moda, prepare-se para a sua próxima viagem, porque a moda agora são os hotéis de alta costura. Sim, os estilistas que assinam os outfits mais desejados, invejados e copiados do planeta, agora também estampam suas marcas em hotéis cheios de estilo, luxo e criatividade. Essa moda começou muito discreta ainda em meados dos anos 1990, quando Karl Largefield fez às vezes de “diretor artístico”, emprestando seu estilo a um pequeno hotel de amigos em Berlim que não leva o seu nome, o Scholosshotel. Pouco depois, a estilista italiana Maruccia Mandelli, da grife Krizia, compreendeu a genialidade em misturar o conceito de alta moda à linguagem do turismo e abusou da sofisticação: escolheu uma ilha paradisíaca no Caribe, Barbuda, e criou o “K Club”, um hotel composto por vilas e bangalôs, decorados com o mesmo brilho de suas passarelas e um toque artístico muito especial: nada de televisões. Mandelli ditou a moda e desde então, a idéia foi reinterpretada por dezenas de outros grandes nomes. A família Ferragamo, uma das assinaturas mais tradicionais e

Palazzo Versace - Austrália (imagem ilustrativa)

luxuosas de sapatos e bolsas da Itália, foi umas das primeiras a absorver o conceito de hospedagem com estilo e hoje soma à sua lista de “mais” outros cinco hotéis espalhados pelos pontos mais importantes de Florença. O hotel “Continentale” é o mais novo, situado na parte mais alta da capital toscana, com a vista mais privilegiada da cidade e do rio Arno. Se a vista é maravilhosa, o interior é um espetáculo de opulência. Com um estilo divertido dos anos 50 e 60, o prédio faz recordar a ludicidade de um carrossel. E ainda alguns detalhes deliciosamente surpreendentes, como um sofá de plush dentro do elevador, e filmes antigos passando em telas sobre as lareiras, lhe rendem perfeito para uma viagem romântica a dois. Extravagância - Para quem deseja muito mais que apenas um fim de semana de romance, mas um

casamento no melhor estilo Hollywood, nenhuma escolha pode ser mais exótica, apaixonante e glamorosa que o “Palazzo Versace”, na Austrália. Assinado por Gianni Versace, uma das mais exuberantes grifes da história da moda, o hotel é o único seis estrelas no país e, naturalmente, o mais caro. Localizado em Brisbane, na cinematográfica Gold Coast australiana, a intenção do hotel é fazer qualquer hóspede sentir-se ao centro dos holofotes, uma verdadeira celebridade. Luminárias gigantescas, louças chinesas (com desenho Versace, é claro!), mosaicos de mármore, colunas, spa, uma butique com os últimos lançamentos da marca, salões imperiais e restaurantes premiados compõem o cenário perfeito para uma celebração de conto de fadas. E se dinheiro não é o problema, o hotel conta com um

serviço exclusivo de “wedding planner”, com uma seleção de estilos de festas de casamentos inesquecíveis e impecáveis em cada detalhe. Mais estilo que isto, somente em 2010, quando Donatella Versace, dando continuação à iniciativa empreendedora de seu irmão (que morreu antes de ver o primeiro hotel pronto), inaugura uma versão ainda mais apoteótica do “Palazzo”, em Dubai. Um resort com 200 quartos, 240 vilas residenciais, piscinas com peixes e corais e uma praia com areia climatizada, já que nada pode ser menos chique que pé queimando na areia. Seguindo o estupor de Versace, Giorgio Armani, aclamado como o fashionista de maior sucesso no mundo, começa a abrir as portas do primeiro entre sete hotéis de alto luxo e outros três resorts ainda este ano, em Dubai. A seguir, já no primeiro semestre de 2010, o estilista inaugura em Milão, a sua cidade, o Hotel Armani, privilegiadamente localizado na luxuosa Via Manzoni, entre a Piazza Duomo e o teatro La Scala. Os outros oito estabelecimentos estão programados para os próximos sete anos nas capitais mais famosas do mundo como Londres, Paris, Nova Iorque, Tóquio e Xangai. Bulgari, Ralph Lauren, Oscar de la Renta, Christian Lacroix engrossam a lista dos hotéis de alta

moda, sempre projetados para os destinos mais descolados dos turistas que não abrem mão da elegância nem na hora de dormir. Até o Brasil tem sua versão hotel de alta moda, o Uxua Casa Hotel, em Trancoso, que leva a assinatura do diretor criativo da Diesel, Wilbert Das. Estilo - Quando Giorgio Armani assinou o acordo com a EMAAR Hotel & Resorts, maior promotor imobiliário do Oriente, ele justificou a crescente onda dos “fahion hotels” dizendo que cada vez mais a moda se inclui ao nosso estilo de vida, não só como nos vestimos, mas onde vivemos, onde passamos as férias e no hotel que nos hospedamos. E assim como a moda tem muitos estilos, os “fashion” hotéis também se diversificam. Por exemplo, o meu preferido é o pequenino, porém não menos requintado, “Petit Moulin”, o hotel de Cristian Lacroix em Paris. Lacroix é o estilista que melhor exemplifica o lado chique da cidade luz, e com seu estilo criou um chamado hotel butique, reduzido a apenas 17 quartos, construído sobre uma antiga confeitaria e ilimitado na criatividade e na riqueza de detalhes. Um cult que faz de Paris um destino ainda mais inesquecível. Por Daniela Klébis redacao@jornaldagleba.com.br


Abril de 2010 - Jornal da Gleba 11


12 JORNAL DA GLEBA - Abril de 2010 SABER

A família e a inteligência de seu filho

E

studos psicopedagógicos atuais apontam o ambiente familiar como o centro fundamental do desenvolvimento intelectual, pois os modelos familiares são os mais significativos na vida de todos. Veja o que a família pode fazer: 1 – DISCIPLINA: disciplina não é repressão, mas o bom direcionamento da energia. Negocie com seu filho local tranquilo e tempo fixo diário suficiente para revisão das aulas, tarefas e estudo para provas. Criem um horário semanal juntos, tenha uma cópia consigo e seja firme quanto ao cumprimento, até o hábito se formar. 2 – COMPANHEIRISMO: reserve um tempo semanal e aprenda algo junto com seu filho. Não é momento de críticas, pois deve ser uma experiência prazerosa para ele. Peça que lhe ensine o conteúdo, procurem entender e resolver exercícios juntos, com paciência e leveza. 3 – CONFIANÇA: não dê excessiva ênfase ao erro. Entenda que o pensamento de quem erra foi correto até certo ponto. Ajude-o a perceber como pensou até este ponto e conscientize-o sobre o que aconteceu ali, ocasionando o desvio. Estimule-o para que tente até conseguir e por fim parabenize-o. A pior deficiência de aprendizagem é a falta de confiança em si mesmo. 4 – MODELO: dificilmente um filho obedecerá a horários, organizará

seu quarto, falará corretamente, lerá livros, falará em tom adequado e se sentirá motivado a aprender, se em casa a família não espelhar estas práticas. 5 – LEITURA: como motivá-lo a ler? Toda motivação parte da necessidade. Se for necessário para o filho conhecer aquele conteúdo para obter reconhecimento; se a família o indaga e o deixa em dúvida, de modo que ele precise buscar respostas; e se quando ele expõe seu conhecimento, a família o admira, daí surge um leitor. 6 – AUTONOMIA: só tem autoestima quem supera obstáculos com suas próprias forças. Estimule a independência, demonstrando apenas que está ali caso seu filho precise de verdadeiro auxílio (real carência de pré-requisitos), mas permita-o lutar sozinho. Filhos que aprendem a se frustrar são adultos maduros. 7 – DIÁLOGO: se na família os diálogos são racionais, atenciosos, respeitosos, pacientes, instigantes e bem-humorados, o equilíbrio mental necessário para o aprendizado fica garantido em grande parte. Por fim, lembre-se: a família é a maior fonte de valores para o filho.

Carlos Eduardo de Souza Gonçalves Psicólogo – CRP 08/11014 Supervisor de Ensino - Colégio Universitário

PASSAPORTE

É Bonito demais Arquivo pessoal

Depois de uma longa temporada rodando pelo mundo, retornar à casa se torna um prazer inigualável. Pode ser que a saudade tenha acrescentado mais sabor à minha experiência, mas definitivamente Bonito é o melhor destino para quem quer ter uma overdose de natureza. E tudo na medida certa! Pela estrutura rústica, é sim um destino caro. Com exceção do balneário municipal, todos os passeios são pagos e com preços que variam de R$30 a R$500. Tem também o detalhe de, por ser uma reserva natural, todos os passeios estão sujeitos aos contratempos da natureza, como as chuvas fortes de verão. Mas se você além de planejar um bom roteiro, estiver aberto a mudanças repentinas de plano, essa promete ser uma daquelas viagens inesquecíveis. Eu fiquei em Bonito quatro dias. Cheguei por volta do meio dia à cidade, tempo suficiente para almoçar e fazer o primeiro passeio: descer em bote as quedas d'água do Rio Formoso, na Fazenda Cachoeira. Não é o tipo de aventura para quem gosta de esportes radicais, mas é muito divertido e seguro para todas as idades. No segundo dia, deveríamos fazer a famosa flutuação no Rio da Prata, mas como choveu muito no dia anterior, o rio estava turvo e o passeio foi cancelado. A coisa boa de acordar cedo (esta é a minha dica) é que se algo assim acontece, ainda dá tempo de encontrar uma alternativa. A minha foi passar o dia nas Cachoeiras do Rio do Peixe. Um passeio maravilhoso do inicio ao fim: trilha pela floresta, jacarés, pássaros de todas as cores, tamanhos e gêneros musicais, rios de águas cristalinas, cachoeiras e mais cachoeiras, altas, baixas, fortes, fracas, revigorantes sempre! No meio do dia, um delicioso almoço de fazenda, com uma infinidade de saladas, pratos típicos e doces. Para relaxar, um redário na sombra, com vista para árvores e uma paz infinita... tem ainda uma centena

de macaquinhos que aparecem quando o dono da fazenda chama, e comem bananas nas mãos dos convidados. O ideal de um dia perfeito é ali. O passeio emblemático de Bonito é a Gruta do Lago Azul. Para chegar ali, literalmente passamos pelo limbo: 280 degraus precaríssimos, sem nenhuma proteção e mais lisos que sabão. Eu fiquei tão tensa para descer essa gruta que quando cheguei perto do lago estava mais preocupada com o retorno do que com a vista quase mágica que tinha diante dos meus olhos. Dizem que a melhor época para visitá-la é entre Dezembro e Janeiro, quando Sol está a uma posição que privilegia a iluminação da Gruta e o azul da água reflete por todos os lados. E não me entendam mal: depois que eu voltei os 280 degraus inteira, achei tudo o máximo! A flutuação ficou para o último dia. A única coisa que posso dizer é que se você vai para Bonito e num faz flutuação, você perdeu o melhor da sua viagem. É como ir pra Paris e não ver a Torre Eiffel. E o melhor é pensar que toda a beleza dessa cidadezinha sul-mato-grossense é tão inigualável bem como inimitável. Não há tecnologia, engenharia, ciência capaz de recriar o que a natureza construiu de graça. Esse é um charme que só descobre quem vai ali ver com os próprios olhos e sentir com todos os outros quatro sentidos. Por Daniela Klebis


Abril de 2010 - Jornal da Gleba 13


14 JORNAL DA GLEBA - Abril de 2010 CULTURA

Os pais do pinguim Cartunistas criadores do Pinguim de Geladeira apresentam o novo personagem do Jornal da Gleba Jornal da Gleba / Pack

está acontecendo no momento. Depois disso é usar a criatividade com uma pitada de humor. É muito bacana ver as charges e as tirinhas impressas no Jornal da Gleba, pois muita gente vem conversar conosco e os comentários são sempre elogiosos”, contam. O Studio Pack fica localizado próximo a Gleba Palhano, Rua Monte Castelo - 431, e também é especializado em criação e desenvolvimentos de logomarcas e design gráfico.

Venha estudar a BÍBLIA conosco! Todos os domingos às 10h30 na IGREJA BATISTA CATUAÍ Cidade Universitária

Rod

. Ce

Av. Maringá

“qualidades” do pinguim, segundo seu criador Waldomiro Neto. “É claro que t o d o personagem criado aqui no estú-dio tem muito de nossa pró-pria personalidade ”, observa Waldomiro Neto e Paulinho Ramos com os personagens Neto. do Studio Pack Outra característica do conotação sexual nas nossas tirinhas. nosso querido Pinguim é a sua Queremos agradar a todos, desde mania em colecionar imãs e sua crianças a adultos”, explicou Paueterna briga com a Geladeira linho Ramos, ilustrador e sócioCatarina. “O Pinguim e a Catarina proprietário do Pack. tem uma relação de amor e ódio. Por Waldomiro e Paulinho também isso, as histórias saem tão legais e são responsáveis pelas charges do d i v e r t i d a s . N o s s a i d e i a é Jornal da Gleba. Eles explicam como proporcionar um humor que seja nascem esses retratos desenhados e agradável e sutil para quem lê. Não bem humorados do dia a dia. “Para precisamos usar palavrões e nem ter fazer as charges pesquisamos o que

lso

UEL Ga

rcia

Cid

Lag

o Ig

apó

R. Pref. Faria Lima

llo Av. Pres. Caste Av. Maringá

J

unior Sagaz é um rapaz de trinta e poucos anos, meio largadão e que não quer nada da vida. Mora com os pais, está constantemente desempregado e tem um cachorro chamado Zidane. Leva a vida numa boa, sem estresse. Seu lema é sempre despender o menor esforço possível em qualquer atividade. Por que fazer o que os outros podem fazer para mim? É uma das grandes indagações de Sagaz – a nova tirinha do Jornal Gleba. Apesar de muita gente conhecer alguém assim na vida real, este é apenas mais um dos divertidos personagens do Studio Pack. Criado há dois anos pelo ilustrador, Rafael Alpino esta é a primeira vez que o personagem é publicado por um jornal. Além de Junior Sagaz, outro personagem Pack que brilha nas páginas do Jornal da Gleba é o famoso Pinguim de Geladeira. Intransigente, mal-humorado e territorialista, são algumas das

Branco

www.ibcatuai.com.br Endereço: Cidade Universitária (ao lado do Papo Cabeça) Fone: (43) 3029-4895 - ibcatuai@ibcatuai.com.br

Por Rafael Montagnini rafael@jornaldagleba.com.br

Pastores: Ary Velloso - ary@ibcatuai.com.br Marcos Cunha - marcos@ibcatuai.com.br


Abril de 2010 - Jornal da Gleba 15 MENU

Marketing delicioso Ateliê desenvolve logomarcas de chocolate para empresas

Divulgação

ateliê são empresas interessadas em presentear clientes, parceiros ou funcionários com chocolates personalizados. Conforme explica Isabela, a ideia de um catálogo voltado ao público empresarial nasceu há quatro anos. “O Colégio Universitário foi a primeira empresa que me procurou para este tipo de serviço. Eles queriam transformar a logomarca do colégio em barras de chocolates. Desenvolvi as formas e personalizei a embalagem e a fita do produto. Por algum tempo fiz este trabalho apenas para essa escola. Mas, meu marido me incentivou para eu desenvolver este trabalho com outras empresas. Foi assim que nasceu o meu

catálogo empresarial”. Além das chocologos, o catálogo empresarial do Ateliê do Chocolate oferece latas personalizadas com trufas ou gotas de chocolate e barras. “Tudo feito à base de chocolate belga e Nestlé”, ressalta Isabela. “Quem não gosta de ganhar chocolate? Este é um presente ideal para agradar qualquer tipo de cliente. Dificilmente alguém esquecerá uma lembrança bonita e muito gostosa”, finaliza. Quem quiser saber mais detalhes sobre as chocologos pode acessar o site: www.ateliedochocolate.com.br ou entrar em contato pelo telefone: (43) 3326-2221. Por Rafael Montagnini

rafael@jornaldagleba.com.br

Latas personalizadas com trufas ou gotas de chocolate

Jornal da Gleba

I

sabela Biondo, moradora da Gleba Cambé, é uma apaixonada por chocolate. Há dez anos começou a confeccionar suas primeiras trufas de chocolate e não parou mais. De lá para cá muita coisa mudou no caminho da

empresária, que hoje possui um dos ateliês de chocolate mais conhecidos da cidade. Para isso foi preciso inovar e oferecer produtos de qualidade e diferenciados, como as chocologos, logomarcas de chocolate. Para não depender da sazonalidade de datas em que o consumo de chocolate aumenta, Isabela resolveu apostar no setor empresarial. “Atendo pedidos de festas de casamentos e outros tipos de eventos. Também trabalho muito na Páscoa e no Natal, mas para não ter tanta dependência destas datas ou de festas resolvi apostar neste filão do mercado”, explica a empresária. Hoje o principal público de seu

Jornal da Gleba

Jornal da Gleba

Chocologo

Praticidade na cozinha Empresa londrinense de alimentação cria farinha temperada para fritura

A

empr esa Apetitoso Alimentos apresenta uma novidade para quem gosta de cozinhar e para aqueles que não dispensam

uma bela porção de costelinha de porco, ou um frango à passarinho bem sequinho e crocante. A farinha temperada Crock Mix promete dar muito mais agilidade na fritura de alimentos. De acordo com o criador do produto, Wanderley Napoli, é possível temperar e empanar um quilo de carne em apenas 30 segundos. “Em um recipiente com tampa, despeje a carne sem temperar e adicione cinco colheres de sopa do produto.

Assim que a carne estiver totalmente envolvida pela mistura está pronta para ser frita. Todo processo leva alguns segundos”, explica Napoli. Segundo a empresa a farinha não contém conservante e glúten. Os ingredientes utilizados são produtos naturais desidratados. Também não é necessário utilizar ovo ou qualquer tipo de tempero para empanar. Por essas características o alimento solta menos

resíduos na fritura, absorvendo pouco óleo aos empanados. O tempero é ideal para carne suína, peixe, frutos do mar e alguns tipos de legumes. A Crock Mix está à venda em toda rede de supermercados Viscardi, Muffato e rede Assurel. Por Rafael Montagnini rafael@jornaldagleba.com.br


16 JORNAL DA GLEBA - Abril de 2010


JG07 - ABR2010