Page 1

Toronto - Year 4 - Edição 112 - 1ª Julho 2013 - FREE EDITION

Sensacional! Certamente, sua simpatia e facilidade em fazer amigos abriram-lhe portas que o direcionaram para o que ele sempre mais gostou na vida, o microfone pág. 10

Jornal da Gente

Rejeição

Revolta da Caxirola

A pessoa que se sente rejeitada deve aprender a entender o comportamento da pessoa que rejeita pág. 4

Pretty Much

“Não há mais espaço para que condenados pela justiça estejam tomando decisões em nome de suas vítimas” pág. 8

Novo trabalho do cantor Hugo Piló em parceria com Valter Barberini atinge quase 2000 views em uma semana pág. 15

AGORA MAIS MINUTOS • ESCOLHA O MELHOR PARA SI!

EUROPA BRASIL

BRASIL

B. HORIZ. • RIO •S. PAULO • P. ALEGRE

5=650m.

$

BRASIL - TELEMÓVEL

Telefone e amigos

POUPE Dinheiro com os CARTÕES Telefónicos AMIGO info

5=110m.

$

para os seus familiares e

e venDas

647-861-4757

PORTUGAL 5=1000m.

$

B. HORIZ. • RIO •S. PAULO • P. ALEGRE

5=625m.

$

PORTUGAL 5=660m.

$

PORTUGAL - TELEMÓVEL MAIS S TO MINU

5=275m.

$

BRASIL $ 5=650m. BRASIL

B. HORIZ. • RIO •S. PAULO • P. ALEGRE

5=400m.

$

PORTUGAL 5=1000m.

$

BRASIL

B. HORIZ. • RIO •S. PAULO • P. ALEGRE

5=620m. BRASIL $ 5=340m. $

PORTUGAL $ 5=1000m.


2

1˚ Julho 2013

Os vândalos e seus direitos!?!?!?!

Jornal da Gente Publishing Inc. Toronto - Canada Portuguese Language

Valter Barberini Editor e Design Gráfico

valterbarberini@gmail.com

416 301 6703

A opinião dos colaboradores e colunistas não reflete necessariamente a opinião do jornal

O JORNAL DA GENTE

é publicado nos dias 15 e 30 de cada mês. Alguns dos locais onde você pode encontra-lo: Consulado do Brasil, Brasil Remittance, Brazilian Star, Star Remittance, Rio 40, Sabor Brasil, Nova Era, Tropical Tours, Caldense, Tavora, Rui Gomes, Salsicharia Pavão e mais 90 pontos.

A

Valter Barberini

Maior festival latino-americano de Toronto deixa 2 feridos "Salsa on St. Clair"

cho melhor a imprensa parar de chamar os vândalos de ‘minoria’. Ou eles vão acabar levando isso a sério e logo, logo – seguindo o exemplo das demais minorias – vão querer criar o dia da consciência vândala, a passeata do orgulho vândalo, a cota para vândalos nas universidades, sem falar na criminalização da vandalofobia e no arquivamento do projeto de cura vândala. Cá pra nós, faz sentido! Será que nas manifestações aqui de Toronto, não tivemos atos de vandalismo por falta de verba? Em breve estarão reinvindicando verba do governo para viagem de grupos para ir “tocar o terror” mundo afora. Do jeito que o movimento social anda diversificando sua pauta, vai que uma certa Central Sindical do Vandalismo desande a convocar manifestações pela demarcação da terra dos vândalos, pela meia entrada para vândalos no cinema, pela fila preferencial para vândalos em caixa de bancos e supermercados, pelo vagão exclusivo para vândalos em trens suburbanos… Logo o Congresso aprovaria o Estatuto do Vândalo e a PEC do Vandalismo, apesar da bronca da oposição com o Bolsa Vinagre do governo. Enfim, depois não digam que não avisei...

D

uas pessoas ficaram feridas por arma branca (faca) no início do "Salsa on St. Clair" de Toronto, considerado o maior festival cultural latino-americano do Canadá e que a cada ano atrai milhares de pessoas.

A Polícia de Toronto disse que um dos dois feridos está em estado grave, com lesões no tronco. O incidente aconteceu após uma briga, acrescentou a Polícia. Este é o nono ano do "Salsa on St. Clair" que desde 2005 já atraiu mais de 1,5 milhão de amantes da salsa, segundo dados da Prefeitura de Toronto. O festival, que termina neste domingo, acontece na rua St. Clair de Toronto, um dos bairros onde existe uma maior concentração de hispânicos na maior cidade canadense. Este ano, o festival conta com shows de grupos como Samba Squad, El Sol de Cuba, Los Salsómanos, Henry Vivel & Tropicanada Orquecha e Changüí Habana. O festival também inclui aulas gratuitas de salsa, um desfile, exposições culturais e mostras das cozinhas das diferentes culturas latino-americanas.


3

1˚ Julho 2013

Número de mortos em acidente ferroviário sobe para 33

A

Proprietário de trem que explodiu no Canadá acredita em falha do maquinista

"As condições são absolutamente horrorosas", explicou o porta-voz da polícia de Québec, Michel Forge, sobre o trabalho na região.

Edward Burkhardt, presidente da empresa Montreal, Maine & Atlantic (MMA), proprietária do trem que explodiu em uma cidade do Canadá causando dezenas de mortes, disse que o acidente pode ter sido causado por uma falha do maquinista.

Alguns dos vagões explodiram, sem causa determinada, e acabaram destruindo cerca de 30 prédios polícia de Québec elevou neste sábado para 33 o número de mortos, vítimas do acidente ferroviário destruiu parte da pequena cidade de Lac-Mégantic, exatamente a uma semana.

A corporação divulgou durante entrevista coletiva que nas últimas horas foram resgatados mais cinco corpos, entre as ruínas do centro da cidade. O número de mortos pelo acidente, o pior desastre ferroviário da história contemporânea do Canadá, deve chegar a 50.

Segundo o agente, o local onde acontece o trabalho de resgate é perigoso pela contaminação e pelos gases tóxicos. Os policiais e demais equipes são obrigados a trabalhar com trajes especiais. Por causa da gravidade do desastre, dos 33 corpos, apenas nove foram identificados. O acidente aconteceu na madrugada do último sábado, quando um trem composto por cinco locomotivas e 72 vagões cisterna carregados com petróleo, descarrilou no centro de Lac-Mégantic, cidade de seis mil habitantes, a 250 quilômetros ao leste de Montreal. Alguns dos vagões explodiram, sem causa determinada, e acabaram destruindo cerca de 30 prédios. Grande parte das vítimas da tragédia estava em um café, localizado próximo a linha do trem. Uma testemunha apontou que entre 30 a 50 pessoas estavam no estabelecimento.

Burkhardt declarou durante uma entrevista coletiva na cidade de Lac-Mégantic, após o acidente, que o maquinista do trem "foi suspenso". "Acho que fez algo errado", comentou Burkhardt, que revelou que "não está na prisão, mas a polícia falou em apresentar acusações contra ele". Burkhardt ainda acrescentou: "Não acho que volte a trabalhar para nós". O diretor esteve acompanhado o tempo todo durante sua visita a Lac-Mégantic por policiais. Muitos na cidade criticaram a resposta inicial da empresa após o acidente e o histórico de segurança da MMA. Após o acidente, a MMA demorou mais de um dia para divulgar sua posição em comunicado que estava assinado pelo diretor de marketing da companhia. Posteriormente, Burkhardt acusou os bombeiros locais de terem provocado o acidente ao desligar a máquina que tirava do trem de 72 vagões cisterna, o que causou a perda dos freios do trem. Ao mesmo tempo, a MMA qualificou de "herói" o maquinista do trem e disse que após o acidente tinha arriscado sua vida para afastar vários vagões das chamas, o que teria diminuído a catástrofe. Burkhardt relativizou suas declarações contra os bombeiros locais e disse: "Quero esclarecer que não estou acusando os bombeiros. Os bombeiros atuaram de forma razoável".


4

1˚ Julho 2013

Lidando com a rejeição e seus efeitos

A

Carolina Hepfner

rejeição cria sentimentos que reduzem a auto estima. Muitos temem ou evitam o sentimento de rejeicao. Mas ele esta la. Em algum ponto da vida todas as pessoas enfrentarão a rejeicao, Quão mais intima eh a relacionamento onde a rejeicao foi experimentada, maiores são as dores e as feridas, maiores são os desafios para superar a rejeicao. Embora e rejeicao pode ocorrer em diferentes relacionamentos, as mensagens internalizadas por quem se sente rejeitado são: “ Há algo errado comigo”, “ ninguém gosta de mim”, “ eu nunca serei uma pessoa melhor”, “ eu sou diferente”, “eu estou fazendo algo errado”, “ eu não tenho valor”. A pessoa que se sente rejeitada deve aprender a entender o comportamento da pessoa que rejeita ( se for o caso) ou aprender a substituir e internalizar mensagens negativas ( descritas acima). A pessoa que se sente rejeitada tem o poder de escolha para decidir quais mensagens internalizar para sua vida. A melhor maneira de fazer isto eh identificar seus medos e ansiedades. A pessoa geralmente culpa alguem por este sentimento, porque ela se sente vitima das circunstâncias. Esta atitude pode trazer muitos danos aos relacionamentos. Neste caso, a pessoa deve melhorar maneiras de comunicação como por exemplo usar “ EU me sinto (ex.

B.A, MBA, MSW, MFT rejeitado)” ao invés de “VOCE me faz sentir (ex. rejeitado)”. Para quem lida com a rejeicao, geralmente nada foi feito para que a pessoa se sinta rejeitada, mas o que foi dito ou como alguma situacao se criou que resulta em um sentimento de falta de valor próprio. A maneira como superar este sentimento de rejeicao a pessoa precisa “separar” a si mesma das memorias que trazem a tona o sentimento de rejeicao. A pessoa deve observar aos fatos e a realidade da situação. Perguntando a si mesma: “ qual a evidencia para que eu me sinta “ rejeitado(a)?” Mas o que fazer quando o sentimento de rejeicao eh atribuído a algo pessoal ( atributo físico, mental, emocional ou alguma falha cometida)? Aqui esta um pequeno exercício: em um pedaço de papel escreva todas as razoes que você suspeita ou que alguem disse que você não valor, ou não eh amado ou não eh aceito. Destas razoes, tente achar algo especial, único que pode ser usado ao seu favor ou que potencialmente pode trazer beneficios. Se você responder “nada”, você pode começar a focar no seu potencial, em outra(s) área(s) ( pode acreditar, você tem pelo menos UMA área que pode ter grande potencial para sua vida) e não focar nas MENSAGENS que você fez ou não fez. Creia que você pode crescer e desenvolver potenciais e que você merece nutrir este sen-

timento num ambiente que não haja condenação e julgamento. Aqui estão outras dicas: 1) Coloque a rejeicao em perspectiva: não importa como você se sinta hoje, este não eh o final de tudo, Amanha ou depois a situacao muda, a vida segue seu rumo e você se sentira melhor do que hoje. Focar demais no problema faz com ele seja maior do que realmente eh. 2) Não pare de “viver”: Foque nas suas qualidades, nas coisas que você gosta de fazer como hobbies e esportes. Passe tempo com pessoas que te apóiam. Faca algo que te de prazer. 3) Não leve para o lado pessoal ou internalize este sentimento: as vezes nos sentimos rejeitados por uma razão concreta. O fato de ter feito algo errado não quer dizer que você faz tudo errado. Somos humanos e não somos perfeitos. 4) Aprenda com isto: Se há uma razão concreta para se sentir rejeitado. Aprenda com isto e tente mudar. Se não for possível mudar ( algo físico), aceite isto e foque nas suas qualidades e como você pode fazer para maximizar suas qualidades ou desenvolver um novo potencial.

5)Perceba o mundo como um todo: Há muitas outras coisas no mundo que transcendem seus problemas pessoais. Encontrar algo que seja significativo como trabalho voluntario, igreja, ou trabalho social talvez faca você perceber que seu problema eh bem menor que o de outras pessoas. 6) cuide da sua espiritualidade: Aceitar a si mesmo, com todos os defeitos e saber que você eh amado por alguem ( Deus, Jesus Cristo, Allah, Buda etc) do jeito que você eh ajudara a você se sentir amado não importa os seus defeitos ou falhas 7)Procure Aconselhamento: Dependendo da severidade do transtorno emocional causado pelo sentimento de rejeicao talvez seja indicado ajuda psicológica.


5

1˚ Julho 2013

Questões e Respostas de Imigração

T

Nelson Lisboa

odo mês, vou responder a algumas perguntas sobre imigração enviadas por nossos leitores. Estão aqui as perguntas e respostas deste mês: Meus pais chegaram recentemente ao Canadá através do Super Visa. Se um programa de Residência Permanente abrir no futuro, ele podem utilizá-lo? Com base nas normas vigentes, pais e avós que estão no Canadá com o visto de Super devem ser capaz de aplicar para a residência permanente sob a égide de qualquer programa novo que beneficiar ao candidato. É possível, no entanto, que essas pessoas tenham de fazer essa aplicação fora do Canadá, e devam deixar o Canadá para re-entrar como residentes permanentes. O goveno canadense proibi ou desencoraja imigrantes de países ou regiões específicas do mundo? A Carta da “Canadian Human Rights and Freedom” não permite que o Governo discrimine pessoas com base em seus países de origem. Todos os programas de imigração canadense estão igualmente disponíveis

para os candidatos que se qualifiquem, independentemente de credo, cor, raça e origem, com uma exceção. Os Indivíduos que procuram asilo (estatuto de refugiado) de certos países designados (ou seja, países que são considerados países seguros) são desencorajados a aplicar. É possível aplicar para a residência permanente canadense através de dois programas diferentes ao mesmo tempo? As regras de imigração atuais não impedem que um cidadão estrangeiro apresente duas aplicações a dois programas diferentes. No entanto, o Governo incentiva que as pessoas façam isso, porque isso criará maiores demandas no processamento dos dados de imigração. É possível que a Cidadania e Imigração do Canadá possa pedir que uma pessoa retire uma das aplicações se tiver conhecimento de que o indivíduo tenha dois pedidos pendentes ao mesmo tempo.

É possível a uma pessoa que não seja americano realizar o pedido de residência temporária (tal como uma permissão de estudo) na fronteira canadense/americana? Só as pessoas nacionais dos Estados Unidos estão autorizadas a solicitar a autorização para estudar em uma fronteira canadense/americana. No entanto, os indivíduos que são nacionais de países com isenção de visto de visita podem requerer o pedido de autorização de trabalho temporário em qualquer porto de entrada (incluindo a fronteira canadense/americana). Como funciona o programa de vistos para imigrantes empreendedores O governo do Canadá lançou um programa novo visto projetado para obter empreendedores talentosos a se instalarem no país. O Programa Visa Start-Up proporciona aos empresários estrangeiros que tenham o compromisso de investimento de capital de risco como um grupo canadense ou como anjo investidor, a capacidade de requerer o visto para se tornar um residente permanente. Após a aprovação do visto, a residência permanente

Até tu, Microsoft

Empresa de Bill Gates colaborou amplamente com a espionagem do governo dos EUA

A

empresa de Bill Gates colaborou amplamente com a Agência de Segurança Nacional (NSA), muito mais do que reconheceu anteriormente, proporcionando à Agência espionar milhões de dados e mensagens de clientes da empresa e ainda ajudou a NSA a quebrar sua própria criptografia, uma vez que a agência temia não conseguir interceptar conversas no novo Outlook.com. As novas denúncias foram feitas pelo jornal britânico Tha Guardian na esteira das informações prestadas por Edward Snowden, o homem que delatou os programas de espionagem da NSA, porque trabalhava em uma empresa que prestava serviços à Agência. A companhia também trabalhou com o FBI este ano para facilitar o acesso da NSA ao serviço de arquivamento

SkyDrive, que tem mais de 250 milhões de usuários no mundo todo. E, no ano passado, o Skype, que foi comprado pela Microsoft em outubro de 2011, trabalhou com as agências de inteligência para permitir a coleta de vídeo e áudio de conversas. A Microsoft afirmou anteriormente que não forneceu à NSA acesso direto a informações de seus usuários. Nesta quinta, a empresa reafirmou, em comunicado à agência Reuters e ao próprio Guardian, que só fornece dados em resposta a solicitações judiciais do governo americano. Assim como a Microsoft, o Facebook e o Google negaram terem liberado o acesso direto do governo a seus servidores.

é imediata. Essa é uma diferença fundamental de programas rivais de outros países onde existe uma demora de alguns anos para a obtenção da residência permanente. "O Canadá busca jovens, ambiciosos, inovadores imigrantes que contribuirão para o crescimento de emprego e aumentarão ainda mais a economia canadense". "O visto de inicialização é uma iniciativa que o governo do Canadá está explorando para ajudar na transformação do nosso sistema de imigração em um sistema rápido, justo e flexível que atenda as necessidades da nossa economia e ajudar a crescer o nosso país." Esse é um programa piloto, com uma oferta inicial de 2.750 vistos para empresários e suas famílias. Se você quer ter uma avaliação preliminar do seu caso, entre em contato com Nelson Lisboa, e-mail nlisboa@brxgroup.ca ou ligue para 416560-1464 (Toronto). Representamos clientes em todo o Canadá e internacionalmente, Visite e clique em curtir na nossa página no Facebook https://www.facebook.com/InvestorServicesAndImmigration. Até Breve.


6

1˚ Julho 2013

A arte cínica de fazer o povo de bobo Diário do Centro do mundo

O

texto abaixo é uma condensação de um ensaio intitulado “Consentimento sem consentimento: a teoria e a prática da democracia”, de um dos maiores intelectuais modernos, o americano Noam Chomsky. O Diário chama a atenção especial para um trecho em que Chomsky fala, apoiado em documentos confidenciais americanos, do golpe militar no Brasil em 1964.

social poderia ser reconciliado com a doutrina do consentimento dos governados, doutrina que já não era então fácil de ser suprimida? Uma solução para o problema foi proposta por Hutcheson, famoso filósofo moral contemporâneo de Hume. O filósofo argumentava que o princípio do consentimento dos governados não é violado quando os governantes impõem planos que são rejeitados pelo público, se mais tarde as massas “estúpidas e preconceituosas” consentirem calorosamente com o que foi feito em seu nome. Podemos adotar o princípio do consentimento sem consentimento.

UMA SOCIEDADE DEMOCRÁTICA decente deveria ser baseada no princípio do consentimento dos governados. Essa idéia ganhou aceitação geral, mas pode ser contestada tanto por ser muito forte quanto por ser muito fraca. Muito forte, porque sugere que as pessoas devem Este ponto foi aprimorado nos Estados Unidos. Na Guerra das Filipinas, a ser governadas e controladas. “O povo é uma grande imprensa afirmou que o Muito fraca, porque mesmo americano estava massaos governadores mais brutais besta que precisa ser crando os nativos à moda precisam, em certa medida, domada”, declarou inglesa. Para dar a isso do consentimento dos goverAlexander Hamilton. um tom adequadamennados, e geralmente o obtêm Fazendeiros rebeldes e te civilizado, um ensaísta não apenas à força. independentes tinham de americano engendrou Estou interessado aqui em ser ensinados, às vezes à seu próprio conceito deconsentimento sem concomo as sociedades mais força, que os ideais dos livres e mais democráticas panfletos revolucionários sentimento: “Se em anos vindouros [o povo contêm tratado tais problemas. Durante anos as forças po- não deveriam ser levados quistado] vier a admitir demasiadamente a sério. que a disputa fora pelo pulares têm procurado obter uma fatia maior na adminis- O povo comum não poderia mais alto interesse de todos, será possível sustentração de seus interesses, ser representado por com algum sucesso ao lado cidadãos como eles mesmos tar razoavelmente que a autoridade foi imposta de muitas derrotas. Entretan[do povo], que sabem com o consentimento dos to, desenvolveu-se um corpo de suas agruras, mas por governados, da mesma de pensamento para justificar forma quando um pai ima resistência da elite à demohomens responsáveis. pede a criança de correr cracia. para uma rua movimentada”. Essas questões foram tratados há 250 anos por David Hume em obra considerada clássica. A enorme indústria de Relações Públicas tem Hume estava intrigado com “a facilidade com se dedicado ao controle da mente pública, que os muitos são governados pelos poucos e como os líderes do mundo dos negócios desa submissão implícita com que os homens ce- crevem a tarefa. dem os seus destinos aos seus governantes”. Achava tal fato surpreendente, pois “a força Alguns anos depois de Hume e Hutcheson os sempre está do lado dos governados”. Se as descreverem, os tumultos da massa popular na pessoas se dessem conta disso, sublevar-se- Inglaterra estenderam-se às colônias rebeldes -iam e derrubariam seus governantes. Chegou da América do Norte. Os Pais da Pátria (Founà conclusão de que o governo está baseado no ding Fathers) também se sentiram perturbados, como os britânicos da melhor qualidade controle de opinião. e quase com as mesmas palavras. Como um Os governados têm o direito de consentir, mas deles disse: “Quando menciono o público, eu nada mais além disso. A população é deespec- quero dizer que aí incluo só a parte racional. O tadores, e não de participantes. Assim é a are- vulgar ignorante é tão incapaz de julgar os mona política. A população deve ser inteiramen- dos [do governo] como é incapaz de manejar te excluída da arena econômica, na qual em suas rédeas”. grande parte se determina o que acontece na “O povo é uma grande bessociedade. ta que precisa ser domada”, Tais questões só ganharam força especial a par- declarou Alexander Hamiltir do primeiro levante democrático na Ingla- ton. Fazendeiros rebeldes e terra do século XVII. A agitação da época é fre- independentes tinham de ser qüentemente descrita como um conflito entre ensinados, às vezes à força, Rei e Parlamento, mas na verdade parte signifi- que os ideais dos panfletos cativa da população não queria ser governada revolucionários não deveriam por qualquer dos concorrentes ao poder, mas ser levados demasiadamente “por cidadãos como nós, que conhecem nossas a sério. O povo comum não necessidades, e não por fidalgos e cavalheiros, poderia ser representado por que desconhecem as necessidades do povo e cidadãos como eles mesmos irão somente nos oprimir”, como declaravam [do povo], que sabem de suas agruras, mas por homens resem seus panfletos. ponsáveis. Tais idéias perturbaram os homens da melhor qualidade, como eles mesmos se intitulavam. Os Estados Unidos são cerEstavam preparados para conceder direitos ao tamente o caso mais imporpovo, mas dentro de limites e ancorados no tante para se analisar, se princípio de que “por povo não queremos dizer quisermos entender o mundo de hoje e de amanhã. Uma a ralé confusa e ignorante”, explicavam. razão é o seu poder incomMas como esse princípio fundamental da vida parável. Outra, as suas insti-

tuições democráticas estáveis. Ao estudar história, não se pode construir experimentos, mas os Estados Unidos estão tão próximos quanto possível de um caso ideal de democracia capitalista de Estado. O seu principal designer foi um astuto pensador político: James Madison. Madison salientou, nos debates sobre a Constituição, que se as eleições na Inglaterra “fossem ab- Hamilton: “O povo é uma besta”, ou nimal estupido. ertas a todas as classes da população, o patrimônio dos proprietários de terra seria insegu- Tomem o exemplo importante do Brasil, o coro”. Uma lei agrária logo teria lugar, “dando ter- losso do Sul. Em visita realizada ao país em ra aos sem-terra”. A responsabilidade primeira 1960, o presidente Eisenhower assegurou aos do governo é “proteger a minoria dos opulen- brasileiros que “o nosso sistema de empreendimento privado socialmente cônscio benefitos contra a maioria”, declarou Madison. cia o povo todo, donos e trabalhadores igualMadison previu que a ameaça da democracia mente. Em liberdade, o trabalhador brasileiro provavelmente se tornaria mais aguda com fica feliz, com as alegrias da vida dum sistema o tempo devido ao aumento na “proporção democrático”. daqueles que trabalham sob todas as agruras da vida e, secretamente, desejam uma distri- Mas os brasileiros reagiram rispidamente às buição mais eqüitativa de suas bênçãos”. Madi- boas novas trazidas pelos seus tutores do son temia que esse contingente pudesse se norte. As elites latino-americanas são “como tornar influente. Ele estava preocupado com crianças”, informou o secretário de Estado John os “sintomas de um espírito de nivelamento”, Foster Dules ao Conselho Nacional da Seguque já aparecera e advertiu sobre o “perigo fu- rança, “praticamente sem capacidade para auturo”, se o direito de voto colocasse o “poder togoverno”. Pior ainda, os Estados Unidos essobre a propriedade nas mãos dos que não tão “muito mais atrasados que os soviéticos no tinham parte nela”. Não se pode esperar que controle sobre as mentes e emoções de povos “aqueles sem propriedade ou com esperança não-sofisticados”. de adquiri-la concordem suficientemente com seus direitos”, explicou Madison. Sua solução Os generais Geisel e Figueiredo: os Estados era manter o poder político nas mãos daqueles Unidos estavam por trás da ditadura militar que “procedem da e representam a riqueza da nação, o conjunto de homens mais capazes”, Em outras palavras, achavam difícil induzir as em suas palavras, com o povo fragmentado e pessoas a aceitar a doutrina americana de que os ricos devem pilhar os pobres, um problema desorganizado. de relações públicas ainda não resolvido. O problema do espírito de nivelamento surge também no exterior, naturalmente. Aprende- O governo Kennedy enfrentou o problema mumos um bocado sobre a teoria democrática dando a missão das Forças Armadas da América realmente existente, vendo como tal problema Latina, que era de defesa hemisférica, para seé percebido, especialmente em documentos gurança interna, decisão que gerou conseqüêninternos secretos, nos quais os líderes podem cias fatais, a começar pelo golpe militar no Brasil. As Forças Armadas brasileiras tinham sido ser mais francos e mais abertos. consideradas por Washington como uma ilha de sanidade no país, e o golpe foi saudado pelo embaixador de Kennedy, Lincoln Gordon, como uma rebelião democrática. “É a única vitória mais decisiva da liberdade na metade do século XX”, disse ele. Economista pela Universidade de Harvard, Gordon acrescentou que a vitória deveria “criar um clima muito melhor para investimentos privados”, dando uma visão mais aprofundada do sentido dos termos liberdade e democracia. Proteger o investimento privado dos Estados Unidos e o comércio é a raiz econômica que está no âmago do interesse político dos Estados Unidos na América Latina.


7

1˚ Julho 2013

Tempestade recorde provoca inundações e caos em Toronto

O exposto foi extraído de documentos secretos. O discurso público é, naturalmente, bem diferente. Se nos ativermos a ele, entenderemos pouco sobre o significado real de democracia, ou sobre a ordem global dos anos passados, bem como sobre o futuro, uma vez que as mesmas mãos continuam segurando as rédeas. O padrão continua hoje. A violadora campeã dos direitos humanos no hemisfério é a Colômbia, também a principal destinatária

da ajuda e do treino militar dos Estados Unidos nos anos recentes. O pretexto usado é a guerra às drogas, mas isso é um mito, como regularmente relatam grupos de direitos humanos que têm investigado o chocante número de atrocidades e os laços estreitos entre traficantes de narcóticos, proprietários de terras, militares e paramilitares. O terror estatal devastou organizações populares e virtualmente destruiu o único partido político independente, assassinando milhares de ativistas, inclusive candidatos à presidência. Não obstante, a Colômbia é saudada como uma democracia estável, revelando mais uma vez o que significa democracia. Meus comentários sobre as raízes madisonianas dos conceitos predominantes de democracia foram injustos num aspecto importante. Assim como Adam Smith e outros fundadores do liberalismo clássico, Madison foi pré-capitalista, e anticapitalista em espírito. Esperava que os governantes fossem “estadistas iluminados” e “filósofos benevolentes”, cuja sabedoria saberia discernir os verdadeiros interesses de seu país.

Madison, porém, logo percebeu o contrário: a minoria opulenta prosseguiu usando seu recém-adquirido poder, como Adam Smith havia descrito alguns anos atrás. Eles estavam decididos a perseguir o que Smith chamou de máxima vil dos patrões: “Tudo para nós e nada para o povo”. Por volta de 1792, Madison advertiu sobre o crescente estado capitalista em evolução estar “colocando a motivação de interesse privado no lugar do dever público”, levando à “real dominação dos poucos sob a aparente liberdade dos muitos”. “É a minoria inteligente de homens responsáveis que deve controlar a tomada de decisões”, afirmou em meados do século passado o jornalista Walter Lippmann, em seus influentes ensaios sobre democracia. Lippmann foi também a figura mais respeitada do jornalismo norteamericano e célebre comentarista de assuntos públicos durante meio século. “A minoria inteligente é uma classe especializada, responsável pelo estabelecimento da política e pela formação de uma sólida opinião pública”, postulou Lippmann. “Ela deve estar livre de interferência do povo, que é de estranhos intrometidos e ignorantes”. O público tem de ser “posto no seu lugar”, continuou Lippmann: “sua função é ser espectador de ação e não de participante, a não ser em práticas eleitorais periódicas, quando ele escolhe entre a classe especializada“. Na Enciclopédia de Ciências Sociais, Harold Lasswell, um dos fundadores da ciência política moderna, advertiu que “a minoria dos inteligentes” precisa reconhecer a “ignorância e estupidez das massas” e não “sucumbir aos dogmatismos democráticos de os homens serem os melhores juizes de seus próprios interesses. Eles não são os melhores juizes, nós é que somos. As massas precisam ser controladas para seu próprio bem, e em sociedades mais democráticas, nas quais a força não é disponível, os gerenciadores sociais precisam se voltar amplamente para uma técnica de controle completamente nova, grandemente através da propaganda”.

Mas a grande besta é difícil de ser domada. Repetidamente tem-se pensado que o problema foi resolvido e que o fim da história foi alcançado, numa espécie de utopia dos patrões. Isso lembra um momento notável das origens da doutrina liberal no começo do século XIX, quando Ricardo e Malthus , entre outras grandes figuras da economia clássica, anunciaram que a nova ciência tinha provado, com a certeza das leis de Newton, que os pobres só eram prejudicados quando tentávamos ajudálos; e o melhor presente que poderia ser oferecido às massas sofredoras seria libertá-las da ilusão de que têm direito à vida. Perto da década de 1830 parecia, na Inglaterra, que tais doutrinas tinham vencido. Mas surgiu um problema imprevisto: as massas não-inteligentes começaram a inferir: “Se não temos o direito de viver, então vocês não têm o direito de governar”. O exército britânico teve de enfrentar tumultos e desordem, e logo uma ameaça ainda maior se esboçou, quando os trabalhadores começaram a se organizar exigindo leis de fábrica e legislação social para protegê-los. Mais para o fim do século, parecia a muitos que a ordem havia sido restabelecida, embora alguns discordassem. O famoso artista William Morris ultrajou a opinião respeitável ao declarar-se socialista numa palestra em Oxford. Ele reconhecia que “era opinião aceita que o sistema competitivo, ou salve-se quem puder, é o último sistema de economia que o mundo verá; é um sistema perfeito e, portanto, a finalidade foi com ele atingida”. “Mas se realmente a história está no fim”, continuou ele, “então a civilização morrerá”. Morris recusava-se a acreditar nisso, a despeito de proclamações confiantes dos homens mais doutos. Ele tinha razão, como as lutas populares o demonstraram. Jamais houve e nem haverá motivo para acreditar que somos coagidos por leis sociais misteriosas e desconhecidas, e não por decisões simplesmente tomadas dentro de instituições sujeitas ao desejo humano – instituições humanas que têm de enfrentar o teste da legitimidade e que, se forem reprovadas, podem ser substituídas por outras, mais livres e mais justas, como freqüentemente ocorreu no passado.

C

entenas de pessoas ficaram isoladas em estradas, ferrovias e edifícios de Toronto depois que uma tempestade despejasse entre 90 e 110 milímetros de água em duas horas no início da noite na maior cidade canadense, Toronto. As autoridades disseram que a tempestade deixou cerca de 300 mil pessoas sem eletricidade, além de ter forçado o isolamento da Prefeitura da cidade e o cancelamento de dezenas de voos no aeroporto internacional Pearson. A quantidade de água despejada é similar às precipitações do histórico dia 15 de outubro de 1954, quando o furacão "Hazel" despejou 121 milímetros de água na cidade. As precipitações provocaram a inundação da Don Valley, o principal corredor norte-sul, que conduz ao centro da cidade. Imagens transmitidas nas primeiras horas na televisão local mostravam veículos praticamente submersos em plena via. Uma das principais linhas do metrô de Toronto ficou parcialmente inundada, o que deixou a milhares de usuários sem ter como voltar a seus lares, já que a tempestade em questão foi registrada no final da jornada de trabalho ontem. Nos arredores de Toronto, a situação era similar nas linhas ferroviárias do sistema de cercanias. As inundações das vias fizeram com que os passageiros de um dos trens tivessem que ser resgatados com embarcações pela polícia. Apesar da gravidade das inundações em grande parte da cidade, a polícia não registrou nenhuma vítima.


8

1˚ Julho 2013

A revolta da caxirola

“Não há mais espaço para que condenados pela justiça estejam tomando decisões em nome de suas vítimas”

C

Dolores Gontijo

axixi é um instrumento de percussão simples, originário da África e disseminado no Brasil com a chegada dos africanos. Em sua terra de origem os nativos do oeste cantavam e tocavam tambores acompanhados de caxixi. Acreditavam que ele tinha o poder de encantar os espíritos e repelir os demônios. Já no Brasil, um instrumento usado por Airto Moreira e Naná Vasconcelos entre outros renomados. Nas rodas de capoeira o caxixi pequeno é tocado junto ao berimbau, por muitos anônimos que fazem a festa e o rítmo cadenciado do jogo. Um caxixi feito de palha trançada, de boa qualidade, pode ser encontrado em feiras de artesanatos em todo o território brasileiro a um preço de R$ 3,99. Mas não é que este aparentemente inofencivo instrumento desencadeou uma revolução! Em um acontecimento com o apoio do governo federal, um empreendimento com um valor estimado em R$ 1,5 milhão, foi lançado um istrumento de plástico nas cores verde e amarela. Até aí, fora o absurdo do valor, nada contra. Não fosse o instrumento patenteado por Carlinhos Brown ser um chocalho de plástico com as características do caxixi. Tudo planejado para ser o sucesso na copa, este instrumento precisava ser testado. Distribuido gratuitamente em um jogo de futebol Bahia X Vitória, ele almejava ser a vuvuzela brasileira. Mas o dono do caxirola, nome do caxixi plageado, esqueceu-se de avisar ao público que não valia usá-lo como arma. Não deu outra, no final do jogo os torcedores enraivecidos com a derrota do time arremessaram sem dó contra os jogadores o que tinham nas mãos. Deu-se a revolta da caxirola, uma chuva plástica verde amarela, que definiu na Bahia terra do

Brown,o destino do controverso fake, ficando proibida nos jogos da copa das confederações e na copa do mundo. Não há guerra sem batalhas. Não há batalhas sem revoltas. Umas vitoriosas e outras nem tanto. Neste ritmo de berimbau e caxixi, ouvi o grito do basta, estamos vendo tudo. Mãe de um capoeira historiador e de um policial militar, eu estaria em uma posição desconfortável diante da atual situação do país, não fosse meu profundo conhecimento sobre o que mais amo e me orgulho, minhas crias. Por um lado senti a evolução das manifestações, a força que os jovens, até então quietos e aparentemente ausentes, mostravam com sua determinação e coragem. O momento histórico por uma ótica histórica. Pelo outro, sentia a preocupação com o próximo, o antecipar profissional dos acontecimentos envolvendo milhares de pessoas. A realidade e a necessidade da atenção ao entorno. Mudei-me virtualmente para minha cidade. Acompanhando o passo a passo das manifestações que sem pressa e já mais calma, desaguou no acampamento feito pelo jovens na camara municipal de Belo Horizonte, aguardando a presença do senhor prefeito. Há muito o brasileiro mostrava-se descontente. Das mínimas atitudes de intolerancia até os assassinatos violentos, são claras amostras de

que algo muito forte pressionava-o. Constantes batalhas diárias pela sobrevivencia. O pacífico povo fanático por futebol, surpreendeu a todos quando se levantou e mostrou sua insatisfação. Não quer mais hospitais e escolas sucateados. Aprendeu que existe um padrão de qualidade exigido pelos organizadores de mega eventos, como as Copas, que não são utilizados quando se trata dos básicos necessários para a uma decente sobrevivencia. Então o padrão FIFA passou a ser o exemplo de qualidade de tudo que o cidadão quer e com certeza merece. A ausência de partidos nas manifestações e até mesmo a hostilização de quem se manifestasse partidário, evidenciou a que os jovens vieram. Eles vieram em seus próprios nomes, para defenderem o direito de serem respeitados e lutarem pelo direito ao transporte, saúde e educação. Eles não precisam de partidos velhos e amarelados que não lhes representam. Com a certeza de que estão apenas iniciando um processo de mudança, querem ser ouvidos. Infelizmente os ouvidos do planalto não estão acostumados a ouvir. Escutaram as vozes e se assustaram como se não as pressentisse, numa atitude de quem governa para si. Escutaram e não ouviram. Convocados os prefeitos, governadores, 39 ministros que por sua vez apenas ouviram o

O povo não é bobo Nem a Globo escapou dos protestos no Dia Nacional de Lutas

N

em a Globo escapou dos manifestantes que ocuparam as ruas das grandes cidades brsileiras nesta quinta-feira, no chamado Dia Nacional de Lutas. Em São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte, a emissora foi alvo de protestos.

Em São Paulo, uma sequência de luzes verdes invadiu o estúdio do "SPTV", da Rede Globo, no momento em que o telejornal era exibido. Os reflexos atravessaram o vidro do estúdio, com visão para a ponte Octavio Frias de Oliveira, atingiram o estúdio e o apresentador Carlos Tramontina. Os raios puderam ser vistos no início do programa e

durante o encerramento. Segundo a Polícia Militar, eram cerca de 400 manifestantes no protesto em frente à emissora. No início do telejornal, o apresentador informou que os manifestantes faziam um protesto contra a emissora no Brooklin, bairro da zona sul da capital, onde fica a sede paulistana da Rede Globo. Tramontina disse que "os manifestantes gritam palavras de ordem contra a Globo. Eles pedem a democratização da mídia e a revisão das concessões de TV".

planalto. Estes ouvidos mocos podem funcionar para os políticos, mas não para quem saiu as ruas e resolveu que se fará ouvir de uma maneira ou outra. Afinal quem sustenta 984.330 funcionários no planalto ao custo anual de R$192 bilhões em salários e R$611 bilhões com ministérios, não vê justiça ao não ter direito as necessidades primárias. Quando assiste pela tv que seus representantes usam aviões da FAB para irem a jogo de futebol com a família ao custo de R$ 9.700, não podem sair para o trabalho e enfrentarem um péssimo serviço de transporte público com alegria. Quando vai ao posto de saúde e é informado que infelizmente o governo não tem verba para imunizar toda a população contra a gripe H1N1, mas que doou R$ 1 bi e 360 milhões a Cuba, adoece mais. Quando lê que a maquiagem da presidente a cada vez que ela se apresenta em cadeia nacional custa aos cofres públicos R$ 3000,00, pensa nas 6 mil creches prometidas em campanha e que não saíram do papel, não há bolsa que suporte. As ruas não pediram plebiscito, pediram decencia. Não há mais espaço para pessoas que patenteam um bem cultural como se fosse invenção sua, principalmente se for vendida a R$30. Não há mais espaço para que condenados pela justiça estejam tomando decisões em nome de suas vítimas. A batalha apenas começou. A cada revolta seja ela da caxirola, da catraca livre, do padrão FIFA, há o fortalecimento do sentimento até então esquecido, um sentimento imenso de amor e liberdade. Como se o chacoalhar do caxixi encatasse os espíritos e repelisse o demônio da complacencia.


9

1Ëš Julho 2013


10

1˚ Julho 2013

Deejay Ziko se firma como o nosso grande comunicador Valter Barberini

L

uiz Alberto Pereira, mundialmente conhecido como Deejay Ziko aterrizou no Canada em junho de 2010 com as boas vindas de seu irmão Lizando Pereira, proprietário da oficina mecânica Rio Motors na St. Clair West com Runnymede. Como todo recém-chegado, teve que priorizar o pagamento de suas contas se submetendo a trabalhar no que aparecer. Leva um tempo até conseguirmos conquistar nossos espaços e sonhos até podermos nos dar a certos luxos como fazer o que a gente gosta por exemplo. Isso geralmente leva muitos anos até chegar a este estágio para a maioria de nós mortais, mas não foi o que aconteceu com o Ziko. Por certo sua simpatia e facilidade em fazer amigos abriram-lhe portas que o direcionaram para o que ele sempre mais gostou na vida, o microfone. Primeiro arrastando os brasileiros para as baladas em Down-Town onde rapidamente abriu seu espaço como DJ residente, e logo em seguida para o programa de rádio semanal da CIRV FM em Toronto. Agora com planos de tocar um programa de uma hora na RPTV, Ziko mostra que tem muita gasolina para continuar a crescer profissionalmente no ramo que tanto gosta. Sensacional! JG - Fale um pouco de seu envolvimento no Brasil com o rádio.

Ziko - Trabalho com radio e promoções desde os 13 anos. Minha família é propietária de uma emissora FM (Band FM) nome da cidade de Santana do Livramento. JG - Aqui após trabalhar por um período no Jornal da Gente, juntamente com o trabalho numa metalurgica, como foi que surgiu esta oportunidade de trabalhar na CIRV? Ziko - Logo que cheguei ao Canada trabalhei no Dep. de Vendas do Jornal da Gente e logo em seguida comecei um curso de CNC Machine no Humber College. Com o curso surgiu a oportunidade de trabalhar em uma metalúrgica e pelo fato do trabalho ser em horário comercial fui obrigado a optar pela fabrica. JG - Porque a CIRV sendo uma rádio portuguesa, abriu generosamente este espaço aos brasileiros? Ziko - A CIRV FM sempre foi uma radio multicultural e sempre teve um programa para a comunidade brasileira. Fui chamada pelo Presidente Frank Alvarez por indicação de Angela Mesquita. Aceitei o desafio que teve inicio no sábado 24 de Dezembro de 2011. O sucesso foi tanto que o programa esta ganhando uma versão televisiva quase 2 anos depois com estreia marcada para o sábado 7 de setembro após o Jornal DA Sic, data em que a emissora comemora 12 anos.

JG - Este projeto para setembro com seu programa para a TV tem como tema a Comunidade Brasileira também? Ziko - O Conexão Brasil na TV como o próprio nome já diz será um programa direcionado a comunidade brasileira onde iremos mostrar tudo que esta acontecendo por aqui no Canada e na Norte América. JG - O que se pode esperar para esta programação, alguma espécie de Talk show? Ziko - O programa da TV terá um pouco do que acontece no estúdio DA CIRV FM todos os

sábados e muitas matérias mostrando o que o Brasil esta aprontando por aqui. JG - Para terminar, quais os seus planos e os objetivos em relação a nossa Comunidade? Ziko - O meu objetivo é ser mais um porta voz da comunidade brasileira sempre em parceria com meus colegas da mídia. E da minha maneira promover eventos e promoções sempre buscando entreter a comunidade da língua portuguesa com o dom da comunicação que Deus me deu e que eu desenvolvi sempre com o apoio da minha família.


11

1Ëš Julho 2013


12

Festa na St. Clair West contou até com massagem grátis

1˚ Julho 2013

Upcoming and Highlights

F

oi um dia de grande movimento na Ervanária Helth for Life, sua proprietária Isabel junto a massagista e terapeuta Isilda Grandela ficaram surpresas com o interesse das pessoas aos tratamentos naturais através de elementos das natureza. As vendas foram muito maior do que esperavam, também foi montada uma tenda do lado de fora para massagens, e cá para nós, que resiste a uma boa massagem aromatizada.

Boas vindas aos Imigrantes

S

Fiquem de Olho, Henrique Cazes esta voltando

uely Anunciação e Deborah Nelissen participaram do Career Education & Settlement Fair no Toronto Convention Center dando suporte a toda essa imensa massa de imigrantes que aterrizam nesta maior e mais cosmopolitana cidade do Canada-Toronto. Além de informações também ofereceram seus serviços, Suely trabalha dando apoio aos recem chegados a conseguir se encaixar no mercado de trabalho já a Deborah, onde morar e como conseguir comprar sua primeira casa. O Jornal da Gente apoiou a iniciativa, afinal também eu cheguei aqui sem saber coisa alguma e todas as iniciativas neste sentido são muito bem vindas. Parabéns a dupla!

F

iquem de olho e inscreva-se para o Café com Letras. O Consulado Geral do Brasil tem o prazer de apoiar mais essa apresentação de Henrique Cazes, mestre do cavaquinho e do Chorinho, em Toronto, para quem perdeu ou quer ver de novo. Alguns meses atraz Henrique passou uma temporada dando aula na Universidade de Toronto. O Café com Letras teve o privilégio de contar com uma palestra e apresentação sobre a história do chorinho. Toronto e Ottawa poderão aproveitar mais uma vez desse músico fantástico. Oportunidade imperdível de ouvirmos Henrique com os músicos brasileiros e canadenses que vivem aqui e são amantes da música brasileira no Lula Lounge, dia 30 de Julho. Allan Hetherington, Luis Simão, Mark Duggan e Wagner Petrilli, são os músicos que estarão acompanhando Henrique Cazes em mais essa viagem pelo chorinho.

BRASIL

REMITTANCE

Money Transfer & Foreign Exchange

PARABÉNS CANADÁ !

Taxa free todas as segundas feiras do mês de Julho. O escritório estará fechado no dia 01 de julho,

devido ao “CANADA DAY” 1458 Dundas St. West. Toronto Ontario Canada M6J 1Y6 Tel. 416 588 0749

Toll Free 1 866 588 0749

brasilremittance@bellnet.ca


13

1˚ Julho 2013

Toronto International Brazilfest celebra o seu 10 º Aniversário

Os artistas vão brincar, cantar e dançar com ao som de todas as partes do Brasil

O

Valter Barberini

maior evento cultural brasileiro do Canadá - O Toronto International Brazilfest será no domingo 21 de julho no Earlscourt Park. Uma explosão de música brasileira, carnaval, churrasco, caipirinha e petiscos típicos brasileiros é apresentado na 10 ª edição do evento das 11 da manhã às 10 horas da noite. Famoso por reunir todas essas características, o Toronto International Brazilfest é o melhor evento brasileiro ao ar livre em Toronto, de acordo com o Brazilian Top Choice Award Association. Este sucesso é atribuído à paixão e energia expressa pela comunidade brasileira através de suas habilidades e talentos. Na música, os artistas vão brincar, cantar e dançar com ao som de todas as partes do Brasil. Sendo o maior país da América do Sul, o Brasil tem uma mistura de culturas, proporcionando um evento eclético para a cidade de Toronto. Batucada Carioca, Pedro Quental (diretamente do Brasil), e o Rio Divas do Samba são alguns dos grupos responsáveis ​​pela parte musical do evento.

Também com a BrazilFest, o talento e música de Carlos "Paul McCartney" Passos, a jovem Juliana Capuleto com Warriors & Flowers, o convidado especial de Portugal Hugo Piló e banda, Silvio Roder, Marlon Oliveira, Aline Morales com o Maracatu Baque de Bamba e DJ V. Na dança, o evento conta com a escola de dança Dance World Brasil, que apresenta algumas danças típicas brasileiras. O Toronto International Brazilfest dá ao público a possibilidade de experimentar o coquetel brasileiro original chamado Caipirinha, churrasco, sucos tropicais e outros alimentos feitos pelo povo brasileiro. O festival deste ano também apresenta o convidado especial do Consulado Geral do Brasil em Toronto, o embaixador Sr. Afonso José Sena Cardoso.

Serviço:

Toronto International Brazilfest Domingo 21 de julho a 11:00-22:00 Earlscourt Park, St. Clair Avenue West e Caledonia Rd.


14

Hélio Castro Neves fica em segundo em Toronto

1˚ Julho 2013

AUTOMOBILISMO

H

élio Castro Neves fica em segundo em Toronto, o brasileiro Hélio Castro Neves, líder da temporada da Indy, com 425 pontos, ficou em segundo lugar na segunda prova da etapa de Toronto. O vencedor da corrida foi o neozelandês Scott Dixon, que está no segundo lugar no campeonato de pilotos, 29 pontos atrás do brasileiro. Tony Kanaan teve um pneu furado e não conseguiu terminar a prova de ontem.

Especialista em cachaça visita Toronto Valter Barberini

P

ara quem acha que já viu de tudo nessa vida, Leila Lopes, a "Cachaça educator", vinda diretamente do Brasil, não para ensinar o "Padre Nosso" ao vigário como ela mesmo explica, ou seja, ensinar o brasileiro a beber cachaça, mas sim apresentar para os gringos, dentre outras coisas, o que é que vai numa Caipirinha, esta sim, famosa mundo afora, é a bebida tupiniquim que o planeta mais pede, mesmo em diferentes sotaques. Um dos principais desafios de nossa visitante é ensinar a todos que a receita da caipirinha original é feita com pinga ou cachaça, e nunca com vodca ou rum. O sabor da vodka nada tem a ver com o sabor da cachaça, logo não pode substitui-la segundo Leila Lopes. Nossa especialista explica também que existem vários outros drinks que podem ser feitos com a cachaça.

O Brasil produz um bilhão e trezentos milhões de litros de pinga, o terceiro destilado mais consumido do mundo. A Pitú, marca representada aqui no Canada por José Antonio Paradela completa 75 de sucesso e esta previsto o lançamento de um novo produto, uma pinga especial "Vitoriosa" envelhecida por três anos em barris de carvalho francês, num tom mais amarelado e com sabor mais suave e esencias aromáticas, além de nova embalagem darão uma personalidade a nova bebida comemorativa. Estaremos aqui esperando o novo produto mas enquanto isso não acontece a dica é dar uma passadinha no Novo Horizonte bar e lanchonete na 1430 Dundas West e pedir para a Dona Graça uma caipirinha caprichada, principalmente se tiver rolando nos telões uma boa partida de futebol para acompanhar.


15

1˚ Julho 2013

Pretty Much success Novo sucesso de Hugo Piló produzido em Toronto

É

Valter Barberini

estranho escrever sobre si mesmo ou contar o que você mesmo fez, pelo menos para mim que não estou acostumado a isso e sempre tentei não faze-lo pois não acho profissional e tão pouco ético. Mas chega de desculpas, o fato é que nesta última quarta feira após vários meses de trabalho, conseguimos despachar um projeto que vem sendo desenvolvido desde de Dezembro último, uma canção gravada e um vídeo-clip, pode até não parecer grande coisa assim, mas gravar cada instrumento e mixa-los, depois filmar um vídeo com direito a aeronaves, tudo isso com pouco dinheiro e pouco tempo disponível. Tudo começou quanto conheci Hugo Piló, um artista português com uma história e uma carreira em seus país, enfim, dois álbuns e um "single" tema de novela que lhe rendeu uma carreira de sucesso por lá. O curioso é que seus trabalhos foram sempre em Inglês e tocando rock da pesada com músicos de primeira linha. Tudo lindo, não fosse a Europa estar em uma profunda crise, e de crise econômica o brasileiro conhece muito bem, fez com que Hugo Piló viesse respirar novos ares aqui na América, para a nossa sorte. Hugo Piló é dotado de uma voz poderosa para

cantar rock, mas que também soa muito bem em músicas românticas ou flexível o suficiente para ir de um "Seu Jorge" a uma música do U2 ou Sting, sempre soando interessante aos ouvidos. Além do trabalho que realizo com minha esposa Marisa Oliveira, Hugo e sua grande voz era algo desafiador pois desde adolescente, tão logo aprendi meus primeiros acordes num velho violão, comecei a compor minhas próprias músicas que já chegam a três centenas, muitas delas esquecidas pelo tempo. Pretty Much foi uma das primeiras mostradas a Hugo que gostou imediatamente do tema, principalmente por ser em Inglês. Temos também outras gravadas, mas em português e em breve estarão no youtube. Com a presença dos principais meios de comunicação de nossa comunidade, ocorreu na última quarta feira 10 de Julho, o lançamento da música e seu vídeo. Vale salientar que já nos três primeiros dias o número de "views" já ultrapassava 1500, muito além do esperado. Isso mostra a popularidade que Hugo possui em sua terra e aqui no Canada onde vive há um pouco mais de um ano e já carrega consigo uma boa multidão de fãs. Para quem quiser assistir ao vídeo-clip e só procurar por: Hugo Piló-Pretty Much

Show de lançamento lotou o Touche Martini Bar com amigos e a mídia


Humor

16

1˚ Julho 2013

Cinema

Atual

Esporte

Tropa de Elite 3 será filmado em meio a Copa do Mundo no Brasil, diz Padilha

Médicos cubanos dizem que maior prova de sua eficiência é conseguir manter Fidel vivo por mais de 173 anos

Investigação revela que Anderson Silva havia apostado 7 milhões em adversário

E

M

uito contestados pelos brasileiros, os médicos cubanos protestaram em Havana e marcharam com cartazes que faziam referências ao Brasil: “Nós não injetamos comida na veia dos pacientes”, “Nós damos bom dia a quem entra no consultório!”, “Nós não esquecemos bisturi dentro dos pacientes”, “Nós não comemos as enfermeiras em horário de serviço” foram alguns dos cartazes confeccionados para provocar os médicos brasileiros.

A

Segundo José María Bernad, líder do sindicato de medicina cubana, a maior prova que os médicos cubanos são bons é o fato de Fidel estar vivo a mais de 173 anos. “Vejam qual é o recorde dos brasileiros: Oscar Niemeyer que também era comunista e vivia se tratando em Cuba. Ou seja, nós podemos transformar o Brasil em um país de longevos porque o comunismo e a Revolução nunca morrem.”

Segundo Dana White, ele não tem nenhum envolvimento com a aposta e sequer sabia que Anderson Silva seria capaz de fazer isto, o que afirmou ser uma tremenda burrice. Dana disse que quando viu Anderson dançando e fazendo gestos estranhos achou que fosse uma homenagem à cultura brasileira: “Ele me lembrou muito a Daiane dos Santos, achei que fosse um tributo a ela.”

m um vídeo que está bombando na internet, José Padilha afirma que as gravações de Tropa de Elite 3 terão início durante a Copa do Mundo no Brasil e aproveitará cenas reais de protestos e, também, explorará bastante tomadas dentro dos estádios. O suposto título do filme é Tropa de Elite: agora o inimigo é o povo. Capitão Nascimento passará de herói a vilão. Ele será Secretário de Segurança e ordenará que sua equipe policial enfrente os manifestantes pacíficos com toda a força possível. Segundo Padilha isto mostrará a complexidade do personagem e da situação do Brasil. O último episódio da trilogia encerrará com o suicídio do Capitão Nascimento depois que ele tem seu computador pessoal invadido pelo Anonymous e antigas fotos homossexuais de sua relação com Mathias são divulgada na internet.

pós a luta perdida de forma muito estranha por Anderson Silva, uma investigação foi iniciada. Em todas a Redes Sociais foram divulgadas as imagens e usuários alertaram que a luta tinha sido comprada. A CIA foi acionada e resolveu investigar Dana White e as principais casas de apostas. Descobriu-se que o próprio Anderson Silva havia apostado a quantia de 7 milhões de Dólares em seu adversário.

O que fazer

para alcançar a felicidade Pensamento positivo Bem estar Energia positiva Paz de espírito Harmonia Boa alimentação Saúde

A Ervanária para a felicidade e saúde Ayurvédica Yoga Massage (Dores musculares)

Rugas, Acne Limpeza de pele

Aromatherapy

(Stress Físico e Emocional)

Gorduras Localizadas (Tratamento de algas marinhas)

Cartas

Tratamentos espirituais


Classificados Classificados Brasil Remittance

17

1˚ Julho 2013

Deixe seu anúncio no Brasil Remittance 1458 Dundas St. West ou mande por e-mail: valterbarberini@gmail.com EMPREGOS: VENDEDOR COM EXPERIENCIA NA BELL CANADA (1451 DUNDAS ST W) ANGELA : 416-588-8989 CARPINTEIRO COM EXPERIENCIA ALEX : 647-657-1649 CONTRAT O DE TRABALHO (TORONTO / REGINA / SASKATCHEWAN) GOTOCANADA@OUTLOOK.COM OR 647-704-9555 LOOKING FOR A JOB ? GENERAL LABOURS / BAKERY WORKERS / CNC OPERATORS CAROLINA : RESUMES@WILLINGPLUS.CA RECEPTIONIST FOR FITNESS CENTRE – PART-TIME FAX RESUME : 416-247-0028 / EMAIL : RITUAL@RITUALMEDSPA. COM PHYSIOTHERAPIST AND MASSAGE THERAPIST NEEDED FOR MED SPA FAX RESUME : 416-247-0028 / EMAIL : RITUAL@RITUALMEDSPA. COM PRECISA-DE DE AJUDANTES E ROOFERS CONTATO : 647-382-7107 MOTORISTA PARA VAN, CARPINTEIRO FRAMING VIRGILIO : 416-272-9311

ALUGA-SE : QUARTO PARA ALUGAR – TUDO INCLUIDO MARTIN: 647-284-9838 ALUGO QUARTO MOBILIADO (EGLINGTON & DUFFERIN) MARIA : 647-768-0667 (CEL) / 647344-0488 (CASA)

ALUGO BASEMENT (ROGERS & SILVERTON) ALESSANDRO : 647-349-0344

ALUGO QUARTO (LAWRENCE / WESTON) CRIS : 647-534-3166 QUARTO PARA ALUGAR (BLACKCREEK / THRETHEWAY) ANGELA : 647-895-0369 QUARTO PARA ALUGAR (ETOBICOKE) CONTATO : 416-333-8549 QUARTO MOBILIADO PARA ALUGAR (DUNDAS/OSSINGTON) MARIA – 647-764-5051 ALUGO QUARTO MOBILIADO C/ REFEICOES (DUFFERING/BLOOR) CONTATO : 647-502-5664 ALUGA-SE APARTAMENTO (EGLINTON/DUFFERIN) DORIANE : 647-669-7245 BASEMENT PARA DIVIDIR (EGLINTON/CALEDONIA) JOE : 416-522-9110 / ALDA 647-8317959 QUARTO PARA ALUGAR (DUFFERIN/ ROGERS) CONTATO : 416-206-7499

VENDE-SE :

CONTATO : 514-952-0558 ERVANARIA HEALTH FOR LIFE CONTATO : 647-346-6026 PLANO DE SAUDE E DENTAL TANIA : 416-886-1727 BRAZILIAN BIKINIS AND FITNESSWEAR CONTATO : GABRIELA FACEBOOK : BITFITBRASIL OU INSTAGRAM/BITFITBRAS ALTERAÇÃO DE ROUPAS. JAIR : 647-765-9253

DINA : 647-781-8250 / LU : 647-7799707

COMPUTADORES. 647-894-4898

ENCOMENDA PARA FESTAS – PAVES E BOLOS/TORTAS SALGADOS NADIA: 647-388-9038

FASTTECH MANUTENCAO DE COMPUTADORES CARLOS : 647-894-4265 (FASTCARLOS@YAHOO.CA

DOCES E SALGADOS PARA FESTAS LILIA : 416-750-4203 PIZZA MANIA. 647-340-0336 QUENTINHAS DA TERESA (COMIDA CASEIRA). 416-471-2406

CONTEINER PARA O BRASIL CONTATO : 416-839-9381

DESIGNER DE SOMBRANCELHAS RENATA : 647-403-8967

AULAS DE INGLES EDUARDO : 647-833-5756

UNHAS DE GEL ANA SOFIA : 416-723-448

AULA DE INGLÊS BARBARA : 416-856-9190

MANICURE E DEPILACAO TAMARA : 647-855-1507

AULA DE INGLÊS (VIA SKYPE) INARA : 289-888-1843

DEPILAÇÃO BRASILEIRA. OLGA : 416-410-9396 OU 647-8877455

AULA DE INGLÊS VIVIAN : 647-885-1550 LANGUAGE SERVICES. CINTHIA FERREIRA : 416-388-0909

CABELEIREIRA ROSA : 416-783-0082 BRAZILIAN HAIR STYLIST. ADRIANA : 416-558-0460

VENDE-SE CASA EM VALE DO ACO / MG GERALDO : 416-419-6635

PROFESSOR DE INGLÊS – AULAS PARTICULARES. GIULIANO 647-283-7177

VENDE-SE FORD EDGE 2007 MARCELO : 647-531-4353

MAPLE EDUCATION CONSULTING. (INGLES) CONTATO : 416-962-2588

MASSAGEM MODELADORA E REDUTORA. OLGA : 416-410-9396 OU 647-887-7455

ESL – AULAS INGLES. JOHNN.ANDERSON@UTORONTO.CA / 647-228-8183

RENOVAÇÃO E RESTAURAÇÃO. LEONARDO RODRIGUES : 647-5040805

AULAS INGLES SPEAKUPNOW@BELL.NET / 416927-9105

RENOVACAO COMERCIAL & RESIDENCIAL INALDO : 416-949-1074

GIGGLES & SMILES - HOME DAYCARE & BABYSITTING GIGGLES_SMILES@OUTLOOK.COM /647-892-9081 / 647829-6828

WEBSITE / LOGOTIPO / SOCIAL MEDIA RDGMARKETINGSOLUTIONS@ GMAIL.COM CONTATO : 647-863-6908

BRAZILIAN GOODS (SALGADINHOS)

TGTECHSOLUTIONS - REPARO DE

VENDE-SE ACURA TL S 2007 CARLAO : 647-210-0068

VENDE-SE CAIXA CHARUTO CUBANO CONTATO : 647-648-1288 VENDE-SE FORD EXPLORER 2004 CONNIE : 416-500-6435

SERVIÇOS : FOTOGRAFO DE CASAMENTOS

SESSAO DE BELEZA – MARY KAY PAULA PEIXOTE : 647-709-2105

MANUTENCAO DE COMPUTADORES GABRIEL : 647-781-8164 DOG WALKER/SITTER MARCELA : 416-459-5048 / MARCELANMOREIRA@YAHOO.COM.BR BRAZILIAN SHUTTLE – TRANSPORTES STEPHANIE : 416-939-8564 / BRAZILIANSHUTTLE@GMAIL.COM HEAD TO CANADA INTERCAMBIO – PACOTES DE VIAGEMS EDERSON : 416-419-4017 / EDERSON_MENDES@YAHOO.COM.BR CORACAO DO BRASIL DOCES E SALGADO ANDRE/SIMONE : 416844-8462 COMIDAS INTEGRAIS CASEIROS PATRICIA : 647449-7289 / 647-8315298 AULAS DE INGLES & PORTUGUES 416-388-0909 / INTERORETERCANADA@YAHOO.CA MANICURE FERNANDA : 647-863-6598 MANICURE/PEDICURE/WAXING PAULA : 647-770-9170/ PDRIKANEY@HOTMAIL.COM CABELEREIRA/ MANICURE BRASILEIRA MIRIAN : 647-248-3231 STERLING SILVER & FASHION JEWELERY MARINA : 647-830-9953 / VISIBLETREASURES.COM/MARINA FISIOTERAPEUTA/DRENAGEM LINFATICA & MASSAGEM FLAVIA FRANCHO : 647-330-9780


18

1˚ Julho 2013

Modernidade papal Papa Francisco vai conceder indulgências pelo Twitter O papa Francisco vai conceder, pelo Twitter, indulgência àqueles que acompanharem as celebrações da Jornada Mundial da Juventude, que começa no próximo dia 23 no Rio de Janeiro, pelo microblog. A novidade está prevista no decreto papal que estabelece as regras para a indulgência (remissão dos pecados cometidos, sem obrigação de penitência) dos fiéis que participarem do evento, que deve reunir 1,5 milhão de católicos. "Mas é preciso cuidado. A indulgência não poderá ser obtida com a mesma facilidade com que se obtém um café na máquina", alertou o arcebispo Claudio Maria Celli, presidente do Pontifício Conselho de Comunicação Social, ao

A hora da verdade Acusado de explodir bomba em Boston nega em juizo todas as acusações contra ele

jornal italiano Corriere Della Sera. O documento papal estabelece que"os fiéis legitimamente impedidos poderão obter a indulgência plenária desde que cumprindo as comuns condições espirituais, sacramentais e de oração, com o propósito de filial submissão ao Romano Pontífice". Devem, ainda, segundo o texto, participar "espiritualmente nas sagradas funções nos dias determinados e sigam estes ritos e exercícios piedosos enquanto se desenrolam, através da televisão e da rádio ou, sempre que com a devida devoção, através dos novos meios de comunicação social". Ou seja: não é só seguir o papa no Twitter - tem de participar "espiritualmente" da JMJ. (Veja. com)

Sob forte esquema de segurança, Dzhokhar Tsarnaev, o sobrevivente dos dois irmãos acusados de plantar as bombas na maratona de Boston, compareceu nesta quarta-feira pela primeira vez diante de um juiz e declarou-se inocente de todas as acusações que pesam sobre ele. Vestido com o tradicional uniforme laranja dos presos americanos e com as mãos algemadas, Tsarnaev, de 19 anos, ouviu as acusações e declarou-se inocente dos 30 crimes de que é acusado. Na sala, estavam sobreviventes do pior ataque nos EUA desde o 11 de Setembro, estavam também duas irmãs do suspeito, de origem tchetchena. Dzhokhar e o irmão, Tamerland, são acusados de fabricar as duas bombas compostas de panela de pressão e fragmentos metálicos que explodiram próximas à linha de chegada da maratona de Boston, no dia 15 de abril. As explosões mataram três pessoas, incluindo uma criança de oito anos, e feriram mais de 200 pessoas, muitas das quais perderam braços e pernas. Do lado de fora do tribunal, o maior aparato da mídia mundial com centenas de jornalistas e cinegrafistas tentanto capturar a imagem de Dzhokhar, enquanto algumas pessoas manifestavam

simpatia pelo jovem com cartazes ou vestindo camisetas com a imagem do acusado. Segundo especialistas, o julgamento de Dzhokhar deverá durar em torno de quatro meses. A promotoria arrolou entre 80 e 100 testemunhas de acusação enquanto a advogada de defesa vai fazer o possível e o impossível para livrá-lo da pena de morte.


19

O real valor da educação Maurício Nunes

V

ivemos numa democracia, então respeito Estive recentemente na Noruega e me assuso voto da maioria, mesmo optando seguir tei ao notar que não há semáforos, porque sempre na direção contrária da massa, por- todo veículo dá preferência sempre ao pedestanto não sou favorável ao fato de um semi-anal- tre. Porque? Porque tem EDUCAÇÃO. Simples. fabeto ser o comandante de uma nação. Nem tão pouco sou favorável, ao fato E a “cantora” (!!!) famosa de analfabetos serem eleitos para “Tentei assistir TV (que já não fez um discurso patético vereadores, deputados, senadores faço há muito tempo) e não comparando homossee votarem (quando comparecem) resisti cinco minutos. É uma xuais a drogados e messobre algo que mal leram e nunca bobagem atrás da outra como mo chocando boa parte sequer vão entender do que se tra- se o único intuito fosse mesmo da opinião pública, teve lhe desmerecer como ser ta. Também tenho receio quando gente, fã de tal mentehumano pensante” ignorantes sem discurso e muito capta, que concordou. menos coerência ou embasamento É o perigo de um microse tornam “formadores de opinião”. fone na mão de qualquer boçal sem cultura alguma. É expandir o preconceito e estupidez, Não sou nenhum seguidor de diploma, pois acho fomentados pela falta da educação. que papel não diz nada, mas o que de fato tem me assustado e muito é notar claramente que o Tentei assistir TV (que já não faço há muito país esta sendo induzido dia a dia a se tornar cada tempo) e não resisti cinco minutos. É uma bovez mais ignorante e ninguém parece se importar bagem atrás da outra como se o único intuito com isto. fosse mesmo lhe desmerecer como ser humano pensante. Tem gente apoiando Feliciano Já vi textos de universitários com erros gramati- continuar presidente da comissão dos direitos cais de primários. Já presenciei conversas entre humanos. Quem já viu o vídeo do sujeito na homens gabaritados expondo seus diplomas e net pregando seu culto e quem já cansou de uma ignorância pavorosa, tanto cultural quanto ler suas declarações homofóbicas, racistas e moral. Claro, porque há a educação escolar, mas misóginas, apoiar um cidadão deste só prova também a familiar, a social, que não é função de a razão do Brasil estar em penúltimo lugar no professor. Basta dizer que tem psicólogo formado ranking mundial de educação. em faculdade de bacana e que atropela uma pessoa e não presta nem socorro. Ainda não me con- Na TV, quando ainda candidato, o atual prefeiformei a que ponto chegou tal barbárie humana to, gritava aos quatro cantos que foi o melhor por absoluta falta de educação. ministro da educação que o país já teve e com

1˚ Julho 2013 “o homem não é nada além daquilo que a educação faz dele. Então, meus caros, vamos refletir o que somos e o que seremos, se levarmos em conta a educação que nos têm sido oferecida” esta herança que nos deixou, fico imaginando os seus antecessores, mas o povo acreditou. O que faltou? EDUCAÇÃO! Do outro lado da moeda, dois estudantes geniais e já matriculados na faculdade, ou seja, não precisavam do ENEM, decidiram provar que os corretores não liam as redações com atenção e, por isso, a nota dos candidatos era aleatória, pondo assim em cheque de uma vez por todas a já manchada credibilidade do exame. E não é que os garotos provaram que estavam certos. Um escreveu a receita do Miojo e tirou 560 o outro o hino do Palmeiras e tirou 500, sendo que as notas vão de zero a mil. E pensam que deu em alguma coisa? Claro que não, porque os ouvidos do povo estavam no Lec Lec Lec e os olhos na final do BBB. Immanuel Kant disse uma vez que o homem não é nada além daquilo que a educação faz dele. Então, meus caros, vamos refletir o que somos e o que seremos, se levarmos em conta a educação que nos têm sido oferecida. Cabe a nós mudar este quadro. Veja bons

filmes, leia bons livros (que tal o meu?), vá ao teatro, conheça pessoas novas, viaje, expanda seus conhecimentos e passe-os para frente, faça a sua parte e seja você a faísca que pode acender a chama desta mudança. Um país gigantesco como o nosso ser penúltimo colocado num ranking de educação reflete muito bem porque vivemos no caos da violência urbana, na injustiça e nesta eterna falta do que falar. E assim como o inglês, que um deputado quer limar como disciplina escolar, a boa educação é moeda de ouro. Em toda a parte tem valor. Quanto tá valendo a sua?


20

1˚ Julho 2013

Um Poder Legislativo onde tudo está à venda Ao rejeitar fim do senador suplente, Congresso reafirma compromisso com práticas como “venda” de mandatos e boca de aluguel. Para faxina, Constituinte pode ser saída. A votação no Senado que derrubou projeto que eliminaria a figura do segundo suplente de senador e proibiria a escolha de parentes do candidato titular para a primeira suplência, e a articulação rápida dos partidos aliados na Câmara para derrubar o plebiscito sobre a reforma política, mostram que não era absurda a proposta da presidente Dilma Rousseff, de convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte exclusiva para fazer a reforma política. O erro foi tático – ter anunciado a proposta sem articulá-la antes com as forças que a apoiam e depois retirá-la quase que imediatamente. Mas foi uma boa visão estratégica. Os parlamentares que lidam com as questões relativas a mudanças nas regras atuais para as eleições de deputados e senadores sabem que as propostas encontram obstáculos intransponíveis num Congresso eleito por elas. Um referendo que não seja antecedido de um plebiscito sobre os temas a serem abordados pela reforma é a melhor garantia para os atuais parlamentares de que nada vai ser mudado. Se, como no caso dos suplentes dos senadores, o Congresso se recusar a derrubar as coligações partidárias para as eleições proporcionais e manter inalterado o financiamento de campanha, nada poderá ser submetido a referendo porque nada foi mudado. Será a melhor forma de tudo permanecer exatamente como está. O pequeno partido “aluga” a sua parcela no horário eleitoral gratuito para um grande partido obri-

gando a legenda que terá o candidato na eleição majoritária (para presidente ou governador) a se coligar com ele nas eleições proporcionais; ou ainda “vendendo” (muitas vezes literalmente) seu horário para falar bem do candidato com quem negociou, ou mal do adversário do candidato. É o que se chama, na gíria política, de “boca de aluguel”: aquele que fala do adversário aquilo que o candidato não pode falar, sob pena de perder votos. No caso simplesmente de coligação para obter mais tempo de rádio e televisão, um segundo pode não fazer diferença para um candidato, mas a soma de minutos e segundos de vários partidecos podem dar a ele uma vantagem sobre o adversário principal que, em regra, nenhum deles despreza em sã consciência. É a origem daquela lista interminável de partidos que os candidatos devem declinar no horário eleitoral e que, para economizar tempo, o locutor fala muito depressa. Quando aluga (às vezes também literalmente) o seu horário e faz a coligação proporcional, o pequeno partido passa a figurar na mesma lista partidária que os demais coligados. Com isso, escapa da única regra existente para limitar a existência de partidos que não tenham representação mínima na sociedade (uma cláusula de barreira, segundo a terminologia legal), que é o quociente partidário. Por lei, se um partido não obtém o quociente partidário, produto de uma complexa equação entre voto e eleitorado, ele não elege nenhum representante. Numa coligação proporcional, o quórum é definido pela soma dos votos dados a todos os partidos aliados. O quórum real do partido nanico simplesmente some no meio de uma imensidão de votos que não são seus.

Maria Inês Nassif, no GGN

Se o partido nanico sobreviveu graças a esse expediente, se perpetuará no quadro partidário, ganhando Fundo Partidário e horário eleitoral para vendê-los ou alugá-los na eleição seguinte, graças a outro benefício que têm com a coligação proporcional. Quando se coligam, passam a integrar uma mesma lista partidária para eleger seus deputados e senadores. Todos os votos de todos os partidos coligados vão para a mesma conta – e passam a fazer jus a uma porcentagem das cadeiras de deputados federais (ou estaduais, ou vereadores) a que a coligação tem direito. Se a coligação tiver direito a 30 deputados, eles serão eleitos pela ordem de votação – um deputado que tenha um milhão de votos até o trigésimo da lista, que pode ter apenas algumas centenas de eleitores. Nas últimas semanas, no horário partidário, um pequeno partido chamava para a legenda pessoas interessadas em se candidatar – e como vantagem apontava o fato de o partido ter elegido parlamentares com o menor número de votos do Brasil. Com isso, os partidos nanicos, mesmo que não tenham representação, ao se coligarem a partidos fortes, acabam com grandes chances de eleger deputados federais. Garantindo uma bancada federal, continuam a ter direito a Fundo Partidário e ao horário eleitoral gratuito. E assim, mesmo sem ter nenhuma representatividade, acabam dando suas cartas nas eleições e depois no Legislativo – graças ao Supremo Tribunal Federal, eles têm garantido direito a liderança e participação nas comissões do Congresso e negociam seus votos dentro do Legisla-

tivo com o governo (normalmente são governistas) como qualquer outro da base aliada. De mordida em mordida, mantêm um sistema distorcido em sua representação. Essa distorção foi tolerada durante algum tempo porque esses partidos são mais maleáveis a negociações rápidas, pois elas não dependem de definições doutrinárias. E também como um gesto de reconhecimento aos partidos que eram exceção à regra, como os comunistas e socialistas, que não tinham número de votos suficientes para sobreviver sozinhos, mas tinham uma representação ideológica na sociedade que a democracia não deveria desprezar. Esses partidos pequenos, porém ideológicos, conseguiram vida própria nesses 28 anos de democracia, mas ainda assim essa é uma questão que, por interesses vários, inclusive dos pequenos, não anda. Se prevalecer a ideia de um referendo, sem que seja antecedido por um plebiscito, e a lei continuar a mesma, vale para as regras de coligações proporcionais a mesma coisa do que para a suplência do Senado: o que o eleitor vai referendar? Uma mudança que não aconteceu?


21

1˚ Julho 2013

12 Cuidados para Melhorar a Circulação

A

Nutricionista Holistica Registrada Melissa Pancini RNCP,CNP

má circulação é um problema que afeta várias pessoas. Os sintomas desta enfermidade são os mais variados, cuja causas possíveis são arteriosclerose, sedentarismo, hábito de fumar, uso de roupas, sapatos ou meias apertadas, costume de deixar mãos e pés expostos ao frio, costume de cruzar as pernas ou dormir encolhido, permanecer longos períodos de tempo sentado, uso de bebidas alcoólicas, pobre ingestão de água durante o dia.

Veja alguns cuidados para melhorar a circulação: - O sangue não circula direito quando está cheio de impurezas, viscoso e quando a pessoa não se movimenta, portanto limpe o sangue movimentando-se bastante e normalizando a digestão. - Siga uma dieta de base vegetariana — rica em frutas, legumes verdes e hortaliças — esses alimentos possuem nutrientes benéficos para fortalecer as paredes dos vasos sanguíneos e melhorar a circulação. - Evite fumo e bebidas alcoólicas. - Não use meias ou sapatos apertados. - Adote exercícios diários de 40 minutos pelo menos. - Não permaneça sentado por longos períodos de tempo. Levante-se com frequência. - Não cruze as pernas .Estique-as periodicamnte e faça movimentos circulares com os pés. - O consumo de limão, alho e cebola crus também melhora problemas circulatórios. - Beba chá de erva-mate: ele reanima as forças corporais e cerebrais. Dá resistência à fadiga e ativa a circulação. - Outras ervas que ajudam são: erva-de-santa-maria, dente-de-leão, camomila, folhas de algodão. - Tome um banho estimulante: adicione à água uma boa quantidade de vinagre de sidra. Além de estimular a circulação, ainda mantém os poros abertos.

Ficarei feliz em receber comentários ou idéias para novas matérias. Escrevam para: nutrition@melissapancini.com ou liguem para (416)702-7019.


Música

22

De fugitivo a refugiado

O homem que revelou segredos da espionagem dos EUA oficializa pedido de asilo à Rússia Finalmente, parece que Edward Snowden, o homem da informática que fugiu dos EUA depois de divulgar documentos secretos relativos ao programa de espionagem eletrônica da Agência Nacional de Segurança (NSA) vai se livrar da incômoda permanência no aeroporto de Moscou.

imigração russa, Edward Snowden poderá ser transferido para um centro de acolhimento de refugiados.

Seu advogado entregou nesta terça-feira um pedido oficial de asilo temporário junto à imigração da Rússia. Os documentos foram preenchidos e entregues às autoridades russas dentro das instalações do aeroporto de Moscou, onde Edward Snowden se encontra há mais de três semanas.

55% dos americanos consideram que Snowden agiu certo ao denunciar espionagem

Ele estava confinado no aroporto russo porque não tinha documentos para viajar, uma vez que os EUA revogaram seu passaporte. Ele teve convite de vários países da América Latina, cujos dirigentes fazem oposição à política da Casa Branca. Por isso, só restou a Snowden permanecer na Russia apesar da advertência do presidente Putin: “você pode ficar aqui, mas bico calado, nada de ficar revelando segredos dos Estados Unidos”. Enquanto o pedido de asilo é processado pela

Herói fugitivo

A maioria dos norte-americanos têm opinião favorável sobre Edward Snowden por ter denunciado o programa de vigilância do governo dos EUA, que os entrevistados consideram ter ido longe demais. É o que revela pesquisa do Polling Institute, da Universidade Quinnipiac, com mais de 2 mil eleitores registrados. A pesquisa indicou que 55 por cento consideram que Snowden agiu certo ao denunciar a espionagem, enquanto apenas 34 por cento o chamam de traidor. Curioso é observar como as pessoas mudam de opinião rapidamente. Na atual pesquisa, 45 por cento concordaram que os esforços do governo

no combate ao terrorismo foram muito longe, restringindo as liberdades civis. Uma pesquisa semelhante, em janeiro de 2012, mostrou que 63 por cento achavam que os programas do governo não eram suficientes para proteger o país de terroristas. Peter Brown, diretor do instituo de pesquisa, declarou que há pouca diferença entre o pensamento de adeptos dos dois partidos. Na pergunta se o governo foi longe demais nos cuidados anti-terrorista, 43 por cento de democratas consideram que sim, em comparação com 41 por cento dos republicanos. Sobre o procedimento de Snowden, 38 por cento dos republicanos e 39 por cento dos democratas consideram-no um traidor. Enquanto isso, prossegue a novela sobre o destino final do fugitivo. Alguns países sul-americanos ofereceram asilo a Snowden. A Venezuela confirmou que está disposta a receber Snowden incondicionalmente, mas a diplomacia estadunidense trabalha para tornar mais difícil sua fuga do aeroporto de Moscou onde está ilhado há mais de duas semanas.

Seu novo Guia Imobiliário. AGUARDEM!!!

1˚ Julho 2013


23

1Ëš Julho 2013


24

1Ëš Julho 2013


112 1nd july 2013a  

2nd July 2013 Jornal da Gente

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you