Page 1

Notícias

Mai. 14 Ano 10| Número 4

da Escola

E-mail: jornal.ebsis@gmail.com

Jornal do Agrupamento do Concelho de Viana do Alentejo

Cerca 350 alunos do nosso Agrupamento participaram nas Comemorações Pág. 17

Pág. 2

CPCJVA Comemorou o 7º Aniversário

Baile de Finalistas

Dádiva de Sangue no Agrupamento Pág. 5

Pág. 6 a 11

Pág. 3

Entrevista aos alunos dinamizadores da Horta Escolar

Pág. 4

Atividades e Visitas de Estudo Biblioteca Escolar: Pág. 14

Caros Pais, Pág. 15 Encarregados de Educação e Alunos!

Autarquia e Educação

Pág. 17

Desporto 1815 e 19 Pág. Escolar Pág.


2

EDITORIAL Iniciado o 3º período letivo, estamos na reta final deste ano, pleno de ação e de acontecimentos, proporcionados pelos alunos do Agrupamento. Prova dessa ação é o conteúdo crescente deste jornal, cujas páginas parecem nunca ser suficientes para noticiar o muito que se vai fazendo nos vários pólos do Agrupamento. A primavera teve também o mérito de trazer mais energia e mais cor ao Notícias da Escola: a Horta Escolar, o Baile e as viagens de Finalistas, as Visitas de Estudo nacionais e ao estrangeiro, as participações nas várias competições do Desporto Escolar, com alunos medalhados, as comemorações do Dia Mundial da Floresta/Dia da Árvore… Enfim, o Agrupamento está em movimento e não para, ainda que muito esteja por fazer e melhorar (os telhados de amianto ainda continuam na EBSIS). Para este último período restanos lançar o incentivo aos alunos para que apostem no estudo que leve a bons resultados escolares, porque nem só de atividades extracurriculares vive uma escola. Juntar à atividade e à ação permanentes as boas notas, deverá ser o objetivo maior de cada um de nós e de todos, em paralelo. Ao trabalho!

Profª Gertrudes Pinto

CPCJ DE VIANA DO ALENTEJO COMEMOROU O 7º ANIVERSÁRIO No passado dia 23 de abril a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Viana do Alentejo comemorou os seus 7 anos de existência. São 7 anos a proteger as crianças do concelho de Viana do Alentejo, a proteger os seu direitos e a garantir o seu saudável desenvolvimento. Para assinalar esta data foi realizado um encontro, onde contámos, na mesa de abertura, com a presença do vice presidente da Câmara Municipal de Viana do Alentejo, Dr. João Pereira, Dra. Teresa Espírito Santo e Dr. Jorge Souto, da Comissão Nacional de Crianças e Jovens em Risco e como oradores: o Major Rogério Copeto da GNR, a Dra Graça Moreira, Procuradora do Ministério Público, e Dra Patrícia Claudino, da equipa Quebrar do Silêncio da Associação Chão dos Meninos. Os temas expostos pelos nossos oradores suscitaram o interesse dos presentes cativando a sua atenção e promoveram o debate. Foram debatidos o papel fundamental que a GNR tem desempenhado na protecção das nossas crianças através das suas ações preventivas, bem como a importância da sua representação nas reu-

Notícias da Escola com o apoio de: Câmara Municipal de Viana do Alentejo

niões da modalidade restrita. A relação entre as CPCJ e o Ministério Público, bem como as suas formas de articulação, foi também alvo de um interessante debate, merecendo uma especial atenção por parte dos representantes da Comissão Nacional que saudaram a escolha deste tema dada a sua pertinência para a actuação das comissões. Por último e já com a hora muito adiantada, a Drª Patrícia Claudino apresentou o trabalho da equipa “Quebrar do Silêncio”, alertando mais uma vez para a necessidade de serem seguidos os procedimentos que estão previstos para que as situações sejam devidamente identificadas e as vítimas salvaguardadas. Foi uma manhã muito produtiva onde a partilha de experiências e de conhecimento tomou lugar de destaque e todos saímos mais enriquecidos e com a certeza de que iremos realizar um melhor trabalho na protecção das nossas crianças e jovens. O Encontro integrou-se no âmbito do mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância, em consonância com a Comissão Nacional de Proteção de Crianças e Jovens em Risco, o qual decorreu durante todo o mês de abril, em parceria com o Agrupamento de Escolas do Concelho de Viana do Alentejo e com a Câmara Municipal de Viana do Alentejo. CPCJ de Viana do Alentejo


3

Baile de Finalistas No passado dia 8 de março realizou-se, na Zona T, o Baile dos Finalistas do ano letivo 2013/2014. Cerca das 22 horas, quando a sala abriu, começou a encher-se de pais, professores, alunos, familiares e amigos, que não quiseram deixar de participar no evento. A animação do evento esteve a cargo do músico Carlos Maurício e posteriormente do DJ N To The N. Contámos ainda com a gentil (e gratuita) participação do professor António Viana e das alunas Ana Rita Bonito, Madalena Parrado e Marta Vinagre que, com os seus violinos, encantaram todos os presentes ao tocarem a Valsa da Meia-Noite enquanto os Finalistas recebiam as faixas, desciam a escadaria e seguiam para dançar. Se este pode ser considerado o momento alto da noite, a partir daqui a animação continuou, com os membros da Comissão de Finalistas, e mais algumas almas caridosas, a trabalhar incansavelmente pela noite fora. Tivemos música animada, dança, comidas, bebidas, fotografias e muita, muita animação, tal como pretendíamos. Existem momentos que ficarão para sempre na memória de todos, em especial dos Finalistas, como é óbvio, já que marcam o fim de um percurso das nossas vidas que teve início há doze anos atrás, e o início, seja ele qual for, de um outro. Nota positiva para o Baile e agradecimentos para todos os professores que passaram pelo nosso percurso escolar, que nos transmitiram conhecimentos, valores, formas de estar na vida e boas práti-

cas, pois daqueles que nos transmitiram algumas menos boas não reza a história. Inês Pereira, 12º B


4

PROGRAMA ECO-ESCOLAS Entrevista aos alunos António Bagão, Carlos Rocha e Luís Rufas, do 6ºC, três dos grandes dinamizadores da Horta Escolar: Quem é responsável pela horta? Vão aparecendo vários alunos, mas neste momento, quem realiza a maioria das atividades são alguns alunos do 6º e do 7º ano. O professor Fernando Sintra dá-nos algumas indicações e de vez em quando traz-nos algumas sementes ou plantas. Quais são as principais tarefas que costumam realizar? Preparamos o terreno, plantamos, mondamos e regamos. O que têm plantado na horta? Neste momento, temos plantadas favas, ervilhas, alhos, espinafres, cebolas, alfaces, couve portuguesa e batatas. Como fazem a rega das culturas? Temos uma mangueira e nalguns sítios regamos a rego. Em que altura do dia é que se ocupam da horta? Vamos para lá nas horas de almoço, nas tardes livres e nalguns intervalos. Que destino pensam dar aos produtos colhidos? Ainda não sabemos bem, pensa-

mos falar com a Direção da Escola para encontrarmos uma solução, talvez os possamos vender na própria escola e com esse dinheiro adquirir mais produtos para a horta (utensílios, sementes, etc). No primeiro período, a horta estava um pouco desorganizada…

Notícias da Escola com o apoio de:

Junta de Freguesia de Aguiar Viana do Alentejo

Sim, alguns alunos desentenderam-se e estragaram alguns canteiros. Estamos a tentar recuperá-los e estamos a reconstruir os caminhos de acesso com pedras que recolhemos de forma a tornar a horta mais bonita. Prof.ª Carla Graça


5

UMA ESCOLA CADA MAIS ECO Dádiva de Sangue noVEZ Agrupamento Como já vem sendo hábito na nossa escola, no dia 27 de fevereiro e pelo sexto ano consecutivo, decorreu no nosso Agrupamento mais uma dádiva de sangue. Depois de alguma sensibilização a toda a comunidade educativa, através de cartazes e folhetos, responderam ao apelo, professores, funcionários, encarregados de educação, alunos e outros elementos exteriores à escola mas que quiseram deixar a sua contribuição. O principal objetivo desta iniciativa foi contribuir para aumentar as reservas deste bem tão essencial à vida que é o sangue. Ao mesmo tempo pretendemos e acreditamos que conseguimos, despertar o espírito de solidariedade e voluntariado nos nossos alunos, e mais uma vez, abrir as portas da nossa escola à comunidade. Cremos que todos estes objetivos foram atingidos, salientando aqui um facto que muito nos apraz e enche de satisfação: a colaboração dos nossos alunos que acabaram de completar 18 anos e que, embo-

Feira dos Minerais A Exposição/Feira dos Minerais, decorreu de 28 a 30 de abril no polivalente da escola e proporcionou a toda a comunidade a possibilidade de apreciar e adquirir exemplares de fósseis, rochas e minerais variados, bem como objetos decorativos, colares, anéis e pulseiras. Sob coordenação da Professora Custódia Serra, contou ainda com a colaboração das professoras, Filomena Pereira, Maria de Jesus Pomares, Carla Graça e da professora aposentada Filomena Coelho. Profª Custódia Serra

ra com muitos receios, lá foram fazer a sua dádiva. A eles e a todos os que contribuiram, o nosso muito obrigada. Aproveitamos também para agradecer àqueles que quiseram efetuar a sua dádiva mas, por

alguma razão, não o puderam fazer. No próximo ano letivo esperamos continuar a contar com a boa vontade de todos os que poderem colaborar com esta causa. Profª Mª de Jesus Pomares


6

Olimpíadas de EMRC A 1ª eliminatória aconteceu nas turmas. De cada turma apuraram-se quatro finalistas. No dia 28 de março realizou-se no Cineteatro Vianense a eliminatória de Ciclo/Escola das Olimpíadas de EMRC. De cada Ciclo apuraram-se quatro finalistas. Para estes, a Câmara Municipal de Viana do Alentejo patrocinou os prémios (Bilhetes de entrada no Cinema e nas Piscinas Municipais).

Participaram alunos de todos os anos de escolaridade, mais concretamente do 5º ao 12º ano. Foi uma iniciativa que agradou aos alunos e que contribuiu

para fomentar o gosto pelo saber. Espero que se repitam mais iniciativas como esta.

Visita de estudo a Lisboa: Mosteiro dos Jerónimos e Santuário do Cristo Rei

No dia 11 de março, as turmas dos quintos anos foram a uma visita de estudo a Lisboa visitar o Mosteiro dos Jerónimos e o Santuário do Cristo Rei. Connosco foram a professora de HGP, Antónia Albardeiro e a nossa professora de EMRC, Elsa Ambrósio. Na parte da manhã fomos ao Mosteiro dos Jerónimos e almoçamos no jardim de Belém. Na parte da tarde visitámos o monumento do

Cristo Rei. Achámos muito divertido participar nas atividades que fizemos no Mosteiro dos Jerónimos. As nossas guias explicaram muito bem toda a história ligada ao mosteiro. No concurso sobre as viagens das descobertas marítimas, foram alguns alunos da nossa turma que obtiveram o primeiro lugar. O dia estava bonito e por isso brincámos com algumas gai-

votas e pombos com os quais dividimos o nosso almoço. No Santuário do Cristo Rei ouvimos uma breve explicação sobre a sua construção e podemos observar a vasta paisagem sobre a cidade de Lisboa. Já cá fora brincámos um pouco e tirámos fotografias. De regresso parámos para lanchar. Foi um dia em cheio porque ficámos a saber mais e porque convivemos com os nossos colegas em diferentes espaços. As alunas do 5º A Filipa Coelho Mariana Janeiro


7

UMA ESCOLA CADA VEZ MAIS ECO

Visita à Câmara Municipal e à Junta de Freguesia de Viana do Alentejo No dia 2 de abril último, a turma do 6ºB foi visitar a Câmara Municipal de Viana do Alentejo e a Junta de Freguesia, acompanhados da professora de HGP, Esmeralda Batanete, visto que estivemos a estudar o conteúdo “O Poder Local”. Entrevistámos o Presidente da Junta de Freguesia, que nos recebeu muito bem. Ficámos a saber quem são os presidentes das várias juntas de freguesia do Concelho de Viana do Alentejo e quem faz parte das respetivas assembleias da freguesia. Cada Junta de Freguesia executa as decisões tomadas na Assembleia de Freguesia. Uma das funções da Junta de Freguesia é a limpeza de todos os sítios públicos da vila.

Na Câmara Municipal fomos recebidos pelo Sr. vice-presidente, o qual nos explicou o funcionamento da Câmara. Mostrou-se disponível para nos visitar na escola, caso nós quiséssemos. O Presidente da Câmara ainda nos foi cumprimentar, mas ia ter uma reunião e não

nos podia despender mais tempo. Foi muito FIXE!!!!!

Os repórteres da turma do 6ºB

Segurança Rodoviária No dia 26 de fevereiro, pelas 12.40, a turma do 6ºB teve uma sessão de esclarecimento sobre prevenção rodoviária, proporcionada pelo Sr. Cabo Menezes, da Escola Segura, que pertence ao destacamento territorial de Montemor-o-Novo. Teve lugar na aula de Apoio de Português e foi dinamizada pela professora Esmeralda Batanete. Foi-nos apresentado um PowerPoint com vários vídeos, os quais continham situações de acidentes (tudo com bonecos), para nós percebermos o que devemos e/ou não fazer quando circulamos na rua,

atravessamos a estrada, quer seja a pé ou de bicicleta. Ficámos a saber que nos automóveis, quem tiver menos de 12 anos de idade ou não tenha 1,35 metros de altura tem que se sentar nos bancos apropriados para o efeito porque o cinto de segurança tem que passar no ombro e não no pescoço. A única exceção é nos carros de dois lugares, em que as crianças podem andar no banco da frente do

carro, exceto se tiverem menos de três anos. Foi muito interessante! A turma do 6ºB

http://www.aevianadoalentejo.edu.pt/ Neste sítio da Internet podes encontrar informações relativas à Escola, aos Alunos, Professores, Projetos, Clubes, Desporto Escolar, Jornal Notícias da Escola, Associação de Pais e de Estudantes, Parcerias, Linkes interessantes…

Vem visitar-nos no Meo Kanal AEVIANA - prima o botão verde do comando Meo e insira o número 898998.

O Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo também navega nas redes sociais: Procura a nossa página em http://www.facebook.com/agrupamentoescolas.alentejo


8

VIAGENS DOS FINALISTAS O destino foi Paris! No dia 8 de abril partimos para a tão aguardada viagem de finalistas. O destino foi Paris! Às 5:30h, e depois de muitos conselhos dos pais, lá partimos. Chegámos a Paris cerca das 16:30h. Apesar de algumas confusões com a reserva, fizemos o check in, deixámos as bagagens no hotel e lá fomos nós explorar Paris. A manhã do dia seguinte foi passada no museu do Louvre! Sabíamos que era grande, mas nunca pensámos que fosse assim tão grande. Ficou muita coisa por ver, mas o que vimos foi sem dúvida muito bom. À tarde estivemos na praça da Concórdia, na Opera Garnier, na catedral de Notre Dame e vimos um fantástico pôr-do-sol na famosa Pont dês arts. O terceiro dia em Paris foi passado na zona de Montmartre. Depois de subirmos 234 degraus chegámos à basílica do Sacré-Cœur ! Passear por esta zona é realmente fascinante. Ao passarmos na Place du Terte, com tantos pintores e artistas de rua, pudemos sentir o verdadeiro espírito de Paris! Claro está que também não pudemos deixar de passar no Moulin Rouge.

Chegámos a Calpe Partimos na madrugada de 5 de abril em direção àquela que iria ser a melhor semana das nossas vidas. A viagem ia ser longa (cerca de 12h de autocarro) mas nós sabíamos que iria valer a pena e, assim que avistámos pela primeira vez a Peñón de Ifach, tivemos a certeza disso! Quando chegámos a Calpe, às 14h de 6 de abril, entrámos num mundo totalmente diferente e sentimos imediatamente a liberdade, a descontração e a despreocupação a pairarem no ar. Em Calpe contámos com concertos de praia que se estendiam até ao entardecer e com noites excelen-

No quarto dia de viagem, sexta-feira, saímos um bocadinho de Paris. O dia foi passado na Disneyland! Além da parada com as personagens da Disney (que são o fascínio de toda a gente) as montanhas russas e o espectáculo de fecho do parque com tanta luz, música, efeitos especiais e fogo-deartifício, foram os pontos altos do dia. No sábado fomos ao Panteão (que, com muita pena nossa, devido a obras não tinha o pêndulo de Foucault ), ao Jardim do Luxemburgo, às catacumbas de Paris e à gigante torre de Montparnasse. No domingo começámos por visitar o Arco do Triunfo. Subir 348 degraus em caracol é estonteante mas a vista que se tem lá de cima compensa o esforço! Depois do Arco do Triunfo seguiu-se um passeio pela famosa Avenue des ChampsÉlysées. De tarde visitámos a Torre Eiffel! Subimos de escadas até ao segundo piso, o máximo permitido. 115 metros, 704 degraus e uma grande satisfação. Do segundo piso até ao topo fomos de elevador. A

tes, proporcionadas por artistas nacionais e internacionais, que se prolongavam até ao amanhecer. Para além disto, houve ainda festas temáticas, como a festa da espuma, a pool party, xcolor party e xcolor battle, sempre acompanhadas de boa música e um ótimo ambiente. Calpe reuniu mais de 7 mil finalistas e, talvez, tenha sido esse o fator que concedeu uma dimensão tão grande a esta viagem. Estes 7 mil finalistas, 11 deles da EBSIS, ocuparam Calpe por uma semana e, entre eles, criaram novas amizades, geraram um ambiente de constante animação e partilharam o mesmo espírito, os mesmos momentos e as

noite foi passada no Champ de Mars com uma vista privilegiada para a Torre Eiffel! O sétimo dia em Paris foi o mais calmo. De manhã fizemos um passeio de barco pelo Sena e de tarde andámos simplesmente a passear por Paris. Dia 15 voltámos para Portugal com mais conhecimento, mais cultura, mais amizades, muitas memórias, muitas experiências novas e muita vontade de voltar! Ahh, e mais força nas pernas, que foram muitos degraus! Beatriz Vilela,12º A

mesmas emoções. Tentar transpor para meras palavras a intensidade e a forma como cada momento desta viagem nos marcou é uma tarefa difícil e tal só se compreende, na verdade, através da sua vivência! Ana Barreto, 12ºB


9

SCHOOL TRIP TO LONDON

Este ano, a interrupção letiva da Páscoa tornou-se algo inesquecível para um grupo de alunos e professores do nosso Agrupamento: realizou-se uma visita de estudo a Londres entre os dias 11 e 14 de abril. Após a viagem de avião, a partir de Faro, 49 alentejanos aterraram em Londres, onde visitaram diversos locais de interesse e mundialmente reconhecidos, repletos de história e de tradição. À chegada, demos uma “olhadela” ao Green Park, envolto numa luz e sol radiosos ( coisa estranha em Londres, mas bom prenúncio para os dias que estavam para vir), St. James’s Palace, Trafalgar Square e Leicester Square. “Provámos” as doçuras da engraçada e colorida loja M&M’s World aqui situada e assistimos ao sempre inesquecível e memorável espetáculo musical “O Fantasma da Ópera”. A Torre de Londres, a Tower Bridge, os muitos mercados, o Museu de Cera da Madame Tus-

saud, o National History Museum, Hyde Park, Buckingham Palace, as terríficas e muito divertidas Masmorras de Londres, mesmo em frente ao “amigo” Big Ben, e à gigante London Eye, o Estádio do Arsenal, entre outros locais, fizeram parte dos dias que se seguiram. Não podemos deixar de mencionar o bonito reencontro que tivemos com o nosso colega e amigo do coração, professor Paulo Leal! Ele, que já tem uma metade de costela londrina, veio ao nosso encontro e fez-nos companhia em vários momentos que não esqueceremos. Obrigada, Paulo! Com uma acentuada nostalgia dos momentos vividos durante a nossa visita de estudo, resta-nos agradecer ao Agrupamento de Escolas do Concelho de Viana do Alentejo, à Câmara Municipal de Viana do Alentejo, Câmara Municipal de Alvito, às Juntas de Freguesia de Viana do Alentejo, Alcáçovas, Aguiar e Alvito, Delta Cafés, à

Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Guadiana Interior de Viana do Alentejo, à Caixa Geral de Depósitos de Viana do Alentejo, à Farmácia Nova e ao Jornal “Diário do Sul”. Sem a colaboração destes patrocinadores e amigos, os alunos do Agrupamento de Escolas do Concelho de Viana do Alentejo não poderiam ter vivido todas as experiências que viveram. Finalmente agradecemos aos pais e encarregados de educação que confiaram em nós e nos “entregaram” os seus filhos e, sobretudo, agradecemos aos alunos participantes pela demonstração continuada de companheirismo, civismo e educação. As professoras responsáveis, Elsa Ambrósio Florbela Estopa Gabriela Inglês Rita Eleutério


10

Atividades do Jardim de Infância de Aguiar

Durante o segundo período letivo foram diversas as atividades que desenvolvemos no JI de Aguiar: iniciámos com o Dia de Reis e com umas lindas coroas para os reis e rainhas da nossa escola, trabalhámos a estação do ano o inverno com a chegada de uns lindos pinguins, continuámos para o Carnaval que foi vivenciado com uma semana temática, construímos chapéus, máscaras e no final realizámos um desfile seguido de baile. Para oferecer aos pais no dia do pai, as crianças decoraram umas escovas para sapatos, de seguida chegou a primavera com as lindas andorinhas, flores e tudo mais cheio de cor e alegria. Terminámos este segundo período com a comemoração da Páscoa, fizemos galinhas, um coelho gigante e uns saborosos folares!!!!!

O Inverno chegou, e com ele uns lindos pinguins.

No Carnaval, chapéus, máscaras, um desfile, seguido de baile...

Dia de Reis: lindas coroas para os reis e para as rainhas da nossa escola.

Galinhas para a Páscoa ...

Andorinhas, flores, cor e alegria na primavera.

Arregaçámos as mangas, metemos as mãos na massa e fizemos saborosos folares!!!!!


11

Atividades do Jardim de Infância de Viana

Dia do Pai comemorado no Centro Escolar de Viana Os nossos Pais adoraram a prenda No mês de março os meninos do Jardim de Infância de Viana do Alentejo andaram muito atarefados a preparar o Dia do Pai: fazer a prenda, o cartão, o convite para a festa, organizar a festa e fazer bolinhos para o lanche. Para além disso, chegou a Primavera e vários trabalhos tivemos que fazer, para decorar a sala e para trabalharmos as diferentes áreas curriculares. E na mesma altura, quando estávamos a falar da Primavera, não é que foi também o Dia da Árvore? Esse dia foi muito divertido! Fomos para antiga lixeira, fizemos muitos jogos, dançamos e plantamos um sobreiro. Na sala fizemos uma árvore com materiais reciclados. Ah! Pois é! Nós trabalhamos muito… mas também nos divertimos, querem ver?

Prenda para o Pai – um avental

Os nossos Pais...

O lanche com os pais

Para recordar o Dia da Árvore


12

VIOLÊNCIA NO NAMORO No passado dia 31 março foram realizadas na EBSIS várias sessões de educação para a saúde sobre a temática ”violência no namoro”, integradas no projeto “Bem-mequer, mal me quer” da escola de enfermagem da Universidade de Évora, com a colaboração da UCC de Viana do Alentejo. Participaram nestas sessões três turmas de 10º ano. A decisão de abordar este tema com os jovens passou por uma pequena análise do “Relatório de segurança interna” de 2011, que afirma que “cerca de 18% das vítimas de violência em Portugal tinham menos de 24 anos e que 16% dos jovens entre 16 e 24 anos identificavam-se como agressores e 0,2% dos agressores tinha menos de 16 anos.” A violência é um ato pontual ou contínuo, cometido por um ou ambos os parceiros numa relação de namoro ou depois desta terminar, com o objetivo de controlar, dominar, assustar, magoar, humilhar e exercer qualquer forma de poder sobre a outra pessoa. Existem cinco tipos principais de violência:

- A violência física que é quando o agressor te agarra ou prende ou ameaça usar força física ou agressão; - A violência sexual que é quando o agressor te obriga a praticar atos sexuais, te toca ou acaricia sem o teu consentimento; - A violência psicológica que é quando o agressor controla o que fazes nos teus tempos livres e a tua rotina diária fazendo pressão psicológica ou chantagem. - A violência verbal que é quando o agressor te intimida, ameaça ou humilha através de críticas e comentários negativos; - A violência social que é quando o agressor mexe no teu telemóvel, computador, contas eletrónicas e redes sociais sem o teu consentimento ou recorre a outros tipos de violência para controlar ou limitar as pessoas com as quais convives. As situações de violência têm tendência a começar por atos mais ligeiros e progredir rapidamente para graus de violência cada vez

maiores. É por esta razão que é importante saberes que a Lei do teu país dá-te proteção contra estes tipos de abuso, que existem diversas estruturas de apoio e linhas específicas para atendimento de vítimas no Alentejo e que há sempre algo que podes fazer, enquanto vítima ou enquanto testemunha. UCC Viana do Alentejo

Não estás sozinho, procura alguém da tua confiança para te ajudar a resolver a situação que estás a viver ou à qual assististe. Gabinete de Apoio ao Aluno está sempre ao teu dispor para te ajudar!

Serviço de Atendimento - Núcleo de Atendimento A vitimas de violência doméstica à vitima de Évora 800 202 148 Linha Gratuita266739890

Notícias da Escola com o apoio de:


13

As Lagartas do Pinheiro As lagartas do pinheiro atingiram a escola de Aguiar, pouco antes do Carnaval. Todos os anos, as senhoras lagartas apareciam, mas este ano não nos deixaram em paz, pois o pinheiro não foi tratado. Alguns alunos tiveram borbulhas, indo duas alunas e uma auxiliar parar ao hospital e o Carnaval terminou com o corte do pinheiro, na interrupção do mesmo. A crise matou o pinheiro e o sol entrou na nossa sala. Será que a crise nos resolve o problema do sol?

Descubra as diferenças (EB1 de Aguiar)

Alunos dos 2º e 3º anos da EB1 de Aguiar

Tarta de Santiago

Pensar Matemática

Problema do Mês 5º e 6º anos

Maio Criptograma Um criptograma é uma representação através de um código. Descobre o valor correspondente a cada um dos três símbolos do seguinte criptograma: Explica como obtiveste a tua resposta. Podes fazê-lo usando cálculos, palavras ou esquemas.

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais

(para 8 porciones): •250 gramos de almendra molida cruda (yo usé almendra de la variedad Marcona) •250 gramos de azúcar (de la normal) •5 huevos grandes •La ralladura de la piel de medio limón

•Media cuchara pequeña de canela (unos 3 gramos)

•1 cucharada sopera de azúcar glass (para espolvorear) •1 trocito de mantequilla sin sal para untar el molde (con una cucharada bastará) 1 molde redondo desmontable de 22 cm de diámetro y una cruz de Santiago de papel RECETA 1.Pon a calentar el horno a 175 grados centígrados (arriba y abajo). 2.En un bol echa el azúcar, la almendra molida, la canela y la ralladura de limón. Con un tenedor mezcla todo bien. 3.Ahora añade los huevos y con una cuchara o una lengua de gato (espátula de goma) mezcla todo bien. No hay que batir, así que solo mezcla hasta que esté todo bien mezclado. 4.Coge el molde y úntalo con la mantequilla. Después vierte la

mezcla en el molde y mete en el horno a 170º centígrados durante 50 minutos hasta que la superficie esté bien doradita, tostadita, no quemadita ;) 5.Baja la Cruz de Santiago e imprímela en tu casa con tu impresora. Recortala y espera a que esté la tarta lista. 6.Cuando la tarta esté bien horneada sácala del horno y deja que se enfríe antes de desmoldarla. Cuando esté fría quítala del molde, pon encima la Cruz de Santiago que has recortado y espolvorea por encima el azúcar glass. La mejor forma de hacer ésto es poniendo el azúcar glass en un colador y moverlo ligeramente para que el azúcar caiga sobre la tarta (es muy parecido a lo que hacemos cuando tamizamos la harina. 7.Bueno solo te queda quitar la cruz de papel con cuidado de que no se te caiga encima de la tarta toda el azúcar que tiene encima la plantilla de papel y listo. Fuera de la cocina y a comer!


14

BIBLIOTECA ESCOLAR

40 anos do 25 de abril No âmbito das Comemorações dos 40 anos do 25 de abril, o Muncípio de Viana do Alentejo, promoveu um encontro entre um Capitão de Abril José Luís Cardoso e as crianças dos 3º e 4º anos do 1º ciclo do ensino básico. As crianças dos 1º e 2º anos tiveram um encontro com o poeta popular, o senhor Pratas, que

Top leitores Os alunos do 5º A aderiram ao concurso Top Leituras promovido pela BECRE e fizeram uma das coisas de que mais gostam: ler. Aceitaram o desafio e leram livros sobre os quais expressaram a sua opinião. Algumas destas leituras foram trabalhadas na aula de Por-

Leituras ao luar

tuguês, os alunos leram as sínteses que efetuaram e deram a sua opinião sobre os livros que leram. Duas alunas da turma foram premiadas com os lugares cimeiros devido ao número de livros que leram: Joana Penetra e Sandra Lacão. Parabéns e continuação de boas leituras.

A professora de Português do 5ºA

Lúcia Manilhas abriu a sessão com uma verdadeira ode à primavera, o poema “A festa da vida” de José Niza. As décimas, em que predomina a crítica social, do senhor Francisco Zorro, e a poesia mais intimista do senhor José Soeiro encheram os ânimos dos participante. A D. Aida Satiro, estreante

No encontro com o Capitão Cardoso da Associação 25 de

nestas andanças, surpreendeu-nos com um poema seu e com um conto tradicional que aprendeu com a avó. Mas houve mais surpresas: o senhor Francisco Galvão cantou em solfejo o “Ó Rosinha, ó Rosinha do meio” e o senhor André Correia pôs um livro a passar de mão em mão, de modo que todos os ouvintes se tornaram leitores.

No serão de início de primavera, teve lugar, na Biblioteca Municipal de Alcáçovas, longe da televisão e dos computadores, mais uma sessão das “Leituras à Lareira”.

lhes disse as décimas da sua autoria e lhes contou a sua história de vida.

Já no fim, e quase em jeito de balanço de balanço, o senhor Francisco Zorro referiu que esta atividade tem a virtude de juntar vários grupos sociais e profissionais à volta de um interesse comum:

Abril, as crianças tiveram a oportunidade de ouvir a verdadeira história de um dos protogonistas da Revolução dos cravos e puderam fazer-lhe muitas perguntas.

Os livros e a(s) leitura(s).

Profª Luísa Bagão Profª Bibliotecária Rosa Barros


15

Caros Pais, Encarregados de Educação e Alunos! Entrámos na reta final de mais um ano letivo. Desejamos a todos os alunos que este ano letivo seja concluído com sucesso. A Associação de Pais tem realizado várias atividades dirigidas aos pais e alunos e unido esforços para um melhoramento das condições dos nossos meninos nos estabelecimentos escolares. No passado dia 15 de março realizou-se, no Cineteatro Vianense, uma sessão de esclarecimento promovida pelo Cabo Albertino Meneses da Escola Segura e o Sargento-ajudante Falé da Silva, sobre os perigos na internet, dirigida aos pais, encarregados de educação e alunos. Apesar da fraca adesão dos pais, todos os presentes foram unânimes ao considerar o tema de extrema importância no nosso dia-a-dia, no sentido de estarmos alerta para estes perigos que, cada vez mais, fazem parte da vida dos nossos filhos. Pela primeira vez, em Aguiar, a Associação de Pais de Viana do Alentejo e Aguiar em parceria com a Rosália Dias, promoveu o “Aguiar Crescendos”, programa

que visa a ocupação de tempos livres das crianças do 1º ciclo. Consideramos o projeto uma mais-valia para a comunidade educativa na freguesia de Aguiar, porque, cada vez mais, os pais têm uma vida profissional mais exigente e é bom saber que os filhos estão num local seguro e bem acompanhados. Em relação ao amianto na nossa escola, assunto que nos preocupa muito e para o qual temos unido todos os nossos esforços, informamos que iremos reunir com a Diretora Regional, durante o próximo mês de maio, na tentativa de este problema ser resolvido, nas próximas férias de verão, já que não foi retirado nas férias da Páscoa, como prometeu o nosso ministro da educação. Estamos a recuperar o espaço da nossa sede, com o apoio da Câmara Municipal de Viana do Alentejo, da Junta de Freguesia de Viana do Alentejo, das empresas Luísa Gomes, Unipessoal, Lda., Equipévora, Unipessoal, Lda. e Intermarché de Viana do Alentejo, bem como de um particular (Luísa Maria Mouro) para que tenhamos um espaço em condições de receber toda a comunidade educativa. Mais uma vez, apelamos à participação dos pais e encarregados de educação, necessitamos de ideias, sugestões, pois todos juntos conseguiremos um percurso escolar com mais sucesso para os nossos filhos, que certamente é o objetivo de todos nós! Um bem-haja para todos… Associação de Pais e Encarregados de Educação de Viana do Alentejo e Aguiar


16

Contamos convosco! A Saúde, enquanto recurso do dia-a-dia, é um conceito dinâmico e vai para além de um certo estilo de vida, pois visa acima de tudo o bem-estar. Estar em boas condições de saúde física e emocional permite aos jovens lidar com os desafios do crescimento e facilita a sua transição para a vida adulta. Como ninguém nasce ensinado é necessário todo um trabalho para capacitar as crianças e jovens de forma a que lhes seja possível dar resposta adequada aos desafios que terão de enfrentar. Capacitar é muito mais do que ter informação de saúde e compreendêla. É estar habilitado a usá-la e sentir-se competente para tomar decisões. A capacitação da comunidade caracteriza-se pelo aumento das competências dos seus grupos para definir, avaliar, analisar e agir sobre as necessidades em educação, saúde e outros campos. A capacitação em saúde permite melhorar o bem-estar da comunidade educativa através da sua intervenção sobre os vários factores que influenciam a saúde, os chamados determinantes da saúde. Melhorar os comportamentos de saúde relacionados com os principais determinantes da saúde (práticas de alimentação saudável, atividade física, higiene oral, etc.) e reduzir os comportamentos de risco relacionados com os fatores de risco das doenças transmissíveis e não transmissíveis (consumo de tabaco, de álcool e de outras substâncias psicoativas, relações sexuais desprotegidas, etc.) requer intervenções de promoção da saúde e prevenção da doença.

Para responder a este desafio será necessário que os cidadãos exerçam o seu direito e dever de intervir. O desenvolvimento da capacidade de envolvimento, da arte de analisar situações e definir estratégias de intervenção, do saber atuar pelo bem próprio e pelo bem comum é um trabalho para toda uma vida. Todas as ações conducentes à implementação deste desafio necessitam do trabalho conjunto de vários setores e estruturas de apoio sendo essencial o estabelecimento de mecanismos de colaboração. A Escola é, por excelência, um local privilegiado para a melhoria da literacia, que é muito mais do que aprender a ler, escrever e contar, sendo igualmente um local propício à promoção da saúde e da cidadania, assente nos valores da equidade e da universalidade. Todas as crianças e jovens têm o direito à educação, e esta, é estruturante da democracia e condição indispensável para o exercício da

Notícias da Escola com o apoio de:

Zona Industrial

7090-222 Viana do Alentejo

Dr. Augusto Brito

cidadania plena. Num contexto escolar promotor da saúde podemos e devemos ser parceiros na capacitação da comunidade educativa, isto é, na melhoria de competências na intervenção sobre os determinantes da saúde, facilitando a responsabilização pela tomada de decisões, sem perder de vista a obtenção de ganhos potenciais e a redução das desigualdades em saúde. A Saúde Escolar, pelo potencial que tem para responder aos desafios da sociedade atual, e que se colocam à saúde da comunidade educativa, é cada vez mais uma alavanca para a capacitação dos jovens e a melhoria do seu nível de literacia em saúde que fará a diferença nos indicadores de saúde e de educação. É sabido que a Saúde Escolar implica uma estreita colaboração entre a Educação e a Saúde mas é evidente que toda a comunidade deve sentir esse trabalho como seu. Muito em especial as famílias.


17

Autarquia e Educação 350 alunos do concelho de Viana do Alentejo plantam árvores na antiga lixeira

Jogos e muita brincadeira marcaram as comemorações do Dia Mundial da Floresta/Dia da Árvore que decorreram nos dias 21 e 24 de março, em Viana do Alentejo. A iniciativa que marcou o arranque da Oficina do Ambiente contou com a participação de cerca de 350 alunos do

pré-escolar e 1º ciclo e utentes da Santa Casa da Misericórdia de Viana do Alentejo, e pretendeu sensibilizar e chamar a atenção para um conjunto de

questões ambientais. Na antiga lixeira de Viana do Alentejo, para além de um conjunto de jogos (bowling de garrafas pet, corrida de sacas, micado gigante, labirinto de palha, entre outros) que fizeram as delícias das crianças,foram ainda plantadas 83 árvores autóctones – sobreiro, azinheira e carvalho-português – provenientes de uma candidatura efetuada no âmbito do projeto “Floresta Comum” da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza. O recinto da Oficina do Ambiente ficou definido pela plantação das árvores em forma de coração, com a finalidade

de dar um conteúdo simbólico de paz, afeto e harmonia com a paisagem envolvente. As atividades lúdicas e a plantação das árvores que decorrem dias 21 (1º ciclo) e 24 de março (pré-escolar), durante a manhã, foram da responsabilidade do agente cultural parceiro “Terra.Corpo”. A iniciativa foi patrocinada por MC Trapilho e contou com o apoio dos Bombeiros Voluntários de Viana do Alentejo, Escola Segura da GNR – Secção das Forças Especiais, Fraternidade de Nuno Álvares – Associação dos Antigos Filiados no Corpo Nacional de Escutas de Alcáçovas.


18

E B S I S

e m

M o v i m e n t o | O Coordenador do Desporto Escolar: Prof. João Horta

ProfªSandra

Gonçalves

Excelente prestação dos alunos da EB de Alcáçovas na fase distrital do Mega em Vendas Novas No passado dia 28 de fevereiro, 22 alunos da Escola Básica de Alcáçovas dos 2º e 3º ciclos, participaram na Fase Distrital do Projeto Mega, na Pista de Atletismo do Estádio Municipal de Vendas Novas. Esta competição de Atletismo, organizada pelo Desporto Escolar e Federação Portuguesa de Atletismo, é constituída pelas seguintes provas: Mega Sprinter (40 metros), Mega Salto (salto em comprimento), Mega Km (1000 metros) e Mega Lançamento (lançamento do peso) e tem como grande objetivo motivar e sensibilizar os alunos para a prática do Atletismo. De destacar a excelente prestação dos alunos que conquistaram um lugar no pódio: João Galvão (3.º Lugar no Salto em Comprimento), Rita Felisberto (2.º Lugar no Salto em

Comprimento), José Ilhéu (2.º Lugar nos 1000 metros), Inês Fura (3.º Lugar no Lançamento do Peso) e Tiago Pires (2.º Lugar no Lançamento do Peso).

De realçar também o desempenho extraordinário dos alunos Pedro Mochila (7.º lugar), Beatriz Alves (9.º lugar) e Clarisse Flores (4.º lugar) que marcaram presença nas finais dos 40 metros. A participação dos alunos na prova dos 1000 metros também foi muito positiva: Catarina Pajote (7.º lugar), Joana Campos (6.º lugar), Rogério Algarvio (9.º lugar). Os irmãos Eliana Fialho e Dinis Fia-

Equipa de Basquetebol do Clube de Desporto Escolar da Escola Básica de Alcáçovas Este ano letivo a Escola Básica de Alcáçovas criou pela primeira vez um grupo/ equipa de Basquetebol feminino, inserido no Projeto de Desporto Escolar do Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo de 2013 a 2017. A equipa de Basquetebol contou também com o apoio da Junta de Freguesia para a aquisição dos equipamentos e da Câmara Municipal de Viana do Alentejo numa das deslocações em Évora. Este ano os objetivos da equipa são formar um grupo motivado para a prática regular de Basquetebol; criar rotinas e hábitos de prática regular de atividade física; apren-

der e aperfeiçoar as técnicas; conhecer bem as regras do jogo; e participar no campeonato local do desporto escolar. A Equipa de Basquetebol conta a participação regular de 15 alunas do 5.º ao 9.º ano. As jogadoras treinam duas vezes por semana às 2.ª e 4.ª feiras e participam no campeonato do desporto escolar tendo já realizado 4 jogos, dois em Alcáçovas, um na EB Vendas Novas e outro na EB André de Resende em

lho alcançaram o (12.º e 17.º lugar). Os alunos Bruna Fitas, Rute Mendes, Nuno Fitas, Maria Helena Grilo, André Valente, Helena Eustáquio, Bruno Charrua, Albino M’Bombé e Carlos Flores também tiveram um bom desempenho. O desempenho dos alunos de Alcáçovas foi extraordinário e revelador que com um pouco mais de treino poderão alcançar, no próximo ano, resultados ainda melhores e até qualificarem-se para a fase nacional.

Évora, faltando apenas disputar dois jogos com a EB Conde Vilalva em Évora. O grupo é ainda muito jovem e com pouca experiência. Contudo, as alunas têm demonstrado um grande espírito de equipa e um gosto enorme pela prática deste desporto coletivo. Ainda têm muito para aprender, mas já se notam melhorias ao nível da técnica e com certeza que com esta motivação podem evoluir ainda mais. Desde já agradeço ao Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo, ao Desporto Escolar, à Junta de Freguesia de Alcáçovas e à Câmara Municipal de Viana do Alentejo todo o apoio prestado, pois sem ele seria muito difícil proporcionar a estas alunas encontros e competições com outras jovens, vivências que serão certamente inesquecíveis para elas.


19

E B S I S e m M o v i m e n t o | O Coordenador do Desporto Escolar: Prof. João Horta E B S I S e m M o v i m e n t o | O Coordenador do Desporto Escolar: Prof. João Horta

Mega Sprinter Distrital No âmbito das atividades desenvolvidas pelo grupo de Educação Física, os alunos da EBSIS participaram no passado dia 28 de fevereiro no Mega Sprinter Distrital, realizado na pista de atletismo de Vendas Novas. Os 21 atletas da nossa escola tiveram uma boa participação, embora não tenham conseguido qualquer medalha.

Torneio de Andebol No dia 1 de abril, 185 alunos da escola participaram no torneio de Andebol, organizado em equipas/turmas e em escalões/ciclo, promovendo assim, esta modali-

dade desportiva. Como se pode constatar pelo número significativo de jogadores,

Ginástica Artística No dia 2 de abril realizou-se um encontro de ginástica artística, onde estiveram presentes 21 alunos do Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo e 11 alunos da Escola de Montemor, num total de 32 alunos. Cada aluno demonstrou as suas habilidades técnicas ao nível do solo, da trave, do minitrampolim e boque. No final, a todos os alunos foram entregues diplomas de participação. Alunos de Ginástica Artística

Notícias da Escola com o apoio de: Junta de Junta de Freguesia

Freguesia de Viana

de Viana

do Alentejo

o torneio decorreu de forma participativa e entusiástica. Profº João Horta


20

Correio sentimental e espiritual Dr.ª Lizette Conselheira sentimental

O desabrochar da primavera Com a chegada da primavera, chegou-me também uma reação alérgica, com sintomas de calor excessivo, uma espécie de febre, que me dificulta a concentração nas aulas e no estudo. Dou comigo a devanear, a pensar nisto e naquilo, em tudo e em mais alguma coisa, menos no que os professores falam e muito menos ainda no que os livros dizem. Estas sensações estranhas dão-me para reparar em pormenores que antes

não tinham importância para mim. Percebi agora que alguns rapazes da turma e da escola estão mais ”giros” e parecem até mais interessantes, apetece-me falar com eles e dizer-lhes “gracinhas”… A única coisa que me descansa é que muitas das minhas amigas sentem o mesmo do que eu, o que nos leva a desabafar umas com as outras sobre esta doença súbita que se abateu sobre nós. Estou muito preocupada, pois receio que não consiga concentrar-me nas aulas e no estudo, e assim estrague as minhas notas. Deverei consultar o médico? Anónima descontrolada

A primavera traz, geralmente, grande sofrimento às raparigas como tu (e aos rapazes também): calores, esquizofrenia ou algo com sintomas idênticos, arrepios e calafrios, febres altas, ataques de histerismo ou depressões profundas—um rol de desgraças que só quem passa por elas é que sabe. Não precisas de consultar o médico, minha filha! O que tu precisas é de uns banhos de água bem fria (gelada será melhor ainda), de vez em quando, para acalmar a febre. Contudo, é bom que saibas que enquanto não chegar o tempo fresco, a loucura persistirá. Prepara-te para lidar com este “sofrimento atroz” e refresca-te, sempre que possível. Lizette de Vasconcellos e Sá

On-line http://www.aevianadoalentejo.edu.pt/

Escola Básica e Secundária Dr. Isidoro de Sousa Viana do Alentejo Estrada da Quinta de Santa Maria 7090 Viana do Alentejo Tel.: +351 266 930 070 E-mail: jornal.ebsis@gmail.com Publicação da responsabilidade da Professora Gertrudes Pinto, produção gráfica do Professor Francisco Fadista e impressão na EBSIS. Tiragem: 220 exemplares

Chegou a primavera ao Jardim-de-Infância de Viana

Notícias da Escola - Edição maio 2014  

Jornal do Agrupamento de Escolas do Concelho de Viana do Alentejo

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you