Page 1

-

Projeto Pág. 9 Nós Propomos

Caminhada Pág.12 intergeracional ATIVIDADES: GRANDES E PEQUENOS COMEMORARAM PRÉ-ESCOLAR E 1º CICLO DIA DA ALIMENTAÇÃO Pág. 5 Pág. 3

ECO SAÚDE

Pág. 4

SIMULACRO:

A TERRA TREME

Pág. 6

Pág. 9


2

ANTES DE TUDO O MAIS… É URGENTE SER FELIZ!

EDITORIAL Iniciámos mais um ano letivo, com contratempos e algumas dificuldades, nomeadamente no que toca à falta de pessoal auxiliar que é, sem dúvida, a necessidade mais premente, por causar pequenos constrangimentos no funcionamento de alguns serviços na EBA e na EBSIS. Vivemos, ainda, esperançados, mas na incerteza de que a nossa escola sede venha a ser melhorada e requalificada, pelo facto de coberturas, canalizações e outros aspetos necessitarem urgentemente de obras. Estes começos menos auspiciosos não nos impedirão, contudo, de preparar e executar um trabalho de qualidade como sempre fizemos. Toda a comunidade está ciente dos desafios que todos os anos se nos deparam e todos se concentrarão no que mais importa: o bom serviço educativo, os resultados escolares, o sucesso e todas as aprendizagens que iremos conseguir ao longo deste ano letivo. Alunos, professores e restante comunidade educativa arregaçarão as mangas e deitarão mão ao trabalho, com vista à obtenção do sucesso para que todos trabalhamos e que todos desejamos. Bom ano de trabalho! Profª Gertrudes Pinto

Como já vem sendo hábito, no passado mês de setembro a CPCJ esteve de novo presente na Feira d’Aires. A participação fez-se incidindo particularmente na apresentação do projeto “Direito a ser feliz”, o qual foi lançado em abril, mês da prevenção dos maus tratos na infância, sob a forma de exposição dos trabalhos – desenho e escrita- desenvolvidos em sala de aula, pelos alunos das três freguesias do concelho (Aguiar, Alcáçovas e Viana do Alentejo), do ensino préescolar e do 1º ciclo. Para a concretização do referido projeto contámos com a inestimável colaboração do Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo, da Câmara Municipal de Viana do Alentejo e da Associação Terra Mãe. O conjunto dos trabalhos que constituiu a exposição apresentada no mencionado certame vai servir também de base para a publicação da AGENDA CPCJ 2017, a qual

Notícias da Escola com o apoio de: Câmara

Municipal de Viana

do Alentejo

vai ser lançada no próximo mês de novembro, no âmbito da comemoração de mais um aniversário da Declaração dos Direitos da Criança. A todos aqueles que colaboraram na concretização do projeto “Direito a ser feliz”, deixamos o nosso reconhecido agradecimento, particularmente aos alunos, mas também aos professores, pela forma interessada e entusiástica como abraçaram a iniciativa. Neste período de arranque das atividades letivas de mais um ano escolar, não podemos deixar de desejar a todos aqueles que constituem a comunidade educativa do concelho de Viana do Alentejo, que possam desfrutar na sua plenitude do direito a ser feliz! CPCJ Viana do Alentejo

Siga-nos em: www.facebook.com/cpcjviana


3

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PARTICIPOU NA FEIRA QUINHENTISTA 2016 Julho já lá vai, mas a festa continua presente na lembrança de quem nela participou. Não foram muitos os alunos do nosso Agrupamento de Escolas que se disponibilizaram (já em plenas férias de verão) para participar nas comemorações dos 500 anos dos Forais Manuelinos de Viana e

Aguiar e da Santa Casa da Misericórdia de Viana, no fim de semana de 16 e 17 de julho de 2016, a convite da Autarquia. Contudo, alguns grupos marcaram presença e foram muito importantes no conjunto das atividades comemorativas deste evento. Assim, alunos e professoras dos Departamentos de Línguas e de Ciências Humanas e Sociais, vestidos a rigor, apresentaram de-

clamações de poemas a D. Manuel e sobre a ação benemérita da Santa Casa da Misericórdia, fizeram leituras de excertos dos Forais Manuelinos e dramatizaram ambientes da corte de D. Manuel. Todos os alunos e professoras participaram no cortejo pelo centro da vila e no banquete qui-

Notícias da Escola com o apoio de:

Zona Industrial

-

nhentista. Foi uma festa vestida de História e de Cultura na qual participaram com gosto e esmero, aprenderam e regressaram por momentos ao passado. Notícias da Escola


4

ECO-ESCOLAS Eco-Saúde

“Portugal é dos países europeus com mais excesso de peso infantil”, alerta a Organização Mundial de Saúde. Segundo a Associação Portuguesa contra a Obesidade Infantil, uma em cada criança portuguesa tem excesso de peso, 90% das crianças portuguesas consome fast-food, doces e refrigerantes, pelo menos, quatro vezes por semana e só 2% ingere fruta fresca, diariamente. Uma criança obesa corre o risco de sofrer mais problemas na adolescência e na idade adulta. Tem também maior probabilidade de desenvolver doenças vasculares, hipertensão, diabetes, asma e vários tipos de cancros. Estes dados preocupantes e a observação dos hábitos alimentares diários dos nossos alunos, levou à decisão da Equipa do Programa Eco-Escolas de, para além de trabalhar os temas habituais (Resíduos, Água, Energia, etc.), trabalhar também, neste ano letivo, o tema Alimentação. A exposição no Painel EcoEscolas, presente no polivalente, revela a quantidade de açúcar existente na maioria das bebidas de eleição dos nossos alunos, que desconheciam a quantia de açúcar que “bebem”, sem saber! Só com informação é possível

fazerem-se escolhas saudáveis! Por isso mesmo, o Programa Eco-Escolas irá desenvolver mais atividades sobre alimenta-

Notícias da Escola com o apoio de: Junta de Freguesia

de Viana do Alentejo

ção, ao longo do ano letivo. A Equipa do Eco-Escolas


5

DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO

À semelhança de anos anteriores, o nosso agrupamento de escolas comemorou no passado dia 17 de outubro o Dia Mundial da Alimentação que coincidiu com o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza. Para ajudar a realizar estas ati-

vidades, contámos com a presença de toda a comunidade escolar, alu-

nos, professores, funcionários, realçando a especial ajuda dos professores de Ciências Naturais, da professora Augusta Lizardo, e a colaboração do projeto Eco-Escolas, assim como dos alunos do 11º ano de ciências e tecnologias. Para além de promover a ideia de uma alimentação saudável e dos impactos que esta tem nas nossas vidas, foram também realizadas outras atividades, tais como a distribuição gratuita de merendas saudáveis, que incluíam sandes de queijo fresco, com compotas, iogurtes e muita fruta. Realizou-se a recolha de alimentos para a Cáritas de Viana do Alentejo, e também a venda de produtos da horta.

O nosso grande agradecimento aos alunos do jardim de infância e do 1º ciclo, porque mais uma vez foram muito generosos na entrega

de alimentos. Agradecemos a participação e colaboração de todos, para a realização deste dia!

Feira dos Alimentos Saudáveis no Mercado de Alcáçovas

Os alunos do 11ºA

Venham! Venham! Venham ver no Jornal da Escola. Tivemos a vender e pesar legumes e frutas. A vender e a brincar Fizemos o jogo do cubo e um dominó Que fez o som de trolitó…

José Pacheco 4º ano D

A Feira dos alimentos foi divertida. Foi engraçada e teve piada. A Feira foi muito educativa. E foi exclusiva Temos de ter uma boa alimentação mas coisas más não! Francisco Cardoso 4º ano D

Atividade realizada por todas as turmas do 1º ciclo de Alcáçovas no Mercado Municipal da Vila


6

DIA DO DIPLOMA

O Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo reuniu-se, mais uma vez, no Cineteatro Vianense, no dia 14 de outubro, para entregar os Prémios dos Quadros de Excelência, de Mérito e de conclusão do Ensino secundário, referentes ao ano letivo de 2015/2016, às crianças e jovens das suas escolas. A abertura da sessão foi abrilhantada por um grupo de jovens alunos que deliciaram toda a comunidade com alguns cantares alentejanos. Seguiram-se os discursos dos vários elementos da

mesa de honra (as Representantes da Associação de Pais e Encarregados de Educação, a senhora Diretora do Agrupamento, o senhor Presidente do Conselho Geral e o senhor Presidente da Câmara) tão esperados por todos. Para nos conduzir pela noite, contámos com a elegância e a mestria da aluna Beatriz e do aluno Diogo. Contámos também com a divertida e alegre atuação do grupo de cantares alentejanos “Os Malha Vacas” que encerrou a cerimónia num verdadeiro ambiente de Festa!

Notícias da Escola com o apoio de:

Junta de

Freguesia de Aguiar

Viana do Alentejo

Acreditamos ter realizado um trabalho de qualidade e congratulamo-nos pela troca de experiências humanas que seguramente nos transformou a todos como pessoas. A todos o nosso bem hajam! Agradecemos à Câmara Municipal que, mais um ano, se disponibilizou para atribuir o prémio monetário de quinhentos euros a uma aluna do Curso de Ciências e Tecnologias- Joana Valério. Em nome do Agrupamento, o nosso muito obrigado! A Comissão Organizadora


7

GRUPO DE AJUDA DE MÃES DE CRIANÇAS E JOVENS COM DISLEXIA - QUE CONTINUIDADE?

Constitui-se de primordial importância que o Grupo de Ajuda de Mães de Crianças e Jovens com Dislexia continue a encontrar-se para que possa, em conjunto, desenvolver esforços para resolver ou minimizar problemas dos seus filhos relativamente à dislexia. Com isto, pretende-se que o grupo adquira competências orientadas e baseadas no ‘coaching’. Este conceito tem como objetivo ajudar estas mães a conseguir atingir as metas a que se propõem no sentido de melhorar as suas competências, comportamentos, capacidades e atitudes no que respeita à ajuda ao estudo das suas crianças e jovens. Para a capacitação do grupo contam com a orientação dos professores de Educação Especial que lhes propiciarão maiores e melhores conhecimentos para o desempenho do seu papel de mães que ajudam os seus filhos nos trabalhos de casa conseguindo, assim, uma maior satisfação e qualidade nos desempenhos escolares das crianças e jovens. Deste modo, apela-se a que as mães, nesta situação, se envolvam e colaborem nas sessões para as quais são convidadas para que, em conjunto, mães e professores contribuam para o sucesso escolar dos nossos alunos. A Coordenadora de Departamento de Educação Especial

Maria Manuela Matos

Adeus, Férias!

De novo na escola, nova rotina: entradas, almoços, saídas… Logo cedo, as ruas que levam à escola enchem-se de alunos, outros passam de carro, sentados no banco de trás com olhinhos ainda de sono, só quando colocam as mochilas às costas e as merendinhas na mão, é que se abrem totalmente. Nesta altura a escola tem alunos novos, alguns têm irmãos que já frequentavam a escola, outros primos…alguns transferidos de outras escolas. E assim se vão habituando a este novo espaço. Uns ainda estão bronzeados, as meninas teimam em usar calções curtinhos, chinelos e té-ré-rés, manias de quem não quer deixar o verão. Nas salas, em cima das mesas, livros e cadernos lustrosos começam a ser mexidos e remexidos, marcadores coloridos não têm

descanso, só os telemóveis estão escondidos. No fim da aula, os alunos mais lentos demoram a acomodar livros e dossiês nas mochilas ainda engomadas. Há sempre lembretes à última da hora: - Não se esqueçam do trabalhos de casa! Portem-se bem!... As corridas para o bar e para o refeitório repetem-se. Há vezes em que alguns alunos mais velhos se reúnem no polivalente, afinam a guitarra e uma ou duas alunas tentam acompanhá-los cantarolando. À saída, algumas mães insistem para que os seus filhos vistam as camisolas de manga comprida com medo dos resfriados. E assim a nova rotina se instala. A propósito, hoje tenho de fazer os TPC (s) para ter disponibilidade no fim de semana, e poder ir à Feira D’Aires. Texto coletivo do 6ºA Responsáveis informáticos: Tomás Costa e Matilde Almodóvar


8

Atividade intergeracional no âmbito das AEC

A Associação Tempos Brilhantes, na figura dos dois Professores de NutriSer, em colaboração com a direção do lar da Misericórdia, Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo e Município de Viana Alentejo, promoveram no passado dia 12 de outubro a primeira atividade intergeracional que surgiu no âmbito das AEC, associada às comemorações da semana da alimentação. Nada melhor como juntar a atividade física a uma alimentação sau-

dável, fortes aliados para a conquista e manutenção de uma vida saudável. A atividade consistiu numa aula de ginástica intergeracional, composta por exercícios de fortalecimento muscular e expressão corporal, seguida de um lanche saudável partilhado, realizado na Misericórdia de Viana. Esta atividade realizou-se no dia 12 de outubro e destinou-se aos alunos dos 1º e 4º anos de Viana do Alentejo. O objetivo principal foi plenamente atingido: o de proporcionar

momentos de divertimento, diferentes contextos de aprendizagem, partilha de conhecimentos, capacidades e valores e promover momentos de bem-estar e qualidade de vida entre as duas gerações. Agradecemos a partilha desta atividade. Agradecemos ainda a colaboração da direção do lar da Misericórdia assim como a disponibilidade do município em ceder o transporte dos alunos.

Projeto “Aprender a Salvar”

Resultado de uma parceria entre a Associação Tempos Brilhantes, o Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo e os Bombeiros Voluntários de Viana do Alentejo, surge o projeto denominado: "Aprender a Salvar". Sob o lema ‘Aprender a Salvar’, a ação tem como principal objetivo sensibilizar a comunidade escolar e

a população em geral para as questões da segurança, primeiros socorros e para a importância da Proteção Civil enquanto estrutura vocacionada para responder com eficácia nas situações de emergência de uma forma articulada com todas as forças de intervenção. O ingresso precoce de jovens nas estruturas dos Bombeiros é a opção

acertada para antecipar respostas sólidas a eventuais constrangimentos no recrutamento próximo. Apostar neste Programa é investir nos recursos humanos, enquanto elemento central de qualquer Organização, e agarrar o Futuro, com vitalidade e dinâmica própria das novas gerações. Foi realizada a primeira de quatro sessões deste projeto, direcionadas aos alunos do 1.º Ciclo de todo o Agrupamento. Esta sessão contou com os alunos dos 1.º e 2.º anos da Escola de Viana do Alentejo e realizou-se no passado dia 7 de outubro no Centro Escolar. Para além da sessão de caráter mais teórico, os alunos tiveram oportunidade de entrar dentro de uma ambulância e colocar todas as questões que quisessem.


Simulacro: a Terra treme No dia 13 de outubro último, pelas 10 horas e 13 minutos, a Terra não tremeu, mas foi como se tivesse tremido. Os meninos do PréEscolar e do 1º Ciclo de Viana do Alentejo participaram num simulacro de sismo e durante alguns momentos portaram-se como gente grande e como as regras o exigiam. Esta iniciativa da Autoridade Nacional de Proteção Civil, cujo objetivo é aprender a agir antes, durante e depois de um sismo, visava o público, em geral, e em particular o mais infantil, de modo a aprenderem cedo como se comportar em caso de catástrofe. Os nossos alunos mais pequenos fizeram o que lhes foi pedido — BAI-

9

XAR, PROTEGER, AGUARDAR, durante 1 minuto - de forma exemplar, com a ajuda dos respetivos professores, educadora e auxiliares e ainda com o apoio e a orientação do Cabo Menezes, da Escola Segura.

Notícias da Escola com o apoio de:

Notícias da Escola

LOJA CHINESA ZONA INDUSTRIAL Rua Pintor Júlio Resende

VIANA DO ALENTEJO


10

Biblioteca Escolar

A Profª Bibliotecária, Rosa Barros

O mês de outubro é o mês internacional das Bibliotecas Escolares

Interpretar o mundo! Desafio para a Biblioteca Escolar!

O mês de outubro é o mês internacional das Bibliotecas Escolares (MIBE). Todos os anos, é definido um tema, em 2016 é “Aprende a descodificar o teu mundo”, “Learn to decode your world”. Este é o tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares estabeleceu 24 de outubro como Dia da Biblioteca Escolar em Portugal. De facto, as bibliotecas - são muito mais do que estantes com livros: são verdadeiras chaves para se abrirem portas para novos mundos, quer através da leitura em suportes convencionais, que nos habituamos a encarar como normais, livros, jornais, revistas, em papel, mas também dá-nos acesso a mundos inteiros de documentos que existem no mundo digital. Interpretar o mundo passa pela construção de conhecimento, pela descodificação da informação e as bibliotecas são instrumentos fundamentais para isso. Vem à Biblioteca, transforma o teu dia numa oportunidade de aceder a mundos novos!

Livro do Mês: Stories do Alentejo

O que é que José Teles Lacerda, Dora Gago, Joaninha Duarte, Maria Morais e mais nove escritores, têm em comum? Como o título indica, o que os liga é o Alentejo, tema central de cada uma das treze histórias que constituem este livro. Luís Miguel Ricardo coordenou este projeto, desafiando mais doze escritores alentejanos, ou que fizeram do Alentejo a sua terra, a escreverem uma história que contasse tradições, que passassem pelo Alentejo, delineando percursos, que poderiam ser guias para a descoberta deste fascinante território. Desde o Baixo Alentejo, até às fronteiras com a Beira Baixa, as histórias percorrem locais emblemáticos como o Pulo do Lobo, o cais palafítico da aldeia da Carrasqueira, passa por locais de culto como o Santuário de Nossa Sra. D’Aires e, até, lança o olhar sobre o aeroporto de Beja…

Cada conto é uma narrativa única, revelando contornos de escrita e sensibilidades próprias de cada escritor/a. As histórias são prolongamentos das memórias, das palavras próprias de cada local, que também iluminam e ilustram a cadência alentejana.


11

Visita de estudo ao Paço dos Henriques, Jardim das Conchas e Capela das Conchas Projeto Ler + Mar

Tudo começou no ano letivo passado. As escolas de Monte do Trigo, do Agrupamento de Escolas de Portel, Manuel Ferreira Patrício (Malagueira), de Évora, a Escola Básica e Secundária de Arraiolos e a Escola Básica de Alcáçovas do nosso agrupamento, uniram-se à volta de um tema “O Mar Passou por aqui”, no âmbito do projeto Ler + Mar, promovido pelo PNL. O que fizeram em conjunto? Como ultrapassaram as barreiras da distância e diferenças? Ora, resolveram escrever uma história em conjunto que fizesse referência a elementos associados ao mar, relacionados com as suas terras. Para isso, fizeram o desafio a turmas do 8.º ano, de cada uma delas, à exceção de Monte de Trigo, porque é um centro escolar, em que todas as crianças se envolveram no projeto. O início da história foi elaborado pela turma do 8.º B da Escola Básica de Alcáçovas. Inventaram as personagens, o início da ação e situaram-na na vila de Alcáçovas. As personagens deslocaram-se, vindas de outras paragens, a esta vila e procuraram conhecer o que tem de melhor, em termos do seu património. Assim, quiseram conhecer o Paço dos Henriques e a Capela das Conchas, assim como o seu Horto… Depois, quem quiser saber mais da aventura e como ela continua, terá de ler a história, que será publicada em livro… A história foi continuada pelas crianças de Monte do Trigo, que depois a enviaram para Évora e seguiu, por fim, para Arraiolos. Depois de escrita a história, houve uma sessão de ilustração, em cada uma das escolas envolvidas. Mas, o projeto, apesar de ter terminado, no contexto do Ler + Mar, continuou e continua: as crianças de Monte do Trigo vieram visitar os locais emblemáticos da primeira parte da história: foram recebidas pelos jovens do 8.º B, que orientaram a visita ao Paço, Capela e Jardins. Assim, os jovens escritores conheceram as crianças que deram continuidade à sua história. As crianças gostaram muito da experiência e enviaram um email para a turma e professoras do 8.º B:

Caras professoras e caros alunos do 8º B da Escola Básica de Alcáçovas

Esperamos que todos estejam bem. Nós continuamos com os nossos trabalhos sobre o Mar mas não nos esquecemos do dia 23 de setembro. Foi uma manhã muito divertida! Adorámos a vossa ajuda nessa visita ao Paço dos Henriques. Claro que o que mais gostamos foi ver todas aquelas conchas e búzios na capela e jardins. Nunca imaginámos que fosse assim... Deixamos uma mensagem no nosso blogue e uma surpresa: http://lermaismaraeportel.blogspot. pt/ Obrigado por tudo! Pela simpatia, pela forma carinhosa como nos receberam e esperamos por vocês para uma visita.

Continuação de bom trabalho! O Mar passou por nós... e o Mar que nos aproximou… Beijinhos para todos.

Crianças e Alunos da EB1 de Monte do Trigo Professoras Albertina, Fátima, Teresa e Carla

Assim se vê como é possível e proveitoso trabalhar em conjunto! Nós, por cá, também gostamos muito de ter feito este trabalho e de conhecer as crianças e professoras que tão bem deram continuidade ao nosso trabalho! É bem verdade que foi o Mar que nos aproximou! Profª Rosa Barros


12

OFICINADAS CIÊNCIAS

Dia de Todos os Santos

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais

Durante este ano letivo os alunos do agrupamento vão poder usufruir de uma Oficina das Ciências (Clube). Neste espaço, os alunos poderão realizar atividades experimentais, desenvolver projetos científicos, visionar filmes didáticos/científicos/tecnológicos, exercitar o manuseamento de material de laboratório e solicitar apoio na preparação de fichas de avaliação. A Oficina pretende, assim, incentivar os alunos a fazer observações, promover-lhes o gosto pela Ciência e pelo espírito científico, fomentar-lhes atitudes e valores relacionados com o conhecimento científico e desenvolver-lhes a compreensão de conceitos, leis, factos e explicações de temas relativos à ciência e tecnologia. Os horários são os seguintes: Escola Básica de Alcáçovas, Quarta-feira 14:30h – 16:15h. EBSIS Viana do Alentejo, Quinta-feira 15:30h – 17:00h.

“Experimenta a experimentar”

Prof. Luís Feitor

O Dia de Todos os Santos é comemorado anualmente no dia 1 de novembro e honra todos os santos conhecidos e desconhecidos, mártires e cristãos heroicos celebrados ao longo do ano. Neste dia é também celebrado (por antecipação) o dia dos Fiéis Defuntos, que se celebra a 2 de novembro. Origem da data A origem do dia remonta ao século II, quando os cristãos começaram a honrar os que tinham sido perseguidos e martirizados por causa da sua fé. Foi o Papa Gregório III que no século VIII dedicou uma capela em Roma a Todos os Santos e que ordenou que a data fosse celebrada a 1 de novembro. Tradições do Dia de Todos os Santos

Este dia é dedicado a homenagear todos os que já partiram. Por norma, as famílias portuguesas enfei-

Notícias da Escola com o apoio de:

tam as campas dos seus familiares nos cemitérios e ao longo do dia 1 de novembro visitam os cemitérios para deixar ramos e velas nas campas. Antes da visita aos cemitérios realizam-se missas nas paróquias. Depois da missa realizase uma procissão até ao cemitério. No dia 31 de outubro, véspera do dia de Todos os Santos, existe a crença de que as almas dos mortos descem à terra nos locais de nascimento. À noite festeja-se o Dia das Bruxas ou Halloween (nome pelo qual é conhecida a noite das bruxas a nível mundial). Feriado de Todos os Santos O Dia de Todos os Santos é um feriado nacional. Este dia deixou de ser um feriado nacional em 2013, mas o Governo retomou-o em 2016, por acordo com Santa Sé. Prof. Virgílio da Silva


13

Visita ao MARE no Dia Mundial da Alimentação A celebração do Dia Mundial da Alimentação foi estabelecida em Novembro de 1979 pelos países membros na 20ª Conferência da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura. Os objetivos do Dia Mundial da Alimentação são entre outros: - alertar para a necessidade da produção alimentar e reforçar a necessidade de parcerias a vários níveis; - alertar para a problemática da fome, pobreza e desnutrição no mundo; - encorajar a participação da população rural, na tomada de decisões que influenciem as suas condições de vida. Este ano, 2016, o tema do Dia Mundial da Alimentação é "O clima está a mudar: a comida e a agricultura também devem mudar”. Neste dia, 16 de outubro, realizam-se muitas atividades relacionadas com a nutrição e a alimentação, com a participação de cerca de 150 países, incluindo Portugal. Neste âmbito, o Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo entre outras atividades, organizou em parceria com a UCC de Viana do Alentejo uma visita ao MARE (Mercado Abastecedor da Região Évora), no dia 21 de outubro, com os alunos do 1º ano do 1º ciclo. Tendo em conta que a alimentação influencia o estado de Saúde e, em particular, os alimentos com excesso de calorias e com altos teores de sal, de açúcar e de gorduras trans (processadas a nível industrial) constituem o principal problema, e ainda que, o sedentarismo e o excesso de ingestão de calorias explicam os índices altos de prevalência do excesso de peso, e da obesidade infantil, (estudos científicos demonstram que mais de 35% das crianças com idades entre os 6 e os 8 anos têm corpulência excessiva e que mais de 14% já são obesas), foi importante esta visita, na medida em que os alu-

Turma A do 1º ano da EB de Viana visita MARE nos aprenderam a conhecer os alimentos que são frescos, da época e nossos. Ficaram a saber como alguns produtos da horta são plantados e tiveram a oportunidade de conhecer o programa 5 ao dia e a importância de comerem mais legumes e fruta; fizeram batidos de fruta que posteriormente provaram e aprenderam o que cada um traz de benefícios para a saúde. Esta visita foi ilustrada pelos trabalhos dos alunos do 1º ano da

Escola de Viana, como se pode ver na imagem abaixo. Investir na literacia em saúde, nas crianças, é uma mais valia porque lhes dá competências básicas em saúde que facilitam a adoção de comportamentos protetores da saúde e de prevenção da doença, bem como o auto-cuidado. Enfermeira Celeste Gomes

UCC de Viana do Alentejo

Lara Ferrão, 1ºano A


14

Autarquia e Educação

Município de Viana do Alentejo oferece manuais escolares aos alunos do 1º ciclo

Cerca de 200 alunos do 1º ciclo do Concelho de Viana do Alentejo receberam no ano letivo 2016/2017 manuais escolares oferecidos pela Câmara Municipal. A entrega dos livros decorreu nos dias 6, 7 e 12 de setembro, em Alcáçovas, Viana do Alentejo e Aguiar, respetivamente. No que toca ao 1º ano, o Município de Viana do Alentejo ofereceu apenas os livros de fichas, uma vez que os manuais foram distribuídos gratuitamente pelo Ministério da Educação. Já aos alunos do 2º, 3º e 4º anos a Câmara Municipal procedeu à distribuição gratuita dos manuais escolares. A iniciativa municipal contemplou os manuais escolares e os livros de fichas considerados como material de apoio escolar supletivo. No caso dos agregados familiares que já tinham adquirido os manuais escolares com os respetivos livros de fichas, as famílias

foram ressarcidas mediante comprovativo de compra que entregaram nos serviços municipais. Esta medida permite aliviar o esforço financeiro das famílias no arranque e preparação do novo

ano letivo que começou dia 15 de setembro. Por outro lado, garantirá que todos os alunos do 1.º Ciclo terão acesso aos respetivos manuais.

Prémio de Mérito assegurado pelo Município desde 2011 No Dia do Diploma, o Município de Viana do Alentejo atribuiu um Prémio de Mérito no valor de 500 euros para o/a melhor aluno/a dos cursos científico-humanísticos do Ensino Secundário do Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo no ano letivo 2015/2016. Para além deste prémio, o Município ofereceu também aos alunos do Quadro de Excelência “vouchers” para entradas gratuitas no cinema e nas piscinas municipais. A Câmara Municipal de Viana do Alentejo tem como objetivo premiar anualmente a cultura de mérito e esforço dos alunos, pretende reconhecer a competência e

premiar os melhores alunos dos cursos científico-humanísticos e profissionais/tecnológicos. Visa que o reconhecimento dos melhores alunos constitua um incentivo para o empenho e sucesso escolar no Concelho de Viana do Alentejo. Considerando as competências educativas do Município e reconhecendo a justiça na atribuição deste Prémio, o Município criou um Regulamento Municipal e passou a atribuir anualmente este reconhecimento ao mérito escolar. A Cerimónia foi realizada em parceria com o Agrupamento de Escolas e aberta à comunidade educativa, no dia 14 de outubro no Cineteatro Vianense.


15

O Coordenador do Desporto Escolar: Prof. João Horta

Horário dos treinos Ginástica Artística

Prof. Carlos Machado

Ténis de Mesa

Prof. Carlos Machado

Futsal

Iniciadas Femininas Prof. João Horta

Futsal

Infantis

Masculinos Prof. João Horta

EBSIS

2ªfeira

14.30h -15.15h

4ªFeira

14.30h -15.30h

4ªfeira

15.30h -17.00h

6ªfeira

14.30h -15.15h

2ªfeira

14.30h -15.15h

4ªFeira

14.00h -15.30h

3ªfeira

14.30h -15.15h

4ªfeira

15.30h-17.00h

ALCÁÇOVAS

Basquetebol Iniciadas Femininas Prof.ª Helena Gomes

Futsal Infantis

Masculinos Prof. Rui Venâncio

Notícias da Escola com o apoio de:

3ªfeira

17.00h-17.45h

4ªfeira

15.30h-16.00h

4ªfeira

15.30h-17.00h

6ªfeira

14.30h-15.15h


16

Correio sentimental e espiritual

Dr.ª Lizette Conselheira sentimental e espiritual

Querida Dra. Lizette, estou muito preocupada, porque ouvi dizer que os castigos físicos iam voltar à escola e que os professores podem voltar a bater e a usar réguas e ponteiros nos alunos que se portam mal e são malcriados. Estou muito angustiada, porque o meu filho não é nenhum santo e até tem “pelo na venta” e, por isso, o miúdo, coitado, irá sofrer muito, visto que cá em casa, nós não usamos violência física. A doutora não acha que é uma medida fora de moda? Mãe angustiada

Dra. Lizette, somos um grupo de alunos muito revoltados com o que se diz por aí: que os professores vão poder voltar a bater nos alunos, sempre que estes se portarem mal, como nos tempos dos nossos avós. Gostaríamos de mostrar o nosso descontentamento, pois parece-nos uma medida muito radical para impor a ordem; achamos que com diálogo e compreensão tudo se resolve. Não concorda? Alunos receosos Caríssimos pais e alunos, considerando que sou uma conselheira à moda antiga, defendo a velha possibilidade de que um sopapo bem dado, no momento certo resolveria muita indisciplina, muita má educação, muitos conflitos entre pais e

filhos, muitos desgostos e lamentações, próprios dos tempos modernos que atravessamos. Parece-me que a má educação, a que muitos especialistas dão outros nomes finos e sonantes, se poderia resolver com uma boa lambada. Sou a favor! Mas, felizmente para mães, pais e filhos assustados com a possibilidade de maus tratos às pobres criancinhas, venho esclarecer que os castigos físicos estão definitivamente banidos do leque de medidas corretivas a aplicar aos alunos nas escolas do país. Assim, poderão respirar aliviados e dormir sem pesadelos. Já as crianças podem continuar a ser o pesadelo dos professores, sem qualquer problema. Lizette de Vasconcellos e Sá

Espaço Arte -

Escola Básica e Secundária Dr. Isidoro de Sousa Viana do Alentejo

Estrada da Quinta de Santa Maria

7090 Viana do Alentejo Tel.: +351 266 930 070 -

Coordenação das professoras Gertrudes Pinto e Florentina Catalão, produção gráfica do professor Francisco Fadista e impressão na EBSIS. Tiragem: 220 exemplares

Exposição fotográfica “A Paz de Alcáçovas”, do fotógrafo alentejano Augusto Brázio, patente no Paço dos Henriques, em Alcáçovas. A exposição ilustra elementos representativos de diversas culturas do mundo em Portugal.

Notícias da Escola - Edição outubro 2016  

Notícias da Escola - Edição outubro 2016 - Jornal do Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo

Notícias da Escola - Edição outubro 2016  

Notícias da Escola - Edição outubro 2016 - Jornal do Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo

Advertisement