Page 1

-

CORTA-MATO ESCOLAR

Pág. 15

Nos dias 10 de novembro, em Alcáçovas, e 17 de novembro, em Viana, realizou-se o Corta-Mato Escolar 2017. Se todos os

dias fossem NATAL…

Pág. 2

Gripe

todo o cuidado é pouco! Pág. 13

Associação

de Estudantes da EBSIS

Pág. 3

Autarquia e Educação Oficina Aberta

Pág. 14

Criar uma Árvore de Natal

Pág. 4

Modalidades

em movimento

Pág. 15


2

EDITORIAL

Sendo a época do Natal particularmente propícia à expressão do amor e da amizade, todos, em geral, nos prontificamos a demostrar os nossos sentimentos mais puros relativamente aos que nos são mais próximos, como a família e os amigos. Nesta época, também é comum assistirmos a gestos de generosidade e de solidariedade para com os que sabemos carentes e necessitados quer de atenção, quer de bens materiais que lhes proporcionem um pouco mais de conforto na vida. É neste contexto que vemos o empenho e a boa vontade dos nossos alunos que, cheios de desejo de ajudar o próximo, se organizam para mostrar o seu lado solidário. Há cerca de um ano atrás, estávamos a caminho do Natal, tal como hoje, e a primeira página do Notícias da Escola dava conta de um projeto de solidariedade empreendido pelos alunos de seis turmas da EBSIS, denominado “Cabaz de Natal Solidário”. A aposta era ultrapassar esse número de cabazes e, a pouco e pouco, transformar esta onda de solidariedade num projeto de todo o Agrupamento.

O privilégio de viver num lugar pequeno e acolhedor, onde todos se conhecem e onde todos conhecem as necessidades de cada um e de cada família, permite-nos este envolvimento, quase espontâneo, em ações de entreajuda e de solidariedade para com o próximo. É o caso dos nossos alunos que, mais uma vez, no âmbito do projeto “Cabaz de Natal Solidário, organizaram vários cabazes de Natal para entregar a famílias carenciadas de Viana, através do Pólo da Cáritas. Não sendo, ainda, um projeto de todo o Agrupamento, está a crescer de ano para ano o que é um excelente sinal. Boas Festas, para todos.

Profª Gertrudes Pinto

SE TODOS OS DIAS FOSSEM NATAL…

E pronto, num ápice aí está de novo o Natal!... Época de encarnar o espírito natalício, o momento certo para a figura do Pai Natal espalhar magia pelos mais novos, esquecer tristezas e celebrar em família a esperança de dias mais felizes. A exemplo do ano transato, a CPCJ em parceria com Câmara Municipal de Viana do Alentejo, está a preparar um recheado programa de animação natalícia dirigido a todas as crianças do concelho. No próximo dia 21 de Dezembro – 5ª feira, entre as 14h30m e as 16h30m, a Praça da República vai receber a chegada do Pai Natal (e da Mãe Natal) num ambiente festivo e num cenário em que, podemos desde já assegurar, até a neve marcará presença. Aos mais novos serão proporcionados momentos de grande

animação e alegria, quer através da interação com o Pai Natal, ou pela utilização dos vários pontos de animação: pinturas faciais, insuflável com pista de obstáculos, insuflável saltitão, modelagem de balões, carros a pedais, máquina de pipocas ou simplesmente posar com o Pai Natal para o retrato natalício. Tudo isto num cenário em que, esporadicamente, a neve fará a sua aparição. Para as crianças de Aguiar e de Alcáçovas será disponibilizado transporte pela Câmara Municipal de Viana do Alentejo, bastando para isso efetuar a inscrição nas bibliotecas locais, num período a indicar brevemente através dos cartazes de divulgação do evento. Está atento e participa! FELIZ NATAL! CPCJ Viana do Alentejo


3

ASSOCIAÇÃO DE ESTUDANTES DA EBSIS através de música atual e no balcão do espaço destinado à associação encontra-se uma caixa de sugestões para que vocês, alunos da EBSIS, possam contribuir no melhoramento desta escola. Esperamos satisfazer as vossas expetativas em relação à nossa equipa e melhorar as nossas condições escolares. Trabalhamos em prol de todos e, mais uma vez, não hesitem em comunicar connosco, mesmo através das redes sociais (instagram e facebook) para nos ajudarem a realizar um melhor trabalho.

Para todos os alunos da EBSIS

Os elementos constituintes da atual associação de estudantes da EBSIS agradecem, desde já, o voto de confiança que nos foi dado por vocês, alunos desta escola. Decidimos candidatar-nos à Associação de Estudantes com o objetivo de melhorar, dentro das nossas possibilidades, as condições da escola, defendendo os interesses dos alunos e tentando satisfazêlos. Para cumprir este objetivo a que nos propusemos, criámos um

conjunto de metas que pretendemos atingir, nomeadamente: o apoio nas atividades escolares, sejam elas desportivas, sociais ou culturais; um espaço de atendimento aos alunos; a animação dos intervalos escolares; a colaboração com as várias escolas do concelho na realização de atividades; a promoção da reciclagem; a legalização e o melhoramento do orçamento da Associação de Estudantes; a criação de um espaço de perdidos e achados; a continuação da realização do concurso de talentos. A Associação de Estudantes já está a realizar alguns destes objetivos. Os intervalo escolares contam sempre com animação

Notícias da Escola com o apoio de:

Associação de Estudantes


4

Criar uma Árvore de Natal

ECO-SAÚDE ECO-ESCOLAS

Natal “rima” com presépio, velas, família e... árvore da Natal! O costume de enfeitar árvores é mais antigo que o próprio Natal. Já antes de Cristo praticamente todas as culturas e religiões pagãs usavam enfeites em árvores para celebrarem a fertilidade da natureza. Os primeiros registos da adoção da árvore de Natal pelo cristianismo surgem do norte da Europa no começo do século XVI, embora tudo indique que por essa altura já era uma tradição vinda da época medieval, pois há regis-

tos de “Árvores de Natal” na Lituânia cerca do ano de 1510. Antigamente, a árvore de Natal era sinónimo de um pinheiro natural escolhido na floresta mais próxima de casa ou nos Bombeiros; hoje, é sinónimo de uma árvore artificial escolhida numa loja de decoração. Em termos ambientais, qual é a nossa melhor escolha: um pinheiro natural ou artificial? Contrariamente ao que a maioria das pessoas pensa, as árvores de Natal naturais são muito mais amigas do ambiente. Se em vez de serem cortadas, forem arrancadas pela raiz, podem voltar a ser plantadas, no fim da época natalícia, enquanto que, as árvores artificiais gastam mais recursos na sua produção e são compostas por plástico e outros componentes, pelo que quando as deitamos fora, são mais prejudiciais para o meio

Notícias da Escola com o apoio de: Junta de Freguesia

de Viana do Alentejo

A Equipa do Eco-Escolas A Equipa do Eco-Escolas

ambiente. A Escola B/S Dr. Isidoro de Sousa é uma Eco-Escolas por este motivo, nos últimos anos, a árvore de Natal da escola, não foi uma árvore de Natal artificial comprada, nem um pinheiro natural. A árvore de Natal, presente no polivalente, aquela que trouxe espírito de Natal à escola foi elaborada por professores e alunos, utilizando-se materiais reutilizáveis. Nas nossas casas também podemos optar por uma solução destas. Reutilizar materiais, dar asas à imaginação e, em família, construir uma árvore de Natal criativa e única. Aceitam o desafio? Boas Festas, são os votos da Equipa do Eco-Escolas


5

Comemoração do dia de S. Martinho

Esteve patente no polivalente da nossa escola entre o dia 14 e 17 de novembro, uma exposição de textos alusivos ao S. Martinho e às tradições comemorativas deste santo popular. Alguns textos foram escritos pelos alunos, outros selecionados e plagiados com algumas supressões, fruto de uma pesquisa na web. Posteriormente foram ilustrados com desenhos feitos pelos alunos, com colagens de imagens e frutos secos, típicos desta altura do ano. Os provérbios também marcaram presença ou não fossem eles a canção do povo que facilmente se memoriza e vai de encontro ao quotidiano de um passado recente. As turmas do 5º ano e 6ºA contribuíram desta forma para a preservação do

património cultural da região e deram cor a este espaço privilegiado da nossa escola

EXPOSIÇÃO

“HISTÓRIAS DA HISTÓRIA”

Esteve patente, no polivalente (sala de convívio) da EBSIS, uma exposição de trabalhos realizados pelos alunos do 7º ano, turmas A/B, inserida nos conteúdos programáticos da disciplina de História. “HISTÓRIAS DA HISTÓRIA” é o resultado do trabalho de projeto, realizado pelos alunos, durante as primeiras aulas e que abordou “o longo período da Pré-História. Utilizando a metodologia de trabalho de projeto, os alunos, procuraram recrear contextos e situações do passado. “Aprender, fazendo” procurou não apenas promover a aprendizagem de conceitos e conte-

5º e 6ºA da EBSIS

As turmas dos 5º e 6º anos de Alcáçovas, mais uma vez, relembraram esta data compondo provérbios e ilustrando-os à sua maneira na aula de Português. Não tiveram castanhas mas mesmo assim divertiram-se, usaram a sua criatividade e homenagearam o nosso património oral. Aqui fica uma amostra do que foram os trabalhos que estiveram expostos no átrio da escola. 5º e 6º A de Alcáçovas

údos disciplinares, mas também a sensibilização para a promoção e valorização do património histórico local e regional. A qualidade dos trabalhos apresentados, a diversidade de materiais e a abordagem dos conteúdos revelaram excelente empenho e qualidade por parte dos alunos do 7º ano.

Prof. António Martelo


6

Halloween

Inglês nos 1º e 2ª ciclos

A turma de 6ºA, de Alcáçovas, decidiu enviar um postal de Natal a Jacob Thompson, menino de 9 anos que estava internado num hospital dos E.U.A., com cancro terminal. Esta ideia surgiu do pedido efetuado pelo menino que sabendo que não conseguiria sobreviver até ao Natal, desejava receber postais de todo o mundo, e informou que não tinha ainda recebido nenhum de Portugal. A delegada de turma, Maria Eugénia David, apresentou esta ideia à turma, que concordou imediatamente em redigir um postal, quando se soube da triste notícia: “Jacob Thompson faleceu no dia 19 de novembro”. Não quisemos deixar de manifestar aqui o nosso pesar e deixar a nossa mensagem. Até sempre, Jacob!

A tradição anglo-saxónica continua a estar presente no nosso agrupamento. É sempre motivo de aulas diferentes, divertidas e especiais. Este ano, como não poderia deixar de ser, também realizámos algumas atividades para festejar este acontecimento cultural tão marcante nos países de língua inglesa: alguns mascarados, muitas abóboras, canções assustadoras e, claro, “treats”, pois os nossos alunos (e nós) dispensamos os “tricks”! As salas de aula e até as escolas ficaram com outro ar!! Pumpkins Na escola Básica de Alcáçovas houve um concurso de máscaras e venceram estas duas simpáticas “bruxinhas”.

Tentativa de ação solidária

A turma de 6º A de Alcáçovas

Atividades de Expressão Motora

Os professores de Inglês dos grupos 220 e 330

Notícias da Escola com o apoio de:

Nós, os alunos do 1º ano da turma A de Viana, no passado dia 29 de novembro, pelas 9.30h, deslocámo-nos ao Pavilhão da EBSIS, para realizarmos atividades de Expressão Motora, que os alunos do Curso Profissional de Desporto organizaram para nós. Fizemos jogos tradicionais, como o “Lencinho da Botica”, o “Sr. Reizinho”, o Jogo da “Cadeira”, Corrida de sacos, o jogo do “Futebol Humano” e outras atividades de perícia e manipulação. Gostámos muito de ter realizado esta atividade e queremos agradecer aos alunos do Curso Profissional por se terem lembrado de nós! Alunos do 1º ano da turma A


7

Dia Internacional da Pessoa com Deficiência “Todos iguais, todos diferentes mas com os mesmos direitos…”

Dia 3 de dezembro – dia Internacional da Pessoa com Deficiência -“ Todos iguais, todos diferentes mas com os mesmos direitos…” Neste dia celebrou-se o dia internacional da pessoa com deficiência. É uma data comemorativa promovida pelas Nações Unidas desde 1998. Tem como objetivo promover a compreensão das co-

nos uma história baseada na obra “Elmer”, de David McKee. Esta história de vida apela à tolerância e ao respeito pela diferença de forma afetuosa, divertida e sem preconceitos. Trata-se de um elefante diferente que tenta ser igual aos outros, acabando por descobrir a sua própria identidade e aceitação pelo seu grupo de pares. Inspirados nas cores do elefante,

munidades sobre deficiência e mobilizar a defesa da dignidade, dos direitos e da qualidade de vida da pessoa com handicaps ou deficiência. Neste sentido, para promover a sensibilização da comunidade educativa para os direitos da igualdade de oportunidades e nãodiscriminação da pessoa com deficiência, foi apresentada aos alu-

os alunos de cada turma do 1º ciclo pintaram elefantes e construíram uma manada de elefantes. Os alunos do 2º ciclo construíram marcadores de livros com o formato de elefantes todos coloridos – todos pintados; parecem iguais mas na realidade são todos diferentes. O Departamento de Educação Especial

Mais um Natal se avizinha, mais um tempo de reflexão, de partilha, de solidariedade, de amor… Mas Natal sob estes aspetos, deveria ser não só em dezembro mas todo o ano, deveríamos sempre ajudar o próximo, respeitar, ouvir e dar e receber sempre. A nossa mensagem vai neste sentido para todos os nossos alunos, olhem-se como iguais, respeitem-se, ajudem quem mais precisa, não excluam, não gozem, não minimizem, não maltratem os vossos pares. Cada criança, cada jovem é único, tem as suas características, as suas potencialidades, as suas fragilidades, há que tentarem colocar-se no lugar do outro, há que incluir, que ajudar, há que dizer não ao BULLING, à violência física e psicológica. Todos merecemos respeito, amor, carinho e compreensão e os mais frágeis muito mais, deem o vosso apoio, aproveitem este tempo de amor para fazer esta reflexão. Revejam os vossos atos, vejam onde podem ser melhores, deixem que o melhor de cada um de vós prevaleça e se manifeste. Escolham a bondade, a solidariedade e a compaixão. Está nas vossas mãos, homens e mulheres de amanhã, ajudarem a plantar um futuro melhor, onde todos sejam justos, solidários, realizados, felizes e em paz com a vida. Sejam felizes e tenham um santo e feliz Natal.


8

Jardim de Infância de Viana Atividade de expressão plástica

Atividade de articulação com a Família

Elaboração da Árvore de Natal

Educadora Manuela Perdigão

Recolhemos muitas folhas de outono para a nossa sala, com a ajuda de todos. Até os pais, os avós e os manos ajudaram a apanhar folhas…e assim podemos celebrar o outono criando uns cabelos muito engraçados para enfeitar as nossas fotos.

Com a aproximação do mês de dezembro, cada vez mais as novidades trazidas para a sala de atividades por cada criança, têm um tema comum: a Árvore de Natal e o dia em que os pais prometiam aos filhos a montagem e respetiva decoração da tal Árvore. Foi assim que surgiu a ideia de termos a nossa árvore de Natal

Atividade de articulação com a Família

Dia Internacional dos Direitos da Criança

No dia 20 de novembro celebramos o Dia Internacional dos Direitos da Criança com uma atividade conjunta entre as famílias e as crianças do JI de Viana do Alentejo. Ficou decidido que a atividade seria sobre o nome de cada um dos meninos da sala (Artigo n.º 7, ponto 1 “A criança é

registada imediatamente após o nascimento e tem desde o nascimento o direito a um nome, o direito a adquirir uma nacionalidade e, sempre que possível, o direito de

Notícias da Escola com o apoio de: Junta de Freguesia de Aguiar

Viana do Alente-

construída a partir de pequenos triângulos de cartolina verde que cada criança levaria para casa para enfeitar com a ajuda da família. A proposta foi apresentada aos pais que aceitaram o desafio e assim com a colaboração de todos temos agora na nossa sala, uma linda e preciosa “Árvore de Natal em Família”. conhecer os seus pais e de ser educada por eles.”) Esta atividade decorreu em dois momentos distintos, o primeiro aconteceu antes do dia 20, as crianças levaram para casa um “questionário” sobre o seu nome para ser elaborado em família e no segundo momento os pais/encarregados de educação foram à sala de atividades concluir uma moldura previamente pintada por cada criança do grupo.


9

Jardim de Infância de Alcáçovas O Dia do Pijama

Este dia foi vivido no JI de Alcáçovas com muito entusiasmo, foram realizadas várias atividades que foram sensibilizando as nossas crianças, para a importância de ser solidários com os outros. Contámos a história “O botão invisível”, desenhámos e pintámos o nosso pijama, utilizámos botões para realizar jogos, expressão plástica, algumas noções de matemática e imaginámos como seria viajarmos numa nuvem . No Dia do Pijama realizámos uma mega aula de ginástica dinamizada pela Equipa Local da Intervenção, no Pavilhão Gimnodesportivo de Alcáçovas, todos vesti-

dos de Pijama. Participaram os nossos alunos com as suas famílias, as crianças e educadoras da creche e ATL da Santa Casa da Misericórdia de Alcáçovas, a Associação Terra

Mãe, assim como toda a equipa do JI de Alcáçovas Educadoras, Assistentes Operacionais e Animadora. Foi uma tarde divertida, onde todos juntos contribuímos para fazer outras crianças felizes.

Jardim de Infância de Aguiar O bolo de S. Martinho

Os meninos Jardim de Infância de Aguiar, confecionaram o bolo de S. Martinho e surpreenderam os pais com o

convite para o comerem acompanhado com chá na cozinha do Jardim de Infância. Gostaram tanto que prometeram oferecer a receita.

Notícias da Escola com o apoio de: Câmara

Municipal de Viana

do Alentejo

Preparação para o Natal


10

Biblioteca Escolar

Feira do Livro 2017

Decorreu mais uma Feira do Livro no Agrupamento. Este ano, a campeã foi a escola de Alcáçovas! Todas as turmas passaram pela feira, as crianças e os jovens viram as novidades editoriais, as professoras, professores e educadoras visitaram a feira e levaram as crianças a contactarem com os livros. Mas, o mais importante é todas as crianças e jovens saberem que há um sítio, em que todos os livros são grátis: a BIBLIOTECA!!!!!

Todos os livros e todas as bibliotecas são um instrumento fundamental para a promoção das literacias, da leitura, da escrita! O melhor presente de Natal é, sem dúvida, um livro! A melhor visita de Natal é a Biblioteca, seja a escolar, seja a municipal!

Toda a comunidade tem se envolver na promoção da leitura e da escrita, a bem do futuro das nossas crianças e jovens!"

Dia dos Direitos das Crianças

A Profª Bibliotecária, Rosa Barros

"Ler é poder interpretar o mundo e intervir!"

Assim se faz a aula de filosofia, refletindo sobre os problemas do nosso tempo. Como é que em época de abundância existem tantos pro-

A biblioteca escolar também assinalou o dia 20 de novembro, “Dia Internacional dos Direitos das Crianças". Um dos direitos é o direito ao nome próprio. Cada criança tem direito ao seu nome, seja qual for a língua, quer seja qual seja o seu país de origem. Assim, a biblioteca partilhou um poema de José Fanha com as crianças do ensino Pré escolar de Viana e de Alcáçovas e com as crianças do 1.º ciclo. Os nomes foram apresentados, nesse poema, como a identidade das crianças de todo o mundo! Em Viana, as crianças do Préescolar fizeram um trabalho muito interessante, que partilharam com a equipa da biblioteca escolar: investigaram a origem do nome próprio de cada um e contaram a história do seu próprio nome. Foi muito interessante escutar as histórias que cada criança tinha para contar!

blemas sociais? Como é que as ciências, com todo o seu avanço, não resolveram problemas como a fome, os sem-abrigo, a falta de escolas, a falta de água, as iliteracias? Na aula de filosofia procuramos responder à questão "Que posso eu fazer?", com a ajuda das técnicas superiores da associação Terra Mãe, responsável pela aplicação do projeto Banco Alimentar contra a Fome, no nosso concelho. Assim, as doutoras Maria João Rodrigues e Susana Belga visitaram as turmas das disciplinas de filosofia e psicologia, do nosso agrupamento, para esclarecer, informar, sensibilizar para a importância da participação consciente na nossa sociedade. Como resultado desta intervenção, os nossos alunos e alunas decidiram ter uma atitude mais participativa e integraram equipas para a recolha de alimentos do Banco Alimentar Contra a Fome, na localidade de Viana do Alentejo. Assim, a comunidade escolar junta-se à luta para uma sociedade mais justa e equitativa.


As janeiras

Os nossos autores

“Abram-se lá essas portas Que’inda não estão bem abertas já nasceu o deus menino vimos dar as Boas Festas. Vimos dar as Boas Festas Boas Festas vimos dar abram-se lá essas portas abertas de par em par.”

Património popular

Abertas de par em par várias prendas vamos dar amor, carinho, alegria Para vos tentar contentar.

Rodrigo Branco, 8.º B

Abertas de par em par boas festas vimos dar Os idosos alegrar vindo cantar ao seu lar

Notícias de faz-de-conta

Coma,

após 30 horas sem comer!

No último domingo, em Viana do Alentejo, um rapaz de 10 anos sofreu um ataque de epilepsia e entrou em coma. Após jogar 30 horas seguidas no computador, sem pausas, nem descansos e sem ingerir qualquer alimento, foi levado para o Hospital de Évora, por volta das 2 horas da manhã.

Comentário crítico

Os alunos da turma A do 9º ano leram, na aula de Português, o conto “Um dia destes”, do escritor e Nobel da Literatura Gabriel García Marquéz. Após a leitura, os alunos fizeram pequenos comentários críticos.

Vindo cantar ao seu lar trazer alguma emoção a infância recordar alegrando o coração

Abertas de par em par De par em par bem abertas Viemos aqui cantar Para vos dar as boas festas.

Abertas de par em par Para vos dar um carinho Para passarem o Natal Com o coração quentinho.

Com o coração quentinho Os sinos tocam na igreja Abram-se lá essas portas Com tudo o que se deseja.

Afonso e Leonardo 8.º A

O rapaz, de momento, encontrase estável, aguardando alta médica.

Pedro e João Pataquinho, 8.º A

guarda na gaveta, para sua defesa. O ambiente descrito aparenta uma violência iminente, parecendo que a qualquer momento os homens se vão matar um ao outro. É uma história interessante, porque os dois se odeiam mas nenhum dos dois o confessa, deixando os leitores imaginar os velhos ódios que os separam. Sandra Lacão

Rafael, Tiago, Ana Catarina, 8ºA

Para vos dar as boas festas Para vos dar alegria Abram-se lá essas portas Neste tão especial dia.

11

O conto “Um dia destes”, de Gabriel García Marquéz, é um conto sobre a dor e o ódio das suas personagens. Este conto, que tem como personagens principais o alcaide e o dentista de uma cidade qualquer, fala-nos sobre a personalidade má e fria do alcaide que se dirige ao dentista para arrancar um queixal. O dentista que está ocupado, recusa atendê-lo e o alcaide ameaça-o com um tiro. O dentista também não se deixa enfraquecer e aproxima-se de um revolver que

O conto “Um dia destes”, de Gabriel García Marquéz é muito interessante e faz-nos pensar na mentalidade das pessoas na época retratada e no presente. O conto é acerca de dois homens de diferentes estratos sociais, um dentista pobre, teimoso, sisudo, revoltado, vingativo e, de certa forma, compreensivo e um alcaide, que era um homem mau, corrupto e corajoso. É representado um clima de ódio e violência iminente e pairam várias ameaças no ar quando o alcaide exige ao dentista que este lhe arranque um queixal. A história pode ser interpretada de várias maneiras, tal como o caráter das duas personagens, pois embora a escrita do autor seja bastante realista, podem existir várias opiniões quanto aos atos, qualidades e defeitos dos dois homens. Filipa Coelho


12

Saúde Escolar PROJETO (IN) PARES

Passatempos Xadrez na Escola

As brancas jogam e dão mate em dois lances.

Se és um aluno do ensino secundário, atento e sempre disponível para novas causas é possível que, nos próximos tempos, te cruzes com o nosso projeto (IN) PARES. Não te preocupes se a tua atenção e motivação para causas inovadoras anda a precisar de um empurrãozinho porque, assim, a probabilidade de conheceres o (IN) PARES é maior ainda! Bem, mas vamos deixar-nos de rodeios e apresentar o que é isto do (IN) PARES! Através de uma formação de mediação, que já decorreu na escola, os alunos tornam-se capacitados para transmitirem aos colegas informações sobre temáticas que necessitam de ser divulgadas e tidas em atenção. Estamos, assim, perante uma Educação para a Saúde feita pelos alunos de uma forma dinâmica e cooperativa com o intuito de os mesmos desenvolverem atividades com uma aborda-

gem didática sobre temas que se predem com as necessidades dos estudantes. O (IN) PARES esteve em incubação desde o ano letivo passado e este ano está finalmente pronto e confiante para apresentação. O projeto foi desenvolvido, em parceria, com a Equipa de Prevenção do Centro de Respostas Integradas do Alentejo Central (CRI) e a Equipa de Educação para a Saúde visando transmitir a importância de serem os alunos os protagonistas da transmissão de informação! Os nossos mediadores estão prontos para chegar até ti. E tu estás pronto para uma escola com mais informação e dinamismo? Junta-te a nós e vamos ser (IN) PARES, Até breve!

Notícias da Escola com o apoio de:

Zona Industrial

-

Psicóloga Flávia Barros, Enfermeira Celeste Patinhas, UCC de Viana do Alentejo

Quiz

Como se chamava a primeira campeã mundial de xadrez feminino? ¨ ¨ ¨ ¨

Valentina Tereshkova Marie Sklodowska Angela Dorothea Merkel Vera Menchik

(Ver soluções na próxima edição do nosso jornal…)


13

Gripe - todo o cuidado é pouco! Estamos em plena campanha de vacinação contra a gripe, iniciada em outubro passado. Este ano o vírus predominante é um vírus que os idosos conhecem mal pelo que, ainda mais que em invernos anteriores, é recomendável que todos os indivíduos com mais de 60 anos se vacinem. Mas o que é isso de vacina? Uma vacina é um produto que fornece imunidade adquirida ativa para uma certa doença. Tipicamente contém um agente que se assemelha a um microorganismo causador de doenças. Este agente estimula o sistema imunológico do corpo para reconhecer o microorganismo que representa como uma ameaça e destruí-lo. Simultaneamente fica uma memória desse acontecimento o que permite ao organismo mais facilmente reconhecer e destruir qualquer um desses microrganismos que mais tarde venha a encontrar. A descoberta deste mecanismo deve-se ao médico e naturalista inglês Edward Jenner que no final do século XVIII, quando era aprendiz de cirurgião, observando que as leiteiras que tinham tido a varíola bovina (uma forma muito ligeira de varíola) não eram infetadas pela varíola humana - então uma doença frequentemente mortal e sempre desfigurante - decidiu experimentar: inoculou o vírus da varíola bovina numa criança e mais tarde inoculou-a com o vírus da varíola humana - e a criança não adoeceu! Com um misto de observação,

raciocínio científico e audácia (loucura, dir-se-ia agora...) Jenner descobriu o princípio da vacinação. No nosso país temos um Programa Nacional de Vacinação exemplar, iniciado em 1965, que permitiu erradicar a poliomielite, o sarampo e a rubéola para além de diminuir o número de casos de outras doenças infecto contagiosas. Assim foi possível baixar significativamente a mortalidade infantil em Portugal, que no início da segunda metade do século XX era a mais elevada da europa - hoje é das mais baixas do mundo. A vacina da gripe não faz parte do PNV mas é recomendada anualmente a pessoas com certas doenças crónicas, pessoa maiores de

Notícias da Escola com o apoio de:

60 anos e a quem lida com doentes como os profissionais de saúde e os bombeiros. Para estes grupos a vacina é gratuita; para os restantes cidadãos é comparticipada mediante receita médica. Senhores Professores e demais trabalhadores da escola, deixo aqui uma sugestão - vacinem-se. Uma gripe num indivíduo saudável raramente põe em risco a vida do doente mas já pensaram no que pode acontecer se um dia "pegarem" a vossa gripe a um dos vossos alunos, que por azar até é um doente crónico não vacinado? Dr. Augusto Santana Brito

LOJA CHINESA ZONA INDUSTRIAL Rua Pintor Júlio Resende

VIANA DO ALENTEJO


14

Autarquia e Educação Espetáculo de Natal leva crianças ao Cineteatro Vianense

No passado dia 14 de dezembro, cerca de 350 crianças do préescolar e 1º ciclo do concelho de Viana do Alentejo assistiram, no Cineteatro Vianense, ao espetáculo “Natal”, no âmbito da Festa de Natal das escolas, organizado pelo Município de Viana do Alentejo em parceria com as Juntas de Freguesia do Concelho. A iniciativa, que pretendeu assinalar o Natal e promover o convívio entre a comunidade escolar, é apresentado pelo Era Uma Vez, Teatro de Marionetas. Com duas sessões de 45 minutos cada, a peça narrou a história de um bolo que, aproveitando uma distração dos meninos que tomavam conta dele, acabou por fugir para a floresta, onde diversos animais o queriam comer. Pensando ser mais esperto por ter escapado até ali, eis que aparece a dona Raposa que se mostrou, afinal, mais esperta do que ele … No final do espetáculo cada criança recebeu uma pequena lembrança.

Em plena época natalícia, de 18 a 22 de dezembro, o Município de Viana do Alentejo e a Junta de Freguesia de Alcáçovas em colaboração com o Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo promovem para os mais novos um programa de férias educativas. O programa que dá pelo nome de “Oficina Aberta – Pausa Letiva de Natal” destinado a crianças dos 6 aos 13 anos, visa pro-

porcionar a ocupação dos tempos livres em atividades de lazer, desportivas e culturais, num ambiente de segurança e bem-estar. Ao longo de uma semana os participantes terão a oportunidade de vivenciar novos estímulos e experiências, e participar em diversas oficinas. A Pausa Letiva de Natal termina com uma visita de estudo a Óbidos Vila Natal.

Concurso de fotografia Separar Sem Parar 2017

As fotografias devem ser enviadas em formato digital para a AMCAL – gabtec@amcal.pt ou amcal@amcal.pt – até ao dia 31 de dezembro, altura em que o júri irá avaliar as fotografias a concurso tendo em conta a originalidade e a criatividade. Os três primeiros classificados vão receber prémios: 1º classificado, uma bicicleta no valor de 250 ; 2º classificado, 1 kit de material escolar no valor de 150 ; 3º classificado, 1 kit de material escolar no valor de 100 . Posteriormente, será realizada uma exposição itinerante pelos 5 concelhos com as fotografias de todos os participantes.

Até dia 31 de dezembro está a decorrer o Concurso de Fotografia "Separar Sem Parar 2017", promovido pela Associação de Municípios do Alentejo Central (AMCAL), da qual fazem parte os municípios de Viana do Alentejo, Alvito, Cuba, Portel e Vidigueira. O concurso cujo tema é a separação de resíduos e/ou a reciclagem, destina-se a crianças entre os 6 e os 9 anos (1º escalão) e entre os 10 e os 12 anos (2º escalão), residentes nos concelhos da área da AMCAL atrás referida.


15

Corta-Mato Escolar

Nos dias 10 de novembro, em Alcáçovas, e 17 de novembro, em Viana, realizou-se o Corta-Mato Escolar 2017. Esta foi uma atividade organizada pelo grupo de Educação Física com a colaboração dos alunos do Curso Profissional Técnicos de Desporto, na EBSIS. Respondeu à chamada um grande número de alunos: cerca de 120, na EBA do 1º ao 3º ciclos, e 173 na EBSIS do 1.º ao 12º ano, divididos nos escalões de infantis A, Infantis B, Iniciados, Juvenis, Juniores e Seniores. Alguns professores e professoras quiseram também marcar presença e foram calorosamente recebidos pelos seus alunos. O evento realizou-se nos recintos já habituais (Quinta da Joana e Gamita), durante a manhã. O tempo estava propício para a atividade e foi muito divertido ver os alunos em idade não competitiva (1º, 2º e 3º anos) a desenvolverem a sua prova especial.

A organização agradece a todos os participantes e enaltece a forma como todos se comportaram. Esperemos no próximo ano conseguir ultrapassar a fasquia agora conseguida com tão elevado número de participantes. Agradecemos à Câmara Municipal, aos Bombeiros Voluntários, à Guarda Nacional Republicana e a todos os que permitiram a concretização do evento.

Futsal - Infantis B No passado dia 15 de novembro iniciaram-se as competições de Desporto Escolar. A EBSIS entrou em ação num jogo em casa com a Equi-

pa de futsal dos Infantis B contra a Escola Básica S. João de Portel. A equipa da nossa escola entrou nervosa no jogo, conseguindo impor a sua qualidade perante a equipa

Ténis de Mesa

adversária, tendo uma postura positiva perante uma equipa que mostrava qualidade para discutir o jogo. Nos primeiro e segundo tempos, o resultado foi equilibrado, com oportunidades de ambas as equipas. No terceiro período, a nossa escola, mais aguerrida e com vontade de marcar, chega ao primeiro golo já esperado. A equipa de Portel tenta assumir o jogo para tentar igualar o resultado, mas a nossa equipa conseguiu aguentarse nos processos defensivos. No quarto período, a equipa da EBSIS consolidou o resultado, marcando mais quatro golos, sendo o resultado final de 5-0. Apesar do resultado, há muito trabalho pela frente pois os nossos processos de jogo ainda não estão assimilados. Vamos treinar mais e os resultados vão aparecer naturalmente. Vencer no treino é vencer na vida e na competição

Desporto Escolar - Alcáçovas

No dia vinte 22 de novembro, a EBSIS recebeu a primeira concentração de Ténis de Mesa com a participação de mais três escolas, cerca de cinquenta participantes, perto de 100 jogos. Foi uma tarde de muita azáfama no pavilhão da escola, com seis mesas de jogo. Mais uma vez, os alunos do Curso de Desporto corresponderam ao desafio e organizaram-se de forma a que nenhuma outra atividade do Desporto Escolar deixasse de funcionar. Nesta competição, a EBIS conseguiu dois primeiros lugares nos escalões de Infantis B masculinos e femininos. A equipa de Iniciados Femininos deslocou-se a Évora para um embate difícil com a escola André de Resende. As nossas alunas, ainda com muito pouco treino e sem rotinas de jogo, perderam num resultado bastante desequilibrado. Ficou a sensação e a ideia de que podemos fazer mais o que se revelou nos números de assiduidade em treino que aumentaram bastante.

Já se realizou um jogo em cada grupo/equipa, quer no de futsal Infantis B masculino da Escola Básica de Alcáçovas, em Alcácer do Sal, no dia 22 de novembro em que perdemos por 2-3, quer no de Basquetebol Iniciadas femininas, em que vencemos em casa por 22-20.

Dia da modalidade

No passado dia 8 de novembro deuse início às atividades de desporto escolar. Este dia foi assinalado com a realização de uma tarde desportiva em que os alunos pertencentes aos diferentes grupos-equipa puderam competir. A atividade foi preparada pelos professores responsáveis pelos grupos equipa com a colaboração dos alunos do curso profissional de desporto. Que tenham todos uma excelente época desportiva recheada de êxitos pessoais e de grupo!


16

Correio sentimental e espiritual

Dr.ª Lizette Conselheira

sentimental Dividida entre dois amores

Estou dividida entre o amor à escola e o amor a um rapaz. A escola tem sido, até aqui, o meu grande amor, a minha grande paixão. Este amor e esta paixão têm sido correspondidos pelas notas excelentes que tenho conseguido ao longo do meu percurso escolar. Sou o orgulho dos meus pais, do meu irmão mais velho, dos meus avós todos, dos meus padrinhos, dos meus tios e tias e até dos meus vizinhos, que estão sempre a elogiar a minha inteligência, a minha esperteza e a minha desenvoltura. Sou mesmo brilhante, dizem eles. Mas, agora, descobri outro amor,

outra paixão: um rapaz da minha turma. É lindo, simpático, carinhoso e meigo e também inteligente; fala-me baixinho ao ouvido, faz-me festinhas no braço e na perna e dáme beijinhos suaves em vários sítios. Como nunca fui muito dada a relações amorosas, toda esta novidade me deixa derretida, tonta e sem vontade de estudar. Pus de parte a escola e, neste período, as notas vieram por aí abaixo; a minha família e os meus vizinhos já dizem que ando distraída e com uma expressão estranha. Perdi o brilho, dizem eles. Esta situação deixa-me triste porque me sinto dividida entre os meus dois amores. A verdade é que não sei conciliar estas duas paixões. O que devo fazer para resolver esta confusão que sinto? Anónima dividida entre o amor e o estudo

Quero dizer-te, minha jovem, que o remédio para o teu mal é mesmo encontrar um equilíbrio para as coisas, continuando a alimentar a paixão pela escola sem deixar de parte o amor pelo rapaz. Só desta maneira conseguirão ser felizes os três (tu, ele e a escola), tal como na canção do grande artista Marco Paulo, que diz: “Eu tenho dois amores, que em nada são iguais, mas não tenho a certeza de qual eu gosto mais. Meu coração continua sem saber o que fazer, é melhor amar as duas sem uma doutra saber. Que este encanto não se acabe, e eu já pensei tanta vez, pois enquanto ninguém sabe, somos felizes os três (ele, a loura e a morena)”. Pareceme um bom conselho, pois parece que com o artista funcionou. Por isso, to reencaminho e nem tens de te esconder, pode ser tudo às claras. Lizette de Vasconcellos e Sá

-

Escola Básica e Secundária Dr. Isidoro de Sousa Viana do Alentejo

Estrada da Quinta de Santa Maria

7090 Viana do Alentejo Tel.: +351 266 930 070 -

Coordenação das professoras Gertrudes Pinto e Florentina Catalão, produção gráfica do professor Francisco Fadista e impressão na EBSIS. Tiragem: 220 exemplares

Espaço Arte

Árvore de Natal elaborada pelas crianças e Encarregados de Educação do Jardim de Infância de Viana

Notícias da Escola - Edição dezembro 2017  
Notícias da Escola - Edição dezembro 2017  

Jornal do Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo

Advertisement