Issuu on Google+

Casamentos-’14 Especial

Este Suplemento faz parte integrante da edição n.º 2244, do Jornal da Bairrada, de 30 de Janeiro de 2014, pelo que não pode ser vendido separadamente

Sabemos que casar nos dias de hoje já não é como antigamente. Não há festas com centenas de convidados, nem tão pouco são daquelas para durar dois ou três dias; fazem-se contas a tudo e quase ao cêntimo. Mas, no fundo, todo o casal deseja viver o dia mais feliz da sua vida e por isso procura caprichar nos pormenores e ter um casamento especial.

ORÇAMENTO

III

Casamento de sonho sem gastar muito TENDÊNCIAS

IV-V

O que se vai usar em 2014 LUAS DE MEL

VIII

Os destinos mais procurados

PUB


88

9^a]P[SP1PXaaPSP "kYP]TXa^k! #

UniĂŁo de facto: realidade cada vez mais presente em Portugal

Direitos e deveres em união de facto Quem opta pelo regime de união de facto deve ter em consideração que, embora não exista um papel assinado a oficializar a relação perante lei, hå um estatuto legal próprio que estipula direitos e deveres ao casal. Do ponto de vista legal, a união de facto não pode nem deve ser equiparada ao casamento, contudo, existem alguns direitos idênticos nos dois regimes.

Unidos hå mais de dois anos Para beneficiar do estatuto legal da união de facto, a relação tem de durar mais de dois anos. Os elementos do casal têm de ter, pelo menos, 16 anos e não serem casados (a menos que estejam separados de pessoas e bens). Não pode haver entre ambos um grau de parentesco chegado, como irmãos, ou de afinidade, como padrasto, madrasta, enteado, entre outros. Os elementos do casal não podem sofrer de anomalia psíquica ou demência, ou terem sido condenados por matar o cônjuge do outro, mandar matar ou tentar fazê-lo. Para provar que a relação dura hå dois anos pode, por exemplo, alegar-se a existência de filhos comuns ou então recorrer ao testemunho de vizinhos. No que diz respeito aos benefícios no trabalho, a lei equipara a união de facto ao casamento, podendo assim o casal sem registo matrimonial usufruir dos mesmos direitos em aspetos como fÊrias e faltas.

Hå cada vez mais casais que optam por não se casar, pelo menos no imediato, e viver em união de facto. Não Ê um casamento, ou seja, não hå um registo matrimonial, mas implica igualmente direitos e deveres. O que Ê facto Ê que esta Ê uma realidade que tem vindo a aumentar em Portugal, embora continue a ser uma pråtica minoritåria, relativamente ao casamento. De acordo com os dados do último Censos, entre 1991 e 2001, o número de pessoas a viver juntas sem registo de casamento duplicou para os 381 mil. E desde 2001 que os homossexuais tambÊm podem usufruir dos benefícios da união de facto. A nova geração estå a gerar a última quebra nos casamentos. Os números mostram-no: houve menos 39% de casamentos em 10 anos (os casamentos católicos diminuíram 61%). E nu m a no, de 2010 para 2011, houve menos 4 mil casamentos. Ao mesmo tempo, aumentou o número de pessoas em união de facto (cerca de 381 mil em 2001 para 730 mil em 2011) e a percentagem de nascimentos fora do casamento foi de 42,8% em 2011, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Em 2011, houve 14.121 casamentos católicos em Portugal; pelo civil, 21.481. No total, realizaram-se 35.711 casamentos. Em 2012, o número de casamentos, no total, foi de 34.423. Nos concelhos da Bairrada, região do Baixo Vouga – à gueda, Anadia, Mealhada, Oliveira do Bairro e Vagos -, neste mesmo ano de 2012, realizaram-se os seguintes casamentos: à gueda – 132 Anadia – 63 Mealhada – 62 Oliveira do Bairro – 87 Vagos - 90

O lado negativo As complicaçþes legais surgem, na maioria das vezes, quando a relação termina. Em caso de morte, por exemplo, os membros da união de facto não são considerados herdeiros perante a lei, logo Ê necessåria a realização de um testamento, pois nos casos em que não existe testamento, o membro do casal pode apenas conseguir uma pensão de alimentos. Para ter acesso às prestaçþes por morte do companheiro (subsídio por morte e pensão de sobrevivência) Ê obrigatório recorrer ao tribunal. Por outro lado, na união de facto não existe património comum e eventuais casos de economia domÊstica comum terão de ser decididos por um juiz. Pode tambÊm acontecer que um dos membros peça ao tribunal para determinar que seja ele a ficar na casa própria permanente da família, face às suas necessidades e à dos filhos, mesmo que esta pertença ao outro membro do casal.

A entrega de IRS Ao contrårio das pessoas casadas, os membros da união de facto não são obrigados a entregar a declaração de IRS em conjunto. Cabe ao casal decidir o que lhe Ê mais vantajoso e, para isso, deve ter em conta os rendimentos e os respetivos escalþes do IRS.

PUB

Eventos

Outeiro - AGUADA DE CIMA - Ă gueda 917 578 931 | 918 602 606 info@quintadoouteiro.com 40.521972, - 8.432219

www.quintadoouteiro.com


9^a]P[SP1PXaaPSP "kYP]TXa^k! #

GGGGGGG | 4B?4280; 888

Casamento de sonho, sem gastar muito Quer casar mas tem receio de não ter orçamento suficiente para pagar a boda? Hå vårias estratÊgias que poderão ser implementadas para garantir que consegue ter a sua cerimónia de casamento sem comprometer a sua carteira. um orçamento l a dar Ê estabelecer O primeiro passoConsoante o montante disponíve er . para o casamento nvidados, poderå então escolh amesmo, a elabor e o número de co ui de ågua. Por isso o local do copo nvidados deve ser feita com mixe ção da lista de coalguma racionalidade. Não deenta ponderação e e gigantesca se não tem orçamos e que a lista se torntodos os seus familiares, amig to para convidar branças para conhecidos. s convites e as lemnha jeito uma rio óp pr us se os e te Faça ça a uma amiga qu os convidados. Pe ração. co de a habitual) Ê ponajuda para ernativa (e menos Outra solução alt a de semana, como uma sexta-feiedi pr r um ui a r eg sa ns ca co r rå ra de g. e nestes dias pode ra. Recorde-se quna reserva do espaço e no caterinter os ix ba ncia para dê ce te ços mais an m co ar tudo os Comece a prepar para escolher os melhores preç pe rio o tempo necesså r todas as condiçþes oferecidas s os e tambÊm verifica. Quanto mais cedo forem feito los fornecedoresfåceis serão as negociaçþes. de contactos, mais do de noiva, sabia que em vez óQuanto ao vesti gar? Uma opção bem mais econ comprar pode alu mica!

PUB


8E

9^a]P[SP1PXaaPSP "kYP]TXa^k! #

O casamento, tal como a moda, Ê marcado por tendências que ditam geraçþes, estilos, momentos únicos e inesquecíveis. Fomos saber quais são as tendências para este ano!

12 tendĂŞncias

em 2014

o seu dia r a e n a l p m estĂĄ a o guia das novi e u q a r a a P , aqui fic vestir! de sonho s em que deve in dade

Dourado! Vestidos de noiva fluidos e rendados Os vestidos de noiva querem-se fluidos, pouco armados e rendados, por vezes em tons pastel, como o rosa, mas sempre com um toque elegante. Todo o look da noiva estĂĄ mais descontraĂ­do e natural, tal como o uso de sapatos rasos e confortĂĄveis, mas sempre com um aspeto elegante e Ăşnico - como uma noiva ĂŠ, e sempre serĂĄ! PUB

Casa Mena

O dourado veio e ficou. As tendências colocam-no em vestidos de noiva, na decoração, nos brilhos, na manicure, enfim‌ em inúmeros detalhes!

Mesas e marcadores

Coroas de flores

Vejam como a natureza subiu à cabeça de muitas noivas, com as coroas de flores, e transmitiu um tom natural ao look e a todo o casamento – coordenado sempre com toda uma imagem etÊrea e natural.

Flores ao natural As flores querem-se naturais, com um toque de acaso pensado. As cores bases sĂŁo neutras, sempre com um toque vibrante aqui e ali.

TambĂŠm naturais e descontraĂ­das, com alguma criatividade, gastando menos recursos, mas mantendo a originalidade.

Pronto a vestir Noivas & Noivos Artigos cerimĂłnia

25 Anos

Para que o seu dia seja muito especial...

Flores e Arte Tel. 234

748 767

ginoorista@gmail.com Largo da Escola, 10 - Palhaça Tel.: 234 751 218 | Tlm. 939 401 840 edma.vieira@gmail.com

R.Cândido dos Reis, n.º 51

OLIVEIRA DO BAIRRO


GGGGGGG | 4B?4280; E

9^a]P[SP1PXaaPSP "kYP]TXa^k! #

Bolo dos noivos O bolo dos noivos ĂŠ descontraĂ­do, em

que por vezes uma pilha de donuts ou atĂŠ de panquecas fazem parte das novas tendĂŞncias. Os noivinhos sĂŁo muitas vezes substituĂ­dos por um conceito mais abstrato como na imagem ilustrativa.

Convites

As silhuetas vitorianas adaptadas aos dias de hoje fazem furor entre os noivos, e nos convites de casamento nĂŁo ficam atrĂĄs.

Pequenos prazeres no catering Quem não gosta de um delicioso hambúrguer, cachorro, batatas fritas ‌ em miniatura? Fazem parte do casamento, e a tendência veio para perdurar: são deliciosos e captam o olhar e o paladar alegre dos convidados durante o cocktail da receção ou numa ceia alargada e divertida.

Cadeiras dos noivos decoradas As cadeiras dos noivos sempre foram naturalmente de grande importância, mas como tendência a sua importância evidencia-se, surgindo as costas das cadeiras super decoradas com belos enfeites, nomeadamente flores.

Humor Não só nas sessþes de photo booth, mas tambÊm na restante festa, o humor e alegria Ê essencial para marcar e divertir os convidados. Divertir os convidados com jogos para os que não gostam de dançar, e momentos inesperados, são palavras de ordem.

Fotografias suaves A fotografia tambĂŠm segue tendĂŞncias e os tons naturais, privilegiando os tons suaves, sĂŁo as que fazem furor entre as tendĂŞncias.

Balþes Vieram e ficaram, apesar da sua função flutuante. São coloridos, divertidos e significam festa!

Fonte: onossocasamento.pt PUB

OLIVEIRADO BAIRRO 234 748 873 :: 917 527 366 www.milieventos.pt

excelĂŞncia na qualidade

do serviço

VocĂŞ sonha... nĂłs concretizamos!


E8

9^a]P[SP1PXaaPSP "kYP]TXa^k! #

Tempo e Clima

Jå pensou em casar‌ na praia?

Embora ninguÊm consiga garantir um dia bonito, podem sempre aumentar as vossas hipóteses de o casamento calhar num dia de sol, consultando os padrþes sazonais do site do Instituto Português do Mar e da Atmosfera. E, de preferência, escolher uma altura do ano em que seja mais previsível estar sol, ou seja, primavera-verão. É importante saber se a praia Ê muito ventosa, em que altura do ano Ê mais ventosa, como se comportam as marÊs por esses dias em que pretendem casar, etc. É que não serå agradåvel ter uma marÊ a subir de repente e a deixar os convidados encharcados‌

O que vestir Neste tipo de cerimónia, saltos altos e um look muito elaborado com brilhos e tecidos muito pesados não deverão ser eleitos, quer pela noiva, quer pelos convidados. A noiva deve vestir algo leve e mais casual, como linhos, crepe ou organza. Deve evitar-se a seda pois para alÊm de se estragar com a humidade, aumenta a temperatura corporal. Podem ir descalços ou optar por sandålias rasas ou chinelas. E fica lindo os cabelos soltos ou levemente apanhados, com flores. Se a noiva desejar usar um vÊu certifique-se que Ê pesado, colocando no fundo do vÊu flores ou elementos decorativos para que este não baloice com o vento. A indumentåria do noivo deve condizer com a formalidade da indumentåria da noiva. E não se esqueçam de aplicar protetor solar, sempre debaixo da maquilhagem. Quanto a meias‌ nem pensar! Os convidados devem tambÊm estar previamente informados de que o casamento se realiza na praia, de forma a que se vistam adequadamente.

É, sem dúvida, um cenårio muito romântico e descontraído. Uma praia idílica, com o mar de música de fundo‌ Não importa se Ê uma praia com dunas ou se Ê de extenso areal com rochedos. O que interessa mesmo Ê que esteja emoldurada pelas ondas e adornada pelo som do mar. Se Ê este o cenårio que idealiza para o seu casamento, por que não?! Mas hå que saber como fazer. Confira aqui algumas dicas.

PermissĂľes e legalidades

MĂşsica

A gestão da orla costeira portuguesa normalmente estå afeta a uma Capitania regional, mantendo esta uma delegação marítima em vårios locais do país. Para celebrar um casamento na praia deverão dirigir-se a uma dessas delegaçþes. Se decidirem usar fogo de artifício ou música, Ê importante submeter à autarquia local um pedido para obtenção da emissão de uma licença especial de ruído, com um mínimo de 30 dias para poderem auferir das respetivas licenças.

O som do mar ĂŠ por si um elemento musical. Mas hĂĄ sempre instrumentos que o complementam, como sejam o violino, a flauta, o saxofone, uma harpa, um violoncelo ou uma guitarra. Sempre com uma voz ou vozes cristalinas a acompanhar.

PUB

OLIVEIRA DO BAIRRO | Telf./Fax: 234 747 887 | paraisoourivesaria@gmail.com

Ă“ptica Ruivo Consultas GrĂĄtis

234 747 590

Ă“ptica Ourivesaria Relojoaria

optica.ruivo@sapo.pt Av. Dr. AbĂ­lio Pereira Pinto NÂş. 37 3770-201 OLIVEIRA DO BAIRRO

E.N. 235 - Rua do Foral, nÂş 87 apt. 120 - 3770-909 - Oliveira do Bairro Tel.: + 351 234 740 300 Fax: + 351 234 747 356

hotel@hotelparaiso.com | www.hotelparaiso.com www.paraisoturismo.pt http://facebook.com/paraisonoivos http://facebook.com/encostadossentidos


E88

9^a]P[SP1PXaaPSP "kYP]TXa^k! #

Alternativas Ă  tradicional chuva de arroz Vai casar e jĂĄ estĂĄ a pensar que, no final da cerimĂłnia, vai ficar cheio de arroz, no cabelo, dentro do vestido ou do fato? Pois bem, nĂŁo tem que ser assim! HĂĄ alternativas Ă  tradicional chuva de arroz, que podem transmitir aos vossos amigos.

PĂŠtalas de rosa Esta jĂĄ ĂŠ uma alternativa e atĂŠ um complemento usado em muitos casamentos.

No corte do bolo

Borboletas

O momento do corte do bolo Ê sempre um dos momentos mais românticos da festa. Para o tornar ainda mais especial, pode, no final, oferecer aos seus convidados, um lançamento de fogo-de-artifício. Mas hå outras soluçþes, mais em conta.

Jå imaginou terminar a cerimónia do seu casamento com um lançamento de borboletas? Lindo e diferente, não?

Bolinhas de sabão É mais uma ideia! Os convidados munem-se de tubinhos e fazem bolinhas de sabão à saída dos noivos! É uma opção romântica, que fica linda nas fotografias, para alÊm de que as crianças vão adorar participar nesse momento!

Confetis

BalĂľes de S. JoĂŁo

BalĂľes

Hå confetis em vårias cores e formatos. É mais uma forma divertida de assinalar o momento e tambÊm permitem fotografias incríveis!

Pode marcar o momento com o lançamento de balþes, de uma cor apenas ou múltiplas cores.

Fitas coloridas Fica tambĂŠm muito bonito e diferente optar por fitas de cetim. As cores ficam ao gosto dos noivos e atĂŠ poderĂŁo ser da cor dos seus cursos, se for o caso. Podem optar por dar uma cor Ă s senhoras e fitas de outra cor aos homens. DarĂĄ um colorido maravilhoso e um toque final Ă  vossa cerimĂłnia de casamento.

EmaFlor

Outra opção diferente Ê lançar balþes de S. João. É um momento inesquecível e que, se for à noite, deixarå os convidados extasiados. Poderå ainda pedir aos convidados para escreverem desejos de felicidades aos noivos, que se juntarão, quer aos balþes de S. João, quer aos balþes tradicionais.

Velas faísca As velas faísca, usadas para os bolos de aniversårio, tambÊm são uma fantåstica opção. Neste caso, o ideal Ê usar em festas e cerimónias realizadas à noite!

PUB

de: Ema Paula Pato

91 785 4484 231 596 828

emappato@gmail.com

Loja e Atelier de Cake Design

Decoração de Quintas Casamentos

Eventos

917 171 313 913 069 527

te!

iferen

Ramos Noiva Igrejas

Música Ambiente Serviço de Bar Refeiçþes

Garagem Privativa Cama redonda TV Via SatĂŠlite

ite d ma no

U

Batizados Arranjos Plantas Naturais

Av. Laranjeiras, Ed. Palmeiras, n.Âş133, Loja C centro esq.,3780-202 ANADIA sweetsugar.cakedesign@gmail.com facebook.com/sweetsugardesign

Travessa da Lagoinha nº4 3780-011 Amoreira da Gândara

Estrada Nacional 235 - SILVEIRO - 3770-066 OLIVEIRA DO BAIRRO Telefs. 234 726 161 | 234 726 162 Fax: 234 726 163

Solar das EstĂĄtuas CASAMENTOS

BATIZADOS

TAKE AWAY OUTROS EVENTOS

Estrada Nacional 109 Quinta SimĂŁo, Esgueira | 3800-042 AVEIRO Telf. 234 312 240 | 234 315 509 | Fax. 234 314 452 e-mail: geral@solardasestatuas.com | www.solardasestatuas.com

RESTAURANTE


E888 4B?4280; | GGGGG

Dubai: um destino das mil e uma noites

9^a]P[SP1PXaaPSP "kYP]TXa^k! #

Para os noivos amantes da cultura ĂĄrabe, sugerimos uma lua de mel no Dubai. Um destino exĂłtico e fascinante que alia deserto, praia e cidade, HistĂłria e modernidade, e ainda Ocidente com Oriente. Um lugar cheio de surpresas e luxo para se surpreender e se voltar a apaixonar ao sabor das mil e uma noites!

Dubai O Dubai ĂŠ o paĂ­s do luxo, sĂŁo cada vez mais as pessoas que procuram visitar este paĂ­s para conhecer as suas maravilhosas paisagens e as suas infra estruturas luxuosas.

Lua de Mel

Destinos mais procurados Havai A Lua de Mel Ê um momento de grande descontração para o casal, Ê o momento para realizar uma viagem de sonho num local paradisíaco. Mas nem sempre Ê fåcil escolher um destino, e o local deve ser escolhido de forma a caber no orçamento do casal e nos seus gostos pessoais. O casal deve decidir se pretende um destino nacional ou internacional, praia ou cultura, ou atÊ tentar conciliar as duas coisas. PUB

O Havai Ê o destino mais procurado para a lua de mel em quase todos os filmes americanos, crescemos a ver as suas maravilhosas praias. O Havai continua, pois, a ser um dos destinos mais procurados pelos casais. Antes de comprarem o seu pack de lua de mel, devem escolher o tipo de viagem que pretendem, procurar diferentes orçamentos e comparar os pacotes e não se esqueça de referir que vai de lua de mel, existem muitos destinos que fazem descontos para jovens casais e oferecem mimos aos noivos.

PolinĂŠsia Francesa Nos Ăşltimos anos a PolinĂŠsia Francesa transformou-se num dos destinos mais procurados pelos noivos, ĂŠ um destino de luxo que cativa pela sua beleza natural e praias paradĂ­sicas.

Paris Paris ĂŠ considerada a cidade do romantismo e do amor e continua a ser procurada por muitos casais em lua de mel, que procuram tambĂŠm ter um momento mais cultural e experimentar a excelente gastronomia francesa.

Caribe O Caribe (portuguĂŞs brasileiro) ou CaraĂ­bas (portuguĂŞs europeu) ĂŠ uma das zonas mais procuradas pelos jovens casais para a sua lua de mel. PaĂ­ses como o MĂŠxico, Cuba ou RepĂşblica Dominicana oferecem uma grande variedade de hotĂŠis e atividades, para alĂŠm de praias fantĂĄsticas.


Especial Casamentos 2014