Page 1

Transporte | Atividades na ABM | Esporte | Educação | Capa | Note & anote | Na região | Mundo pet | 31º CCS | Destaque na Barra | Saúde

FEVEREIRO 2018 | nº 75

Associação de Condomínios Residenciais Bosque Marapendi | www.portalabm.com.br

Aumento do número da população de rua, da desordem urbana, dos danos ao patrimônio, das infrações, do abandono. A Barra da Tijuca pede ajuda (por Ricardo Magalhães, pres. da ABM).


MIDIA KIT

| Diretoria

Revista ABM | Fevereiro de 2018

Presidente: Ricardo Magalhães Vice-presidente Administrativo: Sonia Magalhães Diretor Financeiro: Geraldo Bessa Diretor de Secretaria: Carlos Afonso Teixeira Diretora de Marketing: Mônica Santos Lima e Silva Diretor de Patrimônio: Pedro Dias Santana Coord. de Infraestrutura: José Rodrigues Lopes Vice-presidente de Transporte: Paulo Bessa Diretor de Fiscalização: Rodolfo Machado Diretor Técnico: José Arcanjo Diretor Relacionamento Cond. e Usuário: Carlos Souza Vice-presidente Sociocultural: Geovanina Costa da Fonseca Diretora Cultural: Edna Neves Salgado Diretora Social: Maria Madalena Rodrigues Diretora de Meio Ambiente: Marialva Passos

4

Veja esta e outras edições na internet: REVISTAS 2016 www.portalabm.com.br

Vice-presidente de Esportes: George Khede Diretor de Futebol: Raymundo de Oliveira Diretor de Tênis: Fábio Tonassi Diretor de Vôlei / Basquete: Fernando Xavier Coordenadora da 3ª Idade: Regina Wesley Coordenadora do Coral: Ilma Constante Colaboradora do jornal: Ilma Novaes

| Expediente Editor chefe: Ricardo Magalhães Editora executiva: Juliana Marques Capa: Foto: Juliana Marques | Efeitos: Carlos Pereira Projeto gráfico: CPStudio Design Diagramação: Carlos Pereira Revisão gráfica: Marina Nunes

Fale direto com a redação do Jornal: comunicacao@portalabm.com.br Comercialização e distribuição:

3471-6799 Os anúncios e as opiniões expressas nos artigos são de responsabilidade dos autores eximindo-se a ABM de quaisquer responsabilidades. Os balancetes da ABM estão disponíveis em nosso site www.portalabm.com.br Os condomínios que desejarem, poderão solicitar as cópias na Administração da ABM SEGURANÇA BOSQUE MARAPENDI Celular container: 99922-1465, para emergências somente na área do Bosque.

Colaboradores: Ilma Novaes, Sonia Magalhães, Ricardo Magalhães e José Arcanjo Comercialização e distribuição: Grupo Coruja Tiragem: 7.000 exemplares Distribuição gratuita Impressão: Livrobel Produção: Expande Comunicação | (021) 97974-8168 juliana@expandecomunicacao.com.br


UMA BOA EDUCAÇÃO REALIZA SONHOS, TRANSFORMA A VIDA. COLÉGIO SANTA MARCELINA

MAIS INFORMAÇÕES Ligue 2492-2124 ou acesse marcelinas.com.br Estrada do Açude, 250 Alto da Boa Vista - RJ


| Editorial Enfim, o novo ano! Parece mesmo que, no Brasil, tudo começa a funcionar depois do carnaval e, tendo isso em mente (e na prática, muitas vezes), o brasileiro se prepara com mais garra para “começar o ano” após a folia. Mas é preciso ser realista: o ano já começou, apesar de ser grande a sensação de que 2017 ainda não acabou. Impunidade, desemprego, fome, aumento da população de rua, empresas quebradas, dívidas, desordem urbana. Redimensionando o olhar para o Rio de Janeiro, vemos essa mistura resultar em uma cidade castigada, praticamente abandonada. Fechando um pouco mais o foco, uma Barra Esquecida, grande preocupação levantada em vários aspectos pelo presidente da ABM, Ricardo Magalhães, na matéria de capa. Ainda nesta edição: resultado do monitoramento da nova grade do sistema de transporte comunitário da ABM, novo guia de horários e itinerários em formato “pocket”, revitalização do cachorródromo e instalação do sistema de drenagem, Note & Anote e muito mais.

Revista ABM | Fevereiro de 2018

Boa leitura! Juliana Marques Editora executiva

6


7

Revista ABM | Fevereiro de 2018


| Transporte Texto: José Arcanjo, diretor técnico de Transporte da ABM

Analisando a grade do transporte comunitário

Revista ABM | Fevereiro de 2018

8

Em assembleia realizada na sede da ABM em 19/07/2017, o grupo apresentou o resultado do trabalho e uma proposta de nova grade com redução da frota, até então composta por 29, para 23 ônibus, que foi aprovada. A próxima fase envolveu a análise do contrato e negociações com a Venus, quando ficou decidido, entre outros assuntos, que a nova grade seria implantada a partir de 1º de agosto 2017. Ao aprovar a referida proposta, sabia-se que ajustes seriam necessários para readequá-la de forma a atender, plenamente, as necessidades dos usuários. A direção da ABM, cumprindo seu papel de gestora do sistema, encarregou à equipe responsável pela área o acompanhamento e a apresentação do relatório analisando as consequências dessas mudanças para os usuários abordando todos os aspectos, principalmen-

te quanto ao impacto no cotidiano dos seus usuários. Imagem meramente ilustrativa

Quem tem por hábito acompanhar as notícias aqui veiculadas sobre os acontecimentos referentes ao sistema de transporte da ABM lembrar-se-á dos anseios de usuários do transporte pela reformulação da grade vigente à época, visando adequá-la à nova realidade com a chegada do metrô e do BRT à nossa região, bem como a inauguração de novas opções viárias trazendo facilidades de deslocamento. A principal motivação dos anseios dos associados sobre a adequação do transporte visava diminuir o valor da parcela referente ao transporte inclusa em suas cotas condominiais, que resultou na redução da frota contratada. Após reuniões convocadas pela direção da ABM, decidiu-se pela criação de um grupo de trabalho com a finalidade de analisar os dados e elaborar proposta de uma nova grade.

Relatório O mês analisado foi agosto de 2017, composto por 23 dias úteis, o fluxo escolhido foi no sentido Barra – Centro, o horário foi entre 05:30 e 10:45 e a base para análise foram os relatórios dos fiscais baseados na R. Jorn. Henrique Cordeiro. Como era esperado, a redução do número de ônibus teve grande impacto na oferta de horários e, consequentemente, a concentração da demanda em horários subsequentes provocando um efeito cascata com a consequente


lotação de carros e sobra de passageiros nos pontos: ■ A demanda total registrada no período analisado foi de 20.361 usuários dos quais 19.800 foram atendidos e 561 ficaram no ponto por falta de assentos disponíveis ao longo do mês.

■ O período mais crítico encontra-se entre 07h e 09h20, e a rota mais comprometida é via Copacabana com 426 sobras no período analisado representando 3,94% da demanda. O pior dia foi 29/08 no qual 51 usuários não conseguiram embarcar por falta de assentos.

Independentemente dos dados aqui apresentados, cada um de nós teve a oportunidade de vivenciar, no dia a dia, os efeitos dessas alterações, quiçá sendo um dos 561 usuários deixados no ponto por falta de assentos nos ônibus.

ABM lança novo guia de horários e itinerários (da Redação)

ABM ÁRIO DA MUNITiti rios ORTE CO e nerá

TRANSPGuia de horários

Capa do novo guia: formato 10cm x 10cm

Após quase três meses, entre desenvolvimento e muitos ajustes, a ABM lança o novo guia de horários e itinerários do sistema de transporte comunitário. As informações seguem o mesmo padrão utilizado desde o início do serviço: horários dos ônibus, linhas, itinerários e pontos de embarque e desembarque. A diferença é que agora cabe no seu bolso! O projeto, idealizado pelo gerente geral, Luiz Carlos Costa, teve apoio do presidente, Ricardo Magalhães; do VP de Transporte, Paulo Bessa, do dir. Técnico, José Arcanjo, do dir. de Fiscalização, Rodolfo Machado; e do dir.

Rel. Cond. e Usuários, Carlos Souza; e contou com o empenho do gerente de Transporte, Alex Lima. “Estamos felizes em poder entregar um produto moderno, melhor, mais fácil de ser manuseado, transportado e, principalmente, lido pelos associados, pois a fonte utilizada é maior. Essa era uma solicitação antiga que conseguimos, com muito trabalho, atender”, diz Luiz Carlos. A distribuição começará na segunda semana de fevereiro e atenção: alguns horários foram atualizados! Essas mudanças entrarão em vigor a partir de 15 de fevereiro.

Pisos e revestimentos Pisos laminados (nacionais e importados) Pisos de madeira nobre (maciço e estruturado) Pisos Vinílicos Persianas (costinhas e tecidos) Moveis de Demolição Drywall Forros em geral Papel de parede Revestimento de parede Laminados auto-colantes (produzidos com garrafas PET ecológico) Acústica em geral Rua Mario Piragibe, 49 – Lins de Vasconcelos | Tel.: 2576 0046 Rua Érico Veríssimo 1000, loja 121 – Barra | Tel.: 3145 2004

www.lamiart.com.br

Mais de 40 anos no mercado

Revista ABM | Fevereiro de 2018

SEU AMBIENTE PRONTO PARA SER USADO NO MESMO DIA, SEM QUEBRA QUEBRA

9


| Atividade na ABM Texto: Juliana Marques

Pilates da ABM investe em novos equipamentos Academia é uma das poucas no Rio que já oferece o Cross Pilates “Temos, agora, aparelhos diferenciados para oferecer essa nova modalidade, mas as demais continuam sendo trabalhadas da mesma forma. E é para todos, desde crianças até idosos”, explica a fisioterapeuta.

Sobre os equipamentos

Cuidar da saúde através de exercícios físicas é fundamental e uma das atividades mais completas é o Pilates que, na ABM, tem aulas ministradas pela fisioterapeuta Fabiane Feitoza e sua equipe. Massagens terapêuticas e estéticas, RPG e fisioterapia em geral e pilates clínico e fitness estão entre as atividades encontradas no Espaço Equilíbrio (estúdio da referida prática na Associação há 4 anos), todas realizadas com acompanhamento altamente especializado. Com o objetivo de proporcionar um atendimento ainda mais diferenciado, Fabiane adquiriu recentemente equipamentos modernos cuja

particularidade é trabalhar o corpo através do Cross Pilates, tornando a academia uma das poucos na cidade que já investiram na novidade. A modalidade, apesar de diferente, utiliza a mesma base do Pilates Contemporâneo e do NeoPilates: o Pilates Cllássico. O Cross Pilates, método que une princípios do treinamento funcional e do Pilates, colabora para o aluno desenvolver, de uma maneira mais expressiva, força, agilidade e coordenação e é indicado para pessoas de todas as idades que buscam melhorar a estética, a qualidade de vida e recuperar-se de lesões, entre outros.

Os equipamentos do Cross Pilates foram desenvolvidos a partir de conceitos inovadores voltados à implantação de um sistema de ajustes rápidos de cargas e de posicionamentos nos equipamentos. Isso resulta em mais dinamismo e versatilidade. São maiores e de alta resistência e estabilidade, possibilitando a execução de movimentos variados com cargas e velocidades mais elevadas. Recomendável também aos que querem transformar o corpo de forma rápida e duradoura. Serviço

ABM – Av. Afonso A. M. Franco, 393 Contato: Fabiane Feitoza Tel: 99682-9698 Fontes: http://www.danichristoffer.com/ blog/cross-pilates-um-treino-fisico-nada-convencional/ e http://malharbem.com.br/ descubra-beneficios-neopilates/

Revista ABM | Fevereiro de 2018

Neopilates: exclusividade nas redondezas

10

NeoPilates é uma modernização do método Pilates baseada em conceitos como treinamento funcional e atividades circenses e lúdicas e, sob a orientação da fisioterapeuta Fabiane Feitoza, está disponível no Espaço Equilíbrio, uma exclusividade na região. Alguns benefícios: fortalecimento muscular, alongamento, maior flexibilidade, melhora na postura e na respiração, e prevenção e tratamento de dores musculares.


| Esporte Texto: Juliana Marques

Voleibarra promove primeiro Camp na ABM

Fundamentos do vôlei foram aplicados com acompanhamento especializado

Revista ABM | Fevereiro de 2018

De 15 a 19 de janeiro, a escola de vôlei da ABM, Voleibarra, promoveu seu primeiro Camp, um evento como um workshop que visou o aprofundamento das técnicas de fundamentos do vôlei de areia. O programa abordou os seguintes módulos: saque/ passe; levantamento/ataque; e defesa (variações)/ ataque (contra-ataque). No fim de cada manhã, os alunos realizaram partidas de vôlei para colocar os ensinamentos em prática.

12

Encerramento do 1º Camp Voleibarra

Para o professor Claudio Xavier, coordenador da atividade, a experiência foi positiva: “Já começamos o ano com o “pé direito”. A quadra do Canal é um local mágico e as atividades fluem com alto astral, reflexo do excelente trabalho da administração da ABM. Os resultados desta iniciativa foram além das expectativas, o que nos deixou muito entusiasmados. Foi uma semana de encontros diários e os alunos que participaram tiveram oportunidade de

absorver os ensinamentos, de uma maneira muito eficiente. Talvez tenhamos outro Camp da Voleibarra nas férias de julho”. Também participaram do 1º Camp Voleibarra os professores Luiz Eduardo Ribeiro e Pedro Rapha Picanço. Serviço: Voleibarra Terças e quintas Quadra Turma de aperfeiçoamento (de 12 a 17 anos): das 18h às 19h Turma de aprendizado (de 7 a 12 anos): das 19h às 20h Areia A partir de 12 anos Iniciantes: das 17h às 18h Intermediário: das 18h às 19h


| Educação

Método Kumon: autonomia nos estudos e aprendizagem no ritmo de cada aluno Além disso, os conteúdos fornecidos abordam temas que vão desde a pré-escola até a universidade. O material didático independe da idade e série escolar do aluno, ou seja, está de acordo com o desenvolvimento de cada um. A cada encontro, o aluno recebe o feedback do seu orientador por meio do qual fica ciente do seu desempenho recebendo, também, a programação das aulas seguintes. O método desenvolve a habilidade acadêmica e outras mais, como: autodidatismo, concentração, capacidade de leitura, raciocínio lógico, independência, hábito de estudo, responsabilidade e autoconfiança. Os alunos que já apresentam bom desempenho têm a oportunidade de se desenvolver ainda mais, avançando a conteúdos cada vez mais elaborados, desafiando-se e preparando-

-se para conquistar a aprovação nos vestibulares e outros sonhos.

Kumon perto de você Localizada na Avenida das Américas, 1155 , loja C, a unidade Kumon Bosque Marapendi possui uma excelente estrutura com área de embarque e desembarque, salas climatizadas, recepção e confortável sala de espera para os pais. Além disso, tem fácil acesso à pé para os moradores da ABM.

KUMON BOSQUE MARAPENDI - ABM av. das amÉRICAS, 1155 - LOJA C

3864-5033 | 98222-0027

MORADORES DA ABM GANHAM DUAS AULAS EXPERIMENTAIS!! Aproveite! Matrículas grátis até 20/03/2018.

Revista ABM | Fevereiro de 2018

O Kumon é um método de ensino japonês, criado em 1958 pelo professor Toru Kumon. No Brasil há 40 anos e presente em 50 países, o método privilegia o desenvolvimento da autonomia do aluno nos estudos, de forma que ele aprenda de acordo com o seu ritmo. O material didático é autoinstrutivo e dividido em estágios, fazendo com que a complexidade aumente gradualmente. Porém, o aluno só avança para o próximo conteúdo quando consegue assimilar o que é proposto.

13


| Capa Texto: Ricardo Magalhães, presidente da ABM

Uma Barra esquecida

Revista ABM | Fevereiro de 2018

Problemas da região aumentam e autoridades municipais desaparecem

14

A Barra da Tijuca é um bairro com enorme potencial para ajudar na evolução do Rio de Janeiro sendo hoje um dos que mais crescem e mais arrecadam impostos no município. Os grandes empreendedores acreditam nessa parte da cidade, a rede hoteleira está preparada para oferecer o suporte necessário à exploração do turismo, e o cenário da mobilidade urbana mudou colaborando para inserir a região na rota e nos roteiros de empresários e visitantes. Somando a área do nosso bairro ao Recreio, Vargens e adjacências, são 176 km2 com cerca de 500 mil habitantes, considerando a população flutuante, vivendo em um das mais belas regiões do Rio, que hoje está esquecida.

Vou citar problemas do entorno da Associação Bosque Marapendi (ABM) e das demais áreas da Barra que, acompanhando, são comuns a toda região: acúmulo e despejo de sujeira no Canal de Marapendi, carros avariados abandonados ao longo do Canal, estacionamentos irregulares, aumento do número de “flanelinhas”, da população de rua, do número de roubos de rua, do comércio informal e dos danos ao patrimônio, obstrução de calçadas e falta de manutenção na ciclovia (pisos irregulares e marcações apagadas), de podas nas árvores e de reparos nas calçadas. Lamentavelmente, a Prefeitura do Rio não tem dado atenção para suas árvores, suas ruas, seu Canal, seus moradores da sua cidade. Revolta, tristeza, sensação de impotência, indignação, frustração. Há parlamentares ajudando como podem diante da urgência dos pleitos, sejam estes da comunidade ou até mesmo do próprio poder público, mas até eles (estes que ajudam) enfrentam dificuldades para trabalhar.

Sabemos: quando surge um problema em sua casa, é preciso resolvê-lo. Se levar muito tempo para fazê-lo, outro surge em decorrência deste. Então serão dois problemas com chances de aumentar em ritmo normal, ou exponencialmente. De repente, você se depara com tantos problemas que, juntos, podem ruir a sua casa. Ampliando esse olhar, vou pontuar algumas questões: ► 1746 – O cuidar de nós O cidadão quer respeito, dignidade, quer realmente ser cuidado. Como todos sabem, a Prefeitura disponibiliza um canal de comunicação entre a entidade e o cidadão, o telefone 1746. Ao fazer uma solicitação (por exemplo, estacionamento irregular), o tempo previsto para atendimento é de quatro horas. Entretanto, não é raro acumular diversos protocolos referentes à mesma questão que, juntos, não servem para nada. ► Atuação de base I – lideranças regionais O trabalho dos responsáveis pelas subdivisões da área - supervisor do Recreio, Vargens e Camorim, Luiz


os que não pedem (tomam!). Onde estão a assistência, os cuidados, a educação, a saúde? ► Proliferação do comércio informal Nos últimos dois meses, a Praça Pimentinha (local vizinho à ABM) passou a receber uma feira com aproximadamente 30 barracas vendendo artigos diversos. Antes mesmo das manifestações (e foram muitas), acionei a administração regional que solicitou apoio da Guarda Municipal para verificar a legalidade daquele comércio a céu aberto: existe um alvará! A questão não é impedir as pessoas de trabalhar e sim manter os devidos cuidados diante dessa aglomeração comercial: os pequenos delitos no

cepção foi excelente, assim como a atenção dada a cada um dos 17 pleitos da Associação (inclusive o da Praça Pimentinha) da Associação: recebemos orientações sobre dois destes e os demais seriam vistos ao longo do mês, principalmente a partir de 15 de janeiro deste ano, o que não aconteceu porque ele deixou o cargo. ► Dança das cadeiras I Em um ano, a liderança da Superintendência da Barra foi alterada duas vezes. O primeiro, Thiago Barcellos, ficou no cargo cerca de oito meses. Já Carlos Magno esteve pouco mais de três meses a frente da instituição, sendo exonerado em 09 de janeiro (nomeação no Diário Oficial feita em 22 de setembro). Ele, que aceitou o convite feito pelo próprio

local aumentarão? A segurança será afetada? A limpeza será mantida? E o fluxo de veículos? E no futuro teremos novos eventos até diferentes destes da Praça Pimentinha? ► Gestão instável Em 23 de março de 2017, a então presidente, Sonia Magalhães, entregou uma relação de pleitos ainda pendentes ao superintendente Thiago Barcellos, que assumira o cargo em janeiro do referido ano. Ele e sua equipe se comprometeram a atender as solicitações, mas em setembro foi exonerado do cargo. Em 09 de novembro, atualizei o documento e entreguei ao novo superintendente, Carlos Magno, durante reunião da qual participou Sonia Magalhães, agora como VP Administrativa. A re-

prefeito, deixou o posto e o pouco trabalho começado, inclusive o andamento das demandas da ABM. Desanimador, mas não o suficiente para desistirmos. Estamos prontos para reiniciar todo o processo, expor cada detalhe novamente com a mesma energia e esperança de que nossas demandas saiam do papel. Porém, até o fechamento desta edição (31 de janeiro), ninguém fora nomeado oficialmente. A ABM não está inerte. Estamos prestes a passar pelo terceiro superintendente em pouco mais de um ano e nossa lista de solicitações será, novamente, renovada. Estamos à mercê de um futuro totalmente des­ conhecido; estamos tensos, ansiosos, preocupados com mais um ano tendendo a mais abandono. Sim, o ano está só começando. Mas cabe

Revista ABM | Fevereiro de 2018

Pedra; administrador regional da Barra, Marco Almeida; e administrador regional da Barrinha, Joá e Morro do Banco, Michell Olever; – é realizado com muito esforço e todos estão sempre presentes para ouvir e ajudar de forma pontual. Mas eles enfrentam limitações. Como bem lembrou o presidente da Associação de Moradores e Amigos do Jardim Oceânico (AMAR), Luiz Igrejas, durante pronunciamento em comemoração aos 35 anos da instituição, “a superintendência, este importante “braço” da Prefeitura, tinha voz, autonomia e poder”. Atualmente, têm-se a impressão de que sequer estão devidamente incluídas no mapa da gestão municipal. ► Atuação de base II - Guarda Municipal Os inspetores e subinspetores da região estão frequentemente presentes nas reuniões do 31º Conselho Comunitário de Segurança, do qual também sou presidente. Seus números de telefone são sempre disponibilizados, mas os problemas são recorrentes. A boa vontade existe, no entanto, esbarram nas limitações: faltam viaturas, equipamentos, profissionais. Os cortes feitos foram extremamente prejudiciais à operação e até agora nada foi feito para sanar as deficiências. ► Choque de Ordem Em 2017, centenas de empresas fecharam as portas devido à grave crise econômica pela qual passamos, algo constatado pelas placas de “vende-se” e “aluga-se” por toda a parte. Isso impulsionou o comércio informal na cidade, visto caminhando a passos largos na Barra. Quentinhas, esfihas, tapiocas, milho verde, doces, roupas masculinas, femininas, moda praia, acessórios dos mais diversos, tudo pode ser encontrado nas ruas do bairro em meio à informalidade, às vezes até ilegalidade. Sabemos das necessidades dessas pessoas que, como nós, precisam pagar as contas, mas é necessária a fiscalização. Cresce também a população de rua: famílias inteiras passaram a dormir nas ruas da cidade vivendo de esmolas. Há ainda

15


| Capa

Revista ABM | Fevereiro de 2018

lembrar: vem aí o carnaval, a Copa do Mundo, as eleições e... Pronto. O tempo passa, o tempo voa... E então estaremos em 2019. ► Dança das cadeiras II Antes de recorrer à Superintendência, entregamos, em reunião realizada na Associação Bosque Marapendi na noite de 28 de julho aberta aos associados e aos demais membros da comunidade da região (matéria de capa – Jornal da ABM – Ed. 69), a nossa lista de pleitos ao secretário da Secretaria de Conservação e Meio Ambiente, Rubens Teixeira. Entre os participantes, destaco representantes do poder legislativo e dirigentes da AMOR, AMAR, AMAPLUC, Rio Orla, Barramares, Malibu, AMARosas, Città América, Mediterrâneo e Ilha Primeira, entre outros, todos com grande expectativa por ter ali presente uma autoridade que carregava a caneta para assinar embaixo de soluções. Diante da falta de resultados, a Superintendência foi procurada,

16

como informado. Cobrar apoio ao secretário nas questões da sua pasta já não seria possível, pois em 18 de outubro de 2017, ele deixou o cargo e foi logo aproveitado assumindo a presidência da Comlurb. ► Dança das cadeiras III E como precisamos da Comlurb! Sabendo disso, e tendo várias demandas relacionadas a este órgão, o contato foi restabelecido. Em vão: Rubens Teixeira foi afastado do cargo em 17 de janeiro em cumprimento de uma lei federal. Noventa e dois dias... Em 23 de janeiro, o prefeito o nomeou secretário municipal de Transportes. Outras secretarias mudaram: como o cidadão pode não se sentir perdido? Devemos correr para pedir ajuda? A quem? Por quanto tempo? Essas mudanças paralisam processos, todos já bastante demorados por triste natureza. ► Cadeira vazia Barra, Joá, Itanhangá, Recreio, Vargens, Grumari e Camorim, todos

clamam soluções urgentes das mais diversas, principalmente no que diz respeito à ordem pública. Mas pela segunda vez, o secretário municipal de Ordem Pública, Cel. Amendola, não compareceu a uma reunião na região. A primeira participação confirmada foi na reunião de novembro do 31ºConselho Comunitário de Segurança realizada no Ramada Hotel Recreio Shopping em 28 de novembro. A segunda foi em 23 de janeiro deste ano na Câmara Comunitária da Barra da Tijuca (CCBT): duas ausências em encontros que, juntos, reuniram quase 350 pessoas a sua espera. O presidente da CCBT, Delair Dumbrosck, manteve junto à mesa a cadeira vazia do convidado. Descaso; uma tremenda falta de respeito com quem tanto apoiou essa gestão. ► Os eleitores A Barra ajudou a eleger o atual prefeito, que mora na Barra e, provavelmente, acompanha o crescimento dos problemas da região.


Resultado das eleições Zonas eleitorais

Região

Nº de votos no 1º turno do atual prefeito

Nº de votos no 2º turno do atual prefeito

Barra, Camorim, Recreio e Vargens

17,44%

60,94%

119ª

Alto da Boa Vista, Barra e Itanhangá

11,23%

60,36%

volvemos várias ações em protesto. A VP Administrativa da ABM, Sonia Magalhães, sugeriu a frase “Aumento do IPTU, vai ter troco!” com o objetivo de mostrar que estávamos prontos para reagir. A ideia foi aceita, com pequena alteração. Entre as mensagens, destaco trechos do texto “Janeiro, IPTU e Circo” escrito pela presidente da Associação de Moradores do Recreio (AMOR), Simone Kopezynski: “(...) O mais interessante nesta história, para não dizer assalto é que (...) vamos pagar e continuar recebendo os péssimos serviços púbicos de sempre, sem ter direito a saúde, educação, saneamento básico, segurança, ordem pública e um tratamento urbanístico decente em nossos bairros”.

► Cobertor curto Não há poder público sem a participação da população. Sim; fato. Porém, não fugimos da nossa responsabilidade: doações das mais diversas, mobilizações em prol do que for necessário, participação em reuniões em todos os lugares, todas as associações estão envolvidas na busca por melhorias. Não há braços cruzados. Juntos, somos mais fortes. Concordamos: não há poder público sem a participação da população. Mas não há poder público sem a participação do próprio poder público. E a Barra? Lamentavelmente, esquecida... ■

Nós cuidamos das suas roupas Para você cuidar da sua FAMÍLIA

2**0% *

Lavadas Secadas Passadas Embaladas

Desconto para os Associados da ABM na primeira contratação de um dos Planos.

JHENNY ANDRADE

Ring Girl do UFC Cliente Lava e Leva

1 PESSOA

40 PEÇAS/MÊS 10 PEÇAS/SEMANA R$ 6,25 / PEÇA

2 PESSOAS

80 PEÇAS/MÊS 20 PEÇAS/SEMANA R$ 4,63 / PEÇA

3 PESSOAS

120 PEÇAS/MÊS 30 PEÇAS/SEMANA R$ 4,08 / PEÇA

4 PESSOAS

160 PEÇAS/MÊS 40 PEÇAS/SEMANA R$ 3,75 / PEÇA

Ed re d o m

Tingimento

A par r de R$ 30,00

A par r de R$ 30,00

FLOR

Jurada do SBT, Atriz e Apresentadora

249,99 R$ 369,99 R$ 489,99 R$ 599,99

R$

Ta p ete

Av u l s o

R$ 40,00 M²

Confira nossos preços

Av. das Américas, 900 - Shopping Conviva - Subsolo 2486-4677 95904-0005 Barra da Tijuca / RJ ** Preços e condições podem ser alterados sem aviso prévio. Não estão incluídas roupas de festa, ternos, roupas de inverno, cobertores, edredons, tapetes e similares. Estes valores são para o cliente entregar e re rar na lavanderia.

Revista ABM | Fevereiro de 2018

► Aumento do IPTU Mesmo com tantos problemas, a Prefeitura decide aumentar o IPTU da cidade, com grandes reflexos na Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e bairros vizinhos. Esse aumento veio no momento em que o Estado, e o País como um todo, enfrenta sérios problemas financeiros e alto índice de desemprego. A ABM participou, desde o primeiro momento, de mobilizações contrárias à determinação unindo-se à CCBT, sendo o Delair Dumbrosck, pres. da casa, grande articulador dessa movimentação entre as associações de moradores da nossa região e de bairros da Zona Sul. Criamos o movimento “Acorda Rio” voltado a esta questão e desen-

17


| Note & anote █ Choro no Bosque

█ Segurança no Bosque

Em 21 de janeiro, foi realizada a primeira roda de chorinho do ano no Bosque Marapendi. Excepcionalmente em fevereiro, não haverá o encontro devido ao carnaval. Próxima em março, terceiro domingo do mês. Tome nota e não perca!

Desde 01 de janeiro, a ABM conta com nova empresa de segurança no Bosque Marapendi, a Clarity. Lembrando que a vigilância é exclusiva para o local.

█ Salvamento na Barra

█ Colônia de Férias da ABM

Em 23/01, o CBMERJ inaugurou o posto de salvamento marítimo Alvorada na Av. Lúcio Costa, em frente ao hotel Grand Hyatt, que colaborou com doações para o projeto. Em apoio à conquista, o pres. da ABM, Ricardo Magalhães, participou da solenidade representando a Associação.

Em janeiro, a escola de natação AquaUp realizou a segunda edição da Colônia de Férias da ABM, que já deixou saudades. No total, 89 crianças de 4 a 9 anos de idade, participaram das atividades monitoradas por equipe especializada. Crianças se preparam para ir ao cinema com apoio da Venus Turística

█ Brechó + por –

█ Errata

Vem aí a primeira edição de 2018 do Brechó + por -! Prepare-se para encontrar grande variedade de usados e seminovos. Não perca! Data: 2, 3 e 4 de março Hora: sexta, das 11h às 20h. Sáb. e dom., das 10h às 20h Local: ABM – Salão Nelson Gallo – Av. Afonso Arinos de Melo Franco, 393

Na lista de atividades da ABM publicada em janeiro, o telefone do prof. de tênis Leonardo Rodrigues saiu errado. O correto é (21) 98192-9559.

Revista ABM | Fevereiro de 2018

█ Encerramento do Projeto Botinho

20

Em 31 de janeiro, o 2º Gmar encerrou mais uma edição do Projeto Botinho, que proporciona uma colônia de férias aos jovens de 7 a 17 anos ministrada por bombeiros militares guarda-vidas do CBMERJ. Em 2017, devido à crise, não foi possível promover as atividades. Desta vez, os poucos recursos tornaram sua realização um desafio que deu muito certo contando com o empenho de bombeiros e apoio de instituições: 300 inscritos na Barra! A ABM doou 84 flutuadores e 12 bolas de futebol, e o Città América colaborou com todas as camisetas.

Ten.Cel.Lorite (CMTE 2º GMar), Ricardo Magalhães (pres. ABM) e Ingrid Carvalho (ger. Città)


21

Revista ABM | Fevereiro de 2018


| Na região Texto: Redação da Revista ABM

AMAR comemora 35 anos com evento em homenagem ao Kleber Machado

(esq.p/dir) Marco Almeida (adm. da Barra), Luiz Igrejas (pres. AMAR), Ten. Cel.Cavalcante (subcom. 31º BPM) e Mauro Guimarães (pres. do Barralerta)

Revista ABM | Fevereiro de 2018

A Associação de Moradores e Amigos do Jardim Oceânico (AMAR) completou 35 anos em janeiro e, para celebrar a data, realizou, no dia 24 desse mês, uma cerimônia dedicada ao Kleber Machado, presidente do Barralerta, falecido em dezembro. “A AMAR presta essa homenagem com muito carinho. Sem-

22

pre tivemos do Barralerta as portas abertas e o Kleber sempre esteve ao nosso lado. A transformação da 16ª DP (Barra), a implantação da 42ª DP (Recreio) e a criação e construção do prédio do 31º BPM são alguns exemplos dos resultados do seu trabalho. É uma pessoa muito querida por todos nós”, disse Luiz Igrejas, presidente da AMAR.

Kátia Machado recebe, emocionada, a homenagem em nome do seu pai

O evento contou com homenagens feitas através da entrega de diplomas de sócio honorário e a filha de Kleber Machado, Kátia Machado, recebeu-a pelo pai: “Agradeço, em nome do meu pai, todas as declarações e lembranças aqui citadas. Certamente ele as merece por tudo o que fez e eu, filha orgulhosa que sou, reconheço isso. Que continuemos trabalhando pela Barra com as lições que ele deixou para mim e para muitos”. Um dos que receberam o título de sócio honorário da AMAR pelas iniciativas em prol de melhorias na região foi o presidente do 31º Conselho Comunitário de Segurança, Ricardo Magalhães, também presidente da ABM, que entregou uma placa ao Luiz Igrejas pela instituição. A VP da ABM, Sonia Magalhães, pre-


senteou o presidente da AMAR em nome da Associação Bosque Marapendi: “Vocês são grandes amigos e parabenizamos todos pelo trabalho e pela perseverança na luta por uma Barra melhor”, disse Sonia.

AMAR 35 anos Durante os últimos dez anos – inicialmente como vice-presidente e os oito últimos como presidente – Luiz Igrejas tornou-se um importante líder em uma região da Barra que hoje é conhecida em todo o Rio: o Jardim Oceânico. Dentre as dificuldades, o presidente, em entrevista

Diretores e colaboradores da AMAR (esq.p/ dir): Deise Raquel Resende (assessora), João Inácio (dir. de Divulgação), Paulo dos Santos Cunha (diretor) e Joaquim Maia Neto (VP).

esforços da nossa comunidade para melhorarmos as nossas vidas. Contei muito com a ajuda de várias pessoas, inclusive do Carlos Carvalho, da Carvalho Hosken, que sempre disse para preservarmos o Jd. Oceânico por ser um bairro considerado o pulmão da Barra (referência feita devido aos prédios baixos). Foram várias as conquistas, mas sempre falta um pouquinho porque dificilmente somos atendidos exatamente como precisamos”. E para as associações coirmãs, um recado: “Acho que sou até um pouco chato, mas é preciso ser assim; não podemos desistir”.

 Como o Kleber Machado e o Barralerta estão intimamente ligados à Barra, Ricardo Magalhães, pres. da ABM e do 31º CCS, sugeriu ao pres. da CCBT, Delair Dumbrosck, que instituísse um troféu de nome Kleber Machado para ser entregue aos que se destacarem no desenvolvimento da região.  O ver. Carlo Caiado propôs um projeto de lei, já em tramitação na Câmara, que sugere a nomeação de um logradouro da região com o nome do ex-presidente do Barralerta.

Revista ABM | Fevereiro de 2018

Sonia Magalhães (VP da ABM), Luiz Igrejas (pres. AMAR) e Ricardo Magalhães (pres. da ABM e do 31ºCCS)

exclusiva à Revista ABM, destaca o entrosamento das autoridades no sentido de organizar o bairro: “A Av. Olegário Maciel, nossa via principal, recebe muitas pessoas de fora que causam grande desordem dia e noite, e as providências solicitadas não são atendidas pelas autoridades”. Para ele, o metrô trouxe, realmente, muitos benefícios, mas também a desordem urbana. E completa: “Fui um dos que mais defenderam a vinda do metrô para a região. Visitei a obra todos os meses e conversei diversas vezes com o ex-governador Sérgio Cabral, e também com o atual, Luiz Fernando Pezão; sobre as minhas preocupações em relação ao possível aglomerado de pessoas no bairro. Eles disseram que terminariam até o Recreio, mas não aconteceu. Agora precisamos de ajuda para colocar ordem no terminal, que está cheio de camelôs e ambulantes”. Sobre o lado bom, um carinho especial: “À frente da AMAR, ressalto ter conseguido a união de

23


Cão sem coleira? Seja consciente e utilize o cachorródromo!

| Mundo pet Textos e fotos: Juliana Marques

Cachorródromo tem novo sistema de drenagem

Revista ABM | Fevereiro de 2018

Muitos associados que passearam com seus cães pelo cachorródromo no segundo semestre de 2017 puderam ver o início das obras de revitalização da área. Dentre os processos, o que mais se destacou foi o novo sistema de drenagem para escoamento das águas pluviais e, após as últimas tempestades, a ABM pode comemorar os resultados. No passado, o local foi aterrado sem tal infraestrutura. Como o mate-

24

rial utilizado era muito pulverulento (muito fino), tornava-se impermeável quando molhado retendo muita água, prejudicando a circulação dos animais e causando incômodo aos usuários. “Mesmo as chuvas fracas causavam transtorno, pois a água ficava retida na superfície por muito tempo e transformava o solo em lama”, explica o engenheiro civil João Fábio do Amaral(*), responsável pela obra. Tentando minimizar o problema a pedido da Associação, Fábio utilizou os seguintes conceitos: construção de vala de drenagem – escavação nos pontos de circulação da água feita até encontrar o solo permeável, que serviria como ralo natural; dimensionamento das valas o suficiente para serem utilizadas como locais de união desses pontos, como caixas de retardo e ainda encaminhamento do volume de água para os drenos; e evapotranspiração – implantação de uma manta para que o restante do

líquido retido pudesse ser eliminado por evaporação. Para o consultor, os testes foram uma grata surpresa: “O objetivo era eliminar o impacto, mas os resultados superaram as expectativas. Acompanhando os dias posteriores as últimas fortes chuvas, constatamos não haver mais acúmulo de água em parte alguma e o solo secou em aproximados dois dias”. A mão de obra utilizada foi da própria ABM. Além disso, o cachorródromo ganhou novo gramado, coberturas/áreas de sombra, gramados, bancos, água potável, podas, pinturas, etc. Isso fez parte de um plano de ação apresentado pela dir. de Mkt, Monica Lima e Silva (cond. Itapoã/ Jatiúca), ao pres. da ABM, Ricardo Magalhães, que imediatamente aprovou e se empenhou em dar seguimento às questões apontadas. (*) João Fábio do Amaral é eng. civil e consultor da ABM há mais de 10 anos.


Abraçar, mimar, alimentar, monitorar, brincar, tudo isso representa conviver com um animal de estimação, que cada vez ganha mais espaço nas residências e nos corações das pessoas. E quando, por algum motivo, não se consegue estar perto desses queridos membros da família, saber quem pode fazê-lo com carinho e atenção é fundamental. Estimulada por todo esse amor aos pets, a associada Patrícia Rivoredo, após longo período de especialização e experiência, acaba de abrir uma unidade do Club Pet na Barra, uma creche muito especial para animais domésticos e alguns silvestres.

“Costumo dizer que para cuidar dos “filhos” das pessoas, sim, porque os pets são filhos; é preciso muita responsabilidade. Não basta amar os pets, tem de saber a necessidade de cada um e entender as peculiaridades de cada raça e espécie. Por isso, foram 15 anos de muito estudo. Isso é a minha vida; respiro Club Pet Barra 24 horas por dia”, explica Patrícia, sócia proprietária da unidade. Ambiente climatizado, água filtrada em todas as torneiras, portas duplas de segurança para evitar fugas, pisci-

nas rasas para afastar a possibilidade de afogamento, higienização constante com soluções específicas para cada tipo de animal e monitoramento especializado durante 24 horas por dia, inclusive atendimento veterinário, são alguns dos tantos cuidados que cercam os hóspedes da creche. Aos cães, liberdade: “Nossa filosofia é cachorro solto dia e noite com atividades de desenvolvimento e socialização, sempre acompanhados dos nossos funcionários. O único momento em que são separados é o da alimentação, para que possam fazê-la com segurança e tranquilidade”, diz a associada. O Club Pet, localizado na Barrinha, oferece serviços (*) como Day Care, Hora Care; hospedagem completa, banho e tosa, consultório veterinário (horário comercial) e está preparando novidades. E hóspedes que se tornam sócios têm descontos especiais!

Hospedagens individuais para gatos garantem sossego e segurança.

(*) Verificar exames necessários antes da chegada do animal a creche.

Revista ABM | Fevereiro de 2018

A segunda casa do seu pet

Patrícia Rivoredo, associada da ABM, declara paixão pelo Club Pet

25


26

Revista ABM | Fevereiro de 2018


| 31º CCS Texto e foto: Redação da RABM

31º CCS realiza reunião na ABM

Revista ABM | Fevereiro de 2018

A ABM recebeu a primeira reunião do ano do 31º Conselho Comunitário de Segurança. O encontro, realizado na manhã de 16 de janeiro, no salão Nelson Gallo, contou com a presença de aproximadamente 110 pessoas, incluindo lideranças comunitárias e representantes do poder legislativo. “O Rio de Janeiro vive um estado de caos, de guerrilha urbana e as pessoas de bem estão presentes aqui nessa sala: são exatamente os senhores que se preocupam com a segurança pública, com suas vidas e as vidas dos demais”, disse o comandante do 31ºBPM, Ten. Cel. Wagner Mello. Durante sua fala, o comandante ressaltou a importância da união entre as polícias civil e militar e a sociedade, que reflete positivamente no trabalho das corporações; e apresentou as estatísticas das ocorrências policiais dos meses de dezembro e janeiro. Em dezembro, os números

28

foram: roubo de rua (meta/real)- 165/ 177; roubo de veículos (meta/real) – 51/ 48 e letalidade violenta (meta/ real) – 6/1. Em janeiro, até o dia anterior à reunião, foram: roubo de rua (meta/real)- 114/ 80; roubo de veículos (meta/real) – 44/ 15 e letalidade violenta (meta/ real) – 0/2. As metas são estipuladas pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). Fiscalização para coibir estacionamentos irregulares e construções irregulares, operação para o carnaval e desordem nos quiosques foram al-

gumas das questões levantadas pelos participantes para as autoridades, que incluíram elogios, sendo um destes referentes ao rápido atendimento prestado na R. Jor. Henrique Cordeiro após o roubo de um celular. Além do pres. do 31º CCS, Ricardo Magalhães, participaram da mesa a delegada da 42ª DP e del. Assist. da 16ª DP, respectivamente Márcia Julião e Isabelle Conti, Ten. Cel. Wagner Mello, CMTE do 31º BPM; Ten. Cel. Cavalcante, subcom. 31ºBPM; cap. Paulo Victor, chefe de seção do 31º BPM; Ten. Cel Lorite, CMTE do 2º GMar; Ten. Cel. Douglas Henaut, CMTE do 1º GBS; inspetor Gustavo Souza, da Guarda Municipal; Marco Almeida, admin. Reg. da Barra; Luiz Pedra, sup. do Recreio, Vargens e Camorim; e Michell Olever, sup. do Itanhangá, Joá e Barrinha. Próxima reunião: 27 de fevereiro. Local a confirmar.


29

Revista ABM | Fevereiro de 2018


| Destaque da Barra Texto e fotos: Juliana Marques

Campo Olímpico de Golfe é eleito o melhor do Brasil

Revista ABM | Fevereiro de 2018

O Campo Olímpico de Golfe, um dos poucos legados olímpicos em pleno funcionamento, acaba de ser eleito o melhor campo de golfe do Brasil pela revista norte americana especializada Golf Digest. Para a escolha, foram avaliados 130 campos nacionais e esse, que é o único da América Latina de nível internacional, conquistou o mais alto patamar das avaliações em apenas um ano de funcionamento. “A premiação não é só do espaço, mas também do esporte”, diz Carlos FAvoreto, engenheiro agrônomo responsável pela recuperação do local. O processo de revitalização de 1

30

milhão de metros quadrados degradados foi feito com uma equipe especializada sem a ajuda de entidades governamentais. Cerca de 60 técnicos fizeram parte do projeto cujos objetivos eram recuperar um local explorado pela mineração com fauna e flora nativas, preservá-lo e, ao mesmo tempo, ocupa-lo. Mais de 900.000 mudas – boa parte restinga – foram plantadas e transplantadas e os registros de 263 espécies da fauna local mais que duplicaram naturalmente após encontraram seu habitat natural, um dos grandes desafios do projeto. Tais resultados garantiram, ainda, o prêmio

Monitoramento ambiental é realizado diariamente por equipe especializada.

Green Star Award 2016 entregue pela Golf Digest, que avalia os preceitos ambientais aplicados no decorrer da construção de um campo de golfe. Essa preciosidade da Barra, verdadeiro legado em todos os sentidos, continua recebendo muitos cuidados, inclusive monitoramento ambiental diário com análises também da qualidade da água, do ar e do solo. Além de ser aberto a golfistas amadores e profissionais, brasileiros e muitos estrangeiros, o Campo Olímpico de Golfe mantém um projeto social voltado a crianças das redes públicas de ensino. Palestras sobre o golfe e educação e preservação ambiental fazem parte do programa, que proporciona ensinamentos básicos na prática sobre essa modalidade retomada nos Jogos Olímpicos após 112 anos, justamente na Cidade Maravilhosa; um presente para o carioca. Serviço: Campo Olímpico de Golfe End.: Av. Moysés Castello Branco Filho, 700, Barra da Tijuca Tel.: (21) 3030-4653 www.campoolimpicodegolfe.com.br/ Local aberto ao público Passeios guiados no local

Aulas gratuitas Aos que já pensaram em praticar algumas tacadas, mas sempre encontraram empecilhos para entrar nos campos de golfe da cidade, destinados somente aos sócios, o Campo Olímpico de Golfe oferece aulas (*) com duas horas de duração totalmente gratuitas. A iniciativa visa dar oportunidade para as pessoas conhecerem o esporte e, se gostarem, investirem na prática. Consulte os dias disponíveis através de contato telefônico! (*) Equipamentos oferecidos gratuitamente


31

Revista ABM | Fevereiro de 2018


32

Revista ABM | Fevereiro de 2018


Experience our educational way Ensino Bilíngue da Educação Infantil ao Ensino Médio, e trilíngue a partir do 6º ano. Colégio católico com formação de excelência e valores que conduzem o aluno a uma trajetória de sucesso.

PROCESSO DE ADMISSÃO ABERTO.

Agende sua visita

(21) 3485-1050 / 3139-1650 Rua Dom Rosalvo Costa Rêgo, 146 – Itanhangá – Rio de Janeiro – RJ riodejaneiro@colegioeverest.com.br / www.colegioeverest.com.br ColegioInternacionalEverestRJ /

@colegioeverestrj


Febre Amarela se torna nova vilã do verão

|Eliminação Saúde dos focos das larvas do Aedes aegypti ainda é a melhor forma de prevenção Fonte: Dra. Silvia Oliveira, infectologista do Hospital Rios D’Or | Ilustração: flickr.com

Proteção solar, hidratação e roupas leves são preocupações frequentes durante o verão, mas a estação mais quente do ano também reforça o alerta para doenças propagadas pelo Aedes aegypti. O clima facilita a proliferação dos ovos do mosquito vetor da Dengue, Zika, Chikungunya e da Febre Eliminação dos focosrelacionada das larvasmais do recentemente Aedes aegypti ainda é a melhor prevenção Amarela, enfermidade a esse transmissor. Os forma sintomasdecausados por estas doenças são similares e acabam causando dúvida na população, por isso, é indicado uma avaliação para definição Combate ao Aedes aegypti – A Proteçãomédica solar, hidratação e rou- da melhor conduta a ser tomada.

Febre Amarela se torna nova vilã do verão

prevenção, com a eliminação dos pas leves são preocupações frequenfocos sintomas das larvas,leves aindacomo é a melhor tes durante o verão, mas a estação - A maioria das pessoas infectadas pelo vírus da Febre Amarela apresentam febre forma de evitar a doença, mas a vamais quente do ano também reforça e cefaleia com duração média de dois dias, mas em alguns casos o quadro clínico pode ser moderado cinação também é importante para o alerta para doenças propagadas apresentando dorOmuscular, nas articulações, náuseas e, em algunsafenômenos paciente imunização agudos, contra a oFebre Amapelo Aedes aegypti. clima facilita rela, moradores apode proliferação dos ovos do mosquitoicterícia, um sintoma que deixa a região ter hemorragia causando dossendo olhos,indicada pele e para mucosas com visitantes de áreas consideradas vetor da Dengue, Zika, Chikungunya aspecto amarelado. Não existem tratamentos médicos específicosoucontra o vírus. Geralmente o de risco dos 9 meses aos 60 anos e da Febre Amarela, enfermidade retratamento visa melhorar os sintomas e, em casos mais graves, pode haver reposição do sangue de idade alcançando eficácia de até lacionada mais recentemente a esse perdido nasOshemorragias, diálise para os rinsagudos, afetados e controle das complicações – detalha a fenômenos o paciente podegeral 97% com apenas uma dose, segundo transmissor. sintomas causados infectologista Sílvia Oliveira, do Hospital Rios D’Or. por estas doenças são similares e ter hemorragia causando icterícia, a Organização Mundial de Saúde. A acabam causando dúvida na popu- um sintoma que deixa a região dos vacina contra febre amarela, disponíolhos, pele com e mucosas com aspecto vel em saúdeé ea em algulação. Por isso, recomendável Combate ao éAedes aegypti uma – A prevenção, a eliminação dos focos daspostos larvas,deainda melhor avaliação médica para definição do amarelado. Não existem tratamen- mas clínicas particulares, é contrainforma de evitar a doença, mas a vacinação também é importante para a imunização contra a Febre tos médicos específicos contra o dicada para gestantes, mulheres que melhor tratamento a ser tomado. Amarela, sendo indicada para moradores ou visitantes de áreas consideradas de risco dos 9crianças meses aos vírus. Geralmente o tratamento visa estão amamentando, até “A maioria das pessoas infectadas 60 anos de idade alcançando eficácia de até 97% com apenas uma dose, segundo a Organização pelo vírus da Febre Amarela apre- melhorar os sintomas e, em casos seis meses e pessoas com mais de 60 graves, pode haver reposição anos – devendo senta sintomas leves como febre contra e maisfebre Mundial de Saúde. A vacina amarela, disponível em postos de saúdesere administrada em algumasa do sangue perdido nas hemorragias, menos que tenha orientação médica. cefaleia com duração média de dois clínicas particulares, é contraindicada para gestantes, mulheres que estão amamentando, crianças até dias, mas em alguns casos o quadro diálise para os rins afetados e con- Pacientes oncológicos e portadores seis meses e pessoas com mais de 60 anos – devendo ser administrada a menos que tenha orientação clínico pode ser moderado apre- trole geral das complicações”, deta- de doenças crônicas só podem ser médica. dores Pacientes oncológicos portadores de doenças crônicas só podem vacinados com a infectologista Sílvia Oliveira, do vacinados comser indicação médica, assentando musculares e nas e lha indicação médica, assim como pessoas alérgicas. sim como pessoas alérgicas. articulações, náuseas e, em alguns Hospital Rios D’Or.

Revista ABM | Fevereiro de 2018

>>> Conheça principais sintomas da Febre Amarela, Zika, Dengue e Chikungunya: Conheça ososprincipais sintomas da Febre Amarela, Zika, Dengue e Chikungunya:

34

Sintomas

Febre Amarela

Zika

Dengue

Febre

Febre alta, sempre presente

É baixa e pode estar presente

Dores de Cabeça

Sempre presente

Alta de início imediato, sempre presente Sempre presente

Dores nas articulações

Dores principalmente nas costas Ausente

Manchas vermelhas na pele Náuseas Outros sintomas...

===

Sempre presente

Pode estar presente

Dores leves que podem estar presentes Quase sempre presentes Ausente

Dores moderadas e quase sempre presentes Pode estar presente Sempre presente

Falta de apetite, pele e olhos amarelos

Coceira e vermelhidão nos olhos

Dor atrás dos olhos, falta de paladar, moleza e cansaço

Chikungunya Alta de início imediato, quase sempre presente Sempre presente Dores intensas, sempre presentes Quase sempre se manifesta Sempre presente Inchaço nas articulações dos pés, mãos, tornozelos e pulsos


ASER R O A HOCÊ QUI

V QUE

S GLÊ

QUE SEU I T A R P IN

ISER U Q O P M E T O T AN S

ZE E V TAS ISER* N A QU CÊ QU VO

QU

Você pode participar de todas as atividades que quiser, sem marcar horários ou pagar a mais por cada atividade.

O único

CLUBE DE INGLÊS do Brasil!

Pratique seu inglês como se estivesse vivendo fora do Brasil. Mais de 15 horas de conversação por semana, prática de Listening, Filmes, Reading Club, Music, Games e muito mais! Associe-se ao único clube que fornece uma experiência completa de prática do inglês o dia inteiro em diversas atividades exclusivas.

ALÉM DO NOSSO CLUBE CLUBE, TEMOS OS CURSOS:

English Now Pocket Travel

Curso de apenas 1 ano que fará você entender e falar o essencial para se comunicar bem.

O inglês rápido e prático para quem vai viajar.

www.focusidiomas.com.br /focusidiomasoficial SEJA UM FRANQUEADO

práticas e Conversation Aulas dinâmicas para treinar sua Class conversação.

Material

lúdico,

aulas com jogos, My filmes, desenhos, e muita Adventures redação brincadeira.

UNIDADE BARRA DA TIJUCA

Shopping Città America, Loja 205Q (21) 99116-4318 (21) 3563-0035 barra@focusidiomas.com.br


Revista ABM 75  

Revista ABM fevereiro 2018 - no. 75

Revista ABM 75  

Revista ABM fevereiro 2018 - no. 75

Advertisement