Page 1

CRUZEIRO DO VALE REVISTA ESPECIAL DE NATAL

CV

GASPAR, DEZEMBRO DE 2014

Edição especial do Cruzeiro do Vale retrata histórias de moradores que fazem a diferença na comunidade com voluntariado ou pequenos gestos. Atitudes são exemplos no Natal e inspiram o ano que está por chegar


A equipe do Cruzeiro do Vale deseja um Natal iluminado e um pr贸spero ano novo a todos.


Guilherme Spengler/Especial para o Cruzeiro do Vale


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

4

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

AMOR ANIMAL

DICAS

Voluntários de Gaspar driblam as dificuldades e dedicam a vida a cuidar de cães abandonados e vítimas de maus-tratos

PRESTATIVIDADE

Página 17

Filmes, livros e músicas para curtir o fim de ano

Página 44

CLIMA DE NATAL

Pais de estudantes de Gaspar comandam melhorias Página 20 em creche e escola do município.

Sorrisos infantis que encantam e garantem a magia natalina são destaques da seção Em Sociedade

Página 30

FÉRIAS

Dicas para aproveitar ao máximo o período de folga no fim do ano, seja para quem vai viajar ou para quem vai ficar na região

Página 50

EXPEDIENTE Diretor Gilberto Schmitt (Reg. Prof. 1557 - MTB/SC) Depto. Financeiro Ana Lúcia Schramm Schmitt, Gilberto Schmitt Filho /

Indianara Schmitt Depto. Comercial Maurício Rodrigues Editor-chefe Jean Laurindo (Reg.Prof. 3889 - MTB/SC)

Projeto Gráfico e Diagramação Jessé Almeida Anúncios Maria Luiza Junges

Fotografias Jean Laurindo e Jessé de Almeida Reportagens Ana C. Bernardes; Jean Laurindo; Thiago Moraes

Impressão Gráfica ZF, Blumenau Circulação Dezembro 2014


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

5

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

O REMÉDIO É SORRIR Em visitas a leitos do hospital de Gaspar, voluntárias levam alegria a pacientes e ajudam no sucesso dos tratamentos

Página 7

NATAL DECORADO Decorações natalinas feitas por morador do bairro Coloninha e loja do Centro de Gaspar iluminaram o fim do ano na cidade

Página 28

MURAL

Ações de entidades compartilham a magia do Natal nos bairros

Página 40

Editorial

Histórias de INSPIRAÇÃO O aumento da solidariedade, a preparação de missas e cultos especiais, as luzes nas ruas, nas casas e nas lojas não deixam dúvidas: é chegada mais uma época de Natal. O momento sugere uma reflexão sobre o ano que passou e propõe uma autoanálise sobre nossos comportamentos, o que fizemos de bom para nós e para o próximo nos últimos 12 meses e como podemos melhorar e engrandecer-nos no ano que está por vir. Pelo segundo ano consecutivo, o Cruzeiro do Vale apresenta a edição especial de Natal em formato de revista, agradecendo aos leitores e anunciantes pela parceria em mais um ano e convidando-os para uma leitura mais relaxante e prazerosa para se despedir de 2014.

Inspirados na ideia do escritor alemão Johann Goethe, que defendia que “um nobre exemplo é capaz de tornar fáceis as ações difíceis”, o Cruzeiro do Vale reuniu histórias de pessoas que buscam fazer a diferença de alguma forma na sociedade, com grandes ou pequenos gestos. Seja mobilizando doações de roupas, alimentos e brinquedos, levando alegria a pacientes que lutam para superar o desânimo em um hospital ou acolhendo cães abandonados, esses personagens respondem por um papel fundamental dentro de suas comunidades. São histórias que sensibilizaram a própria equipe do jornal durante a produção das reportagens e que são capazes de inspirar e motivar os leitores a fazerem ainda mais o bem no ano que está por vir.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

7

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Fotos Jessé Almeida

Tratamento a base de ALEGRIA Uma vez por semana, gasparenses levam sorrisos e brincadeiras a pessoas internadas em hospital

A

Por Ana C. Bernardes

Quem disse que doses de carinho e injeções de alegria não ajudam a recuperar a saúde? Lembrarse da vez em que uma ida ao hospital resultou em risos e boas histórias não é fácil. Pelo contrário. Geralmente, as visitas são marcadas por tristeza, dor e até lágrimas. Porém, há momentos em que os corredores são preenchidos com um pouco de cor e muita felicidade. Isso acontece quase todas as sextasfeiras no hospital de Gaspar. A cidade faz parte do roteiro do Projeto Sorriso, uma iniciativa cheia de vida e esperança, capaz de acalmar a alma e abrir largos sorrisos em pessoas que, até então, lutavam contra o desânimo.

As palhacinhas responsáveis por alegrar os pacientes são Flávia Viviane da Silva, 31 anos, e Daiana Oneda, 27, mais conhecidas como doutora Bolinha e doutora Pinheirinha. Acompanhamos uma das visitas ao hospital de Gaspar. Cheias de bolsas, acessórios e maquiagens, Flávia e Daiana mal chegaram e já começaram a se arrumar em um banheiro da recepção. Sorridentes, pareciam conhecer toda a equipe. Em menos de 15 minutos, as jovens deram lugar às doutoras do Projeto Sorriso. Peruca, óculos, instrumentos musicais e balões integravam o figurino das palhacinhas, que seguiram para alegrar os 15 pacientes internados.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

8

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Missão:distribuir SORRISOS “Amo fazer parte desse projeto e não acho que um dia deixarei esse grupo. Minha participação não tem data de validade”. A frase é de Daiana, que, sorrindo, expressa o amor que sente por passar carinho e amor adiante. O trabalho voluntário dela e de Flávia é realizado com a mesma alegria encontrada nos pacientes. Apesar de rápidas, as visitas em cada leito são capazes de animar o dia de todos. “É um trabalho muito bonito, admirável. Doar-se para o outro é difícil, mas, ao mesmo tempo, é necessário”, afirma Paulo César de Moraes, que conheceu as doutoras enquanto estava internado. As visitas são marcadas por brincadeiras, piadas e conversas rápidas com as palhacinhas, que chegam a tocar e cantar as músicas preferidas dos pacientes. Ao final, todos os pacientes ganham um cachorrinho de balão feito na hora por elas. “Elas conseguiram alegrar um pouco o meu dia. Acabamos ficando um pouco sozinhos aqui e isso é triste. Receber a visita de pessoas tão animadas ajuda na recuperação”, afirma Carlos Fernando Ferreira, que esteve internado para uma cirurgia no pé. A alegria também se espalhou pelo quarto de Andréia de Fátima Rodrigues, que se tornara mãe poucas horas antes. “Um pouco de ânimo nunca é demais, não importa a ocasião. Fiquei muito feliz pela visita”, ressalta.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

9

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Com vocês,

BOLINHA E PINHEIRINHA

Doar-se ao próximo é, acima de tudo, um gesto de amor. E, para Flávia e Daiana, o sentimento é a justificativa para continuar se dedicando ao Projeto Sorriso. Flávia faz parte do programa há mais de seis anos, enquanto Daiana participa há pouco mais de quatro anos. Elas são as únicas da cidade que ainda participam ativamente, embora alguns voluntários gasparenses já tenham participado. Fora dos hospitais, Flávia é professora e Daiana, educadora física. Os nomes de Bolinha e Pinheirinha foram escolhidos quando entraram no projeto. “Escolhi esse, afinal temos que rir dos nossos próprios defeitos, não é?”, brinca a doutora Bolinha. Já Daiana foi ‘batizada’ por um dos primeiros pacientes visitados. “Eu ainda não tinha escolhido um nome e um homem que estava internado disse que eu era muito alta e, por estar com um chapéu bem chamativo, era uma Pinheirinha. O nome ficou até hoje”, conta. Entre as histórias já vividas no projeto, Flávia destaca uma em especial. “Entramos em um quarto em que um menino estava deitado e outro sentado. Brincamos, conversamos e, depois de um tempo, o menino que estava deitado saiu do quarto e a mãe dele chorou. Perguntamos por que e ela disse que o filho não havia levantado o dia inteiro devido à febre, mas, para nossa surpresa, a febre havia passado. Isso me leva a crer que nosso trabalho faz a diferença”.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

10

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Bondade que SALVA Rápida, simples e vital, doação de sangue é atitude que pode dar oportunidade de renascimento a pacientes

T

Por Thiago Moraes

“Nunca se sabe quando alguém pode precisar”. Esta é a expressão que melhor justifica o ato de doar sangue na opinião de Sílvio de Moura, 45 anos, morador do bairro Santa Terezinha, em Gaspar. Doador desde 2001, o gasparense se rendeu ao hábito depois de ver a esposa precisar de uma transfusão por complicações no parto. Hoje, Sílvio visita o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina, o Hemosc, em Blumenau, duas vezes ao ano. “Senti na pele a dificuldade de conseguir um banco de sangue para minha esposa. Nesses 13 anos, fui ganhando cada vez mais consciência. Doar deveria ser uma rotina na vida das pessoas. Muitos pensam só em si mesmo, quando deveriam pensar no próximo”, opina. Não poderia haver um roteiro melhor na vida de Eliete Stein, 54 anos, moradora de Blumenau. Doadora há sete anos, a dona de casa vai ao Hemosc com a alegria de uma criança que visita um parque de diversões. O compromisso com a doação de sangue também chegou à filha, Anna Maria Stein. “Sinto uma alegria imensa cada vez que venho doar”, conta. Moradora de Rio dos Cedros, a 55 quilômetros de Gaspar, Liliane Mara da Silva Wanser, 36 anos, fez a primeira doação no mês de novembro, no Hemosc de Blumenau. Liliane é funcionária de uma empresa que faz caravanas para doações conjuntas. “Bate uma ansiedade, mas a sensação é prazerosa, de satisfação e dever cumprido”, garante.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

11

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Fotos Jean Laurindo

Doações regionais mostram relatos de conscientização e são centralizadas no Hemosc de Blumenau

Doações individuais fazem a DIFERENÇA Juntamente com os meses de junho e julho, o verão é a época do ano em que há maior necessidade de doadores. “Existem parcerias com empresas para doações coletivas, mas o que faz a diferença é aquele doador do dia a dia que se prontifica”, ressalta a assistente de captação do Hemosc de Blumenau, Crislaine Ebel. A técnica de enfermagem Daniella Lemos está habituada a lidar com todo tipo de doador, desde os mais experientes até os novatos. “A ansiedade é um dos fatores que complica, por isso procuramos levar o doador a um clima de relaxamento”, salienta. O tempo médio da coleta de sangue varia entre seis e 10 minutos, mas pode chegar a 15. “Para uma possível próxima doação, os homens podem retornar depois de 60 dias, enquanto as mulheres, após três meses”, observa.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

12

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Medula óssea: GENEROSIDADE pode ir além O transplante de medula óssea é a única esperança de cura para milhares de portadores de leucemia e algumas outras doenças do sangue. Qualquer pessoa com boa saúde entre 18 e 55 anos pode doar. A medula é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções e se recompõe em apenas 15 dias. Segundo dados do Hemosc, a chance de encontrar uma medula compatível pode chegar a uma em um milhão. Para

atender aos pacientes, são organizados Bancos de Doadores de Medula Óssea, cuja função é cadastrar pessoas dispostas a doar. Quando um paciente necessita de transplante, esse cadastro é consultado. Se for encontrado um doador compatível, ele é convidado a fazer a doação. O cadastro de amostra para o banco de medula óssea é bastante rápido e também pode ser feito no Hemosc.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

14

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Fotos Jean Laurindo

Missionárias do BEM J

Por Jean Laurindo

Braço social da Paróquia São Pedro Apóstolo promove formação profissional e elabora ações sociais para famílias carentes

Poucas instituições representam tão bem a vocação para a ajuda aos mais necessitados quanto as igrejas. No caso da Paróquia São Pedro Apóstolo, do Centro de Gaspar, esse trabalho é canalizado pelas equipes de voluntários da Pastoral da Criança e, principalmente, da Conferência Vicentina. Fundada em 1952 e hoje com 35 voluntários, a Conferência Vicentina divide a atuação em duas frentes. Uma delas é a formação profissioal. Parcerias com o governo federal, que oferecem cursos de costura industrial e modelagem, do Pronatec, e com instituições como o Rotary Club e o Senac, que resultaram nas turmas do programa Menor Aprendiz, são as estratégias para “não só dar o peixe, mas ensinar a pescar”, segundo a presidente Jocenira Waltrick (ao

centro da foto). A outra vertente de atuação da Conferência Vicentina em Gaspar é a assistencial. A cada 15 dias, famílias carentes, em grande parte mapeadas em visitas da Pastoral da Criança, recebem doações de alimentos e roupas, que diariamente chegam à Conferência pelas mãos das mais diferentes pessoas da cidade. As ajudas favorecem pessoas que passam por dificuldades e permitem que elas possam superar momentos adversos, como períodos de frio intenso, tragédias climáticas ou casos de doenças graves. “Sempre friso aos nossos voluntários que somos missionários do bem, sempre olhando para aquelas pessoas e atendendo-as sem distinção de credo, cor ou status social”, ressalta Jocenira, à frente da instituição desde 2001.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

15

APOIO espitirual entre os Luteranos Na Paróquia Evangélica de Confissão Luterana de Gaspar, a preocupação social permeia o trabalho dos grupos infantil e de casais, que arrecadam produtos para doar a famílias menos favorecidas. A maior carga de ações nessa área, porém, fica com a Ordem Auxiliadora das Senhoras Evangélicas, a Oase, que promove visitas a comunidades carentes e se reúne duas vezes ao mês para orar e discutir formas de ajudar essas pessoas. Outro trabalho que conta com a ajuda dos luteranos é a Casa de Recuperação Novo Rumo, no bairro Arraial. A instituição foi fundada em 1998 e hoje conta com 12 internos, que recebem palestras e trabalham no trato com animais e na horta comunitária enquanto passam por tratamento contra o vício em álcool ou drogas. “Nosso maior drama hoje é o financeiro, daí a importância das ajudas da Igreja Luterana e também de outras igrejas, instituições e pessoas que colaboram conosco”, ressalta o responsável, Gert Ingo Hausmann, 59 anos. “O que também percebemos com esses trabalhos é a necessidade do que chamamos de apoio espiritual para confortar essas pessoas, sobretudo as que já estão acamadas”, pontua o pastor Gilmar Finken Zacomelli (foto), há um ano à frente da Paróquia Luterana de Gaspar.

JORNAL CRUZEIRO DO VALE


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

16

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Culto para DOAÇÕES na Assembleia de Deus A Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Gaspar, IEADG, também conta com uma equipe responsável pelo trabalho de assistência social. Famílias evangélicas que passam por dificuldades como doenças ou desemprego recebem doações de alimentos e também acompanhamento espiritual por parte dos fiéis e pastores. Uma vez por semana, a igreja promove o Culto das Primícias, em que os fiéis da Assembleia de Deus doam alimentos que são organizados e distribuídos pelos voluntários às famílias necessitadas. Por mês, são arrecadados cerca de mil quilos de alimentos. Em 2008, a igreja também serviu como ponto de distribuição de roupas e cestas básicas doadas após a calamidade de novembro. O pastor-presidente da IEADG, Oséias Morlo, ressalta que a preocupação com a ajuda aos menos necessitados faz parte do dia a dia dos fiéis e da igreja. “É algo bíblico. Cristo disse que nunca devemos nos esquecer da beneficência e esse é um ensinamento seguido à risca”, pontua.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

17

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Fotos Jean Laurindo

AMORES de quatro patas Tratando cada cachorro pelo nome, Rogério exalta pureza do amor dos cães e revolta com casos de crueldade

A

Por Ana C. Bernardes

Um pedido de carinho e um pouco de atenção. Se atendido, a retribuição será gratificante: amizade e companheirismo eternos. Há quase 20 anos, Rogério da Silva conquista o amor de centenas de cães que ele resgata das ruas. Como recompensa por todos esses anos de extrema dedicação, o gasparense recebe doses de carinho diárias. Ao lado de sua família formada por 120 filhos de quatro patas, ele é a prova de que ações voluntárias e amor e respeito ao próximo deixam a vida melhor e mais feliz. Junto da esposa, ele passa os dias cuidando dos animais,

que vivem no terreno da sua casa e em uma área ao lado comprada especialmente para abrigá-los. “É impossível explicar o carinho que eles transmitem. Todos têm uma pureza e um jeito de amar que nenhuma pessoa consegue ter. E pra isso eles não pedem nada em troca”, destaca. A admiração pelos filhos de estimação é visível no olhar e no jeito de chamar os cachorros. Cada cão possui um nome diferente, sempre lembrado na ponta da língua por Rogério: Dalila, Max, Lucas, Negrita, Sansão, entre tantos outros. Cada um especial à sua maneira.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

18

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Amorimpede DOAÇÕES Apesar do grande número de cachorros, o gasparense dificilmente doa os animais. Isso porque, segundo ele, muitas vezes os novos donos não dão toda a atenção e carinho que eles precisam. Além disso, é claro, o apego pesa bastante nessas horas. “Aqui eu sei que eles estão bem, felizes e bem tratados. É difícil cuidar de tantos, mas é muito melhor enfrentar essas dificuldades do que vê-los jogados por aí, maltratados”. A maioria dos cachorros de Rogério sofreu maus-tratos e foi resgatada da rua. Entre os casos que o emocionam e o deixam indignado, estão os de cachorros que foram jogados em sacos de lixo no rio, amarrados com arame e até queimados. “O que um cachorro pode oferecer de perigo a uma pessoa? Nada. Não entendo o que faz alguém abandoná-los ou maltratálos desse jeito. As pessoas precisam pôr a mão na consciência e ter mais amor e humanidade com os cães”.

Em PRIMEIRO lugar Desde que passou a cuidar dos animais, Rogério tem como prioridade de vida cuidar de todos da melhor maneira. Todos os dias, acorda antes das 6h para começar a alimentar e limpar o espaço dos cães. Ao mesmo tempo em que faz esse trabalho, faz o que considera mais importante: brincar e oferecer amor aos 120 cachorros. “O dono é que faz o seu cachorro. Os meus são todos

carinhosos e dóceis, independentemente da raça, pois são tratados dessa maneira”, conta. Para alimentar todos, são necessários 120 quilos de ração semanalmente. Grande parte dos alimentos é doada por pessoas da comunidade, porém há épocas em que as doações diminuem e ele precisa comprar os alimentos. “O amor supera todos esses desafios”, frisa.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

VOLUNTARIADOanimal tambémnobairroLagoa A história de Rogério não é a única no município. O casal Sandra e Paulo Estevão também dedica suas vidas e seus dias aos cachorros. O trabalho voluntário já é realizado há mais de 20 anos e hoje eles possuem 127 cães. Mesmo com todas as dificuldades já encontradas, como falta de estrutura e de doações, o casal nunca pensou em desistir. “Pelo contrário, os desafios nos dão uma força ainda maior. Tem gente que não entende todo esse amor e essa vontade de ajudar, mas é algo muito forte”, afirma Sandra. No abrigo, os moradores do bairro Lagoa já chegaram a ter mais de 130 cães, mas muitos foram doados a pessoas que estão dispostas a cuidar dos bichinhos. Muitos dos cães que estão sob a responsabilidade deles são abandonados em frente a sua casa, outros são encontrados pela cidade e alguns sofreram maustratos. Todos os cachorros do casal, assim como os de Rogério, são tratados com o carinho dado a um filho e o tempo dedicado a eles é a melhor parte dos dias do casal. “A gente vive para isso, sabemos do tamanho da nossa responsabilidade. Eles são nossos filhos”, enfatiza Paulo.

19

JORNAL CRUZEIRO DO VALE


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

20

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

LEOCIR arrecadou tintas e, com a ajuda da família, pintou o ginásio da escola Arnoldo Agenor Zimmermann Fotos Jessé Almeida

Com as cores da PRESTATIVIDADE T

Por Thiago Moraes

Pais de alunos dão exemplo em reformas de pintura de escolas e cheche mostram que participação pode beneficiar e inspirar comunidades escolares

Alunos matriculados na escola Arnoldo Agenor Zimmermann, no bairro Bela Vista, e no CDI Vovó Lica, na Margem Esquerda, foram beneficiados com atos de consciência e muita boa vontade. Dois casais com filhos matriculados nos educandários tiveram a proatividade de não esperar por melhorias nas escolas por meio do poder público e, com empenho pessoal e apoio de empresários, alcançaram o objetivo de proporcionar aos alunos e à comunidade escolar um ambiente de ensino melhor e mais arejado. Presidente da Associação de Pais e Professores da escola Arnoldo Agenor Zimmermann, no Bela Vista, Leocir dos Santos tem uma missão na vida: dar exemplo à família. Com vocação para a liderança, ele reagiu com atitudes práticas à queixa da filha de que a quadra da escola permanecia sem pintura. Durante mais de um ano, Leocir,

que trabalha com pintura de ginásios esportivos, arrecadou com empresários e fornecedores conhecidos 10 latas de 12 litros de tinta especial para quadras. O valor total dos materiais ultrapassa a casa dos R$ 2.500. Com as doações em mãos, em maio do ano passado o presidente da APP dedicou quatro dias para pintar o espaço de esportes dos alunos, com a ajuda da esposa e de um sobrinho. “Moro no Bela Vista há 10 anos e tenho como prioridade dar exemplo à minha filha, que estuda aqui no Agenor. Ver os mais de 800 alunos praticando esportes e os professores ensinando os estudantes no ginásio agora pintado é algo que causa ter uma sensação ímpar, maravilhosa”, conta Leocir, que complementa com um recado: “os pais precisam se mobilizar mais em favor das escolas. Somos muito fortes quando nos engajamos em fazer algo em benefício da comunidade escolar”, ressalta.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

CDIVOVÓLICA

Quem passa em frente ao CDI Vovó Lica, no bairro Margem Esquerda, nota algo diferente. Boa parte do colégio ganhou novas cores e formas. As pinturas também fazem parte de um gesto de participação na vida escolar dos pais da pequena Maria Clara Dias, de 3 anos, Graziani Proêncio e Edna Dias. “A sensação é extremamente prazerosa, especialmente quando se vê o antes e o depois. A alegria das mais de 200 crianças e a gratidão dos professores e funcionários é algo impagável”, afirma a integrante da Associação de Pais e Professores, APP, do Vovó Lica, Edna Dias. De acordo com Edna, os pais do CDI Vovó Lica ajudam com contribuição voluntária por meio da APP. “Os pais são informados por meio de bilhetes nos cadernos das crianças da melhoria em questão, e os pais voluntários se prontificam a ajudar”, conta Edna. De acordo com Edna, a pintura realizada na creche aconteceu nos finais de semana, e ela e o marido se dispuseram a realizá-la voluntariamente. “Desejamos, inclusive, fazer a doação de mão de obra junto com algumas tintas para pintura interna das salas”, declara Edna, que mantém com o marido, uma empresa que também atua em pintura de prédios e edifícios, a Tecno Revest.

21

JORNAL CRUZEIRO DO VALE


22

REVISTA ESPECIAL DE NATAL

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Fotos Jessé Almeida

O presente é RETRIBUIR A

Gasparense instigou convidados de aniversário a adotarem 55 cartas da campanha Papai Noel dos Correios Por Ana C. Bernardes

“Depois de um tempo, a gente percebe que não tem mais nada a receber, pelo contrário, só temos a dar”. As palavras são de Rafael Lessa que, próximo de completar 30 anos, decidiu ajudar pessoas em vez de simplesmente ganhar presentes. O ato solidário, porém, teria que ser especial, assim como a idade que estava prestes a comemorar. Após buscar algumas maneiras de fazer isso, o jovem encontrou um projeto capaz de ajudar diversas crianças e reacender o espírito natalino de amor e solidariedade: o Papai Noel dos Correios. O aniversário de Rafael foi celebrado no dia 26 de novembro. Os preparativos, porém, iniciaram quase um mês antes, quando a agência dos Correios de Gaspar deu início à distribuição para adoção das 300 cartinhas

de crianças de unidades de ensino da cidade. Desde o começo, o objetivo do gasparense era ressaltar a importância do projeto e fazer com que outras pessoas também participassem. Foi por esse motivo que ele optou por pegar 55 cartinhas e entregar uma para cada família convidada para sua festa de aniversário. Juntamente com o convite para o evento, estava a carta e o aviso de Rafael, que informava não querer presentes e sim que o convidado adotasse a carta da criança e atendesse ao pedido de Natal. Todos os desejos foram atendidos. No dia em que realizou a festa de 30 anos, Rafael recebeu uma pilha de presentes que, dessa vez, não seriam abertos por ele.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

23

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Incentivo à ALEGRIA das crianças “Muitas vezes queremos ajudar, mas não temos a oportunidade. Quando conheci esse projeto tão bonito, não tive dúvidas de que deveria espalhá-lo às pessoas. Todos os convidados adoraram a ideia e pediram mais cartinhas”, conta. Essa foi a primeira vez que Rafael decidiu apoiar o projeto, porém ele já existe em Gaspar há quase 15 anos. O Papai Noel dos Correios é uma forma de ajudar crianças que, muitas vezes, não têm a chance de receber presentes no Natal. Conforme explica a gerente da agência dos Correios de Gaspar, Veneranda Oliveira, a campanha estimula a redação de cartas manuscritas e incentiva a solidariedade. Em Gaspar, as cerca de 300 cartinhas ao Papai Noel escritas por crianças de uma escola e uma creche puderam ser adotadas até 28 de novembro. Os padrinhos tiveram que atender aos pedidos das crianças e entregar o presente na agência. Eles não chegam a conhecer a criança, já que a equipe dos Correios é quem faz a entrega. Nesta edição, a maioria das crianças pediu brinquedos e materiais escolares. Mas houve exceções. “Li uma carta em que a criança agradecia a vida que tinha e pedia uma cesta básica para a família. É emocionante poder ajudar pessoas assim”, conclui a gerente.


Jean Laurindo

Magia e SENSIBILIDADE em Ilhota J

Por Jean Laurindo

Pedidos ao Papai Noel, apresentações musicais e doações de brinquedos. Essas foram as principais atrações oferecidas a cerca de 200 famílias atendidas pela Assistência Social de Ilhota. Uma ação de Natal realizada no dia 10 de dezembro buscou oferecer uma noite de lazer, no melhor espírito natalino, a crianças da cidade que nem sempre têm a oportunidade de participar de uma celebração de Natal. Nos braços do Papai Noel, as crianças faziam pedidos, ganhavam balas e não escondiam a alegria. Acompanhando filhos e netos, os pais puderam assistir as

Moradores atendidos pela Assistência Social tiveram uma noite especial

exibições do Coral da Univali e do Grupo de Violino do Cras do Gaspar Mirim. Antes das apresentações, um coquetel foi servido às famílias. Quem foi assistir ainda pôde doar brinquedos, que foram destinados pela Assistência Social a crianças de famílias mais necessitadas. “Foi muito legal, minha família de 9 anos aproveitou muito. As ações aqui da equipe de Assistência Social nos ajudam muito a educar os filhos, a ter mais paciência. Melhora muito o relacionamento em casa, com a família”, afirma Veronica Almerinda da Silva dos Santos, 40 anos, moradora do bairro Missões.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

25

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Símbolo de GENTILEZA Gestos de pessoas como a aposentada Juvelina alegram e levam reconhecimento a coletores de lixo

J

Por Jean Laurindo

De janeiro a dezembro, os 17 garis que trabalham na coleta do lixo em Gaspar enfrentam o calor, a chuva, o cansaço e outras dificuldades para fazerem os seus trabalhos. No caminho, a gentileza de alguns moradores ajuda a enfrentar a rota. Durante o fim de ano, porém, o trabalho ganha dias mais leves e alegres graças a gestos de alguns moradores, que se lembram dos coletores com votos de felicidade e até presentes. São pessoas como a aposentada Juvelina Gomes, 72 anos, do bairro Sete de Setembro. Quando chega dezembro, ela costuma ir ao supermercado e comprar cestas com chocolates, bebidas e outros mimos para entregar à equipe da coleta de lixo. “É um serviço tão complicado, que ninguém gostaria de fazer, não é? Então por que não dar uma coisinha para eles, pelo menos no fim do ano?”, reflete a moradora. A atitude inspira até mesmo vizinhos, que também passaram a presentear a turma da coleta de lixo nos últimos anos.

Jessé Almeida

“A equipe costuma se sentir valorizada com atitudes como essas. A cabine na época de Natal sempre volta com algum presente e isso deixa todos contentes”, confirma o encarregado da empresa Say Muller, responsável pela coleta, Ademir Ankler. Além das doações de moradores, a empresa também promoveu uma confraternização de fim de ano e distribuiu brindes e presentes. A firma ainda adotou uma cartinha da campanha Papai Noel dos Correios.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

26

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

BONDADE além dos obstáculos Desde 2001, grupo Amigos do Papai Noel distribuir balas, doces e afeto nas ruas de Gaspar

T

Por Thiago Moraes

Fazer o bem sem esperar nada em troca. Assim agem os integrantes do grupo Amigos do Papel Noel, fundado em 2001. Anualmente, eles distribuem balas e pipocas a crianças, idosos e famílias das comunidades de Gaspar, além de espalharem pela cidade um espírito de alegria e afeto. Usando um veículo de menor porte para chegar a ruas de difícil acesso, o grupo se sente valorizado ao ouvir frases como “vocês são os únicos que passam em nossa rua”. “É muito gratificante fazer esse trabalho. O empenho de todos os integrantes é fundamental, pois a organização começa já em outubro”, destaca Paula Roberta Avosani, integrante e uma das organizadoras. A ideia da ação surgiu há 15 anos, em uma confraternização de Natal na área de lazer da rua Niterói, no bairro Margem Esquerda. “As arrecadações feitas pela associação de moradores foram aumentando e foi possível estender a outros bairros”, conta Paula. Atualmente, o grupo conta com oito membros: dois que se vestem de Papai Noel, um motorista e cinco ajudantes.

Divulgação

Forçacoletiva Com a sensação de gratidão recebida das comunidades, o grupo reconhece a importância que as pessoas dão à data natalina. “Não importa a idade ou a classe social, todos gostam dessa época. Com patrocínio dos próprios integrantes e com doações, conseguimos comprar balas e pipocas diretamente de fábrica. O grupo é limitado e ajudas sempre são bem-vindas”, pontua Paula. Neste ano, a ação ocorreu nos dias 13 e 14 de dezembro.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

27

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Uma DOÇURA de Natal Com experiência de 40 anos com doces, Conceição conta com a ajuda da filha e outros funcionários no preparo dos doces natalinos

J

Por Jean Laurindo

Natal combina com reflexão, com solidariedade, mas também com casa de vó, com presentes, com ceia e com docinhos. Uma das principais tradições na região são os docinhos de Natal, decorados com cobertura de açúcar glacê e cortados em formatos de estrela, bota de Papai Noel ou árvore de Natal. A forte procura pelos docinhos de Natal nos últimos meses do ano faz acelerar a produção de Maria Conceição Pombal, 60 anos, a dona Conceição. Há 40 anos, ela trabalha na produção de doces responsáveis por atrair compradores de diversas cidades da região. Nos últimos anos, os doces de Natal passaram, inclusive, a integrar as prateleiras durante todos os meses. “Antes a procura era mais na época de Natal, mas agora é o ano todo”, conta. Na cozinha, dona Conceição tem a ajuda da filha Carla Cerqueira Pombal, 32, e outros quatro profissionais. Por dia, a produção de doces de Natal chega a 50 quilos ou, quando o trabalho se concentra nos doces amanteigados, como casadinhos ou folheados, pode chegar a 100 quilos ao dia. “Os doces de Natal são mais trabalhosos, vão duas vezes ao forno, é preciso cortar, pintar, secar. Mas o resultado vale a pena, os clientes costumam gostar e elogiar muito”, orgulha-se. A receita, diz dona Conceição, é de origem alemã, de décadas atrás, e ganhou fama na região. Os doces são vendidos em pacotes de meio quilo em um posto no número 9.507 da rodovia Jorge Lacerda, no bairro Pocinho, entre Gaspar e Ilhota, e também em feiras livres de Itajaí, Camboriú, Curitiba e Florianópolis. “Principalmente na época de verão, vem gente de todas as cidades atrás dos docinhos. É gratificante, os doces realmente têm muito a ver com o Natal”, conta, orgulhosa, dona Conceição.

Jean Laurindo


Fotos Jessé Almeida

TRADIÇÃO de enfeitar o lar CASA de Francisco e Maria Regina ganha colorido especial todos os anos com decoração natalina. Residência serve de cenário para o morador, que se veste de Papai Noel para animar o Natal da cidade

J

Por Jean Laurindo

De paraquedas, uma pequena tropa de papais noéis se sustenta no teto. Abaixo deles, guirlandas, pisca-piscas, enfeites variados e um grande presépio compõem o cenário da casa de Francisco Vanzuita, 71 anos, e Maria Regina Vanzuita, 68, na rua Dr. Nereu Ramos, bairro Coloninha. No interior da casa, o tradicional pinheiro na sala, presentes espalhados pelo chão, cortinas, toalhas e enfeites natalinos reforçam ainda mais a temática. Como fazem há várias décadas, Francisco e Maria Regina se dedicaram para enfeitar a moradia e foram escolhidos como os vencedores da segunda edição da campanha Natal Decorado, promovida pela CDL e pelo Cruzeiro do Vale, na categoria casa. Como vencedores, Francisco e Maria Regina ganham um fim de semana no Fazzenda Park Hotel. O amor pelo Natal e o costume de enfeitar a casa começaram há mais de 40 anos, ainda em Gaspar. Mais tarde, o casal morou em Joinville e a experiência só aumentou o hábito dos enfeites natalinos. “Morávamos na rua do Papai Noel e lá todos os moradores decoravam muito suas casas. Quando voltamos para Gaspar, em 2006, continuamos essa tradição”, conta Maria Regina. A maior parte das luzes e enfeites o

casal já possui e, quando chega outubro, começa o trabalho de organização e instalação. “Às vezes a gente demora um pouco e as pessoas já perguntam: ‘não vai ter Papai Noel esse ano’?”, conta Francisco.

Feliz Natal e boa viagem Embora a cada ano a decoração feita pelo casal chame mais a atenção, a marca registrada de seu Francisco é mesmo a fantasia. Vestido de Papai Noel, ele se senta em frente de casa, na margem da rodovia. Motoristas que passam pelo local buzinam, tiram fotos e param para cumprimentar e conversar. As crianças não perdem tempo e recebem balas e entregam cartas. “Não conseguimos atender a todas, mas fazemos o possível”, conta Francisco. “O que mais nos marca é quando as crianças pedem saúde, comida ou emprego para os pais”, completa Maria Regina.


Safira BRILHA na decoração A decoração de Natal invadiu também a Relojoaria e Óptica Safira, no Centro de Gaspar. Com uma megaárvore no interior da loja e mais vários pinheiros, guirlandas e enfeites na vitrine e nas prateleiras, a loja foi a vencedora da segunda edição da campanha Natal Decorado na categoria loja. Um presépio de frente para a porta também é uma atração à parte, responsável por chamar a atenção e encantar os clientes. Fundada há cinco anos e hoje com sete funcionárias,

a cada Natal a loja incrementa novos elementos na decoração, que já começa a ser montada em outubro. “Os clientes vêm fazer fotos, perguntam se a árvore está à venda, elogiam o presépio, às vezes entram apenas para ver a decoração. Ficamos muito felizes, porque fazemos justamente para valorizar os nossos clientes”, conta a proprietária Graziela Vieira. Como vencedora da categoria loja, a Safira também será premiada com um fim de semana com acompanhante no Fazzenda Park Hotel.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

EM SOCIEDADE Especial de Natal I

30

JORNAL CRUZEIRO DO VALE MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Por Indianara Schmitt

Em nossas MEMÓRIAS Quando nos aproximamos de um novo ano, os acontecimentos dos últimos 365 dias passam em nossas memórias como se tivessem acontecido há pouco. São histórias, momentos e pessoas que fazem o ano ter valido a pena. Que o ano que se inicia seja repleto de amor. E que a página Em Sociedade continue registrando os momentos de alegria de todos os nossos leitores.

Larissa Coradini, 8 meses. Pais: Fábio e Silvana B. Coradini

Ana Clara, 10 anos; Izabela, 8 anos; e Rafaela, 4 anos. Pais: Caroline e Rafael Zermiani

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Hora de AGRADECER! Os agradecimentos pelo ano mais do que produtivo são estendidos aos estúdios fotográficos, às famílias e a cada leitor do Cruzeiro do Vale. Obrigada a vocês, que contribuem para que a página Em Sociedade seja sempre bem-vista.

Sofia Gabrieli, 6 meses. Pais: Fabiano da Silva e Carla de Oliveira

Sophia Farias da Costa. Pais: Gilson Pedro da Costa e Francieli Farias de Sabino

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

STOLLMEIER FOTOGRAFIAS

Cheios de ENCANTO Caras, bocas, sorrisos e expressões. Todos esses gestos fazem a última edição do ano ser ainda mais especial. Os donos dessas ações são crianças, que deixam tudo ainda mais atraente e divertido. Encontre seus conhecidos. Sorria e se encante! Nas próximas páginas, você confere os lindos bebês que fazem da Revista Cruzeiro do Vale um verdadeiro presente de Natal feito especialmente para você! MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Lorenzo Rafael Vieira, 6 meses. Pais: Rafael Rodrigo Vieira e Camila Grabrieli Bornhausen

Henrique, 1 ano. Pais: Vanderlei Mendes e Jéssica Daiane Lana MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Eduardo Delfes, 2 meses. Pais: Thiago e Débora Delfes

João Gabriel, 7 meses, e Débora Milena, 11 anos. Pais: Valmir Floriano e Graziela Candia ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Julia Flores, 4 meses. Pais: Paulo Flores e Lisiane da Luz

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Eduarda Alice, 9 meses. Pais: Édio Donizete e Lidiane Colzani


REVISTA ESPECIAL DE NATAL ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Beatriz, 10 meses. Pais: Sigmar Hermann e Leia Samora

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Emily A. Saes, 3 anos. Pais: Marcio Saes e Marcia Ferreira

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Helena ,1 mês. Pais: João Quintino Soares Neto e Morgana Andrieli

JORNAL CRUZEIRO DO VALE MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

CINE FOTO MARY

Davi Fagundes, 11 meses. Pais: Silverio e Jeani Fagundes STOLLMEIER FOTOGRAFIAS

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Yasmin Rodrigues Sardo. Pais: Esmael Sardo e Poliana S. Rodrigues

31

Lorenzo, 2 anos e 4 meses, e Júlia, 3 meses. Pais: Anderson e Tatiane Meis MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Leticia, 4 anos, e Igor, 2 anos. Pais: Nain e Josiane Barbieri

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Gabrieli Reinert, 9 meses. Pais: Adriel e Elisangela Reinert

Bernardo Krieger, 1 ano e 6 meses. Pais: Hubert Krieger e Milena Weinrich ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Maria Eduarda, 3 anos. Pais: Manoel e Zilda Maria Giacomoni

ARQUIVO PESSOAL

Eduarda R. Wippel, 1 ano. Pais: Carlos Eduardo Wippel e Adriana Reinert


REVISTA ESPECIAL DE NATAL ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Isabeli Sansão, 3 meses. Pais: Gilson Sansão e Fabiana Nicoletti ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Jenifer Linhares, 2 anos. Pais: Valmir e Marileia Linhares ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Matheus, 8 meses. Pais: Rodrigo Moretti e Diessica Patrícia

IVAN CORRE A FOTOGRAFIA

Otávio Siemann, 1 ano. Pais: Evandilson e Camila Siemann MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Bernardo Miyamoto, 1 ano. Pais: Leonardo e Hellen Miyamoto IVAN CORREA FOTOGRAFIA

Enzo Raber, 1 ano. Pais: Marcel e Eliane Raber

32

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Benício, 1 ano e 5 meses. Pais: Adriano Pedro Garcia e Geisa ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Caroline Zabel, 6 anos. Pais: Edson e Sabrina Cunha Zabel ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Ana Beatriz, 2 anos. Pais: Rodrigo Fávio e Patrícia Dalabeneta

Rafaela da Silva, 1 ano e 11 neses. Pais: Alexandre da Silva e Gislaine de Carvalho ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Mikaeli G. da Costa, 4 anos. Pai: José da Costa Madrinha: Anelita da Costa

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Julia B. Muller, 7 meses. Pais: Tiago Muller e Fernanda Borges


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Nicolas Guzati. Pais: Vonerio da Silva e Franciela Guzati MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

33

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Joaquim Buch, 6 meses. Pais: Fabrício e Simone Buch ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Bianca Carolina. 1 ano. Pais: Maicon Léo e Adriana da Silva

Johann Sebastian, 6 meses. Pais: Everson Marcos e Jaqueline Longes Kollrss

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Isabeli Sansão, 3 meses. Pais: Gilson e Fabiana Sansão MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIA

Julia Aimé, 2 anos. Pais: Itacir Pereira da Silva e Aimé dos Santos MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

João Pedro, 6 meses. Mãe: Ana Paula Dellandrea

Luiz Henrique, 8 meses. Pais: Cleber e Joice Dias Hostins

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

ARQUIVO PESSOAL

Eduardo de Oliveira, 5 meses. Pais: Elton Bento e Joicy de Oliveira ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Victor Hugo, 5 meses. Pais: Kleber e Leila Wan-Dall

Mateus Bertoldi, 6 meses. Pais: Marcelo e Amanda C. Koehler Bertoldi

Isadora Mafra. Pais: Maicon Mafra e Greice Cristina Buzzi IVAN CORREA FOTOGRAFIA

Enzo da Luz. Pais: Jeferson da Luz e Regiane Alves ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Nicoly Testoni, 2 meses. Pais: Thiago e Letícia Horn Testoni

Lara Valentina Correa, 3 anos e 6 meses. Pais: Ivan Correa e Geysa Steinhauser


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Gustavo Levi Gomes de Sá. Pais: Edenilto e Gisele Ana de Sá ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Ketlyn K. de Lima, 5 meses. Pais: Juliano de Lima e Jéssica S. Bortolin

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Lucas Schmidt, 8 meses. Pais: Marcelo e Patrícia Lana Schmidt MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Rafael Amaral, 10 meses. Pais: Vlandimar e Raquel Amaral

34

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Maria Isabel, 4 meses. Pais: Fernando e Clara Neves MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Mariana, 10 meses, e Juliana, 7 anos. Pais: Thiago Lima e Silvana

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Izabella B. Simas, 3 anos e 9 meses. Pais: Rui e Iza Simas ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Luiz A. Roncalho, 5 meses. Pais: Carlos A. Roncalho e Maria Taís da Silva

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

José Henrique, 1 ano. País: Sidnei Hostin e Adriana Bozio


REVISTA ESPECIAL DE NATAL MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Alice Scottini da Silva, 1 ano. Pais: Andr茅 Luis da Silva e Vanessa Scottini ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Pedro Thiago, 3 anos. Pais: M么nica e Rubens de Carvalho

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Miguel Miranda, 9 meses. Pais: Felipe e Luciana Miranda ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Vinicius Pamplona, 3 anos. Pais: Ricardo e Grace Pamplona

35

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Lucas E. D. Morlo, 3 meses. Pais: Maicon e Keila Dolberth Morlo

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Rafaela Bernardo Batista, 8 anos. Pais: Rafael e Cristiane Bernardo Batista ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Silvia Rosa, 4 meses. Pais: Silvio e Cintia Maiato Rosa

CINE FOTO MARY

Ana B. Threiss, 1 ano. Pais: Ismael e Mariusa Bornhausen

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Maria Isabel, 1 ano; Anibal, 5 anos, e Rafael, 6 anos. Pais: Atavir e Ivonete Pires

STOLLMEIER FOTOGRAFIAS

Valentina, 4 meses. Pais: Ceslao Garzewski Netto Mela e Janaina


REVISTA ESPECIAL DE NATAL MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Manuela M. Santos, 1 mês. Pais: Antônio e Valeska M. Santos ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Vitória Schmidt, 11 meses. Pais: Lenior Schmidt e Alessandra da silva ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Amanda Schnaider, 1 ano. Pais: Sidnei e Rosangela Schnaider

Gustavo da Silva, 3 anos. Pais: Everton e Daiane da Silva ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Lucas Matheus, 5 anos. Pais: Juliano R. de Lima e Jéssica da Silva Bortolin

36

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Isabelle Krauss. Pais: Adilson José e Danielle Krauss ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Vitor e Vitória. Pais: Ronilson Carlos e Letícia Bernardo ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Ana Júlia e Matheus Pais: Diogo Kormann e Daiani ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Yasmin de Oliveira, 3 meses. Sara Luiza, 1 ano. Pais: Isaac F. dos Santos, 8 meses. Pais: Edvan E. de Oliveira e Francisco Ângelo e Veronice Pais: Odair J. Santos e Doralina F. Schramm M. da Silva Maria Élia Franco ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Leandra Gabriely. 5 anos. Pais: Givanildo Luiz Quintino e Cleci Ribeiro

ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Yasmin Wessler, 3 meses. Pais: Edelvan André e Dayane dos Santos


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Ana Luiza Reinert, 3 meses. Pais: Ademar e Maria Alice B.Reinert MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Pedro H. Anacleto, 9 meses. Pais: Renan e Morgana Anacleto

37

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Leonardo Mendes Sabel, 3 meses. Pais: Giovanny e Jaqueline Mendes Sabel ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Wallace de Oliveira, 1 ano. Pais: Osni Jr. e Jenifer dos Santos

STOLLMEIER FOTOGRAFIAS

Vitor de Oliveira, 11 meses. Pais: Lucas e Janaina Sardo de Oliveira ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Kaue, 7 anos, e João Pedro, 6 meses. Mãe: Ana Paula Dellandrea

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Samuel Vieira. Pais: Sidnei Vieira e Deisa Isensee

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Luis Daniel Spengler, 1 mês. Pais: Rodrigo e Silmari Spengler


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

38

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Renan Roncalio, 6 meses. Pais: Evandro Roncalio e Mara Lucia

IVAN CORREA FOTOGRAFIA

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Ana Julia, 1 ano e 10 meses. Pais: Evandro Junckes e Giovana da Silva IVAN CORREA FOTOGRAFIA

Sofia Bonetti, 3 anos. Pais: Carlos E. Bonetti e Cristiane Almeida

Ana Clara, 6 anos. Pais: Anderson e Tatiane Contesini ARQUIVO PESSOAL

DS FOTOS

Enzo e Pérola Linhares. Pais: Robson e Elisabeth Linhares

Mateus, 6 anos, e Lucas, 9 meses. Pais: Marcelo e Patrícia Schmidt ARQUIVO PESSOAL

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Isabella Bernardi, 3 meses. Pai: Robson e Joice Bernardi ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

Bruno Vinicius, 2 meses. Pais: Maicon Stiehler e Janaina Heringer

IVAN CORREA FOTOGRAFIA

Vitória Germer, 6 meses. Pais: Otto e Elaine Germer

Mariana, 10 meses, e Juliana, 7 anos. Pais: Thiago e Silvana Lima


REVISTA ESPECIAL DE NATAL MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

39

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

MARCELLE ROCHA FOTOGRAFIAS

Sophia e Aline de Moraes. Pais: Antônio e Evandra Daniela de Moraes

STOLLMEIER FOTOGRAFIAS

Luísa Mitterstein Schramm. Pais: Ivan Carlos e Morgana Schramm ARTE FOTOS FOTOGRAFIAS

IVAN CORREA FOTOGRAFIA

Pedro Leonardo dos Santos, 9 meses. Pais: Leonardo H. dos Santos e Cinara Rosa Alves STOLLMEIER FOTOGRAFIAS

Henrique, 4 anos, e Felipe, 2 anos. Pais: Marcelo Mendel e Sandra Maria Domingues

João Pedro, 7 anos, Mariana, 13 anos, e Maria Augusta, 8 meses. Pais: Salésio da Conceição e Daniela

Emanuelli Scharf, 1 ano e 6 meses. Pais: Leandro Scharf e Jussara Hank


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

40

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

MURAL de Natal Sorteiosnocomércio Mais uma vez, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Gaspar, CDL, fez parte da programação de Natal em Gaspar. A entidade promoveu a chegada do Papai Noel na Praça Getúlio Vargas, que atraiu centenas de pessoas ao Centro no dia 7 de dezembro, e também sorteou 10 vales-compras de R$ 500 ao longo de mês. O prêmio principal da campanha de Natal, um Nissan March 0km, será sorteado no dia 10 de janeiro. As lojas também atendem em horário estendido até o dia 24.

Natal do Rotary Club

Jean Laurindo

O Rotary Club de Gaspar repetiu o espírito solidário de anos anteriores e contribuiu com o Natal de Gaspar com sua tradicional ação de Natal no último dia 13. Neste ano, os beneficiados foram os moradores do Loteamento Novo Horizonte, no bairro Gaspar Mirim. Crianças da comunidade receberam brinquedos, doados pelo Rotary, e tiveram um dia de lazer com brincadeiras, presença do Papai Noel e distribuição de cachorro-quente. Rádio Sentinela

AlegrianaApae

Terno de Reis

A esperada chegada do Papai Noel na Apae de Gaspar ocorreu no dia 11 de dezembro. Apresentações de alunos e a presença de pais e professores abrilhantaram todo o dia, sempre esperado com ansiedade pelos alunos da escola especial. A Apae de Gaspar atualmente conta com 248 alunos.

A Conferência Vicentina e a Paróquia São Pedro organizaram a 10ª edição do Festival de Terno de Reis, realizado no dia 7 de dezembro. A noite contou com apresentações de grupos de Gaspar e de cidades vizinhas como Brusque e Itajaí. A intenção dos organizadores é fortalecer a tradição na cidade do Terno de Reis, celebração que homenageia os três reis magos.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

41

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Mural de Natal

Rádio Sentinela

Divulgação

Papai Noel do Lions

Magia de Natal

Pelo 58º ano consecutivo, o tradicional Caminhão do Papai Noel do Lions Clube de Gaspar foi responsável por levar a alegria do Natal às ruas de Gaspar. Neste ano, a ação foi realizada no dia 14 de dezembro e percorreu mais de 10 bairros. Cerca de uma tonelada de balas foi distribuída durante o passeio, que reuniu a maior parte dos integrantes do Lions Clube de Gaspar.

Em Blumenau, o tradicional Magia de Natal contou com atrações na Weihnachtsdorf, a Vila de Natal, montada no Parque Vila Germânica com feiras de artesanatos, palco cultural e oficinas, e também com as paradas de Natal, desfiles internos feitos na Vila Germânica. A expectativa é grande também para a festa de Réveillon em Blumenau, programada para a Avenida Beira-Rio, na noite do dia 31. Já em 8 de janeiro, inicia a Sommerfest 2015, considerada a Oktoberfest de verão.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

42

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Mural de Natal

Jessé Almeida

Jean Laurindo

Entrega especial dos Correios Alegria no bairro Figueira Os mais de 300 presentes arrecadados na campanha Papai Noel dos Correios foram entregues no dia 10 de dezembro. Neste ano, o próprio Papai Noel se encarregou de entregar os presentes, que foram destinados a uma creche e uma escola do município. A campanha já acontece há quase 15 anos em Gaspar.

A comunidade do bairro Figueira esteve em festa no dia 14 de dezembro. Uma ação de Natal promovida pela Associação de Moradores e pela Patota dos Compadres levou brinquedos infláveis, presentes, balas e a presença do Papai Noel para crianças do bairro. A iniciativa já foi realizada nos últimos anos e garante uma alegria a mais para as famílias da localidade na época natalina.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

43

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Mural de Natal

Divulgação

Jean Laurindo

Gasparinhoemfesta

Gaspar Natal em Festa

O 7º Natal em Festa movimentou a comunidade do bairro Gasparinho ainda no dia 30 de novembro. Realizado em parceria entre a Sociedade Gasparinho, a escola Ana Lira, a Associação de Moradores e outros grupos da comunidade, o encontro contou com apresentações musicais e teve, claro, a presença do Papai Noel, distribuindo balas e alegrando as crianças da localidade. Um jantar e fogos de artifício também fizeram parte do Natal em Festa.

A programação do evento “Gaspar Natal em Festa - 18 anos de magia” proporcionou diferentes atividades para o público gasparense durante o mês de dezembro. A abertura ocorreu ainda no dia 23 de novembro, com um espetáculo com a Orquestra da Furb e corais de toda a região na escadaria da Igreja Matriz. Nas semanas seguintes, houve ainda a 1ª Feira de Natal, os espetáculos “A Boa Nova” e “Ritmos de Natal”, a chegada do Papai Noel na Praça, o “Natal EnCantos”, o “Sons de Natal” e a passagem do Papai Noel com o Trenó nos Bairros.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

DICAS de Natal Seja nas livrarias, nas rádios ou nas telas do cinema, o Natal sempre rendeu histórias de inspiração para a arte. O Cruzeiro do Vale apresenta algumas sugestões de filmes, livros e CDs que têm tudo a ver com a data e que podem render bons programas ao lado da família e dos amigos. Seja em enredos de comédia, histórias infantis ou com antiheróis no centro das atenções, os filmes conquistaram relativo destaque entre o público e valem ser (re)vistos.

44

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Filmes, livros e músicas para curtir o melhor das férias

Um Natal brilhante Nome original: Deck the Halls Ano de lançamento: 2006 Genêro: Comédia Duração: 96 mim

Esqueceram de mim 1, 2 e 3 Nome original: Home Alone 1, 2, 3 Ano de lançamento: década de 90 Genêro: comédia Duração: 99 mim (média)

No início da época natalina, o vendedor de carros recém-chegado na cidade, Buddy Hall (Danny DeVito), descobre que sua casa não pode ser visualizada pelo satélite My Earth (paródia do Google Earth) e decide enfeitá-la com todos os tipos de luzes para ser visto do espaço.

Um filme inesquecível que marcou época. Deixado acidentalmente para trás pela sua família nas férias de Natal, Kevin McCalister (Macaulay Culkin), de apenas 8 anos, tornou-se de um momento para o outro o homem da casa!

Um Duende em Nova York Nome original: Elf Ano de lançamento: 2003 Genêro: comédia Duração: 97 mim

A felicidade não se compra Nome original: It’s a Wonderful Life Ano de lançamento: 1947 Genêro: comédia dramática Duração: 2h09

O Grinch Nome original: Dr. Seuss’ how the Grinch stole Christmas Ano de lançamento: 2000 Genêro: Comédia Duração: 1h44

O filme conta a história de um menino chamado Buddy (Will Ferrell) criado como um elfo no Polo Norte, na oficina do Papai Noel. Depois que ele cresce o dobro do tamanho dos outros elfos, ele descobre que seu pai biológico (James Caan) vive em Nova York. Com a inocência de criança, Buddy inicia uma jornada em busca do pai.

Um clássico. Em Bedford Falls, no Natal, George Bailey (James Stewart), que sempre ajudou a todos, pensa em se suicidar, em razão das maquinações de Henry Potter (Lionel Barrymore), o homem mais rico da região. Mas tantas pessoas oram por ele que um anjo é mandado à Terra para fazer George mudar de ideia.

Um Grinch (Jim Carrey) que odeia o Natal resolve criar um plano para impedir que os habitantes da pequena cidade de Quemlândia comemorem a data. Para isso, na véspera, o Grinch resolve invadir as casas e roubar tudo o que esteja relacionado ao Natal.


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

LIVROS

45

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

... Boa leitura! Uma chance para recomeçar é tudo de que você precisa Autor: Lisa Kleypas Editora: Novo Conceito Victoria morreu em um trágico acidente, deixando sua filha Holly sob a responsabilidade do seu irmão, o solteiro convicto Mark. Uma cartinha para o Papai Noel revela um desejo que pode ser a chave da felicidade de Holly - ela só quer ter uma mãe.

Deixe a neve cair Autor: John Green, Lauren Myracle, Maureen Johnson Editora: Rocco Na noite de Natal, uma tempestade de neve transforma uma pequena cidade num inusitado refúgio para encontros românticos. O livro prova que o amor verdadeiro pode acontecer quando e onde menos se espera.

A última chance Autor: Marcia Kupstas Editora: Melhoramentos Esta peça teatral é uma adaptação da obra ‘Conto de Natal’, do escritor inglês Charles Dickens, e discute temas como o egoísmo e a avareza. O velho Scrooge, depois de visitar o passado e ver o futuro, decide mudar sua visão sobre a vida e, principalmente, seu modo de viver o Natal. Mas será que isso é possível?

Músicas

Entre no ritmo de Natal! Human Nature: The Christmas Album Autor: Vários Estúdio: HN Entertainment Ano: 2014

Michael W. Smith: The Spirit Of Christmas Autor: Michael W. Smith Estúdio: Universal Music Ano: 2014

Simone: 25 de dezembro Autora: Simone Estúdio: PolyGram Ano: 1995


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

47

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Arquivo Fazzenda Park Hotel

Fim de ano em ALTO ESTILO A

Por Ana C. Bernardes

Opções de lazer como piscinas, saunas, quadras, trilhas, passeios e show com Fernando e Sorocaba serão algumas das atrações

Um dos mais famosos hotéis-fazenda do país, o Fazzenda Park Hotel, localizado em Gaspar, promete encantar e emocionar centenas de pessoas neste Natal e Ano Novo com uma programação especial. Para o Natal, o Fazzenda Park Hotel prepara dias especiais para seus hóspedes. A programação do Natal Encantado contará com uma festa circense, apresentação de um coral de Natal, passeio de trenó e show de ilusionismo. Para acender ainda mais o clima natalino, acontecerá a chegada do Papai Noel no hotel no dia 24 de dezembro. Além de todas essas atrações, os hóspedes terão a oportunidade de desfrutar da estrutura do hotel-fazenda, que conta com piscinas, sauna, quadras de esporte, playground, além de atividades como trilhas, arvorismo, cavalgadas, passeios de bicicleta e de charrete, entre outras. Assim como o pacote de Natal, o de Ano Novo também será inesquecível. As atrações já começam no dia 28 de dezembro e seguem até 4 de janeiro de 2015. Neste período, os hóspedes poderão aproveitar uma noite italiana, noite alemã e ainda

conferir um show de stand-up comedy. Para deixar a estada no local ainda melhor, o Fazzenda Park Hotel promove um show nacional com a dupla sertaneja Fernando e Sorocaba. O show acontece na noite de 30 de dezembro. Já na noite do dia 31, a virada do ano promete ser cheia de surpresas com um mega show de fogos de artifício. Mais informações sobre os pacotes para as duas datas festivas podem ser obtidas pelo telefone 47 3397.9000 ou no site www.fazzenda.com.br.

Ohotel O Fazzenda Park Hotel foi criado em 1998 por Artur Graciola e família. Localizado no bairro Gasparinho, em Gaspar, o hotel conta com 2 milhões de metros quadrados, completa estrutura para lazer, atividades ligadas à natureza, esportes e diversão. Atualmente, conta com 197 apartamentos e 550 leitos.


48

REVISTA ESPECIAL DE NATAL

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

Um FELIZ Natal para os pequenos Deixe a época natalina alegre

2

3

4

1

5

6

8

RESPOSTAS - GUIRLANDA - RENA - PANETONE - ÁRVORE - MEIA - VELA - PAPAI NOEL - ANJO - CHAMINE

9

Toys paper Recorte, dobre, cole e forme uma árvore de papel para brincar e enfeitar seu Natal.

1 2 3 4 5 6 7 8 9

7


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

49

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

‘MEU NATAL é assim’ Gasparenses relembram comemorações natalinas e contam como a data costuma ser comemorada pelas suas famílias “Os Natais que mais lembro são os que passei em Xanxerê, quando tinha 10, 11 anos. Toda a família se reunia, os tios vinham de lugares distantes e ficávamos todos reunidos. Hoje, todos cresceram, cada um foi para um lado e ter essa união em todo Natal fica mais difícil”. Patrícia Matarello, 34 anos

“Sempre nos reunimos na casa da minha mãe, no Belchior. Ela já tem 73 anos e fica muito contente quando tem todos os filhos por perto. Somos 11 irmãos, então a casa está sempre cheia”. Arlindo Sabel, 46 anos

“Hoje o Natal está mais marcado pela espera do Papai Noel do que pelo nascimento de Cristo. Como vivíamos no interior, esperávamos o ano todo pelos doces, pelo clima de Natal. Hoje as crianças já não têm tanto esse espírito. A data acaba sendo mais para reunir a família, rever parentes”. Rosane da Silva, 32 anos

“Não tenho muitas lembranças boas, fiz coisas que não deveria fazer, mas este ano será diferente. Estou me sentindo muito bem, com um filho de 1 ano e seis meses, a família toda unida. Vou celebrar com meus dois irmãos que moram em Gaspar e ver se conseguimos trazer nosso pai de Ipatinga (MG) para comemorar com a gente. Meu melhor Natal vai ser o deste ano”. Marilene Evangelista, 32 anos

“Minha maior lembrança é sempre dos encontros com toda a família no bairro Bela Vista. Somos sete filhos e sempre revemos os primos e tios na noite de Natal. Como é uma data mais religiosa, a comemoração é mais com a família. Já no Ano Novo é mais com os amigos”. Igor dos Santos Souza, 28 anos


REVISTA ESPECIAL DE NATAL

50

JORNAL CRUZEIRO DO VALE

FÉRIAS Sol, sombra e água fresca Divulgação/Internet

Verão é tempo de se desconectar e aproveitar o tempo de folga com a família, mas cuidados são importantes para aproveitar cada minuto

J

Por Jean Laurindo

Depois de um ano inteiro de trabalho e estudos, alguns dias de descanso e lazer são mais do que merecidos. Seja na praia, no interior, em casa ou em viagem, o fim de ano costuma ser um tempo para se desconectar, aliviar a carga profissional e recarregar as baterias ao lado da família antes do ano novo. No entanto, para aproveitar ao máximo esse período, algumas dicas são importantes para não ter nenhuma dor de cabeça nos dias que deveriam ser de apenas sol, sombra e água fresca.

Dicas Previna-se

Se vai viajar, tenha certeza dos horários de partida de voos, ônibus e entrada e saída em hotéis e pousadas. Para quem pegar a estrada de carro, a dica é passar antes no mecânico de confiança e checar itens de segurança como freios, pneus, óleo, entre outros.

Economize na bagagem

Seja econômico na hora de fazer as malas e tente não levar todo o guarda-roupa. Opte por roupas leves, práticas e que sejam fáceis de combinar. Tanto em aeroportos como em porta-malas, o excesso de bagagem pode ser um incômodo.

Reduza o ritmo

Reduzir o ritmo de trabalho dias antes da viagem pode contribuir para aproveitar melhor as férias, principalmente nos primeiros dias. A dica é agendar menos compromissos e marcar aquele barzinho com amigos e parentes antes da folga.

Desconecte-se

Ao menos nesses últimos dias do ano deixe de se preocupar se o celular estiver fora de área ou se não houver sinal de wi-fi. Aproveite as férias para conversar com os amigos e com a família, ouvir músicas, ler aquele livro que espera na estante, enfim, divertir-se um pouco off-line.

Cuide da saúde

Não é por estar de férias que você pode se descuidar da saúde, pelo contrário. Se vai ficar exposto ao sol, use chapéu, protetor solar e beba bastante líquidos. Nunca é demais lembrar para evitar os horários das 10h às 16h, onde a incidência do sol é mais forte. A alimentação também deve ser leve, com destaque para frutas e biscoitos integrais. Evite patês e molhos, pois a alta temperatura pode prejudicar os alimentos.

Programas caseiros e planejamento Se neste ano a grana ficou curta ou o trabalho não dará folga, os cuidados servem também para os programas caseiros. Se vai ficar em casa, tenha em mente que o chuveiro, a geladeira, a televisão e o computador serão mais acionados. Isso pode causar um aumento de até 30% nos gastos. Como opções de lazer, boas pedidas são museus, parques, shoppings, cinema, boliche, restaurantes e parques aquáticos. Se a ambição é viajar em breve, a saída é planejar. A recomendação de especialistas é começar a se organizar meses antes, poupando e pagando gastos como passagens e hotéis com antecedência. Boas festas!


“O Ano Novo ainda não tem pecado: é tão criança! Vamos embalá-lo... Vamos cantar juntos em seu berço, de mãos dadas, a canção da eterna esperança.” (Mário Quintana)

REVISTA ESPECIAL DE NATAL

CRUZEIRO DO VALE

GASPAR, DEZEMBRO DE 2014

Natal 2014 - Jornal Cruzeiro do Vale  

Revista de Natal 2014 Edição especial do Cruzeiro do Vale retrata histórias de moradores que fazem a diferença na comunidade com voluntaria...

Natal 2014 - Jornal Cruzeiro do Vale  

Revista de Natal 2014 Edição especial do Cruzeiro do Vale retrata histórias de moradores que fazem a diferença na comunidade com voluntaria...

Advertisement