Page 1

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA SANTA ROSA• Janeiro de 2012

3

Ano 2 • Edição 22

Entrevista

Orlando fala de seu mandato

8 4

CLT

Confira alteração na lei 5

Saúde

O adolescente e as drogas

Ecologia

Dicas para poupar água 9

FALA CIDADÃO

10

Nova Secretária

Transeunte relata queda em calçada

Terezinha assume pasta de Des. Social


2 Em Brasília, 24 horas Alguns dias aí @ Nesta coluna vou deixar de lado a política e as coisas de Brasília para falar do nosso bairro. Afinal, passei uma semana bem feliz aí em Cruzeiro. Peço licença a você, meu fiel leitor (não sei quanto os tenho), mas se um ler a coluna já fico feliz (risos). Vou fazer alguns registros do que vi e ouvi neste rincão. A política retomaremos em março. Viagem a Cruzeiro @ Cheguei com minha família, a Lori e o meu filho Luan, no dia 23 de dezembro, bem no final da noite, depois de uma viagem de 2.120 quilômetros, feita em um dia e meio. Sim, essa é a distância entre o bairro Cruzeiro e Brasília. Natal I @ Fiz umas compras de lembrancinhas para a noite de Natal e fiquei impressionado com o movimento do comércio. Creio que os comerciantes fizeram ótimas vendas, alimentando bem o caixa, o que é necessário para mover e aquecer a economia. Por outro lado, não sei se é impressão minha ou outra coisa, percebo que o verdadeiro sentido do Natal, ou seja a celebração do nascimento de Jesus Cristo, parece ser secundária nas noites natalinas. Será que estou errado? A nossa ansiedade pelos presentes, pela ceia e pelas bebidas tomam um lugar principal no dia do nascimento do Salvador... Estou enganado? Enfim, vale a reflexão de como encaramos essa tradicional celebração cristã. Qual é o sentido do Natal? Natal II @ Por outro lado, vi na Praça Pedro Schwertz, o que restou do cenário da apresentação teatral que todos os anos é realizada na principal praça do bairro. Centenas de cruzeirenses se encantaram com o presépio vivo, com a encenação dos atores e atrizes, bem como pelas belas imagens e mensagens transmitidas durante a encenação do nascimento de Cristo. Parabéns a todos os organizadores, especialmente para a Saléti de Fátima Tonel e todos que ajudaram e participaram dessa importante atividade. Ah, o sentido do Natal, conforme me referi no tópico anterior, pode ser visto nessa peça de teatro. Que bom, o Natal não é só presentes, comilança e bebedeira. Ufa! Encontros I @ Como é bom caminhar a pé pela avenida Flores da Cunha (que aliás está muito bonita e bem cuidada, apesar de alguns passeios/calçadas esburacadas) e encontrar pessoas conhecidas, as quais não vemos há muito tempo. Tive o prazer de reencontrar a Laci Vargas, filha dos saudosos “seu” Zeca e da dona Otília, os quais tiveram bar e sorveteria durante muitos anos onde hoje é o Restaurante Balaio, ao lado do antigo Cine Sideral. O pai da Laci fazia o melhor sorvete de Santa Rosa. Esbanjava simpatia e bom humor recebendo os jovens de Cruzeiro que nas décadas de 60 e 70 se dirigiam ao bar do Zeca a fim de tomar sorvete ou Cubanita (refrigerante antigo que era fabricado em Cruzeiro). Aliás, para quem não sabe, a Laci também é uma gaiteira de mão cheia. Encontros II @ Também tive a oportunidade encontrar a Joice Amaral, essa batalhadora que deu vida ao nosso jornal Cruzeiro. Uma mulher empreendedora, determinada e espiritualizada que tem um objetivo bem claro: ela quer que Cruzeiro tenha o seu jornal, com notícias das pessoas que vivem em nosso bairro. Joice resume bem o seu sentimento: “Nosso bairro tem alma”. Só por essa frase eu já pediria que todos os empresários locais

SANTA ROSA • Janeiro de 2012

Geral *Carlos Leite de Oliveira (Zé) embrasilia24h@gmail.com * Jornalista, trabalha em Brasília. ajudassem na manutenção do periódico. Um anúncio por mês manterá o Cruzeiro circulando e cada vez mais noticiando as coisas da nossa terra. Então, cruzeirenses, força para o que é nosso. Anuncie e amplie a circulação do melhor jornal que Cruzeiro já teve. Família I @ Mas um dos pontos altos da minha semana de recesso foi o convívio com a família Leite de Oliveira. Estive com minha mãe Anamir, 80 anos, com meus irmãos Lúcia Pedrolo, Saléti Tonel e Carlos Afonso. Claro que os cunhados Flávio Tonel e Eugênio Pedrolo (Gordinho) também estiveram presentes, pois cunhado não é parente mas eles não largam a gente (risos). Um dos momentos mais legais foi quando acompanhei minha mãe ao Centro Espírita Irmão Percival (localizado no prédio onde funcionava o Rei da Areia), e assistimos a uma palestra do médium Jorge. A energia do bem que circula naquele espaço é maravilhosa. O passe que vem logo após a palestra é um momento de encontro com o divino, pois recebemos energias confortadoras daqueles médiuns que se dedicam à prática do amor, da fé, da caridade e da fraternidade. No Centro Espírito eu encontro o melhor remédio para a minha alma e meu espírito. Graças a Deus. Família II @ Num dos encontros em família, na casa de Flávio e Saléti, também fomos brindados por um rodízio de pizza preparado pelo Beto Tonel, filho do Moacir e da dona Luci. Beto é proprietário do Restaurante Balaio (avenida Flores da Cunha, ao lado do antigo cinema). O homem é um pizzaiolo de primeira qualidade, até porque morou e trabalhou em São Paulo (capital da pizza no Brasil) e se especializou. Vou te dizer, é pizza de fazer inveja a qualquer pizzaria do Bexiga (bairro paulistano). Ah, também encontrei a antiga colega de Grupo Escolar Bráulio Oliveira, a querida e trabalhadora Sara Tonel, que toca restaurante em Santa Rosa. Agricultura familiar @ Visitei os tios de minha esposa, os agricultores Albino e Maide Rudtke, no Lajeado Capim. Ambos plantam soja, milho, trigo etc. Mas agora, tio Albino começou a realização de um sonho: ter uma fazenda. Para isso adquiriu duas dezenas de cabeças de gado de corte Brahman, PO, ou seja, da melhor genética que existe na raça. Albino e Maide sempre foram empreendedores na colônia e dão bons exemplos de gestão em pequena propriedade rural. Albino começou a concretizar seu sonho e logo terá em frente de sua propriedade um pórtico que receberá os visitantes assim: “Fazenda Nova Esperança”. É isso, fé e esperança renovam os nossos sentimentos e nos revigoram para os desafios da vida, não importando que idade tenhamos. Viva a vida! Amigos @ Também estive na Prefeitura, junto com meu irmão Fonso, onde encontramos os amigos Orlando Desconsi, José Albino Rohr, Heitor Fernandes (Tilica), Ramão Moreira e João Duarte. Esse time tá botando Santa Rosa pra frente, ou seja, nunca antes na história o município foi tão bem administrado como agora. Méritos para Orlando e toda a sua equipe que deram outra cara para Santa Rosa. Quem vem de fora enxerga as mudanças para melhor que a cidade experimenta. Salve 2012! Este colunista deseja um novo ano cheio de realizações para todos os cruzeirenses. Acreditem na vida, no amor, na solidariedade e na fraternidade. O diálogo e a paz são os melhores caminhos para que vivamos cada vez melhor e mais felizes. Salve 2012!

Alexandre Luis Thiele dos Santos Advogado. Especialista em Direito Civil Lato Sensu OAB/RS 71.791 thiele.advogados@gmail.com

APOSENTADORIA: Acréscimo de 25% Sobre o Benefício Para os Casos de Invalidez Raros são os casos em que se alcança a aposentadoria sem a necessidade de tratamento de saúde. Muitos dizem: Minha aposentadoria mal dá para comprar os remédios.... O que dizer, então, daqueles que se aposentam sem possibilidade de auferir uma renda extra ???

verba previdenciária. Tal benefício é devido mesmo que com o acréscimo a aposentadoria venha a ultrapassar o teto máximo pago pela previdência social, que em 2012 poderá chegar a R$ 3.881,29, segundo projeção da Lei de Diretrizes Orçamentárias do Governo. Ainda, este acréscimo será calculado de acordo com o reajuste da aposentadoria, sempre representando 25% do benefício atual percebido pelo segurado.

Em um panorama em que os benefícios previdenciários mínguam cada vez mais, com aposentadorias (achatando) até aproximar-se do mínimo a ser pago, todo e qualquer acréscimo é Ressalta-se que pode bem-vindo, principalmente para quem necessita de cuidados de ser requerido no ato do encaminhamento da aposentadoria por saúde. invalidez ou no seu curso e será Neste viés, a Lei 8.213 pago enquanto o segurado perde 1991 prevê que o valor da apo- manecer na condição que necessisentadoria, para aqueles que ne- te de cuidados. O deferimento decessitem de auxílio de terceiros pende de perícia médica, na qual será acrescido de 25% (vinte e o segurado pode apresentar todos cinco por cento). E, embora tal os laudos médicos que obtiver e, norma, sancionada pelo ex-pre- inclusive, fazer-se acompanhar, sidente FERNANDO COLLOR, às suas custas, de médico de sua exista a mais de 20 anos, espan- confiança. toso é o número de pessoas que Importante frisar ainda se mostram surpresas com que, embora o segurado seja apotal informação. sentado por invalidez, mas não Os beneficiários do necessite de auxílio de terceiros, INSS que recebem aposentadoria o acréscimo poderá ser requeripor invalidez e que, em razão de do no curso da aposentadoria, no seu quadro de saúde necessitem caso de agravamento de doença de assistência de outra pessoa ou lesão que lhe imponha tal con(cuidados diários de saúde, loco- dição. moção, enfermagem, etc) podem Tal Direito, embora requerer o acréscimo de 25% sobre o valor da aposentadoria que não amplamente divulgado no auferem, para fins de possibilitar plano social, é existente e cabe a manutenção de tal assistência e ao beneficiário requerê-lo e comsua subsistência de forma digna. provar sua condição para tanto. A condição que defere o acréscimo A inércia da Previdência Social à aposentadoria é, além da impos- somente é quebrada pela intersibilidade do aposentado prover ferência do segurado e é direito sua própria subsistência (invali- deste que contribuiu para a segudez), a necessidade de cuidados ridade, que a tenha no momento por terceiros, o que lhe agrava as em que dela precisar. Busque seu Direito! possibilidades de mantença com a


Prefeito Orlando Desconsi, em conversa com Carlos Leite de Oliveira, colunista do jornal Cruzeiro, faz um balanço de seus três anos de mandato. Satisfeito, enfatiza os investimentos em políticas sociais e a implantação de obras que preparam a cidade para o futuro. Enumera os investimentos que o município recebeu e emociona-se em dizer que o que mais o comove são aquelas pessoas humildes que receberam uma prótese dentária e sorriem abertamente ou os idosos, que se orgulham por terem se alfabetizado.

JC – Qual a avaliação que o senhor faz passados esses três anos de seu governo? Pref. Orlando Desconsi - A coligação Santa Rosa Pode Mais, representada pela Sandra e por mim, recebeu o voto de confiança da população santa-rosense apresentando um programa de governo pautado no eixo central do Desenvolvimento Sustentável, permeado por quatro diretrizes: Democratização da Gestão, Diminuição das Desigualdades Sociais, Qualidade da Gestão e Liderança Regional.Passados três anos de governo, posso dizer com tranquilidade que tudo o que fizemos foi com o objetivo de construir alternativas para melhorar a qualidade de vida das pessoas, pensando sempre na coletividade. Minha avaliação é positiva, pois embora tenha consciência de que ainda há bastante a se fazer, o que já foi feito é muito. JC – Que pontos o senhor destacaria de sua administração? Pref. Orlando Desconsi - Temos muito para mostrar, mas como destaque da nossa administração cito três pontos. O primeiro são as ferramentas de participação popular, ou seja, as conferências, as audiências públicas e o processo do Orçamento Participativo, pois é através delas que a população efetivamente participa e

3

Entrevista

SANTA ROSA • Janeiro de 2012

decide. O segundo, são os investimentos em políticas sociais, tais como construção de moradias, cursos profissionalizantes, melhorias nas escolas, construção de novas Unidades Básicas de Saúde, compra de produtos para a merenda escolar diretamente das agricultoras e dos agricultores do município, formação da rede de enfrentamento da violência contra a mulher, políticas para idosos e idosas, Regularização Fundiária, aquisição de lixeiras e containeres, escola de Música, aquisição de ônibus para o transporte escolar...enfim, várias ações e programas. E o terceiro ponto são as obras que preparam o município para o futuro: a abertura da Avenida América, a rede de tratamento de água e esgoto, o Distrito Moveleiro e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). JC – Os investimentos federais ficaram dentro do esperado pela sua administração nestes anos? O senhor pode citar quais foram? Pref. Orlando Desconsi - Temos grandes investimentos do Governo Federal em Santa Rosa, embora sempre se queira mais. Esses investimentos podem vir via projetos, programas ou emendas parlamentares. Posso citar, como destaque, o videomonitoramento, o galpão de triagem com equipamentos, as escolas de Edu-

cação Infantil, o programa Mais Educação, a UPA, reformas no estádio Carlos Denardin, o Pavilhão 13 do Parque de Exposições, a ampliação do Mercado Público, a criação da rede de enfrentamento da violência contra a mulher, com um Centro de Referência, Casa de Passagem e capacitação para agentes públicas e comunitárias, os investimentos que vieram através da Defesa Civil para reparação de desastres (pontes e bueiros), inclusão digital, a construção de sede própria para a Fundação Municipal da Saúde e o Centro de Especialidades Médicas, a abertura da Avenida América, os projetos habitacionais, calçamentos e pavimentações asfálticas, entre tantos outros. O governo do presidente Lula, e agora da presidente Dilma, dentro das possibilidades de cada momento, sempre atenderam aos pedidos de Santa Rosa. E, aproveito a oportunidade para manifestar o reconhecimento da administração às pessoas das equipes que elaboram e acompanham os projetos, pois sem esse importante trabalho com certeza não teríamos o mesmo êxito. JC - Pode detalhar quais os principais investimentos e o quê Santa Rosa ainda receberá de recursos e obras? Pref. Orlando Desconsi - Os principais investi-

mentos são obras e serviços que dão qualidade à vida das pessoas e preparam Santa Rosa para ser um dos melhores lugares para se viver. Além dos já citados, destaco o Centro de Especialidades Médicas, a abertura da avenida Bráulio de Oliveira, a renovação do parque de máquinas, o complexo da Praça dos Esportes e da Cultura, o Centro Cultural (Antiga Prefeitura), programas de Regularização Fundiária, Assistência Técnica e Extensão Rural, revitalização de praças, ampliação de vagas na Educação Infantil, fomento à criação de agroindústrias, tubulação pluvial, calçamentos em comunidades urbanas e rurais, Telecentro Comunitário, aquisição de máquinas agrícolas para associações rurais. Para o ano de 2012, o município ainda receberá recursos para a construção da Escola da Educação Infantil do bairro Glória, construção de prédio próprio para o Centro de Especialidades Médicas, o segundo módulo do Centro Cultural, uma parte totalmente nova da Escola Paul Harris, continuação dos Programas Segundo Tempo e Mais Educação. Também há os recursos que o município recebeu do Governo do Estado para o Distrito Moveleiro e os hospitais, através do Funafir, e aquilo que virá para implementação de uma Horta e uma Cozinha Comunitária. Além disso, investimos

um grande montante de recursos próprios, especialmente para atender as demandas do Orçamento Participativo: calçamento do anel rodoviário até o Lajeado Reginaldo, calçamentos e recapeamento asfáltico em Bela União, ampliação e reforma da escola Duque de Caxias, criação da Escola de Educação Infantil São Francisco, calçamento em um trecho do Rincão dos Rolim, ampliação e reforma das EMEIs Mãe Operária e Criança Feliz, calçamento em ruas da Vila Júlio de Oliveira, cobertura das quadras de esportes das escolas Nossa Senhora da Glória, Santa Rita e São José, conclusão do fechamento da quadra da escola da Linha 15 de Novembro, com ampliação de espaços, banheiros, vestiário, cozinha e palco, entre tantos outros. JC – Pretende candidatar-se à reeleição? Pref. Orlando Desconsi - No momento, minha preocupação é cumprir o mandato para o qual fui eleito, seguir trabalhando para honrar compromissos e continuar o diálogo com lideranças do meu partido e da comunidade para depois tomar uma decisão. JC – O que mais o impressionou nestes anos à frente da Prefeitura? Pref. Orlando Desconsi - A satisfação de ver nos olhos das pessoas a alegria de realizar um sonho: a chave da casa própria, a vaga em uma escola de Educação Infantil, o calçamento em frente a casa, a água que chega em uma habitação rural, oportunizar autonomia às mulheres, a conclusão do Ensino Fundamental com iniciação profissional a pessoas que há muito haviam parado de estudar, trabalhar a Educação Inclusiva e das maiores emoções que tive: ver pessoas com 80 anos se alfabetizando e o sor-

riso nos lábios de pessoas humildes que receberam prótese dentária. Isso realmente não tem preço. Por maiores que sejam as obras, e elas são importantes, nada é maior nem mais importante que as pessoas. JC – Para o final do mandato, existe algo que ainda deve ser feito? Pref. Orlando Desconsi - Sempre haverá o que ser feito, entretanto, para o final deste mandato queremos concluir o que está em andamento, até para efetivar o cumprimento legal da lei e, colocar toda nossa energia na consolidação de nossos projetos, fazendo Santa Rosa cada vez melhor. JC – Alguma marca pessoal que o senhor imprimiu ao seu governo... Pref. Orlando Desconsi - A marca do compromisso com a população santa-rosense e do trabalho incansável na busca de recursos para melhorar a qualidade de vida das pessoas. JC - Uma mensagem para a população santa-rosense...e cruzeirense... Pref. Orlando Desconsi - Agradeço aos cidadãos e às cidadãs que através do seu trabalho constroem Santa Rosa, nada é mérito de uma só pessoa, principalmente quando se trata de serviço público. As mãos que trabalham por uma Santa Rosa cada vez melhor dão exemplo, ensinam responsabilidade, dignificam. Minha mensagem é de agradecimento e reconhecimento a cada uma dessas mulheres e a cada um desses homens, gente valorosa da nossa terra, razão do nosso trabalho, que nos dão ânimo para seguir na busca de recursos fazendo de nosso município um lugar melhor para se viver.


4

Geral

Câmara aprova, com emendas, projetos do executivo. A Câmara de Vereadores de Santa Rosa realizou na manhã de terça-feira, 10, duas Sessões Extraordinárias para avaliar projetos enviados pelo Executivo Municipal. É a primeira vez nesta legislatura que o Prefeito Orlando Desconsi convoca o Legislativo durante o recesso regimental. O projeto que previa a criação de vários cargos na Prefeitura de Santa Rosa foi aprovado com emendas apresentadas pelas Comissões Permanentes do Legislativo. Os Vereadores suprimiram a criação de 5 cargos de motoristas e mantiveram a criação de 01 cargo de fonoaudióloga e mais 01 médico veterinário, os quais deverão ser selecionados

através de concurso público. O segundo projeto analisado pelo Legislativo Municipal previa uma complementação de R$ 456 mil reais no orçamento de 2012. Destes valores, a Prefeitura pretendia aplicar R$ 156 mil em publicidade institucional e R$ 300 mil na utilização de recursos para a contrapartida no projeto de

construção do Centro Cultural. Após o parecer das Comissões Permanentes, os Vereadores incluíram uma emenda reduzindo para R$ 56 mil o valor a serem gastos com publicidade institucional e mantiveram os R$ 300 mil para contrapartida na aplicação de recursos federais para implantação do Centro de Cultura.

Alteração do Art. 6º da consolidação das leis do trabalho (CLT). Em 16 de dezembro de 2011, foi publicada a Lei de 12.551, chamada de Lei do Home Office, que altera o texto do art. 6º da CLT, igualando os trabalhos realizados à distância aos trabalhos desempenhados no estabelecimento do empregador, desde que presentes os pressupostos da relação de emprego. A lei acrescenta, ainda, o parágrafo único, equiparando os meios telemáticos e informatizados de comando aos meios pessoais e diretos de comandos, controle e supervisão de trabalho. A nova lei atualiza o arcabouço legal trabalhista, pois o

trabalho remoto é uma tendência mundial que cresce a cada dia, devido ao desenvolvimento tecnológico. O Home Office utilizado corretamente, sem abusos, traz inúmeros benefícios à empresa e ao empregado. À empresa, porque diminui os custos de manutenção de um empregado instalado nas suas dependências, e ao empregado, porque diminui as despesas deste com deslocamento diário (casa/trabalho/ casa). Além, é claro, de aumento na qualidade da prestação dos serviços, pois o empregado não precisará enfrentar diariamente o trânsito

caótico para chegar à empresa, reduzindo impontualidades e/ou estresses. Inúmeras pesquisas constataram que o estresse é responsável por um número significativo de afastamentos ao trabalho, o que é prejudicial para a empresa. Assim, as empresas não precisam se preocupar com o advento da nova lei, uma vez que tal entendimento estava sendo aplicado pelos tribunais, a lei apenas corroborou a jurisprudência. Basta respeitar a jornada de trabalho dos empregados, que a lei trará muitos benefícios, especialmente, a diminuição de custos.

Homenagem Póstuma.

No dia 10 de janeiro, terça feira, às 14;30hr, faleceu o Sr. Moacir Luiz Tonel, morador antigo do bairro Cruzeiro. Por diversas vezes morou em outras localidades mas sempre retornando ao bairro, demonstrando assim sua preferência, seu amor pela comunidade cruzeirense, onde deixou um grande legado de amigos. O jornal Cruzeiro se solidariza com a família.

SANTA ROSA • Janeiro de 2012

FEMA matricula para Técnico em Informática Você já parou pra pen-

cumentos, enviar e rece-

res, páginas na Web ou

sar no quanto as empre-

ber informações, entre-

quaisquer outras aplica-

sas e as pessoas depen-

tenimento, e muito mais.

ções.

dem dos computadores

Temos ainda a comercia-

O Curso Técnico em

na sociedade atual? Por

lização de produtos via

Informática da FEMA

exemplo: os escritórios

Internet, a manutenção

passou por uma reformu-

de contabilidade preci-

de páginas de empresas

lação completa para aten-

sam dos computadores e

para mostrar seus pro-

der às inovações do mer-

dos programas de com-

dutos, a educação com a

cado de trabalho e forma

putador para informar

disponibilização de in-

profissionais

toda a movimentação

formações on-line, a cria-

para as novas tendên-

das empresas para órgãos

ção de materiais para o

cias capazes de atuar nos

governamentais como a

ensino, e outras possibi-

mais diversos segmen-

Receita Federal e o INSS.

lidades coisas que preen-

tos da sociedade, como

O comércio em geral se

cheriam páginas exten-

indústria, comércio, ser-

utiliza dos computadores

sas sobre o assunto.

viços e educação, entre

treinados

e aplicativos para manter

Com um campo de

outros além, da atuação

em dia seu controle de es-

atuação tão vasto, é ne-

na área específica da in-

toque, controlar entrada

cessário

existam

formática, como WebSi-

e saída de funcionários,

profissionais capacitados

tes, desenvolvimento de

emitir notas fiscais, en-

para atender a demanda

softwares e manutenção

tre outros. Os hospitais,

crescente de trabalho. In-

e assistência técnica de

postos de saúde, consul-

dependentemente da uti-

computadores. O curso

tórios médicos e odon-

lização do computador

tem duração de 20 meses

tológicos se utilizam dos

sempre serão necessários

e aulas todas as noites de

computadores para con-

profissionais treinados e

segunda à sexta-feira. As

trolar entrada e saída de

qualificados para manter

matriculas para o curso

pacientes, a agenda das

funcionando toda esta

já estão abertas e podem

consultas marcadas, bus-

estrutura

tecnológica,

ser feitas na secretaria

cam informações, sem

seja consertando compu-

da Unidade I da FEMA.

falar no que todos nós

tadores ou desenvolven-

Mais

utilizamos: escrever do-

do e mantendo softwa-

fone (55)3512-5747.

que

informações

no

Processo seletivo SETREM Processos Seletivos para Bolsa de Estudo Social e Programa Jovem Aprendiz acontecem em fevereiro Oportunidades de ingresso na SETREM têm o objetivo de capacitar e promover o desenvolvimento profissional de jovens No dia 13 de fevereiro, a SETREM realiza os Processos Seletivos para a Bolsa de Estudo Social dos Cursos Técnicos e para o Programa Jovem Aprendiz. As inscrições estão abertas até o dia 12 de fevereiro e podem ser realizadas através do site https://educar.setrem. com.br/bolsa.aspx Podem participar do

Processo Seletivo para a Bolsa de Estudo Social dos Cursos Técnicos da SETREM os estudantes que concluíram o Ensino Fundamental e aqueles que já concluíram ou estão cursando uma das séries do Ensino Médio. No Programa Jovem Aprendiz, o estudante do Curso Técnico é adotado pela empresa e recebe o valor integral do curso, que é pago parte pela empresa e parte pela SETREM, além de uma remuneração mensal no valor de R$ 400,00 a R$ 650,00. O objetivo é criar uma cultura de excelência na preparação dos futuros profissionais de Três de Maio e da re-

gião Noroeste. Para fazer parte do Jovem Aprendiz, o estudante precisa ter de 14 a 24 anos, não pode ter tido carteira de trabalho assinada e necessita ter concluído Ensino Fundamental. As aulas ocorrem pela manhã na SETREM, durante a tarde são realizadas atividades na empresa e pela noite são atendidos os estudantes que ainda não terminaram o Ensino Médio. Maiores informações podem ser obtidas pelo site www.setrem.com. br/tecnicos, pelo e-mail tecnicos@setrem.com.br ou através do telefone 3535-1011, com Vanessa.


5

Saúde

SANTA ROSA • Janeiro de 2012

Os adolescentes e as drogas Almerinda Maciel Peroty Diretora do Colégio Franciscano Santa Rosa de Lima – Santa Rosa Percebemos que os adolescentes de hoje estão mais sujeitos ao contato com as drogas, geralmente porque as primeiras experiências com drogas são favorecidas através do ambiente, companhias erradas, formação da personalidade, explosões de emoção e temperamento, transformação do corpo, problemas considerados difíceis de resolver. Acrescenta-se a frequente ausência dos pais, que cria condições favoráveis para que os filhos adolescentes se sintam livres para aventuras deste tipo, sem pensar muito nas consequências que podem advir de tal atitude. A sociedade moderna está em ritmo acelerado, chegando a uma série de cobranças e de apelos de consumo, tais como: vestir roupas e calçados da moda para não ser considerado “careta” entre os amigos. O adolescente que está em formação e muitas vezes se deixa levar pela opinião da turma, ainda é inexperiente, assim se torna um alvo fácil e mais propenso a confusões. Os jovens precisam de ajuda para que conheçam os riscos que os esperam com a possibilidade de experimentarem a droga e de entrarem num grupo de dependentes. Os adolescentes necessitam de alguém que os ame, independente de suas atitudes, indeci-

sões, estranhezas e impressões. As causas que levam o adolescente a usar drogas são muitas. Entre elas estão a solidão, as decepções, os desentendimentos com os pais e outros desconfortos ocasionados pela sociedade injusta e excludente. No entanto, as drogas podem se apresentar como a solução de todos os problemas que afligem o adolescente. É uma triste ilusão. O usuário de drogas

cria um mundo só seu, isola-se das pessoas e quando as procura é para conseguir a droga. A transformação é radical, porque se torna uma pessoa hostil, egocêntrica e egoísta. A maioria das vezes sente orgulho pelo comportamento ilegal, quase sempre extravagante e esquisito. Para conseguir a droga mente, rouba, suborna e agride quem está por perto, pois o fracasso e o medo invadem sua vida e seu espírito. Sempre a procura de uma saída fácil e não a encontrando algumas vezes pensam e até tentam o suicídio. Acreditou-se que na década de 60, os jovens passaram a consumir mais drogas com o advento da “cultura da droga”. Mesmo havendo diferenças significativas entre as gerações no que se refere ao uso

de drogas, a sociedade da qual os adolescentes são uma parte, vem desenvolvendo como cultura há muitos anos. O fato do grande aumento do uso de drogas entre os adolescentes, durante a última década no Brasil, Estados Unidos e em outros países, não é um fenômeno único e isolado. Não é um privilégio somente desta última década. Numa sociedade intercalada por crises financeiras, estresse, onde o “ter” é mais valorizado que o “ser” e, a imagem é tudo, com facilidade encontramos diferentes estruturas familiares, onde muitas vezes pais tentam compensar sua ausência com liberdade permissiva. Não importa a quantidade de tempo que os pais dispõem aos seus filhos, mas sim a qualidade da relação, observando que o jovem atualmente adquire sua liberdade ou libertinagem?, precocemente, ficando na maioria das vezes sozinho durante o dia e agindo por contra própria. Muitas vezes, sem limites e parâmetros, atraindo a atenção dos pais de diversas maneiras, por se sentir solitário, sem reconhecimento e abandonado. Os adolescentes precisam de alguém que os dê limites, oriente-os para onde ir. Os pais devem estar atentos as mudanças de comportamento comuns nesta idade, tudo que for radical quanto à personalidade deve ser investigado, observado e estando alerta a alguns sinais são primordiais. É necessário que os pais assumam a responsabilidade na edu-

cação de seus filhos, e não apenas delegá-la à escola, à igreja ou às instituições sociais. É interessante conferir o ambiente e as amizades num clima de confiança, valorizando o jovem, conversando sobre assuntos diversos e atuais, pedindo sua opinião, dar responsabilidades, estipular horários, ressaltar qualidades e atitudes importantes a serem consideradas. Mesmo assim, alguns adolescentes procuram as drogas como meio de fuga para seus problemas afetivos, outros pela simples curiosidade ou necessidade de se filiar ao grupo. Em todos os casos é necessário reforçar que o maior prejudicado é

o próprio adolescente. Quando o adolescente está à procura de sua identidade, se não tem uma família presente torna-se uma presa de fácil manipulação, tanto a nível grupal como pela mídia, a qual estimula o uso do álcool e do tabaco, apresentando-os como sinônimos de status e sucesso. Devemos nos lembrar de que o incentivo às drogas pode ocorrer dentro da própria família, seja pelo uso compulsivo de medicamentos pelos pais, que lhe ensinam indiretamente que existem substâncias químicas que atenuam a dor e o sofrimento, seja pela cultura alcoólatra ou tabagista pregada dentro do lar.

Você sabe o que é fadiga física? Victoria Nardes Trofóloga

Fadiga física é um estado de debilidade que se produz após realizar atividades normais que não deveriam produzir esgotamento. Constituem um dos motivos mais frequentes de cansaço, falta de energia ou astenia. Pode também ser causada por alterações hormonais, cardíacas ou respiratórias ou infecções agudas como a gripe, ou as cronicas como a tuberculose, ou ainda devido a uma alimentação deficitária. Quando se consomem muitos produtos refinados, conservas e alimentos processados (a famosa comida inútil ou proteínas mortas) esgotam-se as reservas de nutrientes que somente são encontrados nas hortaliças e nas frutas frescas, como por exemplo a vitamina C. Ao contrario do que a maioria do mundo pensa, uma alimentação em que predominam os vegetais preparados de forma simples, tem a capacidade de

produzir no organismo humano muito mais energia, vigor e resistência física que não encontramos numa alimentação mais sofisticada. Para prevenir as causa da fadiga nada melhor que instaurar no seu cardápio diário uma alimentação saudável incluindo aos poucos, alimentos crus, frutas, legumes e verduras, germe de trigo, mel, geleia real, frutas secas, como ameixa e damasco e muita água fria. A fadiga física não se representa como enfermidade, mas se nós descuidarmos de nosso corpo e da nossa alimentação poderá se tornar a entrada para muitas outras, pois o descuido é inimigo número 1 da nossa saúde e bem estar. Não deixe de fazer exercícios adequados e pequenas caminhadas. Comece hoje mesmo e sinta a diferença. Até a próxima edição e Feliz Ano Novo! Com muito mais saúde e qualidade de vida. Pense Nisto!


6

Especial

SANTA ROSA • Janeiro de 2012


SANTA ROSA • Janeiro de 2012

Especial

7


8

Ecologia

SANTA ROSA • Janeiro de 2012

Como poupar água e outras pequenas dicas ecológicas. Na nossa vida a água está presente de muitas formas. É algo indispensável ao nosso corpo, está nos mares e rios, nos alimentos e no meio industrial. Sendo assim, é fator de preocupação mundial e temos agora uma questão a ser analisada, dada a importância desse elemento da natureza. Como sabemos, a maior parte da superfície do nosso planeta é coberta por água, o que corresponde a mais de 70% do total. Da mesma forma, o corpo humano é composto de aproximadamente 65% de água. Do ponto de vista da sua utilidade, podemos salientar que a era industrial trouxe a elevação do nível de vida e rápido crescimento da população mundial, e isto quer dizer mais consumo de água. Infelizmente a água tem sido usada de uma forma errada pelo público em geral. Rios têm sido poluídos, adubos e pesticidas utilizados na agricultura têm prejudicado a qualidade de vida. Mesmo com esse crescente interesse pela preservação da água, muito temos que fazer para mantermos este precioso líquido. Necessário se faz o entendimento de que a concretização dos projetos de gestão da água pelos órgãos públicos e governos passa pela adesão geral da comunidade a esses projetos e é imprescindível a conscientização de que a água

a torneira aberta pode gastar até 25 litros de água. Se possível, feche-a durante a escovação e só abra na hora de enxaguar a boca. De olho no chuveiro. Um banho demorado pode gastar até 180 litros de água.

é nosso bem maior, nossa fonte de vida! Esta responsabilidade é de todos. Contribuir com a conservação do planeta dá para deixar o seu bolso mais feliz. E não esqueça,

quem preserva cuida. “Pinga-pinga” da torneira. Cuidado ele pode gerar um desperdício de até 46 litros de água em um único dia.

Geladeira consome energia. Às vezes temos o costume de abrir a geladeira para pensar o que vamos consumir. Evite abri-la sem necessidade. Antes de cozinhar, retire da geladeira todos os ingredientes de uma só vez. Evite o abre-fecha da geladeira, procure retirar da geladeira todos os produtos que vai usar para sua refeição. Leve a sua sacola ecológica. Quando for ao mercado prefira as sacolas retornáveis. Máquina de lavar. Use a máquina de lavar roupas/louça só quando estiverem cheias. Caso você realmente precise usá-las com metade da capacidade, selecione os modos de menor consumo de água. Se você usa lava-louças, não é necessário usar água quente para pratos e talheres pouco sujos. Só o detergente já resolve.

Mangueira não é vassoura. Ao invés de lavar sua calçada, varra. Se não tiver opção, reaproveite a água que já foi usada para lavar as roupas. O mesmo vale para a lavagem do seu carro. Boca aberta, torneira fechada. Escovar os dentes com

Brincadeiras com água. Não permita que as crianças brinquem com água. Banho de mangueira, guerrinha de balões de água e toda sorte de brincadeiras com água são sem dúvida divertidas, mas passam a equivocada idéia de que a água é um recurso infinito, justamente para aqueles que mais precisam de

orientação, as crianças. Não deixe que seus filhos brinquem com água, ensine a eles o valor desse bem tão precioso. Compre alimentos frescos ao invés de congelados. Comida congelada além de mais cara consome até 10 vezes mais energia para ser produzida. É uma praticidade que nem sempre vale a pena. Cozinhe com fogo mínimo. Por mais que você aumente o fogo, sua comida não vai cozinhar mais depressa, pois a água não ultrapassa 100ºC em uma panela comum. Com o fogo alto, você vai é queimar sua comida. Descongele geladeiras e freezers antigos a cada 15 ou 20 dias. O excesso de gelo reduz a circulação de ar frio no aparelho, fazendo que gaste mais energia para compensar. Se for o caso, considere trocar de aparelho. Os novos modelos consomem até metade da energia dos modelos mais antigos, o que subsidia o valor do ele-

trodoméstico a médio/ longo prazo. Regue as plantas à noite. Ao regar as plantas à noite ou de manhãzinha, você impede que a água se perca na evaporação, e também evita choques térmicos que podem agredir suas plantas. Compre alimentos produzidos na sua região. Fazendo isso, além de economizar combustível, você incentiva o crescimento da sua comunidade, bairro ou cidade. Faça compostagem. Cerca de 3% do gás metano que ajuda a causar o efeito estufa é gerado pelo lixo orgânico doméstico. Aprenda a fazer compostagem, além de reduzir o problema, você terá um jardim saudável e bonito. Compre papel reciclado. Produzir papel reciclado consome de 70 a 90% menos energia do que o papel comum, e poupa nossas florestas.


Deputada propõe Sistema Estadual de Internação Compulsória de Dependentes Químicos A deputada Miriam Marroni (PT) apresentou o projeto de lei (PL 438/2011) na câmara de deputados do Rio Grande do Sul em que propõe um sistema estadual de internação compulsória de dependentes químicos. O projeto preocupa-se em aparelhar o estado com um sistema ágil, com uma resposta rápida de profissionais e entidades públicas, entre os quais médicos, assistentes sociais, psicólogos e Brigada Militar. Equipes multidisciplinares deverão atuar nas etapas de laudos, resgate, internação e encaminhamento para tratamento de longo prazo. “Hoje a droga não nos dá condições de aguardar uma possibilidade da vontade pessoal, a droga tira essa capacidade da autodeterminação, da consciência, da autonomia. A internação compulsória responde a uma doença incapacitante e de alto risco”, diz a deputada.

9

Geral

SANTA ROSA • Janeiro de 2012

O PL estabelece as diretrizes, os objetivos e os instrumentos do sistema. Serão realizadas ações urgentes que possibilitam a elaboração de laudo para subsidiar solicitações judiciais de internação compulsória, a qualificação dos serviços públicos pertinentes e a capacitação de equipe técnica. O projeto estabelece ainda que caberá à Secretaria Estadual da Saúde a coordenação dos trabalhos e prevê a regulamentação da lei. A deputada explica que não são raros os casos de mães que acorrentam seus filhos em casa, por desespero, para que não saiam em busca de drogas mas, alerta, “as correntes e trancas não são suficientes para livrá-los do vício”. Conforme a deputada, além do apoio familiar, existe a necessidade de tratamento de desintoxicação, de apoio psicológico e de trabalho de reinserção social dos dependentes.

FALA CIDADÃO. Meu nome é Mabe, tenho 70 anos. Eu e minha filha vínhamos do mercado para casa, e ao passar na calçada lateral do colégio Dom Bosco, no trecho abaixo da piscina, caí devido ao péssimo estado em que se encontra a calçada. Fiquei com diversos hematomas (rosto, joelhos, braços) e desde então faço fisioterapia por conta de muitas dores que tenho no joelho esquerdo após a minha queda. Também quebrei meus óculos e minha sombrinha. Fui socorrida por pessoas amigas que passavam na hora em que caí, inclusive o “Zé” da Lancheria Tagrelli também testemunhou o ocorrido. Peço aos administradores do colégio, que se for de responsabilidade do educandário que reformem a calçada, que está sendo motivo de muitas quedas de pessoas que por ali transitam. As pessoas têm o direito de ter segurança quanto a caminhar nas calçadas, e os proprietários dos imóveis o dever de manter suas calçadas em estado pelo menos razoável. Espero que nenhum idoso como eu tenha que se esfacelar, para a calçada ser consertada.

Câmara de vereadores tem nova diretoria. Desde o dia 02 de janeiro a Câmara de Vereadores de Santa Rosa tem novo presidente. O Vereador Douglas Calixto (PP), 40 anos, Funcionário Público Municipal, Vereador de primeiro mandato, assumiu o cargo. A nova Mesa Diretora de 2012 tem como Vice-Presidente o Vereador Cláudio Schmidt (PMDB), Denir Frosi (PP) como Secretário e Valdecir Hemsing (PMDB) como 2º Secretário do Legislativo Municipal. A cerimônia de posse contou com a presença de várias lideranças comunitárias, familiares, presidentes de partidos políticos e foi prestigiada ainda pelo Prefeito Orlando Desconsi, pelo Comandante do 19º RCMec. Ten. Cel. Marcos Coppetti Weber e pelo Major Wladimir Ribas representando o Comando da Brigada Militar. Douglas Calixto, ao usar da palavra como Presidente do Poder Legislativo fez questão de ressaltar que o Legislativo Municipal é a Caixa de ressonância dos anseios da comunidade: “Este plenário tem sido palco de grandes debates, desde o mais simples projeto aos mais variados pleitos da nossa população”. Calixto também destacou a união “profícua” entre o Partido Progressis-

ta (PP) e o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) o qual, segundo ele, vem sendo construída ao longo desta legislatura: “É graças à união destes dois partidos que estamos implementando, de forma muito coerente o dever constitucional de legislar e fiscalizar as atividades da Administração Pública” – observou. O novo Presidente colocou como meta para este ano duas importantes ações, uma para a gestão administrativa e a outra para ampliação da transparência e maior participação da população nos debates do legislativo: “Pretendemos finalizar até o final de fevereiro as transmissões “ao vivo” pela internet de todas nossas atividades, tanto as sessões como as audiências públicas. Também queremos assinar um protocolo de intenções com o Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP), com a finalidade de qualificar ainda mais nosso atendimento. Se o PGQP é bom para a iniciativa privada é bom também para o Poder Público – finalizou Douglas Calixto. Os projetos “Vereador Por Um Dia” e Câmara nas Escolas” também foram citados pelo novo Presidente como projetos que terão continuidade em 2012.

Presidente da câmara promulgou lei que garante recursos para o lar do idoso e para recapeamento asfáltico. O primeiro ato do novo Presidente da Câmara de Vereadores de Santa Rosa na tarde de ontem, 4 de janeiro, foi promulgar parte dos dispositivos da Lei Municipal nº 4.874/2011 que trata do orçamento do município para 2012. O Prefeito Municipal Orlando Desconsi havia “vetado” parte das emendas apresentadas pelos Vereadores durante a discussão do orçamento que tramitou no Legislativo Municipal. No final de dezembro, em Sessão Extraordinária, a Câmara de Vereadores analisou as justificativas dos “vetos” e, por vo-

tação secreta, não acolheram os vetos apresentados pelo Chefe do Executivo Municipal. Entre os dispositivos vetados pelo Prefeito Orlando Desconsi encontravam-se R$ 130 mil destinados a Associação de Damas de Caridade, mantenedora do Lar do Idoso e a complementação de R$ 500 mil para o recapeamento asfáltico das ruas: Cristovão Leopoldo Meinertz (Sulina), em trecho compreendido entre a Rua João Pedro Timm e a Rua Edwino Fenner; Rua Chico Mendes (Timbauva); Rua Pirapó (Sulina), no trecho de ligação entre a

Vila Sulina com a Avenida Tuparendi); Avenida Santa Cruz (construção de novo trecho), no trecho compreendido entre e Rotula São João até o seu final(Vila Kerber); Ruas Germano Dochkorn, Joaquim Rodrigues, Augusto Pestana, Estanislau Kotlinski e José Meneghetti (Bairro Cruzeiro). Entre os valores garantidos também estão previstos R$ 90 mil para aquisição e instalação de duas sinaleiras para a Av. Expedicionário Weber e R$ 50 mil reais para a pavimentação com pedras irregulares (calçamento) na Travessa Tiradentes (Vila Jardim). O Presidente da Câmara de Vereadores, Douglas Calixto (PP), após o silêncio do Prefeito Municipal, conforme determina a Lei Orgânica do Município, promulgou as emendas mantidas pelo Plenário do Legislativo Municipal.


10

Geral

SANTA ROSA • Janeiro de 2012

Terezinha Krolikowski assume pasta de Desenvolvimento Social Terezinha Lazzaretti Krolikowski é a nova secretária de Desenvolvimento Social de Santa Rosa. Com uma trajetória dedicada a trabalhar em prol da comunidade – foi conselheira tutelar e vereadora por dois mandatos – assume a nova função com a mesma dedicação que sempre pautou seu trabalho. Nesta entrevista, explica a atividade da sua pasta, o alcance do trabalho da secretaria e a sua visão de gestão. “A Secretaria de Assistência Social teve secretários antes de mim que deixaram contribuições significativas. Ronaldo César Darós, meu antecessor, tinha um excelente preparo técnico com conhecimento profundo das normas que regem o SUAS – Sistema Único de Assistência Social. E ele investiu muito do seu tempo na organização do serviço, adequando a estrutura administrativa às normas do SUAS”, relata. O SUAS prevê o atendimento às pessoas pelos CRAS - Centros de Referência de Assistência Social e CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social. Terezinha considera os CRAS como a porta de entrada da Assistência Social. A legislação exige que Santa Rosa, por seu porte, tenha dois CRAS. Um está localizado no bairro Cruzeiro próximo ao Centro Social Urbano. O CRAS de Cruzeiro atende todos os moradores localizados entre o bairro e o quartel, e o restante é atendido pelo CRAS do centro que atende na antiga sala dos conselhos. “Com a atual legislação que rege a Assis-

tência Social a gestão atingiu alto grau de especialização. A Assistência Social hoje não admite mais favorecimentos, ela é direcionada a todos que dela precisam outorgando direitos ao cidadão no uso dos serviços assistenciais, obedecendo rigorosos critérios técnicos”, diz Terezinha. Toda a estrutura administrativa da Secretaria deverá ser alterada para adequar-se às regras do SUAS. “Um de meus principais objetivos no comando da Secretaria é consolidar a implantação do SUAS, e para isto é necessário alterar a estrutura administrativa. Admitimos não ser possível nesta gestão do Prefeito Orlando concluir todas estas adequações, mas todos os nossos esforços estão sendo empreendidos para que o sistema funcione adequadamente, desde já” continua. Recursos para construção dos CRAS. “Já temos garantidos os recursos para os CRAS”, relata, “e os prédios serão construídos dentro das novas normas exigidas pelo Ministério do Desenvolvimento Social. O CRAS do bairro Cru-

Terezinha em sua nova função zeiro será construído dentro do espaço do Centro Social Urbano de Cruzeiro e as obras deverão ter início dentro de pouco tempo. O outro CRAS deverá ser construído nas imediações da Vila Agrícola, priorizando as regiões de maior necessidade de assistência social, com uma população carente deste tipo de atendimento.”

tam de amparo, como idosos, mulheres que sofrem violência doméstica, famílias em situação de vulnerabilidade social, desabrigadas por enchentes ou atingida por alguma catástrofe. Os CRAS fazem o atendimento inicial, acolhida, estudo social, visita domiciliar, orientação e encaminhamentos, grupos de famílias, acompanhamento familiar, O quadro de profis- atividades comunitásionais rias, campanhas socioeducativas, defesa de Os CRAS e o CREAS direitos, fortalecimencontam com psicólogo, to de redes sociais de duas assistentes sociais apoio, desenvolvimene uma pedagoga no seu to do convívio familiar corpo técnico, além e comunitário, entre do pessoal adminis- outras. trativo. Além destes, no setor de Cursos, da Diretrizes da admiUCAM (Unidade Cen- nistração tral de Atendimento Municipal), dos CAS, Segundo Terezinha, AABB Comunidade, duas diretrizes devem Pelotões Mirim assim ser priorizadas pela como na gestão, há um Secretaria de Assistênquadro de servidores cia Social, a qualificacompetentes e com- ção da gestão, onde se prometidos em bem destaca a implantação servir a população. da estrutura do SUAS e a formação das atiO atendimento vidades de ponta que a Secretaria deve imO objetivo do CRE- plementar e a dimiAS é o atendimento às nuição das desigualdapessoas que sofrem de des sociais. Para isto, a maus tratos e necessi- Secretaria tem o pro-

grama Pró Jovem, do Governo Federal, que visa atender os jovens que tem problemas de desestrutura familiar, que vivem em situações de risco e que necessitam de orientação para a construção de valores e princípios, que lhe possibilitem inclusão social. Um dos principais programas da secretaria é o atendimento a crianças e adolescentes nos CAS – Centros de Atendimento Social. Atividades esportivas, lúdicas (teatro, música, dança, etc), reforço escolar são oferecidas no contraturno escolar, em sete comunidades. Da mesma forma é o Programa AABB Comunidade, os Pelotões Mirim do 19º RCMEC e da Brigada Militar. “O programa Segundo Tempo, já desenvolvido a dois anos em Santa Rosa, e o programa Mais Educação, com o ideal de manter o aluno na escola, têm recursos necessários para desenvolver atividades como dança, teatro, música e reforço escolar. Todos estes programas interligados formam uma rede de atendimento muito coesa, direcionada às crianças e aos adolescentes”, relata Terezinha. Também são parte importante desta rede de atendimento, as diversas Entidades Comunitárias do nosso município. Já no que refere-se ao idoso e à mulher, Terezinha destaca que, embora sejam atribuições do SUAS, as atividades são administradas pelo gabinete da Vice-Prefeita. “O que me pauta”, diz Terezinha, “é a mensagem de Leonardo Boff em seu livro SABER CUIDAR, que fala da responsabilidade daqueles que assumem atividades políticas em cuidar da natureza, do planeta e principalmente das pessoas.” Embora eu esteja a pouco tempo nesta secretaria já tomei algumas iniciativas como

um contato com os índios que estão em nossa cidade e que tem o direito legal de receber ajuda. Esta ajuda vai desde orientação efetiva para que as crianças não permaneçam esmolando em alguns pontos comerciais de nossa cidade, submetendo-se à exposição humilhante, até a estrutura física de higiene do local onde eles permanecem quando vêm à cidade, com a construção de banheiros e fornecimento de água potável. Outra importante ação da Secretaria de Assistência Social é o setor de cursos que tem por objetivo atender às famílias do PAIF – Programa de Atenção Integral às Famílias. Em conjunto com outras secretarias, temos oferecido, já a três anos, diversos cursos para as famílias beneficiárias da Bolsa Família. O objetivo é suprir estas famílias de ferramentas para que elas atinjam a auto-suficiência. Atualmente estamos focados em oferecer às mulheres, a grande maioria das beneficiárias do programa, cursos de qualificação visando três alternativas: qualificação para emprego, qualificando para autogestão (empresário) e qualificação para trabalho em equipe (associação, cooperativa). Neste último caso o programa Economia Solidária tem forte participação. “A idéia é que as famílias atinjam sua auto-suficiência, gerando os recursos para sua sobrevivência”, complementa. “Sou ciente em dizer que tem muito para se fazer, mas a vontade de transformar também é imensa. Estou satisfeita em poder contribuir com meu trabalho, com a minha dedicação, com as prioridades do Prefeito Orlando Desconsi, em construir uma Santa Rosa Cada Vez Melhor, pois o ser humano é o centro desta Secretaria”, finaliza Terezinha.


10 dicas para arrumar a sua mala de viagem As férias se aproximam e são aguardadas com muita alegria, para auxiliá-lo no momento de arrumar as malas para a viagem listamos algumas dicas. 1) Escolha certa da melhor mala? A mais leve possível! Para as viagens de longa duração, escolha a mala tradicional, pois as roupas ficam mais bem acondicionadas e amassam menos. “Já as sacolas ou mochilas são mais práticas para viagens curtas”. 2) Alguns questionamentos são positivos. È importante nos questionarmos quanto: o tempo que ficaremos no destino escolhido? Para onde vamos passar as férias, se é praia, sítio, serra. Isso evita que levemos roupas em excesso como também levar aquém da necessidade. Também o tempo de duração da estadia é muito importante. 3) A melhor escolha é levar roupas básicas. Separe peças que combinem entre si e evite roupas que chamem muita atenção, peças com muitos detalhes pois diminuem a variedade de combinações. Dependendo de quantos dias será a viagem, calcule uma peça para cada dia em média, também é aconselhável levar duas peças de roupas para imprevistos. 4) Tecidos que amassam Quando organizar a mala, leve como regra que é preciso colocar por último na mala as peças que amassam mais. Uma dica é tentar dobrar a peça de forma que ela fique o mais esticado possível, de preferência, no sentido do comprimento. Quanto a camisass, faça a dobra na parte de baixo, assim a dobra fica dentro da calça. 5) Faça o espaço render Inicie arrumando os sapatos no fundo da mala- se quiser as meias

11

Geral

SANTA ROSA • Janeiro de 2012

podem ir dentro dos calçados. Complete as frestas que sobrarem com cintos, lingeries e outros itens que podem ser enrolados. Logo acima vêm os jeans e moletons. A mala tem que ficar sempre o mais reta possível à medida que você coloca as roupas,e para isso nivele com camisetas, bermudas e outras peças”. 6) Mochilão Usando mochilão, é bom lembrar que roupas sociais são desnecessárias, portanto, abuse das malhas e sempre acondicioná-las enrroladas assim acomoda-se melhor e aproveita-se mais o espaço da mochila. 7) Nécessaire Procure sempre os potes pequenos de hidratantes, xampus e condicionadores. 9) Malas de mão São superimportantes, principalmente, nas viagens aéreas, é interessante reservar uma muda de roupas caso haja problema com extravio ou atraso do voo. No caso de viajarmos de carro ou ônibus podemos colocar os sapatos na mala de mão. Desse modo sobrará mais espaço na bagagem.Uma agenda com alguns contatos e cópias dos seus documentos também é positivo. 10) Manter a organização é importante. Manter uma mala organizada do início ao fim da viagem é necessário para não haver surpresas negativas. Se você ficar em um mesmo hotel, a dica é desfazer a mala e arrumar as peças no guarda-roupa. À medida que for usando as roupas, dobre-as e coloque-as em sacos plásticos. Desse modo na volta é só pegar o saco e colocar no fundo da mala, sem correr o risco de deixar para trás algumas peças. Fonte: Portal CVC Viagens

CONCURSO DA CORTE DO CARNAVAL 2012 “É SANTA ROSA NA PASSARELA DO SAMBA” RAINHA, 1ª E 2ª PRINCESAS DATA: 24/01/2012 LOCAL: PARCÃO HORÁRIO: 21h PROMOÇÃO: Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo INSCRIÇÕES: De 03 a 20 de janeiro de 2012. DESFILE DO CARNAVAL 2012 “É SANTA ROSA NA PASSARELA DO SAMBA” ESCOLAS DE SAMBA: Unidos da Sulina, Império da Zona Norte/Santo Ângelo-RS e A Turma do Alambique DATA: 19/02/2012 LOCAL: Av. Exp. Weber (Rótula do Nacional até a Rótula do Taffarel) HORÁRIO/INÍCIO: 20h30min PROMOÇÃO: Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo ACESSO: Entrada Franca.

Porto Mauá decreta situação de emergência. VILSON WINKLER Mais um município do Estado entra na lista dos mais prejudicados pela estiagem que se faz sentir. Desta vez é Porto Mauá, que tem através do Decreto nº 920 de 11 de Janeiro de 2012 publicada Situação de Emergência na área rural do município, provocada pelas perdas de produtividade agropecuária, sua base econômica, principalmente nas culturas de soja, fruticultura, olericultura, fumo, cana de

açúcar, milho, culturas de subsistência, gado de corte e fortemente na pecuária leiteira. Desde novembro de 2011 que as chuvas estão abaixo da média, porém o agravamento se deu nos últimos 15 dias quando constatasse a ausência total de chuvas.Segundo laudo técnico sobre a estiagem elaborado por grupo técnico no ultimo dia 06, as perdas em média alcançavam 50 % na data, o que atualizadas no dia de hoje são ainda maiores, correspondendo a uma perda real de mais de R$ 7.585.204,40, praticamente um orçamento anual da Prefei-

tura de Porto Mauá.O quadro atual ainda pode agravar-se devido às conseqüências da estiagem, como falta de alimento para o rebanho, perda do ciclo das culturas e o esgotamento das fontes superficiais de água, o que provoca uma sobrecarga nos poços tubulares profundos, entre outras situações, o que leva a descapitalização dos produtores rurais e em conseqüência da população urbana, além do êxodo rural provocado pela falta de viabilidade socioeconômica do modelo de produção primária praticado na maioria das propriedades rurais.


12

AMIGAN

AMIGAN em defesa da VIDA. Adotar é um ato de amor.

A AMIGAN, no dia 10 de dezembro realizou a última feira de doação de 2011 na empresa Bicho & CIA. As voluntárias da ONG foram recebidas com muito carinho. Foram doados 15 cães entre adultos e filhotes. Embora na edição anterior tenhamos abordado o tema do abandono de animais domésticos nesta época do ano, vamos reprisá-lo, pois infelizmente o número de cães vagando pelas ruas de nossa cidade aumentou consideravelmente neste último mês. Viajar em férias, feriados é um direito de todo cidadão, mas para isso não é necessário desfazer-se dos animais domésticos como se fossem tralhas. A sociedade precisa de indivíduos responsáveis para que nossos filhos tenham uma sociedade mais humana, mais justa. Vamos dar bons exemplos aos nossos filhos, pratique e propague a posse responsável, não esqueça que o seu melhor amigo é amigo do seu filho, é seu animalzinho de estimação. Zele por ele, zele pelo meio ambiente.

AMIGAN informa. Dia 21 deste mês estaremos realizando mais uma feira na empresa Quatro Patas. Prestigie.

SANTA ROSA • Janeiro de 2012

Jornal Cruzeiro Janeiro 2012  

Jornal Cruzeiro - Edição Janeiro de 2012