Page 1

www.jornalcorreiodenoticias.com.br

Sexta - Feira - 10 de maio de 2013 - 5


Milhares de moradores procuram espaços abertos para prática de esporte e recreação

O

lazer é uma forma de socialização e de inclusão social que pode ser definido como a execução de atividades que têm como objetivo distrair, descansar, relaxar e exercer alguma forma de recreação. É caracterizado como: atividades que uma pessoa prática em seu tempo livre e que lhe proporcionam prazer. É de grande importância para o bem-estar físico, social e emocional de toda pessoa e muito necessário para a manutenção e promoção da saúde. Canoas conta com boas opções de lazer para todas as pessoas, de diferentes idades. Entre as opções estão parques, áreas verdes, espaços de recreação, quadras de esportes e praças que atraem milhares de pessoas todas as semanas. Entre os visitantes os hábitos são ecléticos. Os esportistas preferem caminhadas, passeios de bicicleta, patinação, ciclismo, futebol, tênis, vôlei, basquete e ginástica. E boa parte, não abre mão de tomar um chimarrão com a família ou amigos e jogar

conversa fora. Ou simplesmente levar as crianças ou o cachorro para passear. Para quem gosta de contato com a natureza, uma das opções mais procuradas, principalmente pelas crianças é o Zôo Canoas. Atualmente, estão lá 92 animais, distribuídos entre aves, mamíferos e répteis, com 19 gêneros e 24 espécies de animais silvestres da fauna nativa. Em horários determinados, há atividades de educação ambiental com visitas guiadas. O Zôo realiza um trabalho de reabilitação de fauna silvestre de vida livre, encontrados feridos, órfãos ou impossibilitados de deslocamento. Esses animais são encaminhados ao local para tratamento e, quando não podem mais ser devolvidos à natureza, permanecem por lá, onde são abrigados e utilizados para educação ambiental. Uma das opções de lazer para a comunidade canoense e para visitantes - até pela distância pouco conhecida - é a Praia de Paquetá, localizada no

bairro Mato Grande. O local, que pertence ao Parque Estadual Delta do Jacuí, dispõe de uma paisagem encantadora que revela a beleza do ponto de encontro entre o Rio dos Sinos e Rio Jacuí. A praia é bastante frequentada, sobretudo aos finais de semana, quando cerca de 2 mil pessoas/dia circulam pelo local durante o verão. Embora a área não seja própria para banho, muitas pessoas visitam o local para fazer piquenique. O Parque Eduardo Gomes, mais conhecido como Parcão é um dos principais locais onde acontecem shows e eventos em Canoas. Sua estrutura possui três campos de futebol onze, quatro quadras poliesportivas, duas quadras de tênis, um campo de futebol sete, espaço para crianças com uma pracinha infantil, cancha de bocha e pista de caminhada. A Prefeitura desenvolve aulas de ginástica adulta e 3ª idade, caminhada orientada, aula de ritmos, aulas de futsal e atletismo. O local também é muito frequentado por skatistas

Foto: Divulgação/CN

Cidade oferece boas opções de lazer e descanso

O espaço de lazer mais antigo de Canoas, o Parque Municipal Getúlio Vargas, o Capão do Corvo,

onde há pistas para prática. Aliás, o Parcão já recebeu muitos campeonatos do esporte. O espaço de lazer mais antigo de Canoas, o Parque Municipal Getúlio Vargas, o Capão do Corvo, é ainda em uma

das principais áreas verdes da cidade. Nos seus mais de 17 hectares, abriga uma grande variedade de árvores. O local é repleto de espécies de aves que habitam ou se utilizam do parque. Pássaros como sabiás, biguás, quero-queros, bem-te-vis, entre

outros mantém a sinfonia com seus cantos. Desde 2011, Brique do corvo se integrou ao ambiente do parque. Instalado no corredor de acesso ao interior do capão, o espaço de vendas de artesanato e produtos alimentícios tem a simpatia dos frequentadores.

JARDIM DO LAGO

LARGO DA INCONFIDÊNCIA

CENTRO OLÍMPICO MUNICIPAL

O Jardim do Lago é um dos locais mais bonitos que a cidade pode oferecer, fica ao lado do Capão do Corvo. Aos domingos, fica cheio de jovens que se reúnem para tomar chimarrão e conversar admirando o belo lago no meio do residencial.

Com ares de modernidade, floreiras coloridas e bancos é um dos lugares mais aprazíveis áreas de lazer. Praça tem 700 metros localizada no bairro Marechal Rondon. Os mosaicos nas calçadas reproduzem desenhos do pintor Miró. O largo possui assentos e um calçamento inspirado nas ramblas de Barcelona, que adicionam charme e colorido ao local.

O Centro Olímpico Municipal de Canoas tem diversas atividades ligadas ao esporte e saúde. Para adultos, atividade física e saúde com aulas para ginástica, aeróbica e musculação. Já para a terceira idade, musculação voltada para um bom condicionamento. Além disso, o centro também dispõe de quadras poli esportivas, ginásio coberto, quadras de futebol 7, futebol de campo, cancha e churrasqueiras.


Sexta - Feira - 10 de maio de 2013 - 7

www.jornalcorreiodenoticias.com.br

Canoas é uma das cidades escolhidas pela Fifa que podem receber uma delegação para a disputa da Copa

Mobilização para a Copa do Mundo de 2014

A

presença de uma seleção na cidade para a disputa de uma Copa potencializa o turismo e a economia de qualquer lugar do mundo. Muito mais do que apenas futebol, a Copa do Mundo está sendo vista como oportunidade por cidades que se candidataram para receber seleções durante a competição. E Canoas vive essa expectativa de ser escolhida como Centro de Treinamento para Seleções (CTS) que disputarão a Copa do Mundo de 2014. Tal oportunidade vai possibilitar um incremento na cadeia produtiva na geração de emprego e renda. Além da visibilidade que será gerada pela mídia espontânea em todo o mundo. Em fevereiro do ano passado, o município foi escolhido pela Fifa e está apta a para receber seleções na preparação para a próxima Copa do Mundo. Canoas faz parte do

Catálogo de Centros de Treinamento de Seleções que são entregues para todas as federações de futebol. Ao todo, 100 quesitos são analisados desde vestiários, área de atuação da imprensa, qualidade do gramado, privacidade e segurança para as delegações estavam entre os critérios analisados por cada seleção. Cada delegação pode escolher mais de um centro de treinamento, mas apenas entre as cidades que estão no catálogo. A cidade conta com o complexo esportivo da ULBRA, além da proximidade com o Aeroporto Internacional Salgado Filho e o número de hospitais disponíveis. A universidade possui uma estrutura esportiva formada por um estádio principal, com um campo de dimensões oficiais e gramado semelhante ao do Beira-Rio, onde os jogos da Copa serão disputados. Há mais dois campos suplementares que

atendem às determinações da Fifa para os centros de treinamento. Também há uma infraestrutura de suporte para uma delegação, desde academias

de musculação, piscina térmica, departamentos de fisioterapia e fisiologia. O presidente do Comitê ULBRA 2014, Valter Kuchenbecker, está otimista

Foto: Divulgação/CN

internacional, como a Copa Cidade de Canoas, que contou com seleções do Uruguai, Estados Unidos e Brasil. O complexo esportivo possui três campos de alta qualidade e medidas oficiais, arquibancada para 10 mil pessoas, cinco vestiários, piscina aquecida, auditório e três ginásios para 1,5 mil pessoas.

O complexo esportivo possui três campos de alta qualidade e medidas oficiais

pessoas que vão assistir a Copa do Mundo. Se uma seleção vai treinar os holofotes estarão voltados para Canoas”, exemplifica um dos benefícios para o município. Além de Canoas, o Estado tem 10 cidades credenciadas para receber delegações: Bento Gonçalves, Farroupilha, Gramado e Caxias do Sul, na Serra, Cachoeirinha, Gravataí, Novo Hamburgo e Viamão, na Região Metropolitana, e Lajeado, no Vale do Taquari. De acordo com o secretário Secopa de Canoas, Marcus Vinicius Machado, as federações do Uruguai, Peru e Grécia já demonstraram interesse por Canoas. No final do ano, quando as eliminatórias já estarão encerradas, algumas seleções já devem divulgar aonde se instalarão durante a Copa. No dia 6 de dezembro, a Fifa realiza o sorteio dos grupos para a competição.

Pronatec Copa na Empresa

Complexo Esportivo da Ulbra O complexo esportivo da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) está localizado a 10 minutos da Base Aérea de Canoas e a vinte minutos do estádio Beira-Rio, sede dos jogos da Copa 2014 em Porto Alegre. Com infraestrutura completa para o desenvolvimento de diversas modalidades esportivas, o local já recebeu importantes competições de projeção

com a escolha de Canoas por uma seleção. “O Complexo Esportivo da ULBRA integra o catálogo da FIFA e estamos muito bem posicionados. Temos ótimas perspectivas e as oportunidades que virão com a Copa para os empresários”, finalizou. Segundo secretário estadual do Esporte e do Lazer e coordenador-geral do Comitê Gestor da Copa 2014 no RS, Kalil Sehbe Kalil, o Complexo Esportivo ULBRA com a proximidade com o Aeroporto Salgado Filho, por exemplo, favorecem Canoas a ser escolhia como Centro de Treinamento de Seleções. “Canoas cumpriu rigorosamente todos os quesitos para ser um Centro de Treinamento”, reforça. Mas Kalil diz que para conquistar uma seleção é preciso ir além, afinal ela disputa com outras 100 cidades. E a união entre os setores será fundamental para que isto ocorra. “Serão 5,5 bilhões de

O Governo do Estado em parceria com a Prefeitura de Canoas e entidades do município estão promovendo o Pronatec Copa na Empresa. A meta do programa é qualificar um total de 10 mil pessoas nas áreas de segurança, turismo e serviços para a Copa 2014, em 16 municípios gaúchos. Ao todo são 180 vagas distribuídas gratuitamente para profissionais da rede hoteleira, gastronômica, taxistas e guarda municipal de Canoas. O objetivo dos cursos, que envolve línguas e libras, será o de qualificar e aperfeiçoar o atendimento aos turistas que estarão na cidade durante a Copa do Mundo. Em Canoas, são ofertadas nove turmas: Inglês básico (quatro turmas); Inglês aplicado aos serviços turísticos (três turmas); e Garçom (duas turmas).


Geral

Canoas é orgulho na cidade e recoloca o vôlei gaúcho no cenário nacional

E

m um curto espaço de tempo, o vôlei conquistou fãs em Canoas. Fundado em dezembro de 2011, a equipe do Canoas Vôlei deu poucos passos no vôlei nacional, já colhe alguns frutos e coloca a cidade de novo no mapa esportivo do Brasil. Desde o final dos anos 90 e começo dos anos 2000, Canoas brilhava com o sucesso da Ulbra, tricampeã da Superliga (temporadas 97/98, 98/99 e 2002/2003). Com dificuldades financeiras, a universidade anunciou o fechamento da equipe. Mas o projeto ambicioso e persistente do Canoas fez com que essa lacuna fosse preenchida. No final de 2011, o projeto liderado pelo campeão olímpico Paulão saía do papel através de uma parceria com a Prefeitura de Canoas, Unilasalle e apoiadores. A prefeitura fez o investimento de R$ 1 milhão por uma temporada de 12 meses. Um mês depois,

iniciaram-se treinos para a disputa da Superliga B. Mesmo com o tempo curto para se preparar para a competição o objetivo era claro: ser campeão logo na primeira temporada e buscar uma vaga na elite do vôlei brasileiro. Com a equipe treinada por Paulão, sem grandes salários e de jogadores maioria formados no Rio Grande do Sul, a meta foi alcançada com muito suor e trabalho. “Mesmo com todas as dificuldades, nosso primeiro objetivo foi alcançado, que era reconduzir o vôlei gaúcho à Superliga. Pra mim foi muito especial ser campeão na primeira oportunidade como treinador”, destaca Paulão. O estado não disputava a Superliga desde a temporada 2010/2011, quando a Sogipa, de Porto Alegre, foi o representante gaúcho na competição. Começou com o nome de APAV/Canoas (Associação dos Pais e Amigos do Vôlei), logo após recebendo o apoio-master da Móveis

Gestão é exemplo Outro diferencial do êxito é o modelo de gestão implantado no clube. O modelo de remuneração dos atletas é diferente de qualquer outro clube brasileiro. O sistema é comparável a uma empresa que opera no varejo: existe um valor fixo, mais um percentual variável. Nas lojas, o profissional ganha bônus conforme vende. No esporte, acontece de acordo com os patrocínios da equipe. A equação é simples: mais vitórias, maior visibilidade. Ainda fora das quadras, a equipe gaúcha ganhou grande destaque já que a Prefeitura de Canoas utilizou o time do técnico Paulão como exemplo para apresentar oficialmente o projeto “Em Canoas o esporte tem mais valor”. O objetivo é captar recursos a serem investidos nas modalidades do município. “Estamos captando recursos através da lei pró-esporte, num volume de R$ 3 milhões, para incentivar todos os aspectos do esporte no município de Canoas. O Canoas Vôlei hoje é o nosso carro chefe. Nos orgulha ver atletas como Gustavo Endres suando a camisa que tem o nome de Canoas. Queremos formar equipes em outras modalidades, e o sucesso do vôlei é o exemplo a ser seguido”, exaltou o prefeito Jairo Jorge.

Kappesberg. Para agregar mais experiência ao grupo, Gustavo, medalha de ouro em Atenas, em 2004 foi contratado. Na primeira temporada na elite, a equipe gaúcha terminou a fase classificatória em 6º lugar e foi eliminada nas quartas-de-final para o SESI/ SP. O Canoas chegou a vencer o primeiro jogo da série, em São Paulo, mas perdeu em casa a segunda partida e o terceiro em São Paulo. O time paulista tinha orçamento de R$ 12 milhões e três titulares da seleção brasileira medalhista de prata na Olimpíada de Londres. O campeão, o RJX, do Rio, gastou R$ 17 milhões e contava no elenco com estrelas como Bruninho, Lucão, Thiago Alves e Dante. Mesmo com orçamento muito menor da maioria dos times, um grupo experiente e com qualidade, Canoas fez frente para grandes equipes do vôlei nacional, como o próprio SESI, o RJX, o Sada/Cruzeiro, dentre outras.

Fotos: Divulgação/CN

Seriedade, competência e a paixão pelo vôlei

Na primeira temporada na elite, a equipe terminou a fase classificatória em 6º lugar e foi eliminada nas quartas-de-final

Torcida é aliada do time

O time ganhou um grande aliado: a torcida. A população canoense abraçou o time e lotou praticamente todas as partidas no Ginásio Poliesportivo La Salle, seja no Estadual de Vôlei 2012 - que a equipe conquistou sem perder um set - ou na Superliga. Esta união entre empresários, poder público e os moradores canoenses, juntamente com a força e técnica do time, fizeram com que o projeto alçasse novos desafios. Em alguns jogos da Superliga, os ingressos se esgotavam em 24 horas. Com o ginásio que conta com 800 lugares, quase sempre lotado, torcida apoiando, gritando e incentivando, Canoas era quase imbatível em casa. Naquela altura, a paixão dos canoenses pelo vôlei tinha despertado. O fator local foi determinante para a boa temporada do time na competição. O ponta e capitão do time, Roberto Minuzzi confessa que não imaginava tamanha aceitação. “Não sabíamos o que esperar por ser um time novo. Havia a cultura da cidade pelos tempos da Ulbra, talvez por isso a aceitação tenha sido tão grande. O ginásio sempre lotado, com todo mundo apoiando, gritando, e isso nos ajuda, nos incentiva bastante”, explica.

Foco no Futuro Com reapresentação dos jogadores prevista para os próximos dias, o Canoas trabalha intensamente na manutenção do grupo e na busca por reforços para a próxima temporada. As primeiras definições foram as renovações com Roberto Minuzzi e Jeffe, atletas importantes para o projeto dentro e fora de quadra. O central Gustavo Endres que ameaçava uma aposentadoria continua nas quadras, na disputa da Superliga. O campeão olímpico foi convencido pelo técnico Paulão e pelo gerente Fábio Senna a continuar no projeto, já que seria importante pela referência na busca por novos patrocinadores. Por isso, continuará atuando e com um cargo na gestão do clube gaúcho. Na última semana, o clube garantiu a permanência do ponteiro Bozko, e anunciou a chegada do jovem Enrico, de 18 anos, destaque da Seleção Brasileira infanto-juvenil. Com a chegada deles, o técnico Paulão já conta com 13 atletas no elenco. O Canoas tem atualmente os seguintes atletas no elenco: os levantadores Murilo Radke e Rafinha; os opostos Xanxa e Luan, os centrais Gustavo, Giovanni e Rafael; os ponteiros Bruno Temponi, Roberto Minuzzi, Enrico e Bozko; e os líberos Jeffe e Palotti. A diretoria do clube gaúcho ainda analisa a possibilidade de contratar mais um central e um ponteiro. A previsão de calendário coloca a disputa do Gauchão no mês de agosto, possibilidade de realização de torneio amistoso e o começo da Superliga 2013/14, que pode passar a ter duração de sete meses.


Sexta - Feira - 10 de maio de 2013 - 9

www.jornalcorreiodenoticias.com.br

Exemplos de canoenses que alcançaram o sucesso e reconhecimento artístico

O envolvimento de Rodrigo com a música começou aos 11 anos quando participava de um coral religioso em Canoas

Alegre e também no interior do Rio Grande do Sul, chegando a ficar entre as mais pedidas por algumas semanas, em rádios que são referência para o segmento da música sertaneja. Do primeiro disco de Rodrigo Ferrari, composta por 12 músicas, 8 são composições do próprio cantor, e algumas dessas canções

em parceria com outros compositores. O CD gravado no Paraná e São Paulo teve a direção musical do renomado produtor Heverton Gaido (conhecido como Amarelo), que tem no seu currículo grandes produções artísticas como Hugo Pena & Gabriel, Zezé di Camargo, Banda Calcinha Preta e os gaúchos Claus e Vanessa.

Como foi sua infância em Canoas? O que você lembra? Minha infância foi muito boa, morava na Rua Ângelo Possebon, lembro de andar de skate, carrinho de lomba, casa na árvore, futebol, enfim, tudo que as crianças adoravam fazer! Em que escola estudou? Como foi esse período? Estudei primeiro na escola Bom Conselho em POA, mas logo na 3ª série vim para o La Salle de Canoas onde fiquei até me formar! Fiz muitos amigos ali, miitos que falo até hoje! Em que bairro você morou? Qual parte você mais curte e tem boas lembranças? Morei no centro por quase toda a minha vida! Fazem 3 anos que me mudei pro bairro Marechal Rondon! Mas as melhores lembranças com certeza são de quando morava no centro! Muitos amigos de infância que preservo até hoje! Quando está viajando e fazendo shows, o que sentes falta daqui de Canoas? Sinto falta dos amigos e da família, além de gostar muito da cidade, por isso da saudade até de cantar em Canoas! Como foi o começo da carreira de cantor? Tudo começou em Canoas? Minha história com a música começou quando eu tinha uns 11 anos no Pequenos Cantores do La Salle, onde eu estudava em Canoas! Depois de 4 anos lá acabei saindo! E agora fazem 1 ano e 7 meses que estou na minha carreira solo. Costuma levar o nome da cidade por onde você passa? Sempre levo o nome de Canoas por qualquer lugar, rádio e TV que faço. O que você mudaria na cidade? Mudaria o trem! Acho que o rebaixamento dele seria o ideal! O que você manteria? Manteria o clima e o espírito das pessoas, que apesar de uma cidade grande, todos se conhecem e acabam tendo uma amizade! Acho isso legal! Defina Canoas numa frase... É a minha casa e onde mais gosto de estar!

Priscila Machado foi descoberta aos 14 anos por um caça-talentos em Canoas, quando saía do colégio onde estudava. A partir disso, não pararam de surgir trabalhos e Priscila iniciou sua jornada no mundo da moda. Em 2004, a modelo mudouse para Milão onde iniciou sua carreira internacional. Na Itália desfilou para o renomado estilista Jean Paul Gaultier, um dos grandes acontecimentos de sua vida. Também fez trabalhos na Alemanha e, dois anos mais tarde, se mudou para a Coréia do Sul, dando continuidade a sua carreira no exterior. Em 2008, ficou entre as 15 finalistas do concurso Miss Canoas. Em 2010 foi vice do concurso Miss Porto Alegre e foi para a final como Miss Uruguaiana, ficando em 4º lugar. Porém, em 2011 se destacou das demais gaúchas e foi eleita a Miss Rio Grande do Sul e na sequência foi escolhida para representar nosso país como Miss Brasil 2011. No concurso Miss Universo disputou a coroa com 89 candidatas de diversas nacionalidades e

Foto: Divulgação/CN

Foto: Divulgação/CN

O

cantor sertanejo, Rodrigo Ferrari arrasta um número surpreendente de fãs para seus shows. Apesar de sua carreira nova, lançada em 2011, conseguiu certo destaque mais rápido do que se esperava. O talentoso e jovem galã aposta nas canções mais agitadas, e assim, seu trabalho começa a ganhar o resto do Brasil. Sua nova canção chamada “Tá Soltinha” vem abrindo portas em outras regiões, e a escolha já rende novos frutos. A canção já toca com frequência nos estados de Santa Cataria, Paraná e São Paulo. Com participação de MC Jean Paul, “Ta Soltinha” é um mix de funk e sertanejo e já conta com mais de 400 mil visualizações no You Tube e é uma das musicas mais tocadas nas rádios do gênero. O envolvimento de Rodrigo com a música começou aos 11 anos quando participava de um coral religioso em Canoas. Ainda nos anos 90, ingressou no Coral Pequenos cantores do La Salle. Mesmo formado em Publicidade e Propaganda, o jovem queria trilhar o caminho da música. Desde o lançamento da sua carreira, com a música “Já fiz de tudo”, as coisas andaram rapidamente na carreira do Rodrigo. A canção foi executada nas principais rádios de Porto

Foto: Divulgação/CN

Talento e beleza exportados para o Brasil e o mundo

Em 2011 foi eleita a Miss Rio Grande do Sul e na sequência foi escolhida para representar nosso país como Miss Brasil 2011

alcançou o terceiro lugar ficando mundialmente conhecida. Hoje, Priscila mora em São Paulo e é apresentadora de TV

desde abril, ao lado de Sílvio Luís o programa esportivo Bola Dividida, exibido diariamente pela RedeTV.

Como foi sua infância em Canoas? O que você lembra? Minha infância foi maravilhosa. Brincava na rua, treinava no ginásio municipal, estudava bastante e sempre fui muito feliz. Em que escola estudou? Como foi esse período? Estudei em várias escolas. Comecei na Castelo Branco, na Igara, depois estudei no Érico Veríssimo, no Vicente Freire, no Carlos Chagas e voltei para o Érico Veríssimo. Foi um período muito bom da minha vida, fiz muitos amigos, me envolvia muito com esporte e foi quando dei início a minha carreira. Não foi fácil conciliar os estudos e o trabalho, mas deu tudo certo e só tenho lembranças boas. Morando em SP SP,, o que sentes falta daqui de Canoas? Sinto falta da calmaria, da sensação de paz e do xis de Canoas [risos]. Em que bairro você morou? Qual parte você mais curte e tem boas lembranças? Morei na Igara. A melhor parte era jogar taco na chuva em frente a casa da minha mãe, na rua mesmo, com minha irmã e amigos. Era sempre muito divertido. Também adorava as competições de domingo no ginásio, as festas juninas na praça do Parque Residencial...tantas coisas boas! Famosa e realizada profissionalmente, pensas um dia voltar a residir em Canoas? Por enquanto, não está nos meus planos mais breves, mas nunca se sabe. Tenho um carinho muito grande pela cidade e lembranças muito boas dos momentos que vivi. Realizada profissionalmente em São Paulo, costuma visitar a cidade? Sempre que posso vou visitar minha família, meu cachorro e meus amigos que moram no estado. O que você mudaria na cidade? Como não vivo mais na cidade e não tenho a oportunidade de frequentar mais vezes, fica difícil apontar algo, mas o transporte público e saúde sempre podem melhorar em qualquer cidade desenvolvida e em constante crescimento como Canoas. O que você manteria? Os parques, sem dúvida. Defina Canoas numa frase... “Brava gente, canoense / Sob o sol tu surgirás Pela grandeza do teu esforço / Só vitórias nos darás.”


Patrimônio cultural dos prédios antigos resgata a riqueza do município

A

preservação do Patrimônio Cultural tem importância fundamental para o desenvolvimento e enriquecimento de um povo. Os bens culturais guardam informações, significados, mensagens e registros da história humana de um grupo em determinada época. E em Canoas não é diferente. O município tem cerca de 20 prédios históricos. Destacam a antiga Estação de Trens, Vila Mimosa, Villa Nenê, Casa dos Rosa, Igreja Matriz São Luiz Gonzaga e a prefeitura municipal. No município, a adaptação de prédios históricos para ampliação do acesso público a cultura se insere em uma política de preservação cultural do patrimônio histórico local. Até 2011, Canoas não tinha nenhum prédio histórico tombado. A Prefeitura criou uma equipe de patrimônio, que passou a atuar pela recuperação e valorização dos prédios históricos. Simultaneamente, a Secretaria Municipal de Cultura (SMC) preparou um cronograma de tombamentos, priorizando em sua execução os locais de maior representatividade na histórica local.

FotoS: Divulgação/CN

Prédios silenciados há décadas contam a história da cidade

Vila Mimosa é um dos prédios mais antigos existentes na zona urbana de Canoas

Desde então, a SMC tem atuado também no sentido de viabilizar a democratização do acesso a esses bens culturais. Por meio de parcerias firmadas com empresas que atuam no ramo da construção civil local, a Prefeitura de Canoas tem viabilizado a restauração de residências de

Instituto Pestalozzi Prédio construído em 1919, em madeira conhecido como Vila Candoca. Em 1928, o professor Thiago Matheus Würth fundou o Instituto Pestalozzi, em Canoas, no final da Rua Domingos Martins. Transferiu a escola para este prédio em 1930 e fez algumas adaptações. Em 1951, o prédio foi ampliado, pelo engenheiro Moacir Rosalindo Foppa. Sofrendo assim duas reformas que tiraram suas características originais. Seu valor é referencial, mas, acima de tudo, histórico, por ser a primeira escola de excepcionais do Brasil - o Instituto Pestalozzi mantém até hoje suas atividades neste local.

Antiga Estação Férrea O empreiteiro britânico John Mac Ginity construiu a estrada de ferro que ligava Porto Alegre a São Leopoldo. Inaugurando assim, em 14 de abril de 1874 uma pequena estação no centro do Capão das Canoas. A segunda estação de trem no estilo colonial e germânico foi construída pelo arquiteto Fioravante Milanez e inaugurada em 1934. Embora a linha continuasse funcionando, o prédio da Estação Canoas foi desativado pela V.F.R.G.S. por volta dos anos 70. Restaurada pelo TRENSURB, foi entregue ao Município de Canoas em 1986, quando passou a sediar a Fundação Cultural de Canoas. É um marco histórico e patrimonial inestimável da cidade.

valor inestimável, convertendolhes e instituições culturais para a difusão artística. Sete prédios já foram tombados no município; outros 10 se encontram em avaliação para esse fim. Restaurada a cerca de um ano, a Vila Mimosa é um dos prédios mais antigos existentes

na zona urbana de Canoas, e sua arquitetura possui características do neoclássico. Em 1904, quando Canoas ainda era um lugar de veraneio, o contador Frederico Guilherme Ludwig mandou construir uma residência para descansar. Mas não resistindo aos encantos de Canoas, veio morar

com dona Mimosa, sua esposa. Ela instalou, de um lado, um armazém de secos e molhados, e de outro, a primeira loja de fazendas e armarinhos da cidade. O que garantia na época, o sustento da família. Em 1923 foram realizadas aos poucos, ampliações. Tendo desde então

a residência, 23 peças. Esta permaneceu habitada por um dos filhos, o conhecido médico Victor Hugo Ludwig e sua família, até 1999. A Casa das Artes Villa Mimosa, patrimônio histórico de Canoas e passou a ser o mais novo espaço artístico da cidade. Totalmente restaurada e preservando seu estilo de mais de 100 anos, a o local se tornou equipamento cultural que amplia o acesso dos canoenses aos bens culturais. Trata-se de um ambiente de formação, expressão e disseminação cultural para os artistas locais e a comunidade canoense em geral. O prédio é equipado com ambientes e recursos qualificados para atividades de capacitação, apresentações artísticas e lazer cultural. A casa conta com acessibilidade universal, tanto nos banheiros quanto na mobilidade pelo recinto. No térreo, é situada a sala de exposições, biblioteca, café, cozinha, área administrativa e estúdio público de ensaios. Já no segundo andar, está a outra sala administrativa, ateliê livre, elevador, sala multiuso e de multimeios. A estrutura dispõe ainda de locais para a realização de oficinas de artes plásticas e de música, aulas para formação na área cultural e um telecentro para cultura digital.

Sobrado dos Mathias Velho Saturnino Mathias Velho, tropeiro por profissão, vinha com freqüência à Estação de Veraneio Capão das Canoas. No ano de 1882, comprou grande parte dos seus campos do Major Vicente Ferrer da Silva Freire. Em 1909, na esquina das ruas Guilherme Schell e Mathias Velho, construiu o Sobrado dos Mathias Velho, no qual predomina os estilos colonial e germânico. A família Mathias Velho passou a morar neste local. Foram os pioneiros na habitação das terras onde hoje está localizado o Bairro Mathias Velho, dando origem ao nome da vila. Esta área foi explorada e ocupada com a criação de gado e cultura de arroz. O sobrado foi parcialmente destruído para a construção da linha do TRENSURB e depois, em 1986, demolido para instalação do Canoas Shopping Center.

Vila Nenê Conforme o documento do histórico da família Silveira, que residiu na casa hoje conhecida como Vila Nenê, essa residência foi construída em 1928 por Antonio Cândido da Silveira. “Constitui-se numa ponte com o passado, pois permite aos habitantes do município uma visualização da arquitetura utilizada no início do século XX em Canoas”, observa o processo. A moradia teria recebido este nome em homenagem à segunda esposa do Antonio Cândido da Silveira, que se chamava Gomercinda Ignácio da Silveira, mas era conhecida por “Nenê”. Com ela, o proprietário, tendo dois filhos: Antonio Carlos da Silveira e Luis Fernando da Silveira.


Especial Aniversário de Canoas  

Jornal Correio de Notícias Canoas/RS/Brasil

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you