Page 1

15 de Dezembro/15 de Janeiro - Ano 1

jornalcorpoemovimento.wordpress.com

Distribuição gratuita


02 • 15 Dezembro de 2010/15 de Janeiro de 2011 jornalcorpoemovimento.wordpress.com

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

D

EDITORIAL

ezembro é um mês especial. O mais esperado pelo carioca. Verão, sol, praia, corpo sarado e bronzeado...custe o que custar, até mesmo a saúde ou, o que é pior ainda, a vida. O carioca gosta mesmo é do verão, de estar bem visualmente. Até aí, tudo bem. O chato disso é que alguns extrapolam e acabam partindo de maneira errada para conquistar isso: praticando exercícios em excesso ou to-

mando anabolizantes, as bombas, por assim dizer, achando que vão transformar seus corpos rapidamente. Sobre o assunto, o Eric disserta muito bem, na coluna FITNESS. Para participar de corridas e maratonas com resultado positivo, livre de lesões e boas recordações, o Dr. Paulo Afonso de Lourega Menezes, na coluna SAÚDE, acertou em cheio com “Os dez mandamentos do maratonista”, onde aborda o que se deve e o que não se

deve fazer ao participar desses eventos. O mês de dezembro além de ter tudo o que o carioca adora, como já disse, é também um mês muito importante, pois no dia primeiro foi o “Dia Mundial de Luta Contra a AIDS”. A luta é obrigação de todos e a prevenção também. Para ilustrar este tema importante, mas já “fora de moda” para a imprensa, convidamos a Sra. Lucinha Araújo, mãe do cantor Cazuza (falecido há 20 anos, justa-

corpoemovimento@tradeagencia.com (21) 2522-3042 | 8731-3042 | 8783-3042 mente pela contaminação pelo HIV) e Presidente da Sociedade Viva Cazuza, para uma entrevista onde aborda o assunto e explica como funciona a instituição. Na coluna ESPORTE o tema é “BEACH HANDEBOL”, um esporte bem legal, derivado do conhecido HANDEBOL e jogado em quadra de areia. Na coluna NUTRIÇÃO E SUPLEMENTAÇÃO a Dra. Bianca orienta sobre as comilanças de fim

de ano para que ninguém deixe de saborear as delícias das festas e não perca o rumo da dieta. A equipe do Jornal Corpo & Movimento está trabalhando constantemente para levar ao leitor a melhor informação para o seu bem-estar. Em 2011, pretendemos continuar com informações de qualidade, inclusive aumentando o conteúdo. Aguarde nossas novidades para o próximo ciclo. Feliz ano novo!

Expediente: O Jornal Corpo e Movimento é uma publicação da Trade Consultoria e Soluções em Marketing Ltda. | Av. N. S. de Copacabana, 978 sala 901 Direção e edição: Marco A. Cidade Erika Pinto Diagramação, projeto gráfico e publicidade: Trade Consultoria e Soluções em Marketing Eventos: Elaine Pinto Os textos assinados são de responsabilidade de nossos colaboradores e podem não refletir a opinião do editor. Os anuncios e informes publicitários são de responsabilidade dos anunciantes. O Jornal Corpo & Movimento é impresso em papel certificado FSC, que garante o manejo florestal responsável

Para anunciar ligue: (21) 2522-3042

(21) 2522-3042

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

ESPORTE

jornalcorpoemovimento.wordpress.com

Das quadras para a praia: Beach handebol fotos: divulgação/Portal do Handebol

V

erão, sol e muito calor para passar os dias em uma quadra fechada. O handebol é o esporte da vez a tomar conta das areias. O beach handebol é semelhante ao handebol, mas assim como o vôlei e o futebol, teve alterações nas regras para adaptação ao novo tipo de quadra, afinal o drible, por exemplo, fica dificultado pela areia. O objetivo do jogo é a marcação de gols no ad-

versário. Duas equipes usam as mãos trocando passes. São três jogadores e um goleiro para a disputa de dois sets de dez minutos. Não existe empate, sempre há uma equipe vencedora, mesmo que seja com “um contra o goleiro”, equivalente aos pênaltis do futebol. O gol regular vale um ponto, os demais valem dois pontos e são eles: gol espetacular (de pirueta), gol aéreo, gol de goleiro e o tiro de 6 metros. O beach handebol está crescendo a cada ano, com campeonatos nacionais e previsão de outros,

internacionais. Ainda não é uma modalidade olímpica, mas está caminhando para isso. Os jogadores normalmente já participaram de jogos em quadra, o que cria uma intimidade maior com o esporte, mas não facilita. O jogo na areia exige muito mais do atleta, tanto em condicionamento cardiorrespiratório quanto muscular. A probabilidade de lesões é bem maior do que nos esportes praticados em uma quadra e com calçados, por isso é de fundamental importância o aquecimento antes da atividade e também o alongamento posteriormente. Não se pode esquecer a proteção solar e a hidratação, já que o praticante da modalidade

estará sob o sol. Em Junho, a seleção brasileira masculina de beach handebol ganhou medalha de ouro no mundial na Turquia e a seleção feminina levou o bronze. Isso faz com que a modalidade tenha cada vez mais prestígio e seja praticada também nas escolas. Como todo e qualquer esporte coletivo, onde exista a dependência do grupo, além de ser uma excelente atividade física, auxilia o praticante nas suas relações interpessoais, pois ele depende do restante do grupo para ser o grande campeão. Assim como na vida, o beach handebol leva ao pódio aquele que tem o melhor “toque de bola”.


15 Dezembro de 2010/15 de Janeiro de 2011 • 03

jornalcorpoemovimento.wordpress.com

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

Eric Lobão

Gerente geral da academia Balance Fitness

Excessos por um corpo de verão

V

erão é hora de se movimentar, certo? Errado! A preocupação com os inegáveis benefícios da atividade física e as maravilhosas consequências para a estética deveria estar presente o ano inteiro...Mas sabemos que é nessa época (ou pouco antes dela) que grande parte da população foca nesse quesito. É lógico que ter um estímulo para iniciar um programa regular e sistemático de atividades físicas é maravilhoso, portanto é um ponto positivo para essa estação. Porém, a maior parte dessas pessoas acha que

terá resultados rápidos, desconhecendo ou esquecendo que o corpo precisa de um tempo para se adaptar. Não é igual a uma escultura, que você modela na hora... As consequências (repito e ratifico: “conseqüências”) para a estética demor a m u m pouco mais do que se imagina. Então, os reais e diversos benefícios “ocultos” dessa prática é que devem ser enfatizados. Os prin-

FITNESS

www.balancefitness.com.br eric@balancefitness.com.br

cipais males do mundo moderno poderiam ser atenuados ou prevenidos com essa ferramenta (movimento!). No verão, corpos sedentários, que nunca entraram numa academia, tentam, com todo esforço, se transformar em modelos de estética: abdômen sarado, peitoral exacerbado e glúteos desafiando as leis da gravidade. São esses os principais objetivos do corpo de verão. Quando a busca por esses objetivos fica apenas no campo do exagero nas corridas,

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

natação, musculação, bike indoor (spinning, por exemplo), futevôlei, futebol, boxe Savate etc., por causa do imediatismo de resultados, ainda melhor. Porque as principais conseqüências são dores no corpo, lesões músculo-esqueléticas e desconforto extremo, para aqueles que desconhecem as consequências do exagero para o próprio organismo... O pior é quando entramos no campo dos recursos farmacológicos... E o argumento de persuasão é bastante simples: “- Tome isso que acelera o processo”. É o que vemos muito no mercado de academias: a banaliza-

ção evidente do uso desses recursos. Esteróides anabolizantes, que prometem ganho de massa magra, com velocidade acima da normal, trazem também consequências deletérias para o próprio corpo, a médio e longo prazo (mas isso não importa, não é? O que é um câncer para quem tem o maior peitoral da praia?). Termogênicos, ou seja, os aceleradores de gasto energético também trazem malefícios evidentes (aumento descontrolado e

arriscado da frequência cardíaca e pressão arterial, distúrbios de sono, mas isso também não é nada para quem tem as costas mais saradas do bairro...). Mas os imediatistas não querem saber de nada disso. A única coisa que importa é resultado rápido! A escolha é simples e vou dramatizar um pouco para facilitar a compreensão: viver saudável e com uma barriguinha até os 90 ou morrer l i n d o com o abdôm e n s a rado a o s 30?

||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||


04 • 15 Dezembro de 2010/15 de Janeiro de 2011 jornalcorpoemovimento.wordpress.com

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

O tempo não para Lucinha Araújo

E

entrevista

m 1990 o Brasil perdia um dos maiores ícones da sua música. O poeta Cazuza nos deixava, vítima de AIDS. Ao longo de sua carreira Cazuza cantou a história do Brasil, cantou os acontecimentos da época, cantou seus medos, suas loucuras e suas alegrias. Em parcerias inesquecíveis, embalou romances e criou polêmicas. Mas o poeta está vivo. Nesta entrevista, Lucinha Araújo, mãe de Cazuza, conta um pouco sobre o funcionamento da Sociedade Viva Cazuza, da qual é presidente, fundada em memória do cantor. A instituição é mantida através de doações e também da venda de “produtos Cazuza” (camisetas, calendários, etc). O eterno exagerado, lutou contra o HIV até o fim e deixou um ensinamento: O tempo não para em busca da cura e enquanto ela não vem, use camisinha.


15 Dezembro de 2010/15 de Janeiro de 2011 • 05 jornalcorpoemovimento.wordpress.com

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

Jornal Corpo & Movimento: Como funciona a Sociedade Viva Cazuza? Há distribuição de medicamentos, preservativos, testes? Lucinha Araújo: A Viva Cazuza mantém dois projetos. O primeiro é uma Casa de Apoio Pediátrico, que é um abrigo para crianças e adolescentes carentes portadores do HIV/aids em regime de internato. O segundo é um Projeto de Adesão ao Tratamento para 140 pacientes em acompanhamento ambulatorial na rede pública. O fornecimento dos medicamentos antirretrovirais é feito pelo Ministério da Saúde para todos os pacientes, não só os da Viva Cazuza. O Brasil foi o primeiro país a fornecer tratamento gratuitamento para todos os pacientes. Distribuímos preservativos apenas para os pacientes cadastrados em nossos projetos. C&M: De acordo com informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, o número de crianças infectadas pelo HIV diminuiu. De que maneira a Sociedade Viva Cazuza contribuiu para isso? LA: A diminuição do número de crianças contaminadas pela transmissão mãe-filho se dá por uma política de governo de testar todas as grávida e fazer um tratamento junto com o pré-natal, para

aquelas que estão contaminadas, com o objetivo de diminuir a transmissão. Essa política tem excelente resultado. C&M: A Sociedade Viva Cazuza prioriza o atendimento a crianças e adolescentes portadores do vírus HIV? Quantas crianças e adolescentes já foram atendidos desde a fundação da Sociedade? LA: Trabalhamos com foco em dois projetos. O primeiro é destinado exclusivamente a crianças e adolescentes, mas no Projeto de Adesão atendemos pacientes de todas as idades, numa média de 140 pacientes por mês. C&M: Como é feita a triagem de pacientes que se apresentam para acompanhamento na Sociedade Viva Cazuza? LA: Na casa de apoio as crianças e adolescentes são encaminhadas pelo Juizado de Menores, no caso do Projeto de Adesão são encaminhados por médicos e pelo serviço social levando em conta a carência sócio econômica dos pacientes e as dificuldades com adesão ao tratamento. C&M: Como é o trabalho de incentivo à prevenção feito pala Sociedade Viva Cazuza? (distribuição de cartilhas, preservativos) LA: A Viva Cazuza não tem como principal ativi-

dade a prevenção. Nosso trabalho na assistência além de muito árduo é também muito caro. Dessa forma, investimos na prevenção como forma de atender melhor a assistência. Hoje estamos investindo modestamente nas redes sociais com a esperança de atingir jovens através do webiste, facebook, orkut e twitter. C&M: Qual o papel das escolas quando se fala em prevenção? LA: A escola tem um papel fundamental. É através da educação que se muda comportamento. É necessário que se invista na educação para que os jovens que iniciem a vida sexual o façam de maneira saudável, ou seja, usando preservativo em TODAS as relações sexuais. C&M: A mídia, de maneira geral contribui o suficiente para informar a população sobre o perigo da contaminação pelo HIV ou poderia ser mais abrangente? LA: A Aids saiu de moda e cada vez é mais difícil conseguir espaço para falar no HIV e na prevenção. Existe um pensamento de que a Aids já é um problema resolvido o que é uma tristeza em termos de prevenção. Hoje vemos um número crescente de jovens se contaminando por acreditar nisso. Precisamos

que a imprensa dê mais espaço para se falar na prevenção. C&M: O Ministério da saúde prevê um aumento no número de jovens infectados por falta do uso de preservativos, principalmente na primeira relação sexual. Na sua opinião, porque esses jovens não utilizam a camisinha mesmo sabendo é o método mais eficaz de prevenção? LA: Existe uma série de fatores que contribuem para isso. Em primeiro lugar há a idéia que a Aids já não é um problema e depois saiu de moda. Ela não é mais uma preocupação para os jovens. C&M: Fale sobre a questão da reintegração familiar de quem está contaminado pelo vírus. LA: Teoricamente viver com a família é o desejável e tentamos reintegrar sempre que possível, mas costumo dizer que ninguém ama por ordem judicial. É importante que a criança e a família encarem a reintegração como sendo boa para os dois lados. Nem sempre isso ocorre. C&M: Qual é o resultado com os produtos colocados à venda pela internet no bazar da Sociedade Viva Cazuza? LA: A venda dos produtos colocados na in-

ternet é muito pequena, mas além de nos auxiliar financeiramente, não podemos abrir mão de nenhuma receita, ela também ajuda a divulgar o trabalho. Acho que quando uma pessoa veste uma de nossas camisetas por exemplo no Amazonas ou no Rio Grande do Sul, é uma pontinha de nosso trabalho que está a mostra e também uma lembrança do que fazemos. O que arrecadamos é irrisório, mas não desprezamos nada.

C&M: Como as pessoas podem contribuir com a Sociedade Viva Cazuza? LA: As pessoas podem fazer doações diretamente através de depósito em nossa conta corrente 26901-8, Banco Bradesco, Agência 887, ou através de nosso site www.vivacazuza.org.br ou diretamente na sede da instituição de segunda a sexta feira das 7 às 19 horas, na Rua Pinheiro Machado 39, Laranjeiras, RJ.

Comente em jornalcorpoemovimento.wordpress.com Em sentido horário, algumas imagens do trabalho feito pela Sociedade Viva Cazuza: sala de aula, dormitório, Projeto Cazuza, fachada da casa de apoio.


06 • 15 Dezembro de 2010/15 de Janeiro de 2011 jornalcorpoemovimento.wordpress.com

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

Dra. Daniele Balbi

Rua da Assembléia, 10/2511 | (21) 2531-1023 danielebalbi@dermatologista.net Dermatologia clínico-cirúrgica, medicina estética e cosmiatria Membro efetivo da Sociedade Brasilerira de Dermatologia soas inabilitaMestre em Dermatologia - UFRJ

V

erão chegando e com ele, calor, sol e praia... é hora de intensificar os cuidados para ficar de bem com o corpo. E, lógico, a primeira preocupação é encontrar a solução mais rápida e eficaz para remover aquela gordurinha localizada e a celulite. Mas esta busca deve ser cuidadosa e criteriosa, pois de outra forma, o resultado pode

A busca por tratamentos estéticos com a chegada do verão ser frustrante ou mesmo desastroso, por conta de complicações de tratamentos inadequados ou inoportunos. Não existem tratamentos milagrosos e todos devem ser feitos por profissionais especializados para garantir a segurança dos mesmos. Existem aparelhos eficazes e seguros que utilizam técnicas de radiofrequência, infra-vermelho e ultrassom,

associadas ou não. Alguns conseguem dar bons resultados com uma única sessão, que deve ser repetida anualmente, enquanto outros exigem sessões seriadas, geralmente quinzenais, para se obter uma boa resposta. Estes aparelhos melhoram a flacidez corporal e a celulite. A redução de gordura localizada só é satisfatória quando limitada a pequenas áreas, onde se consegue modelar melhor o corpo. Mas não espere um emagrecimento com esses apare-

lhos. Esses procedimentos são indolores ou, ao menos, bem toleráveis. Procedimentos invasivos ou tratamentos com injetáveis devem ser evitados nesta época do ano pelos riscos de hematomas e consequentemente de manchas nos locais tratados. Vale lembrar que qualquer procedimento só deverá ser realizado com profissionais especializados e em locais adequados, pois sempre há o risco de queimaduras e cicatrizes nas áreas tratadas se feitos por pes-

das. A drenagem linfática é sempre be-

néf i c a e ajuda a manter os resultados destes tratamentos. Também não podem ficar de fora os cuidados com a dieta e a prática regular de atividades físicas,

Estética fundamentais para a manutenção da boa forma; afinal queremos e devemos e s t a r de bem com nosso corpo e acima de tudo, com a

nossa saúde.

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||


15 Dezembro de 2010/15 de Janeiro de 2011 • 07 jornalcorpoemovimento.wordpress.com

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

Bianca Innocencio

www.bianutric.com

Nutrição e suplementação

Nutricionista especializada em nutrição clínica funcional, esportiva e estética

O

ano está acabando. Muitas festas e confraternizações começam a fazer parte da nossa rotina. Como não ganhar peso sem deixar de participar das festas? Esta é a grande pergunta de quem passou o ano todo se controlando. Entendo a preocupação e acho importante saber escolher para que não se perca todo o trabalho. Por este motivo, elaborei algumas dicas para você leitor: • Procure manter sua recomendação nos dias anteriores às festas: Fazer todas as refeições saudáveis nos dias próximos às festas garante

Como aproveitar as delícias de fimde-ano sem prejudicar a dieta. o bom funcionamento do seu organismo e dessa forma você não chegará com muita fome na ceia! • Se ofereça para levar uma farta salada e um prato repleto de frutas fresc a s . Garantir alimentos saudáveis e procurar ingeri-los, ajudará o seu metabolismo. Consumir fibras e água auxiliará o seu organismo a eliminar as gorduras ingeridas em excesso.

• Beba bastante água e procure incluir no seu prato porções de frutas como abacaxi, melancia, cereja, manga. Fazer excessos alimentares (excesso de sódio) estimula a “retenção hídrica” beber bastante água e alimentos diuréticos evitará edemas. • Consuma seus pratos favoritos, mas se contente com pequenas porções. Consumir alimentos prazerosos é muito importante para a nossa saúde

mental e faz parte da vida social, porém limite as porções se o seu objetivo for perder peso. • Evite excesso de bebida alcoólica e refrigerante. Exceder no álcool além interferir na detoxificação hepática aumenta muito o consumo calórico. Para cada copo de bebida lembre-se de ingerir um copo de água. E quando tudo voltar ao normal...priorize: carnes magras, saladas, sucos, frutas e alimentos integrais! Desejo a todos um Feliz Natal e um 2011 de muitas alegrias!

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||


08 • 15 Dezembro de 2010/15 de Janeiro de 2011 jornalcorpoemovimento.wordpress.com

|||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

Saúde

Dr. Paulo Lourega Médico do exercício e do esporte. Diretor médico da Maratona do Rio desde 1978.

C

Os 10 mandamentos médicos do maratonista

oncluir uma maratona é o resultado do treinamento e das condições genéticas de cada um. Nunca um teste de heroísmo. Embora eles existam há muito tempo, a maioria dos corredores são desinformados sobre estes conselhos e nunca é demais relembrá-los.

desenvolvendo: todos que querem participar de uma maratona devem fazer exame médico. Para estes, uma avaliação medica anual é fundamental. Pessoas na terceira idade, com diabetes ou os hipertensos, devem ter cuidados médicos redobrados;

1 – Esteja certo de que você está fisicamente adaptado para as atividades de corrida que está

2 – Treine adequadamente: para desenvolver seu potencial, o treino é fundamental. Para participar

de uma maratona, devese treinar especificamente para este tipo de esporte. As corridas menores têm maior potencial de risco, porque atraem, além de atletas, as pessoas que não possuem treinamento adequado. São pessoas que acham que por ser a corrida um esporte que não exige uma “habilidade” específica e por ser apenas 5 ou 10 km é fácil completá-la e muitas vezes abusam no ritmo. O treinamento para as corridas de rua deve ser realizado em asfalto. Não basta só treinar em ambiente de academia e depois enfrentar solo irregular, temperaturas baixas ou muito altas no dia do evento; 3 - Siga as regras básicas para uma nutrição adequada: alimentação na véspera deve ser rica em carboidratos e pobre em gorduras e condimentos. O ideal é um jantar de massas. Em Nova York, é famoso o jantar de massas oferecido aos atletas da Maratona no Central Park. É inclusive, uma grande confraternização. O desjejum deve acontecer 3 horas antes da prova e conter carboidratos compostos (pão, frutas, suco de frutas, por exemplo) e evitar bebidas açucaradas, ou seja adoçadas com açúcar comum. Este açúcar vai estimular a produção de insulina, o que significa que pode ocorrer o efeito de rebote, ou seja, o corredor ficar com hipoglicemia durante a prova, devido a produção da insulina que foi estimulada. O atleta deve no desjejum manter a rotina alimentar que observa durante os treinamentos. Deve-se evitar alimentos gordurosos e de difícil digestão; 4 – Mantenha a hidratação adequada antes, du-

rante e depois da corrida: Há 40 anos acreditava-se que não se deveria beber durante as corridas e maratonas, o que prejudicaria a performance. Nesses tempos as maratonas tinham cerca 300, 400 atletas e geralmente aficionados e bem condicionados. Por volta de 1975 surgiram as grandes maratonas, como a de Nova York com mais de 30.000 participantes, muitas pessoas aderiram às corridas, inclusive pessoas de maior faixa etária e menor condicionamento atlético. Nesta época preconizava-se beber água antes que se tivesse sede, e beber o mais que puder. O resultado foi que muitas pessoas apresentaram a hiponatremia dilucional associada ao exercício, ou seja, quando a pessoa bebe muito água pode ocorrer a baixa do sódio no plasma, tal desequilíbrio hidroeletrolítico pode levar a edema cerebral e até a morte. Em 2006, a IMMDA se reuniu em Barcelona e emitiu o seu Consenso de Hidratação, ou seja: se a corrida durar mais de trinta minutos deve-se utilizar,

tidade necessária da sede. Um alerta: os corredores devem se acostumar com os isotônicos durante os treinamentos. Há caso de corredores que os utilizaram pela primeira vez durante a corrida e tiveram distúrbios gastro-intestinais, inclusive uma jovem fez edema de glote por alergia ao corante empregado na bebida utilizada. 5 – Realize exercício de aquecimento e alongamento antes da corrida e alongamento após a corrida: – este aquecimento anterior às provas devem ser suaves para não gastar a energia que será tão importante para a corrida; 6 - Vista-se adequadamente de acordo com o tempo: lembro de uma corrida, em um dia quente, na qual um atleta estava vestido de superhomem e no final estava totalmente arrasado, destituído de qualquer super-poder; 7 – Use tênis adequados e confortáveis: nunca um par novo; 8 – Observe as condições da pista enquanto corre: as ruas possuem um piso irregular. As pessoas devem estar atentas para não tropeçarem em obstáculos. Lembro do caso de uma atleta, corredora de 400m, que acostumada a pistas regulares, não

estava atenta ao solo e devido a um buraco no asfalto do Aterro do Flamengo, sofreu uma queda , que lhe resultou uma ferida contusa no queixo e o abandono da prova. 9 – Corra no seu próprio ritmo, nunca ultrapasse-o: o pique no final da corrida pode acarretar problemas como por exemplo rupturas musculares ou tendinosas; 10 – Escute seu corpo: diminua o ritmo ou mesmo pare se não se sentir bem. Se acordou no dia da prova com gripe, alguma indisposição tenha a coragem de não correr. Atendi uma senhora que passou mal na primeira maratona em que trabalhei em 1987. É inacreditável, mas ela tentou correr uma maratona com hepatite!

A REGRA DE OURO Nunca estreie nada novo no dia da maratona: não mudar a alimentação, não tomar medicamento que nunca tomou, manter o vestuário conforme utilizado nos treinos, não usar tênis novo, etc., pois qualquer mudança pode ser prejudicial. RECOMENDAÇÃO EXTRA

também, além da água uma bebida desportiva. Neste caso, deve-se beber durante o exercício, um isotônico e água. Mas quanto se deve beber? Apenas quando tiver sede e na quan-

Não usar antiinflamatório na véspera ou no dia da corrida. Tem pessoas que usam este medicamento para passar a dor preventivamente. Estudos mostram que isto pode predispor a hiponatremia, disfunção renal, e outras complicações.

Jornal Corpo & Movimento  

Jornal gratuito com distribuição no Rio de Janeiro e Niterói.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you