Page 1

4

São José, maio de 2011 DIVULGAÇÃO

On line

Com quantos cliques eu posso encontrar o verdadeiro amor? A busca pelo relacionamento sério e o par perfeito ainda continua sendo o sonho da maioria das pessoas Antonio Mello

E

m meio à hiper conectividade do mundo atual, muitos poderiam imaginar que basta ir ao buscador do Google delinear o perfil desejado e pronto, o amor da vida apareceria com apenas um clique. Absurdo? Não para muitos que no mundo real já desistiram de encontrar um grande amor, e agora lançam todas as esperanças no mundo cibernético. Ao digitar no Google “site de relacionamento”, com parênteses para focar a busca, o resultado é alarmante, aproximadamente 577 mil resultados. Existem também os sítios exclusivamente direcionados a ajudar você a buscar o seu par ideal e sair da solidão. Esses, quase em sua totalidade, oferecem as modalidades de cadastro de perfil gratuito. A BUSCA

Resolvi investigar mais a fundo um portal, já na entrada encontrei 5.112 usuários em linha, em plena 10h14 da manhã. Após preencher dados básicos já na página de entrada, surge a segunda tela um novo formulário.

E dá certo realmente? AMOR NA REDE,

Uma história muito interessante e inusitada foi a do casal Sara e Afonso do DF. Eles se conheceram através do Orkut. “Trabalhava em uma loja e, assim que tive uma folga, fui até a casa dela. O problema é que chegando lá esqueci o nome dela. Nesta hora, minha então futura sogra saiu no portão e perguntei: “Aí mora uma menina que estava na internet? A Gorinha?”. Aí ela respondeu: ‘Deve ser a Sarinha’. Enfim, saímos para

Esse um pouco mais específico onde logo no início me surpreendeu, pois me dava a opção de estado civil. Quer dizer que casados também podem acessar o site, assumindo-se casados? O segundo item “intenção”, realmente me intrigou, era de assinalar e permitia mais que uma opção, ou todas, ao gosto do cliente: Relacionamento/Romance sério, Relacionamento/ Romance casual, Amizade/Diversão e Sexo. FILTROS E MAIS FILTROS Depois de descrever minhas características físicas, fui para o próximo setor do cadastro com o subtítulo de “Características

dar uma volta e começou a chover. Como estava de moto, parei e aí

rolou um beijo. Pouco tempo depois ela entrou no MSN e pediu que eu mudasse o perfil para ‘namorando’. Desde então estamos juntos. Agora, casados”. Afirmou o jovem Afonso Caixeta ao portal G1, na matéria

intitulada ‘Conheci o meu amor pela internet’.

de quem procuro”, posso escolher o tipo de vínculo. Além de opções múltiplas, existe a opção ‘‘tanto faz’’, que abrange a totalidade de estados civis. A seguir, o básico: faixa etária, peso e altura. E por último: distância. Afinal de contas é necessário saber quanto você vai ter que gastar de combustível para conhecer um dia sua alma gêmea. Já na terceira tela começamos a filtrar as coisas, separar o joio do trigo. O setor “Minhas características’’ e “Características de quem procuro”, trabalhará no cruzamento de dados entre caça e caçador. Baseado no melhor estilo agência de casamentos. Mas o que dizia: “Renda mensal de quem busca” me encantou.

Quem sabe pelo menos não encontro alguém interessante e ganho um convite para jantar sem custos. Então, quando por fim pensei que me daria o endereço, telefone e CPF da pessoa perfeita, surge a tela, me propondo uma assinatura máster por módicos cento e poucos reais, para seis meses. Me frustrei. Afinal não sei se quero esperar 6 meses para encontrar o amor. Revoltado excluí a tela e fui ao menu de busca. Então recebo a sugestão de colocar minhas fotos para aumentar minhas possibilidades matemáticas de encontrar alguém. O riso me foi inevitável, acho que as fotos podem diminuir minhas chances. Passaram-se os dois dias, as fotos foram aprovadas, até hoje continuo solteiro. Em meio a tantas coisas havia me passado despercebido que vários desses portais tem links que não possuíam nomes completos, por questão de privacidade. Mas não foi difícil encontrar casos reais de casamentos entre ex-desconhecidos, que a partir da rede mundial de computadores tenham se apaixonado e até chegado a oficializar a relação.

À moda antiga,mas nem tanto

Eis que encontro o sítio de uma agência real, ou seja, não virtual de relacionamentos. Falei por telefone com Marlene Heuser, a consultora de relacionamentos à frente da Golden Years que desde 1995, segundo o seu sítio, já uniu mais de 2.600 pessoas. Com sede em Curitiba a agência presta assessoria matrimonial para pessoas solteiras, viúvas, separadas ou divorciadas, que desejam encontrar um par para viver um relacionamento sério. Marlene escreve uma coluna para o Jornal Gazeta do Povo, e justamente de lá vem uma das maiores fontes de clientes interessados neste tipo de assessoria. As pessoas afirmam buscar parceiros por este método pois na noite só conhecem gente querendo apenas diversão e sexo. Seja qual a modalidade de amor ou paixão que cada indivíduo busque, os métodos podem ser inovadores, mas a busca é uma só. Talvez hoje em tempos em que ser romântico seja cafona, ninguém queira assumir tal condição. Nesse sentido, a internet passa a ser o caminho. Peço licença agora pois preciso checar minha caixa de mensagens. (AM).


004  

A BUSCA FILTROS E MAIS FILTROS Antonio Mello Esse um pouco mais específico onde logo no início me surpre- endeu, pois me dava a opção de est...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you