Page 1

Indicadores / Câmbio

País

Compra

Teto de benefícios da Previdência sobe para R$ 3.912,20

Venda %

Dolar Comercial

1,833

1,835

0,86

Dólar Turismo

1,780

1,970

1,00

59.082,88

0,82

Ibovespa

PÁGINA 2 FECHAMENTO: 09 DE JANEIRO DE 2012

Ano 4 nº 90 www.jornalcapital.jor.br

MERCADO & NEGÓCIOS CAPITAL EMPRESA JORNALÍSTICA LTDA

Dólar fecha em queda de quase 1%

O

dólar chegou a operar em alta no início do pregão de segunda-feira (9), mas mudou de direção e acabou fechando em queda de quase 1%. No final da tarde, a moeda norteamericana cedia cerca de 0,2% frente a uma cesta de divisas, pressionado entre outros pela recuperação do euro, que se afastava de uma nova mínima em 16 meses atingida nas operações asiáticas.

R$1

10 a 16 de Janeiro de 2012

Brasil tem potencial para atender a demanda mundial de alimentos Banco de Imagens

O

Brasil deverá ser nos próximos anos um dos países em desenvolvimento com melhores condições de atender à demanda de alimentos em nível mundial. A afirmação é do secretário de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Célio Porto (foto). Para ele, se alinham ao Brasil com esse potencial os demais países do Brics (grupo integrado pelo Brasil, a Rússia, Índia, China e a África do Sul). Segundo Porto, essa expectativa baseia-se no fato de o bloco envolver 43% da população mundial e ocupar 40% das terras do planeta. PÁGINA 3

Estação na Vila Leopoldina Grande Rio faz ensaio técnico

PMDC / Márcio Leandro

Marcelo Cunha

A

Estação da Vila Leopoldina começa a ser erguida em breve, segundo conirmou a Supervia. Esta semana, o deputado estadual Dica, autor do requerimeto da obra, visitou o bairro e conversou com moradores. A concessionária disse ainda ao Capital que estuda outras duas solicitações feitas pelo parlamentar de Duque de Caxias. PÁGINA 4

Deputado de Caxias é vice-campeão de faltas na Alerj PÁGINA 4

N

em mesmo a chuva que há dias atinge o Estado impediu que uma multidão fosse para as ruas assistir ao primeiro ensaio da escola de samba Acadêmicos do Grande Rio na Av. Brigadeiro Lima e Silva. Com sua voz grave e inconfundível, o cantor Wantuir ditou o ritmo do ensaio e a multidão caiu no samba durante pouco mais de uma hora. PÁGINA 6

Caxias monitorada 24horas Marcelo Cunha

D

uque de Caxias vai entrar deinitivamente na era “big brother” a partir de março quando deverá ser inaugurado a rimeira etapa do sistema de monitoramento da cidade. Outro projeto a ser inaugurado ainda no primeiro trimestre é a Estação Meteorológica da cidade, a primeira na Baixada. PÁGINA 7 PÁGINA 4


2

10 a 16 de Janeiro de 2012 MERCADO & NEGÓCIOS

Empresas de bijuterias esperam movimentar R$ 1,45 milhão em evento

A

Associação dos Joalheiros e Relojoeiros do Estado do Rio (Ajorio) promove, a partir desta terça-feira (10), a quinta edição da Moda Biju Brasil, durante a 19ª Senac Rio Fashion Business, bolsa de negócios da moda que será realizada no Jockey Club Brasileiro. Este ano, 25 empresas fabricantes de bijuterias de todo o país participam do evento, que tem como parceiros o Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil),do governo federal, “que traz compradores internacionais para o evento”, a diretora executiva da Ajorio, Ângela Andrade. A expectativa é que a 5ª Moda

Biju Brasil movimente um total de R$ 1,45 milhão até o dia 13 deste mês. Já estão conirmados compradores da Espanha (El Corte Inglês), França (Agatha), do Canadá (Tassoni Brasil), da Áustria (Crystallized Swarovski) e dos Estados Unidos (Christine Darren). Em outro evento simultâneo, que ocorre no mesmo período na Casa Firjan da Indústria Criativa, em Botafogo, o Rio-à-Porter, salão de negócios do Fashion Rio, oito empresas associadas à Ajorio estarão mostrando as coleções outono/inverno com perspectiva de gerar R$ 200 mil em negócios. O resultado previsto representará aumento de 10% em relação ao ano passado, disse Ângela Andrade. As oito empresas inte-

Coluna do Moreira MOREIRA FRANCO é Ministro Chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República

Banco de Imagens

Microcrédito é opção para crescer

É

gram o polo Jóia Carioca, criado há cinco anos pela Ajorio em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio de Janeiro (Sebrae/RJ). O projeto visa “ao fortalecimento e à entrada de empresas novas para o setor”. No momento, 50 empresas são apoia-

comum ouvir dizer que banco só dá dinheiro pra quem menos precisa. Ou seja, para quem já tem dinheiro. Felizmente, tem ocorrido uma mudança nesta lógica. Em primeiro lugar as instituições inanceiras descobriram uma coisa que qualquer trabalhador sabe: que a maioria das pessoas preza por ter o seu nome limpo, por isso se esforça o máximo possível para pagar suas dívidas em dia. Logo, que é bom negócio fazer negócio com ele. Por isso os bancos também têm feito o possível para se aproximar de locais onde antes não havia atendimento. Uma forma é a rede de correspondentes bancários, que são pontos de atendimento em comércios locais como correios, mercados e lotéricas, onde é possível pagar contas, sacar benefícios sociais e, inclusive, abrir conta, obter empréstimos e adquirir outros produtos inanceiros. Trata-se de um trabalho importante em que ganham os moradores, empresários e as instituições inanceiras. Algumas instituições estão indo além e se posicionando isicamente dentro de comunidades. De olho no aumento da renda dos trabalhadores, passam a oferecer ainda mais opções e serviços inanceiros para a população e para os empresários locais. A Rocinha, por exemplo, foi a primeira favela do Rio de Janeiro a receber uma agência bancária, do Banerj, quando eu era Governador. Mas só recentemente recebeu novos pontos de atendimento bancário. Nesse processo, as instituições inanceiras visam aproximar produtos dos clientes com opções inanceiras diferenciadas. Com isso, devem atender as necessidades de quem, por exemplo, tem um pequeno negócio. Uma das modalidades se chama microcrédito produtivo e pode ser uma excelente opção para quem pretende comprar um equipamento novo, renovar o estoque ou adquirir matériaprima. As taxas de juros, em especial dos bancos públicos como Banco do Brasil e Caixa, são atrativas. Os bancos sabem que há bons negócios em cada comunidade, onde há clientes que icaram por anos esperando uma oportunidade de melhorar seus negócios, empreender e melhorar suas vidas.

das pelo projeto. Ângela avaliou que o Rio-à-Porter “é porta de entrada para muitas dessas empresas”. De 4 a 7 de fevereiro, será realizada em São Paulo a Feira Nacional da Indústria de Joias, Relógios e Ains (Feninjer), considerada a maior feira de joias da América Latina.

Simples Nacional registra 900 mil novas adesões desde março O

Simples Nacional registra atualmente 1,902 milhão de empreendedores individuais, segundo informações do Ministério da Previdência Social. Em março do ano passado, 1 milhão de empreendedores estavam inscritos. São classiicados nessa categoria, que envolve 500 atividades, os trabalhadores que faturam até R$ 60 mil anualmente em

seus negócios. Eles pagam um valor mensal de 5% do salário minimo à Previdência Social, o equivalente a R$ 31,1 – antes a contribuição era R$ 68,42. Segundo o ministério, isso motivou o aumento da formalização desses trabalhadores. A expectativa da pasta é que o número de inscritos cresça. Eles são registrados no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, têm crédi-

to facilitado, com taxas de inscrever, gratuitamente, juros mais baixas, e podem no Portal do Empreendeemitir nota iscal para ou- dor na internet. Banco de Imagens tras empresas ou para prestação de serviços ao governo. Além disso, contam com cobertura da Previdência Social, como ocorre com as pessoas regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Para se cadastrar como empreendedor individual, o trabalhador autônomo pode se

Ponto de Observação

Cambio Moeda

(*) FECHAMENTO: 09 DE JANEIRO DE 2012

Compra (R$)

Venda (R$)

Variação %

Dolar Comercial

1,833

1,835

0,86

Dólar Turismo

1,780

1,970

1,00

Moeda

Compra (U$)

Venda (U$)

Variação %

Coroa Dinamarca

5,823

5,826

0,38

Dólar Austrália

1,023

1,024

0,08

Dólar Canadá

1,023

1,023

0,42

Euro

1,276

1,276

0,36

Franco Suíça

0,949

0,949

0,58

76,830

76,840

0,20

1,545

1,546

0,17

513,100

513,500

0,47

1.876,000

1.885,000

0,17

4,290

4,340

0,12

13,682

13,692

0,34

19,500

19,70

0,00

Iene Japão Libra Esterlina Inglaterra Peso Chile Peso Colômbia Peso Livre Argentina Peso MÉXICO Peso Uruguai Bolsa

Valor

Falta d’água atrapalha o progresso de Caxias Alberto Marques

O

drama de milhares de ribeirinhos no Noroeste do Estado e da Região Serrana do Rio é a primeira conseqüência direta da ocupação desordenada das áreas próximas ás calhas dos rios ao longo da colonização do Brasil, pois rios e canais foram as primeiras "estradas" utilizadas pelos colonizadores em direção ao interior do País. A segunda razão dessa preferência foi a necessidade de obter água potável e escoamento dos esgotos dos moradores das vilas e cidades que surgiam. Até hoje, rios como Meriti, Sarapui, Iguaçu e Pilar servem como escoadouros de esgotos "in natura" em direção á Baía da Guanabara. Com o crescimento dos núcleos urbanos, o Poder Público se viu

obrigado a buscar a água em pontos distantes, como ocorreu com as represas de Xerém, que por muitos anos abasteceram o Rio de Janeiro. Hoje, a Baixada depende da água desviada do Rio Paraíba na altura de Pirai, que chegam à Estação de Tratamento do Guandu antes de serem distribuída pela Região Metropolitana. Como esse serviço é estatal, depende de decisões políticas dos nossos governantes, a quem cabe a tarefa de decidir se a prioridade é a Barra da Tijuca e a Zona Sul da Capital, ou os conins da Baixada, como Duque de Caxias, Belford Roxo, Mesquita, Nilópolis e Nova Iguaçu. Desde 1988, o Governo do Estado colocou em prática um Plano de Despoluição da Baia de Guanabara, juntando a ampliação de uma rede de esgotos tratados ao fornecimento de água potável, uma combinação para garantir a qualidade de vida e a defesa do meio ambiente.

E a Ceda é a responsável pela execução do projeto, que recebeu inanciamento de US $ 300 milhões de dólares de um banco de fomento do Japão. Uma das obras desse projeto, um novo reservatório no bairro 25 de Agosto, precisou de 12 anos para ser concluído Governos Marcello Alencar, Garotinho e Rosinha Matheus - e inaugurado mas, até hoje, a cidade não sabe para onde vai os 14 milhões de litros de água do reservatório. Enquanto isso, a falta d'água começa a afetar a principal indústria, a da construção civil, geradora de milhares de empregos diretos e indiretos no município. Desde o II trimestre de 2011 estão sendo entregues dois empreendimentos nas imediações da Praça da Maçonaria, com a construção de 300 apartamentos de luxo. Até hoje, o abastecimento a esses moradores é feito por carros pipas, pagos pelas construtoras, pois a

Cedae ainda não realizou a indispensável ligação dos dois conjuntos à rede distribuidora simplesmente porque não tem água para oferecer a mais essas 300 famílias. Enquanto falta agilidade empresarial à Cedae, a ex estatal CEG realizou, em pouco mais de dois meses, a ampliação da rede de gás canalizado na mesma área, visando os novos consumidores. Como outros empreendimentos estão em fase de implantação na região, inclusive um novo apart hotel, a falta de disponibilidade de água poderá arrefecer o ânimo dos empreenderes que vêem em Duque de Caxias um mercado de grande potencial na área de construção civil. Não custa lembrar que uma tecelagem de linho e de fabricação de botões de madrepérola deixaram a cidade no início dos anos 60 justamente porque faltava... água!

Variação %

Ibovespa

59.082,88

0,82

IBX

20.244,62

0,58

Dow Jones

12.392,69

0,27

Nasdaq

2.676,56

0,09

Merval

2.780,51

0,39

Commodities Unidade Petróleo - Brent

barril

Compra US$

Venda US$

Variação %

112,060

112,080

0,79

Ouro

onça troy

1.610,890

1.611,700

0,01

Prata

onça troy

28,990

29,060

0,03

Platina

onça troy

1.421,850

1.431,850

0,06

Paládio

onça troy

613,200

620,200

0,04

Poupança

10/01

0,561

Poupança p/ 1 Mês

09/01

0,557

TR

09/01

0,060

Indicadores

Juros Selic meta

ao ano

11,00 r$ 622,00

Salário Mínimo (Federal)

MERCADO & NEGÓCIOS Na internet:

www.jornalcapital.jor.br

Filiado À ADJORI - Associação de Jornais do Interior Capital Empresa Jornalística Ltda CNPJ 11.244.751/0001-70 Av. Governador Leonel Brizola (antiga Presidente Kennedy), 1995 - Sala 804 Edifício Sul América - Centro, CEP 25.020-002 - Duque de Caxias, Rio de Janeiro Telefax: (21) 2671-6611 Endereços eletrônicos: comercial@jornalcapital.jor.br comercial.capitalmercado@gmail.com contato@jornalcapital.jor.br contato.capitalmercado@gmail.com redacao@jornalcapital.jor.br redacao.capitalmercado@gmail.com TIRAGEM: 10.000 exemplares (assine o Capital: 21 2671-6611) IMPRESSÃO: ARETÉ EDITORIAL S/A CNPJ 00.355.188/0001-90 Departamento Comercial: (21) 2671-6611 / 8400-0441 / 7854-7256 ID 8*21653 Diretor Geral: Marcelo Cunha Diretor de Redação: Josué Cardoso (josuejornalista@gmail.com) Colaboradores: Alberto Marques, Arthur Salomão, Dilma Rousseff, Geiza Rocha, Moreira Franco, Priscilla Ricarte,Roberto Daiub e Rodrigo de Castro.


MERCADO & NEGÓCIOS

Brasil tem potencial para atender a demanda mundial de alimentos O

Brasil deverá ser nos próximos anos um dos países em desenvolvimento com melhores condições de atender à demanda de alimentos em nível mundial. A airmação é do secretário de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Célio Porto. Para ele, se alinham ao Brasil com esse potencial os demais países do Brics (grupo integrado pelo Brasil, a Rússia, Índia, China e a África do Sul). Segundo Porto, essa expectativa baseia-se no fato de o bloco envolver 43% da população mundial e ocupar 40% das terras do planeta.

O secretário lembrou que a experiência brasileira no desenvolvimento da agricultura em clima tropical se torna importante para o Brics, que reúne países com o mesmo clima em algumas áreas. "A preocupação do bloco é com o abastecimento e a segurança alimentar em nível mundial. Nesse ponto, os países-membros estão solidários com as nações mais pobres da África, que estão vivendo escassez de alimentos por causa da seca", disse Porto. O secretário destacou que o Brasil, isoladamente, tem grande potencial

para aumentar a oferta de alimentos não só no mercado interno, mas também para exportação e, por isso, é visto como estratégico para a alimentação do mundo nos próximos anos. A prioridade que o Brasil dá à produção de alimentos em áreas de baixo carbono, com a utilização de terras degradadas, hoje improdutivas, poupando o meio ambiente da exploração de novas áreas, é vista com simpatia por todos os países, segundo Porto. A escassez de alimentos em regiões pobres da África deverá ser abordada em junho deste ano, na reunião

Rio+20, que será realizada no Brasil. Em sua última reunião, realizada em novembro de 2011, os países do Brics criaram cinco grupos de trabalho para compartilhar experiências e ajudar o mundo a sair da crise atual. Um desses grupos discute formas de assegurar o acesso à alimentação das camadas mais vulneráveis da população mundial. De acordo com Célio Porto, a experiência do Brasil com o Fome Zero estimulou a África do Sul a desenvolver programa com nome semelhante para atender à população mais pobre.

Inlação continuará recuando em 2012, diz Presidente do BC A

inlação ao consumidor está em trajetória de queda e continuará recuando em 2012, disse por meio de nota o presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, ao comentar o resultado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que icou no teto da meta (6,5%) em 2011. Na nota, Tombini lembra que a “inlação ao consumidor medida pelo IPCA, em linha com o cenário antecipado pelo Banco Cen-

tral, está em trajetória de queda e encerrou 2011 em 6,5%, após alcançar 7,3% no terceiro trimestre”. Para o presidente do BC, “outros indicadores reforçam a percepção de signiicativo arrefecimento das pressões inlacionárias”. Ele cita a variação dos preços no atacado medida pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM) que “tem mostrado tendência marcadamente declinante, e se deslocou de 7,5% no terceiro trimes-

Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr.

tre para 5,1% ao inal do ano”. “Em 2012, a inlação ao consumidor seguirá recuando e se deslocando na direção da trajetória de

metas, dinâmica esta consistente com a estratégia de política monetária adotada pelo Banco Central”, destaca, na nota.

Balança comercial apresenta déicit na primeira semana do ano A

balança comercial brasileira registrou déicit de US$ 105 milhões na primeira semana de janeiro. O saldo negativo é resultado das exportações de US$ 3,539 bilhões e importações de US$ 3,644 bilhões. A média diária de embarques externos icou em US$ 707,8 milhões. Nas compras internas, a média diária registrada foi US$ 728,8 milhões. Os da-

dos foram divulgados nesta segunda-feira (9) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Nas exportações, a soma registrada teve redução de 2,3% ante o mesmo período de janeiro de 2011, que icou em US$ 724,5 milhões. A queda é atribuída à redução das vendas externas dos semimanufatura-

3

10 a 16 de Janeiro de 2012

dos (-17,5%), que caiu de US$ 111,1 milhões para US$ 91,6 milhões; e dos básicos (-4,9%), com redução de US$ 318,4 milhões para US$ 302,7 milhões. Os manufaturados apresentaram leve aumento nas exportações (1,4%), crescimento puxado principalmente, por aviões e automóveis de passageiros. No caso das importações, a média diária regis-

trada está 3,3% acima da média de janeiro do ano passado (US$ 705,5 milhões). Comparando o mesmo período, o aumento está relacionado a gastos com aeronaves e peças (57,8%), adubos e fertilizantes (41,0%), veículos automóveis e partes (31,8%), farmacêuticos (21,3%), plásticos e obras (12,0%) e equipamentos elétrico/eletrônicos (11,3%).

Conversa com a Presidenta Encaminhe perguntas para a Presidenta DILMA ROUSSEFF: redacao@jornalcapital.jor.br ou redacao.capitalmercado@gmail.com

LUÍS CLÁUDIO AMANCIO SCORALICK, 46 anos, operador de micro em Belford Roxo (RJ) - Existe algum programa do SUS que forneça itas para medir a glicose? Presidenta Dilma – Sim, Luís Cláudio. O SUS distribui itas para medir glicose no sangue por meio de Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e, para ter acesso às itas e aos programas de monitoramento da doença, você deve procurar a Secretaria de Saúde do seu município. Além das itas para medir a glicemia, tecnicamente chamadas de tiras reagentes, o SUS fornece gratuitamente as lancetas, seringas e agulhas que são utilizadas pelos pacientes que fazem o automonitoramento. Medicamentos também podem ser obtidos gratuitamente na rede básica de saúde e pelo programa Saúde Não Tem Preço/Farmácia Popular. Nas UBSs e nas farmácias credenciadas, os diabéticos podem obter quatro tipos de medicamentos orais e injetáveis indicados para o controle e tratamento da doença. Nas mais de 20 mil farmácias credenciadas no programa Aqui Tem Farmácia Popular, basta apresentar CPF, documento com foto e receita médica para retirar os remédios. Luís Cláudio, a estimativa é de que o país tenha oito milhões de pessoas com diabetes e, dessas, cerca de 2,6 milhões recebem acompanhamento e tratamento da doença pelo SUS. JUCIVAL SILVA, 29 anos, encarregado administrativo em Barreiras (BA) - Quais as estratégias do governo em relação ao uso de entorpecentes, especialmente o crack? Presidenta Dilma – Jucival, no início de dezembro lançamos o plano Crack, é possível vencer, para aumentar as alternativas de tratamento para usuários, as ações de prevenção e o enfrentamento do tráico, com investimentos de R$ 4 bilhões. Estados e municípios terão verbas para instalarem 2.462 leitos em enfermarias especializadas dos hospitais do SUS. Vamos criar 308 Consultórios de Rua próximos dos locais de maior concentração de usuários de crack. Teremos 175 Centros de Atenção Psicossocial para Álcool e Drogas, com funcionamento 24 horas por dia e capacidade para o tratamento de 400 pessoas por dia, cada um. Vamos criar também 574 Unidades de Acolhimento para adultos, adolescentes e crianças. Intensiicaremos as ações destinadas a prender traicantes e desarticular organizações criminosas, com o reforço da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal. O plano prevê ainda a capacitação de 210 mil educadores e 3,3 mil policiais militares para a prevenção do uso de drogas em 42 mil escolas públicas, além de várias outras ações. Tudo isso será feito até 2014. Temos consciência, Jucival, de que o consumo de crack e outras drogas é um problema complexo e grave. Mas um país que consegue crescer reduzindo a desigualdade social, que levou mais de 40 milhões de pessoas para a classe média e está se tornando exemplo para outras nações, tem todas as condições de reduzir ao mínimo possível a ameaça representada pelas drogas. JOSIENE MARIA DA SILVA, estudante em Volta Redonda (RJ) - Presidente Dilma, qual o motivo para o Brasil não disponibilizar um maior acesso dos jovens aos créditos educativos, já que não temos condições em obter facilmente uma vaga em faculdade pública? Presidenta Dilma: Josiene, o governo federal ampliou o número de universidades federais e de campus em cidades do interior, e também está dando mais condições de estudos nas instituições particulares para os estudantes de menor renda. Uma opção é o Fies, Programa de Financiamento Estudantil, que inancia os estudos, e a outra é o Programa Universidade para Todos, o ProUni, que concede bolsas de estudos. O Fies está bem mais acessível com as mudanças feitas a partir do ano passado. A taxa de juros caiu de 9% para 3,4% ao ano. O inanciamento pode ser solicitado em qualquer época do ano e o pagamento começará a ser feito um ano e meio depois da formatura do aluno. O prazo para quitar o empréstimo é de até três vezes o período de inanciamento do curso. Quem tem renda de até um e meio salário mínimo não precisa mais de iador; o próprio governo é o iador. Desde 2010, cerca de 220 mil estudantes tiveram a oportunidade de inanciar seus estudos pelo Fies. Nossa expectativa é de que, em 2012, haja mais 200 mil estudantes. Já o ProUni, abriu as portas da universidade para jovens da escola pública que não tinham condições de pagar uma faculdade particular. No primeiro semestre de 2012, serão ofertadas mais de 195 mil bolsas integrais e parciais. As inscrições começam no próximo dia 14 e vão até o dia 19. As instituições, os cursos e as condições para concorrer à bolsa, Josiene, são informados no portal do MEC (www.mec.gov.br).


4

10 a 16 de Janeiro de 2012 MERCADO & NEGÓCIOS

Estação da Vila Leopoldina começa a ser construída até abril A

concessionária Supervia conirmou que a construção da nova estação ferroviária a ser construída em Duque de Caxias, na Vila Leopoldina, deverá começar ainda neste semestre. A obra, anunciada com exclusividade pelo jornal Capital em setembro do ano passado, é uma antiga reivindicação dos moradores da região. Segundo o deputado estadual Jorge Moreira Theodoro, o Dica (PSD), autor a indicação da obra, deverão ser beneiciadas cerca de 30 mil moradores de bairros como Bananal, Corte Oito e Vila Leopoldina. “Pelo que fui informado pela Supervia, não deverá ocorrer nenhuma desapropriação para a construção da estação”, observou o parlamentar. “Muitos moradores são obrigados a andar muito para chegar às suas casas, pois a distância entre as estações de Caxias e do Gramacho é de cerca de cinco quilômetros”, completou Dica. Segundo a Supervia, o

Marcelo Cunha

O

GEIZA ROCHA é jornalista e secretária-geral do Fórum Permanente de Desenvolvimento Estratégico do Estado do Rio de Janeiro ornalista Roberto Marinho. www querodiscutiromeuestado.rj.gov.br

Imagens do Rio sta semana parece que o ano vai inalmente começar! O Rio sedia dois grandes eventos de moda, abrindo o calendário brasileiro: o Fashion Rio e o Fashion Business. O Rio à Porter, feira de negócios do Fashion Rio, mudou de lugar e estará na Casa Firjan da Indústria Criativa, em Botafogo. São milhões de reais em negócios sendo fechados, pessoas de todos os cantos do Brasil e do mundo circulando, vendo e sendo vistas. Tendências apresentadas, conceitos explorados. Mas, principalmente, a imagem do Rio de Janeiro sendo reforçada como a Capital da moda. Por outro lado, as regiões Norte e Noroeste Fluminense e a Serrana - que possui um importante pólo de confecções em Nova Friburgo - estão sofrendo com as chuvas que encontram na falta de infraestrutura e na burocracia para a liberação das verbas para reconstrução das cidades (todas elas já impactadas por eventos ambientais anteriores) um prato cheio. Será que não aprendemos nada ainda? É preciso tecer as redes da solidariedade, ajudar com materiais emergenciais, mas principalmente não diminuir a importância de retomar por inteiro as atividades. Este ano vamos sediar a Rio +20, uma importante conferência sobre mudanças climáticas. Precisamos mostrar nossa capacidade de reação a estas intempéries e dar o exemplo de como podemos conviver com as mudanças no clima. São muitas vidas em jogo, muitos negócios que vão por água abaixo, muitas vezes sem possibilidade de serem reconstituídos. Todas estas facetas montam a imagem que fazem de nós no exterior. Que permaneça então a imagem de dias ensolarados, de sorrisos estampados nos rostos. Que a solidariedade dos cariocas e luminenses ajude aos que perderam suas casas e cobre as obras de reconstrução. Vamos ao trabalho!

E

projeto já está pronto e a duração da obra é de 6 a 8 meses, não dispondo, porém, de previsão de custos. A nova estação vai contar com 545.00m2 de construção, oito lojas, banheiro público e elevador para portador de necessidades especiais. A metade da plataforma será coberta, segundo a concessionária. A inauguração deverá ocorrer no terceiro trimestre deste ano. Com relação à reativação da parada em São Bento, também pleiteada

pelos moradores através do deputado Dica, a empresa informou que o assunto está em análise. O mesmo, segundo a concessionária, ocorre com outra solicitação do parlamentar, que é a extensão do ramal elétrico de Saracuruna até a Vila Inhomirim, que é outro sonho da população. Moradores da região estão entusiasmados com a futura inauguração da estação de Vila Leopoldina. “Finalmente vamos ser atendidos. A estação com

certeza vai trazer melhorias para o bairro”, disse Paulo Roberto, morador da Rua da Glória. Deuselena Pimenta, que também reside no local desde criança, disse que a iniciativa é “uma maravilha. Ainda mais se os trens forem de ar condicionado”, airmou. “O trem parando aqui vai facilitar nossa vida. Não vou precisar mais de usar os ônibus, que demoram muito e são mais caros”, disse Antonio Pedro, que reside na Rua General Rondon.

Samuquinha é o vice-campeão de faltas na Assembléia do Rio deputado estadual Samuel Corrêa da Rocha Junior, o Samuquinha (PR), se destacou, no seu primeiro ano de mandato, como um dos parlamentares mais faltosos da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, o que lhe rendeu a “xícara de prata” do Prêmio Chá de Sumiço da Alerj 2011. Da lista dos mais faltosos de 2011, ele não compareceu a 23 sessões das 109 sessões realizadas, seguido de perto por Roberto Dinamite (PMDB) e Marcelo Simão (PSDB), ambos com 18 faltas, que conquistaram a “xícara de bronze”. O campeão é Mar-

Fórum Permanente de Desenvolvimento Estratégico do Estado Jornalista Roberto Marinho

cos Abrahão (PTdoB), com 26 faltas, que icou com a “xícara de ouro”. Átila Nunes (PSL) contabilizou 16 faltas, Rogério Cabral (PSD) 15, e Domingos Brazão (PMDB), Lucinha (PSDB) e Aaspásia Camargo (PV) empataram com 14. A reportagem do Capital não conseguiu fazer contato com deputado caxiense para falar sobre o assunto. Antes de chegar à Alerj, Samuquinha, de 40 anos e que é pré-candidato a Prefeiura da cidade, exerceu três mandatos de vereador. Filho do radialista Samuel Corrêa e empresário na área de venda de combustível,

Rafael Wallace

PT conirma lançamento de candidatura própria em Caxias

O

alimentação, material de construção e importação, ele preside a Comissão Para Prevenir e Combater a Pirataria no Estado do Rio de Janeiro. “Samuquinha repete na Alerj o mesmo compor-

tamento que tinha quando vereador, pela ausência nas votações mais importantes do legislativo”, assinalou o blogueiro e colunista de política do Capital, jornalista Alberto Marques.

presidente do Diretório do PT de Duque Caxias, Manoel Ramos Black, airmou que está conirmada a decisão de lançar candidatura própria à Prefeitura este ano, a partir de resolução adotada na pré-convenção, que teve resultado favorável à précandidata Dalva Lazaroni por 30 votos a 13. A informação é da assessoria de imprensa da pré-candidata. Segundo a nota, o dirigente petista explicou que a decisão foi tomada em conseqüência das diretrizes adotadas pelo 4º Congresso Nacional do PT, quando

icou estabelecido que o partido deve concorrer com candidatura própria em todos os municípios com mais de 100 mil eleitores. Black acrescentou que, no caso de Duque de Caxias, “a candidatura própria fortalece o partido e abre maiores possibilidades de eleger vereadores”. Black disse ainda que o PT fez uma pesquisa entre os cerca de 6 mil iliados no município. “Foram ouvidos aproximadamente 1.800 petistas ea quase totalidade se manifestou favorável à candidatura própria”, informou.

Seguro-desemprego tem reajuste de 14,12% O

valor do benefício do seguro-desemprego terá como base de cálculo a aplicação do percentual de reajuste de 14,12% a partir de 1º de janeiro de 2012. Com o reajuste, o valor máximo pago ao trabalhador passa de R$ 1.010,34 para R$ 1.163,76. O percentual de reajuste está em resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador publicada hoje (30) no Diário Oficial da União. Com o reajuste já aplicado nas faixas salariais que servem para base

de cálculo do segurodesemprego, os critérios ficam da seguinte forma: quando a média dos três últimos salários anteriores à dispensa for de até R$ 1.026,77, o valor da parcela será o resultado da média salarial multiplicado pelo fator 0,8. O pagamento é feito em, no máximo, cinco parcelas de forma contínua ou alternada. Quem, nos últimos três anos, trabalhou entre 6 meses e 11 meses recebe três parcelas; entre 12 meses e 23 meses recebe quatro parcelas; e quem com-

provar vínculo empregatício de, no mínimo, 24 meses, recebe cinco parcelas. Tem direito ao seguro-desemprego o trabalhador dispensado sem justa causa, que tenha recebido salários consecutivos no período de 6 meses anteriores à data de demissão e tenha sido empregado de pessoa jurídica por pelo menos 6 meses nos últimos 36 meses. O trabalhador tem do sétimo dia ao 120º dia após a data da demissão do emprego para requerer o benefício.

Anuncie!

Ligue: 21 2671-6611


MERCADO & NEGÓCIOS

5

10 a 16 de Janeiro de 2012

Eletrobras quer aumentar Passagem mais participação no mercado externo barata em Caxias A

Eletrobras manterá em 2012 a estratégia de ter uma presença cada vez mais forte no exterior, processo que começou neste ano com a participação da empresa no leilão de parte das ações da companhia Energias de Portugal (EDP). Segundo o presidente da Eletrobras, José da Costa, a participação no leilão “deu experiência maior à Eletrobras na avaliação de empresas e um conhecimento forte das legislações e aspectos regulatórios de cada país”, embora a companhia brasileira tenha perdido para o grupo Três Gargantas da China, que ofereceu o maior valor por ação. A

Eletrobras icou entre as quatro empresas classiicadas para a disputa inal. Costa disse que a meta, até 2020, é “ter pelo menos 10% da receita auferida no exterior”. O principal investimento previsto pela Eletrobras no processo de internacionalização, em

estimado em US$ 900 milhões. Outro projeto que poderá ter continuidade é o da Usina Hidrelétrica de Inambari, no Peru. O presidente da Eletrobras também destacou a construção de 500 quilovolts de linhas de transmissão interligando o Uruguai e o

2012, é a construção da Usina Hidrelétrica de Tumarin, na Nicarágua, que terá capacidade para gerar 253 megawatts (MW) de energia. A obra tem custo

Brasil, que está em andamento, com previsão de estar operando no inal de 2012. E existe ainda a possibilidade de a Eletrobras trabalhar em conjunto

com a Argentina nos projetos hidrelétricos de Garabi e Panambi. A companhia está enviando equipe às Guianas para fazer um levantamento de oportunidades de negócios. Ainda como parte da estratégia para este ano, a empresa vai monitorar o andamento do plano diretor que padronizou o estatuto de todas as empresas do Sistema Eletrobras, para acompanhar o cumprimento das metas. O monitoramento das ações começará em fevereiro. Depois da padronização ocorrida neste ano, a empresa criará em 2012 comitês de apoio aos conselhos de administração.

Mais acesso a empréstimo e taxas de juros menores para microempreendedor

C

ostureiras, donos de salões de beleza, entre outros microempreendedores individuais (até um funcionário) e microempresas terão acesso facilitado ao crédito com juros menores para incrementar o negócio. Eles serão favorecidos por decisão do Banco Central que regulamentou ontem medidas do Conselho Monetário Nacional (CMN). A iniciativa estimula a inclusão da população de menor renda com o Programa Crescer - Programa Nacional de Microcrédito do governo, com oferta de crédito a tarifas e juros mais baixos.

A carta-circular do BC estabelece que, a partir deste ano de 2012, dos 2% do saldo de depósitos à vista que devem ser aplicados por bancos em microcrédito, pelo menos 80% serão direcionados para o setor produtivo. Os 20% restantes podem ser voltados ao consumo. O percentual mínimo de aplicação em operações de microcrédito produtivo será direcionado gradativamente: 10%, a partir de janeiro de 2012; 40%, a partir de julho do mesmo ano; e 60%, a partir de janeiro de 2013, atingindo 80% em julho de 2013. Ao

inal de dois anos, a meta é atender a 3,4 milhões de clientes. A iniciativa é direcionada a empreendedores individuais e microempresas com faturamento anual de até R$ 120 mil. O programa limita em R$ 15 mil os empréstimos por operação. Mas cada tomador de crédito poderá ter mais de uma operação no sistema bancário, desde que, somadas, não ultrapassem R$ 20 mil. O Crescer - Programa de Microcrédito Orientado, lançado pela presidenta Dilma Rousseff em agosto do ano passado,

tem o objetivo de fornecer crédito a juros mais baixos a microempreendedores individuais e microempresas. Os bancos terão que cortar as taxas de juros, de 60% ao ano para 8% ao ano, e reduzir a taxa de abertura de crédito, de 3% para 1%, para terem direito aos subsídios do governo federal - que podem chegar até R$ 500 milhões anuais até 2013. A carteira ativa do programa poderá alcançar R$ 3 bilhões e será operada inicialmente por Banco do Nordeste (BNB), Caixa Econômica Federal (CEF) e o Banco da Amazônia (Basa).

Contribuição para o empreendedor individual ica em R$ 31,10 C

om o aumento do salário mínimo, a contribuição para a Previdência Social do empreendedor individual (EI) icará em R$ 31,10. A contribuição paga pelo EI corresponde a 5% do salário mínimo, que desde o dia 1º está ixado em R$ 622. O empreen-

dedor individual é o trabalhador que atua por conta própria no comércio, na indústria e na prestação de serviços. O limite bruto de faturamento do proissional é de R$ 60 mil ao ano. Para o empreendedor ligado à indústria e comércio, além da contribuição é

necessário pagar mais R$ 1 de Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS). O prestador de serviço paga mais R$ 5 de Imposto sobre Serviços (ISS). O custo máximo de formalização para quem realiza atividade mista é de R$ 37,10 por mês.

Para se cadastrar como empreendedor individual, o trabalhador deve se inscrever no Portal do Empreendedor na internet. O EI tem acesso a crédito facilitado, a taxas de juros mais baratas, CNPJ, emissão de nota iscal para venda para outras empresas ou para o governo.

Após dois anos de queda, inadimplência do consumidor volta a subir

N

úmeros divulgados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostram que, após dois anos seguidos de queda, a inadimplência do consumidor em 2011 fechou em alta de 5,34%. Foram usados na comparação dados das consultas ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC-Brasil). O presidente da CNDL, Roque

Pellizzaro Junior, avaliou que a inadimplência mais alta em 2011 tem relação com a instabilidade econômica internacional e as consequências sobre a economia doméstica, com a perda da coniança de consumidores e empresários. Inluenciaram ainda as sucessivas elevações das taxas de juros no início da ano, com o encarecimento

do crédito para as famílias e a redução de inanciamento de longo prazo. Em relação a 2012, a expectativa que haja redução na taxa de inadimplência. “Esperamos que ela vá desacelerar durante o ano de 2012, chegando ao inal do ano, com 2,5%”, destacou. Segundo Roque Pellizzaro Junior, o resultado abaixo do esperado se deve

muito ao processo inlacionário e ao fato de as pessoas destinarem o décimo terceiro ao pagamento de dívidas e não ao consumo. Outro fator, segundo ele, é que as pessoas esperaram as liquidações dos produtos da chamada linha branca (fogões e geladeiras, por exemplo) e não izeram as compras desses produtos antecipadamente.

sobe para R$ 2,65

s passageiros de Duque de Caxias estão pagando as passagens mais caras desde a zero hora do último domingo (8). Elas foram reajustadas em média 6%, subindo de R$ 2,50 para R$ 2,65, índice próximo ao aplicado às passagens intermunicipais no início do mês. A passagem mais barata foi reajustada de R$ 2,35 para 2,50. Com relação a má qualidade dos serviços - falta de cobradores em algumas empresas e de equipamentos para atender deicientes físicos, entre outros - a Prefeitura não se pronunciou, o mesmo ocorrendo com relação à solicitação de quantitativo e valores de multas aplicadas pela Secretaria de Transportes em 2011. As passagens intermunicipais já haviam sido reajustadas em 5,65%, aumento, segundo o Estado, inferior ao pleiteado pela Fetranspor, que era de 9,42%. Sobre o aumento no preço das tarifas em Duque de Caxias, a Prefeitura informou ao Capital que ele “é automático e autorizado pela Câmara Municipal para todo o início de ano”. Ao ser indagada sobre o abaixo assinado com 25 mil assinaturas encaminhado à Prefeitura questionando os aumentos e reivindicando que não fosse concedido nenhum reajuste, a assessoria da Prefeitura conirmou o recebimento e informou que o documento, recebido pelo prefeito José Cami-

O

lo Zito, foi encaminhado ao secretário de Transportes, Ronaldo Amichi, para “uma avaliação sobre as reivindicações”. Segundo a assessoria, as solicitações ali contidas “devem ser discutidas entre a Câmara, Associações de Moradores, lideranças políticas e representantes do transporte coletivo da cidade”. BILHETE ÚNICO Usuários do Bilhete Único intermunicipal estão reclamando do reajuste de 12,27% da tarifa do cartão, que entrará em vigor a partir do dia 15. Para a maioria, o aumento é abusivo e falta investimento no serviço. O valor vai passar de R$ 4,40 para R$ 4,95. O reajuste, segundo o Estado, é calculado com base na variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) entre novembro de 2009 e novembro de 2011. Alem do preço, os usuários reclamam também da falta de opções de outros locais para recarga em Duque de Caxias. “Somos obrigados a fazer a recarga em um local distante, no bairro 25 de Agosto, e muitas vezes o sistema está fora do ar. Hoje, em plena era da informática, isso é um absurdo, inconcebível”, disse a universitária Priscila Abrantes, que utiliza o Bilhete Único diariamente. Procurada pelo Capital, a Fetranspor não se manifestou sobre as queixas dos usuários.

Alimentos e escolas mais caras pressionam inlação semanal

O

Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), medido pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), iniciou o ano de 2012 com alta de 0,93% - variação 0,14 ponto percentual acima da apurada no encerramento de dezembro (0,79%). Essa foi a taxa mais elevada desde maio de 2011 quando o IPC-S havia icado em 0,96%. Quatro dos sete grupos pesquisados apresentaram aumentos em índices superiores aos registrados na medição anterior. A maior variação foi constatada em alimentação que passou de 1,65% para 1,92%. Neste grupo, os destaques foram as hortaliças e os legumes com correção de 4,48% ante 0,58%. Em educação, leitura e recreação houve alta de 1,38% ante 0,42%. Entre os motivos está o reajuste de preços dos cursos formais (de 0% para 2,07%). No grupo transportes,

a taxa atingiu 0,61% ante 0,59% sob a pressão do aumento na tarifa de ônibus urbano (de 0,02% para 0,53%). Já em despesas diversas foi veriicada uma leve alta com a taxa passando de 0,11% para 0,14%. Nesse caso houve inluência da ração animal que, apesar de ter se mantido em queda (-0,24%), já dá sinais de recuperação uma vez que, na pesquisa anterior, havia apresentado redução de -1,42%. Nos demais grupos, as elevações ocorreram com taxas inferiores ao último levantamento: vestuário (de 1,03% para 0,55%); saúde e cuidados pessoais (de 0,68% para 0,65%) e habitação (de 0,27% para 0,25%). Os cinco itens que mais contribuíram para o avanço inlacionário foram: mamão papaya (de 21,49% para 11,98%); alcatra (de 6,48% para 6,37%), tomate (de 0,45% para 8,89%), curso de ensino superior (de 0% para 1,54%) e curso de ensino fundamental (de 0% para 2,59%).


6

10 a 16 de Janeiro de 2012 MERCADO & NEGÓCIOS

Atualidade Circuito das Artes realiza oicinas gratuitas em Caxias

D

uque de Caxias recebe a segunda etapa da IV Edição do Circuito Estadual das Artes, promovido pela Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo de Duque de Caxias. Ela acontecerá até sábado (14), no Teatro Municipal Armando Melo, na Rua Frei Fidélis s/nº, no Shopping Center Caxias, no Centro. A primeira etapa do projeto foi voltada à apresentação de es-

petáculos gratuitos, que aconteceram no Teatro Municipal Raul Cortez. A nova fase envolve residências de formação e capacitação técnica de atores e estudantes de artes cênicas sobre a criação no Théâtre du Soleil e a tradição das Máscaras Balinesas. A entrada também é franca. O Circuito Estadual das Artes circula em 13 municípios do Estado. Mais informações podem ser obtidas na Escola de Artes da Secretaria, através do telefone 2671-1120.

País Chuvas: Dilma quer ampliar apoio técnico emergencial

A

presidenta Dilma Rousseff determinou nesta segunda-feira (9), durante reunião com seis ministros e o secretário Nacional de Defesa Civil, que as ações dos centros de monitoramento de operação (postos avançados de integração das defesas civis municipais, estaduais e federal) nos estados sejam reforçadas a partir da criação da Força Nacional de Apoio Técnico de Emergência. Dessa

forma, o governo pretende articular de forma mais eiciente os diversos órgãos do governo federal, visando a efetivar medidas de prevenção e enfrentamento aos desastres naturais. Entre as ações previstas está o envio, em caráter emergencial, de 35 geólogos e 15 hidrólogos a Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, estados que têm enfrentado diiculdades. De acordo com o governo, as próximas 48 horas serão de grande risco para esses estados.

Acadêmicos do Grande Rio começa ensaios técnicos no centro de Caxias N em mesmo a chuva que há dias atinge o Estado impediu que uma multidão fosse para as ruas assistir ao primeiro ensaio da escola de samba Acadêmicos do Grande Rio, realizado domingo (8), na Av. Brigadeiro Lima e Silva, em Duque de Caxias. Sob a coordenação do diretor da agremiação, Milton Perácio, foliões e passistas deram uma prévia de como será o desile da Grande Rio no carnaval deste ano, na Marquês de Sapucaí. Os passistas, ao som da bateria da escola, arrancaram aplausos da platéia e das famílias que assistiam dos prédios. Com sua voz grave e inconfundível, o cantor

D

ois dias depois de o governo argentino conirmar que a presidenta não sofre de câncer, o secretáriogeral da Presidência da Argentina, Oscar Parrilli, disse segunda-feira (9) que a ordem de Cristina Kirchner foi: “dizer tudo [sobre sua doença]”. Ela foi submetida a uma cirurgia para a retirada de um tumor benigno na tireoide, no dia 4, e teve alta sábado (7). De acordo com Parrilli,

os assessores de Cristina Kirchner relataram publicamente tudo o que ocorreu envolvendo a saúde da presidenta. "Tudo foi relatado de acordo com o que aconteceu. É um fato médico que ocorre em 2% dos casos. Ela [a presidenta argentina] está dentro desse percentual”, acrescentou. O secretário condenou aqueles que criticam os proissionais da área de saúde da Argentina devido ao diagnóstico equivocado sobre a presidenta da República.

cão na Cidade do Samba, dias antes do carnaval do ano passado. Para o diretor Milton Perácio, o tema deste ano traz a garra dos mais de 4 mil componentes da Grande Rio, pessoas do povão, que estão mais do que preparados para conquistar o título do Carnaval 2012. “Vamos fazer bonito e queremos vencer”, airmou o diretor. Os ensaios na quadra, que já começaram, acontecem às terças-feiras, a partir das 21 horas, com portões abertos. Já os ensaios técnicos na Marquês de Sapucaí serão realizados

nos dias 22 de janeiro e 3 de fevereiro Por iniciativa do prefeito José Camilo Zito, desde 2010 os ensaios da Escola Acadêmicos do Grande Rio fazem parte do calendário oicial da Prefeitura. O decreto nº 5.764, de 18 de janeiro de 2010, designa à Secretaria de Cultura a responsabilidade pela coordenação e divulgação, dentro do âmbito do Executivo, das medidas para a realização do evento. Já as Secretarias de Segurança Pública e Transporte e Serviços Públicos dão o suporte de materiais e de logística à escola.

Teto de benefícios da Previdência sobe para R$ 3.912,20 O

Diário Oicial da União desta segundafeira (9) publicou portaria conjunta dos ministérios da Fazenda e da Previdência Social ixando o piso e o teto dos benefícios dos aposentados e pensionistas. O reajuste do salário mínimo no dia 1º de janeiro, de R$ 545 para R$ 622, estabeleceu o valor mínimo que será pago aos beneiciários do Regime Geral de Previdência Social. O teto dos benefícios subiu de R$ 3.691,74 para R$ 3.912,20, com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 6,08%, relativo a 2011, anunciado sexta-feira (6)

pelo Instituto Brasileiro de Geograia e Estatística (IBGE). Os valores intermediários entre o teto e o piso pagos pelo INSS estão automaticamente corrigidos pelo INPC do ano passado. O aumento no valor do benefício de quem ganha acima do piso previdenciário representará um impacto líquido de R$ 7,6 bilhões, de acordo com os cálculos do ministério. A portaria ixa também as novas alíquotas de contribuição do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para empregadas domésticas e para quem trabalha por conta própria.

Os que ganham até R$ 1.174,86 vão arcar com a contribuição mensal de 8% sobre esse valor. Entre R$ 1.174,87 e R$ 1.958,10, a alíquota será de 9%, e para quem ganha entre R$ 1.958,11 e R$ 3.916,20, a contribuição será de 11%. A cota do salário-família

passa a ser R$ R$ 31,22 para o segurado com remuneração mensal não superior a R$ 608,80 e R$ 22,00 para quem tem remuneração mensal superior a R$ 608,80 e igual ou inferior a R$ 915,05. Banco de Imagens

União Europeia emite títulos para socorrer Portugal e Espanha

Internacional Assessor diz que tudo sobre saúde de Kirchner foi revelado

Wantuir ditou o ritmo do ensaio e a multidão caiu no samba durante pouco mais de uma hora, aplaudindo as evoluções do casal Luiz Felipe e Squel, mestresala e portabandeira. Esta foi a abertura da série de desiles que serão realizados em pontos distintos da cidade e que fazem parte do calendário oicial da Prefeitura. Este ano, a Grande Rio traz o enredo “Eu acredito em você. E você?”, do carnavalesco Cahê Rodrigues, que revela a superação da escola em relação ao incêndio que destruiu seu barra-

A

Comissão Europeia colocou no mercado nesta segunda-feira (9), 3 bilhões de euros em títulos de dívida a longo prazo, com base no mecanismo europeu de estabilização inanceira, para conceder novas parcelas de ajuda a Portugal e a Irlanda. De acordo com a comissão, que fez a operação em nome da União Europeia (UE), a forte procura dos títulos de dívida, com vencimento em 30 anos e juros de 3,75%, é uma prova da coniança dos mercados na UE, e permitirá que Portugal e Irlanda recebam, cada um, mais de 1,5 bilhão de euros. Investidores da Alemanha (70%) se destacaram na

Banco de Imagens

compra dos papéis. Esta foi a primeira emissão de dívida do ano da UE, que em 2011 recolheu 28 bilhões de euros para o mecanismo europeu de estabilização inanceira em sete transações. A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, Nicolas Sarkozy, se reuniram para discutir os temas que serão tratados na reunião de Conselho Europeu de 30 de janeiro. Eles irão sugerir que seja adotado um imposto sobre transações inanceiras para a UE, o que consideram ser uma resposta à crise inanceira que assola os países da organização internacional. Merkel e Sarkozy debateram ainda a imple-

mentação do novo pacto iscal decidido na reunião do conselho de dezembro, que inclui sanções automáticas para países que violem os limites do endividamento ixados no Tratado de Constituição da União Europeia. Os dois mandatários europeus

disseram esperar que ocorra um acordo deinitivo na reunião de 30 de janeiro, sobre a implementação desse novo pacto iscal e do novo imposto, para que eles possam ser adotados até 1º de março.


MERCADO & NEGÓCIOS

7

10 a 16 de Janeiro de 2012

Centro de Caxias deve começar Governo prorroga alíquota de 35% sobre importação de brinquedos a ser monitorado em março

Banco de Imagens

D

uque de Caxias vai entrar deinitivamente na era “big brother” a partir de março. A expectativa é do Secretário de Integração, Segurança Pública e Defesa Civil do município, Francisco Alves da Fonseca. Segundo o secretário, 20 câmeras serão instaladas na primeira etapa, de acordo com o plano de segurança apresentado na primeira reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI/M) em setembro último e que contou com a presença do prefeito José Camilo Zito, que preside o Gabinete, e representantes da área de segurança pública federal, estadual e municipal. O monitoramento será 24h e na fase seguinte, serão instaladas mais 10 câmeras. - Duque de Caxias será a primeira cidade da Baixada Fluminense a implantar o projeto - acrescentou o Secretário, em entrevista exclusiva ao Capital. Ele lembrou que o Programa

Nacional de Segurança Pública com CidadaniaPRONASCI. Instituído por Lei Federal em 2007, será articulado em cooperação com o Estado e o Município. Ele vai funcionar no 4º andar do antigo prédio da Prefeitura, na Praça Governador Roberto Silveira e para sua implantação o governo federal disponibilizou R$ 1 milhão. COMPORTAS – Na área da Defesa Civil, Francisco Alves destacou outra importantes conquista do Prefeito José Camilo Zito, que foi a obtenção de R$ 1 milhão para a construção de duas comportas no município. Segundo o Secretário, elas deverão estar operando no próximo ano. “As comportas serão construídas entre o Rio Saracuruna e o Canal Petrolina e vão evitar o transbordamento da Vila Urussaí, bairro considerado o ponto mais baixo de Duque de Caxias, se situando apenas 40 centímetros acima do

nível do mar”. Outro projeto importante deverá ser inaugurado em março, é a implantação de uma Estação Meteorológica na sede da Defesa Civil Municipal, na rua Silva Fernandes, no bairro Parque Duque. “Essa iniciativa é uma parceria com o Sistema de de Meteorologia do Estado do Rio de Janeiro, vinculado à Defesa Civil Estadual. “Ele monitora as condições de tempo e nos dá a informação em tempo real, através de satélite”, esclareceu Francisco, informando que o serviço será pioneiro na região. Sobre a situação de Duque de Caxias com as chuvas de verão, Francisco Alves disse que, felizmente, até o momento, não foram registrados grandes problemas na cidade, apenas alguns bolsões de água. Segundo ele, a cidade tem mapeados 680 imóveis em situação de risco iminente, seja com chuva ou não. Marcelo Cunha

Com aumento de 17%, produção de motos iguala período pré-crise

A

indústria brasileira produziu no ano passado 2.137.417 de motocicletas, volume 16,8% superior ao registrado no ano anterior, e apenas 3,5 mil unidades a menos que em 2008, período anterior à crise econômica mundial. Os dados foram divulgados segunda-feira (9) pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). “A produção igual à de 2008 evidencia que apenas em 2011 o setor conseguiu chegar a patamares anteriores aos da

crise de 2009. A motocicleta recupera, aos poucos, o espaço conquistado na década passada e sinaliza futuro promissor”, diz nota da Abraciclo. O mercado interno, consideradas as vendas ao atacado, também mostrou variação positiva, de 12,4%.

As vendas aos distribuidores totalizou 2.044.422 milhões de unidades. O número de emplacamentos – que indicam a quantidade de novas unidades em circulação – cresceu 7,6% em 2011: passou de 1.804.011, em 2010, para 1.940.297 unidades no ano passado. Banco de Imagens

A

Câmara de Comércio Exterior (Camex) prorrogou até o inal de 2012 a vigência da alíquota de 35% incidente sobre a importação de uma série de brinquedos como triciclos, patinetes, trens elétricos, quebra-cabeças e bonecos a corda ou elétricos. A medida está em resolução publicada na edição de hoje (30) do Diário Oicial da União e evita que a alíquota volte a ser de 20%, a mesma usada até dezembro de 2010. O presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Brin-

quedos (Abrinq), Synésio Batista da Costa, disse que a prorrogação fortalecerá a competitividade do setor frente aos brinquedos importado, principalmente os chineses. “Essa alíquota inibe o excesso de importação, mantém a indústria e gera emprego. Estamos há cinco anos só contratando, sem demitir. Com esses 35% devemos contratar 3 mil pessoas em 2012”, declarou. A indústria brasileira de brinquedos quer que a alíquota de 35%, percentual máximo permitido

pela Organização Mundial do Comércio (OMC), seja permanente, mas é preciso ter a concordância dos demais países que integram o Mercosul. O produto chinês continua sendo o principal concorrente dos brinquedos brasileiros, como explica o presidente da Abrinq. “Em 1975 tivemos o primeiro ataque da indústria chinesa, izemos programas de recuperação, ajustes, mostramos capacidade de competir com os chineses, mas o governo chinês dá vantagens que nenhum outro dá”, disse.


8

10 a 16 de Janeiro de 2012 MERCADO & NEGÓCIOS

Edição Nº 90  

Jornal Capital - Edição nº 90

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you