Issuu on Google+

CAPITAL Estimativa 1

16 a 22 de Agosto de 2011

de inflação: nova queda PÁG. 2

www.jornalcapital.jor.br | ANO 3 - N° 69 | CAPITAL EMPRESA JORNALÍSTICA LTDA | DE 16 A 22 DE AGOSTO DE 2011 | NAS BANCAS - RS 1,00

Governo e Frente Parlamentar acertam ampliação do Simples para empresas

Prefeito de Magé pede ao TCE auditoria nas contas MARCELO CUNHA

ABR/ANTONIO CRUZ

O ANÚNCIO foi feito por Nestor Vidal em entrevista exclusiva ao Capital. Ele tomou posse na Câmara (foto) no último dia 10 e disse que ainda não tem conhecimento da realidade financeira da Prefeitura. “Só saberei ao certo depois que a auditoria for concluída”, explicou o prefeito, que foi eleito com 68,52% dos votos válidos do município. Nestor Vidal está em contato permanente com o governador Sérgio Cabral para acertar obras prioritárias para o município em diversas áreas. PÁGINA 5

Etanol: Sobem pedidos para financiamento “DESDE 2008 que o mundo vive forte problemas econômicos que em alguns momentos se agravam. Em função disso, o nosso governo tem promovido o fortalecimento de vários setores da economia”, disse o ministro da Fazenda, Guido Mantega. PÁGINA 3

OS PEDIDOS de financiamentos para Projetos na área de produção de Etanol, solicitados à Financiadora de Estudos, já passam de R$ 1 bilhão, disse o ministro Aloizio Mercadante, ao tomar posse sextafeira (12) como presidente do Conselho de Administração da financiadora. PÁGINA 2

ALBERTO ELLOBO

Investimentos para a Copa e as Olimpíadas

DIANTE DE um plenário completamente lotado, o presidente da Câmara de Duque de Caxias, Dalmar Lírio Mazinho, assinou sua ficha de filiação ao partido de Leonel Brizola - o PDT, em cerimônia na sede do Legislativo, cerimônia que contou com a presença do ministro do Trabalho Carlos Lupi (esquerda). PÁGINA 5

Câmbio* Dolar Comercial Dólar Paralelo Dólar Turismo

Compra (R$) 1,589 1,590 1,540

Venda (R$) 1,591 1,730 1,700

Variação % 1,24 0,00 1,16

Coroa Dinamarca Dólar Austrália Dólar Canadá Euro Franco Suíça Iene Japão Libra Esterlina Inglaterra Peso Chile Peso Colômbia Peso Livre Argentina Peso MÉXICO Peso Uruguai

(U$) 5,154 1,050 0,979 1,444 0,784 76,840 1,639 470,750 1.784,000 4,150 12,247 18,850

(U$) 5,157 1,051 0,980 1,444 0,784 76,860 1,693 471,750 1.786,000 4,190 12,251 19,050

% 1,48 1,49 0,70 1,38 0,85 0,18 0,70 0,15 0,00 0,00 0,50 0,00

Índice

Indicadores*

MOEDAS COTADAS EM DOLAR (USA)

Moeda

Poupança Poupança p/ 1 Mês TR Juros Selic meta Salário Mínimo (Federal) Salário Mínimo (RJ)

ALBERTO ELLOBO

SEGUNDO O ministro do Esporte, Orlando Silva, não basta uma boa estrutura de estádios e de rede hoteleira se não houver infraestrutura para dar suporte ao trabalho, sobretudo ao trabalho dos profissionais de mídia na cobertura e transmissão do evento. Segundo ele, “O tema tecnologia da informação, infraestrutura e telecomunicações será um tema chave para demonstrarmos a nossa capacidade de realização da Copa”. PÁGINA 8

Fusão daTAM e LAN deverá ser aprovada A SECRETARIA de Acompanhamento Econômico (Seae) do Ministério da Fazenda recomendou a aprovação sem restrições da fusão das companhias aéreas TAM, do Brasil, e LAN, do Chile. Essa é a primeira manifestação formal do governo sobre o negócio, quase um ano após o anúncio da troca de ações entre as duas empresas que permitirá a unificação.

Atualidade

A CAMPANHA de combate ao consumo do crack foi lançada no final de semana na Baixada Fluminense e pretende ganhar todo o estado do Rio de Janeiro. Os deputados Paulo Melo (presidente da Assembléia Legislativa) e Claise Maria Zito, presidente da Comissão de Assuntos da Criança, do Adolescente e do Idoso, abriram a caminhada no centro de Duque de Caxias. A iniciativa aconteceu simultâneamente nos outros 12 municípios da região. PÁGINA 4

Pais

Duque de Caxias entrega o Inventário Turístico dia 24

Embratur não vai mais assinar novos convênios

A CIDADE é a primeira da Baixada Fluminense a atender exigência do Ministério do Turismo, através da Lei número 11.711, de 2008. PÁGINA 6

A DECISÃO foi tomada após operação deflagrada pela Polícia Federal para apurar suposto esquema de desvio de recursos públicos. PÁGINA 7

54.651,83 18.298,49 11.482,90 2.555,20 2.989,67

Variação % 2,20 2,19 1,90 1,88 0,76

16/08 15/08 15/08

0,624 0,660 0,110

Cristina Kirchner obtém vitória na Argentina

ao ano

12,50

Petrobras tem lucro líquido de R$ 10,9 bi no trimestre

A PRESIDENTA obteve vitória expressiva nas eleições primárias, confirmando seu favoritismo para a eleição presidencial em 23 de outubro. PÁGINA 7

OS NÚMEROS significam alta de 32% sobre o valor apurado em igual período do ano anterior.

Valor

Ibovespa IBX Dow Jones Nasdaq Merval

Campanha contra o crack ganha as ruas

R$ 545,00 R$ 581,88

(*) FECHAMENTO: 15 DE AGOSTO DE 2011

Internacional

www.jornalcapital.jor.br

E MUITO MAIS EM NOSSO SITE


2 CAPITAL

16 a 22 de Agosto de 2011

Pedidos de financiamentos na área de produção de etanol passam de R$ 1 bi OS PEDIDOS DE financiamentos do setor empresarial à Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) para projetos na área de produção de etanol já passam de R$ 1 bilhão, disse o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, ao tomar posse sexta-feira (12) como presidente do Conselho de Administração da financiadora. Mercadante também comemorou o fato de a carteira da Finep ter R$ 5 bilhões em novos projetos para financiamento. “Tem muita coisa chegando de demanda. A gente está querendo isso mesmo. Que o empresariado venha disputar e que a gente possa escolher os melhores projetos”. O ministro quer que a

Finep seja a instituição de fomento à inovação no país, para impulsionar a nova economia. “Este é o futuro da economia brasileira”, disse. Esta é a primeira vez, em 44 anos de criação, que a Finep empossa dois ministros em seu Conselho de Administração. Além de Mercadante, que agora preside o conselho, foi empossado também o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. No primeiro semestre, a financiadora recebeu R$ 1,75 bilhão para crédito do Programa de Sustentação do Investimento (PDI) e, agora, mais R$ 2 bilhões, autorizados pela presidenta Dilma Rousseff para financiar a inovação.

Dentro de 60 dias, a empresa de consultoria internacional Ernest & Young, contratada pelo ministério, entregará ao ministro o resultado de estudo para adequação às normas de Basileia, que regem as instituições financeiras em todo o mundo, visando à transformação da Finep em um banco de fomento à inovação. Foi contratada outra consultoria para a informatização dos procedimentos da Finep. O mesmo será feito em relação ao ministério, disse Mercadante. “Tudo aqui agora vai ser informatizado. Tem prazo, tem transparência, tem controle. Estamos trabalhando nesta perspectiva”.

Mercadante sublinhou que existe um caminho ainda a percorrer para que o órgão passe a ser uma instituição financeira de fato, nos moldes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e prometeu aumentar a capacidade de financiamento. “Nós vamos aumentar o volume de crédito e não vai faltar apoio do governo para inovação”. Ele não descartou também analisar experiências internacionais de fomento à inovação que possam contribuir para a ação da Finep. O presidente da financiadora, Glauco Arbix, estimou que até o fim deste ano deverá ser decidido o modelo de formação institucional para o órgão.

Projetos de Dica beneficiam policiais e bombeiros SEGUINDO A LINHA programática de seu partido, o PMDB, o deputado estadual Dica faz de seu mandato um instrumento na luta pela justiça social e melhoria das condições de vida dos trabalhadores em geral, contribuintes, consumidores e servidores públicos do Estado do Rio de Janeiro. Uma de suas iniciativas é a chamada “Lei do Carro Po-

pular”, através da qual são isentos de tributos - ICMS os policiais civis, militares e corpo de bombeiros - ativos, reformados ou aposentados - na compra de carros do tipo popular, beneficiando assim um universo de mais de 100 mil pessoas. - Estou e sempre estive ao lado das Corporação mais respeitadas de nosso Estado. Desde que assumir meu

primeiro mandato, tenho encaminhado propostas para constituir benefícios às forças militares auxiliares. Com essa lei, por exemplo, centenas de profissionais puderam usufruir do benefício até que a então governadora Rosinha argüiu a inconstitucionalidade - lembrou o parlamentar, que acrescenta: “Também sou autor da Lei que criou o Colégio da Policia Militar

e o Colégio do Corpo de Bombeiros Militar. Apresentei a proposta como iniciativa para beneficiar os filhos dos militares, dar-lhes uma formação de excelência, como prioridade. Até o momento só o Colégio da Polícia Militar está funcionando em Niterói, na Alameda São Boaventura, mas continuo atento para a implantação do Colegio para o Corpo de Bombeiros.

Ponto de Observação ALBERTO MARQUES

Quem tem medo da Polícia Federal? DESDE O TEMPO da colonização, a polícia sempre foi o braço armado do Governo, geralmente usado contra o povo. A precariedade de meios, o improviso, a falta de filmes para a polícia técnica, a falta de munição para as armas, o apadrinhamento político no preenchimento dos cargos de direção ao longo dos últimos Séculos mostram uma polícia mais repressiva do que investigativa. Por outro lado, o Brasil nunca teve uma política penitenciária que visasse, como determina a Lei, a recuperação dos criminosos. Por isso, passou a fazer parte do folclore político nacional a história de um banqueiro do jogo do bicho, condenado pela juíza Denise Frossard, que mandava buscar suas refeições em restaurantes de luxo, promovia churrascos no presídio e ainda reformou a cela onde passava a noite, tornando-a mais digna de abrigar um cidadão, mesmo que ele seja um criminoso. Ainda agora, a presidenta Dilma Rousseff aciona o ministro da Justiça para que seja investigada a atuação da Polícia Federal em mais um escândalo de corrupção no Governo. As cenas de presos do alto

escalão do Ministério do Turismo, conduzidos algemados para os camburões da PF chocaram a opinião pública, mas essencialmente pela desfaçatez com que o dinheiro público passa, rapidamente, para o bolso de alguns grupos políticos. Essas cenas deveriam ser exibidas em cadeia nacional de TV, em horário requisitado pelo ministro da Justiça, para mostrar ao povo que o “reino da impunidade” havia sido banido da nossa história! Ao invés de exibir essa atuação da Polícia Federal - cumprindo ordem judicial - como um marco do novo governo, o que vemos é a presidenta usando o seu poder de mando, como Chefe da Nação, para punir o estrito cumprimento do dever por parte da PF. Diariamente, milhares de pessoas são presas - justa ou injustamente - por todo o país, colocadas em camburões e levadas para xadrezes imundos sem que essas cenas afetem o coração de mãe amantíssima da presidente da República. Ela só ficou chocada pelo fato de, entre 38 presos, estarem os ocupantes dos principais cargos do Ministério da Justiça, todos nomeados por ela. Ou

o sistema de Inteligência do governo não aferiu a honorabilidade dos escolhidos para esses cargos, como é feito pelo dono de qualquer tendinha do interior do País quando contrata um novo funcionário, ou existe, no interior do Governo, uma norma não escrita de que “figurões” não podem ser ofendidos em sua imagem ao serem exibidos presos, por mais abjeto que seja o crime praticado - como o desvio de recursos do SUS ou da merenda escolar enquanto milhões de “pés de chinelo” são agredidos diariamente com as notícias de um novo escândalo em órgãos importantes do Governo. Como a presidenta imagina a reação da família de um motorista, morto em acidente numa estrada federal cheia de buracos, onde o Dnit teria gastado milhões em obras de recuperação e pavimentação, ao descobrir que toda essa dinheirama acabara na conta de uma ONG “amiga do governo?” Ou como se sente os familiares de um paciente que, internado num hospital público, dorme e acorda em macas colocadas nos corredores, por falta de leitos, enquanto milhões

são gastos na construção de novos hospitais, que não podem ser inaugurados por problemas na agenda do governador? Ou como se sentiu a população de Duque de Caxias ao descobrir que o presidente Lula veio ao município em setembro de 2008 inaugurar, ao lado do governador Sérgio Cabral, um hospital - que Lula garantiu que teriam um atendimento melhor que o Sírio/Libanês em São Paulo - com equipamentos de última geração encaixotados e esquecidos na calçada do hospital? Um ministro do Supremo Tribunal ficou profundamente chocado com a imagem de um banqueiro preso pela Polícia Federal por ordem judicial, acusado de diversos crimes tipificados no Código Penal. A reação do ilustre magistrado foi tal que o STF decidiu “normatizar” o uso de algemas por parte da PF. No caso das incursões das Polícias Civil e Militar em comunidades pobres, o uso das algemas é perfeitamente aceito por suas Excelências, pois a cadeia, no Brasil Colônia ou na República, continua sendo lugar privativo de pobres, pretos e prostitutas, os tristemente famosos tres “Ps”.

Coluna do Moreira MOREIRA FRANCO é Ministro Chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República

Com mérito, sem padrinho DE VEZ EM QUANDO, a Internet nos oferece algumas lições de vida valiosas. Uma das mais interessantes é o discurso que o fundador da Apple, o americano Steve Jobs, proferiu durante a formatura de uma turma da universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Em menos de 20 minutos, um dos responsáveis pelo surgimento da indústria de informática conta uma trajetória impressionante. Ao nascer, Jobs explica que foi encaminhado à adoção por sua mãe biológica, uma jovem universitária solteira, que, para liberar a criança, exigiu diploma de nível superior dos futuros pais adotivos. Ela acabou concordando em entregá-lo a um casal de trabalhadores, cuja mãe não havia ingressado na faculdade e o pai sequer chegara a concluir o nível médio. Mesmo assim, só assinou os papeis da adoção depois que os dois prometeram que a criança iria para a universidade. Já na juventude, o empresário relata que cumpriu o destino que lhes traçaram e iniciou o curso superior. Largou logo em seguida, para seguir sua curiosidade e instintos. Claro, pagou as consequências. Para pagar seu almoço, catava latinhas de refrigerante e as vendia para reciclagem. O empresário admite que ficou assustado, porém não se arrependeu. Mais tarde, descobriria que as escolhas que fez, ao ir atrás de seus interesses, acabariam sendo cruciais para o sucesso da Apple e para sua vida pessoal. A fala do empresário é estimulante, mas ainda mais preciosa para uma geração de milhões de jovens brasileiros que saíram da pobreza para entrar na classe média, segmento que acolheu na última cerca de 30 milhões de pessoas. Eles agora enfrentam o desafio de competir no mercado. Sem apadrinhados, sem contar com pais formados para encaminhar seu futuro profissional, poderiam se sentir até desamparados. No entanto, o entusiasmo de milhões que estudam para o vestibular, se capacitam em escolas técnicas e lutam pelo primeiro emprego mostra o contrário. Na batalha por uma vida melhor, os nossos Steve Jobs precisam encontrar apoio e um ambiente no qual as suas ideias possam ajudá-los a transformarem a si mesmo e ao país onde vivem, como ocorreu com o empresário - e hoje bilionário - americano.

Estimativa de inflação tem segunda queda consecutiva AS PROJEÇÕES de inflação para este ano e 2012 caíram pela segunda semana seguida, de acordo com pesquisa feita pelo Banco Central (BC) com analistas do mercado financeiro. A estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de 6,28% para 6,26%, em 2011, e de 5,27% para 5,23%, em 2012. Ambas estão acima do centro da meta de inflação de 4,5%, mas abaixo do limite de 6,5%. A expectativa dos analistas para a taxa básica de juros, Selic, ao final de 2011 e do próximo ano está em 12,50% ao ano, atual patamar.

A pesquisa semanal do BC também traz projeções para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que caiu de 5,66% para 5,62%, este ano, e subiu de 4,78% para 4,86%, em 2012. A estimativa para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGPDI) passou de 5,61% para 5,44%, este ano, e de 5,03% para 5%, em 2012. No caso do Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), foi ajustada de 5,53% para 5,50%, este ano, e mantida em 5,01%, em 2012.

Na internet: www.jornalcapital.jor.br Filiado À ADJORI - Associação de Jornais do Interior Capital Empresa Jornalística Ltda - CNPJ 11.244.751/0001-70 Av. Governador Leonel Brizola (antiga Presidente Kennedy) nº 1995, Sala 804 - Edifício Sul América - Centro, CEP 25.020-002 Duque de Caxias, Rio de Janeiro: Telefax: (21) 2671-6611 Endereços eletrônicos: comercial.capitalmercado@gmail.com contato.capitalmercado@gmail.com redacao.capitalmercado@gmail.com TIRAGEM: 10.000 exemplares (assine o Capital: 21 2671-6611) IMPRESSÃO: NEWS TECHNOLOGY GRÁFICA EDITORA LTDA CNPJ 07.253.882/0002-27 Departamento Comercial: (21) 2671-6611 / 9287-1458 / 7854-7256 ID 8*21653 Diretor Geral: Marcelo Cunha (contato.capitalmercado@gmail.com) Diretor de Redação: Josué Cardoso (josuejornalista@gmail.com) Paginação e Arte: Alberto Ellobo (21 9320-1379) Colaboradores: Alberto Marques, Arthur Salomão, Karla Ferreira, Geiza Rocha, Nestor Vidal, Priscilla Ricarte e Roberto Daiub


CAPITAL

16 a 22 de Agosto de 2011

Governo anuncia ampliação de limites do Simples para empresas ABR/ ANTONIO CRUZ

A PRESIDENTA DILMA Rousseff fechou acordo com a Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas no Congresso Nacional que possibilita a ampliação do Simples Nacional por meio do Projeto de Lei Complementar 591/10. O texto atualiza a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (Lei Complementar 123/06) que está em tramitação na Câmara dos Deputados. “Desde 2008 que o mundo vive forte problemas econômicos que em alguns momentos se agravam. Em função disso, o nosso governo tem promovido o fortalecimento de vários setores da economia”, disse o ministro da Fazenda, Guido Mantega, ao anunciar as mudanças. O projeto ajusta de R$ 36 mil para R$ 60 mil o teto da receita bruta anual do empreendedor individual. Para a microempresa, de R$ 240 mil para R$ 360 mil, e para a pequena empresa, de R$ 2,4 milhões para R$ 3,6 milhões, o que representa uma elevação de 50%. Outra medida é o parcelamento da dívida tributária para os empreendedores que estão enquadrados no Simples Nacional, o que até

agora não era permitido. O prazo de pagamento será de até 60 meses. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, informou também que será suspensa a necessidade de declaração anual do Simples Nacional. Para substituí-la, as declarações mensais serão consolidadas pela Receita Federal. “Essa ampliação vai no sentido de abranger um número maior de empresas que estariam agregadas naquele que é o regime tributário mais moderno que nós temos no país”, disse Mantega. Outro ponto negociado entre o governo e parlamentares é a permissão para que micro e pequenas empresas possam exportar sem sair do Progra-

ma do Simples Nacional o mesmo valor comercializado no mercado brasileiro. O Simples, como o nome diz, é um sistema simplificado de cobrança de impostos para micro e pequenas empresas que vigora há mais de quatro anos. Até agora, 5,2 milhões aderiram ao programa, o que, segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), representa 88% das micro e pequenas empresas do país. O Simples unifica oito tributos da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios - o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ), Contribuição Social sobre o Lucro Líquido

(CSLL), PIS/Pasep, Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Imposto sobre Serviços (ISS) e a Contribuição para a Seguridade Social destinada à Previdência Social a cargo da pessoa jurídica. O programa é administrado por um Comitê Gestor composto por oito integrantes da Secretaria da Receita Federal do Brasil, dos estados e do Distrito Federal e dos municípios. Para entrar no Simples Nacional é necessário ser microempresa ou empresa de pequeno porte.

Aumento de renda e geração de mais empregos AO COMENTAR as mudanças anunciadas pelo governo no Sistema Simplificado de Cobrança de Impostos (SuperSimples), a presidenta Dilma Rousseff afirmou que a ampliação do limite de faturamento de microempresas vai aumentar a renda e gerar mais empregos. Em seu programa

Balança comercial tem superávit de US$ 366 milhões A BALANÇA comercial da segunda semana de agosto registrou superávit de US$ 366 milhões, depois do saldo de US$ 1,420 bilhão na primeira semana do mês, informou segunda-feira (15) o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Na segunda semana, as exportações ficaram em US$ 5,378 bilhões, com média por dia útil de US$ 1,075 bilhão, e as importações, em US$ 5,012 bilhões (média diária de US$ 1,002 bilhão). Nas duas semanas do mês, o superávit comercial (exportações maiores que importações) ficou em US$ 1,420 bilhão, com exportações em US$ 11,214 bilhões e importações em US$ 9,794 bilhões. De janeiro até a segunda semana de agosto, o superávit comercial chega a US$ 17,506 bilhões, contra US$ 10,596 bilhões registrados em igual período de 2010. As exportações estão em US$ 151,769 bilhões, com média por dia útil de US$ 979,2 milhões. As importações somam US$ 134,263 bilhões (média por dia útil de US$ 866,2 milhões).

semanal “Café com a Presidenta”, Dilma ressaltou que existem 7 milhões de empresas no país - 76% são de pequeno porte e respondem por 10 milhões de empregos. “Para o Brasil crescer melhor, é importante estimular as pequenas empresas. Uma das alavancas para isso é o Supersimples, e

a outra, o Microempreendedor Individual”, disse. Ambos os programas, de acordo com a presidenta, reduzem tributos e eliminam burocracia. Anteriormente, para entrar no Supersimples, a empresa precisava ter um faturamento anual de até R$ 2,4 milhões. Com a nova lei, o limite de faturamento

anual passou a ser de até R$ 3,6 milhões. As alíquotas cobradas também caíram – no comércio, por exemplo, passaram de 5,47%, na menor faixa, para 4%. Em relação ao programa Microempreendedor Individual (MEI), o limite de renda foi reajustado de R$ 36 mil ao ano para R$ 60 mil ao ano.

PSC aposta na renovação do Legislativo de Duque de Caxias MARCELO CUNHA

O PARTIDO SOCIAL Cristão-PSC de Duque de Caxias quer fazer a diferença nas eleições municipais de 2012. O presidente da Comissão Executiva Municipal, o ex-deputado Marcos Figueiredo, presidiu no último dia 9 mais uma reunião na sede do Partido, no bairro 25 de Agosto, para discutir o processo eleitoral e aproximar os atuais membros aos novos filiados. Figueiredo, atual suplente

de deputado estadual e que exerceu mandado até a legislação passada, disse que “só deve ser político quem tem coragem de aparecer e brigar pelo que acredita e que todo político tem que realizar, fazer acontecer”. Em seguida, falou das estratégias da futura campanha e da “necessidade de renovar os quadros da Câmara Municipal”. Estavam presentes, entre outros, o deputado federal

Felipe Pereira, os pré-candidatos à vaga de vereador Osvaldo Lima, Sonia Anibal e David Santana, este o conselheiro tutelar mais votado do estado, além do pré-candidato à prefeito de Tanguá, Jonas Santana, ex-vereador de Duque de Caxias. Na foto, da esquerda para a direita: David Santana, Osvaldo Lima, Sônia Anibal, Felipe Pereira, Marcos Figueiredo e Edson de Assis.

3

Conversa com a Presidenta Encaminhe perguntas para a Presidenta: redacao@jornalcapital.jor.br ou redacao.capitalmercado@gmail.com

MARIA DE NAZARÉ, doméstica de Ananindeua (PA) - Gostaria que a senhora colocasse mais mamógrafos na rede pública de saúde no estado do Pará. Presidenta Dilma – Maria, esta questão dos mamógrafos me preocupa muito, pois eles são fundamentais para os exames preventivos. Por isto, o Ministério da Saúde realizou, pela primeira vez, uma vistoria em todos os aparelhos de mamografia credenciados ao Sistema Único de Saúde. Esta foi uma das primeiras ações do Plano Nacional de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Colo de Útero e de Mama, que lançamos em março. A conclusão do levantamento foi a de que o número de mamógrafos é suficiente, mas eles estão concentrados nas capitais, têm baixa produtividade e muitos estão inoperantes por falta de profissionais especializados. Já iniciamos parcerias com estados e municípios para recuperar os aparelhos parados por falta de manutenção e capacitar 25 mil técnicos em radiologia até 2015. Nos próximos quatro anos, ampliaremos a oferta do tratamento, com a implantação e atualização tecnológica dos serviços de confirmação diagnóstica, tratamento, quimioterapia e radioterapia. No Pará, o SUS conta com 38 mamógrafos, dos quais 15 estão em Belém. Por isso, vamos instalar novos mamógrafos nos municípios do interior, inclusive com unidades móveis, tanto terrestres quanto fluviais. O câncer tem cura e o diagnóstico precoce é fundamental. MARIA DAS GRAÇAS LUX ABRAHÃO, 39 anos, advogada de Manaus (AM) - Quero saber se a presidenta se preocupa com o desmatamento da nossa Amazônia. Presidenta Dilma – Acho que todos os brasileiros que se preocupam com o bem-estar das atuais e das futuras gerações entendem que o desmatamento deve ser combatido. O Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal, envolvendo 14 ministérios e a Presidência da República, está sendo implementado com rigor. As áreas mais vulneráveis passaram a contar com ações da Operação Arco Verde, Terra Legal e do Mais Ambiente, para que as pessoas sigam tirando seu sustento dos recursos naturais, mas preservando a floresta. No Plano Agrícola, o Programa Agricultura de Baixo Carbono prevê R$ 3,15 bilhões para financiar projetos agropecuários, com juros reduzidos e prazos de pagamento diferenciados, que permitam compatibilizar a produção agropecuária com o meio ambiente. Aprimoramos as chamadas linhas verdes do Pronaf, para que os agricultores familiares tenham melhores condições de financiamento para atividades agropecuárias sustentáveis. E no âmbito do Brasil sem Miséria criamos o Bolsa Verde, que vai transferir, a cada 3 meses, R$ 300 para famílias extremamente pobres que vivem em florestas e reservas extrativistas e ajudam a preserválas. Este conjunto de ações, Maria, vai permitir que continuemos reduzindo o desmatamento ilegal na Amazônia e, ao mesmo tempo, criando alternativas para o desenvolvimento sustentável da região. RÔMULO GOMES DA ROCHA, 36 anos, consultor de São Paulo (SP) - Presidenta, qual é o planejamento ou o projeto para inclusão digital para a população que não pode usufruir devidamente de seus benefícios? Presidenta Dilma – Estamos adotando um conjunto de ações para aumentar a parcela da população brasileira com acesso à internet. Em junho, assinamos termos de compromissos com as concessionárias de telefonia fixa, para o fornecimento de internet de alta velocidade a preço baixo. Em 90 dias, elas deverão oferecer conexões de 1 megabit por segundo por R$ 35,00. Esta é a velocidade mínima, mas vamos evoluir para um patamar superior nos próximos anos. Em 98% dos municípios brasileiros já estão instalados 8 mil telecentros, espaços de acesso gratuito à internet, abertos a toda a população. E daremos sequência à implementação de programas como o Banda Larga nas Escolas e o Um Computador por Aluno, que também promovem a inclusão digital dos nossos jovens. Quero lembrar ainda, Rômulo, que no âmbito da política industrial estamos incentivando a produção de equipamentos como tablets e modens no Brasil. Já a partir de setembro começarão a ser vendidos os primeiros modelos fabricados no Brasil, com preços até 40% mais baixos do que os cobrados atualmente. Estamos combinando ações para ampliar o acesso gratuito com ações para reduzir o custo dos serviços de conexão e dos equipamentos. O objetivo é garantir que, até 2014, uma parcela majoritária das residências brasileiras esteja conectada à internet de alta velocidade, porque sabemos que este é um fator decisivo de inclusão dos cidadãos.


4 CAPITAL

16 a 22 de Agosto de 2011

Deputados levam campanha contra o crack às regiões do Estado ALBERTO ELLOBO

O COMBATE AO consumo do crack será alvo de uma campanha em todo o estado do Rio de Janeiro. O anúncio foi feito sábado (13) pela presidente da Comissão de Assuntos da Criança, do Adolescente e do Idoso da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Claise Maria Zito (PSDB), durante o evento “Baixada unida no enfrentamento ao crack”. “Pretendo alcançar os 92 municípios do estado. Iniciamos no dia de hoje, na Baixada fluminense, e continuarei a minha maratona percorrendo os outros municípios”, adiantou a parlamentar em Duque de Caxias, primeiro município visitado pela comissão. Presente ao evento, o presidente da Alerj, deputado Paulo Melo (PMDB), defendeu a continuidade da campanha. “Queremos, a partir, desta iniciativa, sair pelo estado do Rio com seminários de conscientização. O desafio é o que nos incentiva a criar políticas públicas, apoiar as famílias e dizer que todos

Pilares do Poder LUIZ LINHARES (cientista político e jornalista) e THAIS H. LINHARES (jornalista)

Servidores do Sistema penal ganham porte de arma APOIO AOS ATLETAS - Considerado como um “bola murcha “ em sua cidade natal, Ouro Fino, MG, o deputado Hugo Leal marcou um gol de placa, ao apresentar a Moção de Louvor, 2559/2011 a todos os atletas brasileiros participantes dos 5º Jogos Mundiais Militares, ocorridos no Rio de Janeiro, de 16 a 24 de julho de 2011. Se todos os outros parlamentares tivessem esta visão de incentivo e apoio, com certeza nossos atletas estariam subindo mais vezes no alto do podium.

nós temos responsabilidade”, afirmou Melo. Cerca de 100 pessoas participaram da caminhada em Duque de Caxias, realizada simultaneamente nas outras 12 cidades da região. “A adesão dos 13 municípios no combate ao uso da droga me deixou muito satisfeita, foi um movimento em prol da sociedade e suprapartidário”, ressaltou Claise. Ela disse, ainda, que fez uma indica-

ção ao governador Sérgio Cabral, pedindo a criação de um centro de tratamento para dependentes químicos em um dos municípios da região. “A ideia é que o centro seja um consórcio, com a definição de um município para a sede, a qual todos os outros terão acesso, dividindo responsabilidades. É muito importante esta ação unificada, pois o que acontece, hoje, são ações isoladas

que acabam provocando a migração dos usuários de um município para o outro”, afirmou. A comissão percorreu os municípios de Duque de Caxias, Belford Roxo, Nilópolis, Itaguaí, Seropédica e Queimados, distribuindo materiais de conscientização e realizando palestras. Também participaram do evento as secretarias da área de Assistência Social das cidades.

Ex-vereador Vadico assume assessoria especial do prefeito Zito

PLANOS DE SAÚDE - O deputado Aureo, PRTB/ RJ apresentou requerimento a Mesa Diretora da Casa solicitando informações aos diversos órgãos de proteção do consumidor, quanto a negativa dos Planos de Saúde em atendimento aos dependentes químicos em tratamento. O parlamentar carioca solicitou a presença do Representante do Ministério Público e das principais operadoras de Plano de Saúde do país. GAROTINHO DESAFIA - Inconformado com a notícia publicada na Revista Época, que trazia uma reportagem mostrando que o filho do deputado Antony Garotinho tinha sofrido um acidente em Campos com um carro patrocinado pela Câmara de Vereadores, o parlamentar usou de suas prerrogativas como deputado para atacar a revista, que pertence ao Sistema Globo de Comunicação. Onde há fogo, a fumaça, já dizia minha avó. FUNDO AMBIENTAL - Uma proposta interessante foi apresentada esta semana pelo deputado Adrian, PMDB/RJ, que cria através do Projeto de Lei 1928/2011 a Contribuição no domínio Econômico sobre Embalagens e o Fundo Nacional para Reciclagem. As empresas passariam a recolher para o Fundo percentuais que poderiam variar de 0,02 centavos até 10 centavos de acordo com o produto embalado. Este recurso seria recolhido aos Cofres do Tesouro Nacional e repassados para o Ibama, responsável pelos projetos de coleta seletiva e reciclagem.

MARCELO CUNHA

O EX-VEREADOR do antigo PFL, Demerval Lage de Barros Filho, o Vadico, tomou posse como assessor especial do prefeito de Duque de Caxias, no último dia 10, com um coquetel no salão nobre do Clube dos Quinhentos. A cerimônia contou com a presença de mais de 200 pessoas. Vadico tem 70 anos e é fiscal aposentado do município. Ele foi o primeiro a falar e não escondeu a felicidade em mais uma vez contribuir para o desenvolvimento de Duque de Caxias. - A cidade deve muito ao Prefeito Zito, que exerce o cargo pela terceira vez. Ele resgatou a dignidade e cidadania da população e certamente muito ainda tem a fazer por todos nós. Prefeito, conte comigo, estarei ao seu lado para ver a cidade e sua população cada vez melhor – disse o exvereador, que foi elogiado a seguir pelo vice-prefeito Jorge Amorelli, antigo colega de Legislativo. “È uma pessoa muito capaz e leal. Até hoje não conheci um líder de governo com a

Bastidores da ALERJ RODRIGO DE CASTRO é jornalista e pós-graduado em Marketing e Comunicação Empresarial pela Universidade Federal de Juiz de Fora (MG)

Mais um incêndio apagado

sua capacidade. Esta terra não pode prescindir de um nome com o seu”, assinalou. Último a falar, o prefeito José Camilo Zito lembrou que existem nomes que não podem ser esquecidos na vida pública do município “Vadico é um desses nomes. Ele prestou grandes serviços ao município e tem muito ainda a nos ensinar. É uma pessoa honrada, trabalhadora, dedicada e séria e que passa a integrar

o governo”, exaltou Zito. Antes de encerrar sua fala, o prefeito lembrou que ainda está trabalhando para sanear as contas do município. - Tem pessoas que me falam: Zito, você não é mais o mesmo do que antes. E eu respondo que sim, não sou mais o mesmo, sou melhor ainda. No primeiro mandato, herdei uma prefeitura com as contas em dia, sem dívidas, e pude fazer muita coisa, eu tinha políticos que eram parceiros. Entreguei

o governo ao meu sucessor também sem dívidas, infelizmente, quando retornei, encontrei uma prefeitura sem recursos, com muitas contas a pagar e dívidas comprometidas até 2014, por antecipação de IPTU de grandes empresas e de royalties - disse Zito, assinalando que a Legislatura atual nada fez para apurar essa situação. “No passado, tínhamos políticos que eram mais preocupados com os interesses da população”, concluiu.

SE O EPISÓDIO DA GREVE dos bombeiros manchou a “boa imagem” da gestão Sérgio Cabral, o mesmo não pode ser dizer da greve dos professores, mesmo com o baixíssimo índice de 3,5% de aumento sugerido pela proposta enviada à Alerj. Falou mais alto o bom senso da base governista na Assembleia, que conseguiu elevar o aumento salarial para 5% que será pago no salário relativo a setembro, depositado em outubro. O magistério também vai receber este ano a parcela referente a 2012 da incorporação da gratificação do programa Nova Escola. O pagamento será retroativo a julho. Se a meta do comando do movimento de greve era bem mais ambiciosa, o valor foi bem recebido pela maioria dos servidores, que confidenciaram ao presidente Paulo Melo que as manifestações estavam perdendo o sentido.

Arco Metropolitano A Alerj aprovou projeto do Executivo, autorizando a contratação de empréstimo no valor de US$ 200 milhões para execução das obras do Arco Metropolitano. Os recursos serão para a implantação de infraestrutura de 71 dos 145 quilômetros de extensão da rodovia, que começará em Itaguaí, cruzará toda a Baixada Fluminense e chegará a Manilha, em Itaboraí, na Região Metropolitana.

Destaque da semana CPI da Armas vai ouvir o ex-assessor parlamentar Evaristo da Silva Alves, preso e denunciado no último mês por fornecimento de armas a uma milícia que atuava em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio.


CAPITAL

16 a 22 de Agosto de 2011

Novo prefeito de Magé pede ao TCE auditoria nas contas MARCELO CUNHA

O PREFEITO NESTOR Vidal (PMDB) está pedindo ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) uma auditoria extraordinária nas contas da Prefeitura. “Herdamos uma administração em estado deplorável. Precisamos saber em detalhes como estão as finanças, os convênios, contratos, licitações e os últimos pagamentos realizados”, disse Vidal, apontando para algumas dezenas de processos amontoados em uma prateleira em seu gabinete, durante entrevista exclusiva ao Capital. “Não sei do que tratam, o Tribunal de Contas é quem vai examinar com profundidade”, assinalou Vidal. O novo prefeito disse que a previsão orçamentária para este ano está em torno de R$ 300 milhões mas não possui informação de como está a “saúde financeira” da Prefeitura. O prefeito anunciou

“A população precisa ter sua cidadania resgatada”

também o recadastramento de todos os servidores. - O desafio é muito grande. A população exigiu mudanças e temos que corresponder. Precisamos do Poder Legislativo, precisamos do Judiciário, precisamos do Governo do Estado. A campanha terminou e estamos trabalhando a sustentabilidade da administração - observou. O novo prefeito confirmou que vem mantendo encontros com o

governador Sérgio Cabral, no sentido de buscar parcerias para superar a “situação insustentável” pela qual se encontra o Município, o que chama de um verdadeiro desastre, abrangendo várias áreas. A cidade deverá ganhar uma UPA 24h em seis meses; a construção de uma ponte na RJ-103, ligando o distrito de Campos Elíseos (Duque de Caxias) a Magé, além de obras de saneamento e pa-

vimentação, e implantação de vários programas sociais, entre outras iniciativas. Os problemas são inúmeros, segundo o prefeito. Apesar de ser um dos principais mananciais do Rio de Janeiro, a cidade possui apenas 20 por cento de água encanada e apenas 15 por cento de rede de esgoto. “A população precisa ter sua cidadania resgatada. E ela já fez a sua parte, agora temos que fazer a nossa”, enfatizou o prefeito, ressaltando a importância histórica da cidade, onde foi inaugurada a primeira ferrovia do País, pelo Barão de Mauá, em 1854, trecho que ligava o Porto de Mauá (Guia de Pacobaíba) a Fragoso e cuja extensão até Raiz da Serra se deu dois anos depois. “Foi aqui também que nasceu o inesquecível Garrincha, que se tornou conhecido mundialmente pelo seu talento incomparável como jogador de futebol”, lembrou.

População prestigia posse na Câmara e em praça pública DEPOIS DE TOMAR posse na manhã do último dia 10 na Câmara, uma grande festa popular reuniu, no final da tarde, milhares de pessoas em frente ao Palácio Anchieta, sede da Prefeitura. Antes, moradores fizeram a lavagem simbólica das escadarias,

observados por policiais militares. Eleito com 68,52% dos votos válidos, Nestor Vidal derrotou o vereador Werner Saraiva (23,82%), apoiado pela ex-prefeita Núbia Cozzolino, afastada da prefeitura sob acusação de irregularidades. O mandato

do novo prefeito vai até 31 de dezembro de 2012. Presente à posse no Legislativo, o presidente interino da Câmara, Leonardo Franco Pereira, o Leonardo da Vila, disse ao Capital que o novo prefeito “poderá contar com o apoio dos vereadores para

Mazinho assina ficha de filiação ao PDT/Caxias

ALBERTO ELLOBO

DIANTE DE UM plenário completamente lotado, o presidente da Câmara de Duque de Caxias, Dalmar Lírio Mazinho, assinou sua tão aguardada filiação ao partido de Leonel Brizola - o PDT, na sexta-feira, em cerimônia na sede do Legislativo. Sentado ao lado do Ministro do Trabalho e Emprego e presidente nacional licenciado do Partido, Carlos Lupi, o vereador assistiu vídeos, ouviu declarações de apoio e assumiu compromissos com seus eleitores como pré-candidato na disputa à cadeira de chefe do Executivo em 2012. Se eleito, prometeu municipalizar os CIEPs, criar uma empresa pública de limpeza

urbana, com contratação de trabalhadores através de concurso público, e acabar com a taxa de iluminação pública, afirmando que ainda existem residências que pagam a taxa sem sequer ter iluminação na rua. Mazinho apresentou um vídeo onde personalidades do PDT convidam as pessoas a se filiarem ao partido e assumiu o compromisso de angariar 20.000 filiações até o final do ano. Além da presença de populares e personalidades, compuseram a mesa ainda o deputado estadual Bruno Correia, o vice prefeito de São João de Meriti Carlos Correia; o ex-deputado federal Clemir Ramos; os presidentes do

PTN-Caxias e do DEM, respectivamente Wagner Luíz e Hugo Neto; o exvice-prefeito de Duque de Caxias Wilson Gonçalves; a professora Cândida Helena; os ex-vereadores Quiel do Canarinho e Dona Leda, e o também ex-vereador Laury Villar, atual presidente do PDT no município. Após o evento, que reuniu ao todo cerca de 800 pessoas, o vereador Mazinho recebeu para um jantar em sua residência alguns amigos e convidados, como o Ministro Lupi, a quem disse que com a nominata para as eleições de 2012, o PDT fará de quatro a cinco vereadores em Duque de Caxias.

governar a cidade. O vereador é eleito pelo povo e a votação expressiva deixa claro que o Nestor, como Chefe do Executivo, é a vontade popular. A eleição acabou e que agora é o momento de todos se unirem em prol da população mageense”, completou.

5

Saúde Roberto Daiub Alexandre é médico cardiologista concursado da Prefeitura de Duque de Caxias, médico-chefe do Centro de Terapia Intensiva do Hospital de Clínicas de Teresópolis (Unifeso) e médico plantonista da emergência do Hospital das Clínicas Mario Lioni, em Duque de Caxias

Bronquite A DOENÇA ACOMETE em surtos e costuma curarse totalmente. No entanto, a doença pode ser grave em pacientes que sofrem de patologias cardíacas ou pulmonares e também em pessoas de idade avançada. A bronquite manifesta-se com maior frequência durante o inverno. Pode ser causada por vírus, bactérias ou até mesmo fungos. Agentes externos irritantes como poeiras, fumaça, odores fortes, etc, também podem desencadear um quadro agudo de asma brônquica. Muitas vezes, a bronquite infecciosa começa com os sintomas de um resfriado comum: nariz que pinga, cansaço, calafrios, dores nas costas e nos músculos, febre ligeira e inflamação da garganta. O sintoma da tosse assinala, geralmente, o começo da bronquite. Em pessoas com bronquite grave pode aparecer febre elevada durante 4 ou 5 dias, ao fim dos quais os sintomas melhoram. No entanto, a tosse pode persistir durante várias semanas, podendo haver aparecimento de pneumonia associada. Se os sintomas persistirem, é necessário realizar uma radiografia do tórax para se ter a certeza de que o quadro não evoluiu para uma pneumonia. Em caso de dúvida procure seu médico! BANCO DE IMAGENS


6 CAPITAL

16 a 22 de Agosto de 2011

Atualidade A ALEGRIA e a sensação de dever cumprido na busca de seus próprios objetivos tomou conta do Teatro Municipal Raul Cortez, na noite de terçafeira (9), durante a cerimônia de formatura das turmas do 1º semestre de 2011 da Fundação para Desenvolvimento Tecnológico e Políticas Sociais (Fundec). Ao todo, se formaram 600 alunos de 15 cursos diferentes de qualificação ministrados gratuitamente em Unidades de Educação para o Trabalho (UNETs) espalhadas pelos quatro distritos do município. A comemoração, que contou com a presença do Prefeito José Camilo Zito, teve apresentações de alunos dos cursos de inglês e espanhol, que

PMDC/EVERTON BARSAN

Fundec forma mais 600 alunos em cursos de qualificação

cantaram sucessos para a platéia, e de hip-hop. Um aluno de cada um dos 15 cursos foi ao palco receber o certificado de conclusão em nome de seus colegas. Além de inglês e espanhol, se formaram alunos

dos cursos de aplicação de película de controle solar; cabeleireiro e arte nos cabelos; cabista e operador de linha de acesso; CFTV (circuito fechado de TV e automação de portões de ga-

ragens); costureira; edição de vídeo; fotografia; informática; photoshop; IRLA (instaladores de linhas áreas); manicure; montagem e instalação de computadores; e operador de telemarketing.

Duque de Caxias conclui seu inventário turístico A PREFEITURA DE Duque de Caxias, através da Secretaria de Cultura e Turismo, vai entregar oficialmente o Inventário Turístico Cultual do Município no dia 24 de agosto, às 10h, no Teatro Municipal Raul Cortez. Na oportunidade, também será feito o lançamento do portal visiteduquedecaxias.com.br. À solenidade estarão presentes o Prefeito José Camilo Zito, o Secretário de Cultura e

Turismo Gutemberg Cardoso e o Superintendente de Turismo do município, Daniel Eugênio Figueiredo. A iniciativa tem apoio do Sebrae, Fórum Estadual de Secretários de Turismo/RJ, Secretaria Estadual de Turismo e TurisRio. Foram investidos cerca de R$ 60 mil e o responsável pela execução do projeto é o Instituto Idéias, que aproveitou estudantes e profissionais do próprio município, com o acom-

panhamento direto da equipe do Instituto. Duque de Caxias é o primeiro município da Baixada Fluminense a possuir inventário turístico, uma exigência do Ministério do Turismo aos municípios, conforme a Lei 11.711, de 2008. Os trabalhos começaram em março com a coleta de conteúdo sobre todos os atrativos, informações sobre infraestrutura, associações, artesanato, ar-

tes, patrimônio histórico e ambiental, comércio, etc. “A iniciativa vai significar uma nova era para Duque de Caxias”, assinala o secretário, destacando que ela vai facilitar o acesso a recursos Federais destinados à área, além de estimular a qualificação da mão-deobra, o desenvolvimento social e econômico e favorecerá também a preservação histórica e ambiental.

Bancários entregam reivindicações à Fenaban O COMANDO Nacional dos Bancários entregou uma pauta de reivindicações sexta-feira (12) à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), em São Paulo, como parte da campanha nacional deste ano. Para lembrar que o dissídio da categoria é no dia 1º de setembro, os bancários organizaram atos de mobilização na quintafewira (11), nas grandes cidades do país. Em Brasília, faixas foram fixadas na Esplanada dos Ministérios. A minuta das reivindicações relaciona reajuste salarial de 12,8%, referentes a 5% de aumento real mais reposição da inflação de setembro de 2010 a agosto de 2011, projetada em 7,5%; participação nos lucros, equivalente a R$ 4,5 mil fixos mais três salários mínimos; e piso salarial de R$ 2.297,51 pela estimativa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos

Socieconômicos (Dieese), retroativo a junho. A categoria pede também auxílios de R$ 545, cada, para alimentação e creche, bem como contratação da remuneração total e previdência complementar para todos, informou o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Carlos Cordeiro. “Vamos levar a campanha para todos os sindicatos e mostrar nossas demandas nos locais de trabalho, nas ruas, em uma mobilização da categoria e da sociedade, preparatória para as negociações com os bancos”, disse. O dirigente da Contraf-CUT acredita que “com o crescimento da economia e os lucros acumulados, os bancos reúnem todas as condições para garantir aumento real e assegurar emprego decente para todos”. BANCO DE IMAGENS


CAPITAL

16 a 22 de Agosto de 2011

7

País Participação da energia eólica pode chegar a 15% em 2020 BANCO DE IMAGENS

A PARTICIPAÇÃO da energia eólica (dos ventos) na matriz energética brasileira, que hoje está em 0,8%, deverá atingir 7% em 2020, conforme prevê o Plano Decenal de Expansão de Energia (PDEE), da Empresa de Pesquisa Energética (EPE). O presidente da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), Ricardo de Maya Simões, considera o número modesto. Segundo ele, o setor pode ter participação, em 2020, de 15% na matriz energética. Para isso, de acordo com Simões, é necessária a realização de leilões exclusivos, além da busca do domínio tecnológico. “Com leilões exclusivos, você obtém ganhos de escala para que, quando os mercados tradicionais, como a Europa e Estados Unidos retomarem, você tenha uma indústria consolidada, para poder manter a competição des-

sa fonte.” Para o presidente da Abeeólica, a tecnologia não está consolidada no país. “O Brasil precisa dominar essa tecnologia”. Com esse objetivo, a entidade está trabalhando na construção de uma rede de pesquisas que irá culminar na criação de um centro de pesquisas de energia eólica. Para isso, foi contratada a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). A instituição fará um estu-

do sobre como deverá ser essa rede. No final de setembro, a associação promoverá uma reunião da qual participarão os vários segmentos interessados no projeto: governo, fabricantes, institutos de pesquisa. O objetivo é tentar viabilizar a rede de pesquisas ainda este ano, para definição posterior do centro de energia eólica. Simões acredita que o centro iniciará as operações entre 2012 e 2013. Ainda não

está decidido, também, se o modelo de gestão do centro será público, privado, ou misto, envolvendo uma parceria público privada (PPP). “Vai depender de como evoluirá essa rede de pesquisa”. No final do mês, será iniciada, no Rio de Janeiro, a segunda edição da Brazil Wind Power, congresso e feira do setor eólico promovidos pela Abeeólica e pelo Conselho Mundial de Energia Eólica.

Embratur suspende assinaturas de novos convênios RESPONSÁVEL POR executar a Política Nacional de Turismo e promover o país como destino turístico entre os estrangeiros, o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) suspendeu por 45 dias a assinatura de novos convênios com entidades sem fins lucrativos e a transferência de recursos previstos em contratos já assinados. A decisão foi anunciada nesta segunda-feira (15), por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União, e segue a resolução já adotada pelo Ministério do Turismo, ao qual o instituto é vinculado. No último dia 10, o ministério também suspendeu, pelo mesmo período, a assinatura de novos convênios. Assinada pelo presidente do instituto, Flávio Dino de Castro e Costa, a portaria também estabelece que as diretorias do órgão realizem um levantamento dos convênios e semelhan-

tes instrumentos legais pendentes de prestação de contas, priorizando suas análises e informando quinzenalmente as análises procedidas e providências adotadas. Também será realizada uma auditoria interna. As resoluções são uma resposta à Operação Voucher, deflagrada no último dia 9 para apurar um suposto esquema de desvio de recursos públicos destinados à cursos de qualificação profissional. No caso do Embratur, a resolução tem, de acordo com sua assessoria, caráter preventivo, já que nenhuma entidade ou empresa até agora mencionada no inquérito da Polícia Federal tem convênio com a autarquia. O instituto ainda está fazendo o levantamento dos pagamentos e do total de recursos que ficarão retidos pelos próximos 45 dias.

Internacional Cristina Kirchner obtém vitória expressiva nas eleições primárias A PRESIDENTA DA Argentina, Cristina Kirchner, obteve vitória expressiva nas eleições primárias realizadas domingo (14) no país, confirmando seu favoritismo para a eleição presidencial em 23 de outubro. O segundo colocado foi o deputado Ricardo Alfonsín (União Cívica Radical, a UCR), enquanto o terceiro lugar ficou com o ex-presidente Eduardo Duhalde (União Popular). Se as eleições presidenciais argentinas fossem hoje, a presidenta Cristina Kirchner seria reeleita no primeiro turno, com o

apoio de 50% do eleitorado. Ela teria mais votos que todos os partidos da oposição juntos, indicam os resultados oficiais das primeiras primárias. 22 milhões de argentinos foram às urnas para decidir quem disputará as eleições presidenciais de 23 de outubro. As eleições primárias funcionam como uma espécie de termômetro para as eleições de outubro. Para vencer no primeiro turno, o candidato deve receber mais de 40% dos votos e 10% de diferença para o segundo colocado. O

segundo turno ocorrerá em 10 de dezembro. Dos dez candidatos que participaram das primárias para a Presidência, três não conseguiram a votação mínima exigida de 1,5% e não disputarão o primeiro turno da eleição presidencial. Paralelamente, cerca de 29 milhões de eleitores foram às urnas para escolher candidatos a governador, senador e deputado. Para os analistas políticos, os resultados mostraram a debilidade da oposição - fragmentada - no cenário político argentino. “Ou a oposição

se reorganiza e apresenta uma proposta mais atraente ou repetirá a derrota na eleição presidencial”, disse Rosendo Fraga, do Instituto Poliarquía. Emocionada, Cristina Kircher compartilhou o palco com a filha, Florência, e com seu candidato a vice, o ministro da Economia, Amado Boudou. Os seguidores da presidenta ergueram bandeiras, bateram tambores e cantaram a tradicional marcha peronista – ligada ao movimento político fundado pelo expresidente Juan Domingo Perón, nos anos 40.

Chávez volta à Venezuela depois de tratamento em Cuba DEPOIS DE OITO dias em Havana, Cuba, para a segunda etapa da quimioterapia, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, regressou domingo (14) à noite para Caracas. O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que Chávez retornou com

“grande ânimo e força informado sobretudo a respeito do que está acontecendo no país”. Por meio da rede social Twitter, Chávez cumprimentou os venezuelanos. “Olá, bons dias pátria amada. Aqui em pleno retorno. Que formosa lua cheia nos recebeu esta meia noite.

Continuaremos vivendo, vencendo”, disse. Ao chegar, Chávez contou que comemorou o aniversário de 85 anos do amigo Fidel Castro na companhia do presidente de Cuba, Raúl Castro. A emissora estatal de televisão da Venezuela, a VTV, mostrou imagens

da chegada de Chávez a Caracas. Ele estava na companhia de uma das filhas e usava uniforme militar. No mês passado, o presidente venezuelano foi diagnosticado com câncer. Em Cuba, ele retirou um abscesso pélvico. Mas não há detalhes sobre o tipo de câncer que o afeta.

Anuncie no Capital: 2671-6611 / 7854-7256 comercial.capitalmercado@gmail.com


8 CAPITAL

16 a 22 de Agosto de 2011

Investimentos em telecomunicações e tecnologia para a Copa e Olimpíadas ABR/WILSON DIAS

O MINISTRO DO Esporte, Orlando Silva, disse no último dia 10, ao participar de conferência para debater os investimentos em infraestrutura e tecnologia para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, que o Mundial será uma chance para que outros países conheçam melhor o Brasil. “O tema tecnologia da informação, infraestrutura e telecomunicações será um tema chave para demonstrarmos a nossa capacidade de realização da Copa”. Orlando Silva advertiu que não basta uma boa estrutura de estádios e de rede hoteleira se não houver infraestrutura para dar suporte ao trabalho, sobretudo ao trabalho dos profissionais de mídia na cobertura e transmissão do evento. Também presente na conferência, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, disse que este é o momento para o país investir em transferência de tecnologia e fortalecer a produção nacional. É o caso, conforme exemplificou, da fabricação de tablets e smartphones no Brasil.

Segundo Mercadante, 15 empresas inscreveram-se para fabricar os aparelhos no país, sendo que nove estão praticamente liberadas para a produção. Segundo Mercadante, a venda dos primeiros equipamentos produzidos no país deverá começar em setembro. No primeiro ano de fabricação no país, a produção dos tablets terá 20% de componentes nacionais. Dentro de três anos, o conteúdo nacional deve chegar a 80%. Já para o ministro das Comunicações, Paulo Ber-

nardo, que participou do evento, o cenário da área de tecnologia da informação, no Brasil, é promissor. “O Ministério das Comunicações vê a Copa do Mundo e as Olimpíadas como verdadeiros catalisadores das redes de telecomunicações no Brasil”, observou. Segundo Bernardo, o ministério vai atuar com quatro objetivos principais até a Copa: criar uma rede de telecomunicações de alta intensidade, que poderá ser contratada para servir ao evento; acelerar o Plano Nacional de Banda Larga; qualificar a prestação

de serviços de telecomunicação no Brasil; e induzir a economia digital. Ele disse também que o ministério está tomando as medidas necessárias para implantar a rede de telefonia móvel 4G, tecnologia com velocidade de até 100 megabites, em todas as cidades-sede da Copa, até 2013. Outra iniciativa é a negociação com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para facilitar o acesso ao serviço de roaming para que os turistas estrangeiros possam ativar celulares direto do Brasil.

Rio de Janeiro sediará o Conip pela primeira vez O RIO DE JANEIRO irá sediar, pela primeira vez, o Conip, um dos eventos de tecnologia mais importantes do país. O anúncio foi feito sexta-feira (12), durante reunião de divulgação do evento, na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), com a participação do presidente do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (Proderj), Paulo Coelho. Após 15 edições em São Paulo e uma em Salvador, a organização do evento admite que veio para ficar. O encontro acontecerá nos 17 e 18 de novembro no Centro de Convenções Sul América, mais uma vez,

BANCO DE IMAGENS

com a parceria do Proderj. O presidente do Proderj ressaltou a necessidade de se integrar as três esferas de governo para se implementar projetos que contribuam para a modernização da gestão pública e, consequentemente, para a melhoria da prestação de serviços

ao cidadão. “Temos que pensar a modernização da gestão pública com o intuito de atingir positivamente o cidadão na ponta. Temos que aliar recursos, força de vontade, inovação e criatividade para conseguirmos deixar um bom legado à população fluminense. E para que

isso se torne possível, o bom e eficiente uso das ferramentas tecnológicas são fundamentais. Temos investido, cada vez mais, em soluções de interatividade, mobilidade, de governo eletrônico, entre outras, para que além de avançarmos com o Proderj, avancemos ainda mais no Rio de Janeiro”, comentou Coelho, que será um dos convidados principais do evento. O evento, que conta normalmente com 600 participantes de 20 estados diferentes, tem como principal objetivo discutir a qualidade da gestão pública reunindo grandes gestores de TI do país.

Mais de 20 empresas desejam produzir tablets no Brasil O GOVERNO federal já tem 25 empresas interessadas em produzir tablets no Brasil. Dessas, nove já estão “praticamente” licenciadas. Foi o que revelou sexta-feira (12) o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, depois de ser empossado como presidente do Conselho de Administração da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), órgão vinculado ao ministério. Mercadante citou, entre as empresas de capital nacional e estrangeiro, a Apple, Motorola, Samsung, Semp Toshiba, Positivo, Itautec e LG. O ministro acredita que, com a desoneração de 31% de impostos federais e, em alguns casos, com a desoneração de impostos municipais e estaduais, a exemplo do que ocorre na Zona Franca de Manaus, a consequência será a obtenção de preços competitivos, beneficiando o consumidor. A oferta do produto já será uma realidade no próximo Natal, estimou Mercadante. “Vai ser abundante [a oferta] e eu acho que nós vamos ter, no Natal, muitas opções de qualidade, de preço, de

formato. A concorrência é o melhor caminho para o consumidor usufruir [de um produto]”. Ele acredita que uma maior concorrência e a desoneração vão beneficiar o consumidor e gerar conteúdo local e inovação. Mercadante explicou, ainda, que o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação está trabalhando também para “adensar” a cadeia produtiva. Segundo ele, o tablet que será produzido no país terá 25% de conteúdo nacional, no primeiro ano, e 80% em três anos. “Se nós levarmos esse modelo para celulares e para televisores e exigirmos mais conteúdo e memória, nós trazemos semicondutores [para serem produzidos no Brasil] nessa área”. O ministro lembrou que a ênfase é também na formação e capacitação na área de recursos humanos. Em paralelo, estão sendo negociadas novas medidas de fomento à indústria de semicondutores, que vão ser lançadas em breve. “Estamos negociando projetos concretos de componentes na cadeia produtiva de tecnologia da informação [TI]”.


Edição Nº 69