Issuu on Google+

Caixa faz 1 CAPITAL

11 a 18 de Janeiro de 2011

leilões de jóias PÁG. 4

www.jornalcapital.jor.br | ANO 3  N° 39 | CAPITAL EMPRESA JORNALÍSTICA LTDA | 11 A 18 DE JANEIRO DE 2011 | NAS BANCAS  RS 1,00

Anfavea espera que exportação de CSA vai pagar R$ 16,8 milhões de multas e indenizações veículos volte aos níveis pré-crise A COMPANHIA Siderúrgica do Atlântico (CSA) foi multada em R$ 2,8 milhões por ter poluído, no dia 26 de dezembro, o ar na área do entorno da usina, no bairro de Santa Cruz, na zona oeste da capital fluminense. Segundo o secretário estadual do Am-

BANCO DE IMAGENS

biente, Carlos Minc, a CSA também terá que desembolsar mais R$ 14 milhões a título de “indenização compensatória acordada” para a implementação de ação compensatórias em benefício da população da região atingida pela poluição. PÁGINA 4

MAGÉ TEM NOVO PREFEITO PÁGINA 4

O RIO ESTÁ NA MODA

O PRESIDENTE da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Cledorvino Belini, informou dia 6 que entre as metas projetadas pela indústria automobilística para 2011 está a de aumentar o volume de exportações ao nível de 2008, de US$ 13,9 bilhões. No ano passado, as vendas externas cresceram 54,7% sobre 2009, mas, ainda assim, ficaram abaixo dos resultados de 2008, somando US$ 12,8 bilhões. PÁGINA 4

O SETOR DE moda fluminense cresceu 130% na última década, contrariando o movimento nacional, que apresentou diminuição. A constatação é de um estudo feito pelo Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). PÁGINA 5

BANCO DE IMAGENS

BANCO DE IMAGENS

Nota Fiscal Eletrônica vai dar abatimento no IPTU em Caxias BANCO DE IMAGENS

O BRASIL pode colher este ano até 44 milhões de sacas de café. A estimativa é da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Em 2009, foram 39,47 milhões de toneladas. PÁGINA 5

Câmbio* Dolar Comercial Dólar Paralelo Dólar Turismo

Compra (R$) 1,686 1,590 1,640

Venda (R$) 1,688 1,730 1,810

Variação % 0,11 0,00 0,55

Coroa Dinamarca Dólar Austrália Dólar Canadá Euro Franco Suíça Iene Japão Libra Esterlina Inglaterra Peso Chile Peso Colômbia Peso Livre Argentina Peso MÉXICO Peso Uruguai

(U$) 5,751 0,995 0,992 1,294 0,967 82,750 1,557 498,500 1.869,000 3,960 12,223 19,850

(U$) 5,754 0,996 0,992 1,295 0,968 82,760 1,558 499,000 1.872,000 4,000 12,225 20,050

% 0,33 0,09 0,07 0,33 0,00 0,48 0,19 0,24 0,13 0,00 0,11 0,00

Ibovespa Dow Jones Nasdaq IBX Merval

70.127,04 11.637,45 2.707,80 22.434,14 3.540,59

Variação % 0,10 0,32 0,17 0,24 0,16

Poupança Poupança

10/01 p/ 01 mês

0,568 0,573

ao ano

10,75 0,085

Índice

Indicadores*

MOEDAS COTADAS EM DOLAR (USA)

Moeda

Valor

Juros Selic meta TR Salário Mínimo (Federal) Salário Mínimo (RJ)

R$ 540,00 R$ 581,88

(*) FECHAMENTO: 10 DE JANEIRO DE 2011

IMPLANTADA PELA Secretaria de Fazenda no primeiro dia útil do ano, a Nota Fiscal Eletrônica (NFSe), além de simplificar a vida dos prestadores de serviços, vai gerar créditos para os moradores e empresas de Duque de Caxias. Os créditos obtidos pelos tomadores de serviço poderão ser utilizados para abatimento de até 50% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) a partir de 2012. PÁGINA 2

Dilma vai priorizar o atendimento à saúde na Baixada Fluminense AO PARTICIPAR da cerimônia de abertura simbólica do Centro Especializado no Tratamento de Hipertensão e Diabetes (Cethid), em Queimados, o ministro da Saúde, Ale-

xandre Padilha, reiterou que a Baixada Fluminense é prioridade para a presidenta Dilma Rousseff. A região, nos últimos quinze anos, perdeu 5 mil leitos. PÁGINA 3

CARNAVAL EM MARÇO TRAZ GANHOS PARA A ECONOMIA O ALONGAMENTO das férias, com o carnaval no início de março, traz ganhos para o turismo brasileiro, que se traduzem em entra-

da de divisas e geração de empregos, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ), PÁGINA 3


2 CAPITAL

11 a 18 de Janeiro de 2011

Nota Fiscal Eletrônica vai dar abatimento no IPTU em Caxias IMPLANTADA PELA Secretaria de Fazenda no último dia 3, a Nota Fiscal Eletrônica (NFS-e) além de simplificar a vida dos prestadores de serviços, vai gerar créditos para os moradores e empresas de Duque de Caxias. Os créditos obtidos pelos tomadores de serviço poderão ser utilizados para abatimento de até 50% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) a partir de 2012. A NFS-e chega para substituir as notas fiscais impressas gerando economia para os prestadores de serviços. São obrigados a emitir a NFS-e todos os prestadores de serviço exceto os profissionais autônomos; instituições financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central; empresas permissionárias e concessionárias de transporte público coletivo de passageiros e as empresas prestadoras de serviços de exploração de rodovias. Para cadastrar a senha, o prestador de serviço deve acessar o portal https:// nfse.duquedecaxias.rj.gov. br e seguir as orientações. Na página podem ser con-

DIVULGAÇÃO

sultados os créditos, a lista dos prestadores de serviços cadastrados na Prefeitura e informações sobre o RPS - Recibo Provisório de Serviços, além de perguntas e respostas sobre o novo sistema de emissão. CRÉDITOS - O tomador de serviço fará jus ao crédito proveniente de parcela do ISS-Imposto Sobre Serviços recolhido. Serão

gerados por NFS-e os seguintes créditos: 30% do ISS recolhido de pessoa física; 10% do ISS recolhido de pessoa jurídica quando não houver retenção e 5% do imposto recolhido de pessoa jurídica responsável pela retenção. O crédito ficará disponível para utilização no período de 1 a 30 de setembro de cada ano. O valor dos créditos poderá ser consultado no

portal com a utilização da senha. Nesse período, o tomador de serviços deverá indicar os imóveis que farão jus ao crédito gerado, podendo ser cadastrado em nome de terceiros. Os créditos valem por cinco anos a partir da data da emissão na NFS-e e os tomadores de serviço em débito com o município só terão direito aos créditos após a regularização das pendências.

ÍNDICE PARA REAJUSTE DO ALUGUEL INICIA ANO COM FORTE DECRÉSCIMO O ÍNDICE GERAL de Preços - Mercado (IGP-M), medido pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) e que serve de base de cálculo para a renovação dos contratos de aluguel, atingiu 0,42% na primeira prévia de janeiro. Esse resultado representa mais da metade da alta registrada em igual período do mês passado (0,83%).

A variação refere-se à média de preços registrada entre os dias 21 e 31 de dezembro. Nos últimos 12 meses, a taxa acumula uma alta de 11,09%. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,41%, taxa inferior à registrada em igual período do mês passado (0,69%). Os demais grupos com queda no ritmo de reajustes são: habitação (de 0,33% para 0,13%);

educação leitura e recreação (de 0,32% para 0,20%) e vestuário (de 1,19% para 1,08%). Dos componentes do IGP-M, apenas o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) apresentou avanço, passando de 0,28% para 0,62%. Essa elevação foi puxada pela mão de obra, em alta de 1,22% ante 036%. Pagar um pedreiro, por exemplo, custou 1,06% a mais.

O valor cobrado pelo trabalho de um engenheiro aumentou 1,18%. No caso de servente, a taxa passou de 0,36% para 1,16% e de ajudante especializado, de 0,41% para 1,27%. A pressão inflacionária nesse segmento só não foi maior porque os materiais, equipamentos e serviços tiveram redução no ritmo de aumentos, com taxa de 0,06% ante 0,20%.

Ponto de Observação

ALBERTO MARQUES

Banco Central vai criar cotas para Crédito O NOVO PRESIDENTE do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, acaba de lançar um balão de ensaio: a adoção de cotas raciais para a concessão de crédito. Em entrevista na semana passada, Tombini afirmou, do alto do seu cargo, que “há resistências tanto à inclusão bancária quanto na questão do tratamento do cliente bancário”, afirmando que a inclusão financeira, “com qualidade e eficiência”, será uma das prioridades do BC para reduzir as desigualdades sociais. A ampliação do crédito consignado no Governo Lula, por exemplo, não tinha como foco a abertura do mercado bancário, mas garantir aos bancos um filão inesgotável, pois os bancos, apesar do baixo índice de inadimplência - o devedor recebe o seu salário ou pensão com a presta-

ção já descontada pelo seu empregador - continuam cobrando juros acima dos 2 % ao mês, enquanto para o financiamento de automóveis alguns financeiras, vinculadas às montadores, continuem prometendo Taxa Zero. Não é por outra razão que os bancos registraram os maiores lucros, superior inclusive às maiores multinacionais aqui instaladas. Perguntado se um dos focos de resistência à ampliação da bancarização estaria nas altas taxas cobradas pelos bancos, Tombini lembrou que, em 2007, foi feita uma grande reforma que elevou o nível de transparência e unificou a nomenclatura dos serviços bancários, seguida pela regulamentação das tarifas de cartão de crédito, no fim do ano passado. “Melhoramos a capacidade dos custos de

serviços, com barateamento das tarifa”, disse. Agora, o BC está estudando a adoção de medidas de regulação para possibilitar maior absorção, pelo sistema financeiro, de jovens que chegam ao mercado de trabalho e das populações de menor renda que ascendem social e economicamente. Outro dado discutível divulgado pelo BC para justificar a melhoria da atuação do sistema no País durante o Governo Lula,é o fato de hoje todos os 5.564 municípios tem uma agência bancária, cujo total supera a casa dos 20 mil, com apoio de 150 mil correspondentes bancários. O que o Presidente do BC não contou é que essa expansão da rede bancária atendeu mais aos interesses do sistema financeiro do que do cidadão comum, aquele que sofre nas filas dos bancos

para sacar o bolsa família, o auxílio desemprego, a aposentadoria e pensões porque o Governo permitiu que os bancos terceirizasse mais de 80% dos seus serviços. Hoje, com exceção dos Caixas e Gerentes e analistas de créditos, o grosso dos funcionários integram outras categorias, com salários mais baixos, como é o caso dos seguranças, dos transportadores de valores e pessoal de apoio que atua nos diversos setores das agências por todo o País. Depois das cotas raciais na educação e, a partir de fevereiro, nos cursos para o Itamaraty, parece que, para não ficar para trás no quesito “inventividade” no Governo Dilma Rousseff, o BC resolveu criar cotas raciais ou sociais para empréstimos bancários. Será que os banqueiros vão topar essa medida “curandeira”?

Distribuição de renda é desenvolvimento econômico e social CAROS LEITORES distribuição de renda é desenvolvimento econômico e social, a Presidente Dilma Rousseff mostrou definitivamente o seu estilo de administração, na semana passada houve a primeira reunião para discutir as políticas sociais do seu governo. PAC - Programa de Aceleração do Crescimento - da Miséria. Na reunião, presentes a maioria dos ministros, Dilma explicitou seu modelo de atuação. Sendo estendido este programa à toda ação governamental. Mais do que um programa específico, trata-se de um modelo gerencial de coordenação de ações de governo. A Presidente Dilma definiu quatro grandes eixos de coordenação, cada qual entregue a um Ministro da sua estrita confiança. O primeiro, de política econômica, será coordenado pelo Ministro da Fazenda Guido Mantega. O segundo, de infraestrutura (o PAC propriamente dito), pela nova Ministra do Planejamento Mirian Belchior. O terceiro, de políticas sociais, sob a coordenação de Tereza Campello. O quarto, de direitos da cidadania, sob Gilberto Carvalho. Cada ministro coordenador falando em nome da Presidente com total autonomia como se deve esperar de uma administração pautada na confiança mútua e na responsabilidade econômica e social. Cada Ministro tem em sua pauta, as questões que devem ser desenvolvidas. A Presidente Dilma iniciou a reunião enfatizando a prioridade da erradicação da miséria. A intenção da reunião era dar o tiro de partida para a ação coordenada entre os diversos ministérios, o BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) mostrou o mapa dos Arranjos Produtivos Locais, daí a importância das ações que visam fomentar esses arranjos. O nosso governo local através do Prefeito José Camilo Zito e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Município, vem implementando ações ao longo da administração,visando o desenvolvimento econômico e social culminando com a cidadania e a dignidade necessárias para a população da cidade de Duque de Caxias. KARLA FERREIRA é subsecretária de Desenvolvimento Econômico de Duque de Caxias

São João de Meriti dá 15% de desconto no IPTU 2011 A SECRETARIA DE Fazenda de São João de Meriti divulgou o calendário do IPTU-Imposto Predial e Territorial Urbano de 2011. Os contribuintes podem quitar o imposto em uma cota única para todas as zonas fiscais com desconto de 15% até o dia 15 de fevereiro, 10% até 15 de março ou 7% até 15 de abril. Outra opção é o pagamento parcelado em 10 vezes, sem desconto, com vencimento da primeira parcela em 10 de fevereiro e as demais parcelas todo o dia 10 de cada mês. Os 120 mil carnês serão enviados aos contribuintes

a partir do dia 25 de janeiro. O contribuinte pode solicitar a 2ª via do carnê na secretaria, localizada na Avenida Presidente Lincoln nº 899, térreo, em Vilar dos Teles, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h30, ou pelo site da Prefeitura ( www.meriti. rj.gov.br) a partir do dia 17 de janeiro. A Secretaria de Fazenda informa que o contribuinte, proprietário de um imóvel residencial, maior de 60 anos, com renda de até três salários mínimos, e ex-combatente, titular e viúva, têm direito à isenção do imposto.

Na internet: www.jornalcapital.jor.br Filiado À ADJORI - Associação de Jornais do Interior CAPITAL EMPRESA JORNALÍSTICA Ltda - CNPJ 11.244.751/0001-70 Av. Governador Leonel Brizola (antiga Presidente Kennedy) nº 1995, Sala 804 - Edifício Sul América - Centro, CEP 25.020-002 Duque de Caxias, Rio de Janeiro: Telefax: (21) 2671-6611 ENDEREÇOS ELETRÔNICOS: comercial.capitalmercado@gmail.com contato.capitalmercado@gmail.com redacao.capitalmercado@gmail.com TIRAGEM: 10.000 exemplares ASSINE O CAPITAL: (21) 2671-6611 DEPARTAMENTO COMERCIAL: (21) 2671-6611 / 9287-1458 / 7854-7256 ID 8*21653 Diretor Geral: Marcelo Cunha (contato.capitalmercado@gmail.com) Diretor de Redação: Josué Cardoso (josuejornalista@gmail.com) Paginação e Arte: Alberto Ellobo (21 9320-1379) Colaboradores: Alberto Marques, Arthur Salomão, Karla Ferreira, Geiza Rocha, Samuel Maia e Roberto Daiub


CAPITAL

11 a 18 de Janeiro de 2011

3

Carnaval em março traz ganhos para a economia O ALONGAMENTO das férias, com o carnaval no início de março, traz ganhos para o turismo brasileiro, que se traduzem em entrada de divisas e geração de empregos, disse o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ), Alfredo Lopes de Souza Júnior, no dia 8, em entrevista à Agência Brasil. “Com certeza, todas as vezes que o carnaval foi para março, nós tivemos a real presença de turistas aqui no Brasil, principalmente do mercado internacional. E, logicamente, se você colocar aí [gastos por turista] de US$ 250 por dia, isso é um incremento enorme na economia dos

BANCO DE IMAGENS

municípios, porque o turismo é municipal”, afirmou. A hotelaria do município do Rio de Janeiro, por exemplo, já está com reservas fechadas para todo o mês de fevereiro. “E para o carnaval, nós já estamos com 80% de ocupação”. Além da entrada de recursos na economia, o presidente da Abih-RJ destacou que a ocupação no carnaval representa aumento de vagas de trabalho. “Está diretamente ligado a emprego. Cada quarto gera quatro oportunidades de trabalho diretas e indiretas. E toda a cadeia produtiva da área de receptivo da cidade é movimentada. Quer dizer, pings, restaurantes, enfim, De acordo com dados da nense tem atualmente 29 são os táxis, ônibus, shop- é muito bom”, avaliou. Abih-RJ, a capital flumi- mil quartos. No estado do

A ESCOLA DE SAMBA Acadêmicos do Grande Rio, de Duque de Caxias, começou a realizar, no último domingo (9), na Avenida Brigadeiro Lima e Silva, no bairro 25 de Agosto. seus ensaios técnicos para o Carnaval 2011. Os eventos contam com o apoio da Prefeitura de Duque de Caxias, da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e outros órgãos municipais. Com o enredo “Y-Jureê Mirim - A Encantadora Ilha das bruxas (Um conto de Cascaes)”, a escola vai para a Marquês de Sapucaí com cerca de 4.000 componentes. Ela será a quarta a desfilar na Marquês de Sapucaí, no dia 7 de março, pelo grupo Especial. Em 2010, a escola foi vice-campeã com o enredo “Das arquibancadas ao camarote no. 1. um “Grande Rio”, narrando a trajetória dos 25 anos de sambódromo. Desde o ano passado, os ensaios da Escola Acadêmicos do Grande Rio fazem parte do calendário oficial da Prefeitura de Duque de Caxias. O decreto

FOTO: GEORGE FANT

Grande Rio dá início aos ensaios técnicos em Caxias

nº 5.764, de 18 de janeiro de 2010, assinado pelo prefeito José Camilo Zito, designa à Secretaria de Cultura a responsabilidade pela coordenação e divulgação, dentro do âmbito do Poder Executivo, das medidas para a realização do evento. Já as Secretarias de Segurança Pública e Transporte e Serviços Públicos darão o suporte de materiais e de logística à Escola. A Escola foi criada oficialmente com o nome

Acadêmicos do Grande Rio, em setembro de 1988. Ela nasceu da fusão do GRES Acadêmicos de Duque de Caxias, criado alguns meses antes, com o GRBC Lambe Copo, então filiado à Federação dos Blocos Carnavalescos do Rio de Janeiro, também com o apoio das escolas de samba da Associação, da classe política do município, da sociedade e dos sambistas. As demais datas e locais dos ensaios técnicos são

as seguintes: Dia 16 de janeiro (Av. Brigadeiro - Duque de Caxias); 23 de janeiro (Marquês de Sapucaí - Rio de Janeiro); 30 de janeiro (Av. Brigadeiro - Duque de Caxias); 6 de fevereiro (Av. Brigadeiro - Duque de Caxias); 13 de fevereiro (Av. Brigadeiro - Duque de Caxias); 20 de fevereiro (Marquez de Sapucaí - Rio de Janeiro) e 27 de fevereiro (Av. Automóvel Clube - Santa Cruz da Serra - Duque de Caxias).

Rio, a rede hoteleira totaliza cerca de 40 mil quartos. E a expectativa é de crescimento, afiançou Alfredo Lopes. A entidade vai rever nos próximos dias as estatísticas, tendo em vista a expansão da oferta de quartos em todas as categorias de hotéis no estado, desde quartos standard até luxo. A realização dos megaeventos esportivos, como a Confederação das Nações, os Jogos Mundiais Militares, a Copa do Mundo e as Olimpíadas, reforça essa percepção de crescimento do setor hoteleiro no país e, em particular, no Rio de Janeiro. A previsão é que até a Copa do Mundo a cidade do Rio tenha mais 4,5 mil quartos.

Ministro diz que, para Dilma, Baixada é prioridade na área da saúde O MINISTRO DA SAÚDE, Alexandre Padilha, participou dia 8 da cerimônia de abertura simbólica do Centro Especializado no Tratamento de Hipertensão e Diabetes (Cethid), que é a primeira fase de construção do Hospital Geral de Queimados. A unidade tem capacidade instalada para atender entre 400 e 600 pessoas por dia, informou à Agência Brasil o diretor da rede hospitalar federal no estado do Rio de Janeiro, Oscar Berro. Segundo Berro, o ministro reiterou, na ocasião, que “a Baixada Fluminense é prioridade para a presidenta Dilma Rousseff”. Ele esclareceu que nos últimos dez a 15 anos, a região perdeu 5 mil leitos. O ministro assegurou que por essa razão é um compromisso do governo federal junto com o estado e os municípios da região a recuperação desse número de leitos. - São 4,5 milhões de pessoas que moram na Baixada Fluminense e perderam 5 mil leitos. E aumentou a população. Então, hoje, o desenho é de recompor essa malha de serviço – disse Berro.

Ele informou que somente o município do Rio de Janeiro, cuja população alcança entre 6 e 8 milhões de pessoas, incluindo as que trabalham na cidade e dormem em cidades dormitórios, tem 16 unidades de urgência e emergência, contra apenas três unidades na Baixada. O diretor estimou que a conclusão do hospital, com adequação da lâmina de internação, ocorrerá no prazo de dois anos. Serão ao todo 276 leitos, dos quais 200 leitos de internação e 76 destinados à unidade de tratamento intensivo, ocupando um total de 16 mil metros quadrados. O hospital terá capacidade para atender duas mil pessoas por dia, não só de Queimados, mas dos demais municípios da Baixada Fluminense, afirmou Berro. “O ministro Alexandre Padilha deu hoje todas as garantias para a conclusão do hospital, para a felicidade da Baixada Fluminense”, disse o prefeito Max Lemos. O custo mensal dessa unidade é de R$ 1 milhão, dos quais 75% são de competência do governo federal.


4 CAPITAL

11 a 18 de Janeiro de 2011

Anfavea espera que exportação de veículos volte aos níveis pré-crise O PRESIDENTE da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Cledorvino Belini, informou dia 6 que entre as metas projetadas pela indústria automobilística para 2011 está a de aumentar o volume de exportações ao nível de 2008, de US$ 13,9 bilhões. No ano passado, as vendas externas cresceram 54,7% sobre 2009, mas, ainda assim, ficaram abaixo dos resultados de 2008, somando US$ 12,8 bilhões. A projeção inicial da Anfavea aponta para um aumento de 1,6% este ano. “Todos estão buscando o seu nicho de mercado e, sem dúvida alguma, a questão passa pelo câmbio. Esperamos que o dólar pare de cair”, disse Belini. Segundo ele, as montadoras instaladas

BANCO DE IMAGENS

1,1%, com 3,68 milhões. Com relação à participação dos veículos importados no mercado brasileiro, a associação estima que cresça de 18,8% para 22% até o fim do ano. Belini manifestou otimismo quanto ao desempenho do governo sob o comando da presidenta Dilma Rousseff. “Estamos confiantes que o novo governo vai possibilitar um bom desenvolvimento econômico, com o controle da inflação, mantendo o equilíbrio entre inflação e juros”. Quanto aos efeitos do aumento do depósito compulsório bancário, no Brasil representam 23% Estados Unidos e Japão. tações brasileiras ganhos de vendas ao mercado interno adotado no mês passado do Produto Interno Bruto Em produção, o país ocupa competitividade. Por isso, devem crescer 5% este ano, pela autoridade monetária (PIB) industrial, ocupando o sexto lugar. de 2010 até 2012, deverão atingindo 3,69 milhões de para frear o crédito ao atualmente a quarta coloO dirigente afirmou que, ser investidos US$ 11,2 unidades comercializadas. consumidor, Belini disse cação no ranking mundial além do problema do dólar bilhões. Pelas projeções Já a produção deverá ter que a medida não afetou as em vendas, atrás de China, em baixa, faltam às expor- anunciadas pela Anfavea, as uma expansão menor, de vendas de veículos.

Caixa inicia pelo Rio a série de leilões de joias de 2011 A CAIXA ECONÔMICA Federal começou a promover esta semana os leilões de jóias do ano em âmbito nacional, envolvendo 11.730 contratos de penhor, vencidos há mais de 30 dias, oriundos de 38 agências da instituição no estado do Rio de Janeiro. Os dois lotes mais caros têm lance mínimo de R$ 7,842 e R$ 7,682, enquanto os mais baratos estão avaliados em R$ 68 e R$ 74. O leilão está aberto a pessoas físicas e jurídicas. Ganhará o pregão quem der a maior oferta. Ao todo, são 11.730 contratos de Penhor disponíveis para lance, que constam do catálogo de lotes para consulta na internet (www.caixa.gov.br).

BANCO DE IMAGENS

No ano passado, a Caixa efetuou no Rio de Janeiro um total de 11 leilões de joias, que envolveram 122.780 contratos de penhor, dos quais 89.035 foram renovados e 28.058 foram vendidos. O penhor é considerado a forma de crédito mais popular e rápida do país. Quem desejar penhorar uma joia ou outros objetos de valor

precisa apenas se dirigir a uma agência da Caixa levando documento de identidade, Cadastro de Pessoa Física (CPF) e comprovante de residência. Não é feita pesquisa cadastral da pessoa. O empréstimo equivale a 85% do valor de avaliação do bem e é limitado a um valor mínimo de R$ 50 e máximo de R$ 100 mil por cliente.

CSA terá que pagar R$ 16,8 milhões para pagar multa e indenizações A COMPANHIA Siderúrgica do Atlântico (CSA) foi multada em R$ 2,8 milhões por ter poluído, no dia 26 de dezembro, o ar na área do entorno da usina, no bairro de Santa Cruz, na zona oeste da capital fluminense. Segundo o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, a CSA também terá que desembolsar mais R$ 14 milhões a título de “indenização compensatória acordada” para a implementação de ação compensatórias em benefício da população da região atingida pela poluição. A multa foi aplicada no último dia 5. O dinheiro será aplicado em obras de dragagem do Canal São Fernando, em Santa Cruz; no asfaltamento de ruas próximas ao entorno da usina, na aquisição de equipamentos para o programa Clínica da Família e a construção para o governo do estado de um Centro de Referência em Hipertensão e Diabete. O governo do Rio também

SCERJ/SALVADOR SCOFANO

determinou a redução de 30% na produção da siderúrgica, que cairá das atuais 16 milhões de toneladas por dia de placas de aço para 10 mil toneladas. Segundos Minc, dificilmente a CSA conseguirá a licença de operação (prevista para fevereiro próximo) enquanto não resolver os problemas de infraestrutura operacional e garantir que vai conseguir operar com segurança e sem colocar em risco a saúde da população. A indenização compen-

satório, segundo o Secretário, tem a vantagem do desembolso imediato. “Essa ação compensatória tem a vantagem de não vir a ser contestada na Justiça é para desembolso imediato e vai atender à população. São R4 14 milhões que se somam aos R$ 2,8 milhões da multa que foi aplicada hoje à empresa, além da auditoria ambiental que começou hoje com prazo de dois meses para a sua conclusão - e que também será paga pela empresa”.


CAPITAL

11 a 18 de Janeiro de 2011

Indústria da moda fluminense cresceu 130% na última década

BANCO DE IMAGENS

respectivamente. Alcântara atribuiu o crescimento à estratégia do setor fluminense no período. “O Rio de Janeiro passou a produzir um produto diferenciado, com mais qualidade e maior apelo em design. Ele não sofreu tanto com a concorrência de produtos de baixo valor”, afirmou. Isso fica claro na mudança dos destinos das exportações de vestuário fluminense. Em 2000, elas iam para países próximos, concentrados geograficamente na América Latina. Agora, os principais compradores são os Estados Unidos, a França, Itália e Portugal, seguidos da Argentina. “Houve um reposicionamento da moda fluminense nas exportações. O produto do Rio de Janeiro se preparou para atingir mercados mais exigentes e que têm uma cultura de compra mais orientada para questões como design e diferenciação, mais do que os países menos desenvolvidos”. Os países desenvolvidos, que respondiam por 24% das vendas fluminenses de moda, subiram para 70%.

O SETOR DE MODA fluminense cresceu 130% na última década, contrariando o movimento nacional, que apresentou diminuição. A constatação é de um estudo feito pelo Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). “O Rio de Janeiro inverteu essa mão e cresceu muito, inclusive em importância na exportação brasileira, onde respondia por 3,59% e passou para 13,27%. Quer dizer, dez pontos percentuais a mais do Rio de Janeiro na exportação de vestuário do Brasil”, disse o gerente do CIN, João Paulo Alcântara. Os dados do CIN mostram que as exportações fluminenses de moda atingiram US$ 21,222 milhões entre janeiro e novembro de 2010, contra US$ 9,227 milhões em 2000. O estado do Rio ocupa, desde 2006, a terceira posição no ranking nacional exportador. Os dois primeiros colocados, contudo, que são Santa Catarina e São Paulo, tiveram retração nas exportações nos últimos dez anos de 52,33% e 20,34%,

O MUNICÍPIO DE Magé tem novo prefeito desde o dia 1º, quand o a s s u m i u o c a rg o o presidente da Cãmara, Anderson Cozzolino, o Dinho (PMDB), irmão da ex-prefeita Núbia Cozzolino. A mudança se deu em função do pedido de afastamento, por 120 dias, feito pelo prefeito Rozan Gomes, do PR, ex-vice de Núbia, para tratar de “assuntos particulares”. Com o afastamento de Dinho da Câmara, assumiu a presidência o vice Leonardo Franco Pereira, o Leonardo da Vila. A vaga de vereador, aberta com o afastamento de Dinho, será ocupada pelo primeiro suplente da coligação PSL/PMDB/ PSB, Antonio Carlos da Silva Pereira, o Tonico Pescador. O assunto e as primeiras ações de Dinho são comentários freqüentes nos bastidores políticos da cidade. O novo prefeito vem fazendo mudanças no primeiro escalão do governo e também em cargos secundários da administração pública. Alguns

BANCO DE IMAGENS

Mudanças na Prefeitura de Magé

observadores entendem que, se Dinho não retornar à Câmara dentro do prazo de licença do prefeito, será marcada nova eleição pela Justiça Eleitoral. Em conversa com a reportagem do Capital, o presidente do Diretório do PMDB em Magé, Ernani da Silva, disse que, preocupado com a demissão de quase dois mil professores contratados no ano passado, esteve com o prefeito na Câmara Municipal, que prometeu buscar uma solução para o problema nas próximas semanas.

5

Brasil pode colher este ano até 44 milhões de sacas de café A PRODUÇÃO BRASILEIRA de café na safra 2011 deve ser a maior dos ciclos de baixa. Uma das características dessa cultura é registrar um ano de alta e outro de menor produtividade. A primeira estimativa divulgada dia 6 pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) indica que os cafeicultores do país devem colher entre 41,89 milhões e 44,73 milhões de sacas de 60 quilos. A redução ficaria entre 7,9% e 12,9% na comparação com as 48,09 milhões de sacas colhidas no ano passado. O melhor resultado em ano de baixa até agora foi conquistado em 2009, com 39,47 milhões de toneladas. A Conab informou que a distribuição das chuvas nas regiões produtoras, principalmente em Minas Gerais e no Espírito Santo, favoreceram o desenvolvimento das plantas, contribuindo para uma safra melhor em 2011. A pesquisa foi feita por técnicos da Conab entre

BANCO DE IMAGENS

os dias 8 de novembro e 3 de dezembro. Os profissionais visitaram as áreas de maior produção dos estados de Minas Gerais, do Espírito Santo, de São Paulo, da Bahia, do Paraná, de Rondônia e do Rio de Janeiro. A área plantada para este ano deve ter redução de 0,4%, passando

de 2,289 milhões de hectares para 2,28 milhões. Segundo o secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Manoel Bertone, a redução na área cultivada não significa que houve desestímulo à produção. “O ano passado foi favorável, o que deu condições para os

produtores fazerem a poda, que causa impacto na área, mas é um procedimento salutar”, afirmou. Bertone disse ainda que a prática da poda possibilita maior produtividade no ciclo de alta, que será possível graças às condições econômicas e climáticas no final da safra passada.

Algodão promete ser destaque da safra, segundo a Conab O GRANDE DESTAQUE da safra 2010/2011 promete ser o algodão. O produto deve ter aumento de 45,3% na área plantada, passando de 835,7 mil hectares para 1,2 milhão de hectares. O volume da pluma produzido, de acordo com o levantamento, que foi

de 1,19 milhão de toneladas na safra passada, ultrapassará 1,83 milhão de toneladas, superando os 55% de crescimento. Segundo o gerente de fibras da Conab, Djalma de Aquino, o crescimento expressivo do setor é influenciado pelos baixos estoques internacionais

de algodão, que fizeram com que os preços tivessem forte alta nos últimos 12 meses. A cotação do produto no mercado interno, que em dezembro de 2009 era de R$ 44 para 15 quilos (arroba), no mês passado superou R$ 94, mais que dobrando seu valor.

Na safra passada, houve problema de estiagem em grandes estados produtores do Centro-Oeste, principalmente em Mato Grosso. Com a previsão de clima melhor em 2011, a expectativa é que o setor possa até superar essas previsões positivas.

Com 625 milhões de toneladas de cana moídas, Brasil atinge recorde em 2010 OS PRODUTORES brasileiros de cana-de-açúcar conseguiram um recorde em 2010, com 624,99 milhões de toneladas moídas pela indústria sucroalcooleira. O resultado representa um aumento de 3,4% em relação ao do ciclo 2009/2010 (604,5 milhões de toneladas). Os números, divulgados dia 6 pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), estão no terceiro e último levantamento da

safra 2010/2011. Segundo a estatal, o aumento de produção foi influenciado principalmente por três fatores: crescimento da área plantada, entrada em operação de novas usinas em alguns estados do Centro-Sul, e a boa distribuição das chuvas no ano passado. No entanto, a Conab ressaltou que a estiagem na região Centro-Sul de abril a novembro do ano passado levou a uma queda de 4,6% na produtividade

em relação ao ciclo anterior, caindo para 77,8 toneladas por hectare (ha). No mês passado a colheita foi encerrada no CentroSul, mas continua até abril nas regiões Norte e Nordeste, informou a Conab. De acordo com a companhia, 53,8% (336,2 milhões de toneladas) da cana a ser esmagada se destinam à produção de 27,7 bilhões de litros de etanol. O volume para ser usado como com-

bustível em carros flex, do tipo hidratado, é de 19,6 bilhões de litros, enquanto 8,1 bilhões são do tipo anidro, que podem ser adicionados à gasolina. Os 46,2% restantes (288,7 milhões de toneladas) serão revertidos na produção de 38,7 milhões de toneladas de açúcar, representando um aumento expressivo em relação à safra passada, quando foram produzidos 33 milhões de toneladas.


6 CAPITAL

11 a 18 de Janeiro de 2011

Atualidade Maracanã vai poder ser evacuado em apenas oito minutos

DIVULGAÇÃO

REPRODUÇÃO

AS OBRAS DE REFORMA do Maracanã vão deixar o estádio sessentão mais bonito e confortável. As novas cadeiras serão na cor vermelha e vão ganhar assentos rebatíveis, o que permitirá uma melhor circulação do público. Além disso, serão mais largas, passando de 48 cm para 50 cm, e mais bem distribuídas, com lugares marcados. Com isso, para ser mais confortável, a capacidade do estádio tem de ser diminuída dos atuais 86 mil lugares para 76.525 mil pessoas. - A setorização, que permite que o torcedor saiba exatamente por onde deve chegar à área de arquibancada, faz como que seja mais rápido e cômodo entrar e sair do estádio. O padrão exigido pela Fifa é de

Blog de Duque de Caxias tem milhares de acessos nos EUA

oito a 12 minutos para que todo o estádio seja evacuado. Nosso projeto prevê que o Maracanã seja totalmente esvaziado num intervalo de sete minutos e meio a oito minutos - disse o secretário estadual de Obras, Hudson Braga, ressaltando que, para atender a esse quesito, vão ser construídas quatro

rampas de acesso ao longo do anel. Os atletas, comissão técnica e equipe de arbitragem também terão mais conforto, com a construção de um túnel de acesso ao campo, além da readequação dos quatro existentes. Outra novidade são as instalações dedica-

das aos profissionais de imprensa. Depois da reforma, serão duas áreas à disposição dos jornalistas: um centro de mídia, com áreas de redação, estúdios e um auditório com 450 lugares, além de uma área dedicada à transmissão que será acomodada no anel superior.

Brasileiros lideraram compras de celulares, TVs, câmeras e netbooks

A EMPRESA Brasileira de Correios (ECT) colocou em circulação no dia 1º de janeiro um selo, de tiragem limitada com 900 mil exemplares, em homenagem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O selo tem valor facial de R$ 2 e também é vendido na loja virtual dos Correios. Segundo a Norma 500/05 do Ministério das Comunicações, entre os critérios para emissão de selo alusivo a pessoas vivas se enquadra homenagem a chefes de Estado, atletas que obtiveram a 1ª colocação

O APETITE DOS consumidores de tecnologia, especialmente móvel, parece ser insaciável, especialmente em se falando de brasileiros. Eles lideraram as compras de aparelhos de telefones celulares, televisão de alta definição, de câmeras digitais e netbooks numa lista de oito dos principais países emergentes e industrializados, em 2010. A conclusão está no estudo da consultoria Accenture. De acordo com a pesquisa anual, o que chamou a atenção foi o “apetite insaciável” dos emergentes por produtos eletrônicos em comparação aos mercados mais estáveis dos países ricos. A consultoria ouviu 8 mil pessoas nos Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Brasil, Rússia, Índia e China. Os brasileiros

REPRODUÇÃO

Correios lançam selo em homenagem ao ex-presidente Lula

em Jogos Olímpicos e ganhadores do prêmio Nobel. O selo apresenta a foto oficial do segundo mandato do ex-presidente Lula nos jardins do Palácio da Alvorada. Em segundo plano, a imagem apresenta os arcos do Palácio da Alvorada, moradia oficial do Presidente da República.

já são os que mais detêm aparelhos celulares, aparelhos de DVD, televisões normais e netbooks, de acordo com a pesquisa. Cerca de 55% dos brasileiros ouvidos disseram ter comprado um aparelho de telefone celular em 2010. Aproximadamente 30% dos entrevistados afirmaram ter adquirido um aparelho de televisão de alta definição – mesma proporção de consumidores que compraram uma câmera digital. Para o ano de 2011, de acordo com a pesquisa, os produtos que lideram a preferência dos consumidores incluem as TVs de alta definição, computadores e smartphones. Entretanto, o estudo percebe uma diferença crucial entre os mercados emergentes e industrializados.

MESMO COM A postagem interrompida na noite de 24 de outubro, antes, portanto, do segundo turno das eleições de 2010, o Blog do Alberto Marques (www.albertomarques. blogspot.com) mostrou que continua sendo um dos mais lidos e influentes da Baixada Fluminense. O fato pode ser observado na noite de quinta feira (6 de janeiro), quando o jornalista resolveu retomar a sua rotina e postou novas notícias. Entre o final de outubro e o início de janeiro, a página foi visitada por mais de 23 mil internautas, com média de 383 visitas por dia, de internautas que procuravam, através de ferramentas de busca como Google e Bing, informações sobre a cidade e a Baixada Fluminense. Segundo a estatística feita diariamente pela Google, o blog, além da Baixada, também tem milhares de acessos em outros estados e até no exterior, com nos EUA, com a liderança de acesso, seguido por Portugal, Alemanha, Holanda, Rússia, França, Canadá, Inglaterra e Argentina. A pesquisa revela, ainda, que Duque de Caxias e a

Baixada fluminense são temas de pesquisa no exterior, diante da globalização da economia. Para o festejado jornalista, hoje comentarista do Capital Mercado & Negócios, essa procura foi um dos fatores que o levaram a rever a sua decisão de “se aposentar” do jornalismo às vésperas de completar 52 anos de atividade constante em diversos veículos da Baixada Fluminense, onde trabalhou em vários órgãos, por várias décadas. E a volta às postagens foi com uma noticia bombástica: Luis Fernando da Costa, o Fernandinho Beira Mar, um dos mais famosos traficantes do País, embora recolhido à penitenciária federal de Campo Grande (MS), planejava o seqüestro de Luís Cláudio Lula da Silva, um dos filhos do ex presidente Lula, quando pretendia negociar sua liberdade e a de outros presos - entre eles Marcos Hebas Camacho, o Marcola, chefe da facção criminosa PCC, muito atuante em São Paulo. O plano, investigado pela Polícia Federal desde 2007, foi revelado no último dia 4.


CAPITAL

11 a 18 de Janeiro de 2011

País Jobim diz que resistência contra a ‘comissão da verdade’ é ‘minoritária’ O MINISTRO DA DEFESA, Nelson Jobim, admitiu que “setores minoritários” das Forças Armadas ainda resistem às iniciativas para esclarecer as mortes e os desaparecimentos políticos ocorridos durante o regime militar (1964-1985). Segundo Jobim, os militares que se opõem a projetos como a criação da Comissão da Verdade estão na reserva e integram o mesmo grupo que discorda das recentes mudanças no âmbito da Defesa, mas são em número menor do que aqueles favoráveis à apuração dos fatos. - Não há nenhuma dificuldade em relação às Forças Armadas [quanto à apuração dos crimes contra os direitos humanos]. Eventuais bolsões de resistência sobre a memória podem se encontrar em algum setores muito

ABR-MARCELLO CASAL JR

minoritários. Alguns militares mais tradicionalistas da reserva não veem com bons olhos as mudanças que fizemos no Ministério da Defesa, como a subordinação das Forças Armadas ao poder civil democrático”, disse Jobim. Jobim lembrou que

a proposta de criação da comissão precisa ser aprovada no Congresso. “Esse projeto teve o absoluto apoio do ministério e meu. Houve uma divergência inicial com o então secretário de Direitos Humanos [Paulo Vannuchi] sobre a natureza do projeto, que era

unilateral, prevendo a análise da memória histórica somente por um lado enquanto nós queríamos que a análise fosse completa. Não há nenhuma divergência com a atual secretária Maria do Rosário”, disse, durante a entrevista a emissoras de rádio.

Plano terá R$ 589 milhões para levar banda larga a 1.173 cidades A TELEBRAS TERÁ R$ 589 milhões para implantar o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) e conectar 1.173 cidades à grande rede, a um custo previsto de R$ 35 para o cidadão. Os recursos correspondem aos R$ 316 bilhões em créditos extraordinários do Poder Executivo, previstos para 2010 e empenhados no final de dezembro, somados aos R$ 273 milhões em aporte de capital previsto para 2011. A previsão era que, em 2010, seriam liberados R$ 600 milhões, e em 2011 mais R$ 400 milhões. A diminuição dos recursos, no entanto, não tirou o otimismo do presidente e diretor de Relações com Investidores da Telebras, Rogério Santanna. - Ainda não fiz o ajuste fino [para avaliar se

será possível implantar o PNBL com R$ 589 milhões, em vez dos R$ 1 bilhão previsto]. Mas acredito isso nos dará liberdade para fazer os contratos, já que os editais acabaram resultando em preços menores do que o que esperávamos. Por isso, é sim, possível”, disse Santanna, após reunir-se com o novo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. Segundo ele, a reunião foi destinada à apresentação de uma “radiografi a” da estatal. Segundo o presidente da estatal, todas as pendências jurídicas que suspendiam os editais já foram resolvidas. Com isso, o cronograma do governo, que já havia adiado para abril o início da implantação do PNBL nas 100 primeiras cidades, está mantido.

Internacional Menina canadense de 10 anos descobre uma supernova UMA PEQUENA canadense de 10 anos, fã de astronomia, assim como seu pai, descobriu uma supernova e tornou-se a pessoa mais jovem a fazer este tipo de achado, anunciou a Sociedade Real de Astronomia do Canadá em um comunicado à AFP. Kathryn Aurora Gray, que vive em Fredericton, na província de Nouveau-Brunswick (leste), trabalhava com seu pai e examinava na tela de um computador imagens de galáxias distantes captadas por um telescópio. Assim,

BANCO DE IMAGENS

descobriu uma super- da Terra, na constelação nova de magnitude 17 da Girafa, indicou a sona galáxia UGC 3378, a ciedade científica. 240 milhões de anos-luz Uma supernova é um

potente aumento de luminosidade de uma grande estrela, devido à explosão desta. Dá a impressão de anunciar o aparecimento de uma nova estrela, mas na verdade é o resultado de seu desaparecimento violento. A descoberta, registrada sob o nome “supernova 2010lt”, foi rapidamente confirmada por dois astrônomos amadores, o americano Brian Tieman e o canadense Jack Newton, e depois comunicada ao escritório central da União Astronômica Internacional.

UE vai limitar acesso ao mercado de trabalho europeu A UNIÃO EUROPEIA (UE) quer definir para breve uma nova política migratória que atingirá principalmente os latinos-americanos. A exemplo do que foi adotado no Canadá, os europeus analisam a possibilidade de estabelecer regras a partir de uma relação de profissões úteis para cada país do bloco, além de outros critérios para a entrada de imigrantes. A ideia é autorizar o ingresso apenas de profissionais de nível superior e técnicos cuja mão

de obra seja necessária e onde houver carência desses profissionais. O representante da UE no Brasil, o embaixador português João José Soares Pacheco, afirmou que a preocupação dos europeus é definir uma política para o ingresso de imigrantes na região “de forma ordenada”. Segundo ele, o objetivo é dar acesso a todos à segurança social e a garantias trabalhistas. “Vamos continuar a aceitar os imigrantes. Eles são necessários e fazem parte da nossa política”.

7


8 CAPITAL

11 a 18 de Janeiro de 2011

Transpetro anuncia licitação para construção de mais oito petroleiros A TRANSPETRO vai fazer uma nova licitação para a construção de oito navios de transporte de derivados de petróleo. A empresa, que é subsidiária da Petrobras para a área de transporte, anunciou dia 6 ter convidados 16 empresas, cinco nacionais e 11 internacionais, para participar da licitação. Os convites foram enviados no dia 23 de dezembro e as propostas deverão ser entregues até 23 de fevereiro. Será feita uma análise técnica e comercial das propostas encaminhadas e o processo licitatório deve

estar encerrado até o fim do primeiro semestre deste ano. A licitação encerra o processo de contratação dos 49 navios das duas primeiras fases do Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro (Promef). Em 2010, foram lançados ao mar três navios do programa, o Suezmax João Cândido, pelo Estaleiro Atlântico Sul (PE); além de mais dois: o Celso Furtado e o Sérgio Buarque de Holanda, ambos pelo Estaleiro Mauá (RJ). As encomendas do Promef, além de promover a retomada

da indústria naval brasileira, fizeram com que o país passasse a deter a quarta maior carteira de encomenda de navios petroleiros do mundo. Uma das principais obras estruturantes do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), o programa de construção naval da Transpetro já gerou mais de 15 mil empregos diretos. Ao longo do Promef este número chegará a 40 mil empregos diretos e 160 mil indiretos. Os 41 navios já contratados propiciarão investimentos de R$ 9,6 bilhões.

Crise reduziu à metade o crescimento de salários no mundo até 2009 A CRISE ECONÔMICA e financeira global reduziu à metade o crescimento mundial de salários em 2008 e 2009. No caso do Brasil, o desempenho foi considerado positivo pois mostrou aumentos salariais reais de 3,4% em 2008, e 3,3% em 2009. De acordo com especialistas, há uma tendência de aumentar o número de trabalhadores que recebem baixos salários no mundo. No caso brasileiro, as negociações do valor do mínimo indicam que o salário ficará em torno de R$ 540 a R$ 550. A crise financeira internacional se deflagrou em setembro de 2008, com a quebra do banco de inves-

timento norte-americano Lehman Brothers. A conclusão sobre a situação dos salários no mundo está no estudo Relatório Mundial Sobre Salários 2010/2011 - Políticas Salariais em Tempos de Crise, da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Foram analisados dados de 115 países avaliando a situação de 94% dos cerca de 1,4 milhão de trabalhadores assalariados no mundo. Pelo estudo, um em cada cinco trabalhadores assalariados no Brasil - considerando as seis regiões metropolitanas cobertas pela Pesquisa Mensal de Emprego do Instituto Brasileiro Geográfico e Estatístico (IBGE)

- está na faixa de baixa renda. Os casos considerados mais relevantes envolvem mulheres, negros, jovens e trabalhadores com baixo nível de escolaridade. A pesquisa mostrou ainda que há pouca mobilidade entre os trabalhadores de baixa renda e os demais assalariados. De 2002 a 2009, 44,2% mantiveram-se na mesma situação, apenas 37,5% passaram a obter salários mais favoráveis, enquanto 18,3% ficaram desempregados ou saíram do mercado de trabalho. De acordo com a OIT, metade dos países analisados reajustaram o valor do salário mínimo adotado em cada região.

AG. PETROBRAS


Edição Nº 39