__MAIN_TEXT__

Page 1

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

www.bsbcapital.com.br

Ennio Bastos vai disputar a prefeitura de Pirenópolis Advogado e médico veterinário, ele tem apoio do diretório do PSB para concorrer à sucessão de João Cabral Ano VIII - 449

Página 2

Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020

Bolsonaro ignora eleitor da Octogonal IGO ESTELA/METRÓPOLES

AGÊNCIA BRASÍLIA

DIVULGAÇÃO

Queiroz, suposto laranja da família do Presidente, é o tema do enredo do Pacotão Chico Sant’Anna - Págs 6 e 7

Costureiras temem desemprego com projeto de uniforme grátis do GDF Página 4

Candangão esquenta após goleadas na primeira rodada Gustavo Pontes - Pág. 12

Mesmo após apelo do presidente da Associação de Moradores (Amagister), Roberto Botaro, eleitor declarado de Jair Bolsonaro, União tenta vender área de 65 mil m2 usada para lazer e preservação de espécies nativas do Cerrado. Justiça suspende licitação alegando “desvalorização nominal” do imóvel. Página 10


Brasília Capital n Entorno n 2 n Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020 - bsbcapital.com.br

Ex pedi en te

Diretor de Redação Orlando Pontes ojpontes@gmail.com Diretor Comercial Júlio Pontes comercial.bsbcapital@gmail.com Pedro Fernandes (61) 98406-7869 Diagramação / Arte final Giza Dairell (61) 9 8451-7565 Diretor de Arte Gabriel Pontes redação.bsbcapital@gmail.com

Tiragem 10.000 exemplares. Distribuição: Plano Piloto (sede dos poderes Legislativo e Executivo, empresas estatais e privadas), Cruzeiro, Sudoeste, Octogonal, Taguatinga, Ceilândia, Samambaia, Riacho Fundo, Vicente Pires, Águas Claras, Sobradinho, SIA, Núcleo Bandeirante, Candangolândia, Lago Oeste, Colorado/Taquari, Gama, Santa Maria, Alexânia / Olhos D’Água (GO), Abadiânia (GO), Águas lindas (GO), Valparaíso (GO), Jardim Ingá (GO), Luziânia (GO), Itajubá (MG), Piranguinho (MG), Piranguçu (MG), Wenceslau Braz (MG), Delfim Moreira (MG), Marmelópolis (MG), Pedralva (MG), São José do Alegre, Brazópolis (MG), Maria da Fé (MG) e Pouso Alegre (MG).

C-8 LOTE 27 SALA 4B TAGUATINGA/DF - CEP 72010-080 TEL: (61) 3961-7550 BSBCAPITAL50@GMAIL.COM WWW.BSBCAPITAL.COM.BR

Os textos assinados são de responsabilidade dos autores

Siga o Brasília Capital no facebook.com/jornal.brasiliacapital

Pirenópolis: Ennio Bastos vai disputar a Prefeitura Nome do médico e advogado tem apoio do diretório municipal do PSB O PSB terá candidato próprio na disputa pela Prefeitura Municipal de Pirenópolis nas eleições de outubro deste ano. A decisão foi anunciada pelo presidente do diretório local da legenda, Ennio Ferreira Bastos. O médico veterinário e advogado adiantou que ele próprio será o candidato à sucessão do prefeito João Batista Cabral (DEM). Recém-eleito presidente do diretório municipal do PSB para os próximos 2 anos, Ennio Bastos já discute com seus apoiadores e correligionários o plano de governo que submeterá ao eleitorado da tradicional cidade goiana do Entorno, localizada a 160 quilômetros de Brasília. PRESERVAÇÃO – A principal preocupação do grupo é a preservação do meio ambiente e da qualidade de vida dos moradores, com foco na exploração sustentável do turismo na região. Entre as propostas está o fechamento do centro histórico para veículos de turistas nos períodos festivos e nos fins de semana, sendo livre a circulação para moradores. “Esta re-

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Ennio Bastios (à direita) com Nicolau, tesoureiro do PSB

gra vale nas principais cidades históricas da Europa”, explica o pré-candidato. Com experiência de ter morado 2 anos na China, onde

se formou em acupunturista, Bastos se compromete a criar uma subsecretaria de Medicina Complementar para atender à população com terapias naturais e procedimentos da Medicina Chinesa, como acupuntura e fitoterapia. MOBILIDADE – A mobilidade no município é outra prioridade para Ennio Bastos. Ele propõe a implantação de transporte coletivo interbairros, se possível com a utilização de veículos elétricos, a partir de Parcerias Público-Privadas (PPP). Para melhorar a segurança, sua ideia é criar a Guarda Municipal, além de uma Delegacia do Turista. Nascido e criado em Pirenópolis, o pré-candidato morou em Brasília, onde estudou e atuou como advogado, mas nunca se afastou de sua cidade natal. E uma de suas maiores preocupações é com a preservação do meio ambiente no município. “Precisamos intensificar a fiscalização para evitar a degradação de nossa bela natureza, especialmente na área rural”, conclui Ennio Bastos.

Aliados apoiam pré-candidatura A pré-candidatura de Ennio Bastos não nasceu de um desejo próprio. O primeiro a incentivar o advogado a disputar a sucessão em Pirenópolis foi o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira. Na cidade, tão logo Bastos manifestou sua intenção, recebeu o apoio de vários setores. Dentro do PSB municipal, a pré-candidatura foi abraçada por todos os correligionários. Dois

aliados que pretendem concorrer a uma das nove vagas de vereador já trabalham para fortalecer o nome de Bastos na disputa pela prefeitura – o tesoureiro do partido no município, Nicolau, e o empresário Rodrigo Jayme. “Pirenópolis precisa respirar ares de modernidade. Ennio Bastos é um homem culto, viajado. Seria o nome ideal para governar a cidade”, reforça Jayme.

Pré-candidato a vereador, Jayme Rodrigues (d) apoia Ennio Bastos


Brasília Capital n Política n 3 n Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020 - bsbcapital.com.br

DESCOBERTO 100% – O reservatório do Descoberto, responsável pelo abastecimento de mais de 60% da população do DF, atingiu 100% de sua capacidade na sexta-feira (31). A confirmação é da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico (Adasa). Desde junho de 2019 não se chegava a esse volume. A intensidade das chuvas dos últimos dias contribuiu para recuperação. O reservatório tem uma capacidade para 103 milhões de m³ de água.

Ibaneis lança Cartão Creche RENATO ALVES/GDF

O GDF vai pagar R$ 803 mensais por criança de zero a 3 anos matriculada em tempo integral em creches particulares do DF. Esta é a proposta do Cartão Creche, que o governador Ibaneis Rocha (MDB/foto) lançará durante a semana. Cerca de cinco mil crianças devem ser contempladas na primeira etapa do programa. DÉFICIT – A medida visa a auxiliar famílias que não têm condições financeiras para colocar os filhos numa unidade particular

Secretário pede o boné Em meio à crise causada pelos erros na divulgação de notas do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) e falhas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o secretário de Educação Superior do MEC pediu o boné.

MOTIVOS PESSOAIS – Arnaldo Barbosa de Lima Júnior era um dos principais auxiliares do ministro Abraham Weintraub. Em sua carta, alegou “motivos pessoais” e negou relação entre o pedido de demissão e os erros ocorridos.

Agroglifos no Park Way CHICO SANTANA

e não contam com creche pública perto de casa. Atualmente, há um déficit 20 mil vagas. Além do

Sem futuro “Como faz para um investidor olhar para um ministro da Educação desse?”. “Nosso país não tem futuro, né? Não tem futuro. Parece um passado ruim porque conseguiu fazer de um cara desse ministro da Educação que construção que nós tivemos”.

AZEDOU – A relação entre Maia e Weintraub azedou no fim do ano passado quando o ministro exonerou Rodrigo Dias da presidência do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Dias foi indicado pelo presidente da Câmara.

BARULHO – A frase é do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (foto) (DEM-RJ), quarta-feira (29), num evento do banco Credit Suisse, em São Paulo, que discutia uma agenda de investimentos no Brasil. Ele se referia ao ministro da Educação, Abraham Weintraub. Durma-se com um barulho desse...

SEM CONDIÇÕES – Sobrou também para o ministro do Meio Ambiente: “Ele perdeu as condições de ser o interlocutor” do governo na área, disparou Maia contra Ricardo Salles. ANO BOM – O deputado afirmou que sempre que conhece parlamentares europeus é questionado sobre a situação ambien-

Cartão Creche, o GDF pretende abrir sete mil vagas em unidades públicas até o fim do ano. AGÊNCIA BRASIL

Moradores da Quadra 15 do Park Way se depararam com uma estranha interferência nos gramados à margem da pista da Vargem Bonita. Teriam alienígenas descido no bairro e deixado agroglifos, marcas semelhantes às encontradas em Prudentópolis (PR), e que lembram às de Nasca, no Peru, popularizadas na obra Eram os Deuses Astronautas?, de Erich von Däniken? ROÇAGEM – Não eram ETs. As marcas foram deixadas pelas máquinas contratadas pela Novacap para fazer a roçagem das áreas verdes. De tão pesa-

das, deixaram sulcos na terra. Além disso, os tratoristas passaram as cortadeiras sobre as plantas dos jardins. Especialistas dizem que essa metodologia não permite que essências naturais do Cerrado cresçam e se desenvolvam.

Troca-troca na Arena BSB

tal do Brasil e previu que 2020 corre o risco de não ser um ano “tão bom se a gente não resolver a questão do meio ambiente”.

Acabou a parceria da Arena BSB, administradora do complexo que inclui o estádio Mané Garrincha pelos próximos 35 anos, com a WHD Pesquisa, Estratégia e Comunicação, do jornalista Hélio Doyle. Oficialmente, a rescisão foi

amigável e por iniciativa da WHD. Mas quem convive com o diretor da Arena, Richard Dubois, diz que ele tem um “gênio difícil”. A jornalista Renata Nantes, ex-assessora do presidente da Terracap, Sérgio Nogueira, ficará no lugar da WHD.


Brasília Capital n Política n 4 n Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020 - bsbcapital.com.br DIVULGAÇÃO

Tesourada nos empregos das costureiras Sindicato da Indústria do Vestuário teme prejuízos com licitação do GDF para compra de uniformes escolares Pollyanna Villarreal A decisão do Governo do Distrito Federal de comprar uniformes para doar aos estudantes da rede pública de ensino pode ser uma “tesourada” em mais de 6 mil empregos diretos e 8 mil indiretos no DF. O alerta é do Sindicato da Indústria do Vestuário (Sindiveste), filiado à Federação das Indústrias do DF (Fibra), que se articula para barrar o que chama de “licitação de ouro” da Secretaria de Educação. O Sindiveste promete tomar as medidas legais cabíveis para impedir, na Justiça, que o GDF realize a licitação no próximo dia 5 de fevereiro e gaste R$ 118 milhões com um único fornecedor de uniformes para 456 mil estudantes. A compra do material havia sido suspensa no dia 10 de setembro do ano passado pelo Pleno do Tribunal de Contas

(TCDF), que viu sobrepreço de R$ 11 milhões no edital de R$ 96 milhões. Depois de responder aos questionamentos do TC, a Secretaria de Educação publicou novo edital para licitação no dia 10 de janeiro, no valor de R$ 121 milhões. Todavia, o deputado Chico Vigilante (PT) e o Sindiveste entraram com novo pedido de suspensão, acatado pelo conselheiro de plantão, doutor Michel. Ele fez novos questionamentos à Secretaria e adiou a licitação. No dia 22 de janeiro, o próprio doutor Michel, monocraticamente, liberou o edital. No dia 24, a Secretaria publicou novo edital chamando a concorrência para 5 de fevereiro. A presidente do Sindiveste, Walkíria Aires, afirma que essa licitação prejudicará mais de 300 malharias, 200 serigrafias e cerca de 20 atacadistas que vendem matéria prima, além de colocar em risco 6

Walkíria Aires: “Por que entregar toda a produção a um fornecedor de fora do DF?”

mil empregos diretos, sendo 80% deles preenchidos por mulheres donas de confecções, costureiras ou arrimos de família. CARTÃO UNIFORME – “Isso irá destruir também 8 mil empregos indiretos de serígrafos, auxiliares de serigrafia, modeladores, mecânicos de máquinas de costura e industriais e bordadeiras”, assegura. A presidente do Sindiveste sugere que, se o GDF quer distribuir uniformes de graça, deveria criar um cartão semelhante ao que é feito com o Cartão Material Escolar. Isto, segundo Walkíria, movimentaria a economia local, com a produção de roupas para 456 mil estudantes de 683 escolas públicas – 603 urbanas e 80 rurais. A licitação prevê a compra de 1,2 milhão de camisetas por ano, além de shorts, shorts-saia, bermudas masculinas e femininas,

casacos e tênis. Ao todo, serão mais de 3 milhões de peças. “Por que entregar isso a um único fornecedor de fora de Brasília?”, questiona, a sindicalista, que não vê condições técnicas de um só fabricante produzir, em tão curto tempo (60 dias), mais de 450 mil pares de tênis. “O único lugar do mundo com tamanho estoque disponível seria a China”, diz ela. Para evitar a “tesourada” nos empregos da categoria, o Sindiveste tem procurado apoio de deputados distritais. Dentre eles, Leandro Grass (Rede), Arlete Sampaio (PT), Reginaldo Veras (PDT) e Jaqueline Silva (PTB). Um desses encontros foi com a representante do Novo, Júlia Lucy. A parlamentar se comprometeu a pedir mais informações ao GDF e a mobilizar os colegas para evitar a adoção de medidas que prejudiquem a população local, uma vez que nem mesmo os impostos seriam recolhidos no DF.

GDF diz que iniciativa é inédita Em resposta ao Brasília Capital, a assessoria de Comunicação da Secretaria de Educação informou que a iniciativa de fornecer uniformes de graça aos estudantes da rede oficial é inédita e atende a um compromisso do programa do governador Ibaneis Rocha. Explicou que o TCDF decidiu, por unanimidade, no dia 21 de janeiro, pela continuação do processo e garantiu aos estudantes a distribuição gratuita dos kits completos desde a pré-escola até a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

“Com a medida, 456 mil estudantes serão beneficiados e, por uma questão de logística, a entrega será gradativa”. A Ascom esclarece que “a continuidade do processo será condicionada a alguns ajustes, como “valores de referência apresentados pela própria jurisdicionada, ancorados somente em preços públicos, no patamar de R$ 22,58 e R$ 22,26, respectivamente, para os itens short-saia e bermuda”. CONSÓRCIOS INDIVIDUAIS – O GDF infor-

ma que estão estabelecidas possibilidades de formação de consórcio a partir de Microempreendedores Individuais (MEI) e que a empresa vencedora da licitação terá até 60 dias, a contar da emissão das ordens, para entregar os uniformes. “Por isso, quanto mais antecipadamente as escolas levantarem tais informações, mais rapidamente os estudantes receberão os uniformes”, afirma a SEEDF. Os 16 mil estudantes de escolas submetidas à Gestão Compartilhada receberão uniformes pró-

prios e a data da entrega dos kits será divulgada posteriormente. “A previsão é a de que os primeiros uniformes cheguem aos estudantes até abril. No começo do ano letivo, as escolas deverão apurar as numerações de roupa e calçado e enviar às Coordenações Regionais de Ensino (CRE). À medida que a Secretaria de Educação receber as informações de cada CRE, serão emitidas ordens de serviço para a(s) empresa(s) vencedora(s) do certame”, conclui a nota da assessoria.


Brasília Capital n Política n 5 n Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020 - bsbcapital.com.br

Por que prescrição e pedido de exame sem consulta médica é ruim?

S

e depender da portaria 33 da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, a partir de agora, você, que procurar ajuda para seu problema de saúde nas unidades públicas de saúde do DF, não vai, necessariamente, falar com um médico. Só para o governo é bom de fato: Fica mais barato e, talvez (muito provavelmente não), as filas diminuam um pouco, o que pode ter reflexo eleitoral. Isso não quer dizer, no entanto, que vai melhorar a condição da assistência à saúde da população. Pode é piorar – isso nunca foi testado. Os usuários do sistema público de saúde es-

tariam sendo submetidos a um experimento que pode deixar sequelas e aumentar a ocorrência de óbitos evitáveis. O governo economiza adotando essa medida porque a mão de obra do enfermeiro é mais barata do que a do médico no mercado de trabalho. Mas a prescrição de medicamentos e o pedido de exames por enfermeiros também não resolvem o problema da superlotação nas unidades de saúde do DF, pois faltam profissionais de todas as profissões da saúde e os recursos são insuficientes. A portaria ainda atropela as questões da formação técnica e da legislação: O curso que qua-

lifica o profissional a fazer diagnóstico de doença, realização de procedimentos cirúrgicos e outros é Medicina – não é só competência técnica, é competência legal. Ou seja, os enfermeiros, de quem já se exige muito, ainda estão sendo expostos a um risco jurídico. O governo trabalha com uma visão estatística de que 80% dos casos são de resolução simples – e, por isso, um profissional com menor qualificação poderia resolver. Mas ninguém cuida da saúde de números ou de estatísticas. Médicos, enfermeiros, farmacêuticos e demais profissionais da saúde trabalham com

Dr. Gutemberg Fialho Médico e advogado Presidente da Federação Nacional dos Médicos e do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal

seres humanos, pessoas – gente de carne e osso, que tem necessidades no mundo real, que sofre e até morre se não têm suas necessidades atendidas.


Brasília Capital n Cidades n 6 n Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020 - bsbcapital.com.br

Brasília Por Chico Sant’Anna

REPRODUÇÃO

Pacotão leva Queiroz para a avenida Ibaneis é poupado pelo segundo ano consecutivo Pelo segundo carnaval consecutivo, o governador Ibaneis Rocha (MDB) não será lembrado no samba enredo do Pacotão. Um feito importante. Seu antecessor, Rodrigo Rollemberg (PSB), já no primeiro carnaval, em 2015, inspirou os pacoteiros na marchinha Enrola um Beck, que fazia menção à falta de iniciativa do GDF sob sua gestão. O sucesso mesmo foi em 2017, com Banho tcheco, referência ao racionamento d’água. Na era Ibaneis, o primeiro desfile teve Lula Livre como tema. E neste ano, quem vai entrar na W3 pela contramão é Fabrício Queiroz, tido como o homem dos números da família Bolsonaro. Dentre 23 composições, Contra o fascismo na contramão, de autoria de Sóter, Maria Sabina e Assis Aderaldo, teve escolha unânime dos nove jurados. Coisa rara no Pacotão, cuja marca registrada é a irreverência e a quebra da ordem das coisas. Já na primeira estrofe, os

DIVULGAÇÃP

O bloco mais tradicional de Brasília não poupa ironias aos governantes desde a ditadura militar

compositores dão o tom: O Pacotão vai escrachar nesse carnaval, essa milícia e também o laranjal./ Ô seu Queiroz, que vida boa, engordando a rachadinha da patroa./ Esse Queiroz né mole não, também remexe no cofrinho do patrão./ Mas esse ano a coisa muda. Vamos Mandar essa cambada pra Papuda./ Contra o Fascismo, Luta do povo, Tem Pacotão vindo na contramão de novo.

CHARLES PRETO – É bom lembrar que o Pacotão nasceu em plena ditadura, logo após o general Ernesto Geisel editar o Pacote de Abril. Para o carnaval de 1979, o então diretor do Departamento de Turismo do DF – Detur, Carlos Black, proibiu os desfiles, que tradicionalmente ocorriam na Avenida W-3. Dessa forma nasceu Charles Preto, o comandante supremo, vitalício e ple-

nipotenciário do Pacotão. Ele e o politburo da Sociedade Armorial Patafísica Rusticana – O Pacotão – decretaram que o desfile seria na W-3 e pela contramão. Saída na 302 Norte, no antigo bar Chorão, e chegada na CLS 402 Sul. SARNEY – Ao longo de sua história, dentre as diversas rusgas com o poder, uma passagem marcou clara-

mente o incômodo que o Pacotão exerce sobre os mandatários. Em pleno governo de José Sarney, com composição de Pelágio Gondim, o Pacotão ironizou a interferência do Planalto na exibição do filme Je vous salue, Marie, de Jean-Luc Godard. Considerado sacrílego por alguns, o filme buscava contar como se daria o mistério da natividade de Jesus nos dias de hoje. Como agora, no episódio de Natal do Porta dos Fundos, que incomodou a muitos cristãos. Conta a lenda que a então primeira dama, Marly Sarney, pediu que fosse impedida sua exibição no Brasil. Em Brasília, para não configurar uma censura em plena Nova República, o filme só foi exibido no Gama. No Pacotão, toda essa história virou samba, o que incomodou muito Sarney. Ele teria pedido a assessores para que o samba fosse alterado. Obviamente, não teve êxito e sobrou até para o então governador do DF, José Aparecido, indicado por Sarney, que se confrontava com uma hiper contaminação do Lago Paranoá. Assim nasceu Je vus salue, Marly, um dos maiores sucessos carnavalescos, que fez toda a W-3 cantar: O Pacotão já liberou. Je Vus Salue, mari juana./ Pra passar em Copacabana, ou lá no cine do Gama./ Mas se o Sarney for censurar, Vai com o Jânio no Columbia passear./ E apareceu o Aparecido pra brincar no carnaval. Tem coliforme fecal./ Taí, taí, Je vus salue, Marly. Será assim com o Queiroz?


Brasília Capital n Cidades n 7 n Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020 - bsbcapital.com.br

Acompanhe também na internet o blog Brasília, por Chico Sant’Anna, em https://chicosantanna.wordpress.com Contatos: blogdochicosantanna@gmail.com

MP de olho na propaganda de administradores Gestores do GDF empolgados em divulgar seus feitos precisam ficar atentos. A Promotoria Regional de Defesa dos Direitos Difusos (Proreg/MPDFT) está verificando com lupa se não está ocorrendo excessos ou mesmo ilegalidades nessas divulgações. A Constituição Federal determina, em seu artigo 37, que a “publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos”. Apesar disso, vários gestores, em especial administradores regionais e até secretários, estão produzindo

vídeos e cards – espécie de santinhos eletrônicos – com seus nomes e retratos para divulgar nas redes sociais os seus feitos. Não é só a Constituição que proíbe, existe também o Decreto nº 39.673/2019, baixado pelo governador Ibaneis Rocha, que estabelece as normas de aplicação da marca do GDF e a impessoalidade na divulgação da atuação das Administrações Regionais. Mesmo assim, a prática de propaganda personalizada está generalizada. Parece que é algo sem custo para o contribuinte, mas por trás de um simples banner distribuído nas redes sociais existem profissionais de designer, gestores de redes sociais, jornalistas, publicitários, fotógrafos, enfim, uma

equipe custeada pelos cofres públicos, porém a serviço de gestores que, em muitos casos, pensam em ser candidatos a alguma coisa lá na frente. A Promotoria informou a esta coluna que já “tomou conhecimento de alguns vídeos nos quais administradores aparecem em divulgações institucionais que mostram as ações do governo pelas regiões” e que os está avaliando para “eventual instauração de procedimento para apuração de possível ato de improbidade administrativa por violação ao princípio da impessoalidade”. Além de estarem sujeitos a ressarcir as despesas, quem por ventura vier a ser penalizado pode perder o cargo e ficar inelegível. REPRODUÇÃO

Por trás de um banner distribuído na Internet existe o trabalho de profissionais pagos pelo contribuinte


Brasília Capital n Cidades n 8 n Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020 - bsbcapital.com.br

VIA

Satélites Por Lorrane Oliveira

Escadas rolantes da Rodoviária – A reforma das escadas rolantes e dos elevadores da Rodoviária do Plano Piloto começou segunda-feira (27). Um dos elevadores está em pleno funcionamento. A manutenção foi iniciada pelos equipamentos próximos à estação do Metrô, por ter um fluxo maior. As 12 escadas rolantes e os seis elevadores do terminal estarão em pleno funcionamento em 90 dias, garante empresa licitada pela Novacap para realizar os serviços. Cerca de 600 mil pessoas passam pela rodoviária diariamente. {TAGUATINGA

{DISTRITO

FEDERAL

Ibaneis anuncia pacote de R$ 538,5 milhões em obras O governador Ibaneis Rocha anunciou, terça-feira (28), o primeiro de três pacotes de obras previstos para este ano. São 36 obras já licitadas, com custo de R$ 154,3 milhões, além de outras 20, que passarão por licitação nos próximos meses. No total, o investimento será de R$ 538,5 milhões. As primeiras ações devem começar em fevereiro. É o caso do contrato de recuperação das calçadas entre a Rodoviária e a Torre de TV, a revitalização de quadras da W3 Sul e a pavimentação de rodovias vicinais. As Áreas de Desenvolvimento Econômico de Ceilândia e do Gama receberão R$ 7,4 milhões para complementação de infraestrutura de drenagem e pavimentação asfáltica e construção de praças. Outras pautas incluem a licita-

RENATO ALVES /AGÊNCIA BRASÍLIA

Além de obras, governador anunciou melhorias para a Saúde e Segurança Pública

ção do viaduto da Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig) com o Parque da Cidade, a revitalização da Avenida Hélio Prates (Taguatinga) e a construção de cinco unidades do Centro de Ensino da Primeira Infância (Cepi) em Planaltina, Gama, Recanto das Emas, Ceilândia e Vila Telebrasília.

Na Saúde, foi autorizada a licitação para construção dos hospitais Centro Sul (Guará) e o Oncológico e a reforma e ampliação da Ala de Queimados do HRAN. Ibaneis confirmou, também, que nas próximas semanas serão convocados 700 novos policiais militares para iniciar o curso de formação.

BRB assina parceria com Fecomércio-PI O Banco de Brasília assinou, quarta-feira (29), um acordo de cooperação com a Federação do Comércio (Fecomércio) do Piauí. O BRB vai abrir um escritório de negócios na sede da Fecomércio, em Parnaíba. Desde setembro de 2019, o banco tem firmado parcerias com diversos setores

econômicos como parte de sua estratégia de expansão nacional, com ênfase nas Regiões Centro-Oeste e Nordeste. O escritório de negócios em Parnaíba terá como foco inicial a prospecção de novos clientes e parceria com os setores público e privado, além da preparação

para futura instalação de uma agência na região. O BRB já está presente em Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, além do DF. O banco tem prospectado a abertura de postos de atendimento em Rondônia, Tocantins, Maranhão e Sergipe.

Volta às aulas na rede pública No dia 10 de fevereiro, as escolas da rede pública receberão mais de 460 mil estudantes para o ano letivo. Das 683 unidades da rede, 678 estão na fase final da preparação para atender aos estudantes. Cinco creches devem ser inauguradas no próximo mês. São elas:

Curso de roteiro cinematográfico

Cepi Papagaio, em Ceilândia; Cepi Cajuzinho, no Lago Norte; Cepi Periquito e Cepi Bem-te-Vi, ambas em Samambaia; além do Cepi Crixá, em São Sebastião. O GDF planeja o lançamento do Programa Cartão Creche, que abrirá mais vagas para atender ao público.

Os estudantes da pré-escola e dos anos iniciais do Ensino Fundamental do Sol Nascente poderão estudar na nova Escola Classe Juscelino Kubitschek, que será inaugurada para o início das aulas. O espaço atenderá a cerca de 960 estudantes.

A Academia Taguatinguense de Letras (ATL) abriu, sexta-feira (31), um curso gratuito de roteiro cinematográfico e elaboração de projetos culturais. As aulas, ministradas pelo produtor Gustavo Dourado, vão até 6 de fevereiro. A ação é uma contrapartida do Fundo de Apoio à Cultura do DF. O curso terá 25 horas/aula em cinco encontros de 5 horas/aula, com emissão de certificado. O conteúdo terá elaboração de roteiro para cinema e TV (narrativa, estruturas, formatos, linguagens, softwares, gêneros, exemplos de filmes e séries). A elaboração de projetos culturais tratará de editais, escrita de projetos, prestação de contas, documentação, ficha técnica, mercado, linguagens, modalidades etc.

{PARANOÁ

300 vagas para laboratório de robótica A comunidade do Paranoá é a primeira a receber um laboratório de robótica do programa Passaporte para o Futuro. A inauguração foi na terça-feira (28), com a presença do governador Ibaneis Rocha. O laboratório vai abrir 300 vagas, com turmas de 30 estudantes por turno. Os centros de tecnologia vão conectar crianças e adolescentes de 10 a 18 anos. Nesses espaços, os estudantes vão aprender desde o manuseio de softwares livres e impressoras 3D até construir robôs e drones e conceitos de web design. Interessados devem procurar os gestores na sede da Administração Regional. O critério de seleção dos estudantes será o mesmo do Cadastro Único. O Sol Nascente será a próxima cidade a receber o programa.


Brasília Capital n Cidades n 9 n Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020 - bsbcapital.com.br

Os erros do Enem e a política de sucateamento do MEC AGÊNCIA BRASIL

Não são somente os mais de 30 erros gramaticais do ministro, as falhas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), as ofensas pelas redes sociais, o abandono do Fundeb e de outros recursos financeiros para a Pasta que marcam a pior gestão o Ministério da Educação (MEC) de todos os tempos. As “inconsistências” na correção de quase seis mil provas do Enem 2019, apontadas pelo Tribunal Regional Federal (TRF3), contaminaram, segundo a desembargadora Therezinha Cazerta, todo o sistema, incluindo o programa Universidade para Todos (Prouni). Na quarta-feira (29), o procurador Felipe Fritz Braga, do Ministério Público Federal (MPF), emitiu despacho pedindo esclarecimentos sobre as irregularidades no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Ele aponta a existência de “expressivo número de cursos em todo o País” com vagas reservadas a pessoas com deficiência em número inferior ao previsto pela Lei de Cotas ou que não tiveram vaga reservada para esses candidatos. Esses erros não são mais um no rol dos que ocorreram durante a implantação do Enem. A passagem de Abraham Weintraub pelo MEC é sim marcada por uma sequência de problemas graves de gestão pública. O sucateamento intenso inte-

Correção das provas do Enem 2019 continua com problemas e sem transparência

ressa a empresas que atuam na educação privada. Os erros visam ao sucateamento para privatizar um dos maiores e mais bem-sucedidos sistemas de educação pública do mundo. As trapalhadas de Weintraub são ardilosamente calculadas para desqualificar a educação. Ele trata os problemas com deboche. No caso do Enem 2019, os problemas decorrentes da má correção continuam aparecendo. Autoridades do MEC e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) não demonstram a devida transparência, nem vontade de resolvê-los. A passagem de Weintraub pelo

MEC é marcada por ataques ao ensino público. O bloqueio de 30% das verbas do Orçamento para custeio das universidades federais foi o primeiro dos vários ataques. Quando se tornou ministro, anunciou corte e R$ 1,7 bilhão das universidades. Recuou após mais de um milhão de pessoas irem às ruas de 200 cidades. Ainda assim cortou bolsas de mestrado e doutorado, que caíram pela metade no Orçamento de 2020, de R$ 4,25 bilhões, em 2019, para R$ 2,20 bilhões em 2020. Com o corte, muitos estudantes-pesquisadores abandonaram e outros desistiram de ingressar na pesquisa científica. Ofensivo, o

ministro declarou que as universidades são antros de “balbúrdia”, abrigam plantações de maconha e produzem drogas sintéticas. A intenção é ”desqualificar” as universidades para impor a entrada da polícia nos campi, sucatear e privatizar essas instituições. Atacou colegas de magistério quando disse, em setembro, que é preciso “atacar a zebra mais gorda”, referindo-se ao salário dos docentes das instituições federais de ensino. Recentemente, usou um guarda-chuva para passar a “mensagem de que chove fake news no MEC; fez a confusão entre o nome do escritor Franz Kafka com o prato árabe denominado kafta; ofendeu a mãe de uma internauta; e dezenas de erros de português em suas postagens e documentos oficiais são cotidianos. A gestão de Weintraub e suas declarações na frente do MEC mostram que ele está ali para consolidar o que o educador Darcy Ribeiro dizia enquanto estava vivo: “A crise da Educação brasileira não é uma crise, é um projeto”.

Professores fazem greve geral dia 18 de março Professores da rede pública de ensino de todo o País vão paralisar suas atividades no dia 18 de março. A greve será realizada em defesa do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), ameaçado de ser extinto em 2020. A greve é convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que reúne mais de 50 sindicatos em todo o País e mais de 4,5 milhões de trabalhado-

res em educação. A Confederação informa que o fim do Fundeb o retrocesso no financiamento da educação em mais de 3.500 municípios, o que comprometerá o atendimento escolar de milhares de estudantes. “Todos os estados equilibram o financiamento das matrículas da creche ao ensino médio por meio desse fundo contábil. Os municípios têm esse recurso como instrumento vital, dado o acúmulo de matrículas assumidas por esses entes desde a vigência do Fundo de Manutenção

e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) em 1996. A entidade defende a aprovação, pelo Congresso Nacional, de um fundo permanente e com mais recursos para a educação pública. Ela mobiliza as redes municipais de educação para liberarem seus profissionais e também promoverem, com a comunidade escolar, atividades lúdicas para chamar a atenção da sociedade e das representações políticas federais sobre

a necessidade de aprovar a Proposta de Emenda Constitucional nº 15/2015, que visa a instituir o novo Fundeb em patamares compatíveis com as necessidades dos entes subnacionais. A CNTE informa que se o Fundeb for extinto ou sua renovação for feita em patamares inferiores ao necessário, “principalmente sem maior aporte financeiro da esfera federal, causará situações de verdadeira insolvência em muitas municipalidades”.


Brasília Capital n Cidades n 10 n Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020 - bsbcapital.com.br IGO ESTELA/METRÓPOLES

Apoio não correspondido

A Justiça Federal suspendeu a venda de um terreno de 64,9 mil metros quadrados na Área Octogonal de Brasília, que seria alienado por R$ 252 milhões, mas está avaliado em R$ 435 milhões. A decisão liminar atendeu a uma ação popular e foi publicada menos de 2 horas antes da abertura da concorrência pública da Secretaria do Patrimônio da União. A SPU confirmou, por meio de nota, a suspensão da concorrência pública e afirmou que comunicará os novos atos da licitação oportunamente. O juiz Eduardo Santos da Rocha Penteado considerou procedente a alegação de possíveis danos ao erário decorrentes da venda. No edital divulgado pela SPU, em novembro de 2019, com o objetivo de vender o terreno a particulares, o valor estipulado pela área foi de R$ 252 milhões. Porém, no processo, os auto-

res apontaram que o terreno, ao ser doado à União pelo Banco do Brasil, foi avaliado em R$ 435.194.021,95, representando “desvalorização nominal de 42% em pouco mais de um mês”. Assim que foi publicada a autorização da venda, a Associação dos Moradores da Octogonal, Cruzeiro e Sudoeste (Amagister) entrou em ação, pedindo ao Governo do Distrito Federal (DF) que negociasse com a União para que o terreno não fosse vendido à iniciativa privada, conforme pretendia o Ministério da Economia. O espaço, com 64.949 metros quadrados, é utili-

MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

REPRODUÇÃO

Bolsonaro não atende apelo de eleitor e União tenta vender terreno na Octogonal. Liminar da Justiça suspende licitação

Qualidade de vida dos moradores não sensibilizou Jair Bolsonaro

zado pela população local como um parque informal. A vizinhança fez um levan-

tamento da vegetação da área e identificou 383 árvores, de 31 espécies nativas, algumas delas protegidas por lei. Com o objetivo de manter a área verde, representantes da Amagister chegaram a se reunir com o secretário de Atendimento à Comunidade, Severino Cajazeiras, e pedir para que a demanda fosse levada ao conhecimento do governador Ibaneis Rocha (MDB). BILHETE – Durante o encontro, a associação mostrou um abaixo-assinado com mais de 6 mil signatários favoráveis à preservação do local. No dia 18 de janeiro, o presidente da Amagister, Roberto Botaro, recorreu diretamente ao presidente da República Jair Bolsonaro. Eleitor do capitão, que nas eleições de 2018 teve 37.749 votos na 11ª Zona Eleitoral do DF (69,41%), na qual a Área Octogonal está incluída, abordou Bolsonaro na saída de um evento que tratava da criação do partido Aliança pelo Brasil, esticou a mão entre seguranças e jornalistas e entregou um bilhete de próprio punho pedindo que ele anulasse a licitação. Até hoje não recebeu nenhum retorno. Pelo jeito, Bolsonaro não se sensibilizou com o pedido de seu cabo eleitoral.


Brasília Capital n Geral n 11 n Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020 - bsbcapital.com.br

ESPÍRITA

José Matos Ame, ame-se e cure sua alma O amor só é possível quando há aceitação de si mesmo, do outro, do mundo. A aceitação é o solo no qual o amor floresce Mestre Emmanuel, guia de Chico Xavier, comparou a Terra a um hospital porque todos somos doentes da alma. Ódio, mágoa, ciúme, inveja, preguiça, pessimismo, complexos, maldade, desonestidade, racismo, preconceitos, etc. são todas doenças da alma. Não obstante, a humanidade desconhece que tudo isso é do-

ença e não se trata. No futuro, quando o ser humano se der conta de que é doente, o terapeuta-analista será tão importante e comum quanto o médico clínico geral. Jesus ensinou amar o próximo como a si mesmo porque sabia que o amor cura as mazelas da alma. Amar, se cuidar, se

libertar para poder ser útil a si e ao próximo. Se você for uma pessoa insatisfeita, reclamará do seu lar, da prole, do trabalho, das pessoas. Enquanto não se reconhecer como doente, continuará a incomodar e incomodar-se. Você acha que não tem sorte no amor? Não é isso. Você afasta as pessoas com suas insatisfações. Insatisfeito, você vê problema em tudo e defeito em toda pessoa e lugar. Se você não aceita a realidade e não se aceita, qualquer relacionamento será um inferno porque, em tudo, culpará o outro. “O amor só é possível quando há aceitação de si mesmo, do outro, do mundo. A aceitação é o solo no qual o amor floresce”. Primeiro, trate-se, aceite-se, ame, e então, poderá amar. Julgando-se sem sorte no amor, a balzaquiana, doida para

casar-se, ouviu do terapeuta: “Visite orfanatos e asilos, brinque com as crianças e converse com os idosos”. O que pensou o terapeuta? Melhorar o astral da moça, melhorando seu magnetismo para atrair um companheiro. Quanto melhor o magnetismo, melhor será o parceiro, segundo a Lei de Atração. Além do parceiro, a família, os amigos e os colegas de faculdade e de trabalho serão beneficiados. “Quando uma pessoa chega à plenitude do amor, neutraliza o ódio de milhões”, ensinou Mahatma Gandhi. “Quando Buda chegava num lugar, as plantas floresciam mais cedo”, ensinam os budistas. Siga Santo Agostinho: Ame, e tudo o que você fizer estará certo.

José Matos Professor e palestrante

DIVULGAÇÃO

NUTRIÇÃO

Caroline Romeiro Dúvida de verão: alimentos que engordam Equilíbrio é tudo. Não será um docinho que você comeu na festa que irá te engordar É muito comum ouvir o seguinte questionamento: “Quais alimentos engordam?” ou “o que posso comer que não vai me engordar?”. Vamos direto ao ponto: Nenhum alimento isolado tem essa capacidade. Portanto, não será um docinho que você comeu na festa que vai te engordar.

TV Comunitária lIGADA EM BRASÍLIA

Pessoas que têm um hábito alimentar saudável, baseado em alimentos in natura ou minimamente processados e que são fisicamente ativas, estão, na maior parte das vezes, dentro de um limiar calórico e conseguem manter um equilíbrio energético entre o que elas consomem e o que gastam de energia.

Contudo, pessoas que não fazem exercício físico e que têm maus hábitos alimentares ultrapassam esse limiar de energia e, aí sim, qualquer alimento a mais terá essa capacidade de engordar. Qualitativamente, vários alimentos têm características que favorecem o ganho de peso. Porém, se você estiver em equilíbrio, eles não serão capazes de, caso eventualmente fizerem par-

te na dieta, quebrar esse equilíbrio. Ter isso em mente ajuda a desmistificar a ideia de alimentos bons e ruins ou aqueles que engordam ou salvam a humanidade. Equilíbrio é tudo. Para isso, procure um nutricionista!

Caroline Romeiro Nutricionista e professora na Universidade Católica de Brasília (UCB)

CANAL 12 NA NET WWW.TVCOMUNITARIADF.COM @TVComDF

TV Comunitária de Brasília DF


Brasília Capital n Esportes n 12 n Brasília, 1ª a 7 de fevereiro de 2020 - bsbcapital.com.br RICARDO BOTELHO

Real e Gama goleiam na estreia Considerados favoritos ao título deste ano – além do Brasiliense – o Real Brasília e o Gama golearam seus adversários na rodada inicial. Confira o resumo dos seis jogos:

Real Brasília 4 x 0 Formosa

Davi Ceará comemora o golaço que marcou contra o Formosa na abertura do torneio

Candangão tem 6 jogos no fim de semana Rodada começa sábado. TV transmite Paranoá x Capital no domingo à tarde

Confira a tabela da segunda rodada:

Gustavo Pontes

Paranoá x Capital Horário: 16h Local: Bezerrão Transmissão: TV Brasília

O Candangão 2020 começou animado. Nos seis jogos da primeira rodada foram marcados 17 gols – média de quase três por partida –, com vitória de todos os mandantes. Gama, Brasiliense e Real, considerados favoritos ao título, venceram seus jogos. A segunda rodada acontece neste fim de semana, com jogos no sábado (1º) e no domingo (2). O Real Brasília jogará com portões fechados contra o Ceilândia, no estádio Abadião, às 15h30. O Gama visita o Sobradinho. A partida está marcada para as 11h de domingo. O jogo com transmissão da TV Brasília será Paranoá x Capital, às 16h, de sábado, no Bezerrão.

Sábado Ceilândia x Real Brasília Horário: 15h30 Local: Abadião (portões fechados) Transmissão: Facebook do Real Brasília

Domingo Ceilandense x Luziânia Horário: 10h30 Local: Abadião Transmissão: sem transmissão Taguatinga x Brasiliense Horário: 11h Local: Serejão Transmissão: YouTube do Brasiliense Sobradinho x Gama Horário: 11h Local: Augustinho Lima Transmissão: sem transmissão Formosa x Unaí Horário: 16h Local: Diogão Transmissão: sem transmissão

O Leão estreou muito bem e goleou o Formosa por 4 a 0. Com um início avassalador, o Real Brasília marcou três gols em 17 minutos. Destaque para um golaço do camisa 10, Davi Ceará. Depois, o time soube controlar a partida e ainda fazer mais um gol na segunda etapa para sacramentar a vitória e garantir a liderança na rodada.

Brasiliense 2 x 0 Sobradinho O Jacaré também confirmou o favoritismo e venceu o Sobradinho por 2 a 0, no Serejão numa ótima estreia do experiente meia Marcos Aurélio, autor dos dois gols. O placar poderia ter sido ainda maior se não fosse o pênalti perdido pelo atacante Neto Baiano e as defesas do goleiro Wouston, do Sobradinho, que fez uma excelente partida.

Gama 5 x 2 Taguatinga No estádio Bezerrão, o Gama, atual campeão, ganhou do Taguatinga por 5 a 2. Mas se engana quem pensa que o jogo foi fácil. O Alviverde abriu a vantagem de 3 a 0. Porém, no segundo tempo, a Águia entrou com o atacante Acosta (ex-Corínthians) e mudou o jogo. Acosta fez dois gols e ainda teve um gol bem anulado pela arbitragem. No fim, o Gama fez mais dois gols e sacramentou a goleada.

Capital 1 x 0 Ceilandense O Capital chegou como favorito e logo no início do jogo abriu o placar, dando a sensação de que seria fácil. No entanto, a jovem equipe do Ceilandense, que conta com vários atletas emprestados pelo Legião, equilibrou as ações e levou perigo, lutando até o final pelo empate, que não saiu. Vitória da Coruja.

Unaí 2 x 0 Ceilândia O Unaí recebeu o Ceilândia, última equipe a se apresentar, e venceu por 2 a 0. Os gols só saíram no segundo tempo. O jogo foi bastante movimentado e a equipe mineira soube aproveitar o cansaço do time visitante na segunda etapa para conseguir a vitória na estreia.

Luziânia 1 x 0 Paranoá Jogando em casa, o Luziânia venceu pelo placar mínimo e mostrou que pode ser uma das surpresas do campeonato. O Paranoá também apresentou uma equipe bem treinada, apesar das dificuldades financeiras, e deve dar trabalho na competição. O time visitante reclamou muito de um pênalti não marcado.

Profile for Jornal Brasília Capital

Jornal Brasília Capital 449  

Jornal Brasília Capital 449  

Advertisement