Page 86

476

1

Strelling et al.,(3) realizado no Reino Unido em 1966

J Bras Pneumol. 2015;41(5):473-477

7

Doença cardíaca

DPOC leve e esôfago de Barrett

Não referido

Fumante atual (de 20 cigarros por dia)

Nenhuma

Nenhuma Não referida

Biópsia pulmonar com agulha, nenhum organismo foi identificado

Confirmação diagnóstica

Não referidos

Marcadores sorológicos

Não referido

Tratamento

Óbito; nenhuma autópsia foi realizada

Óbito (em ambos os casos); coloração positiva para fungos foi observada na autópsia

Desfecho

Febre, cefaleia, mialgia e tosse seca

A radiografia de tórax mostrou infiltrados intersticiais miliares bilaterais.

Aspirado brônquico, positiva para A. fumigatus

Não referida

Sorologia, negativa para Aspergillus

Anfotericina B

Óbito; cultura de biópsia pulmonar post-mortem positiva para A. fumigatus Óbito; A radiografia de tórax LBA, positiva histopatologia Biópsia Título positivo de Febre e tosse e a TCAR mostraram post-mortem para A. brônquica, anticorpos contra Anfotericina seca infiltrados intersticiais B sugestiva de fumigatus hifas Aspergillus bilaterais. pneumonia por Aspergillus Tosse seca, A radiografia de tórax Biópsia Resultado positivo LBA, dor torácica mostrou pneumonia não no teste de negativa brônquica, Melhora pleurítica e cavitária no lobo superior para sugestiva de precipitina para Itraconazol fungos sudorese direito. Aspergillus aspergilose A radiografia de tórax IgE total, 114 mostrou infiltrados kUA/l (referência irregulares difusos < 64 kUA/l); bilaterais com cavitação Escarro e reatividade no bilateral; a TCAR de tórax aspirado teste cutâneo Itraconazol Inflamação para Dispneia, mostrou múltiplas lesões brônquico, A. fumigatus (200 mg duas Melhora clínica crônica tosse e febre nodulares mal definidas positivas e A. niger; vezes ao dia e radiológica inespecífica positividade acometendo ambos os para A. para por 2 meses) pulmões, com cavitação, fumigatus anticorpos IgE e algumas circundadas por IgG específicos opacidade em vidro fosco contra A. (sinal do halo). fumigatus

Febre baixa, calafrios e tosse seca

Dispneia e febre

Escarro, negativas para fungos

Culturas

Escarro e LBA, IgE total, 6.630 negativas Biópsia kUA/l (referência A radiografia de tórax para fungos; pulmonar a < 260 kUA/l); mostrou infiltrados tecido céu aberto, imunodifusão, Anfotericina intersticiais e nodulares pulmonar, B hifas de positiva para difusos. positiva para Aspergillus sp. anticorpos contra Aspergillus Aspergillus fumigatus

A radiografia de tórax mostrou infiltrados homogêneos bilaterais.

Dispneia, febre e tosse

Exames de imagem A radiografia de tórax mostrou infiltrados irregulares bilaterais, mais nos lobos médios.

Outras Sintomas comorbidades respiratórios

Ex-fumante Trabalhou 2 h em uma que Doença parou de vala funda contendo fumar pulmonar há 10 água barrenta poluída, anos (carga obstrutiva 1 dia antes do início tabágica, 10 moderada não dos sintomas maços-ano) diagnosticada

Ambos expostos a lascas de casca de árvore no dia em que os sintomas começaram

Exposição a poeira Fumante vegetal um dia antes da atual (de 10 apresentação cigarros por)

Não referido

Não referido

Irmãs que brincaram muitas horas em um celeiro durante os meses que antecederam a doença, expondo-se assim a esterco natural e artificial; óleo de linhaça; torta para gado; e grãos.

Exposição a feno velho e úmido duas semanas antes da apresentação

Status tabágico

História de exposição aguda

kUA: quilo unidades de alérgeno.

Presente estudo

6

5

4

Batard E et al.,(5) realizado na França em 2003

Arendrup et al.,(6) realizado na Dinamarca em 2006

3

Meeker et al.,(4) realizado nos EUA em 1991

2

Caso

Referência

Tabela 1. Descrições clínicas de casos de aspergilose pulmonar invasiva aguda, após exposição maciça a conídios de Aspergillus, em indivíduos imunocompetentes.

Aspergilose pulmonar invasiva aguda, logo após exposição ocupacional a água poluída barrenta, em indivíduo previamente saudável

Profile for Jornal Brasileiro Pneumologia

JBP - Volume 41 - Número 5 (setembro/outubro) - Ano 2015  

O Jornal Brasileiro de Pneumologia completa em outubro 40 anos. Lançado em 1975 pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, ele s...

JBP - Volume 41 - Número 5 (setembro/outubro) - Ano 2015  

O Jornal Brasileiro de Pneumologia completa em outubro 40 anos. Lançado em 1975 pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, ele s...

Advertisement