JORNAL SINDIREPA ED. 1112_2021

Page 1

Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios no Estado do Rio Grande do Sul - Ano 10 - Novembro/Dezembro 2012

4º Encontro da Reparação encanta com evolução do automóvel Páginas 4 e 5 Contribuição Sindical 2013 Tabela progressiva para cálculo da Contribuição Sindical, vigente a partir de 1º de janeiro de 2013, aplicável aos empregadores do setor da reparação automotiva do RS e agentes ou profissionais autônomos organizados em firma ou empresa de atividade do segmento. Estamos disponibilizando também a emissão de guias VIA INTERNET através do nosso site www.sindirepa-rs.com.br. Para tanto, deve-se clicar no ícone de “Contribuição Sindical - Emissão de Guias” e seguir as instruções que serão automaticamente informadas. Se, eventualmente, existir alguma pendência anterior é possível imprimir as guias correspondentes para regularização. As empresas que tiverem atividades diversificadas e nelas estejam incluidos um ou mais produtos das Categorias Econômicas de nossa Entidade, deverão atribuir parte de seu Capital Registrado para fins de recolhimento da CONTRIBUIÇÃO SINDICAL da Industria da Reparação de Veículos e Acessórios no Estado do Rio Grande do Sul.

“O homem, em sua caminhada pela vida, deixa todo tipo de pegadas. Algumas a gente vê, como seus filhos e sua casa. Outras são invisíveis, como a impressão que ele deixa na vida de outros, o auxílio que dá ao próximo, as coisas que disse: piadas, fuxicos que prejudicaram a terceiros, palavras de incentivo. O homem não repara, mas por onde quer que passe, deixa uma espécie ou outra de marca. Todas somadas constituem o sentido do homem.” O SINDIREPA-RS, em momento propício para profunda reflexão, com esta mensagem, deseja a todas as suas representadas e parceiros, um belíssimo final de ano, ensejando vislumbrar maiores realizações em 2013. Boas Festas. Enio Guido Raupp Presidente

TABELA PARA CÁLCULO DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL Vigência: 1º de janeiro de 2013 LINHA

CLASSE DE CAPITAL SOCIA L (R$)

ALÍQUOTA(%)

VALOR A ADICIONAR (R$)

1 2 3

De De De

0,01 a 11.325,76 a 22.651,51 a

11.325,75 22.651,50 226.514,96

0,8 0,2

4

De

226.514,97 a

22.651.496,06

0,1

362,42

5

De

22.651.496,07 a

120.807.978,99

0,02

18.483,62

6

De

Em diante

-

120.807.979,00

Contribuição mínima de -

90,61 0,00 135,91

Contribuição má xima de 42.645,22

NOTA: As empresas cujo capital social seja igual ou inferior a R$11.325,75, são obrigadas ao recolhimento da Contribuição Sindical mínima de R$ 90,61 de acordo com o disposto no § 3º do art. 580 da CLT.

O SINDICATO DA INSÚSTRIA DA REPARAÇÃO DE VEÍCULOS E ACESSÓRIOS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL é único e legítimo representante da Categoria com base territorial em todo o Estado do Rio Grande do Sul e as contribuições SINDICAL, CONFEDERATIVA E ASSISTENCIAL devem continuar sendo recolhidas à nossa Entidade de Classe. O sindicato esta à inteira disposição de seu contribuinte para complemento de informações e/ou dirimir dúvidas, através do fone/fax (51) 3342-6063 ou e-mail sindirepa-rs@sindirepa-rs.com.br Enio Guido Raupp Presidente


2 - Informativo - Novembro/Dezembro 2012 E x p e d i e n t e

P a l a v r a

do P r e s i d e n t e

Depois do fim do mundo ... a gente recomeça

Rua Marcelo Gama, 99 CEP 90540-040 - Porto Alegre/RS Fone/Fax (51) 3342.6063 e-mail: sindirepa-rs@sindirepa-rs.com.br www.sindirepa-rs.com.br Diretoria Presidente Enio Guido Raupp Vice-Presidente Adolf Erwin Gerhard Goldberg Diretor Secretário Paulo Gilmar Boff Diretores Tesoureiros Benito Guilherme Franche Luiz Roberto Meister Diretor Procurador Alexandre Ruga Diretores Suplentes Luis Carlos Goldberg Neri Paulo Tramontina e Tarso Ughini Zanatta Conselho Fiscal Benony Alves dos Santos Donilia Fernandez Raupp e Roberto Maidana Feijó Membros Suplentes Antonio Lários Padilha José Fernando Rodrigues Garcia Delegados Representantes Titulares Enio Guido Raupp Adolf Erwin Gerhard Goldberg Suplentes Neri Paulo Tramontina Tarso Ughini Zanatta -----------------------------------Jornalista Responsável Teresa Maria Schembri (MTB 6240/25/91RS) Editoração Eletrônica Gabinete de Comunicação Integrada Impressão Gráfica Relâmpago Tiragem 5.000 exemplares

Se o mundo não acabar dia 21 de dezembro - o que eu tenho certeza em 99,99% segundo o tal Calendário Maia, as perspectivas para 2013 são de que a economia e a indústria brasileira retomarão o crescimento e, segundo dados da CNI (Confederação Nacional da Indústria), os números do PIB e da indústria devem girar em torno dos 4%, em ambos os casos. Os efeitos das medidas de estímulo aplicadas pelo governo, como a desoneração da folha de pagamento, a redução dos juros e das tarifas de energia, deverão ser sentidas nos próximos meses. E a demanda doméstica mais forte que a demanda externa, como ocorreu em 2011 e 2012, vai continuar mantendo o mercado aquecido. No Rio Grande do Sul, a recuperação da safra de grãos ga-rantirá uma expansão da economia gaúcha acima da brasi-

leira. No cenário do nosso segmento, na atualidade, a frota brasileira nunca teve um mercado do tamanho que tem, passa de 45 milhões de veículos, e um consumidor mais atento com seu carro. Além disso, a chegada da Inspeção Ambiental Veicular, que eu acredito ser apenas uma questão de ajustes em 2013, tende a potencializar o mercado de reposição. Por isso é muito importante que as oficinas menores acompanhem o mercado e invistam em atualização de equipamentos e formação para a reparação dos veículos mais novos. A tendência, dizem os estudiosos do mercado, é de que haverá crescimento expressivo para o setor, cerca de 10% ao ano, até 2016, com oportunidades para o mercado de reposição. Mas o que significam todos esses números e tendências que estou apresentando?

Nada, se não houver empenho de cada um em tocar seu empreendimento. Nada de ficar esperando. Dados favoráveis ou desfavoráveis são apenas indicadores do que pode vir. Será o trabalho desenvolvido que realmente fará a diferença. Feliz Natal e um esplêndido 2013, acredite que o melhor está a caminho! Enio Guido Raupp, Presidente do Sindirepa-RS

Novo TRCT: obrigatoriedade de utilização foi prorrogada para 01/02/2013 As rescisões de contrato de trabalho deverão ser impressas de acordo com o novo formulário aprovado pela Portaria MTE 1.057/2012. Esta portaria tornava obrigatória, a partir de 1º de novembro de 2012, a utilização dos seguintes formulários: TRCT - Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho; TQRCT - Termo de Quitação de Rescisão de Contrato de Trabalho; THRCT - Termo de Homologação de Rescisão de Contrato de Trabalho. Entretanto, o MTE publicou em 01/11/2012 a Portaria 1.815/2012 adiou a vigência da obrigatoriedade para 1º de fevereiro de 2013, data a partir da qual as empresas deverão se utilizar dos novos modelos de formulários quando das rescisões contratuais. Assim, serão aceitos até 31 de janeiro de 2013 termos de rescisão do contrato de trabalho elaborados pela empresa, desde que deles constem os campos de TRCT aprovado na Portaria MTE 1.057/2012.


Informativo - Novembro/Dezembro 2012 - 3

Asdap promove evento para marcar 10 anos da entidade O primeiro jantar de relacionamento da Associação Sul-Brasileira dos Distribuidores de Autopeças (Asdap) entre membros e lideranças do setor automotivo, realizado no dia 23 de novembro, no Restaurante Dado Bier, em Porto Alegre, serviu para marcar os dez anos de fundação da entidade. O presidente, Henrique Steffen, considera 2012 como um ano positivo para a entidade, que lançou no último mês, inclusive, sua revista. “Também celebramos uma parceria com o Sindirepa-RS, o que considero um passo importante na nossa caminhada. Nossa participação como apoiador nos eventos da cadeia automotiva nos fez avançar, inclusive, como entidade nos trouxe resultados positivos e passamos a planejar uma ação maior”, disse ele. Entre as ações desenvolvidas pela Asdap, cita ação conjunta com o governo do Estado, através da qual foi combatido o “fenônemo Brasília”, incluindo o grupo de produtos autopeças no Programa RS Competitivo. No combate à guerra fiscal estabeleceu li○

Direito

A ética nas oficinas mecânicas junto ao consumidor por Rachel Marques da Silva Advogada, Especialista e Mestre em Direito pela PUC/RS, Professora e Coordenadora do Núcleo das Práticas Jurídicas na Rede CNEC – Unidade de Ensino FACENSA - Gravataí/RS

Grupo busca o fortalecimento e a integração do setor um setor que merece ser visto com melhores olhos por parte do governo, pois é grande o número de empregos diretos e expressiva a arrecadação de impostos gerados pelo setor. Em sintonia com o Sindirepa-RS, Steffen repete o que já afirmou em outras ocasiões: “o Sindirepa-RS é a casa da gente, é onde aprofundamos o relacionamento em prol do setor, que sempre sofreu na sua imagem, pela grande informalidade. Por isso somos a favor da Substituição Tributária”, cita ainda. Esta parceira entre as entidades vai prosseguir em 2013. “Estamos estudando novas ações”, finaliza.

mitação do crédito fiscal nas entradas de mercadorias oriundas de estabelecimentos localizados em outros estados. Também na implantação da Substituição Tributária (ST) no Estado, em fevereiro de 2008, obteve junto à Receita Estadual carência de quatro meses e parcelamento em 30 meses, sem juros, do ICMS devidos sobre os estoques. A Asdap busca, agora, fortalecimento e integração junto às demais lideranças empresariais do setor, como tem sido com o Sindirepa-RS, por exemplo, “onde temos a porta sempre aberta, para que possamos brigar por causas de nosso interesse. Somos ○

Meridional sintonizada com o ambiente do sindicato A distribuidora Meridional é uma presença constantemente das atividades do Sindirepa-RS. Para o diretor Flávio Telmo a constante atualização de informações do mercado que o sindicato proporciona ao integrar os representantes do segmento tem uma grande importância. “Reunir um grupo tão heterogêneo é que qualifica a ação. Juntar fabricantes, distribuidores (nacionais e regionais), concessionárias, reparadores e instituições permitem cria um ambiente muito rico de informação”, analisa. “Podemos, por exemplo, saber como estão

elaboradas pe-lo presidente Enio são maravilhosas!” O 4º Encontro da Reparação foi, para ele, um evento que ficará marcado nas Para Flávio Telmo 4º Encontro da pessoas que Reparação foi sensacional estiveram presentes. “Estava muito posicionadas as marcas que bonito. Foi um encontro representamos, medimos a satisfação e nos ajuda na ho- sensacional.” Segundo Telmo o ambienra do nosso reposicionamente estabelecido no sindicato to no mercado. Ainda tem o combina muito bem com o aspecto folclórico: as jantas

O Brasil é um país de grande desigualdade social, o que resulta em padrões não ético que violam os direitos dos consumidores e acabam por trazer prejuízos ainda maiores a alguns prestadores de serviços. Isso porque o consumidor conhece seu poder de influência nesta realidade e usa seu poder de compra apoiando a empresa que atua com ética e responsabilidade social. A conduta do reparador automotivo é julgada por suas ações perante os outros, e, nesse contexto, o veredito engloba avaliar se o profissional praticou uma boa ou má ação, o que a motivou, o seu caráter, e o que ele e os outros irão perder ou ganhar com tal ação. A conduta do mecânico e as regras usadas são o que irá determinar o sucesso ou o insucesso de suas atitudes. Quando o consumidor leva seu automóvel à oficina mecânica, busca um serviço competente, de qualidade, com a utilização de peças adequadas e a um preço adequado não necessariamente barato, mas sim um preço justo. Para oferecer este serviço de qualidade o profissional da reparação automotiva deve, constantemente, se dedicar à aprendizagem através de cursos de aperfeiçoamento, utilizar materiais recomendados pelos fabricantes, ater-se tão somente ao serviço que realmente achar necessário ao veículo, e o mais importante dar garantia do seu serviço de modo a garantir a satisfação de seu cliente. Este conjunto de observância ética fideliza o cliente e garante a continuidade dos negócios através da reputação e bons resultados da empresa, enquanto que atitudes inversas, até podem gerar lucros imediatos, mas que em médio prazo certamente levarão a empresa à falência, já que não só afastará o consumidor, levando-o ao concorrente, como ainda gerará uma imagem de mercado absolutamente negativa. Não tenho dúvida de que empresário bem sucedido é aquele que administra seus negócios dentro de normas éticas e morais bem definidas. E é por isso que vemos tantas oficinas mecânicas sendo abertas e fechando, todos os dias. Abrir uma oficina é muito fácil, o difícil é mantê-la em funcionamento; e isso, você, reparador automotivo o sabe muito bem... perfil da Meridional. “Temos uma política bem definida. Nós atendemos o varejo e as retificadoras e não o reparador diretamente. Mas estamos sempre atentos as suas preferências. Posso dizer que em 2012 alcançamos nossos objetivos. Em 2013 estamos agregando novos produtos, como caixa de câmbio de motores diesel.” Por sua vez, o SindirepaRS, como entidade representativa do Setor da Reparação

gaúcha se sente prestigiado pela Meridional por sua participação em todos os seus projetos. “No 4º Encontro da Reparação, foi um dos alicerces que possibilitou a realização do evento. Esperamos continuar contando com o seu apoio em nossas ações para o ano que vem, pois é uma ancora a impulsionar novas adesões, amenizando nosso trabalho”, comenta Renê Zanni, executivo da entidade.


4 - Informativo - Novembro/Dezembro 2012

Encontro da Reparação chega a sua quarta edição em noite de história do automóvel

O

4º Encontro da Reparação em Homenagem ao Dia do Mecânico, realizado dia 10 de novembro, surpreendeu os participantes. Com o tema "Times Square - a evolução dos carros através dos tempos" proporcionou momentos inesquecíveis. Um Frank Sinatra cover deu o clima à noite, que contou, ainda, com a apresentação de bailarinos que ajudaram a contar a história do automóvel através da dança. O executivo Renê Zanini agradeceu, na ocasião, a participação e o apoio das empresas parceiras ligadas à Câmara dos Fabricantes, com a parceria da Comissão de Eventos formada pelos distribuidores: Auto Peças Meridional, Auto Pratense, Cobra, DPS, Giros Peças,

New Kar Sul, Pégasus, Pellegrino, Polipeças, Real Moto Peças, Roles e Sama. “Não poderiamos deixar de agradecer a todos que direcionaram esforços para a realização de encontro em homenagem ao Dia do Mecânico. Um profissionalismo que cada um impôs para a obtenção do sucesso alcançado e que não pode ser mensurado. Apenas podemos sentir e agradecer. Queremos dizer que está sendo gratificante o retorno, não só daqueles que estiveram presentes, como também, daqueles que não foram, mas ouviram falar sobre o sucesso alcançado pelo evento", afirmou Re-nê Zanini. O 4º Encontro da Reparação contou com a patrocínio das empresas Aplic, Bosch, Gates, Mando, Nakata, NGK, Sabó, Sachs e Zen.

“Estava maravilhoso, sinceramente o que mais amei foi a Império da Zona Norte! Parabéns pelo evento, você se superou!", Lidiane Witt Nunes, Gerente Filial, Real Moto Peças Ltda. Baile começou em clima de carnaval e muita descontração

Amigos para Sempre tornou-se o hino do evento

“Queremos agradecer por ter feito parte deste evento e, principalmente, em ter como parceiros pessoas que servem de exemplos para novas gerações de profissionais”, Leandro Prado, Newkar Sul. “Foi com imensa satisfação que eu e minha esposa participamos, mais uma vez, do encontro de reparadores automotivos. O jantar oferecido foi de muito bom gosto e as apresentações foram de muitas alegrias”, Marco A. Colombo, Mecânica Colombo.

“ É primeira vez que participamos do Baile em homenagem ao Dia do Mecânico. Ficamos impressionados com a organização. O Sindirepa-RS está de parabéns. Agradecemos muito o convite e fazemos questão de participar no próximo ano”, Vera Martins, Tamborena Assistência Automotiva. “Foi uma festa maravilhosa! Adoramos as apresentações, o momento que cantamos o hino da amizade. Um evento que não se pode perder”, Edson e Daniela Marques EG Car Manutenção Automotiva

Bateria de escola de samba foi surpresa da noite

“Foi a primeira vez que pude participar. Imagino o que perdi não podendo estar nas edições anteriores. Vou apenas repetir as palavras de minha esposa: simplesmente maravilhoso!”, José Alquati, Pegasus Autopeças.

“Prezados amigos do Sindirepa-RS: Em 2013, estaremos todos os meses somando bons motivos para comemorarmos novamente juntos o desafio de superar este ano. Em 39 anos de mercado de autopeças, não vivi nada que se compare a grandeza do nosso Sindirepa-RS/2012. Parabéns Enio, Rene, Zé Luiz e Marcia", Sergio Galantin, Roles.

Alegria, amizade e integração unem a categoria

“Quero agradecer pelo convite. Vocês realizaram um evento grandioso e inesquecível. As surpresas foram incríveis”, Elaine Pagani, Coordenadora do Curso de Direito da CNEC/FACENSA - Faculdade Cenecista Nossa Senhora dos Anjos.


Informativo - Novembro/Dezembro 2012 - 5

Rachel Marques e Renê Zanini

Odone Gibk e Dirce Vasconcelos

Deloíze Lorenzet e Felipe Andreola

Luciano Saldanha e Gilmara Vasconcelos

José e Cleunice Alquati

João Guilherme e Salete Adam Henrique e Alice Steffen

Edir e Eunice Ohlweiler Oliveira

Helio e Jociara Santos

Lia e Geraldo Goldberg

Jonatas Bizarro e Chaiane Accorsi

Beatriz e Osmar Gottschefsky

Paulo Volpe, Eléa e Eduardo de Oliveira Fabio Silva e Suzana Sartori

Sergio e Cecilia Galantin

Eleonora Rossi e David Crusius

Markus e Veleida Blank Rômulo e Fernanda Nogueira


6 - Informativo - Novembro/Dezembro 2012

2012: um ano de crescimento e participação

O

SindirepaRS cumpriu uma extensa agenda de eventos e reuniões em 2012. Destacam-se o 1º Simpósio Sindirepa-RS sobre Gestão de Resíduos nas Oficinas Mecânicas realizado em 26 de abril, no Plenário Mercosul da Fiergs e o 2º Fórum de Debates Sindirepa-RS sobre Inspeção Ambiental Veicular, realizado no Auditório da Fatec (SenaiRS), dia 25 de setembro. A reprecussão desses eventos fez com que o sindicato passasse a fornecer informações junto ao Legislativo do Estado sobre esses dois assuntos. Além disso, sediou em abril, a instalação do Sindirepa Nacional, sendo uma das entidades mais atuantes do segmento, no cenário nacional, pois participa, ainda de ações e mobilizações em todo o território, como as reuniões do GMA (Grupo de Manutenção Automotiva), no

tivos desta reunião”, citou ele na ocasião. Também abraçou a bandeira das Oficinas de Chapeação e Pintura na negociação com as empresas seguradoras para reajustes de serviços, conforme solicitação das oficinas de Porto Alegre, Vale do Sinos, Vale do Paranhana, Canoas, Cachoeirinha e Gravataí, tendo ainda recebido o

grupo de Caxias do Sul pela semelhança da reivindicação. O Senai/RS entrou em parceria realizando um estudo dos custos do setor para dar suporte às tratativas. Parceiras importantes Procurando estar sempre em dia com as novas tecnologias para levá-las aos seus representados e atento ao

1º Simpósio Sindirepa-RS aconteceu em abril qual é membro permanente e, em agosto, se fez presente no Seminário da Reposição Automotiva, ambos ocorridos na capital paulista. Realizou diversas caravanas destinadas a visitar feiras e promoções que visaram atualizar seu público-alvo: em abril, a Automec Pesados em São Paulo (SP); em julho, a Autopar em Curitiba (PR) e, em novembro, a Automekhanica, na Argentina. Mas não se trata de ser apenas mero expectador do que

Enio Raupp (C) participou do Programa Comando da Cidade apresentado pelo comunicador Luiz Braz

vem acontecendo. O sindicato também atua vigorosamente na organização dos eventos, sendo integrante da Comissão da Autoparts, principal feira bienal do segmento automotivo gaúcho, que em 2013 está agendada para setembro, no centro de eventos da Fiergs, em Porto Alegre. O Sindirepa-RS promoveu, ainda, encontros com a cadeia automotiva em sua sede e, aproximou-se de seu público, realizou o primeiro Encontro da Família Sindirepa, um projeto acalentado há muito tempo. A ideia da diretoria foi oportunizar um relacionamento mais estreito e apresentar as atividades desenvolvidas pela entidade aos seus associados. O presidente do sindicato, Enio Raupp, destacou naquela noite, a presença das esposas dos reparadores, que em 70% das oficinas trabalham juntos, mas que pouco participam das atividades da categoria. “E esse é um dos grandes mo-

Café da Manhã apresentou palestrantes do Simpósio realizado no início do ano na Fiergs

Instalação do Sindirepa Nacional, na FIERGS


Informativo - Novembro/Dezembro 2012 - 7

Comissão de eventos papel importante em 2012

Associados prestigiram encontros da cadeia automotiva mercado, o sindicato firmou inúmeras parcerias com importantes integrantes da Cadeia Automotiva. No final de 2012, as empresas já puderam aproveitar o inicio de novas caminhadas em direção a solução de suas necessidades. Em estreita sintonia com a Federação das Indústrias RS e, por extensão, com o Senai Automotivo, o sindirepa-RS trabalha com estas entidades, através de convênio, com o objetivo de, em 2013, levar atualização tecnológica a todos os recantos Estado, atingindo, primeiramente, os municipios ainda não contemplados no corrente ano. Uma imensa gama de cursos foi disponibilizada para todos os setores e, em alguns casos, foram adequados cursos ou criados novos, para atender a necessidade pontual de determinada região do Estado.

Firmou parceria com o IQA - Instituto da Qualidade Automotiva, para qualificação de suas representadas a partir de 2013. Interessados em participar do processo já podem fazer sua inscrição para os primeiros grupos, diretamente no sindicato. As rotinas fixas que norteiam a representatividade daentidade e que agregam

valor pelos resultados obtidos aparecem nas negociações coletivas de trabalho, nada fáceis, para 2012-2013 (um ano atípico), e na prestação de consultoria jurídica em todas as áreas, bem como assessoria contábil, nos convênios estabelecidos, entre outros. Participou ativamente em projetos e ações da escola Senai Automotivo como, por exemplo, o aprimoramento do curso de formação de Técnico Mecânico Automotivo. Atendendo as necessidades das Oficinas Mecânicas, foi ajustado o perfil do profissional, através da grade curricular, em parceria com o Senai Automotivo e a Secretaria de Educação. Integrou a comitiva liderada pela FIERGS que participou do Encontro Nacional da Indústria -7º ENAI - CNI, realizado dias 5 e 6 de dezembro, em Brasília (DF). O tema desse ano foi “O Futuro da Indústria”. O evento reuniu mais de mil empresários e lideranças de entidades de representação da indústria, abrangendo seus diversos setores de todos os estados brasileiros. Durante o evento foram discutidas e apresentadas alternativas para contribuir com a efetiva conquista da competitividade da indústria nacional, promovendo uma maior integração.

Legislação

Segurança Veicular por Jorge Luiz Wojcicki Silva

Em acidentes de trânsito, o fato mais comum, para efeito de estatística é o enquadramento da causa no item "condutor perdeu o controle sobre o veículo". Como apenas os acidentes com vítimas fatais são repassados ao Instituto Geral de Perícias para análise e apontamento da real causa, os quadros estatísticos enquadram a falha mecânica no item falha humana. O que não está de todo errado: ao negligenciar na correta manutenção do veículo seu responsável falha e logo poderá ser cobrado durante uma situação de risco e emergência sendo-lhe negado o efeito que procurava no veículo para escapar daquela situação. Sempre que possível tenho alertado os profissionais do setor de reparação para a necessidade de aplicarem dois princípios: 1) direcionar todo o seu conhecimento para a prevenção quando estiverem diante de seus clientes; 2) não inventar. E é sobre este que eu quero deixar o meu recado. Muito comum o técnico, proprietário ou não da oficina, sugerir soluções na intenção de enquadrar o reparo necessário ao bolso do consumidor. Uma vez determinado o valor correto para sanar e/ou prevenir defeitos em um veículo, o orçamentista se compadece da capacidade de pagamento do cliente reduzindo itens importantes, substituindo-os por "similares" de baixa qualidade ou o pior, manipulando ou adaptando componentes estranhos ao projeto. Como perito e especialista em segurança veicular tenho me deparado com situações em que a intenção pode até ter sido boa, mas o resultado catastrófico. Uma vez alterado o projeto e não realizado o seu devido registro no prontuário do veículo via Certificado de Segurança Veicular (DENATRAN/INMETRO) a responsabilidade é toda do responsável da empresa que realizou a transformação. Desta forma alerto aos técnicos que insistam no conceito da manutenção preventiva, executada de forma correta, atuando junto ao cliente como consultor repassando a correta percepção do custo de uma vida. __________________________________________ (*) Eng. Mecânico, Consultor Técnico do SINDIREPA-RS e Diretor Técnico da Rede de Qualidade do Sul

Sindicato integrou a comitiva liderada pela FIERGS que participou do 7º ENAI - CNI, em Brasília

FÉRIAS COLETIVAS DO SINDIREPA-RS Comunicamos a Cadeia da Reparação Automotiva do Rio Grande do Sul, que o SINDIREPA-RS estará concedendo férias coletivas ao seu quadro funcional a partir de 17 de dezembro de 2012, retornando suas atividades normais no dia 2 de janeiro de 2013, no horário das 9h às 18h, ininterruptamente. Durante este período, havendo necessidade de contato urgente com o sindicato, utilize o email renezanini@sindirepa-rs.com.br ou Celular (51) 9441-3000, que retornaremos.


Visita à Automechanika 2012 O Sindirepa-RS formou um grupo para visitar a Automechanika, realizada em Buenos Aires, Argentina, entre os dias 14 a 17 de novembro último. O evento foi uma oportunidade para verificar as novidades em peças e equipamentos do setor de reparação automotiva, além de estabelecer contato e realizar negócios com diversos fabricantes internacionais. Anderson Cuadro (Racing Tech) foi um dos participantes que viajou acompanhado da esposa. “Achei tudo muito interessante. Inclusive minha esposa, que pouco entende do setor, gostou muito do que viu”, conta. Ele foi interessado, especialmente, em ver ferramentas e equipamentos como

scanners. “Fiz todos os contatos, mas em relação ao equipamento que escolhi, estou com dificuldade de fazer contato com o representante brasileiro”, revela. Independente da Automechanika ser uma das maiores feiras do setor, Anderson destaca que o fato de ser em outro país acrescenta muito. “São vivências diferentes e muito válidas, a gente volta com novos pensamentos”, explica. Ele já tem por hábito frequentar eventos e mostras do setor, para se manter atualizado. Apenas lamentou não ter se inscrito previamente nos seminários, conferências e encontros com temas relevantes, pois quando chegou lá já estavam todos lotados. Fica a dica.