Page 1

Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

Espaço Aéreo Caças da FAB autorizados a atirar

|| Page 1

CADERNO DA COPA Suplemento do Jornal B&B

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

Museu Pelé “Rei” será eternizado em Santos Brasil Hexa Na seleção, é “título ou inferno”.

Rooney, para salvar a honra dos “inventores” do futebol.


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 2

Aqui, a COPA tem mais sabor! Durante a Copa do Mundo, o Camila’s Restaurante será o lugar ideal para você assistir os jogos com a família e amigos. Além da tradicional Feijoada Brasileira, da melhor comida caseira, o Camila’s será o lar da torcida brasileira. Você entra com a vibração, o Camila’s entra com o tempero.

Orlando: 5458 International Drive Orlando, Flórida 32819 Segunda - Domingo: 11h até meia noite

Miami: 129 SE 1st Avenue - Tel.: 305.375.0992 Miami, Flórida 33131 Segunda - Sábado: 11h - 22h Dom: 11h - 16h

Jornal B&B

Faça a sua reserva*: 407.354.2507

(*) Durante os jogos da Copa do Mundo, o Camila’s Restaurante vai cobrar consumação mínima por pessoa, que inclui buffet e refrigerante à vontade. Consulte preço!


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

|| Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

Para a CBF, ganhar o hexa é

Obsessão!

“Se perdermos a Copa, vamos todos para o Inferno”

Com essas palavras o atual presidente da CBF, José Maria Marin, definiu como a entidade máxima do futebol brasileiro encara o desafio de nossa seleção em conquistar o sexto título mundial, na Copa que começa dia 12 de junho. “Já conversei bastante com Parreira e Felipão a esse respeito”, diz Marin, já sabendo que esta será a sua última Copa do Mundo como dirigente. Marin vai passar o comando do futebol brasileiro a Marco Polo Del Nero, seu sucessor eleito dia 16 de abril, mas que só tomará posse em 2015. A Copa de 2014 é a chance de Marin ser “imortalizado” na história do futbeol brasileiro, como o dirigente que levou a seleção à conquista do Mundial dentro de casa, já que não se apaga da memória o “Maracanazo” de 1950, quando perdemos a final para o Uruguay. “É vencer ou vencer. Se não, iremos todos para o inferno. Se não ganhar-

mos, vamos arcar com todo um legado de derrota e tragédia, como aconteceu em 1950. Aquele time era magnífico, a derrota ocorreu por uma fatalidade. Mas foi a derrota trágica e não a qualidade do time, que entrou para a história”, disse Marin aos jornalistas em entrevista na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Respondendo aos críticos de que a CBF relegou a segundo plano os campeonatos brasileiros e com isso está prejudicando seriamente os clubes, o dirigente foi enfático: “não se trata de relegar a segundo plano. Os campeona-tos nacionais acontecem todos os anos. Sediar uma Copa do Mundo é um fato extraordinário, que nós ainda tivemos o privilégio de sediar duas vezes, coisa que só aconteceu com México, Itália e Alemanha. É natural que todas as atenções do futebol brasileiro se voltem para a Copa. Este é mesmo um ano atípico”, concluiu. Outra grande preocupação de Marin, e que ele diz ser também uma prioridade de Felipão, é obter dos jogadores da seleção o máximo de comprometimento e

importância da conquista do hexa: “Cada jogador tem que estar focado em defender a seleção e buscar esse título. Insisto também para que todos saibam cantar, completa e corretamente, o Hino Nacional Brasileiro. Eles são um grande exemplo para o país.” E essa “pressão” pela vitória, não poderia ser um fator negativo a influenciar os jogadores? Marin deixa claro que, na seleção brasileira, pressão não é novidade alguma: “são craques que atuam nos maiores clubes do mundo, no Brasil e na Europa. Pressão existe sim, e enorme, mas não é novidade para nenhum deles. Acho que o estado psicológico da seleção está bem acima da média. Outros fatores podem influenciar, mas a pressão é mais que normal”. O Jornal B&B ouviu a opinião de artistas brasileiros que moram na Flórida, sobre quais os fatores que podem “interferir” negativamente na busca pelo sexto título mundial. Confira na página 19 deste caderno.

|| Caderno da Copa

|| Page 3


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 4

Política e superstição Serra Dourada

Morumbi e Serra Dourada - ambos fora da Copa - recebem os dois últimos jogos da Seleção antes do Mundial Em vez de “testar” estádios que serão usados na Copa, a Seleção Brasileira vai enfrentar a perigosa seleção da Sérvia, dia 6 de junho, às 4 da tarde, no Morumbi, “selando”dessa forma as pazes entre a CBF e o São Paulo FC, depois de anos de péssimo relacionamento, desde que o estádio do São Paulo foi excluído dos planos da Copa. A FIFA preferiu apoiar o projeto de construção do Itaquerão, que pertence ao rival Corínthians. O jogo contra os sérvios será o último da Seleção Brasileira antes da estréia na Copa, dia 12 de junho, contra a Bósnia, exatamente no Itaquerão. Três dias antes, a equipe fará o primeiro ensaio do período de preparação para o Mundial diante do Panamá, em Goiânia, no Serra Dourada. Muitos argumentam que esse jogo deveria ser em Brasília, no Estádio Nacional. O horário desses jogos - 4 da tarde - agradou a comissão técnica por causa dos confrontos da Seleção na primeira fase da Copa. A equipe brasileira vai disputar

os jogos da primeira fase à tarde –dois às 4 da tarde (contra Croácia, dia 12 de junho, em São Paulo; e Camarões, dia 23, em Brasília) e um às 5 (diante do México, dia 17, em Fortaleza). A escolha do Morumbi pelo presidente da CBF, José Maria Marin, foi a “cereja no bolo” do processo de “pacificação” das relações com o São Paulo. Marin é torcedor do clube paulista. Pelo histórico dos últimos anos, os jogos na capital paulista são sempre uma preocupação para a equipe brasileira. A equipe costuma ser vaiada. No último amistoso realizado em São Paulo, em setembro de 2012, os torcedores vaiaram o time o tempo todo e pediram a saída de Mano Menezes, mesmo com o Brasil vencendo a África do Sul, por 1 a 0. Ninguém admite publicamente, mas a escolha de Goiânia - que não está na Copa - sediar o primeiro amistoso do período de preparação, tem a ver com o fato da Seleção B rasileira ter treinado lá para a Copa das Confederações.

Call us Today! 407.249.1234

• • • • • • • • •

Wellness Visits Immunizations ADHD Asthma Allergy Weight Control Same Day Appointments Accepting New Patients Accepting Most Insurances

FIRE DEPT

S. HIAWASSEE RD.

FIRST CHOICE PEDIATRICS

Kirman RD.

Pediatric Specialists

RALEIGH ST.

1601 Park Center Drive, Suite 6 Orlando, Florida 32835 Hours: Monday - Friday 8:15 am - 5:00 pm

Advertising Guidelines Deadlines - Advertising and publicity deadlines are posted on Balcão Pages. It is the advertiser’s responsibility to submit fresh advertising materials each month if desired. Send Us Your News - Jornal B&B welcomes story ideas and Press Releases along with photographs of interest to the Brazilian Community living in the United States. Deadline to editorial is the 20th of every month.

Publisher: Eraldo Manes Junior V.P. Operations Maida Belíssimo Manes Editor-In-Chief: Carlos Borges

Distribution - The Brasileiras & Brasileiros is a Direct Mail publication targeting the Brazilian Community living in the US. More than 9,000 families receive by mail this publication free of charge. It is an audience of more than 40.000 readers a month. If you want to be added to this list, please find a subscription form inside this edition and submit to us. Wait for one month to start receiving your free copy.

Contributors: Carlos Wesley Maria Fulfaro Antônio Gomes (SP) Isabella Mello (BA) Renata Monteiro (RJ)

Additional Copies - Brasileiras & Brasileiros can be found in restricted commercial areas in Central Florida, such as Brazilian Restaurants, Supermarkets, Churches etc.Please Call us 407.855.9541 to know where it is available.

Design: Plus Media International Correspondent: Edinelson Alves Contributing Writers: Fabio Lobo, Claudemir Oliveira, Peter Roman, Amaury Jr., Nilson Dizeu, Adalberto Piotto, Peter Ho Peng, Robson Franca, Edinelson Alves, Luciana Bistane, Roberta Detti e Marcio da Cruz Alves. Sales Managers: Paulo F. Martins (in memorian) Sandro Coutinho: (407) 219-6092 Cecilia Weissberg: (954) 589.7201

JornalB&B

P E D I A T R I C S

www.fcpediatrics.com

PARK CENT RAL D R.

FIRST CHOICE

Brasileiras & Brasileiros, Inc. Fundado em 1994 • 5534 Hansel Avenue Orlando, FL 32809 USA Fone: (407) 855-9541 Fax (407) 855-6135 www.jornalbb.com info@jornalbb.com

Distribution: CC Distributors

Duplicates - If you receive more than one copy both in your name or the same address, please call us at 407.855.9541 to cancel one copy. Thus we will give the opportunity to other new reader start receiving this free publication. Responsibility - Products, services, information and/or opinions featured in ads content offered to readers are not an endorsement by the publisher Brasileiras & Brasileiros, Inc. Publisher assumes no responsibility for errors, gimmicks or hassles, in any customer-approved advertising copy for this publication. No part of this publication may be reproduced without written permission from the publisher. Brasileiras & Brasileiros, Inc. reserves the right to refuse advertising spaces at the publisher’s discretion. Copyright 1994-2014. All rights reserved.

WINNER

Brazilian International Press Awards √ Outstanding Work - 2013 √ Best Community Article - 2012 √ Women Community Leadership - 2011 √ Golden Award (Over 10 Years of Service) √ Editor of the Year - 2008 √ Newspaper Layout - 2008 Hispanic Corporate Achievers √ Hispanic 100 Media - 1997

Circulação Certificada

Periodical # 018-834 Jornal B&B USPS # 018-834 IS PUBLISHED MONTHLY by Brasileiras & Brasileiros, Inc. - 5534 HANSELAVENUE, ORLANDO, FL 32809. POSTMASTER: SEND ADDRESS CHANGES TO: Brasileiras & Brasileiros, Inc. 5534 HANSEL AVENUE - ORLANDO, FL 32809. PERIODICALS POSTAGE PAID AT ORLANDO, FL 32809 Member:


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 5

Aqui o seu dia começa e termina bem Dois estilos de restaurantes para você escolher: Boi Brazil Express e Boi Brazil Churrascaria

Café da Manhã $ .50 8 7am - 11am

Buffet Completo no Estilo Brasileiro

11am - 4pm

Almoço

Pratos a partir de $ .99

6

Churrasco Rodízio

Almoço $23.05 e Jantar $27.95 Buffet Completo de Salada e Pratos Quentes. Picanha e mais 8 tipos de Carnes. 11am - 10pm

- Fraldinha - Alcatra - Lombo - Frango com Bacon - Picanha com Alho

Jornal B&B

Reservas: 407.354.0260

NOVOS ENDERÇOS: Espaço amplo e confortável para receber mais 300 pessoas. Venha Conhecer

Boi Brazil Churrascaria 5600 International Drive - Orlando, Fl 32819

www.boibrazil.com

boi brazil

Boi Brazil EXPRESS 5648 International Drive - Orlando, Fl 32819


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

Globo testa Ultradefinição 4K em alguns jogos da Copa

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 6

Pilotos da FAB poderão derrubar aviões que desrespeitarem regras do espaço aéreo

Caça F-5 da FAB armado com míssil e sendo abastecido em vôo: ordem para abater aeronave que não obedecer restrições durante a Copa.

A Copa do Mundo de 2014 será a plataforma de testes para as primeiras transmissões de TV em ultradefinição 4K - no Brasil. Essa tecnologia permite uma qualidade de imagem e som quatro vezes maior do que a HD e será testada pela Globosat. Para isso, a empresa da Globo comprou um caminhão com sistema de TV móvel que inclui unidade com ilha de edição e 12 câmeras. O sistema vai gerar um sinal, utilizado pela FIFA, em alguns dos jogos do mundial, possivelmente os jogos mais importantes do evento. Entretanto, a Globo vai utilizar tanto a unidade 4K como

a de HD em todas as suas transmissões em diversos canais, como o Sport TV. O projeto 4K é resultado de uma parceria entre a FIFA, Globosat e Sony, que é detentora da tecnologia. O impacto para o público não será tão grande, já que só uma parcela muito pequena da população possui aparelhos receptores de 4K. No Brasil, o custo médio desses aparelhos gira em torno de US$ 8 mil. Falta “fechar” o pacote com operadoras grandes como Net e Sky, que já demonstraram interesse nos testes, que deverão atingir cerca de 200 aparelhos no eixo Rio-São Paulo.

Rio vai ser “coração” da Copa Por inúmeras razões, o Rio de Janeiro será, de fato, o “coração da Copa 2014”. Além de receber sete jogos do mundial, incluindo a final, a cidade vai abrigar o Centro Internacional de Transmissão (IBC, na sigla em inglês), no Riocentro; o Centro Aberto de Mídia e a Central da Fifa, no Forte de Copacabana; e o Fifa Football for Hope, evento social na Vila Olímpica do Caju, com delegações de crianças carentes de 32 países.

A expectativa é de que o Rio receba de 500 a 600 mil turistas durante a Copa do Mundo, entre os dias 12 de junho e 13 de julho, cerca de 40% de todos os turistas estrangeiros que vierem ao país nesta época. Também no Rio ficarão hospedados a maioria dos jornalistas credenciados (mais de 3.000) e muitas das bases das emissoras de TV. Depois do Rio, Brasília e Salvador eceberão mais turistas e autoridades para a Copa.

As aeronaves que não respeitarem os horários e as áreas restritivas no espaço aéreo brasileiro durante a Copa, serão abordadas por aviões da FAB e obrigadas a deixar o espaço aéreo. Se, mesmo assim, a determinação não for respeitada, os caças brasileiros têm permissão para medida mais drástica: abater as aeronaves. Interrupções no tráfego aéreo fazem parte do esquema de segurança da Copa do Mundo. Entretanto, desde que as restrições foram anunciadas, em 2013, houveram mudanças radicais que amenizaram, em muito, o impacto a ser sentido pelos viajantes. Agora, apenas alguns aeroportos vão permanecer fechados por até sete horas nos dias de jogos. A preocupação se torna mais intensa apenas por conta da presença de chefes de Estado e autoridades de diferentes países.

Um dos aeroportos que minimizaram bastante o impacto das medidas de segurança foi o Aeroporto Internacional de Salvador. Alí, as restrições serão voltadas apenas para vôos de ultraleve, balões dirigíveis, asas-deltas e aviões de pulverização agrícola. Isso é explicado a partir de uma classificação do Comando da Aeronáutica, que determinou três níveis de restrição ao tráfego aéreo: branca (Reservada), amarela (Restrita) e vermelha (Proibida). Além de Salvador, São Paulo e

Curitiba estão fora das zonas vermelha e amarela. Já Belo Horizonte, Manaus, Rio de Janeiro (Santos Dumont), Fortaleza e Cuiabá estão localizadas na zona vermelha, onde os aeroportos deverão estar fechados para qualquer tipo de pouso e decolagem nos horários previstos. As cidades que estão na zona amarela são Brasília, Guarulhos, Porto Alegre, Recife e Rio de Janeiro (Galeão). Os vôos vão ocorrer, mas haverá um esquema especial de segurança e revista nos passageiros e nas bagagens.

Aeroporto de Belo Horizonte está na “Zona Vermelha”, a que tem mais restrições.


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 7

Com a inauguração do museu que imortaliza sua vida e sua carreira, Pelé concretiza o que ele mesmo define como “o maior sonho de minha vida”. O museu terá mostras itinerantes pelo mundo, e dezenas de países já demonstraram interesse por essas mostras

Um livro essencial Acima do futebol está a lenda. Uma estranha magia se impõe ao esporte. E o jogo se transforma em saga, desperta paixões, cria mitos, heróis, glórias e tragédias. Exaltado pelas multidões, o futebol criou em seu lado sombrio um mundo à parte, onde envolve poderosíssimos interesses políticos e financeiros. Mas nada se sobrepõe ao encanto desta ‘festa pagã’. Para captar este universo de perdas e conquistas, o escritor uruguaio Eduardo Galeano penetrou nas profundezas da história e das histórias que se passam dentro e fora das quatro linhas. “Futebol, ao sol e à sombra”, lançado, oportunamente, às vésperas da Copa do Mundo, é um verdadeiro monumento à paixão pelo futebol. Ali desfilam perfís e histórias de legendas como Pelé, Di Stéfano, Maradona, Zizinho, Didi, Garrincha, Obdúlio Varella - o carrasco uruguaio de 1950 -, o aranha negra Yachin, Leônidas, Platini, Domingos da Guia, Friedenreich e muitos outros craques. Um livro essencial tanto para quem é fanático como para quem quer entender melhor essa paixão mundial sem fronteiras e sem limites.

Museu Pelé abre dia 6 de junho e será “pérola” no Centro Histórico de Santos Em vez do projeto futurista e inspirado num estádio de futebol, que seria localizado na área do Emissário Submarino de Santos, o Museu Pelé deu uma “guinada histórica”. Embora a um custo maior que o planejado (30 milhões em vez dos 18 milhões de dólares inicialmente previstos), defnitivamente o Museu já será aberto como, ao mesmo tempo, patrimônio esportivo e histórico. Será inaugurado dia 7 de junho, na cidade que acolheu e projetou o “Rei do Futebol”, ocupando os três blocos do Casarão Valongo, no Largo Marquês de Monte Alegre, no centro histórico de Santos. O Museu Pelé terá 2.500 peças e

sua implementação está orçada em 23 milhões de dólares. Alí estarão desde o radinho de pilha do pai de Pelé - o jogador João “Dondinho” Nascimento - às réplicas da Taça Jules Rimet, presenteada a ele pela FIFA em 1970, e da Bola de Ouro que lhe foi entregue pela FIFA este ano. A inauguração do Museu Pelé antigo sonho do jogador, do clube da cidade de Santos - ocorrerá cinco dias antes da abertura da Copa e atrairá a Santos uma multidão de jornalistas e celebridades que já estarão no Brasil para a abertura do mundial, dia 12, em São Paulo. Há curiosidades incríveis no museu

do craque maior do futebol, que era engraxate em Baurú muito antes de sonhar com os gramados. O primeiro pagamento, uma moeda de 400 réis (hoje equivalente a 50 centavos de Real) foi quando Pelé tinha apenas 10 anos, em 1950. O craque, hoje com 74 anos, mas ainda exibindo uma forma física invejável. Está muito emocionado com a inauguração: “Este museu significa perpetuar a minha história dentro e fora do esporte. É um exemplo de um brasileiro que servirá para as futuras gerações”, disse o “Rei”. O Museu Pelé ainda nem foi inaugurado e já desperta interesse mundial. 32 museus e organizações

internacionais que já manifestaram interesse em promover a mostra intinerante do museu em seus países. Essas mostras percorrerão o mundo, já a partir de 2015. A reforma do Casarão Valongo conservou a aparência histórica externa e modernizou o interior do prédio, com alta tecnologia. O novo ambiente inclui um auditório e espaços para exposições itinerantes. O Museu fará convênios com instituições de ensino, esportes e pesquisa e terá uma intensa agenda de atividades sociais e comunitárias.


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 8

Nem mesmo grandes shows podem “salvar” as Arenas

Através do B&B, Neymar e o futebol brasileiro animam fã mexicano preso Hilário Morales Cortez é um mexicano, detido por questões imigratórias na Liberty Corrections Institutions, em Bristol. A redação do Jornal B&B foi surpreendida quando recebeu uma correspondência de Hilário. O envelope (cujo conteúdo está reproduzido acima e à direita) continha um desenho do craque Neymar, inspirado na foto da capa do B&B - publicado em fevereiro de 2014 - e uma carta cujo texto está traduzido abaixo: • Prezados Senhores: Meu amigo brasileiro que está na prisão comigo, recebe todos os meses o seu jornal e eu peço que ele traduza para mim o que eu não entendo. Sou mexicano e adoro futebol, meu jogador favorito em todo o mundo é Neymar e na sua edição de fevereiro vocês publicaram muitas fotos do meu jogador favorito. Eu desenho como “hobby” e para passar o tempo, decidi fazer um desenho reproduzindo a capa do jornal. Estou enviando para vocês, que podem guardá-lo. Eu gostaria que vocês tivessem. Eu gostaria muito de

Para manter uma Arena Multiuso moderna, como as 12 que foram construídas para a realização da Copa no Brasil, é preciso muito mais do que um time de futebol de massa para garantir audiência e receita. Nem mesmo clubes de reconhecida força na bilheteria, como Corínthians e Flamengo têm estatísticas que possam “garantir” a manutenção de estádios como o Itaquerão ou o Maracanã. E olhem que estamos falando de times de enorme popularidade, mas cuja média de público

Em pânico, arenas fazem “leilão” para atrair mega shows A carta que Hilário enviou ao B&B

ter uma foto de Neymar autografada por ele para minha coleção. Eu vou ser deportado para o México quando cumprir minha sentença. E graças a seu ótimo jornal, eu comecei a fazer minha coleção de fotos para levar para casa. Obrigado, Hilário Morales Cortez • O Jornal B&B está acionando várias formas para obter a foto autografada por Neymar, para fazer chegar a Hilário. Afinal, a gentileza de seu gesto e o amor ao futebol brasileiro, justificam nosso empenho.

pagante nos estádios, nem chega a 20 mil espectadores por jogo. Enquanto o Itaquerão está dimensionado para 70 mil pagantes, o Maracanã poderá receber até 90 mil. Imagina-se que somente em jogos decisivos desses dois times é que essa lotação seria alcançada.

depois da Copa. Especialmente Cuiabá, uma cidade com menos de 500 mil habitantes, e que não está na rota dos grandes shows. Mesmo Brasília, cidade com maior renda “per capta” do país, teria estrutura para manter o Estádio Mané Garrincha. O “fantasma” dos elefantes brancos segue rondando e tirando o sono de quem tem a obrigação de lotar essas arenas. O gerenciamento financeiro de um mega show é tão complicado quanto a mais elaborada ciência. São muitos os fatores que podem determinar o fracasso e alguns poucos que podem garantir o sucesso de uma produção de altíssimo custo, envolvendo cachês milionários, grande equipe artística e técnica, logística de hollywood e uma longa lista de “imponderáveis” que pode determinar a tragédia ou a alegria desse negócio de alto risco.

Nessa “tabuada” do show-business, o custo dos locais dos shows é ponto crucial. Nesse momento, com a oferta de 12 arenas caríssimas e que precisam ser mantidas, são os grandes empresários que estão com o poder. Como são poucos os nomes, nacionais e internacionais, que têm potencial para atrair 30, 40 mil pagantes, as Arenas se vêem na posição de “disputar” e até mesmo oferecer vantagens inimagináveis aos produtores. Com isso, correm o risco de perder dinheiro, só para manter uma agenda com nomes fortes. Beyoncé (em Fortaleza), Claudia Leite (em Recife) e Elton John (em Salvador) foram bons exemplos de mega-shows que deram lucro a todos. Mas estão mais para exceção do que para regra. Este é o pânico!

A esperamça das administrações das arenas residia na realização de grandes shows e eventos, mas o custo alto cobrado por esses estádios está afastando os produtores que não vêem como programar seus eventos nesses locais sem amargar um enorme prejuízo. Pior ainda para arenas como as de Cuiabá, Manaus e Brasília, que estão travando uma verdadeira “guerra” entre sí para atrair eventos

ESCRITÓRIOS MOBILIADOS PARA ALUGAR

Escritórios iados Mobil de a partir

U$

450

Escritórios Privativos inclui: - Sala de Reunião - Lounge - Recepcionista - Cozinha Equipada - Internet - Estacionamento

Escritório Virtual inclui: Endereço comercial, recebimento e envio de correspondências.

- Aluguel por Dia, Mês ou Ano - Localização Privilegiada - Wireless de Alta Velocidade - Serviço de Concierge - Caixa Postal Particular - Agendamento Online

- Atendimento Personalizado (Português/Inglês/Espanhol)

Escritório Virtual a partir de

U$

49

ALUGUE AGORA E RECEBA UM MÊS GRÁTIS 7901 Kingspointe Parkway, Suite 19 Orlando, FL 32819 Horário: Segunda a Sexta, das 9am - 5pm

Fone: 407-545-6418 - www.upperoffices.com

EXECUTIVE SUITES & BUSINESS CENTER

Jornal B&B

Desenho que Hilário fez a partir da foto de Neymar na capa do Jornal B&B


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

O que eles falam por aí....

“Não é apenas porque a Copa é em nossa casa. Temos um excelente time. Não há seleção melhor do que a nossa. Nosso maior rival não são nossos adversários. O Brasil só perde o Hexa para si mesmo” ( Zagalo, tetra-campeão mundial)

|| Caderno da Copa

|| Page 9

Carlos Wesley Carlos Wesley, carioca, é jornalista e produtor de vídeos.

carlos.wesley @yahoo.com

Neymar

A imprensa espanhola descobriu porque o Neymar não está rendendo tanto no Barcelona: o craque brasileiro está triste no time catalão. Pois é, jogar com Messi, Iniesta e Xavi, num dos campeonatos mais empolgantes do mundo, e receber um salário superior a 20 milhões de dólares por ano realmente é de cortar o coração. Francamente! Será que esse pessoal não percebe que o moleque tem só 22 anos e ainda está se adaptando a um novo país e uma nova realidade?

Miami Heat

Um pouco de basquete. O Miami Heat caminha a passos largos para conquistar seu terceiro título seguido. Não vejo na NBA time melhor do que o de LeBron James e Dwayne Wade, quando eles estão jogando para valer – o que não aconteceu em muitas partidas da temporada regular. Mas, como diz o outro, basquete “também, é uma caixinha de surpresas.

Bruno

Copa

Recebi um e-mail do leitor Ricardo Tenório, que é – pasmem – torcedor do Montes Claros, o time que quer contratar o (ex?) goleiro Bruno, condenado por assassinato. Ricardo diz que o (ex?) atleta já pagou pelo seu crime e que tem o direito de levar uma vida normal. “Quem pode atirar a primeira pedra?”, diz o torcedor mineiro. Bem, críticas ao sistema penal brasileiro à parte, está dado o recado.

Superfaturamento e atrasos nas obras, promessas não cumpridas, protestos. Bem, parece que tudo isso acabou influenciando a percepção do brasileiro em relação à Copa de 2014. Uma pesquisa mostrou que apenas 48% da população apoia a realização do Mundial no país. Vale lembrar que este índice já esteve em 79%, quando a Fifa anunciou o Brasil como sede das partidas. Pelo visto, só mesmo o hexacampeonato para tirar a frustração do torcedor.

Ingresso

Por falar nisso, um ingresso para a abertura da Copa – Brasil x Croácia, no dia 12 de junho, na Arena São Paulo – está saindo pela bagatela de 15 mil reais, nas mãos de cambistas. Um tremendo presente de Dia dos Namorados, que é comemorado naquela data. A final já está em torno de 40 mil reais. Os cambistas, inclusive, têm até um site para venda online... dá uma olhada: brasil. iguanatickets.com.

Brasileirão

Depois do fim dos campeonatos estaduais, alguns deles com retumbantes fracassos de público e qualidade técnica, chegou a hora do Brasileirão 2014, que já começou a pleno vapor e com polêmicas, claro. Mas, como é ano de Copa do Mundo, os jogos do campeonato nacional serão interrompidos por mais de um mês. Da última vez que isso aconteceu, o meu Fluminense assumiu a ponta logo após o recesso e foi campeão... bons tempos!

Libertadores

Apito brasileiro na MLS

O árbitro brasileiro Marcos Cézar Oliveira estreou -e bem - na liga master do futebol norte-americano, que é a MLS. Ostentando uma carreira impecável e de enorme dedicação ao esporte e à arbitragem, Marcos é chamado pelos colegas como “Mr. FIFA”, já que acreditam que, muito brev, o juiz brasileiro, residente no Sul da Flórida, será juiz norte-americano na elite do futebol mundial. Quem conhece o trabalho de Marcos nas quatro linhas, também tem certeza disso.

Frustração

Enquanto a venda de passagens entre EUA e Brasil segue muito aquecida, a comercialização de “pacotes” para a Copa está muito abaixo do esperado.

Painel PFC

Na edição de junho desta coluna vamos dar cobertura especial ao Painel do Canal PFC no Focus Brasil, com temas interessantes: Brasileirão e MLS 2014.

No final da primeira fase da Libertadores, ficamos em 50%: dos seis times brasileiros que iniciaram o principal torneio das Américas, apenas três deles passaram à etapa seguinte: Grêmio, Atlético e Cruzeiro. Por outro lado, Flamengo, Botafogo e Atlético Paranaense ficaram pelo caminho. Pela primeira vez, três equipes brazucas foram eliminadas na fase de grupos. Nunca é demais lembrar que o Brasil conquistou os quatro últimos títulos, com Internacional, Santos, Corinthians e Galo.

Marcos Peres

Boa aquisição do Orlando City... mas o craque em questão não vai atuar dentro das quatro linhas. Marcos Peres, ex-Sport TV, será o narrador dos jogos da equipe na língua portuguesa, nas transmissões das partidas em casa, pela Internet (veja a entrevista na página 10 com o Marcos, que já se mudou com a família para Oviedo). Isso prova que a organização, presidida pelo carioca Flávio Augusto da Silva, está de olho no público brasileiro, como não poderia deixar de ser.


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 10

Marcos Peres, colunista do UOL e ex-Sport TV: “é preciso esperar um tempo para analisar o legado da Copa”

Depois de dois anos em New York, o paulista Marcos Peres agora vive na Flórida com a esposa e dois filhos.

O jornalista Marcos Peres é casado, pai de duas crianças. Nasceu em São Paulo e tem 35 anos. Começou a carreira na Rede Globo em 2000, onde permaneceu por 13 anos, até julho de 2013. Cobriu diversos eventos internacionais em mais de 25 países. Depois de ser correspondente do SporTV - canal de esportes das Organizações Globo - em New York, durante dois anos e meio, Peres mudou-se para a região central da Flórida, para concluir seu MBA pela Rollins College. Marcos Peres atualmente é colunista de esportes do maior portal de conteúdo do Brasil, o UOL. O B&B conversou com Marcos sobre a Copa 2014: B&B - Marcos, como é a visão do jornalista que conhece a fundo o futebol brasileiro, mas enxerga a realização da Copa sob a perspectiva de quem mora fora do país? Foi uma boa idéia brigarmos para sediarmos o mundial? MP - O projeto apresentado pelo governo brasileiro quando da candidatura do Brasil para a Copa do Mundo parecia fantástico. Principalmente para quem não conhece bem o país. Obras vitais de infraestrutura foram prometidas em diversas regiões do nosso imenso país. Elas beneficiariam dezenas de milhões de brasileiros. A Copa prometia viabilizar

projetos estagnados durante décadas. Seria uma revolução no sistema de segurança, nos sistemas viário, aeroportuário, criaria inúmeras oportunidades de negócios e geração de capital, além de milhões de empregos. Seria um grande legado. Em 2007, quando o Brasil ganhou a eleição da FIFA, o país vivia um momento de grande desenvolvimento econômico. À época, o então presidente Luiz Inácio “Lula” da Silva prometia que não haveria o envolvimento de dinheiro público em construções de estádios e eventos privados da FIFA. Bem, o projeto era encantador. Mas a incompetência de alguns administradores, combinada à corrupção, à ganância dos interesses políticos, não o deixou sair do papel. A Copa deveria elevar a auto-estima do povo brasileiro. Mas, a poucos dias do início do mundial, o que se vê, na minha opinião, é exatamente o contrário. B&B - Qual a maior vantagem e a maior desvantagem nesse projeto? MP - É preciso esperar alguns anos para se analisar o legado de um grande evento esportivo, como a Copa ou as Olimpíadas em um país em desenvolvimento como o Brasil. Não só pelo ineditismo da organização de eventos multibilionários como esses (a Copa do Mundo de 1950 não envolveu tantos inte-

Acima, o jornalista entrevistando grandes estrelas do esporte, o brasileiro Anderson Silva e o norte-americano Mike Tyson.

resses comerciais, nem tanto dinheiro). Mas, principalmente, para medirem os benefícios ou malefícios. Hoje, o Brasil tem um dos menores índices de desemprego da história, 5,1% em fevereiro de 2014, segundo o IBGE. Menor até do que a dos Estados Unidos, que fechou o mesmo período em 6,7%. Será preciso esperar para entender se a Copa e as Olimpíadas do Brasil têm algo a ver com isso ou não. A Copa e as Olimpíadas não vão levar o país à falência. Porém, o grande ponto negativo a ser discutido é a oportunidade, nesse caso, as grandes oportunidades perdidas de se construir não só oportunidades econômicas, atrair investimentos, mas principalmente um legado social positivo, aumentar a credibilidade do Brasil para o mundo e dos brasileiros para nós mesmos. A forma com que um povo se organiza, se mobiliza diz muito sobre o seu passado e seu futuro. B&B - Em campo, a Copa de 2014 é um inevitável “já ganhou” para o Brasil. Ou é mais um “Tem que ganhar!” ? MP - Em campo será, sem dúvida, um “tem que ganhar”. O que sinto dos torcedores da seleção brasileira já não é mais um “já ganhou” há alguns anos. Pelo contrário. Hoje há um criticismo muito maior em torno da

seleção e de seus astros. A superexposição do estilo de vida – às vezes cheio de ostentações – dos jogadores milionários na mídia causou fenômenos ambíguos. O mesmo público que se sente atraído pelas aventuras de um craque em sua lancha cheia de mulheres o criticará sem dó caso ele tenha uma má atuação em campo. A um astro de futebol, não se permite mais separar a vida pública da privada, a vida pessoal da profissional. B&B - Quem você aposta que venham a ser as três grandes estrelas do Mundial? MP - Neymar ou Messi. Só um deles poderá ser a grande estrela do Mundial. O outro, talvez nem figure entre os três, tamanho o favoritismo de Brasil e Argentina. Cristiano Ronaldo tem poucas chances jogando pela atual seleção de Portugal. Mario Balotelli, da Itália, me parece estar pronto para figurar nessa lista. E o meia Iniesta, do Barcelona, também pode se tornar uma das principais figuras da história dos mundiais de futebol, caso a Espanha se torne bicampeã. B&B - Na sua opinião, se tivesse que apostar numa “zebra”, em quem apostaria? MP - Da forma com que se classificou, a França chega a essa Copa como “azarão”.

Apesar da tradição e do título mundial de 98, os franceses não conseguiram transformar uma boa geração de jogadores, como Ribéry, Evra, Nasri e Benzema em um time vencedor. Porém, se engrenar durante a Copa, pode chegar à final. B&B - Sobre sua vida aqui e agora. Como está sendo a troca de New York pela Flórida? MP - Eu passei dois anos e meio trabalhando em Manhattan, mas morávamos em New Jersey, Morris County. Temos paixão por aquela região do estado. Porém, a adaptação à região central da Flórida foi muito tranquila. Escolhemos uma cidade com base nas escolas municipais, já que tenho uma filha em idade escolar. Estamos plenamente satisfeitos com Oviedo, que também fica próxima da universidade do meu mestrado, a Rollins College. B&B - Quais são os seus planos depois de concluir a universidade? MP - Estou em negociações com uma empresa americana. Talvez tenhamos novidades já ao final de maio. Me daria a oportunidade de aplicar tudo o que venho estudando em management e ainda explorar minha experiência em comunicação.

Supermercado e Restaurante TUDO EM UM SÓ LUGAR

Jornal B&B

- Padaria - Mercado - Produtos do Brasil - Feijão Tropeiro - Tapioca - Frutas - Verduras - Açougue Completo

- Café da manhã - Almoço - Sopas - Salgados - Sanduíches - Salgadinhos - Doces - Sucos - Vitaminas...e muito mais!

- Feijoada aos Sábados - Costela e Picanha Assadas Horários: De 2a a 6a - das 8 am - 9 pm Sábado - das 8 am - 8 pm Domingo - das 8 am - 4 pm

2500 South Kirkman Road - Suite 118 Orlando, Florida 32811 - No Mall do Wal-Mart Amplo Espaço e Atendimento Personalizado

407.615.3000


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

|| Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 11

World Cup FIFA 2014 • Tabela Oficial Grupo

A

Dia 12/06 13/06 17/06 18/06 23/06 23/06

Hora 17:00 13:00 16:00 18:00 17:00 17:00

Grupo

B

Dia 13/06 13/06 18/06 18/06 23/06 23/06

Hora 16:00 18:00 13:00 16:00 13:00 13:00

Grupo

C

Dia 14/06 14/06 19/06 19/06 24/06 24/06

Hora 13:00 22:00 13:00 19:00 16:00 17:00

Grupo

D

Dia 14/06 14/06 19/06 20/06 24/06 24/06

Hora 16:00 18:00 16:00 18:00 13:00 13:00

BRASIL • CROÁCIA MÉXICO • CAMARÕES

Local São Paulo Natal Fortaleza Manaus Brasília Recife

Confronto_____________ Brasil x Croácia México x Camarões Brasil x México Camarões x Croácia Brasil x Camarões Croácia x México

FRANÇA • SUÍÇA EQUADOR • HONDURAS

Dia 15/06 15/06 20/06 20/06 25/06 25/06

Hora 13:00 16:00 16:00 19:00 16:00 17:00

ESPANHA • HOLANDA CHILE • AUSTRÁLIA

Local Salvador Cuiabá Porto Alegre Rio de Janeiro Curitiba São Paulo

Confronto_____________ Espanha x Holanda Chile x Austrália Holanda x Austrália Espanha x Chile Austrália x Espanha Holanda x Chile

Dia 15/06 16/06 21/06 21/06 25/06 23/06

Hora 19:00 16:00 13:00 18:00 13:00 13:00

Confronto_____________ Colômbia x Grécia Japão x Costa do Marfim Colômbia x Costa do Marfim Grécia x Japão Japão x Colômbia Costa do Marfim x Grécia

Dia 16/06 16/06 21/06 22/06 26/06 26/06

Hora 13:00 19:00 16:00 18:00 13:00 13:00

Confronto_____________ Uruguai x Costa Rica Inglaterra x Itália Uruguai x Inglaterra Itália x Costa Rica Itália x Uruguai Costa Rica x Inglaterra

Local Salvador Natal Fortaleza Manaus Recife Brasília

Hora 13:00 18:00 13:00 16:00 17:00 17:00

Local B. Horizonte Cuiabá Rio de Janeiro Porto Alegre São Paulo Curitiba

F

Grupo

G

Confronto_____________ Alemanha x Portugal Estados Unidos x Gana Gana x Alemanha Portugal x Estados Unidos Alemanha x Estados Unidos Portugal x Gana

RÚSSIA • BÉLGICA ARGÉLIA • CORÉIA DO SUL

Dia 17/06 17/06 22/06 22/06 26/06 26/06

Grupo

Confronto_____________ Argentina x Bósnia Irã x Nigéria Argentina x Irã Nigéria x Bósnia Nigéria x Argentina Bósnia x Irã

ESTADOS UNIDOS • GANA ALEMANHA • PORTUGAL

URUGUAI • INGLATERRA ITÁLIA • COSTA RICA

Local Fortaleza Manaus São Paulo Recife Natal B. Horizonte

Local Rio de Janeiro Curitiba B. Horizonte Cuiabá Porto Alegre Salvador

E

Confronto_____________ Suíça x Equador França x Honduras França x Suíça Honduras x Equador Suíça x Honduras Equador x França

ARGENTINA • NIGÉRIA BÓSNIA HERCEGOVINA • IRÃ

COLÔMBIA • GRÉCIA JAPÃO • COSTA DO MARFIM

Local B. Horizonte Recife Brasília Natal Cuiabá Fortaleza

Local Brasília Porto Alegre Salvador Curitiba Manaus Rio de Janeiro

Grupo

Grupo

H

Confronto_____________ Bélgica x Argélia Rússia x Coréia do Sul Bélgica x Rússia Argélia x Coréia do Sul Coréia do Sul x Bélgica Rússia x Argélia


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

|| Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 12

No mercado das modelos “sexy” quanto vale ser eleita a “Musa da Copa” ? Nem só de “marias chuteiras”, garotas bonitas, com corpos maravilhosos - vive o universo feminino do futebol. Faz parte dele também o time cada vez mais “poderoso” das “musas”, que repetem nos estádios o fenômeno das “madrinhas de bateria’ que hoje são uma elite à parte nas escolas de samba.

Em vídeo, Parreira reforça a idéia de que a Seleção tem “obrigação” de ganhar Para o coordenador técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira, comandante da equipe do tetra, em 1994, o Brasil tem a “obrigação” de ganhar a Copa do Mundo deste ano. Para ele, como o Mundial será no País, os donos da casa vão entrar em campo com a obrigatoriedade de apagar o “Maracanazo”, faturando o hexacampeonato. “Pude presenciar na África do Sul como é importante a participação do torcedor, do povo, de todo mundo. O país se mobiliza em função da Seleção. No Brasil não vai ser diferente. Até como uma intensidade muito maior, porque nós somos o ‘País do Futebol’. Porque o País do Futebol

perdeu a primeira Copa em casa e tem a obrigação de ganhar a segunda Copa em casa”, opinou Parreira, em vídeo publicado no site da CBF. Ele, porém, garante que a Seleção Brasileira não sente o peso dessa responsabilidade e tem totais condições de atingir o objetivo no Mundial que começa em 12 de junho. “Isso nos dá uma responsabilidade muito grande, mas que não está nos atingindo. Estamos confiantes que o trabalho está sendo bem feito, bem conduzido”, comentou. “Os jogadores estão imbuídos de ganhar a Copa em casa. Temos um time muito bom. Temos um goleiro que já foi considerado o

BRAZIL SOCCER ACADEMY Treino todas as 2as Feiras e 5as Feiras

Horário: das 6:00pm às 8:00 pm Local: Tradewinds Park (Butterfly World) 3600 West Sample Road Coconut Creek, Florida 33073

Futsal Academy

Recreational

Todas as Terças-Feiras Horário: das 6:00pm às 8:00 pm Local: Glades Road com 441 West Boca Raton

Soccer League

Meninos e Meninas, dos 3 aos 14 anos.

Na entrevista ao site da CBF, Parreira disse que, depois de treinar equipes em cinco Mundiais, escolheu trabalhar na África do Sul em 2010 para sentir o gosto de comandar pela primeira vez o time da casa. “Há o envolvimento total do país, a responsabilidade que você tem, você passa a ser o foco central de tudo que acontece. As atenções estão todas voltadas para a Seleção, para o técnico, para os jogadores. A cobrança é muito maior. E a gente gosta desse tipo de desafio.”

O faturamento vem de contratos publicitários, desfiles, fotos e o sonho mais acalentado por todas: uma proposta para posar nua numa das principais revistas masculinas do país, entre elas a cobiçadíssima Playboy: “Dependendo do grau de ‘barulho’ que essa garota gerar, pode ganhar até um milhão de reais em contratos imediatos. Se vai durar depois disso, é impossível prever, mas algumas dessas modelos que se revelaram como musas de estádios, estão hoje fazendo carreira estável. São minoria, mas existem”, conclui o publicitário, ele mesmo garantindo que vai “ficar de

Thaysa Bueno, “corintiana rôxa”, está firme na disputa

olho” para ver quem se destaca nas arquibancadas da Copa. “Claro que quero ser a musa da Copa. Adoro futebol e vou estar lá para torcer pelo Brasil e, é claro, aproveitar a oportunidade de exposição”, diz Thaysa Bueno, uma linda paulistana de 21 anos. Seu verdadeiro objetivo é a carreira de atriz. As emissoras de TV sabem que essas garotas fazem parte do show e são “colírio” para o público que acompanha pela TV. Mas está cuidadosa porque, recentemente, apareceram nos estádios “musas patrocinadas” e estas serão automaticamente “tiradas do ar”.

TRABALHE COM AS MELHORES NO RAMO IMOBILIÁRIO DA FLÓRIDA Oferecemos assessoria completa: • Compra e venda de imóveis residenciais e comerciais • Pré-construção e revenda • Locação e administração • Financiamento Com profissionalismo e dedicação Penha e Liliam estarão com você durante todo o processo de tramitação do seu imóvel. Ligue hoje mesmo. Será um prazer atendê-lo!

SUMMER

CAMP COM PREÇOS ESPECIAIS

Dia: Sábados Horário: das 9:00am às 1:00 pm

Abertos todos os dias do ano.

Ligue Já!!

Soccer Academy & Travel Team

AULAS INDIVIDUAIS TODOS OS DIAS DA SEMANA

Jornal B&B

brazilsoccerflorida@gmail.com

(954) 709-1215 - (754) 366-6499

Liliam Silveira Scollo

Penha Bersan Licensed Real Estate Sales Professional

Filiados ao US Club Soccer e Challenge Sports 3 X 3 MATRÍCULAS ABERTAS:

melhor do mundo, os zagueiros, os laterais, os meias estão entre os melhores do mundo. Nossos atacantes estão no nível dos melhores do mundo. Temos um time muito bom e com vontade de ganhar a Copa”, garantiu.

Se no Brasileirão, as “musas” já fazem um enorme sucesso e cada vez ganham mais exposição na mídia, imaginem o que vai acontecer na Copa do Mundo. Uma explosão de belezas “lutando’ em seu próprio campo, pela celebridade instantânea que pode gerar bons lucros. “Uma garota dessas que conseguir exposição na grande mídia e cair nas graças da torcida e de quem comandar as transmissões e as coberturas na imprensa, pode ser guinada a condição de estrela instantânea e faturar bastante”, diz o publicitário Oto Vieira, da agênia MidiaMax, do Rio de janeiro.

Celular: (305) 495-8117 PenhaBersan@keyes.com www.keyes.com/penhabersan

Licensed Real Estate Sales Professional

Celular: (786) 290-6568 Lsilveirarealtor@gmail.com www.LiliamSilveira.keyes.com

OS RESULTADOS FALAM POR SI SÓ!


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

|| Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Page 13

Hall da Fama

Garrincha

Marzurkiewicz

Beckham

Roger Milla

Garrincha (Manuel Francisco do Santos) já era unanimedade no Brasil, jogando pelo Botafogo, quando colocou o mundo a seus pés na Copa de 1962. Com ele, o Brasil ganhou o bi-campeonato. Nas listas de melhores de todos os tempos, o “Mané” é sempre o ponta direita dos “experts”.

O goleiro uruguaio Ladislao Mazurkiewicz é até hoje considerado o mais completo goleiro de todos os tempos. Disputoua s copas de 1966, 1970 e 1974. Ficou famoso por defesas consideradas “impossíveis” e pelo drible histórico que levou de Pelé na Copa de 70.

O maior nome do futebol inglês dos últimos 20 anos, David Beckham foi responsável por devolver ao “english team” a atenção perdida após anos de frustrações em Copas do Mundo e Copas da Europa. Craque que simboliza o moderno futebol-empresa.

Roger Milla se tornou uma das grandes estrelas das Copas. No Mundial da Itália, em 1990, Milla jogou muito, deu passes incríveis, marcou quatro gols, e conduziu Camarões a uma inédita quartas de final, fazendo dos Leões os primeiros africanos a alcançarem tal estágio de uma Copa.

CAR POINT of Orlando

“Vendendo Carros, Fazendo Amigos”

• Compra e Venda de Automóveis, Vans e Pick-Ups • Financiamento Próprio e Bancos • Sem Crédito, sem Social Security, com Driver License do Brasil • Veículos Revisados com Garantia • Auxiliamos na compra do seu carro ZERO na concessionária • Encontraremos o Carro dos Seus Sonhos no Leilão

Qualidade e Cortesia

cristiane@carpointoforlando.com

4847 South Orange Blossom Trail - Orlando, Florida, 32839

www.carpointoforlando.com

Conroy Rd Millenia Mall

Americana Blvd

S. Orange Blossom Trail

John Young Pkwy

407.240.0300

S. Texas Ave

Holden Ave

Sand Lake Rd Florida Mall

Jornal B&B

Craques que entraram para a História


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Com Wayne

Vol 20

|| Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 14

Rooney, o “Leão” inglês A decepcionante participação na Copa de 2010, diz ele, “é coisa do passado”. A imagem de “bad boy”, ligado em prostitutas e festas antes e depois dos jogos, também já não o acompanha. O fato é que, além de craque indiscutível e autor de gols memoráveis, o inglês Wayne Rooney é, mais do que nunca, símbolo de uma seleção inglesa que está cansada de ter a liga mais rica e poderosa do mundo, e amargar eternas frustrações em Copas do Mundo. É o próprio craque David Beckham quem diz: “no mundo inteiro se cobra da Inglaterra um segundo título mundial, especialmente por termos a liga mais organziada e rica do planeta e por sermos os inventores desse esporte. Mas por alguma razão, quando chega na Copa, os nervos assumem o controle e craques como Rooney não demonstram sua real capacidade”. A Inglaterra vem à Copa no Brasil com muitas esperanças e boa parte repousa nos pés de Rooney, que desde sua estréia na Premier League, é um fenômeno. Foi o mais jovem goleador da liga quando tinha apenas 16 anos. Liderou o Manchester United num memorável tricampeonato inglês e no título da Copa da UEFA. Dezenas de prêmios internacionais e o reconhecimento como uma das maiores estrelas do futebol

atual. Sua atitude, agora, é de ferro: “O torcedor inglês não é diferente do brasileiro ou do italiano. Ele cobra e pressiona e se você não atua dentro do esperado, será crucificado. Devo isso a eles que me colocaram onde estou. Os fracassos são coisa do passado”, conclui.


volta a rugir!

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 15

Rooney: números e tópicos

p

Brasileiras & Brasileiros, Inc.

Camiseta: 10 Posição: Centro Atacante Idade: 28 Data de Nascimento; 24/10/1985 Cidade: Liverpool Altura: 5’ 10” (1.78m) Peso: 175 lbs (79.4 kg) • Pontos Fortes - Com a bola nos pés tem força e controle como poucos no mundo. Muito habilidoso nos chutes do longa distância. Em março, num jogo da liga inglesa, fez um gol cobrindo o goleiro adversário num chute da zona intermediária de seu próprio campo. • Elemento Tático - É totalmente dedicado ao time e segue as instruções do treinador à risca. Às vezes, até se prejudica em favor do esquema. • Pontos Fracos - Tem histórico de “cabeça quente” e, se marcado com excessiva dureza, tende a revidar e, com isso, provocar advertências e expulsões. • Extra Campo - Nunca escondeu que adorava vida noturna, bares e garotas de programa. Mas desde 2013 tem mudado essa imagem. • Frase - “Não jogo por dinheiro nem por fama. Tenho paixão pelo esporte e sou devotado ao time”.


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

Japão

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 16

“Zebras” & “Favoritos”

Melhor classificação nas Copas: O Japão só estreou numa fase final de Copa em 1998. Caiu nas oitavas em 2002 e 2010. O japão foi o primeiro país a garantir, “em campo” sua vaga para a Copa de 2014, como vencedor de seu grupo na Ásia. Mas não há como negar que, mesmo com o futebol tendo evoluído bastante no país, qualquer resultado mais expressivo dos japoneses no Brasil será uma grande “zebra”. Sobra garra e disciplina, mas ainda falta técnica apurada e tradição.

Rússia

Melhor classificação nas Copas: Ainda como “União Soviética” foi quarto lugar em 1966. Chegou às quartas em 58 e 62. Se considerarmos a Rússia e não a extinta União Soviética, o futebol russo tem pouca história nas Copas. Só participou das Copas de 1994 e 2002, caindo na fase de grupos. Desde então, nem alcança as finais. Vai para o Brasil embalado por uma nova geração de bons jogadores com a missão de animar a realização da Copa de 2018, em solo russo.

Nigéria

Bósnia

Melhor classificação nas Copas: Conseguiram chegar à fase final pela primeira vez em1994. Nunca passaram das oitavas. Com grande tradição no futebol africano e em competições mundiais como as Olimpíadas - Ouro em Atlanta 96 e Prata em 2008, na Austrália - a seleção da Nigéria é uma “eterna promessa de surpresas”, mas que ainda deve resultados mais relevantes nos mundiais. Vem para o Brasil com um time forte e experiente.

Melhor classificação nas Copas: A Bósnia nunca havia se classificado para uma fase final de Copa. Será a grande incógnita. Se o entusiasmo e orgulho dos torcedores contarem, a Bósnia pode ser uma grata surpresa no Mundial do Brasil. História, não tem. Tradição, menos ainda. Títulos, nenhum. É o que se pode chamar de “zebra européia voadora”. Ou seja, nada tem a perder e pode querer pregar uma peça aos argentinos e nigerianos, favoritos do grupo F.

IMIGRAÇÃO

Alexandre Law Firm

JornalB&B

- Asilo - Reforma - Cidadania - Residência - Deportação

- Vistos de Família - Vistos de Trabalho - Mudança de Status Imigratório - Crimigração

Consulta: (407) 370-6996 Atendimento: - Português - Espanhol - Chinês - Crioulo - Inglês Edison Samways of Counsel

7031 Grand National Drive - Suite 109 - Orlando, Fl 32819 www.alexandrelaw.com info@alexandrelaw.com

Felipe Alexandre NY State Bar


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

EUA

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014 ||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 17

“Zebras” & “Favoritos”

Melhor classificação nas Copas: Terceiro colocado na Copa de 1930. Oitava colocação na Copa de 2002. A classificação do time norte-americano para a Copa do Brasil foi uma das mais fáceis, graças à grave crise que quase tira da Copa seu maior rival, o México. A equipe norte-americana vem forte e com um conjunto que joga junto há muito tempo. Que ninguém se surpreenda se os EUA forem muito mais longe do que se imagina. Garra é a arma!

Suíça

Melhor classificação nas Copas: Chegou às quartas-de-final em 1934, 1938 e 1954. A seleção Suíça vem sendo considerada uma das “emergenetes” no recente panorama do futebol europeu, embora seja uma equipe inconstante, capaz de vitórias inesperadas e espetaculares, ao mesmo tempo que derrotas improváveis. O time tem boa técnica, mas não joga junto frequentemente porque todas as estrelas atuam fora do país.

Bélgica

Melhor classificação nas Copas: Quarta colocada na Copa do Mundo de 1986. O futebol dos belgas sempre foi muito técnico. Participando da maioria dos mundiais, sempre apresentou uma seleção forte, mas sem muita sorte. Depois de estar ausente nas Copas de 2006 e 2010, o país retorna com esperanças de reconquistar o respeito que a fez temida por 30 anos, entre as grandes do mundo, de 1982 a 2002.

Honduras

Melhor classificação nas Copas: Antes de 2014, só se classificou para as Copas de 1982 e 2010. A campanha da seleção de Honduras nas eliminatórias da Concacaf para o Mundial do Brasil deixou o país delirante. À frente dos rivais mexicanos, os hondurenhos estavam animadíssimos até que, num amistoso em Miami, levaram 5 a 0 do time de Felipão e o entusiamo arrefeceu. É zebra, sem apelação. Mas futebol, como se diz, são 11 contra 11. Será?


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

|| Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 18

ESPERANDO

São João Chegar!

24 de MAIO 19h às 23h

Festa Junina SERÁ UM NOITADA ALEGRE COM MUITA MÚSICA E COMIDAS TÍPICAS DA ÉPOCA. - SHOW MUSICAL com NILSON DIZEU, MARCELLO MACHADO E A PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DA CANTORA TATI TONALEZZI; - VOCÊ E SUA FAMÍLIA SÃO NOSSOS CONVIDADOS; - VENHAM SE DIVERTIR E DANÇAR FORRÓ PRA VALER; - Brincadeiras para a criançada com a Tia Irma & Cia na parte externa do restaurante. LOCAL: EXPRESS (UM BUFFET DE MUITAS IGUARIAS) INGRESSO COM TUDO INCLUÍDO: COMIDA E SHOW: PREÇO POR PESSOA: BEBIDAS À PARTE ADULTO: $20 - CRIANÇA: $10 Patrocínio:

Jornal B&B

Apoio Cultural:

Informações e Reservas: Nilson: 407.460.3914 5648 International Dr. - Orlando, FL 32819


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 19

Fala Torcedor! O Jornal B&B perguntou a artistas brasileiros radicados nos EUA, qual vai ser o maior obstáculo para o Brasil conquistar o hexa? Nervosismo, pressão da torcida, “salto alto” ou o clima de “já ganhou”? Márcio Mendes (New York/NY) “Como ex-jogador, tenho certeza que o maior problema que a Seleção vai enfrentar será a pressão de jogar dentro de casa, e com isso a torcida pode ser o fator antítese. Tanto pode “empurrar” para uma grande vitória ou decretar uma marcante derrota. Na minha opinião, seleções como Alemanha, Espanha e Argentina têm também muita qualidade e não têm pressão”.

José Paulo (Hartford/CT) “Eu acho que a pressão da torcida. Que jogando em casa e sediando a copa do mundo, eles se sentirão na responsabilidade de ganhar, embora nós sabemos que vai ser uma grande competição, eles vão ter que ficar calmos e fazer o que sabem de melhor”.

Soco Freire (Orlando / FL) “O nervosismo e a pressão por jogar em casa como favorito serão nossos grandes obstáculos. O segredo é manter a cabeça fria e bola pra frente”.

Joanna Nova York (New York / NY) “Eu acho que a nossa Seleção Brasileira vai sentir muito a pressão da torcida! Porque a torcida quer ver gol! Quer ver bola no pé! Quer ver show de bola! Jogando em casa...sabe como é que é? A torcida não vai deixar barato!”.

William & Wilmar (Boston/MA) “Olha, achamos que a torcida vai cobrar muito e isso pode causar nervosismo, sim. Mas nosso time já vem se preparando prá isso e com garra e sabedoria será possível levar mais um título, além do mais estarão jogando em território brasileiro”.

Pedro Lázaro (Miami/FL) “Nervosismo, puro e simples”

Especialistas em Computadores Jornal B&B

Eduardo Mendonça (Seattle / WA)

“Com certeza é o clima do ‘já ganhou’. Nós brasileiros esquecemos que nossos jogadores e técnicos “vendem-se” por contratos milionários para ensinarem o que sabemos para outros países. Essa cultura você não vê no esporte norteamericano que continua segurando a posição de melhores no basquetebol e futebol americano. Patriotas que somos, claro que no fundo ficamos no clima ‘já ganhou’, mas a realidade é que iremos enfrentar muitas feras que estão jogando tão bem quanto nós”.

Reparo de PC’S Montagem Personalizada Desenvolvimento de Network Instalação de Software

Rose Max (Miami Beach / FL)

“A impressão que tenho é que muitos dos craques brasileiros convocados para a Seleção atuam durante o ano em times europeus, onde ganham muito dinheiro e quando vestem a camisa da Seleção Canarinho, ficam morrendo de medo de quebrarem um osso, contundirem um músculo e terem que ficar no estaleiro, sem ganhar dinheiro depois.”

Tonia Elizabeth (Miami/FL) “Prá mim é o clima do ‘já ganhou’. Confiança excessiva às vezes atrapalha”.

Beatriz Malnic (Weston/FL) “Como torcedora que sempre torce para o Brasil na Copa acho que, em primeiro lugar, as estrelas do time devem estar de acordo em jogar para o time e não para sua glória pessoal. Desconheço a política por trás dos jogos, mas a torcida espera que o Brasil jogue muito bem, e isso deve criar uma tensão grande no time. Não acredito em clima de ‘já ganhou’ pela nossa tradição e pelo pentacampeonato. Mas temo sim pelos nervos e o excesso de confiança, que quase sempre atrapalha o foco dos jogadores”.

Nilson Dizeu (Orlando / FL)

“Acredito que não haverá obstáculos pra o Brasil ganhar mais esta Copa, pois tudo lhes é favorável. Vamos torcer para que tudo funcione dentro dos conformes, para alegria geral.

Fabiano Silva (Miami/FL) “Nervosismo pela grande responsabilidade de agradar um país que passou e está passando por grandes controvérsias politicas e socias, justamente por causa desta Copa. Os brasileiros pediram, por muitos anos, para que a Copa fosse realizada no Brasil, mas agora há esta grande comoção em contrário (não vamos entrar em detalhes dos motivos). Acredito que para um atleta, isso afeta, e muito, o seu estado emocional”.

Gil Santos (Miami Beach/FL) “Pressão da torcida. Eu creio que os jogadores estão mais humildes desta vez. Também, com o comando de Felipão e Parreira, a coisa não poderia ser diferente. Vamos Brasil!

Mizael (Newark / NJ) “Eu acho vai ser pressão do mundo todo, pois estamos jogando em nosso país e a cobrança vai ser bem maior”.

- Limpeza de Virus, Spyware, Ad-aware, Malware, atualização de Drivers, Internet Explorer, Microsoft update, limpeza de Cookies, reparo de registro, .95 somente $

49

- Suporte para pequenas e médias empresas. O MELHOR PREÇO DE ORLANDO GARANTIDO Cobrimos qualquer orçamento com comprovante 10% mais barato.

7031 Grand National Dr Suite 110 Orlando-Florida 32819 Fone (407) 704-1617 - Fax (407) 704-2410 www.ithousecomputers.com

- Troca de LCD de Laptop, Tablet e Celular


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

|| Num 5 || May 2014 ||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 20

A “invasão brasileira” na MLS

Samuel Rosa - Los Angeles Galaxy

Julio César - Toronto Rapids

Felipe Martins - Montreal Impact

15 brasileiros disputam a temporada trazendo nosso “tempero” para a ascendente liga norte-americana Para nós, que vivemos nos Estados Unidos, a forma como os norte-americanos (aí incluídos os canadenses) administram seus esportes profissionais não é novidade. Estruturas altamente profissionais, onde não há lugar para amadorismo, improvisações e, muito menos “viradas de mesa”. Não há acesso nem descenso, os times são empresas e os torcedores, apesar de apaixonados por seus times, são os mais disciplinados do mundo.

Só mesmo em comemorações de títulos é que, ocasionalmente, há demonstrações e arruaças. Ainda assim, muitos duvidavam do sucesso da Major League Soccer, a liga de futebol profissional norte-americana, com times nos EUA e Canadá. Porque sua estrutura é ainda mais “fechada”, com todos os times pertencendo a um só dono, a própria MLS. Mas o tempo está provando que a liga norte-americana pode vir a ser um modelo

✤✤DENTISTA ✤

para todo o mundo. Suas estatísticas são consistentes e crescentes e sua média de público já é o triplo da média do Brasileirão, só para citar um exemplo. A importação de craques consagrados, que vem desde o tempo da era Pelé no Cosmos de New York - quando ainda nem havia MLS - tem sido muito eficaz. E a “onda” agora na MLS é a contratação de brasileiros. O que antes era uma raridade - veteranos de países hispânicos e do futebol europeu eram preferidos -

FALAMOS PORTUGUÊS

Carlos J. Gurreonero, D.M.D., P.A.

agora se torna coqueluche. Nada menos que 15 jogadores brasileiros, entre eles o goleiro da seleção de Felipão, Júlio César, estão disputando a temporada 2014 da MLS. Se Júlio César é estrela por conta de sua posição na seleção, o atleta mais badalado pela mídia americana que cobre o “soccer” é Samuel Rosa, de 23 anos, emprestado pelo Fluminense ao Los Angeles Galaxy, o time onde David Beckham brilhou em três temporadas. Samuel ficou impressionado com a

Exames para Pacientes NOVOS

$

49.99

Inclui: (DO150) - Exame inicial, Raio X digital completo (D0210), Raio X Panorâmico (DO330).

CLAREAMENTO

ZOOM! $

375

.00

Preço Regular $500

Válido para pacientes sem periodontites

diferença no comportamento dos torcedores: “Realmente impressiona. Aqui, quando erramos, a torcida aplaude e incentiva. Bem diferente das vaias e xingamentos que recebemos em outros lugares”. No Toronto, time que ficou em penúltimo lugar na temporada 2013, Júlio César se sente muito bem; “Eles estão aproveitando a minha experiência para montar um time competitivo. O ambiente é excelente e estou muito feliz”.

PROMOÇÃO

para crianças até 14 anos

$

69.99

Inclui: Exame inical, radiografias, limpeza e aplicação de fluor

Os cupons não podem ser usados com Planos de Saúde e nenhuma outra oferta

Jornal B&B

Agora fazemos aplicações de BOTOX

Consultório equipado com a mais moderna tecnologia. Tratamento com sedativos disponível para adultos e crianças.

407.219.5931 8865 Commodity Circle, Suite 6 Orlando, FL 32819 (Esquina com John Young Pkwy e Sand Lake Rd em frente ao 7-Eleven)

PERIODONTISTA BRASILEIRO

Carlos A S Pires, DMD, MSD.

Horário de Funcionamento: 2a, 3a e 5a das 7AM - 4PM 4a das 10AM - 7PM | 6a das 8AM - 1PM | Sábado das 9AM - 2PM Aceitamos Cartão de Crédito e Diversos Planos de Saúde

Especialista em Tratamento de Gengiva a Laser (LANAP) e Implantes.


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014 ||

www.JornalBB.com

No Mundo dos Esportes

|| Caderno da Copa

|| Page 21

O Brasil no “mapa” das 500 Milhas O talento brasileiro se firmou no automobilismo norte-americano e em especial nas 500 Milhas de Indianápolis. Foram, até agora, sete vitórias na prova mais famosa e tradicional dos EUA. 1989 – Fittipaldi O primeiro triunfo brasileiro nas 500 Milhas veio com o Émerson Fittipaldi depois de um eletrizante duelo com Al Unser Jr. O brasileiro, bi-campeão da Fórmula 1, tornava-se o primeiro vencedor não americano desde 1966, quando outro bicampeão mundial, o inglês Graham Hill, conquistou a prova.

Kanaan na “victory lane” em 2013: “emoção indescritível”

Tony Kanaan em busca do bi e da oitava vitória brasileira nas 500 Milhas Garantir para o Brasil a oitava vitória nas 500 Milhas de Indianápolis, dia 25 de maio, não é apenas um sonho para o baiano Tony Kanaan. É a materialização de seu extraordinário “comeback” na Fórmula Indy, onde, em 2012 chegou a estar ameaçado de não ter equipe para correr e que um ano depois com carro e orçamento limitadíssimos, provou seu talento e voltou ao topo da categoria.

1993 – Fittipaldi A segunda conquista de Émerson também foi dramática. Agora o duelo foi contra outro ex-campeão da F1, o britânico Nigel Mansell. Na comemoração, um dos momentos polêmicos da carreira de Émerson fora das pistas: antes de ele beber o tradicional leite da vitória, ele toma um gole de suco de laranja, produto que estava divulgando nos Estados Unidos. A “rebeldia” custou ao brasileiro 30 mil dólares, parte dos produtos de leite locais na premiação. 2001 – Castroneves Somente oito anos depois o Brasil voltaria a vencer em Indianápolis. Hélio Castroneves conquistou a vitória em sua primeira participação, após vencer uma dura batalha com o compatriota e companheiro Gil de Ferran.

Acima, à esquerda, Kanaan com seu troféu das 500 Milhas, a vitória que o colocou ao lado das legendas do automobilismo. À direita, “beijando” a famosa faixa de tijolos “brickyard” do Autódromo de Indianápolis, uma cena que revela o quanto a vitória na icônica pista representa para o piloto brasileiro.

2002 – Castroneves A vitória de Hélio em 2002 foi cercada de acalorada discussão. O brasileiro enfrentava uma dura briga com Paul Tracy no trecho final da

corrida, quando o canadense conseguiu a ultrapassagem na curva três, durante a penúltima volta. Só que ao mesmo tempo, um acidente em outro ponto da pista fez com que a bandeira amarela interrompesse a prova. Os comissários chegaram à conclusão de que a manobra de Tracy aconteceu depois da bandeira amarela e declararam o brasileiro como vencedor. 2003 – Gil de Ferran As 500 Milhas de Indianápolis foram muito especiais para o automobilismo brasileiro. Gil de Ferran, já bicampeão da Indy e em sua última temporada na categoria, finalmente conseguiu triunfar na corrida, em uma nova batalha com Hélio Castroneves, que falhou na tentativa de se tornar o primeiro piloto a vencer a prova por três vezes consecutivas. Tony Kanaan ainda terminou em terceiro completando a trifeta do país. 2009 – Castroneves A terceira vitória de Hélio Castroneves em Indianápolis é um marco não só na carreira dele, mas em sua vida pessoal. O piloto tinha acabado de se livrar de problemas com a justiça americana, após ser acusado de sonegação de imposto e chegar a ser preso. O brasileiro se tornou o primeiro não americano a vencer as 500 Milhas mais de duas vezes. 2013 – Kanaan Um favorito dos especialistas e dos torcedores, o baiano Tony Kanaan precisou esperar por 12 anos para celebrar a sua vitória nas 500 Milhas, depois de ter “chegado perto” várias vezes. Ele tomou a ponta definitiva três voltas do final, com uma ultrapassagem sobre Ryan Hunter-Reay, e assim que completou a manobra, um acidente de Dario Franchitti fez com que a bandeira amarela interrompesse a prova, garantindo o triunfo ao brasileiro.

Para aumentar ainda mais o otimismo de Kanaan está o fato de agora integrar uma das equipes de ponta da Indy, a Ganassi e ser o ‘dono” do icônico número 10, que deu quatro títulos a Dario Franchitti e dezenas de vitórias a seu dono, Chip Ganassi. “Sempre sonhei trabalhar com a Ganassi, pelo seu profissionalismo e foco. Estou muito feliz em estar ao lado de Ryan Briscoe, Scott Dixon e Charlie Kimball. São quatro pilotos muito fortes”, diz Tony. Os grandes adversários da Ganassi serão mesmo o Team Penske (com Hélio Castroneves, Juan Pablo Montoya e Will Power) e a equipe de Michael Andretti, que tem nada menos que cinco pilotos: seu filho, Marco Andretti, Kurt Busch, James Hinchcliff, Ryan Hunter-Ray e Carlos Muñoz. As 500 Milhas serão transmitidas ao vivo pela ABC Network.

Se você pensa em adquirir um imóvel na Flórida, EUA, agora é o momento. Os preços ainda são atrativos para a compra de casas e apartamentos de alto padrão. Com pouca burocracia você poderá ter uma propriedade aqui para lazer; além de desfrutar de uma fonte de renda com o aluguel do imóvel. Nossa imobiliária cuidará de todo o processo para você. Não perca tempo! Entre em contato agora mesmo.

Corretor com Experiência!

ELIO SERPA EUA: 1 407 558-8640 Brazil: 11 3280-7440 Skype: ElioSerpa Realtor@elioserpa.com 5411 International Drive, Orlando 32819


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

1986 MÉXICO Países Participantes: 24 Campeão: Argentina Vice: Alemanha Terceiro: França Quarto: Bélgica Brasil: 5º

||

Vol 20

|| Num 5 || May 2014

Com a “mão de Deus” e os pés de Maradona

A 13ª Copa do Mundo contou com a participação de 24 países na etapa final. No total 113 países participaram das eliminatórias. A Copa de 1986 seria disputada na Colômbia. Porém, os graves problemas econômicos deste país impediram os colombianos de serem os anfitriões do torneio. A FIFA ofereceu a Copa ao Brasil, Estados Unidos e o Canadá, mas os governos recusaram. Então o México foi escolhido em 1983 para sediar o mundial mais uma vez. Foi a Copa onde Diego Armando Maradona tornou-se destacante. “El pibe de oro” jogou muito, deu assistências decisivas, fez gols antológicos e foi protagonista em jogos históricos, liderando a Argentina para seu bicampeonato mundial, inclusive autor do famoso gol “com a ajuda da mão de Deus”, na final contra a Alemanha.

1994 EUA Países Participantes: 24 Campeão: Brasil Vice: Itália Terceiro: Suécia Quarto: Bulgária Zebra: Bulgária (4º)

A seleção venceu todos os jogos da primeira fase, e nas oitavas de final bateu a Polônia por folgados 4-0. Nas quartas de final contra a França, Careca - artilheiro da seleção com 5 gols - abriu o placar, e o capitão francês Michel Platini empatou. Na segunda etapa, Zico errou uma cobrança de pênalti que tornou o craque bode expiatório da eliminação brasileira, já que o jogo permaneceu empatado no tempo regulamentar e prorrogação, e nos pênaltis os franceses ganharam por 4 a 2, com Sócrates e Júlio César errando suas cobranças. Terminamos em quinto lugar, invictos.

Brasil é tetra jogando retrancado, mas eficaz. A Copa do Mundo FIFA de 1994 foi sediada nos Estados Unidos. Apesar da pouca tradição norte-americana no futebol, foi o mundial do país que bateu todos os recordes de público, mantidos até os dias de hoje. Foi uma Copa de grandes surpresas. A Bulgária, que até ali em 6 participações anteriores jamais havia vencido um jogo de Copa do Mundo superou grandes favoritos, sendo a 2ª colocada em um grupo que tinha a Argentina, além de eliminar em um jogo emocionante a Alemanha, até então a Campeã mundial, por 2 a 1 nas quartas de final. Foi uma Copa de grandes surpresas. O Brasil, liderado por Romário, dirigido pela dupla Parreira-Zagallo, foi para a Copa de 94 desacreditado pela difícil campanha que quase custou a eliminação nas Eliminatórias. Jogando um futebol burocrático, porém consistente em seu sistema de marcação e obediência tática, a seleção canarinho tinha na dupla de ataque Bebeto e Romário sua principal arma. Na primeira fase, ganhou da Rússia por 2 a 0, de Camarões por 3 a 0 e empatou com a Suécia por 1 a 1.

Romário o “baixinho” fez e aconteceu nos gramados norte-americanos, tornando-se o grande nome do mundial de 1994. O mais irônico é que ele só foi convocado depois de muita polêmica.

|| Page 22

De certa forma, a Alemanha foi “zebra”

A décima quarta edição da Copa do Mundo FIFA de Futebol, em 1990, ocorreu de 8 de junho até 8 de julho de 1990, na Itália. O evento foi sediado nas cidades de Milão, Roma, Nápoles, Turim, Bari, Verona, Florença, Cagliari, Bolonha, Údine, Palermo e Genoa. A Copa de 1990 entrou para a história como uma Copa de equipes defensivas, que jogavam apenas para alcançar o resultado. Apesar disso, também foi uma Copa de grandes goleadas, como EUA 1 x 5 Tchecoslováquia, e de grandes surpresas, como a vitória de Camarões sobre a Argentina logo na rodada de abertura do Mundial.

1990 ITÁLIA Países Participantes: 24 Campeão: Alemanha Vice: Argentina Terceiro: Itália Quarto: Inglaterra Brasil: 9º Zebra: Camarões (7º)

O Brasil, campeão sul americano, comandado pelo técnico Sebastião Lazaroni, adotou o sistema com líbero, com dois alas, chamado 3-5-2, apontado por muitos analistas como contrário às características do futebol brasileiro. A equipe, dividida por brigas internas, foi precocemente eliminada. Após passar com dificuldades pela primeira fase, apesar de 3 vitórias (2 a 1 na Suécia com dois gols de Careca, 1 a 0 na Costa Rica e 1 a 0 na Escócia, com um gol de Müller a 10 minutos do fim do jogo). O Brasil, em seu melhor jogo no torneio, caiu nas oitavas-de-final, frente à Argentina por 1 a 0 (o gol foi de Claudio Caniggia, em uma única jogada genial de Maradona, que foi muito marcado). O Brasil lutou (chegou a mandar uma bola na trave), mas perdeu várias chances de gol. Foi a pior campanha brasileira desde 1966. A partida final, entre Alemanha e Argentina, foi realizada em 8 de julho às 20h, no Estádio Olímpico de Roma, com um público de 73.603 pessoas. Sob o apito do árbitro mexicano Edgardo Codesal, Andreas Brehme converteu um pênalti aos 40 minutos do segundo tempo, trazendo o terceiro título da Alemanha Ocidental. Para os analistas, entretanto, o Brasil era a melhor equipe e a Argentina também seria superior aos campeões.

O que será mesmo que aconteceu com Ronaldo? Décima sexta edição da Copa, o Mundial de 1998 aconteceu pela segunda vez na França, de 10 de junho até 12 de julho de 1998. O evento teve jogos realizados nas cidades de SaintDenis, Marselha, Paris, Lens, Lyon, Nantes, Toulouse, Saint-Étienne, Bordéus e Montpellier. O torneio foi marcado por goleadas, entre elas França 4 x 0 Arábia Saudita, Espanha 6 x 1 Bulgária, Holanda 5 x 0 Coreia do Sul e Argentina 5 x 0 Jamaica. A Copa de 1998 teve vários craques de destaque, como Edwin van der Sar, Jaap Stam, Edgar Davids, Patrick Kluivert e Dennis Bergkamp da Holanda, Brian Laudrup e Michael Laudrup da Dinamarca, Gabriel Batistuta da Argentina, Davor Šuker da Croácia, Taffarel, Ronaldo, Rivaldo, Bebeto, Dunga, Cafu e Roberto Carlos do Brasil e Lilian Thuram, Marcel Desailly, Bixente Lizarazu, Laurent Blanc, Didier Deschamps, Youri Djorkaeff, Fabien Barthez e o destacado Zinédine Zidane da França.

Nome na História

Atacante rompedor e oportunista, Gerd Muller simbolizou muito bem o espírito combativo - embora de técnica modesta - na Copa de 90. Foi “Bola de Ouro” e artilheiro, além de capitão do time.

1998 FRANÇA Países Participantes: 32 Campeão: França Vice: Brasil Terceiro: Croácia Quarto: Holanda Zebra: Croácia

A final causa polêmica até hoje. A Seleção Brasileira entrou em campo apática após a convulsão de Ronaldo, que mesmo assim foi escalado por Zagallo. A França bateu o Brasil por 3 a 0, com uma grande atuação de Zidane, que marcou dois gols na decisão. Os franceses garantiram, então, seu primeiro título mundial, após tentativas frustradas das gerações de Fontaine, Kopa e Platini. A final foi disputada pela França, que havia eliminado a Croácia, a Itália e o Paraguai; e o Brasil, que havia eliminado a Holanda, a Dinamarca e o Chile. A partida foi realizada em 12 de julho às 21 horas, no Stade de France, com um público estimado em oitenta mil pessoas.

á

á

Nome na História

Nas oitavas, ganhou por 1 a 0 dos Estados Unidos. Nas quartas eliminou a Holanda por 3 a 2. E na semifinal, venceu a Suécia com um gol de cabeça do baixinho Romário. A final entre Brasil e Itália entrou para a história por dois motivos: primeiro, pelo fato de juntar frente a frente duas das três únicas seleções que haviam conquistado três edições de Copa do Mundo, portanto, uma delas acabaria se sagrando tetracampeã, ultrapassando a rival. O jogo terminou em 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação. A vitória do Brasil veio após três cobranças erradas dos italianos.

|| Caderno da Copa

á

á

Nome na História

www.JornalBB.com

História das Copas

Mesmo retendo a base da seleção que teve bom desempenho em 1982, o Brasil não tinha as mesmas expectativas por problemas como a saída do técnico Evaristo de Macedo - substituído por Telê Santana, o mesmo da Copa anterior - e o corte do atacante Renato Gaúcho, que levou o lateral Leandro a desistir do torneio, além de diversas contusões entre o time que viajou para o México.

Pelo futebol, pelo folclore, pelas declarações bizarras e pela enorme genialidade com a bola nos pés, Maradona foi, indiscutivelmente, o grande nome da segunda Copa no México.

||

Nome na História O craque francês Zinédine Zidane, autor de 2 dos 3 gols da final, foi o grande nome do mundial, sendo considerado o grande responsável pela motivação do time francês.


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

||

Num 5 || May 2014

||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 23


Brasileiras & Brasileiros, Inc.

||

Vol 20

|| Num 5 || May 2014 ||

www.JornalBB.com

|| Caderno da Copa

|| Page 24

Já está pronto e arrumado para você se servir e experimentar, a NOVIDADE no

Vittorio’s.

Café da Manhã completo no estilo brasileiro. Agora, você vai poder levantar um pouco mais tarde, e ainda saborear um café da manhã dos deuses...

ACORDA!

O Café da Manhã está servido! Serviço de Buffet All You Can Eat: - Café preto ao estilo brasileiro - Leite quente, leite frio - Chás variados: quente e frio - Chocolate quente e frio - Queijos variados: fresco, mussarela, cream cheese - Sucos variados: laranja, uva, morango, maçã - Bolos variados: fubá, chocolate, cenoura - Omelete, Bacon, Salsichas em rodelas - Presuntos variados, peru, porco e salame - Geleias variadas, Manteiga de leite - Croissant salgado e doce - Torradas com alho e manteiga - Pães variados: francês, pão de queijo, pão de forma - Salada de frutas - Melão, Maçã, Abacaxi, Melancia, Mamão, Banana

Jornal B&B

Reservas e Informações: 407.352.1255

BRAZILIAN RESTAURANT Local de tradição e bom atendimento

- Iogurte e Cereais variados - Doce de leite, arroz doce, cookies e muito mais...

5159 International Drive - Orlando, Fl 32819 Horários: Café da Manhã: 7am às 10:30am Almoço: 11am às 3:30pm Jantar: 3:30pm às 11:30pm Delicioso Estilo Buffet Aberto Diariamente - Amplo Estacionamento

Caderno da Copa edição de Maio/2014  

Leia Edição Virtual, no formato FLIP, do Caderno da Copa do Jornal Brasileiras & Brasileiros.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you