Issuu on Google+

Semana7.com

Teleférico em fase de estudo técnico Técnicos das secretarias de Turismo, de Meio Ambiente e da recém-criada Secretaria das Cidades estiveram em Barra do Garças a pedido da secretária de Turismo, Teté Bezerra para fazer um levantamento de viabilidade técnica para implantação do esperado teleférico no Parque da Serra Azul. Página 5

Buracos fazem Barra parecer queijo suíço Página 5

www.SEMANA7.com

Os fatos e notícias da região e de Mato Grosso

Barra do Garças-MT

Três anos sem Valdon Varjão

R$ 2,00 - Ano III Edição 67 - 4 a 10/03/2011 Fundado em 01/01/2009 Diretor: Ronan de Sá

Página 8

Bandidos saqueiam o Araguaia Homero Sérgio/Querência Hoje

Marcos Negrini/Secom-MT

Homero Sérgio

Página 7

Estado libera recurso para tratamento do câncer de mama O governador, acompanhado do secretário-chefe da Casa Civil, Eder Moraes, do secretário de Saúde, Pedro Henry, e do secretário adjunto de Obras Públicas da Secretaria de Cidades, Jean Martins Nunes, assinou um convênio de R$ 1.620.500,00 Página 3

Blairo se diz irritado com a lentidão

ATLETISMO

Blairo Maggi, (PR) o senador mato-grossense de primeiro mandato veio a público dizer que está decepcionado com o ritmo lento dos trabalhos no Senado. Maggi integra uma bancada de ex-governadores que se diz estarrecida com os debates no plenário, com pouco resultado, conforme disse à Folha de S. Paulo. Página 4

CONFRESA

Riva defende construção de hospital regional

O Governo do Estado estuda a possibilidade de se construir um hospital regional em Confresa, cidade distante a 1.023 quilômetros da Capital, na do região norte-araguaia. O pedido feito pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PP), atende às reivindicações dos vereadores Francisco de Assis Ferreira, José Ferreira de Oliveira e Francisco José da Silva. Página 4

Convênio com MT é cancelado e prefeito cogita fechar hospital

Iluminação será concluída até abril, diz Daltinho Orçada em R$ 600 mil, a obra de iluminação das pontes sobre os rios Garças e Araguaia, apesar da expectativa geral na véspera das eleições do ano passado terminou sendo concluída sua primeira fase depois do turno eleitoral e aguarda para sua segunda etapa a liberação e recursos da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) para que a empresa responsável pela construção, Aroeira, conclua os ajustes finais previstos para o final de abril. Página 3 Semana7.com

  Marcos Negrini/AL-MT

Ouro no Sul-americano de Cross Country Esta última conquistada pelo mato-grossense Victor Vinicius da Silva que superou na categoria os adversários Blanco Nelson, da Colômbia, e o peruano Romário Mauricio Rojas Diaz. Página 11

NOVA XAVANTINA

O prefeito de Nova Xavantina, Gercino Caetano Rosa (PTB), tenta reaver o repasse de R$ 75 mil, que foi cancelado, para o Hospital Municipal. “Nosso convênio foi firmado em 2004 e recentemente foi cancelado. O município é carente e depende disso para continuar o atendimento à população”. Página 3

PAREDÃO GRANDE

Zeca Viana quer sinal de telefonia móvel em distrito Mato Grosso está entre os estados brasileiros que possuem mais de um aparelho celular por habitante. Isto, segundo os dados da Agência Nacional de Telefonia (Anatel), divulgados no final de 2010. Contudo, o estado que tem mais de três milhões de habitantes possui localidades aonde o sinal da telefonia móvel ainda não chegou. Este é o caso das comunidades rurais Carazinho. Página 4


2 Enquete da Semana

Opinião

Ano III - nº 67 Barra do Garças - MT 4 a 10 de março de 2011

SEMANA7

WWW.

.COM

O Jornal A Semana no Araguaia saiu às ruas e fez a seguinte pergunta: A prefeitura de Barra do Garças alega que o excesso de chuva é a principal causa dos buracos que tomam conta das ruas da cidade. Você concorda com isso?

Paulo César Almeida 38 anos Pedreiro

Wilmar Rosa da Silva 36 anos Sapateiro

Geraldo M. da Silva 55 anos Operador de Máquinas

Lucas José da Silva 18 anos Marceneiro

Lourival Vieira da Silva 30 anos Carpinteiro

Jonas Rêgo 44 anos Lanterneiro

João Batista G. Tavares 18 anos Estudante

Marcos Eustáquio Neto 33 anos, Padeiro

“Se a cidade tivesse bueiros à água sumiria e não teríamos essa buraqueira”.

“Com as bocas de lobo entupidas não tem jeito. É só acidentes”.

“Com chuva ou sem chuva, essa desculpa não existe, basta o prefeito querer trabalhar, pois ele tem tudo na mão”.

“A cidade tem um maquinário bom e comenta-se que o Prefeito tem empresa de asfalto. Como pode ficar desse jeito”.

“Gerson conseguiria sim, fazer seu sucessor, pois ele tem sido um melhores em Pontal”.

“Não tem outra opinião a dar, a solução é o prefeito tapar os buracos.”.

“A chuva prejudica, se o asfalto fosse bom, talvez a situação estaria melhor. Da forma que está com a primeira chuva vai tudo”.

“As chuvas têm prejudicado, mais tem como corrigir, basta tapar os buracos na hora que parar de chover”.

CRATERA Não, não voltamos aos tempos dos garimpos. Mas trata-se de uma cratera na Rua Claudia, esquina com Arnaldo Martins, no bairro Pitaluga. Uma cratera que já desafia duas administrações. A primeira, do comunista Zózimo Chaparral. Naqueles idos houve troca de secretários de Obras, Alvim e Jairo Marques. A cratera venceu os dois. Na atual gestão, (que não é comunista!), a cratera já venceu o primeiro secretário Magrini e o seu sucessor, Guilherme, precisa conhecer a profundidade daquele ‘mar aberto’ em plena esquina. Resta saber se ele também será vencido. Quatro agulhadazinhas, com louvor! VALA Sempre que alguém quer fazer ligação de uma residência à rede de esgoto rasga-se uma vala sobre o asfalto. A responsabilidade, que deve ser da Emasa, tem amassado a paciência da população. Dias destes, numa dessas valas, na Avenida X, no Jardim Araguaia, moradores ameaçaram um abaixo-assinado para que a empresa desobstruísse a passagem em pela a avenida. Depois de muito pedir, a tal empresa jogou saibro sobre o local. Um dia, talvez, o local seja recuperado. Uma agulhadazinha com jeito! PÁTIO Não se sabe de quem é a responsabilidade, mas o calçadão do Supermercado Bônus, no final da Avenida Ana Lyra precisa de reparos urgentes. O mercado fica na esquina, os caminhões obstruem o trânsito para fazer entrega de mercadorias. Se houver alguém responsável pelo trânsito na cidade seria conveniente conferir o que estamos a dizer. O local possui grande fluxo de trânsito e a toda hora alguém coloca a vida em risco, inclusive para se estacionar em frente ao mercado. É só uma agulhadazinha. SAÚDE Por mais que se diga que a saúde em Barra do Garças vai bem, mais a população acha graça. Sabe disso quem precisa recorrer ao SUS nesta cidade. Pacientes reclamam que existem médicos que sequer olha na cara do paciente. Outros chegam com ares de ‘doutor’, espécie de semideus, onde não se pode chegar. É preciso que a saúde em Barra do Garças se humanize, respeite o contribuinte. Apenas para fazer um lembrete, na administração passada, caso faltasse um comprimido seria motivo de escândalo por toda a cidade. Hoje podem faltar médicos, remédios e ninguém fala nada. Os paladinos da verdade ficaram mudos. Talvez por falta de agulhadazinha. SEGURANÇA Por ocasião do carnaval pôde-se sentir a vulnerabilidade da segurança em Aragarças. Um acidente com vítima fatal na entrada da cidade, familiares desesperados tentaram contato com a delegada de polícia Azuen Albarelo, sem êxito algum. Desesperados, os parentes queriam solicitar a perícia, sem contudo contatar a delegada. Um policial que participava da operação ironizou: “A Penélope Charmosa não foi encontrada”. O momento não é para brincadeiras, mas para agulhadazinhas. Alfinetes a postos! LAMA Se água e lama resolvessem o problema das pessoas, moradores de bairros como o Jardim Nova Barra estariam a salvo de certas preocupações. Muitos dos que conversaram com nossa equipe de reportagem disseram que esperam o término das chuvas para pedir explicações à Secretaria de Obras. No período de estio, quando está tudo muito bem se deixa como está e quando chegam as chuvas, advém o tormento de se conviver com ruas encharcadas, cobertas de lama e por aí vai. É só uma agulhadazinha.

TURISMO

Uma fonte da Secretaria de Turismo confidenciou que o secretário dessa pasta no município, Cláudio Picchi, de passagem pela capital, dissertou sobre o turismo barra-garcense que, segundo sua versão, funciona apenas quatro meses no ano. Ele teria dito isto para se ‘explicar’ sobre a possibilidade do teleférico na cidade. O que todos esperam, no entanto, é que esta sua viagem não tenha sido custeada à gorda diária paga pelo indefeso contribuinte de Barra. Porque, receber diária para ir a capital e sair com esse palavreado, seria melhor pedir para sair. Não importa se este secretário é favor ou contra o teleférico. Se não é para defender o turismo do município em todos os meses do ano, pergunta-se: O que faz Picchi neste cargo? Uma agulhadazinha, senhor Picchi. O senhor merece. Muitas!

IMPOSTOS

Por ocasião do Reinado de Momo (Carnaval) um pintor de placas executou um serviço para determinada empresa em Barra do Garças ao custo de R$ 100. Por si tratar de pessoa jurídica, o nosso pintor teria que recolher uma nota fiscal na prefeitura que, segundo disse, ficou em quase R$ 30. Desanimado o pobre homem correu para Pontal do Araguaia, que apesar de estar também coberta de buracos, ainda tem compaixão dos indefesos e retirou a nota, na Fazenda daquele município ao custo de R$ 1,50. Isso mesmo que você leu. Agulhadazinhas à Secretaria de Finanças de Barra do Garças que arrecada sem dó, sem piedade. Se essa onda pega seria necessário mais uma ponte sobre o Garças.

Editorial Barra quer ser levada a sério H

á quem diga que somos contra Barra do Garças. Por durante todo o ano, e não sazonal como diz ser o secretário consequência, esta voz corrente está na boca de ba- dessa pasta no município. Numa de suas recentes estadas em Cuiabá (e aqui se esjuladores da administração municipal que acham que, ao dizer que vai tudo muito bem agradam, não se tor- pera que não seja à custa de diárias pagas pelo contribuinte), nam ridículos diante de tais assertivas que de nada servem uma fonte da Secretaria de Estado de Turismo disse que esse e em nada ajudam a cidade a tomar seu rumo em direção à secretário, ao comentar sobre a possibilidade da instalação e um teleférico na cidade, adiantou de início que o turismo civilidade. Este ano o aspecto de urbanidade da cidade ultrapassou em Barra é de apenas quatro meses no ano. Mesmo que este ou outros secretários da administração local seus próprios limites. Numa de nossas manEsta cidade que é dos não queiram o teleférico, por si tratar de uma chetes dizemos que Barra do Garças está barra-garcenses merece coisa emenda do deputado Daltinho, a Secretaria parecendo um queijo suíço. Isso mesmo. melhor. O empenho de cada de Turismo já mandou uma equipe técnica a Na esquina dos Correios, na 1º de Maio tem um é suficiente para sua Barra do Garças para os estudos preliminares uma cratera que massageia a paciência de construção. No final e fevereiro, da obra que há de vir, quer queira ou não o seus moradores. As avenidas, ruas, becos, vielas, travessas, estão quase todas tomadas por exemplo, Barra do Garças grupo do prefeito. Esta cidade que é dos barra-garcenses mepelo estrago das chuvas e pela indiferença foi ‘Ouro’ no Sul-americano de da Secretaria de Obras, que por incrível Cross Country em Assunção, no rece coisa melhor. O empenho de cada um é suficiente para sua construção. No final de que pareça, existe nesta cidade. Paraguai, com apoio da fevereiro, por exemplo, Barra do Garças foi Esse estrago que vem do alto colide com Unimed Araguaia. ‘Ouro’ no Sul-americano de Cross Country a figura centralizadora do prefeito de Barra, de seu grupo fechado e da horda de bajuladores que talvez em Assunção, no Paraguai, com apoio da Unimed Araguaia. nem ele mesmo conheça e que em nada ajuda sua admi- Essa conquista serviu de incentivo à população distante do nistração que terá, com o passar do tempo, que aprender a poder público e de um modo geral à juventude. Enquanto isso a rota do agronegócio vive sob a mira de conviver com as diferenças, escutar a gente do povo a quem bando de salteadores que invadem agências bancárias no a cidade pertence. A iluminação das pontes sobre os rios Garças e Araguaia Araguaia. A mais recente ocorreu na quinta-feira (10), houserá concluída até o mês de abril. E aqui, mesmo que os ba- ve reféns, tiros para o alto, os sete bandidos fugiram e ninjuladores não queiram, aquela obra, resultante de emenda guém ficou ferido. Barra do Garças é um pólo econômico, e empenho do deputado Adalto de Freitas - Daltinho, fará embora a possibilidade de uma ação dessa natureza seria parte do cenário da cidade, contribuirá para o enlevo de sua difícil em função das barreiras aqui existentes e do aparato beleza turística. Um turismo que deve ser efetivo, contínuo, policial. Mas é bom que se fique atento à ladroagem.

Gênero e políticas públicas * Teté Bezerra

V

ivemos em um regime democrático e igualitário em nosso país? Como falar de democracia e igualdade sem falar de “gênero e políticas públicas”? Parece até que estou em contradição, peço igualdade e defendo políticas públicas diferenciadas para as mulheres. Mas, a necessidade de alterar as relações de desigualdade entre homens e mulheres vai além, muito além, da questão cultural. Não significa simplesmente atender as mulheres. Com certeza, expressa enfrentar e alterar as relações de desigualdade e violência entre homens e mulheres. Significa compreender que gênero refere-se aos aspectos da vida social vivenciados por homens e mulheres de acordo com os papeis sociais que lhe são atribuídos. É triste e chocante quando assistimos a senhora Maria da Penha afirmar no programa “Mais Você”, da Rede Globo que a cidade mais violenta, que mais desrespeito e mata suas mulheres é Cuiabá. Informação essa que já vem sendo denunciada pelos nossos jornais diários. Aliás, Maria da Penha ao apontar nossa realidade, deve à desem-

bargadora Shelma Lombardi a devida correção. Da maneira como foi dito passou-se a impressão que a causa da violência extrema em Cuiabá é pelo fato de quando a Lei nº 11.340 foi aprovada, O Tribunal de Justiça de Mato Grosso era presidido por uma mulher. A verdade tem que ser dita, a desembargadora Shelma foi precursora e grande defensora da Lei Maria da Penha. Sob determinação da presidente do Tribunal, nosso Estado foi o primeiro do País a implantar varas especializadas de violência intrafamiliar e doméstica para analisar e julgar os casos de violência ocorridos contra as mulheres mato-grossenses. Maior compromisso que este não há registro. Nossa magistrada que assumiu a luta das mulheres, aliás, a luta pela justiça e pela igualdade não só em nosso País como também em diversos países que conhecem e respeitam seu trabalho sabe que nossa realidade é outra. A dra. Shelma sabe que lutar pelo enfoque de gênero nas políticas públicas passa pela construção de identidades masculinas e femininas, trazendo para o âmbito público

problemas como a violência doméstica. E o que nos mostra nossa realidade? Não basta a força da lei. É preciso muito mais. É necessário oportunizarmos a toda mulher o acesso a educação inclusiva, ao serviço de saúde de qualidade, a participação econômica assim como a oportunidade econômica, acesso a terra, moradia, a presença em cargos decisórios e inclusive com mandatos eletivos. É imprescindível essa participação para coibirmos a desigualdade e as práticas violentas contra as mulheres. Já ao agressor, temos que oferecer apoio psicológico e social, pois sabemos que a maioria das mulheres vítima de agressão, gostaria de continuar convivendo com aquele que em dado momento foi seu algoz e na maioria dos casos pai de seus filhos. Foi a partir da Conferência de Beijing em 1995 que os organismos internacionais passaram a cobrar dos governos a incorporação da perspectiva de gênero nas políticas públicas. Desse movimento surgiu em nosso País o compromisso claro e evidente da necessidade de assumirmos

A Semana no Araguaia é uma publicação de Edição Publicidade. Rua Maria da Glória Lopes, 1.872 - Bairro São João - Barra do Garças - Mato Grosso - CEP: 78.600-000 - Fone: (66) 3407-2976 - CNPJ. 10.828.250/0001-78 Email: asemana@araguaia.net - www.SEMANA7.com Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião deste Jornal. Os originais recebidos, tenham ou não sido publicados, não serão devolvidos.

Diretor Geral Ronan de Sá - (66) 9213-4370 Redação Wanderley Wasconcelos Diagramação e Arte Reginaldo Baracho Fotos Mayke Toscano

essa luta. A realização da I e II Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, que elaboraram o I e II Plano Nacional de Políticas de Mulheres, compromisso governamental com a cidadania. Em Mato Grosso, demonstrando compromisso com a luta das mulheres, o governador Silval Barbosa, assinou o pacto nacional contra a violência doméstica e implantou a Superintendência de Política para as Mulheres. Apesar de tudo isso, precisamos avançar ainda mais nessa discussão. Os números são evidentes. Precisamos ampliar, com máxima urgência, o diálogo com a sociedade civil, organismos de mulheres, com a segurança pública e a justiça. Isso é lutar por uma sociedade mais justa e igualitária. E compreender que gênero é um conjunto de características sociais, políticas, psicológicas, jurídicas e econômicas atribuídas as pessoas, de forma diferenciada de acordo com o sexo. Lutar por gênero e políticas públicas é lutar pela ampliação da cidadania das mulheres. Nisso, a Maria da Penha, dr.ª Shelma e eu acreditamos e sem dúvida continuará a nortear nossa luta, como de inúmeras outras mulheres. TETÉ BEZERRA é deputada estadual pelo PMDB e secretária de Estado de Desenvolvimento do Turismo

Departamento Comercial Jerusa Helena - (66) 9227-2740 Admilia Rezende - (66) 9224-4238 Impressão e Acabamento: Gráfica Millenium: (65) 3401-2175 Circulação: Barra do Garças, Vale do Araguaia e Cuiabá


SEMANA7

WWW.

.COM

Política

Ano III - nº 67 Barra do Garças - MT 4 a 10 de março de 2011

3

SAÚDE

dessa nova ala que, segundo o presidente da instituição, João Castilho Moreno, deve O governador Silval Barse dar até o fim do ano. O bosa visitou nesta quinta-feira acompanhamento das obras (10.03) as dependências do será feito pela Secretaria de Hospital de Câncer de Mato Cidades (Secid). Os equipaGrosso. Na visita, o governamentos serão doados pelo dor, acompanhado do secretáHospital de Câncer de Barrerio-chefe da Casa Civil, Eder tos (SP), referência nacional Moraes, do secretário de Saúno tratamento da de, Pedro Henry, doença. e do secretário A saúde é o principal João Castiadjunto de Obras pilar de sustentação lho destaca a Públicas da Seimportância de cretaria de Cida- da nossa sociedade, dar atenção ao des, Jean Martins e tenho percebido a câncer de mama. Nunes, assinou importância que a “Apenas para um convênio de gestão dá para essa este ano a preR$ 1.620.500,00 questão. Este momento visão é de que com o hospital serão diagnostipara as obras de é um marco não cados até cinco implantação fí- apenas para o Hospital mil novos casos sica do Centro de Câncer, mas de câncer no Esde Prevenção também para o Estado tado. Destes, 500 de Câncer de podem ser de Mama. câncer de mama. É cerca de Com um espaço de 1000 22% a média de câncer entre m², a nova ala do Hospital de mulheres”, destacou. Câncer deverá atender aos Segundo o presidente, a pacientes desde a primeira instituição filantrópica, coconsulta, exames preventiordenada pela Associação vos, até o diagnóstico e o traMato-grossense de Combate tamento e acompanhamento ao Câncer, atende hoje uma dos casos. O investimento do demanda de 3.500 pessoas ao Estado com recursos provemês em atendimentos amnientes do Fundo Estrutural e bulatoriais e internação e é Social de Mato Grosso (Funreferência em Mato Grosso desmat) serão direcionados no que se refere a prevenpara a conclusão das obras Da ASSESSORIA

Marcos Negrini/Secom-MT

Recursos do Estado possibilitam melhoria no atendimento ao câncer de mama em MT

Governador Silval Barbosa, secretário de Estado de Saúde, Pedro Henry, apoio ao atendimento ao câncer de mama no Estado

ma Único de Saúde (SUS). Para João Castilho, a assinatura do convênio representa a preocupação do Governo do Estado em trabalhar para a melhoria da saúde em Mato

ção, atendimento cirúrgico e tratamento de câncer. “Em 2010 realizamos quase 47 mil atendimentos”, afirmou. Desta demanda, 90% é de atendimento aos usuários do Siste-

Grosso. “A saúde é o principal pilar de sustentação da nossa sociedade, e tenho percebido a importância que a gestão dá para essa questão. Este momento é um marco

não apenas para o Hospital de Câncer, mas também para o Estado, que poderá contar com um atendimento médico ainda melhor para a luta contra o câncer”.

PONTES

Semana7.com

Iluminação será concluída em abril, diz Daltinho Da redação

Orçada em R$ 600 mil, a obra de iluminação das pontes sobre os rios Garças e Araguaia, apesar da expectativa geral na véspera das eleições do ano passado terminou sendo concluída sua primeira fase depois do turno eleitoral e aguarda para sua segunda etapa a liberação e recursos da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) para que a empresa responsável pela construção, Aroeira, conclua os ajustes finais previstos para o final de abril. A reportagem do SEMANA7.COM entrevistou, por telefone, o subsecretário da Secretaria de Cidades de Mato Grosso, Jean Nunes que disse que a obra foi interrompida pela construto-

ra Aroeira a pedido do ex-deputado Adalto de Freitas – Daltinho, que exigiu da Sinfra que fossem colocados dois postes em cada cabeceira das duas pontes e que aquela Secretaria só esperava a ordem do Governo para o reinício das obras. Na entrevista que concedeu na tarde de terça-feira (8) ao SEMANA Daltinho disse que o projeto “ficou errado sem a inclusão dos oito postes de cabeceira”. Sobre o término das obras Daltinho ressaltou que além dos postes o serviço de iluminação na parte inferior das pontes está em andamento, cujo modelo, segundo disse, foi indicado por ele, de sustentar as lâmpadas nas vigas próximas ao lastro das pontes. Exemplificando a demora em relação à conclusão

da obra Daltinho disse que o governo fecha seu orçamento em 31 de dezembro e só reabre a partir do novo ano fiscal que difere do calendário oficial, mas garantiu ser esta obra prioritária no Vale do Araguaia. Daltinho disse ainda que a construtora responsável poderia antecipar a obra, uma vez que o pagamento está empenhado, mas por questões financeiras não lhe foi possível conclui-la. O ex-deputado disse ainda que as críticas que se tem feito sobre a obra, muitas são improcedentes e citou, inclusive, que fez ele mesmo o pedido de inclusão da pintura de toda ferragem, uma vez que o projeto arquitetônico, segundo disse, não contemplava a obra com o revestimento de pintura metálica.

Deputado Daltinho discute aspecto da iluminação das pontes com o arquiteto Dionísio Carlos

AMM

Arquivo

Convênio com MT é cancelado e prefeito cogita fechar hospital

Prefeito de Nova Xavantina, Gercino Caetando Rosa (PTB) DO RD NEWS

O prefeito de Nova Xavantina, Gercino Caetano Rosa (PTB), tenta reaver o repasse de R$ 75 mil, que foi cancelado, para o Hospital Municipal. “Nosso convênio foi firmado em 2004 e recentemente foi cancelado. O município é carente e depende disso para continuar o atendimento à população”, apelou o prefeito, ao acrescentar

que acredita no bom senso do secretário estadual de Saúde, Pedro Henry. Para tentar sanar a questão, o petebista recorreu ao presidente da AL José Riva nesta quinta (10), já que em janeiro ele teria se reunido com Henry para solicitar um repasse de R$ 150 mil. Como não obteve resposta, vem “cercando” a AL para garantir o repasse. Construído em 2003, o hospital de 1,3 mil metros quadrados recebeu a ajuda do Estado na aquisição de equipamentos. Entretanto, no momento depende de convênios para manter o funcionamento. De acordo com o prefeito, sem esse repasse o hospital já acumula uma dívida de aproximadamente R$ 300 mil. Por meio de sua assessoria, Riva garante que nos próximos dias se reunirá com Henry para analisar o pedido do prefeito Gercino Caetano.

Temos rincões de pobreza e de riqueza em MT DO RD NEWS

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) e prefeito de Acorizal, Meraldo Figueiredo (PR), quer que o governador Silval Barbosa (PMDB) se reúna periodicamente com os prefeitos na sede da entidade. Entre os objetivos dos encontros está a discussão a respeito da partilha do ICMS. “Existem municípios que recebem R$ 1 milhão e outros R$ 100 mil. Temos verdadeiros rincões de pobreza e de riqueza no Estado”, destacou Meraldo. O atendimento, de acordo com o presidente, seria feito em blocos organizados pelos Consórcios Intermunicipais de Desenvolvimento Econômico e Sócioambiental de cada região. Além da distribuição tributária, ele quer propor a criação de uma central de projetos na AMM que funcione em parceria com o Governo. “Vamos fazer com que os projetos sejam bem elaborados, para que os gestores consigam

Arquivo

NOVA XAVANTINA

O novo presidente da Associação dos Mato-grossense dos Municípios, Meraldo Figueiredo: trabalho

obter os recursos necessários aos municípios”, afirmou. As duas medidas serão as principais bandeiras de sua gestão à frente da entidade.

Para isso, Meraldo tem buscado apoio não apenas do governador, mas também dos deputados estaduais. “Acreditamos muito nesta parceria com o

Governo e a Assembleia para resolver estas questões e diminuir as desigualdades sociais entre os municípios de Mato Grosso”, disse.


Política

4

Ano III - nº 67 Barra do Garças - MT 4 a 10 de março de 2011

SEMANA7

WWW.

.COM

SAÚDE

Indicação foi encaminhada ao Governo do Estado na semana passada lação de sete municípios, que chegam a aproximadamente 85 mil habitantes. Além disso, quando necessário, dá suporte à Regional de São Félix do Araguaia, que compreende mais cinco cidades. Ou seja, o Hospital Municipal de Confresa abrange uma cobertura populacional de aproximadamente 115 mil habitantes. “Com a criação e implantação de um hospital regional em Confresa, as ações de saúde pública serão mais qualificadas e a população será mais bem atendida. Pois, muitas vezes, o paciente tem que percorrer mais de

Da ASSESSORIA

O Governo do Estado estuda a possibilidade de se construir um hospital regional em Confresa, cidade distante a 1.023 quilômetros da Capital, na do região norte-araguaia. O pedido feito pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PP), atende às reivindicações dos vereadores Francisco de Assis Ferreira, José Ferreira de Oliveira e Francisco José da Silva. Os vereadores lembram que Confresa é uma cidade-pólo, mas conta com apenas 43 leitos para atender a popu-

mil quilômetros até a Capital do Estado para conseguir atendimento”, diz trecho do ofício encaminhado à presidência da Casa de Leis. Riva apresentou a indicação na sessão ordinária da semana passada. O pedido foi encaminhado à Secretaria Estadual de Saúde (SES) para análise. Justifica que, diante da necessidade de promover saúde pública com qualidade, segurança e eficiência aos moradores de Confresa e dos municípios circunvizinhos, conta com a aprovação e acolhimento do pedido pelo secretário de Estado de Saúde, Pedro Henry.

Maurício Barbant/AL-MT

Riva defende construção de hospital regional em Confresa

Presidente da Assembleia Legislativa, José Geraldo Riva (PP), em defesa da saúde pública em Confresa

INFRAESTRUTURA

Jupirany Devillart/AL

Baiano Filho reivindica pavimentação da BR-242 entre São Félix e Alto Boa Vista

Deputado estadual Baiano Filho e sua preocupação com boas estradas na região do Norte Araguaia

no de pavimentação da BR 158/242, no norte araguaia. A reivindicação se justifica pelo fato das obras de pavimentação da BR-158 já se encontrarem no Distrito de Alô Brasil, município de Canabrava do Norte. Com a federalização da MT-242, no trecho Sorriso/

Da ASSESSORIA/naiara martins

O deputado estadual Baiano Filho (PMDB) reivindicou ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) que o trecho entre São Felix do Araguaia e o Posto da Mata sejam contemplados no pla-

Querência, o asfalto deverá contornar a Reserva Indígena do Xingu chegando até a BR-158, onde se sobrepõem. Nesse formato, o município de São Félix do Araguaia ficaria isolado no final da BR-242, a uma distância de 90 km do asfalto mais próximo em Alto Boa

Vista (Posto da Mata). A proposta foi defendia em Plenário, quando Baiano salientou os avanços conquistados por Mato Grosso na área de infraestrutura de transporte, principalmente nas melhorias executadas pelo DNIT com a posse do mato-grossense Luiz Antônio Pagot. Como exemplos, foram citados a duplicação da BR-163 - no trecho da Serra de São Vicente -; as obras de restauração das BR-070 Cuiabá/Cáceres; BR-163 Cuiabá/Rondonópolis; federalização da MT-242, conhecida como Rodovia Leste/Oeste e a pavimentação da BR-158, no norte-araguaia. “Hoje, o Araguaia comemora a construção da BR-158, há muitos anos falada e defendida inclusive pelo deputado Adalto de Freitas - Daltinho. A rodovia permitirá avanços, crescimento e a valorização das propriedades, mas o DNIT não pode deixar de priorizar o trecho entre São Felix e o Posto da Mata, que representará incremento para a região. Apelamos ao Pagot que até a finalização do mandato de Dilma, em Mato Grosso, possa receber mais este presente”, destacou Baiano.

CONGRESSO

Blairo se diz irritado com a lentidão Blairo Maggi, (PR) o senador mato-grossense de primeiro mandato veio a público dizer que está decepcionado com o ritmo lento dos trabalhos no Senado. Maggi integra uma bancada de ex-governadores que se diz estarrecida com os debates no plenário, com pouco resultado, conforme disse á Folha de S. Paulo. “Estou aborrecido com a lentidão daqui. Os discursos no plenário são para mandar recado ao eleitor, não tem discussão de país. Há um incômodo com o comodismo”, disse Maggi, em entrevista ao jornal paulista. Blairo Maggi afirmou, ainda, que esta será sua última experiência na política. Ele quer voltar ao mundo empresarial após o mandato, que termina daqui a oito anos. O jornal informa que

JATO POR JEGUE

Secom-MT

dA REDAÇÃO COM MIDIA NEWS

Senador Blairo Maggi cobra mais agilidade nas ação do Congresso

Maggi é dono de uma fortuna de R$ 143 milhões, por meio do Grupo Amaggi, conglomerado de empresas controlado por sua família. Na reportagem à Folha de S. Paulo, dia 8, Maggi observa que, acostumada com

a agilidade do Executivo, a bancada de ex-governadores que acaba de assumir mandato de senador se queixa de não ter o que fazer na Casa e tenta emplacar mudanças no regimento que tornem o trabalho no Senado mais ágil.

“Quem vem do Executivo sente o freio. É como trocar um jato por um jegue”, diz Wellington Dias (PT), ex-governador do Piauí, para quem a Casa pode ser “o melhor lugar do mundo para quem não quer fazer nada”. Segundo o jornal, com críticas em comum, a bancada de oito ex-governadores que acabaram de trocar o Executivo pelo Legislativo decidiu propor ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), medidas para acelerar as votações. Uma das propostas é que o Senado tenha uma junta de conciliação para intermediar liberação de verbas a obras paralisadas por falta de recursos federais. Também propõem uma subcomissão para discutir o tratamento a dependentes químicos, um problema que atinge vários Estados.

PAREDÃO GRANDE

Zeca Viana quer sinal de telefonia móvel em distrito Assessoria

Deputado Zeca Viana: telefonia móvel para todo o Mato Grosso Da ASSESSORIA/SORAIA FERREIRA

Mato Grosso está entre os estados brasileiros que possuem mais de um aparelho celular por habitante. Isto, segundo os dados da Agência Nacional de Telefonia (Anatel), divulgados no final de 2010. Contudo, o estado que tem mais de três milhões de habitantes possui localidades aonde o sinal da telefonia móvel ainda não chegou. Este é o caso das comunidades rurais Carazinho, em Primavera do Leste e Paredão Grande, no município de General Carneiro. O deputado estadual, Zeca Viana (PDT), se reuniu com o gerente regional da companhia que trabalha com telefonia em Mato Grosso, a Vivo, Márcio Rattes, para propor parceria e instalar torres de sinal para telefonia móvel em duas comuni-

dades; Carazinho e Paredão Grande. Em todo o distrito de Paredão Grande residem aproximadamente quatro mil pessoas, incluso a população local e a da zona rural. Paredão Grande ou Paredão do Leste como queira chamar, é uma região que vem se destacando na produção de grãos em grande escala e tem transformando o município entre uma das maiores economias do Vale do Araguaia, cuja receita vem ultrapassando 1 milhão de reais/mês. Grandes grupos de produtores ligados ao agronegócio estão estabelecidos na região, a exemplo do Viana e Itaquerê. A região fica na rota da rodovia BR070, à 110 Km de Primavera do Leste e 150 Km de Barra do Garças. O fluxo diário de veículos na BR está entre os maiores do Estado, principalmente em época da safra.

JUSTIÇA

Ex-prefeito de Campinápolis Bananeiro foi preso no sábado dA REDAÇÃO COM MIDIA NEWS

Foi preso no sábado (5) pela Polícia Militar, o ex-prefeito de Campinápolis, (20002004) Joaquim Matias Valadão, (Joaquim Bananeiro), por volta das 10 h, no momento em que chegava em sua residência cumprindo um mandado de prisão expedido pelo desembargador Geraldo Ferreira, presidente da 2ª Câmara Criminal de Brasília, cujo processo indica o ex-prefeito de ter desviado R$ 12 mil do Fundo de Desenvolvimento da Educação (Fundef). Clélilia Valadão nega as acusações e diz que seu pai não desviou recursos do Fundef em 2002. A filha do ex-prefeito entende que a prisão de seu pai foi motivada por excessos porque “meu pai não estava atrapalhando as investigações”, disse ela. Bananeiro responde a sete inquéritos policiais e 42 ações cíveis e criminais ligadas ao desvio de dinheiro público. Sua filha diz que metade des-

ses processos já foi arquivada. Quando prefeito Bananeiro teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas (TCE). Ele possui ainda contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Ao receber a voz de prisão, Bananeiro não reagiu e até satirizou a ação dos policiais dizendo: “Então vamos se embora para Cadeia” criando uma paráfrase do hit sertanejo ‘vamos embora para um bar, beber’. Bananeiro foi encaminhado para o presídio ‘Major Zuzir’ na interior de Água Boa onde se encontra incomunicável. A esposa, Madalena e familiares acompanharam o carro que levava o ex-prefeito. Bananeiro foi prefeito de Campinápolis, de 2000 e 2004. Ele foi acusado de esbanjar dinheiro público durante sua administração e chegou até mesmo a ser afastado do cargo em função dessas denúncias, mas voltou por força de liminar. [Com dados do Olhar Direto]


SEMANA7

WWW.

.COM

Ano III - nº 67 Barra do Garças - MT 4 a 10 de março de 2011

Cidade

5

TURISMO

Teleférico em fase de estudo técnico Técnicos da Secretaria de Turismo, Secretaria de Meio Ambiente e da recém criada Secretaria das Cidades, estiveram em Barra do Garças a pedido da secretária de Turismo, Teté Bezerra para fazer um levantamento de viabilidade técnica para implantação do esperado teleférico na Serra Azul ronan de sá / com assessoria

A secretária de Estado de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur), Teté Bezerra, solicitou semana passada que técnicos das secretarias de Turismo, de Meio Ambiente e da recém-criada Secretaria das Cidades visitassem Barra do Garças para fazer um levantamento técnico de viabilidade para instalação de um teleférico ligando a cidade ao Parque da Serra Azul. O engenheiro técnico da Secretaria das Cidades, Manoel Ortiz, disse numa entrevista por telefone ao SEMANA7. COM que o local oferece todas as condições para implantação de um teleférico, “que vai desde o acesso, segurança e tranquilidade para oi usuário”. Ortiz disse ainda que o local tem potencial bem maior que Chapada dos Guimarães e que é possível a instalação do teleférico e que pode custar bem menos aos cofres públicos pelas condições que o local oferece. O engenheiro advertiu, no entanto, que está sendo feito um levantamento pela Sema sob responsabilidade do biólogo Felipe Dias, para analisar questões de solo e impacto ambiental. O técnico de infraestrutura da Secretaria de Turismo, José Vilela, também esteve no local e deve emitir parecer através de um relatório final a ser entregue à secretária Tetê Bezerra. Em fevereiro a secretária Tetê Bezerra reuniu cerca de 40 jornalistas em Cuiabá para apresentar um balanço de suas ações à frente da pasta. De acordo com Teté Bezerra o turismo terá importante papel como um dos indutores do desenvolvimento, no que diz respeito

à geração de emprego e renda. “Mato Grosso hoje tem um potencial turístico imensurável, mas sua exploração deve ser acompanhada com a vertente ‘sustentabilidade’. Para atingir nossas metas contamos com a parceria do trade turístico e com a mídia”, declarou. Teté acrescentou ainda que o governador Silval Barbosa anunciou investimentos em infraestrutura com a abertura de novas estradas, apoio aos municípios, sinalização turística e qualificação de mão-de-obra. “Vamos investir recursos da ordem de R$ 250 milhões do ProdeTur em municípios contidos em raio de 200 km de Cuiabá e que possuam potencial turístico. Nosso desafio é preparar esses municípios para receber o turista nacional e internacional. Para isso é preciso fazer obras de infraestrutura, a começar pelas estradas”. Por exigência do Governo Federal o recurso do ProdeTur, destinado a Mato Grosso, no valor R$ 250 milhões, terá que ser investido em cidades num raio de 200km de Cuiabá. Mas, segundo a assessoria da Sedtur, os compromissos assumidos pelo governador Silval Barbosa,

Secretária de Turismo, Teté Bezerra e o mapa de simulação da linha do teleférico que deverá ligar Barra ao topo do Parque da Serra Azul

como o teleférico de Barra do Garças, que está orçado na casa dos R$ 6 milhões terá recurso do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “O teleférico é um projeto que irá revolucionar o turismo na região”, afirmou o idealizador do projeto, deputado Adalto de Freitas - Daltinho (PMDB). “Esse projeto é viável para o crescimento do turismo e, atrai dividendos para o Araguaia”. Em 2009, os ex-secretários de Turismo, Yuri Bastos e Vanice

Marques, além do secretário Executivo do Ministério do Turismo, Frederico Silva Costa, estiveram em Barra do Garças a convite do deputado Daltinho para conhecer o potencial turístico da região. A ideia seria a de implantar o teleférico saindo do Porto do Baé até o alto da Serra Azul. O trajeto da linha do teleférico não pode passar sobre residências, o que poderá sofrer alterações no projeto. [Veja simulação ao lado]. Na edição 66 de A SEMANA noticiamos que o Araguaia

estaria “excluído” dos planos de governo no que diz respeito ao turismo na região. A assessoria da Secretaria de Turismo informou, no entanto, que a Secretaria desenvolve estudos em todas as regiões turísticas de Mato Grosso, e que Barra do Garças e o Araguaia estão inseridos nesse contexto. Ao anunciar que o recurso do ProdeTur seria investido somente na baixada cuiabana, a notícia gerou certo descontentamento entre vários setores da sociedade do Vale do Araguaia.

Agora, diante das afirmações daquela Secretaria, através de sua assessoria, se faz justiça e o Araguaia está contido no contexto turístico do Estado. Conforme afirmou o secretário de Comunicação Social de Silval Barbosa, Osmar Carvalho, que esteve presente na reunião na Sedtur, “Estamos trabalhando para divulgar o Estado nacionalmente e internacionalmente. Sabemos que a Copa de 2014 será a nossa oportunidade para divulgar as nossas belezas naturais”.

CALAMIDADE

Buracos fazem Barra parecer queijo suíço A situação é tão critica que não só na área central mas em todos os bairros da cidade são comuns em toda parte da cidade DA REDAÇÃO

Essa história de “pequena abertura, geralmente circular, cavidade”, é coisa de dicionário para designar buracos. Esse substantivo tornou-se comum em Barra do Garças. As reclamações dos moradores são quase que generalizadas. A Secretaria de Obras do município deixa transparecer que espera o passar das chuvas para recuperar o que resta da cidade. Numa edição do SEMANA nossa equipe de reportagem teve o capricho de contar cerca de 80 buracos no percurso que demanda da ponte do Voadeira ao Parque das Águas Quentes”. Hoje em dia seria quase impossível contá-los para o desgosto de quem trafega aquele itinerário, seja de caminhão, carroça de burro, bicicleta, de Civic, motocicleta. Esta calamidade das vias públicas se estende por quase toda cidade. Na tradicional 1º de Maio, no bairro Cidade

Velha, esquina com o prédio dos Correios, há um poço, cuja presença deve envergonhar aos moradores próximo àquele local. Já na avenida Antônio Joaquim a situação é ainda pior, quem passa por ali não esconde a indiginação, de ter que colocar em risco seu veículo, numa oficina para reparos, proveniente dos diversos buracos e crateras. Em frente ao hospital da Funasa (antigo Hospital Dom Bosco) a situação é desastrosa. Motoristas avisados desviam de rota para não ter que enfrentar aquele trecho. Há cerca de 3 km dali, no Jardim Pitaluga, há uma cratera que resiste desde o governo comunista de Zózimo Chaparral. Ou seja, ela desafia o passar de suas administrações. No bairro vizinho Jardim Araguaia, falar em buraco de ruas é voltar ao lugar comum. Suas ruas, todas elas estão em péssimo estado. Dia destes, moradores de uma dessas ruas ensaiaram um abaixo assina-

do para recorrer à Emasa para que a empresa tampasse uma vala de quase meio metro que ela mesma fizera para estender a rede de esgoto a um morador. Nas imediações do complexo turístico do Porto do Baé, cujo local já foi objeto de reportagem do SEMANA continua insuportável o tráfego e também aos olhos dos cidadãos que pagam impostos e não merecem tamanha indiferença do poder público. Os bairros que formam a grande periferia de Barra do Garças se transformam nesta época do ano. Por falta de galerias as águas da chuva tomam conta das ruas, como é o caso do bairro São João, Nova Barra, Novo Horizonte, Palmares, entre tantos à mercê da boa vontade da Secretaria de Obras que pouco faz e não se manifesta a que veio.

Semana7.com

Aspecto de uma rua em Barra do Garças. Situação quase generalizada em todos os quadrantes da cidade


Cidade

6

Ano III - nº 67 Barra do Garças - MT 4 a 10 de março de 2011

SEMANA7

WWW.

.COM

GENERAL CARNEIRO

Morais, existem 1.150 ligações, que daria pelo menos R$ 11,500, mas que resulta numa arrecadação pífia em torno de R$ 3 mil contra os R$ 31 mil gastos em despesas de tratamento d’água mensais. Segundo Juracy Rezende a prefeitura não suporta mais esse déficit e já determinou a instalação de hidrômetros em todos os domicílios da cidade e prometeu corte no final de cada mês aos inadimplentes. Nesta primeira audiência pública ficou claro o repúdio da sociedade local contra a privatização da água no município que por sua vez propõe a concessão inicial de oito anos, renováveis por igual período. Esta proposta seria transformada em projeto de lei do Executivo e enviada à Câmara de Vereadores para aprovação, mas pelo visto, a prefeitura terá que reinventar o sistema de abastecimento de água como uma empresa que seja de seu próprio povo. Os comentários que tomaram de assalto a cidade sobre a privatização, indicando nome de interessados em administrar o sistema de água foi

Da redação

O prefeito de General Carneiro, Juracy Rezende da Cunha, convocou na noite do dia (24) uma audiência pública no Centro Comunitário para discutir com a sociedade a privatização do sistema de abastecimento de água na cidade que, do ponto de vista financeiro “representa um caos para o município”, segundo disse Rezende à reportagem do SEMANA7.COM. Com população em torno de 3.500 habitantes, o sistema de abastecimento de água de General Carneiro nada custou aos cofres públicos da cidade, mas uma doação feita pela falecida Sanemat ao município. Com esse precedente, muitos de seus moradores, segundo os exaltados ânimos que marcou a audiência pública, se sentem no direito de não pagarem pelo fornecimento de água. Nas contas da prefeitura, de cada sete moradores, apenas um paga a taxa mínima estabelecida em R$ 10. Ao todo, segundo o responsável pela ETA (Estação de Tratamento) local, Francisco de Lima

desmentido pelo prefeito ao SEMANA7.COM. “Eu lhe garanto que ninguém me procurou para tratar comigo ou com meus assessores a este respeito”, disse o prefeito. O presidente da Câmara de Vereadores local, Joaquim Neto Borges de Lima, disse que a intenção da administração é privatizar a água no município, “mas isso depende da concessão do povo, embora reconhecemos que haja falhas , a falta de hidrômetros, inadimplência e ausência de tratamento adequado. Não estamos aqui querendo vender nossa água, mas se ela for privatizada a empresa que for administrá-la terá que fazer investimentos”, disse ele. O morador Geraldo Antonio de Lima disse à reportagem que “nós fomos pegos de surpresa, isso teria que ser avisado primeiro ao povo. Nós preferimos que a água fique com a prefeitura”, disse ele que garante que paga ‘religiosamente’ sua taxa mínima de R$ 10 todo mês. O jornalista Antonio Borges Neto (Netão), que é filho da cidade, disse que “é preciso

Notícia dos Municípios

Prefeitura tenta privatizar abastecimento d’água

Prefeito Juracy Rezende (PT) entre a pendenga da privatização de água no município de General Carneiro

discutir esta privatização com o povo, saber quais são os interesses reais que rondam esta proposta e disse ser contra a privatização”. Netão fez várias indagações que arrancou aplausos do público ao ponto de cons-

RIO ARAGUAIA

DA REDAÇÃO

Primeiro foram os garimpos e depois o desmatamento posto em prática a partir dos anos 60 na região que bateram de frente com o ecossistema local, sacrificaram florestas, animais, outros que entraram para a lista de extinção, rios que foram assoreados. Tudo isso em nome do desenvolvimento e que não significa um belo retrato que se deixa para a posteridade, mas o aniquilamento ambiental quase irreversível. Este ano, as chuvas de março não conseguiram fazer com que o Araguaia ultrapassasse o limite de alerta máximo de 5 metros na escala utilizada pelos Bombeiros, próximo ao complexo turístico do Porto do Baé, a cerca de 50 metros do rio cujas águas já bordejaram, em cheias passadas pelo pátio e térreo daquela corporação. Mesmo com o processo contínuo de assoreamento o Araguaia deixa muitos ribeirinhos de ‘orelha em pé’ que no grosso do período das chuvas vivem a expectativa de serem surpreendidos pelas enchentes entre janeiro ao final de março. Há enchentes históricas de que muitos se lembram como a de 1999 e de 2003. Nesta última o rio atingiu 11 metros. De sua nascente tímida próximo à cidade goiana de Santa Rita, o Araguaia despeja suas águas no Tocantins que por sua vez desagua no Amazonas. Pensar que o Araguaia serviu como via de acesso para a colonização dessa região, disse um antigo morador de Barra do Garças, Pedro Miranda, “só pode ser pensado nesta época do ano, porque todos sabemos que nossos rios estão morrendo”, diz. Mesmo com este seu fim anunciado por muitos que se colocam em defesa de nos-

Semana7.com

Enchente não intimida ribeirinhos

tranger a mesa presidida pelo prefeito Juracy Rezende (Buchudo) a exemplo de “o porquê pegar uma empresa que está falida?” ou ainda “ninguém aqui quer entrar em barco furado”. No final da audiência de

forma um tanto truculenta o prefeito encerrou dizendo que hoje (25) uma equipe de seu governo começa a levantar os consumidores inadimplentes da cidade e prometeu o “corte”, uma medida alheia aos costumes da sociedade local.

AEROPORTO

Pátio de Barra passa por reformas DA REDAÇÃO

O Governo do Estado assinou dois convênios que destina investimentos para sinalização aeroportuária e pavimentação do pátio do estacionamento do aeroporto de Barra do Garças, cujo terminal de passageiros, de responsabilidade da prefeitura, encontra-se praticamente abandonado. Para as obras de pavimentação asfáltica foram alocados recursos, de acordo

com a publicação no Diário Oficial em 2 de março, da ordem de R$ 125.873,21. O prazo para execução da obra é de 15 dias, incluindo 200 metros na área interna para estacionamento de aeronaves. O segundo convênio, orçado em R$123.669,00, será empregado na sinalização aeroportuária do aeroporto de 1.600 metros de pista, com carta-convite vencida pela mesma empresa, Bráulio Alvarenga Naya ME.

VISUAL

Encosta do Baé em Barra do Garças e as águas do Rio Araguaia que ameaçam tomar as escadarias do porto

sos rios, é preciso considerar que as enchentes a este nível de alerta (5) ocasionava todos os anos no início da Rua Cristino Cortês e travessas que ligam a região portuária a Avenida Marechal Rondon. Ela só deixou em parte de ocorrer depois do aterramento e construção do complexo turístico do Porto do Baé. Com o aterramento as águas que hoje atingem o topo da escadaria singravam pelas ruas do bairro Cidade Velha. Para os Bombeiros e a Defesa Civil essa cena poderá se repetir, “pois tudo depende do volume d’água”, disse Vilson Parreira Silva, de 45 anos, pintor de paredes, pescador contumaz. Ele disse que a maior enchente que já conheceu em 1980. Naquela enchente citada por Vilson, moradores de Pontal do Araguaia foram retirados às pressas, assim como ribeirinhos de Aragarças (GO), a comunidade da Olaria das Águas Quentes e do bairro Zeca Ribeiro. Fosse relevo plano como o de Cáceres (banhada pelo rio Paraguai) Barra do Garças

sofreria muito com as cheias, mas o relevo daqui é inclinado”, diz o 1º sargento Marcel Bueno Santana, do Corpo de Bombeiros, entrevistado pelo SEMANA 7.COM O casal de professores que reside numa travessa que demanda ao Porto do Baé, José Ferreira Dias e Jacira Dias Ferreira, fez questão de mostrar a “altura do barrado d’água que alcançou mais de 70 centímetros aqui na porta de casa, em 2004. Este ano está tudo calmo, aqui há facilidades. Quando morávamos em São Félix a gente muitas vezes saía correndo com a mudança para não se perder tudo”, disse o professor. O restaurante flutuante “Tucunaré na Telha”, antigo ‘Botus’, oscila há 11 anos de acordo com a força das águas que passa por seu costado, embora nenhuma enchente tenha colocado em risco sua permanência no porto, içado por cabos de aço. “Em 2006 eu vi gente andando de Jet Ski entre esses quiosques”, diz o garçom Paulo Eduardo, que junto com seu pai, Adário Martins, que

hoje reside no Tocantins, ergueu sua estrutura. Enquanto isso, o nível do Araguaia continua instável. Há três anos uma enchente cobriu a Associação dos Barqueiros de Aruanã. Neste início de mês, de acordo com o Corpo de Bombeiros a cota de alerta máximo passou de 7 metros. Caso as chuvas não cessem a situação poderá se agravar na região do baixo Araguaia onde o rio invade os baixios transformando em grandes alagados de léguas de extensão. Na região de São Félix do Araguaia e de Luciara, onde há formação pantaneira, o rio já deixa pequenos produtores ilhados, mesmo aqueles que moram a dezenas de quilômetros da margem do Araguaia. A falta de equilíbrio ecológico gera contradições todos os anos. Em Barra do Garças, apenas para se formular um exemplo, nos meses de agosto e setembro, são muitos os banhistas que fazem a travessia desse mesmo rio, (que ora oferece risco aos ribeirinhos), a pé, com água à altura da canela.

Paisagismo diz que pretende transformar a cidade DA REDAÇÃO

Se depender do otimismo da secretária de Paisagismo e Urbanismo, Maria Ester Tiziani Fava (Téia Fava), Barra do Garças passará por transformações, cujos projetos estão sendo elaborados e com abrangência por vários setores da cidade. Na entrevista ao SEMANA7.COM Téia Fava falou inicialmente sobre o projeto da avenida Antonio Joaquim, (Entre Supermercado Nilo e ponte do Voadeira) cujas laterais do canteiro central serão construídas duas pistas de caminhada que devem substituir a pista de ciclismo construída na gestão do comunista Zózimo Chaparral. Outros pontos que constam no mapa de ações de Téia Fava um deles é a rotatória dos Garimpeiros, no centro comercial e Barra do Garças, enquanto o complexo turístico do Porto do Baé, segundo disse, já foi feito orçamento junto à Cemat para o projeto de iluminação, que tem sido uma cobrança pública à administração municipal. Ao falar sobre iluminação

pública a secretária Téia Fava citou os 999 braços que desde dezembro ornamentam o sistema de iluminação pública da cidade nas cores azul e branco, compreendendo assim a primeira etapa de uma obra que tem como princípio “a estética, o embelezamento recomendado pelo prefeito Wanderlei Farias”, conforme disse à reportagem. Sobre este projeto de iluminação, cuja prospecção será de pelo menos 30 mil braços ornamentais, a secretária disse que vai resultar em economia para o município, “refletir no bolso do contribuinte em cerca de 30%”. Sem contar o lado ‘estético’ dessa obra, conta-se também o item ‘durabilidade’. As lâmpadas de vapor de mercúrio incandescente metálico serão substituídas pelas de sódio. “Nosso propósito será o de colocar mais mil lâmpadas dessa qualidade até a chegada de 2012”, disse Téia que comanda à frente de sua Secretaria 22 pessoas só no setor de Paisagismo, enquanto o Urbanismo acaba se misturando com outras pastas.


SEMANA7

WWW.

.COM

Cidade

Ano III - nº 67 Barra do Garças - MT 4 a 10 de março de 2011

7

SEGURANÇA PÚBLICA

Bando assalta mais um banco

Bandidos que assaltaram a agência do BB em Querência ateiam fogo em carro, atiram em ônibus escolar e escapa do cerco da Polícia Militar

Homero Sérgio/Querência Hoje

Prefeito de Querência, Gorgen cobra a investimentos em segurança

“Quando é para fiscalizar, percorrer o município em busca de impostos há toda uma infraestrutura (viaturas, homens, avião, helicoptero, entre outros), que não existe para caçar bandidos que aparecem para tumultuar o cotidiano de nossa gente”, disse por telefone à reportagem do SEMANA7.COM, o prefeito de Querência, Fernando Görgen na tarde de quinta-feira (10) quando um aparato policial tentava fechar um cerco a um bando que assaltou na manhã do dia (10) a agência do Banco do Brasil e saiu com seis reféns, incluindo o gerente da agência, José Rubens, entre outros funcionários e dois clientes, que foram libertados horas depois. O prefeito Fernando Görgen não se encontrava na cidade no momento do assalto ao banco, mas na capital, Cuiabá, onde ao saber do incidente procurou o secretário de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado e o comandante da Polícia Militar do Estado, coronel Osmar Lino Farias,

pedindo providências que ele traduz como reforço policial para Querência e região, que ele próprio não esconde, “tem muita violência”. Vigésima economia do Estado Querência possui uma população de 13 mil habitantes e, segundo Görgen, esteve isolada por falta de estradas, mas agora com a chegada do asfalto, no seu entender, “começam a surgir as preocupações que ocorrem nos grandes centros urbanos, a exemplo desse assalto que felizmente não deixou vítimas”. Apesar do índice de criminalidade ser alta em Querência, Görgen diz que sua comunidade é tranquila. “Esse assalto foi o primeiro ocorrido na cidade e vamos esperar que seja também o último”. Ao ser indagado sobre a segurança no seu município o prefeito Görgen disse que tem insistido com as autoridades do setor para a construção e uma delegacia e também e uma cadeia. “Nós temos cerca de nove policiais na cidade, é muito pouco para conter absurdos como o ocorrido na manhã do dia 10”.

Coronel Barbosa comenta ações da Polícia Militar DA REDAÇÃO

Um bando de assaltantes, cuja rota cruza os caminhos de cidades onde a economia é do agronegócio, põe em estado de alerta máximo o poder de autoridade no Vale do Araguaia. Na manhã de quinta-feira (9), um grupo de sete homens fortemente armados e disparando para o alto invadiram a agência do Banco do Brasil em Querência. A ação foi rápida, fizeram seis reféns, incluindo o gerente do banco e, protegido por um escudo humano fugiu em dois carros. A agência, por precaução, não declina o valor em reais levado pelos criminosos. Na tarde de sexta-feira (10) o comandante da Regional V de Barra do Garças, coronel Valdemir Benedito Barbosa recebeu em seu gabinete a reportagem do SEMANA7.COM quando falou sobre o assalto de Querência e a resposta da ação policial que agiu com inteligência no sentido de proteger as pessoas que foram postas como escudo, de modo que saíssem sem ferimentos ou danos maiores. De início o coronel Barbosa ao responder o repórter disse que em momento algum a polícia se sente diminuída diante de ações como a que ocorreu em Querência, embora reclame da falta de infraestrutura adequada para que a Polícia Militar esteja mais presente em ações dessa natureza. No entender do coronel Barbosa há uma espécie de monitoramento de certas quadrilhas sobre o que faz a polícia e citou a hipóteses (feita pelos bandidos) de que a tropa policial destacada em

Comandante da Regional 5, coronel PM Barbosa que reivindica infraestrutura para conter ações criminosas

Querência estivesse cansada depois da jornada do carnaval, somada à coincidência do pagamento da Agropecuária Tanguro. A solução para contenção de ações criminosas o coronel sugere a criação de um núcleo de pelo menos dez policiais da Força Tática nos batalhões existentes no Estado que a Polícia Militar divide em 10 Pólos Regionais e nem todos com núcleo da Força Tática como é o caso de Juína, Vila Rica e Alta Floresta. A ROTA As dobras do mapa por onde passa o bando de ladrões de bancos são as cidades economicamente estáveis. Barra do Garças é uma dessas cidades, mas que na visão do comandante da unidade da

Força Tática local, tenente Elcirley Luz Silva “seria difícil empreender uma fuga com barreiras e a própria estratégia da polícia existentes. Nosso serviço de inteligência atrapalha ações dessas natureza”. Para não dizer que Barra do Garças tenha passado incólume por feitos dessa natureza, já houve um sequestro de gerente do Banco do Brasil local. O gerente foi obrigado a levar o bandido aos cofres da agência local, sem que a polícia soubesse. A quantia subtraída não foi divulgada pela agência. Em 2008, houve um assalto à agência do Banco do Brasil em Campinápolis com a participação e três elementos. Na troca de tiros morreu o policial Dener Maia Barbo-

sa, de 26 anos, no momento em que por trás de uma barricada, armado de Mosquefal (seis tiros por minuto) atirava contra os bandidos com fuzis de última geração. Um ano depois os marginais foram presos em Jataí (GO). No ano seguinte, em 2009, assalto ao banco em Confresa, via sequestro do gerente do banco que abriu os cofres aos bandidos. Em janeiro de 2010, assalto ao banco em Canarana. A polícia diz que a quadrilha tinha ligações com Paranatinga. Seis ladrões, nenhum deles foi preso.

Homero Sérgio/Querência Hoje

Fernando Görgen cobra segurança para a região

Da redação

fogo em uma dos carros e atiraram no pneu de um ônibus escolar. Não houve feridos. Um helicóptero da PM foi para a região para auxiliar na captura dos assaltantes, enquanto em Barra do Garças, o comandante coronel Barbosa enviou homens da Força Tática. Com a ajuda aérea da PM, segundo informou o coronel Valdemir Barbosa, a Polícia Militar ganhou reforços também com tropa de Água Boa, de Canarana e da Força Tática de Barra do Garças no sentido de fechar o cerco aos bandidos No momento do assalto, a agência estava lotada, uma vez que si tratava do dia de pagamento da Agropecuária Tanguro. A agência local não informou o montante que os bandidos levaram em dinheiro. Os reféns foram soltos em seguida e não houve feridos, apesar de disparos para o alto. O serviço de inteligência da PM investiga o caso, enquanto a tropa policial continua, na captura do bando.

Semana7.com

A agência do Banco do Brasil de Querência, no Norte-Araguaia de Mato Grosso, foi assaltada no dia quinta-feira (10). Um grupo fortemente armado chegou em dois carros. A Polícia Militar não tentou intervir e não houve troca tiros com os assaltantes, embora o pânico após o assalto com seis reféns tenha sido generalizado no centro comercial da cidade. Seis pessoas foram feitas reféns e foram muitos os que serviram, de modo involuntário, de escudo humano para facilitar a fuga do bando. Entre os reféns estava o gerente da agência local do Banco do Brasil, José Rubens (a cerca de 30 dias na cidade) o subgerente, um funcionário de caixa e mais dois clientes que estavam na agência na hora do assalto. Os assaltantes deixaram a cidade nos dois carros (um dublô cor cinza e um Carolla vermelho) por estradas rurais em direção a cidade de Canarana. Numa ponte de madeira eles atearam

Homero Sérgio/Querência Hoje

DA REDAÇÃO

Escudo humano para conter a ação da Polícia Militar no assalto à agência do Banco do Brasil em Querência

A FORÇA TÁTICA Ao concluir a entrevista o coronel Barbosa disse não ter uma “solução que seja cem por cento. Temos combatido o crime com os recursos que temos contra o inimigo que em caso de assalto a banco comparecem bem armados” e reivindica infraestrutura “para que a polícia seja mais eficaz”. Em Barra do Garças o núcleo da Força Tática é formada por uma tropa de 23 soldados sob o comando do tenente Elcirley. Para formar um homem para o ingresso na FT demanda em torno de 45 dias de treinamentos. O tenente Elcirley participou da entrevista com o coronel Barbosa e fez questão de dizer que a Força Tática é legalista, “não é uma força arbitrária” no combate ao tráfego doméstico de drogas, roubo a bancos e estouro de boca de fumo. Para participar da captura dos assaltantes de Querência a Força Tática enviou oito de seus homens para ajudar as tropas do destacamento local, incluindo a Polícia Judiciária Civil.


Variedade

8

Ano III - nº 67 Barra do Garças - MT 4 a 10 de março de 2011

SEMANA7

WWW.

.COM

HISTÓRIA

Três anos sem o historiador Valdon Varjão O ex-senador será agraciado in memória, dia 18, pelo Tribunal Regional do Trabalho com a Comenda Ordem do Mérito Judiciário São José Operário no Grau Grande Oficial, pelos serviços prestados na vida pública ao Estado de Mato Grosso

Azul e não se tem notícia de aterrissagem ou decolagem em direção a nenhuma estrela de nossa galáxia, embora seu projeto tenha ganhado manchete em vários jornais do país. Não demorou muito para que o talk Show do humorista Jô Soares (no SBT) cooptasse Valdon Varjão para uma entrevista em julho de 2008. De início o humorista chamou o projeto do discoporto de ‘maluco’, ‘inusitado’ e Varjão retruca: “Somos dois malucos, Jô”. Com ou sem maluquice, Valdon Varjão deixou seu legado político e histórico para Barra do Garças. Em tempo, é conveniente lembrar que numa cidade cuja administração (e aqui se inclui a Câmara de Vereadores) parece se orgulhar do desprezo que tem pela cultura, que o senhor Valdon Varjão deixou um acervo fotográfico inigualável na região que precisa passar por um processo iconográfico, que não se limite apenas em digitalizar as fotos, mas dá nomes, registros e outros procedimentos. Enquanto isso já são decorridos três anos da morte de Valdon Varjão. Vale a pena lembrar.

Arquivo Família

O

Da redaçÃO

Arquivo Família

Arquivo Família

Arquivo Família

senador Valdon Varjão deixou uma lacuna na vida política da cidade que dificilmente será preenchida, mesmo somando os que se aventuram a cada eleição a marcar pontos neste páreo que, para vencer, depende mais do eleitor que do próprio candidato. Em fevereiro contou-se os já passados três anos da morte de Valdon Varjão, que junto com outros ‘caciques’ da terra se revezavam no comando local, onde foi prefeito por duas vezes, (19591963 e 1973-1977) vereador, secretário municipal e deu outros passos que esteve ao alcance de suas pernas como deputado estadual, federal, e senador. Nascido na cidade de Cariuns, no Ceará, em dezembro 1923, Valdon Varjão chegou criança às barrancas dos garimpos da região onde foi garimpeiro, comerciante, agricultor e, O então vereador Valdon Varjão na histórica entrevista ao programa Jô Soares Onze e Meia, do SBT, em julho de 1998, quando falou sobre a conspor último tabelião do cartrução de um aeródromo para ovinis em Barra do Garças que, segundo ele, sobrevoam a região. Não faltaram riscos tanto de Jô quanto de Varjão tório do 1º Ofício de Barra discoporto para receber seres do Garças, embora tivesse extraterrestres que por ventucomo principal enlevo de ra queiram fazer escala na cisua vida a política. dade. O espectro de uma nave E foi assim, já quase em se encontra no alto da Serra fim de carreira, que chegou ao Congresso Nacional, na condição de suplente de Gastão Müller, (nomeado ‘senador’ pelos generais de plantão na fatídica década de 1970). Müller, senador biônico, licenciou-se e Varjão assumiu sua vaga no Senado da República. Façanha única, até aqui, entre os barra-garcenses. Tirante a política, outra paixão cultivada por toda a vida do senador foi a de Valdon Varjão, o criador diante da criatura. Varjão morreu aos 84 anos de falência múltipla dos órgãos colocar em prática o memorialismo. Prática que talvez do a política e suas ranhuras de outros que viriam a lume, viajantes, jornalistas, compatenha aprendido com seu entre este e aquele outro, ele a exemplo de separatas de dres ribeirinhos do Garças e padrinho, o primeiro prefeireaparece na condição e candiscursos de quando esteve Araguaia, gente do campo e to de Barra do Garças, Andidato a vereador nos anos 90. senador. Seu ingresso à liteda cidade. tonio Paulo da Costa Bilego Eleito, Varjão teve a ideia de ratura regional terminou por Quando todos pensavam e com outros homens de sua Em suas histórias, Varjão acreditava na existência de discos voadores solicitar a construção de um levá-lo ao Instituto Histórico que Varjão havia abandonageração a exemplo de seu e Geográfico de Mato Grosso compadre Ladislau Cristie ajudar a fundar a Academia no Cortês, de Lídio Pereira de Letras local, embora antes da Silva, entre desta sua façaoutros. nha ao mundo Valdon Varjão foi Esta sua das letras ele paixão de pertenha conheautor de 28 livros, petuar a mecido grandes contendo na sua mória local se personagens tornou mais como os escrimaioria relatos real assim que tores Durval Varjão chegou históricos da região Rosa Borges, ao Senado, autor do livro do Araguaia. Quando cuja gráfica “Araguaia Corimprimiu seu senador da República po e Alma”, primeiro e talAntonio Wanfoi autor do Projeto derley Chavez o melhor de toda sua que proibe até hoje gas, autor de obra: “Barra “Madrugadas a venda de órgãos do Garças no e Crepúsculos”, Passado”, onde os irmãos Vihumanos no Brasil. resgata de las-Boas, apeacordo com nas para citar sua memória da cidade que alguns nomes. tomou como sua, em sua A bordo do mundo políversão. Outro que merece tico Valdon Varjão conheceu registro: “Baliza, etéreas requase todos as figuras de sua miniscências”, um trabalho geração, incluindo os presiiconográfico, à altura de sua dentes Kubitscheck, Tancreépoca. do Neves, o temido homem Aquele seu primeiro lida polícia de Vargas, Filinto vro foi apenas a chamada Müller, entre aventureiros, Valdon Varjão recebe comitiva do governo japonês em sua residência para conhecer a história da região contada em seus mais de 28 livros


SEMANA7

WWW.

.COM

Economia

Ano III - nº 67 Barra do Garças - MT 4 a 10 de março de 2011

9

SAFRA

sentou parecer mantendo o texto original enviado pelo então presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Os senadores da oposição apoiaram a iniciativa justificando a necessidade de auxiliar os agricultores prejudicados pela seca ou excesso de chuva. O Programa Garantia-Safra, criado pela Lei nº 10.420/02, tem o objetivo de socorrer os agricultores que sofrem perda de safra em razão de fortes chuvas ou de estiagem prolongada. Gerenciado pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), sua área de atuação são os municípios nordestinos, os do norte de Minas Gerais (vales do Mucuri e do Jequitinhonha) e os do norte do Espírito Santo.

DA AGÊNCIA SENADO

O presidente do Congresso Nacional, José Sarney, promulgou na quinta-feira (3) a Lei nº 12.384/11 que abre crédito extraordinário em favor do Ministério do Desenvolvimento Agrário, no valor de R$ 210 milhões. O dinheiro foi destinado ao pagamento do benefício do Programa Garantia-Safra a 595 mil agricultores familiares da região do semiárido que acumularam perdas devido a intempéries climáticas na safra 2009/2010. A lei, proveniente da medida provisória nº 506/10, foi aprovada na terça-feira (1º), através de votação simbólica, pelo Plenário do Senado. O relator da matéria, senador Blairo Maggi (PR-MT), apre-

Arquivo

Congresso promulga lei que destina R$ 210 milhões para o Garantia-Safra

Milho safrinha avança 26,6%

Congresso incentiva agricultores e garante safra com recurso

MERCADO

Do só notícias

As concessionárias venderam 8.946 veículos, em fevereiro, o que representa 23,29% a mais no volume de vendas em relação ao mesmo mês do ano passado. O relatório do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos de Mato Grosso (Sincodiv) evidencia a evolução dos números em relação ao mês anterior, janeiro de 2011. Mesmo com menos dias úteis, fevereiro superou expectativas e emplacou 27,47% mais veículos. Em janeiro foram 7.018 comercializações. De acordo com a assessoria, sem o tradicional carnaval em fevereiro, o ritmo de ascensão na comercialização de veículos foi mantido O presidente do Sincodiv, Paulo Boscolo, “esses números se devem a um fevereiro atípico, sem Carnaval e consolidam uma curva de retomada no crescimento do setor em todos os segmentos. A concorrência

Arquivo

Venda de veículos novos em MT cresce 23%

Com economia aquecida Mato Grosso lidera venda de veículos em Cuiabá e outro pólos do Estado

fica cada dia mais acirrada, temos acompanhado mês a mês a instalação de novas concessionárias em todas as regiões de Mato Grosso e, mesmo com volumes de vendas ainda baixos, a estreia de novas marcas na Capital e no interior tem atraído muitos negócios”, avalia.

O segmento de automóveis (carros de passeio) registrou 2.958 emplacamentos - 31,76% a mais 1ue janeiro, quando foram emplacados 2.245. O segmento de caminhonetes emplacou 1.123 veículos, superando em 32,12%. Como já é tradicional, o

segmento de motocicletas foi responsável por mais da metade do número geral. Foram 4.528 motos comercializadas no período - 23,41% maior que janeiro. Os setores de caminhões e ônibus registraram 296 e 41 emplacamentos, respectivamente.

BANCO DA TERRA

Proposta facilita condições de financiamento DA AGÊNCIA CÂMARA

A Câmara analisa proposta que facilita a compra de imóveis rurais por meio de financiamento com recursos do Fundo de Terras e da Reforma Agrária - Banco da Terra (Lei Complementar 93/98). A medida, prevista no Projeto de Lei Complementar 1/11, garante uma série de benefícios aos que buscam recursos do fundo. Entre eles, estão: aumento dos prazos de amortização e de carência, diminuição dos juros e ampliação do perfil de possíveis contratantes. A proposta amplia o prazo de amortização de até 20 anos para 20 a 35 anos, e o prazo de carência passa de até 36 meses para 36 a 60 meses. O projeto também diminui os juros de até 12% para até 2% ao ano. Segundo a proposta, não poderá haver cobrança de juros durante o período de carência - o que não está previsto na lei hoje. O projeto também proíbe

que o nome do contratante inadimplente seja inscrito nos órgãos de proteção ao crédito ou no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (Cadin). “Se o agricultor está com dificuldades em cumprir com suas obrigações referentes ao pagamento da terra, essa providência somente agrava esse quadro”, justificou o autor da proposta, deputado Assis do Couto (PT-PR). Limite de patrimônio A proposta também estabelece que estão proibidos de contratar o financiamento com o Banco da Terra aqueles que possuírem bens de valor superior a 80% da quantia máxima permitida para financiamento por beneficiário. Pela lei, hoje estão impedidos todos aqueles que tenham patrimônio acima de R$ 30 mil. Com o percentual, explica o deputado, o valor de referência poderá ser alterado de acordo com a realidade da

época. “A obtenção de patrimônio é necessária para a realização das atividades da agricultura familiar”, aponta o autor. O projeto possibilita que pessoas com renda anual bruta familiar superior a R$ 15 mil façam esse tipo de financiamento - hoje a lei impede. A proposta também permite que o financiamento seja feito por quem possuía herança de imóvel rural, no caso em que um dos herdeiros compra a parcela de outro. Atualmente essa exceção não existe na lei. Segundo Assis do Couto, a medida é necessária porque é comum a situação em que um dos herdeiros não tem condições de continuar as atividades da propriedade. E sem possibilidade de contratar financiamento, os demais herdeiros não conseguem comprar essa parcela, diz o deputado. “A solução comumente encontrada é a venda a terceiros, estranhos a relação familiar ali estabelecida,

causando uma ruptura no sistema de cultivo e respeito às tradições empregadas pela agricultura familiar”, explicou. Tramitação A proposta tramita em regime de prioridade. Na Câmara, as proposições são analisadas de acordo com o tipo de tramitação, na seguinte ordem: urgência, prioridade e ordinária. Tramitam em regime de prioridade os projetos apresentados pelo Executivo, pelo Judiciário, pelo Ministério Público, pela Mesa, por comissão, pelo Senado e pelos cidadãos. Também tramitam com prioridade os projetos de lei que regulamentem dispositivo constitucional e as eleições, e o projetos que alterem o regimento interno da Casa. e será analisada pelas comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de seguir para o plenário.

No campo, o grande problema é com o milho safrinha. A maioria dos agricultores não conseguiu semear o grão na data estipulada porque a colheita da soja, que ocupa o campo, atrasou. O plantio do milho na segunda safra 2010/11 em Mato Grosso avançou nessa última semana em 26,6%. O que de fato representa 72,5% da área tot al do grão semeada. Apesar desse avanço, ainda nota-se um declínio de 23,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Esse atraso se deve aos dias contínuos das chuvas em todo Mato Grosso. Há casos de perdas na colheita da oleaginosa, comprometendo a área semeada de milho prevista em 1.8 milhão/ ha, aponta estimativa do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA). A região Médio-norte se destacou, avançando 33,5% na semana, quan-

tificando um total de 81% da área destinada ao milho já plantada. A região Oeste avançou apenas 17,7%, somando um total de 51% da área total. Por causa deste atraso, o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja/ MT), Glauber Silveira, estima uma redução na área ocupada com milho safrinha no estado. O período considerado ideal para o plantio safrinha é até o dia 20 de fevereiro para garantir uma boa colheita. Depois desta data, a lavoura pode ser prejudicada pelo começo da seca. “A grande preocupação em relação ao plantio de milho, se for muito tardio é a questão da seca e, consequentemente, a cada dia que passa os riscos tendem aumentar principalmente no que diz respeito às condições climáticas”, considera Glauber. Segundo ele, a probabilidade de perdas aumenta com o passar dos dias. (Da Assessoria)

ABATE CLANDESTINO

Estado monta força tarefa para combater comércio ilegal de carne DA ASSESSORIA/CASA CIVIL

Combater a proliferação de abates irregulares ou clandestinos na atividade frigorífica é meta do Governo do Estado para garantir a qualidade da carne na mesa do consumidor e coibir a atividade irregular em frigoríficos no Estado de Mato Grosso. Para tanto, o secretário-chefe da Casa Civil, Eder Moraes, anunciou nessa segunda-feira (28.02) a criação de uma força tarefa para essa ação. “O governo será implacável no combate aos frigoríficos irregulares ou com atividades clandestinas. Trata-se de uma questão de saúde pública e de sanidade animal”, afirmou o secretário. Moraes destacou também que este trabalho será feito em parceira com os órgãos públicos para lacrar e acabar com a atividade clandestina no Estado. “O cerco será fechado também nos pontos de comercialização de varejo ou

atacado que estão adquirindo esses produtos sem selo de qualidade ou inspeção”, informou o secretário-chefe da Casa Civil. Os órgãos públicos que serão parceiros desta ação, são eles, a Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf) por meio do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT), Secretaria de Fazenda (Sefaz), Secretaria de Saúde, Polícia Militar, Ministério da Agricultura e outros. Segundo Eder Moraes, estima-se que cerca de 2,5 milhões de cabeças por ano são abatidas de forma criminosa colocando em risco a saúde pública das pessoas consumidoras e dos próprios rebanhos espalhados pelo Estado. “Além disso, prejudica frontalmente a economia do Estado, por causa do aumento da capacidade ociosa dos frigoríficos regulares”, acrescentou o secretário.

FORÇA TAREFA O comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso, coronel PM Osmar Lino Farias, destacou a atuação da Polícia Militar nesta força tarefa do Governo do Estado. “Os dados dos abates clandestinos e a condição de como a carne chega ao consumidor sem procedência nos preocupam, por isso, não vamos mais tolerar esta situação e vamos trabalhar com muito rigor”, disse Farias. Segundo o presidente do Indea, Valney Souza Corrêa, o governo irá trabalhar de forma rígida, prezando pela saúde da população. “Os animais abatidos de forma irregular representam ameaça para a saúde do cidadão, pois a carne passa muito rapidamente do estado de rigidez cadavérica para o estado de putrefação”, esclareceu Corrêa. De acordo com especialista na área de vigilância sanitária, as doenças mais comuns, as quais a população está exposta com a carne clandestina, destacam-se a brucelose, salmonela, cisticercose e até a tuberculose. Na oportunidade, o superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Luciano Vacari, ressaltou que Mato Grosso é o estado com o maior rebanho bovino do Brasil com mais de 27 milhões de cabeças de gado e que esta ação é fundamental para acabar com os abates irregulares que prejudicam tanto o animal como o consumidor final. “Mato Grosso é exemplo de produção e não podemos mais permitir que os clandestinos atuem”, afirmou. DENÚNCIA Para o bom funcionamento desta força tarefa é preciso também que a população denuncie o abate clandestino em feiras, frigoríficos, entre outros. A denúncia pode ser feita pelo 0800 647 0515 ou 0800 647 1520, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.


Classificados

10

Ano III - nº 67 Barra do Garças - MT 4 a 10 de março de 2011

SEMANA7

WWW.

ÁRIES Notícias, aparentemente exageradas ou formuladas com o intuito de pressioná-lo, deverão ser pura e simplesmente desacreditadas. Esteja alerta para o que vier. Bom momento para o que disser respeito ao interesse pessoal e romântico. TOURO Período em que conseguirá realizar boa parte de seus anseios e desejos, principalmente os que estão ligados ao campo profissional. Fluxo propício, também, ao amor, às diversões e às reuniões sociais. Você está sob a influência benéfica da atual fase da lua. GÊMEOS Muita disposição, otimismo e compreensão para com os outros. Assim estará você neste momento que tem tudo para ser maravilhoso. Mas evite estragar tudo isso por causa do ciúme e do orgulho pessoal exagerado. Êxito nos trabalhos que necessitam muita responsabilidade. CÂNCER Sendo este um momento propício da semana, você poderá, inclusive, obter lucros compensadores em negócios relacionados com petróleo e líquidos de um modo geral e na aquisição de bens móveis e imóveis. Período bom para se entender com sua família. LEÃO Disposição tranquila e excelente estado mental para entabular novas coisas visando sua melhora geral. A elevação da personalidade será o ponto máximo de seu sucesso. Melhora da saúde, mas não se descuide. Você lucrará bastante se souber poupar seu dinheiro. VIRGEM Propícia influência para cultivar os dons de seu intelecto, seu espírito filosófico e otimista e para seu desenvolvimento mental. Fará ótimas relações sociais e propícias amizades. Procure conversar mais com a pessoa amada.

CARROS Corsa 95/95, azul 02 portas R$ 10.000,00. Tratar Nova Veículo, Fone: 3401-9437 Wolksvagen crossfox preto completo R$36.000,00. Tratar Paraná Veiculo, Fone: 3401-1665 Chevrolet s-10 flex 2009/2010 executive R$ 58.000,00 preta. Tratar Paraná Veiculo, Fone: 3401-1665 Uno 2002/03 Verde 2 portas ar trava e alarme. R$ 14.500,00. Tratar M3 Veículos, Fone: 3407-1258 Ford f-350 diesel 2004/2004 completa prata R$ 65.000,00. Tratar Paraná Veiculo, Fone: 3401-1665 Mercedes 1314 1987/1987 bege turbo R$55.000,00. Tratar Paraná Veiculo, Fone: 3401-1665 Uno 2002 Prata 4 portas Completo. R$ 16.000,00. Tratar M3 Veículos, Fone: 3407-1258 Gol 06/06, 02 portas c/ar R$ 20.500,00. Tratar Nova Veículo, Fone: 3401-9437 Gol 07/08, branco 04 portas completo R$ 26.000,00. Tratar Nova Veículo, Fone: 3401-9437 Audi 98/99, azul completo R$ 23.000.00. Tratar Paraná Veiculo, Fone: 3401-1665 CrossFox 2006 Prata 4 portas Completo. R$ 34.000,00. Tratar M3 Veículos, Fone: 3407-1258 Ford focus 2007/2008 prata completo R$28.000,00. Tratar Paraná Veiculo, Fone: 3401-1665 Corsa sedan 07/08, preto ar+dh R$ 25.000,00. Tratar Nova Veículo, Fone: 3401-9437 Corsa sedan 05/05, preto básico R$ 18.000,00. Tratar Nova Veículo, Fone: 3401-9437 Fiat uno mille way prata competo R$28.000,00. Tratar Paraná Veiculo, Fone: 3401-1665 MOTOS C 100 Biz 2003/2003, azul. Tratar Estacionamento São Paulo, Fone: 3401-2133 C100 Biz ES 2000/2001, verde. Tratar Estacionamento São Paulo, Fone: 3401-2133 DIVERSOS VENDE-SE UMA CASA no Jardim Ouro Fino, em frente ao clube da PRF, casa de esquina. Tratar no Fone: 9281-0144.

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO Vende-se Fiat STILO, ano 2004, completo, cor preta, tratar fone: (66) 9988-2032

.COM

LIBRA Dê importância às conveniências sem se esquecer da utilidade prática das coisas. A construção, sem estabilidade de qualquer assunto, pode trazer aborrecimentos imediatos. Pense, haja e fale de modo mais agressivo para conseguir o que pretende. Seja objetivo. ESCORPIÃO Bom momento para fazer novas experiências científicas ou psíquicas, para a assinatura de contratos e para as diversões, prazer e a vida sentimental e amorosa. Loteria favorecida. Cuide da sua saúde e da moral. Tendência à depressão psíquica. SAGITÁRIO Indícios de excelentes contatos com pessoas mais idosas que você e de bom nível financeiro e material. Aproveite tal oportunidade para tirar algum proveito. Inteligência clara e forte magnetismo pessoal. CAPRICÓRNIO Se agir corretamente, terá grande expansão em todos os sentidos quer nos negócios, quer na vida social e profissional. Bom às investigações e as novas descobertas. Notícias negativas. Cuidado neste momento, para não perder a confiança nas pessoas. AQUÁRIO Você está vivendo um momento que muito o favorece. Faça tudo para evitar atritos, discussões e cena de ciúme. Boas notícias e novos conhecimentos de bons resultados para o futuro. Se for livre de compromissos, pode iniciar romance. PEIXES Influência astral que inclinará às mudanças em negócios, de emprego ou até mesmo de residência. O aumento de sua popularidade será evidente, apesar de alguns reveses ou queda. Excelente ao amor. Cuidado com notícias falsas, com pessoas que se dizem amigas.

Nota de Extravio de Documentos A Empresa Grupo Leste de Comunicação e Marketing Ltda, inscrita no Cnpj: 03.053.120/0001-45, Av. Mato Grosso n. 461 - Centro, CEP: 78.600-000 - Barra do Garças - MT. Comunica o extravio de 14 blocos de Notas Fiscais, com sequência das Notas Fiscais a partir da 0336 a 1.000.

CONCURSOS

Sua oportunidade esta aqui! Defensoria Pública da União/MT

08 VAGAS

O concurso da Defensoria Pública da União em Mato Grosso, é destinado ao preenchimento de várias vagas. Estão abertas as inscrições para o processo seletivo da Defensoria Pública da União em Mato Grosso (DPU/MT). O concurso do DPU/MT oferece 08 vagas de nível superior incompleto. A bolsa será de até R$ 520,00. A ficha de inscrição disponível no site www.dpu.gov.br, deverá ser preenchida, impressa e entregue no prédio sede da Defensoria Pública da União, localizado na Rua Osório Duque Estrada, n° 107, Edifício Capital – Bairro Araés, CEP 78.005-720, Cuiabá – MT, fone: (65) 36 11-7400, até o dia 28 de março de 2011, das 8h às 18h. Concurso Infraero 2011

93 VAGAS

O Concurso Infraero 2011 é destinado ao preenchimento de 93 vagas imediatas e formação de cadastro de reserva. Foi publicado no Diário Oficial da União – Seção 3 – página 18, de 11/02/2011, edital para a realização de Concurso Público da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária – Infraero. O concurso Infraero 2011 destina-se ao preenchimento de 93 vagas imediatas e formação de cadastro de reserva para ingresso no Nível Sênior dos cargos de Analista Superior I, II, III e IV. As inscrições no concurso Infraero 2011 serão recebidas no site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br). Prefeitura de Rondonópolis 2011

245 VAGAS

O concurso de Rondonópolis, Mato Grosso, está oferecendo 245 vagas de nível médio e superior. A remuneração será de R$ 3.034,00. A prefeitura de Rondonópolis, Estado do Mato Grosso, lançou concurso público oferecendo 245 vagas de nível médio e superior. A remuneração será de R$ 3.034,00. Cargos do concurso Rondonópolis. Secretário Escolar e Professor. As inscrições serão realizadas no período de 14 a 18 de março de 2011, através do site www.ufmt.br/concursos. As taxas de inscrições serão de R$ 20,00 e R$ 40,00. Concurso TRT Mato Grosso 2011

Várias VAGAS

O concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região oferece vagas de nível médio e superior. A remuneração varia de R$ 3.993,03 a R$ 8.080,20. Foi publicado edital para concurso público do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região, Estado de Mato Grosso. O concurso do TRT/MT é para o preenchimento de vagas de nível médio e superior para os cargos de Analista e Técnico Judiciário. A remuneração varia de R$ 3.993,03 a R$ 8.080,20. Além de auxílio alimentação no valor de R$ 630,00, para todos os Cargos/ Áreas/Especialidades. As inscrições serão realizadas, exclusivamente pela Internet, no período das 10 horas do dia 21

de março às 14 horas do dia 11 de abril de 2011 (horário de Brasília), através do site www.concursosfcc.com.br. Concurso Prefeitura de Planaltina 2011

5.245 VAGAS

O Concurso de Planaltina, Goiás, oferece 5.425 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. A remuneração é de até R$ 5.311,28. A prefeitura de Planaltina, Estado de Goiás, lançou concurso público oferecendo 5.425 vagas. O concurso de Planaltina abre vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. A remuneração será de até R$ 5.311,28. Eletricista, Operador de Máquinas Leves, Administrativo, Assistente Social, Nutricionista, Psicólogo, Professor, entre outros. As inscrições terão início às 10h do dia 03 de março e término às 12h do dia 07 de abril de 2011, considerando o horário de Brasília. As taxas de inscrições serão entre R$ 39,00 e R$ 75,00. Concurso CREA GO 2011

Várias VAGAS

O concurso do CREA, Goiás, oferece várias vagas de nível médio/técnico e superior. A remuneração será de até R$ 2.307,59 mais Benefícios. O Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Goiás – CREA/GO, lançou edital de inscrições para realização de concurso público. O concurso CREA/GO está oferecendo 32 vagas de nível médio/técnico e superior. A remuneração é de até R$ 2.307,59, além dos Benefícios de Auxílio Alimentação, Assistência Médica, Anuênio, Auxílio Creche, Folga de Aniversário, Bolsa Universitária e Uniforme Cargos do concurso CREA/GO. Assistente Administrativo, Assistente de Fiscalização e Assistente Social. As inscrições serão realizadas no período de 07 a 25 de março de 2011, através do site www.itco.org.br. As taxas de inscrições serão entre R$ 60,00 e R$ 90,00. Concurso TRF 5ª Região 2011

5.245 VAGAS

O Concurso Público do Tribunal Regional Federal da 5ª Região oferece várias vagas com remuneração de R$ 21.766,15. Foi publicado o edital para realização de Concurso Público do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, que abrange os estados do Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Sergipe. O concurso TRF da 5ª Região oferece 14 vagas para Juiz Federal Substituto de nível superior. A remuneração será de R$ 21.766,15. As inscrições serão realizadas, no período das 10 horas do dia 9 de março de 2011 às 23 horas e 59 minutos do dia 7 de abril de 2011, através do site www.cespe.unb.br/concursos/trf5juiz2011. A taxa de inscrição será de R$ 160,00.

PGE Rondônia 2011

15 VAGAS

O concurso da PGE/RO oferece 15 vagas com remuneração inicial de R$ 9.300,50.A Procuradoria Geral do Estado de Rondônia, lançou edital de inscrição para realização de concurso público. O concurso da PGE/RO oferece 15 vagas de nível superior para o cargo de Procurador do Estado Substituto com remuneração inicial de R$ 9.300,50. As inscrições Preliminares serão realizadas exclusivamente por meio da Internet, no período de 10 horas do dia 04 de março às 14 horas do dia 08 de abril de 2011 (horário de Brasília), através do site www.concursosfcc.com.br. A taxa de inscrição será de R$ 250,00 TRE Amapá 2011

Várias VAGAS

O concurso do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, oferece vagas de nível médio e superior. A remuneração varia de R$ 3.993,09 a R$ 6.551,52. O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, divulgou edital de abertura de concurso público para preenchimento de 06 vagas. O órgão abriu vagas para Técnico e Analista Judiciário. Também haverá formação de cadastro de reserva e chances para portadores de deficiência. As remunerações oferecidas são de R$ 6.551,52 para Analista e R$ R$ 3.993,09 para Técnico. As inscrições serão realizadas exclusivamente no site da Fundação Carlos Chagas: www.concursosfcc.com.br, por meio do Formulário de Inscrição via Internet, no período de 10 horas do dia 15 de março às 14 horas do dia 11 de abril de 2011, observado o horário de Brasília. Tribunal de Justiça do Maranhão

58 VAGAS

O concurso do Tribunal de Justiça do Maranhão, está oferecendo 58 vagas de nível fundamental, médio e superior. Os salários oferecidos chegam até R$ 5268,10. Foi divulgado edital de inscrição para concurso público do Tribunal de Justiça do Maranhão. O concurso do TJ/MA está oferecendo 58 vagas de nível fundamental, médio e superior. Os salários oferecidos chegam até R$ 5268,10. Cargos do concurso TJ/MA

Várias VAGAS

Analista Judiciário, Técnico Judiciário, Comissário de Justiça da Infância e Juventude e Auxiliar Judiciário. As inscrições serão realizadas nos sites www.cartorio.tjma.ieses.org e www.tjma.jus. br, no período de 09 de março a 08 de abril de 2011. As taxas de inscrições serão entre R$ 45,00 e R$ 75,00.


SEMANA7

WWW.

.COM

Esporte

Ano III - nº 67 Barra do Garças - MT 4 a 10 de março de 2011

11

ATLETISMO

cinco adulto masculino (M), quatro adulto feminino (F), quatro no juvenil (F), quatro juvenil (M), três no menor (F) e três no menor (M). Juntamente com Victor Mato Grosso classificou mais uma atleta entre os cincos primeiros colocados, a barra-garcense Patrícia Lemos da Silva, de 16 anos, que ficou com o quarto melhor tempo, concluindo a prova em 21 minutos e 47 segundos, na categoria 6 km Juvenil. Patrícia Silva é assistida pelo Programa Bolsa Atleta, do Governo estadual. Com este resultado os barra-garcenses, treinados pelo professor Sivirino Souza Santos, foram convocados para compor a seleção brasileira de Cross Country. Além da Bolsa Atleta que patrícia recebe do Governo do Estado, os dois atletas recebem em Barra do Garças patrocínio da Unimed Araguaia e apoio da agência bancária Sicob (Araguaia), Auto Posto Vale da Serra e Arquitetura Nascimento.

Da redação

Os brasileiros fizeram bonito no Campeonato Sul-americano de Cross Country realizado no domingo, 20 de fevereiro, em Assunção, no Paraguai. O Brasil foi campeão com três medalhas de ouro, sendo uma no adulto masculino, uma no feminino e uma no menor. Esta última conquistada pelo mato-grossense Victor Vinicius da Silva que superou na categoria os adversários Blanco Nelson, da Colômbia, e o peruano Romário Mauricio Rojas Diaz. Com a marca 12min14s, o barra-garcense Victor mostrou que está em boa fase, ele que já foi campeão da Copa Brasil Caixa de Cross Country 2011, realizada em 6 de fevereiro na cidade de Rio Claro (SP). O título brasileiro levou o atleta mato-grossense a ser convocado para representar o Brasil neste Sul-americano. A seleção brasileira foi a Assunção com 23 atletas,

Semana7.com

Ouro no Sul-americano de Cross Country

Victor Vinicius, ouro no Sul-Amercino de Cross Country ao lado de Patrícia Lemos Silva

GARRA: Apesar das dificuldades a cidade tem contribuído com a Seleção Brasileira de Atletismo em pelo menos oito convocações para representar o país em competições no exterior, a exemplo de Cingapura, Chile, Equador, Paraguai e Peru. Numa seletiva realizada em abril do ano passado a atleta Joseilton Costa passou pelo crivo da Seletiva da América para os Jogos Olímpicos da Juventude de Cingapura, em agosto, onde conquistou a quinta colocação, considerado um dos melhores resultados do Brasil, na categoria meio-fundo nos últimos 20 anos. Depois de Cingapura, Joseilton sagrou-se campeão Sul-Americano em Santiago, no Chile, em outubro de 2010 na prova dos 800 metros rasos, onde bateu o recorde com o tempo 1.50,6 na prova. Joseilton mora em Uberlândia onde treina por conta da Seleção Brasileira de Atletismo. Em Barra do Garças o quadro de Atletismo é treinado pelo professor Sivirino, que inclusive acompanha os atletas nas provas realizadas no Brasil e no exterior. Muitos desses fundistas residem na Casa do Atleta na Vila Olímpica , no setor Piracema. Em sua recente visita à cidade, por ocasião do 1º Conseg, na noite de quarta-feira (23), na Câmara de Vereadores, o deputado Baiano Filho foi abordado pelo professor Sivirino que, segundo disse, recebeu do ex-secretário de Esportes do Estado a promessa de construção de uma Casa do Atleta em Barra do Garças. O Sul-americano de Cross contou com a participação de 104 atletas, representando 10 países. O Brasil compareceu com 21 corredores. A seleção brasileira trouxe do Sul-americano cinco medalhas: três ouro, uma prata e um bronze.

CANOAGEM

Da assessoria

A canoísta primaverense Ana Sátila Vargas está intensificando a rotina de treinamentos na canoagem para que consiga continuar se destacando nas competições das quais participa e principalmente com a proximidade da Seletiva para as Olimpíadas, que acontece em julho. Contribuindo com o crescimento e desenvolvimento profissional da atleta está a prefeitura municipal, que continua apoiando a canoísta para que ela leve e destaque o nome de Primavera do Leste mundo afora. O pai da atleta, Cláudio Vargas, fez questão de agradecer a este apoio ao falar sobre o futuro profissional de Ana. “Em primeiro lugar gostaria de agradecer ao Prefeito Getulio Viana pelo apoio dado a nós desde o começo. Tivemos alguns problemas mas agora tudo

Assessoria

Ana Sátila se prepara para a Seletiva das Olimpíadas e conta com apoio da prefeitura

Ana é considerada atualmente a mais veloz atleta de remo do país, tem recebido apoio da prefeitura de Primavera do Leste

foi resolvido e já estamos partindo para a Seletiva em Foz do Iguaçu contando

com esta ajuda. Além disso, destaco ainda que ao longo do ano temos várias com-

petições importantes e que necessitam desta contribuição e já estamos confiantes

em trazer bons resultados” disse Cláudio. Ele explicou que para manter Ana Vargas no topo não é fácil. Além da rotina puxada de treinamentos, a canoagem é um esporte caro e que requer a união de forças para que o sucesso seja alcançado e mantido. “A canoagem é uma modalidade cara e se não fosse a união conjunta de forças entre poder público e empresariado local não conseguiríamos manter a Ana como a melhor do Brasil” esclarece ele. Ana Sátila Vargas, atualmente com 14 anos, é a

melhor atleta de remo de velocidade do Brasil, conseguindo o melhor tempo dentre todas as categorias da canoagem Slalom. Ela já conquistou diversos títulos nacionais e internacionais e possui 36 troféus e 60 medalhas em sua carreira de apenas 5 anos na canoagem. Segundo Cláudio, tudo isso só foi possível graças aos apoios recebidos em Primavera do Leste. “Sou primaverense e a Ana também e aqui foi o lugar onde conseguimos nos desenvolver e recebemos o apoio necessário dos empresários locais, nossos patrocinadores e também do poder público municipal. Somos muito gratos por todas as pessoas que nos ajudaram nesta caminhada e que continuam contribuindo para o nosso sucesso, que acima de tudo é de toda Primavera do Leste”, finaliza Cláudio. Duranto todo o ano Ana tem vários desafios a serem ultrapassados, com muito suor e dedicação. “A rotina de treinos é bem puxada, mas com esforço e colaboração de todos estamos conseguindo superar os obstáculos e alcançar grandes marcas. Agradeço ao meus patrocinadores que me ajudam diariamente e à prefeitura Municipal, em nome do Prefeito Getulio Viana, que sempre me incentivou e continua confiando em mim e me ajudando”, finalizou Ana.

HISTÓRICO: Ana Sátila Vargas começou a treinar modalidades esportivas aos quatro anos de idade, lutando boxe e treinando natação, com a ajuda do pai. Mais tarde ela conheceu seu treinador, Romualdo Júnior, que a inseriu na modalidade de canoagem onde, segundo ela, se apaixonou pelo esporte. Participando dos treinos na Escolinha de Canoagem da Prefeitura Municipal ela foi se destacando e atingindo diversos resultados positivos. Há cinco anos praticando o esporte, Ana Vargas hoje é uma atleta de ponta, dona de marcas e tempos históricos batendo vários recordes e hoje sendo considerada a mais veloz atleta de remo do país na categoria adulto. Às vésperas de completar 15 anos ela já está apta a competir nas Olimpíadas, cujas seletivas acontecem nos meses de junho e julho. Antes disso, durante o ano ela participa das etapas do Campeonato Brasileiro, sendo duas etapas disputadas em Primavera do Leste. Em julho acontece ainda o Mundial da modalidade Slalom na França e Ana Vargas é uma das atletas mais cotadas para representar o Brasil na competição.


12

Ano III - nº 67 Barra do Garças - MT 4 a 10 de março de 2011

SEMANA7

WWW.

.COM

Fotos: Mayke Toscano

ARAGUAIA COMEMORA POSSE DE DALTINHO

O Araguaia compareceu em peso à posse do deputado Daltinho na Assembleia Legislativa. Acima, ele aparece ao lado do empresário Eduardo Moura, companheiros de reconhecida afinidade política na região. Abaixo, o deputado entre ex-vereador Neto e o empresário da bioenergia, Mário Buri. Na sequência, em pose descontraída, com o advogado Edson Campos, sua esposa Magda Campos e a filha, também Thaís de Oliveira Silva. À direita, (de cima para baixo), Daltinho com prefeito Gercino (Nova Xavantina) e a primeira-dama, Mirian Abreu Caetano. De Água Boa, o empresário rural, Marcelinho e vereadores. De Barra do Garças, com o jovem advogado Danilo Varjão e, por último entre Agenor e Luis Alberto, de General Carneiro.


A Semana 67