Issuu on Google+

ESPECIAL

TURISMO www.aquies.com.br

»» @folhadocaparao

CACHOEIRO EXPANDIDA

»» facebook.com/ JornalAquiNoticias

SEXTA-FEIRA, 22/06/2012

DIÁRIO | Ano 2 | n° 360 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul

Turismo Cultural e ecológico

pelos municípios da região Cachoeiro Expandida matérias filipe rodrigues

redacaofolhadocaparao@gmail.com FOTOS DIVULGAÇÃO

Dando prosseguimento a série de divulgação dos pontos turísticos da região sul do Espírito Santo, essa semana o Jornal Aqui Notícias traz o melhor da Cachoeiro Expandida. São nove municípios que compõem essa região e alguns deles ainda precisam ser, na verdade, descobertos, porque possuem belezas naturais pouco exploradas e um acervo histórico impressionante. São cachoeiras, montanhas, casarios e pontos turísticos que guardam a história das cidades. Algumas estruturas arquitetônicas chamam a atenção pela beleza, riqueza de detalhes e antiguidade. Conheça, nas próximas páginas, os principais lugares a visitar de Apiacá, Atílio Vivácqua, Mimoso do Sul, Muqui, Cachoeiro de Itapemirim, Bom Jesus do Norte, Castelo, Rio Novo do Sul e Iconha.


02

TURISMO >> CACHOEIRO EXPANDIDA

SEXTa-FEIRA, 22/06/2012

www.AQUIES.com.br

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

apiacá

As tradições e belezas de Apiacá

»» Município festeja com Jaguará e tem atrativos naturais As terras que constituem o atual município de Apiacá pertenciam até a data de sua emancipação, ao município de Mimoso do Sul. Os primeiros colonizadores, partindo de Limeira, localidade pertencente à freguesia de Itapemirim, subiram o rio Itabapoana, e fundaram,

à margem esquerda do rio, num núcleo populacional que deu origem à atual sede municipal. Segundo registros históricos, os primeiros habitantes do município foram os índios Puris, encontrados às margens do ribeirão Barra Alegre, nas proximidades de uma cachoeira conhecida,

hoje, como Cachoeira do Purí. A partir desta época, a fertilidade do solo influiu no povoamento da região, com afluxo de desbravadores que se dedicaram, principalmente, ao cultivo do café, mas o povoado só surgiu mesmo a partir da Estrada de Ferro

Itabapoana, inaugurada em 1896, com o nome de Arraial de Boa Vista. Sua economia é baseada em serviços (no Comércio local e prefeitura municipal), destaca-se também a pecuária e a agricultura, com atividade na pecuária leiteira e de corte, principalmente as culturas de café com destaque para o café arábica.

Cachoeira Boa Eperança Agroinstância da Saudade

Boi pintadinho

Turismo Igreja Católica Senhora Sant’Ana

Localizada na Av. Senhora Sant’Ana, no Centro, o seu período de maior visitação é entre 16 a 26 de Julho, na Festa da Padroeira de Apiacá, Sant’Ana.

Festa da Padroeira Senhora Sant’Ana

É a principal festa religiosa do município, contando com atividades religiosas e sociais. Há a realização de missa, procissão, shows musicais e barraquinhas. Acontece nos dias 23, 24, 25 e 26 de julho, na Praça Senhora Sant’Ana, no Centro.

Festa Evangélica

Festa religiosa no município, com atividades religiosas e com shows musicais e teatrais, com a participação de evangélicos nacionais e regionais, a data da apresentação é móvel. Sempre é realizada na última semana do mês de agosto.

Cachoeira Santa Fé

Esta cachoeira se localiza em uma propriedade particular na Rodovia Apiacá x Bonsucesso, Km 13, em Santa Fé. Não possui infraestrutura para turismo, mas apresenta potencial para contemplação e banho.

Cachoeira Boa Esperança

Localizada na Fazenda Boa Esperança, é própria para visitação e de rara beleza apresentando uma atividade turística de grande valor, oferecendo a prática da caminhada até ao local, mas carece de infraestrutura.

Pedra do Rochedo

Localizada no distrito de Bonsucesso, é o grande valor turístico, envolvendo todos os visitantes na prática de rapel, trilhas e a prática de voo livre, mas necessita de infraestrutura.

Região de bela paisagem, de plantações nativas com relevante beleza natural, além de uma paisagem exuberante.

Jaguará

Os Jaguarás da famosa festa de Apiacá, acompanhados de alegorias de mulinhas e bois-pintadinhos, misturamse aos brincantes como símbolos do cotidiano e da história remota do lugar. Os Jaguarás são feitos com crânios aproveitados das carcaças de cavalos carcomidas, abandonadas. O crânio é desinfetado com álcool e cal.

No passado, com menos recursos disponíveis – como pilhas, fios flexíveis, lâmpadas pequeninas – os olhos eram lâmpadas domésticas também, mas com o bojo pintado de vermelho. Outro incremento importante é um cabo que escorre pelo bambu. A função do cabo é movimentar os maxilares. O Jaguará veste preto da cabeça (ou melhor, do pescoço) aos pés. Sob a roupagem tubular preta há um sujeito – humano, supõe-se – que comanda o rumo, o piscar e o morder do bicho raro. Sob

as vestes, o condutor do Jaguará é uma incógnita. O mesmo que ocorre com os bois-pintadinhos e as mulinhas. Ambos são construídos também com crânios presos a uma armadura (uma espécie de grande banheira de pontacabeça) feita de taquaras. Só que as cabeças das mulinhas ou potrinhos não são de cálcio, mas, sim, de tecido recheado com estopas, olhos vermelhos de feltro e uma mandíbula amigável, em comparação com a do Jaguará. A mesma técnica é usada para as corcovas (zebus) posicionadas nas costas da armadura.


www.AQUIES.com.br

SEXTA-FEIRA, 22/06/2012 CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

TURISMO >> Cachoeiro expandida

03

mimoso do sul divulgação

Uma cidade charmosa e em local estratégico »» Mimoso do Sul tem ambiente acolhedor e povo hospitaleiro

Principais pontos turísticos Monumento ao Cristo Redentor (Sede) Obra inaugurada no governo municipal de Pedro José da Costa em 11 de julho de 1982, teve como construtor o Sr. Antônio Moreira. São Pedro de Itabapoana (Distrito) Sitio histórico. Antiga sede do município. Dista 30 km da sede. Mina (sede) Localizado no córrego Santa Marta no final da Rua São Sebastião. Pocitos (sede) Dista 4 km seguindo a Estrada de Ferro Leopoldina para Cachoeiro de Itapemirim. Está localizado no rio Muqui do Sul. Cachoeira das Garças Localizada no Rio Itabapoana. Dista à 30 km da sede na Estrada Mimoso-Apiacá. Corredeira do poço D’antas’ Localizado no rio Muqui do Sul na Fazenda Poço D’antas no distrito Conceição do Muqui. Dista 32 km da sede.

O município de Mimoso do Sul destaca-se pelo charme. Uma cidade do interior, com aquele clima acolhedor e hospitaleiro, que tem patrimônio histórico rico e belezas naturais. É uma cidade privilegiada pela sua posição geográfica: fica a 44 quilômetros de Cachoeiro de Itapemirim, 87 quilômetros de Campos dos Goytacazes - RJ e 173 quilômetros de Vitória, com grande facilidade de entrada e escoamento de produtos, é a principal produtora de café do Sul do Espírito Santo, sendo o café e a agropecuária de corte e leitera a principal fonte de renda. Uma região rica em casarios históricos. Como exemplo é o distrito de São Pedro que possui 41 patrimônios históricos e culturais. O distrito é também muito conhecido pelo tradicional Festival de Sanfona e Viola de São Pedro, em que ocorrem anualmente apresentações de atra-

ções nacionais da música sertanejos e violeiros da região. Por lá, o Festival de Sanfona e Viola de São Pedro também é tradicional e tem início entre a última semana do mês de julho ou na primeira semana do mês de agosto. Durante a festa são realizados passeios ecológicos, a descida do rio Muqui do Sul de caiaque e caminhada até São Pedro, no programa “Caminhos do Campo”. Na época do carnaval, acontece um dos melhores carnavais do Espírito Santo com os desfiles dos blocos de ruas que animam os foliões. Um dos principais pontos turísticos de Mimoso do Sul são o mirante do Cristo Redentor, a Cachoeira das Graças, o pico dos Pontões (localizado no distrito de Conceição do Muqui) e a pedra Estrela d’Alva, onde, em dias claros, se avistam as praias de Marataízes.


04 TURISMO >> Cachoeiro expandida

SEXTa-FEIRA, 22/06/2012

www.AQUIES.com.br

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

rio novo do sul

Os atrativos naturais e arquitetônicos de Rio Novo dade reinante e a falta de recursos médicos e farmacêuticos, pois, nos casos de doença, não havia médico para socorrer os necessitados de tratamento. Havia, ainda, a dificuldade

Aos poucos, as pessoas foram descobrindo as belezas naturais e arquitetônicas de Rio Novo do Sul. Entre as possibilidades de visita estão: gruta Maria Drumond; cachoeiras, en-

1956 pelo então prefeito Áureo de Oliveira Viana. Atualmente é dirigida por um de seus fundadores responsáveis. A Banda realiza retretas mensais na praça pública da cidade. Colabora para abrilhantar as festividades cívicas e religiosas. Já se apresentou em outros municípios do Estado, como Iconha, Alfredo Chaves, e até em cidades de outros Estados, como Carangola e Muriaé.

Igreja de Santo Antônio

de transportes aos centros abastecedores. O início do desbravamento da então colônia do Rio Novo se deu na localidade denominada Pau D’Alho, cujas terras eram banhadas pelo Rio Novo e alguns afluentes. A sede da Colônia foi localizada e estabelecida à margem desse rio.

tre elas a do Meio, de Venezuela e Mundo Novo; lagoa do Dezan; sítio do Tunico; capela Nossa Senhora da Penha; Matriz de Santo Antônio; casarios antigos; e a toca do morcego. Tem ainda a banda A Lira 23 de dezembro, que foi fundada no ano de

Inaugurada em 1874. Um de seus sinos foi doado por D. Pedro II quando visitou a cidade em 1860.

Casarões Antigos

São três casarões, construídos por comerciantes libaneses na década de 1930, no centro da cidade próximo à Igreja Matriz de Santo Antônio.

Bar do Leitão Rua Cel Francisco A Athayde, 110 Centro - Rio Novo do Sul - ES Tel: (28) 3533-1277 Bar Rehtiva’s Rua Muniz Freire, 3 bl A Centro - Rio Novo do Sul - ES Tel: (28) 3533-0319 Restaurante Self Service Esquina do Sabor Rua Major Caetano, 29 Tel: (28) 3533-1838 Stop Sul Pousada Tel: (28) 3533-14 Rod Rodovia Br 101, Km 393, s/n ao Lado do Posto Vista do Frade

divulgação

O município de Rio Novo do Sul é pequeno territorialmente e em termos populacionais. Mas guarda grandes atrativos turísticos. A cidade teve início a partir de 30 de Dezembro de 1854, quando foi fundada a Colônia de Rio Novo, por meio de uma Associação organizada pelo Major Caetano Dias da Silva, e que tinha a sua sede no Rio de Janeiro, e da qual era presidente. Obteve, do Governo, concessão, nessa zona, dos terrenos devolutos, compreendidos no chamado 1.º Território, que depois foram divididos em lotes e vendidos a prazo a colonos estrangeiros, que para aqui vieram, para povoá-los. Em dezembro de 1856 chegaram à colônia de Rio Novo 12 famílias de colonos suíços, compostas de 90 pessoas. Decorridos 4 anos, a metade dessas pessoas se encontrava doente ou havia falecido. A causa principal era a insalubri-

»» São três casarões, construídos por comerciantes libaneses na década de 1930, no centro da cidade


www.AQUIES.com.br

sexta-FEIRA, 22/06/2012 CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

TURISMO >> Cachoeiro expandida

05

atílio vivácqua

Das belezas naturais ao acervo histórico

divulgação

»» Apesar de ser um município pequeno, Atílio Vivácqua tem opções interessantes de lazer e cultura O município de Atílio Vivácqua, conhecido como Marapé antes da emancipação política, era apenas um distrito de Cachoeiro de Itapemirim. Foi emancipado em 10 de Abril de 1964 e recebeu o nome atual em homenagem ao senador Atílio Vivácqua. É, portanto, uma cidade nova e pequena. Existe programação durante todo o ano, mas com relação à atividade turística, o município possui fazendas que, a despeito da qualidade arquitetônica das sedes e da singularidade de seu contexto paisagístico, não se encontram abertas ao público. Merece destaque, a fazenda Oriente por possuir em sua propriedade o Poço Dantas, uma convidativa piscina natural, que se alcança após atravessar um curto trecho de mata. Entre os lugares a serem visitados, destaque para: Antiga Estação Ferroviária, Poço Dantas, Pedra das Caveiras, Serra das Torres, Fazenda Oriente, Fazenda Lajinha, Fazenda Santa Rosa, Piscina do Carlinhos Gava, Sítio Sr. Silveira, Igreja Nossa Senhora dos Milagres. Alimentação: Kanttin Bar e Restaurante - 28 3538 1452 Restaurante Mene - 28 3538 1440 Restaurante Sputinick - 28 9885 1450 Churrascaria Gramado (BR101) - 28 3538 4144 Hospedagem Hotel Shalon - 28 3538 1537 / 9904 9080 Pousada Beira Rio - 28 3538 1704 Rodoviária - 28 3538 1777 Hospital e Maternidade Drª. Andréia Canzian Lopes - 28 3538 1219

Programa de Verão

Inicia-se com Jogos de Futsal com participação de 50 equipes em média, divididas em categorias Feminino, e 1ª, 2ª e 3ª Divisões Masculino. Posteriormente, é realizado o jogo de futebol de areia, com participação de 40 equipes em média, divididas em categorias feminino, e 1ª, 2ª e 3ª divisões masculino. Também conta com Torneio de Bocha e Torneio de Baralho.

Encontro de Folias de Reis da Comunidade de Linda Aurora

Faz parte do Programa de Verão. A Associação

de Moradores da Comunidade de Linda Aurora realiza todo ano o encontro que já é considerado tradicional no município e já está em sua 12ª edição, com a participação de várias Folias de Reis de Atílio Vivácqua e região.

Carnaval Popular

Os cinco dias de carnaval são marcados por desfiles de blocos folclóricos, shows com bandas regionais, e ainda o tradicional Jogo das Piranhas, que acontece sempre na segundafeira de

carnaval, reunindo diversos homens vestidos de mulher para disputar uma divertida partida de Futebol.

Festa de Santo Antônio de Pádua (Padroeiro do Município)

Acontece em 13 de Junho. Na Festa são feitas missas em toda a programação, encontra-se barracas de brincadeiras e de salgados e refrigerante, além de

quadrilhas e shows regionais e religiosos.

Encontro de Violeiros da Fazenda Santo Antônio

É realizado no mês de setembro na Fazenda Santo Antônio, conhecida como Fazenda do “Bequinha”. São realizados diversos shows de moda de viola. Conta com a presença de diversas cavalgadas do município e região.

Economias

Sua economia baseia-se na agricultura, na pecuária e no

extrativismo mineral. A atividade agrícola mais importante é a produção de cafés conilon e arábica. A pecuária é caracterizada pela produção de bovinos. Atílio Vivácqua apresenta ainda expressiva atividade industrial, com serrarias de mármores e granitos, fábrica de abrasivos, o Frigorífico Cofril, de grande porte, e atualmente a Fabrica de Sapatos Itapuã.


06 TURISMO >> CACHOEIRO EXPANDIDA

sexta-FEIRA, 22/06/2012 CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

www.AQUIES.com.br

cachoeiro de itapemirim

Um passeio cultural pela Atenas Capixaba »» Cachoeiro de Itapemirim guarda a história de grandes nomes Cachoeiro de Itapemirim não é apenas o pólo industrial, comercial e de serviços do sul do Estado. A cidade, que ficou conhecida como Atenas Capixaba, por conta da efervescência cultural na época, tem opção de lazer em cachoeiras, mas o turismo cultural também é uma excelente opção. Há grandes atrativos turístico-geológicos como o Frade e a Freira, o Pico do Itabira, Pedra da Ema e o Pico da Pedra da Penha que é considerado o ponto mais alto do município de onde pode-se ver o Oceano Atlântico, possuindo uma trilha em meio a mata que é possivel chegar ao seu cume, no qual, possui uma capela de Nossa Senhora da Penha e um cruzeiro. Em suas proximidades existe a Cachoeira Alta. No âmbito cultural, a Casa de Cultura Roberto Carlos, reconhecida como patrimônio histórico do município, atrai muitos turistas por ser o lugar onde nasceu e viveu por anos o cantor Roberto Carlos. A casa foi comprada pela Prefeitura Municipal e aberta a visitação no dia 13 de novembro de 2000, expondo fotos e demais curiosidades sobre o cantor. Além disso, o município acolhe a única fábrica de pios de ave da América do Sul, a Fábrica de Pios Maurílio Coelho com mais de 100 anos de existência. Os pios são feitos em madeiras nobres proveniente de raízes de árvores extraídas no passado.

Lugares a visitar Palácio Bernardino Monteiro

O Palácio Bernardino Monteiro localizado na Praça Jerônimo Monteiro, centro da cidade, onde funcionou a Escola Bernardino Monteiro, inaugurada em 1912, no governo de Jerônimo Monteiro funciona atualmente a sede do Governo Municipal. O Palácio conta com espaços culturais de relevante importância para Cachoeiro de Itapemirim. Nele estão localizadas a “Sala Levino Fânzeres”, disponibilizada para exposições artísticas, científicas, culturais, lançamentos de livros e outros eventos

Casa de Cultura Roberto Carlos

Fica na rua João Madureira de Deus, no centro da cidade. Casa onde nasceu e viveu até os 13 anos Roberto Carlos Braga, com seus pais Laura e Robertino e seus irmãos Norma, Carlos Alberto e Lauro. A casa foi adquirida pela Prefeitura Municipal e por ela restaurada para valorizar sua arquitetura original. Possui fotos, discos, quadros, instrumentos musicais. Atualmente o espaço recebe milhares de fãs, curiosos e admiradores do mundo todo que vêm conhecer um pouco da história de um dos maiores cantores do Brasil. O horário de funcionamento é de terça a sexta-feira de 08 às 18 horas, sábados, domingos e feriados prolongados de 09:00 às 13:00 horas. Telefone para contato (28) 3155-5257

Casa dos Braga

Patrimônio Histórico Municipal, tombado em 1985, a Casa dos Braga, foi declarada de utilidade pública, por ali terem vivido os irmãos Newton e Rubem Braga, filhos do Cel. Francisco de Carvalho Braga, primeiro prefeito da cidade. Newton Braga, foi o criador da Festa de Cachoeiro e Rubem Braga, considerado o maior cronista brasileiro. Aberta à visitação de segunda a sexta-feira, de 07:00 às 18:00 horas. Telefone para contato (28) 3155-5272. Fica na rua 25 de Março, 166, Centro da cidade.

Estação Ferroviária

Inaugurado em 1903, a Estação Ferroviária de Cachoeiro de Itapemirim ligou durante décadas o sul do Estado ao Rio de Janeiro e Vitória. Localizado no Centro da cidade o prédio mantém as características da construção, atualmente o espaço abriga cursos e oficinas profissionalizantes e de lazer. O horário de funcionamento da Estação é de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. A visitação ao acervo é gratuita e aberta ao público em geral. Nos finais de semana e feriado é necessário realizar agendamento prévio no telefone (28) 3155-5221.

Fábrica de Pios

A Fábrica de Pios fundada por Maurílio Coelho, em 1903, é a única especializada na fabricação de pios de artesanais na América latina. Produz mais de 40 diferentes tipos de pios, reproduzindo com fidelidade e maestria o canto de várias espécies de aves. São peças

esculpidas em madeira nobre e exportadas para muitos países desde 1972, França, Bélgica, Inglaterra, Estados Unidos, entre outros. Aberta à visitação de segunda a quinta-feira, das 07 às 17 horas, sexta-feira, das 07 às 16 horas e nos finais de semana e feriado com agendamento prévio no telefone (28) 3522-2259 ou (28) 88044222 (28) 8804-4333. Cobra-se pequena taxa de visitação para grupos.

Igreja Nosso Senhor dos Passos

No ano de 1882, o Capitão Francisco de Souza Monteiro, residente em Monte Líbano e pai do presidente Jerônimo Monteiro, e do primeiro Bispo nascido no Espírito Santo, D. Fernando de Souza Monteiro, tomou nova iniciativa e fez erguer, naquele local, a Igreja que recebeu a denominação de “Senhor dos Passos”, Também conhecida como “Matriz Velha” o local é um dos pontos de visitação turística do município. A igreja abre todos os dias das 06 às 21 horas, com missa ou celebração às 07 horas e na quarta-feira, às 06h10. No sábado ela é aberta para casamentos e as missas de domingo ocorrem às 07, 09 e 19 horas. Telefone para contato (28) 3522-8722

Ilha do Meirelles

Localizada a 4 quilômetros do centro da cidade, a “Ilha dos Meirelles” é a maior ilha fluvial do rio Itapemirim, com 10 hectares de extensão é ligada ao continente por uma ponte. A Ilha foi doada à cidade por Newton Meirelles,


sexta-FEIRA, 22/06/2012

www.AQUIES.com.br

significação, que embala o turista pela música e as fortes batidas dos tambores, os turistas, que visitam a comunidade, ocupam o centro da roda e mergulham na cultura e na história desses descendentes. A comunidade trás opções de caminhadas em trilhas ecológicas e interpretativas no interior da Floresta Nacional de Pacotuba. As visitas são agendadas pelo tel.: (28) 9917-0842 - Leonardo Ventura.

Ilha do Meirelles a repassou ao município. Atualmente, é administrada por um Centro Universitário que tem como meta transformá-la em espaço permanente de preservação, pesquisa, lazer e educação ambiental. No local é possível encontrar árvores típicas da região e animais não comuns no dia-a-dia, como cachorro e gato do mato, macacos e diversas espécies de aves como o socol. A Ilha do Meireles é aberta a visitas agendadas pelo telefone: (28) 3526-5911.

Comunidade Quilombola de Monte Alegre

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

A Comunidade Quilombola de Monte Alegre fica a 37 quilômetros do centro de Cachoeiro de Itapemirim, pela ES 482, no trecho que liga Cachoeiro a Alegre. A entrada é no trevo de Burarama. A comunidade tem seus atrativos como: a capoeira dança afro e o Caxambu - dança popular africana de letra simples e forte

TURISMO >> CACHOEIRO EXPANDIDA

Estação Ferroviária

San Karlo Hotéis Reunidos Edereço: Avenida Beira Rio, 65 - Centro | CEP: 29300-300 Telefone: (28) 3526-0468 E-mail: reservas@ sankarlohotel.com.br Web site: www.sankarlohotel. com.br Nº de Quartos: 63

Bernardino Monteiro

Parque Natural Municipal do Itabira

O Parque foi criado em 1988, com o objetivo de resguardar a beleza natural de seus monumentos rochosos, conservar a vegetação natural da Mata Atlântica e as nascentes dos córregos Itabira e Urtiga. O Parque Municipal do Itabira além de preservar o patrimônio natural, oferecerá à comunidade cachoeirense e aos visitantes, alternativas de lazer junto à natureza, com visitas guiadas à trilha principal e a contemplação de seus recursos naturais, para melhor compreensão dos processos ecológicos e da importância de sua preservação. O Parque possui cerca de 163 hectares, em que se destaca a Pedra do Itabira com 715 metros de altitude. Pode se ter acesso ao Parque pela Rodovia 289, que liga Cachoeiro à BR 101 Sul ou pela estrada vicinal não pavimentada, que parte do Bairro São Luiz Gonzaga e segue para a localidade de Itabira.

Centro Cultural Mestre Salatiel

ONDE COMER

Igreja Nosso Senhor dos Passos

Onde Ficar Cachoeiro Plaza Hotel Endereço: Rua Capitão Deslandes, 01 Centro | CEP: 29300-190 Telefone: (28) 2101-6775 Fax: (28) 3521-6711 E-mail: reservas@ cachoeiroplazahotel.com.br Web site: www. cachoeiroplazahotel.com.br Nº de Quartos: 52

07

Hotel Rio Grande Endereço: Avenida Beira Rio, 24/26 - Guandu | CEP: 29300300 Telefone: (28) 3521-1980 | (28) 3526-0666 Fax: (28) 3526-0666 E-mail: hotel@hotelriogrande. com.br Web site: www.hotelriogrande. com.br Nº de Quartos: 92

Web site: www.hotelrinkao. com.br Nº de Quartos: 80

Hotel Rinkão Endereço: Avenida Francisco Lacerda de Aguiar, 203 - Amarelo | CEP: 29303-300 Telefone: (28) 3521-5933 Fax: (28) 3526-0450 E-mail: hotel@hotelrinkao.com. br

Hotel Mirante Endereço: Rua Antonio Caetano Gonçalves, 45 - Gilberto Machado | CEP: 29303-470 Telefone: (28) 3521-5588 E-mail: contato@mirantehotel. net Web site: Mirantehotel.net

Hotel Beira Rio Endereço: Avenida Beira Rio Centro | CEP: 29300-300 Telefone: (28) 3521-1548 | (28) 3521-0751 E-mail: beirario.hotel@ig.com. br Nº de Quartos: 27

Nº de Quartos: 46 Hotel Castelinho Endereço: Rua Antonio Caetano Gonçalves, 31 - Gilberto Machado | CEP: 29303-470 Telefone: (28) 3522-2326 Fax: (28) 3522-2326 E-mail: hotelcastelinho@ veloxmail.com.br Nº de Quartos: 26 Cirene’s Hotel Endereço: Rua Bernardo Horta, 80 - Guandu | CEP: 29300-782 Telefone: (28) 3522-2944 | 3511-0987 Fax: (28) 3522-2944 E-mail: hotelcirene@hotmail. com

Restaurante Cancian Endereço: Dr. Deolindo de Oliveira, 24 - Centro Telefone: (28) 3511-6561 Especialidade: Serv-Service Horário de Func.: 10h às 15h Restaurante Cirenes Endereço: Rua Bernardo Horta, 80 - Guandú Telefone: (28) 3522-2944 Especialidade: Self-Service Horário de Func.: 11h às 15h e 17h às 21h Restaurante Dom Tonico Endereço: Rua Braz Antonio Losego, 14 - Gilberto Machado Telefone: (28) 3522-4644 Especialidade: Massas, Carnes e Frutos do Mar Horário de Func.: 11h às 14h30min. e 18h às 24h Restaurante Kelly Endereço: Avenida Beira Rio, 141 - Centro Telefone: (28) 3522-1768 Especialidade: ServService e Pizzaria Horário de Func.: 11h às 14h30min. e 19h às 23h

Restaurnte Taalbek Endereço: Rua Siqueira Lima, 11 - Centro Telefone: (28) 3521-6282 Especialidade: Serv-Service Horário de Func.: 11h às 14h30min. Rivers Grill Churrascaria Endereço: Avenida Beira Rio, 101 - Guandu Telefone: (28) 3522-9101 Especialidade: Carnes Grelhadas, churrasco rodízio Horário de Func.: 11h às 15h e 18h às 23h BCK Beer Ckicken Endereço: Avenida Beira Rio, s/n - Centro Telefone: (28) 3522-9677 Especialidade: Pizza, Carnes e Frangos Horário de Func.: 17h às 24h Cia das Massas Endereço: Rua urílio Coelho, 78 - Ilha da Luz Telefone: (28) 3522-9515 Especialidade: Massas Horário de Func.: 18h às 24h


08 TURISMO >> CACHOEIRO EXPANDIDA

SEXTa-FEIRA, 22/06/2012

www.AQUIES.com.br

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

castelo

As sete maravilhas de Castelo

»» Eleitas por voto popular, as Sete Maravilhas de Castelo formam um conjunto de expoentes do patrimônio cultural natural e arquitetônico do município O município de Castelo é conhecido por sediar o campeonato internacional de parapente. Mas não é apenas o esporte radical o único atrativo turístico do município. A cidade possui sete maravilhas, que foram escolhidas por voto popular. O concurso foi realizado entre os meses de agosto e setembro de 2009 e contou com a intensa participação popular, contabilizando mais de 240.000 votos. O objetivo do concurso foi estimular a visitação e promover o conhecimento das belezas de Castelo, potencializando o turismo.

Cachoeira do Pedregulho ( Furlan )

Situada a 21 km da sede do município, além da bela queda d’água, o local conta com serviço de lanchonete,

restaurante rural, área para camping e rapel. Localizada na propriedade da família Furlan, é muito conhecida pelos praticantes dos esportes de aventura, que sempre

restaurante rural, área para camping e rapel.

Fazenda do Centro

A Fazenda do Centro, que tem este nome devido à sua posição geográfica e tam-

bém pelo fato de ter sido uma das principais forças sócio-econômicas da época, está localizada entre montanhas há 11 quilômetros do centro de Castelo. Foi palco

importante da garimpagem de ouro no município. Foi fundada por volta de 1845 pelo Major Antônio Vieira Machado da Cunha, um dos pioneiros na produção de café em Castelo. Seu

casarão foi construído neste mesmo ano(1845), com uma mistura de pedra bruta, alvenaria e muita madeira de lei, ocupando uma área de 1.800 metros quadrados. Possui 20 quartos e uma ala superior com vista para o antigo terreiro.

Esporte radical para o mundo inteiro A rampa de Ubá é de rara beleza se tornou ponto de encontro de praticantes de vôo livre do Estado e de todo o mundo. A rampa está localizada a 29 km da sede do município, possui 902 metros de altitude e 860 metros de desnível, proporcionando vôos inesquecíveis. O cenário natural é foi palco de campeonatos mundiais, nacionais e estaduais de vôo livre. Os parapentes sobrevoam as imponentes montanhas e precipícios, o Pico do Forno Grande, a Pedra do Dedo e a Cachoeira da Prata e se fundem numa única paisagem, enchendo de cor e beleza o que já é deslumbrante. Ubá é considerada por apreciadores do vôo livre brasileiros e estrangeiros como uma das melhores e mais belas rampas de vôo do mundo.

Festa de Corpus Christi

A celebração reacende em toda comunidade cristã a paixão e a devoção por Jesus Cristo. Teve início na década de 60 e hoje são milhares de metros de tapetes e passadeiras confeccionados pela população.

São artistas anônimos que no dia anterior a comemoração vencem o frio das noites de junho e trabalham arduamente para preparar obras de arte que renderão homenagens à presença de Jesus no Santíssimo Sacramento.


www.AQUIES.com.br

sexta-FEIRA, 22/06/2012 CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

TURISMO >> CACHOEIRA EXPANDIDA

castelo Hotéis

Plaza Hotel Av. Nossa Senhora da Penha, N°. 190 Centro - Castelo – ES (28) 3542-1674 Hotel Magnago Rodovia 166, km. 23 - Castelo -ES (28) 3542-3065 Hotel Estrela do Sul Av. Nossa Senhora da Penha, N°. 1011 - Castelo - ES (28) 3542-2383 Hotel Regina Rua Lídia Machado, 230 Centro (28) 3542-1594 Pousada Rural Dona Lina (Rua Izaldina Pagio de Ângelo, s/n – Esplanada) (28) 3542 2554 Pousada Lua e Sol Rua Romeu Barbosa, 393 - Bairro São Miguel (28) 3542-0119

Restaurantes

Gruta do Limoeiro

Situada a 15 quilômetros do centro de Castelo, possui vários salões internos e é considerada a mais importante do Estado, por causa de sua profundidade e de suas formações rochosas de beleza inconfundível. Em 1984 foi tombada como Patrimônio Histórico do Espírito Santo pelo Conselho Estadual de Cultura, através da Resolução 01/84. Considerada um sítio arqueológico, foi alvo de vários estudos. Uma das equipes, formada por pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e coordenada pelo antropólogo Celso Perota, encontrou 11 esqueletos de homens que viveram há aproximadamente 4.500 anos. Descobriu-se que desde o ano de 1.200 a Gruta do Limoeiro foi habi-

tada por índios. No período colonial teria sido habitada por tribos de índios Puris.

Igreja Matriz

No centro da cidade, a monumental Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha revela a todos o tamanho da religiosidade do povo castelense e expressa a devoção à Santa Mãe de Deus. Seus belos vitrais chamam a atenção pela riqueza de detalhes.

Parque Estadual do Forno Grande O Parque Estadual do Forno Grande protege o segundo maior ponto culminante do Estado do Espírito Santo, o Pico do Forno Grande com 2.039m, além de quedas d`água e trilhas. Local de especial riqueza

biológica, também abriga espécies de animais em extinção, como a onça-parda, a jaguatirica e o macaco mono-carvoeiro. No topo do Pico, área de preservação, concentra-se uma mata com cerca de 300m, que segundo o pesquisador Augusto Ruschi, trata-se da maior floresta de altitude do mundo.

Santuário Imaculada Esposa do Espírito Santo

No Santuário de Aracuí já teriam acontecido três aparições de Nossa Senhora. Tudo começou com uma moça de Muriaé(MG) que recebeu uma revelação sobre a aparição da Virgem nesta localidade. Um religioso de sua confiança esteve no local e pressentiu que algo realmente estava para acontecer. A revelação se confirmou e a primeira visão aconteceu às 15 horas do dia 13 de maio de

1994. Esta data é lembrada até hoje com uma missa que reúne milhares de fiéis.

Restaurante Rural Recanto do Xão (Santa Izabel) (28) 9945 7628 Restaurante Regina (Rua Lídio Machado, 130 – Centro) (28) 3542 1594 Churrascaria Gauchão (Rua João Bley, 148) (28) 3542 2825 Restaurante Plaza (Av. Nossa Senhora da Penha, 190 - Centro) (28) 3542 1674 Churrascaria Magnago (Rodovia ES 166, km. 23) (28) 3542 2513 Restaurante New Blue (Av. Ministro Araripe, 180 – Centro) (28) 3542 1797

Casa do Artesão Criada em 1997 abriga o trabalho do artesão castelense, e destaca-se por sua estrutura física de arquitetura rústica e atraente, tanto interna como externamente. As peças manufaturadas mais encontradas são: brinquedos, esculturas, objetos utilitários, bordados, crochês, frivoletês, ponto cruz, cestaria, tapeçaria e outros objetos de decoração. Já da agroindústria são encontrados no local produtos como compotas, doces, geléias, biscoitos, pães, picolés e aguardente.

Gruta do limoeiro

09


10 TURISMO >> Cachoeiro expandida

SEXTa-FEIRA, 22/06/2012 CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

www.AQUIES.com.br

muqui

Folia de Reis Em Muqui existem 11 grupos organizados de folias de reis que continuam ativos graças à influência dos encontros realizados desde 1950. Os grupos são compostos por catorze componentes, chamados de foliões. Dentre eles estão incluídos: o mestre da folia, os dois palhaços e os tocadores. O mestre é quem organiza todo o grupo de foliões. Com seu apito, comanda as toadas e tira os desafios.

Um município que respira cultura

Atualmente, participam do encontro mais de 60 folias de todo o Estado do Espírito Santo e algumas dos Estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. Só do município de Muqui, são 11 grupos. O Encontro transformou-se no principal evento turístico do município, atraindo aproximadamente 10 mil pessoas e contribuindo para a dinamização da economia local.

Boi Pintadinho O Boi pintadinho cujo tema central do enredo é a morte e a ressurreição do boi, símbolo universal que representa nutrição e alimento. É um folguedo cujo tema central do boi é elemento presente na cultura imaterial

brasileira, que recebe nomes diversos nas várias regiões do país: Boi Bumbá, no Amazonas e Pará, Boi Sirubi no Ceará, Boi Mamão no Paraná e Santa Catarina e BumbaMeu-Boi no nordeste.

Uma cidade encravada nas serras do Espírito Santo, envolvida pelo verde escuro das matas, apresentando-se como o maior e mais significativo Sítio Histórico do Estado. Está a 175 quilômetros da capital do Espírito Santo e sua história começa em 1850, com a chegada de imigrantes vindos do Vale do Rio Paraíba a procura de novas terras para o plantio do café. Inúmeras fazendas se formaram e em 1901 chega, ao então Arraial, a Estrada de Ferro Leopoldina, a inauguração da estação ferroviária em 1902, foi um marco definitivo para a economia local, alavancando um grande desenvolvimento, que resultou na malha urbana hoje existente. Em função das fazendas de café, Muqui viveu um período de muita riqueza nas décadas de 20 e 30 do século XX, construíram-se casarões, sobrados e palacetes, formando um belíssimo conjunto arquitetônico com características

da arquitetura eclética requintada. Atualmente Muqui apresenta 186 imóveis tombados pelo Patrimônio Histórico, preservando um valioso Sítio Histórico, embelezado pelo Jardim Municipal. No centro da cidade é possível visitar também a bela Igreja Matriz São João Batista, com vitrais fabricados em São Paulo e no Rio de Janeiro e pinturas do italiano Giuseppe Irlandini, executadas na década de 40. A cidade realmente respira cultura. Preservando duas grandes tradições folclóricas identificadas através da Folia de Reis e do Boi Pintadinho, nas festividades do Carnaval. O Encontro de Folias de Reis de Muqui é considerado, pela Comissão Nacional de Folclore, o mais antigo encontro de folias do Brasil, sendo o principal acontecimento turístico do Município. Em Muqui, existem 12 grupos de Folia de Reis que no período do ciclo natali-

no, saem pelas ruas e casas da cidade. Já no Carnaval, a animação é por conta do Boi Pintadinho, onde cada grupo, com sua bateria, fogos e efeitos especiais, diverte moradores e turistas. Apresentando um fantástico Patrimônio Natural, Muqui conta também com um roteiro de Agroturismo e Ecoturismo, através do Roteiro da Morubia, que começa na Serra da Morubia e termina na localidade do Sumidouro. Neste trajeto o turista conhece a imponência de fazendas centenárias, sítios e propriedades rurais onde as famílias vivem da agroindústria e do artesanato, oferecendo saborosos produtos alimentícios e um primoroso artesanato confeccionado pelas mãos habilidosas dos artesãos. Este roteiro também oferece opções de hospedagem nas fazendas, em sistema de Cama e Café. Tem ainda o Sumidouro, que é um fenômeno natural, onde o rio desaparece

debaixo de um lajedo de pedra, reaparecendo 800 metros depois, já em outro Município. A economia de Muqui é baseada na agricultura cafeeira e na pecuária leiteira. A palavra muqui é de origem indígena e significa “entre morros”. Uma perfeita alusiva à posição geográfica do Município que se apresenta resguardada entre majestosas formações montanhosas. Esta pequena e encantadora cidade que se desdobra em natureza, cultura e história, é o cenário perfeito para quem quer descansar, desfrutar do patrimônio natural, vivenciar a simplicidade e alegria da roça e participar de uma maravilhosa viagem ao passado. Entre os monumentos que testemunham o glamour patrocinado pelo império do café, a hospitalidade rural, a cultura viva e a beleza inusitada de sua paisagem, a histórica Muqui recebe seus visitantes com alegria e aconchego.

divulgação

»» Bela por todos os ângulos, histórica, charmosa e preservada: assim é a pequena Muqui

Restaurante Bar e Confeitaria Catten’s Rua Vieira Machado, 29 Centro - Muqui - ES - CEP: 29480-000 Hotéis Hotel Nunes Rua Dr Poty Formel, 53 Centro - Muqui - ES - CEP: 29480-000 Hotel Santa Terezinha Rua Vieira Machado, 263 Centro - Muqui - ES - CEP: 29480-000


www.AQUIES.com.br

SEXTA-FEIRA, 22/06/2012 CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

TURISMO >> Cachoeiro expandida

11

iconha

Farta culinária, natureza e cultura em Iconha O município de Iconha é muito mais que uma parada no meio da viagem entre Cachoeiro e Vitória. A cidade tem atrativos naturais e acervo histórico excelentes para quem deseja conhecer coisas novas. A origem tupi do nome do município prenuncia o potencial turístico e as belezas naturais da localidade. Iconha significa “morada entre montanhas”. A natureza e área rural propiciam belos passeios que circundam o Rio Iconha num percurso com quedas d’agua, cachoeiras, mata atlântica e opções de lazer e agroturismo.

Junto aos produtos da agricultura familiar também foram se espalhando as construções típicas, hábitos e tradições dos europeus. Na gastronomia vinhos, polenta, biscoitos e doces da culinária italiana. O artesanato é diversificado e destaca-se a fibra da bananeira, encanta com as peças decorativas e os traçados dos baús, cestas e bolsas. Uma história cheia de trabalho, fé e a cultura que se mantém até hoje, em vilarejos onde famílias italianas ainda vivem em casas típicas com varandas e jardins floridos, cercados por vales e cachoeiras. Esta história

está exposta na Casa da Cultura. Um povo alegre e hospitaleiro, as belezas naturais, a farta culinária, a tranqüilidade do campo e a arquitetura de imigrante, fazem de Iconha um lugar apreciável e não um lugar de passagem, mas um agradável destino, para todos os tipos de público que deseja desfrutar das diversificadas opções do Turismo Rural do município. “Natureza, Cultura e Vida” assim é o slogan que o município designou para representar o seu Turismo Rural. Também em Iconha está instalado o PIT – Posto de

Informação Turística da Rota da Costa e da Imigração.

Casa da Cultura

Localizada na Praça Principal o Espaço Cultural Zoe Rodrigues Misságia abriga o Museu Histórico Municipal com peças, documentos e fotos do imigrante italiano e português, o Museu Fotográfico Municipal com fotos da formação da cidade momentos históricos, a Biblioteca Municipal, e a loja da Assoarti Artesanato da Fibra de Bananeira.

Sítio Tokaia do Valle

Fica a três quilômetros da sede, na rodovia BR 101,

sul . Casarão reconstruído do século XVII , casa de chá local é muito utilizado para palestras oficinas e pequenos eventos,orquidário, produção orgânica.

Cachoeira do Meio

No Sítio Tokaia do Valle, seguindo a BR 101, sul entrando a direita em Copaíba seguindo por rodovia não pavimentada a 3 km vão surgindo várias quedas e remansos desta linda cachoeira.

Cachaça

Cachaça Pedra D’agua a sete quilômetros da sede, seguindo a BR 375 Iconha

»» Uma história cheia de trabalho, fé e a cultura que se mantém até hoje

x Vargem Alta, o alambique recebe turistas todos os dias tendo os familiares da empresa para guiar excursões e acompanhar todo o processo de produção.

Sítio Vida

Da Cachoeira de Salto Grande seguindo a rodovia e entrando para a comunidade de Campinho a seis quilômetros está o Casarão sede do Sítio Vida, Chalé para hospedagem, piscina de pedra e águas cristalinas, restaurante com comida natural e orgânica e maravilhosa paisagem dos vales e montanhas da região. divulgação


12

TURISMO >> CACHOEIRO EXPANDIDA

SEXTa-FEIRA, 22/06/2012

www.AQUIES.com.br

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIÃO SUL

Bom Jesus do Norte

Cachoeiras e quedas d’água são opções em Bom Jesus

»» Apesar de ter o ‘norte’ em seu nome, a cidade fica no sul do ES

Praça central de Bom Jesus do Norte Apesar de se chamar Bom Jesus do Norte, o município é localizado no extremo sul do Estado do Espírito Santo. O “Norte” em seu nome, não teve razões geográficas; obedeceu ao desejo de se homenagear o município vizinho de Bom Jesus do Itabapoana/RJ por famílias e comerciantes de lá que se estabeleceram aqui após a inauguração do terminal ferroviário em 1914. A agropecuária é a economia básica do município, destacando-se a criação de bovinos e o cultivo de café. A Cooperativa Agrária Vale do Itabapoana – CAVIL é uma das mais importantes beneficiadoras do leite e seus derivados no Espírito Santo. A CAVIL, até então genuinamente bom-jesuense-do-norte, estabeleceu sua fábrica no município vizinho em 2008, mas mantém fortes vínculos econômicos e estreitos laços de fraternidade e de identidade com Bom Jesus do Norte. Há também a fábrica de linhas de costura Polycron, cujos produtos são exportados para outros estados e até para outros países.

Praça Central Belas cachoeiras e quedas d´água, locais propícios à pesca e ao camping são os mais destacados aspectos turísticos. O gentílico de Bom Jesus do Norte é “bom-jesuensedo-norte” (muitos grafam erroneamente norte-bonjesuense ou simplesmente bonjesuense). Sua gente simples, alegre e acolhedora inspirou o cognome “Cidade Sorriso” para a cidade que tem como ícone do esporte o clube de futebol Ordem e Progresso (possuidor de estádio próprio), fundado em 1914, carinhosamente chamado de “O mais querido”, ou “Canarinho”, dada a semelhança de suas cores com essa ave, o verde e o amarelo.

Passarela Bairro Silvana

História

Até o ano de 1963 Bom Jesus do Norte era distrito de São José do Calçado, distante 13 km. Em 1963, pela Lei 1911 foi emancipado e teve a instalação efetivada em 9/4/64. A população, segundo o censo 2010 do IBGE é de 9.476 habitantes (4.584 do sexo masculino, 4.892 do femi-

Vista do Limoeiro nino - densidade demográfica de 106,45 hab. x km2). O padroeiro é São Geraldo Majela (sobrenome também grafado com ´g´), cuja data é 16/10. Dista 217

Km da capital do Estado, Vitória, tem uma extensão territorial de 89,02 km2 e localiza-se a uma altitude de 108m em relação ao nível do mar.

Igreja Matriz São Geraldo


Caderno de Turismo