Page 1

Distribuição GRATUITA

SEXTA-FEIRA 13/07/2012 SEMANAL | Ano 7 | n° 859 | Região do Caparaó | www.aquies.com.br

Já está em uso o Selo de Inspeção Municipal

»» Os produtos dos empreendedores de Guaçui já estão usando o Selo de Inspeção Municipal (SIM), oferecendo mais qualidade e segurança para os consumidores CIDADES | Pág 08

Na próxima sexta começa Festival ES de Dança

especial | Pág 07

»» O festival começa por guaçuí, a partir da próxima sexta-feira, com oficinas que vão se estender por dois finais de semana, até o final do mês

palestras divulgam informações do cadúnico geral | Págs 03

divulgação

o portal para o pico da bandeira fica em dores do rio preto turismo | Pág 04

convivendo com a natureza, divino de são lourenço segue crescendo turismo | Pág 06

Canal Aberto e Folheando

opinião | Pág 02

Coluna Vip | Pág 05


02 OPINIÃO

»» >> SEXTA-FEIRA, 13/07/2012

canal aberto

»» POR MARCOS FREIRE - marcosfolhadocaparao@gmail.com

Leis de gabinete Num país de proporções continentais como o Brasil, em diversas oportunidades, o legislador produz as leis que valem para todo o território nacional, de trás de sua mesa, dentro de um gabinete, sem levar em conta que possuímos várias realidades. Daí, algumas desproporcionalidades que provocam problemas sérios, principalmente, para os municípios menores. Os agricultores familiares dos pequenos municípios da região do Caparaó e sul do Estado têm sofrido com essa falta de bom senso dos legisladores, que produzem leis pensando nos grandes latifúndios existentes no país, principalmente nos grandes estados, que vivem uma realidade bem diferente dos pequenos produtores. Dessa forma, acabam sendo punidos sem ter qualquer intenção em burlar a lei. Com certeza, ninguém pode afirmar que desconhece a lei, mas os agricultores familiares da região, até pouco tempo, sofreram com a fiscalização do DER-ES, que exigiam regulamentações do transporte de trabalhadores. O assunto resultou em reuniões infindáveis, entre políticos, técnicos e produtores, com estes últimos solicitavam, não o descumprimento da lei, mas sim uma adequação à realidade da região, cercada por montanhas, que exigem um transporte específico. Parece que uma solução foi encontrada, um meio termo, com muita conversa, sem que a lei não fosse cumprida. Agora, agricultores familiares estão sofrendo com a fiscalização do Ministério do Trabalho, o que não está acontecendo pela primeira vez, na região. A culpa não é da fiscalização, que está cumprindo o texto da lei, feito em algum gabinete, de onde não se consegue enxergar a realidade dos agricultores familiares da região do Caparaó, local em que os produtores utilizam a mão de obra familiar e de vizinhos, em regime de mutirão, em muitos casos. Desta forma, não se justifica que os produtores sejam obrigados a assinar a carteira de trabalho de vizinhos, que também são produtores, e de familiares que não são empregados e sim estão ajudando a cuidar do que também é deles. Quanto aos diaristas, é necessário que o registro seja feito, com certeza, mas também acho que poderia ser produzida legislação que flexibilizasse a relação entre patrão e empregado, em casos especiais, como acontece com o trabalhador que passa menos de 30 dias numa propriedade. Logo, os legisladores – deputados e senadores – deveriam pensar em alguma lei em que o trabalhador não corresse o risco de perder seus direitos e o empregador pudesse ter menos prejuízos com sua contratação, no caso dos agricultores familiares, que lutam com dificuldade para ter uma vida de qualidade. Acredito que tudo não passe de uma questão de bom senso e de um pouco – um pouquinho, que seja – de vontade política.

»» EXPEDIENTE

DIRETOR GERAL: Elias Carvalho EDITOR CHEFE: Marcos Freire EDITOR DE CRIAÇÃO E ARTE: Luan Ola

www.AQUIES.com.br

REGIÃO DO CAPARAÓ

Repórter: Marcos Freire DiagramadorA: Suheley Garcia Suhett DEPARTAMENTO COMERCIAL: (28) 3521 7726 / 99761113 Colaboradores: Sérgio Oliveira, José Montoni, Juracy de Almeida - Tigrinho, Adilson Saloto e Vitor Moraes.

FOLHEANDO Vem aí a Festa do Oriente Está chegando mais uma festa das comunidades de Alegre. Desta vez é a Festa do Oriente. A comunidade local convida a todos para o evento que acontece nos dias 21 e 22 de julho, sábado e domingo, com uma programação diversa com leilão, shows, celebração, almoço comunitário e o 2ª encontro da sanfona e da viola. Não perca a oportunidade e venha prestigiar a comunidade.

Confira a programação: Dia 21/07 – Sábado 15h00 – Leilão de garrotes e assados 20h00 – Forró com Wemerson Araújo e Banda 23h00 – Show com Leandro e Celso Lee Dia 22/07 – Domingo 10h00 – Celebração da eucaristia 11h30 – Almoço comunitário 12h00 – 2º Encontro da sanfona e da viola com Edinho Ferreira e Banda 18h00 – Show de encerramento com a Banda Gang Brasil

1º Encontro de Trilheiros de Celina Os motores já estão roncando para o 1º Encontro de Trilheiros de Celina. O evento acontece no dia 29 de julho, domingo, com saída prevista para o Parque de Exposição do distrito. Antes de se aventurarem sobre duas rodas, os trilheiros receberão a bênção às 07h30min e, a partir das 9h00, sairão para a trilha, levantando muita poeira. O evento tem apoio da prefeitura de Alegre.

Edição 2012 da Festa do Araraí Está chegando um dos eventos mais esperados do ano em Alegre, a Festa do Araraí 2012. E a prefeitura não deixou por menos. Este ano, além de todas as atrações que já são costumes no distrito, o destaque fica por conta do grande show da dupla DJ Maluco & Alladin, que faz sucesso nas rádios e televisões do Brasil afora.

Dpto. Jurídico: Cleber Vagner de Oliveira - Advocacia - Consultoria Dpto. Contábil: ACAD Contabilidade E-mails: comercialfolhadocaparao@gmail.com diretoriafolhadocaparao@gmail.com; publicidadefolhadocaparao@gmail.com redacaofolhadocaparao@gmail.com

Circulação: ES - Alegre, Apiacá, Bom Jesus do Norte, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Iúna, Jerônimo Monteiro, Muniz Freire e São José do Calçado.

Editora e Jornal Sul Capixaba Ltda - ME | CNPJ: 10.916.216.0001-55. Rua Resk Salim Carone, S/N º - Ed. Ibisa - Loja 03 - Bairro Gilberto Machado. Cachoeiro de Itapemirim-ES (Próximo à rodoviária) . Tel: (28) 3521 7726


www.AQUIES.com.br

>> SEXTA-FEIRA, 13/07/2012 REGIÃO DO CAPARAÓ

geral

03

MUNIZ FREIRE

A equipe técnica do Centro de Referência de Assitência Social (Cras) tem realizado palestras nas escolas de Ensino Médio de Muniz Freire, para divulgar as informações sobre o Cadúnico. Outro objetivo da assistente social Sandra Delarmelina e a psicóloga Franciela Fernandes é incentivar os adolescentes quanto à escolha profissional. Elas explicam que, por meio da inscrição no Cadúnico, os estudantes podem solicitar a isenção de taxas de vestibulares e concursos públicos, participar de cursos de qualificação profissional e concorrer a cotas para

divulgação

Palestras divulgam informações do Cadúnico

»» Dentro do projeto Cras Itinerante, estão sendo realizadas palestras nas escolas para divulgação de informações sobre o Cadúnico

As profissionais do Cras estão realizando palestras nas escolas

estudantes de baixa renda nas universidades. Por meio do Número de Identificação Social (NIS), gerado pelo Cadúnico, as famílias com renda mensal de até três salários mínimos podem participar de programas sociais do Governo Federal e ter maior acesso a serviços das áreas de Assistência Social, Saúde e Educação, entre outras. Todas estas ações têm como objetivo a melhoria da qualidade de vida da população e levar estas famílias e os adolescentes a buscarem alternativas e não deixar de ter acesso aos seus direitos sociais.


04 TURISMO

>> SEXTA-FEIRA, 13/07/2012

www.AQUIES.com.br

REGIÃO DO CAPARAÓ

região do caparaó

O portal para o Pico da Bandeira fica em Dores do Rio Preto »» Enquanto investe em sua vocação para o Agro e o Ecoturismo, o município conserva seu patrimônio arquitetônico, além das belezas naturais da Serra do Caparaó

MARCOS FREIRE

marcosfolhadocaparao@gmail.com

Dentro de sua vocação turística, o município de Dores do Rio Preto apresenta referências importantes, como a Estrada Parque do Entorno da Serra do Caparaó, que está asfaltada em grande parte e liga sede do município a outros dois municípios. Dores também foi um dos primeiros a implantar o projeto Cama e Café, mas o principal atrativo é ser o local em que se encontra o portal de acesso ao Parque Nacional do Caparaó e ao Pico da Bandeira, mais precisamente no distrito de Pedra Menina. A economia do município se basea na agropecuária ou nas pequenas atividades caseiras, como agroindústrias ou

produção de artesanato. Estas atividades têm agregado valor à vocação turística da própria Serra do Caparaó, com suas várias cachoeiras. E essa vocação rural apresenta serviços sem requintes, mas de qualidade, com hospedagem, alimentação, lazer, entretenimento e outros equipamentos, além de equipamentos que podem atender a turistas, visitantes e à comunidade local. Dores do Rio Preto tem 147 km² de território e uma população que ultrapassa os 6 mil habitantes. A sede está localizada a 774 metros de altitude, sendo o segundo mais alto entre os municípios do Espírito Santo. O clima é tropical de altitude, com chuvas regulares, tendo maior ocorrência nos meses de novembro a fevereiro. A

Acesso ao Parna Caparaó casa queimada – área de Dentro do Estado do Espírito acampamento. Até onde é Santo, estão 75% dos 31.800 possível o acesso de carro, são hectares da área do Parque 8 quilômetros e 2.860 metros Nacional do Caparaó e, no dia 22 de altitude. A subida a pé é de de setembro de 1998, por meio do 3,5 quilômetros, até o topo do Ministério do Meio Ambiente, sob a direção do Ibama, foi inaugurado Pico. O Governo do Estado está pavimentando o acesso de Pedra o acesso capixaba ao Pico da Menina até a portaria do Parque. Bandeira, no distrito de Pedra Menina. O Parque é uma reserva biológica que reúne um valioso ecossistema de fauna e flora, com inúmeras cachoeiras e pedaços de mata intocada, que hoje está sob a responsabilidade do Instituto Chico Mendes. O Portal Capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, em Os aventureiros enfrentam Pedra Menina a estrada parcialmente pavimentada, até a

Onde se hospedar Pousada Engenho do Vovô – Tel: (28) 9935-5147 - email: engenhodovovo@ yahoo.com.br / Pousada Vale das Quaresmeiras – Mundo Novo – Dores do Rio Preto – Tel: (28) 9986-7893 / Pousada Águas do Caparaó – Divino de São Lourenço / Dores do Rio Preto – Tel: (28) 9985-2844 – email: pousadaaguasdocaparao@ hotmail.com / Pousada Vila Januária – Pedra Menina – Dores do Rio Preto – Tel: (28) 3559-3106 ou (32) 9973-8080 / Pousada Fazenda Mundo Novo – Mundo Novo – Dores do Rio Preto – Tel: (28) 3559-1117 ou (28) 9924-0780 / Pousada Jardim Botânico Vilarte – Pedra Menina – Dores do Rio Preto – Tel: (32)9942-5716 / Pousada Paineiras – Pedra Menina – Dores do Rio Preto – Tel: (28)3559-3008 / Pousada dos Anjos – Pedra Menina – Dores do Rio Preto – Tel: (28)3559-3085 / Pousada da Vovó Geni – Pedra Menina – Dores do Rio Preto – Tel: (28)3559-3065 / Pousada e Restaurante da Consuelo – Dores do Rio Preto – Tel: (28)35591322 / Pousada Recanto da Jabuticabeira – Pedra Menina – Dores do Rio Preto / Pousada Tô Atoa – Dores do Rio Preto – Tel: (28)3559-1148 / Pousada Encanto das Montanhas – Dores do Rio Preto – Tel: (28)3559-1186 / Pousada Recanto da Kachú – Dores do Rio Preto – Tel: (28)3559-1147 / Camping do Sapico – Pedra Menina – Dores do Rio Preto – Tel: (28) 3559 – 3056 / Camping Recanto do Cerro – Estrada Dores do Rio Preto x Cachoeira Alegre, km 5 – Tel: (28) 9935-5147.

temperatura mínima, na sede, pode ficar abaixo dos 9 graus centígrados, chegando a zero grau – ou até menos – na área de camping do Parque Nacional do Caparaó. O relevo é montanhoso, com destaque para o Pico da bandeira (2.891,9 m), o Pico do Cristal (2.798 m) e o Pico do Calçado (2.768 m). Além da parte montanhosa, possui áreas pouco acidentadas e várzeas, com terras férteis e ideais para a agricultura e a pecuária. Dores do Rio Preto pertence à Bacia Hidrografia do Rio Itabapoana e tem como principal curso de água, o Rio Preto que nasce na Serra do Caparaó e contorna o município, separando o Espírito Santo de Minas Gerais, encontrando-se ao sul com o Rio São João. Jun-

FOTOS: marcos freire

tos, estes rios formam o Rio Itabapoana.

Patrimônio

Quem visita Dores do Rio Preto, além do trecking para o Pico da Bandeira, a localidade oferece a Trilha da Pedra Menina, uma serra de impressionante beleza, envolta por lendas e misticismo. E o acesso que vai do distrito de Pedra Menina até o Portal do Parque Nacional do Caparaó está sendo pavimentado, num convênio com o Governo do Estado. E o passeio revela outras riquezas naturais, como cachoeiras, e uma fauna que sobrevive, apesar da ação do homem, resumindo-se a pequenos animais e aves. No entanto, o Parque Nacional do Caparaó abriga espécies

Dores do Rio Preto posrursuiais com muitas propriedades rismo vocação para o agrotu

ameaçadas de extinção, como o mono-carvoeiro, o loboguará, o veado-campeiro, ocorrendo ainda a jaguatirica, o gato-mourisco. Já na sede de Dores, é possível observar, na arquitetura, os traços da colonização italiana, com casas e sobrados históricos. E, na cultura, existe um resgate de tradições fol-

Circuito Turístico reúne empreendedores do turismo Em maio de 2010, um grupo de empreendedores do turismo organizou, em Dores do Rio Preto e Divino de São Lourenço – e mais tarde Iúna, o Circuito Turístico do Caparaó Capixaba. O Circuito é produto de um curso de marketing para o turismo rural, ministrado pelo Sebrae, e o objetivo é aumentar a oferta turística na região, para receber ainda mais turistas. O grupo é formado por empreendedores e comerciantes, com o apoio do poder público, que se uniram como parceiros. Também foi organizado o Guia de Informação Turística, destacando o Pico da Bandeira como o maior atrativo do Circuito. E a construção da Estrada Parque do Caparaó está sendo essencial para que o trabalho seja efetivado, facilitando a integração entre os municípios envolvidos. Além disso, os membros do Circuito estão se empenhando, participando de capacitações e cursos. A Estrada Parque que já está em fase de conclusão liga a sede de Dores do Rio Preto a

distrito de Mundo Novo, este a Patrimônio da Penha – em Divino de São Lourenço – e este à Santa Marta, em Ibitirama, que também tem uma estrada asfaltada até a sede daquele município. O asfalto ainda liga Santa Marta a outro distrito, de Ibitirama, São José do Caparaó, e a estrada que o liga à sede também foi asfaltada recentemente. Com isso, resta apenas um trecho, que vai de São José do Caparaó à BR262, passando por Pouso Alto, em

clóricas que caracterizam sua população. Cenário ideal para se explorar a vocação para o agroturismo, em propriedades que oferecem comida típica, produtos artesanais e agroindustriais de qualidade, além da possibilidade de se hospedar nas casas e fazendas, num projeto pioneiro conhecido como Cama & Café.

Alguns pontos de turismo e lazer Parque Nacional do Caparaó (Pico da Bandeira), Trilha da Pedra Menina, Cachoeira Três Estados, Cachoeira do Remanso, Cachoeira do Cambucá, Cachoeira Alta, Cachoeira Carlinhos, Cachoeira do Aurélio, Ruínas de Nossa Senhora Anunciata, Pousadas do Projeto Cama e Café, Propriedades Rurais típicas, Portal de Acesso ao Pico da Bandeira.

Como chegar vindo de Cachoeiro

Iúna, para que a Estrada Parque esteja completa. Desta forma, os turistas que passam pela BR262 poderão ter acesso ao Parque Nacional, passando ao pé da Serra do Caparaó.

São 71 km pela ES 482 até Alegre e depois mais 17 km até Guaçuí, seguindo pela mesma rodovia até o trevo que dá acesso a Dores do Rio Preto pela estrada estadual que leva até a sede do município, onde deve-se entrar à direita, antes da ponte que marca a divisa com Minas Gerais, entrando na sede de Dores do Rio Preto. Na cidade, há como se informar sobre pousadas e o trajeto até Pedra Menina e o Portal do Parque Nacional do Caparaó.


>> SEXTA-FEIRA, 13/07/2012 REGIÃO DO CAPARAÓ

05

Região do Caparaó www.AQUIES.com.br

(28) 9981-7647

Você que é da Região do Caparaó, apareça na Coluna VIP. Envie sua foto com legenda para o e-mail: vitor_searom@hotmail.com. VEM GENTE! Foto Freitas

ARQUIVO PESSOAL

Foto Freitas

Fernanda Freitas comemorou seu aniversário com a família na São Firmino, em noite de São João. Parabéns e muitas felicidades!

No último finde aconteceu o 2º Arraiá na casa da Mônica, neste flash Adriano e Mônica.

COMUNICADO:

Angélica Trigo e Xavier, uniram em matrimônio no último dia 29. O casal estava radiante e receberam seus familiares e amigos na casa dos pais da noiva.

Queridos leitores do VIP, como ninguém é de ferro tirei alguns dias de férias para repor as energias e recarregar a bateria. (rs) Peço a todos vocês que continuem acompanhando o nosso Jornal, pois é feito com muito carinho e responsabilidade. Retorno com o VIP dia 10 de Agosto. Mande suas fotos por e-mail que quando voltar publico todas aqui. Afinal de conta todos vocês são VIP. Vem gente!

Ainda clique do 2º Arraiá na casa da Mônica: Adriano, Rose, Guiguiu, Ivana, Mônica, Vanessa, Gotardo.


06 TURISMO

>> SEXTA-FEIRA, 13/07/2012

www.AQUIES.com.br

REGIÃO DO CAPARAÓ

REGIÃO DO CAPARAÓ

Convivendo com a natureza, Divino de São Lourenço segue crescendo

»» A prioridade do município tem sido tentar preservar seus atrativos naturais e patrimônio histórico, para desenvolver o potencial turístico marcos freire

MARCOS FREIRE

marcosfolhadocaparao@gmail.com

Divino de São Lourenço é um município que tem como principais produtos agropecuários, o café e o leite, além de culturas de subsistência, como feijão, milho, mandioca, laranja e banana. Por isso, o município passou a buscar outra alternativa econômica, se inserindo no eco e agroturimo. Com pouco mais de 5 mil habitantes e a maior quantidade de Mata Atlântica primária do Estado, está sendo feito um esforço para preservar os atrativos naturais e também seu patrimônio histórico. O município está localizado entre rios e montanhas, numa das áreas mais preservadas do Parque Nacional do Caparaó, com cachoeiras, antigos casarões e fazendas, além de oferecer um roteiro místico. Divino

Patrimônio da Penha de belezas e misticismo

de São Lourenço também tem estrutura para Turismo de Aventura, com potencial para trekking, rapel, rafting, canoagem, caiaquismo e vôo livre com parapente. A emancipação de Divino de São Lourenço é comemorada em 5 de junho, mas a grande festa da cidade acontece no Dia de São

Reservas de Mata Atlântica e rota de cachoeiras Em Divino de São Lourenço estão as maiores reservas de Mata Atlântica primárias do Caparaó, com uma vegetação que tem características especiais, e estas reservas ecológicas guardam representantes da Fauna Atlântica. No meio de toda essa reserva está uma das maiores riquezas da região: as águas dos rios, córregos e cachoeiras que existem no município e são um atrativo a mais para os turistas. As águas do “Rio das Cobras” (Imbuí, antigo nome da cidade) são responsáveis pela formação de várias cachoeiras. Até juntar-se com o Rio São Jorge e formar o Itabapoana, o Rio Veado, também chamado Cór-

rego Limo Verde, recebe vários afluentes e apresenta muitas quedas, como a Cachoeira da Mangueira, a Cachoeira do Granito, Cachoeira da Usina e Cachoeira das Andorinhas. O pequeno manancial, que corta o Patrimônio da Penha e deságua no Rio Veadinho, apresenta uma sequência de cachoeiras, quedas, poços e piscinas naturais: o Poço Legal, a Cachoeira da Vovó Tuti, Cachoeira da Cascata, Caldeirão das Delicias e Cachoeira da Cigarra. Outra atração é a Pedra Escorada, pequeno monolito de 3,5 m de altura e 2,5 m de largura que sustenta outra rocha com mais de 20 m de diâmetro, formando um amplo salão com 60 m².

Lourenço, em 10 de agosto. Outra festa tradicional. No município é o Dia de Nossa Senhora da Penha, padroeira do principal distrito, Patrimônio da Penha. Durante as comemorações, acontecem as brincadeiras com o Boi Encantado ou Boi Pintadinho, manifestação folclórica característica da cidade. O município de Divino de São Lourenço era um local de passagem ou de estabelecimento de muitos tropeiros, dos quais o município herdou costumes na cultura e na culinária. Além disso, como outros municípios da Região do Caparaó, Divino também teve seu período áureo do café que deixou o Casarão da Fazenda Confluência, construído por volta de 1895, por Juvenal Nolasco, produtor rural patriarca de uma das primeiras

famílias divinenses. E a 9 quilômetros da sede, existe a Fazenda Serra Azul, uma referência da época do Ciclo do Café, que foi construída em 1942, em madeira de lei, com cobertura de telha de cumbuca. Seu pavimento inferior servia para guardar utensílios de tropas, carros de boi e animais.

Onde ficar Pousada Águas do Caparaó - Divino de São Lourenço / Dores do Rio Preto – Tel: (28) 9985-2844 – email: pousadaaguasdocaparao@hotmail.com / Pousada Encanto da Serra - Patrimônio da Penha – Divino de São Lourenço – Tel: (28) 9882-5861 e 9917-1424 – email: encantodaserra. caparao@hotmail.com / Espaço de Vivências Jardim do Beija-Flor – Patrimônio da Penha – Divino de São Lourenço – Tel: (27) 9838-1586, (28) 9972-4598 ou (28) 3551-1913.

A Serra do Caparaó é considerada sagrada, principalmente por indígenas, sendo cercada por misticismo, e tem se tornado referência para práticas orientais e esotéricas. Em Divino de São Lourenço, a beleza de Patrimônio da Penha transformou a localidade em um lugar de busca pessoal e espiritual, onde milhares de pessoas peregrinam em busca da renovação de energias e da cura das enfermidades físicas e emocionais. Vários terapeutas das mais diversas linhas se concentraram no distrito. Em Patrimônio da Penha, também pode ser encontrada uma mostra do artesanato produzido pela popu-

lação de Divino de São Lourenço. Lojas reúnem artigos produzidos com os mais variados materiais, feitos por artesãos locais, a maioria ligada a ONG Amar Caparaó. E também existe uma companhia de Circo, que percorre todo o Espírito Santo e até outros estados.

Santo Daime

Além disso, no distrito, se reúne o grupo Céu do Espírito Santo, que utiliza o chá ayahuasca (popularmente conhecido como Santo Daime) em suas celebrações. O grupo segue a linha Cefluris, do padrinho Sebastião Mota, a mais popular do Brasil. No Espírito Santo, existem pelo menos seis grupos religiosos que utilizam o chá, inclusive da Uniáo do Vegetal (UDV), em Guarapari e Serra, e outros grupos menores ligados ao Santo Daime em Pancas e Vila Velha. Já o Centro Livre Caminho do Sol (Celivre-CS) se reúne no município de Viana e é o primeiro e único núcleo da doutrina de Mestre Irineu no Estado.

Como chegar vindo de Cachoeiro de Itapemirim De Cachoeiro de Itapemirim, são 71 km pela ES 482 até Alegre. Depois, mais 7 km até Celina, onde se vira à direita e pega a ES 387. Deste ponto, são mais 20 km até o trevo de acesso a Divino de São Lourenço, que fica a 6 km do trevo. De lá pode-se seguir para Patrimônio da Penha e encontrar a Estrada Parque, que segue até o acesso ao Parque Nacional do Caparaó.


>> SEXTA-FEIRA, 13/07/2012

www.AQUIES.com.br

REGIÃO DO CAPARAÓ

ESPECIAL

07

GUAÇUÍ

Na próxima sexta começa Festival ES de Dança

»» O festival começa pelo município, a partir da próxima sexta-feira, com oficinas que vão se estender por dois finais de semana, até o final do mês

A partir da próxima sexta-feira (20), começa a etapa itinerante do Festival ES de Dança 2012, que envolve oficinas e apresentações de espetáculos de dança. O festival vai percorrer cinco municípios do interior do Estado e vai começar por Guaçuí – depois irá para Castelo, Itaguaçu, Afonso Cláudio e Montanha. Esta é a oportunidade para estudantes e profissionais de dança do interior, que não puderam participar do festival, realizado entre os dias 20 e 24 de junho, em Vitória, apresentarem suas coreografias e estilos. Guaçuí é o primeiro município a receber esta etapa e o tema da ofici-

na será “Dança de Rua”, com o grupo Bioshock Crew. Durante o próximo final de semana e o seguinte (de 20 a 22 e de 27 a 29), as oficinas serão realizadas no Teatro Municipal Fernando Torres, com exceção do dia 20, que acontecerá na sede do Ponto de Cultura Guaçuí em Cena, no Salão dos Vicentinos. Já no mês de agosto todas as oficinas ocorrerão na sede do Ponto de Cultura Guaçuí em Cena (dias 4 e 5, 11 e 12 e de 17 a 19). Segundo o idealizador do Bioshock Crew, Marcelinho Hip Hop, o grupo tem a missão de reforçar a cultura hip hop e a dança de rua, tirando

crianças das drogas, das ruas e trazendo para o movimento. É também

SINCONSUL Sindicato das Indústrias de Confecções do Sul do Estado do Espírito Santo ELEIÇÕES SINDICAIS Aviso Em cumprimento ao Artigo 56 dos Estatutos Sociais da Entidade, informamos a todos os associados que no dia 10 de julho de 2012, encerrou-se o prazo para Registro de Chapas para concorrerem as Eleições Sindicais convocada no Jornal “Aqui Notícias” no dia 26 de junho de 2012; foi registrada uma única chapa composta dos seguintes associados: para DIRETORIA – Efetivos – Presidente Bruno Moreira Balarini; Vice-Presidente - Marcos Antonio Perovano; 1º Secretário Carlos Alberto Venial Prucoli; 2º Secretário - Osmar Domingos Balarini; 1º Tesoureiro - Fátima Magnago Zardo; 2º Tesoureiro - Ademocyr Antonio Arpini; Secretário Social - Maria Luiza Silveira; Suplente, Irineu Lima Andrade, Maria da Penha Fernandes Arpini, Sebastiana Batista de Araujo; CONSELHO FISCAL - Efetivos, Nelson de Souza Milhorato, José Luiz Balarini, Luciana Speroto Lima; Suplentes, Rafael Rocha Balarini, Zenite Magnago, Matias Pizetta; DELEGADOS REPRESENTANTES JUNTO A FINDES – Efetivos, Bruno Moreira Balarini, Carlos Alberto Venial Prucoli; Suplentes - Fátima Magnago Zardo, Osmar Domingos Balarini. O prazo de impugnação de candidaturas é de 05 (cinco) dias após a publicação deste Aviso, conforme Artigo 77 do referido Estatuto Social. Cachoeiro de Itapemirim/ES, 13 de julho de 2012. FÁTIMA MAGNAGO ZARDO Presidente do SINCONSUL

Posto Ramon Garcia Ltda torna público a obtenção de Licença Ambiental de Regularização, nº 100/2012 para atividade de Revenda de Combustíveis, na rod, BR 482 s/nº Celina Alegre-ES.

um trabalho de ressocialização e resgate da cultura. Todas as oficinas são

gratuitas e serão disponibilizadas 30 vagas por dia. As inscrições podem

divulgação

ser feitas com Danielle ou Carlos, no Ponto de Cultura Guaçuí em Cena.


08

CIDADES

>> SEXTA-FEIRA, 13/07/2012

www.AQUIES.com.br

REGIÃO DO CAPARAÓ

GUAÇUÍ

Já está em uso o Selo de Inspeção Municipal

Instituído pela lei 3795, de 2011, o Selo de Inspeção Municipal (SIM) já está sendo usado por produtos das pequenas empresas e empreendedores de Guaçuí. Desta forma,

eles estão saindo da informalidade e se transformando em empresários da área urbana e rural, ao mesmo tempo que estão oferecendo alimentos com maior qualidade e mais segu-

»» Os produtos dos empreendedores de Guaçui já estão com o Selo de Inspeção Municipal (SIM), oferecendo mais qualidade e segurança para os consumidores divulgação

rança aos consumidores. De acordo com informações da Vigilância Sanitária de Guaçuí, o selo deve ser usado em produtos de origem animal, como embu-

Produtos de origem animal também precisam apresentar o SIM

tidos cárneos, queijos, ovos, mel, peixe e crustáceos, microorganismos (cogumelos), frutos, vegetais (com restrição técnica ao palmito) e cereais. Em fevereiro deste ano, foram regulamentados os primeiros produtos. Até agora, cinco empreendedores receberam os selos. De acordo com o veterinário da Secretaria Municipal de Agricultura, Jorgeamado de Almeida Santos, o empreendedor

que tiver interesse em regularizar seu produto deve procurar a Vigilância Sanitária, ou a Secretaria Municipal de Agricultura ou a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Quanto à fiscalização, o veterinário disse que a vigilância tem feito o trabalho junto ao comércio varejista. “Procuramos orientar os empreendedores sobre a importância do selo e também de vender um produto com qualida-

de”, afirmou. Em relação aos empreendedores que ainda não possuem o selo, Jorgeamado disse que os produtos fabricados por essas pessoas não poderão circular mais. Segundo ele, as Secretarias de Agricultura, Saúde e Meio Ambiente têm trabalhado em conjunto, na fiscalização, e as pessoas t”em se interessado em procurar ajuda para adquirir o Selo de Inspeção Municipal.

Como conseguir o selo Para se adequar às normas da vigilância sanitária e adquirir o selo, basta procurar: Secretaria de Agricultura - Rua Senador Atílio Vivacqua (em frente ao antigo posto de saúde central) – segunda a sexta, de 8h às 11h e de 13h às 16h. Vigilância Sanitária – Secretaria de Saúde – Avenida Espírito Santo (antigo posto de saúde central) – segunda a sexta, de 8h às 11h e de 13h às 16h. Secretaria do Meio Ambiente – Avenida Espírito Santo (prédio da Prefeitura Velha) – segunda a sexta, de 8h às 11h00 e de 13h00 às 17h00.

Edição 859  

Folha do Caparaó

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you