Page 1

Edição impressa

Editorial

Pág. 02

Artigo

Pág. 02

O asno zodíaco da esquerda e da direita no Brasil Não foi uma reforma ideal, mas...

A serviço da transparência e da moralidade dos serviços públicos NOVA LIMA - De 18 de abril a 02 de maio de 2019 - Edição 48 - Ano II www.anoticianovalima.com.br | anoticianovalima@gmail.com |

@anoticiametropolitana | DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Relatório do TCE revela que o saldo orçamentário de 2018 de Nova Lima foi de R$ 51 milhões, contra R$ 123 milhões negativos em 2014,o ano que disparou o gatilho da crise. A Prefeitura gastou a mais naquele período, em relação ao ano passado, R$ 156 milhões. Os números apontam que 2018 teve o melhor desempenho dos últimos quatro anos. Em 2015 o saldo negativo foi de R$ 67 milhões. 2016 e 2017 tiveram saldo positivo de R$ 37 milhões. Reação se deve à reforma administrativa feita pelo prefeito Vitor Penido (DEM) em meados de 2017. A meta do prefeito agora é executar o cronograma de obras previstas para os próximos dois anos de governo.

Fonte: TCE

DO FUNDO DO POÇO À SUPERFÍCIE 2014

2018


02

OPINIÃO

Nova Lima - De 18 de abril a 02 de maio de 2019 - Edição 48 - Ano II

Artigo

Editorial

O asno zodíaco da esquerda e da direita no Brasil Vai ano, vem ano, e a política continua a mesma, com o seu velho e roto jogo de palavras, clichês e bordões. Quanto tempo será que vai durar, por exemplo, o rótulo de “neoliberal” do PSDB, ou o ultrapassado “socialismo de esquerda” do PT? A retórica destes discursos surrados só serve para atiçar a ira dos prós e contras da esquerda e da direita no País, mais nada além disso. O que, afinal, o povo aproveita deste cabo de guerra entre políticos e militantes partidários? A verdade é que desde a redemocratização do País, a partir de 1985, com o primeiro e indireto governo civil de José Sarney (antigo PMDB), que o Brasil vem protagonizando discursos paroquianos, filosoficamente bonitos e ordinários ao mesmo tempo. Começou com o antimilitarismo e a prevenção de certa forma exacerbada – e compreensível – contra toda e qualquer forma de “desconfortos” aos direitos civis e humanos. Uma reação natural de quem acabava de sair das trevas da ditadura. O mundo viveu esse drama universal com o antissemitismo da 2ª Guerra Mundial (1939-1945). Nos anos 1970, a sociedade americana foi acometida de igual prevenção contra os políticos, por conta da lambança do governo Richard Nixon, que acabou renunciando em 1974 devido às denúncias de corrupção (Caso Watergate). Antes, bem antes, no início dos anos 1960, a paranoia norte-americana contra a possível “comunização” do continente americano fez com que o governo de John Kennedy (1961-1963) terceirizasse uma verdadeira batalha contra o comunismo no hemisfério sul, principalmente. Quem, daquela época, não se lembra do programa Aliança para o Progresso dos EUA, que enviava alimentos enlatados (leite em pó, principalmente) para os Países pobres influenciados pela Revolução Cubana de 1959, entre os quais o Brasil? A ingerência norte-americana na política brasileira influenciou o Golpe Militar de 1964 e o controle da opinião pública, com o financiamento, via Grupo Time-Life, que possibilitou a criação da TV Globo em 1967, uma espécie de “canal oficial” do regime militar à época. Como se vê, a esquerda e a direita, que no trânsito orienta, na vida pública acende o pavio da intolerância. Vale o discurso, não a causa. Vemos hoje essa birra da direita e da esquerda no Brasil como aquela figura do zodíaco com os dois burrinhos amarrados querendo comer em pastos opostos. Ninguém fica satisfeito e o País vai cada vez mais rápido para o buraco.

CNPJ: 32.023.075/0001-84 EXPEDIENTE Diretor Executivo e jornalista responsável: José Cleves da Silva Diagramação e projeto gráfico: Decora Design Comercial: (31) 99718-5711 / (31) 3542-9123 Impressão: Folha Minas | Distribuição gratuita Contato: anoticianovalima@gmail.com A redação do A Notícia Metropolitana se exime de qualquer opinião, ponto de vista e publicações assinadas.

José Cleves

Não foi uma reforma ideal, mas...

Respeito a opinião em contrário, mas continuo sendo a favor da política econômica e administrativa do Governo Vitor Penido (DEM), por ser a que melhor convém no momento. Não é a ideal, porque na política não existe a aplicação deste adjetivo de dois gêneros. Ideal é aquilo que é perfeito e isso somente é possível na ciência exata. Para ter um dez com louvor, Vitor teria que reduzir para no máximo 40% o impacto do gasto com pessoal na receita corrente líquida do município. E isso somente seria possível com a demissão de servidores, porque o ralo está no alto custo da folha de pagamento. O inchaço da folha. A Prefeitura gasta com pessoal mais de R$ 21 milhões por mês. Este valor chegou a R$ 28 milhões no governo passado. Um absurdo. O município emprega hoje quase 5% da população da cidade, enquanto a média nacional é de 1%. Tem município com 0,5%. Faz mais de duas décadas que o mercado de trabalho vem reduzindo a sua força motriz, devido ao avanço da tecnologia e da mão de obra terceirizada. Um mal necessário e coexistente. A venda de serviços, via CNPJ, é uma alternativa real e inteligente. Não é à toa que tivemos recentemente a flexibilização da Lei Trabalhista. Tem empresa de sucesso em nossa economia que reduziu nas últimas décadas até 300% da mão

de obra. O ministro Paulo Guedes avisou que o Governo Federal também pretende enxugar a máquina administrativa de forma gradativa. A realidade de hoje exige que o cidadão deixe de ser empregado e passe a ser dono do seu serviço. É mais negócio para ele e para o patrão. Na administração pública isso é complicado, porque o regime estatutário impede a redução da mão de obra, a menos que haja um colapso do orçamento. Neste caso, a demissão criteriosa é permitida para se cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, desde que o cargo do demitido seja definitivamente extinto. Nova Lima chegou a ter este colapso no governo passado, mas Vitor optou por cortar gastos e despesas ao invés de demitir. Evitou, com isso, o trauma do desemprego, com uma reforma administrativa em dois tempos. Na segunda, aprovada recentemente, ele regularizou os cargos, adequando as mudanças a um novo organograma. Ou seja, o prefeito tratou da doença sem amputar membros. Um procedimento dentro do protocolo. Num País onde vale o populismo midiático e imediatista, um trabalho como este na vida pública tem que merecer a nossa consideração. Justiça seja feita: a Câmara suportou bem a pressão e referendou as mudanças que, afinal, se fizeram necessárias.


NOVA LIMA

Nova Lima - De 18 de abril a 02 de maio de 2019 - Edição 48 - Ano II

03

Orçamento de 2018 teve saldo positivo de R$ 51 milhões, contra R$ 123 milhões negativos de 2014

Soma do déficit orçamentário de 2014 e 2015 chegou a R$ 190 milhões. Gasto com pessoal em 2018 foi de R$ 40 milhões a menos do que o de 2014. Por José Cleves

A Prefeitura de Nova Lima obteve em 2018 o seu melhor desempenho dos últimos anos. O saldo positivo do orçamento foi de R$ 51 milhões, contra R$ 123 milhões negativos de 2014. Os dados são do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Em termos práticos, foram R$ 174 milhões a mais em 2018. A previsão orçamentária de 2014 foi de R$ 720 milhões, para uma receita consolidada de R$ 523 milhões e R$ 659 milhões de despesa. Essa situação explica a crise econômica e financeira que se abateu sobre o município nos anos seguintes, comprometendo as políticas públicias e setores vitais da administração. A crise continuou em 2015, com um déficit orçamentário de R$ 67 milhões. A receita prevista foi de R$ 600 milhões, mas a consolidada chegou a R$ 476 milhões, contra uma despesa de R$ 543 milhões. Em 2016 o orçamento previsto foi de R$ 460 milhões (R$ 260 milhões a menos do que o de 2014). A arrecadação foi de R$ 532 milhões e a despesam de R$ 495 milhões, um saldo positivo de R$ 37 milhões.

ALÍVIO

No ano seguinte, já no governo de Vitor, foram previstos R$ 499 milhões, com o orçamento consolidado chegando a R$ 505 milhões, contra uma despesa de R$ 468 milhões. Já em 2018 a Prefeitura conseguiu o seu melhor desempenho. O orçamento previsto foi de R$ 528 milhões e o conslidado chegou a R$ 554 milhões, para uma despesa

de R$ 503 milhões. O saldo posivito foi de R$ 51 milhões, ou seja, R$ 174 milhões a mais do que o de 2014.

PESSOAL

O total de gasto com pessoal no ano passado foi o menor dos últimos anos. Chegou a R$ 278 milhões, contra R$ 286 milhões em 2017, R$ 297 milhões em 2016, R$ 309 milhões em 2015 e R$ 315 milhões em 2014. Para 2019, espera-se uma nova queda neste item do orçamento do município, como consequência das reformas feitas pelo executivo em meados de 2017 para equilibrar o orçamento.

OBRAS

Com o equilibrio do orçamento, o prefeito Vitor Penido promete investir em obras nestes dois anos que lhe resta de governo. Algumas já estão em fase final de execução, com inaugração prevista para breve, como é o caso do Centro Médico do Jardim Canadá. O cronograma prevê, ainda, diversas outras obras vi-

árias e a construção do anexo da Prefeitura. Ao todo, são mais de 30

obras. Veja na página seguinte a relação dos gastos de 2018.


04

Nova Lima - De 18 de abril a 02 de maio de 2019 - Edição 48 - Ano II

NOVA LIMA


NOVA LIMA

Nova Lima - De 18 de abril a 02 de maio de 2019 - Edição 48 - Ano II

05

Derrota do PT na Câmara acirra os ânimos entre oposição e situação

Partido não consegue mobilizar servidores e nem quórum suficiente para derrubar o pacote da Reforma Administrativa II de Vitor Penido e parte para o ataque tardio nas redes sociais. discussão inócua, porque a reforma I e II já havia sido aprovada. O rescaldo de mais esta derrota do PT na Câmara leva o partido a refletir sobre os seus erros. Afinal, um de seus principais trunfos – a mobilização dos servidores públicos contra a reforma, acabou não funcionando. E o argumento da inconstitucionalidade da matéria também não vingou. Praticamente “viúvo” na discussão – pelo menos por parte do PT que optou pela letra fria de uma denúncia por tabela no Ministério Público –, Flávio de Almeida foi encurralado pelo governo que triunfou mais uma vez sobre o seu rival e fechou a tampa da reforma administrativa.

Inconformado com a derrota na Câmara, Carlinhos Rodrigues usa as redes sociais para atacar o prefeito Vitor Penido (DEM) que triunfou mais uma vez sobre a oposição que continua vacilando sobre o futuro do partido em 2020. Por José Cleves

Dividido internamente sobre quem irá encabeçar a chapa do partido nas eleições de 2020 – não há consenso sobre a indicação do vereador Flávio de Almeida –, e ferido por mais uma derrota na Câmara, com a aprovação da Reforma Administrativa II, o presi-

dente do PT, Carlinhos Rodrigues, decidiu usar as redes sociais para atacar o governo. A crítica foi replicada pelo líder do governo na Câmara, Wesley de Jesus, em pérfida e eloquente disputa entre os dois sobre números, desacertos e acertos do atual governo e do exercido por Carlinhos Rodrigues entre 2004-2012. Uma

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE OS CONVÊNIOS DE OBRAS PENDENTES DE REALIZAÇÃO PELA EMPRESA PHOENIX MINERAÇÃO E SUA SUCESSORA NO MUNICÍPIO DE NOVA LIMA.

PROTAGONISMO

A partir de então, Carlinhos Rodrigues, que nunca foi bom de ataque (ele sempre evitou as agressões midiáticas), resolveu usar as redes sociais para tentar desconstruir o que já estava feito, puxando para si o protagonismo do embate entre o partido e o governo. Acontece que a propositura da critica tardia, que é ocupar

espaço na mídia, perde o efeito prático, porque o ex-prefeito está inelegível e o partido desgastado nacionalmente. A lógica seria a sua cúpula lançar luz sobre um outro nome para defender os seus interesses com vistas à eleição de 2020. Um candidato inelegível discursar contra um prefeito que não será candidato nas próximas eleições – e ainda por cima pegou uma Prefeitura “quebrada” e equilibrou as suas contas –, é o mesmo que malhar em ferro frio. É bom lembrar que o PT ficou sem representante na disputa direta pela Prefeitura nas eleições de 2012 e de 2016. Ganhou a primeira, com o PMDB de Cassinho, e perdeu a segunda, com Jaconias Gomes, do PRB. Se não tiver um bom candidato em 2020, será a prova dos nove de sua incompetência. Afinal, o mantra da vidraça entoado sobre um governo bem melhor do que o anterior (e isso é um fato inquestionável), soa como uma bravata – e disso o povo está farto. Talvez por isso Vitor evitou a réplica, deixando para o seu líder o livre arbítrio da resposta.

A Câmara Municipal de Nova Lima, por meio de sua presidência, nos termos da Lei Orgânica do Município de Nova Lima, torna público a realização de AUDIÊNCIA PÚBLICA, no dia 25 de abril de 2019, quinta- feira, com início às 19 horas, no Plenário Osvaldo Anastácio de Assis (Praça Bernardino de Lima, nº 229, Centro), com o objetivo de promover discussão sobre os convênios de obras pendentes de realização pela empresa PHOENIX MINERAÇÃO e sua sucessora no município de Nova Lima. Atendendo aos princípios da administração pública, consagrados nos textos legais, faz-se o chamamento público para participar desta audiência. Nova Lima/MG, 10 de abril de 2019.

O edital completo encontra-se disponível no site www.cmnovalima.mg.gov.br

FAUSTO NIQUINI FERREIRA

Presidente da Câmara de Nova Lima


06 Pitaco do Zé

NOVA LIMA

Nova Lima - De 18 de abril a 02 de maio de 2019 - Edição 48 - Ano II

Corpo de Bombeiros

O presidente da Câmara, Fausto Niquini (foto), sugeriu à Prefeitura a elaboração de um Projeto de Lei doando uma área pública para que o Corpo de Bombeiro Militar possa instalar no município um ponto de apoio da corporação. Segundo o vereador, a instituição tem interesse neste PA em Nova Lima, chegando inclusive a se oferecer para transferir o PA da Barragem Santa Lúcia, em Belo Horizonte, para a cidade.

Casa Aristides

A Prefeitura de Nova Lima abriu dia 13 a Escola Casa Aristides, após meses de revitalização do prédio. O evento contou com a presença de personalidades da

José Cleves

Resultado negativo para Meningite

cultura e do artesanato, autoridades e o público em geral. Na mesma noite, foi aberta uma exposição de obras de arte e artesanato dos professores que ministrarão os cursos. Também foi realizado um desfile de moda e, seguido de apresentações musicais. Fechada há quase quatro anos por problemas estruturais, sem revitalização adequada, o imóvel foi se deteriorando. As atividades foram suspensas e o edifício fechado, pois corria risco de desabamento em virtude da precária situação em que se encontrava toda a estrutura. Agora, a Escola Casa Aristides foi revitalizada e com suas características singulares recuperadas.

No último dia 7, houve a notificação de um caso suspeito de meningite em Nova Lima, de um aluno da Escola Municipal Florie Wanderley Dias. Desde então, a criança encontra-se hospitalizada, e o quadro evolui com melhora clínica e possibilidade de alta do CTI. No dia 10 foi realizada a coleta de líquor (líquido que envolve o sistema nervoso, para identificar o tipo do agente infeccioso envolvido) e exame de soro (sangue) ambos com resultados negativos para a doença, conforme laudo emitido pela Fundação Ezequiel Dias.

O QUE FUNCIONARÁ Segundo a Prefeitura, a princípio o local ofertará oficinas de Cerâmica Criativa, Fotografia, Marcheteria, Reciclagem, Desenho de Histórias em Quadrinho, Customização, Designer Sustentável, Culinária Alternativa, “Cinemídia – utilização de novas mídias na produção audiovisual”, e Criação de Roteiro para Games. A Escola também desenvolverá incubadoras de projetos ligados ao teatro, mídias e moda. As inscrições gratuitas estarão abertas entre os dias 15 e 26 de abril, de segunda a sexta-feira, em horário comercial, somente na sede da escola. No ato da inscrição, serão informados o que será preciso para acompanhamento das atividades.

Meningite é uma infecção que se instala principalmente quando uma bactéria ou vírus, por alguma razão, consegue vencer as defesas do organismo e ataca as meninges, três membranas que envolvem e protegem o encéfalo, a medula espinhal e outras partes do sistema nervoso central. Há dois tipos de meningite: virais e bacterianas. Sendo a bacteriana a mais grave e deve ser tratada imediatamente. Os principais agentes causadores da doença são as bactérias meningococos, pneumococos e hemófilos, transmitidas pelas vias respiratórias ou associadas a quadros infecciosos de ouvido, por exemplo. Em pouco tempo,

Sobre a Meningite

os sintomas aparecem: febre alta, mal-estar, vômitos, dor forte de cabeça e no pescoço, dificuldade para encostar o queixo no peito e, às vezes, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo. O diagnóstico baseia-se na avaliação clínica do paciente e no exame do líquor, líquido que envolve o sistema nervoso, para identificar o tipo do agente infeccioso envolvido. Se houver suspeita de meningite bacteriana, é fundamental introduzir os medicamentos adequados, antes mesmo de saírem os resultados do exame laboratorial.

Vacinação

A vacina contra o Haemophilus influenzae tipo B (presentes na vacina Pentavalente, recebidas aos 2, 4 e 6 meses de idade) também protege contra a meningite e faz parte do calendário oficial de vacinação. A partir de 2011, a vacina conjugada contra meningite por meningococo C faz parte do Calendário Básico de Imunização. O esquema de vacinação obedece aos seguintes critérios: uma dose deve ser aplicada aos três meses; outra, aos cinco meses e a dose de reforço, aos doze meses. As crianças que em 2011 estavam fora da faixa etária para receber a vacina vão receber dose única qdo completar 11 anos até faltando 01 dia para completar 15 anos. Se ela não foi vacinada ainda (exemplo: 13 anos) ou se tiver dúvida, indica-

mos que leve o cartão de vacina nas Salas de Vacinação para conferência do mesmo e aplicação se necessário.

Feriado

Devido ao feriado da Semana Santa, a Rodoviária de Belo Horizonte trabalha com a previsão de que 184 mil pessoas passem pelo terminal desde ontem até segunda-feira (22). Os dias de maior movimento para embarque são quarta), quinta-feira e sábado, totalizando 60 mil passageiros. Já para os desembarques, os dias mais cheios são quinta, domingo e segunda, com mais de 58 mil pessoas. De acordo com a rodoviária, os destinos mais procurados são Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Vitória (ES), Campinas (SP), São José do Rio Preto (SP), Ribeirão Preto (SP), Cabo Frio (RJ), Guarapari (ES) e Anchieta (ES). Para organizar o fluxo do trânsito, a entrada da rodoviária estará sinalizada com faixa, cones e pintura no chão. Quem for buscar passageiros deverá utilizar as plataformas A, B, C e D. Já quem vai deixar passageiros deve-se dirigir às E, F, G e H.


/minsaude /minsaude /MinSaudeBR

#TODOSCONTRAOMOSQUITO

O PERIGO É PARA TODOS. O COMBATE TAMBÉM. FAÇA SUA PARTE. A dengue é uma doença transmitida pelo Aedes aegypti que causa febre alta, dores no corpo e pode ser fatal. Faça sua parte para que histórias como estas não se repitam.

COM AÇÕES SIMPLES, PODEMOS COMBATER O MOSQUITO.

Inácio Bezerra Campina Grande - PB

Elaine Formiga Fortaleza - CE

Tatiane Fonseca Diadema - SP

TODOS PERDERAM UM PARENTE VÍTIMA DO MOSQUITO. Saiba mais sobre sintomas, causas e combate em saude.gov.br/combateaedes


08

GERAIS

Nova Lima - De 18 de abril a 02 de maio de 2019 - Edição 48 - Ano II

Obras no trânsito da MG 030 no Vila da Serra começam agora

Construção de rotatórias, instalação de faróis, sinalização vertical, alargamento de pista e cobertura do vão da trincheira serão feitos pela associação dos empreendedores do bairro, por meio de um TAC firmado pela Prefeitura com a entidade e as construtoras Caparaó e a Tishaman Spyer, responsáveis pelo edifício Concordia, o maior do Estado, que fica na avenida Oscar Niemayer, esquina da rotatória. Custo das obras é de R$ 1,7 milhão.

Além das alterações no trânsito, o vão central da trincheira será fechado com um canteiro, reduzindo o ruído do tráfego intenso na rotatória e oferecendo mais segurança conforto aos usuários. Da Redação Com informações da PNL

Começam agora em abril e vão até outubro, as obras de melhoria do trânsito na MG 030, altura da trincheira da Oscar Niemayer, no Vila da Serra, e no Vale do Sereno. O serviço será executado pe-

los donos do edifício Concórdia e a Associação de Empreendedores dos Bairros Vila da Serra e Vale do Sereno (AVS), por meio de um TAC assinado com a Prefeitura. O TAC foi possível graças à municipalização do trecho (KM 10 a 14) pelo prefeito Vitor Penido

(DEM), através de um convênio assinado com o DER. As obras incluem o fechamento da trincheira e intervenções na Rodovia MG-030, conforme cronograma apresentado pela Associação dos Empreendedores do Vila da Serra e Vale do Sereno (AVS). Gilmar Dias, presidente da AVS, esclarece que a entidade será a responsável pelo projeto e gestão de recursos. A obra está orçada em R$ 1,7 milhão.

MUDANÇAS

A construção das rotatórias do Vila Castela e Serena Mall serão concluídas em dois meses. Quem trafega pela MG-030, sentido Nova Lima, principalmente vindo da Rua Ministro Orozimbo Nonato, terá

que fazer a conversão no trevo em frente ao Vila Castela. Já moradores desse condomínio e de outros residenciais como Vila Del Rey, Vila do Conde, Village Terrasse, entre outros, ficarão impedidos de atravessar a rodovia para a conversão à esquerda naquele trecho. Eles terão que seguir até o Shopping Serena Mall que vai absorver o trânsito dos residenciais e onde farão o retorno, explicou Gilmar Dias. A cobertura da trincheira no Vila da Serra será a última etapa do projeto e será concluída até o final do mês de outubro desse ano para solucionar o gargalo em horários de pico e otimizar o fluxo do trânsito.

Profile for Jornal A Notícia Metropolitana

Edição 48  

Jornal A Notícia Metropolitana

Edição 48  

Jornal A Notícia Metropolitana

Advertisement