Page 1

JORNAL TRIMESTRAL DA AMUNAM - ANO 10 - Nº 26 - OUTUBRO - DEZEMBRO / 2013

Maracatu Coração Nazareno recebe prêmio do Ministério da Cultura PÁG. 4

18º Prêmio Cláudia Eliane Rodrigues participa da festa de premiação final PÁG. 3

Desaposentadoria é tema de debate na AMUNAM PÁG. 7

Projeto Dando a Volta por Cima PÁG. 6

Projeto Leitura na Praça PÁG. 5

Mulheres do Flores do Coco PÁG. 4


2

Visão Cidadã: para quem quer valorizar a vida!

E DI TO RIA L

Para quem quer ouvir assuntos da atualidade, participar dos debates, acompanhar as explicações sobre a importância do exercício da cidadania, inclusive no campo das políticas públicas, não pode deixar de sintonizar a Rádio Comunitária Alternativa FM 98,5, que às segundas-feiras, às 13h, veicula o quadro Visão Cidadã, apresentado ao vivo por Eliane Rodrigues, no programa Nazaré em Destaque Segunda Audição. O quadro faz somente quatro meses que está no ar, mas já tem um público fiel!

Eliane Rodrigues Coordenadora Executiva da AMUNAM

O Visão Cidadã quer despertar nas pessoas o verdadeiro papel de exercício da cidadania. “Muitas vezes, as pessoas não cobram os seus direitos, porque nem sequer sabem que os tem! Isso é muito comum, inclusive, em relação aos serviços públicos”, explica a coordenadora executiva da Amunam. Para Eliane Rodrigues, o objetivo desse novo espaço de comunicação proporcionado pela Associação é contribuir para que as pessoas desenvolvam e vivenciem novas atitudes. “O que inclui a cobrança para que haja

melhores condições de atendimento dos serviços públicos de saúde, educação, esporte, cultura, entre outros. E também fiscalizar o poder público para combater à corrupção e fortalecer sua cidadania”, complementa. A Amunam faz o programa com a contribuição dos (as) ouvintes e dos (as) internautas. Para participar, seja comentando, perguntando ou sugerindo pautas com temas de interesse público, basta ligar para a produção da Rádio Comunitária Alternativa FM 98,5, fone ou enviar um e-mail para visaocidadacomelianerodrigues@amunam.org.br. A Amunam agradece pela participação!

Chegamos ao final de mais um ano, renovamos a esperança de um novo tempo! O ano de 2014 promete ser de muito movimento! Muitas pessoas estarão envolvidas com acontecimentos importantes. Um deles é a eleição para representantes do poder público. Eleição que vai exigir de nós um olhar crítico, aguçado, avaliativo sobre as propostas dos que se candidatarem a nos representar politicamente. Nosso voto nos empodera! Nosso voto é nossa voz! Outro evento importante é a Copa do Mundo, que será sediada no Brasil. Em nome desse evento grandioso, que chamará a atenção do mundo para o nosso País, muitas ações serão realizadas. É preciso que nós, que fazemos a sociedade civil, fiquemos de olho nos acontecimentos. Para cobrarmos, fiscalizarmos, denunciarmos, se as ações não forem respeitosas. Assim será parte de 2014! Nas muitas outras partes do ano que vem chegando, tem espaço para novos projetos pessoais e comunitários. Sim, porque sonhar, projetar, buscar, conquistar, é próprio do ser humano. Então, renovemos nossa esperança, conscientes do nosso papel de cidadã e de cidadão atuantes e plantemos o que queremos colher. A Amunam agradece por toda colaboração, empenho, solidariedade que recebeu das equipes, dos (as) voluntários (as), dos (as) parceiros (as). Parceria, sempre! E gratidão movendo mentes e corações! Um feliz 2014, minha gente!


3

O Prêmio e as palmas Quando indicada para receber o 18º Prêmio Cláudia, maior premiação feminina da América Latina, promovido pela Revista Abril, a coordenadora da Amunam diz que sentiu um frio na barriga, daqueles que a gente só sente em meio às grandes emoções. E emoção é o que não falta à vida de Eliane Rodrigues. Chegar como finalista na categoria Trabalho Social do 18º Prêmio Claudia, foi uma (grande) emoção a mais! No meio de tantas celebridades, lá estava ela. Com sua história de vida, que se mistura, se une e se transforma na vida da Amunam. No jantar que foi oferecido às participantes finalistas, em São Paulo (Terraço da Editora Abril), dia 06 de outubro ela, passou o guardanapo nos cantos da boca, com o cuidado para não deixar o sorriso cair.

Valeu Eliane! Que você tenha sempre essa valentia de valorizar a vida! O que é um prêmio para todas (os) nós! Equipe Amunam

Chegar até ali já era uma vitória! E grande! Imensa! Por uns instantes ela se viu, novamente, no início da caminhada, onde nem sequer imaginava como e onde iria repercutir a Amunam. Aquele momento era mais uma repercussão do som que a Amunam faz no seu coração e na sua vida (e, por que não dizer, na vida das (os) que fazem a Amunam?). O coração dando voltas e ela se lembrando do Dando a Volta por Cima. O som

tocando e o seu ritmo era o do Coração Nazareno. Quantos sorrisos em um só sorriso. Quantas falas em um silêncio. O mesmo silêncio que nunca a fez silencia, porque chama a muitas falas. Assim foi a noite da premiação. Eliane não voltou com o Prêmio Cláudia. Mas sabe que tem o Prêmio de muitas outras Cláudias, Marias, Josefas, Severinas, Amélias... mulheres que aplaudem o jeito Eliane de ser e de fazer a vida valer.


4

Amunam recebe prêmio do Ministério da Cultura “Com muita alegria recebemos do Ministério da Cultura o Prêmio Mazzaropi Culturas Populares. É um reconhecimento do nosso trabalho, que com grande respeitabilidade fortalece a cultura do nosso país e o acesso feminino na cultura”. Foi com esta declaração e com o coração palpitando de alegria, que Eliane Rodrigues falou sobre a importância da premiação recebida pelo Maracatu Coração Nazareno. A premiação, uma iniciativa da Se-

cretaria da Identidade e da Diversidade Cultural (SID) e do Ministério da Cultura (MinC), reconheceu o Maracatu Feminino Coração Nazareno como forma de atuação exemplar nas expressões das culturas populares brasileiras, garantindo a preservação de sua identidade cultural. O Maracatu Feminino Coração Nazareno, fundado há quase uma década, na categoria Baque Solto é o único do Brasil formado unicamente por mulheres, conta

Mulheres da Amunam são mulheres do Flores do Coco Elas têm entre 14 e 64 anos. Mas não importa a idade! Na hora de vestir as roupas coloridas, tocar, cantar e dançar o coco, para as mulheres da Amunam que fazem o Grupo Cultural Flores do Coco, desconhecem qualquer obstáculo e vivem a alegria de participar de um folguedo popular que energiza, envolve e dão novo sentido à vida. “Quando estou ensaiando ou me apresentando, eu nem sei de onde vem tanta energia. É uma coisa que não tenho palavras para explicar. Minha vida é outra, depois que estou no Flores do Coco”, testemunha Marta Maria. O grupo foi criado em junho deste ano, teve a primeira apresentação no São João de Nazaré da Mata, na Festa da Padroeira Nossa Senhora da Conceição e no Festival de

Cultura “Embolada dos Mestres”. No município de Carpina, fez uma participação especial na Feira do Empreendedor. E para 2014, queremos mais. Queremos muito mais!”, enfatiza Lucicleide Silva, uma das integrantes mais animadas. O Flores de Coco é mais uma realização da Amunam que busca, através da arte, promover o empoderamento feminino. “Foi assim com o Maracatu Feminino Coração Nazareno. Nos versos cantados pelas Mulheres do Flores do Coco, a exemplo do Coração Nazareno, elas também retratam a importância da inserção da mulher em todos os espaços, além de sua força e lutas por igualdade de gênero”, explica a coordenadora da Amunam, Eliane Rodrigues.

com a participação de 72 brincantes entre crianças, adolescentes, jovens, mães das meninas e sócias atendidas pela instituição. É através da expressão cultural do maracatu que as mulheres do município de Nazaré da Mata têm oportunidade de garantir a continuidade desse folguedo popular para novas gerações, além de estar possibilitando a formação de novas agentes culturais.


5

Mulheres dão os tons do Maracatu

Cores, som e muita animação. Elementos que transformaram, no dia 22 de novembro, a Praça João XXIII, no centro de Nazaré da Mata, em um lugar especial para a apresentação dos quatro grupos que integram o Ponto de Cultura Engenhos dos Maracatus, coordenado pela Amunam: Feminino Coração Nazareno, Águia Dourada, Leão Misterioso, Leão Tucano. Bem como, a participação do Leão da Serra, do município de Vicência, que

abrilhantaram o Festival Canavial 2013. “Foi mais uma apresentação com muita alegria! Mais uma vez o Coração Nazareno se apresentando, fazendo bonito, mostrando que lugar de mulher também é na cultura”, declarou Marinalva Izabel, uma das bincantes que integra o grupo, formado por mulheres atendidas pela a Amunam e que desde 2004 abrilhanta eventos culturais no Estado de Pernambuco.


6

Campanha pelo fim da violência contra a mulher Uma extensa programação foi realizada no período de novembro a dezembro em parceria com a Amunam, a Prefeitura Municipal de Nazaré da Mata, através da Coordenadoria Municipal da Mulher, Creas Regional e a Secretaria Estadual da Mulher, para marcar a Campanha dos 16 dias de ativismos pelo fim da violência contra a mulher, com o tema “Uma vida sem violência é um direito das mulheres”. A programação contou com palestras sobre a Lei Maria da Penha, Previdência Social e Trabalhista, curso profissionalizante na Confecção de Bonecas de Panos e ações Socioeducativas de orientação e atendimentos, no âmbito jurídico, psicológico, pedagógico e social; que contemplou também as mulheres da zona rural. A campanha 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres foi criada em 1991, por 23 feministas de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), localizado nos Estados Unidos. Trata-se de uma mobilização educativa e de massa, que luta pela erradicação desse tipo

de violência e pela garantia dos direitos humanos das mulheres. Atualmente, a campanha acontece em 159 países. Internacionalmente, ela começa no dia 25 de novembro (Dia Internacional da Não violência contra as Mulheres) e termina no dia 10 de dezembro (Dia Internacional dos Direitos Humanos). No Brasil, a campanha tem início no dia 20 de novembro (Dia Nacional da Consciência Negra), com o objetivo de destacar a dupla discriminação sofrida pelas mulheres negras. “Com mais esta campanha acreditamos que contribuímos para uma Nazaré da Mata de Paz, e sem violência. Mulheres e homens participantes das ações adquiriram conhecimentos sobre a Lei Maria da Penha e estão mais sensibilizadas/os para uma cultura de paz. Finalizamos o ano de 2013 com a perspectiva de que tenhamos um 2014 sem violência às mulheres, pois viver sem violência é um direito das mulheres! Comprometa-se!”, convoca a coordenadora municipal de políticas para mulheres e educadora da Amunam, Gilcélia Barboza.

Dando a Volta por Cima também na hora da alimentação Que alimentos orgânicos são mais saudáveis, isto muita gente já sabe. O que muitos ainda desconhecem é que não é preciso muito para cultivar coentro, cebolinha e outros alimentos que “pegam” fácil. Na Amunam, crianças e adolescentes do Projeto Dando a Volta por Cima aprenderam, na prática, que nem é preciso tanto espaço para as plantas se desenvolverem. Elas construíram uma horta com garrafas pets. E o prazer de preparar a terra, plantar a semente, jogar o adubo, acompanhar o crescimento das plantas, colher o que plantou, é um capítulo a mais na história das participantes. Para a educadora social da Associação, Marliete Silva, a prática ajudou o grupo a entender o sobre os benefícios proporcionados pelos alimentos orgânicos, bem como, a importância da alimentação saudável e a inserção no cardápio alimentar de frutas e verduras. “É gratificante, quando podemos unir a prática à teoria. É muito gratificante!”, comemora.

Serpro e Amunam: parceria de sucesso Parceria que dá certo! Os representantes regionais do Serviço Federal de Processamento de Dados – Serpro, Severino Xavier e Valéria Santos, realizaram uma visita técnica à Amunam, em setembro, quando reiteraram a parceria que existe há seis anos com a Associação. Os representantes do Serpro – órgão vinculado ao Ministério da Fazenda e Ciência e Tecnologia do governo Federal – foram recebidos pela coordenadora executiva da Amunam, Eliane Rodrigues, que falou da importância da parceria, por meio da qual a Associação viabiliza o Telecentro Aprendendo e Fazendo. Após a visita ao Telecentro, os técnicos anunciaram que 11 novos computadores serão doados à Associação, para ampliar a capacidade de atendimento. Outra novidade trazida pelos representantes do Serpro: a Associação será inserida na Escola Inclusão Sociodigital, coordenado pelo Serviço Federal de Processamento de Dados. “O projeto é importante para a comunidade, por ampliar o seu atendimento como uma escola sociodigital”, acrescenta o Comunicador Social da Amunam e estudante de Jornalismo, Salatiel Cícero.


7

Árvore que dá livros faz pensar e repensar Árvore que dá livros é o nome do projeto da Amunam que está promovendo a reflexão sobre temas variados, como bullyng, solidariedade, respeito ao próximo, através da leitura de livros com histórias da ficção. “Aproveitamos o interesse pela leitura para levantar o debate sobre o que foi lido. E o resultado é sempre muito bom. As crianças e os adolescentes se envolvem. E temos certeza que levam para casa, para a escola, para o bairro, o que conhecem e o que descobrem de novo!”, comemora a Educadora Social, Marliete Silva. O projeto foi criado em 2012 e é realizado todas as sextas-feiras à tarde, voltado para as crianças e adolescentes da organização, o Árvore que dá livros é sucesso em Nazaré da Mata. Além do projeto Árvore que dá livros, a Amunam também iniciou, no ano de 2013, o Telinha Comunidade, projeto que tem como objetivo levar a cultura para perto daquele que não tem a oportunidade de ir até ela, exibiu para comunidade nazarena temas como meio ambiente, solidariedade e cidadania, tudo à luz do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Desaposentadoria é tema de debate A palavra desaposentadoria é nova no vocabulário de muitas pessoas. Aposentar e desaposentar? É isto mesmo? É sim! E o assunto é de interesse de muita gente. A prova é que a palestra proferida pelo advogado trabalhista, Ney Araújo, lotou o auditório da Amunam, no dia 22 de novembro. Sobre o tema “As mulheres, obtenção e revisão de benefícios do INSS”, o advogado, que é também assessor jurídico do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos – Sindnapi não só falou, como ouviu muitas perguntas sobre o assunto. Esclareceu o público sobre a desaposentação e orientou sobre como as pessoas devem proceder para realizar o processo.

“Achamos importante trazer esse tema, super atual e importante. Quanto mais informação sobre um assunto, mais podemos mudar uma realidade”, comentou a coordenadora executiva da

Amunam, Eliane Rodrigues. E pelo agradecimento das pessoas que participaram do evento, Eliane não tem dúvida: “foi um momento que trouxe muitos esclarecimentos”, complementou.


8

EXPEDIENTE

QUANDO PRECISAR, DENUNCIE:

AMUNAM: (81) 3633-1008 / 3633-2088 COORDENADORIA MUNICIPAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA MULHER: (81) 3633-1842 DELEGACIA DE POLÍCIA CIVIL DE NAZARÉ DA MATA: (81) 3633-4980 / 3633-4983 CENTRAL DE ATENDIMENTO A MULHER: 180 ligação gratuita OUVIDORIA DA MULHER / CIDADÃ PERNAMBUCANA: 0800 281 8187 através de fone fixou ou celular. JORNAL

Conselho Gestor Joselma Rozendo Coutinho Maria Luzia de Souza Gleicicleyde Marinalva de Freitas Maria Lindaci Lopes / Marineide Lino Coordenadoria Executiva Eliane Rodrigues

Jornalista Responsável: Franci Oliveira - Registro Profissional: 2909 Colaboração: Otenilda Oliveira Diagramação: Hugo Vanderlei Fotos: Salatiel Cícero Impressão: LUCI ARTES GRÁFICAS Tiragem: 5.000 exemplares

Contato Rua Coronel Manoel Inácio, 129 - Centro Nazaré da Mata- PE - Cep: 55.800-000 E-mail:amunam@amunam.org.br alternativafmamunamblogspot.com Fone/Fax: (81) 3633.1008 www.amunam.org.br www.facebook.com/radioalternativafm.com twitter.com/radioamunam98.5 www.youtube.com/AMUNAM2011 Seja nosso parceiro

Aliança Estratégica Faça sua doação Caixa Econômica Federal Nazaré da Mata Agência: 0054 Conta: 7429-1

Jornal da Amunam - Mulher Cidadã - 2013.3  

Confira a edição que foi produzida com as informações dos útimos três do ano de 2013.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you