Page 19

página 19

Ano 8 número 72 na bebida e a necessidade de preparar-se para a incumbência recebida. Fugiu para a serra como quem vai a Capela da Penha, mas novamente ouviu uma voz que dizia para que não se perturbasse, devendo voltar e preparar-se a fim de construir uma Igreja no bairro da Água Vermelha, longe da cidade. A partir desse encontro João de Camargo passou praticar a caridade, cura, bem como organizar o espaço a ele designado. Com a ajuda de familiares e de pessoas simples, João de Camargo ergueu a capela às margens do Córrego da Água Vermelha. Em 1910, a capela foi ampliada. Em 1913, João de Camargo foi processado sob a acusação de pratica de curandeirismo. Foi absolvido e, para proteger o novo culto de perseguições, fundou em sua capela a Associação Espírita e Beneficente Capela do Senhor do Bonfim, que foi reconhecida como pessoa jurídica em fevereiro de 1921. É um templo de uma religião sincrética, que mistura o Catolicismo popular com os cultos afro-brasileiros. João de Camargo contrariava os padrões estabelecidos e foi preso mais 17 vezes pela prática de curandeirismo, mas sempre tratou seus detratores com doçura.

Pai João de Camargo desencarnou em 28 de setembro de 1942 em Sorocaba e foi sepultado no Cemitério da Saudade. Após sua morte a Capela do Senhor do Bonfim ficou fechada durante cinco anos por questões judiciais, pois, Escolástica do Espírito Santo Maduro, sua ex-esposa, requereu sua parte no espólio. Seu quarto na capela até hoje é preservado. A sepultura de João de Camargo é uma réplica da Capela do Senhor do Bonfim, construída em 1948, por João Massa, um de seus devotos, e é visitado por grande número de devotos. A devoção cresceu muito após o seu falecimento e aumentou ainda mais o respeito pelo culto sincrético que ele praticou em vida. “Figura extremamente carismática e que encontrou na Umbanda a continuidade do trabalho que ele já praticava encarnado” (Douglas Rainho).

Pai João de Camargo Imagem de gesso na Capela Senhor do Bonfim Foto de Tarsila Costa de Oliveira

Seus discípulos diziam que João de Camargo curava várias doenças utilizando apenas óleos e ervas. Pessoas de várias partes do Brasil e do exterior o procuravam em busca de auxílio. Consagrou sua vida aos necessitados. Tornou-se famoso e foi tema de livros, artigos, dissertações de mestrado e do filme Cafundó, estrelado por Lázaro Ramos e dirigido por Clóvis Bueno e Paulo Betti.

Pai Diamantino no interior da Capela do Senhor do Bonfim Foto de Tarsila Costa de Oliveira

Editor: Diamantino Fernandes Trindade

Dança Cigana (11) 98604-5048 www.dancacigana.com.br @rosmarie.miranda @dancacigana

Roupas Ciganas e Escola de Dança A mais bela e completa linha de roupas ciganas

(11) 2091-6608 www.conchitas.com.br Siga-nos: conchitacigana

Siga-nos: www.facebook.com/ceieoficial CODM – Curso de Orientação e Desenvolvimento Mediúnico c/ Teologia de Umbanda e Sacerdócio Todas as 3ª feiras às 20:15h

Curso de Curimba Canto e Toque

Ministrado por Severino Sena Todas as 2ª às 19:00

Profile for Jornal Aldeia de Caboclos

Jornal da Aldeia Edição 72  

Edição 72 do Jornal Aldeia de Caboclos, publicação julho de 2018

Jornal da Aldeia Edição 72  

Edição 72 do Jornal Aldeia de Caboclos, publicação julho de 2018

Advertisement