Page 13

Ano 7 número 58 lhos; noites mal dormidas amamentando bebês, medindo febre, socorrendo das cólicas; trabalho; escola; trabalho; adolescência; trabalho; preocupações; ficam adultos e se vão. Sozinhas novamente será a primeira vez que nos olharemos nos olhos diante de um espelho. Passaram-se quanto? Vinte anos? Trinta? Tínhamos 20 e agora 50, 60? Será possível vermos a mesma imagem? Sim, se olharmos com os olhos do coração. Os mesmos que nos trouxeram até aqui. Os olhos que enxergavam as responsabilidades, as necessidades, as prioridades, os deveres. Esses olhos que não tinham tempo para o espelho porque viam diante de si apenas o propósito prático, lógico e real de ser fiel aos seus objetivos. E se está tendo a oportunidade de se observar, tenha a certeza de que sua meta foi atingida! Devemos ter orgulho de quem somos. Cuidar-se, embelezar-se, arrumar-se e ficar linda, sempre! Mas para nós mesmas. Assim como a tristeza e a preocupação deixam marcas em nossos rostos, a felicidade também ficará estampada nele. A felicidade e a paz suavizam as marcas e deixam a face iluminada. Você já deve ter ouvido mil vezes dizerem que “mulher grávida é linda”. Será que só as mulheres bonitas ficam grávidas ou será que a felicidade pela gravidez as tornam lindas? Para finalizar, gostaria de dizer que quando estiver se sentindo muito diferente do que era, pegue suas fotos e dedique-se cuidadosamente a elas. Comece com as mais antigas e reveja toda sua vida. Quantos momentos felizes, quantas alegrias, passeios e diversos momentos que ficaram eternizados para sempre. Sinta novamente todas as emoções. Você se lembrará da época que estava vivendo, das dificuldades que estava passando (algum carro amassado após um acidente, um gesso no braço ou na perna, um dia de cama), bebês, crianças, adolescentes, formaturas, casamentos, netos... e ao terminar, você terá a exata medida de tudo o que fez, de tudo que passou. Isso é o que realmente importa. Cada ruga tem seu motivo e cada motivo teve seu grau de dificuldade. Ser como somos é o resultado de toda uma vida e não se pode mudar o passado. Temos sim que ficar orgulhosas de quem somos e nos sentir poderosas, pois temos uma história e, cada qual... a sua história. Parabéns meninas !!! Pai Ronaldo Antônio Linares, presidente da Federação Umbandista do Grande ABC é responsável pelo Santuário Nacional da Umbanda. www.santuariodaumbanda.com.br federacaoabc@terra.com.br www.facebook.com/ santuariodaumbanda.fugabc

página 13

Jornal da Aldeia março 2017  

Edição 58 do Jornal Aldeia de Caboclos

Jornal da Aldeia março 2017  

Edição 58 do Jornal Aldeia de Caboclos

Advertisement