Page 1


2

O frio convida para um Lamen - macarrão japonês Lamen japonês é um tipo de macarrão que reúne em seu tempero o macarrão tipo lamen, no caldo temperado com carne, vegetais, alga, tempurá, ovos, gengibre e outros ingredientes da cozinha nipônica. No bairro Água Verde, no Lamen Hause, o prato é

servido dentro dos rigorosos temperos típicos porque o proprietário é japonês e faz questão de servir o prato mais consumido pelos japoneses no seu dia-a-dia. Para falar sobre o restaurante entrevistamos o proprietário, Tatsuya Sodeyama, um jovem que deixou o Japão para realizar dois sonhos: viajar pelo mundo e morar no Brasil. Você veio de qual cidade do Japão?

Tatsuya - Vim da cidade de Kawasaki, há 20 anos. Por que escolheu vir morar no Brasil? Tatsuya - Porque era jovem, queria viajar e conhecer o mundo, e ouvia falar e lia sobre o Brasil, um país onde o povo é simpático e acolhedor. Você foi para outros países também? Para quais países? Tatsuya - Visitei países da Ásia, entre eles Tailândia, Cingapura, Indonésia, Vietnã. E na Europa, Romênia, Hungria, Alemanha, Espanha, Portugal e Noruega. Depois fui ao Canadá e EUA, desci até Peru, Chile, Argentina e por fim cheguei ao Brasil. Esta viagem durou 8 meses e o último destino escolhido foi o Brasil. E por que escolheu Curitiba? Tatsuya – Primeiro morei em São Paulo, trabalhei 10 anos como cozinheiro e depois vim morar e trabalhar em Curitiba. Era conhecido do antigo dono deste ponto, e como ele tinha a pretensão de se mudar, então adquiri o estabelecimento e assim abri o

MER CADO FL OR DE LIZ MERCADO FLOR Pão fresquinho o dia todo! Tudo que você precisa, pertinho de você. Aceita cartões de crédito e débito Rede Shop, Master Card, Maestro, VISA, Diners Club e Elo.

Telefone 3342.2270 Rua Castro, 145 - Água Verde

CNPJ 14.985.553/0001-55

opções de sushi e yakissoba. No Lamen House nós oferecemos pratos como lamen, lamen missô e karê, não tão conhecidos no Brasil, mas no Japão são muito populares. Nosso restaurante é único neste segmento, pois temos pratos exclusivos.

restaurante Lamen House.

O Lamen no Japão é um prato muito apreciado? Tatsuya – Geralmente uma a duas vezes na semana os japoneses comem o Lamen. É um dos pratos preferidos tanto para almoço quanto para o jantar.

O que você tem a dizer do Lamen House em relação aos outros restaurantes japoneses? Tatsuya – Aqui no Brasil se torna cada vez mais popular restaurantes japoneses, principalmente com

Serviço - Lamen House Rua Petit Carneiro, 272 - Água Verde www.lamenhouse.com.br Atende de terça a sábado no almoço. Jantar de segunda a sábado.


3

A história da primeira igreja do Água Verde s primeiras notícias sobre o bairro Água Verde são de 21 de janeiro de 1.847, quando uma ata da Câmara Municipal de Curitiba, sob o nome de “Quarteirão do Paiva”, fala da necessidade de consertar o passo na passagem denominada Água Verde. Em homenagem ao estadista Manoel Pinto de Souza Dantas, Água Verde passou a denominar-se Colônia Dantas. Em 1.878 estabeleceram-se no Água Verde 36 famílias italianas com 166 pessoas. O padre Pedro Colbachini, o grande missionário dos imigrantes italianos, celebrou a primeira missa a 25 de maio de 1.886, na residência da família de Antonio Bonatto. O padre Pedro Colbachini era o maior defensor dos imigrantes italianos no país. Ele denunciava casos de roubo e extorsão de imigrantes italianos no porto de Paranaguá, cometidos por servidores e policiais. Seus artigos eram publicados em jornais na Itália e obrigavam o governo brasileiro a tomar providências para evitar os abusos contra os imigrantes. Por este motivo ele foi ameaçado diversas vezes, mas nunca modificou seu trabalho incansável em defesa dos imigrantes. Nas imediações da avenida Guaíra foi construída uma pequena Capela de madeira e logo depois começaram as obras de construção da igreja em alvenaria, abençoada pelo padre Colbachini a 29 de junho de 1.888. Antes, porém, a 14 de fevereiro de 1.888, o bispo de São Paulo, Dom Lino Deodato Rodrigues, criou a Capelaria Curada para imigrantes italianos com sede na

Padre Pedro Colbachini Antiga igreja do bairro Água Verde Água Verde, uma verdadeira paróquia pessoal. Foi nomeado o padre Pedro Colbachini com jurisdição sobre 20 núcleos de imigrantes italianos, podendo celebrar missa, batizar, abençoar esposos no casamento e fazer exéquias. Esta Capela vigorou até 1º de novembro de 1.895, quando o primeiro bispo de Curitiba, Dom José de Camargo Barros, a transferiu para Santa Felicidade. O padre Pedro Colbachini foi o primeiro propagador da devoção ao Sagrado Coração de Jesus. Palavras do padre Pedro Colbachini sobre a inauguração da Igreja da Água Verde: “No dia de São Pedro fizemos a inauguração da Igreja da Água Verde, escolhida por decreto episcopal para ser a sede paroquial de todas as colônias. Cerca de 2.000 italianos participaram da função. A festa continuou durante três

dias, e no 3º domingo, houve quase 300 comunhões. A igreja ficou muito graciosa. Mede 24x11 metros, e na abóbada foram pintados os símbolos da Eucaristia. É intitulada ao Sagrado Coração de Jesus. Aqui farei o possível para inculcar, não apenas entre os nossos compatriotas, mas também nos brasileiros a devoção ao Sagrado Coração e o S. S. Sacramento, dois desconhecidos nestas regiões”. Referindo-se aos padres enviados pelo monsenhor Scalabrini como colaboradores, ele descrevia em 25 de julho de 1.888: “Creio que os padres ficarão contentes da igreja-mãe desta colônia. É intitulada, como todas as colônias, ao Sagrado Coração de Jesus e as pinturas e tudo relembra a fé no S. S. Sacramento...”. No mês de setembro de 1.889 foi realizada na Igreja Água Verde uma esplêndida festa para a inauguração da nova estátua do Sagrado Coração de Jesus. Assistiram a missa o Presidente da Província com sua família, o chefe de polícia e outras autoridades locais. Com a transferência do padre Pedro Colbachini para Santa Felicidade, Água Verde ficou sem padre fixo. Em 1.895, aí se estabelece o padre Faustino Cousoni, missionário de São Carlos, mas

por pouco tempo, porque em 1.897 foi mandado para São Paulo. De 26 de outubro de 1.905 a 22 de abril de 1.908 foi entregue aos padres Claretianos, sendo conhecidos os padres Geraldo Palomera e João Sadurni. A 3 de julho de 1.908 chega o padre Ernesto Urbani, do Clero Diocesano até 1.910. Reassumem Água Verde os missionários de São Carlos. O padre João Morelli chega a Água Verde a 10 de maio de 1.910, fundando a Escola Paroquial, ele mesmo lecionando até que confiou o trabalho às irmãs Apostólicas do Sagrado Coração de Jesus. A partir de 1.920 até 1.954 são os padres Josefinos de Asti que dirigem a paróquia de Água Verde, sendo lembrados com carinho, saudades e gratidão os nomes dos padres Natal Bruesco, José Calvi, José Adamo, Emilio Martinetto, João Siccardi, Fidelis Rota e João Bagozi. A paróquia territorial de Água Verde foi criada a 25 de junho de 1.954 e instalada em 29 de junho seguinte. Foi nomeado o primeiro pároco Monsenhor Francisco Starzynski. Destacou-se por seu espírito de fé, e por muita coragem. Derrubou a velha igreja, o campanário, e iniciou a construção do grandioso Santuário, do arquiteto Euro Brandão.

Veterinária defende projeto contra fogos de artifício em Curitiba Proposta pela vereadora Fabiane Rosa (PSDC), a Tribuna Livre da sessão desta quarta-feira, na Câmara municipal de Curitiba, recebeu a médica veterinária Andrea Rodrigues Barros, mestre em Saúde Pública e Sanidade Animal. A convidada defendeu o projeto de lei em tramitação na Câmara Municipal que pretende proibir a queima, a soltura e o manuseio de fogos de artifício com estampido em Curitiba. Os artefatos, argumentou ela, são

prejudicais não só aos animais domésticos e silvestres, mas ao meio ambiente e à sociedade, como idosos, crianças, autistas e portadores da epilepsia. “Hoje, atendendo até a uma orientação da Organização Mundial da Saúde [OMS], devemos considerar a saúde mais amplamente. “As Câmaras Municipais de cidades como Santos, Campinas e Belo Horizonte já aprovaram projetos de lei para proibir os fogos com estampido.”


4

Comprei imóvel na planta e quero desistir do negócio. Qual meu direito? setor da construção civil impulsionou a economia brasileira na última década. A oferta de crédito agitou o mercado imobiliário, incentivando a demanda de aquisição de imóveis na planta. Todavia, por motivos diversos, mudanças de planos no período de construção do imóvel podem fazer com que a aquisição de um imóvel na planta não se torne mais interessante ao comprador. E nesse momento muitos consumidores ficam com dúvidas a respeito da rescisão contratual: como se dará e quanto receberá após a rescisão. Antes de tudo, importante deixar claro que o consumidor tem o direito de rescindir o contrato de promessa de compra e venda do imóvel adquirido na planta independentemente da vontade do vendedor. Diante dos inúmeros casos levados ao Poder Judiciário a respeito desse tema, o Superior Tribunal de Justiça emitiu a súmula nº 543 para pacificar o entendimento

no âmbito da justiça. Entendeu-se que a rescisão poderá se dar a qualquer momento, sendo que a forma de devolução dar parcelas e o valor restituído dependerá de quem deu culpa à rescisão. Tomando como exemplo o atraso na entrega do imóvel, sendo a culpa atribuída à construtora, poderá optar o consumidor pela rescisão

contratual e os valores pagos deverão ser restituídos de forma integral e em parcela única, devidamente corrigidos. Por outro lado, caso o consumidor esteja inadimplente com as parcelas que se comprometeu a pagar e opte por rescindir o contrato de promessa de compra e venda, a devolução dos valores será realizada de forma parcial.

Mesma situação acontecerá caso o consumidor queira rescindir o contrato por qualquer outro motivo que não possa ser atribuído à construtora. A devolução parcial se dará de forma a indenizar o vendedor com as despesas decorrentes do próprio negócio. O problema é que muitas construtoras estabelecem retenções abusivas, que podem chegar a 60% do valor pago pelo consumidor. E, nesses casos, o consumidor deverá buscar o poder judiciário para que o valor retido seja revisto. Em recentes decisões judiciais, têm-se estabelecido em 10% o valor razoável de retenção nos casos de distrato de promessa de compra e venda pelos consumidores. Isso porque, não há motivos para se estabelecer multa elevada para o consumidor que desiste do negócio, pois a construtora poderá vender o imóvel novamente. DIEGO MIALSKI FONTANA é advogado, sócio do escritório BALLAN & MIALSKI ADVOGADOS ASSOCIADOS. (diegomialski@bfm.adv.br)

OS GRANDES JORNAIS ESTÃO ENCOLHENDO


5

Comandante-Geral da PM recebe Secretário de Defesa Social da Prefeitura de Curitiba Visando ainda mais integração entre as forças de segurança pública para melhor atender a sociedade paranaense, o Comandante-Geral da PM, coronel Maurício Tortato, recebeu a visita do Secretário de Defesa Social da Prefeitura Municipal de Curitiba, Algacir Mikalovski. O encontro aconteceu na tarde desta segunda-feira no Quartel do Comando-geral da Polícia Militar na Capital do estado e contou com a presença do Subcomandante-Geral da PM, coronel Arildo Luis Dias, e de inspetores da Guarda Municipal. Segundo o Comandante-Geral da PM, coronel Maurício Tortato, é importante a integração entre as forças de segurança pública do estado e do município. “Nosso objetivo é potencializar os esforços do executivo municipal e da Polícia Militar em prol da causa pública, aperfeiçoando instrumentos de ações integradas como é o caso da Ação Integrada de Fiscalização Urbana

(AIFU)”, destacou. “Estes dois órgãos públicos são de importância ímpar. Neste encontro tratamos de questões de segurança pública e as competências de cada instituição, visando o trabalho em conjunto para termos resultados positivos nas ações”, explica o Secretário de Defesa Social da Prefeitura Municipal de Curitiba, Algacir Mikalovski, que agradeceu a Polícia Militar pelo apoio de sempre. “Nosso compromisso é com a causa pública da segurança, visando aperfeiçoar a relação entre as instituições, fazendo com que esta integração em Curitiba se torne exemplo para todo o estado do Paraná”, finaliza o coronel Tortato. O encontro contou com a presença dos inspetores da Guarda Municipal (GM), Odigar Nunes Cardoso e Carlos Celso dos Santos Júnior, Coordenador Operacional da GM. “Gostaria de dizer muito obrigado à Polícia Militar e também

Carlos Celso Santos Junior, Inspetor da Guarda Municipal de Curitiba; Coronel Maurício Tortato, comandante da Polícia Militar; Algacir Mikalovski, Secretário de Defesa Social da Prefeitura Municipal de Curitiba; Coronel Arildo Luiz Dias, Sub Comandante da Polícia Militar do Paraná; Odgar Nunes Cardoso, Inspetor da Guarda Municipal de Curitiba.

disponibilizar toda a estrutura do município para que possamos cada vez mais dar apoio a esta grande ins-

tituição que é a PMPR”, acrescentou Algacir Mikalovski. Marcia Santos - Jornalista PMPR

Richa determina instalação de módulo da PM na Praça Espanha O governador Beto Richa determinou nesta terça-feira a instalação de um módulo da Polícia Militar na Praça da Espanha, em Curitiba. Uma unidade móvel deve ser instalada na manhã de quarta-feira e vai operar

24 horas, com a presença permanente de no mínimo dois policiais, além do suporte de viatura ou motos. “É uma medida para levar tranquilidade para a região. Seja para moradores, comerciantes ou frequentadores da praça”, destaca o governador. De acordo com o subcomandante da PM, coronel Arildo Luis Dias, a estrutura de segurança ficará na região pelo tempo que for necessário. “É uma área com grande circulação de pessoas, à noite e de madrugada, e a PM vai atuar na preservação da orwww.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br www.jornalaguaverde.com.br

Mais de 3.000 leitores/dia

dem e para que não aconteçam abusos”, afirmou. A questão envolvendo a praça, localizada em uma das regiões de Curitiba com maior concentração de bares e casas noturnas, gerou polêmica a partir de uma ação proposta pelo Ministério Público do Paraná de instalar uma cerca no lo-

cal. A medida, na visão do MP, seria necessária para evitar ocorrências de perturbação do sossego e vandalismo.


6

Evolução: Os sessentões de hoje não são velhos e estivermos atentos, podemos notar que está a aparecer uma nova classe social: a das pessoas que andam à volta dos sessenta anos de idade. Os sexalescentes: é a geração que rejeita a palavra “sexagenário”, porque simplesmente não está nos seus planos deixar-se envelhecer. Trata-se de uma verdadeira novidade demográfica – parecida com a que, em meados do século 20, se deu com a consciência da idade da adolescência, que deu identidade a uma massa de jovens oprimidos em corpos desenvolvidos, que até então não sabiam onde meter-se nem como vestir-se. Este novo grupo humano que hoje ronda os sessenta teve uma vida razoavelmente satisfatória. São homens e mulheres independentes que trabalham há muitos anos e que conseguiram mudar o significado tétrico que tantos autores deram durante décadas ao conceito de trabalho. Que procuraram e encontraram há muito a atividade de que mais gostavam e que com ela ganharam a vida. Talvez seja por isso que se sentem realizados… Alguns nem sonham em aposentar-se. E os que já o fizeram gozam plenamente cada dia sem medo do ócio ou da solidão, crescem por dentro quer num, quer na outra. Desfrutam a situação, porque depois de anos de trabalho, criação dos filhos, preocupações, fracassos e sucessos, sabem bem olhar para o mar sem pensar em mais nada, ou seguir o vôo de um pás-

saro da janela de um 5.º andar… Neste universo de pessoas saudáveis, curiosas e ativas, a mulher tem um papel destacado. Traz décadas de experiência de fazer a sua vontade, quando as suas mães só podiam obedecer, e de ocupar lugares na sociedade que as suas mães nem tinham sonhado ocupar. Por exemplo, não são pessoas que estejam paradas no tempo: a geração dos “sessenta”, homens e mulheres, lida com o computador como se o tivesse feito toda a vida. Escrevem aos filhos que estão longe (e vêem-se), e até se esquecem do velho telefone para contatar os amigos – mandam e-mails com as suas notícias,

ideias e vivências. De uma maneira geral estão satisfeitos com o seu estado civil e quando não estão, não se conformam e procuram muda-lo. Raramente se desfazem em prantos sentimentais. Ao contrário dos jovens, os sexalescentes conhecem e pesam todos os riscos. Ninguém se põe a chorar quando perde: apenas reflete, toma nota, e parte para outra… Os maiores partilham a devoção pela juventude e as suas formas superlativas, quase insolentes de beleza; mas não se sentem em retirada. Competem de outra forma, cultivam o seu próprio estilo… Os homens não invejam a aparência das jovens estrelas do esporte. Nem as mulheres sonham em ter as formas perfeitas de um modelo.

Em vez disso, conhecem a importância de um olhar cúmplice, de uma frase inteligente ou de um sorriso iluminado pela experiência. Hoje, as pessoas na década dos sessenta, como tem sido seu costume ao longo da sua vida, estão a estrear uma idade que não tem nome. Antes seriam velhos e agora já não o são. Hoje estão de boa saúde, física e mental, recordam a juventude mas sem nostalgias tolas, porque a juventude ela própria também está cheia de nostalgias e de problemas. Celebram o sol em cada manhã e sorriem para si próprios… Talvez por alguma secreta razão que só sabem e saberão os que chegam aos 60 no século 21… Tita Teixeira

Problema de sinalização

Alguns moradores próximos à esquina das ruas Prof. Luiz César com a rua Palmeira, no bairro Água Verde, estão reclamando da má visibilidade da sinalização de trânsito. A placa que informa a preferencial está escondida atrás de uma árvore, dificultando a visibilidade e causando alguns acidentes. Foto: recente acidente no local envolvendo um Gol e uma BMW X1


7

Paraná tem o menor índice de mortalidade infantil de sua história Paraná registra atualmente o menor índice de mortalidade infantil da história da saúde pública do Estado. O índice é de 10,49 mortes de bebês a cada mil nascidos vivos, na média do Estado. As regionais da Secretaria Estadual de Saúde de Paranavaí, Francisco Beltrão, Cianorte, Toledo, União da Vitória, Telêmaco Borba e Maringá já apresentam índice de um dígito (menor que 10). Nos últimos anos, o Estado reduziu a mortalidade infantil em 14% e a mortalidade materna caiu em 29% – comparado aos índices de 2010. Os números foram apresentados nesta quinta-feira, durante o 6º Encontro da Rede Mãe Paranaense, que acontece em Curitiba. Mais de 1.600 pessoas participam do evento, entre gestores, médicos, enfermeiros e outros profissionais ligados à atenção materno-infantil, dos 399 municípios paranaenses. “Os resultados fazem do Mãe Paranaense uma referência. Preservamos mais de 800 vidas com a implantação desse programa”, afirmou o governador Beto Richa. “A meta é que o índice médio do Estado chegue a um dígito”, disse Richa. O governador definiu como históricos os investimentos feitos na área da

profissionais envolvidos no programa. “Nestes dois dias intensos de trabalho, faremos uma atualização do conhecimento. São 1.600 participantes, de todas as regiões do Estado, profissionais da área hospitalar e também da atenção básica de saúde”. ESTRATÉGIA – A redução da mortalidade infantil a um dígito em diversas regiões foi também resultado da implantação de novas estratégias do Mãe Paranaense. Uma delas é o Laboratório de Inovação de Governança da Rede, implantado em 2015 nas cinco regionais da Saúde no O Secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto, ao lado do governador Noroeste. Beto Richa, assinando convênios de investimentos na saúde dos paranaenses O superintendente de Atenção à Saúde, Juliano um grande planejamento, ações e saúde do Paraná nos últimos anos, o programas qualificados e uma equipe Gevaerd, explicou que a Secretaria da que, afirmou, resulta em bons competente garantem a melhoria dos Saúde está refinando as estratégias de resultados de programas como o Mãe índices”, ressaltou. atenção às gestantes e aos recémParanaense. RECURSOS E AÇÕES – nascidos. “Criamos comitês de “Nos dez anos que antecederam a Desenvolvido pela Secretaria de governança nas macrorregiões para nossa gestão foram investidos cerca Estado da Saúde, o programa Mãe tratar dos desafios e ferramentas para de R$ 6,7 bilhões em saúde. Em Paranaense recebeu, em seis anos, qualificação dos profissionais. Temos pouco mais de seis anos, já investimos investimento de mais de R$ 630 que trabalhar com a realidade de cada R$ 15 bilhões na área”, afirmou. milhões. Hoje 160 maternidades e região. Mesmo aquelas que já “Além dos investimentos vultosos, hospitais integram a Rede, sendo que atingiram um dígito têm que se manter 30 deles são referências em gestação com essa média”, afirmou. de alto risco. Foram implantados 18 Centros PARANÁ ASSUME PRESIDÊNCIA Mãe Paranaense. Nas regiões onde DO CONSELHO NACIONAL não há Centro, as gestantes e bebês DE SECRETÁRIOS DE SAÚDE são atendidos em ambulatório hospitalar. “Portanto, todas as 22 O secretário de Saúde do Paraná, regionais de saúde dispõem de Michele Caputo Neto, tomou posse atendimento especializado”, disse o nesta terça-feira, em Brasília, como secretário da Saúde, Michele Caputo presidente do Conass, o Conselho Neto. “Graças a um trabalho Nacional de Secretários de Saúde. Ele contínuo, que envolve capacitação, terá o desafio de ser o principal estruturação, apoio aos hospitais e interlocutor dos Estados nas maternidades, atingimos a menor taxa demandas da área da Saúde. de mortalidade infantil da história do A solenidade fez parte das Paraná”, afirmou. comemorações aos 35 anos da As ações salvaram 800 vidas. A instituição e contou com a presença projeção é de que 634 bebês e 182 de autoridades nacionais e gestantes poderiam ter morrido, caso paranaenses. “É uma grande honra o Estado mantivesse os índices de assumir a presidência do Conass. mortalidade de 2010. Isso mostra que o Paraná é hoje Q U A L I F I C A Ç Ã O referência em saúde pública e, CONTÍNUA – O secretário portanto, temos muito a contribuir destacou a importância da para a melhoria do SUS em âmbito qualificação contínua dos nacional”, declarou Caputo Neto.


8

O abandono de animais domésticos Artigo de Marcello Richa Brasil enfrenta uma difícil realidade relacionada ao abandono de animais domésticos, que tem se acentuado com a crise econômica que afeta o país. De acordo com pesquisa promovida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), já existem mais de 30 milhões de cães e gatos abandonados no país, um dado alarmante que reflete uma negligência nos cuidados com os animais domésticos e um problema sério de saúde pública. São diversas situações que ampliam os desafios para enfrentar essa realidade. Em termos individuais, temos que começar do básico que é reconhecer a responsabilidade que assumimos ao decidir ter um animal doméstico, uma vez que estamos falando de um ser vivo que precisa de atenção, cuidados, afetividade e planejamento, tanto financeiro quanto pessoal. A criação de um animal doméstico exige que seja oferecido um ambiente adequado para seu desenvol-

vimento, bem como um comprometimento constante com os cuidados de acordo com as características de cada raça. Vale ressaltar que Pesquisa Nacional de Saúde (PNS 2013) indicou que 25,6% dos lares com cães e gatos não tinham dado a vacina de imunização contra a raiva um ano antes (vacina que deve ser feita anualmente). Já em um âmbito mais amplo, o enorme número de animais domésticos abandonados gera um problema de controle de natalidade de cães e gatos que se agrava a cada ano. Pesquisa promovida pela Universidade de São Paulo (USP) apontou que a população de cachorros apresenta um crescimen-

to de 6% ao ano, enquanto a de gatos cresce 12% ao ano. Os números acentuam a importância do trabalho de controle de natalidade dessas raças tanto no aspecto humanitário quanto de saúde, uma vez que sem os cuidados apropriados eles podem transmitir doenças, vasculhar e espalhar lixo e servir como hospedeiros de enfermidades. No Paraná em particular, que é o estado que apresenta o maior número de domicílio com cachorros do país, a atenção precisa ser redobrada. Nos últimos anos o poder público em todas as esferas e entidades de proteção animal fortaleceram o trabalho em conjunto para rever-

ter esse quadro. Novas legislações, como a recente Lei n.º 13.426, que cria uma política de controle de natalidade de cães e gatos, e ações e programas que visam à adoção, registro, microchipagem e esterilização gratuita têm apresentado avanços importantes nos municípios. Ainda temos um longo percurso pela frente, uma vez que é perceptível que falta estrutura e, especialmente, fiscalização em relação aos crimes contra os animais, cujas penas no Brasil são brandas e geralmente revertidas em multas ou trabalhos voluntários. Enraizar uma cultura de respeito e cuidado com os animais domésticos exige que todos nós façamos parte desse processo, batalhando por melhorias, denunciando maus-tratos e disseminando informações para estimular a guarda responsável. Marcello Richa é presidente do Instituto Teotônio Vilela do Paraná (ITV-PR)

Mais mentiras de Washington sobre a Síria: crematório no presídio de Sednaya Declaração de uma fonte oficial do Ministério das Relações Exteriores e Expatriados da República Árabe da Síria. Como sempre ocorre, as sucessivas administrações americanas insistem em fabricar mentiras e falsas alegações, para justificar suas políticas agressivas e intervencionistas nos outros países. Agora, a administração americana veio para cima de nós com sua mais nova novela hollywoodiana, sem quaisquer vínculos com a realidade ou com a verdade, sobre uma acusação feita ao Governo sírio, ao que chamou de “crematório do presídio de Sednaya”. Isso sem contar o velho e repetido blefe sobre os ‘barris explosivos’ e as ‘armas químicas’. O Governo da República Árabe da Síria afirma que estas alegações são desprovidas da verdade, em sua totalidade e parcialidade e que não passam de um mero devaneio desta

administração e de seus agentes. Assim como não estranha que declarações habituais sejam lançadas às vésperas de mais uma rodada política, tanto em Genebra quanto em Astana. Os objetivos e intenções, em seu formato, conteúdo e cronologia já são bem conhecidos.

Damasco, em 16 de maio de 2017. ................................................................... Nota do MDD-PR A imprensa canalha do ocidente

continua repetindo como verdades as mentiras fabricadas no Pentágono para tentar enfraquecer o governo da Síria, que luta com heroísmo e determinação contra os terroristas financiados por países ocidentais e monarquias árabes. A nova novela de mentiras sobre o crematório de Sednaya é mais uma mentira vergonhosa, na qual apenas os ingênuos acreditam. Toda a imprensa ocidental está alinhada com a defesa da política terrorista norte-americana em diversos países do mundo. Os proprietários dos grandes meios de comunicação do ocidente são criminosos de guerra, cúmplices no assassinato de milhares de inocentes em diversos países porque procuram legitimar o terrorismo de Estado praticado pelo governo dos EUA e seus apoiadores. Movimento Democracia Direta do Paraná - Brasil


9

Biblioteca de Antonina é mantida por aposentada ocais públicos de acesso à leitura e a cultura são importantes para todas as comunidades, por meio desses, é possível oferecer a oportunidade do acesso de diversos públicos ao conhecimento e ao

entretenimento, promovendo a cidadania. Entretanto, nem sempre estes meios existem ou atendem à demanda da população. Neste cenário, surgem boas ações de grupos de pessoas ou indivíduos locais, mobilizados para a construção de um bem comum. Ailde Mendes é a uma destas figuras responsáveis por uma importante atitude em Antonina, no litoral do Paraná. A cidade, que habita 19.000 moradores, e tem uma história de 302 anos, entretanto, não havia um local apropriado para a realização consultas, pesquisas ou

leituras, até que a senhora de 83 anos resolveu promover uma mudança. Após se aposentar, dona Ailde não se acomodou e logo criou uma nova forma de trabalhar, sendo a educação. O local escolhido foi um templo pitagórico que estava fechado desde 1923. Ela construiu com seus recursos próprios uma das mais completas e belas bibliotecas públicas do Paraná. Contou com ajuda de colaboradores e voluntários nas doações de livros, reunindo um acervo de quase 5.000 livros de todos os tipos, beneficiando centenas de crianças e estudantes da cidade. Para o funcionamento da biblioteca ela se reveza com as filhas no trabalho de manutenção do local, e constante aprimoramento. O local é aberto ao público e recebe principalmente estudantes da cidade, e alunos de faculdades de cidades vizinhas a Antonina. A biblioteca se mantém exclusivamente com ajuda da população local e de familiares da senhora Ailde, uma vez que nenhum órgão público oferece suporte. Antonina não é o único local com a falta de mais lugares para a comunidade realizar consultas. O Sistema Nacional de Bibliotecas

Biblioteca pública de Antonina: Templo das Musas

Públicas (SNBP) disponibiliza em em necessidade de acesso à cultura e seu site um mapa de bibliotecas a leitura. cadastradas em todo o Brasil, e Na semana passada a senhora outro de municípios com Ailde recebeu a visita do maior bibliotecas fechadas ou livreiro do país, Aramis Chain, que inexistentes. A fez questão de região Sudeste c o n h e c e r segundo o pessoalmente a mapeamento do biblioteca e SNBP, é a que conversar com mais precisa de Ailde. Ao final da locais com acesso visita, o livreiro e a informação, editor afirmou estimada em 60 que “Antonina municípios, está de parabéns seguido do por contar entre Nordeste e do seus habitantes Norte. com pessoas da Pessoas como a índole e senhora Ailde generosidade da O maior livreiro do país, editor Mendes estão pelo senhora Ailde, Aramis Chain, visitou a Brasil todo, que através do senhora Ailde em Antonina ajudando a levar seu trabalho está conhecimento a áreas necessitadas e mudando para melhor uma geração carentes com as chamadas de jovens brasileiros esquecidos Bibliotecas Comunitárias, isto é, sem pelo poder público”. vínculo direto com o Estado, criadas Carolina de Andrade e redação


10

Brasília está pegando fogo por Velho Antero do Água Verde Sou conhecido no bairro Água Verde, na parte baixa, como frequentador assíduo de bordéis e locais suspeitos, mas confesso que em toda minha vida – e olha que sou velho pra caralho – nunca vi um puteiro tão desorganizado como esse chamado Brasília. Gravaram o Temer autorizando a compra do silêncio do Eduardo Cunha. Filmaram o deputado

paranaense Rodrigo Rocha Loures carregando malas de dinheiro de propina. O Aécio dizendo que matava o primo se ele delatasse. Por que será que nada disso me surpreende? Não é novidade. Desde de que D. Pedro mandava no país a realidade é de corrupção desenfreada em todas as áreas e setores do gigante adormecido. Quem se surpreende com a Polícia Federal invadindo gabinetes de deputados e senadores em Brasília é tão ingênuo quanto aquele meu amigo que acredita em prostituta virgem. Casou com uma. Agora sou frequentador assíduo da casa dele. A ingenuidade é uma benção. Um mega empresário decidiu abrir

o bico. Quantos mais farão as mesmas delações? Quantas dezenas ou centenas de empresários e industriais estão sendo chantageados neste momento por autoridades eleitas pelo voto democrático e soberano do povo honrado e trabalhador – ou safado e traidor – desse imenso e adorado Brasil? Estive em Brasília algumas vezes. Conheço aquele restaurante ao lado da torre onde os políticos do interior são apresentados a prostitutas contratadas por deputados e senadores para apresentar aos interioranos o que a capital da República tem de melhor. O empresário brasileiro é um herói. Paga os impostos mais altos do mundo. É chantageado por leis draconianas que criminalizam aqueles que trabalham e geram empregos. A República Sindicalista do Brasil é uma vergonha. Os sindicalistas do PT afundaram o país e a direita é incompetente para mudar este deplorável estado de coisas. E corruptos são – não todos – mas, pelo menos, a maioria. Felizmente estou velho, a poucos anos de sentar no colo do capeta. Serei poupado de continuar assistindo esses espetáculos bizarros que Brasília produz todos os dias. E meu voto para as próximas eleições eu declaro agora: voto em quem criar uma lei para baixar o preço do viagra.


11

Página do livro “A Líbia de Muamar Kadafi”


12


13

Chevrolet Onix tem zero estrela em teste de segurança do Latin NCap Carro mais vendido do Brasil foi reprovado em proteção para adultos por causa de mau desempenho no teste de colisão lateral, que não é exigido no país. Marca diz que ‘cumpre todos requisitos locais de segurança’. Latin NCap, organização independente que avalia a segurança de veículos, divulgou na quinta-feira passada mais uma rodada de testes de colisão. Surpreendentemente, o carro mais vendido do Brasil, o Chevrolet Onix foi reprovado pela entidade, ficando com zero estrela. As principais críticas se referem ao mau desempenho do carro em teste de colisão lateral, que não é obrigatório para a homologação de veículos a serem vendidos no Brasil. O mau resultado foi observado pelo

Latin NCap na proteção para ocupantes adultos, dos bancos dianteiros. A entidade apontou o risco de impacto no peito dos ocupantes nesse tipo de batida. “O Onix não contava com dispositivos de absorção de energia em sua estrutura para impacto lateral, apenas barras nas portas. Considerando esses resultados de testes, o Onix não passaria os requerimentos básicos da regulação para impacto lateral das Nações Unidas (UN95)”,

completou o Latin NCap. Na proteção para crianças, o veículo conquistou 3 estrelas (de 5 possíveis). O hatch é produzido na unidade de Gravataí (RS) e exportado para Argentina, Colômbia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai. Em 2014, o Onix foi avaliado com 3 estrelas para adultos, mas o novo padrão de testes do Latin NCap, com colisão lateral, modificou a nota do hatch. Esse tipo de teste se tornou parte da avaliação da entidade em

2016; antes, só era feito se a montadora pedisse. Por isso, modelos que já tinham sido avaliados voltaram a ser testados. Mas, até agora, apenas 3 que são vendidos no Brasil foram testados nos novos parâmetros: Peugeot 208 e Fiat Palio, que também tiveram notas rebaixadas por conta do desempenho ruim na colisão lateral. Em todos os casos, o Latin NCap diz que os veículos teriam melhores resultados se tivessem airbags laterais, que não são exigidos por lei.

Greca conhece projeto de nova sede do Hospital Pequeno Príncipe O prefeito Rafael Greca recebeu nesta quarta-feira (17/5) o diretor corporativo do Hospital Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro, e a diretora executiva da instituição, Ety Cristina Forte Carneiro. Eles apresentaram o projeto da nova sede do hospital, que deve começar a ser construída no ano que vem. O Hospital Pequeno Príncipe Norte será instalado em um terreno localizado entre o Jardim Social e o Bacacheri. Para Greca, a nova sede “é essencial para atender, especialmente, a Grande Curitiba”. O hospital pediátrico de alta complexidade deverá concentrar atendimento, ensino e pesquisa. Entre as características da nova sede, a grande área verde, a eficiência energética, com telhados verdes e células fotovoltaicas, chamaram a aten-

ção do prefeito. O projeto prevê uma praça sensorial para crianças com necessidades especiais. Os planos de se ter um jardim botânico de fitoterápicos como uma “farmácia viva” também despertaram o interesse, inclusive, de uma futura parceria com a administração municipal. Participaram da reunião os secretários municipais da Saúde, João Carlos Baracho, e do Meio Ambiente, Sergio Tocchio.

OS GRANDES JORNAIS ESTÃO ENCOLHENDO mas a mídia comunitária - jornal de bairro - vai muito bem obrigado!


14

Esporte Rua Brigadeiro Franco, ao lado da praça do Atlético - Fone 99846-3432

Bar do João :: O Melhor Bar da Savassi :: Localizado há mais de 20 anos no coração da Savassi - bairro tradicional de BH conhecido pelo comércio e vida noturna o Bar do João é o típico boteco com mesas na calçada, bom bate papo, tira-gosto, rock and roll, porções e cervejas geladas. Rua Tomé de Souza, 810 - Savassi Belo Horizonte, MG - Fone 3261.9556

CARNES ASSADAS CLUBE D. PEDRO II Todas as sextas-feiras a noite. 3332.3738

Jefferson Gomes Cabral e Silva

FURACÃO SEGUE NA LIBERTADORES O jogo decisivo entre Atlético Paranaense e Universidad Católica, no Chile, foi descrito pela mídia desportiva como um jogo “heróico”, onde os rubro-negros se superaram, viraram o resultado e conquistaram a vitória nos últimos minutos da partida. Até mesmo a poderosa vênus platinada (Rede Globo) se rendeu ao talento e garra dos jogadores atleticanos, elogiando a atuação do Furacão. Para diversos comentaristas, se o Clube Atlético Paranaense repetir a mesma garra e determinação nos futuros jogos, deverá conquistar, de forma inédita, a Copa Libertadores. O Atlético Paranaense está nas oitavas de final da Conmebol Libertadores Bridgestone. Em um jogo eletrizante, o Furacão jogou com o coração na ponta da chuteira e venceu a Universidad Católica, em Santiago.

O Rubro-Negro derrotou o time chileno por 3 a 2, com gols de Eduardo da Silva, Douglas Coutinho e Carlos Alberto, chegou aos 10 pontos e garantiu a segunda colocação do

Grupo 4. O adversário nas oitavas de final será definido através de sorteio, ainda sem data confirmada. PARANÁ CLUBE VENCE Dois jogos movimentaram a Série B na semana passada. Pela segunda rodada, Ceará e Boa Esporte ficaram no empate sem gols em Fortaleza. Em Curitiba, em jogo antecipado da quarta rodada, o Paraná conquistou a primeira vitória na competição. Após empatar com o ABC na estreia, o Tricolor bateu o Goiás por 2 a 0 e, agora, soma quatro pontos.

No Durival Britto, em Curitiba, o Paraná saiu na frente do Goiás com 15 minutos de jogo. Minho aproveitou a sobra da defesa e finalizou firme para abrir o placar, 1 a 0. No segundo tempo, aos 25 minutos, o Tricolor por pouco não ampliou em cobrança de falta de Biteco, que explodiu no travessão. Dominando as ações, os donos da casa marcaram o segundo aos 44 minutos. Com categoria, Renatinho recebeu lançamento preciso, tocou por cima de Marcelo Rangel e sacramentou a vitória por 2 a 0. CORITIBA CAMPEÃO PARANAENSE 2017 Novamente os times da capital decidiram o Campeonato Estadual de 2017. O cenário era igual ao de 2016. Primeiro jogo na Arena. Só que desta vez o Coritiba não entrou em campo querendo levar a decisão para o Couto Pereira, e sim decidir na casa do rival. Na sua melhor atuação em muito tempo, o Alviverde venceu por 3×0 e encaminhou o título. Para a torcida, os jogadores e Pachequinho, a semana demorou a passar. O jogo terminou em 0×0 no Couto Pereira, dando o título paranaense ao Coxa.

Venha para o melhor restaurante vegetariano de Curitiba


15

Dois velhinhos conversam num asilo: - Amigo, eu tenho 95 anos e estou cheio de dores e problemas. Você deve ter mais ou menos a minha idade. Como é que você se sente? - Como um recém-nascido! - Como um recém-nascido?! - É. Sem cabelo, sem dentes e acho que acabei de mijar nas calças. -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-oDuas velhinhas, bem velhinhas estão jogando sua canastra semanal. Uma delas olha para a outra e diz: - Por favor, não me leve a mal. Nós somos amigas há tanto tempo e agora eu não consigo me lembrar do seu nome. Veja só a minha cabeça. Qual é o seu nome, querida? A outra olha fixamente para amiga, por uns dois minutos, coça a testa e diz: - Você precisa dessa informação pra quando? -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-oO Joãozinho fala para a mãe: - Mamãe o Juquinha disse que ele tem um ta-ta-ta-taravô. E a mãe falou: - Nossa, como ele é mentiroso! E o Joãozinho: - Não, mãe! Ele é gago. -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-oO farmacêutico entra na sua farmácia e nota um homem petrificado, com os olhos esbugalhados, mão na boca, encostado em uma das paredes. Ele pergunta para o balconista: - Que significa isto. Quem é a pessoa que está encostada naquela parede? - Ah! É um cliente. Ele queria comprar remédio para tosse. Como está caro e ele não tem dinheiro, vendi para ele um laxante. - Ficou maluco! Desde quando laxante é bom para tosse?! - É excelente. Veja o medo que ele tem de tossir! -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-oA velha no consultório do gastro: - Doutor, vim aqui para que o senhor me tire os dentes. - Mas minha senhora, não sou dentista, sou gastro. E vejo que a senhora não tem nenhum dente na boca. - É claro. Engoli todos. -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-oO caipira comprou uma câmera digital e levou para seu sítio. Chegando lá com aquela novidade que ninguém conhecia ele diz: - Pessoar todo mundo pra perto da cerca de arame farpado ali que eu vou tirá uma foto! Ele programou o temporizador e correu pra junto de todos. Quando os outros o viram correr, saíram correndo, se rasgando na cerca. Ele perguntou: - O que aconteceu uai? A tia respondeu: - Se ocê que conhece esse negóço ficou com medo, imagina nóis que num conhece...

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o--o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o--o-o-

-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o--o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o--o-o-

Entrou no ônibus e, só pra chatear, ficou de pé, sem segurar em nada. O motorista arrancou, ele foi parar bem no fundo. Freou, ele foi bater na frente. Arrancou, lá se abalou ele para o fundão; parou no sinal vermelho, e ele aos trambolhões rumo à frente, e assim até chegar ao ponto final. - Ei, tem que pagar a passagem - disse o cobrador. E o bêbado: - Como pagar?! Eu vim andando até aqui! -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-oA mulher, extremamente ciumenta, vai a uma cartomante: - Tenho duas notícias ruins, minha senhora - diz a cartomante. - O seu marido tem uma amante e a senhora vai ficar viúva muito em breve! - Então, vê aí se eu vou ser absolvida! -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-oTinha um caipira que trabalhava para uns ricos. Certo dia, ele foi tirar leite da vaca que os patrões pediram mas, por pura coincidência, ele chega na hora do almoço: - Coma conosco! - diz o patrão. - Não não obrigado!! - diz o caipira Então o patrão continua insistindo e o caipira diz: - Tá bom, vou provar um conosquinho. -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-oA empregada chama o jardineiro: - Ô Zé, você me ajuda a botar o remédio no buraco do rato? - Tudo bem, mas você segura o rato? -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-oHistória da medicina 2000 AC - Aqui, coma esta raiz. 1000 DC - Esta raiz é coisa pagã. Aqui, recite esta oração. 1850 DC - Reza é superstição. Aqui, beba esta poção. 1940 DC - Esta poção é óleo de cobra. Aqui, tome este comprimido. 1985 DC - Este comprimido é ineficaz. Aqui, tome este antibiótico. 2000 DC - Este antibiótico não funciona. Aqui, coma esta raiz. -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-oEnquanto isso, num hospício, na chamada Terra de Vera Cruz, dois loucos conversavam: - Qual é o seu nome? - Meu nome é São Tomé! - Quem lhe disse isso? - Foi Deus! - Eêêeuuu?!!!... -o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-o-oUm garoto chegou em um açougue e perguntou para o açougueiro - O senhor tem pé de porco? E o açougueiro disse: - Tenho sim. E o cara novamente perguntou: - O senhor tem orelha de porco? O açougueiro respondeu: - Tenho sim. O garoto olhou bem para o açougueiro e disse: - Então o senhor é um porco?


16

Parques de Curitiba vão ganhar “Jardins de Mel” equenas, mas importantíssimas para o equilíbrio ambiental, as abelhas são essenciais para o processo de polinização na natureza e consequentemente, para a produção de flores, frutos e alimentos. Infelizmente, há um enorme declínio na população de abelhas no mundo inteiro, seja nas grandes cidades ou mesmo no campo, onde os agrotóxicos têm sido os principais responsáveis pelo seu desaparecimento. Em muitos países, algumas espécies já estão na lista de animais em risco de extinção.

Mas na capital paranaense, um novo projeto quer mudar esta realidade. Idealizado pelo agrocólogo Felipe Thiago de Jesus, o Jardins do Mel irá levar mais abelhas para os parques de Curitiba e educação ambiental para a população. “Nosso objetivo é que a cidade se torne referência de preservação de polinizadores e as pessoas sejam mais conscientes sobre o papel das abelhas em ser um elo na regulação do planeta”, contou Felipe ao Conexão Planeta. Serão instalados 15 Jardins do Mel nos parques da cidade. Cada jardim terá seis colmeias e material visual que trará informação, com textos e fotos, sobre a espécie contida ali. Ao todo, o projeto pretende colocar 90 caixas (colmeias) e em cada uma delas estarão “trabalhando” de 500 a 2.000 abelhas. As colmeias serão protegidas (para evitar depredação), mas abertas, desta maneira, os insetos poderão

ir e vir para polinizar a mata nativa da região. “As abelhas voam em um raio de até 2 km”, explica o idealizador do projeto. O Jardins do Mel terá seu lançamento oficial na primavera, mas em junho próximo, toda a estrutura deverá estar pronta. Entre os parques já confirmados para receber a novidade estão Jardim Botânico, Tingui, Tanguá, Passeio Público, Jardim Zoológico, Barreirinha, Barigui e Bosque do Papa. O projeto Jardins do Mel também tem como foco a educação ambiental. Escolas públicas de Curitiba receberão material didático sobre o tema, com jogos didáticos que falam sobre a importância da preservação dos rios, compostagem e a prática da agricultura orgânica para a conservação das abelhas. Foi criada ainda uma peça, com teatro de bonecos, que irá percorrer a cidade, apresentando o assunto para as crianças.

Pais e professores das escolas envolvidas também serão convidados a participar de um treinamento para fazer a manutenção das caixas nos parques. “Eles serão os guardiões do mel. Queremos que as pessoas sejam incentivadas a cultivar plantas que atraiam insetos polinizadores”, destaca. Existem 25 mil espécies de abelhas catalogadas no planeta. Destas, 88% tem hábitos solitários, ou seja, vivem sozinhas. As demais 12% são divididas em outros grupos, entre elas, as meliponídeas, abelhas nativas sem ferrão. No mundo todo, há 400 espécies de meliponídeas e 300 delas estão no Brasil. “Mas elas ainda são muito pouco conhecidas por aqui”, diz Felipe. Para quem não estiver em Curitiba, o Jardins do Mel terá um website e um aplicativo, que mostrarão a localização das colmeias e todas as informações disponibilizadas nos parques da ci-

O prefeito Rafael Greca está reconstruindo Curitiba com muito talento e competência

dade, que certamente, em muito pouco tempo, estarão mais floridos graças às abelhas do novo projeto. Suzana Camargo

Jornal Água Verde maio 2017  

Jornal de bairros de Curitiba, Brasil.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you