Page 1


2

Greca antecipa renovação da frota de ônibus em Curitiba

Governador liga para ganhadora de R$ 1 milhão do Nota Paraná O governador Beto Richa ligou nesta quinta-feira para anunciar o prêmio especial de Natal do Nota Paraná à professora Beatriz Cardoso da Silva, de 49 anos, moradora de Paranaguá. Ela ganhou R$ 1 milhão no sorteio de dezembro. A professora receberá a premiação oficialmente no dia 20 deste mês, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, junto com os ganhadores do segundo lugar (R$ 120 mil) e do terceiro (R$ 80 mil). Beatriz disse que só acreditou que era verdade quando o governador ligou pela segunda vez. “Eu nem acreditei que era o governador me ligando e, principalmente, quando disse que eu tinha ganhado R$ 1 milhão. Ainda não caiu a ficha. Eu estou muito feliz, vou passar um Natal diferente de todos”, comemora. A professora disse que pretende primeiramente pagar as dívidas e depois vai pensar no que fazer com o restante do dinheiro. “Eu estava muito preocupada em como pagaria minhas dívidas e como seria no ano que vem. Agora me sinto aliviada. Nem consegui pensar ainda o que fazer com todo esse dinheiro. Eu tinha uma esperança em ganhar, sempre coloquei o CPF na nota, mas nem imagi-

nava esse valor”, conta. O sorteio especial de Natal do Nota Paraná foi feito nesta quinta-feira. Ao todo 53 milhões de bilhetes concorreram aos três prêmios. Até agora, o programa de cidadania fiscal já ultrapassou a marca de R$ 731 milhões em prêmios e créditos disponibilizados aos contribuintes que pedem CPF na nota ou a instituições sociais que recebem doações de documentos fiscais. O programa já conta com 1,903 milhão de pessoas cadastradas. COMO FUNCIONA Toda primeira compra do mês gera um bilhete ao participante do programa, independentemente do valor. Depois, cada R$ 50 em notas fiscais dá direito a um novo bilhete, com validade apenas para o sorteio do seu respectivo período. O mesmo CPF pode receber mais de um prêmio e os sorteios ocorrem quatro meses após as compras. Os prêmios do sorteio poderão ser utilizados para abater do IPVA ou creditados na conta bancária do premiado.

CNPJ: 14.985.553/0001-55

O prefeito Rafael Greca entregou nesta segunda-feira, 11, os dez primeiros novos ônibus para a cidade no programa de renovação da frota do transporte coletivo. “Antecipamos a renovação para atender a demanda da população e dar celeridade ao cronograma que prevê mais 450 ônibus em circulação na cidade até 2020”, disse. Os veículos foram adquiridos pela empresa Expresso Azul, do Consórcio Transbus, que solicitou à Urbs a troca de alguns modelos convencionais. “É um presente de Natal para os curitibanos, uma boa nova que anuncia as melhorias do próximo ano”, destacou Greca. A empresa adquiriu os veículos na metade deste ano, dentro das características especificadas para Curitiba. A Urbs fez a avaliação e homologou a entrada dos ônibus no sistema de transporte da capital. Os novos ônibus são para a frota convencional, destinados a linhas alimentadoras que fazem a ligação entre os bairros e os terminais da cidade. Os alimentadores são identificados pela cor laranja. Linhas – Os novos ônibus começam a circular nesta semana, nas linhas

Fazendinha/Portão, Itatiaia, Porto Belo, Campo Comprido/CIC, Campo Comprido/Capão Raso. Juntas, essas linhas transportam 24 mil pessoas por dia útil. Além dos itens básicos da frota urbana, como motor Euro5, computador de bordo com GPS e botão de pânico, os novos ônibus contam com algumas novidades que melhoram a segurança no trânsito. O sistema de suspensão agora é a ar, proporcionando mais conforto para passageiros e motoristas; daylight (luz diurna), que aumenta a visibilidade do veículo e os freios contam com sistema de antitravamento de rodas (ABS). Os 10 novos ônibus fazem parte dos 450 veículos que serão renovados até 2020. Em março próximo serão entregues 25 novos biarticulados para o eixo Santa Cândida-Capão Raso.


3

Prefeitura reforça parceria e proximidade com jornais de bairros da cidade

prefeito Rafael Greca recebeu na sexta-feira passada, no Salão Brasil da Prefeitura de Curitiba, diretores e editores dos jornais de bairros da capital. No encontro, Greca reforçou a parceria com os jornais para democratizar o acesso às informações públicas e também apresentou um balanço geral dos resultados obtidos pelo município em 2017. “Vocês (jornais de bairro) são o sustentáculo da minha comunicação, pois vocês estão perto do povo. E o prefeito deve estar onde o povo está”, disse. Reconhecimento O encontro reuniu ainda o vice-prefeito, Eduardo Pimentel, o secretário de Comunicação, Marcelo Cattani, o presidente da Associação dos Jornais de Bairros do Estado do Paraná (Ajorb-PR), Adilson da Costa Moreira, o conselheiro da Ajorb José Gil do Jornal Água Verde. Em agradecimento ao apoio aos jornais de bairros, Greca recebeu ainda da direção da Ajorb um diploma para reconhecê-lo como o melhor prefeito do Brasil neste ano. O certificado também posiciona Curitiba como a capital mais democrática do Brasil na área de comunicação e na relação institucional com a imprensa dos bairros. Recuperação econômica Na análise dos resultados deste ano, Greca destacou o momento de recuperação econômica de Curitiba, depois de várias ações estruturais estabelecidas pela administração municipal. “No início do ano, pegamos a prefeitura com um rombo de R$ 2,1 bilhões no orçamento, dívidas de R$ 1,2 bilhão, bairros abandonados, serviços à beira de fechar, medicamentos em falta, obras e manutenção paradas, fornecedores insatisfeitos, salários sob risco, desleixo com o transporte público,

planejamento inexistente. Uma Curitiba quase apagada”, disse Greca. O cenário, segundo Greca, mudou com várias medidas de austeridade adotadas pela gestão municipal. “Neste fim do ano, temos um Natal repleto de luzes, que ilustra a superação da capital nos últimos 12 meses. A casa está arrumada, temos manutenção dos bairros de volta, medicamentos em dia, restabelecimento da gestão responsável e com controle dos gastos, obras retomadas, protagonismo, dívidas sendo pagas, renovação dos ônibus em andamento (450 novos veículos até 2020), investimentos previstos de mais de R$ 240 milhões para 2018”, completou Greca. Relacionamento produtivo No evento, o secretário de Comunicação Social, Marcelo Cattani, também destacou o fortalecimento da parceria com os jornais de bairro da capital pela atual gestão municipal. “Nós temos um excelente relacionamento com os jornais (de bairros) que dão sustentação à comunicação da Prefeitura (de Curitiba) em todos os cantos da cidade, sempre apoiando as iniciativas, marcando presença nos eventos regionais, nos mutirões (da Cidadania), nas reconquistas da cidade obtidas ao longo do ano”, disse Cattani. Diálogo aberto O conselheiro da Ajorb, José Gil, ratificou a atual relação positiva da mídia regional com a administração municipal ao entregar o diploma de reconhecimento como melhor gestor municipal do Brasil, em 2017, para o prefeito Rafael Greca. “Esta nossa homenagem é justa porque hoje, graças aos esforços da secretaria de Comunicação Social e do prefeito Rafael Greca, os jornais de bairros e a imprensa regional está sendo prestigiada. Antes (em outras gestões) a Prefeitura não se importava com os jornais de bairro”, destacou José Gil.


4

Fala a presidente do Conselho de Segurança do Rebouças Nesta edição entrevistamos a presidente do Conselho Comunitário de Segurança do bairro Rebouças, Crhis (Elizabete Cristina Zanello), advogada e militante na área de segurança pública. Através de um trabalho persistente, sereno e com bom relacionamento com as autoridades da área de segurança, ela tem conseguido melhorar alguns aspectos na segurança do bairro.

Crhis, presidente do Conselho Comunitário de Segurança do Rebouças

Desde quando você participa de atividades de segurança comunitária? Comecei a me interessar quando fui morar em Fortaleza, de 1991 a 2014.Ví a necessidade das pessoas serem ouvidas.Trabalhei na Câmara de Vereadores de Fortaleza e tinha acesso às mais diversas situações.Voltando a Curitiba em 2004, cursei Direito e também iniciei pós graduação na área de políticas públicas para segurança. No curso conheci muitas pessoas ligadas a área que me incentivaram a entrar no Conseg (Conselho de Segurança) do bairro. Como o Conseg Rebouças estava desativado há algum tempo, comecei a me dedicar para que o mesmo retornasse com força. As amizades e parcerias foram muito importan-

tes. Juntamente com minha força de vontade e garra, até o presente momento tenho conseguido pequenas coisas, mas de grande relevância. Na qualidade de presidente do Conseg Rebouças, como você analisa a segurança na região? Crhis - Partindo do princípio que cada bairro tem uma característica diferente, o Rebouças é voltado para a prática de delitos como o furto e roubo. Por se tratar de um bairro onde residem e frequentam muitos idosos, estes acabam sendo os alvos preferidos dos marginais. As forças policiais dependem de estatísticas, de registros de ocorrências. E quando reclamamos pela falta delas, somos nós que estamos impossibilitando ações de prevenção. Alguns Consegs reclamam que a comunidade não participa das reuniões. Você concorda? Crhis - Concordo plenamente. Nessa falta de frequencia de moradores acredito que o motivo principal é o desvio da finalidade do Conseg. Alguns se utilizam do mesmo para trampolim político. Des-

viam a finalidade que é o trabalho voluntario e a aproximação e troca de experiências entre moradores, ou seja, um ajudando o outro, e juntos solucionar uma determinada situação pendente ou não. Alguns fatores contribuem para a falta de credibilidade de alguns Consegs, entre eles o uso da entidade como trampolim político. Você concorda? Crhis - Como falei acima. Esse desvio para outra finalidade é que causa o afastamento das pessoas. Não concordo em usar a boa fé, a fragilidade de uma pessoa e almejar um cargo na política. Seria utilizar os órgãos parceiros para atingir outros fins. O que pode ser feito para melhorar a participação da comunidade nos Conselhos Comunitários de Segurança? Crhis - Deixarmos mais claro possível a finalidade do Conseg e não permitirmos que o desvio de finalidade se torne frequente. Trabalhamos de forma voluntária, nosso objetivo é fortalecer o Conselho Comunitário de Segurança, mas de forma justa e limpa.

Jornais de bairros festejam mais um ano de atividades com churrasco e homenagens

Homenageados: vereador Mauro Ignácio, vice prefeito Eduardo Pimentel e Ricardo Dias, Administrador Regional do Portão A Associação dos Jornais de Bairros do Paraná realizou ontem na petiscaria Ball Bull, na avenida Água Verde, em Curitiba, mais uma festa para comemorar mais um ano de atividades e a unidade entre a maioria dos jornais de bairros do nosso Estado. Na oportunidade os organizadores do evento homenagearam algumas autoridades com a entrega do Troféu Melhores do Ano 2017, a saber: Governador Beto Richa; Prefeito Rafael Greca; Vice prefeito e Secretário Mu-

nicipal de Obras Públicas Eduardo Pimentel; Secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto; Vereador Mauro Ignácio; Administrador Regional do Portão Ricardo Dias; Presidente da Ong Vigilantes da Gestão Pública Sir Carvalho; proprietário do Ball Bull Hamilton Ganho; Gráfica Press Alternativa, entre outros. O presidente da Associação, Adilson da Costa Moreira (Gazeta do Santa Cândida), agradeceu a presença de todos os participantes e falou

Adilson da Costa Moreira, presidente da Associação dos Jornais de Bairros do Paraná e diretor da Gazeta do Santa Cândida que as perspectivas dos jornais de bairros para 2018 são as melhores possíveis, com investimentos em plataformas digitais para fortalecer o trabalho dos jornais impressos. O diretor dos jornais Água Verde e Rua XV, José Gil, falou que “os jornais de bairros são os jornais mais democráticos. Eles não pertencem a uma família ou a um grupo econômico, mas aos moradores dos bair-

ros onde atuam, e como tal praticam a democracia direta como porta-vozes da população, e isso explica porque grandes jornais estão falindo e pequenos jornais estão crescendo e ocupando espaço da mídia tradicional”. Após a solenidade os diretores de jornais de bairros participaram da brincadeira Amigo Secreto, com trocas de presentes.


5

Prêmio de R$ 500,00 - Jacemar Cristina R. da Costa

Prêmio vale compra R$ 150,00 - Kátia Venâncio da Silva

Resultado do concurso das floreiras na avenida República Argentina No sábado, às 15 horas, foi realizado o sorteio do concurso cultural promovido pelo Jornal Água Verde no Centro Comercial das Floreiras, na avenida República Argentina, 1.115. No total 65 pessoas participaram do concurso e responderam corretamente as três perguntas do concurso: em que país, cidade e avenida estavam localizadas as floreiras fotografadas pelo jornal. Os vencedores do sorteio foram:

R$ 500,00 – Jacemar Cristina R. da Costa. 4 vales compras no valor de R$ 150,00 cada, para Kátia Venâncio da Silva, Márcia Maggio, Cleiton Vanzela e Ronaldo Lourenço Marques de Oliveira. A realização deste concurso foi para provar que a vista noturna do Centro Comercial das Flores, na avenida República Argentina, é tão bonita quanto as mais bonitas avenidas e centros comerciais da Eu-

ropa e outros continentes. Um dos participantes chegou a responder que a vista era de um centro comercial em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. O vereador Mauro Ignácio fez a entrega dos prêmios fornecidos por lojistas da região. Nas fotografias desta página, o vereador Mauro Ignácio e familiares do administrador do Centro Comercial das Floreiras, Saad Al Gassan. Parabéns a todos os participantes.

Prêmio vale compra R$ 150,00 - Márcia Maggio

Prêmio vale compra R$ 150,00 - Ronaldo Lourenço Marques de Oliveira

Prêmio vale compra R$ 150,00 - Cleiton Vanzela

Centro Comercial das Floreiras Av. República Argentina, 1115 - Água Verde


6


fotos img 7

Mutirões ampliam atendimento à saúde dos cidadãos Michele Caputo Neto* A ampliação da oferta de serviços de saúde à população é um dos desafios da saúde pública. A responsabilidade compartilhada entre Estados, Municípios e União demanda um grande esforço de gestão para potencializar resultados às pessoas. No Paraná, estado que detém um grande número de serviços de saúde de reconhecida competência e qualidade, a oferta de mutirões de cirurgias e de entrega de órteses e próteses tem se mostrado uma solução para reduzir filas e atender com rapidez e qualidade às necessidades dos cidadãos. O objetivo é simples: potencializar os recursos existentes para ampliar acesso. Entre 2015 e 2016, o Governo do Estado destinou R$ 60 milhões para a realização de mutirões de cirurgias eletivas – procedimentos não emergenciais, mas que muitas vezes determinam a qualidade de vida de quem aguarda o atendimento.

Em pouco mais de 17 meses, a secretaria de Estado da Saúde conseguiu realizar, em parceria com municípios e prestadores de serviços, mais de 66 mil cirurgias, feitas exclusivamente com recursos do Tesouro Estadual. O grande destaque foram as 35 mil cirurgias de catarata realizadas, além de procedimentos ortopédicos, ginecoló-

gicos, vasculares, entre outros. Em 2017, estamos conduzindo os mutirões com recursos próprios e federais, reduzindo as filas de cirurgias gratuitas e a entrega de aparelhos de surdez, próteses ortopédicas, cadeiras de rodas, entre outros instrumentos necessários para atender às demandas específicas da saúde dos paranaenses. Entre julho e setembro deste ano, foram aplicados R$ 2,5 milhões em mais de 3 mil procedimentos cirúrgicos. É gratificante acompanhar o efeito dessa estratégia na vida das pessoas. Idosos com grande dificuldades de enxergar puderam recuperar a visão e a qualidade de vida. Pessoas que conviviam com dores e limitações ganharam mais liberdade

nas tarefas do dia a dia. Cabe aos municípios a organização das demandas e a classificação das prioridades. A Secretaria de Estado da Saúde faz o chamamento público para prestadores de serviços que desejam participar dos mutirões, além de gerenciar os recursos disponíveis para esse fim, tanto estaduais quanto federais. Tudo isso sem deixar de atender às prioridades cotidianas, como promoção da saúde, prevenção de doenças e o atendimento das situações de urgência e emergência. Uma das áreas mais complexas da gestão pública, a saúde exige compromisso e prioridade dos governos. Isso, no Paraná, é realidade e pode ser verificado no volume de recursos destinados à área: R$ 18 bilhões aplicados em saúde ao longo dos últimos sete anos, o que equivale a 273% a mais do investido nos oito anos anteriores. No Paraná, saúde é prioridade sempre! * Michele Caputo Neto Secretário de Estado da Saúde


8


9

PSB avalia cenário político e perspectivas para 2018

Ducci é contra a Reforma da Previdência

Ducci faz balanço dos trabalhos na Câmara O deputado federal Luciano Ducci (PSB) faz um balanço de seu trabalho na Câmara Federal. Desde o começo do mandato, o parlamentar apresentou 39 projetos de lei nas áreas da saúde, educação, finanças e meio ambiente. Num ano marcado por votações polêmicas, Ducci foi a favor da abertura de processo por corrupção contra o presidente Michel Temer, assim como em 2016 quando votou pelo impeachment da Dilma e pela cassação de Eduardo Cunha. “Não me vendo por emendas, não aceito o toma lá dá cá. Votei a favor das Dez Medidas

Contra a Corrupção e votarei contra a Reforma da Previdência”, diz. Entre as propostas de Ducci em apreciação na Câmara, estão a proibição da criação curso de enfermagem a distância, a proibição de publicidade nas escolas e o projeto que cria o Conselho de Proteção ao Idoso. Ducci também foi o relator do projeto de lei que garante a validade nacional para a receita médica ou odontológica e o projeto que permite o saque do FGTS quando a mulher trabalhadora estiver em situação de violência doméstica.

PSB - Reunião com a bancada do PSB na Câmara O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, se reuniu com deputados da bancada do PSB na Câmara dos Deputados para a analisar o cenário político nacional e as perspectivas do PSB para a eleição de 2018.Siqueira afirmou que o partido deve lançar candidaturas próprias aos governos de pelo menos oito estados. Para o Senado Federal, prosseguiu, terá nomes competitivos, no mínimo, em três estados.“Eu tive a oportunidade de ir a pelo menos dez congressos estaduais e, sinceramente, nesses anos todos, nunca vi o partido tão empolgado em formar chapas, tão

animado e unido”, afirmou Siqueira. O Congresso Nacional do partido está marcado para os dias 1º, 2 e 3 de março.


10


11

Recalcatti conquista viaturas policiais para 18 Delegacias Qualidade de vida depende de atitude Ser sustentável depende basicamente de mudanças no comportamento de cada cidadão. Não basta a cidade onde vivemos ter árvores em todas as ruas, praças e quintais se ainda jogamos o papel de bala na rua ou ainda lavamos as calçadas com água tratada. Durante a vida toda fomos levados a consumir numa escalada cada vez mais intensa sob o pretexto de que precisamos de um bem para viver melhor, ganhar ‘status’, estar na moda, como se isso fosse indispensável. O consumismo é um círculo vicioso criado por um modelo econômico para gerar lucro e alimentar a concentração de renda. Produzir, consumir, destruir ou descartar para ser substituído e começar tudo de novo. O consumismo caminha na contramão da sustentabilidade e da vida saudável. Qualidade de vida não significa ter, e sim, ser. Basta andar pelas ruas da cidade para constatar o desperdício, a montanha de lixo que se espalha pelas esquinas, para comprovar que estamos consumindo mais do que a nossa capacidade de dar destino adequado a tanta coisa descartada. Fomos acostumados a esperar que o caminhão do lixo passe e leve tudo embora, ou que a chuva lave as ruas e leve tudo para o bueiro – afinal,

o que não vemos não nos incomoda -, mas esquecemos que todo esse lixo vai parar em um rio e que, fatalmente, mais cedo ou mais tarde, esse rio vai transbordar ou os bueiros vão estar entupidos. Ser sustentável é consumir o necessário, é dar destino correto ao lixo que cada um produz, é consumir menos energia, é racionalizar o uso da água, é não deixar ruas e praças emporcalhadas e, principalmente, contribuir para que essa consciência se espalhe pela vizinhança, pela comunidade onde vivemos. Só assim e s t a r e m o s construindo qualidade de vida. A partir dessa edição, o Jornal Água Verde abre espaço para discutir ações, mostrar exemplos e contribuir para que nossa cidade se torne realmente sustentável e traga condições para a tão desejada qualidade de vida que buscamos e que temos direito. Você pode contribuir nesse processo. Escreva para essa coluna e dê sua contribuição. Mostre exemplos, sugira pautas, multiplique ideias. Todos são muito bem vindos quando o assunto é fazer do nosso bairro e da nossa cidade um lugar melhor para viver. Contribuições para o email mscotti.60@hotmail.com. Marcos Scotti.

Os recursos são da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária e foram direcionados a esses municípios a pedido de Recalcatti. Curitiba e Região Metropolitana receberam oito viaturas, sendo cinco veículos Gol descaracterizados para Quatro Barras, Bocaiúva do Sul, Cerro Azul, Delegacias de Furtos e Roubos de Veículos (DRFV) e 13º Distrito Policial, no bairro do Tatuquara, na capital. Outros três veículos Duster, também descaracterizados, foram entregues para São José dos Pinhais, Araucária e Almirante Prefeito Gerson Colodel e deputado Tamandaré. Para o interior, o deRecalcatti assinam convênio putado Recalcatti indicou dez muEm solenidade no Palácio Iguaçu na nicípios: Foz do Iguaçu, Ponta Grossa, segunda-feira, dia 11, foram assinados Umuarama Iretama, Itaipulândia, Reserva, Tomazina/ os convênios com as Pinhalão, 17 prefeituras que C o r n é l i o estão sendo beneficiadas com viaturas Procópio, Toledo p o l i c i a i s e Maringá. descaracterizadas “Este é apenas por indicação do deo primeiro passo putado Delegado de uma grande Rubens Recalcatti parceria com as (PSD). São ao todo prefeituras, com o 18 veículos que coapoio fundamenmeçaram a ser entretal do governo esgues às Delegacias tadual”, afirmou de Polícia naquele Recalcatti. Segunmesmo dia pela do o deputado, a Subdivisão de Maescolha das Delenutenção e Trans- Delegada Helen, de Bocaiúva do Sul, gacias foi feita porte, do Departacom base em crirecebe chaves de viatura mento de Polícia Citérios de “extrema vil. necessidade”. “As delegacias que indiquei para receber as viaturas estão em condições extremas de trabalho”, explicou ele. “Nos últimos meses, estive cinco vezes percorrendo o interior e visito as cidades da Região Metropolitana toda semana, ouvindo sempre as mesmas reclamações: a falta de pessoal e de estrutura na Polícia Civil”, lembrou. “A situação é grave, mas tive que fazer a opção de encaminhar os veículos para as localidades que mais precisam”. A assinatura dos convênios entre governo e prefeituras para a entrega das viaturas ocorreu no Palácio Iguaçu, com a presença da governadora em exercício, Cida Borghetti, dezenas de prefeitos e deputados estaduais. No ato, foram liberados mais de R$ 200 milhões pelo governo estadual.


12

O “caminho das pedras” para os estudantes que desejam cursar a graduação no exterior *Carla Probst Fazer faculdade no exterior é uma aspiração antiga de muitos estudantes brasileiros e está se tornando também um sonho dos pais. Eles acreditam que estudar fora do país é uma alternativa para que as crianças sejam bem sucedidas no futuro. Muitos já estão procurando as escolas bilíngues, com a expectativa de assegurar para os filhos uma vaga numa universidade fora do país. No entanto, ainda percebemos que há muita desinformação quando o assunto é a formação bilíngue e os pré-requisitos para ingressar numa instituição de ensino no exterior. As escolas bilíngues brasileiras oferecem uma complementação pedagógica, ou seja, um currículo que contempla conteúdos que são ministrados nas universidades americanas, como a literatura inglesa, por exemplo. Contudo, no final da formação, os alunos da escola bilíngue não recebem um diploma com reconhecimento internacional, com validade no Brasil e no exterior, e tampouco têm uma vaga garantida numa instituição de ensino fora do país. Para carimbar o passaporte de entrada em

uma universidade americana, ou em qualquer outro lugar do mundo, o caminho é um só: apresentar o certificado do International English Language Testing System (IELTS), um exame de alta complexidade, que comprova formação avançada na língua inglesa, além da aprovação no SAT, uma espécie de “Enem” americano. Nesse contexto, a escola bilíngue pode contribuir, mas não é fundamental para aqueles que almejam ter um diploma superior assinado por uma instituição internacional. Os pais devem ficar atentos antes de matricular seus filhos. Muitas instituições que se autonomeiam bilíngues dispensam, por conta própria, a apresentação de certificados que validem esse ensino. Eles também devem buscar informações e não confundir termos e conceitos diferentes, como escola bilíngue, escola internacional e programa bilíngue. Em tese, escola bilíngue é aquela que engloba, necessariamente e de maneira integrada, o ensino do inglês e do português. Entretanto, as escolas bilíngues não cumprem os requisitos que classificam as escolas como “internacionais”.

As escolas internacionais são validadas pelo International Baccalaureate (IB), e trazem outros idiomas na grade - como francês e alemão - , além de seguirem os moldes europeu e americano, o que resulta em uma série de mudanças na rotina dos alunos, como a adição de um ano ao ensino médio e contra turno. Nelas, a perspectiva holística se estende a todas as disciplinas. As avaliações são provas discursivas em inglês, para todas as áreas do conhecimento. E, ao final do curso, além de apresentarem o portfólio com as atividades extracurriculares realizadas ao longo dos anos, os alunos escolhem um tema original, e com o qual tenham afinidade, para redigir e apresentar uma monografia. Os pais que realmente desejam proporci-

onar para os filhos a oportunidade de fazer uma graduação fora do Brasil, devem ter mente que é necessário matriculá-los numa escola de inglês que realize uma certificação de peso, para comprovar conhecimento avançado e fluência na língua inglesa. Esse é o primeiro passo. O segundo é incentiválos a estudar e obter notas altas, para que sejam aprovados no SAT, uma prova de conhecimentos gerais. Já os pais que almejam preparar as crianças para migrarem entre vários idiomas e lidarem com os desafios do mundo globalizado, as escolas internacionais são a melhor opção. *Carla Probst é gerente dos exames de Cambridge da Cultura Inglesa de Curitiba e especialista em avaliação para crianças.


13


14

Esporte

Jefferson Gomes Cabral e Silva

Furacão quer fazer um super time em 2018 O ano de 2018 será um ano forte para o futebol do Atlético Paranaense. O furacão vai montar um timão para o campeonato brasileiro. No paranaense, acredito eu, colocará um time misto. A torcida do furacão acredita que este próximo ano será o ano de um futebol de alto nível com grandes contratações e aproveitando as grandes revelações das categorias de base. O Atlético Paranaense disputará também a copa Sul Americana em 2018. O time esta muito bem montado. Com a saída de Paulo Autuori e Fabiano Soares, o furacão aguarda a divulgação do novo técnico. Recentemente esteve em Curitiba, o técnico Seedorf, ex jogador da seleção holandesa com passagem pelo Botafogo e técnico do Milan, Seedorf tenta se firmar no futebol brasileiro. E o furacão, tradicional clube da primeira divisão do futebol b rasileiro é o time

certo para a projeção de Seedorf. Na copa do Brasil, o furacão enfrentará o Caxias do Rio Grande do Sul. O Coritiba ainda tenta se reestruturar do baque que foi a queda para segunda divisão. Vai ter que lutar muito e jogar com muita seriedade para voltar a elite do futebol em 2019. A nova diretoria promete reestruturar o Coritiba. Com relacao a Kleber Gladiador a sua permanência divide o torcedor. Alguns falam que ele é fundamental para o Coriitiba voltar para série A. Outros falam que é um jogador problema e o custo benifício não vale a pena. O Paraná Clube está feliz da vida por voltar a elite do futebol. Vai ser o melhor natal dos torcedores tricolores dos últimos anos. Agora a preocupação é fazer um bom time para disputa do campeonato paranaense, pois alguns jogadores deixaram o tricolor neste final de ano. E aproveitar alguns jogadores da base é de suma importância para o Paraná Clube. No Londrina a expectativa continua de fazer um bom campeonato paranaense e o sonho de subir a elite do futebol em 2019 continua mais viva do que nunca. Cláudio Tencati deixou o tubarão depois de muitos anos, vai fazer falta. Tencati brilhantemente ganhou no comando do tubarão o título da primeira liga vencendo o galo nos penaltis com destaque para o goleiro César. Mais uma vez o Rio de Janeiro decepcionou o Brasil. Depois das agreções que os argentinos sofreram de parte de alguns torcedores ignorantes que estiveram no Maracanã na descisão da Copa 2014, também o assassinato absurdo daquele argenti-

ALFAIATARIA MEDINA Confecções modernas. Masculino e feminino. Reformas em geral. Atende em domicílio. Nicásio Medina Gaona Edifício Tijucas, 2º andar Sala 208 - Fone 3019.7919

Bar do João :: O Melhor Bar da Savassi :: Localizado há mais de 20 anos no coração da Savassi - bairro tradicional de BH conhecido pelo comércio e vida noturna - o Bar do João é o típico boteco com mesas na calçada, bom bate papo, tira-gosto, rock and roll, porções e cervejas geladas. Rua Tomé de Souza, 810 - Savassi Belo Horizonte, MG - Fone 3261.9556

Nelson Ferri e Carlo, torcedores do furacão do bar Stuart. Casa de Massas Dom Conchiglione (San Genaro) que fica na Padre Anchieta, 2373 no Champagnat. Com o comando geral de Marcelo Dell Débbio. Edson do restaurante Trovatore na Brigadeiro Franco. Os Médicos vasculares Dr. Roberto Yokoyoma, Dr. Francisco Coral e Dr. Pichetti. Sidney da Screen Vídeo Locadora. Juca do Zézitos Bar, tradicional bar do Agua Verde. Uma das melhores opções da Agua Verde. Juca está feliz da vida com o seu Paraná Clube. Casa de Frutas do Abo Hashen na 24 de Maio, centro. Com a gerência de Mohammad Jamal. Nelson Ferri com amigos no tradicional Destaque em Belo HorizonBar Stuart: Nivaldo Carneiro, ex-jogador te: do Atlético, Dante Mendonça, entre outros. Bar 222, no bairro Anchieta, com a gerência de Dimas, Torcemeiro jogo de 2 x 1 na Argentina e empa- dor do Atlético Paranaense. Chopp da Fábrica, na avenida do Contou o segundo jogo no Maranã por 1 x 1, sagrando-se brilhantemente campeão. Bas- torno, 2736 em Santa Efigênia, com a geta lembrar que o Independiente é o maior rência de Marcos Alexandre. Restaurante Geraes, um excelente atencampeão da Libertadores da América gadimento no centro de Belo Horizonte. O nhando por sete vezes. Os argentinos foram mau rececpcionados no Rio de Janei- verdadeiro Sabor de Minas, na Rua São ro mostrando o que todos já sabem que a Paulo, 387 centro BH. Sorveteria Alessa, na rua São Paulo, 212 Cdade Maravilhosa continua decadente. no bairro de Lourdes. O melhor de Belo Destaques: Horizonte, sob o comando de Nicolas, torOs advogados Rolf Koernner Júnior e cedor do River Plate e do Furacão. Rodrigo Koernner. no que aconteceu alguns anos atás num bar do Rio. e agora os argentinos do Independiente que conquistou recentemente a Copa Sul Americana, pois ganhou o pri-

Venha para o melhor restaurante vegetariano de Curitiba


15

Pão de Queijo Afrodisíaco Falaram para o português que pão de queijo era afrodisíaco, então ele foi na padaria e pediu 50 pães de queijo. O vendedor surpreso com o pedido disse: - Mas, senhor... metade vai endurecer! O português disse: - Me dá 100 então! mLmLmLmLmLmLmLmLmLmL Beijo Antes de Sair - Oi, amor... - Diga! - Você já percebeu que o vizinho ao lado antes de sair enche a mulher de beijo? - Já percebi sim! - Então por que você não faz o mesmo? - Tá louca, eu nem conheço a mulher dele! mLmLmLmLmLmLmLmLmLmL Pedindo Informação Dois amigos chegam a uma cidadezinha em uma tarde chuvosa e resolvem ir à zona, mas não sabem onde é. Saem pela rua a procura de alguém para perguntar, e encontram um padre, um diz ao outro: - Não podemos perguntar isso ao padre. O outro responde: - Deixa comigo. - Ola padre, sua benção, queremos ir à missa e não sabemos onde é a igreja! - Deus abençoe meus filhos, a igreja é na rua de cima três quarteirões para o lado sul. - Nossa padre! A igreja é perto da zona? - Não meu filho, a zona é na rua de baixo, cinco quarteirões para o lado norte. mLmLmLmLmLmLmLmLmLmL Os Filhos de Seu Torrinco Seu Torrinco tem 5 filhos, um se chama Torresmo, um se chama Bombom, um se chama Marreta, um se chama Pimenta e um se chama Trouxa. Torresmo está na cozinha fritando carne, Bombom está fazendo doce, Marreta está esmagando formigas, Pimenta está brincando na fogueira e o Trouxa está lendo. mLmLmLmLmLmLmLmLmLmL Dois Sapos Voando Dois sapos voando. De repente um olha pra o outro e diz: - Epa! Sapo não voa! - É mesmo! Começaram cair. No meio da queda o outro sapo diz: - Mas espere ai! Sapo não fala! - É mesmo! E continuaram voando... mLmLmLmLmLmLmLmLmLmL Encontrando Dinheiro Dois homens estavam andando pela rua, quando de repente encontraram 50 reais. O primeiro diz: - Vamos comprar 45 reais de cachaça e 5 reais de pães. O segundo diz: - Você é louco? Pra quê isso tudo de pão?

=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=

=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=/=

Aprendendo a Pilotar Um homem vai limpar a cabine de um avião e encontra um livro com o título "Como Pilotar Um Avião - Volume 1". Ele curioso abre a página 1 e vê escrito: "Para ligar o avião pressione o botão vermelho". Não conseguindo conter a curiosidade ele aperta o botão vermelho e o avião começa a fazer o barulho do motor. Na página 2 ele lê: "Para movimentar o avião pressione o botão azul." A curiosidade é enorme, ele aperta o botão azul e o avião começa a voar. O homem fica muito animado por conseguir fazer tão facilmente o avião voar. Após alguns minutos de voo ele começa a passar as páginas e desmaia ao encontrar escrito na última página: "Para aprender a aterrissar o avião compre o nosso Volume 2 nas melhores livrarias." mLmLmLmLmLmLmLmLmLmL Chamando Para Brincar O velhinho passou na frente de um bordel e uma loira linda o chamou: - E aí vovô, vamos brincar um pouquinho? O velho respondeu desolado: - Já não consigo mais minha filha! A mulher então insiste: - Eu serei paciente com o senhor. O velhinho acaba acompanhando a mulher no quarto e logo foi a primeira, sem nem tirar foi pra segunda e com cinco minutinhos partiram para a terceira. A mulher surpresa diz: - E o senhor disse que não podia mais! E o velhinho explicou: - Isso eu consigo, eu não consigo mais é pagar! A aposentadoria não me permite. mLmLmLmLmLmLmLmLmLmL Marido Assaltado O marido é assaltado, tem os pertences e suas roupas levadas. Ele chega mais cedo em casa e encontra sua mulher pelada com o vizinho. - Maria! Ricardo! Não acredito! Até vocês foram assaltados? mLmLmLmLmLmLmLmLmLmL Proposta do Filho O filho diz para a mãe: - Mãe, se a senhora me der 500 reais eu não digo nada pro papai sobre o que a senhora fez com o Ricardo ontem. A mãe fica sem graça, coça a cabeça e diz: - Tome filho, 500 reais, agora fique de boca fechada. - Sim, mamãe. Combinado! Algumas horas depois: - Pai, se o senhor me der 1000 reais, eu conto o que a mamãe fez que o senhor não pode saber. O papai meio ansioso aceita a proposta: - Aqui está, filho, 1000 reais, agora me conte, o que a mamãe fez que eu não posso saber? - Ela me deu 500 reais pra ficar de boca fechada.


16

Jornal Água Verde 12.2017  
Jornal Água Verde 12.2017  

Jornal de bairros da cidade de Curitiba, Brasil.

Advertisement