Page 1

A N O I X - # 447

W W W. J O R N A L A G O R A N E W S . C O M . B R

SÁBADO, 11 DE AGOSTO DE 2018

Santa Isabel deve polarizar votos nas eleições 2018

Pág. 10

Marco Bertaiolli (PSD)

Luiz Carlos Gondim (PTB)

Marcio Alvino (PR)

André do Prado (PR)

A uma semana do início da campanha eleitoral, nomes reconhecidos do Alto Tietê deverão aglutinar a maior parcela dos votos do eleitorado isabelense


02

www.jornalagoranews.com.br

11 de Agosto de 2018

12 anos de Maria da Penha e o grito abafado da violência contra a mulher EDITORIAL Esta semana a Lei Maria da Penha completou doze anos. Apesar de ter sido criada para atuar como uma ferramenta de enfrentamento à violência sofrida pela mulher, mais de uma década após sua criação, ainda assistimos a casos massivos em que as vítimas perderam suas vidas através do ódio por uma questão de gênero. Recentemente, a história de Tatiane Spitzner, a advogada morta por seu companheiro, entrou para a estatística de mulheres vítimas fatais dessa cultura violenta. Enquanto isso, a sociedade segue omissa a essa triste realidade. Ah, mas em briga de marido e mulher, ninguém bota a colher! E no caso de Tatiane Spitzner ninguém botou mesmo.

jornal@jornalagoranews.com.br

Apesar do casal já chegar discutindo ao prédio onde moravam, em Guarapuava, no Paraná, não houve qualquer testemunha que acionasse a polícia. Mesmo quando o professor universitário agrediu a mulher com tapas e até golpes de artes marciais, que deixaram Tatiane desacordada, ninguém se manifestou. Bem que a vítima queria se desvencilhar das agressões, correu, gritou por socorro, tentou fugir e foi agarrada no elevador, onde apanhou ainda mais. As câmeras do circuito interno de vídeo do edifício filmavam tudo enquanto o porteiro acompanhava o espancamento, mas ele não interviu. Tatiane foi jogada ao chão quando chegou ao andar onde mora, foi arrastada para

dentro de seu apartamento e jogada para fora pela sacada do 4º andar. Parece surreal, mas aconteceu, o marido de Tatiane desceu até o local onde o corpo da vítima estava estirado, pegou o cadáver de Tatiane e o levou de volta para o apartamento. Voltou ao elevador e ao saguão do prédio para limpar os vestígios de sangue. Os policiais já haviam chegado ao local quando o homem pegou o carro da mulher e fugiu. Tatiane só recebeu atenção depois que foi assassinada e o homem só foi preso por ter sofrido um acidente de carro naquelas proximidades. A discussão que o caso de Tatiane traz, é sobre a efetividade de uma Lei que nasceu para resguar-

dar as mulheres, mas não conta com o apoio popular para denunciar casos de abusos. O viés de que “está com ele por querer”, ou, “se estivesse ruim, já teria se separado”, tem contribuído para que as estatísticas de feminicídio cresçam constantemente. O problema é que as agressões contra a mulher, não nascem em grandes proporções. O primeiro abuso dificilmente culmina em um braço quebrado ou olho roxo, por exemplo. Geralmente tudo começa com frases sutis, como “troca essa roupa curta”, “não quero que vá para a academia”, ou qualquer coisa que deixe a dúvida entre um ciúmes saudável ou algo a se preocupar. O problema é que as coisas tendem a tomarem maior

proporção, até chegar aos gritos, depois empurrões, depois agressões efetivas. A Lei Maria da Penha foi sancionada em 07 de agosto de 2006, mas doze anos depois muitas mulheres ainda são mortas sem qualquer direito à defesa. Além de Tatiane, recentemente também morreram Marília, baleada pelo marido; Adriana, baleada pelo marido que se matou em seguida, deixando dois filhos pequenos órfãos; Graziela, supostamente jogada do terceiro andar do prédio, por seu próprio companheiro e tantas outras que entraram apenas na estatística da violência. O feminicídio define o homicídio de mulheres como crime hediondo quando envolve menos-

prezo ou discriminação à condição de mulher e violência doméstica e familiar, quando uma mulher é morta por sua condição de gênero. A importância deste enquadramento pode ser melhor enxergada quando observamos as alarmantes estatísticas sobre a morte violenta de mulheres no país. Segundo Anuário Brasileiro de Segurança Pública, foram 221.238 registros no ano passado. Número de mulheres assassinadas aumentou 6,1% no ano passado. Mas tão importante quanto haver uma Lei que resguarde a segurança da mulher, é existir uma conscientização de que casos de violência devem ser denunciados. Uma denúncia pode salvar vidas.


www.jornalagoranews.com.br

11 de Agosto de 2018

1

03

Conscientização sobre HPV aumenta número de vacinas aplicadas na cidade RESULTADO DA EQUIPE DA SAÚDE

O Ministério da Saúde define o HPV (vírus do papiloma humano) como uma infecção sexualmente transmissível provocada por um vírus de mais de 200 variações que ataca as mucosas oral, genital ou anal, em mulheres e homens. Em Santa Isabel, apesar da vacina que combate o HPV estar disponível através do SUS (Sistema Único de Saúde), as Unidades Básicas de Saúde registravam baixa procura por parte da população até adotar a conscientização “in loco”como maneira de incentivar a vacinação. A ideia deu certo e a cobertura vacinal disparou. Visitando escolas e conversando com jovens e crianças – público alvo da campanha que abrange meninas na faixa etária de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos – a equipe da Secretaria de Saúde de Santa Isabel já deu orientação a mais de 1.000 alunos das redes pública e privada, tanto no perímetro urbano, quanto rural. O trabalho consiste em apresentar as crianças, informações sobre o HPV, sobre a importância da imunização e assim mobilizando a comunidade escolar; a Pasta aumentou significativamente o número de vacinas aplicadas no município. Na Unidade de Saúde do Vila Nova, a equipe local relata que a média de vacinação contra o HPV girava em torno de 05 doses aplicadas por mês, porém, após a implantação das palestras nas escolas, já foram registradas 95 aplicações mensais no local: “A busca pela vacina aumentou bastante por aqui. Também

registramos o aumento no atendimento de crianças e adolescentes que, após assistirem a nossas palestras, buscaram ajuda médica”, relata a auxiliar de enfermagem, Lucilene Miranda. O conteúdo apresentado pela equipe de saúde que palestram nas escolas, engloba conhecimentos sobre o vírus HPV e a importância da vacinação. Por meio de slides, profissionais da saúde conversam com os alunos, abrem espaço para um bate papo descontraído e, ao final do encontro, respondem a perguntas do público presente: “Em algumas ocasiões, alunos nos procuram de maneira reservada para relatar que já sofrem de problemas citados durante a palestra. Nestes casos, damos total apoio ao adolescente e encaminhamos ele ao serviço de saúde”, complementa Lucilene.

Para o secretário de Saúde, Cleber Kerchner, o HPV é um tema muito importante que deve ser pautado não apenas em consultórios médicos, mas também no ambiente escolar: “Levar conhecimento sobre esse vírus aos alunos da rede municipal é a forma mais eficaz de garantir que a população entenda a importância da vacinação. A ação desenvolvida por nossos profissionais deu certo e nossa cobertura vacinal alcançou números positivos”, diz. De acordo com dados emitidos pela Secretaria de Saúde, as palestra sobre HPV atingiram 103 grupos, no total. Após essa ação de conscientização, nos meses de junho e julho 399 adolescentes foram imunizados em Santa Isabel. SEXUALIDADE PRECOCE: Após visita em dezenas de escolas de Santa

Isabel, a equipe da Secretaria de Saúde de Santa Isabel, em conversa com crianças e adolescente, constatou que a sexualidade está mais presente na vida desse público, do que o imaginado. Durante as palestras, os profissionais de Saúde se depararam com casos de jovens com pouca idade, muitas vezes crianças, que além de já terem iniciado a vida sexual, acumulavam mais de um parceiro ou parceira. De acordo com depoimentos de enfermeiros da rede, foram registrados diversos casos de adolescentes que já apresentam sintomas de HPV e que após receberem orientação, procuraram ajuda médica. “Começávamos a palestra explicando sobre o vírus e na metade de nossa apresentação, muitas vezes presenciamos alunos chorando quando viam as fotos das feridas causadas pelo vírus. Estes jovens, em sua maioria, já apresentavam os primeiros sinais do HPV e ao final da explanação, nos procuravam para pedir ajuda”, conta o enfermeiro Valter Aparecido, que também atua na unidade de Saúde do Vila Nova. A equipe de Saúde destaca que muitas vezes esses jovens têm dificuldades em iniciar um tratamento contra o vírus, já que precisam dos pais para terem acesso ao serviço médico, porém, têm receio de contar aos responsáveis sobre a vida sexual que levam. NÚMEROS: Técnicos da Secretaria de Saúde de Santa Isabel destacaram a alta incidência do vírus no país. Segundo desta-

cado pela Pasta, apesar do Brasil ser o único país da América Latina a disponibilizar a vacina na rede pública de Saúde, todos os anos novos 16 mil casos de HPV são diagnosticados, representando a quinta pior estatística mundial. O Brasil também é campeão mundial nos procedimentos de amputação de pênis derivada de doenças sexualmente transmissíveis. O fenômeno se dá ao fato da baixa adesão da vacinação. De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que prega a proteção do direito à vida e a saúde, é expressamente previsto o direito à vacinação de crianças e adolescentes, sujeito a sanção penal para pais que não providenciarem a medida obrigatória. Em março deste ano, o Ministério da Saúde divulgou que, em todo o Bra-

sil, estima-se que cerca de 54,6% dos brasileiros entre 16 e 25 anos estão infectados com o papilomavírus humano (HPV). Na ocasião, foram entrevistadas ao todo 7.586 usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), mas só 2.669 passaram por testes para detectar a presença do vírus. Do total de casos confirmados, 38,4% das pessoas registraram um dos tipos mais perigosos de HPV, capaz de causar câncer. Os dados do Ministério da Saúde apontam ainda que a maioria dos entrevistados afirmou viverem uma união estável, representando: 41,9% que disseram namorar e 33,1% que se disseram casados ou morando com o parceiro. A idade média do início da vida sexual foi de 15,3 anos para mulheres e 15 anos para os homens, e a data da primeira gestação se manteve na casa dos 17,1.


04

www.jornalagoranews.com.br

11 de Agosto de 2018

Secretaria de Saúde vacina apenas 11% das crianças contra poliomielite e sarampo CAMPANHA PRECISA DA ADESÃO DOS PAIS

O primeiro “Dia D” de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo aconteceu no último sábado, 04 de agosto, atendendo a Campanha Nacional que visa à imunização do público infantil com idade entre 1 e 4 anos. E a Prefeitura de Santa Isabel, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informou que imunizou mais de 310 crianças, o que corresponde a 11% de cobertura vacinal. “Essa é uma campanha de vacinação muito importante para a saúde das crianças, o responsável deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima e levar a criança para ser imunizada, contamos com a colaboração de todos”, afirmou a Prefeita de Santa Isabel, Fábia Porto. Para contemplar o público-alvo com a vacina ‘tríplice viral’ que previne contra a paralisia infantil, sarampo, caxumba e rubéola, a Estratégia Saúde da Família – ESF Jardim Eldorado e a Unidade Básica de Saúde – UBS I Prefeito Ilário Dassiê, bem como uma Unidade extra montada na Praça Fernando Lopes – Centro, estiveram atendendo das 8h às 17h. No próximo sábado,dia 18 de agosto, será realizado uma mobilização em toda a Rede Municipal de Saúde, composta pelas seguintes unidades: UBS I Prefeito Ilário Dassiê; UBS II Dr. Francisco Pedreira Ribeiro (Avenida Brasil); UBS III Pref. Jose Raymundo Lobo (Monte Negro); ESF Jardim

Eldorado; ESF Jardim Novo Éden; ESF Vila Guilherme; ESF Vila Nova; ESF Ouro Fino; ESF Cachoeira e uma Unidade extra na Praça Fernando Lopes – Centro, estarão atendendo a população. O Sarampo é uma infecção contagiosa transmitida por um vírus. Os sinais se caracterizam por alterações na pele, acompanhadas de febre, tosse, coriza e mal-estar. O vírus pode ser transmitido pelo contato com secreções de pacientes contaminados, através de tosses, espirros ou gotículas de saliva que se espalham pelo ar. Geralmente, a doença atinge em maior intensidade o público infantil. A Poliomielite, também conhecida por paralisia in-

fantil, é uma doença infectocontagiosa viral aguda, no qual o paciente sofre fraqueza ou paralisia em determinada parte do corpo. Na maioria dos casos, os sintomas são silenciosos. Mesmo sabendo que Santa Isabel poderá ter dificuldade de atingir a meta de vacinação, o Secretário de Saúde do município se mostrou otimista. “A realização do primeiro ‘Dia D’ de mobilização foi um sucesso e já conseguimos vacinar uma boa parte do grupo prioritário. Pretendemos atingir a nossa meta de 95% de cobertura vacinal nas próximas semanas”, ressaltou o Secretário Municipal de Saúde, Cleber Kerchner. Para mais informações,

entre em contato com a Unidade de Saúde mais próxima ou com a Secretaria Municipal de Saúde, no setor de Vigilância Epidemiológica, por meio do telefone: 4656-4444. AMEAÇA: Baixo índice de imunização abre espaço para que doenças erradicadas no Brasil voltem à tona. Sarampo e poliomielite são as mais preocupantes, mas a febre amarela também se torna ameaça, na medida em que situação de quase epidemia assustou a região Sudeste em 2017 e começo deste ano. O Ministério da Saúde divulgou, no fim de junho, um alerta para 312 municípios em que a cobertura vacinal está abaixo dos 50%, sendo o recomenda-

do igual ou maior que 95%. Especialistas culpam fakenews (notícias falsas) sobre problemas causados pelas vacinas para a diminuição. No Brasil, o último caso de poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, causada pelo poliovírus foi registrado em 1989, e desde 1994 foi dada como erradicada no País. Mas agora volta a ser uma ameaça. O índice de vacinação contra pólio passou de 100%, em 2002, para 77% no ano passado. Segundo infectologistas, a baixa cobertura vacinal é o que mais facilita a reentrada da doença no País, mas não o único. “Uma vez que, além de o vírus ser transmitido por saliva, tosse ou

espirro, a contaminação também acontece por via fecal-oral. Então, nos locais onde a condição sanitária é precária, temos um fator adicional a contribuir para a reintrodução do vírus e, portanto, da doença”, afirma. No caso do sarampo, a transmissão é exclusiva pessoa-pessoa, de modo que a cobertura vacinal é a única proteção. Os especialistas estão preocupados pela baixa cobertura vacinal abaixo do recomendado em algumas regiões e apontam os movimentos anti-vacina, que convencem as pessoas a não se vacinarem e não vacinarem seus filhos. “Esse movimento se baseia em série de argumentos sem nenhuma base científica. Como um trabalho realizado por um cirurgião, que associou a vacinação contra sarampo/ caxumba e rubéola com autismo”. Vários surtos de sarampo já foram descritos em países da Europa e nos Estados Unidos devido às falhas de cobertura. A meta recomendada pelo Ministério da Saúde de cobertura vacinal é maior ou igual a 95%, e deve ser alcançada em todos os municípios brasileiros, tanto na rotina quanto nas campanhas. Embora a campanha tenha como foco crianças entre 1 e 5 anos incompletos, no caso do sarampo, adultos que não estejam com a carteira em dia também podem tomar a vacina, mediante avaliação na UBS.


www.jornalagoranews.com.br

11 de Agosto de 2018

1

05

Carreta “Mulheres de Peito” chega a Santa Isabel na próxima segunda-feira SAÚDE

A partir da próxima segunda-feira, 13 de agosto, a cidade de Santa Isabel recebe a carreta do programa “Mulheres de Peito” na Praça da Bandeira, para a realização de exames de mamografias gratuitos. Os serviços terão início no dia 14 de agosto e seguirão até o dia 1 de setembro. “A prevenção é sempre a melhor escolha para uma saúde de qualidade, nós mulheres precisamos nos conscientizar da importância do exame de mamografia. Farei questão de estar presente, participando ativamente e também realizando o exame”, afirmou a Prefeita de Santa Isabel, Fábia Porto. Os atendimentos serão realizados de segunda à sexta-feira, das 9h às 18h, com distribuição de 50 senhas, e aos sábados, das 9h às 13h, com distribuição

de 25 senhas. Mulheres com idade entre 35 a 49 anos deverão apresentar o encaminhamento médico, Cartão SUS e RG. Já as mulheres acima de 50 anos, apenas RG e Cartão SUS. O programa tem como objetivo combater o câncer de mama e conscientizar as mulheres sobre a importância da realização dos exames para um diagnós-

tico precoce. As Carretas de Mamografia passam por todos os municípios paulistas e contam com uma equipe especializada e toda estrutura necessária. “O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais incidente entre as mulheres no mundo. Considerando que no Brasil, a estratégia preconizada para o rastreamento de câncer

de mama é a mamografia, a parceria com o Governo Estadual para disponibilização da carreta em nosso município irá apoiar na melhoria do cuidado ofertado, garantindo que os casos indicativos sejam diagnosticados e, a depender do resultado, direcionados para acompanhamento e tratamento. É de extrema importância que todas as

mulheres acima de 35 anos façam os exames de mamografia. Devemos lembrar que com um diagnóstico precoce, mais chances de cura o paciente pode ter”, alertou o Secretário Municipal de Saúde, Cleber Kerchner. ESTADO: São Paulo apresenta a melhor cobertura para rastreamento de câncer de mama no país. Porém o Estado posiciona-se abaixo da meta preconizada pelo MS (INCA) de cobertura de no mínimo 70% das mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos. O número de mamógrafos existentes no Estado (433), públicos ou conveniados SUS, atinge a média de 4,4 mamógrafos por 240 mil mulheres SUS dependentes. A OMS preconiza 01 mamógrafo para 240 mil mulheres. Mesmo assim, o governo aponta que não tem

sido possível sensibilizar a mulher assintomática a realizar o exame preventivo considerado tão importante para sua saúde e ressalta vários motivos podem justificar a não aderência desta mulher: trabalhos apontam principalmente três causas referidas - falta de tempo, constrangimento e dor na realização do exame. “Por todas estas razões é criado na Secretaria de Estado de São Paulo o Programa Mulheres de Peito, com o objetivo de conscientização destas mulheres sobre a importância da realização do exame, assim como a facilidade do acesso ao mesmo, através da dispensa do pedido médico, facilidade de agendamento e garantia do tratamento logo após a confirmação do diagnóstico”, conclui a nota da Secretaria Estadual de Saúde.


06

www.jornalagoranews.com.br

11 de Agosto de 2018

Prefeitura apresenta relatório sobre a retirada de água da Represa Jaguari SANTA ISABEL

Mesmo após o início das atividades da interligação entre as represas Jaguari e Atibainha, realizadas pela SABESP,neste período de estiagem, o nível da Represa Jaguari, em Santa Isabel, tem diminuído dia a dia, fato que preocupou as autoridades locais. Diante disso, a equipe técnica da Prefeitura de Santa Isabel elaborou um detalhado relatório apontando a gravidade da situação do reservatório municipal. O documento foi protocolado esta semana junto a Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo e no Departamento de Água e Energia Elétrica (DAEE). As águas da represa do Jaguari que têm sido utilizadas para o abastecimento de parte da região metropolitana de São Paulo, além de serem utilizadas na geração de energia para empresas localizadas no estado do Rio de Janeiro, têm sofrido uma perda de cinco metros cúbicos por segundo. Apesar da quantidade ser quase a metade

do descrito no documento de outorga que autoriza a atividade, a situação atual tem alarmado moradores e as autoridades locais. Esta semana, a Prefeita Fábia Porto, acompanhadado Secretário de Meio Ambiente e Planejamento, Antônio Marcus e do representante da Associação dos Pescadores Amadores, Jair Simão, esteve nos órgãos estaduais para entregar um relatório que comprova irregularidades na retirada do volume de água da Represa do Jaguari. Em entrevista ao Jornal Agora News, o secretário municipal, Marquinhos Pelican, que agora também responde pelo Meio Ambiente no município, acompanhado do Diretor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Agropecuário, Anderson Pedroso Viana, explicaram como têm sido as tratativas entre o município e os órgãos estaduais. A iniciativa da Prefeitura de Santa Isabel em reivindicar providências

dos órgãos responsáveis, começou quando passou a ser possível perceber nitidamente que o volume de água represada estava muito baixo, após o período de estiagem de 40 dias. A APASIAN (Associação dos Pescadores Amadores de Santa Isabel - África Nilo), também fez o alerta à Prefeitura, de que a situação estaria crítica. A partir daí, foi agendada uma vistoria conjunta, na qual foi realizada a medição do nível das águas. De barco, a equipe da Prefeitura percorreu a represa e na régua que mede o nível da represa foi possível ver que a mesma está com o ní-

vel abaixo dos 40%, o que é alarmante segundo a equipe técnica da Prefeitura. Munida desse detalhado relatório, a prefeita de Santa Isabel, Fábia Porto, procurou a Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo, a fim de apresentar a situação a qual o município atravessa, além de buscar soluções para prevenir possíveis problemas com relação ao abastecimento de água. Em conversa com o secretário de Saneamento e Recursos Hídricos, Ricardo Borsari, o mesmo se comprometeu a reunir-se com a diretoria da Sabesp para verificar quais seriam os in-

vestimentos da Companhia para manter o abastecimento de água no município. A prefeita Fábia Porto prometeu acompanhar de perto o andamento das ações para evitar a possibilidade de uma crise hídrica no município. O próximo passo a ser dado pela administração municipal, além do contato com a Sabesp, será também buscar orientação por parte da Agência Nacional de Águas (ANA), já que o rio em questão é interestadual, cortando São Paulo e Rio de Janeiro, e é este órgão quem autoriza a quantidade da água a ser retirada. O Secretário do Estado também pediu apoio de Santa Isabel para que mande um ofício a ANA apresentando a questão do volume de água dispensado para o Rio de Janeiro, o qual algumas empresas usam para a geração de energia. Este seria o maior problema na retirada de água de Santa Isabel. A obra de transposição é uma obra de segurança hídrica, portanto, deve ga-

rantir a distribuição de água para Santa Isabel e outras cidades. Segundo informações da Secretaria de Meio Ambiente, o Comitê de Bacias fez uma deliberação, que dentro da outorga que autoriza a retirada de água do município e umas das condicionantes para tal, seria a existência de estudos e ações que visem garantir água para o município.O posicionamento da Prefeitura, segundo a Pasta responsável, tem sido buscar explicações e soluções para garantir que a água seja distribuída normalmente em toda cidade. USO RACIONAL: A Secretaria de Meio Ambiente destaca que apesar da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo afirmar que Santa Isabel se encontra em uma posição ainda confortável com relação a quantidade de água que ostenta atualmente, a equipe técnica isabelense alerta que a situação se mostra sim preocupante e o ideal seria que, desde já, a população usasse a água com responsabilidade.


www.jornalagoranews.com.br

11 de Agosto de 2018

1

07

Vereador quer informações sobre Casas Segundo semestre inicia com novas de Recuperação existentes na cidade turmas para o Programa Esporte Total SANTA ISABEL

O vereador Luiz Caesa (PR) requereu na Sessão de terça-feira, 07 de agosto, informações sobre o funcionamento das Casas de Recuperação existentes no Município de Santa Isabel, e também questões envolvendo a legalidade, quantidade de internos, vagas, o custo mensal que cada Casa tem com o trabalho executado. Em tribuna o parlamentar informou que seu pedido é em razão às denúncias sobre “Clínicas” instaladas na cidade sem obedecer as imposições legais e casos em que ao serem vistoriadas pela Vigilância Sanitária, os internos se escondem no mato. “Não podemos concordar com o funcionamento clandestino de Casas de Recuperação, se trata de um trabalho cau-

PARTICIPE!

teloso e é importante que esses centros sejam legalizados. Peço que aprovem meu pedido para que investigue-

mos esse caso”, disse. Como ex-secretário da Promoção Social, Ti Nagate destacou que a regularização entra em conflito com a assistência que estas casas dão, pois o agente público quer ajudar, mas as questões são demasiadamente burocráticas. “Nem todas as pessoas em situação de rua ou usuários são de Santa Isabel, muitas vêm pra cá, indicadas por outras pessoas que sabem do número expressivo de entidades instaladas aqui. É uma política pública de gente grande, é um assunto que precisa ser muito bem tratado. Esses internos são pessoas que estão doentes assim como suas famílias, e precisam de apoio de profissionais. Precisam e querem ser reinseridas na sociedade”, concluiu.

No primeiro semestre de 2018 mais de 800 pessoas participaram das atividades desenvolvidas pelo programa Esporte Total. Devido ao grande sucesso de adesão, novas turmas foram abertas e diversas modalidades esportivas estão com vagas disponíveis no Ginásio Municipal de Esportes e no Jardim Eldorado. O Centro Poliesportivo do Jardim Eldorado, que hoje conta com aulas de sete modalidades, entre futsal, ritmos, balé, tai chi chuan, jiujitsu, taekwondo e capoeira, inicia o semestre com uma nova turma de judô. A modalidade, que é uma das mais procuradas no Ginásio Municipal, contando com cerca de 100 alunos frequentes, agora também terá aulas às terças-feiras a partir das 18h no Jardim Eldorado. “Reconhecemos a importância do esporte na nossa cidade e vimos que o Esporte Total foi uma ótima iniciativa para melhorar o hábito da prática de atividades físicas e

a saúde da nossa população. Santa Isabel está sendo representada em grandes campeonatos, mas o mais importante, sem dúvidas, é o bem estar de todos”, afirmou a Prefeita de Santa Isabel, Fábia Porto. No Ginásio Municipal Francisco de Souza, uma nova turma de balé também foi aberta e já conta com alunos matriculados, com aulas que acontecem as terças-feiras a partir das 17h. Os interessados devem comparecer ao Ginásio de segunda a sexta, entre 8h e

17h para retirar a ficha de matricula que deve ser entregue junto com uma foto 3x4 e um atestado médico. Para as aulas do Jardim Eldorado, as matrículas podem ser feitas no local. “O Esporte Total foi uma excelente iniciativa, agora vamos trabalhar para fortalecer e expandir o Programa, sempre visando o maior número de isabelenses possível”, explicou a Secretária Municipal de Educação e Secretária Interina de Cultura e Esportes e Lazer, Liliene de Paiva.


08

www.jornalagoranews.com.br

11 de Agosto de 2018

Promoção Social terá veículo zero Cidade solicita cursos de qualificação profissional ao Governo do Estado km para atender população CURSOS GRATUITOS

SECRETARIA

A Prefeitura de Santa Isabel, por meio da Secretaria de Assistência e Promoção Social recebeu na última semana um veículo zero quilômetro da marca Renault/Sandero, que reforçará a frota da Pasta. Atualmente, parte dos veículos da secretaria está passando por diversos serviços de manutenção, o que tem dificultado o atendimento à população. Segundo o ex-secretário da Pasta e vereador Ti Nagate, o veículo novo chega em boa hora para reforçar os trabalhos de toda a equipe da Promoção. “A aquisição do veículo foi através de recursos do IGD-M (Recurso Federal), com a finalidade de dar andamento, agilidade e qualidade nos serviço prestado

pela equipe do Programa Bolsa Família (PBF) e que contribuirá para a gestão do Programa Bolsa Família e do Cadastro Único no

município”, disse o vereador apontando mais um resultado positivo durante sua passagem pela secretaria. O veículo será utilizado exclusivamente para o para Programa Bolsa Família, criando assim estratégias para acompanhamento, visitas sociais e outras ações desenvolvidas pela equipe, que pretende alcançar um maior número de famílias que se encontram em condições de vulnerabilidade. “O veículo será adesivado e emplacado e em breve ficará à disposição da Secretaria para uso específico do programa.Fico feliz porque várias famílias serão visitadas, atendidas e a equipe da Promoção Social terá uma melhor estrutura para desenvolver este trabalho”, finaliza Ti Nagate.

Para auxiliar na formação de mão de obra e capacitação de jovens e na requalificação de desempregados, o deputado estadual André do Prado, em agenda na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação na última semana, solicitou a implantação da Escola de Técnicas de Economia Criativa (ETECRI), além de cursos por meio de convênio com o Centro Paula Souza. A prefeita Fábia Porto e os secretários municipais Cleber Kerchner (Saúde) e Sérgio Sidorco (Desenvolvimento e Turismo) participaram. A reunião com o secretário adjunto estadual de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Bocalon, foi produtiva na visão das autoridades, porque foi possível explicar o impacto positivo que o mercado de trabalho local terá com a possível chegada do projeto. “Os jovens buscam qualificação fora da cidade para conseguir um bom emprego. Com a escola em Santa Isabel, eles não vão ter que enfrentar todo o desgaste de ir até São Paulo para conseguir uma qualificação. Vai ser possível se preparar perto de casa”, comentou a Prefeita Fábia Porto. Já o deputado André do Prado lembrou que os cursos podem ajudar na requalificação de profissionais que querem retornar

ao mercado de trabalho. “A crise fechou muitos postos. Os profissionais que se preparam, que buscam complemento de formação chegam mais fortes à disputa por melhores oportunidades”, complementou. Um dos mais recentes levantamentos divulgados pela Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílio (PNAD Contínua), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que a falta de recursos para custear cursos de qualificação é empecilho para 9% dos homens e 12% das mulheres que tentam a uma vaga no mercado de trabalho no Brasil. Os cursos da ETECRI são gratuitos e têm duração de quatro meses. “O comércio, a indústria e os serviços da cidade vão ficar mais fortalecidos com a chegada dos cursos solicitados hoje”, disse o secretário Sérgio Sidorco. O secretário adjunto Ricardo Bocalon afirmou que o

pedido será avaliado pelos técnicos da pasta. ETECRI: Nas primeiras unidades inauguradas na baixada santista, as vagas são direcionadas para interessados a partir dos 16 anos, desempregados e que busquem profissionalização. As escolas oferecem cursos de práticas em mídias sociais, técnicas de web design, vitrinismo, técnicas de design de moda, grafite e foodstyling – gastronomia e recreação. Todas as atividades visam estimular a pessoa a ser empreendedora, para criar pequenas empresas e desenvolver produtos. As capacitações têm duração de três meses e carga horária de 100 a 160 horas/ aula. A coordenação fica sob responsabilidade do Centro Paula Souza. Caso a cidade de Santa Isabel seja contemplada, técnicos do estado irão analisar quais cursos estarão disponíveis para os isabelenses.


www.jornalagoranews.com.br

11 de Agosto de 2018

1

09

Vereadores de Arujá criticam prefeito e Após flagrante, dois agravam crise entre câmara e governo homens são presos por

CRISE O esvaziamento de apoio parlamentar ao governo do prefeito José Luiz Monteiro (MDB) ganhou mais um capítulo na Sessão Ordinária da última quarta-feira (08). Desta vez, o mote para a escalada nas críticas à gestão emedebista foram os diversos vetos às emendas dos vereadores à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2019 e supostas ilegalidades em sua publicação, além da insatisfação com parte do secretariado municipal. Na tribuna, durante a Palavra Livre, o presidente da Casa de Leis Abel Franco Larini (PR), o Abelzinho, revelou seu descontentamento com a “inércia” do atual governo. Ele recomendou aos secretários municipais que parassem de “dar desculpas” atribuindo seus erros à gestão anterior. “Passado um ano e oito meses da eleição, acredito que cada um deva assumir suas responsabilidades”, disse. Ainda em tom crítico, Abelzinho destacou ter apoiado – até agora – a administração municipal por acreditar no trabalho e vontade do prefeito José Luiz Monteiro (MDB) de “fazer as coisas andarem”, o que, infelizmente, não está ocorrendo, segundo ele. Num gesto incomum, Abelzinho deixou a coordenação dos trabalhos sob o comando do vice-presidente Marcelo José de Oliveira (PRB), o Dr. Marcelo Oliveira, para se manifestar na tribuna: “A caneta é do prefeito. É dele a responsabilidade por gerir os recursos públicos da cidade até 31 de dezembro de 2020. Falta colocar a mão na massa, mostrar a que veio”. DEBANDADA: Mesmo parlamentares de discurso moderado e conciliador criticaram o Poder Executivo. Foi o caso de Gabriel dos Santos (PSD), que disse estar avaliando se mantém seu apoio à administração municipal. Na tribuna, discursou em tom exaltado

apelando, em diversas ocasiões, para que o chefe do Executivo “acordasse”. “Eu disse pessoalmente ao prefeito, que é meu amigo, que lesse os documentos antes de assinar. Teve documento de veto [a emenda parlamentar] com erros grotescos, faltando palavra, faltando letra”, salientou o vereador. “Chama na responsabilidade esse pessoal que está aí, prefeito! Estou perdendo a paciência”, alertou em mensagem endereçada ao chamado “núcleo duro”. Já o vereador Luiz Fernando Alves de Almeida (PSDB) rechaçou as justificativas do Executivo de vetar, indiscriminadamente, emendas impositivas à LDO 2019 aprovadas pelos vereadores. O parlamentar ressaltou que as medidas não implicavam, de forma alguma, em aumento de despesa para o Executivo como foi justificado, uma vez que já estão previstas no orçamento municipal. “Não se pode confundir emendas impositivas com emendas comuns”, salientou. Ainda sobre os vetos, o parlamentar se disse aborrecido com a justificativa de falta de previsão das medidas no Plano Plurianual (PPA). Ele avalia que o PPA não é uma peça imutável e diagnosticou: “O que ocorre é uma completa ausência de comunicação e de gestão em Arujá”.

CRISE: O agravamento na relação entre os poderes Legislativo e Executivo ocorre uma semana após a Prefeitura perder seu interlocutor na Casa de Leis, com a saída do vereador Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão, do posto de liderança do governo. Ocorre ainda na mesma Sessão em que vereadores mencionaram a possibilidade de instalação de uma Comissão Processante na Câmara contra o prefeito José Luiz, em vista de uma suposta ilegalidade na publicação da LDO 2019, conforme alertou o vereador Renato Bispo Caroba (PT). “Novamente, o chefe do Executivo descumpriu a Lei Orgânica do município e publicou a LDO de forma diversa ao autógrafo enviado pela Câmara”, alertou o petista. Segundo ele, a publicação incluiu o artigo 36, que fora alvo de emenda supressiva do Legislativo. O parlamentar anunciou que irá “tomar as medidas cabíveis”. “Espero que, dessa vez, esta Casa de Leis faça valer o respeito que ela merece”. Em vista da possível irregularidade, o vereador Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria, anunciou que apoiará a formação de uma eventual Comissão Processante na Câmara. “Eu assumo um compromisso de que se vier nesses moldes para cá, terei imenso prazer em

aprovar”, disse o parlamentar, que ainda apelou aos demais para que seguissem seu exemplo. O vereador Rafael Santos Laranjeira (PSB) também adiantou apoio à medida. “Teremos uma nova oportunidade de demonstrar os erros e desmandos que essa Prefeitura comete com essa Casa de Leis. Serei favorável”. Laranjeira anunciou há alguns meses sua saída da base de apoio a José Luiz. RECADO DIRETO: Antes de encerrar a 64ª Sessão Ordinária, Abelzinho(foto) ainda destacou que, no ano passado, o deputado federal Márcio Alvino (PR) destinou ao município uma emenda no valor de R$ 100 mil, a qual o prefeito havia se comprometido a utilizar na compra de um veículo adaptado para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Arujá. No entanto, ainda segundo o Presidente, embora o recurso tenha chegado aos cofres municipais, a administração segue inerte quanto à licitação do automóvel. “Isso é uma coisa que nos entristece muito, pois a APAE faz um trabalho maravilhoso pela cidade e aguarda, até agora, um carro que já poderia estar disponível”, disse. Ele destacou ainda que o mesmo deputado garantiu a destinação de outros R$ 500 mil à Saúde municipal sob a ressalva de que a Câmara pressionasse o prefeito a dar a correta destinação à verba. Abelzinho ainda estima que, ao final da gestão anterior, o município tinha R$ 27 milhões em caixa e cerca de R$ 13 milhões de restos a pagar. “Numa conta básica, tínhamos em caixa cerca de R$ 14 milhões que poderiam ser investidos na cidade ou empregados nas políticas públicas”, destacou. “Não dá mais para os secretários ficarem dando desculpas, pondo culpa na gestão anterior”, concluiu.

tráfico na Rua Japão SANTA ISABEL

Em um dos endereços mais conhecidos pela atuação de traficantes de drogas, a Polícia Militar mais uma vez realizou um flagrante que, desta vez, culminou na prisão de dois homens que vendiam entorpecentes no local. O caso aconteceu na tarde da última quinta-feira, 09 de agosto. Foi durante um patrulhamento de rotina pela Rua Japão, na Vila Guilherme, que policiais militares desconfiaram de dois indivíduos, que ao avistarem a presença da viatura, correram na tentativa de se evadir da abordagem. A dupla seguia pela viela que dá acesso à Rua Augusto Correia Leite, enquanto eram acompanhados. Os policiais tiveram sucesso em abordá-los entre a Rua Idactor Ferreira da Costa e a Rua Augusto Correia Leite. Após a abordagem pessoal, os militares encontraram em poder da dupla drogas e dinheiro. Um dos indivíduos já tinha em sua ficha criminal uma passagem por envolvimento com tráfico de drogas. Segundo informações da Polícia Militar, com os homens foram apreendidos R$ 190, 44 pinos de cocaína, além de 10 trouxinhas de maconha. Eles foram presos em flagrante por tráfico de drogas e conduzidos ao DP da cidade. DENUNCIE: A Polícia Militar é responsável pelo policiamento preventivo, realizando o patrulhamen-

to ostensivo em suas diversas modalidades. Apesar de todo o trabalho realizado para garantir a segurança da cidade e da população, em muitas ocorrências, a ajuda da população torna possível a solução de muitos crimes, além de auxiliar de forma eficaz no combate à violência. A assessoria de imprensa do 31º Batalhão da Polícia Militar, que atua em Santa Isabel, destacou a importância das denúncias da população e ressaltou o sigilo e o anonimato. “Muitas pessoas ficam com medo de denunciar achando que vão ser identificadas. Mas não vão, as informações é totalmente sigilosa e garantimos o anonimato. Nossa missão é mostrar para população que pode contar conosco no combate à criminalidade, a Polícia Militar acredita muito nesse serviço. O crime aparece você não.” Em Santa Isabel o serviço vem obtendo êxito e contabiliza resultados positivos e só neste ano ocorreu duas grandes apreensões de entorpecentes através de denúncia anônima. Se você tiver conhecimento de algo que possa ajudar a Polícia a resolver algum caso, souber de alguma informação que leve a elucidação de um homicídio, assalto, roubo, furto, tráfico de drogas ou prender os envolvidos, podem repassá-las diretamente pelo telefone 190.


10

www.jornalagoranews.com.br

11 de Agosto de 2018

Santa Isabel deve polarizar votos nas eleições 2018 CANDIDATOS A DEPUTADOS FEDERAIS E ESTADUAIS

A campanha eleitoral deste ano começa na próxima semana. Após o período de realização de convenções, no qual foram definidos os candidatos prazo encerrado no último domingo -, os partidos e coligações agora têm até quarta-feira, 15 de agosto, para registrar as candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de cada Estado. A próxima quinta-feira, 16 de agosto, marca o início da campanha eleitoral, com a realização de comícios (sem apresentações artísticas), uso de amplificadores de som, propaganda na Internet, distribuição de material gráfico, passeatas e caminhadas. Já a propaganda no rádio e na TV começa em 31 de agosto, se estendendo até 4 de outubro. O horário eleitoral será apresentado duas vezes por dia, em blocos de 25 minutos cada, sendo às 7h e às 12h no rádio, e às 13h e 20h30 na TV, com os candidatos a presidente e deputado federal aparecendo às terças, quintas e sábados, e os candidatos a governador, senador e deputado estadual às segundas, quartas e sextas. Os candidatos ainda terão as inserções de até 30 segundos a serem veiculadasao longo da programação normal. Com uma população estimada em quase 55 mil pessoas, este ano, a expectativa é de que 41.425 pessoas compareçam para votar em Santa Isabel. Pelo menos, este é o número de eleitores aptos a participarem da escolha do Presidente da República, Governador, Senador, Deputado federal e Deputado estadual. No período entre 01/01/2018 e 09/05/2018 (último dia para movimentar o título: alistamento, revisão de dados e transferências), 655 isabelenses transferiram o título para outros municí-

pios, enquanto 851 pessoas migraram de outros municípios para votar em Santa Isabel, de acordo com dados transmitidos pelo Cartório Eleitoral local. TIRO CURTO: Esta será a campanha eleitoral mais curta desde a redemocratização, com apenas 50 dias. Até 2014, os candidatos podiam se apresentar durante quase três meses aos eleitores, tempo que foi reduzido pela metade. O formato já foi testado no pleito municipal de 2016, mas será a primeira vez que será adotado em uma eleição estadual e nacional. Ao mesmo tempo, é a eleição com mais candidatos a presidente desde 1989, com 13 concorrentes. Para governador, são 12 candidatos em São Paulo, e outros 13 a senador. Outra novidade é a restrição para doações aos candidatos. Empresas estão proibidas de doarem qualquer valor. Apenas pessoas físicas podem contribuir, no limite de 10% de sua renda declarada no ano anterior. Por outro lado, foi criado o Fundo Partidário, que deve distribuir R$ 2,5 bilhões de recursos públicos aos partidos. Porém, o acesso ao dinheiro é proporcional ao tamanho de cada legenda e, no caso dos cargos proporcionais, apenas os atuais deputados federais usarão a verba. Candidatos sem mandato e concorrentes a deputado estadual não deverão contar com o Fundo Partidário neste ano. ANÁLISE: Quem mora na cidade de Santa Isabel ainda irá se deparar com alguns candidatos que jamais estiveram no município, mas também circularão alguns parlamentares com mandato – em busca da reeleição. Mas especialistas apontam que nas eleições deste ano pode ocorrer uma possível polarização em torno de poucos e reconhecidos nomes de nossa política regional; que já atuaram e

atuam diretamente na política municipal e por isso estarão entre a preferência do eleitorado isabelense. Nas eleições de 2014, o Jornal Agora News fez uma ampla campanha para que o isabelense fidelizasse seu voto para os candidatos da região, para evitar o chamado “efeito Tiririca” que prestigia aquele candidato sem nenhuma identidade ou vínculo com a cidade ou com nossa região do Alto Tietê. O resultado desta campanha se concretizou nas urnas e o isabelense viu que é positivo para o município quando se prestigia um parlamentar compromissado com seu eleitorado.

E a uma semana do início da campanha eleitoral, a cidade de Santa Isabel passará a enxergar com outros olhos os candidatos da região, assim como ocorre,por exemplo, em diversas cidades do interior paulista. Por lá se estabelece uma polarização na qual poucos parlamentares ficam com a maior porcentagem dos votos e assim se estabelece - tanto na Assembleia Legislativa de São Paulo, quanto no Congresso Nacional - uma bancada para defender os interesses regionais e de cada cidade que concentrou seus votos em poucos candidatos. Partindo desta tendên-

cia, especialistas acreditam que os votos de grande parte do eleitorado isabelense ficarácentrado em quatro candidatos, sendo dois estaduais e dois federais. Confirmando a forte atuação em Santa Isabel, André do Prado (PR) e Luiz Carlos Gondim (PTB) poderão mais uma vez estar entre os deputados estaduais mais votados na cidade. Ambos os parlamentares estabeleceram um forte vínculo com a população e ao longo dos anos realizaram um trabalho distinto e de acordo com seu perfil. Enquanto Dr. Gondim tem forte atuação na área da saúde, André do Prado tem um

amplo leque de atuação que vai desde a área de educação e saúde, até a infraestrutura. Já para deputado federal, foram destacados os ex-prefeitos de Guararema e Mogi das Cruzes, Marcio Alvino (PR) e Marco Bertaiolli (PSD), respectivamente. Marcio Alvino vai para sua primeira reeleição e durante seu primeiro mandato ficou evidente os cuidados com a saúde e o social, pois destinou considerável quantia a Santa Casa e também para a Secretaria de Saúde de Santa Isabel e ainda viabilizou a implantação do Posto do INSS que será inaugurado em breve. E por fim, o experiente e respeitado Marco Bertaiolli busca novamente uma cadeira no Congresso Nacional e a seu favor tem uma significativa militância de seu partido no município e todo um histórico a frente da maior cidade do Alto Tietê, Mogi das Cruzes. Não se pode considerar Bertaiolli como um candidato novo, um dos líderes do PSD no estado pode a partir deste novo mandato ter uma maior atuação em Santa Isabel. “Avaliando as lideranças que estarão à frente da campanha de parte dos candidatos, ressaltamos a experiência do secretário de Saúde, Cleber Kerchner (PR), e do presidente da Câmara de Santa Isabel, Alencar Galbiatti (PSD), que devem coordenar os trabalhos na cidade. Os grupos do PR e PSD, que não se enfrentaram nas últimas eleições municipais,devem promover uma campanha mais pacífica, pois existe um diálogo entre as siglas e assim como seus candidatos (foto), Marco Bertaiolli, Marcio Alvino e André do Prado, quase sempre estão juntos nos assuntos em prol das cidades do Alto Tietê”, conclui o especialista consultado por nossa reportagem.


11 de Agosto de 2018 1

www.jornalagoranews.com.br

11

Turismo de Santa Isabel Homem é parado em bloqueio e acaba preso por receptação é representado em Mais um caso de prisão SEGURO: Em meio aos cional de Telecomunicações rão desativados. A segunda por receptação de celular altos índices de criminali- (Anatel) publicou no bole- fase, que começa em 23 de evento nacional foi registrado em Santa Isa- dade no País, as segurado- tim interno da agência re- setembro, incluirá os demais EXPOSIÇÃO

Nos dias 3 e 4 de agosto o Circuito Turístico das Nascentes - que compreende os onze municípios do Alto Tietê, inclusive Santa Isabel – foi representado na 22ª edição da Feira de Turismo AVIRRP em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. O evento de âmbito nacional recebeu representantes de agências de viagens, agentes de turismo, guias, autoridades e contou com a participação das secretarias de turismo de cidades e dos estados brasileiros que expuseram e ofertaram os seus destinos turísticos para cerca de cinco mil visitantes segmentados. “É importante mostrarmos nosso potencial turístico e também os nossos pontos positivos afinal, desenvolver o turismo também é desenvolver a economia e a comunidade local, além de podermos crescer de acordo com as nossas tradições e ambiente”, afirmou a Prefeita Fábia Porto. No estande do Estado de São Paulo as regiões turísticas foram expostas em balcões que mostraram as melhores opções de roteiros tanto na grande São Paulo, como na Capital e Interior onde, a Rota Turística Águas e Sabores primeira rota turística de Santa Isabel, fora demonstrada pela primeira vez. “Tivemos excelente aceitação da nossa Rota Águas e

Sabores, agentes de turismo de São Paulo e de outros estados brasileiros demonstraram seu interesse em trazer grupos de turistas para Santa Isabel, principalmente pela possibilidade de poder vivenciar o meio rural”, disse o Secretário Municipal de Turismo, Sérgio Sidorco. A Rota Águas e Sabores está localizada a partir da Estrada do Monte Negro, conta com empreendimentos rurais situados em bairros como Jardim Portugal, Monte Negro, Jardim Eldorado, Jardim das Acácias, Varadouro e Chácaras Canadá. Segundo a Prefeitura de Santa Isabel, dentre os atrativos estão hípicas, pousadas, restaurantes, pesqueiros e outras propriedades que proporcionam ao munícipe e ao turista uma imersão entre os sabores típicos da roça e sua ruralidade.

bel. Desta vez, foi em um bloqueio realizado pela Polícia Militar que o acusado foi pego portando um aparelho celular com queixa de roubo. O caso aconteceu no último sábado (04), no Portal Turístico. Policiais Militares que participavam da “Operação Flash”, realizando um bloqueio na via que dá acesso ao município de Arujá, realizaram a abordagem de um veículo de modelo VW/ Gol, o qual havia em seu interior cinco ocupantes. Ao consultar o número de IMEI (Identificação Internacional de Equipamento Móvel, em português) do aparelho, os policiais constataram que o mesmo tinha registro de roubo ocorrido no Itaim Paulista, em São Paulo. O homem que portava o celular foi identificado como sendo o pedreiro W.S.B., de 24 anos, morador de Igaratá. Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia. Perante a autoridade policial, o acusado teve a possibilidade de pagar fiança no valor de R$ 1.000 para responder ao crime em liberdade, porém, não há informações se o mesmo apresentou a quantia ou se permaneceu preso. O veículo em que o grupo estava ainda foi apreendido administrativamente, por estar com o licenciamento vencido desde 2015.

ras estão faturando com o aumento da demanda por seguro de aparelhos de telefone celular. Atualmente, já existem 2,5 milhões de aparelhos segurados, mas a expectativa é que esse número alcance 4,5 milhões de usuários até o fim do ano, segundo a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg). Em um ano, o valor total pago em mensalidades pelos usuários desse produto saltou 70%, de R$ 530 milhões, em 2016, para R$ 900 milhões, em 2017. Segundo a FenSeg, o total desembolsado corresponde a cerca de 15% a 25% do valor do aparelho, dependendo da cobertura contratada. No ano passado, 300 mil donos de aparelhos segurados foram indenizados. O cálculo do risco leva em consideração a incidência de roubos e furtos de aparelhos. A Agência Na-

guladora, uma alteração no cronograma do projeto Celular Legal, para antecipar o bloqueio de aparelhos irregulares no Rio de Janeiro. A medida atende a um pedido do interventor federal no Rio, general Braga Netto. O bloqueio de aparelhos roubados já ocorre desde 2002, mas a partir de 2015 passou a ser possível fazê-lo sem o número do IMEI (espécie de identidade de cada aparelho). O problema é que até os celulares bloqueados são fraudados para que possam ser reutilizados. O projeto Celular Legal, que a Anatel coordena, tem o objetivo de coibir a aquisição de aparelhos adulterados, roubados e extraviados. Desde 22 de fevereiro deste ano, os usuários de celulares irregulares habilitados em Goiás e no DF estão recebendo mensagens informando que os aparelhos se-

Estados do Centro-Oeste, a região Sul, além de Acre, Rondônia, Tocantins, Espírito Santo e Rio de Janeiro. A terceira e última fase terá início em 7 de janeiro de 2019, abrangendo o Nordeste e os demais Estados das regiões Norte e Sudeste. “Por que o número de bloqueios não cai? Porque ao mesmo tempo aumenta o número de usuários e de aparelhos. É óbvio que há mecanismos sendo debatidos, de combate a essas tentativas de driblar esse tipo de bloqueio [do IMEI]. Há uma discussão internacional até sobre dar mais robustez aos aparelhos para dificultar esse tipo de fraude. Mas o número de smartphones tem subido, então a base tem crescido. Não dá para isolar uma variável a outra”, avaliou o gerente de Regulamentação da Anatel, Felipe Roberto de Lima.


447 - Edição Jornal Agora News  

Publicado dia 11/08/2018

447 - Edição Jornal Agora News  

Publicado dia 11/08/2018

Advertisement