Issuu on Google+

www.CORREIO

Jornal Correio Agora

DIA 13 DIA INTERNACIONAL DO LEONISMO

com.br

WWW.FACEBOOK.COM/CORREIO.VIDEIRA FOTO DIVULGAÇÃO

Agora.

VIDEIRA (SC) 13 E 14 DE JANEIRO DE 2017 ANO 24- Nº 1.177 | R$ 2,50 |

ENXURRADA

LÁZARE VIAJA A TANGARÁ PARA AUXILIAR NA RECUPERAÇÃO DO MUNICÍPIO Deputado conversou com o secretário da Defesa Civil e com o presidente do Deinfra para buscar soluções

PÁG 12

FOTO: EDELCIO LOPES

FOTO: ARQUIVO/CORREIO

CASA SEGURA

DICAS SIMPLES PODEM EVITAR FURTO EM RESIDÊNCIA

Chaves tetra, cuidado ao entrar em casa e células fotossensíveis são aliados que podem evitar que ladrões entrem numa residência

PÁG 2

SALÁRIOS

SEC NEGOCIA REAJUSTE DAS FARMÁCIAS

Sindicato Patronal deve mandar contraproposta para demais setores representados pela entidade de classe

PÁG 7

MÉDICO TRABALHOU COMO UM SOLDADO, PELO INTERIOR DE SANTA CATARINA E DO RIO GRANDE DO SUL

FRANCISCO KARAM

O ADEUS A UM ILUSTRE VIDEIRENSE

Se a sua profissão é sua vida, a sua vida se fundiu com a medicina e fez jus ao legado deste médico que acompanhou a evolução da profissão, ao longo de sete décadas PÁGS 4 E 5


02 SEGURANÇA

VIDEIRA,

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

issuu.com/jornalagorameiooeste

CASA SEGURA

Dicas simples podem evitar furto em residência FOTO: ARQUIVO/CORREIO

Chaves tetra, cuidado ao entrar em casa e células fotossensíveis são aliados que podem evitar que ladrões entrem numa residência

A

cidade cresce a cada dia e com isso aumentam também os problemas com a segurança. Os furtos em residências são surpresas indesejáveis, mas que podem acontecer com você. “Certos cuidados podem evitar que uma casa ou apartamento seja invadida e seus bens sejam furtados”, diz o comandante da Polícia Militar (PM) de Videira, tenente Ricardo de Sousa. Ele recomenda a instalação de grades nas janelas, em altura tal que uma pessoa tenha grande dificuldade para escalar. Dentro do possível, coloque alarme, olho mágico, fechaduras tetra, que impedem o uso de chaves mixa - aquelas que abrem tudo que é fechadura, menos as deste tipo. “Trancas nas portas e nos alçapões de teto e habitue-se a usar esses recursos, principalmente quando a casa estiver vazia. Percebemos que muitas ocorrências que atendemos são facilitadas pela ausência destas pequenas cautelas, alguns casos o morador sequer tranca janelas”. Ao viajar, peça à alguém de confiança para que não deixe juntar correspondência

TENENTE RICARDO: “CAUTELA PODE EVITAR ROUBOS E FURTOS”.

na porta e fique atento a pessoas estranhas na vizinhança. Peça a um vizinho que acione a polícia caso observe movimento suspeito na casa durante sua ausência. Os moradores de edifícios devem exigir discrição dos empregados do condomínio, principalmente para que não comentem com ninguém quais famílias estejam viajando, quais apartamentos estão vazios ou quais os hábitos e horários dos moradores do edifício. Não adianta deixar lâmpa-

das permanentemente acesas para simular que a casa está ocupada. “É até pior, pois o bandido saberá que naquela casa não há morador. É melhor pedir a um vizinho que as acenda só durante a noite ou instalar células fotossensíveis automáticas ou timer”. Não abra a porta para pessoas que se apresentam para oferecer serviços não solicitados, encanadores e eletricistas, por exemplo, vendendo rifas ou pedindo informações. Na dúvida, ligue para o 190 para

serem abordados. “As crianças devem ser orientadas para não abrir a porta para estranhos e nem trazê-los para casa sem autorização”. ATENÇÃO NA CHEGADA E SAÍDA O tenente diz que quando for sair ou chegar em casa, o morador deve ficar atento para suspeitos nas proximidades. Desconfiando, dê a volta no quarteirão e chame a PM. Suspeitando de que algum ladrão entrou em sua casa quando

EXPEDIENTE

FUNDADOR (IN MEMORIAM) - MOACIR NUNES DE OLIVEIRA COLABORADORES ASSESSOR JURÍDICO

PROJETO GRÁFICO Dóda Design (63) 3322-3045 dodadesign@gmail.com

CONTATOS

Roberto Bittencourt Olinger

jornaljcagora@gmail.com

OAB/SC 22.283

www.facebook.com/correio.videira

rbolinger.adv@gmail.com

IMPRESSÃO

issuu.com/jornalagorameiooeste CONTATO FONTE

(49) 3566-7759

(49) 9184-9206

você estava ausente, não entre, e, sim, chame a PM, pois sempre é possível que os ladrões ainda estejam lá dentro. Outro cuidado simples, e que vai facilitar o reconhecimento de um objeto de furto apreendido pela polícia, é anotar em local seguro o número de série de seus bens, TV, vídeo, som, armas, relógios, e outros, e Nota Fiscal. “Em caso de furto, transmita esses dados ao policial militar. As chances de recuperá-los serão maiores”.

vendas@sollereditora.com.br (48) 3434-1970 Morro da Fumaça - SC

O JORNAL CORREIO AGORA é editado pela empresa Moacir Nunes de Oliveira Eirelli, CNPJ 15.808.936.0001-10, situada na Rua Genelvira Ragadalli n 60 - sala 1, Bairro Universitário Videira - Santa Catarina - Brasil.


VIDEIRA,

SEGURANÇA 03

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

issuu.com/jornalagorameiooeste

CRISE

Inadimplência desacelera em 2016 Em dezembro, listas de inadimplentes contavam 700 mil nomes a mais do que em janeiro. Quase metade da população entre 30 e 39 anos está negativada

E

m 2016, o PIB brasileiro caiu pela segunda vez consecutiva e no último trimestre ajustes começaram a ser realizados para que o país consiga sair da crise. Ainda assim, 2017 inicia com uma conjuntura econômica em recessão. Diante desse quadro, o número de negativados cresceu, alcançando 58,3 milhões de consumidores em dezembro de 2016, segundo estimativa do SPC Brasil e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Apesar de expressivo, o número mostra uma desaceleração da taxa de crescimento da inadimplência. Em janeiro de 2016, a estimativa era de 57,6 milhões de consumidores, o que mostra um aumento de 700 mil casos ao longo do ano. No mesmo período de 2015, porém, o

aumento foi de 2,5 milhões. O dado revela que 39% da população brasileira adulta está registrada em listas de inadimplentes, enfrentando dificuldades para realizar compras a prazo, fazer empréstimos, financiamentos ou contrair crédito. “A explicação para a desaceleração do crescimento da inadimplência desde o primeiro trimestre do ano reside no fato de que o próprio cenário de recessão da economia, que reduziu a capacidade de pagamento das famílias, também restringiu a tomada de crédito por parte dos consumidores”, afirma o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro. “Isso quer dizer que o consumidor encontra mais dificuldade para se endividar e, sem se endividar, não pode ficar inadimplente”, explica.

Queda da inadimplência na variação mensal Apesar do crescimento do número de negativados no acumulado de 2016, o dado de dezembro ficou abaixo do ob-

servado em novembro. O indicador mensal de devedores apresentou um recuo de -0,41%. Segundo a economista-chefe

do SPC Brasil, Marcela Kawauti, “o movimento é típico da época, que concentra o pagamento de direitos como o décimo tercei-

Quase metade da população entre 30 e 39 anos está negativada A estimativa por faixa etária revela que é entre os 30 e 39 anos que se observa a maior frequência de negativados. Em dezembro, quase metade da população nesta faixa etária (49,38%) tinha o nome inscrito em alguma lista de devedores - um total de 16,81 milhões. Também merece destaque uma porcentagem significativa da população com idade entre 25 e 29 anos (46,65%)

estar negativada, assim como os consumidores com idade entre 40 e 49 anos (46,24% em situação de inadimplência). Entre os mais jovens, com idade entre 18 e 24 anos, a proporção cai para 19,38% - em número absoluto, 4,63 milhões. Já a população idosa, considerando-se a faixa etária entre 65 a 84 anos, a proporção é de 29,50%, o que representa 4,58 milhões de pessoas.

Número de dívidas diminuem 2,24% em novembro O indicador do SPC Brasil e da CNDL também analisa o volume de dívidas em nome de pessoas físicas. Neste caso, a variação negativa foi de -2,24%na comparação anual - dezembro de 2016 frente ao mesmo mês de 2015. O setor de comunicação, que engloba atrasos em contas de telefonia, internet e TV por assinatura, foi o que mostrou a maior queda de dívidas em dezembro. Na comparação anual, as pendências de pessoas físicas com o setor caíram -17,77%. Os atrasos no comércio apresentaram uma retração de -3,90% e as dívidas ban-

cárias, que contemplam atrasos no cartão de crédito, financiamentos, empréstimos e seguros, cresceram +0,78%. O setor que apresentou a maior alta foi o de água e luz, cujo crescimento foi de 13,62%, também na variação anual. Em termos de participação, considerando-se mais uma vez o total do Brasil,os bancos concentram a maior parte das dívidas existem no país: 48,26%. Em seguida, aparece o Comércio, com 20,04% desse total; o setor de Comunicação (13,07%) e o de Água e Luz, concentrando 8,55% do total de pendências.

Sudeste concentra maior número de inadimplentes De acordo com o indicador, a região Sudeste concentra o maior número absoluto de consumidores negativados no país: 24,23 milhões de brasileiros, o que representa 37,3% da população adulta da região. A segunda região com maior número absoluto de devedores é o Nordeste, que conta com 15,74 milhões de negati-

vados, ou 39,7% da população. Em seguida, aparecem o Sul, com 7,96 milhões de inadimplentes (35,8% da população adulta), o Norte, com 5,34 milhões de devedores (46,0% do total da população residente) e o Centro-Oeste, que por sua vez, aparece com um total de 4,99 milhões de inadimplentes, ou 43,8% da sua população.

DEZEMBRO FECHA COM 58,3 MILHÕES DE BRASILEIROS NEGATIVADOS

ro. A injeção desse recurso na economia é uma oportunidade para o consumidor com dívidas quitar suas pendências.” Já na comparação entre 2016 e 2015, o indicador avançou 1,44%

- a menor variação para um ano desde o início da série histórica. “O dado confirma a tendência de desaceleração da inadimplência observada desde o primeiro trimestre de 2016”, afirma Kawauti.


ESPECIAL 04 issuu.com/jornalagorameiooeste

VIDEIRA,

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017 FOTO: EDELCIO LOPES

EDELCIO LOPES

Especial para o CORREIO

O

médico Francisco Karam deixou a vida para entrar para a história, na semana passada. Ele se dedicou integralmente à medida e, nela pôde acompanhar os primórdios, a descoberta das vacinas e das novas tecnologias, que hoje permitem um diagnóstico quase perfeito dos pacientes. Reconhecido como uma das mais importantes autoridades médicas do Estado, ele trabalhou até bem pouco tempo em seu consultório em Videira, atendendo seus pacientes, que o próprio diz ser sua maior razão de vida. O espírito aventureiro foi o principal responsável pela ida do médico Francisco Karam para as regiões interioranas, num tempo em que não haviam equipamentos de diagnóstico e a vida das pessoas eram colocadas nas mãos do profissional. No ano de 1943 depois de ter concluído a faculdade de Medicina na atual Universidade Federal do Rio Grande do Sul(UFRGS), o quarto filho de um casal de libaneses, com 24 anos de idade, se aventurava por regiões insólitas e desprovidas de qualquer ornamento médico, com o objetivo de clinicar para as comunidades que ficavam longe de tudo e a mercê das doenças. Depois de formado, Karam trabalhou por dois anos na cidade de Tupandi(RS), até que resolveu conhecer esta região catarinense. Originalmente, seu destino era a cidade de Caçador, mas ele acabou optando por ir trabalhar em Arroio Trinta. “Me disseram que era melhor, eu teria condições de abrir um novo serviço médico e era justamente isso que eu queria”, explicava ele, quando ainda se dedicava à profissão que escolheu. No seu Estado de origem, os

MÉDICO TRABALHOU COMO UM SOLDADO, PELO INTERIOR DE SANTA CATARINA E DO RIO GRANDE DO SUL

FRANCISCO KARAM

O ADEUS A UM ILUSTRE VIDEIRENSE Se a sua profissão é sua vida, a sua vida se fundiu com a medicina e fez jus ao legado deste médico que acompanhou a evolução da profissão, ao longo de sete décadas postos de trabalho médico estavam tomados, por isso a opção por ir tentar a vida em outras regiões. “Aqui em Santa Catarina eu teria mais oportunidade e não pensei duas vezes em encampara a idéia”. Este espírito pioneiro tinha seu preço. Depois de estudar e fazer exercícios práticos na faculdade, Karam se viu disposto no interior, onde a

aparelhagem médica era escassa e as dificuldades tão grandes quanto as distâncias que ele às vezes precisava percorrer para atender os pacientes. “Era um tempo difícil. Não tinha hospitais, luz elétrica, condução ou estradas. Tinha que ter muita vontade para ser médico no interior”. Peculiaridades desta vida ele conta

no seu segundo livro: “Memórias de um médico do Interior”, lançado em 1999 pela Editora Insular e que traz experiências vividas por ele e seus pacientes, nas décadas de 40 e 50. Karam ficou em Arroio Trinta até 1959, quando decidiu mudar-se para Videira, onde as oportunidades de ensino para os seus oito filhos, eram melhores.

QUEM É FRANCISCO KARAM: Filho de pai e mãe libaneses, educado por uma madrasta uruguaia, TEM 84 anos. Nasceu na cidade de Bagé(RS), quase na fronteira com o Uruguai, no dia 5 de março de 1919. Fez o curso de medicina na Faculdade de Medicina de Porto Alegre, atual Universidade Federal do Rio Grande do Sul, de 1938 a 1943. Foi médico em Tupandi (RS), Arroio Trinta (SC) e em Videira (SC). Acompanhou as mudanças da medicina, especializando-se em Raios X e ultra-som. É membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia. Escreveu artigos médicos publicados nas décadas de 40 e 50 nas revistas "O Hospital" e “Revista Brasileira de Medicina”, ambas editadas no Rio de Janeiro. Casado com Lourdes, tem oito filhos – Maria, Vera, Ana Lúcia, Miriam, Elizabete, Carmem, Paulo e Suzana. Escreveu, na década de 50, o livro "Pedra Branca", publicado em 1993 pela Rio Quinze Editora, com o pseudônimo de Yussef Almanara. Em 1998, voltou a escrever. Tem produzido inúmeros artigos sobre vida e medicina, publicados em diversos jornais. Em 1999, lançou o livro “Memórias de um médico do Interior”.

ENTREVISTA / FRANCISCO KARAM ( CONCEDIDA EM 2008)

O MÉDICO DO INTERIOR

CORREIO - Qual era a realidade que o senhor encontrou na medicina, quando começou a clinicar? FRANCISCO KARAM - Quando me formei, em 1943, os desafios do profissional da medicina eram muitos. O médico só tinha o seu conhecimento e as suas mãos para trabalhar. Nesta época, os equipamentos médicos mais modernos, que só existiam nas capitais, eram de raio x. Nem se falava em qualquer outro, que não fosse o equipamento de radiologia. No interior, esta carência ficava ainda mais evidente e a solução era analisar os pacientes minuciosamente, para

se chegar ao diagnóstico. CORREIO – O que motivava um jovem a enfrentar tamanho desafio? KARAM – É uma questão de vocação, mesclada com meu temperamento. Busquei uma proximidade maior com o próximo e isso foi determinante na escolha da minha profissão. No interior, em pequenas localidades, o jovem médico defrontava-se com casos graves e de alto risco. Diante do perigo de morte do paciente, o primeiro impulso é enviá-lo a um ex-professor. O médico jovem se sente insegu-

ro, mas precisa assumir a situação e enfrentá-la. Estudar profundamente o caso e tomar as providências que julgava necessárias. Assim firmei minha personalidade. CORREIO – O acesso a uma faculdade de medicina, naquela época, deveria ser considerado algo fenomenal, ou não? KARAM – Era muito restrito o acesso. Em 1939, quando eu ingressei no curso, muito poucos jovens tinham esta oportunidade. O ensino superior se resumia a engenharia, direito, veterinária, agronomia, contabilidade e medicina.

CORREIO – Era um desafio muito grande assumir a responsabilidade de clinicar, num tempo em que a penicilina era difícil de conseguir e não haviam muitas vacinas? KARAM – Imagine um guri de 24 anos chegar em uma localidade e ter sobre seus ombros a responsabilidade pela vida e pela morte das pessoas que ali moram. É um peso muito grande e um desafio fantástico. Eu senti isso como um grande impacto na minha vida, porque olhava para as pessoas e sentia o respeito e a admiração delas por contarem com um médico, na comunidade.


VIDEIRA,

ESPECIAL

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

05

issuu.com/jornalagorameiooeste

FOTO: EDELCIO LOPES

CORREIO – Tinha que ter habilidade para lidar com isso também? KARAM – Muita, mas não era exclusividade. O médico naquele tempo tinha que ter muita sensibilidade também, para diagnosticar os pacientes. Um tato apurado era fundamental, assim como saber e auscultar de uma forma pericial. Também era preciso analisar visualmente o aspecto do paciente e usar, muitas vezes, o olfato para fazer o diagnóstico. E sempre dava muito certo usar estas técnicas sensoriais.

exames de tato para diagnosticar o problema.

CORREIO – A comunidade fez festa, quando o senhor chegou à Tupandi? KARAM – Um médico era a segunda pessoa mais respeitada numa comunidade, depois do padre. E, em Tupandi, logo depois que cheguei, já comecei a trabalhar. Tinha um farmacêutico lá, que atendia as pessoas para remediar e mesmo fazer pequenas operações. No dia que cheguei fui avisado que teria que fazer duas cirurgias imediatamente. Apesar do nervosismo, me saí bem e isso causou uma boa impressão na comunidade.

CORREIO – Dentre os muitos atendimentos complicados que o senhor fez, qual foi o mais difícil? KARAM – Foi uma craniotomia, em 1947. Um agricultor de 32 anos foi atingido pelo tronco de uma árvore, ao cortá-la. Apresentava sinais de contusão craniana, sem fratura aparente. Tinha dor e seu pulso caia lentamente, chegando a 30 batimentos por minuto e coma. Havia compressão intracraniana e a indicação era procurar um serviço especializado, mas não havia neurocirurgião em todo o oeste de Santa Catarina e a família, gente simples, não queria sair da cidade. Deixaram nas mãos de Deus e nas minhas.

CORREIO – O senhor trabalhava amparado por quais equipamentos? KARAM – Basicamente, um medidor de pressão. Quando havia necessidade, deslocava-se o paciente para as cidades maiores, em busca de exames radiológicos, no máximo. Neste tempo, o estudo era mais aprimorado por parte dos médicos diante das funções naturais. Hoje, os exames modernos, como de ressonância, ajudam muito no diagnóstico mas fazem com que os profissionais de saúde se esqueçam, muitas vezes, de analisar os pacientes da forma como deveria. Eles acabam examinando mais os exames do que os pacientes. Quando eu comecei a trabalhar, exercitava muito a memória e o raciocínio, para fazer os diagnósticos. Não tinha outra alternativa tudo estava sob minha responsabilidade. CORREIO – Tupandi era uma cidade próxima a Porto Alegre, mas Arroio Trinta, no Meio-oeste catarinense, na década de 40 era um vilarejo muito isolado. Como foi desbravar esta região? KARAM – Começamos do zero. Não havia energia elétrica nem estradas. Os atendimentos eram feitos nas casas e isso demandava translado a cavalo. Não tinha hora nem tempo para atender a um chamado. Logo depois que cheguei em Arroio Trinta, que era um distrito de Videira, comprei um cavalo que foi meu companheiro por longos anos. CORREIO – Deve ser uma cena inusitada ver um médico chegando para atender um paciente, montado num cavalo. KARAM – Nos dias de hoje sim, pode parecer estranho. Mas naquele tempo não se tinha outra alternativa. Ou era a cavalo, pelas picadas abertas no mato, ou a pé. Anos mais tarde, quando começaram a ser abertas estradas, passei a atender de jipe. Mas já fui para as casas dos pacientes de carona em caminhões de comerciantes, de barco, atravessando o rio XV de Novembro. Nunca me neguei a atender ninguém, porque sabia que precisavam de um médico. CORREIO – E, na casa do paciente, como o senhor cuidava dele? KARAM – Usava os sentidos para detectar qual era o problema. No pulmão, por exemplo, a solução era encostar o ouvido nas costas da pessoa e diagnosticar. Também era importante atentar para os sintomas que ele apresentava. Tudo isso iluminado por lamparinas, porque não havia energia elétrica naquele tempo.

CORREIO – E se o médico não fosse até as casas? KARAM – Certamente o paciente morreria, porque havia muita dificuldade dele sair de casa. Não haviam estradas, formas de locomoção e outras comodidades. Muitas vezes, o médico superava suas possibilidades para dar o atendimento, enfrentando a noite, o frio e passando por cima de tudo isso para salvar uma vida.

KARAM: “DILEMA MUITO GRANDE PARA LIDAR COM A VIDA E A MORTE DAS PESSOAS”

CORREIO – Isso, certamente dificultava ainda mais o seu trabalho. KARAM – Demais. Tanto, que depois de uns dois anos que eu estava ali, reuni alguns moradores para pedir uma mobilização para construir uma usina de força e luz. Todo mundo ajudou e tivemos eletricidade para usar alguns equipamentos que surgiam nesta época, como o ultra-violeta e o infra-vermelho. A empresa de energia não deu lucro para o povo, mas possibilitou este avanço. CORREIO – Interessante é que todos se envolviam, de uma forma ou de outra, para ajudar, não é mesmo? KARAM – Isso era impressionante. Eu tinha um vizinho que morava no outro lado da rua, que era carpinteiro nas horas vagas. Um espanhol voluntarioso, dono de uma farmácia em Arroio Trinta. Ele construiu para mim uma mesa cirúrgica na posição de Trendelemburg – com inclinação da cabeceira para baixo, necessária para cirurgias ginecológicas. Apesar de improvisada, a mesa era de uma eficiência impressionante. CORREIO – Como era a recuperação dos pacientes que eram atendidos, nestas circunstâncias? KARAM – Muito rápida. As pessoas eram mais fortes, consumiam menos agrotóxicos e tinham uma vida sem estresse. Tanto a recuperação hospitalar, quanto domiciliar, eram muito rápidas. Hoje, com toda tecnologia que temos, não se consegue aqueles resultados. O estresse diminui as defesas do organismo. CORREIO – O médico fazia parcerias com as parteiras, ou cada um tinha sua função específica? KARAM – As parteiras eram responsáveis pelos partos. O médico só era chamado quando havia alguma complicação, tanto para o feto, quanto para a mãe. Chamavam o médico, não iam ao hospital. Teve um caso que eu fui até a residência e não consegui resolver lá. Tive que trazer a paciente

para o hospital e fiz uma cirurgia de madrugada. Aconteciam muitas hemorragias por retenção de placenta e aí o médico é indispensável. CORREIO – Tinha anestesia? KARAM – A anestesia que a gente dava era a paciência. Naquela época, usava-se a inalação de éter através da máscara de Ombredame. Muitas vezes, eram necessárias três horas de inalação, para fazer efeito. Mas ela não chegava a dar tranqüilidade para a cirurgia. As pessoas costumavam amarrar uma linha vermelha no dedo da parturiente, uma simpatia que dizia-se, estancava a hemorragia. Na prática, só o médico conseguia resolver, através de intervenção. CORREIO – Essa máscara foi usada muito tempo? KARAM – Uns dez anos, depois veio a injeção na veia que funcionava como anestesia geral. Não havia anestesistas, que poderiam isolar um determinado ponto. Eles vieram mais tarde, somente. CORREIO – Nesta época, que doenças matavam? KARAM – Por volta de 1946, as pessoas morriam de tifo. Até não surgir o cloranfenicol, usava-se a penicilina, que também era difícil de conseguir. Com ele, controlava-se a doença, que foi erradicada com as vacinas. CORREIO – O Brasil soube fazer uso das vacinas? KARAM – Soube sim, com maestria. O serviço sanitário foi bem organizado e doenças epidêmicas foram prevenidas de forma eficiente. Hoje não vemos mais poliomielite, difteria, o sarampo e a rubéola são uma raridade. CORREIO – Nas casas, os familiares ajudavam o médico? KARAM – Ajudavam a segurar o paciente, em casos de dor, principalmente na realização dos

CORREIO – Ou o senhor operava, ou ele morria. KARAM – Era isso aí. Tinha material para cirurgia abdominal e pedi ao farmacêutico uma broca de furar madeira, conhecida como pua. Fervi ela por uma hora e, com anestesia local, iniciei a cirurgia. Com a broca de carpinteiro, perfurei o crânio, cuidando das meninges. Abri-las eliminando o sangue que comprimia o cérebro e depois, suturei. Na maca, voltando para o quarto, o paciente já começou a falar, saindo do coma. Viveu por mais 48 anos. CORREIO – O senhor pensou em não fazer a cirurgia? KARAM – Pensei. O paciente ia morrer na minha mão, eu tinha que agir. É um dilema muito grande. Imagine um jovem, com menos de 30 anos, estar entre a vida e a morte das pessoas. CORREIO – É verdade que os médicos recebiam pelos seus serviços com produtos agrícolas? KARAM – Era muito comum as pessoas pagarem com bois, vacas ou produtos da terra. As condições financeiras das pessoas eram melhores e o acesso ao atendimento médico também, comparado com hoje em dia. CORREIO – O senhor passou por toda evolução da medicina e ainda continua trabalhando. O que vem ai pela frente? KARAM – Foram progressos muito importantes, que facilitaram o trabalho do médico. Hoje, estuda-se bastante para encontrar soluções, mas tudo está ligado ás verbas. Chego a conclusão, então, que a cura das doenças mais graves, como Aids e Chagas, está atrelada as verbas que se tem para gastar em pesquisa. CORREIO – E para o estresse? KARAM – Aí é mais complicado. O número de pessoas sofrendo por causa do estresse é alarmante. Muita gente está depressiva, por isso. As necessidades da vida moderna aceleram esse problema. CORREIO – O senhor pensa em parar de trabalhar? KARAM – Não. Eu só sei fazer isso e não vou parar. Estou sem fortuna, mas realizado. Não viveria sem atender meus pacientes. Trabalho em tempo integral e esta é minha satisfação.


06 A CIDADE

VIDEIRA,

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

issuu.com/jornalagorameiooeste

VIDEIRA CIDADE LIMPA

Pame passa por lavação interna completa

A limpeza e desinfecção em ambientes de saúde são fundamentais para a melhoria na qualidade da assistência

FOTO DIVULGAÇÃO

A

lavação interna do Pronto Atendimento Médico de Emergência (Pame) foi realizada no sábado (7), das 5 horas às 10 horas da manhã. O serviço foi executado em um mutirão, que contou com a colaboração dos funcionários de serviços gerais e a equipe de enfermagem, que ajudou na organização e identificação dos materiais. A ação faz parte da campanha Videira Cidade Limpa, coordenada pela administração municipal. “A limpeza e desinfecção em ambientes de saúde são fundamentais para a melhoria na qualidade da

A AÇÃO FAZ PARTE DA CAMPANHA VIDEIRA CIDADE LIMPA

assistência, e devem ser periódicas, para garantir á população um atendimento ade-

ORÇAMENTO E CONTROLE INTERNO

quado”, afirma a secretária de Saúde e Ação Social, Raquelita Cantarelli. FOTO DIVULGAÇÃO

Servidores passam por capacitação sobre licitações, orçamentos e controle interno Entender os trâmites para licitações, orçamentos e controle interno foi o tema de uma capacitação oferecida aos servidores da Prefeitura de Videira, na tarde de terça-feira (10).

Mais de 50 servidores, entre efetivos e comissionados, além de representantes das Polícias Militar, Civil e Ambiental e do Corpo de Bombeiros, participaram da reunião de instrução.

“Esta capacitação serviu para demonstrar como funciona na prática e esclarecer aos servidores a legalidade dos trâmites administrativos”, avalia a diretora de Licitações, Lucélia Fedrigo. PEDRO SCHAITEL

APROXIMADAMENTE UMA HORA APÓS O ACIONAMENTO, AS EQUIPES JÁ HAVIAM FEITO A RETIRADA DA ÁRVORE E LIBERADO O TRÂNSITO LOCAL

ATENDIMENTO

DSU e Defesa Civil recolhem árvore que caiu após chuva O Departamento de Serviços Urbanos (DSU) e a Defesa Civil de Videira foram acionados por volta das 19 horas de sexta-feira (6), para atender a uma ocorrência. Devido à intensa chuva daquela tarde, a terra cedeu e uma árvore caiu na Rua Severino Paese, no acesso A AÇÃO FAZ PARTE DA CAMPANHA VIDEIRA CIDADE LIMPA

a Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), no Bairro Universitário. Aproximadamente uma hora após o acionamento, as equipes já haviam feito a retirada da árvore e liberado o trânsito local. O serviço contou com o apoio do Corpo de Bombeiros da cidade.


VIDEIRA,

A CIDADE 07

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

SALÁRIOS

SEC negocia reajuste COLISÃO frontal na rodovia SC 355 das farmácias

SEGURANÇA

Videira, 20 de Junho de 2015 CORREIO AGORA

13

Sindicato Patronal deve mandar contraproposta parana localidade de X de Novembro. >> Acidente aconteceu entre Videira-Fraiburgo, demais setores representados pela entidade de classe GEBAURO STEFANSKI

FOTO DIVULGAÇÃO

issuu.com/jornalagorameiooeste

FOTO ESPIÃO NOTÍCIAS

Espião Notícias

O U

sindicato dos Empresumidor (INPC), medido pelo gados no frontal Comércio IBGE, fechou 2016 em 6,58%. ma colisão entre os caminhões Ford Modelo Antigo e uma (SEC) Videira negoSegundo Rizzi, a expectaMercedes de Fraiburgo, deixou ciou o novo piso 912 salarial dos tiva para as demais categorias duas pessoas com ferimentos e amtrabalhadores nos estabelecié que se chegue a percentuais “Na ocasião, foram bos os veículos com danosdo demugrande monta. ao das farmácias. mentos farmacêuticos O fato foi O registrado volta das de apresentadas as pautas próximos nicípio. índice por aplicado foi15 horas “Porém, sabemos que isto é quarta feira(17), na rodovia SC 355, proximidade 9,57% sobre o piso da cateapenas uma negociação e que des da localidade de X de Novembro. para os sindicatos goria que passou de R$ 1.150 o resultado final ainda é inO motorista do caminhão Ford, disse a nossa patronais das categorias certo. Os sindicatos patronais para R$ 1.260 nestecarregado ano. Para reportagem que estava com madeiras os eucalipto demais esalários do representadas a divulgação do de ao passaracima pela lombada, enconpelo SEC, aguardavam INPC de dezembro, que culpisocom o reajuste foi 912 de 8%. trou a Mercedes e um outro caminhão, que são as farmácias, semOter o que fazer, que o motorista presidente dopercebeu SEC, Ângelo minaria com o fechamento do ainda desviar, porém, a colisão foi ineRizzi, tentou frisa que as negociações indicador para o ano passado”. óticas, vitável. O carona atendimento mé- comércio Rizzi destaca que os sindisalariais tiveramprecisou início de a partir dico a um corte das costas eo atacadista, varejista e catos patronais se reuniram da devido assembleia geralna altura realizamotorista da Mercedes, também foi conduzido da em novembro de 2016. “Na na última quarta-feira, após o ao Hospital de Fraiburgo. O motorista do camicooperativas”. fechamento desta edição, seocasião, foram apresentadas nhão Ford não sofreu ferimentos e permaceu no as pautas para os sindicatos gundo o presidente do Patronal local, onde realizou a retirada das madeiras que patronais das categorias ficaram espalhadas na pista. repre- documento que oficializa os re- do Comércio, Gilberto Bossentadas pelo SEC, são as ajustes A Policia Militar de que Fraiburgo e o Corpo de e outros benefícios, do chetti, para a definição de uma Bombeiros rapidamente, farmácias, deslocaram óticas, comércio ata- sinalizasetor de farmácias foi fechada. contraproposta para as pautas ram o local e procederam com os atendimentos.A cadista, varejista e cooperativas” . Este segmento teve um aumen- tiradas e encaminhadas pelos Policia Militarapenas Rodoviária os le-de 2,99%, visto que o Ín- trabalhadores. O reajuste final Dessas, a registrou Conven-o fatotoe real SEGUNDO RIZZI, A EXPECTATIVA PARA AS DEMAIS CATEGORIAS É QUE SE CHEGUE A O CAMINHÃO FORD ESTAVA CARREGADO COM MADEIRAS DE EUCALIPTO vantamentos do acidente. PERCENTUAIS PRÓXIMOS AO DAS FARMÁCIAS ção Coletivadas decausas Trabalho (CCT), dice Nacional de Preços ao Con- será retroativo a 1 de janeiro”.

PREÇOS BAIXO TODOS OS DIAS NOVOS HORÁRIOS DE ATENDIMENTO DO MINIBOX VIDEIRA.

SEGUNDA-FEIRA 9:00 ÁS 12:00 Hrs 13:30 ÁS 20:00 Hrs

DE TERÇA Á SEXTA 8:30 ÁS 12:00 Hrs 13:30 ÁS 20:00 Hrs

SÁBADO 8:30 ÁS 12:30 Hrs 13:30 ÁS 19:00 Hrs


A CIDADE 08 issuu.com/jornalagorameiooeste

VIDEIRA,

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

DIREITO DO CONSUMIDOR

Procon de Videira está de olho nas listas de materiais de escolas particulares FOTO: PEDRO SCHAITEL

Órgão vai analisar os itens pedidos nas listagens das escolas para identificar se não há exigência de materiais de uso coletivo NÚBIA GARCIA

AS INSTITUIÇÕES TERÃO CINCO DIAS PARA APRESENTAR A LISTA AO PROCON

EDITORIA A CIDADE

A

s férias de verão nem bem começaram e já é hora de se preocupar com a volta às aulas. Com as crianças devidamente matriculadas em escolas particulares ou públicas, os pais agora precisam se atentar às compras de unifor-

mes e materiais escolares. Para evitar que as escolas particulares exijam itens que não são obrigatórios, o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Videira está de olho nas listas de materiais distribuídas pelas

escolas particulares da cidade. A partir desta semana, o órgão passou a solicitar a todas as instituições privadas que apresentem a listagem que está sendo entregue aos pais, a fim de verificar se estão sendo solicitados materiais que não fazem

parte do uso individual de cada aluno. Por exemplo, papel higiênico, folhas A4, lenços umedecidos ou fraldas em quantidades superiores às necessárias para a utilização de uma criança. “O Código de Defesa do Consumidor proíbe condicio-

nar o serviço educacional pago à aquisição de materiais e produtos a cima de um limite aceitável para o uso individual”, explica o coordenador do Procon de videira, Lauro Duarte Neto. Segundo ele, se a escola estipular em contrato que os itens de uso coletivo são obrigatórios, a cláusula será nula. “Isso porque presume-se que o valor destes itens já está incluso no valor pago pela prestação do serviço, seja mensalidade ou anuidade”. Segundo Lauro, os ofícios serão entregues pessoalmente a cada uma das cinco escolas particulares registradas em Videira até o fim desta semana. As instituições terão cinco dias para apresentar a lista ao Procon. Caso seja identificada a exigência de materiais que estão fora da conformidade, o Procon orientará as escolas para que retirem os itens da lista. Se persistirem, deverão apresentar ao órgão municipal um documento justificando a necessidade de determinados itens. FOTO DIVULGAÇÃO

VOLTA AS AULAS

Educação faz trabalhos internos e se prepara para a volta às aulas Enquanto o ano letivo não inicia, o trabalho interno na Secretaria de Educação tem sido intenso. Diariamente todos os setores têm realizado atendimentos ao público e trabalhado na produção de materiais e na organização administrativa da casa. Durante a primeira semana de trabalho, as assessoras pedagógicas da Educação In-

fantil organizaram um portfólio dos Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis), com o intuito de fazer um diagnóstico da situação de cada uma das instituições. A Diretoria de Educação, juntamente com os setores de nutrição e de transporte e merenda escolar, levantou informações sobre a vigência das licitações e contratos, além de

vistoriar os produtos que estão nos Cemeis. Na área do Ensino Fundamental, foram elencadas as principais ações para o início do ano letivo. Já a assessoria de Recursos Humanos trabalhou com o quadro funcional, para organizar o processo de escolha de vagas. Na foto, o prefeito Dorival Carlos Borga em reunião com os servidores da pasta.

O PREFEITO DORIVAL CARLOS BORGA EM REUNIÃO COM OS SERVIDORES DA PASTA

"MUDAR O VISUAL É SEMPRE UMA EXPERIÊNCIA QUE INSPIRA VÁRIAS OUTRAS MUDANÇAS E DÁ UMA RENOVADA NA NOSSA AUTO-ESTIMA. NÓS SABEMOS QUE SE SENTIR BEM CONSIGO MESMA É FUNDAMENTAL, E SE VOCÊ PRETENDE REPAGINAR O SEU VISUAL COLORINDO OS FIOS, TEMOS ALGUMAS IDEIAS PARA VOCÊ, ESCOLHA O QUE MAIS COMBINA COM SEU ESTILO E OUSE!"

(49) 3566 0749 (49) 9127 8304 VIDEIRA - SC


VIDEIRA,

A CIDADE

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

09

issuu.com/jornalagorameiooeste

RETOMADA

Obra da Rua Severino José Pasqual recomeçam FOTO: PEDRO SCHAITEL

Os serviços voltaram a ser executados terça-feira (10)

nar o recapeamento asfáltico, seguindo a data da assinatura da ordem de serviço, emitida no dia 11 de novembro do ano passado. O prazo previsto para execução foi de 90 dias.

EXTRA

NÚBIA GARCIA

Devido aos constantes alagamentos que ocorrem na Rua Severino José Pasqual, na altura do antigo Café Sevezani, foi identificada a necessidade de trocar a tubulação existente no local. O serviço, que não estava previsto no edital vencido pela Viga Pavimentações e Obras Ltda., será executado e custeado pelo município. “É um serviço que precisa ser feito com celeridade, pois tem que ser concluído antes do início da colocação do asfalto”, completa Borga.

EDITORIA A CIDADE

D

epois de aproximadamente duas semanas paralisada, a obra de pavimentação da Rua Severino José Pasqual foi retomada terça-feira (10), segundo informações da Viga Pavimentações e Obras Ltda., vencedora do certame para executar o serviço. O engenheiro civil da empresa, Thiago Costa, esteve no gabinete da prefeitura, atendendo a convocação do Executivo, para prestar esclarecimentos. Ele foi recebido pelo prefeito Dorival Carlos Borga, a vice Claudete Nardi Vavassoni, os secretários de Planejamento, Sandro Caregnato, e de Infraestrutura e Desenvolvimento Rural e Urbano, Fabiano Marafon, além do engenheiro civil da prefeitura, Romulo Machado de Souza, e do procurador Elton Luiz Borrachini. Costa foi questionado sobre a falta de placas indicativas de obra no local e sobre os danos extras causados na via, já que o asfalto não foi colocado imediatamente após a fresagem. Também foi formalmente notificado para que apresente um plano de reparo aos danos causados na via pela interrupção da obra.

OBRAS

O INVESTIMENTO EXTRA COM A MASSA ASFÁLTICA SERÁ CUSTEADO PELA VIGA, E NÃO RESULTARÁ EM ÔNUS ADICIONAL AO MUNICÍPIO

“Ficou assegurado que uma equipe da prefeitura vai acompanhar a execução da obra daqui até o final. Se ela não tivesse sido paralisada, não teria danificado a base”, avaliou Borga. Segundo Costa, nesta segunda-feira (9) foi feito um levantamento para identificar os locais com danos, para posterior recomposição do

pavimento. O engenheiro da Viga afirma que os pontos onde forem identificados que há danos serão recompostos com massa asfáltica antes da colocação do asfalto. O investimento extra com a massa asfáltica será custeado pela Viga, e não resultará em ônus adicional ao município. Melhorar a sinalização da via e retomar definitivamente

a obra foram compromissos assumidos por Costa durante a reunião. Além disso, ele assegurou que até o início das aulas na Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), a via estará com a primeira camada de asfalto concluída. Faltará apenas a camada definitiva. A empresa tem aproximadamente 30 dias para termi-

A obra da Rua Severino José Pasqual faz parte de um pacote a ser concluído pela Viga Pavimentações e Obras Ltda. até fevereiro. Estão inclusas ainda as ruas José Gheller (acesso a localidade de Santa Lúcia) e Sebastião Ribeiro de Deus (acesso a Rio das Pedras). Na José Gheller, a retomada do serviço também deve acontecer na terça-feira (10), com uma equipe que finalizará a drenagem. Na segunda, a drenagem está concluída e, ainda nesta semana, a Viga começa a executar a sub-base asfáltica. As três obras têm previsão contratual para serem concluídas até 10 de fevereiro.

PROMOÇÃO ! Seu computador esta lento, travando, precisa de uma formatação? Neste mês de julho e agosto estaremos com uma promoção de volta as aulas, formatação com programas padrão , backup, teste de HD e memória por apenas

R$ 50,00 CASA DO COMPUTADOR VIDEIRA/SC | 49

3566-0592 | www.casadocomputador.net.br


10 ECONOMIA

VIDEIRA,

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

issuu.com/jornalagorameiooeste

COMÉRCIO

CDL e Sindicato discutem horários diferenciados para o comércio

Os lojistas definiram que neste ano, a realização dos Sábados D quando as lojas ficam abertas até as 16 horas, continuarão sendo realizados duas vezes por mês SILVIA PALMA

EDITORIA ECONOMIA

A

ssociados da Câmara de Dirigentes Lojistas de Videira (CDL) se reuniram na noite desta quarta-feira (11) para discutir os horários especiais de funcionamento do comércio durante o ano de 2017 e também o reajuste salarial dos comerciários. A reunião aconteceu no auditório Mauro Cesar Pasqual e foi comandada pelo presidente da CDL - José das Neves Olivo e pelo presidente do Sindicato

FOTO DIVULGAÇÃO

A REUNIÃO ACONTECEU NO AUDITÓRIO MAURO CESAR PASQUAL E FOI COMANDADA PELO PRESIDENTE DA CDL - JOSÉ DAS NEVES OLIVO E PELO PRESIDENTE DO SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE VIDEIRA - GILBERTO BOSCHETTI

do Comércio Varejista de Videira - Gilberto Boschetti. Na oportunidade, os lojistas definiram que neste ano, a realização dos Sábados D quando as lojas ficam abertas até as 16 horas, continuarão sendo realizados duas vezes por mês (sempre nos dois primeiros sábados). Além disso, os comerciantes discutiram e elencaram as datas para os horários para atendimento diferenciado, como Carnaval e datas comemorativas como Dia das Mães, Crianças, Namorados e Natal. A Promoção

ANUNCIE NO

A proposta da CDL e do Sindicato Patronal ficou assim definida: Fevereiro – Dias 4 e 11 – Sábado D e dia 27 feriado de Carnaval Março - Dias 4 e 11 – Sábado D Abril - Dias 8 e 15 – Sábado D Maio - Dias 6 e 13 – Sábado D Junho – Dias 3 e 10 - – Sábado D Julho – Dias 01 e 8 – Sábado D Agosto – Dias 5 e 12 – Sábado D Setembro – Dias 02 e 09 – Sábado D Outubro – Dias 07 e 14 – Sábado D Novembro – Dias 04 e 11 – Sábado D e dia 24 – Black Friday

Dezembro – Dias 02,09,16 e 23 – Sábado D Dezembro – Dia 17 (domingo) das 16h as 21h Dezembro – Dias 18,19,20,21 e 22 – 09h às 21h (sem fechar ao meio dia) Dezembro – Dia 26 – Lojas abrem a partir das 13h30 Janeiro/2018- Dia 02 Lojas abrem a partir das 13h30 Janeiro/2018- Dia 6 – Sábado D

Black Friday também será reeditada no mês de novembro. “Discutimos um calendário especial para todo o ano. Agora essa proposta será enviada ao Sindicato dos Empregados do Comércio que irá discutir juntamente com o Sindicato Patronal a viabilidade de o calendário ser implantado. Isso sempre acontece de forma pacífica e com bom senso, respeitando a questão trabalhista e as necessidades dos lojistas”, disse Olivo. Durante a reunião, os lojistas também aprovaram uma proposta para a convenção coletiva 2017, que versa sobre o reajuste salarial para os funcionários do comércio. A proposta é um reajuste de 6,58% (valor do INPC) que elevaria o salário base do comércio de R$ 1.130,00 para R$ 1.205,00. Para os demais salários o reajuste também deverá ser de 6,58%. Assim como os horários de funcionamento, a proposta de reajuste será encaminhada ao Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Varejista, Atacadista e Similares de Videira para discussão e aprovação. “Assim que houver um acordo entre os dois sindicatos os horários serão oficializados e enviados aos lojistas e consumidores”, destacou Boschetti.


VIDEIRA,

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

PUBLICIDADE 11

issuu.com/jornalagorameiooeste

TEMPORADA 2017 PISCINA EXTERNA PARA USO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO A PARTIR DAS 08H:00 SOMENTE BANHO DE SOL DAS 09H:00 ÀS 12H:00 E DAS 13H:30 ÀS 20H:00 FICA LIBERADO O USO DAS PISCINAS. DAS 12H:00 ÀS 13H:30 SOMENTE BANHO DE SOL (ABERTO DE TERÇA A DOMINGO)

EXAMES DERMATOLÓGICOS EXAMES FEITOS NO CLUBE SERÃO SOMENTE PARA USO DA PISCINA EXTERNA

DRA. NATALIÊ GALVAN VALOR: R$ 25,00 POR PESSOA (COBRADO A PARTIR DE 05 ANOS DE IDADE) OBS: É OBRIGATORIO TRAZER A CARTEIRINHA QUEM OPTAR EM TRAZER O ATESTADO DO MÉDICO DA SUA PREFERÊNCIA, LIBERANDO PARA USO DE PISCINA COLETIVA PAGARÁ SOMENTE TAXA DO SALVA VIDAS NO VALOR DE R$ 15,00 POR PESSOA.


A REGIÃO 12 issuu.com/jornalagorameiooeste

VIDEIRA,

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

ENXURRADA

Lázare viaja a Tangará para auxiliar na recuperação do município

FOTO DIVULGAÇÃO

Deputado conversou com o secretário da Defesa Civil e com o presidente do Deinfra para buscar soluções

A

chuva que caiu em Tangará, trouxe novamente transtornos ao município. O deputado estadual Natalino Lázare esteve reunido com o vice-prefeito Valmor e o secretário da Agricultura e aproveitou também para visitar os locais atingidos. Além da enxurrada que

LÁZARE CONVERSOU COM O SECRETÁRIO DA DEFESA CIVIL E COM O PRESIDENTE DO DEINFRA PARA BUSCAR SOLUÇÕES JUNTO AO GOVERNO DO ESTADO

alagou um trecho da SC-453, em Sede Dona Alice, a queda de árvore interditou a rodovia, sentido Lageado Grande a Ibicaré. Lázare conversou com o secretário da Defesa Civil e

com o presidente do Deinfra para buscar soluções junto ao Governo do Estado para auxiliar no atendimento aos moradores com kits de limpeza, cestas básicas, colchões

e também na restauração de pontes, pontilhões e estradas de algumas comunidades. A Defesa Civil pede para a população acompanhar os alertas da secretaria nas re-

des sociais e site, assim como a página da Epagri/Ciram. O órgão também acrescenta que ao perceber forte vento e nuvem escura, o cidadão deve procurar abrigo seguro.


VIDEIRA,

GERAL

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

13

issuu.com/jornalagorameiooeste

PRÊMIO

CDL entrega carro e moto zero km à ganhadores da Campanha Natal Videira Premiada

A Campanha “Natal Videira Premiada”, também teve cunho social , 5% do lucro arrecadado com a Campanha foi repassado a Rede Videirense de Combate ao Câncer (RVCC) e à APAE Tia Ana de Videira

“A

sensação de comprar um carro zero quilometro deve ser maravilhosa, mas com certeza não pode ser comparada a sensação de ganhar um veículo novinho”. A afirmação é da videirense Ezilda de Andrade Ribeiro, que recebeu na tarde desta quarta-feira (11), as chaves de um Fiat Mobi zero km sorteado pela CDL Videira na Campanha Natal Videira Premiada. A entrega do veículo foi feita pelo presidente da CDL – José das Neves Olivo, o diretor do SPC – Evandro Colle, o diretor de Desenvolvimento Profissional da CDL – Jacir Felquilquer, além de gerentes da Rede Zarpellon de Supermercados, parceira da promoção e onde a ganhadora recebeu o cupom para concorrer. “Tenho 71 anos e esse é o primeiro carro próprio que tenho na vida. Não dirijo, mas já combinei com meus filhos e netos que eles me levarão para vários passeios com esse presentão”, disse Ezilda que é moradora

FOTO DIVULGAÇÃO

APÓS ENTREGAR O CARRO, A DIRETORIA DA CDL TAMBÉM REALIZOU A ENTREGA DA MOTO CG 125, QUE ERA O SEGUNDO PRÊMIO DA CAMPANHA

do bairro Santa Gema. Após entregar o carro, a diretoria da CDL também re-

alizou a entrega da moto CG 125, que era o segundo prêmio da Campanha. A entrega

CDL repassou mais de R$ 6 mil à APAE e Rede Videirense de Combate ao Câncer Segundo o presidente da CDL, além de estimular as vendas no comércio de Videira, a Campanha “Natal Videira Premiada”, coordenada pela Agência Tempero Propaganda também teve cunho social , prevendo a reversão de 5% do lucro arrecadado com a Campanha para a Rede

Videirense de Combate ao Câncer (RVCC) e à APAE Tia Ana de Videira. As duas entidades receberam um total de R$ 6.485,00, sendo R$ 3.242,50 para cada uma. Ao receber o cheque, a presidente da APAE - Filomena Simioni Cordeiro agradeceu o repasse dos recursos que serão investidos

em melhorias de infraestrutura e pessoal da instituição. “Respeitamos e admiramos o trabalho desenvolvido por essas duas entidades em prol da nossa comunidade, por isso, optamos por reverter parte do lucro à essas importantes instituições de interesse social”, aponta Olivo.

aconteceu no Supermercado Viza, onde o consumidor realizou compras e recebeu o

cupom. O ganhador Alberto Miranda, morador do bairro São Cristovão não pode comparecer a cerimonia, mas por procuração, autorizou o amigo Sandrigho Palavicini a retirar o prêmio. Além do sorteio do carro zero km avaliado em R$ R$ 31.900,00 e da moto CG 125 0km (R$ 8.110,00) , a CDL também sorteou um spartphone Sansung Galaxy (R$ 1.450,00) e 25 vales-compra de R$ 400,00, totalizando mais de R$ 50 mil em prêmios distribuídos aos consumidores que prestigiaram o comércio videirense. “Encerramos essa promoção, extremamente satisfeitos com a adesão dos lojistas e também dos consumidores. Foram distribuídos 900 mil cupons que resultaram na distribuição de 28 prêmios. Registro nosso agradecimento aos mais de 100 lojistas parceiros e reiteramos nosso compromisso de darmos continuidade a essa promoção que é destaque em toda a região”, disse o presidente da CDL SILVIA PALMA

AS DUAS ENTIDADES RECEBERAM UM TOTAL DE R$ 6.485,00, SENDO R$ 3.242,50 PARA CADA UMA


14 TV&LAZER

VIDEIRA,

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

issuu.com/jornalagorameiooeste

GRÁVIDA Carol Castro é mais uma global que vai entrar para o time das mamães em breve. A atriz de 32 anos está grávida do seu primeiro filho com o violinista Felipe Prazeres. Ela está no segundo mês de gestação. Com a descoberta da gravidez, Carol, que participou da primeira fase de “Velho Chico”, teve que deixar o elenco de “Os Dias Eram Assim”, próxima novela das 23h da Globo. A direção, no entanto, já definiu quem irá substituí-la. Trata-se de Maria Casadevall, que estava afastada dos folhetins desde 2015, quando fez “I Love Paraisópolis”. Este ano, ela também poderá ser vista na telinha na série “Vade Retro”.

MORRE TELMO DE AVELAR, CONHECIDO POR DUBLAR O PATETA

MOANA – 3D – Sala 1 Animação – Dublado – Livre – Duração: 115 min. Todos os dias: 14h20 – 19h00 ASSASSIN’S CREED - 2D – Sala 1 Ação/Ficção Científica – Legendado – 14 Anos – Duração: 105 min. Sex: 21h20 Todos os dias: 19h15

QUADRINHOS

PARA COM ISSO

ASSASSIN’S CREED – 3D – Sala 1 Ação/Ficção Científica – Dublado – 14 Anos – Duração: 105 min. Qui, Seg, Ter, Qua: 16h45 – 21h20 Sáb, Dom: 16h45 – 21h20 Sex: 16h45

O marido chega em casa tenso, revoltado encontra a mulher e vai falando: — Acabei de saber que você está me traindo. Confesse… Com quem você está me traindo? — Mas o que é isso, amorzinho? Que fúria é essa — Quero saber e é agora. Quero o nome deles. De todos eles. Um por um. Agora! Vai! — Oh, amor! Pra que isso? Tem gente que você nem conhece…

MINHA MÃE É UMA PEÇA 2 – 2D - Sala 2 Comédia – Nacional – 12 Anos – Duração: 85 min Todos os dias: 14h50 – 21h30 FONE: FONE (49) 3566-4952 WWW.GRUPOCINE.COM.BR

HORÓSCOPO DA SEMANA ÁRIES

Você pode ter que pescar e procurar muito mais, a fim de obter as respostas que você está procurando. Infelizmente, se alguém está sendo evasivo de propósito, você não estará no estado de espírito para lidar com isso.

TOURO

A energia celestial traz algumas questões importantes sobre um relacionamento pessoal próximo. Você sabe que ele tem um grande potencial, mas há um problema pendente que, não importa o quanto você goste, você simplesmente o outro não corresponde.

GRUPO CINE VIDEIRA Programação de 05/01 à 11/01/2017

MOANA –2D – Sala 2 Animação – Dublado – Livre – Duração: 115 min. Todos os dias: 16h50

Morre o ator e dublador Telmo Perle Münch, conhecido como Telmo de Avelar. Intérprete de personagens como o Pateta, da Disney, ele tinha 93 anos e estava internado desde sexta-feira (6) na Coordenação de Emergência Regional, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. “Ele já estava com problema pulmonar, muita dor nas pernas, com desidratação. Foi um acúmulo de coisas”, relatou Cida, em entrevista. Ela informou ainda que Telmo deixa uma filha, Isabela, que acompanhou o pai nos últimos dias no hospital. A morte de Telmo causou comoção entre dubladores. “Hoje a voz se calou. O legado está aí. Se a Disney conquistou o público brasileiro, muito deve a este homem. Vá…”, postou no Twitter Christiano Torreão, que dá voz a Leonardo DiCaprio, entre muitos outros.

SORRIA

NA TELONA

GÊMEOS

O romance pode ser um pouco como um passeio de montanha-russa essa semana. Sentimentos irão subir bem alto, e há uma grande chance de pensar ou suspeitar o pior e de perceber os aspectos menos saborosos do comportamento do seu querido.

CÂNCER

O alinhamento atual dos planetas oferece uma chance de conhecer essa pessoa especial apenas um pouco melhor. Mas você precisará ser mais aventureiro do que você tem sido no passado.

VEJA O QUE DIZEM OS ASTROS PARA O SEU SIGNO

LEÃO

Você está colocando importância nas coisas erradas no início da semana? Você está procurando por qualidade em um encontro superficial ou trivial quando se trata de sucesso a longo prazo?

VIRGEM

O alinhamento planetário atual incentiva você a sair de uma rotina que pode ter te impedido de expressar apenas como você se sente. Você também é retido por pensamentos de medo e fracasso.

LIBRA

O início da semana é o momento de descobrir onde você gostaria de estar daqui a seis meses. Você está feliz com o seu atual status de relacionamento? Você deseja ter um relacionamento como o de seus amigos.

ESCORPIÃO

Eventos da semana podem causar interrupção em sua rotina, Escorpião. Suas emoções podem parecer nubladas, e outras pessoas podem desafiar aspectos de seu ego. Relações com o sexo oposto podem ser ruíns.

SAGITÁRIO

Conseguir o equilíbrio certo em uma relação estreita atual pode ser difícil essa semana, mas se você perseverar, você terá sucesso. O alinhamento planetário atual significa que ambos podem ter tido desavenças.

CAPRICÓRNIO

A influência celestial pode incentivá-lo a mergulhar em relação a uma determinada pessoa que você manteve à distância por algum tempo, mas também uma admiração insanamente. No entanto, há perigo.

AQUÁRIO

Você pode ser tentado a exagerar em tudo na sua vida romântica esses dias, e não fará coisas melhor, como você pode ter esperado. A influência celestial pode fazer você sentir que, dando de si mesmo ao máximo e dobrando seus esforços.

PEIXES

Você tem uma tarefa e tanto em suas mãos em conseguir que outra pessoa veja as coisas à sua maneira. Assim como você pensa que quase os tem conseguido controlar, eles vêm com outra objeção ou crítica. Tenha alguma discussão cuidadosa.


VIDEIRA,

Resumo de Novelas 15

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

issuu.com/jornalagorameiooeste

SEGUNDA-FEIRA

TERÇA-FEIRA

QUARTA-FEIRA

QUINTA-FEIRA

SEXTA-FEIRA

17H30, NA GLOBO

TIÃO TEM CERTEZA DE QUE LAURA E PEDRO TIVERAM UM RELACIONAMENTO.

Joana confronta Stella e afirma que não demitirá Júnior. Jéssica conta a Júnior, Jabá e Lucas que Martinha foi expulsa de casa por conta de sua gravidez. Belinha sugere que Artur ajude a desfazer o mal-entendido entre Alisson e Belloto. Léo se preocupa com a possível demissão de Júnior. Jabá insiste para que Martinha revele a identidade do pai de seu bebê. Krica teme que Rômulo esteja traindo Nanda. Bárbara explica a Clara o plano contra Joana.

Stella se desespera por não conseguir falar com Léo e Joana estranha a falta de contato de Júnior. Belinha retira seu nome do abaixo-assinado pela permanência de Alisson na academia. Stella exige que Júnior se afaste de Léo. Alisson adiciona Artur a seu grupo de malhação. Stella fala com Bárbara sobre as atitudes de Joana durante sua ausência na academia. Martinha questiona a preocupação de Jabá com seu filho na frente de Juliana.

Ricardo se choca com a atitude de Stella. Juliana desconfia do interesse de Jabá pela gravidez de Martinha. Ricardo enumera os erros de Joana, que pede demissão da academia. Artur se incomoda com a conversa racista de Alisson e deixa o grupo do professor. Rômulo passa mal e Krica e Nanda o socorrem. A mãe de Martinha pede perdão à filha e insiste em saber quem é o pai de seu neto. Nanda beija Rômulo, mas se irrita quando Clara chega. Ricardo demite Alisson e confronta Mauro e Stella.

Joana insiste que Léo melhorou após frequentar a academia e sugere que Mauro procure Andrea. Jabá, Juliana, Júnior e Lucas convencem Martinha a voltar para a escola. Mauro revela a Joana que Léo não precisará de cirurgia. Joana insinua que Júnior pode entrar na Justiça contra Stella. Mauro decide manter a sociedade com Ricardo. A pedido de Rômulo, Krica e Cleyton despejam Clara. Stella pede desculpas a Joana e Júnior, e Mauro insiste para que a menina permaneça na academia.

Bárbara se vangloria por Gabriel, mas Joana diz que Giovane é quem pode representar a Forma no torneio. Ricardo termina o namoro com Tita e assume a paixão por Tânia. Krica decide marcar o batizado dos filhos sem falar com Cleyton. Joana agradece o apoio de Ricardo. Gabriel e Giovane se desentendem. Sula consegue um emprego no hostel. Joana viaja para visitar a avó no Ceará. Gabriel afirma a Bárbara que precisa ser o ‘Rei da Praia’.

18H00, NA GLOBO

CÉSAR FALSIFICA A ASSINATURA DE ALICE NOS DOCUMENTOS DAS EMPRESAS FANTASMAS.

SINOPSES DA SEMANA DE 16 DEJANEIRO Á 21 DE JANEIRO. ATENÇÃO: OS RESUMOS DOS CAPÍTULOS ESTÃO SUJEITOS A MUDANÇAS EM FUNÇÃO DA EDIÇÃO DAS NOVELAS.

Ralf e Damasceno tentam acalmar Alice. Chica afirma a Vittorio que Mario está vivo. Akira admira Hirô enquanto ela trabalha. César falsifica a assinatura de Alice nos documentos das empresas fantasmas. João Amaro convida Dora para jantar. Tanaka vai com Mocinha e Sinhá para a casa de Gaetano. Alice ouve o policial receber a notícia de que um homem foi encontrado por duas curandeiras na praia. Carol instala câmeras no quarto de César. Alice, Ralf e Damasceno procuram Mario nas casas da Praia do Torto.

Alice se emociona ao descobrir que Neide é uma caiçara e que Luzia fez o seu parto. Mario presta depoimento ao policial sobre seu sequestro e o atentado contra Wagner. Luzia diz a Neide que Mario salvará Alice de um grande sofrimento. Carol incentiva Sirlene a continuar com Felipe. João Amaro entrega a Louzada os documentos que, falsificados por César, incriminam Alice. Loretta se insinua para Stefano. Hideo combina com Flavinha de ajudar Peppino e Nanda. Julia teme pela vida de Wagner.

Todos comemoram a união de Alice e Mario. Julia sente falta de Wagner. Sinhá e César se irritam com Mocinha, que pede menos violência no plano contra Tanaka. Tiago vê João Amaro e Dora se beijando. Alice se muda para a casa de Mario. Yumi e Hirô flagram Mieko com Damasceno na cozinha. César é rude com Carol, que monitora as ações do vilão com sua câmera. Mario se preocupa com Wagner. César entrega sua carta de demissão a Alice.

Mario decide investigar a vida de César. César diz para Alice que deixará Arraial por causa de seu amor por ela. Milena insiste para Loretta pedir desculpas a Nanda. Alice e Yumi comemoram a felicidade de seus relacionamentos amorosos. Nanda e Peppino reatam o namoro. Mieko confessa a Yumi que está amando Damasceno. Sinhá castiga João Amaro e recompensa César por seu ódio a Alice. César e João Amaro explicam para Sinhá como farão para Alice ser incriminada por lavagem de dinheiro.

Patrick e Damasceno sondam Mesquita sobre as atividades da Polícia Federal. Mesquita confessa que está interessado em Loretta. Mocinha se abala ao descobrir que Tanaka jamais cobrou a dívida de Wladimir. Alice é firme na reunião com a seguradora e garante a indenização financeira para a Arraial Pescados. Mario teme pela segurança de Alice. Carol aconselha Mario a se casar logo com Alice, e o rapaz desconfia do comportamento da ex-namorada.

Tanaka comemora a notícia com Alice e afirma a Mieko que está livre para viver sua vida. Questionada por Loretta, Lenita assume que teve uma filha. Carol avisa que tem provas contra César. Ele promete se vingar de Sirlene e do filho se Carol abrir a boca. Geppina desconfia das insinuações de Loretta sobre as crianças abandonadas na maternidade em que trabalhava. César e Mario se enfrentam. Milena estranha a reação de Ralf ao falar sobre sua sobrinha Giuliana.

19H30, NA GLOBO

LEI DO AMOR

Gui consegue impedir que Júlia se entregue à polícia. Laila mente para Gordo e diz que não se encontrou com Jorginho. Júlia revela a Gui que Alex está ameaçando a segurança de Chiara. Néia comenta com Léo que acha estranho Diana não ter aceitado o divórcio. Léo dá a foto do anel de Néia, supostamente roubado no sequestro, para os investigadores. Ramon encontra o anel de Néia. Júlia e Gui armam contra Alex. Lázaro tenta atrapalhar a banda do filho de Gui.

Alex comenta com Romildo e William que estranhou o fato de Júlia impedir que Gui o atacasse. Gui se recusa a aceitar a ideia de Júlia de armar um flagrante para Alex. A pedido de Zac, Gui avisa a Augusto que a banda participará do comercial. Nicolau desmarca a consulta com o médico sem que Gilda desconfie. Paçoca devolve para Zac parte do dinheiro que Jaílson e Du roubaram. Daniel avisa a Eva que ela terá que entrar em acordo com Manuela para dividir o espólio de Joel.

Léo acusa Lázaro de ter planejado o sequestro com Néia. Laila inventa uma desculpa pelo seu atraso no lançamento do DVD. Néia desmaia ao ser acusada por Léo. Yasmin fica chocada ao saber por Léo que Néia armou com Lázaro o próprio sequestro. Júlia manda mensagem para Alex solicitando um novo encontro. Néia confessa para Léo que armou o sequestro e diz que Lázaro é apaixonado por Diana. Nicolau evita que Luana veja JF beijando outra menina.

Júlia tenta convencer Alex a aceitar sua proposta dizendo que precisa do dinheiro para fugir do Brasil. Lázaro pede a Léo que reconsidere sua demissão. Os amigos de JF o criticam por ficar com Lia. Lorena conta a Alex que perdeu o emprego e a casa onde morava. JF promete a Nicolau que não ficará com mais ninguém além de Luana. Néia discute com Lázaro e Ramon. Zac mente para Gui e diz que não dá mais aulas para Yasmin. Alex não acredita em Júlia e se nega a participar do roubo.

Diana acusa Gui de se afastar de Chiara por causa da gravidez de Júlia. Gordo demonstra a Laila que está insatisfeito com as desculpas da namorada. Marisa reclama de estar sustentando Alex. Júlia avisa a Gui que acredita que Alex aceitará participar de seu plano. Alex pede a William e Romildo que o protejam de uma possível armação. Gui conta a Chiara sobre a gravidez de Júlia. Nicolau convida os integrantes da 4.4 para o aniversário de 60 anos de Haroldo.

Alex aceita participar do assalto à casa de Gui. Léo decide encerrar definitivamente o contrato com Lázaro. Diana diz que cuidará da carreira de Léo. Paçoca pede a Zac que arrume um emprego para ele na banda. Zac pede a Luizão que dê algo para Paçoca comer. Júlia entrega a foto do cofre do apartamento de Gui para Alex e dá as orientações para o assalto. Tom não gosta da presença de Paçoca na banda. Diana ameaça acabar com a carreira de Lázaro.

21H00, NA GLOBO

MALHAÇÃO

Tião tem certeza de que Laura e Pedro tiveram um relacionamento. Helô sente ciúme do passado de Pedro. Salete pede que Bruno dê uma chance para seu amor por Jéssica. Misael e Flávia se beijam. Tião oferece um emprego para Laura. Letícia convida Tião para seu casamento com Tiago. Bruno se despede de Jéssica, que garante que irá esperar pelo rapaz. Chega o dia do casamento de Tiago e Letícia. Tiago recebe um presente misterioso. Flávia confirma a paternidade de Tião.

Tiago e Letícia se casam. Marina pede um emprego a Gigi. Tiago mostra a Letícia o porta-retrato que recebeu, com a foto de Isabela. Ciro marca um encontro com Magnólia. Tião beija Magnólia. Elio confronta Tiago sobre Isabela, e o rapaz acredita que o jornalista tenha lhe enviado a foto da ex-namorada. Ciro confirma com Sílvia que Pedro e Ana Luiza estiveram em seu apartamento. Gigi decide testar Marina, indicando-a para atender Magnólia.

Pedro alerta Marina sobre Magnólia. Magnólia afirma a Ciro que lhe dará dinheiro caso dê atenção à gravidez de Vitória. Pedro comenta com Fausto sobre Laura. Yara confessa a Helô que tem ciúmes de Misael com Flávia. Magnólia aprova o trabalho de Marina, e Ruty Raquel desconfia do caráter da massagista. Wesley promete a Salete que ajudará Suely na busca por Gustavo. Ciro visita Vitória, que o expulsa de seu quarto. Ciro descobre que Magnólia tirou a vida de Beth e jura vingança.

Vitória se desespera com a chegada de Ciro, que finge não a conhecer diante de Sílvia. Laura chega ao Brasil. Ciro arma para que Vitória o flagre com Magnólia. Antônio vê Marina e acredita que se trata de Isabela. Tião insinua que Laura acabará desejando permanecer no Brasil. Ciro marca um encontro com Magnólia. Luciane desconfia da saída de Magnólia. Fausto, Pedro e Ana Luiza registram, através das câmeras escondidas, o encontro amoroso entre Ciro e Magnólia.

Vitória se desespera, foge, quase sofre um acidente e entra em trabalho de parto na rua. Ciro garante a Magnólia que não a ama mais. Vitória dá à luz e é levada para o hospital. Augusto afirma a Pedro que é o pai de Caio. Marina se aproxima de Ruty Raquel. Ciro insinua a Magnólia que Vitória, Pedro e Ana Luiza sabem de seu relacionamento. Edu visita Flávia. Jéssica impede que Wesley revele a Salete que encontrou Gustavo na cracolândia. Tião descobre que Laura tem uma filha.

Tião ofende Marina, acreditando se tratar de Isabela, e lhe oferece dinheiro para sair do país. Antônio garante a Ruty Raquel e Gigi que viu Isabela. Mileide decide expulsar Jáder de casa, e Gledson e Robinson interferem. Ciro impede que Sílvia visite Vitória. Envergonhado, Gustavo se esconde de Salete e Wesley. Tião pede que Valdir investigue Marina. Salete promete a Suely que resgatará Gustavo. Augusto, Pedro e Helô convencem Vitória a fingir que não sabe sobre Ciro e Magnólia.

RAFAEL OLINGER Rua Adolfo Konder n 105, Sala 01 (49) 3566-7368 www.olingercorretores.com.br CORRETORES DE IMOVEIS CRECI/SC 18.400

PROCpaUraR ANDO um casa

? ? ? IR T S E V IN A OLINGER CORRETORES TEM A OPÇÃO IDE AL!

VENDE-SE EXCELENTE IMÓVEL LOCALIZADO NO CENTRO DA CIDADE DE VIDEIRA-SC. TERRENO POSSUI ÁREA TOTAL DE 514,00M², SENDO 20 METROS DE FRENTE PARA A RUA BRASIL E A CASA (ALVENARIA) POSSUI ÁREA DE 146,88M². A CASA POSSUI 02 PAVIMENTOS, SENDO QUE NO 1° PAVIMENTO CONTA COM 02 SALAS COMERCIAIS E 01 VAGA DE GARAGEM. 2° PAVIMENTO: CASA COM 05 QUARTOS, 02 SALAS, COZINHA, DISPENSA, 01 BANHEIRO SOCIAL, SACADA. POSSUI AINDA AMPLO JARDIM. O IMÓVEL FICA LOCALIZADO PRÓXIMO A HOSPITAIS, BANCOS E COMÉRCIOS EM GERAL. OPORTUNIDADE RARA E EXCELENTE INVESTIMENTO!!! VALOR:

R$:950.000,00.

SÁBADO

NÃO À EXIBIÇÃO


16 CONTRA-CAPA

VIDEIRA,

issuu.com/jornalagorameiooeste

13 E 14 DE JANEIRO DE 2017

SUPERMERCADO ITALIA PREÇO BAIXO TODO DIA!!!

OFERTAS VALIDAS ATÉ 14/1/2017 FOTOS MERAMENTE ILUSTRATIVAS.

SABÃO PO BRILHANTE KG

4,99

FAÇA A CONTA E COMPARE O SUPERMERCADO ITALIA É O MAIS, MAIS BARATO!! SEM CONTAR O ATENDIMENTO, PADARIA, FRUTEIRA E ACOUGUE COM CARNES DE PRIMEIRA.!!!

SAMBIQUIRA SEARA KG

1,99

PEITO DE FRANGO KG COXA SOBRECOXA FRIAVES KG

MASSA COM OVOS PARATI 500 GR.

5,99

3,99

2,29

P R O M O Ç Ã O

C O M P R O U G A N H O U

06 DIAS

DE PASSEIO PELA EUROPA!

NA COMPRA DE UMA COTA DAS LINHAS IVECO STRALIS OU HI-WAY*, O CONSÓRCIO IVECO TE LEVA PARA CONHECER MÔNACO, MILÃO E A CNH INDUSTRIAL VILLAGE, EM TURIM, NA ITÁLIA.

1 VIAGEM

2 VIAGENS

R$ 1.718,00*

R$ 2.406,00*

Parcelas a partir de (Plano super reduzido)

Parcelas a partir de (Plano super reduzido)

Videira-SC. Rodovia SC-355, Km 55. Fone: 49 3533-8800

Imagens meramente ilustrativas

WWW . C A R B O N I IV E C O . C O M . B R

TODOS JUNTOS FAZEM UM TRÂNSITO MELHOR.

*Na compra uma Cota de Iveco Stralis/ Hi-Way, com créditos de R$ 300 mil a R$ 400 mil o cliente ganha, sem sorteio, o direito a VIAGEM PARA 01 PESSOA. Já para quem optar por uma Cota de Iveco Hi-Way com Crédito de R$ 422 mil, terá o direito de levar um acompanhante. A promoção é válida para vendas no período de 01/Jun/2016 até 31/Ago/2017, EXCLUSIVAMENTE NO GRUPO 2553 e as vagas estao limitadas em 40 Cotas Iveco para 01 viagem – 310 Cotas Iveco para 02 viagens.


Agora1177