Page 1

JORNALZEN ANO 13

SETEMBRO/2017

AUTOCONHECIMENTO

Nº 151

BEM-ESTAR

www.jornalzen.com.br

CIDADANIA

CULTURA

DIVULGAÇÃO

SAÚDE SILVIA LÁ MON

ZENTREVISTA

Norma Forastiere Pág. 3

GALERIA A CÉU ABERTO Obra da colombiana Gleo, um dos 12 artistas da nova geração que ocuparão as ruas do bairro de Pinheiros, em São Paulo, com painéis, instalações e performances em grande escala, de 25 de setembro a 8 de outubro. Com o objetivo de tornar a cidade mais humana, o Nu Festival também terá palestras e workshops gratuitos. Mais informações na página do evento no Facebook. DIVULGAÇÃO

INDICADOR TERAPÊUTICO: BARRAS DE ACCESS Págs. 10 e 11

CINEMA INCLUSIVO Cena de Vida e Atrofia, um dos 32 filmes da oitava edição do festival internacional “Assim vivemos”, que traz documentários inéditos sobre deficiência e inclusão. Em São Paulo, as sessões ocorrem de 20 de setembro a 1º de outubro, na sede do Centro Cultural Banco do Brasil (Rua Álvares Penteado, 112 – Centro). A entrada é gratuita. Programação completa no site www.assimvivemos.com.br


JORNALZEN

2

Anjos ipês Desde criança, vejo as árvores como se fossem seres gigantes do planeta. Até hoje tenho essa visão, sempre que observo-as. Mas uma em especial floresce justamente no tempo de estio, antes da primavera chegar – os ipês. Quando deparo com um ipê branco, tenho a impressão de estar avistando um anjo, tal sua beleza e imponência. Tenho a sensação de que ele nos lembra que há paz no mundo e esperança de que em breve virá a primavera. E essa primavera não se refere somente à estação climática, mas também à de nossos corações. Sim, sinto tudo isso quando avisto um ipê branco. Nesta época, eles estão por toda parte. Estamos cercados de anjos gigantes, porém só quem os nota são aqueles que têm olhos de ver... Nos florais de Minas, um dos primeiros sistemas com flores brasileiras, do qual sou adepta por sua eficácia, há uma essência chamada Tabebuia (Tabebuia chrysotricha), feita da flor do ipê amarelo. É indicada para toda e qualquer situação especial da vida em que as forças espirituais, psíqui-

••• Um abraço ao prezado José Paulo de Andrade, apresentador do Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes de São Paulo, pela referência ao texto sobre o mês de agosto, na edição passada.

NOSSA MISSÃO:

Informar para transformar DIRETORA SILVIA LÁ MON EDITOR JORGE RIBEIRO NETO JORNALISTA RESPONSÁVEL MTB 25.508 TELEFONES Redação (19) 3324-6062 Comercial (19) 3044-1286 contato@jornalzen.com.br www.jornalzen.com.br CIRCULAÇÃO Campinas Indaiatuba Valinhos Vinhedo Holambra Jaguariúna São Paulo (Avenida Paulista, Vila Madalena e Vila Mariana)

CIÊNCIA DA FELICIDADE O poder da transformação Nossos pontos fortes devem ser motivo de orgulho. Alguns entre nós são educadores; outros, políticos; outros, empreendedores, engenheiros, arquitetos, estudantes, prestadores de serviços, operários, e assim por diante. Cada um carrega qualidades únicas. Às vezes, desenvolvemos sentimentos de inferioridade e ao nos compararmos com os outros vemos apenas nossas fraquezas. Meditar para encontrar nossos pontos fortes é algo poderoso em situações de fracasso ou decepção. Devemos provar a nós mesmos o quanto somos resistentes para suportar os grandes reveses e adversidades. Nada pode destruir nossa natureza divina. Muitas vezes, como seres humanos, ficamos desencorajados e achamos que estamos progredindo pouco na vida. Quando você se sentir assim, concentre-se no seu crescimento – na forma como tem melhorado desde que nasceu. Meditar sobre como você tem crescido irá ajudá-lo a valorizar toda a sabedoria, as habilidades e experiências que já adquiriu ao longo dos anos.

Toda vez que perdemos uma de nossas habilidades, acabamos recebendo algo em troca, que nos permite ver as coisas sob uma nova luz. Por exemplo, à medida que ficamos mais velhos perdemos a força física, mas os anos de experiência nos recompensam com maior sabedoria, ajudando-nos a tomar decisões mais acertadas. Descubra a alegria e o poder da transformação: assuma o compromisso de tornar-se hoje melhor do que era ontem e, amanhã, melhor do que é hoje. É preciso paciência e esforço para desenvolver novas habilidades ou aprender algo diferente e, às vezes, poderá não obter resultados imediatos. Mas seus esforços serão recompensados. Desde que continue seguindo em frente, um dia viverá a alegria de nunca ter desistido de cultivar seus talentos.

As reflexões desta coluna são extraídas dos livros Convite à Felicidade e As Leis da Justiça, do japonês Ryuho Okawa, pensador, líder religioso e escritor na área da espiritualidade

O futuro da educação começa agora -

JORNALZEN

cas ou físicas precisam ser concentradas no objetivo de autocura; para todas as condições em que há SILVIA LÁ MON dispersão ener- Diretora do JORNALZEN gética que impede a transição de etapas ou de um novo recomeço; quando todas as forças estão aparentemente exauridas; para a personalidade energeticamente solitária, sem a possibilidade de obter ajudas externas, e que anseia por um último esforço interno de salvação; para aquelas situações de conflito psíquico ou físico que exigem muito esforço e concentração, em que parece não haver saídas ou opções. Portanto, não é por acaso que sinto tudo isso quando vejo um anjo ipê. Salve a primavera!

SETEMBRO/2017

V

Emerson dos Santos

ocê, com certeza, já se pegou perguntando, em tom de curiosidade, para onde as mudanças desse mundo vão nos levar e qual será o destino das próximas gerações. Todos nós, ao lançar os olhos para o horizonte, questionamos qual o melhor caminho para o futuro. Uma coisa é certa: para chegar bem ao destino final é preciso enxergar a educação como uma das principais ferramentas de transformação. Aprender deve ser o ponto de partida de qualquer pessoa que busca realização e sucesso numa sociedade cada vez mais exigente e dinâmica. O desafio atual é garantir que o processo de aprendizagem seja mais efetivo, até porque educar não significa apenas transmitir conhecimento. Escola e professores devem servir como um guia norteador que levam o aluno ao aprimoramento de suas capacidades intelectuais, sociais e políticas, promovendo assim o desenvolvimento humano. E a evolução da educação deve seguir o princípio de que o aprendizado é construído a partir da realidade do aluno. O interacionismo valoriza a bagagem que cada indivíduo traz de seu cotidiano e, a partir da percepção da reali-

dade que ele já possui, estimula a busca do conhecimento. O processo educativo torna-se mais dinâmico, mais amplo e mais adequado ao mundo atual. No conceito do interacionismo, não é possível oferecer ao aluno a aprendizagem de conteúdos conceituais sem considerar seus modos de agir e pensar, suas crenças e valores. O que nos leva a concluir que não há separação entre vida e educação. E, ainda, se enxergarmos para além da figura de cada aluno, a importância da formação do cidadão, vemos que é preciso prepará-lo para muito além do vestibular e ingresso em uma faculdade. Vencida a etapa do ensino superior, existe uma vida inteira a ser vivida, e, quanto mais preparados estiverem, mais condições esses futuros cidadãos terão de corresponder às necessidades e expectativas do mercado de trabalho e da sociedade, podendo contribuir significativamente no processo de transformação do mundo. Diante de tão complexos desafios, o perfil do profissional da educação foi profundamente alterado. Hoje, o professor deixou para trás a função de mero transmissor de conhecimentos para se tornar um orientador, um estimulador que leva os alunos a cons-

truírem seus conceitos, valores e habilidades. Novas linguagens e ferramentas tecnológicas ajudam o educador nesse processo ao aproximar a escola do mundo do aluno. O mundo digital e as redes sociais ganharam tanta relevância no processo de ensino a ponto de educadores passarem a atuar como mediadores, gerenciando conteúdos e ferramentas a fim de melhor orientar seus alunos na hora de consumir informação. Nossa sociedade exige mudanças que atendam às suas necessidades. O ser humano que se formava anos atrás certamente será muito diferente daquele que sairá da escola ou da universidade nas gerações futuras. Durante muito tempo, esperava-se do indivíduo que ele apenas reproduzisse aquilo que ouviu e aprendeu. Hoje, é necessário educar pessoas para que se transformem em cidadãos com senso crítico e capacidade de interagir com o cotidiano a sua volta. É por isso, e para isso, que especialistas na arte de ensinar avançam firmes e confiantes rumo ao futuro, formando profissionais para profissões que ainda não existem e cidadãos para um mundo melhor. Emerson dos Santos é diretor geral da Editora Positivo


SETEMBRO/2017

A

experiência com a praticidade e o dinamismo de um processo de expansão de consciência e energia fizeram a diferença na vida da tradutora Norma Forastiere Silveira Costa. As ferramentas do Access Consciousness permitiram à carioca superar um estado de depressão e trouxeram a ela autoconfiança e tranquilidade. Encantada, Norma incorporou a técnica ao seu dia a dia. Ela foi a primeira facilitadora certificada a oferecer com frequência no Brasil o curso de Barras de Access – terapia de estimulações corporais criada pelo americano Gary Douglas, presente em mais de 180 países e com mais de 500 facilitadores no Brasil. Nesta entrevista ao JORNALZEN, Norma Forastiere fala mais sobre seu envolvimento com terapias energéticas e os benefícios do Access Consciousness. Ela ministrará cursos em São Paulo no mês de outubro e em Campinas no carnaval de 2018. A partir de quando você teve despertado o interesse pelas terapias energéticas? Desde muito jovem me interessei por técnicas de cura, pelo mágico, por aquele algo mais que, de vez em quando, parecia se revelar nas coisas, nas pessoas, nos lugares. Havia esse desejo de saber mais, de conhecer um algo mais que sabia que era possível, embora não soubesse exatamente o que era. Experimentei muitas técnicas, caminhos, estudos. Estive muito tempo buscando respostas, soluções, a orientação perfeita, a fórmula, a rotina que me desse o que buscava. Quando conheci o Access Consciousness, foram várias as coisas que me surpreenderam. Havia uma série delas que mantinha secretamente e não falava a ninguém. De repente, percebi que outras pessoas entendiam isso, tinham esse ponto de vista ou pensavam de uma maneira irreverente, diferente, não padronizada. Doía muito ficar todo o tempo tentando me encaixar, ser igual a todas as pessoas. Tive dificuldade, a princípio, de escolher por mim, de me colocar em primeiro lugar, justamente porque, por anos, tinha funcionado naquela tentativa de me ajustar e encaixar. Como conheceu as ferramentas de Access Consciousness? Era um momento de minha vida em que estava sem esperança. Estava pedindo por algo mais. Foi quando uma amiga me enviou um convite para participar de uma conferência on-line. Um dos oradores era alguém falando sobre Access. Fiquei intrigada e comecei a buscar mais a respeito. O cofundador do Access Consciousness, Dain Heer, também fez uma dessas conferências. Eu as acompanhava, assistia a vídeos e seguia programas semanais gratuitos. Comecei a usar as técnicas na minha vida e fiquei impressionada com a rapidez com que as ferramentas funcionavam. O que começou a acontecer, em especial em relação ao estado de depressão em que me encontrava, é que aquilo foi se desfazendo. E, em lu-

JORNALZEN

3

ZENTREVISTA|Norma Forastiere

BARRAS ENERGÉTICAS Precursora dos cursos sobre ferramentas de Access Consciousness no Brasil comprovou eficácia da técnica por meio de experiência pessoal DIVULGAÇÃO

“Erguemos barreiras que impedem que tudo nos chegue, minando uma de nossas maiores capacidades, a de receber, seres infinitos que somos” gar de me sentir sem energia e desanimada, minha energia aumentava. Comecei a perceber o quanto, na verdade, vinha captando os pensamentos, emoções e sentimentos à minha volta pensando que eram meus. Minha antena interna estava sintonizada nessa frequência de sentimentos. As ferramentas do Access me deram o espaço no qual me dei conta de que nada daquilo era eu. Isso foi liberador. Depois, veio a pergunta: se eu não sou essas coisas, o que sou eu? Continuei a usar as técnicas e comecei a atender e a fazer cursos no Brasil e no exterior.

Qual o diferencial em relação a outras terapias complementares? Access Consciousness é uma modalidade bastante singular em vários aspectos. Não há regras para o que você deve ou não fazer. São diversas ferramentas que podem ser aplicadas em todas as áreas da vida. Essas ferramentas dizem respeito a criar mudança e expansão. Quando você se empodera do que sabe, pode começar a fazer escolhas por você. Uma das técnicas são perguntas. Elas abrem uma nova possibilidade de gerar e criar algo diferente, se escolhermos assim. Há di-

versas técnicas de Access Consciousness que as pessoas podem passar a conhecer em atendimentos ou cursos. Alguns deles não apresentam pré-requisito. Quase sempre a forma de entrada são as barras, uma das práticas mais difundidas. Com elas, nos abrimos para receber, algo que não costumamos fazer muito bem. Erguemos barreiras que impedem que tudo nos chegue, minando uma de nossas maiores capacidades, como seres infinitos que somos. Access oferece ainda inúmeros processos para trazer bem-estar, em nível sutil e, principalmente, físico. Em nossa sociedade, há diversos pontos de vista sobre o corpo e como ele deve ser, que tipo de alimento faz bem ou mal. Essas crenças acabam tendo o efeito contrário àquele que a pessoa supostamente está buscando ao seguir os protocolos dessa realidade. Outros processos trabalham em nível de memória celular, revertendo processos traumáticos. Há, ainda, ferramentas para eliminar intensidades emocionais. Como essa técnica pode auxiliar no trabalho de coaches e profissionais de saúde mental? Não há uma maneira certa de fazer Access. Trata-se de escolher o que funciona, o que é divertido, o que é leve para você. Tudo, nesta realidade, trata de ter respostas e acertar. É uma série de conclusões sobre como ser e funcionar. Quando tudo está definido em conceitos sólidos, se fazemos uma pergunta, abrimos uma possibilidade diferente. Access não está interessado em “consertar” você, como se houvesse algum problema ou algo errado. Como avalia a proposta do JORNALZEN? É maravilhosa essa proposta de expandir conhecimentos e divulgar técnicas. Cada técnica tem sua singularidade. Nem todas funcionam para todos. Ter um espaço como o JORNALZEN, que está disposto a difundir mais para criar mais para todos, é sensacional. Como seria se tivéssemos mais iniciativas como esta por todo o País? Quantas pessoas mais se beneficiariam? Que mensagem gostaria de deixar para os nossos leitores? Nunca desista, nunca se entregue, nunca abandone. O planeta requer, mais do que nunca, o presente que você é. E se você soubesse que não é um erro e que nunca esteve errado, o que poderia criar como sua realidade? Leia mais sobre Barras de Access nas páginas 10 e 11


JORNALZEN

Valores O mundo cria padrões mercantilistas que estabelecem valores a propriedades e haveres que variam segundo a cultura, a política e os conceitos de determinada civilização, dando origem ao intercâmbio entre criaturas e povos. Governos estabelecem moedas. Comunidades decidem políticas monetárias. Choques econômicos sucedem-se. Medidas provisórias intentam conservar as divisas de determinado país, no sentido de manter o desenvolvimento e o progresso e, para tanto, a população arca com o sacrifício de pagar as altas taxas de impostos, que seria para o bem-estar social. Não nos esqueçamos, entretanto, de conservarmo-nos unidos aos propósitos de crescimento, desenvolvimento e regeneração de nossos valores íntimos, que também devem afinar-se à política Divina, estabelecendo em nós a devida importância que nos eterniza, que são os valores sagrados da família, do pensamento reto no bem. Os valores da fraternidade, da comunhão com Deus e os valores imortais do espírito... A moeda e o ouro que se pesam

nas balanças do mundo material não se comparam ao verdadeiro valor do amor. Não se vendem caridade e indulgências JOÃO BATISTA SCALFI no intercâmVice-presidente do Educandário bio entre as Deus e a Natureza (Indaiatuba) criaturas que realmente se amam. Doa, portanto, a tua ação de auxílio e trabalho no serviço do bem, sem exigir recompensas e favores, que a economia Divina recompensar-te-á com a tua consciência em paz, pelo dever bem exercitado. Não mercantilizes as bênçãos Divinas. Não te entregues à ilusão da cobiça e das bajulações humanas. Embora te encontres no mundo material, onde os conceitos modificam-se segundo os valores que cada criatura estabelece para si, encontrarás os verdadeiros valores da vida, quando te afeiçoares às conquistas imortais, nas quais o amor é sempre o ideal maior, por ser valoroso e não ter preço. Fonte: Sementes de Esperança (Wander Cardoso/Ignácio de Antioquia)

SETEMBRO/2017

Bem-estar nas empresas Eliana Leindecker

Q

uando se fala em bem-estar nas empresas logo relacionamos com ginástica laboral, médico do trabalho, palestras sobre motivação e liderança... entre diversas alternativas que os programas de ISO implantaram para amenizar os prejuízos da realidade nociva do ambiente de trabalho. Mas o que vamos tratar aqui como bem-estar é o nível de felicidade e de qualidade de vida que as pessoas têm apresentado atualmente, e o quanto esse índice está relacionado com os seus respectivos empregos e na forma como têm se sentido e atuado no ambiente profissional. Podemos começar pensando na definição literal da expressão bem-estar: “1. Estado de satisfação plena das exigências do corpo e/ou do espírito, 2. Sensação de segurança, conforto, tranquilidade”. Quantas pessoas têm essas percepções quando se refere ao seu local de trabalho? Falar de bem-estar e atividade profissional parece até estar discorrendo sobre temas antagonistas, assuntos que se divergem, porque trabalho é uma coisa e bem-estar é outra bem diferente. Será? Você já pensou como seria interessante alguém descrever seu ambiente de trabalho como um local onde se sente confortável, seguro e tranquilo, onde desfruta de satisfação plena? Isso lhe parece tão fora de contexto assim? É claro que não. Sentir-se bem em relação a si mesmo e sua atividade profissional é uma premissa básica para garantir produtividade, criatividade, proatividade e tudo mais que se espera de um colaborador. Em média 90% das pessoas (preste atenção nesse número) passam, no mínimo, oito horas por dia na empresa e, desse total, muitas chegam a ficar até 12 horas nesse ambiente. A pergunta é: O quanto se tem cuidado desse ambiente? Como as pessoas vivem nessas oito horas? Sob qual imposição do sistema tem estado a maior parte do seu tempo? Como os gestores têm olhado para seus colaboradores, que dedicam boa parte da sua vida para fazer seus negócios acontecerem? Não é à toa que o estresse tem sido o “gatilho” mais causador de doenças no último século, e as corporações têm convivido, cada vez com mais naturalidade, com as doenças de seus funcionários, essas por sua vez, cada vez mais ligadas aos aspectos psicoemocionais, como depressões, síndromes de ansiedade

excessiva, doenças cardíacas, tumores, etc. As pessoas gastam fortunas nos planos de saúde, mas muito pouco investem para garantir a prevenção desse quadro e desses males. Por tudo isso, garantir o bem-estar de seus colaboradores deveria fazer parte da missão das empresas. O alerta é para a necessidade e urgência de mudar esse paradigma! É preciso que os gestores, primeiramente, abram suas mentes para entender que é possível obter resultados reais e muito mais efetivos com pessoas trabalhando sem

REPRODUÇÃO

4

toda essa tensão, sob esse ciclo vicioso de obrigação e sofrimento, que ainda é herança do escravismo e das relações de trabalho que se estabeleciam nesse período. É possível, sim, trabalhar com prazer, ser feliz e ter saúde no ambiente de trabalho. Basta mudar os conceitos, ampliar o mindset (modelo mental) coletivo e se abrir para novas possibilidades. Investir em programas e atividades que favoreçam autoconhecimento, expansão do modelo mental, relações interpessoais, reflexão sobre propósitos que nos movem, saúde integral e qualidade de vida podem mudar a realidade que temos hoje do mundo corporativo. Inserir esses temas no dia a dia das empresas mudaria a fórmula falta de planejamento humano + estresse e doenças = resultados para: mindset de crescimento + altos índices de realização pessoal e profissional = resultados surpreendentes! Lembra-se do número que pedimos para prestar atenção? Estamos falando de algo próximo a 90% da população. Levar esses conceitos para o ambiente de trabalho é atingir quase toda a população. Já pensou no salto qualitativo que estaríamos dando em direção ao mundo que queremos e à expansão da consciência coletiva? Esse é o caminho! Nós acreditamos! E você? Consciência nos programas de bem-estar nas empresas é palavra de ordem! Namastê! Eliana Leindecker é educadora física, terapeuta naturopata, facilitadora de ioga, idealizadora de programas de autoconhecimento e expansão da consciência voltados às questões inerentes ao mundo corporativo


SETEMBRO/2017

JORNALZEN

5

PANORAMA SETEMBRO VERDE

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Um mês inteiro dedicado a incentivar e disseminar o hábito de se alimentar de forma mais saudável. É o que prevê movimento criado por um grupo de pessoas com adesão de personalidades (como Bela Gil), chefs de cozinha, empresas e restaurantes para disseminar informação e promover vivências que incentivem a produção e o consumo de frutas e hortaliças. Mais informações: www.facebook.com/movimentosetembroverde

O Instituto Akatu lançou o desafio “Turma que Recicla”. O objetivo é mobilizar professores e estudantes do ensino fundamental a realizarem atividades pedagógicas e desenvolverem projetos sobre geração e descarte de resíduos. Para participar, o professor precisa estar inscrito na plataforma on-line do Edukatu e mobilizar o maior número de alunos e colegas. As inscrições vão até 15 de outubro. Mais informações: www.edukatu.org.br

EXPOSIÇÃO INCLUSIVA

MACARRONADA BENEFICENTE

Obras de participantes de projeto do Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural estão sendo apresentadas em sete instituições de São Paulo até março de 2018. O objetivo da Expo 21 é a valorização artística e a inserção de pessoas com deficiência intelectual, particularmente a síndrome de Down. Este mês, as mostras estão no Instituto Gabi (Vila Santa Catarina) e na Legião de Assistência para Reabilitação de Excepcionais (Campo Belo).

O Centro Promocional Tia Ileide (CPTI), de Campinas, promove no dia 16 de setembro, das 11h às 13h, evento a fim de arrecadar fundos para manutenção e reforma da unidade localizada à Rua Vladimir Pinto, 251 (Chácara Boa Vista). O combo inclui marmitex de macarronada bolonhesa e um refrigerante “caçulinha”, que podem ser consumidos ou levados para viagem. Mais informações: (19) 3781-8090 ou comunicacao@cpti.com.br

TROTE DO BEM

VOLUNTARIADO NO INSTITUTO RUBEM ALVES

O programa de crédito universitário Pravaler está promovendo o “Trote do Bem”, que destinará uma doação para a ONG mais votada pelos alunos participantes. A ideia é ajudá-los desde o início dos seus estudos e convidálos a impulsionar a educação no Brasil. Para participar do Trote do Bem, basta se cadastrar no site trotedobem.com.br e indicar a ONG que deseja apoiar – Instituto Ayrton Senna, Unicef Brasil e Fundação Abrinq.

Estão abertas as inscrições para seis vagas de atividades voluntárias – a distância ou presencial – no Instituto Rubem Alves, em Campinas. As vagas são para: organização de livros e objetos do acervo; leitura de livros; organização de vídeos; e organização de livros digitais e criação do ambiente virtual. O programa oferece certificado e contrato. Inscrições pelo telefone (19) 3722-1034 ou pelo e-mail rp@institutorubemalves.org.br

CURSO DE CAPACITAÇÃO DE CUIDADORES

CONCERTO DE MÚSICA BRASILEIRA

A Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), em parceria com o Instituto Helena Florisbal (IHF), está oferecendo cursos gratuitos de capacitação de cuidadores de idosos e pessoas com deficiência. As aulas via internet são compostas por 15 vídeos que abordam diversos aspectos das atividades dos cuidadores. Os vídeos estão disponíveis no canal do YouTube da instituição – www.youtube.com/AACDNACIONAL

A Orquestra Filarmônica de Valinhos fará apresentação no auditório do Colégio Etapa, no dia 16 de setembro, às 20h, com o tema “Concerto de Música Brasileira”. O evento é gratuito e faz parte da Série Etapa de Concertos Didáticos. Para participar, basta se inscrever previamente no site www.etapa.com.br/valinhos. Cada cadastro dá direito a até quatro convites. O colégio fica na Rua Doutor Antônio Bento Ferraz, 95 (Dois Córregos).


JORNALZEN

6

SETEMBRO/2017

OPINIÃO MÉDICA

Dr. Orestes Mazzariol

Comer carne ou não?

Nova técnica para cirurgia de próstata

Dr. Vítor Oliveira - drvitor@opiniaomedica.com.br

Além dos aspectos estritamente biológicos e fisiológicos de nossas escolhas alimentares, como os primeiros seres totalmente conscientes deste planeta também temos o desafio do pioneirismo moral. Um mundo em que seres vivos não precisam fazer os outros sofrer nem passar por sofrimentos é o mundo ideal que devemos almejar e que devemos buscar, passo a passo, em nosso dia a dia. E esse não é um mundo em que animais precisem comer uns aos outros, ou seja, matar. “Não matarás” é um dos dez mandamentos. E duvido que, em Sua infinita bondade, Deus não tenha incluído nele suas outras criaturas. Excetuando criadores pequenos, da roça, de animais de corte, a indústria de carnes alimentícias, literalmente, pratica carnificina e morte em massa de animais criados exclusivamente pa-

ra esse fim, sem quaisquer direitos outros de desfrutar de suas vidas. Certamente tais animais passam pelo abatedouro com uma carga de medo, sofrimento e sentimento de estarem sendo traídos por nós, humanos, muito forte. E não tenho dúvida de essas energias impregnam-se nas carnes em que consumimos. Tudo isso em relação a eles. Em relação a nós, ainda, quando consumimos essas carnes de grandes fornecedores, estamos dando aval a práticas que significam nosso próprio envenenamento, que é o uso intenso de antibióticos, hormônios, vacinas, etc. nesses animais, substâncias essas que invariavelmente também acabam dentro de nosso corpo causando doenças para nós.

A próstata cresce pouco até a puberdade, quando passa a sofrer influências importantes de hormônios masculinos (testosterona/diidrotestosterona), alcançando cerca de 15 a 20 gramas por volta dos 20 anos de idade. Estima-se que a partir dos 40 anos ela passa a crescer 0,4 grama por ano. Está comprovado que o crescimento normal da próstata relaciona-se com o avanço da idade do homem. Com esse crescimento, a próstata pode atingir volumes de 60 a 100 gramas, necessitando de tratamento cirúrgico. A glândula prostática tem uma disposição anatômica que a torna estrategicamente perigosa dentro do sistema urinário, pois seu crescimento exagerado afeta o diâme-

tro da uretra, dificultando a passagem da urina e o próprio funcionamento da bexiga, podendo também causar alterações renais importantes. Qual a diferença entre a técnica de vaporização (plasma button) e as cirurgias convencionais? Neste método, através de uma corrente elétrica o tecido prostático é vaporizado, deixando uma superfície regular e lisa. O processo é feito sob visão direta e com segurança. São muitas as vantagens dessa técnica. Praticamente não há sangramento, permitindo sua utilização em pacientes cardíacos que fazem uso de antiagregante plaquetário. Também permite deixar a loja prostática totalmente regular e requer apenas um dia de internação, em média. O risco de infecção é reduzido, com maior segurança em pacientes com comorbidades e de alto risco, além de menor custo por procedimento. Orestes Mazzariol Junior é urologista

Aula GRATUITA de Saúde Funcional comigo. Cadastre-se em: www.opiniaomedica.com.br

Benefícios do pilates na incontinência urinária A incontinência urinária é a perda involuntária de urina. Essa patologia é mais comum em mulheres do que em homens, devido à sua diferença anatômica. A obesidade, o parto, câncer de próstata, andropausa, menopausa, fraqueza dos músculos do assoalho pélvico são possíveis causas para o aparecimento da incontinência. Os principais sintomas são: perda de urina após tosse, espirro, gargalhada acompanhada de forte desejo de urinar, vazamento de pequena quantidade de urina, sensação de que a bexiga nunca está vazia, vontade de urinar várias vezes durante a noite. Músculos do assoalho pélvico fracos ou lesionados não conseguem executar suas funções de sustentação dos órgãos pélvicos e continên-

cia urinária. A perda de urina não deve ser considerada Débora Danieli Piacente Tolotto um fato normal, é fisioterapeuta, mas uma enferprofessora de pilates midade possída academia 40+ vel de cura e na unidade Maria tratamento, Monteiro (Campinas) que deve ser investigada e tratada desde os primeiros sintomas, uma vez que diminui a qualidade de vida das pessoas acometidas. Um dos principais métodos de tratamento e prevenção para incontinência urinária é o pilates. Os exercícios efetuados conseguem ganho de força nos músculos do assoalho pélvico, uma vez associados à respiração, para não sobrecarregar a musculatura envolvida.

WhatsApp (19) 99109-4566 JORNALZEN (19) 99149-1256


JORNALZEN

SETEMBRO/2017 -

Bom trânsito para nós! Marks Pintija

Aulas no simulador O simulador utilizado nas autoescolas de nosso país foi, e ainda é, uma grande polêmica para a sociedade. Em 2012 surgiram as primeiras normas indicando a sua exigência, o que só se tornaram obrigatórias em dezembro de 2015. Durante estes três anos muitas discussões foram feitas na Câmara dos Deputados até que se alinharam do que deveria ser implantado na formação dos condutores. Como toda novidade que atinge a população, e sendo esta uma obrigatoriedade, boa parte dos candidatos a habilitação expressou uma indignação e reclamou por ter de fazer este treinamento que ninguém sabia se traria benefício na aprendizagem. Estamos à beira de completar dois anos de novos motoristas que fizeram cinco aulas no equipamento eletrônico, o que representa 20% do total. O que se pode perceber, segundo dados de pesquisas realizadas nas

autoescolas, é que a maioria dos candidatos citou que se deparou com condições adversas que não sabiam como seria se tivessem dirigindo em um veículo na via pública. Isso é muito significativo, pois quase diariamente sabemos de acidentes de trânsito envolvendo neblina, fumaça, chuva e até mesmo as poças de água que ocasionam a aquaplanagem, que é a perda da aderência dos pneus no solo, fazendo que o veículo deslize sem controle até chocar com outro objeto. Essas experiências são passadas aos candidatos numa condição segura, dentro de uma estrutura fixa e que, apesar de serem imagens, força o raciocínio do aluno, que o faz ser testado e absorvido para o seu reflexo condicionado. Ou seja, ter na sua vizinhança aqueles condutores em primeiras aulas é algo do passado. Marks Pintija é especialista e educador em trânsito

Semana pela Paz terá atividades holísticas e culturais na região A 1ª Semana pela Paz terá atividades holísticas e culturais em diversos pontos de Campinas e região, entre 17 e 24 de setembro. Aberto ao público, o evento é organizado pela facilitadora de danças circulares Mairany Gabriel. A Semana será aberta no domingo (17), às 15h30, com prática de danças circulares, na Pedreira do Chapadão. A partir de segunda-feira (18), have-

rá apresentações culturais, vivências, ioga e meditação em Campinas na Praça Carlos Gomes, Lagoa do Taquaral, Centro de Convivência, Parque Ecológico, Sousas e Barão Geraldo, entre outros. Também estão previstas atividades em Americana, Santa Bárbara d’Oeste, Cosmópolis, Piracicaba e Monte Mor. Mais informações no Facebook – Intervenções Urbanas pela Cultura de Paz.

O lado sombrio do nosso eu Carl Gustav Jung, ao lonmente o que é esta somgo do desenvolvimento bra e como ela nos afeta do seu trabalho na psicoquando estamos inconslogia analítica, trouxe-nos cientes dela, é O Efeito o conceito de sombra. Sombra, com Debbie Ford A sombra costuma ser e Deepak Chopra. definida como a “persoMas a sombra exerce nificação de certos aspectambém um outro papel, tos inconscientes da per- KARINA FERRARI possui um aspecto posisonalidade” (Von Franz, Psicanalista clínica, coach tivo, uma vez que é rese terapeuta holística 2002). ponsável pela espontaneiA sombra representa dade, pela criatividade, o lado mais sombrio do nosso eu. pelo insight e pela emoção profunEla contém todas aquelas ativida- da, características necessárias ao des e desejos que podem ser con- pleno desenvolvimento humano. siderados imorais e violentos, aqueFrequentemente, por medo de les que a sociedade, e até nós mes- olharmos para dentro de nós mesmos, não podemos aceitar. Ela nos mos e vermos como realmente soleva a nos comportarmos de uma mos, projetamos a nossa sombra forma que normalmente não nos no outro. Por isso é importante enpermitiríamos. E, quando isso ocor- trarmos em contato com o nosso re, geralmente insistimos em afir- interior e identificarmos nossas sommar que fomos acometidos por al- bras para, assim, podermos torná go que estava além do nosso con- -las mais clara quanto possível. trole. Esse “algo” é a sombra, a parReflita: que tal encontrar um ete primitiva da natureza do homem. quilíbrio relativo entre aquilo que Um documentário que recomen- seu coração anseia e o que os oudo, e que demonstra muito clara- tros desejam?

7


JORNALZEN

8

A Luz e a lama O tema escolhido para o evento Yoga é Luz deste ano é “Yoga é transformação”. Quando estuda-se profundamente os tratados de yoga aprende-se que ele é um caminho que revela a natureza essencial de tudo o que existe. Ou seja, existe uma realidade Absoluta em todos os seres. Esta realidade Absoluta é Onipresente (está em todo lugar); Onipotente (tem todo o poder) e Onisciente (é toda a Consciência do Universo). Quando uma pessoa diz “Namastê” – que muitos traduzem como “O Deus em mim saúda o Deus em você” – ela está dizendo que reconhece que existe algo essencial que a une com as pessoas que está saudando. Essa essência é denominada atma. Segundo os yogues, é imutável e não sofre a ação do tempo e do espaço, portanto é Absoluta. O que é Absoluto não sofre transformações porque já é pleno. Mas, então, o que o yoga transforma? Quando menciona-se a palavra transformação no yoga, a referência está na realidade relativa, ou seja, tudo o que não é Absoluto: o corpo, a energia, a mente, as emoções, o intelecto e tudo o que sofre modificações constantes. Portanto, o yoga transforma nossa realidade relativa para que enxerguemos o Absoluto. Imagine um automóvel com grandes faróis que andou numa estrada de terra e ficou coberto de lama. Ao acender a luz desse carro, a lanterna coberta de barro não vai iluminar plenamente o caminho. É preciso lavar os faróis para que a luz se revele plenamente. A lama cobre a luz e neste exemplo representa o ego com suas limitações e bloqueios. É como se todos nós fôssemos o farol acesso, pleno e absoluto em sua luz, mas cada um

de nós tem a sua própria lama para remover. Numa metáfora, a transformação, no yoga, é a remoção MÁRCIO ASSUMPÇÃO desse barro e, Professor de ioga e diretor após removê- do Instituto de Yogaterapia lo, descobrimos que, em essência, somos luz. O yoga transforma o seu corpo, tornando-o mais flexível, forte e saudável. Também transforma a sua energia, melhorando a vitalidade. Bem orientado, o yoga pode transformar a sua mente, tornando-a mais construtiva, capaz de gerar emoções que promovam uma saúde psicofísica. E pode transformar o seu intelecto, tornando-o apto ao autoconhecimento e à busca de valores éticos que promovam harmonia. Mas a grande transformação do yoga (no plano relativo) está na compreensão da verdadeira e única essência do Universo. Portanto, yoga é transformação. É um estilo de vida que nos leva a essa Sabedoria. Para isso, tem que ser bem orientado, estudado e direcionado na busca do autoconhecimento. Achar que praticar yoga é apenas colocar os pés atrás da cabeça é uma visão muito limitada dessa ciência milenar. Para fazer efeito, yoga não tem apenas que transformar o seu corpo; tem que transformar a sua maneira de lidar com a vida. Assim, você vai descobrir que a lama pode ser removida para revelar a luz por trás dela. Quem escolhe o momento de começar a lavar os faróis é você. Não perca mais tempo. Você é luz. Yoga é Luz.

SETEMBRO/2017

UNIVERSO DIGITAL Amanda La Monica

Acompanhe seu desempenho Já abordamos, aqui, como criar seu conteúdo, definir seu público e executar suas estratégias digitais. Mas não podemos nos esquecer da última, porém não menos importante: as métricas de campanhas. As métricas são decisivas na hora de avaliar o retorno do seu marketing digital. Métricas são todos os números que mostram uma análise de desempenho do conteúdo postado, quantidade de cliques, visualizações e engajamentos. São estes índices que devem ser verificados semanal ou mensalmente, no mínimo, para conferir se suas campanhas ativas estão seguindo suas metas. Esses dados também

auxiliam a criar padrões de comunicação para o seu negócio. Se você percebe que um tipo de conteúdo foi muito melhor do que o outro, aumenta a periodicidade do mais alcançado e remove, ou utiliza menos, o outro tipo que não foi tão eficiente, criando assim um “manual” de como comunicar suas campanhas. Além de dados de desempenho, temos acesso a dados demográficos do público que nos ajudam a mapear quem está nos acompanhando e a lapidar nossa persona a cada campanha. Como ferramenta para suas métricas, a mais utilizada é o Google Analytics.


JORNALZEN

SETEMBRO/2017

9

Sua vida melhora com a hipnose!

Barão Geraldo - Campinas AGENDA – Setembro/Outubro 2017 RODA DE CURA Círculo de homens e mulheres – Unidos nos curamos 26/setembro (terça-feira), às 19h – Ritual de Primavera 17/outubro (terça-feira), às 19h – A Criança Interior 29/outubro (domingo), às 14h – A Magia da Criação CONSTELAÇÃO MUSICAL (Janaína Campos e Adriano Dias) 12/setembro (terça-feira), às 19h | 3/outubro (terça-feira), às 19h 15/outubro (sábado), às 14h | 31/outubro (terça-feira), às 19h CONSTELAÇÃO TSFI (Maria Angélica) 8/outubro (domingo), às 14h MÚSICA E CURA (Adriano Dias) Vivência dos efeitos da música e suas possibilidades de cura 10/outubro (terça-feira), às 19h MEDITAÇÃO E MANTRAS SABIAH toda segunda-feira (8h30 às 9h30) | toda terça-feira, (18h30 às 19h30) DANÇAS CIRCULARES SAGRADAS (Janaína Campos) toda quinta-feira, das 18h às 19h30 GRUPO SAMAÚMA Preparação para o parto natural para gestantes e casais – toda quinta-feira, das 19h30 às 22h Grupo pós-parto – toda quarta-feira, das 9h30 às 11h30 YOGA MAHI Terça a sexta-feira (7h30 às 9h) | Segunda e quarta-feira (18h30 às 20h) YOGA MATERNA (Paula Ubinha) Para gestantes e mães com bebês – terça e quinta-feira, às 11h MUSICALIZAÇÃO INFANTIL (com Rafael Vanazi, do Encantoré) Crianças de 1 a 4 anos acompanhadas por um adulto sexta-feira, às 9h30 e às 18h CURSOS E PALESTRAS * Formação em ThetaHealing® (certificado internacional) DNA Avançado – 22, 23 e 24/set * Palestra ThetaHealing® – Da concepção ao puerpério - como lidar com dores e medos – 21/set, às 19h30 (no restaurante Raízes Zen) * Palestra ThetaHealing® – Prosperidade e abundância – 21/set, às 20h30 * Sentir é Curar – Imersão na natureza para despertar os sentidos e reconectar com o Ser – 29/set a 1º/out, em Pocinhos do Rio Verde (MG) * Celebração 8 anos do Sabiah! (programação no site) – 12/out * Filme Matrix à luz do Bhagavad Gita – 28/out, das 9 às 18h

• GRUPOS DE PATHWORK® • ALINHAMENTO ENERGÉTICO • TERAPIA DE LUZ E SOM • LEITURA DE AURA • AULAS DE TÉCNICA DE VIOLÃO • LEITURA DE TAROT • PSICOTERAPIA SISTÊMICA INDIVIDUAL, CASAL E FAMÍLIA Agendamento por e-mail: janaina.sabiah@gmail.com

Rua Paulo Lanza, 91 (entrada de Barão Geraldo) – Campinas/SP (19) 3327-0910 – contato@sabiah.com.br – www.sabiah.com.br

Como prometi, estou aqui para explicar as diferenças entre as abordagens da hipnose, e a principal diferença entre o método de condução à hipnose de Erickson e o clássico esta em trabalhar “junto” com o paciente. Ou seja, parte do princípio que o paciente já possui dentro dele tudo que é necessário para ser curado ou descobrir os processos que estão causando determinado problema. Já na hipnose clássica, as sugestões são feitas como uma imposição para o paciente assumir que está melhorando e depois curado, e muitas vezes ele ainda não sente-se verdadeiramente dessa forma. Segundo Erickson, é preciso informar o inconsciente de forma inconsciente ou a informação que for induzida encontrará resistência e não terá resultados satisfatórios. Já a PNL criada na década de 1970 por Richard Bandler e John Grinder é o estudo da excelência. A programação neurolinguística (PNL) é uma disciplina que estuda a estrutura da experiência subjetiva. Ela descreve e desenvolve algumas ferramentas específicas que podem ser eficazmente aplicadas em qualquer interação humana. É o estudo dos processos conscientes e inconscientes que se combinam para permitir que as pessoas façam o que fazem. Você pode estar em busca de melhorar seus relacionamentos pessoais ou profissionais, ou eliminar um comportamento, gerenciar estados emocionais, melhorar a comunicação ou tornar-se mais competitivo no mercado de trabalho. Comportamento e hábitos são programas que executamos, faz sentido? Cada pessoa possui uma estratégia mental diferente e possui habilidades e capacidades diversas que geram seus comportamentos dese-

jados ou não. A hipnose conversacional é uma ferramenta faciWAGNER PEREZ litadora de muHipnoterapeuta dança que poCTN-SP 3329 de ser utilizada nos mais diversos contextos: desportivo, educativo, terapêutico, comercial, informativo formal/informal, familiar, etc. Através da técnica é possível estabelecer uma ligação mais profunda com a mente inconsciente do interlocutor, levando-o a novas soluções para a resolução de problemas. Influenciar as suas escolhas, provocar o aparecimento de estados emocionais e aceder a recursos internos. Uma das vantagens da hipnose conversacional é que as suas estratégias e técnicas podem ser utilizadas de uma forma rápida e totalmente camuflada durante uma conversa aparentemente normal. É a ferramenta ideal para trabalhar de forma empática e sem levantar as defesas dos clientes mais céticos e analíticos. Durante um treino, um ensaio, numa simples conversa com o cliente, sem que este se aperceba, já estão a ser dadas sugestões e aplicadas técnicas para que sejam mudados comportamentos, encontradas novas soluções, alterados estados emocionais e ancorados recursos adequados aos objetivos a atingir. Muitas vezes meus pacientes questionam qual é a melhor técnica. Com o advento da internet, é muito comum que o indivíduo antes mesmo do tratamento faça suas pesquisas. Sob o ponto que vista de desmitificar a hipnose isso é muito bom, então explico que todas as ferramentas podem e vão ser utilizadas de acordo com as “portas” que serão abertas. Conhecer melhor o seu potencial é criar novos caminhos e oportunidades. Viva essa experiência.


JORNALZEN

10

SETEMBRO/2017

INDICADOR TERAPÊUTICO

BARRAS DE ACCESS CONSCIOUSNESS

®

Joviniano Resende Access Consciousness é um conjunto de ferramentas e técnicas práticas disponíveis para transformar as nossas vidas. Significa “acesso à consciência”. Segundo Gary Douglas, criador do Access, a “consciência é a habilidade de estarmos presentes em nossas vidas a cada momento, sem julgamento sobre nós, recebendo tudo e nada rejeitando, criando tudo o que de-

sejamos, muito mais do que podemos imaginar”. Access encoraja e empodera as pessoas a saberem o que elas já sabem e a “serem” elas mesmas. Ser a energia que você É cria os efeitos mais poderosos e potentes no mundo. As Barras de Access são 32 pontos na cabeça que, quando tocados com suavidade, liberam sem esforço com facilidade os obstáculos que não nos permitem receber! É como se apertásse-

mos a tecla “delete” para todos os condicionamentos, considerações, pensamentos, sentimentos, emoções que nos fazem repetir sempre os mesmos padrões pelas inúmeras crenças limitantes que temos com relação a vários aspectos da vida. A ativação das Barras beneficia muitos esses aspectos: saúde, corpo, dinheiro, criatividade, entre outros lugares de nossa vida. Quando existe mais espaço em nosso corpo, nós nos abri-

mos para escolher infinitas possibilidades! Os processos terapêuticos do Access foram criados por Gary Douglas, psicoterapeuta norte-americano, e Dain Heer Phd, cocriador das técnicas, há mais de 20 anos. São mais de 50 processos corporais que nos liberam de condicionamentos limitantes que geram os desequilíbrios emocionais e as doenças físicas. Existem processos para desintoxicar o corpo e aumentar o sis-

ENCONTRE AQUI O TERAPEUTA MAIS PRÓXIMO CARMEL PALMIERI (19) 99288-9637 (WhatsApp) rcpalmieri@uol.com.br

CAROLINNA EAKAN Jundiaí e região (Atendimento em domicílio) (11) 99551-4705 carolissima01@gmail.com

ÍSIS SERRANO Terapeuta e facilitadora credenciada Espaço Ágape Campinas – Terapias Complementares Avenida Heitor Penteado, 220 – Lagoa do Taquaral (19) 3395-0721 e (19) 99210-2237 (WhatsApp) espacoagapecampinas@gmail.com

KIMARA ANANDA São Paulo (11) 94822-2163(WhatsApp) reikimara@gmail.com

MARIANA GEUER Rua João Burato, 32 Barão Geraldo – Campinas

LENILCE LUZ KLIEM Rua Treze de Maio, 202 Centro – Nova Odessa (19) 3498-2216 e (19) 99308-9779 (WhatsApp) lenilce@klep.com.br

(19) 99214-6726 (WhatsApp) contato@marigeuer.com www.marigeuer.com/equilibrio

CAROLINA SOUTO Indaiatuba e região Atendimento em domicílio ou Rua Almirante Barroso, 362 (11) 95951-1239 (WhatsApp) facebook.com/CarolinaSoutoTerapias

DANIEL MANZI Campinas e Morumbi (São Paulo) (19) 99789-9502 (WhatsApp) daniel.eras@gmail.com www.erasterapias.com.br

JANETE DOMENICA Barras, Facelift e mais de 60 Processos Corporais Cursos já agendados em várias cidades (19) 99166-7599 (WhatsApp) janetedomenica@gmail.com janetedomenicacursos.wixsite.com/terapias LUCIENË MÄENO Rua Mal. Cordeiro de Faria, 4 Jardim Independência Barão Geraldo – Campinas (19) 98318-0503 (WhatsApp) espacoluxor.campinas@gmail.com

MÁRCIA REGINA LOURENÇO Avenida Dr. Heitor Penteado, 83 sala 21 – Centro – Valinhos (19) 99114-6010 lourenco_marcia@yahoo.com.br

MARYARA MOLINA Cursos e atendimentos de Barras, Facelift e Processos Corporais (19) 99792-5962 (WhatsApp) quatroluz@yahoo.com.br


JORNALZEN

SETEMBRO/2017

11

Os dois lados da raiva tema imunológico, como MTVSS, entre outros. Um dos processos que tem resultados fantásticos é o Access Consciousness Facelift, que sem botox, agulhas ou processos invasivos é capaz de criar mais vitalidade e nos dar uma aparência mais jovem. Quanto julgamento tem feito sobre o seu corpo, sobre envelhecimento e morte, que se libertasse seria mais amável com você mesmo? Ao liberar esses pontos de vista e ao se permitir receber as energias nutritivas que são ativadas no processo de Facelift, o estresse acumulado em nosso rosto pode ser liberado.

Como pode melhorar isso? Para ser um terapeuta de Barras ou Access Facelift é necessário fazer o curso das Barras de Access ou de Access Facelift, ministrado por um facilitador credenciado pela Access Consciousness. Os cursos incluem material apostilado com guias das sessões, parte teórica e prática além da certificação internacional.

FABIANA MAZZA VERTAMATTI Rua Paul Harris, 494 - sala 5 Cidade Nova – Indaiatuba (19) 98185-1275 fabiana.vertamatti@gmail.com

GORETI SAMPAIO Rua Constantino Suriani, 230 Vila Paraíso – Campinas (19) 99181-3232 e (19) 99232-8498 caminhosdoamorcamp.wixsite.com/amor

HELOISA PASSOS Campinas (19) 99773-7062 (WhatsApp) heloisapassos.terapias@gmail.com

KARIM SHIROMA Rua Maestro Moreira Lopes, 25 Vila Nova – Campinas (19) 99765-3288 (WhatsApp) karimshiroma@gmail.com

Joviniano Resende é psicoterapeuta corporal, facilitador das Barras de Access e processos corporais de Access jovinianoj@yahoo.com.br

Pressão alta, inquietação, momento inapropriado. ardor no estômago, tenOu seja, falamos a coisa são por todo o corpo. certa do jeito errado (ouDizem que sentir raivi isso, por muitos anos, va é o mesmo que tomar da minha mãe!). O próum veneno e esperar que ximo passo é entrarmos o outro morra! Por outro na roda da culpa. lado, se sentimos raiva, Se você se identificou significa que estamos incom este artigo, recomenKARINA SANDOLIN conformados com algudo fortemente que comeTerapeuta holística ma situação e existe um ce hoje o processo de auforte desejo de mudá-la. toconhecimento e harmonização Todos os sentimentos podem desses sentimentos. Já trilhei essa ser positivos se soubermos utilizar estrada e o que posso dizer é que de forma equilibrada. Assuma o que sozinho é muito difícil. Tenha coestá sentindo! Só assim será pos- ragem! Procure ajuda. Cuide de vosível limpar a negatividade e trans- cê! Para mim, o que funcionou foi formar em algo que vá contribuir a terapia holística. Sou tão grata com a sua evolução pessoal. às transformações em minha vida Tudo começa com a tomada de que escolhi por missão ajudar as consciência que somos criaturas pessoas nesse processo. São inúdivinas. Você é a pessoa mais im- meras técnicas. Tenho certeza que portante na sua vida! Quando não você vai se identificar com alguma. temos autoestima, permitimos que as pessoas passem por cima da P.S.: Muito obrigada a todos que gente. Não conseguimos dizer não responderam o desafio da coluna e nem impor limites. Só conse- passada. Parabéns a todos que o guimos falar o que precisa quan- venceram! Quem ainda não consedo ultrapassamos o limite da rai- guiu, não desista. Não deixe o preva. E aí falamos de modo exage- julgamento impedir/bloquear algo rado e, na maioria das vezes, em que pode te fazer muito bem!

Rua Cap. Augusto Sales Pupo, 09 Jardim Chapadão | Campinas SP

MARIA INÊS PACHECO Sorocaba (15) 98134-5426 (WhatsApp) ineise@gmail.com empoderando-pessoas.webnode.com

ROSI AZEREDO São Paulo (11) 99390-6820 (WhatsApp) rosiazeredo@hotmail.com

SIMONE CEARÁ Cursos e Palestras em Campinas e região Rua Nuporanga, 355 – Chácara da Barra (19) 3255-4256 e (19) 98121-0822 (WhatsApp) simone.ceara@gmail.com Facebook: Simone Ceará Terapeuta de Barras Access

SANDRA REGINA SILVEIRA PIEDADE Higienópolis – São Paulo (11) 99648-2994 (WhatsApp) sandra.rsp@uol.com.br

SIMONE SEGATELLI Campinas (19) 99317-9643 (WhatsApp) simonesegatelli@gmail.com

NA PRÓXIMA EDIÇÃO: APOMETRIA XAMÂNICA

19 98183-6088 | 19 3252-0820 Usuário Skype: sandolin facebook.com/karina.sandolin ksandolin@yahoo.com.br

Reiki | Florais de Bach | Auriculoterapia


12

JORNALZEN

SETEMBRO/2017

Padre Haroldo Ensinando a relaxar Para viver bem em ioga, temos que relaxar em Deus. Procuro estar confortável... Mantenho as mãos de modo acolhedor e repousado sobre o meu colo... Abro os olhos e imagino ver a natureza: árvores, animais, céus com os seus pássaros, morros, a cidade, as pessoas... Vejo a natureza e aceito a serenidade que ela pode me transmitir... Vejo também a natureza em movimento: o frescor da manhã, o calor do meio-dia, as cores do poente, a escuridão da noite, as estrelas, a Lua... Que mensagem os astros, as árvores, os bichos têm para me dar? Se houvesse mais esforço para extirpar o mal e implantar a virtude do que para levantar problemas, haveria menos males e escândalos entre o povo, nem haveria tanto relaxamento quando devemos trabalhar! Certamente, no dia do julgamento, não seremos interrogados sobre nossas leituras, mas sobre nossos atos, não sobre nossas belas palavras, mas sobre nossa vida segundo Deus. Dize-me: onde estão agora todos esses “senhores” e “mestres” que bem conheceste quando viviam e desenvolviam suas

pesquisas? Outros já se retiraram, e ignoro se alguém se lembra deles. Durante a vida, davam-se um ar de importância e, agora, sobre eles desce o véu do silêncio. Pergunto ao Senhor o que ele tem a me dizer através destas coisas criadas e aguardo a sua resposta... Digo: “Senhor, agora todo o meu ser está aberto para rezar com a tua palavra”. Rezo! Em Cristo, pelo seu Espírito, o ser humano tem a capacidade de fazer não só o bem, mas “o bem maior”. Peço a graça de me deixar conduzir sempre pelo Espírito de Jesus nas minhas escolhas, sempre crescendo em liberdade interior. Nas pessoas que, purificadas das suas afeições desordenadas, começarem a viver em ioga com Deus fiel seguindo Jesus na amizade do Espírito. Deus é o “dono da casa”. Nela entra e se move sem esbarrões nem ruídos: “não tenham medo! Sou eu! A paz esteja com você! Um futuro de esperança!” (Jr 29, 11-12). E assim vivendo, andamos no relaxamento em ioga! Haroldo Rahm é presidente emérito do Instituto Padre Haroldo hrahmsj@yahoo.com


JORNALZEN

SETEMBRO/2017

Marcelo Sguassábia

Aloneland É pouco provável que consigamos deter o processo de desertificação de Aloneland. Não a geográfica, mas a desertificação humana mesmo. Devagarinho vamos tendo a nítida confirmação de que há, em nosso povo, uma espécie de predestinação ao não-acasalamento. O que não significa um comportamento assexuado, mas um conformismo em lidar com a libido sem a necessidade de outrem. A estonteante oferta de pornografia na internet, para grande parte das pessoas, é um convite irrecusável à autossuficiência. Com tantas e cada vez mais realistas variações de bem-bom virtual, para que complicações de relacionamento, DRs até tarde da noite, novas responsabilidades e contas a pagar, papel passado em cartório, sogras, cunhados e congêneres? É nessa conveniência que está o maior perigo. Um casal precisa ter dois filhos para que a população permaneça basicamente a mesma. Isso é aritmético e incontestável. Se entretanto, esse suposto casal gere apenas uma criança, bastará uma única geração para que o número de habitantes do país caia pela metade. Caso o casal em questão opte por não deixar descendentes, onde haviam duas pessoas por domicílio passará a haver nenhuma, a partir do óbito dos cônjuges. A prosseguir, no ritmo em que se observa, a opção pelo celibato e a indiferença à conjunção carnal, estima-se que em no máximo 60 anos não restará um único alonelandino sobre o nosso território. Ciente da ameaça, o governo já implementa ações preventivas para evitar o pior. Primeira medida: toda as formas de acesso à internet em Aloneland serão interrompidas às 19

horas, nos sete dias da semana. Segunda: a iluminação pública será cortada e o policiamento afastado em lugares ermos e propícios à intimidade. Os clubes e demais locais licenciados para a prática de nudismo receberão incentivos fiscais dos municípios, além de autorização especial para que possam funcionar 24 horas durante todo o ano – inclusive no inverno, recebendo empréstimos estatais subsidiados para a compra de aquecedores. Outros expedientes emergenciais já estão em curso, sem o conhecimento da população e com o aval dos mais altos escalões governamentais. São procedimentos eticamente reprováveis, mas de alta eficácia para combater a míngua obstétrica que vivenciamos. Dentre eles, o que vem apresentando resultados mais significativos é a sabotagem nas fábricas de preservativos, com a incisão proposital de microfuros nos produtos. Já as pílulas anticoncepcionais de farinha e açúcar, fabricadas até recentemente com o conluio e o apoio logístico da nossa indústria farmacêutica, teve sua produção descontinuada devido ao vazamento da prática para a imprensa local e internacional. Uma alternativa em estudo consiste na abertura de fronteiras para imigrantes de países com o problema oposto ao nosso, ou seja, de alta densidade demográfica e crescimento populacional em progressão geométrica. A ideia é que esse contingente, trazendo consigo um histórico de maior assiduidade sexual, procrie com os nativos e colabore para minorar o déficit de nascimentos. Marcelo Sguassábia é redator publicitário

13


14

Viva Bem

JORNALZEN

elianamattos@uol.com.br

BATE-PAPO

N

a TV e nos jornais não se fala em outra coisa: a contratação bilionária do jogador Neymar, pelo Paris Saint-Germain. Não me interesso nem um pouco por futebol, mas imagino que ele seja um craque. Ninguém pagaria tanto se não fosse. Mas ao mesmo tempo que durante a semana toda não se fala em outra coisa, também mesclam algumas outras realidades do nosso planeta: o drama dos refugiados. Desta vez, são os que fogem da Somália e Etiópia. Mais de cem pessoas são obrigadas pelos contrabandistas a se jogarem no mar quando avistaram autoridades perto da costa. Dezenas de mortos. E as comemorações da contratação de Neymar continuam... Não consigo alcançar o que são 200 milhões de euros. Mesmo nessa minha ignorância financeira, imagino que esse valor resolveria o problema de milhões de refugiados. Muitos que morrem de fome e frio. Que dormem pelas estradas na Europa. Que se arrastam milhares de quilômetros em busca de uma vida mais digna e longe das guerras. Aí, fico me perguntando: que mundo é este que vivemos? Quais são os valores que essa humanidade introjetou nesses milênios de tanto sofrimento? São diferenças muito gritantes que se vê toda hora por aí. E todo mundo se acostuma com isso. O olhar já não consegue diferenciar o que é vergonhoso, como comprar um jogador de futebol por 200 milhões de euros e deixar milhares de outros seres humanos morrerem de fome. Quantas pesquisas para descobrir a cura para inúmeras doenças dariam para financiar... Esses bilionários que pagaram pelo Neymar será que investem em outras coisas também ou só em frivolidades? Melhor falar de flores e da primavera que chega este mês. Silvia Lá Mon, diretora do JORNALZEN, escreveu que adora agosto porque é o mês de seu aniversário. Eu adoro setembro porque é o mês do meu! Também porque a natureza se renova e sempre cria uma expectativa de que tudo vai melhorar. Então, que venha setembro. Que venha a primavera e, quem sabe, venha bom senso na cabeça dos que têm muito dinheiro. Aliás, para quem, como eu, não tem muito, fica a sugestão de ajudar a ONG Médicos Sem Fronteiras. Entre no site e veja que trabalho incrível eles fazem pelo mundo. Grande beijo!

POSTAS DE PEIXE Muita gente conhece pescado pelos olhos. Se brilham, é fresco; se opacos, velho. Mas como avaliar as postas ou filés? Três dicas: • A carne precisa estar branca ou rosada, com reflexos madrepérola, consistência firme ou elástica; • O cheiro deve ser característico de peixe. Apenas e tão somente; • Carne molenga e cheiro duvidoso são péssimos sinais. Não compre.

BEGÔNIAS São muitas as variedades dessa bonita flor e todas elas – mesmo as de interior – requerem luz abundante, mas não luz solar direta. A irrigação deve ser moderada e constante. Nunca deixe água no suporte do vaso nem molhe as folhas das begônias, pois elas apodrecem rapidamente. As folhas molhadas não conseguem respirar. As begônias de interior duram um ano, no máximo dois. Por isso, é preciso renová-las, aproveitando que se multiplicam por folhas, caule ou tubérculos. E atenção: quanto mais coloridas forem as folhas, mais horas de luz elas exigem.

SETEMBRO/2017

Pão sem glúten Ingredientes: • 2 ovos • 4 colheres (sopa) de azeite • 1 copo de iogurte natural ou sem lactose • 1 colher (sopa) de açúcar ou adoçante (na proporção) • 1 colher (chá) de sal • 1½ xícara (chá) de farinha de arroz • 1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo de fazer: Coloque todos os ingredientes no liquidificador, pela ordem. Menos o fermento. Bata bem. Tire do liquidificador e acrescente o fermento delicadamente. Despeje em forma de bolo inglês, untada e polvilhada com farinha de arroz. Leve ao forno preaquecido a 180 graus por 40 minutos, mais ou menos.

Bolo de banana sem glúten e lactose Ingredientes: • 3 xícaras (chá) de farinha de arroz • 2 xícaras (chá) de açúcar demerara • 1 xícara (chá) de óleo de coco • 3 ovos • 3 bananas nanica grandes cortadas em rodelas • 1 pitada de sal • 1 colher (sopa) de fermento em pó

misture a farinha de arroz e o sal. Em seguida, despeje a massa do liquidificador. Mexa bem. Por último, acrescente o fermento em pó. Misture delicadamente. Despeje numa forma redonda com furo central, untada e polvilhada com farinha de arroz. Leve ao forno médio até dourar.

Modo de fazer: Bata no liquidificador: açúcar, ovos, óleo e bananas. Num pirex,

Dica: quando pronto pode salpicar canela em pó, misturada com o açúcar demerara (ou normal).

ROUPAS QUE DESBOTAM Antes de colocar uma peça escura de molho, faça o teste do desbotamento: misture um pouco de água e sabão num recipiente pequeno e mergulhe nesse líquido um pedacinho da roupa. Depois, esfregue o pedaço que ficou de molho no sabão, numa toalha branca, limpa e seca. Caso a tinta manche a toalha, o molho deve ser evitado. Nesse caso, lave a roupa apenas com sabão de coco, enxágue bem e se quiser, centrifugue na máquina de lavar antes de pendurar no varal. O truque de colocar sal na água da última enxaguada funciona mesmo.

AS CÓLICAS DO BEBÊ Um bebê com cólicas chora sem parar, às vezes por mais de uma hora. Não para nem se for amamentado, pego no colo ou se tiver a fralda trocada. Durante um ataque de cólica, a aparência do bebê é saudável, mas ele sente muita dor. A criança fica com o rosto todo vermelho, encolhe as perninhas, fecha as mãos e grita muito. As cólicas em geral começam por volta da terceira semana de vida. Às vezes, até antes e continuam até o terceiro ou quarto mês do nascimento. Os ataques costumam ser mais fortes à noite. As cólicas são consequência da imaturidade fisiológica e desaparecem com o desenvolvimento da criança.

Exagerou na quantidade de alho? Eu detesto alho e nem tenho aqui em casa. Mas a maioria das pessoas adora! Se é o seu caso e você exagerou na quantidade, saiba que muitas vezes esse exagero compromete o sabor do prato. Se isso acontecer, é só colocar na panela alguns talos de salsinha amarrados e voltar a comida para o fogo. A salsinha resolverá rapidamente esse problema. Experimente!


SETEMBRO/2017

JORNALZEN

15

AGENDAZEN CAMPINAS CONSTELAÇÃO FAMILIAR 16/9, 14h – workshop com Silvia La Monica, no Espaço Castro Alves (Rua Castro Alves, 298 – Taquaral). Valor: 30 reais (com sorteio de uma constelação). Mais informações: (19) 99109-4566 ou silvialamonica15@gmail.com DANÇAS CIRCULARES 24/9, 10h às 12h – Intervenções Urbanas pela Cultura de Paz, no antigo restaurante do Parque Ecológico (Rodovia Heitor Penteado, Km 3,2 - saída para Sousas). Aberto ao público. Mais informações: mairanydancacircular@gmail.com FLORAIS DE BACH 22 e 23/9 – curso com Karina Ferrari, no Instituto Religere (Rua Mogi Guaçu, 569 – Chácara da Barra). Inscrições e mais informações: (19) 99975-4050 ou karina@karinaferrari.com.br

MINDFULNESS 22 e 23/9 – curso intensivo com o psicólogo Fabio Abagabir, no Centro Marianista de Caná (Rua Antonio Afonso de Lima, s/n – Vila Saltinho). Inscrições e mais informações: (19) 3255-4256 ou (19) 99342-8186 (WhatsApp) REIKI 7/10 (Nível 1) e 8/10 (Nível 2) – cursos com Karina Ferrari, no Instituto Religere (Rua Mogi Guaçu, 569 – Chácara da Barra). Inscrições e mais informações: (19) 99975-4050

INDAIATUBA BRAHMA KUMARIS 28/9, 19h – workshop “Como se manter mais saudável e viver mais contente através da meditação”, no Plenarinho da Câmara (Rua Humaitá, 1.167 – Centro). Aberto ao público. Inscrições e mais informações: (19) 99202-9763


JORNALZEN

16

CULTURAZEN AMANDA LA MONICA

SETEMBRO/2017 DIVULGAÇÃO

Jogadores e o presidente do Guarani Futebol Clube, Palmeron Mendes Filho (centro), em visita ao Centro Boldrini para entregar o valor arrecadado em três jogos para contribuir com o pagamento de remédios importados pelo hospital de Campinas CESAR CINATO

Organizadores e participantes da primeira edição do Festival Vegano de Inverno promovido em Indaiatuba DIVULGAÇÃO

Atores da peça Ser Criança, encenada no Lar dos Velhinhos de Campinas e que teve como tema a Declaração Universal dos Direitos da Criança

Os apresentadores Celso Zucatelli e Marina Leão com integrantes do grupo Liga do Bem no evento do McDia Feliz em São Paulo que beneficiou o Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (Graacc) Apresentação em mostra de oficinas culturais desenvolvidas pelos atendidos da Acesa Capuava, ONG de Valinhos que cuida de pessoas com deficiência

DIVULGAÇÃO

AÇÃO

DIVULG

Suely e João Scalfi, do Educandário Deus e a Natureza, receberam o título de “Benfeitor da Humanidade”, concedido pelo Parlamento Mundial de Segurança e Paz, em cerimônia no último dia 5, na Câmara Municipal de Indaiatuba

Profile for Webmaster JornalZen

Jornalzen Setembro 2017  

Jornal mensal referência em terapias holísticas, saúde, cultura, educação, bem-estar e qualidade de vida. Há doze anos no mercado, circula e...

Jornalzen Setembro 2017  

Jornal mensal referência em terapias holísticas, saúde, cultura, educação, bem-estar e qualidade de vida. Há doze anos no mercado, circula e...