__MAIN_TEXT__

Page 1

JORNALZEN ANO 15

FEVEREIRO/2019

Nº 168

AUTOCONHECIMENTO

BEM-ESTAR

AMANDA LA MONICA

www.jornalzen.com.br

CIDADANIA

CULTURA

ARTIGOS

O que é o espiritismo ZENTREVISTA

DeAnna L’am Pág. 3

Pág. 2

Caminhe na direção da felicidade

SAÚDE

PANORAMA Pág. 7

Viva Bem Pág. 10

CULTURAZEN

Pág. 6

Pág. 12

NOVO COLUNISTA O psicanalista René Schubert (foto) é o novo colunista do JORNALZEN. Psicólogo clínico, René tem formação no Brasil e na Alemanha em Constelações Sistêmicas Familiares e Profissionais. É psicodiagnosticador infantil, reabilitador psicossocial, palestrante em cursos e workshops, docente e formador em constelações sistêmicas. René Schubert escreverá todo mês na página 6.

ANO NOVO CHINÊS A chegada do Ano Nono Chinês foi celebrada no bairro da Liberdade, em São Paulo, nos dias 9 e 10 de fevereiro. O Festival da Primavera, como também é conhecido, aconteceu na Praça da Liberdade, tradicional reduto da comunidade oriental, e teve uma programação repleta de atrações culturais, como as danças do Dragão e do Leão, artes marciais, massagem, acupuntura, caligrafia e apresentações musicais. As tradicionais barracas de artesanato e comidas típicas também marcaram presença na festa. O Ano Novo Chinês é comemorado segundo o calendário lunar, e que corresponderá ao ano 4717. De acordo com o zodíaco chinês, 2019 é o Ano do Porco, regido pela abundância e pela felicidade. DIVULGAÇÃO

O CENTENÁRIO DE PADRE HAROLDO Página 12

CONFIRA O ROTEIRO COMPLETO DA VIAGEM NA PÁGINA 9 DESTA EDIÇÃO

DIVULGAÇÃO


JORNALZEN

2

CONTEÚDO DO BEM Pelo fim do desperdício de alimentos Entre um quarto e um terço dos alimentos produzidos anualmente para o consumo humano no mundo se perde ou é desperdiçado. Isso equivale a cerca de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos, segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). As perdas acontecem em todas as fases da cadeia alimentar: produção, processamento, manejo, distribuição, no mercado e pelos consumidores. No Brasil, a fome afeta 14 milhões de pessoas, de acordo com o Sebrae e o desperdício custa quase R$ 15 bilhões por ano. Um belo movimento é o dos bancos de alimentos, que reúnem comida que em outras situações seria descartada para a redistribuição, presentes em alguns países da América Latina e Caribe. O Brasil está na lista.

“Pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará” Paulo (Gálatas, 6.7.)

G

eralmente, ao nos referir aos livros de Allan Kardec, registramos as obras básicas, o que está correto, porque nesses cinco volumes, que relacionamos abaixo, encontramos o conjunto da Doutrina, ou seja, a Codificação Kardequiana. São eles: O Livro dos Espíritos, publicado em 18 de abril de 1857 e contém os princípios da doutrina espírita. O Livro dos Médiuns, guia dos médiuns e dos doutrinadores, publicado em 1861. O Evangelho Segundo o Espiritismo, contendo a explicação das máximas morais do Cristo, sua concordância com o espiritismo e sua aplicação às diversas posições da vida. Foi editado em 1864. O Céu e o Inferno ou a justiça divina, segundo o espiritismo, publicado em 1865. A Gênese, os milagres e as pre-

JORNALZEN NOSSA MISSÃO:

Informar para transformar

CIÊNCIA DA FELICIDADE Sucesso no emprego

Como anda a sua criatividade para preparar receitas com aproveitamento GIANE GATTI integral dos ali mentos – cascas, talos, folhas e sementes? Bife de ca saca de banana, bolinho de arroz com talos de verduras, farofa com talos, caldo de talos de beterraba, bolinho de casca de batata, brigadeiro de cenoura, cocada de casca de abacaxi e muito mais. Abra a sua mente e seu paladar. Experimente. Há muitas receitas disponíveis na internet. O pão velho pode virar torrada ou farinha de rosca, bolo vira torrada doce, legumes cozidos se transformam em sopas deliciosas, etc. Outras maneiras de evitar que alimentos estraguem são: pensar o cardápio da semana e comprar apenas o necessário, armazenar os produtos corretamente e verificar o prazo de validade. Agindo assim é bom para o seu bolso e para o planeta com a geração de menos resíduo.

O que é o espiritismo dições segundo o espiritismo, veio a lume em 1868. Entretanto, não podemos nos esquecer das demais obras de Kardec: Revista Espírita. O relato das manifestações, materiais ou inteligentes dos espíritos, aparições, evocações, etc. Lançada no dia 1º de janeiro de 1858, e publicada até a sua desencarnação, em 1869. Depois de seu passamento, a revista continuou a ser publicada e circula até os nossos dias. O que é o Espiritismo. Introdução do conhecimento do mundo invisível pelas manifestações dos espíritos, em julho de 1859. Em 1858: O Principiante Espírita, A Prece, Introduções Práticas sobre as Manifestações Espíritas. Em 1862: O Espiritismo em sua Expressão Mais Simples, Refutação das Críticas contra o Espiritismo, Viagem Espírita. Obras Póstumas, em 1890. A Obsessão – Origens, sistemas e curas, publicadas pela União Espírita da Bélgica, com textos extraí-

DIRETORA SILVIA LÁ MON EDITOR JORGE RIBEIRO NETO (MTB 25.508)

FEVEREIRO/2019

Como executar o trabalho ao qual dedicamos nossa vida? Existe uma metodologia para executá-lo? Essas são questões muito importantes. Claro, o trabalho assume diferentes formas e é muito difícil produzir uma única metodologia. No entanto, há uma estratégia que é essencial a homens de negócios ou funcionários de escritório que queiram desempenhar suas funções de modo adequado – e que pode ser facilmente aplicada a outros setores. É cada vez mais importante ser capaz de obter uma visão geral do seu trabalho no menor tempo possível. O conceito central de trabalho deve ser apreendido sob três visões: macro, média e micro. Começando pela visão macro, você deve tentar entender quais são os objetivos gerais da companhia. Precisa ter uma ideia clara de qual é a missão da empresa. A visão média implica compreender os objeti-

vos do setor em que você trabalha dentro da organização. Você precisa saber onde ele fica na estrutura corporativa e qual é exatamente o papel que desempenha. A visão micro exige uma compreensão de qual é seu trabalho pessoal na seção e como você o encara. Em resumo, quando você começa a trabalhar pela primeira vez ou muda de emprego, deve se perguntar quais são as políticas gerais da empresa, quais são suas características e que forma assumem suas atividades. Em seguida, deve considerar com que tipo de trabalho sua seção lida e, por fim, descobrir o que se espera de você. As pessoas capazes de compreender logo essa estrutura geral têm maior facilidade para se adaptar. Aqueles que não derem importância a esse aspecto e encararem a si mesmos como uma simples peça da engrenagem geral acabarão deixados para trás.

As reflexões desta coluna são extraídas dos livro Trabalho e Amor, do japonês Ryuho Okawa, pensador, líder religioso e escritor na área da espiritualidade

dos da Revista Espírita, edições de 1858 a 1868, traduzidos para o português por Wallace Leal Rodrigues e editada pela Casa Editora “O Clarim”, de Matão (SP). Como o título deste artigo sugere, queremos registrar algo sobre o grande valor de O que é o Espiritismo. Vejamos o que diz o Codificador, no preâmbulo da decima edição do IDE (Instituto de Difusão Espírita), de Araras (SP). “As pessoas que não têm do Espiritismo senão um conhecimento superficial são naturalmente levadas a fazer certas indagações, as quais um estudo completo lhes daria, sem dúvidas, a solução. Mas o tempo e, frequentemente, a vontade, lhes faltam para se consagrarem às observações continuadas. Queriam, antes de empreender essa tarefa, saber ao menos do que se trata e se vale a pena se ocuparem. Pareceu-nos útil, pois, apresentar, em um quadro restrito, a resposta a algumas das questões fundamentais que nos são diariamente dirigidas. Isso será, para o leitor, uma primeira iniciação e, para nós, tempo ganho pela dispensa em repe-

TELEFONES Redação (19) 3324-6062 Publicidade (19) 99109-4566

contato@jornalzen.com.br www.jornalzen.com.br

tir constantemente a mesma coisa”... Desde jovem temos o costume de, dentro das possibilidades, divulgar O que é o Espiritismo. Isso tem nos trazido muita alegria. Uma delas registramos aqui: Um professor universitário de origem alemã, desde muito jovem residente no Brasil, lecionava física na faculdade onde trabalhávamos. Com destacada inteligência e cultura, passava por nossa sala para “um dedo de prosa”. Um de seus assuntos prediletos girava em torno de suas dúvidas sobre o espiritismo. Um dia, passamos a ele um exemplar da referida obra. Dias depois, mostrando -se maravilhado com aquilo que “parecia já conhecer”, encomendou-me dez exemplares da obra, para distribuir aos seus parentes, colegas e amigos. Não vale a pena divulgá-lo? PS: A faculdade em que trabalhávamos era mantida por jesuítas e nunca me questionaram por minha religião, mas sim recebi muitos elogios. (enviado pelo leitor Raymundo Rodrigues Espelho)

Publicado por JORNALZEN EMPRESA JORNALÍSTICA LTDA. Fundado em janeiro/2005


FEVEREIRO/2019

N

ascida em Bucareste (Romênia), DeAnna L’am tinha 3 anos de idade quando sua família se mudou para Israel. Ela cresceu em Jerusalém, onde ficou até os 28 anos. Nesse período, DeAnna ajudou mulheres judaicas e palestinas a superarem diferenças políticas, religiosas e culturais por meio de uma profunda conexão com a natureza cíclica feminina. Carinhosamente conhecida como “Visionária do Útero”, DeAnna L’am, 60, é reconhecida mundialmente como especialista em empoderamento menstrual e é pioneira no trabalho com mulheres no resgate da força espiritual e na incorporação da sabedoria escondidas na menstruação e menopausa. Morando com o marido na Califórnia (Estados Unidos), DeAnna foi a iniciadora do movimento global das “tendas vermelhas”. O nome é inspirado no livro homônimo da jornalista americana Anita Diamant. Refere-se a um lugar onde as mulheres ficavam durante sua lua nova (enquanto estavam menstruadas) e lá podiam descansar e partilhar suas experiências. Há mais de 30 anos DeAnna L’am conduz workshops de formação e iniciação à feminilidade, empoderando mulheres no resgate da menstruação como fonte de orientação interior e renovação espiritual. Em novembro, ela esteve no Brasil e passou por Valinhos, onde concedeu entrevista exclusiva ao JORNALZEN. A “tenda vermelha” desperta muita curiosidade, sendo tema de livros, séries e documentários. Do que se trata, exatamente? O que acontece é que nos damos conta de que o sangue nos conecta, apesar de nossas diferenças. Podemos ser de culturas diferentes, de diferentes classes sociais, educação ou ideologia política. Mas todas nós menstruamos todo mês. Estamos conectadas com os ciclos lunares. Isso é algo que você pode ouvir a respeito, mas quando você vivencia, num círculo com outras mulheres, o nível de conexão liberação e cura é incrível. A “tenda vermelha” é a conexão das mulheres com o sangue menstrual, com os ciclos, com a transição da menina para a mulher. O trabalho é conectado com xamanismo, com músicas e rituais de passagem. Estamos iniciando as primeiras tendas no Brasil. Se em cada bairro houver um lugar para as meninas e mulheres compartilharem suas histórias, se apoiarem, o mundo será diferente. Como é possível lidar com a rejeição da menstruação? A primeira menstruação, em qualquer lugar do mundo, não é bem-vinda. A sociedade e a cultura a veem de forma negativa. Então a flor que estava para se abrir é quebrada. O que a terapia do ciclo faz é curar a criança interior. A base de todo o trabalho é a cura da donzela interior. O momento em que menstruamos pela primeira vez é quando nossa identidade como mulher tem início. Nossa autoestima e habili-

JORNALZEN

3

ZENTREVISTA|DeAnna L’am

VISIONÁRIA DO ÚTERO

Especialista em empoderamento menstrual, romena radicada nos EUA desenvolve trabalho pioneiro de resgate da força espiritual das mulheres AMANDA LA MONICA

de pano. Nunca tinha visto aquilo. Na embalagem, havia um depoimento de uma mulher que dizia que desde que tinha começado a usar começou a amar sua menstruação. Não acreditei, mas comprei o absorvente de pano e comecei com os estudos. Cheguei à conclusão de que a menstruação é o momento em que a conexão entre os mundos fica fina. É uma conexão espiritual? Uma mulher fica conectada com o mundo espiritual quando está menstruando. Essa é a razão pela qual ficamos tão sensíveis. Nossa sensitividade física e espiritual fica nos chamando para parar, então percebi que precisava parar. Não queria e não precisava ficar em contato com o mundo externo. A TPM (tensão pré-menstrual), as dores, tudo isso é um chamado para a gente se recolher e nos conectar profundamente. Ao começar a estudar, comecei a tirar tempo para mim e honrar meu sangue. Fiquei quieta e meus sintomas de loucura pararam. Quando vi que não tinha mais sintomas e estava em paz com meu sangue, comecei a falar com minhas amigas. Elas queriam saber como consegui e queriam aprender como. Vi que existiam grupos de discussão e terapia, mas não existia um trabalho focado no sangue. Após alguns anos, foquei meu trabalho nisso. E a questão hormonal na menopausa? A medicação coloca a mulher num estado hormonal que não tem a ver com a idade. É um estágio da vida. Você está virando uma rainha. Como professora, não julgo nenhuma mulher que escolhe medicar-se. Mas acredito que não há necessidade de remédios porque não se trata de uma doença.

dade de nos reconhecer como fêmeas. Como teve início esse seu trabalho? Trabalhava com psicologia social e terapias de grupo e resolução de conflitos em Israel. Depois que casei, uma vez por mês eu ficava emocionalmente maluca. Percebi que algo não estava

certo. Não acho que nós, mulheres, fomos designadas a sofrer. Então comecei a estudar culturas indígenas e como eles viam a menstruação. Tinha de encontrar a resposta para essa loucura que sentia todo mês. Em 1993, na Califórnia, quando estava em férias com meu marido, fui a uma loja e vi absorventes

“Uma mulher fica em conexão com o mundo espiritual quando está menstruada. Essa é a razão pela qual ficamos tão sensíveis”

Como você avalia a proposta editorial do JORNALZEN? É importante para todas as mulheres. Quando lemos coisas positivas, esperamos que coisas boas aconteçam. Eu venho de Israel, onde toda a mídia fala sobre a guerra, mas há círculos e grupos que são positivos. Tem mais positivo que negativo no mundo, mas a maior parte da mídia foca no negativo. Se vemos o positivo, temos esperança e ficamos motivados a fazer o bem. Que mensagem gostaria de deixar para os nossos leitores? Leva uma geração para mudar as coisas em que acreditamos. Tudo isso que se sofre com tabus e negatividade da sociedade, as dores e a solidão de ser mulher. Nós podemos criar uma geração que vai mudar o mundo.


4

JORNALZEN

FEVEREIRO/2019

Nem tudo que reluz é ouro As coisas materiais nos fundarmos nas causas verfascinam. Somos ainda dadeiras. Com o tempo, almas com os instintos tornamo-nos criaturas desconfiadas, descrentes ou em preponderância, prerevoltadas, pessoas de dicisamos das sensações mais fortes e das emofícil relacionamento. ções que nos sacodem. Preferimos o bonito ao Só ficamos saciados e feprático; o rápido ao seguro; o remediado ao definilizes se pudermos ver, petivo; a ilusão à realidade. gar, sentir e ouvir. JOÃO BATISTA SCALFI Em decorrência disso, Vice-presidente do Educandário Bem por isso, nos denossa percepção da vida Deus e a Natureza (Indaiatuba) moramos à frente dos programas de televisão em permanece na superficialidade e nas aparências, determi- que a fantasia ocupa espaço dominando o nosso proceder em todos nante, oferecendo-nos apenas uma os setores. A essência das coisas, realidade maquiada, com o fim de dos acontecimentos e das pessoas se ganhar audiência; nos deleitapassa despercebida ou merece me- mos com os mágicos que nos enganam usando os seus mais ennor consideração. Quando vamos escolher uma pro- gendrados atos de ilusionismo; nos fissão, o que nos importa são os ren- divertimos ou choramos com filmes dimentos, o destaque social e a se- que nada mais são do que uma bem gurança que ela pode nos propor- feita montagem de truques e cenácionar, e menos a aquisição do co- rios; e endeusamos artistas e cannhecimento ou o bem que podere- tores, que muitas vezes na vida partimos fazer ao próximo ou à coletivi- cular têm uma conduta desregrada. Aqui na Terra, na voz do povo e dade. Por consequência, não raro al- na voz de Deus, nem tudo que briguns profissionais são péssimos no lha é ouro. É conveniente que não que fazem e causam mal ao seme- nos deixemos ofuscar pelas apalhante; se bem-sucedidos, enrique- rências das coisas mundanas, que cem e não demoram a abandonar o impressionam, mas que em regra labor para cuidar de propriedades geral estão longe de oferecer ao hoadquiridas ou desfrutar dos praze- mem a verdadeira luz da felicidade. Acautelemo-nos com as facilidares mundanos. des que nos são oferecidas e com Ao buscarmos alguém para estar ao nosso lado e compartilhar sen- o brilho fugaz das posses, dos títutimentos, os predicados físicos ou los e da beleza. Tais patrimônios são as condições financeiras se sobre- apenas instrumentos ou revestipõem aos valores interiores. O di- mentos passageiros da nossa exisnheiro e a beleza não solucionam as tência material. O verdadeiro sentido da vida questões do entendimento, do respeito e do afeto, iniciam-se os con- é seguir o caminho que o Mestre flitos e as brigas, gerando frustra- Jesus nos ensinou. Por que desta ção, desencanto, indiferença e sepa- existência levaremos apenas a ração, quando não ódios e crimes. essência do bem ou do mal que Diante de fatos sociais, especial- praticarmos. mente os negativos confiamos mais em observações contraditórias, leFonte: Quando Deus Abre Portas (Donizete Pinheiro) vianas ou parciais, sem nos apro-

Barão Geraldo - Campinas AGENDA – FEVEREIRO/MARÇO 2019 Inscreva-se em nosso canal no Wsp: (19) 99117-5544 CONSTELAÇÃO FAMILIAR MUSICAL (Janaína Campos e Adriano Dias) 17/fevereiro e 17/março (domingo), às 14h | 26/março (terça-feira), às 19h (para constelar: agendar por e-mail; para participar: contribuição consciente) CÍRCULO DE MULHERES (com Janaína Campos) 23/fevereiro (sábado), das 16h às 19h VIVÊNCIA EM TRANSPESSOAL (com Monica Alvarez) 12/março (terça-feira), às 19h ATENDIMENTO POPULAR THETAHEALING® COM FREQUÊNCIA DE LUZ E SOM (horários no site e agendamento por e-mail: contato@sabiah.com.br) ATENDIMENTO THETAHEALING® Manifestação de abundância e prosperidade TODA SEMANA NO SABIAH RENASCIMENTO EM GRUPO (com Renata Borges) segunda-feira, às 20h (necessário se inscrever pelo e-mail contato@sabiah.com.br) DANÇAS CIRCULARES – Meditação ativa para todas as idades (com Janaína Campos) – quinta-feira, das 18h15 às 19h30 YOGA MAHI terça e quinta-feira, das 17h às 18h30 segunda e quarta-feira, das 18h30 às 20h YOGA E MEDITAÇÃO (com a instrutora indiana Neeranjna Bajpai) segunda, quarta e sexta-feira, das 8h30 às 9h30 YOGA MATERNA – Para gestantes e mães com bebês (Paula Ubinha) terça e quinta- feira, às 11h CURSOS Mesa Radiônica e Radiestesia – 30 março, das 9h às 18h30 Veja a programação completa em www.sabiah.com.br e na página do Facebook. Inscrições e mais informações pelo e-mail contato@sabiah.com.br

• GRUPOS DE PATHWORK® • MEDITAÇÃO SONORA • YOGA E YOGA MATERNA • GRUPO SAMAÚMA (Preparação para o parto natural e apoio pós-parto e amamentação) • LEITURA DE AURA • AULAS DE TÉCNICA VOCAL (técnica Alexander) • DANÇAS CIRCULARES • RODAS DE CURA • THETAHEALING® E FREQUÊNCIA DE LUZ E SOM • PSICOTERAPIA SISTÊMICA • GRUPOS TERAPÊUTICOS • FORMAÇÃO EM CONSTELAÇÃO SISTÊMICA Agendamento e mais informações: (19) 99117-5544 (WhatsApp)

Rua Paulo Lanza, 91 (entrada de Barão Geraldo) – Campinas/SP (19) 3327-0910 – contato@sabiah.com.br – www.sabiah.com.br


JORNALZEN

FEVEREIRO/2019

Regressão terapêutica Desenvolvida pelo médico gaúcho Mauro Kwitko – criador e fundador da Associação Brasileira de Psicoterapia Reencarnacionista (ABPR), da qual faço parte desde 2015 –, a regressão terapêutica é baseada na revivência dos fatos do passado, seja desta ou outras encarnações. Também se baseia no princípio de que nossas memórias estão em nossos corpos sutis e, então, incentivamos um relaxamento profundo na pessoa que vai regredir, para não sentir tanto o seu corpo físico. Em seguida incentivamos uma elevação de sua frequência energética, o que proporciona um fácil acesso aos seus mentores espirituais, que lhe oportunizam um retorno ao seu passado por meio do relaxamento profundo induzido pelo terapeuta. A pessoa permanece consciente, não havendo nenhum método de hipnose. As revelações dadas por esses mentores têm um fim útil – nunca para satisfazer a vã curiosidade. O terapeuta, nesse caso, é um auxiliar responsável e habilidoso, que passa por uma longa formação e reforma pessoal. E quem deve, ou precisa, submeter-se a uma regressão ao seu passado? A terapia de regressão tem três objetivos principais. Um deles é o desligamento de situações traumáticas de vidas passadas nas quais

CURSO DE PLANTAS MEDICINAIS E ÓLEOS ESSENCIAIS Cultivo orgânico e uso terapêutico Pedro Melillo de Magalhães agrônomo (CPQBA - Unicamp) Eloísa C. Pimentel de Magalhães médica (clínica CHAI) Data: 23 de Março Sítio São Pedro | Serra Negra-SP www.bemtefazoleos.com.br contato@bemtefazoleos.com.br 19 4141-0051 | 19 99282-8004

a pessoa ainda esteja sintonizada e ainda estejam lhe afetando a ponto de desenvolver fobias, SILVIA LA MONICA medos, pânico silvialamonica15@gmail.com e estados alterados de depressão, ansiedades e outros desvios de comportamento. O segundo objetivo é a conscientização de si mesmo, reconhecendo sua personalidade congênita (da qual falaremos melhor num próximo artigo) e desenvolvendo sua reforma íntima, seu autoconhecimento. Um terceiro e importante objetivo é desenvolver a visão do espírito em detrimento da limitada visão do ego, ou seja, expandir nossa percepção e consciência para além das preocupações cotidianas, percebendo a eternidade e beleza de nosso espírito. Obs.: as ideias aqui desenvolvidas são baseadas no programa do curso de formação da ABPR Silvia La Monica é psicoterapeuta reencarnacionista associada à ABPR (19) 99109.4566

5


JORNALZEN

6

Palavras mágicas A partir do trabalho terapêutico das constelações familiares desenvolvidas por Bert Hellinger surgem diversos conceitos e posturas que buscam trabalhar a serviço da harmonização dos vínculos e trocas relacionais dentro de um sistema familiar. Basicamente um sistema familiar é formado pelo pai, mãe e seu(s) filho(s). Claro que em um olhar ampliado sabemos que o pai tem seus familiares e a mãe também. Ou seja, a partir de nós, filhos, há uma sequência de familiares que nos precedem e graças aos quais estamos aqui agora presentes e com vida. Muitas vezes desconhecemos as histórias e percursos de nossos antepassados, mas essas informações e fatos agem sobre nós independentemente se as conhecemos ou não. Na estrutura familiar muitas vezes encontramos relacionamentos difíceis, trocas interrompidas, silêncios constrangedores e afetos doloridos. Muito disso pode ter uma história antiga ou pode ter origem em episódios traumáticos. Bert Hellinger aponta que nas nossas relações familiares há cer-

tas palavras que têm um efeito mágico sobre as relações e que por vezes estão em desuso, foram RENÉ SCHUBERT esquecidas ou Psicanalista encobertas pela mágoa, culpa, raiva. São as palavras “gratidão, por favor e sim”. Como, por exemplo, quando olhamos para nossos pais e dizemos: “Sou grato por tudo que obtive de vocês. Mesmo que tenham havido dificuldades, perdas, complicações ou mal-entendidos. Sou grato. Tenho a vida graças a vocês!”. Ou quando falamos a um irmão ou irmã: “Por favor necessito de sua ajuda”. Ou ainda quando aceitamos nosso destino familiar, por mais difícil que ele seja por seus sofrimentos, medos e limitações, o tomamos tal como ele é e dizemos: “Sim!”. É realmente incrível o que estas palavras podem alcançar, quando utilizadas com intenção, sinceridade em nossos relacionamentos familiares e interpessoais.

Dr. Orestes Mazzariol Disfunção sexual pré e na menopausa A saúde sexual é definida como “um estado físico e de bem-estar emocional, mental e social relacionado à sexualidade”. Fatores ou doenças que afetam a vida sexual deterioram a mulher emocionalmente – seus relacionamentos e sua autoimagem. A motivação sexual é encorajada e sustentada por neurotransmissores no sistema nervoso central e seus receptores, induzida em parte pelos hormônios sexuais (andrógenos e estrógenos), progestinas e dopamina D1/D2, envolvendo uma rede cortical e subcortical com uma complexa interação de componentes cognitivos e emocionais, com implicações sexuais, mentais e físicas. A saúde sexual feminina é secundária ao inter-relacionamen-

Caminhe na direção da felicidade Gustavo Arns

O

primeiro trimestre de um ano é sempre um momento onde grande parte das pessoas busca traçar novas metas e objetivos para cumprir nos próximos meses. Promessas como “neste ano vou começar a frequentar a academia”, “vou buscar uma promoção no trabalho” e “vou me alimentar e dormir melhor do que no ano passado” foram pronunciadas, sem dúvida alguma, milhões de vezes pelos brasileiros. Todos esses “compromissos mentais” de início de ano acabam direcionados para um objetivo: ser feliz. Tão difícil quanto definir o que é felicidade, é saber como atingir a idealização social que temos do que é ser feliz. A definição do termo pelo especialista em psicologia positiva e professor da aula mais concorrida de Harvard, Tal Bem Shahar, diz que a felicidade é, na verdade, a combinação de bem-estar físico,

espiritual, intelectual, relacional e emocional. O equilíbrio entre esses aspectos é que irá definir se estamos caminhando em direção aos nossos objetivos. Começamos a pensar em fatores como: qualidade do sono, hábitos alimentares, exercícios físicos. Esse tipo de cuidado básico que o corpo humano necessita para estar em harmonia, muitas vezes são deixados de lado no estilo de vida que vivemos hoje, com multitarefas e inúmeros afazeres que parecem nunca estarem concluídos. É necessário dar a atenção necessária ao bem-estar físico, pois ele será um dos grandes responsáveis pela nossa capacidade de concluir as nossas metas nos demais campos de ação. É também muito importante refletir a respeito do nosso bem-estar intelectual. Analisar se de fato estamos buscando conhecimento em áreas que gostaríamos de ter ou que já temos domínio, mesmo que não

FEVEREIRO/2019

estejam necessariamente ligadas a um objetivo profissional. Sentir que o aprofundamento em algum tema está nos trazendo uma construção de sabedoria e conhecimento impacta diretamente na realização de felicidade. No aspecto relacional e emocional, é preciso refletir em como estão os relacionamentos, se o nosso círculo de amizades tem sido algo construtivo e importante, se são pessoas confiáveis e que existe um sentimento verdadeiro mútuo. Um ambiente seguro, onde se possa ser quem realmente é, sem a necessidade de performar um papel que não é seu. Avaliar se você está dedicando um tempo de qualidade para essas pessoas que são significativas na sua vida, estando presente de verdade e se importando com eles da forma correta. Como, por exemplo, desfrutar de uma boa companhia em um jantar agradável sem concentrar os pensamentos em alguma conta para pa-

to da mente, do corpo e da relação, em uma única e individual maneira. Os fatores psicológicos incluem trauma ou abuso sexual, neuroses sexuais, inibição sexual, relações interpessoais. Já entre os fatores biológicos estão: isquemia, cistite intersticial, cirurgias pélvicas radicais, infecção urinária de repetição, endometriose, doenças sexualmente transmissíveis, inflamações vulvovaginais, cirurgias vaginais, alterações hormonais, partos, fraqueza na musculatura pélvica, incontinência urinária e tumores. O conhecimento da saúde sexual feminina é importante para a qualidade de vida e, apesar de poder ser multifatorial, tem tratamento.

gar, uma situação estressante do dia ou em mensagens no celular. O bem-estar espiritual é uma avaliação sobre a sua real presença nas atividades que você se propôs a realizar. Estar focado no presente nem sempre é uma tarefa fácil, mas a concentração em desfrutar e aproveitar o momento fará toda a diferença na sua percepção do presente e afetará positivamente suas realizações para o futuro. A necessidade de ser feliz que encaramos constantemente na nossa realidade faz com que estejamos sempre em busca disso e não se pode deixar que os momentos de tristeza, amargura, raiva e sofrimento nos façam desistir do que buscamos. Compreender essas sensações e aceitá-las, faz com que possamos passar pelas dificuldades mais rápido e estejamos mais preparados para construir um futuro como planejado. Gustavo Arns é idealizador do congresso internacional da felicidade e coordenador do curso “GBA da Felicidade: Transformando pessoas e organizações”, promovido pelo Isae Escola de Negócios


JORNALZEN

FEVEREIRO/2019 -

Bom trânsito para nós! Marks Pintija

Boatos da CNH provisória Os motoristas recém-habilitados recebem a CNH – Carteira Nacional de Habilitação, cuja validade é de apenas um ano e é chamada de Permissão Para Dirigir (PPD), diferentemente da definitiva, que terá a validade de cinco anos – ou três, para quem tem acima de 65 anos de idade. Ambas são impressas num modelo único, tendo apenas a inscrição em campo específico se é a permissão ou a definitiva. Estes novos condutores só podem se habilitar nas categorias ACC (ciclomotores até 50 cilindradas), A (duas ou três rodas), B (peso bruto total até 3,5 mil quilos e até oito passageiros, fora o condutor) ou em conjunto de AB. Após habilitados, o que ocorre com frequência é que, mesmo realizando aulas teóricas e práticas, em simulador e vias públicas, diurnas e noturnas, e realizando exames para aprovação, os novatos ficam com dúvidas quanto a falsas proibições no uso da PPD. Dirigir em rodovias é uma de-

las. A PPD não restringe nenhum tipo de via para o condutor, mas vale ressaltar a importância de se preparar melhor para dirigir em vias mais velozes e movimentadas. Outro boato é de que se cancela a CNH se não fizer a nova emissão para a CNH definitiva. Após a data de validade, todo condutor pode dirigir até 30 dias sem que esteja irregular. E não precisará se submeter a nenhum tipo de exame. Basta cumprir o previsto na legislação, não possuir infração grave (5 pontos) ou gravíssima (7 pontos) nem reincidente em infração média (4 pontos) durante esses 12 meses, o que para muitos é uma espécie de estágio ou experiência. Em caso de cometimento dessas infrações, o condutor não poderá emitir a CNH definitiva e, se tiver o interesse em continuar dirigindo, deverá realizar todo o processo novamente, ao qual aprovado receberá nova PPD, para outros 12 meses.

7

Renascer – um ato de amor! Estudos comprovam As primeiras pessoas peque há uma relação direlas quais nos apaixonata entre o que a criança vimos são nossos pais (ou vencia ao nascer (e até seus substitutos), a primesmo durante sua gesmeira mulher, o primeiro tação) e aquilo que se torhomem. nará suas principais quesAo chegarmos neste tões e dificuldades na vida. mundo, ainda que em Reviver e curar o nasmeio à desordem que se ROSÂNGELA cimento através da técnimostra a um bebê – luVIRGÍNIA FAÉ ca do rebirthing (Renaszes, sons, sentimentos, Psicoterapeuta dores, o ar! Sim! Essa coicimento) é um evento muisa que entra pelas nossas to significativo pois desmannarinas e nos queima a garganta... chará esta conexão automátiE então o cheiro, a voz, o toque da- ca, permitindo que o indivíduo fique queles de quem dependeremos por livre para experimentar e reagir de maum longo período. neira muito menos estereotipada. E assim conhecemos o outro e A respiração consciente e circusuas características passarão a ser lar que faz parte da terapia do renossas características desde então: nascimento transforma o ciclo resassumidas ou veladas, equivalen- piratório liberando e curando grantes ou antagônicas, saudáveis ou de parte do que estava contido e não, as características de nossos que impedia a energia de fluir. pais serão repetidas por nós até que Respirar para renascer e reacomecemos a lidar com elas cons- prender o verdadeiro significado de cientemente. sua existência!

Marks Pintija é especialista e educador em trânsito

WhatsApp: (19) 99738-1523 | Campinas/SP

PANORAMA

WhatsApp JORNALZEN (19) 99109-4566 (19) 99149-1256

PARA ASSINAR E ANUNCIAR

SAÚDE E FELICIDADE O Grupo São Cristóvão Saúde promove no dia 22 de fevereiro, em São Paulo, a palestra gratuita “Sua Saúde pode colaborar com sua felicidade e sucesso”. O evento terá início às 10h30, no auditório do Hospital e Maternidade São Cristóvão (Rua Américo Ventura, 123 – Mooca). Inscrições: www.saocristovao.com.br. Serão aceitas doações de alimentos não perecíveis para entidades carentes. CURSO DE MEDITAÇÃO O Espaço Autoconexão promove, de 6 a 31 de março, em Campinas, o curso de meditação “Conhece-te a ti mesmo”. O evento é ministrado por voluntários que praticam e ajudaram a formatar o método no qual são aprendidas as ferramentas para os cinco estágios do autoconhecimento. A ONG tem parceria com a Fundação Eufraten, onde mais de 670 crianças aprendem a meditar todos os meses. Mais informações: bit.ly/curso-medite CARNAVAL FAMÍLIA O bloco de rua As Caixeirosas fará seu tradicional desfile no dia 2 de março, às 16h, na Praça Durval Pattaro (centro de Barão Geraldo). O grupo tem a proposta de manter a tradição dos antigos carnavais. O cortejo reúne foliões e grandes bonecas ao som de marchinhas, frevos e sambas. Para manter as ações do bloco, um bazar está marcado para o dia 17, das 16h às 19h, no Museu da Cidade (Avenida Andrade Neves, 33 – Centro, em frente à Estação Cultura), em Campinas. Mais informações: (19) 99109-9596, com Cris. CANTOS E MANTRAS A banda AuCuraSom se apresenta no parque Pico das Cabras, em Campinas (distrito de Sousas-Joaquim Egídio), dia 16 de fevereiro, às 20h. O ingresso (40 reais) pode ser comprado na página do Facebook da banda – facebook. com/aucurasom. O grupo promove encontros com apresentações musicais de mantras e canções sagradas de diversas linhas, sem uma doutrina específica.


JORNALZEN

8

De quem é este celular? ver que tem mais seguiA tecnologia é incrível e dores. Por isso, faz tempo tem evoluído de forma muique empresas vendem pato rápida nos últimos anos. cotes de falsos seguidores O advento do smartphone para suprir a carência dafoi uma revolução na coqueles que entram nessa municação e, com ele, a ilusão. chegada das redes sociais Antigamente as pestransformou a vida e a forsoas tinham “amigos rema de viver no mundo. Se ais” que eram falsos. Hosoubermos usar essa tecMÁRCIO ASSUMPÇÃO je, muitas têm “falsos anologia a nosso favor e de forma equilibrada, tudo fi- Professor de ioga e diretor migos virtuais”, só para do Instituto de Yogaterapia aumentar o placar de seca mais rápido e fácil. guidores. Porém, o que temos visA tecnologia evoluiu. Nós, humato por aí é preocupante. Cabe a pergunta: “sou eu que uso o celular ou nos, continuamos os mesmos, replesou usado por ele?”. Repare num res- tos de carências que os aplicativos taurante: quantas pessoas estão con- prometem suprir. Por tudo isso, não versando entre elas e quantas estão é difícil entender por que o número vidradas no celular. No cinema, é co- de pessoas que sofrem de doenças mum ver o público pagando um in- nervosas aumentou sensivelmente. Ainda somos humanos e precisa gresso e ficando o tempo todo conectado em seus aplicativos. O filme, já mos perceber o mundo através dos era. Sem falar no trânsito, onde mui- cinco sentidos. Temos a necessidade tos dirigem com uma mão e, com a ou- de viver a experiência real e não apetra, respondem mensagens. Que ur- nas simular uma realidade virtual. O gência é essa que criamos, onde não afeto nos preenche e o toque nos retemos mais a capacidade de esperar laxa. Não tenho ilusão e sei que muio momento certo para responder uma tas pessoas não vão conseguir ler o final deste texto porque ele já pasmensagem? Faça um teste: desligue o celular sou de “140 caracteres”. Mas, para por três ou quatro horas e veja quan- você que chegou até aqui, pegue o to tempo livre sobra para você. Este seu celular, olhe para ele e diga: tempo é a sua vida e ela passa rápi- “quem é o dono de quem?”. Pelo menos uma vez por semana tente ficar do. Tudo é bom na medida certa. algumas horas off-line. Você vai ver Acho que cabe uma reflexão sobre o quanto tempo sobra para curtir o que estamos fazendo de nossas vi- mundo ao seu redor. O smartphone é uma ferramenta das. Especialistas dizem que “se as redes sociais, por um lado, aproxima- maravilhosa para você compartilhar ram pessoas distantes, por outro, dis- com o mundo as suas experiências, mas não se esqueça de vivê-las com tanciaram aquelas mais próximas”. Tenho visto muitos solitários com toda a sua intensidade. A preocupação de ficar filmando e fotografando seus celulares na mão, olhando na tudo pode nos roubar aquele momentela sem parar, esperando uma resposta ou notificação, numa ansieda- to especial, que não volta mais. Para os dependentes digitais, é de sem fim. Outros têm milhares de amigos virtuais e nenhum amigo real bom procurar uma ajuda terapêutica para tomar um sorvete na esquina. e também a prática de yoga, que auMas a maior contradição é a tendên- xilia no autocontrole e na diminuição cia que cresce na competição para da ansiedade.

FEVEREIRO/2019

UNIVERSO DIGITAL Amanda La Monica

Aproveite sua audiência Você sabia que pode utilizar os dados da audiência dos canais para aumentar seu engajamento e conversão? Esses valiosos dados acabam ficando esquecidos em uma “aba” ao invés de serem vistos como um mapa de como chegar ao seu público. Com essas informações, você consegue conhecer quem está consumindo seus canais. A partir disso, é possível personalizar suas postagens para que haja cada vez mais identificação com seu serviço/produto e, consequentemente, um aumento considerável das vendas. Segue um exercício (valioso) para colocar esta estratégia em prática: 1. Tome conhecimento dos dados analíticos dos canais: tanto os dados de acesso do seu website quanto de suas mídias sociais. Anote os dados de audiência e conver-

são neste primeiro passo. 2. Selecione o ‘top 5’ de perfis recorrentes nas publicações (idade, gênero, horário e dia de acesso, assunto mais acessado, etc.). 3. Crie uma postagem para cada um dos perfis mapeados no item acima. 4. Faça as postagens, anote os resultados de engajamento e conversão e compare com os dados anotado no passo 1. 5. Escolha dois perfis principais (com base no que mais converteu durante este exercício) e priorize-os como target daqui para a frente... Tenho certeza que essa experiência trará um conhecimento aprofundado sobre seu público e, consequentemente, gerará um autoconhecimento de seu próprio negócio, com muitos insights e resultados. Boa sorte!


FEVEREIRO/2019

JORNALZEN

9

ROTEIRO DA VIAGEM PARA ISRAEL E JORDÂNIA – GRUPO VIANEIA 28 de Abril (domingo) – Jerusalém Chegada e ida para Jerusalém. Jantar e Hospedagem no Leonardo Jerusalém

ja da Natividade, Gruta do Nascimento, Capelas de São Jerônimo e São José. Retorno a Jerusalém. Jantar e hospedagem no Leonardo Jerusalém.

29 de Abril (segunda-feira) – Jerusalém – Monte das Oliveiras | Cidade Antiga | Monte Sião Após o café da manhã no hotel, saída até o Monte das Oliveiras para uma panorâmica da Cidade Santa amuralhada e descida até o Getsemani para conhecer a Basílica da Agonia. Saída até a Cidade Antiga para visita ao Muro Ocidental (Muro das Lamentações), seguindo pela Via Dolorosa até chegar na Igreja do Santo Sepulcro. Em seguida, caminhada até o Monte Sião para visitar a Tumba do Rei David, Cenáculo (Sala da Última Ceia) e a Abadia da Dormição. Jantar e hospedagem no Leonardo Jerusalém.

1º de Maio (quarta-feira) – Dia livre em Jerusalém. Jantar e Hospedagem no Leonardo Jerusalém.

30 de Abril (terça-feira) – Cidade Moderna | Ein Kerem | Belém Após o café da manhã no hotel, saída para uma visita panorâmica na cidade moderna de Jerusalém. Visita ao Santuário do Livro no Museu de Israel, onde estão expostos os manuscritos do Mar Morto e a maquete que representa a Cidade de Jerusalém nos tempos de Jesus. Passagem panorâmica pela Universidade Hebraica de Jerusalém até chegar ao Museu do Holocausto (Memorial Yad Vashem). Em seguida, viagem até Ein Kerem para visitar os Santuários da Visitação de Maria, a sua Prima Isabel e São João Batista. À tarde, viagem para Belém com visita à Igre-

2 de Maio (quinta-feira) – Jerusalém – Jordânia Após o almoço, deixamos Jerusalém e partimos para a fronteira de Sheik Hussein, onde faremos a travessia para a Jordânia; Veremos a beleza da cidade de Jerash, parte da Decápole; Visitamos o Museu Amman; Acomodações e jantar no Al Madina ou Rokina em Amman; 3 de Maio (sexta-feira) – Belezas da Jordânia Começamos o dia no Monte Nebo, onde Moisés viu pela primeira vez a Terra Prometida; vamos ao Monastério de Madaba, onde veremos o mapa, feito de mosaico, mais velho da Terra Santa, datado do século XI; veremos as Maravilhas de Macherus, uma Fortaleza construída por Herodes o Grande, onde João Batista foi aprisionado; Ida à Petra; Acomodações e Jantar no Petra Panorama. 4 de Maio (sábado) – Petra Começamos o dia com uma caminhada ao amanhecer por um desfiladeiro até a “cidade da cor de rosas” de Petra – descava em pedras vermelho-rosa por Nabateus, há 2.500 anos atrás. Definida como um ponto de referência para o comércio de seda e temperos, Petra foi conquistada no 1º século pelos Romanos e no 7º século pelos Muçulmanos. A cidade ficou “per-

dida” por mais de um milênio e foi redescoberta em 1812. Nós veremos os magníficos monumentos, incluindo templos, monastérios, tesouros e tumbas; Opcional: passeio a cavalo gratuito; Observatório sobre a Tumba de Arão; Acomodações e Jantar no City Tower Aqaba (Mar Vermelho) 5 de Maio (domingo) – Aqaba-Eilat Manhã livre em Aqaba; transferência para a fronteira de Aqaba; visitamos o Eilat Underwater Observatory; acomodações e jantar no Leonardo Plaza Eilat. 6 de Maio (segunda-feira) – Mar Morto Saímos de Eilat e seguimos para o Mar Morto, onde poderemos nos banhar nas águas salgadas do ponto mais baixo da terra e adquirir os sais rejuvenescedores do local. Um dia para relaxar. Continuamos viagem até Tiberíades. Acomodações e Jantar em Leonardo Tiberíades. 7 de Maio (terça-feira) – Galileia Após o café da manhã no hotel, saída até o Monte das Bem-Aventuranças, cenário do Sermão da Montanha. Visita a Tabgha, lugar da multiplicação dos Pães e dos Peixes e em seguida visita a famosa Cafarnaum com sua antiga Sinagoga e Casa de São Pedro. À tarde, visitaremos Cana da Galileia até Nazaré para uma emocionante visita à Basílica da Anunciação e a Carpintaria de José. Acomodações e Jantar em Leonardo Tiberíades.

8 de Maio (quarta-feira) – Vale do Jordão | Safed | Monte Tabor Após o café da manhã no hotel, saída até o Monte Tabor para visitar a Basílica da Transfiguração. Seguiremos para Yardenit, lugar tradicional de batismo no Rio Jordão. À tarde continuaremos até Safed para visitar suas encantadoras ruelas e suas sinagogas. Safed é a cidade da Cabala, vertente mística do judaísmo. Acomodações e Jantar em Leonardo Tiberíades. 9 de maio (quinta-feira) – Acre | Haifa | Cesareia | Tel Aviv Após o café da manhã no hotel, saída até a cidade de Acre para visitar a antiga Fortaleza dos Cruzados e em seguida, viagem até Haifa para visitar o monastério Carmelita de Stella Maris e do Monte Carmelo ter uma vista panorâmica da baía de Haifa e dos Jardins Baha’i. Saída até Cesareia para visitar o Teatro Romano e a Fortaleza dos Cruzados. Viagem até Tel Aviv pela costa mediterrânea para uma breve visita de Jaffa e Tel Aviv. Hospedagem e Jantar em Leonardo Beach Tel Aviv. 10 de Maio (sexta-feira) – Transfer para Aeroporto Café da manhã no hotel. Hotel disponível até às 11h. Em horário determinado, haverá o traslado para o aeroporto e fim dos serviços.


10

Viva Bem

JORNALZEN

elianamattos@uol.com.br

ra uma pequena aranha que se alojou num dos vasos do meu quintal. Avisei Simone, que me ajuda aqui em casa, que não queria que a matasse. Que tomasse cuidado quando fosse molhar o vaso. E assim os dias foram se passando, até que viajei antes do Natal e fiquei uns dez dias fora. Ao voltar, fui molhar as plantas e me lembrei da aranhazinha. Mas ela não estava mais no vaso. Perguntei pra Simone, que nessa altura devia ter certeza da minha insanidade mental e a mesma não sabia o que tinha acontecido. Alguns dias depois, eis que vejo entre os varais e um enorme vaso de folhagem uma grande teia e lá estava a aranha, só que bem maior e diria que até meio assustadora. Com certeza, não é meu bichinho predileto, fiquem tranquilas! Ela agora tem longas pernas beges e uma enorme “barriga”

FORNO & FOGÃO - Especial Gelatina Gelativa refrescante

BATE-PAPO

E

FEVEREIRO/2019

prateada. Ao pesquisar, descubro que se trata de uma inofensiva aranha doméstica, de nome “aranha-de-prata”. Mas o que tem me chamado a atenção é que meu quintal à tarde, deve chegar a uma temperatura de uns 40 graus. O sol incide diretamente sobre a aranha. Como não “cozinha” nesse sol tão quente? Outro dia, deu um temporal que derrubou várias árvores aqui em Indaiatuba. Mas ela continuou firme, parecendo uma estrela naquela teia transparente. Dia e noite a observo e não a vejo sair de seu lugar. De vez em quando, algum inseto menor fica preso à teia e provavelmente ela o devora longe dos meus olhos. Tenho me perdido em pensamentos... Nós não teremos chances neste planeta quando vier o caos. Quando as temperaturas subirem ou descerem drasticamente. Quando vierem chuvas torrenciais e ventos fortíssimos. Mas esses pequenos seres com certeza continuarão habitando a Terra. E o Homem ainda se julga forte.

Ingredientes: • 1 caixinha de gelatina sabor morango ou de sua preferência • 1 xícara (chá) de suco de laranja • ½ xícara (chá) de maça sem casca, picada em cubinhos bem pequenos • ½ xícara (chá) de laranja cortada em cubinhos

Modo de fazer: Prepare a gelatina conforma as instruções da embalagem, substituindo a água fria pelo suco de laranja. Misture numa tigela a maçã e a laranja. Despeje a gelatina sobre elas e leve à geladeira para endurecer.

Doce de gelatina do, sem parar de mexer, até obter um creme. Retire do fogo e deixe esfriar. Prepare a gelatina conforme as instruções da emba-lagem e reserve. Bata as claras em neve bem firmes e junte-as delicadamente à gelatina fria. Misture bem. Despeje o creme num pirex e alise com uma espátula. Espalhe sobre ele a gelatina e leve à geladeira por uma hora, mais ou menos).

Ingredientes: • 1 lata de leite condensado • a mesma medida de leite • 1 caixinha de gelatina de framboesa • 2 ovos Modo de fazer: Numa panela coloque o leite condensado, as gemas e o leite. Misture bem e leve ao fogo bran-

Gelatina com purê de morango Ingredientes: • 1 caixinha de gelatina sabor morango • ¾ xícara (chá) de água fervente • 1 xícara (chá) de água gelada • 2 xícaras (chá) de morangos amassados

Modo de fazer: Dissolva a gelatina na água fervente e misture a água gelada até dissolver. Leve à geladeira até endurecer um pouco. Retire da geladeira e misture bem o morango amassado. Distribua em taças individuais e deixe endurecer.

DICAS PARA QUEM GOSTA DE ALHO CORREÇÃO Na edição anterior, a receita de bolo de maçã e canela sem açúcar está errada na quantidade de ovos. Não são 13 e, sim, 3 ovos. Obrigada à leitora que viu o erro e nos avisou.

Eu, particularmente, detesto alho. Para quem gosta, saiba que, para preservar os ingredientes ativos e o seu sabor, a dica é não deixá-lo ferver muito tempo. Esprema-o nos alimentos alguns minutos antes de servir. Também fica ótimo (para quem gosta...) se você esfregar um dente espremido no fundo da saladeira, antes de colocar as hortaliças. Os pedacinhos misturam-se à salada. E saiba que, graças ao sabor tão marcante, o alho é ótimo substituto do sal e da gordura.


JORNALZEN

FEVEREIRO/2019

Marcelo Sguassábia Arquimedes e Isac – versões estúpidas ARQUIMEDES Pressentindo uma certa catinga de sovaco – consequência de suas intermináveis andanças sob o sol ardente de Atenas, Arquimedes recolheu-se à sua casa para um banho relaxante, em sua banheira de mármore de Carrara. Antes que estivesse submersa sua volumosa barba, a água morna já entornava pelas beiradas para ensopar o piso. Então veio a iluminação, que depois virou princípio: “Todo corpo mergulhado num fluido, e cujo fluido transborda, é sinal que quem transborda na verdade é a gordura desse corpo, que precisa ser eliminada ou diminuída para que venha a caber no recipiente – seja ele bacia, banheira, ofurô ou mesmo piscinas, em casos extremos”. O princípio não se aplica se, e somente se, ao invés do corpo ser mergulhado em fluido, este mesmo fluido venha a recobrir o corpo previamente instalado no recipiente. Desta forma, observa-se que a água, conforme enche o recipiente, vai envolvendo o corpo sem risco de transbordamento, a menos que se esqueça a torneira aberta. O agudo senso investigativo do matemático estabeleceu também que o fenômeno é rigorosamente o mesmo independente da temperatura da água, e se esta é ou não tratada com cloro e flúor ou contenha sais de banho. Uma vez observada e compro-

vada na prática, a descoberta encheu o sábio grego de orgulho, que pôs-se a gritar “Eureka!” por toda Atenas e arredores. Tamanho foi o esforço e o consequente gasto calórico produzido pela corrida que Arquimedes pôde mais uma vez constatar a validade do seu achado, já que a banheira não derramou água após a perda de peso do banhista com a maratona comemorativa. ISAC A letargia pós-refeição, que começou com uma porçãozinha de azeitonas e terminou com um licor de café, levou Newton à frondosa macieira. A queda de uma maçã em sua cabeça foi o estopim para o estalo genial: o despertador concebido para as sestas vespertinas. Havia, porém, um obstáculo sério a ser contornado. Nem sempre a maçã prestes a despencar estaria na direção da moleira do dorminhoco, o que comprometeria a eficácia do invento. Foi quando o engenhoso Isac imaginou um funil de zinco envolvendo toda a copa da árvore e desembocando na cabeça do indivíduo recostado ao tronco. Mas nem tudo estava resolvido, já que o despertador só funcionaria em época de maçãs maduras. Ou seja, o sujeito não conseguiria despertar nos períodos de entressafra da fruta. Dessa vez, o desafio foi maior que o talento de Isac. Morreu pensando em um jeito de resolver a questão a contento. Marcelo Sguassábia é redator publicitário

11


12

JORNALZEN

100 ANOS DE PADRE HAROLDO O padre Haroldo Rahm (foto) comemora no dia 22 de fevereiro seu centésimo aniversário. A data será celebrada com uma missa, às 19h, na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora (Liceu Salesiano), em Campinas. No dia seguinte será promovido um almoço com renda revertida para as obras assistenciais do Instituto Padre Haroldo (IPH). Harold Joseph Rahm deixou a vida e a família nos Estados Unidos para viver uma missão religiosa no Brasil. No ano passado, o instituto criado por ele para recuperar dependentes químicos em Campinas completou 40 anos de existência. A entidade é reconhecida internacionalmente e já transformou a vida de cerca de 80 mil pessoas. Ele chegou no Brasil na década de 60, fundou diversas obras, ministrou dezenas de cursos, recebeu diversos prêmios e tem mais de 20 livros publicados. Naturalizou-se brasileiro em 1986 e fundou diversas obras aliando-se a outros religiosos. Em 1978, fundou a entidade filantrópica Associação Promocional Oração e Trabalho (Apot), que em 2009 foi rebatizada com seu nome pela diretoria. Recentemente, o IPH recebeu, pelo segundo ano consecutivo,

DIVULGAÇÃO

o prêmio como uma das cem melhores ONGs do Brasil, promovido pelo Instituto Doar, Rede Filantropia e o Mundo que Queremos, em parceria com a Faculdade Getúlio Vargas. Segundo amigos e colegas de trabalho, hoje, apesar da saúde debilitada pelo quase centenário, o padre ostenta muita lucidez. Por conta dos reflexos físicos da idade, no entanto, o missionário precisou se recolher e afastar das atividades do IPH, que atua no tratamento, acolhimento, prevenção e inclusão. Padre Haroldo foi colaborador do JORNALZEN, do qual foi colunista até dezembro de 2018.

FEVEREIRO/2019

Profile for JORNALZEN

Jornalzen Fevereiro 2019  

Jornalzen Fevereiro 2019  

Advertisement