Page 1

guiadepercursospedestresebtt2010

Esta revista é suplemento integrante da edição nº 3819 de 28 de Maio de 2010 do semanário REGIÃO DE LEIRIA. Não pode ser vendida separadamente.


2

|

guiadepercursospedestresebtt

Índice Tipologia de percursos .......................................................................................4 Percursos para toda a família .......................................................................... 6 Percursos para os mais aventureiros ................................................................. 17 Percursos gastronómicos ................................................................................. 26 Percursos Natura ............................................................................................. 34 Percursos à beira mar ...................................................................................... 46 Percursos com história .................................................................................... 54 Percursos para a fotografia ............................................................................... 65 Percursos com escalada .................................................................................. 76 Percursos com direito a banho ......................................................................... 78 Percursos com BTT ....................................................................................... 86 Conselhos essenciais para quem quer praticar BTT .......................................... 106 Vá caminhar... lá fora ..................................................................................... 108 Geocaching: em busca do tesouro escondido ................................................. 116 Ganhe balanço e experimente outros desportos ............................................... 120 Pronto dos pés à cabeça ............................................................................... 122 Sinalética ...................................................................................................... 124 Caminhadas pela internet ............................................................................... 125 Cuidados e conselhos ................................................................................... 126 Contactos ..................................................................................................... 128

Ficha técnica Director ............................ Francisco Rebelo dos Santos Director Executivo.............. João Carreira Fotografia ......................... Arquivo, Joaquim Dâmaso, Sandra Costa e Sérgio Claro Foto da capa .................... Sandra Costa - CML (Mata da Curvachia) Direcção Comercial ........... Alda Moreira Publicidade ....................... Alda Moreira, joão Agrela, Luís Vieira e Sandra Nicolau Paginação ........................ Semanário REGIÃO DE LEIRIA Infografias ......................... Catarina Ferreira Impressão ......................... Sogapal Tiragem ............................ 18.000 exemplares Esta revista é suplemento integrante da edição nº 3819 de 28 de Maio de 2010 do semanário REGIÃO DE LEIRIA. Não pode ser vendida separadamente.


guiadepercursospedestresebtt | 3

Conheça a região como nunca Quando é que foi pela última vez à Fórnea? E a Pedrógão Grande? Recorda-se da vista do Sítio da Nazaré? Está na altura de revisitar locais onde já esteve, conhecer novas paisagens e combater o stress que tem acumulado nos últimos dias. Junte a família, os amigos ou parta sozinho à descoberta por praias, ribeiras, serras, planícies, campos agrícolas, cidades ou aldeias isoladas. Num contacto próximo com a natureza, dos animais às árvores e plantas, descubra o que a região tem de melhor e singular. Aprofunde o seu conhecimento histórico e patrimonial. Nesta edição de bolso, apresentamos mais

de oitenta sugestões de percursos pedestres e de btt, para diferentes épocas do ano, com diferentes níveis de dificuldade. Deixamos ainda outras sugestões para experimentar novas aventuras: parapente, escalada, kitesurf, remo e canoagem e geocaching. O jogo, com dimensões mundiais, está a ganhar cada vez mais adeptos, em busca do tesouro perdido, com uma pitada de tecnologia à mistura. Conheça a região pelo seu próprio pé e percorra estes traçados em segurança. Utilize a máquina fotográfica para registar os momentos que vive e traga apenas fotografias para casa. As flores, pedras, animais e vestígios arqueológicos pertencem ao lugar onde estão.


4

|

guiadepercursospedestresebtt

Para que não se perca, conheça os sinais Partida / Chegada

Zona de floresta

Praia Fluvial

Zona de Pinhal/Matas

Pelourinho

Farol

Praia / Zona de banhos

Jardim

Ponte

Fonte

Rio

Lagoa

Parque de campismo

Serra

Parque de merendas

Aqueduto

Canoagem

Campo de futebol

Ruínas

Capela/Igreja

Grutas/minas

Castelo

Monumentos

Miradouro

Pegadas de dinossauros

Restauração

Escalada

Grau de dificuldade: fácil, médio, difícil e muito difícil

Tipologia de percursos

rcursos para par Percursos toda a família

Percursos com escalada

ursos para os Percursos mais aventureiros

rcursos para pa Percursos a fotografia

Percursos gastronómicos

P Percursos Natura

co Percursos com direito a banho

Percursos à beira mar

Percursos de btt

P Percursos com história

Percursos no estrangeiro


Percursos para toda a famĂ­lia


guiadepercursospedestresebtt | 7

No Trilho do Açude dos Rodrigues | Pedrógão Grande

O trilho do Açude dos Rodrigues é um u percurso que só pode ser efectuado t a pé. Local aprazível onde podem p ser apreciadas duas pontes, t o Açude do Rodrigues e a Ribeira b de Pera. A ponte mais antiga, construída de pedra, é actualmente um acesso pedonal, enquanto a mais moderna integra a antiga EN350 que liga Pedrógão Grande a Figueiró dos Vinhos. Pedrógão Grande foi das primeiras vilas portuguesas a possuir energia eléctrica em 1918, graças à mini-hidrica instalada numa antiga fábrica de lanifícios e alimentada pelo açude.

Ribeira de Pera Açude dos Rodrigues

Ribeira dos Frades

Antiga Fábrica de Lanificíos

Pedrógão Grande

Grau de dificuldade

Distância 3 km Duração 1 hora Partida Açude dos Rodrigues Chegada Açude dos Rodrigues Época aconselhada Primavera e Verão Grau de dificuldade Fácil Concelho Pedrógão Grande Como chegar Na antiga estrada nacional 350, que liga Pedrógão Grande a Figueiró dos Vinhos, siga as indicações até ao Açude dos Rodrigues. Nota: O percurso não está sinalizado


8

|

guiadepercursospedestresebtt

Corredoura | Porto de Mós

Corredoura

Cabeço Grande Portela da Ribeira de Cima

Serra da Pevide

Figueiredo

Situado a Norte da Serra de Aire e Candeeiros, o percurso desenvolvese ao longo da antiga linha de caminho de ferro que fazia o transporte de carvão das minas da Bezerra para Porto de Mós. As minas estão fechadas e não se aconselha a visita ao local. Numa segunda parte do percurso, abandona-se a linha de caminho de ferro e os terrenos agrícolas dão lugar a um manto verde com olival e pomares de fruta. No topo Norte da Serra, junto aos moinhos, existe um parque de merendas, onde pode descansar e aproveitar para repor energias antes do trajecto final. Grau de dificuldade

Vale da Fonte Vale Figueirinhas Fonte do Vale Campo de Futebol da Bezerra

Distância 13 km Duração 6 horas Partida Campo de futebol da Bezerra Chegada Campo de futebol da Bezerra Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Porto de Mós Como chegar Parta de Porto de Mós, pela EN362, até Serro Ventoso. Siga à direita para Bezerra.

C


guiadepercursospedestresebtt | 9

Rota dos Coentrais | Castanheira de Pera

Coentral Grande

Coentral da Cruz Coentral do Fojo Porto

Ponte da Pedra

Sede de freguesia, Coentral C é uma das aldeias a da Serra da Lousã. L Através dos antigos a caminhos de d acesso aos terrenos de cultivo e de ligação, a Rota dos Coentrais liga o Coentral Grande ao Coentral das Barreiras e ao Coentral de Fojo. Um excelente percurso pela natureza com paisagens únicas na região. Grau de dificuldade

Distância 4,3km Duração 2h30 Partida Coentral Grande Chegada Coentral Grande Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Castanheira de Pera Como chegar Saia do IC8, em Figueiró dos Vinhos, tomando a direcção de Castanheira de Pera, pela EN 236-1. Percorra cerca de vinte quilómetros na mesma via, até chegar a Coentral Grande.


10

|

guiadepercursospedestresebtt

Na senda da Ribeira de Pera | Pedrógão Grande

Mosteiro

Praia Fluvial

A Ribeira de Pera é um tributário directo d do rio Zêzere. Corre no sentido d Norte-Sul em vales relativamente estreitos, e atravessando dois concelhos, l primeiro o de Castanheira de Pera P e, por fim, o de Pedrógão Grande, d desaguando no Zêzere, a jusante da barragem do Cabril e a montante da barragem da Bouçã. Saia para a localidade do Rabigordo, por um caminho agrícola asfaltado e encontre um parque de merendas para poder fazer uma pausa e ouvir os sons da natureza. Já em caminho de terra batida, siga para Gravito, uma pequena aldeia esquecida no tempo, onde está uma nora na margem direita da Ribeira, e da qual actualmente apenas se consegue visualizar a base onde assentava.

Alagoas Rabigordo

ra Pe de beira i R

Grau de dificuldade

Ponte do o IC8

Gravito

Distância 7 km Duração 3 horas Partida Praia Fluvial do Mosteiro Chegada Praia Fluvial do Mosteiro Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Pedrógão Grande Como chegar Deixe o IC8, na saída “Praia Fluvial do Mosteiro”.


guiadepercursospedestresebtt | 11

Arco da Memória | Porto de Mós

Cabeço do Gordo

Arrabal

Arco da Memória

Lagoa Pequena

O caminho desenvolve-se em redor da população do Arrimal. A Lagoa Pequena e a Lagoa Grande são as formas naturais de armazenamento das águas pluviais. Tradicionalmente, utilizadas pelas populações das localidades vizinhas, para bebedouros de gado, rega e usos domésticos, são pequenos oásis em plena serra. Os moinhos, na sua maioria abandonados, criam representações paisagísticas únicas. Destaque ainda para o Arco da Memória, mandado construir por D. Afonso Henriques para os monges Bernardos, aos quais doaria todas as terras até ao mar, que se avistassem daquele local. É um ponto de referência para a população e na paisagem serrana.

Parque de Campismo de Arrimal

Grau de dificuldade

Distância 6 km Duração 3 horas Partida Parque de Campismo do Arrimal Chegada Parque de Campismo do Arrimal Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Porto de Mós Como chegar Se vier de Lisboa ou do Porto, saia no IC2, para Porto de Mós. Ao chegar à cidade, siga pela EN362, passando pela Mendiga e Bemposta. Depois siga as indicações para Arrimal.


12

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota dos Pastorinhos | Ourém Azinheira Grande Santuário de Fátima

Via Sacra

Monumento dos Valinhos Casa da Lúcia

Calvário Húngaro

Ir a Fátima não se limita a ir ao Santuário. Há mais para ver e conhecer. A Rota dos Pastorinhos leva-o a conhecer alguns dos monumentos históricos e religiosos da Igreja Católica. O percurso pretende simbolizar o caminho que os três pastorinhos realizavam entre Aljustrel, onde viviam, e a Cova da Iria. Pode visitar a Casa de Lúcia, onde estão alguns objectos pessoais de Lúcia, o Poço do Anjo, onde é possível beber água, a Casa-museu de Aljustrel e, de regresso ao Santuário, nos Valinhos, conhecer a Loca do Anjo e o Calvário Húngaro.

Loca do Anjo

Grau de dificuldade

Distância 5,4 km Duração 1h30 Partida Santuário de Fátima Chegada Calvário Húngaro Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Ourém Como chegar Se viajar através da A1, saia em Fátima e dirija-se para a Rotunda Norte. Saia na primeira saída para a Avenida D. José Alves Correia da Silva.


guiadepercursospedestresebtt | 13

Marginal na Albufeira da Bouçã | Pedrógão Grande

Casal da Francisca Atalaia Cimeira

Barragem da Bouçã

Grau de dificuldade

Este percurso de pequena rota é efectuado e ao longo de um caminho florestal, ao longo do qual é possível v contemplar a Albufeira da Bouçã. ç Pode ser realizado a pé, de bicicleta c ou a cavalo. A zona é destinada d essencialmente à produção de energia eléctrica, mas começa a ser procurada para actividades desportivas e ambientais. A meio do percurso é possível fazer uma pequena pausa no parque de merendas da Bouçã. Esta zona é utilizada como refúgio de pescadores. Ainda neste local existe uma pequena rampa de terra que permite o acesso a embarcações de recreio. Siga para as povoações mais próximas, Atalaia Cimeira e Fundeira e conheça a marginal da Albufeira da Bouçã.

Distância 10 km Duração 4 horas Partida Atalaia Cimeira Chegada Atalaia Cimeira Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Pedrógão Grande Como chegar No sentido Figueiró dos Vinhos – Pedrógão Grande (IC8), saia em “Velada”. Daí até Casal dos Ferreiros são cerca de quatro quilómetros.


14

|

guiadepercursospedestresebtt

Serra da Lua | Porto de Mós Parque de Campismo

Valigolas

Arrimal

Pias Novas

A história conta que no cimo da Serra da Lua existia um único ponto de onde eram observáveis as torres de três igrejas – Serro Ventoso, Mendiga e Monsanto. Em noites de lua cheia, ao colocar no ponto uma estrela de cinco pontas (chamada “cincaimão”), de modo que três delas apontassem para as torres, apareceria um cabrito de ouro. Não há registo de alguém que o tenha conseguido apanhar. Desconhece-se se a história será verdadeira mas esta é uma região rica em gado e campos agrícolas. É ainda um importante território de caça para algumas aves de rapina.

Serra da Lua

Grau de dificuldade

Distância 6 km Duração 3 horas Partida Parque de Campismo do Arrimal Chegada Parque de Campismo do Arrimal Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Porto de Mós Como chegar De Porto de Mós siga pela EN362 até à localidade do Arrimal. São cerca de 17 quilómetros.


16

|

guiadepercursospedestresebtt

Trilho da Lagoa de S. José | Pombal

Vala da Lagoa de S. José Vegetação Mediterrânea

Vegetação Exótica Torre de Vigia

Passadiço Vestígios de Mamíferos

Cogumelos

Fonte de S. José

É um percurso bastante educativo, onde cada estação tem painéis informativos em português e inglês, e que pode ser realizado em família. O percurso na zona envolvente à Lagoa de São José, na freguesia de Carriço, inclui passadiços e várias infraestruturas que contrariam o avançado estado de assoreamento daquele espelho de água, um dos mais importantes aquíferos do país. Na Mata Nacional do Urso pode observar libélulas, camarinhas e sabina-das-praias. Dê um saltinho até à Praia do Osso da Baleia.

Guarda do Juncal Gordo

Grau de dificuldade

Partida Guarda do Juncal Gordo Chegada Guarda do Juncal Gordo Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Pombal Como chegar No sentido Sul/Norte, circule na EN109 até Matos do Carriço (freguesia de Carriço). Vire à direita para a Mata Nacional do Urso e siga a sinalética até à Lagoa de São José.


Percursos para os mais aventureiros


18

|

guiadepercursospedestresebtt

Trilho dos Romanos | Estrada Panorâmica do Cabril | Pedrógão Grande

Albufeira do Cabril

Pedrógão Grande

Sr.ª da Confiança

Forno Romano

Sr.ª dos Milagres Penedo do Granada

Grau de dificuldade

Ponte e Filipina na Pedrógão Pequeno

Percurso panorâmico realizado ao longo de uma estrada empedrada, que permite contactar com valores históricos e naturais, podendo ter um cariz meramente desportivo, dado o acentuado dos declives. A Ponte Filipina do Cabril, classificada como Monumento Nacional, foi edificada junto de outra já em ruínas. Se a atravessar entra no concelho da Sertã (Castelo Branco), sempre a subir vai de encontro a Pedrógão Pequeno, aldeia pertencente à Rede das Aldeias do Xisto do Pinhal Interior. Antes do chegar ao final do percurso, aproveite para visitar o Penedo do Granada, onde consta que Luís Vaz de Camões escrever o poema “Pomar Venturoso”.

Distância 3 km Duração 3 horas Partida Capela N.ª Sr.ª dos Milagres Chegada – Ponte Filipina do Cabril ou Capela N.ª Sr.ª dos Milagres Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Difícil Concelho Pedrógão Grande Como chegar No IC8, saia em Pedrógão Grande e vá até à Barragem do Cabril, onde começa o percurso.


guiadepercursospedestresebtt | 19

Vale de Ventos | Alcobaça Casal de Vale de Ventos

Serra dos Candeeiros

Casa de Abrigo Vale dos Ventos

O circuito desenvolve-se pela cumeada da Serra dos Candeeiros, próximo da povoação de Casal de Vale de Ventos. O pedestrianista tem a possibilidade de observar a costa litoral, ao longo do traçado, nos dias límpidos de Primavera e Verão. Aconselha-se um calçado prático e confortável, já que atravessa caminhos de pé, carreteiros e troços alcatroados. As antigas casas dos Guardas Florestais foram cedidas ao Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros em 1987 e posteriormente recuperadas para utilização como Casa Abrigo. As casas podem ser alugadas mediante marcação prévia. Um óptimo local para um fim de semana.

Grau de dificuldade

Distância 3km Duração 1h30 Partida Casa de Abrigo de Vale de Ventos Chegada Casa de Abrigo de Vale de Ventos Época aconselhada Primavera e Verão Grau de dificuldade Fácil Concelho Alcobaça Como chegar Utilize a EN362, entre Porto de Mós e Alcanede, até à Mendiga. Vire em direcção a Arrimal. Alguns quilómetros mais à frente fica Casal de Vale de Ventos


20

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota dos Povoados | Ansião

Ponte de Cal Loja dos Produtos da Sicó

Albarrol

A Ponte de Cal é o ponto de partida para um percurso que une várias aldeias tradicionais do concelho. Com algumas zonas de subida íngreme, sobretudo na primeira metade, até à Serra do Anjo da Guarda, depois o percurso tornase mais acessível, passando muito próximo da fronteira com o concelho de Alvaiázere. Os últimos seis quilómetros são feitos junto ao leito do rio Nabão, em direcção à nascente.

Casais Maduros Pessegueiro

Grau de dificuldade

Casal Novo

Distancia – 20 km Partida – Ponte de Cal, Ansião Chegada – Ponte de Cal, Ansião Época aconselhada – Todo o ano Grau de dificuldade – Médio Concelho – Ansião Como chegar – O melhor caminho para chegar a Ansião, é através do IC8. À entrada da vila, sobre o rio Nabão, fica o ponto de partida, a Ponte de Cal, lançada em dois arcos plenos, cuja construção remonta provavelmente ao século XVII.


guiadepercursospedestresebtt | 21

Serra Galega | Porto de Mós Valicova

Vale da Ribeira de Baixo

Casais dos Vales

Serra Galega

Pragosa

Na Serra que dá nome ao percurso, pode observarse a Costa de Alvados e a Fórnea, numa estrutura com cerca de 500 metros de diâmetro e 250 metro de altura, em forma de anfiteatro. Ainda no cimo da Serra Galega existem pequenos tufos de tomilho, pimenteira e pólio. Outros pontos de interesse são as lapas – reentrâncias naturais de desenvolvimento horizontal nas rochas - e os Olhos d’Água da Valicova, uma exsurgência onde as águas do bloco calcário voltam à superfície.

Cerradas de Alcaria

Grau de dificuldade

Distância 11 km Duração 5 horas Partida Parque de Merendas, Valicova Chegada Parque de Merendas, Valicova Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Porto de Mós Como chegar À saída de Porto de Mós, em direcção a Alqueidão da Serra, vai encontrar um parque de merendas, pouco depois de São João Batista. É o ponto de partida, virado para o vale que se encontra à direita.


22

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota dos Neveiros | Castanheira de Pera O percurso histórico permite recordar o caminho que os antepassados faziam para ir recolher a neve dos poços, quando se deslocavam do Coentral para Santo António da Neve. Conheça o Paço da Antiga Fábrica Real da Neve. A inclinação do trilho obriga a um cuidado reforçado nos períodos de chuva ou maior humidade. No Verão atenção especial ao calor em excesso.

Sto. António da Neve

Grau de dificuldade

Selada das Casas

Coentral Grande

Coentral da Cruz

Distância 2,8 km Duração 2 horas Partida Coentral da Cruz Chegada S. António da Neve Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Difícil Concelho Castanheira de Pera Como chegar Saia do IC8, em Figueiró dos Vinhos, e tome a direcção de Castanheira de Pera, pela EN 236-1. Percorra cerca de vinte quilómetros na mesma estrada, até chegar a Coentral Grande.


Azelhas guiadepercursospedestresebtt | 23

São Bento | Porto de Mós

Casal das Correias

Serra de S. Bento Casal Velho

Grau de dificuldade

João Malhão

Algar da Bajanca

É um percurso linear, no sentido Sul/ Norte, que pode ser desdobrado em três alternativas, com diferentes extensões, todas com acesso à estrada de São Bento. Com uma grande diversidade geomorfológica, os algares são um dos pontos de interesse do traçado. Trata-se de cavidades de desenvolvimento vertical, com 50 metros de profundidade, onde existem várias espécies de fauna típica da região. Os trilhos entre os “chousos” (muros de pedra solta) tornam o risco de se perder fácil, pelo que siga com atenção as marcas vermelhas e amarelas do traçado.

Cabeço das Pombas

Distância 12km Duração 6 horas Partida Cabeço das Pombas Chegada Casal das Correias Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Porto de Mós Como chegar Utilize a EN361, a partir de Alcanede até Amiais de Cima. Siga pela estrada em direcção a Porto de Mós, passado por Cortical e Fontainhas e Cabeço das Pombas. Se vier de Porto de Mós, use a EN362, passando por Serro Ventoso e São Bento.


24

|

guiadepercursospedestresebtt

Rotas da Pedra | Ourém

Alto da Lagoa

Poço Saudo Bairro

Campo de d Futebol F t

É um trilho difícil de executar e bastante acidentado. O percurso em volta do Monumento Nacional das Pegadas do Dinossauros ocupa uma parte significativa do caminho. O legado data de há 175 milhões de anos, no período Jurássico Médio e constitui um dos registos mais antigos de que há conhecimento. Depois desce-se até à localidade do Bairro e às zonas verdes circundantes. O traçado realiza-se na maioria das ocasiões em caminhos de pedra.

Pegadas de Dinossauros

Grau de dificuldade

Distância 8 km Duração 2h30 Partida Monumento das pegadas dos dinossauros Chegada Monumento das pegadas dos dinossauros Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Difícil Concelho Ourém Como chegar A partir de Fátima, utilize a EN360 para Minde. Antes de chegar à Pederneira, vire para Casal do Farto e Bairro.


Percursos gastron贸micos


guiadepercursospedestresebtt | 27

Lapa dos Pocilgões | Porto de Mós

Lapa dos Pocilgões Vale do Casal Botão

Cabeça das Pombas

Grau de dificuldade

A rota tem início junto ao café de Cabeço das Pombas. Segue-se para um lagar de azeite, que representa aquela que foi a actividade económica da população serrana. Logo a seguir, vira à esquerda por um trilho que o levará alternadamente por paisagens modeladas pela natureza. Lapa é um termo popular para designar aberturas à superfície que comunicam com cavidades de desenvolvimento horizontal. São fenómenos típicos do calcário e muitas delas eram usadas pelo homem como abrigo e local de sepultura dos mortos. Hoje em dia, desaconselha-se o acesso ao interior da Lapa dos Pocilgões por questões ambientais e de segurança.

Distância 3 km Duração 1h30 Partida Vale do Casal Botão Chegada Vale do Casal Botão Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Porto de Mós Como chegar Utilize a EN361, a partir de Alcanede até Amiais de Cima. Siga pela estrada em direcção a Porto de Mós, passado por Cortical e Fontainhas e Cabeço das Pombas. Se vier de Porto de Mós, use a EN362, passando por Serro Ventoso e São Bento.


28

|

guiadepercursospedestresebtt

À descoberta da Costa Norte – Peniche Cerro do Cão Ponta do Torvão

Portinho da Areia do Nome

Revelim dos Remédios

Cruz dos remédios

Varanda de Pilatos Farol Cabo Carvoeiro

Cabo Carvoeiro A península de Peniche concentra um património geológico raro em Portugal. Da Nau dos Corvos ao Portinho da Areia do Norte, passando pela Cruz dos Remédios, o Cerro do Cão, o miradouro de Frei Rodrigo ou a Ponta do Trovão, todo o percurso é feito na linha da costa, com vista para as Berlengas. Fica um alerta aos pedestrianistas e visitantes, para não recolhem fósseis ou materiais geológicos. Aproveite o passeio para provar a famosa caldeirada de peixe.

Grau de dificuldade

Distância 4 km Duração 3h30 Partida Cabo Carvoeiro Chegada Portinho da Areia do Norte Época aconselhada Primavera Grau de dificuldade Médio Concelho Peniche Como chegar A partir da A8, saia para Peniche pelo IP6. Percorra toda a via e saia na segunda saída para a Estrada Marginal Norte. Continue até ao Forte de Peniche.


guiadepercursospedestresebtt | 29

Mata do Cerejal | Batalha

Capela N. S. dos Emigrantes

A área que dá nome ao percurso é uma das zonas mais bonitas do concelho da Batalha. Inserida na Rede Natura 2000, possui árvores de grande porte, algumas com dezenas de anos. As comunidades florestais de copa cerrada, a entrada da Mina de Carvão das Barrogeiras, que já está inactiva, e os Polvarinhos são outros pontos de interesse. Conheça ainda o marco representativo de uma lenda local sobre a “Arca de Noé” que, segundo a história, terá encalhado neste local. Aproveite para saborear as especialidades gastronómicas da região: morcela de arroz, bacalhau com migas, cabidela à serrana. Grau de dificuldade

Arca de Noé

Boca da Mina de Carvão das Alcanadas

Fontainha

Capela de São Mateus

Rede Natur 2000

Polvarinho Mata do Cerejal

Distância 6 km Duração 2h20 Partida Capela de S. Mateus Chegada Capela de S. Mateus Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Batalha Como chegar Saindo da Batalha, em direcção a Fátima, pela EN356, até à subestação do Celeiro. Corte à direita em direcção a Alcanadas. No centro da localidade encontra a Capela de s. Mateus.


30

|

guiadepercursospedestresebtt

O caminho da Roliça | Bombarral 1.ª Posição Francesa

Roliça

Largo D. Maria I

LG Heroes de França

Columbeira

2.ª Posição Francesa

Túmulo Tenente-coronel Lake

Grau de dificuldade

Um percurso histórico transporta-nos para o século XIX, aquando das invasões francesas. Na Roliça, a 17 de Agosto de 1808 travou-se a Batalha contra as tropas francesas, na qual o exército anglo-luso, comandado pelo General Wellesley, futuro Duque de Wellington, se sagrou vencedor. Esta é uma região agrícola bastante fértil, onde a produção vitivinícola adquire uma simbologia especial. Aproveite para conhecer alguns dos melhores vinhos da região. A produção de Pêra Rocha ocupa também um peso significativo na economia do concelho. Na região, existem casas senhoriais e pequenos palacetes dos grandes produtores agrícolas.

Distância 11,5 km / 6,9km Duração 3 horas / 2 horas Partida Roliça Chegada Roliça Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Bombarral Como chegar O trajecto mais fácil é ir pela A8, seguir pela saída 13, em direcção a São Mamede. Apanhe a EN8 até à Roliça.


guiadepercursospedestresebtt | 31

Rota do Condado | Ansião

Trás de Figueiró Outeiro

Grau de dificuldade

Torre de Vale de Todos

Melriça Lagoa Parada

Solar dos Condes de Castelo Melhor

Rio Torto Constantina

Ponte de Cal

Decorre a norte da vila de Ansião até Torre de Vale de Todos, passando por Alvorge e Santiago da Guarda. Atravessa uma das zonas de excelência de produção do queijo Rabaçal, pelo que os rebanhos e as actividades agrícolas são uma presença constante. Faça um pequeno desvio para visitar o Solar dos Condes de Castelo Melhor, onde pode conhecer alguns dos vestígios de uma villa romana.

Distância 30 km Partida Ponte de Cal, Ansião Chegada Ponte de Cal, Ansião Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Difícil Concelho Ansião Como chegar Circule pelo IC8 até Ansião. À entrada da vila, sobre o rio Nabão, fica o ponto de partida, a Ponte de Cal.


32

|

guiadepercursospedestresebtt

Rotas das Ribeiras | Ourém Cumieira

Ladeira

Pombalinho

Ponte de Seiça

Vale Rico

A gastronomia saborosa e variada da freguesia quase que permite esquecer o percurso pedestre e tomar outro rumo. Dos enchidos à doçaria, passando pelas merendeiras, que podem ser salgadas, com cebola e sardinhas, ou doces com açúcar, azeite e canela, sem esquecer as mexudas (feitas com farinha de milho, couve, feijão, abóbora e acompanhadas com petinga grelhada), a broa e o vinho. Enquanto isso, parta da Igreja de Seiça, observe a ribeira e dê ainda uma olhadela a Covas da Raposa, na Cumieira.

Seiça

Grau de dificuldade

Distância 8 km Duração 2 horas Partida Igreja de Seiça Chegada Igreja de Seiça Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Ourém Como chegar A partir de Ourém, siga pela EN113 até Alcaidaria. Depois vire à esquerda para a EN113-1 até Seiça.


Percursos Natura


guiadepercursospedestresebtt | 35

No Cabeço das Mós, procurando o mouro do Cabril | Pedrógão Grande Finanças Fonte dos Namorados

Jardim da Devesa

Albufeira do Cabril

GNR

Este trilho tem por objectivo contemplar o vale do rio Zêzere, a sua formação geológica e a albufeira do Cabril. Ao longo desta caminhada, destaque para o monumento natural, conhecido no concelho por Penedo Rachado. Trata-se de uma rocha granítica, com uma dimensão considerável. Ao fundo, no vale, avista o rio e o lago artificial criado com a construção da barragem do Cabril. Tempo ainda para observar a Ponte Filipina. No regresso à vila, passe pelo posto da GNR, a Casa Museu Comendador Manuel Nunes Corrêa e regresse ao Jardim da Devesa.

Grau de dificuldade

Distância 5 km Duração 2 horas Partida Jardim da Devesa Chegada Jardim da Devesa Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Pedrógão Grande Como chegar No IC8, sentido Ansião – Sertã, saia em Pedrógão Grande, atravesse a Zona Industrial, pela Avenida 25 de Abril, e depois da rotunda, siga pela segunda saída. Pare junto à Câmara Municipal.


36

|

guiadepercursospedestresebtt

Mata da Curvachia | Leiria

Vale das Chitas

Vale da Curvachia

Curvachia

Famalicão

Abadia

Grau de dificuldade

Fortes

A Mata da Curvachia é um património natural do concelho de Leiria, único e quase desconhecido, composto por um valioso carvalhal, com um elevado interesse natural e cultural. O percurso começa no Vale das Chitas, em Padrão (Pousos), ladeado por campos de culturas: vinhas, olivais, árvores de fruto, legumes e cereais. Os muros, os socalcos tradicionais e os instrumentos de captação de água antigos (Cegonha ou Picota) indiciam uma actividade agrícola ainda intensa. Entramos depois num denso bosque, cuja frescura da sombra é acentuada pela ribeira da Curvachia. Distância 9,5 km Duração 3h30 Partida Padrão, Pousos Chegada Padrão, Pousos Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Leiria Como chegar Em Leiria, siga pela EN113, em direcção a Fátima. O ponto de partida é no Vale das Chitas, em Padrão, Pousos.


guiadepercursospedestresebtt | 37

Parque cinegético | Óbidos

Óbidos

Óbidos

Grau de dificuldade

Uma vista privilegiada para a Várzea da Rainha, a partir da encosta Oeste da vila de Óbidos. O trajecto faz a ligação entre a Igreja de São João de Mocharro, a Porta da Talhada e o Postigo do Jogo da Bola. Faz ainda a ligação ao Parque da vila, com circuito de manutenção. Em determinadas épocas do ano, é possível observar raposas, javalis, perdizes e patos bravos, pelo que se recomenda a manutenção da tranquilidade lá existente, que não saia do percurso sinalizado e não altere o ambiente. Faça-se acompanhar de máquina fotográfica para registar os melhores momentos.

Distância 1,4 km Duração 1 hora Partida Óbidos Chegada Óbidos Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Óbidos Como chegar Sair da A8 em Óbidos e dirigirse para a zona Oeste da vila.


38

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota das Picotas | Ansião

Igreja Matriz

Quartinho

Igreja N. Sra. das Neves

Moinho de vento da Serra do Anjo da Guarda

É um percurso fácil de realizar, apesar de incluir passagem pelas serras do Anjo da Guarda e da Ameixieira. Como passeio pedestre, e dada a sua duração, aconselhase vivamente uma pausa para refeições junto ao miradouro, ao relógio de sol ou no Moinho de Vento da Serra do Anjo da Guarda. Depois desta etapa, o percurso é sempre a descer, durante cerca de oito quilómetros, até chegar a Ansião. Atravessa zonas de regadio sobretudo entre as freguesias de Chão de Couce e de Pousaflores.

Grau de dificuldade

Distância 17 km Duração 8 horas Partida Igreja Matriz de Ansião Chegada Igreja Matriz de Ansião Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Ansião Como chegar Deixe o IC8, na saída Ansião/ Sarzedela. Siga pela EN348, saia na segunda saída da rotunda e caminhe até aos Bombeiros Voluntários. À direita encontra o largo da Igreja Matriz.


guiadepercursospedestresebtt | 39

Fórnea | Porto de Mós Lagoeira

Ribeiro da Fórnea

O percurso desenvolve-se em terrenos com formações do Período Jurássico Médio e Inferior, onde existem alguns tipos de rochas constitutivas do subsolo da região e uma estrutura geológica única no país e uma das mais conservadas da Europa – a Fórnea. Pelas suas características, a Fórnea permite a existência de uma grande variedade de fauna e flora. Grau de dificuldade

Fórnea

Distância 3 km Duração 1 hora Partida Café da Bica, Lagoeira, Alcaria Chegada Fórnea Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Porto de Mós Como chegar Saia de Porto de Mós para o Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros através da EN243, até Alçaria.


40

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota das Levadas | Castanheira de Pera

Vale Silveira

Costa

Ponte da Noguezã

As linhas de água que atravessam a freguesia do Coentral permitem aos visitantes um contacto com a natureza único. Tenha como linhas-guia os cursos de água. Os castanheiros centenários são outra das maravilhas que pode ficar a conhecer na ligação entre as levadas de rega do Coentral e as três Ribeiras que existem na região.

Coentral Grande Ribeira de Pera

Coentral do Fojo

Grau de dificuldade

Coentral da Cruz

Distância 5,3km Duração 2 horas Partida Coentral Grande Chegada Coentral Grande Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Castanheira de Pera Como chegar Saia do IC8, em Figueiró dos Vinhos, e tome a direcção de Castanheira de Pera, pela EN 236-1. Percorra cerca de vinte quilómetros na mesma estrada, até chegar a Coentral Grande.


guiadepercursospedestresebtt | 41

Rumando contra a corrente em direcção ao Açude | Pedrógão Grande Açude da Boiça Só pode ser efectuado a pé, mas logo no seu começo há espaço para uma visita a um lagar de azeite e um moinho de rodízio recuperados e ambos em funcionamento. Ao longo deste percurso é possível observar sistemas de rega, com os seus açudes e levadas, ruínas de velhos moinhos e de lagares de azeite. A partir da Praia do Mosteiro, avance em direcção ao centro da povoação, passe junto à Associação de Melhoramentos S. Pedro do Mosteiro e vire em direcção ao Lapão. Aproveite a natureza e conheça as diferentes espécies de fauna e flora existentes.

R e ib ira

d e

P er

a

Mosteiro

Grau de dificuldade

Distância 2 km Duração 1h30 Partida Praia Fluvial do Mosteiro Chegada Praia Fluvial do Mosteiro Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Pedrógão Grande Como chegar Deixe o IC8, na saída “Praia Fluvial do Mosteiro”.


42

|

guiadepercursospedestresebtt

Marinha Grande até São Pedro de Moel | Marinha Grande

Marinha Grande Mata Nacional

S. Pedro de Moel Ribeiro de S. Pedro de Moel

Trajecto de natureza florestal possibilita o contacto com um manto verde, característico da região. Destaque para o observatório astronómico, que se encontra implementado no meio da mata, onde decorre com alguma frequência a observação de objectos celestes. Uma acção dinamizada pela Associação Nacional de Observação Astronómica. Já no final do percurso pode admirar o Ribeiro de São Pedro de Moel, um espaço de grande biodiversidade.

Grau de dificuldade

Distância 7,2 km Duração 30 minutos (bicicleta) / 1h30 (pedestre) Partida Marinha Grande Chegada São Pedro de Moel Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Marinha Grande Como chegar De Leiria siga pela EN 242, até ao centro da Marinha Grande. Inicie o percurso no parque da Cerca, em direcção a São Pedro de Moel. A Rotunda do Vidreiro é um ponto de referência.


guiadepercursospedestresebtt | 43

Ecopista da Várzea da Rainha | Óbidos

Lagoa de Óbidos

e

Arelho Carregal

Com a chegada da Primavera, uma caminhada até à Lagoa pode ser uma boa opção para um passeio. Este é um caminho procurado sobretudo por ciclistas e amantes das duas rodas, mas também pode ser realizado a pé. O caminho liga a vila à Lagoa de Óbidos através do rio Arnóia. Aliando dois elementos, o desporto e o ambiente, o percurso possui painéis informativos sobre a fauna e flora da região e a valorização ambiental.

Porta da Vila de Óbidos

Grau de dificuldade

Distância 10,5 km Duração 2 horas Partida Porta da vila de Óbidos Chegada Lagoa de Óbidos Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Óbidos Como chegar Siga pela A8, e saia em Gaeiras (Óbidos). Continue pela EN114 até chegar às portas da vila. Nota Parte do traçado está em manutenção.


44

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota das Matas | Ourém Peras Ruivas

Uma área especialmente decorada em tons de verde. Este é um percurso dedicado aos amantes da natureza onde podem encontrar várias espécies arbóreas e registar os momentos para mais tarde recordar.

Matos

Grau de dificuldade

Distância 9 km Duração 2h30 Partida Igreja das Peras Ruivas Chegada Igreja das Peras Ruivas Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Ourém Como chegar Continue na EN 113, depois de passar Ourém, no sentido Nascente/Poente. Ao passar Alcaidaria, vira à direita para Peras Ruivas.


guiadepercursospedestresebtt | 45

Lapedo | Leiria St. Eufémia

Quinta do Sirol

Lapedo

Andrinos

Souto de Cima Leiria

Ramalheira Martinela Vidigal

Situado nas freguesias de Caranguejeira e Santa Eufémia, o Vale do Lapedo deve a sua formação à passagem das águas da ribeira de Caranguejeira. Trata-se de um local com uma grande diversidade de fauna e flora. O esqueleto do conhecido “Menino do Lapedo” foi descoberto em 1998 e calcula-se que tenha cerca de 25 mil anos. Ao longo do traçado ainda é possível observar gralhas pretas, águias de asa redonda ou ratos do campo. Amieiros, salgueiros, freixos, choupos e vides brancas são outros atractivos.

Grau de dificuldade

Distância 37 km Duração 2h45 Partida Estacionamento do Mercado de Leiria Chegada Estacionamento do Mercado de Leiria Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Leiria Como chegar Saia do IC2, junto ao Estádio Municipal de Leiria. O ponto de encontro é o estacionamento do Mercado de Leiria junto aos Jardins do Lis, na ponte do Arrabalde.


Percursos Ă beira mar


guiadepercursospedestresebtt | 47

Rota dos Milagres da Nazaré | Nazaré

Pinhal da Casa de N. Senhora da Nazaré

Parque de Campismo

Praia do Norte

Sítio

Farol Pederneira

Monte de S. Brás

Grau de dificuldade

A Rota dos Milagres da Nazaré za tem início no Sítio, no largo fronteiro ao Santuário la de Nossa Senhora da Nazaré, ré rumando para o Forte de S. Miguel Arcanjo, onde está instalado o farol. A partir daqui, o caminho segue junto ao mar, na Praia do Norte, e continua na floresta, até ao Monte de São Brás. O miradouro permite admirar o Pinhal de Leiria, o mar, o Sítio, o parque eólico e ainda o concelho de Alcobaça. Na recta final, o percurso desenrola-se na marginal da Nazaré e acaba com uma subida pelo ascensor, até ao ponto de partida. Dada a sinistralidade do percurso, aconselha-se a realização do mesmo a pé.

Distância 12,5 km Partida Sítio Chegada Sítio Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Nazaré Como chegar Se vier pela Marinha Grande, pela EN 242, entre na vila da Nazaré e na segunda rotunda, saia na primeira saída, em direcção ao Sítio. Daí até à praça da República são cerca de dois quilómetros. Se vier de Sul, pela EN242, atravesse toda a Avenida Vogent-Sur-Marne e saia na quarta rotunda para a Rua 25 de Abril, em direcção ao Sítio.


48

|

guiadepercursospedestresebtt

À descoberta da Papoa - Peniche Pedra dos Corvos

Papoa

Grau de dificuldade

Filtro Porto da Areia do Norte

Vista para arquipélago da Berlenga

Praia do Quebrado Portões de Peniche de Cima

Fósseis de animais marinhos

Moinho de Vento Forte da Luz

Distância 1,5 km Duração 1h30 Partida Portões de Peniche de Cima Chegada Porto Norte da Areia do Norte Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Peniche Como chegar A partir da A8, saia para Peniche pelo IP6. Percorra toda a via e saia na segunda saída para a Estrada Marginal Norte. A Praia do Quebrado fica do lado direito.

Refúgio de surfistas, a zona R da Papoa possui um vasto património pa natural. As arménia são uma das plantas a nias ob observar. Foi neste local que aconteceu o naufrágio do galeão espanhol San Pedro de Alcântara, em 1786. O navio proveniente do Perú transportava ouro, prata, cobre e cacau. Dada a quantidade de produtos que carregava, o galeão naufragou. Nos anos seguintes, a carga foi recuperada quase na sua totalidade. O pedestrianista consegue ainda dar um mergulho no mar, admirar o arquipélago das Berlengas e observar fósseis de animais marinhos.


guiadepercursospedestresebtt | 49

São Pedro de Moel à Agua de e Mede Medeiros | Marinha Grande

S. Pedro de Moel

Grau de dificuldade

Praia de Água de Medeiros

A pé ou de bicicleta, este percurso apresenta-se como o mais fácil de concretizar no concelho da Marinha Grande. A c praia de São Pedro de Moel é muito procurada para a prática de surf e bodyboard, mergulho e pesca e o trajecto faz-se sem grandes declives. A Casa Museu Afonso Lopes Vieira mostra aquele que foi o refúgio do escritor para criar algumas obras, local que pode visitar.

Distância 2 km Duração 10 minutos (bicicleta) / 30 minutos (pedestre) Partida Praça Afonso Lopes Vieira Chegada Praia de Água de Medeiros Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Marinha Grande Como chegar Se vier da Marinha Grande, apanhe a Rotunda do Vidreiro e tome a direcção São Pedro de Moel, pela estrada do Pinhal do Rei. Ao chegar à praia, saia na segunda saída e vá até ao centro da localidade, para a Praça Afonso Lopes Vieira. Se vier de Norte, atravesse a praia de São Pedro até à Praça Afonso Lopes Vieira.


50

|

guiadepercursospedestresebtt

Percurso de São Martinho | Alcobaça Pegadas de Dinossauro

Serra dos Mangues

Quinta da Gralha Miradouro Igreja Matriz Santo António

Casa Abrigo do Salva Vidas

Praça Eng. José Frederico Ulrich

Grau de dificuldade

Distância 8,4km Duração 2h30 Partida Pr. Engenheiro José Frederico Ulrich Chegada Pr. Engenheiro José Frederico Ulrich Época aconselhada Todo o ano. Em dias chuvosos e escuros não é aconselhável a realização do percurso Grau de dificuldade – Difícil Concelho Alcobaça Como chegar Se utilizar a A8, saia em Alfeizerão e siga pela EN242 até ao porto. Na rotunda, siga pela terceira saída para a Rua Conde d’Avelar. A praça está mais à frente, virada para o Porto de Abrigo.

Numa caminhada junto à praia, o percurso pedestre de São Martinho segue em direcção ao cais, um dos pontos mais conhecidos da vila e onde pode desfrutar de uma vista magnífica sobre o Oceano Atlântico. O caminho segue para o morro de Santo António onde tem uma vista privilegiada sob a entrada da baía e seguir em direcção ao miradouro do Facho. Pode ainda observar as tradicionais traineiras de apanha submarina de algas. Depois começa a abandonar a praia pela serra em direcção à Serra dos Magues e regressa ao ponto de partida na vila de São Martinho do Porto.


guiadepercursospedestresebtt | 51

Praia do Pedrógão à Lagoa da Ervideira | Leiria

Lagoa da Ervideira

Casal Ventoso Praia do Pedrógão

Entre o Pinhal de Leiria e a Mata M do Urso (Pombal), a Mata do d Pedrógão apresenta a Lagoa g da Ervideira, um espelho de d água a cerca de sete quilómetros da praia. Pela estrada florestal é possível descobrir algumas das principais características florestais da região, enquanto na Praia do Pedrógão é possível visualizar a pesca de arrasto. Esta é a única praia do concelho de Leiria, procurada todos os anos por milhares de turistas e veraneantes. Grau de dificuldade

Distância 13 km Duração 3h30 Partida Rotunda Norte da Praia do Pedrógão Chegada Rotunda Norte da Praia do Pedrógão Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Leiria Como chegar Utilize a EN109 até Várzeas ou Monte Redondo. Tome a direcção das praias, indo pela Estrada Atlântica.


52

|

guiadepercursospedestresebtt

Grande Rota Rede Natura do Oeste | Peniche

Grau de dificuldade

Cabo Carvoeiro

Consolação

Lourinhã Ribamar

Vimeiro Santa Rita

Santa Cruz

Casalinhos de Afaiata

Torres Vedras

A Grande Rota Rede Natura do Oeste é uma u rota linear, com início no Cabo Carvoeiro, v em Peniche. O percurso começa por p apresentar uma vista única sobre o arquipélago a das Berlengas, atravessa o concelho da Lourinhã e percorre toda a costa do município de Torres Vedras. A Rota recebeu a sua designação por ser um caminho de aventura ao longo de mais de 60 km de costa, atravessando dois dos 60 Sítios de Importância Comunitária da Rede Natura 2000 classificados em Portugal: Peniche/ Santa Cruz e uma pequena parte da zona sul do concelho de Torres Vedras. Tratase de uma rota ecológico-paisagística aconselhada numa escapadela de fim de semana. Distância 66 km Duração 3 dias Partida Cabo Carvoeiro - Peniche Chegada Assenta Sul - Torres Vedras Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Peniche Como chegar A partir da A8, saia para Peniche pelo IP6. Percorra toda a via e saia na segunda saída para a Estrada Marginal Norte. Continue até ao Cabo Carvoeiro.


guiadepercursospedestresebtt | 53

As dunas do Pedrógão e a Lagoa da Ervideira | Leiria

Praia do Fausto

Lagoa da Ervideira

Praia Do Pedrógão

Pinhal do Rei

O percurso tem início na rotunda Norte da Praia de Pedrógão, e continua em direcção à Mata, entre o Pinhal de Leiria e a Mata do Urso, até chegar à Lagoa da Ervedeira, numa extensão de sete quilómetros. Na Lagoa haverá tempo para descansar e até tomar um banho, pois a água está mais quente do que a água o mar, mas também usufruir da serenidade que a calma da paisagem proporciona. No regresso, pode observar as extensas dunas, resultantes da acção do vento sobre as areias, cumprindo a função de defesa do litoral, protegendo a terra do avanço do mar e do vento. Não está marcado nem assinalado.

Grau de dificuldade

Distância 15 km Duração 5 horas Partida Rotunda Norte da Praia do Pedrógão Chegada Rotunda Norte da Praia do Pedrógão Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Leiria Como chegar Utilize a EN109 até Várzeas ou Monte Redondo. Tome a direcção das praias, indo pela Estrada Atlântica.


54

|

guiadepercursospedestresebtt

Percursos com hist贸ria


guiadepercursospedestresebtt | 55

Caminho de ferro mineiro do Lena – Batalha

Ponte da Boutaca

Mosteiro

Apeadeiro

Grau de dificuldade

Antigas minas das Barrojeiras Linha Caminho de Ferro das Antigas Minas da Bezerra

Entre as localidades de Pinheiros e Alcanadas, o percurso recorda o traçado da linha férrea utilizado pela empresa mineira que explorava o minério do carvão, nos concelhos da Batalha e Porto de Mós. A ligação passava junto ao Mosteiro e tinha um enorme impacto no desenvolvimento local. Conhecido como o Ramal do Lena, dado ser um percurso não linear, é conveniente assegurar o transporte no local da chegada.

Distância 6 km Partida Ponte da Boitaca Chegada Minas das Barrojeiras Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Batalha Como chegar Parta da frente do Mosteiro da Batalha para a Avenida D. Nuno, passando debaixo do IC2. A Ponte da Boitaca fica do outro lado da estrada, a cerca de 300 m.


56

|

guiadepercursospedestresebtt

No trilho do património histórico e arquitectónico | Pedrógão G

Largo da Devesa Museu Pedro Cruz

Capela Mártir S. Sebastião

Capela do Calvário

Jardim da Devesa

Câmara Municipal Museu Comendador Manuel Nunes Corrêa

Igreja Matriz

Biblioteca

Torre do Relógio

Igreja da Misericórdia e Museu Arte Sacra

Distância 1,5 km Duração 3 horas Partida Estação Arqueológica da Devesa, Largo da Devesa Chegada Museu Pedro Cruz, Santa Casa da Misericórdia Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Pedrógão Grande Como chegar No IC8, sentido Ansião – Sertã, saia em Pedrógão Grande, atravesse a Zona Industrial, pela Avenida 25 de Abril, e depois da rotunda, siga pela segunda saída.


guiadepercursospedestresebtt | 57

o Grande

Grau de dificuldade

Conhecer um pouco da história e do património arquitectónico da vila de Pedrógão Grande é o principal objectivo deste percurso. A caminhada tem início na Estação Arqueológica da Devesa (séc. II d.C./ séc IV d.C.), onde estão os únicos vestígios da época romana conhecidos no concelho. A Capela do Calvário e o Jardim da Devesa onde se situa a Câmara Municipal, um edifício do século XIX. O caminho segue pela Igreja Matriz e a Torre do Relógio, situada no ponto mais alto da vila. Mais à frente está a Igreja da Misericórdia, o Museu de Arte Sacra e a Casa Museu Comendador Manuel Nunes Corrêa. A viagem pelo passado termina no Museu Pedro Cruz onde é possível contemplar o espólio do artista. O percurso pode ser realizado a pé ou de bicicleta e se pretender visitar os museus deve contactar a Santa Casa da Misericórdia de Pedrógão Grande (236 488 060).


58

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota do Centro Histórico | Ourém Portas de Santarém

Paço do Conde

Terreiro de S. Tiago Castelo Medieval

O ponto de partida é num dos miradouros mais bonitos do concelho r e dá uma vista deslumbrante para a cidade de Ourém, a Serra de Aire e Candeeiros e a cidade de Fátima. Ao fundo, vislumbram-se ainda as Serras de Ansião, Alvaiázere e Lousã. O percurso continua em direcção ao Castelo Medieval e ao Paço do Conde, seguindo-se um caminho de calçada até à parte nova da cidade. Passe nas Portas da Vila, no Jardim de Santa Teresa e, se o tempo lhe permitir, observe a partir do miradouro, a torre da Basílica do Santuário de Fátima.

Fonte Gótica

Pelourinho

Grau de dificuldade

Distância 1,2 km Duração 1 hora Partida Terreiro de São Tiago, Castelo Chegada Portas de Santarém Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Ourém Como chegar Se sair de Leiria, siga pela EN113 até Ourém. Se vier de Sul, opte pela EN349, que liga Torres Novas a Vilar dos Prazeres.


guiadepercursospedestresebtt | 59

Rota das Vilas | Ansião

Constatina Forno Medienal de Avelar

Loja de Produtos de Sicó

Chão de Couce

Quinta da Cima

Grau de dificuldade

Une três vilas do concelho – Ansião, Chão de Couce e Avelar – num trilho praticamente paralelo ao IC8. Com um relevo pouco acidentado, é um dos percursos mais interessantes de realizar, sobretudo pela aproximação que faz à obra do artista José Malhoa. O último trabalho completo do artista é o ponto de partida. Observe a Igreja de Chão de Couce, em particular o altar-mor.

Distancia 25 km Partida Igreja de Chão de Couce Chegada Igreja de Chão de Couce Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Ansião Como chegar O caminho mais fácil para chegar a Chão de Couce é pelo IC8, em Ansião. Saia para a EN110. Cerca de três quilómetros mais à frente, vire à direita para a Rua Padre Manuel Furtado (EM522).


60

|

guiadepercursospedestresebtt

Pelos encantos da vila de Castanheira de Pera | Castanheira de Pera Zona Pitoresca da Vila

Espelho de Água Piscinas Fluviais

Igreja Matriz de Castanheira de Pera

Zona Zona Antiga Antiga da Vila

Jardins da Casa da Criança Rainha Leonor

da Vila

A Ponte dos Esconhais e Parque Azul O Mural e as Avenidas Verdes

As Casas Apalaçadas

Grau de dificuldade

O percurso permite um contacto próximo p com a história e desenvolvimento v da vila de Castanheira de Pera. P Dos espaços verdes à arquitectura, passando pela história e o lazer, o praticante vive momentos únicos numa paisagem natural e convidativa a alguns dias de descanso. As Casas Apalaçadas ou a Igreja Matriz são alguns exemplos.

Partida Jardins da Casa da Criança, Rainha D. Leonor Chegada As Casas Apalaçadas Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Castanheira de Pera Como chegar Saia do IC8, em Figueiró dos Vinhos, e tome a direcção de Castanheira de Pera, pela EN 236-1. Ao entrar na vila, os Jardins da Casa da Criança ficam do seu lado direito.


guiadepercursospedestresebtt | 61

Bairro até Casal do Farto | Ourém Vale de Cavalos

O percurso do concelho de Ourém, situado no Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros, transporta-nos até ao Monumento Natural das Pegadas de Dinossauros, na localidade de Bairro. Datam de há 175 milhões de anos, no período Jurássico Médio e constituem um dos registos mais antigos de que há conhecimento.

Alto da Lagoa

Casal Farto

Distância 13 km Duração 5 horas Partida Monumento Natural das Pegadas de Dinossauros (Bairro) Chegada Monumento Natural das Pegadas de Dinossauros (Bairro) Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Ourém Como chegar A partir de Fátima, utilize a EN360 para Minde. Antes de chegar à Pederneira, vire para Casal do Farto e Bairro.

Vale das Tremoceiras

Vale de Figueira

Bairro

Pegadas de Dinossauros

Grau de dificuldade


62

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota do Paleolítico | Pombal

Redinha

Poios

Vale do Poio

Pousadas Vedras

Ereiras

Pombal

a Alcaria

Integra um dos percursos do Maciço de Sicó e por isso permite o acesso a aldeias serranas que, por norma, surgem em zonas cársicas ou em áreas com solos férteis e capazes de reter água necessária para alimentar o gado. Ereiras e Pousadas Vedras são dois exemplos dessas aldeias que têm séculos de história e ainda conservam vestígios romanos na calçada.

Grau de dificuldade

Distância 30 km Partida Pombal Chegada Redinha Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Pombal Como chegar Pode vir de Norte ou de Sul do país. A via a utilizar é o IC2 e entrar em Pombal e partir para o caminho junto ao IC8.


guiadepercursospedestresebtt | 63

Rota do Castelo | Ourém Vale de Vinte Mouros

Carapita

Quinta do Feto Jardim

Castelo

Com origem no século XVII, a Capela de Santo Amaro, situada na zona histórica, leva o pedestrianista a conhecer as origens do concelho. Do Castelo de Ourém e Paço do Conde, classificados como Monumento Nacional, a Igreja Colegiada e a Cripta são os primeiros pontos de observação deste percurso. O trilho segue em direcção a Carapita e ainda há tempo para admirar o Monumento Natural das Pegadas dos Dinossauros. A freguesia é rica em floresta mediterrânica, de muros de pedra solta, moinhos de vento, cisternas, fornos de cal e muitas casas em pedra que rematam a simbiose entre o homem e o meio.

Grau de dificuldade

Distância 8 km Duração 2 horas Partida Capela de Santo Amaro Chegada Capela de Santo Amaro Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Difícil Concelho Ourém Como chegar Se sair de Leiria, siga pela EN113 até Ourém. Se vier de Sul, opte pela EN349, que liga Torres Novas a Vilar dos Prazeres.


64

|

guiadepercursospedestresebtt

Estrada Romana | Porto de Mós

Parque de Merendas

Vale de Ourém

Cabeço da Costa Casais dos Vales

Covão de Nicha

Covão de Oles

Cabeça Ligeira

Cabeço do Boi

Vale Paredes Chão Nogueira

Grau de dificuldade

A Estrada Romana de Alqueidão da Serra está classificada como Imóvel de Interesse Público. É um dos principais elementos do património cultural da região. No final da Estrada é tempo de entrar na Serra de Aire e Candeeiros. A água à superfície é escassa e qualquer ponto de água é muitíssimo valioso. As povoações rurais por onde passa o percurso possuem exemplos da construção tradicional em pedra, típica desta região.

Distância 9 km Duração 5 horas Partida Parque de merendas de Alqueidão da Serra Chegada Parque de merendas de Alqueidão da Serra Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Porto de Mós Como chegar Siga de Porto de Mós para Alqueidão da Serra. Continue para a Carreirancha, e começa no Parque de Merendas, junto à Estrada Romana de Alqueidão da Serra.


guiadepercursospedestresebtt | 65

Percursos para a fotograďŹ a


66

|

guiadepercursospedestresebtt

Marginal da Albufeira do Cabril | Pedrógão Grande Parque das Merendas Stº. António

Parque das Merendas da Ilha

Barragem do Cabril

Miradouro da Cotovia

Parque das Merendas do Cabril

Miradouro do Cabril

Distância 7km Duração 4 horas Partida Parque de Merendas do Cabril Chegada Parque de Merendas do Santo António (Pesos) Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Pedrógão Grande Como chegar No IC8, saia em Pedrógão Grande e vá até à Barragem do Cabril, onde começa o percurso.

O percurso começa junto à rampa r de acesso a embarcações ç na Barragem do Cabril. Segue S em direcção à Ilha, deixando x o parque de campismo do d lado esquerdo. A albufeira do Cabril pode ser contemplada ao longo do trajecto. Entre os locais de possível paragem para restabelecer energias estão os parques de merendas do Cabril, Ilha e Santo António dos Pesos. Os mais atentos podem observar uma águia-de-asa-redonda, uma ave de rapina muito comum, que costuma planar junto ao espelho de água do trajecto. Também podem ser observadas várias espécies de rosmaninho, sobreiros e espécies exóticas como o pinheiro-bravo, o eucalipto e a acácia. O traçado termina na encosta do Santuário de Santo António, no parque de merendas.

Grau de dificuldade


guiadepercursospedestresebtt | 67

Ninho da Cegonha | Óbidos

Cidade Romana Eburobrittium

Óbidos

O cultivo de cereais e de pomares p de fruta domina os o campos agrícolas que ligam li Óbidos à cidade rom mana de Eburobrittium, pela margens do rio Arnóia. las A meio do trajecto existem algumas nascentes de águas sulfurosas, com propriedades medicinais, e o percurso termina nas ruínas da cidade romana de Eburobrittium, com mais de dois mil anos.

Grau de dificuldade

Distância 1,7 km Duração 1h30 Partida Óbidos Chegada Cidade romana Eburobrittium, junto à Barragem do rio Arnóia Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Óbidos Como chegar Saia da A8 em Óbidos e apanhe o rumo para os vestígios da cidade romana.


68

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota dos Moinhos | Batalha Moinhos

Casais de S. Mamede

Algar das Gralhas

Vértice Geodésico

Moinhos EB 1 dos Crespos Pia do Urso

A Rota dos Moinhos possibilita aos praticantes p um aroma serrano único e um contacto com a história local, ilustrando i as actividades agrícolas e a moagem dos cereais. Ao longo do trajecto t existem várias formações geológicas do maciço calcário estremenho, moinhos, alguns deles ainda em funcionamento. O Ecoparque Sensorial da Pia do Urso, o primeiro do país, destinado também a invisuais, é o ex-líbris do traçado. Ao longo de seis estações temáticas podem visualizarse pias naturais, sulcos multiformes e desfrutar de um momento de lazer nos parques de merendas.

Grau de dificuldade

Distância 6,7 km Duração 3 horas Partida Escola Básica dos Crespos Chegada Escola Básica dos Crespos Época aconselhada Todo o ano, de preferência em dias não chuvosos Grau de dificuldade Médio Concelho Batalha Como chegar Na Batalha siga a EN356, em direcção a Fátima. Passe São Mamede e siga as placas até à Pia do Urso. A 500 metros encontra a Escola Básica dos Crespos


guiadepercursospedestresebtt | 69

O Canhão do Vale do Poio | Pombal Srª. da Estrela

Mocifas de Stº. Amaro

Poios Monte do Poio

Grau de dificuldade Vale do Poio

Distância 9 km Duração 4 horas Partida Capela da Aldeia de Poios Chegada Aldeia de Poios Época aconselhada Outono e Primavera Grau de dificuldade Médio Concelho Pombal Como chegar Siga pelo IC2 até à localidade da Redinha. Siga pela EM527 dois quilómetros e vire à esquerda para Poios.

O Vale do Poio é um local pouco p conhecido da maioria das d pessoas. Apenas alguns pastores p e aventureiros o conhecem n profundamente. Esta difi d culdade permitiu desenvolver uma fauna selvagem pouco comum, como o bufo-real, o peneireiro e o andorinhão-real. É um dos maiores canhões fluviocársicos portugueses, formado por grandiosas escarpadas, que a água escavou e modelou. A escalada não deve ser praticada entre Janeiro e Julho, para que se possam proteger as espécies que ali procriam.


70

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota dos Campos de Vento | Ansião

Vila Nova

Capela de Ateanha

Alvorge

Moinho de Vento - Outeiro Lagarteira

Os moinhos de vento de O Outeiro, a norte de SanOu tiago da Guarda, dão o tia nome ao percurso. Muito no acentuado e com relevo ac irr irregular, é um trilho difícil de executar. Aconselha-se que seja feito de bicicleta, dada a sua extensão. Os montes de Trás de Figueiró e do Outeiro são, em termos paisagísticos, os pontos altos do percurso e aconselha-se vivamente a utilização da máquina fotográfica. Conheça ainda os vestígios históricos de Alvorge.

Grau de dificuldade

Peão

Vale do Boi Avelar Sarzedela

Loja dos Produtos de Sicó

Distância 40 km Partida Loja dos Produtos de Sicó Chegada Loja dos Produtos de Sicó Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Muito difícil Concelho Ansião Como chegar Se vier de Pombal, pelo IC8, saia em Ansião. A Loja dos Produtos de Sicó fica no Posto de Turismo, bem no centro da vila, junto ao rio Nabão.


guiadepercursospedestresebtt | 71

São Pedro de Moel até Praia da Vieira | Marinha Grande Faz parte da Estrada Atlântica ti e é um percurso procurado ra por muitas pessoas, sobretudo b ao domingo de manhã. n À saída de São Pedro de d Moel, as arribas rochosas do Penedo da Saudade apresentam-lhe uma vista única sobre o Oceano Atlântico. Aproveite para registar imagens únicas com a sua máquina fotográfica. É aqui que encontra um emblemático edifício desta zona balnear: o Farol do Penedo da Saudade, com praticamente um século de existência. A caminho da Praia da Vieira, pare no Samouco e observe as espécies arbóreas lá existentes. Por fim, conheça a tradicional arte xávega, na Praia da Vieira.

Praia Velha

Farol de S. Pedro de Moel

Grau de dificuldade

Praia da Vieira

Samouco

Distância 14,9 km Duração 45 minutos (bicicleta) / 3h30 (pedestre) Partida Farol de S. Pedro Chegada Foz do rio Lis Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Marinha Grande Como chegar Se vier da Marinha Grande, apanhe a Rotunda do Vidreiro e tome a direcção São Pedro de Moel, pela estrada do Pinhal do Rei. Ao chegar à praia, saia na primeira saída e vá até à Praia Velha. Comece a partir do farol.


72

|

guiadepercursospedestresebtt

O Vale dos Anços e as aldeias serranas | Pombal

Poios Mocifas de Stº. Amaro

Monte de Poio

Anços

Arrancada Passada Má

Estrada de Anços

Mata de Baixo

Cabeça da Corte

Piso irregular, subidas acentuadas, declives, linhas de água e trad ços ç serranos são algumas das paisagens que vai observar ao longo s do d traçado. Cabeço da Corte, Mata de d Cima, Mocifas de S.º Amaro, Covão C das Favas são das aldeias que o percurso atravessa. Destaque para a Sr.ª da Estrel, onde a escarpa de falha encontra o monte onde foi construída uma pequena capela, actualmente muito frequentada, quer por motivos religiosos, quer desportivos. O local é pródigo em formações geológicas, tais como buracas e algares.

Mata de Cima Malavenda

Grau de dificuldade

Distância 17km Duração 2h30 Partida Arrancada Chegada Vale do rio Anços Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Pombal Como chegar Siga pelo IC2 até à localidade da Redinha. Siga pela EM527 e viaje quatro quilómetros até à Arrancada.


guiadepercursospedestresebtt | 73

Castelejo | Porto de Mós

Lagoa de Alvados

Alvados Portela de Baixo

Chainça

Costa de Alvados

Corriço Ribeiro da Canada

Castelejo Covões Largos

É no ponto de partida do percurso p que se podem iniciar um conjunto de actividades u vocacionadas para o contacv to t directo com a natureza. Passeios pedestres, bicicleta, P espeologia ou orientação são alguns exemplos. Na Lagoa de Alvados pode admirar toda a paisagem envolvente antes da subida íngreme até à Costa de Alvados. Aproveite para registar o momento na sua máquina fotográfica. Este é um importante ponto de água para os usos agrícolas e para a fauna selvagem.

Grau de dificuldade

Distância 12 km Duração 6 horas Partida Centro de Actividades de Alvados Chegada Centro de Actividades de Alvados Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Porto de Mós Como chega Utilize a estrada que liga Porto de Mós a Mira de Aire (EN243). Alvados fica a cerca de dez quilómetros do lado direito.


74

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota das Várzeas | Ourém

Pisão do Oleiro Andrés

Casal da Ribeira

Caxarias

Grau de dificuldade

A cultura de regadio ganha destaque q neste percurso. Os campos explorados p de forma intensiva foram durante d anos a subsistência das populações, p que aqui e ali ainda continuam c a cultivar. Andrés e Pisão s do Oleiro são alguns exemplos das infra-estruturas que ainda pode encontrar e fotografar.

Distância 9 km Duração 2h30 Partida Centro de Dia de Caxarias Chegada Centro de Dia de Caxarias Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Ourém Como chegar Saia de Ourém para Este e apanhe a EN 356 para Caxarias. Viaje cerca de 13 quilómetros até chegar a Caxarias.


guiadepercursospedestresebtt | 75

Senhora do Monte – Rio Lis | Leiria Ribeira de Soutocico Soutocico

Os vestígios arqueológicos descobertos na freguesia de Cortes, legitimam a presença do homem por cá, desde há cerca de 200.000 anos. Entre Abadia e Fontes, as extensas vinhas do afamado “vinho das Cortes” serpenteiam a encosta, a par de pequenos campos de cultivo de legumes e cereais. O percurso tem início junto a um antigo moinho no vale da ribeira do Soutocico, perto de Abadia. Percorrendo o meandro do vale durante cerca de 1,5Km, sobe depois em direcção à Sr.ª do Monte. Após uma descida mais intensa entra na aldeia de Fontes e o circuito termina junto à “nascente” do Lis.

Fontes

Cabeço do Carapinha

Grau de dificuldade

Distância 12 km Duração 4 horas Partida Ribeira de Soutocico Chegada Nascente do Lis, Fontes Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Leiria Como chegar Em Leiria, siga para S. Romão e tome a estrada para Vidigal e Zambujo. Continue para Arrabal e comece o percurso na Ribeira de Soutocico.


Percursos com escalada


guiadepercursospedestresebtt | 77

Buraco Roto | Batalha

Gruta do Buraco Roto Largo da Praça da Fonte

Ermida de N. S. do Fetal Casa dos Peregrinos

Pia da Ovelha

Pena

Vale dos Ventos Vale dos Ventos

Grau de dificuldade

As saliências calcárias e grutas naturais existentes na Pia da Ovelha e Vale dos Ventos fornecem as condições ideais para a prática da escalada. A região é procurada por praticantes de todo o país. A par da actividade desportiva pode ainda dar uma olhadela nos carvalhos, loureiros, sobreiros, madressilvas e gilbardeira (também conhecido como giz barbeiro) existentes no percurso, durante todo o ano. Destaque especial para a orquídea serrana, pela sua raridade e beleza. Distancia 6 km Duração 2h30 Partida Largo da Praça da Fonte, Reguengo do Fetal Chegada Largo da Praça da Fonte, Reguengo do Fetal Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Batalha Como chegar A partir da Batalha, siga pela EN356, em direcção a Fátima. Oito quilómetros depois chega ao Reguengo do Fetal. O ponto de partida é no centro da localidade.


Percursos com direito a banho


guiadepercursospedestresebtt | 79

Caminho do Xisto de Casal de S. Simão | Figueiró dos vinhos

Casal de S. Simão

Ribeira do Fato

Praia Fluvial das Fragas de S. Simão

Além da Ribeira

Além da Ribeira

Ribeira de Alge

Grau de dificuldade

Faz parte dos percursos das Aldeias de Xisto e inclui uma das mais belas paisagens naturais. No Verão, a passagem pela Praia Fluvial de Fragas de S. Simão é convidativa a um banho refrescante. Contudo, depois é tempo de seguir em frente e observar pequenas quedas de água e casas construídas em pedra. Existem ainda duas zonas de escalada no concelho: Fragas de S. Simão e Fragas do Cercal, equipadas com 37 vias de escalada de diferentes graus de dificuldade. Nas Fragas de S. Simão existem 3 vias de escalada de dificuldade 6b, com cerca de 80 metros. Nas Fragas do Cercal existem 34 vias de escalada com dificuldades a começar no 6a e alturas a rondar os 16 metros.

Distância 5 km Duração 2 horas Partida Casal de S. Simão Chegada Praia Fluvial das Fragas de S. Simão Época aconselhada Todo o ano. Atenção ao calor no Verão e ao piso escorregadio no Inverno Grau de dificuldade Fácil Concelho Figueiró dos Vinhos Como chegar Pelo IC8, no sentido Pombal – Pedrógão Grande, encontra uma saída à direita para Casal de São Simão. O acesso é directo.


80

|

guiadepercursospedestresebtt

Rota do Agroal – Ourém

Rio Nabão

Lapa

Vale da Azenha Nascente do Agroal

Canhão Flúvio

Castro Romanizado Algar

Distância 1,7 km Duração 40 minutos Partida Lapa Chegada Nascente do Agroal Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Ourém Como chegar A partir de Leiria ou de Ourém, siga pela EN113 até Alburitel. Vire à esquerda para Serra de Baixo. Oito quilómetros mais à frente encontra a Praia Fluvial.


guiadepercursospedestresebtt | 81

Grau de dificuldade

É um percurso tipicamente pedestre, com uma ligação muito estreita com a natureza. Os aromas do alecrim, rosmaninho, tomilho e amoras estão bem presentes ao longo de todo o percurso. Também a fauna é rica e variada. Guarda-rios, rouxinóis, coelhos, morcegos, falcões peregrinos e lontras são possíveis de avistar. Em termos geológicos, a Rota do Agroal apresenta uma grande diversidade de formas cársicas, resultantes da vida animal e vegetal, mas também por influência do rio Nabão. No final do percurso, tem ainda tempo para poder mergulhar na Praia Fluvial do Agroal.


82

|

guiadepercursospedestresebtt

Entre a terra e o mar | Nazaré Casal da Milheira

Serra da Pescaria de Baixo

Salgado Moinhos

Casal do Pias Pista de Dinossauros Fonte Galinha Grau de dificuldade

Cortezinhos de Famalicão

Famalicão

Distância 10,7 km Partida Largo da Igreja de Famalicão Chegada Largo da Igreja de Famalicão Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Nazaré Como chegar De Norte, atravesse a Nazaré e siga pela EN 242 até Famalicão. Vindo de São Martinho do Porto, a localidade de Famalicão é das primeiras que encontra.

A Serra da Pescaria, na freguesia d Famalicão, é o elemento central de d deste percurso. Tem início no Largo da Igreja de Famalicão e após dois núcleos de antigos moinhos de vento, vai avistar a Praia do Salgado, onde vai poder tomar banho. Aproveite para descobrir os diversos tipos de fósseis lá existentes. Depois é tempo de chegar à Serra da Pescaria. A área verde que a Serra possui é própria para a prática de desportos ao ar livre, sobre tudo pedestrianismo e parapente. O traçado inclui ainda duas pistas com pegadas de dinossauros, numa antiga pedreira, junto a Fonte Galinha, e retoma o caminho para Famalicão.


guiadepercursospedestresebtt | 83

Nas fragas da Ribeira das Quelhas | Castanheira de Pera

Vale Silveira Estrada Branca

Caminho do Coentral

Fragas das Quelhas

Coentral

Cascatas das Quelhas Margens da Ribeira das Quelhas

Grau de dificuldade

Numa das mais bonitas zonas verdes do concelho de Castanheira de Pera, o percurso da Fragas da Ribeira das Quelhas apresenta cascatas de água de uma riqueza visual fantástica. O trajecto passa ainda no Vale Silveira, onde existe uma vegetação dominada por castanheiros, que constitui um souto, num espaço ladeado de água e muros em pedra tosca. No Verão aproveite para um banho refrescante.

Distância 4 km Duração 3 horas Partida Coentral Chegada Coentral Época aconselhada Todo o ano. No inverno, pela espectacularidade das linhas e quedas de água. No verão, pela possibilidade de tomar banho. Grau de dificuldade Difícil Concelho Castanheira de Pera Como chegar Saia do IC8, em Figueiró dos Vinhos, e tome a direcção de Castanheira de Pera, pela EN 236-1. Percorra cerca de vinte quilómetros na mesma estrada, até chegar a Coentral Grande.


84

|

guiadepercursospedestresebtt

Trilho da Ilha Velha – Peniche

Pedra Negra

Buzinas

Carreiro dos Cações

Situado numa das encostas da ilha fica o Bairro dos Pescadores, onde habitam, no máximo, 350 pessoas. A pensar na preservação do ecossistema da Berlenga, a autarquia instalou painéis solares que fornecem energia aos funcionários da Câmara e da reserva natural. A partida e chegada do percurso fazem-se deste local, onde ainda existe um restaurante, as ruínas do Mosteiro da Misericórdia da Ordem de S. Jerónimo e o cais de embarque. Aproveite para desfrutar da praia que a ilha lhe oferece e mantenha o espaço como o encontrou. Siga as indicações de segurança que estão afixadas.

Bairro dos Pescadores

Grau de dificuldade

Distância 1,5 km Duração 1h30 Partida Bairro dos Pescadores Chegada Bairro dos Pescadores Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Peniche Como chegar Se vier pela A8, saia para Peniche pelo IP6. Percorra toda a via e saia na terceira saída para a Rua da Liberdade. Vá até ao Porto de Abrigo e apanhe o barco para a Ilha das Berlengas.


guiadepercursospedestresebtt | 85

Trilho da Berlenga | Peniche

Farol Bairro dos Pescadores

A Fortaleza de S. João Baptista é o ex-líbris do arquipélago das Berlengas. Foi um excelente posto de defesa para o território nacional, construído por D. João IV. Considerada como reserva natural, a ilha tem 985 hectares de grutas, na sua maioria submersos. Para aceder à praia, o trajecto faz-se pelo Bairro dos Pescadores, onde se situa o cais de embarque. O acesso à ilha da Berlenga terá que se fazer sempre de barco, com partida de Peniche, ao início da manhã. Esta é uma das maravilhas naturais de Portugal.

Forte de S. João Baptista

Grau de dificuldade

Distância 3 km Duração 3 horas Partida Bairro dos Pescadores Chegada Forte de S. João Baptista Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Peniche Como chegar Se vier pela A8, saia para Peniche pelo IP6. Percorra toda a via e saia na terceira saída para a Rua da Liberdade. Vá até ao Porto de Abrigo e apanhe o barco para a Ilha das Berlengas.


Percursos com BTT


guiadepercursospedestresebtt | 87

Trilho do Calcário | Batalha Reguengo do Fetal Vale da Quebrada

S. Mamede Vale de Ventos

Chão Falcão

Casal do Suão

Cabeço do Moinho Novo Pia do Urso

Barrenta

Grau de dificuldade

Para os amantes das duas rodas, o traçado desenrola-se sob a extensa área do maciço calcário estremenho, nas freguesias de São Mamede e Reguengo do Fetal. O traçado possui alguns declives inferiores a 15 por cento em piso eminentemente calcário e recomenda-se alguma precaução na realização deste traçado. Em breve será criado um Centro de btt que vai oferecer diversos tipos de trilhos com quatro graus de dificuldade de execução e de técnica ciclística. A infraestrutura promete assumir-se como uma mais-valia turística, capaz de potenciar outros produtos turísticos existentes, nomeadamente o património natural e construído e a gastronomia.

Distância 27 km Partida Pia do Urso Chegada Pia do Urso Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Batalha Como chegar Na Batalha siga a EN356, em direcção a Fátima. Passe São Mamede e siga as placas até à Pia do Urso. É aqui o seu ponto de partida.


88

|

guiadepercursospedestresebtt

Pista Alqueidão da Serra 1 | Porto de Mós

Cabeço da Vaca

Valicova

Grau de dificuldade

A pista não é muito rápida, quando comparada com as outras existentes no concelho, mas, de qualquer forma, chama-se à atenção para os obstáculos existentes no percurso. Exige um elevado nível de técnica de condução e possui uma zona de supercross, com seis saltos seguidos. O piso é estável e as pedras existentes estão firmes.

Distância 1,2 km Partida Valicova Chegada Cabeço da Vaca, Alqueidão da Serra Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Porto de Mós Como chegar À saída de Porto de Mós, em direcção a Alqueidão da Serra, vai encontrar um parque de merendas, pouco depois de São João Batista. É o ponto de partida, virado para o vale que se encontra à direita.


guiadepercursospedestresebtt | 89

Ferraria S. João – Cercal – Figueiró dos Vinhos Cabeço de Madeiró

Ferraria de S. João

Centro de BTT

Favacal O percurso tem uma forma de “oito” passando ao quilómetro 8,3 pelo Centro de btt. O início segue o vale da Ribeira das Ferrarias, passa pela aldeia do Cercal e desce para a aldeia do Favacal. O percurso continua com uma subida às Fragas da Lagoa e uma vista privilegiada sobre o vale da Ribeira do Farelo. Na segunda parte do percurso, alcança-se o alto panorâmico da Capela de S. João do Deserto e passa pela Tarrasteira.

Cercal

Distância 20 km Partida Ferraria de São João, Penela Chegada Cercal, Figueiró dos Vinhos Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Figueiró dos Vinhos Como chegar: No sentido Pombal – Ansião (IC8), corte para o IC3, sentido Penela. Ao chegar à localidade de Venda dos Moinhos, corte à direita até Ferraria de S. João.


90

|

guiadepercursospedestresebtt

Ciclovia das águas | Óbidos

Barragem do Rio Arnóia (Gaeiras)

Aqueduto

Gracieira

O percurso leva-nos até Gaeiras, uma das freguesias com maior desenvolvimento no concelho. Aqui encontra a barragem do rio Arnóia, que abastece os campos agrícolas vizinhos. Aconselha-se a realização deste traçado apenas de bicicleta. Pelo caminho pode ficar a conhecer um aqueduto do século XVII, na freguesia da Usseira, que liga a localidade a Óbidos, ao longo de três quilómetros. Este monumento está classificado desde 1962, pelo Instituto Português do Património Arquitectónico, como um Imóvel de Interesse Público.

Usseira

Salgueiro

Grau de dificuldade

Distância 13,5 km Duração 3 horas Partida Aqueduto de Óbidos Chegada Barragem do rio Arnóia - Gaeiras Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Óbidos Como chegar Siga pela A8, e saia em Óbidos. Continue pela EN114 até ao Aqueduto.


guiadepercursospedestresebtt | 91

Freixial - Arrabal | Leiria Martinela Parracheira Museu Fotográfico do Arrabal

Casal de Baixo

Numa organização conjunta do Museu Etnográfico do Arrabal e da Airbike, o percurso convida-o a conhecer melhor a freguesia do Arrabal. Uma zona verde do concelho de Leiria, com a Senhora do Monte mesmo ao lado. No final do passeio aproveite para visitar o Museu que se encontro no ponto de partida.

Casal de Cima

Chainça

Grau de dificuldade

Distância 23,5 km Duração 3 horas Partida Museu etnográfico do Arrabal Chegada Museu etnográfico do Arrabal Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Leiria Como chegar A partir de Leiria, siga em direcção a Fátima pela EN113. Na localidade de Cardosos, antes de chegar à ponte da A1, vire à direita para o Arrabal. Nota: Pode descarregar coordenados de GPS na página da Airbike, em www.airbike.net


92

|

guiadepercursospedestresebtt

Ferraria S. João - Campelo | Figueiró dos Vinhos

Vale de Cabras

Campelo Silveira Pequena

Centro de BTT Ferraria de S. João Bouça O percurso não é muito longo mas é exigente. Tem fortes desníveis com uma parte final bastante dura. Após a cumeada da Serra da Lousã, em altitudes entre os 800m e 900m, desce vertiginosamente para a aldeia de Alge e atravessa Campelo, aldeia onde existe um restaurante no viveiro de trutas. A partir daqui o percurso sobe, torna-se mais exigente. Prepare-se para declives até 30 por cento.

Abrunheira Grau de dificuldade

Distância 48 km Partida Ferraria de S. João, Penela Chegada Campelo, Figueiró dos Vinhos Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Muito difícil Concelho Figueiró dos Vinhos Como chegar No sentido Pombal – Ansião (IC8), corte para o IC3, sentido Penela. Ao chegar à localidade de Venda dos Moinhos, corte à direita até Ferraria de S. João.


guiadepercursospedestresebtt | 93

Pista Alqueidão da Serra 2 | Porto de Mós

Cabeço da Vaca Valicova

Grau de dificuldade

A pista inicia-se no mesmo local da pista de Alqueidão da Serra 1, mas divide-se a meio. A partir daqui, ganha-se velocidade e existem três “drops” (descida muito pronunciada) com uma altura superior a dois metros. Cuidado especial com os obstáculos que existem no caminho.

Distância 1,2 km Partida Valicova Chegada Cabeço da Vaca, Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Difícil Concelho Porto de Mós Como chegar À saída de Porto de Mós, em direcção a Alqueidão da Serra, vai encontrar um parque de merendas, pouco depois de São João Batista. É o ponto de partida, virado para o vale que se encontra à direita.


94

|

guiadepercursospedestresebtt

Ferraria S. João - Casal de S. Simão | Figueiró dos Vinhos Lousã Gondramaz

Cabeço de Madeiró

Centro de BTT

Cercal

Ervideira

Casal de S. Simão

Aldeia de Ana de Avis

Grau de dificuldade

Este é um percurso longo, perfeito para um dia inteiro em ambiente de montanha. Sobe ao S. João do Deserto, toma a cumeada da Serra da Lousã, passa pela Aldeia do Xisto de Gondramaz, cruzando também os trilhos de downhill. Nesta zona é necessário ter atenção redobrada. Segue em direcção a Castanheira de Pera e o vale da Ribeira de Pera. Desce às praias fluviais de Ana de Aviz e Fragas de S. Simão. E na última parte, maioritariamente a subir, passa pela Aldeia do Xisto de Casal de S. Simão. O percurso é longo e com poucos pontos de água. Entre o quilómetro 18 e o 50 não existem fontes. A altitude máxima do percurso é de 957 metros. Distância 75 km Partida Ferraria de São João Chegada Casal de São Simão Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Difícil Concelho Figueiró dos Vinhos Como chegar No sentido Pombal – Ansião (IC8), corte para o IC3, sentido Penela. Ao chegar à localidade de Venda dos Moinhos, corte à direita até Ferraria de S. João.


guiadepercursospedestresebtt | 95

Pista da Bezerra | Porto de Mós

Figueiredo Bezerra

É uma pista com um início muito rápido e conseguem atingir-se velocidades superiores a 50 km/h. A partir do meio do percurso, o piso possui muita pedra e inclinações superiores a 20 por cento. Só os praticantes com bastante experiência devem utilizar esta pista. Com condições meteorológicas húmidas, a atenção deve ser redobrada.

Grau de dificuldade

Distância 3,2 km Partida Bezerra Chegada Figueiredo Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Muito difícil Concelho Porto de Mós Como chegar Parta de Porto de Mós, pela EN362, até Serro Ventoso. Siga à direita para Bezerra.


96

|

guiadepercursospedestresebtt

Carreira d’Água - Barosa / Leiria Barosa

Albergaria

Mouratos

Pernelhas

Vale do Horto

Costa de Baixo

Grau de dificuldade

Um pequeno percurso de BTT ajuda-o a fugir das estradas principais do concelho e contactar com a natureza. Com partida do parque de merendas da Barosa, em Carreira d’água, passe por Parceiros, Mouratos, Cavalinhos, Pernelhas, Pocariça, Maceira, Albergaria e regresse ao ponto de partida. Trilhos com algumas surpresas e alguma inclinação no interior do pinhal são barreiras que vai ter que ultrapassar.

Distância 27 km Duração 2 horas Partida Carreira d’Água, Barosa Chegada Carreira d’Água, Barosa Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Leiria Como Chegar Na EN 242, no sentido LeiriaMarinha Grande, encontra um cruzamento à direita para a freguesia da Barosa. O seu ponto de partida é Carreira d’Água, o parque de merendas. Nota Pode descarregar coordenados de GPS na página da Airbike, em www.airbike.net

B


guiadepercursospedestresebtt | 97

Chão de Couce - Alvaiázere | Ansião Chão de Couce

Lisboinha

Venda do Negro Pousaflores

Serra do Castelo

Santiago dos Ariques Serra dos Ariques

Marrugueira

Alvaiázere

Alvaiázere

Boucinhos Bolinho

Aldeia do Bolinho

Mata

Grau de dificuldade

Com início na praça da localidade, admire várias espécies de árvores, algumas delas centenárias, ao longo da EN110. Já em Pousaflores pode admirar os ciprestes e pequenas manchas de carvalhos. Mas é ao chegar ao cimo da Serra de Alvaiázere que os pedestrianistas podem ter acesso a um miradouro com relógio solar, onde poderá desfrutar de magníficas vistas sobre o vale, onde predominam a oliveira, o milho e a vinha. Este é o ponto mais alto do maciço calcário de Sicó, com 618 metros de altitude.

Distância 31 km Duração 4 horas Partida Praça de Chão de Couce Chegada Alvaiázere Época aconselhada Todo o ano, excepto durante os dias mais quentes ou muito chuvosos. Grau de dificuldade Médio Concelho Ansião Como chegar Se vier de Leiria, apanhe o IC8 até Ansião. Saia para a EN110, até à Praça de Chão de Couce.


98

|

guiadepercursospedestresebtt

Fontes - Cortes | Leiria

Arrabal Pé da Serra

Sra. do Monte Reixida

Casal dos Lobos

É na localidade de Fontes, freguesia de Cortes, que nasce o rio Lis. Um elemento importante para a população local que durante anos utilizou este recurso para irrigar as terras agrícolas. A primeira parte do trajecto é sempre em subida, até Casal dos Lobos, depois começa a descida até ao miradouro da Senhora do Monte, onde se encontra uma capela quinhentista sobressaíndo do Pé-da-Cabeça-do-Bom-Dia. Nos dias mais claros, o mar consegue-se avistar deste topo. Ainda nas Cortes visite a Casa Museu João Soares e os vinhedos, pomares e mata de pinhais que rodeiam a freguesia.

Grau de dificuldade

Distância 26 km Duração 3 horas Partida Associação Recreativa e Cultural Nascente do Lis Chegada Associação Recreativa e Cultural Nascente do Lis Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Difícil Concelho Leiria Como Chegar A partir de Leiria, siga em direcção a Zambujo e Cortes. Continue em frente pela Avenida do Lis e corte à direita para a Estrada do Lis. Encontra a sede da Associação. Nota Pode descarregar coordenados de GPS na página da Airbike, em www.airbike.net


guiadepercursospedestresebtt | 99

Alvados | Porto de Mós

Alto dos Alvados

Centro de Actividades ao Ar Livre

Alvados

Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros

Grau de dificuldade

A Primavera e o Verão são as melhores estações para realizar este percurso. Aconselhado como um passeio de domingo, pela Airbike, atinge 518 metros de altitude, ao quilómetro 8, a subir para o Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros.

Distância 17 km Duração 2h30 Partida Centro de Actividades ao Ar Livre de Alvados Chegada Centro de Actividades ao Ar Livre de Alvados Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Difícil Concelho Porto de Mós Como Chegar Sair do IC2, em direcção a Porto de Mós. Utilize a estrada que liga a Mira de Aire (EN243) e Alvados fica a cerca de dez quilómetros do lado direito. Nota Pode descarregar coordenados de GPS na página da Airbike, em www.airbike.net


100

|

guiadepercursospedestresebtt

Leiria – Reguengo do Fetal 1 | Leiria Parque do Mercado de Leiria

Zambuja Cortes

Barreira

O trajecto não é dos mais difíceis de realizar mas existe a possibilidade de se confundir com o traçado, tantas as ocasiões em que o percurso se cruza. Siga com atenção as coordenadas do GPS, que aconselhamos que transporte consigo, e desfrute da paisagem que Zambujo, Alqueidão, Alcaidaria, Lapa Furada, Reguengo do Fetal e Barreira têm para lhe oferecer.

Grau de dificuldade

Alcaidaria

Casal dos Lobos

Reguengo do Fetal

Distância 44 km Duração 3h30 Partida Estacionamento do Mercado de Leiria Chegada Estacionamento do Mercado de Leiria Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Leiria Como chegar Saia do IC2, junto ao Estádio Municipal de Leiria. O ponto de encontro é o estacionamento do Mercado de Leiria junto aos Jardins do Lis, na ponte do Arrabalde. Nota Pode descarregar coordenados de GPS na página da Airbike, em www.airbike.net


guiadepercursospedestresebtt | 101

Leiria – Reguengo do Fetal 2 | Leiria Parque do Mercado de Leiria

Zambujo

Polis

Barreira

Alqueidão

Reixida Andreus Rio Seco Alcaidaria

Este é o segundo traçado com o destino de Reguengo do Fetal, mas o circuito é diferente do anterior. O trilho passa por estradão, terra batida e pedra e atinge o ponto mais alto (408 metros) em Casal dos Lobos. Aproveite para descansar um pouco nesse ponto, porque depois o traçado faz-se sempre em descida até Leiria.

Grau de dificuldade

Casal da Pedreica Reguengo do Fetal Lapa Furada

Distância 40 km Duração 3h30 Partida Estacionamento do Mercado de Leiria Chegada Estacionamento do Mercado de Leiria Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Leiria Como chegar Saia do IC2, junto ao Estádio Municipal de Leiria. O ponto de encontro é o estacionamento do Mercado de Leiria junto aos Jardins do Lis, na ponte do Arrabalde. Nota Pode descarregar coordenados de GPS na página da Airbike, em www.airbike.net


102

|

guiadepercursospedestresebtt

Porto de Mós - Alvados | Porto de Mós

S.João Baptista Porto de Mós

Ribeira de d Cima Ci Pragais Alcaria

Alvados

Uma cidade já bastante conhecida pelos amantes das duas rodas, leva-o a um passeio pela serra. Em estradão e trilhos de pedra, tem uma altitude acumulada de 590 metros. No alto da serra consegue observar a Fórnea.

Grau de dificuldade

Distância 22,5 km Duração 3 horas Partida Jardim de Porto de Mós Chegada Jardim de Porto de Mós Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Médio Concelho Porto de Mós Como chegar Sair do IC2, em direcção a Porto de Mós, pela EN243. Siga pela Avenida de São Pedro e depois pela Rua da Liberdade. O jardim fica à direita. Nota Pode descarregar coordenados de GPS na página da Airbike, em www.airbike.net


guiadepercursospedestresebtt | 103

Rota dos Melgas | Leiria Campos do Lis

Ponte A17 Amor

Barreiros

Conhecer as áreas agrícolas do Lis é um excelente passeio de bicicleta para um domingo de manhã. A Rota dos Melgas (clube de Btt, cicloturismo e velocidade da colectividade) pode ser um passeio divertido, realizado em grupo e num ambiente bastante descontraído.

Campos do Lis Barosa

Grau de dificuldade

Distância 36,5 km Duração 2h30 Partida Clube Recreativo e Cultural 22 Junho/ Amor Chegada Clube Recreativo e Cultural 22 Junho/Amor Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Fácil Concelho Leiria Como chegar A partir de Monte Real, siga pela EN349-1, durante cinco quilómetros. Em Amor, vire à esquerda em direcção ao campo de futebol do 22 Junho.


104

|

guiadepercursospedestresebtt

Leiria - Rio Maior | Leiria

Leiria Parceiros Zambujo Golpilheira

Reixida Batalha Reguengo do Fetal

Casais dos Vales Porto de Mós

Vale Figueirinhos Serro Ventoso

Parque Natural de Serra de Aire e Candeeiros Valverde

Mosteiros Alqueidão

Pé da Serra

Salinas de Rio Maior

Distância 126 Km Duração 10 horas Partida Estacionamento do Mercado de Leiria Chegada Estacionamento do Mercado de Leiria Época aconselhada Todo o ano Grau de dificuldade Muito difícil Concelho Leiria Como chegar Saia do IC2, junto ao Estádio Municipal de Leiria. O ponto de encontro é o estacionamento do Mercado de Leiria junto aos Jardins do Lis, na ponte do Arrabalde.


guiadepercursospedestresebtt | 105

Grau de dificuldade

É o maior percurso apresentado pela Airbike, o que se reflecte também no grau de dificuldade e no esforço exigido. Atravessa quatro concelhos (Leiria, Batalha, Porto de Mós e Rio Maior) e tem como objectivo admirar as Salinas de Rio Maior. A primeira parte do percurso é feita em trilho de terra batida, empedrados da Serra dos Candeeiros, mas dado o esforço exigido, o regresso é todo ele feito pela EN362, em estradão.


106

|

guiadepercursospedestresebtt

Opinião

Conselhos essenciais para quem quer praticar BTT Começando pela bicicleta, para quem se inicia, não achamos importante definir qual o equipamento que a equipa, pois no dia-a-dia de quem pratica a modalidade é que se vão sentido as limitações de determinados componentes, dependendo sempre das disponibilidades financeiras de cada um para efectuar melhoramentos.

1 Alexandre Domingues Presidente da direcção da Airbike – Associação de Ciclismo

O BTT tem riscos naturais diferentes de grande parte das modalidades. Assim, é importante utilizar algum equipamento de protecção, tal como o capacete, óculos e luvas, prevenindo males maiores em eventuais quedas. É completamente desaconselhado andar sozinho, pela fraca acessibilidade e isolamento de grande parte das zonas por onde se pratica BTT.

2

Para quem se quer iniciar no BTT, além da bicicleta como elemento principal na prática deste desporto, são necessários alguns cuidados essenciais de mecânica, segurança e alimentação.

É essencial por motivos de azares mecânicos cada pessoa transportar pelo menos uma câmara de ar, bomba de ar e um kit de ferramentas, e já agora, aprender a utilizar estes acessórios.

3

A alimentação e hidratação tem uma importância maior, se compararmos com grande parte dos desportos, pela intensidade e duração de cada passeio ou até competição. Por norma, são várias horas a andar de bicicleta, em que uma má alimentação e desidratação poderão criar situações complicadas de quebra energética e em casos mais graves, falência de órgão vitais. Há uma máxima que tentamos levar à risca: “Deve-se comer sem ter fome e beber sem ter sede”. É importante ir comendo e bebendo líquidos com regularidade. Deve-se levar uma bebida isotónica ou água, e barras energéticas ou de cereais, sempre em quantidade adequada para a intensidade e duração do passeio que se vá fazer.

4


guiadepercursospedestresebtt | 107

5

Para quem usar GPS, não esquecer levar pilhas suplentes…

Além deste cuidados todos, importante será dizer que se deve consultar um médico para se efectuar os testes adequados para se conhecer a capacidade física para a prática do BTT.

6

E… bons passeios…


108

|

guiadepercursospedestresebtt

Vá caminhar... lá fora O desejo de aventura pode ir mais longe. Depois de conhecer a região, passo a passo, dê um pulo até ao estrangeiro e pratique pedestrianismo lá fora. Conheça algumas sugestões entre as centenas de rotas que existem um pouco por toda a Europa.


guiadepercursospedestresebtt | 109

Rota del Cares, Picos da Europa | Espanha Este será dos percursos mais utilizados nos Picos da Europa. O percurso começa na Posada de Valdeón e vai até Poncebos, acompanhando assim o curso do rio de Caín. A paisagem é única e, claro está, a máquina fotográfica é um dos equipamentos a transportar. Posada de Valdeón e Caín estão em comunicação apenas por uma sinuoGrau de dificuldade sa estrada que se pode percorrer a pé ou de carro. É aqui que também se encontra o Mirador do Tombo, a 830 metros de altura. O caminho segue em direcção à povoação de Caín, onde se começa a vislumbrar a margem País: Espanha direita do rio, um antigo moinho e uma zona Duração: 6 horas Grau de dificuldade: Fácil de pedreiras. O percurso com um traçado mais Percurso: Posada de Valdeón - Caín ou menos plano na parte final termina com um - Poncebos desnível bastante acentuado até Poncebos (200 m), ponto onde acaba o percurso.


110

|

guiadepercursospedestresebtt

Le Revermont, entre vinhos e queijos | França No sudeste de França, esta é uma zona de transição entre a planície e a montanha. Ao longo da passagem pelas localidades, vai encontrar um conjunto de terrenos agrícolas dedicados ao cultivo da vinha, mas também zonas de pasto, onde o gado é uma presença habitual. O vinho foi a fonte de riqueza durante muitos anos na região, sendo substituído depois pela criação de gado. Descubra ainda as paisagens de montanha em Vergnogeat e Mont Blanc. Aproveite também para conhecer a pitoresca localidade de St Laurent-sur-Roche.

País: França, Rhône-Alpes Duração: 1 dia Época aconselhada: Primavera, Verão, Outono Partida: Lons-Le-Saunier Chegada: Ceyseriat Percurso: Etapa 1: Lons-le-Saunier - St-Laurent-surRoche, 4h45 Etapa 2: St-Laurent-sur-Roche - Le Chanelet, 5h15 Etapa 3: Le Chanelet - Vergongeat, 7h30 Etapa 4: Vergongeat - Treffort-Cuisiat, 7h30 Etapa 5: Treffort-Cuisiat - Ceyzériat, 4h15


guiadepercursospedestresebtt | 111

Caminho de Santiago de Compostela | Espanha Associado a peregrinações, o Caminho de Santiago corresponde a uma Grande Rota. Os espanhóis incluem este traçado na história do país. Mas os traçados espalham-se um pouco por toda a Europa, desde Portugal até ao Norte da Europa. O Caminho de Santiago atingiu o máximo esplendor nos séculos XI e XII, Grau de dificuldade e depois após a contra-reforma no início do século XVII por Portugal. Foi declarado como o Primeiro Itinerário Cultural Europeu (1987) e Património da Humanidade em 1993. País: Espanha Com início em S. Jean Pied de Port, e a reaDistância: Aproximadamente 800 km Grau de dificuldade: Médio lizar cerca de 50 quilómetros por dia, passará Percurso: S. Jean Pied de Port – Santiago de por regiões como Larrazoaña, Estella, Burgos, Compostela Carrión de los Condes, León, Astorga e Santiago de Compostela.


112

|

guiadepercursospedestresebtt

Canero | Espanha O percurso é bem sinalizado o tempo todo. E permite desfrutar de uma vista sobre o Rockwall de Amuesa, Albo Pico e a aldeia de Sotres. É um trilho sobretudo montanhoso, com grandes zonas de pastagens, salpicadas com pequenas casas. Encontra ainda zonas de escarpas, subidas bastante íngremes e um traçado bastante acidentado. Pare a meio para admirar a encosta de Jou Lluegu (1550 m), o Naranjo de Bulnes, Las salidas de Bulnes e Sierra del Cuera. País: Espanha Pode começar o percurso em Invernales Distância: 14km Duração: 4h30 Texu, mas a maioria das pessoas prefere Percurso: Canero - Collado de Pandébano Canero. Majada de La Terenosa - Collado Jou Lluegu - Vallejo - Refugio de Urriellu - Canero


guiadepercursospedestresebtt | 113

Pelion | Grécia Imagine montanhas, florestas, miradouros, zonas de banho. Enfim, as condições ideais para um passeio por Pelion, na Grécia. Esta é uma península montanhosa, com 1.600 metros de altitude. No Inverno, o manto branco cobre toda a região e, no Verão, são as oliveiras quem domina o terreno. Existem ainda 24 aldeias perdidas na montanha, ricas em cultura, história e tradição.


114

|

guiadepercursospedestresebtt

Monte Canigou, Catalunha | Espanha O clima típico dos Pirenéus torna a região única. A chuva abate-se sobre as montanhas , as nuvens emaranham-se nas árvores, as estradas transformam-se em espelhos e o frio entra no corpo. De Inverno, a neve começa nos cumes e desce até às aldeias, terminando nos riachos e cascatas. No Verão, torna a temperatura mais fresca. Conheça as termas de Molitg-les-Bains, Amélie-les-Bains e Vernet-les-Bains. A saída é em St. Joan de les Abadesses, na Catalunha, com passagem em Prats-de-Mollo, Valmanya e o monte Canigou, conhecido como a montanha-mãe. De lá de cima, um olhar sobre o horizonte é a recompensa. A 2.784 metros, num dia claro abrange-se os Pirenéus e o Mediterrâneo. Dois miradouros assinalados por cruzes metáPaís: Espanha licas mostram-nos, de um lado, VernetÉpoca aconselhada: Todo o ano les-Bains e outras aldeias espalhadas pela Partida: St. Joan de les Abadesses Chegada: Monte Canigou planície do Roussillon, até ao mar.


guiadepercursospedestresebtt | 115


116

|

guiadepercursospedestresebtt

Geocaching: em busca do tesouro escondido

Vamos dificultar a tarefa. Depois de percursos com altos e baixos, montanhas e ribeiras, a pé, de bicicleta ou até de cavalo, eis que juntamos um ingrediente a este bolo: o “geocaching”. Sozinho ou em grupo, esta “nova” actividade que conquista adeptos, leia-se “geocachers”, todos os dias, permite-lhe descobrir novos lugares, com paisagens deslumbrantes em espaços mesmo ao lado de sua casa. O que é que precisa? Um GPS, uma pitada de orientação e vontade para a aventura. O “geocaching” trata-se de um jogo mundial, para utilizadores de GPS. O objectivo passa por encontrar um “tesouro”, isto é, um recipiente chamado “cache”. Depois, segue as coordenadas que encontra no interior do recipiente e regista a sua passagem no caderno de apon-

tamentos. Artur Gomes, de Leiria, teve o primeiro contacto com o “geocaching” há três anos quando comprou um GPS para o acompanhar nos seus passeios de BTT. “Na altura não liguei muito ao “software”, mas há cerca de um ano, durante um passeio, encontrei alguns amigos que estavam à procura de “caches” e também comecei à procura, conta. Mas como todos os jogos, este também tem regras. Ao retirar um objecto de um recipiente, deve colocar outro em sua substituição. A acção deve ser registada no caderno de apontamento e no portal oficial do “geocaching” (www.geocaching.com), para que outros tenham a possibili-


guiadepercursospedestresebtt | 117

dade de encontrar a “cache”. Para quem tropeça nas “caches” e nunca contactou com o jogo, as indicações dos mais experientes recomendam que o recipiente não seja danificado ou retirado do local onde se encontra. O verdadeiro tesouro é encontrar a “cache” e partilhar com os restantes “geocachers”. Esta é uma excelente forma de começar a praticar a actividade. E quem sabe depois de encontrar “caches”, pode começar a colocar outras em locais com história, cultura e interesse paisagístico para a sociedade. As “caches” de Artur Gomes estão na cidade de Leiria. Perto de cem pessoas já encontraram a que se encontra na Ponte do Arrabalde, à entrada da cidade. “Procuro colocar as caches em locais originais e perceber que existe interacção e as pessoas entram no espírito do “geocaching””, refere, apesar de recentemente ter desactivado um recipiente que tinha sido destruído. Esta é uma das “barreiras” que tem impedido João Dias, de Leiria, de colocar “caches”. “É muito exigente a criação de uma “cache”. Exige manutenção constante e por agora ainda não me sinto preparado para criar nenhuma”, indica. Apesar disso, as viagens ao estrangeiro têm permitido a João Dias conhecer novos mundos cá dentro e lá fora. A praticar “geocaching” há ano e meio, o seu mapa já tem registos um pouco por todo o país, Espanha, Itália, Croácia, Estados Unidos, entre muitos outros. “O bom da actividade é que podemos andar a pé, ficamos a conhecer sempre mais qualquer

coisa, sobretudo nas zonas mais altas, onde as paisagens são deslumbrantes. E se o “geocaching” for feito dentro das normas para as quais foi criado, é fácil de praticar e cativante”, acrescenta Artur Gomes. As montanhas e zonas mais serranas também são as preferidas de João Dias, quer pelo grau de dificuldade que apresentam, quer pela adrenalina em subir a locais mais altos e aventureiros. Todavia, o “geocaching” é feito apenas em grupo, mantendo um espírito de aventura e, ao mesmo tempo, as regras básicas de segurança. Este mês, o “geocaching” celebrou dez anos de existência e juntou perto de 700 praticantes na Malveira, Mafra, e assinalou mais 50 novas “caches”, com novos desafios e aventuras.

Curiosidades X 1.071.601 caches activas X 3 a 4 milhões de geocachers por todo o mundo X 4.273.003 inscrições realizadas no último mês


118

|

guiadepercursospedestresebtt

Tipos de Caches

Cache tradicional É a típica cache, que consiste numa caixa que contém no seu interior um bloco onde pode registar o que encontrou. No interior encontra ainda um objecto que pode levar, desde que deixe outro em troca. As coordenadas referidas on-line indicam precisamente a localização da cache.

Multi – cache Pode ser uma como podem ser dezenas. Ao descobrir a primeira “cache”, vai receber dicas para uma segunda cache e depois uma terceira e por aí fora. São consideradas multi-caches e pretendem abranger toda uma área e não apenas uma localização.

Puzzle Caches Encontrar esta cache passa por resolver um enigma. Quem procurar por esta “cache” tem não só que a encontrar como resolver enigmas complicados e complexos. A resolução dos enigmas dá-lhe as coordenadas para chegar ao local certo.

Letterbox Esta é uma forma alternativa de encontrar uma cache. É em forma de mensagem e não de coordenadas. De qual-

quer forma, é possível que encontre a mensagem dentro de uma caixa ou um selo. Tal significa que outros “descobridores” passaram por ali e resolveram deixar a sua marca.

Event cache Pretende assinalar um encontro ou uma organização de geocachers. As múltiplas caches que são colocadas depois da data do evento são retiradas. É uma espécie de concentração de caches.

Cache dos dez anos No mês de Maio, o Geocaching celebrou dez anos. Múltiplas caches começaram a ser colocadas aqui e ali para celebrar o evento. Quando encontrar este símbolo, lembrese que o Geocaching já tem dez anos de vida.

EarthCache Encontrar uma EarthCache significa aprender um pouco mais sobre o planeta. Esta cache apresenta processos, notas e detalhes geológicos e geomorfológicos. Nas indicações da cache são identificadas as coordenadas de latitude e longitude.


guiadepercursospedestresebtt | 119

Como tudo começou

Geo Quê?

Muitos já ouviram falar no novo desporto que tem cativado centenas de pessoas em busca de uma “cache”. Mas o Geocaching não é novo. Este ano, celebra uma década de existência e muitos milhares de caches colocadas. Dave Ulmer foi quem colocou o primeiro “tesouro”, um balde preto, no meio da floresta de Beaver Creek, Oregon, perto de Portland (Estados Unidos da América), e divulgou as coordenadas de GPS. Três dias depois, o objecto já tinha sido identificado por dois utilizadores, que partilharam as experiências na internet.

O nome desta actividade pretende reunir numa só palavra o conceito do planeta Terra e da tecnologia. O perfixo “geo” remete para a Terra e a actividade ligada à natureza. “Caching” num duplo sentido, ligado quer aos mineiros, investigadores e piratas, mas também à tecnologia com “memory cache” utilizadas nos computadores para guardar informação, cada vez que abrimos uma página de internet. Geocaching é assim um conceito que pretende combinar “Terra”, esconderijos e tecnologia, confluindo tudo para uma só actividade.


120

|

guiadepercursospedestresebtt

Ganhe balanço e experimente outros desportos Escalada As características geomorfológicas do distrito de Leiria e concelho de Ourém fazem as delícias dos amantes de escalada. Do calcário ao xisto, muitas áreas escondidas e longe dos olhares dos mais curiosos satisfazem o prazer de quem gosta de escalar. O desporto que só deve ser praticado por pessoas experientes ou amadores, desde que acompanhados por profissionais. Pombal, Figueiró dos Vinhos, Batalha e Porto

de Mós são os concelhos do distrito de Leiria que possuem zonas de escalada, algumas delas procuradas e frequentadas por desportistas de todo o país. Para os interessados na prática da actividade, a Federação Portuguesa de Montanhismo e Escalada tem na página on-line mapas de localização, competições, normas e acções de formação.

Surf, bodyboard, kitesurf Qual o melhor local para a prática de desportos aquáticos? É claro, a costa litoral. A região é rica em zonas propícias à prática do surf, bodyboard, kitesurf e skimming. Basta colocar os pés na areia, agarrar na prancha e ir à procura das melhores manobras. De Verão ou de Inverno, Peniche, Óbidos, Nazaré, Marinha Grande, Alcobaça, Leiria e Pombal são destinos procurados pelos amantes dos desportos radicais. Nos últimos anos, a prática do kitesurf (parapente e prancha) tem vindo a aumentar nas praias da região.


guiadepercursospedestresebtt | 121

Remo, canoagem Pedrógão Grande é um destino por excelência para a prática do remo e canoagem. O concelho é atravessado por três linhas de água. O rio Zêzere, que forma as albufeiras da Bouçã e Cabril, a Ribeira de Pera, cujo caudal dá origem à Praia Fluvial do Mosteiro, e a Ribeira de Mega. O Clube Náutico de Pedrógão Grande (www.clubenauticopg.com) é responsável por actividades e passeios que se organizam no concelho, mas não só.

Espeologia A Espeleologia combina o desporto, a aventura, o lazer na Natureza, a pesquisa e o trabalho científico. É um veículo de eleição para a educação ambiental, e a prática exige uma formação adequada e uma regulamentação precisa. A Serra de Sicó é um lugar apropriado para a prática da espeologia. Rica em cavidades, quase todas as litologias possuem grutas, com especial incidência nos calcários do Jurássico Médio. Eis algumas das cavidades que pode observar: Gruta de Santa Maria da Estrela, Algar das Quintas, Olhos d’Água do Anços, Algar do Burro, Algar da Ervilha, Algar da Lagoa, Abismo de Sicó, Algar do Sancho (Pombal), Gruta da Cerâmica e Olhos d’Água de Ansião (Ansião), Buraca Grande da Porta, Algar da Água e Olho do Tordo (Alvaiázere).

Parapente A prática do parapente é muito frequente no concelho de Porto de Mós, mais concretamente na freguesia de Alvados. A localização geográfica é uma das grandes vantagens do local para a prática deste desporto, sobretudo no Outono e na Primavera. A par dos percursos pedestres, BTT, o parapente apresenta-se como outra alternativa para conhecer o território portomosense, para além de um olhar pouco frequente sobre o Parque Natural da Serra de Aire e Candeeiros.


122

|

guiadepercursospedestresebtt

Pronto dos pés à cabeça Os especialistas recomendam um calçado e vestuário prático, confortável e leve. Não se esqueça que tanto pode ter que subir um monte, uma muralha, como atravessar uma ribeira. As aventuras nos percursos pedestres e de BTT não terminam por aqui. O calor, o vento, o frio e a chuva também ocupam o seu lugar e têm uma influência determinante na realização do trajecto com sucesso. Certifique-se que tem o equipamento necessário e adequado para as suas aventuras na região. Não é preciso gastar muito dinheiro. É sim, preciso ter o equipamento adequado.

Botas - ligeiras, de preferência impermeáveis, de cano alto para proteger os tornozelos. Devem ser maleáveis e ter uma boa aderência a todo o tipo de pisos. As mais conhecidas são as botas de “trekking”. Caso prefira, opte por umas sapatilhas, que tenham aderência ao terreno e sejam impermeáveis. Escolha um número acima do seu para que possa usar dois pares de meias, de forma a evitar bolhas nos pés.

Meias – Utilize dois pares de meias normais. As de fora devem ser mais grossas e as de dentro mais finas para deixar o pé respirar. Devem ser de algodão ou lã e nunca de fibras, sem costuras e sem calcanhar. Os mais experientes utilizam meias grossas de “trekking”.

Calças – As calças desportivas são preferíveis aos calções, mesmo durante o Verão. Protegem as pernas da vegetação que existe nos percursos e, em caso de queda, também protegem. De qualquer forma, pode levar calções por baixo das calças e tirá-las se tiver calor e a vegetação o permitir. Devem ser folgadas, resistentes e deixar passar a expiração.


guiadepercursospedestresebtt | 123

Chapéu – No Verão aconselha-se um boné ou um panamá. No Inverno, um gorro. Para além da protecção pela exposição ao sol, o chapéu serve também para proteger as orelhas. T-shirt – utilize tecidos que absorvam a transpiração (de capilene ou “polypropylene”). Se preferir de algodão, leve uma extra, visto que têm tendência para ficar molhadas com o exercício. Podem ser de cor ou brancas.

Garrafa de água – Não é necessário levar cinco litros de água, mas também não convém esquecerse de transportar líquidos. As garrafas térmicas são práticas, mantêm a água fresca e podem ser colocadas à cintura.

E não se esqueça de:

- Casaco leve ou camisola - Óculos de sol - Casaco impermeável ou blusão de forro polar - Repelente de insectos - Pomada para as bolhas - Um bastão para ajudar na caminhada - Equipamento de emergência para comunicação (ex.: telemóvel ou rádio equipado com telefone). Leve outro par de sandálias ou sapatos confortáveis e uma muda de roupa, que pode deixar no carro para utilizar no final da caminhada. Aconselha-se que leve uma t-shirt extra consigo. Equipamento desaconselhável: - Fios e pulseiras ornamentais (podem prender-se na vegetação); - Rádios ou equipamentos que perturbem a serenidade do passeio.


124

|

guiadepercursospedestresebtt

Sinalética Existem quatro marcas/sinais comuns em Portugal e Espanha para identificar os percursos pedestres. Nas Grandes Rotas são utilizadas as cores vermelho e branco, enquanto nas Pequenas Rotas, as mais frequentes, são utilizados o vermelho e o amarelo. Recorde-se que estas indicações podem ajudá-lo ao longo do percurso e no caso de estar perdido. Não as destrua ou danifique. No caso de ir para fora da Península Ibérica, consulte a sinalética utilizada em cada país.

Direcção correcta

Direcção errada

Mudança de direcção

Variante


guiadepercursospedestresebtt | 125

Caminhadas pela internet http://www.camminus.webcindario.com/index.html http://sempreandar.org/index.php/home http://pedestrianismo.blogspot.com/ http://www.foradeportas.com http://www.ocaos.org/ http://solagasta.com http://geocaching-pt.net/ http://www.goandwalk.com/ http://www.geocaching.com/ http://www.caminhadas.web.pt/ http://www.passeiospedestres.web.pt/


126

|

guiadepercursospedestresebtt

Cuidados e conselhos A decisão está tomada. Vai realizar um percurso pedestre e até já escolheu o local. Falta apenas ter conhecimento daqueles que são os cuidados e conselhos básicos para o esforço que irá dispender. No final, será recompensado com a beleza natural que os percursos pedestres e trilhos de BTT o levam a percorrer. As regras são para cumprir, pois só assim é possível voltar uma e outra vez, e encontrar a fauna, a flora e o património nas melhores condições.

X

Informe-se sobre a previsão meteorológica.

X

Respeite as normas de segurança e preservação existentes nas Áreas Protegidas.

X

Se preferir, utilize roupa reflectora.

X

Respeite as povoações e áreas cultivadas por onde passar, bem como as tradições, usos e costumes.

X

Não danifique ou apague as placas de sinalização ou marcações.

X

Não abandone vidro, plásticos, latas ou quaisquer outros resíduos. Guarde-os na mochila e coloque-os nos locais apropriados.

X

Não leve recordações ambientais para casa, nem mesmo uma flor ou uma pedra. A fauna e a flora têm locais próprios, com características únicas para se desenvolverem e procriarem. Não contribua para a sua extinção.

X

Evite gritar ou falar em voz alta para não perturbar a fauna.

X

Não realize os percursos sozinho e, antes de partir, informe alguém sobre qual o caminho que vai percorrer.

X

Evite locais com pouca iluminação.

Calcular distâncias A distância percorrida por uma pessoa apenas pode ser calculada de uma forma aproximada, dado que ela depende muito da velocidade à que se desloca. Regra geral, são precisos 10 minutos para percorrer um quilómetro em terreno plano. Tenha em atenção que os objectos parecerem mais próximos quando: - Estão muito iluminados; - Se situam para além de um lençol de água ou neve; - Se encontram numa cota superior ou inferior à nossa. E parecem mais longínquos quando: - Estão ensombrados; - Se localizam para lá de um vale; - A cor do fundo é a mesma; - Sempre que estamos deitados ou ajoelhados; - Nas neblinas de calor.


guiadepercursospedestresebtt | 127

X

Cuidado com o gado… não se aproxime demasiado.

X

Circule sempre pelos caminhos e trilhos traçados, evitando o corta mato, pois destrói a vegetação e aumenta a erosão.

X

Leve sempre consigo uma ligeira refeição, uma fruta, água ou bolachas e alimente-se a meio do percurso.

X

Use vestuário desportivo, bem como calçado e chapéu práticos e confortáveis. Devem ser leves e dar-lhe liberdade de movimento.

X

A companhia pode ser motivadora. Faça as suas caminhadas com os seus amigos ou com o cão, mas contextualize-se primeiro do tipo de percurso que vai fazer.

X

Faça planos detalhados das caminhadas e escreva-os. Inclua quando, onde, com quem, quanto tempo, a que intensidade, com que frequência vai caminhar, o que viu e gostou.

X

Não transporte peso excessivo.

X

Caso tome medicação (para diabetes, asma, etc.), leve-a sempre consigo caso necessite numa emergência.

X

Leve uma t-shirt para trocar depois de realizar a caminhada como forma de evitar que a roupa suada seque no seu corpo.

X

Feche todas as cancelas que porventura tiver de abrir.

X

Respeite a propriedade privada… os campos têm dono.

X

Não faça lume.

X

Seja afável com os habitantes locais. Um “bom dia” ou “boa tarde” é meio caminho andado para dois dedos de conversa com os locais.

X

Tenha sempre à mão uma carta e uma bússola, ou outro meio de orientação.

X

Em percursos de maior grau de dificuldade, economize forças evitando falar.

X

Tenha alguns conhecimentos básicos de socorrismo.


128

|

guiadepercursospedestresebtt

Contactos ACROM - Pedais a fundo Telefone: 916 155 514 Email: brunoalex_pereira@hotmail.com acrom.outeirodasmatas@gmail.com

Aldeias de Xisto - ADXTUR - Agência Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto Morada: Casa Grande - Centro Dinamizador das Aldeias do Xisto, 6230-137 Barroca

Adventure by You Telefone: 262 562 107 Email: geral@adventurebyyou.pt/ Site: www.adventurebyyou.pt

Telefone: 275 647 700 / 960 101 873 Fax : 275 647 701 Email:info@aldeiasdoxisto.pt Site: www.aldeiasdoxisto.pt

AEO- Associação Espeleológica de Óbidos Telefone: 965 062 895 / 918 855 533 E-mail: aeobidos@iol.pt

Associação Académica de Porto de Mós Telefone: 914 040 946 Email: ass.academica.pms@gmail.com

Alburibike Email: acra-alburitel@hotmail.com Site: http//:alburibike.blogspot.com/

Aventura100limites Telefone. 961 452 317 (depois das 20H30) Email: aventura100limites@sapo.pt Site: aventura100limites.blogs.sapo.pt


guiadepercursospedestresebtt | 129

BESTOMONTANHA - Associação Cicloturismo Bestomontanha Morada: Rua Augusto Henriques, nº. 22 2435-256 Freixianda Email: bestomontanha@hotmail.com BTTEAM - Grupo Desportivo e Cultural de Seiça Morada: Tacoaria - Seiça 2490 Ourém Email: luis.augusto.silva@megamail.pt Site: http://www.fss.pt/ BTTOPO - Centro cultural e recreativo do olival Morada: Olival – Ourém Telefone: 917 539 373 / 912 775 001 912 112 835 Email: BTTopo@gmail.com

Casa da Cultura José Bento da Silva Morada: R. Prof Eliseu 2 São Martinho do Porto, 2460-676 Telefone: 262 980 885 Email: casadaculturasaomartinho@gmail.com Centro de Interpretação Cientifico – Ambiental das Grutas da Moeda Morada: Grutas da Moeda, Largo das Grutas da Moeda s/n, 2495-028 São Mamede Telefone: 244 703 838 Fax: 244 703 831 Email: info@grutasmoeda.com Site: www.grutasmoeda.com Clube Sem Limites Natureza e Movimento de Pombal Morada: Apartado 203, 3100 Pombal Telefone: 935 040 676 / 919 702 906 Fax: 244 811 330 Email: semlimites@clubesemlimites.com Site: www.clubesemlimites.com Cordastrong Morada: Carameleiro 3260-308 Figueiró dos Vinhos Telefone: 919 686 166 / 917 777 126 Email: geral@cordastrong.pt Cremalheiras Rolantes - União Desportiva de Gondemaria Email. cremalheirasrolantes@live.com.pt Site: cremalheirasrolantes.blogspot.com/


130

|

guiadepercursospedestresebtt

Go-Outdoor Morada: Edifício da ETP Sicó, Rua do Brasil, nº1 3230 - 255 Penela Telefone: 239 561 392 / 916 428 275 Email.info@go-outdoor.pt Grupo de Cantares do Planalto de S. Mamede Morada: Escola Primária dos Crespos, Rua dos Moinhos, nº 1 - Portela das Cruzes 2495-031 - S. Mamede Telefone: 916 726 059 Email: doplanaltodesaomamede@gmail.com

Liga Amigos de Conímbriga Morada: Conimbriga, 3150-220 Condeixa-a-Velha Telefone: 239 944 764 Naturbike Telefone: 918 187 249 Email: naturbike@gmail.com Pé no Trilho - Associação de Desportos de Montanha Morada: Rua da Escola Velha, nº 9, Alçaria, 2480-011 Porto de Mós Telefone: 916 955 122 Email: info@penotrilho.org Site: http://www.penotrilho.org


guiadepercursospedestresebtt | 131

Quercus - Núcleo Regional de Coimbra Morada: Urb. do Loreto, Lote 8, 5.º - C, 3025-031 Coimbra Telefone: 961 265 947 / 927 986 157 (dias úteis das 21h às 22h) Email: coimbra@quercus.pt Blog: http://quercuscbr.ning.com - Núcleo Regional do Ribatejo e Estremadura Morada: Centro de Educação Ambiental de Ourém, Mata Municipal de Ourém, Apartado 112, 2494-909 Ourém Telefone: 249 544 500 / Fax: 249 543 243 Email: ribatejoestremadura@quercus.pt

Trilhos do Zêzere Sede - Rua José Tavares, nr. 33 e 35 6100 -561 Pedrógão Pequeno Filiais : Caneças - Odivelas, Mercês - Sintra Telefone: 969 397 334 / 919 675 275 Fax: 236 244 956 Email - trilhosdozezere@hotmail.com Site: http://www.trilhos-zezere.com Tok’andar Morada: Câmara Municipal de Porto de Mós - Gabinete do Desporto, Praça da República, 2480-851 – Porto de Mós Telefone: 244 499 608 / 912 587 860 Email: desporto@municipio-portodemos.pt Site: www.municipio-portodemos.pt

Refúgios de Pedra – Associação de Moradores do Casal de S. Simão Morada: Casal de São Simão, 3260-030 Aguda Email: refugios.de.pedra@sapo.pt Sociedade de Instrução e Recreio “Os Pimpões” Morada: Rua Fernando Correia, 2500-810 Caldas da Rainha Telefone: 262 877 740 Fax: 262 845 227 Email: geral@pimpoes.pt Site: www.pimpoes.pt Terras de Sicó - Associação de Desenvolvimento Morada: Largo dos Celeiros, 3, 3105-326 Redinha - Pombal Telefone: 236 912 113/4 Fax : 236 912 115 Email: geral@terrasdesico.pt Site: http://www.terrasdesico.pt

Contactos úteis SOS Emergência

112

SOS Floresta

117

Centro de Informação anti-veneno 217 950 143 Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria 244 860 400 Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém 243 594 240


132

|

guiadepercursospedestresebtt

Guia de Percursos Pedestres e BTT 2010  

Guia de Percursos Pedestres e BTT 2010 no distrito de Leiria, com quase uma centena de sugestões para passear na natureza.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you