Page 1

Autárquicas 2013 O que vou fazer quando for presidente de Bombarral 01 Qual será a sua prioridade se for eleito? 02 Os entraves à instalação de um parque de diversões no concelho, são sintomas de um PDM desajustado? 03 A gravação de uma série televisiva na aldeia do Carvalhal, deve ser um exemplo a replicar para assegurar visibilidade para o concelho? 04 Defina a sua candidatura numa palavra.

Bombarral

Freguesias Carvalhal, Roliça, Pó e União das Freguesias de Bombarral e Vale do Covo Área 91,29 km² População 13.193 habitantes Taxa de desemprego 11,8% Índice de envelhecimento 164,1 % Feriado Municipal 29 de junho Escolas Agrupamento de Escolas Fernão do Pó Serviços Públicos Serviços de saúde, tribunal judicial, finanças, conservatórias do registo civil, comercial e predial, cartório notarial, segurança social Turismo Museu Municipal, Buddha Eden (Jardim da Paz), Companhia Agrícola do Sanguinhal

8

José Manuel Gonçalves Vieira 53 anos Bancário Estado civil Casado Filhos 2 Clube Sport Clube Escolar Bombarralense Figura de referência Francisco Sá Carneiro 01 Melhorar a qualidade de vida dos cidadãos do meu concelho, o que não tem sido fácil, face à situação. A aposta tem sido as infraestruturas, mas a situação atual das famílias obriga a que nos focalizemos nas pessoas. Vamos concretizar o investimento privado que preparámos, combatendo o desemprego e as assimetrias sociais. Estou certo que isto é o que de melhor os cidadãos esperam de nós, apoio social e integração no mercado de trabalho. 02 O PDM foi definido de forma desajustada, mas nós temos ultrapassado os problemas levantados pela sua inadequação. A burocracia continua a imperar neste país, os investimentos, andam de gabinete em gabinete, sem que haja uma solução, ainda que se trate de um investimento superior a 50 milhões de euros e gerador de 300 postos de trabalho. Felizmente, a situação está a um passo de ter o seu desfecho favorável.

Luís Alberto Camilo Duarte 57 anos Professor Estado civil Casado Filhos 3 Clube Benfica Figura de referência Aristides Sousa Mendes 01 Tendo eu, há cerca de cinco anos, iniciado o processo do Parque Temático e não havendo efetivamente neste mandato um avanço significativo num investimento, que dada a sua dimensão e projeção, é crucial para o desenvolvimento do concelho, a minha primeira prioridade será junto do Governo colocar este investimento como um projeto de interesse nacional, para que se possam implementar os instrumentos para a sua rápida conclusão. Também, as medidas de emergência social de apoio às pessoas, serão uma prioridade. 02 Neste caso, o que me surpreende é que há mais de quatro anos se tenha reconhecido a importância do investimento para o desenvolvimento estratégico do concelho, o poder político autárquico local não tenha tido a competência de acionar os meios adequados para ajustar as aptidões de um terreno da propriedade da autarquia às exigências do investimento.

03 Sim. É preciso que a televisão continue a interessar-se pelo Bombarral, ajudando à sua promoção. A novela Beirais na aldeia do Carvalhal, tem sido um fenómeno. Também por ocasião da Volta a Portugal, ao termos conseguido a partida para a primeira etapa deste evento, as televisões vieram até nós. Estamos a conseguir provar que o Oeste não vive só dos cluster´s do mar, do golfe, dos resorts e da restauração de qualidade, como alguns têm defendido. A ruralidade do Oeste tem um elevado interesse turístico e económico e estamos a prová-lo.

03 A escolha do Carvalhal pela RTP para gravação de uma série é o reconhecimento da beleza e da simpatia dos habitantes de uma das aldeias mais bonitas de Portugal. Congratulo-me por essa escolha. Contudo, o impacto destas escolhas só terá sustentabilidade na visibilidade turística do concelho, caso haja um efetivo investimento autárquico na promoção do concelho, apoiado nos investimentos privados existentes, caso do kartódromo (do qual fui o principal responsável político pela sua existência) e do Jardim do Oriente.

04 Confiança.

04 Solidário.

Região de Leiria — 29 agosto, 2013

Maria de los Angeles Vinuesa Peña de Oliveira 55 anos Professora de História Estado civil Casada Filhos 1 Clube Sporting Figura de referência Álvaro Cunhal 01 As prioridades serão: incentivar e facilitar a instalação de empresas e a criação de emprego; criar um programa social sustentado e defender os serviços públicos do concelho. 02 O PDM do Bombarral está desajustado da realidade, não hoje e em função de um parque temático, mas desde a sua génese. Não foi elaborado tendo em conta as necessidades do Bombarral, não foi acompanhado no terreno nem foi discutido com as populações. Foi feito a partir de um modelo teórico e imediatamente se mostrou desadequado. Antes da sua aprovação identificaram-se vários locais que não foram contemplados, o que inviabilizava lá mesmo pequenas obras; começou, por exemplo, por prever um aeródromo cuja razão de ser ninguém conseguiu entender; estabeleceu espaços industriais diminutos ou contíguos a zonas de lazer; não teve em conta os espaços de expansão das nossas aldeias e não priorizou os espaços turísticos. A CDU foi a única força que na Assembleia Municipal recusou a sua aprovação nestes termos e que alertou para os custos e para o tempo que levaria a se proceder às alterações e revisão do PDM. O tempo deu-nos razão. 03 Devemos criar e aproveitar todos os meios que deem visibilidade ao concelho e que permitam promover quem somos e o que temos do ponto de vista natural, cultural e histórico. 04 Honestidade.

Rosa Guerra 51 anos Jurista Estado civil Casada Filhos 1 Clube n.r. Figura de referência Amaro da Costa 01 Promover o desenvolvimento económico do concelho. Temos neste momento um concelho muito obsoleto a nível económico, é preciso atrair investidores, criar postos de trabalho apelativos para que os bombarralenses não se sintam obrigados em se fixar e trabalhar noutros concelhos para conseguirem sustentar as suas famílias. Se o concelho ganha condições e estabilidade económica, tudo o resto vem por acréscimo. 02 Talvez, mas não só. Se o problema se tratasse unicamente de um PDM desajustado, provavelmente a autarquia já o teria resolvido… Quanto a um parque de diversões, tudo o que traga novos visitantes ao Bombarral é um ponto positivo. No entanto, será uma atracção sazonal, que a curto prazo e na situação financeira critica que o concelho vive neste momento não trará grandes benefícios, as pessoas vivem com dificuldades, não visitarão um parque de diversões regularmente de maneira a criar algum lucro para o concelho. Para mim, é fogo de vista para as eleições que se aproximam… Sou uma bombarralense que aguardo com expectativa. 03 Tudo o que dê visibilidade positiva sem acarretar despesa para o concelho, será sempre um benefício. 04 Mudança.


Candidatos à Câmara do Bombarral  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you